Mensagens Recentes

Páginas: 1 2 [3] 4 5 6 7 ... 10
21
Laicismo, Política e Economia / Re:Eleições presidenciais de 2018
« Última Mensagem: por JJ Online Hoje às 14:02:06 »
Eleições 2018


Núcleo duro do voto lulista e bolsonarista bagunça pré-campanha


por André Barrocal — publicado 18/06/2018 00h30, última modificação 18/06/2018 07h47


À esquerda e à direita, lançamento de candidatos e negociação de alianças estão condicionados por apostas e incertezas


Um candidato preso e outro de um partido nanico resumem a polarização - e a indefinição - da pré-campanha 2018


Lula está preso e sua candidatura parece miragem, mas o PT aposta tudo na capacidade dele de transferir votos para algum presidenciável petista, caso fique fora da eleição. Jair Bolsonaro é de um partido nanico e com direito a poucos segundos de propaganda na TV na campanha, o PSL, mas tem eleitores fiéis e dispostos a trabalhar duro por ele na internet.

Leia também:

Quem caiu na Ficha Limpa ou escapou da lei que pode atingir Lula

Datafolha: Lula mantém eleitorado, Bolsonaro vai a 19% sem petista


Nos dois casos, a mesma dúvida. Em um País de posições políticas cada vez mais radicalizadas desde o impeachment de Dima Rousseff, qual o tamanho do eleitorado que não se importa de votar em um candidato prisioneiro ou apoiado por este? E qual o tamanho do eleitorado que irá de Bolsonaro de qualquer jeito, mesmo que o reacionário deputado sofra uma saraivada de ataques?


Essa incerteza tem bagunçado e condicionado toda a negociação dos partidos na montagem de chapas e palanques com vistas a uma eleição que já está logo ali. Um quadro bem diferente da última campanha, quando a essa altura do ano as peças que estariam em cena tanto no campo progressista quando no conservador já estavam praticamente definidas.

Graças à crença de que Lula consegue transferir votos, o PT tem conseguido manter a indefinição dentro do PSB e do PCdoB. Se houvesse certeza de que os cálculos petistas estão corretos, as duas siglas já teriam decidido apoiar PT. Se a convicção fosse oposta, teriam entrado na canoa de Ciro Gomes, do PDT, que não faz mistério: quer PSB e PCdoB como aliados preferenciais, para que sua chapa tenha “hegemonia moral e intelectual” progressista.


Na última pesquisa conhecida, um Datafolha divulgado em 10 de junho, Lula tinha 30%, mas qualquer plano B petista se saía de maneira pífia, 1% para Fernando Haddad e para Jaques Wagner. Em seus cálculos, o PT acredita que Lula será capaz de garantir algo como 14% a 18% dos votos a quem quer que apoie.


Para se reforçar como sigla competitiva, o PT conta ainda com o fato de ser o campeão de simpatia popular, 19% de preferência, segundo pesquisa Ibope de março. Bem à frente do segundo colocado, o MDB, que tem 7%.


Com a eleição por enquanto cheia de pré-candidatos, muita gente na política e no mercado de pesquisas dá como certo que vão chegar ao segundo turno candidatos com baixa votação, inferior a 20%. É o caso de Renato Meirelles, do Instituto Locomotiva.


O deputado André Figueiredo, líder do PDT de Ciro, também pensa assim. “Nos nossos cálculos, quem tiver de 17% a 20% vai para o segundo turno”, diz. Para ele, porém, Lula será capaz de transferir menos do que os petistas acham, algo entre 12% e 15%.


Promessa de uma disputa acirrada na seara progressista, com o PT tentando empurrar Ciro para a direita, impedindo que ele feche aliança com PSB e PCdoB, e com o pedetista a dizer por estes dias: “Eu não rivalizo com Bolsonaro, rivalizo com Lula, e Lula, no meu cálculo doído que seja, não será candidato”.


Com algo entre 15% e 20% nas pesquisas, Bolsonaro é até aqui um pepino no lado direito do jogo. Pior para Geraldo Alckmin, do PSDB. No fim de 2017 e no início deste ano, o tucano ensaiava uma candidatura com acenos para o eleitorado mais à esquerda. Agora troca farpas com Bolsonaro, pois em primeiro lugar precisa dos votos conservadores, sem os quais dificilmente chega ao turno final.


Não se sabe até qual patamar uma ofensiva tucana baixaria a intenção de voto em Bolsonaro.  Mesmo que falte a ele estrutura partidária e na propaganda na TV para encarar a briga, o deputado joga desde já todas as fichas na web. É o pré-candidato com a maior tropa de seguidores nas redes sociais. Um batalhão pronto a taxar de mentira tudo o que a mídia e os rivais disserem dele. Qual o tamanho exato desse exército, ou seja, do voto bolsonarista duro: 5%, 10%, 15%?


