Autor Tópico: Conspiracionismo - Por que não acreditar?  (Lida 23592 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #250 Online: 23 de Maio de 2015, 21:15:55 »
Não gosto muito de criar topicos, Talvez por achar que as minhas questões geralmente não são relevantes o suficiente para dar origem a uma debate. Mas eu vou colocar aqui uma questão que talvez merecesse um tópico separado, por fugir um pouco do propósito deste.

É uma pergunta a quem interessar possa:

Vocês já devem ter visto algum filme americano abordando a temática de sociedades secretas. Em alguns desses filmes ( já vi uns dois ou três ) jovens de universidades muito tradicionais como Harvard e Yale, são cooptados - sempre em função de suas seletas origens - para sociedades veladas que seriam capazes de garantir a seus membros, sempre integrantes de famílias tradicionais e poderosas, uma carreira facilitada e muitos privilégios, além de influência e acesso facilitado a posições de proeminência.

Essa é uma temática recorrente em Holywood.

Sinceramente, não me lembro assim de cara de nenhum filme com esse tipo de tema como argumento ou sequer citação.

Vocês acham que pode haver algum fundo de verdade nisso, que sociedades secretas, cujos membros são cooptados ainda nos tempo de "college", podem estar gerando as lideranças políticas, judiciárias e empresariais dos EUA, e exercendo um insidiosa porém determinada influência sobre a sociedade?
Acho. 100,17%.
Como acabo de dizer: "DEPOISSSSS   da do MAGNÍFICO Cientista". Porque, caro mi chefian, volta e meia sais com umas dessas... Tente olhar algo melhor para o mundo à tua volta... Está vendo?! Sou um homem riquíssimo e poderoso que construiu um 'império', mas meus filhos, lamentavelmente, apesar de tê-los ingressado nas melhores instituições de ensino, apesar de tentar prepará-los durante o crescimento para me substuírem, são uns, em duas palavras, incompetentes desinteressados. Precisei recrutar alguns filhos das "classes inferiores" para gerir e garantir a manutenção do meu império para meus próprios filhos.

A crença que interfere no entendimento desse fato simples da realidade é a crença comunista: de que mérito não nasce com o sujeito e de que é hereditário ("herdado", no "exato"  "entendimento" de mentes comunistas).       Nem uma coisa nem outra. O parâmetro mérito é altissimamente dispersivo e NÃO é hereditário de 'castas', senão do genoma da espécie.


Há as "conspirações não conspiradas", de que já falou alhures o SOBREUNIVERSAL Cientista, confluência de interesses entre indivíduos que podem nem mesmo conhecerem-se as existências. Conspirações de mesas redondas e salas fechadas podem ser empreendidas, mas são como formas não selecionáveis na evolução.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.222
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #251 Online: 23 de Maio de 2015, 21:34:09 »
Não gosto muito de criar topicos, Talvez por achar que as minhas questões geralmente não são relevantes o suficiente para dar origem a uma debate. Mas eu vou colocar aqui uma questão que talvez merecesse um tópico separado, por fugir um pouco do propósito deste.

É uma pergunta a quem interessar possa:

Vocês já devem ter visto algum filme americano abordando a temática de sociedades secretas. Em alguns desses filmes ( já vi uns dois ou três ) jovens de universidades muito tradicionais como Harvard e Yale, são cooptados - sempre em função de suas seletas origens - para sociedades veladas que seriam capazes de garantir a seus membros, sempre integrantes de famílias tradicionais e poderosas, uma carreira facilitada e muitos privilégios, além de influência e acesso facilitado a posições de proeminência.

Essa é uma temática recorrente em Holywood.

Sinceramente, não me lembro assim de cara de nenhum filme com esse tipo de tema como argumento ou sequer citação.

Vocês acham que pode haver algum fundo de verdade nisso, que sociedades secretas, cujos membros são cooptados ainda nos tempo de "college", podem estar gerando as lideranças políticas, judiciárias e empresariais dos EUA, e exercendo um insidiosa porém determinada influência sobre a sociedade?
Acho. 100,17%.
Como acabo de dizer: "DEPOISSSSS   da do MAGNÍFICO Cientista". Porque, caro mi chefian, volta e meia sais com umas dessas... Tente olhar algo melhor para o mundo à tua volta... Está vendo?!
Estou vendo completamente isso tudo que vê sem tirar nem por, exceto que esteja eu discordando de vós...Mi... Capitan!

Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.924
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #252 Online: 23 de Maio de 2015, 23:28:37 »
Salve, salve, "Cientista".

Bom, então, pra você, estas associações podem até existir, mas delas pouco se beneficiam os associados, porque no final das contas é a peneira darwiniana do mérito ( mérito com a conotação equivocada de capacidade que vocês costumam dar ) que define quem chega e quem fica pelo caminho.

Mas ao mesmo tempo, aparentemente desacreditando que conluios desse tipo possam ser forjados, o "Cientista" negritou "Esta é uma temática recorrente nos filmes de Holywood".

Como já conheço seu estilo esse grifo denota: "Ora, só esta observação já mostra o quanto de fantasia há nisso."

Teu grifo destacou a provocação, no bom sentido, que eu pretendi quando coloquei a questão para apreciação dos leitores ( e dos criticos ). Provocação porque imaginei que alguns iriam dizer "ah, pára com isso, é viagem, coisa de filme americano".

O interessante é que já vi sim, olha, uma boa meia dúzia de filmes que, de um jeito ou
de outro, exploram esse tema. Coisa de filme americano, daqueles ruins pra canal a cabo.

Mas eis que estou eu, dia desses, em algum lugar tranquilo na Região dos Lagos e pego em um livro com um depoimento do extinto Carlos Lacerda, colhido no longinguo ano de 1977, quando nenhum destes filmes tinha sido ainda produzido, e me deparo com essa história fantástica sobre a Bucha.

Dai a minha provocação antes de introduzir à incredulidade de muitos, essa história incrível da Bucha.

O fato é que a Bucha existiu mesmo. O Lacerda conheceu muitos de seus membros, foi inclusive muito íntimo dos Mesquita, e o Estadão funcionava como uma espécie de "circular" velada dessa sociedade. O Afonso Arinos, que também era bucheiro, menciona esta sociedade secreta na biografia que escreveu de um dos presidentes da república ( também bucheiro ).

O túmulo do fundador, um alemão, está até hoje lá - todo suntuoso - no pátio da Faculdade de Direito de São Paulo. E é até tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional, muito embora quase ninguém saiba quem está enterrado ali, e, mais curioso ainda, não há nenhum registro na História Nacional desse personagem.

É o único túmulo de um desconhecido tombado pelo PHN, e ainda por cima um desconhecido que nem brasileiro era. E o insólito não acaba ai, este sujeito jamais teve vínculo algum com a Faculdade de Direito, mas é a única pessoa enterrada lá.

Portanto, quando o sergiomgbr disse "acredito 100,17%", ele estava 100,18% certo!



Aqui jaz Julius Frank, alemão, que jamais foi advogado ou juiz de Direito, nunca foi desembargador ou ministro do Supremo,  que jamais foi professor nesta escola, que jamais estudou nessa escola, que nunca foi funcionário aqui. Descanse em paz.

« Última modificação: 23 de Maio de 2015, 23:33:30 por Pedro Reis »

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #253 Online: 23 de Maio de 2015, 23:33:00 »
Entre a bucha existir e ela ter o significado conspiracionista sem nexo que você imagina tem um salto de fé enorme 
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.924
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #254 Online: 23 de Maio de 2015, 23:34:46 »
Entre a bucha existir e ela ter o significado conspiracionista sem nexo que você imagina tem um salto de fé enorme 

Você diz o significado sem nexo que gente como Carlos Lacerda e Afonso Arinos afirmam que teve? Não vou discutir com você, que certamente sabe muito mais que estas pessoas. Que sabe que era só um clube de bocha.

Daí o nome, "bucha".

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #255 Online: 24 de Maio de 2015, 00:06:57 »
Não gosto muito de criar topicos, Talvez por achar que as minhas questões geralmente não são relevantes o suficiente para dar origem a uma debate. Mas eu vou colocar aqui uma questão que talvez merecesse um tópico separado, por fugir um pouco do propósito deste.

