Autor Tópico: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio  (Lida 5455 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Huxley

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 519
E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Online: 06 de Janeiro de 2007, 11:12:08 »
Inconformado com as barbaridades científicas ditas em sites dos dois maiores representantes do Criacionismo no Brasil (Dra.Márcia de Oliveira e Enézio Almeida Filho), resolvi encostá-los contra a parede.Os e-mails cujo conteúdo mostrarei a seguir, estarão aguardando respostas.Se eles ignorarem o conteúdo ou simplesmente não responderem as objeções, vai ser uma demonstração que põe em dúvida o discurso "tudo pelo bem da ciência" de ambos.

Lá vai:

--------------------------------------------------------------------------------

Olá, Enézio.
Há alguns meses, você postou um artigo em seu blog que dizia que existiam sites que lidaram e acolheram com seus artigos e isso incluía o dos “neobuldogues”.Naquela época, você viu um que estava em construção, mas agora está totalmente concluído: http://biologiaevolutiva.blogspot.com/2006/03/cones-da-anti-evoluo.html (análise da análise de Enézio sobre os livros-textos, e que serve de base para afirmações a seguir).
A criacionista Dra. Márcia de Oliveira também divide essa “honra” com você:
http://biologiaevolutiva.blogspot.com/2006/04/cones-do-criacionismo-cientfico.html
http://biologiaevolutiva.blogspot.com/2006/06/dra-mrcia-e-o-status-do-criacionismo.html

Claro que não se deve ignorar pessoas como você e a Dra.Márcia (a quem estou enviando um e-mail com conteúdo semelhante).Elas não estão fazendo boa coisa para as pessoas leigas que estudam, lêem ou apenas se preocupam pelo assunto “evolução”.Se muitas pessoas no Brasil acreditam facilmente até que a Terra tem 10 mil anos, obviamente não seria muito difícil algumas acreditarem que distorções de controvérsias científicas, falsos apelos a autoridade,  descaracterizações da teoria evolutiva, acusações malignas a autores de livros de biologia representem críticas científicas a evolução.

Você não se importa em ofender os autores de livro-texto, afirmando que grande parte deles apresentam pelo menos uma fraude em seus livros:as fotos “montadas”de mariposas.Sobre o caso das betulárias inglesas, vou ser direto porque os autores não devem retirar as fotografias: 1)nenhum pesquisador duvida que as mariposas repousam em árvores;(2) o criptismo diferencial é importante, onde quer que as betulárias estejam; (3)os dados disponíveis indicam que as mariposas tem o hábito de pousar nos troncos quando estão nas árvores;(4)não existe diferença visual entre fotos não-montadas (como as de um livro de Majerus de 1998) e as "montadas".Só as asserções 1 e 2 já invalidam a acusação de fraude.Diferentes pesquisadores fizeram experimentos de marcação-recaptura, onde as mariposas tinham tempo para escolher livremente os locais de repouso e isso confirma a asserção 2.Uma foto ilustrativa tem a intenção de mostrar a importância do criptismo para as mariposas e ,neste caso, o que importa são as cores das betulárias e não onde elas descansam.Prova disso é que livros de Ridley (Evolução, 3ªedição) e Majerus também têm fotos de mariposas na parte frondosa das árvores.Além disso, das mariposas achadas em árvores em pesquisas de campo sobre o local de repouso das betulárias, 26% foi a menor proporção (dos trabalhos que conheço) em que elas foram encontradas nos troncos.Aí a discussão se encerra.Veja:
http://www.asa3.org/archive/evolution/199904/0100.html
http://www.asa3.org/archive/evolution/199904/0200.html
A análise de Donald Frack de trechos dos papers publicados mostra: Jonathan Wells os distorce para dizer que a asserção 3 é falsa.Essas distorções também são analisadas no meu artigo do link passado.Você diz no artigo "O MEC não adverte...-Parte 3" que "o retorno das mariposas claras em muitas localidades precedeu às mudanças significantes na cor dos troncos das árvores".Se você se informasse melhor, veria que é discutida na literatura científica outra coisa: as mudanças nas freqüências gênicas na década de 70 igualam-se bem a diminuição da poluição do ar.E mais, uma consultada nas 12 referências do artigo do Discovery Institute que você plagiou (http://www.discovery.org/articleFiles/PDFs/TexasPrelim.pdf), não mostra um único fragmento de evidência que dê suporte a sua afirmação: http://www.talkorigins.org/indexcc/CB/CB601_2_5.html