O próprio presidenciável deu a pista de como será essa luta bolsonarista ao ir aos Estados Unidos em outubro. Na chegada a Miami, gravou um vídeo de 48 minutos, disponível no YouTube, em que elogia Donald Trump e comenta que sabe o que é ser alvo de “fake news”, como ele acha que aconteceu com presidente norte-americano na eleição de 2016 no Tio Sam.


Apesar de Alckmin trocar sopapos com Bolsonaro do lado direito, o PSDB lançou há alguns dias um manifesto em que prega a união das forças governistas em torno de uma candidatura única. Um apelo que tem poucas chances de dar certo exatamente pela presença de Bolsonaro em cena, a desorganizar o governismo direitista.


Foi mais ou menos isso o que quis dizer dois dias depois o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, do DEM, um dos presidenciáveis do governismo. “Se houvesse uma candidatura hoje que estivesse organizando esse campo, não haveria problema de compreender que existe um nome capaz [de unir], mas esse nome não apareceu.”


Daí que o DEM, aliado do PSDB em todas as eleições presidenciais desde 1994, agora admite até conversar com Ciro Gomes, uma situação que colabora para a tentativa do PT de empurrar o pedetista para uma condição em que ele ficaria exposto ao rótulo de competidor meio direitista.


Uma bagunça total.



https://www.cartacapital.com.br/politica/nucleo-duro-do-voto-lulista-e-bolsonarista-bagunca-a-eleicao


22
Laicismo, Política e Economia / Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Última Mensagem: por JJ Online Hoje às 13:52:11 »


“O PT SÓ DEPENDE DE SI”


247 - O jornalista Alon Feuerwerker escreve no Poder360 que, dos seis pré-candidatos acima de 5% nas pesquisas apenas dois dependem de si mesmos. Um deles é Alckmin. "Do outro lado da quadra, quem só depende de si é o PT. Mesmo correndo sozinho terá tempo de TV razoável. Se fechar com PC do B e principalmente PSB ganha mais musculatura e passa um cadeado no Nordeste. As pesquisas dizem que Lula transfere quase tudo, mas mesmo que se dê um desconto o quadro ainda permite razoável otimismo aos petistas. Para Ciro a coisa é um pouco mais complicada. Ele está bem agora, mas precisa ou ser o 'candidato do Lula' ou torcer para que dê errado a operação político-eleitoral de transferir os votos de Lula, e aí herdar o patrimônio. Depender do erro alheio é arriscado. Ciro também corre o risco do isolamento, lipoaspirado de um lado por Alckmin e do outro pelo PT".



https://www.brasil247.com/pt/247/poder/358727/%E2%80%9CO-PT-s%C3%B3-depende-de-si%E2%80%9D.htm?utm_source=social_monitor&utm_medium=widget_vertical


23
Laicismo, Política e Economia / Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Última Mensagem: por JJ Online Hoje às 13:31:21 »
Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido.


No vídeo, o ex-presidente que odeia doutores e livros confessa: ‘Eu sou muito preguiçoso. É uma questão de hábito’


Atualizado às 11h30 O almoço que precedeu a convenção nacional do PT deve ter sido bastante animado, sugere a frase em que Lula acusou a imprensa independente de fazer o que anda fazendo o orador há 40 anos: “A mídia golpeia, falseia, manipula, distorce, censura e suprime fatos”. O palanque ambulante quis caricaturar jornalistas que […]


Por Augusto Nunes

access_time 12 fev 2017, 13h49 - Publicado em 23 jun 2014, 12h37




O almoço que precedeu a convenção nacional do PT deve ter sido bastante animado, sugere a frase em que Lula acusou a imprensa independente de fazer o que anda fazendo o orador há 40 anos: “A mídia golpeia, falseia, manipula, distorce, censura e suprime fatos”. O palanque ambulante quis caricaturar jornalistas que insistem em ver as coisas como as coisas são. Acabou desenhando um autorretrato.


E a sobremesa foi longe, informa o trecho da discurseira em que Lula reincidiu na celebração da ignorância. “Esse país foi a vida inteira governado por doutores, engenheiros e intelectuais, mas eu não vou citar nomes porque ele vai pensar que eu estou falando dele”, recitou. (“Ele”, claro, é FHC, que está para Lula como a kriptonita para o Super-Homem). “Por que, então, essa gente não resolveu o problema da educação no Brasil?”


Se não resolveram o problema por inteiro, os presidentes que sabiam ler e escrever ao menos evitaram que a rede de ensino público se transformasse na imensa usina de analfabetos funcionais inaugurada pelos inventores do Brasil Maravilha. E nenhum deles precisou fantasiar-se de doutor honoris causa para esconder o cérebro baldio, filho da vadiagem intelectual confessada por Lula no vídeo de 31 segundos.