É uma pergunta a quem interessar possa:

Vocês já devem ter visto algum filme americano abordando a temática de sociedades secretas. Em alguns desses filmes ( já vi uns dois ou três ) jovens de universidades muito tradicionais como Harvard e Yale, são cooptados - sempre em função de suas seletas origens - para sociedades veladas que seriam capazes de garantir a seus membros, sempre integrantes de famílias tradicionais e poderosas, uma carreira facilitada e muitos privilégios, além de influência e acesso facilitado a posições de proeminência.

Essa é uma temática recorrente em Holywood.

Sinceramente, não me lembro assim de cara de nenhum filme com esse tipo de tema como argumento ou sequer citação.

Vocês acham que pode haver algum fundo de verdade nisso, que sociedades secretas, cujos membros são cooptados ainda nos tempo de "college", podem estar gerando as lideranças políticas, judiciárias e empresariais dos EUA, e exercendo um insidiosa porém determinada influência sobre a sociedade?
Acho. 100,17%.
Como acabo de dizer: "DEPOISSSSS   da do MAGNÍFICO Cientista". Porque, caro mi chefian, volta e meia sais com umas dessas... Tente olhar algo melhor para o mundo à tua volta... Está vendo?!
Estou vendo completamente isso tudo que vê sem tirar nem por, exceto que esteja eu discordando de vós...Mi... Capitan!
E o Cientista discordando de ti, mi Chefian?

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.222
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #256 Online: 24 de Maio de 2015, 00:14:37 »
Não gosto muito de criar topicos, Talvez por achar que as minhas questões geralmente não são relevantes o suficiente para dar origem a uma debate. Mas eu vou colocar aqui uma questão que talvez merecesse um tópico separado, por fugir um pouco do propósito deste.

É uma pergunta a quem interessar possa:

Vocês já devem ter visto algum filme americano abordando a temática de sociedades secretas. Em alguns desses filmes ( já vi uns dois ou três ) jovens de universidades muito tradicionais como Harvard e Yale, são cooptados - sempre em função de suas seletas origens - para sociedades veladas que seriam capazes de garantir a seus membros, sempre integrantes de famílias tradicionais e poderosas, uma carreira facilitada e muitos privilégios, além de influência e acesso facilitado a posições de proeminência.

Essa é uma temática recorrente em Holywood.

Sinceramente, não me lembro assim de cara de nenhum filme com esse tipo de tema como argumento ou sequer citação.

Vocês acham que pode haver algum fundo de verdade nisso, que sociedades secretas, cujos membros são cooptados ainda nos tempo de "college", podem estar gerando as lideranças políticas, judiciárias e empresariais dos EUA, e exercendo um insidiosa porém determinada influência sobre a sociedade?
Acho. 100,17%.
Como acabo de dizer: "DEPOISSSSS   da do MAGNÍFICO Cientista". Porque, caro mi chefian, volta e meia sais com umas dessas... Tente olhar algo melhor para o mundo à tua volta... Está vendo?!
Estou vendo completamente isso tudo que vê sem tirar nem por, exceto que esteja eu discordando de vós...Mi... Capitan!
E o Cientista discordando de ti, mi Chefian?
Então foi somenos uma xúmbrega de assoberbamento.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #257 Online: 24 de Maio de 2015, 01:08:47 »
Não gosto muito de criar topicos, Talvez por achar que as minhas questões geralmente não são relevantes o suficiente para dar origem a uma debate. Mas eu vou colocar aqui uma questão que talvez merecesse um tópico separado, por fugir um pouco do propósito deste.

É uma pergunta a quem interessar possa:

Vocês já devem ter visto algum filme americano abordando a temática de sociedades secretas. Em alguns desses filmes ( já vi uns dois ou três ) jovens de universidades muito tradicionais como Harvard e Yale, são cooptados - sempre em função de suas seletas origens - para sociedades veladas que seriam capazes de garantir a seus membros, sempre integrantes de famílias tradicionais e poderosas, uma carreira facilitada e muitos privilégios, além de influência e acesso facilitado a posições de proeminência.

Essa é uma temática recorrente em Holywood.

Sinceramente, não me lembro assim de cara de nenhum filme com esse tipo de tema como argumento ou sequer citação.

