Autor Tópico: Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?  (Lida 63476 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #25 Online: 20 de Novembro de 2011, 19:05:40 »
A própria Taís Araújo citada pelo Uiliníli que é sempre colocada como exemplo de negra bonita é na verdade mulata e não negra.

Ela mesma se identifica como negra, salvo engano meu. Seja como for, o único critério aceito é o da auto-descrição. De resto... quanta generalização, heim?

Offline TMAG

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 646
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #26 Online: 20 de Novembro de 2011, 19:07:03 »
Vi o termo Psychoanalytic. Não li o post do Buckaroo, mas qualquer coisa que envolva psicanálise não passa de lixo na minha humilde opinião.
''O objetivo dos Governos é sempre o mesmo: limitar o indivíduo, domesticá-lo, subordiná-lo, subjugá-lo.'' - Max Stirner

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.882
  • Sexo: Masculino
  • Guerreiros contra o Marxismo Cultural, uni-vos
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #27 Online: 20 de Novembro de 2011, 19:10:59 »
Complementando o que disse o DDV, quando os primeiros nórdicos chegaram ao Oriente Médio um cronista árabe disse mais ou menos o seguinte: ''Eles são sujos, selvagens e ignorantes, se mostram incapazes de articular qualquer tipo de pensamento complexo. Mas ao mesmo tempo são os homens mais belos já vistos sobre a face da terra''.

Os nórdicos são muito similares fenotípicamente aos arabóides, o que muda são cabelos, pele e olhos claros -- não completamente inexistente em árabes também. Talvez a relativa raridade (em vez de completa inexistência) dessas particularidades até amplifique a sua atratividade natural na "economia". Não pode ser dado como suporte da idéia de preferências universais pelo fenótipo nórdico sem influência de vivência pessoal/exposição a um dado fenótipo dentro de um dado contexto.


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.882
  • Sexo: Masculino
  • Guerreiros contra o Marxismo Cultural, uni-vos
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #28 Online: 20 de Novembro de 2011, 19:14:20 »
Vi o termo Psychoanalytic. Não li o post do Buckaroo, mas qualquer coisa que envolva psicanálise não passa de lixo na minha humilde opinião.

Essa teoria "psicanalítica", ao menos nesse contexto, apenas prevê que as pessoas preferirão sexualmente pessoas fenotipicamente parecidas com o progenitor do sexo oposto. Isso é o mais importante aqui e é confirmado pelos dados do estudo, o que pode bem ser que não suporte algum mecanismo geralmente associado à teoria em uma forma mais completa.

Offline TMAG

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 646
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #29 Online: 20 de Novembro de 2011, 19:14:54 »
A própria Taís Araújo citada pelo Uiliníli que é sempre colocada como exemplo de negra bonita é na verdade mulata e não negra.

Ela mesma se identifica como negra, salvo engano meu. Seja como for, o único critério aceito é o da auto-descrição. De resto... quanta generalização, heim?

E daí? Se eu fosse negro e quisesse me identificar como nórdico eu de fato o seria só por isso?

É evidente para qualquer entendido em antropologia física que o biotipo da Taís Araújo não é de uma nativa africana, ela tem clara influência europeia em seu físico, o fato de ela se considerar negra não muda nada. Não estou dizendo que todo e qualquer nórdico e/ou branco é mais bonito que pessoas de outras raças, o meu ponto é que as características associadas aos nórdicos tem sido sinônimo de beleza ao longo da história, mesmo para povos que ''dominaram'' pessoas com esse biotipo. Alguns psicólogos evolucionistas pensam que isso se deve ao fato de que cabelos e olhos claros possam ter surgido entre outras coisas por motivos de seleção sexual. Não fui conclusivo em nenhuma de minhas postagens.
''O objetivo dos Governos é sempre o mesmo: limitar o indivíduo, domesticá-lo, subordiná-lo, subjugá-lo.'' - Max Stirner

Offline TMAG

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 646
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #30 Online: 20 de Novembro de 2011, 19:18:14 »
Complementando o que disse o DDV, quando os primeiros nórdicos chegaram ao Oriente Médio um cronista árabe disse mais ou menos o seguinte: ''Eles são sujos, selvagens e ignorantes, se mostram incapazes de articular qualquer tipo de pensamento complexo. Mas ao mesmo tempo são os homens mais belos já vistos sobre a face da terra''.