Numa noite de 1981, intrigado com meia dúzia de citações declamadas pelo entrevistado do programa Canal Livre, da TV Bandeirantes, o teatrólogo Flávio Rangel resolveu desvendar o enigma. “Você não está estudando nada? Você sente necessidade de estudar?”, pergunta Rangel ao líder metalúrgico que no ano anterior fundara o PT.


Daqui a muitas décadas, quando este estranho início de século for apenas um asterisco nos livros de História do Brasil, multidões de visitantes continuarão a aglomerar-se diante do vídeo exposto no Museu da Era da Mediocridade, assombrados com o que diz um futuro presidente da República.


A resposta se compõe de cinco frases. Nas quatro primeiras, Lula sucumbe a um surto de sinceridade:



“Primeiro, eu acho que eu sou muito preguiçoso. Até pra ler eu sou preguiçoso. Eu não gosto de ler, eu tenho preguiça de ler. Pelo hábito, isso é questão de hábito. Tem companheiro que passa um dia lendo um livro. Eu não consigo”.



A confissão do preguiçoso sem cura é interrompida pela quinta e última frase, que denuncia um feroz inimigo da verdade:


“Eu tô com um livro pra ler, aquele, “1964, A Conquista do Estado”, e faz três meses que eu tô na página 300″.


A cara de quem está contando outra mentira confirma que, se é que abrira o livro, não havia chegado a 300 linhas. Passados mais de 30 anos, Lula não lê nem 30 palavras.



https://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/no-video-o-ex-presidente-que-odeia-doutores-e-livros-confessa-8216-eu-sou-muito-preguicoso-e-uma-questao-de-habito-8217/

24
Laicismo, Política e Economia / Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Última Mensagem: por JJ Online Hoje às 13:27:37 »

Se tivessem dado várias garrafas de pinga talvez ele tivesse lido uma parte dos rótulos de cada garrafa.


 :histeria:
25
Laicismo, Política e Economia / Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Última Mensagem: por JJ Online Hoje às 13:26:33 »


Lula,  o leitor intelectual.


 :histeria:
26
Laicismo, Política e Economia / Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Última Mensagem: por JJ Online Hoje às 13:25:14 »

Possivelmente o cara não leu nem as capas e contracapas dos livros.


 :biglol:
27
Laicismo, Política e Economia / Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Última Mensagem: por JJ Online Hoje às 13:24:02 »

Alguém aqui acredita que o  cara leu pelo menos 10 % de 10% dos livros da lista  ?


 :biglol:



28
Laicismo, Política e Economia / Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Última Mensagem: por JJ Online Hoje às 13:21:12 »

SITE DE LULA PUBLICA LISTA DE LIVROS LIDOS PELO PRESIDENTE NA PRISÃO


18 DE JUNHO DE 2018 ÀS 12:01 // INSCREVA-SE NA TV 247 Youtube


Por William De Lucca - O site oficial do ex-presidente Lula publicou a lista de livros lidos pelo petista desde que foi preso, em 7 de abril. A lista inclui títulos como "A Elite do Atraso", do sociólogo Jessé Souza, "Feminismo Em Comum - Para Todas, Todes E Todos", da filósofa Márcia Tiburi e Os Beneditinos, do jornalista José Trajano.


"Preso político há mais de dois meses, o ex-presidente dedica a maior parte de seu tempo à leitura em Curitiba. A seguir você encontrará um pouco do universo pelo qual Lula tem navegado. Das publicações que se debruçam sobre a realidade do Brasil e do mundo aos romances e ficção", diz o texto postado na página de Lula.


Confira a lista completa:

A Elite do Atraso - Da Escravidão à Lava Jato - Jessé Souza

Homo Deus - Yuval Noah Harari

Os Beneditinos - José Trajano

O Amor nos Tempos do Cólera - Gabriel García Márquez

Vá, Coloque Um Vigia - Harper Lee

Feminismo Em Comum - Para Todas, Todes E Todos - Márcia Tiburi

O Último Cabalista de Lisboa - Zimler, Richard

Um Defeito de Cor - Ana Maria Goncalves

Dois Cigarros - Flávio Gomes

Quem Manda No Mundo? - Noam Chomsky

A Poeira e a Estrada - Maciel Melo

Esquerda do Mundo, Uni-vos - Boaventura de Sousa Santos

A Melancia do Presidente - Wellington Dias

Belchior - Apenas Um Rapaz Latino-Americano - Jotabê Medeiros
 
O Voto do Brasileiro - Almeida, Alberto Carlos

O Sol na Cabeça – Geovani Martins

O Último Judeu - Uma História de Terror na Inquisição - Gordon, Noah

Thomas Piketty e o Segredo Dos Ricos - Ladislau Dowbor/ Piketty / Silvio Caccia Bava