Vocês acham que pode haver algum fundo de verdade nisso, que sociedades secretas, cujos membros são cooptados ainda nos tempo de "college", podem estar gerando as lideranças políticas, judiciárias e empresariais dos EUA, e exercendo um insidiosa porém determinada influência sobre a sociedade?
Acho. 100,17%.
Como acabo de dizer: "DEPOISSSSS   da do MAGNÍFICO Cientista". Porque, caro mi chefian, volta e meia sais com umas dessas... Tente olhar algo melhor para o mundo à tua volta... Está vendo?!
Estou vendo completamente isso tudo que vê sem tirar nem por, exceto que esteja eu discordando de vós...Mi... Capitan!
E o Cientista discordando de ti, mi Chefian?
Então foi somenos uma xúmbrega de assoberbamento.
Ah, só tu mesmo, mi Chefian, só tu! Eita sabedoria trem bão!!!   hahahahahahahahahahahah...






Salve, salve, "Cientista".
O Cientista não precisa de ninguém para salvá-lo, pelo que ele nem agradece.

Bom, então, pra você, estas associações podem até existir, mas delas pouco se beneficiam os associados,
'xe-me ver se o Cientista disse algo confundível com isso...

...não, disse não, mas a "interpretabilidade" da máquina humana exeste pra quÊ, afinal?! Né meis?!

Vejamos o que ele teria DITO, de FA-TO...

...ah sim... o que ele disse é que os "associados" não seriam tão "associados" assim, algo nas linhas do "todos iguais mas uns mais iguais que os outros" guardada a aplicação 'às avessas' da ideia.

Máquinas humanas 'morrem' em muito pouco tempo e, frequentemente, deterioram ainda em tempo menor antes de morrer. Tais "teorias" demandam máquinas desse tipo mais lôngevas e mais estáveis, mais que instituições, as quais, mesmas elas por suas vezes, podem durar mais e até menos que um humano médio, tanto quanto esse último, também deteriorando-se e desfigurando-se. Diante dessa conjuntura de restritas possibilidades, a diferença entre "conspirações de sociedades secretas (de longa permanência)" e planejamentos de submundo, como um mero plano de assalto a banco, é uma questão, mais que de tempo de duração, do quanto de emoção pode causar nos "inspirados perceptivos dos sinais".

porque no final das contas é a peneira darwiniana do mérito
De um modo geral.

( mérito com a conotação equivocada de capacidade que vocês costumam dar )
Como assim, "conotação equivocada"? "Vocês", quem?

O mérito é de quem tem capacidade. Ou a quem se reconhecerá mérito? A quem não possui capacidade?

que define quem chega e quem fica pelo caminho.
Que define quem entra (e quem sai), que por sua vez determina o que NÃO continua.

Mas ao mesmo tempo, aparentemente desacreditando que conluios desse tipo possam ser forjados,
Que IN-CRÍ-VEL! Juro que consigo ler ali, ao final do post 250 do MEGAULTRA Cientista:

"Conspirações de mesas redondas e salas fechadas podem ser empreendidas, mas são como formas não selecionáveis na evolução."

Consegui até copiar e colar! Mas deve ser alucinação minha, já que o Pedrinho afirma que "aparentemente (pelo menos...) o SUPERFEDERUNIVERSAL Cientista desacredita que se possam forjar"...      ...muito embora esse mesmíssimo jovem Pedrito diga, nesse exato mesmo comentário: "Bom, então, pra você, estas associações podem até existir", para o MEGAMASTER Cientista!!!   É, sempre reconheço que o SUPERULTRAUNIVERSAL faz esse mal aos que tremem diante da presença dele...

o "Cientista" negritou "Esta é uma temática recorrente nos filmes de Holywood".
Eu também jurava que quem tinha negritado tal parte tinha sido o mi Chefian Serjãomgbrão...  Que coisa, hein?! Devo estar precisando de alguns remédios...

Como já conheço seu estilo
Juras mesmo?! Quanta HURRA!!!

esse grifo denota: "Ora, só esta observação já mostra o quanto de fantasia há nisso."
De fato, nem eu nem o SUPERULTRA demos sequer atenção a esse "detalhe".

Teu grifo destacou a provocação, no bom sentido, que eu pretendi quando coloquei a questão para apreciação dos leitores ( e dos criticos ). Provocação porque imaginei que alguns iriam dizer "ah, pára com isso, é viagem, coisa de filme americano".

O interessante é que já vi sim, olha, uma boa meia dúzia de filmes que, de um jeito ou
de outro, exploram esse tema. Coisa de filme americano, daqueles ruins pra canal a cabo.