Os nórdicos são muito similares fenotípicamente aos arabóides, o que muda são cabelos, pele e olhos claros -- não completamente inexistente em árabes também. Talvez a relativa raridade (em vez de completa inexistência) dessas particularidades até amplifique a sua atratividade natural na "economia". Não pode ser dado como suporte da idéia de preferências universais pelo fenótipo nórdico sem influência de vivência pessoal/fenótipo.



Sim, não afirmei isso de forma conclusiva. Apenas disse que certas teorias afirmam que cabelos e olhos claros (características mais comuns em nórdicos), surgiram para proporcionar ''vantagens evolutivas'' para seus portadores através de seleção sexual. Não me lembro de ter dito que essas teorias são totalmente corretas, mas que é uma possibilidade é.
''O objetivo dos Governos é sempre o mesmo: limitar o indivíduo, domesticá-lo, subordiná-lo, subjugá-lo.'' - Max Stirner

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.882
  • Sexo: Masculino
  • Guerreiros contra o Marxismo Cultural, uni-vos
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #31 Online: 20 de Novembro de 2011, 19:19:19 »
O que eu não entendo é que os próprios grupos de ''valorização'' do negro como aquela revista ''Raça'' sempre tendem a colocar mulatas como exemplo de beleza negra, se isso não é auto-racismo, não sei o que é.

É resultado do signifiado social de raça e do fato de que no Brasil praticamente inexistem negros puros, apenas variados graus de mestiços/mulatos, que em boa parte se consideram "negros" e assim são considerados.

Citar
A própria Taís Araújo citada pelo Uiliníli que é sempre colocada como exemplo de negra bonita é na verdade mulata e não negra.

E da mesma forma há outras tantas "brancas" ou "morenas" que são mulatas com mais miscigenação com brancos ou apenas com o fenótipo nessa direção e são geralmente consideradas brancas.

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #32 Online: 20 de Novembro de 2011, 19:20:29 »
É interessante que na Índia se liga pele mais clara a beleza e inclusive há tratamentos estéticos para branqueamento da pele. Claro que não se pode generalizar que essa mesma percepção exista em todas as culturas.

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #33 Online: 20 de Novembro de 2011, 19:23:29 »
Citar
A própria Taís Araújo citada pelo Uiliníli que é sempre colocada como exemplo de negra bonita é na verdade mulata e não negra.

E da mesma forma há outras tantas "brancas" ou "morenas" que são mulatas com mais miscigenação com brancos ou apenas com o fenótipo nessa direção e são geralmente consideradas brancas.

O fenótipo das mulatas deverá ser uma combinação das características do pai e da mãe, acho que o que o TMAG quer dizer é que se você deseja comparar a percepção de beleza de pessoas de etnias diferentes é melhor não considerar os mestiços para evitar essa interferência.

Offline TMAG

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 646
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #34 Online: 20 de Novembro de 2011, 19:24:29 »
Citar
A própria Taís Araújo citada pelo Uiliníli que é sempre colocada como exemplo de negra bonita é na verdade mulata e não negra.

E da mesma forma há outras tantas "brancas" ou "morenas" que são mulatas com mais miscigenação com brancos ou apenas com o fenótipo nessa direção e são geralmente consideradas brancas.

O fenótipo das mulatas deverá ser uma combinação das características do pai e da mãe, acho que o que o TMAG quer dizer é que se você deseja comparar a percepção de beleza de pessoas de etnias diferentes é melhor não considerar os mestiços para evitar essa interferência.