Ressurreição - Leon Tolstoi

Vida - 4 Biografias - Paulo Leminski


https://www.brasil247.com/pt/247/poder/358775/Site-de-Lula-publica-lista-de-livros-lidos-pelo-presidente-na-pris%C3%A3o.htm


29
Redes Sociais / onde debater
« Última Mensagem: por Saint-Martin Online Hoje às 11:47:50 »
Excluindo Facebook e YouTube, absolutamente terríveis - e, além do CC -
algum outro lugar para debates com desenvoltura, em língua portuguesa?
30
Laicismo, Política e Economia / Re:Esquerda Caviar
« Última Mensagem: por Geotecton Online Hoje às 11:29:53 »
Ainda que a tecnologia exista há muito tempo, bem antes da dualidade capitalismo x socialismo/comunismo, o fato é que a incorporação de avanços tecnológicos contínuos é uma característica do capitalismo.
A incorporação de avanços tecnológicos contínuos é uma combinação de interesses e condições propícias. O capitalismo visa o lucro e a acumulação de propriedade, o que pode até mesmo ir contra a racionalidade e os interesses do próprio desenvolvimento humano. Se dependesse de corporativistas da vela, a lâmpada seria sabotada. A ganância de uma minoria intenta constantes sabotagens contra iniciativas e livre-acesso dos indivíduos à produção. O desenvolvimento "tecnológico" voltado para o mercado visa o constante lucro inescrupuloso. Indústria farmacêutica, midiática, bancos, corporativismo, todos olhando para seus próprios umbigos e conspirando contra o pleno desenvolvimento do potencial humano. Ninguém possui nada. As coisas existem para serem usadas e desfrutadas. Enquanto não superarmos o paradigma de posse e propriedade privada, viveremos a eterna guerra de todos contra todos.
Se for para seguir a "lógica" de que "comunistas não devem se beneficiar dos produtos capitalistas", ele serve para qualquer produto de qualquer empresa, seja da Apple, seja do Google, da Microsoft, da General Electric, da Boeing, da Toyota, etc.
Não sei que lógica é essa, sendo que o que um verdadeiro socialista deseja é justamente que todos tenham acesso às coisas, desfrutando e utilizando-as, ao invés do acesso restrito pela sociedade classista.
Basta se isolar em algum rincão e passar a viver sem o uso de produtos de empresas privadas. E nem das de economia mista.
Pois é o corporativista privada que não conseguiria passar a viver sem uma massa de explorados alienados, sem proteção e privilégios do Estado e sem uma cultura burguesa que imbeciliza o povo, justificando ideologicamente que se conforme com sua posição social.
Começa a ter coerência.
Pelo contrário - começa a ter incoerência.
Você só deve assistir os canais estatais.
Do Estado Burguês?
Mas, analisando melhor, você não deveria assistir televisão porque esta certamente foi feita por uma empresa capitalista.
Você não deve recorrer à Lei porque é estatal. Você não deve estudar em uma Universidade porque é Pública. Etc etc. Absolutamente irrelevante e sem sentido. O objetivo é justamente o acesso de todos.
E espero que quando fizer uso deles, não seja nem por telefone e nem por computadores, porquê certamente estes foram feitos por empresas privadas.
Correção - foram feitos por trabalhadores explorados, como todos os outros produtos, isso quando não os substituem por máquinas e automação, deixando de distribuir renda e ajudar famílias em nome da ganância irracional e antihumana.
Sem dúvida que é um 'pecado grave' para um esquerdista ser rico, porque está em oposição ao que diz parte da liturgia da 'religião política' esquerdista.
Porque é muito liberal herdar uma fortuna, né? (ironia - os liberais clássicos criticavam a herança como ponto de partida desigual entre os indivíduos). Ou então o exemplo do empresário citado, que recebeu financiamento estatal e hoje paga de liberal na mídia. Ou então toda a economia capitalista, que depende da proteção e subsídio de um estado burguês, cuidadosamente regido por mídia e bancos para defender o interesse de classes privilegiadas. Faz todo o sentido que um rico, alguém com acesso e meios, que tenha um mínimo de consciência e humanitarismo, deseje que este acesso e meios se estendam ao resto da população. Já quanto a capitalistas - me felicita lembrar que os capitalistas liberais são justamente os pobres de direita, os "capitalistas sem capital", porque capitalista de verdade - burguês na definição exata do termo - é justamente quem compra, patrocina e influencia o Estado, seu fiel protetor e cão de guarda de seus interesses.

Responderei mais tarde o seu rol de argumentos esquerdistas.
Páginas: 1 2 [3] 4 5 6 7 ... 10
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!