Quanto aos desenhos de Haeckel, eu nunca os vi nos livros de biologia que já tive acesso (meus livros do ensino médio e todos aqueles da universidade onde estudo).Assim, não posso julgar se a abordagem era meramente histórica ou tentava mostrar evidência de descendência comum, ou ainda “apoiar as idéias de Darwin”.De qualquer forma, quem afirma a última coisa é ignorante porque uma "demonstração" da Lei Biogenética contradiz a seleção natural de Darwin (para o último, a seleção remendava embriões; mas para Haeckel, não!).Minha opinião sobre os desenhos é que eles são descartáveis.Até Futuyma, que discute historicamente as idéias de Haeckel, não recorre aos desenhos em “Biologia Evolutiva”.Ouvi dizer que dois autores fizeram isso e retiraram os desenhos de seu livros-texto mais recente.

Parece que falta você imitar esses dois autores da seguinte forma: retirar as citações fraudulentas utilizadas em seu blog, como a do artigo “Como a Nomenklatura científica esconde a verdade dos fatos contra o FATO da evolução” (http://pos-darwinista.blogspot.com/2006_08_01_pos-darwinista_archive.html ). Caso você não saiba, os únicos que dizem que Gee defende que a paleontologia não pode confirmar hipóteses evolutivas de forma científica são os “fundamentalistas do DI”.É Gee mesmo que diz isso: http://www.ncseweb.org/resources/articles/3167_pr90_10152001__gee_responds_10_15_2001.asp. O que ele chamou de anti-científico foi justamente a paleontologia do elo perdido, aquela que constrói árvores de ancestrais e descendentes.Hipóteses cladísticas não são genealogias de ancestrais e descendentes como você pensa.Espécies fósseis calibram e ajudam a sustentar as árvores filogenéticas, mas usualmente são interpretados como pontas de ramos extintos, não como ancestrais.Isso não quer dizer que formas transicionais não podem ser preditas e encontradas.Mostrar surpresa com a declaração de Gee que a Cladística "cria a arrumação dos fósseis numa ordem que reflete a aquisição gradual" demonstra desconhecimento de sua metodologia.Filogenias da Cladística são baseadas na morfologia.Se a parcimônia é um requerimento dos métodos de construção de árvores e a ordem em que os táxons surgem é uma dedução de uma filogenia, que grande novidade Gee falou?Por outro lado, a estratigrafia fornece dados independentes para a inferência da ordem do surgimento das formas intermediárias e esses dados podem ser comparados estatisticamente com a ordem predita pela Cladística, gerando assim uma predição testável.Enfim, não há nada na declaração de Gee que apóie a asserção que “o neodarwinismo não passa pelo rigor do escrutínio científico”.

Também tem um artigo da Science feito por W.F. Doolittle que foi distorcido.Compare: http://cas.bellarmine.edu/tietjen/Ecology/phylogenetic_classification_and_.htm
http://pos-darwinista.blogspot.com/2006/11/doolittle-falou-e-disse-no-rvore.html
Postular que Doolittle falou que a árvore da vida parecia um gramado é invenção, no máximo ele disse que a história da vida não pode ser representada adequadamente numa árvore.Porque Doolittle falou a última coisa?Toda árvore tem um único tronco.Se organismos unicelulares da evolução primitiva transferiam genes horizontalmente (coisa vista regularmente nos atuais), então a árvore da vida não se origina de um tronco e sim um conjunto emaranhado de ramificações;os pioneiros em reverter o programa integrador de transferência gênica representam as primeiras bifurcações da árvore (Woese,2000:http://www.pnas.org/cgi/content/abstract/97/15/8392) .Além disso, falar em "encontrar a verdadeira árvore da vida" é uma expressão tão estúpida quanto "encontrar o verdadeiro valor da constante gravitacional G" (medidas bem precisas fornecidas por métodos independentes sempre desacordam).Sinto muito, mas W.F.Doolittle é um dos autores de um trabalho que indica congruência com significância estatística entre as filogenias dos principais grupos eucariotos (Metazoa, Rodhophyta, Fungi,Euglenozoa,etc.) construídas por pequenas subunidades do RNA ribossômico e aquelas construídas conjuntamente por 4 proteínas (Baudauf, et al. (2000).A kingdom-level phylogeny of eukaryotes based on combined protein data.Science 290: 972-7).Se quiser ver mais detalhes, é só dá uma olhada na parte 5 do artigo de meu blog que mostrei no início.Outra coisa, cientistas sabem que as discrepâncias entre independentes filogenias nunca são elevadas. Eles usam valores estatísticos para estimar tanto a confiabilidade das filogenias, quanto para calcular a incongruência entre independentes filogenias (os mais populares são, respectivamente, “valor de bootstrap” e “valor de P”).