 Exatamente. :ok:
''O objetivo dos Governos é sempre o mesmo: limitar o indivíduo, domesticá-lo, subordiná-lo, subjugá-lo.'' - Max Stirner

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #35 Online: 20 de Novembro de 2011, 19:29:07 »
Complementando o que disse o DDV, quando os primeiros nórdicos chegaram ao Oriente Médio um cronista árabe disse mais ou menos o seguinte: ''Eles são sujos, selvagens e ignorantes, se mostram incapazes de articular qualquer tipo de pensamento complexo. Mas ao mesmo tempo são os homens mais belos já vistos sobre a face da terra''.

Os nórdicos são muito similares fenotípicamente aos arabóides, o que muda são cabelos, pele e olhos claros -- não completamente inexistente em árabes também. Talvez a relativa raridade (em vez de completa inexistência) dessas particularidades até amplifique a sua atratividade natural na "economia". Não pode ser dado como suporte da idéia de preferências universais pelo fenótipo nórdico sem influência de vivência pessoal/fenótipo.



Sim, não afirmei isso de forma conclusiva. Apenas disse que certas teorias afirmam que cabelos e olhos claros (características mais comuns em nórdicos), surgiram para proporcionar ''vantagens evolutivas'' para seus portadores através de seleção sexual. Não me lembro de ter dito que essas teorias são totalmente corretas, mas que é uma possibilidade é.
Esse da direita é minha foto! (Quase...O cabelo é mais curto)

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.882
  • Sexo: Masculino
  • Guerreiros contra o Marxismo Cultural, uni-vos
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #36 Online: 20 de Novembro de 2011, 19:39:22 »
A própria Taís Araújo citada pelo Uiliníli que é sempre colocada como exemplo de negra bonita é na verdade mulata e não negra.

Ela mesma se identifica como negra, salvo engano meu. Seja como for, o único critério aceito é o da auto-descrição. De resto... quanta generalização, heim?

E daí? Se eu fosse negro e quisesse me identificar como nórdico eu de fato o seria só por isso?

O que não tem nada a ver com o caso.

Ela é mestiça/mulata e no Brasil é comum que mulatos se identifiquem como negros.

Essas revistas e ativistas não estão fazendo declarações sobre antropologia física.


Citar
É evidente para qualquer entendido em antropologia física que o biotipo da Taís Araújo não é de uma nativa africana, ela tem clara influência europeia em seu físico

Não é mais "clara influência" do que uma hipotética influência de descendência negra na Angelina Jolie.


Nativas africanas:





Thaís Araújo:





Se ela ou alguém ainda estivesse tentando defender que ela é "africana pura", vá lá. Mas o caso é simplesmente ela se identificar como negra. Se ela não pode se identificar como negra com o fenótipo que têm, então ninguém pode se identificar como qualquer coisa porque pode sempre ter tido um bisavô "de fora" contribuindo para um cabelo mais liso ou menos liso, pele mais clara ou mais escura, etc.



Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.882
  • Sexo: Masculino
  • Guerreiros contra o Marxismo Cultural, uni-vos
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #37 Online: 20 de Novembro de 2011, 19:42:51 »
Citar
A própria Taís Araújo citada pelo Uiliníli que é sempre colocada como exemplo de negra bonita é na verdade mulata e não negra.

E da mesma forma há outras tantas "brancas" ou "morenas" que são mulatas com mais miscigenação com brancos ou apenas com o fenótipo nessa direção e são geralmente consideradas brancas.

O fenótipo das mulatas deverá ser uma combinação das características do pai e da mãe, acho que o que o TMAG quer dizer é que se você deseja comparar a percepção de beleza de pessoas de etnias diferentes é melhor não considerar os mestiços para evitar essa interferência.

Se fosse um caso como avaliar as negras pela Hale Berry, eu até concordaria. Mas é a Thaís Araújo, pelamor dedeus.