Mas eis que estou eu, dia desses, em algum lugar tranquilo na Região dos Lagos e pego em um livro com um depoimento do extinto Carlos Lacerda, colhido no longinguo ano de 1977, quando nenhum destes filmes tinha sido ainda produzido, e me deparo com essa história fantástica sobre a Bucha.

Dai a minha provocação antes de introduzir à incredulidade de muitos, essa história incrível da Bucha.

O fato é que a Bucha existiu mesmo. O Lacerda conheceu muitos de seus membros, foi inclusive muito íntimo dos Mesquita, e o Estadão funcionava como uma espécie de "circular" velada dessa sociedade. O Afonso Arinos, que também era bucheiro, menciona esta sociedade secreta na biografia que escreveu de um dos presidentes da república ( também bucheiro ).

O túmulo do fundador, um alemão, está até hoje lá - todo suntuoso - no pátio da Faculdade de Direito de São Paulo. E é até tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional, muito embora quase ninguém saiba quem está enterrado ali, e, mais curioso ainda, não há nenhum registro na História Nacional desse personagem.

É o único túmulo de um desconhecido tombado pelo PHN, e ainda por cima um desconhecido que nem brasileiro era. E o insólito não acaba ai, este sujeito jamais teve vínculo algum com a Faculdade de Direito, mas é a única pessoa enterrada lá.

Portanto, quando o sergiomgbr disse "acredito 100,17%", ele estava 100,18% certo!


Aqui jaz Julius Frank, alemão, que jamais foi advogado ou juiz de Direito, nunca foi desembargador ou ministro do Supremo,  que jamais foi professor nesta escola, que jamais estudou nessa escola, que nunca foi funcionário aqui. Descanse em paz.


Quando é dito "o único túmulo de desconhecido tombado pelo..."  (não era IPHAN essa porcaria?!...   ...pelo visto, instituições se deterioram mesmo, indo pelos nomes, às vezes...), fica claro que tais "instituições secretas" são superiores às "não secretas", subsistindo a elas... (...?...) Deve ser isso, então...  Do contrário, só restaria o velho argumento de "autoridade" furada, ...como o Lattes falando todo tipo de asneira, o Newton literaturizando esoterices bestas, o Carrel dando avais a curandeiros...


O super mi Chefian Sergio tem o direito de errar, não sendo ele perfeito como o Capitán Cientista. Mas até o erro dele é mais acerto que os "acertos" de muita gente por aí...

Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.924
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #258 Online: 24 de Maio de 2015, 02:11:33 »
Salve!

Ah, então não foi você que negritou. Mas como qualquer negaultrasupprasacripantafederouniversal deveria saber, ou pelo menos ser capaz de intuir, qualquer um pode negritar a mensagem de qualquer um. Eu é que não fico aqui rolando páginas para checar estes detalhes, porque é mais prático - pra mim - que, se eu estiver errado, que dê aos outros o trabalho de corrigir.

Só tenho cuidado ( e na verdade nem preciso me cuidar contra isso ) de não cometer erros cognitivos como estes:

Citação de: Cientista
Citação de: Pedro Reis em Ontem às 23:28:37
Mas ao mesmo tempo, aparentemente desacreditando que conluios desse tipo possam ser forjados,

Que IN-CRÍ-VEL! Juro que consigo ler ali, ao final do post 250 do MEGAULTRA Cientista:

"Conspirações de mesas redondas e salas fechadas podem ser empreendidas, mas são como formas não selecionáveis na evolução."

Consegui até copiar e colar! Mas deve ser alucinação minha, já que o Pedrinho afirma que "aparentemente (pelo menos...) o SUPERFEDERUNIVERSAL Cientista desacredita que se possam forjar"...      ...muito embora esse mesmíssimo jovem Pedrito diga, nesse exato mesmo comentário: "Bom, então, pra você, estas associações podem até existir", para o MEGAMASTER Cientista!!!   É, sempre reconheço que o SUPERULTRAUNIVERSAL faz esse mal aos que tremem diante da presença dele...

Porque se não foi você que negritou esse quebra-cabeça que te embaralhou a cabeça já estava montado.

Você não negritou, então não existiu a suposta contradição entre o suposto implicitamente sugerido e o explicitamente expresso.