Eu não tenho formação de biólogo, mas muitos envolvidos nesse assunto (MEC, autores de livros, etc.) terão a oportunidade de saber através de meu blog dos dados falsos que os livros-textos não tem e das afirmações falsas usadas para dizer que eles têm.Até mais.
--------------------------------------------------------------------------------

Olá, Dra.Márcia de Oliveira.

Comecei a procurar seus trabalhos sobre o Criacionismo depois de ver seu debate com Marcus Valério XR, dono do site “Evolução Biológica” (http://www.evo.bio.br) .Na verdade, eu estudei nesses últimos anos muitos sobre o assunto “evolução” até o ponto que eu decidi fazer um blog sobre biologia evolutiva.Eu fiz um blog ao estilo “The Panda’s Thumb”,onde eu pudesse comparar as alegações criacionistas com as evolucionistas.A sra. é uma das que tem citações utilizadas nele.Os artigos seus que analiso são:
http://biologiaevolutiva.blogspot.com/2006/04/cones-do-criacionismo-cientfico.html
http://biologiaevolutiva.blogspot.com/2006/06/dra-mrcia-e-o-status-do-criacionismo.html

Obviamente, algumas citações suas não deixam de me causar surpresa.A senhora defende que a diversidade da população humana e de faunas inteiras podem ter surgido de pequenas populações liberadas da Arca de Noé há alguns milhares de anos.Mas não explica porque os organismos têm vários locos polimórficos, alguns com até 59 alelos.Até onde se sabe, cada locus gênico só cabem dois alelos.Para o Criacionismo explicar muitos polimorfismos genéticos, os genes dos organismos deveriam ter sofrido mutações e ainda por cima se fixado sem gastar a variação genética disponível (seleção e deriva a consome) em pouco tempo.Acho que deveriam existir trabalhos criacionistas abordando essas dificuldades e se a senhora tiver um, me passe.

Abordo esse assunto porque sem variação genética não há evolução adaptativa.Há uma grande diversidade dos animais, existem táxons endêmicos em algumas regiões do planeta (lêmures no Madagascar, tentilhões em Galápagos, espécies australianas etc.).Em Madagascar existem cinco famílias de lêmures e Galápagos tem quatro gêneros de tentilhões.Isso significa que os criacionistas deveriam aceitar bem mais que surgimento de novas espécies, coisa que um de seus artigos não sugeriu.

Por fim, eu queria saber se a Sra. defendeu algum manifesto ao MEC contra os livros didáticos ou contra o ensino da evolução nas escolas.Fiquei sabendo que a Sociedade Criacionista Brasileira (ver manisfesto: http://www.scb.org.br/eventos/2capprof/cartabrasilia.asp) e o Núcleo Brasileiro de Design Inteligente são contra a forma como estão expostas as evidências da evolução nos livros-textos.Pelo que li em debates e entrevistas dos quais a sra. participou, não acho que a sua posição seja de acusar cientistas de desonestidade, mas queria saber algo de sua opinião a respeito.
--------------------------------------------------------------------------------
"A coisa mais importante da vida é saber o que é importante". Otto Milo

Meu blog: http://biologiaevolutiva.blogspot.com

Offline FZapp

  • Administradores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.886
  • Sexo: Masculino
  • El Inodoro Pereyra
    • JVMC
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #1 Online: 06 de Janeiro de 2007, 12:30:10 »
Sir Gustaf, sinta-se à vontade se quiser publicar a estória toda no A Coruja.