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #38 Online: 20 de Novembro de 2011, 19:49:50 »
Outra coisa: a variação de fenótipos dentro da população africana é enorme, não existe só um padrão de aparência para os negros. Aliás, até por isso falar em negros como raça ou mesmo etnia não faz o menor sentido, se pode falar em negros como cor de pele, e isso é só uma das várias características fenotípicas que as diferentes etnias podem ter. Sem falar que existe muita variação de cor de pele na África também, não há uma só cor negra.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #39 Online: 20 de Novembro de 2011, 19:58:14 »
 Por tudo o que eu já vi e li, os traços fisonômicos e físicos "nórdicos" são considerados os mais belos pela grande maioria das pessoas, independente de cultura ou raça, e que uma pessoa é considerada mais bonita quanto mais se aproxima desses traços (nariz fino e arrebitado, cabelos lisos, queixo alinhado com a boca no perfil, olhos e cabelos mais claros, etc).

Entretanto, há vários traços físicos não-nórdicos que dão uma boa "temperada" em uma pessoa que os tenha, fazendo-a ser percebida como mais bela, caso todos os demais traços sejam nórdicos. Ex: lábios levemente carnudos e olhos levemente puxados.




Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #40 Online: 20 de Novembro de 2011, 20:04:18 »
A figura que o Buckarro postou como exemplo de "arabóide" na verdade é um iraniano. E como todos sabem (ou deveriam saber hehe), iranianos não são semitas (como os árabes), e sim indo-europeus.*



*Isso do ponto de vista linguístico. Do ponto de vista étnico, deve ter havido bastante miscigenação entre eles após a expansão árabe iniciada na Idade Média.

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.882
  • Sexo: Masculino
  • Guerreiros contra o Marxismo Cultural, uni-vos
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #41 Online: 20 de Novembro de 2011, 20:04:57 »
Eu prefiro rostos mais de médio a mais largos/arredondados (não muito largos também, ainda que hajam exceções) aos mais estreitos, e queixos menorzinhos. Lábios médio-finos, mais raramente mais cheios. Quando pequeno não gostava desses mais cheios de jeito nenhum, acho que foi com a exposição à loira de "Splash! Uma sereia em minha vida", a "garota de programa" do "weird science" e a Kim Basinger que fiquei um pouco mais eclético.


Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #42 Online: 20 de Novembro de 2011, 20:06:00 »
Muita gente pensa que os persas são "árabes". Mas me surpreendo muito com essa confusão ocorrendo entre pessoas que eu considero muito cultas e esclarecidas em ciências humanas.

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline TMAG

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 646
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #43 Online: 20 de Novembro de 2011, 20:09:50 »
A figura que o Buckarro postou como exemplo de "arabóide" na verdade é um iraniano. E como todos sabem (ou deveriam saber hehe), iranianos não são semitas (como os árabes), e sim indo-europeus.*



*Isso do ponto de vista linguístico. Do ponto de vista étnico, deve ter havido bastante miscigenação entre eles após a expansão árabe iniciada na Idade Média.

Mas os árabes são caucasianos também (na maioria, povos árabes como sírios, libaneses e iraquianos são brancos). Termos como indo-europeu e semita hoje em dia dizem respeito mais a grupo linguístico do que a ''raça''. Prefiro termos como caucasiano, negróide e mongolóide para definir hipotéticas ''raças''.
''O objetivo dos Governos é sempre o mesmo: limitar o indivíduo, domesticá-lo, subordiná-lo, subjugá-lo.'' - Max Stirner

Offline Negão

  • Nível 07
  • *
  • Mensagens: 70
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #44 Online: 20 de Novembro de 2011, 20:10:32 »
Suponha que um determinado indivíduo ache mais bonito os traços físicos mais característicos das etnias brancas e menos característicos dos negros. Esse indivíduo NÃO considera os negros inferiores aos brancos em NENHUM aspecto. Respeita-os, trata-os de igual para igual e vive em perfeita harmonia e interação social com os mesmos, sem nenhum tipo de preconceito ou discriminação. Apenas acha feios os traços físicos mais característicos da etnia negra.