Citação de: Cientista
Como assim, "conotação equivocada"? "Vocês", quem?

O mérito é de quem tem capacidade. Ou a quem se reconhecerá mérito? A quem não possui capacidade?

O mérito é de quem tem capacidade. Mas mérito não é sinônimo de capacidade, é sinônimo de merecimento.

O merecimento é de quem tem capacidade. A quem se reconhecerá o merecimento? Àquele que teve capacidade.

Citação de: Cientista
[...] não era IPHAN essa porcaria?!.[...]

IPHAN é o cabide de empregos que se ocupa do Patrimônio Histórico Nacional. PHN é um acrônimo para me poupar do trabalho desnecessário de digitar de novo. E também pra te dar assunto, porque você só sabe falar de besteiras, e mesmo eu te presenteando com uma história maravilhosa como esta da Bucha, se não salpicar com algumas pitadas
de besteira você não sabe o que falar.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #259 Online: 24 de Maio de 2015, 03:04:41 »
Salve!
Salve-se!       ...se pudeSSE!

Ah, então não foi você que negritou. Mas como qualquer negaultrasupprasacripantafederouniversal deveria saber, ou pelo menos ser capaz de intuir, qualquer um pode negritar a mensagem de qualquer um. Eu é que não fico aqui rolando páginas para checar estes detalhes, porque é mais prático - pra mim - que, se eu estiver errado, que dê aos outros o trabalho de corrigir.
E, para qualquer um que te veja aqui em exposição, é mais prático que te confesses assim, multiplicando tua vergonha e dando pontos para teu adversário. Eu não teria problema em ter o dignificante trabalho de/para ser exato no que digo caso não tivesse citado e visto na hora que não fui eu e quem foi. Mas menos ainda tenho problema em deixar para você toda a vergonha do erro crasso e dessa confissão desabonadora de quem quer se argumentar como esperto.

Só tenho cuidado ( e na verdade nem preciso me cuidar contra isso )
Deveria se rever nessa convicção e procurar até auxílio especializado...

de não cometer erros cognitivos como estes:
Citação de: Cientista
Citação de: Pedro Reis em Ontem às 23:28:37
Mas ao mesmo tempo, aparentemente desacreditando que conluios desse tipo possam ser forjados,
Que IN-CRÍ-VEL! Juro que consigo ler ali, ao final do post 250 do MEGAULTRA Cientista:

"Conspirações de mesas redondas e salas fechadas podem ser empreendidas, mas são como formas não selecionáveis na evolução."

Consegui até copiar e colar! Mas deve ser alucinação minha, já que o Pedrinho afirma que "aparentemente (pelo menos...) o SUPERFEDERUNIVERSAL Cientista desacredita que se possam forjar"...      ...muito embora esse mesmíssimo jovem Pedrito diga, nesse exato mesmo comentário: "Bom, então, pra você, estas associações podem até existir", para o MEGAMASTER Cientista!!!   É, sempre reconheço que o SUPERULTRAUNIVERSAL faz esse mal aos que tremem diante da presença dele...
Porque se não foi você que negritou esse quebra-cabeça que te embaralhou a cabeça já estava montado.

Você não negritou, então não existiu a suposta contradição entre o suposto implicitamente sugerido e o explicitamente expresso.
Filho, o que vou te dizer agora é sério e, creia-me (já qua tanto gostas da coisa), para o teu bem. Procure se avaliar bem. Se não conseguir se perceber sozinho, procure auxílio profissional.

Nada tem uma coisa que ver com outra aqui. Nada de filmes do cinema com isso.

Citação de: Cientista
Como assim, "conotação equivocada"? "Vocês", quem?

O mérito é de quem tem capacidade. Ou a quem se reconhecerá mérito? A quem não possui capacidade?
O mérito é de quem tem capacidade. Mas mérito não é sinônimo de capacidade, é sinônimo de merecimento.

O merecimento é de quem tem capacidade. A quem se reconhecerá o merecimento? Àquele que teve capacidade.
Jura mesmo?!   aham...  Vai procurar, filho... vai procurar...

Citação de: Cientista
[...] não era IPHAN essa porcaria?!.[...]
IPHAN é o cabide de empregos que se ocupa do Patrimônio Histórico Nacional. PHN é um acrônimo para me poupar do trabalho desnecessário de digitar de novo.
E não é o "cabide" que tomba?...