Agora não sei se vc é parente do Luís Dantas, que também tem um site excelente. Vamos aguardar os desdobramentos, mas é uma coisa que não podemos deixar de publicar.
--
Si hemos de salvar o no,
de esto naides nos responde;
derecho ande el sol se esconde
tierra adentro hay que tirar;
algun día hemos de llegar...
despues sabremos a dónde.

"Why do you necessarily have to be wrong just because a few million people think you are?" Frank Zappa

Offline Wolfischer

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.331
  • Sexo: Masculino
  • Que sono!
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #2 Online: 07 de Janeiro de 2007, 01:07:01 »
Huxley
Acho que sei por que você não obteve resposta dos dois criacionistas. Você faz perguntas e cita fatos, coisas com que eles não estão acostumados.

Offline N3RD

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.493
  • Sexo: Masculino
  • O tal do "não querer"
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #3 Online: 07 de Janeiro de 2007, 08:51:41 »
Eles não vão responder.
Não deseje.

Fabi

  • Visitante
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #4 Online: 07 de Janeiro de 2007, 17:40:20 »
também...olha o tamanho do e-mail

Offline HSette

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.044
  • Sexo: Masculino
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #5 Online: 07 de Janeiro de 2007, 18:02:11 »
também…olha o tamanho do e-mail

 :biglol:
"Eu sei que o Homem Invisível está aqui!"
"Por quê?"
"Porque não estou vendo ele!"

Chaves

Offline Huxley

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 519
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #6 Online: 07 de Janeiro de 2007, 20:35:58 »
A Dra.Márcia realmente não me respondeu.Quanto ao Enézio… só hoje a noite veio receber o meu e-mail.Não tinha visto que ele tinha anti-spam…Tive que digitar  uma senha e depois confirmar para que pudesse enviar a mensagem.Aguardemos…
« Última modificação: 07 de Janeiro de 2007, 20:38:36 por Huxley »
"A coisa mais importante da vida é saber o que é importante". Otto Milo

Meu blog: http://biologiaevolutiva.blogspot.com

Offline Rafael Augusto

  • Nível 05
  • *
  • Mensagens: 53
  • Sexo: Masculino
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #7 Online: 08 de Janeiro de 2007, 10:24:23 »
Olá de novo!

Apenas gostaria de comentar que Tanto o Enézio como a Dra Márcia são provavelmente bem ocupados (acho que ainda mais que eu!), e portanto não devem ser julgados precipitadamente. Eles podem também decidir não responder por terem outras prioridades, e tenham certeza: responder para foristas não costuma ser prioridade para quem tem obrigações a cumprir! Digo também por mim!

Aguardemos com paciência. Eu aguardo até hoje resposta de Marcus Valério XR (www.evo.bio.br) para meu texto, há 2 anos. Ele disse que se esforçaria para responder em 2006, mas aparentemente não foi possível. Imagina se eu tivesse vossas paciências (ou seria má-fé?!)!

Estimo votos de paz interior e tranquilidade, que permitem a reflexão e devida compreensão.

Rafael Augusto.
"Em terra de cego, quem tem um olho é minoria" - Dr Helcio Werneck
Não esperem minhas mensagens.

Offline Wolfischer

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.331
  • Sexo: Masculino
  • Que sono!
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #8 Online: 08 de Janeiro de 2007, 22:51:46 »
Não conheço o Enézio pessoalmente (talvez tenha sido apresentado), mas a Márcia eu sei que dá muita aula e é coordenadora do curso de "ciências" da unasp.

Offline Nina

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.805
  • Sexo: Feminino
    • Biociência.org
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #9 Online: 10 de Janeiro de 2007, 21:54:37 »
Não conheço o Enézio pessoalmente (talvez tenha sido apresentado), mas a Márcia eu sei que dá muita aula e é coordenadora do curso de "ciências" da unasp.