E também pra te dar assunto, porque você só sabe falar de besteiras,
Ainda seria melhor falar de do que simplesmente falar. Mas, na tua visível condição, não serei perverso contigo, até te agradecendo por esse elogio que, dadas as circunstâncias, é o de que não passa.

e mesmo eu te presenteando com uma história maravilhosa como esta da Bucha,
Essa bobagem só é "maravilhosa" e um...   "presente" de interesse para alguém, só em tua superestimação de trivialidades inúteis para a vida de qualquer coisa com, no mínimo, duas sinapses, filho. Creia-me. Nem muitos muito abaixo do Cientista têm qualquer interesse em ser "presenteados" por essa  TUA "maravilha".

se não salpicar com algumas pitadas
de besteira você não sabe o que falar.
Então é por essa tua (extra) visão distorcida que exageras tanto nas besteiras?! O Cientista prefere que não o faças assim, filho. Ele prefere que cuides melhor de tua imagem pública.
« Última modificação: 24 de Maio de 2015, 03:12:13 por Cientista »

Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.924
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #260 Online: 24 de Maio de 2015, 03:29:47 »
Salve, salve, "Cientista".

Eu não poderia ser indelicado e deixar tanta deferência à minha pessoa.

É muita consideração da tua parte se dar ao trabalho de ratificar com tuas próprias palavras o meu texto, ilustrando com teu próprio texto o retrato fiel que pintei de ti.

Nem precisava.

Boa noite.

 :ok:

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #261 Online: 24 de Maio de 2015, 11:19:53 »

Entre a bucha existir e ela ter o significado conspiracionista sem nexo que você imagina tem um salto de fé enorme 

Você diz o significado sem nexo que gente como Carlos Lacerda e Afonso Arinos afirmam que teve? Não vou discutir com você, que certamente sabe muito mais que estas pessoas. Que sabe que era só um clube de bocha.

Daí o nome, "bucha".

Tem gente importante para afirmar qualquer merda que você queira ouvir,  incluindo inside job.

Pedrão você está atolado na "bullshit Mountain"  do consoiracionismo. Sai dessa bicho.  Sei que é bacana pensar essas groselhas de dominação mundial e redes secretas e depois se sentir super herói denunciando esse nada todo,  mas é mais ou menos como ser petista e acreditar nas groselhas do partido para continuar com o prazer de achar que está sendo atacado pelos conservadores de direita.

Sai dessa.  Joga esses links conspiracionistas longe,  mande o velho gagá do Vidal a merda e segue em frente.
« Última modificação: 24 de Maio de 2015, 11:22:07 por Bahadur »
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #262 Online: 25 de Maio de 2015, 01:26:51 »
Salve, salve, "Cientista".

Eu não poderia ser indelicado e deixar tanta deferência à minha pessoa.

É muita consideração da tua parte se dar ao trabalho de ratificar com tuas próprias palavras o meu texto, ilustrando com teu próprio texto o retrato fiel que pintei de ti.

Nem precisava.

Boa noite.

 :ok:
E aí? Já acordou? Já viu? Meu caro jovem...

Offline Pilantrólogo

  • Nível 17
  • *
  • Mensagens: 457
  • Sexo: Masculino
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #263 Online: 08 de Dezembro de 2015, 18:42:42 »
[...]
É uma análise muito mais profunda do que simplesmente "that Timothy McVeigh was 'a noble boy'", aliás, quem acredita nisso vindo de uma referência como Gore Vidal está pronto para acreditar em qualquer coisa. Até em fadas e na Terra oca.
[...]

Como parece ser o caso do pessoal do History Channel:

<a href="https://www.youtube.com/v/qAS1fZUhXSc" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/qAS1fZUhXSc</a>

Chegaram ao fundo do poço e começaram a cavar.
"(...) the future is already here. It's just not very evenly distributed." - William Ford Gibson

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.051
Re:Conspiracionismo - Por que não acreditar?
« Resposta #264 Online: 28 de Março de 2018, 21:39:13 »
Are bizarre ‘square clouds’ proof US CONTROLS weather through mysterious HAARP project?



https://www.express.co.uk/news/weird/936146/Square-clouds-HAARP-US-weather-control-conspiracy-theory

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!