E leciona Evolução, embora não tenha pós-graduação na área… :roll:
« Última modificação: 10 de Janeiro de 2007, 22:02:38 por Nina »
"A ciência é mais que um corpo de conhecimento, é uma forma de pensar, uma forma cética de interrogar o universo, com pleno conhecimento da falibilidade humana. Se não estamos aptos a fazer perguntas céticas para interrogar aqueles que nos afirmam que algo é verdade, e sermos céticos com aqueles que são autoridade, então estamos à mercê do próximo charlatão político ou religioso que aparecer." Carl Sagan.

Offline Nina

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.805
  • Sexo: Feminino
    • Biociência.org
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #10 Online: 10 de Janeiro de 2007, 22:02:10 »
Olá de novo!

Apenas gostaria de comentar que Tanto o Enézio como a Dra Márcia são provavelmente bem ocupados (acho que ainda mais que eu!), e portanto não devem ser julgados precipitadamente. Eles podem também decidir não responder por terem outras prioridades, e tenham certeza: responder para foristas não costuma ser prioridade para quem tem obrigações a cumprir! Digo também por mim!

Aguardemos com paciência. Eu aguardo até hoje resposta de Marcus Valério XR (www.evo.bio.br) para meu texto, há 2 anos. Ele disse que se esforçaria para responder em 2006, mas aparentemente não foi possível. Imagina se eu tivesse vossas paciências (ou seria má-fé?!)!

Estimo votos de paz interior e tranquilidade, que permitem a reflexão e devida compreensão.

Rafael Augusto.

Rafael, má fé é distorcer fatos para provar para si (ou outros) sua crença, não aguardar ansioso por respostas.

O fato é que qualquer pessoa com o mínimo contato com debates na área sabe que os criacionistas sistematicamente fogem dos mesmos. Ocupados todos somos (uns mais, outros menos, é verdade), mas o fato é que demanda mais que tempo responder a dados embasados em fatos.

;)
"A ciência é mais que um corpo de conhecimento, é uma forma de pensar, uma forma cética de interrogar o universo, com pleno conhecimento da falibilidade humana. Se não estamos aptos a fazer perguntas céticas para interrogar aqueles que nos afirmam que algo é verdade, e sermos céticos com aqueles que são autoridade, então estamos à mercê do próximo charlatão político ou religioso que aparecer." Carl Sagan.

Offline Wolfischer

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.331
  • Sexo: Masculino
  • Que sono!
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #11 Online: 11 de Janeiro de 2007, 00:04:15 »
O doutorado da Márcia é em microbiologia pelo Instituto de Ciências Biomédicas da USP, ela tem portanto conhecimento teórico sobre evolução, necessário para entender a microbiologia.
De qualquer forma, vive como um geógrafo que acredita religiosamente que a Terra é plana, mesmo sabendo que a geografia só faz sentido numa Terra esferoidal.

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #12 Online: 11 de Janeiro de 2007, 07:13:05 »
E isso nos traz de volta à indagação que a Luz fez em outro tópico: o que leva essas pessoas a acreditar nisso, mesmo com toda a bagagem necessária que vai contra tal? Só Orwell explica :-)

Pergunta: essa Márcia faz parte de alguma igreja (corpo diretor etc.), ou é só uma fiel mais entusiasmada? Se sim, qual igreja? Idem para o Enézio.

Offline Wolfischer

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.331
  • Sexo: Masculino
  • Que sono!
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #13 Online: 11 de Janeiro de 2007, 23:07:02 »
A Márcia é membro da Igreja Adventista do 7ºdia, isso deve ser pré-requisito para lecionar no IAE ou na UNASP, já que toda a estrutura da escola segue normas adventistas (sem aulas após as 16:00 de sexta-feira, culto após este horário, algumas atividades acadêmicas no sábado à noite, alimentação seguindo restrições religiosas, etc.)

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #14 Online: 11 de Janeiro de 2007, 23:14:03 »
Adventistas, heim? É, esses costumam ser bem pernósticos. Com freqüência são literalistas do Gênesis. Boa sorte tentando argumentar com um.

Offline Wolfischer

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.331
  • Sexo: Masculino
  • Que sono!
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #15 Online: 11 de Janeiro de 2007, 23:17:50 »
São absolutamente literalistas, consideram todos os outros cristãos como desviantes.
Já argumentei bastante com eles, em duas ocasiões dei palestra na UNASP e foi até divertido.
Faz algum tempo que não tenho contato com a Dra. Márcia (nos encontramos em maio no 5ºSão Paulo Research Conference, sobre evolução), mas assim como ela me presenteou com um exemplar de "A caixa preta de Darwin", eu dei "O poder do mito" para ela.

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #16 Online: 11 de Janeiro de 2007, 23:22:03 »
"A Caixa Preta de Darwin" é uma comédia. Nunca vi tanta falácia junta - nem na Bíblia, ou nos livros da Ellen G. White :-)

E ela dá aulas de microbiologia... só Duplipensando, mesmo. O que, aliás, não é surpresa nenhuma. Cheguei a freqüentar a Igreja Adventista quando garoto (história longa :-)) e os pastores diziam para a gente escrever o que os professores esperavam que a gente escrevesse, conquanto continuasse acreditando na Bíblia.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.749
  • Sexo: Masculino
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #17 Online: 12 de Janeiro de 2007, 00:00:24 »
Eu acho engraçado que literalistas/fixistas citem Behe e cia, quando esses na verdade defendem a ancestralidade comum universal com invenções adaptativas salpicadas nas linhagens por meios misteriosos. Praticamente tudo que os criacionistas já fizeram se resume ao argumento de Paley, que não exclui a ancestralidade comum, mesmo que aceita como conclusão a necessidade de intervenção de um inventor com superpoderes.

Muito pouco fazem para tentar delimitar quais seriam os tipos realmente fixos, apenas há a tendência atual de admitir que não seriam espécies, pois é difícil uma mente minimamente saudável e ciente da numerosidade delas aceitar que tenham cabido num barco apenas, mas fica nisso... dizem que há algum nível de macroevolução-que-na-verade-é-só-micro gerando umas espécies, mas sempre dentro do mesmo "tipo original", mas sem nunca defender o não-parentesco dos tipos originais.

O ápice da ironia disso tudo é que uns inclusive chegaram a admitir a impossibilidade disso, mas que ao mesmo tempo, as evidências de parentesco biológico não provam que necessariamente esse parentesco é real - apenas se for assumido que não foram criações divinas que poderiam por coincidência ser "parentes falsos". Como parte da argumentação disso defendem que em algum nível isso seria obrigatório, por exemplo, assumindo a criação do nada, o primeiro casal ou população de cada espécie criada, traria todas evidências de ancestralidade comum entre os indivíduos, mas teriam todos sido criados do nada. Claro que, a ilusão de parentesco não teria necessidade nem seria esperada em espécies diferentes mesmo assim, mas isso é convenientemente deixado de lado.

Offline Nina

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.805
  • Sexo: Feminino
    • Biociência.org
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #18 Online: 12 de Janeiro de 2007, 18:23:20 »
O doutorado da Márcia é em microbiologia pelo Instituto de Ciências Biomédicas da USP, ela tem portanto conhecimento teórico sobre evolução, necessário para entender a microbiologia.
De qualquer forma, vive como um geógrafo que acredita religiosamente que a Terra é plana, mesmo sabendo que a geografia só faz sentido numa Terra esferoidal.

Pois é.. é o que mais me intriga. A microbiologia é uma das áreas em que se pode ver a evolução "in vivo"..... mas o que pensar quando se fala o contrário daquilo que se atesta no laboratório?
"A ciência é mais que um corpo de conhecimento, é uma forma de pensar, uma forma cética de interrogar o universo, com pleno conhecimento da falibilidade humana. Se não estamos aptos a fazer perguntas céticas para interrogar aqueles que nos afirmam que algo é verdade, e sermos céticos com aqueles que são autoridade, então estamos à mercê do próximo charlatão político ou religioso que aparecer." Carl Sagan.

Offline Nina

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.805
  • Sexo: Feminino
    • Biociência.org
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #19 Online: 12 de Janeiro de 2007, 18:29:32 »
E isso nos traz de volta à indagação que a Luz fez em outro tópico: o que leva essas pessoas a acreditar nisso, mesmo com toda a bagagem necessária que vai contra tal? Só Orwell explica :-)

Se a pessoa tem bagagem para compreender ciência e método científico, e divulga idéias que contradizem o que se comprova pelos estudos gerados por esse método, a pergunta mais importante, com certeza, é o que a leva a fazer isso. Nisso a Luz está certa… é a dúvida mais intrigante.

Penso que no caso de pessoas que ignoram a metolodia científica ou o conhecimento gerado por ela, pode-se pensar em ingenuidade, mas e quando se conhece (ou deveria conhecer) com profundidade o assunto? Poderia ser má fé? Haveria outra explicação? Espero que sim.

Creio que ainda mais quando se deturpa fatos em favor de seus objetivos, seja com o objetivo de provar uma idéia ou manipular algo ou alguém, deixa de existir um desvio de conduta e passa a instalar-se um crime.
"A ciência é mais que um corpo de conhecimento, é uma forma de pensar, uma forma cética de interrogar o universo, com pleno conhecimento da falibilidade humana. Se não estamos aptos a fazer perguntas céticas para interrogar aqueles que nos afirmam que algo é verdade, e sermos céticos com aqueles que são autoridade, então estamos à mercê do próximo charlatão político ou religioso que aparecer." Carl Sagan.

Offline Wolfischer

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.331
  • Sexo: Masculino
  • Que sono!
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #20 Online: 12 de Janeiro de 2007, 21:56:10 »
Para negar a evolução visível eles criaram as categorias de micro e macro evolução, atribuem toda a evolução já testemunhada a uma variabilidade inata dos organismos que não os transforma em outro "tipo" de organismo.
Vão sempre dizer que por mais que se modifiquem as bactérias continuam sendo bactérias, e o mesmo para outros organismos. Provavelmente expostos a um elo evolutivo digamos entre anfíbio e réptil dirão que continua sendo um vertebrado e que nada de novo surgiu.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.749
  • Sexo: Masculino
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #21 Online: 13 de Janeiro de 2007, 01:19:32 »
micro e macroevolução já existiam antes dos criacionistas adotarem, mas é algo que acabou sendo aproveitado por eles.

[...]

The terms macroevolution and microevolution were first coined in 1927 by the Russian entomologist Iuri'i Filipchenko (or Philipchenko, depending on the transliteration), in his German-language work Variabilität und Variation, which was an early attempt to reconcile Mendelian genetics and evolution. Filipchenko was an evolutionist, but as he wrote during the period when Mendelism seemed to have made Darwinism redundant, the so-called "eclipse of Darwinism" (Bowler 1983), he was not a Darwinian, but an orthogeneticist (he believed evolution had a direction). Moreover, Russian biologists of the period had a history of rejecting Darwin's Malthusian mechanism of evolution by competition (Todes 1989).
[...]

http://www.talkorigins.org/faqs/macroevolution.html


Offline FZapp

  • Administradores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.886
  • Sexo: Masculino
  • El Inodoro Pereyra
    • JVMC
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #22 Online: 13 de Janeiro de 2007, 16:30:23 »
--
Si hemos de salvar o no,
de esto naides nos responde;
derecho ande el sol se esconde
tierra adentro hay que tirar;
algun día hemos de llegar...
despues sabremos a dónde.

"Why do you necessarily have to be wrong just because a few million people think you are?" Frank Zappa

Offline Nina

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.805
  • Sexo: Feminino
    • Biociência.org
Re: E-mail que enviei a Dra.Márcia e Enézio
« Resposta #23 Online: 14 de Janeiro de 2007, 15:06:23 »
Deus criou, oras. :P
"A ciência é mais que um corpo de conhecimento, é uma forma de pensar, uma forma cética de interrogar o universo, com pleno conhecimento da falibilidade humana. Se não estamos aptos a fazer perguntas céticas para interrogar aqueles que nos afirmam que algo é verdade, e sermos céticos com aqueles que são autoridade, então estamos à mercê do próximo charlatão político ou religioso que aparecer." Carl Sagan.


 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!