Essa preferência estética do indivíduo é:

1- Uma preferência estética pessoal e nada mais, da mesma forma que existem preferências por mulheres loiras ou morenas, por baixinhos ou altos, por magérrimas ou gordinhas, por olhos azuis ou castanhos, etc

2- Racismo.
É racismo. A definição de racismo é "diferenciar por raças", e portanto achar uma raça mais bonita que a outra é racismo puro e simples. O que claro não necessário significa algo imoral.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #45 Online: 20 de Novembro de 2011, 20:12:29 »
É interessante que na Índia se liga pele mais clara a beleza e inclusive há tratamentos estéticos para branqueamento da pele. Claro que não se pode generalizar que essa mesma percepção exista em todas as culturas.

A Índia é um verdadeiro caldeirão étnico.

O norte da Índia foi dominado por indo-europeus (ou "arianos"), que falavam sânscrito e se tornaram a classe dominante (dentro daquele sistema de castas que conhecemos) e foram os responsáveis pela religião hindu.

O sul da Índia tem povos de diversas origens, com destaque para os dravidianos, povos de pele negra que (acredita-se) serem descendentes das primeiras levas de homo sapiens a colonizarem a Ásia (a exemplo dos "negritos" do sudeste asiático, os papuásios e os aborígenes australianos).

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #46 Online: 20 de Novembro de 2011, 20:16:32 »
A figura que o Buckarro postou como exemplo de "arabóide" na verdade é um iraniano. E como todos sabem (ou deveriam saber hehe), iranianos não são semitas (como os árabes), e sim indo-europeus.*



*Isso do ponto de vista linguístico. Do ponto de vista étnico, deve ter havido bastante miscigenação entre eles após a expansão árabe iniciada na Idade Média.

Mas os árabes são caucasianos também (na maioria, povos árabes como sírios, libaneses e iraquianos são brancos). Termos como indo-europeu e semita hoje em dia dizem respeito mais a grupo linguístico do que a ''raça''. Prefiro termos como caucasiano, negróide e mongolóide para definir hipotéticas ''raças''.

Ambos são caucasóides, mas os semitas (árabes, libaneses, iraquianos, etc) possuem traços mais "mediterrâneos", sendo bem menos comuns entre eles pessoas com traços "nórdicos" ou "eslavos" (Ex: cabelos e olhos claros, narizes finos e arrebitados, etc). Já entre os iranianos e pashtuns (principal etnia do Afeganistão) isso é bastante corriqueiro.

A diferença linguística reflete a "base", a origem "cultural" de ambos, mas com certeza deve ter havido bastante mistura entre eles.



Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #47 Online: 20 de Novembro de 2011, 20:35:35 »
O Buckaroo vai ter uma surpresa ao descobrir o que significa "Irã".  :biglol:
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.882
  • Sexo: Masculino
  • Guerreiros contra o Marxismo Cultural, uni-vos
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #48 Online: 20 de Novembro de 2011, 20:43:13 »
A figura que o Buckarro postou como exemplo de "arabóide" na verdade é um iraniano. E como todos sabem (ou deveriam saber hehe), iranianos não são semitas (como os árabes), e sim indo-europeus.*



*Isso do ponto de vista linguístico. Do ponto de vista étnico, deve ter havido bastante miscigenação entre eles após a expansão árabe iniciada na Idade Média.



Pouco importa que tipo de nó cada um dá no turbante. Muito do pessoal do oriente médio e África do Norte tem um fenotipo de "nórdico de pele escura".










Nórdicos "de verdade":













Offline TMAG

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 646
  • Sexo: Masculino
Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
« Resposta #49 Online: 20 de Novembro de 2011, 20:57:41 »
A figura que o Buckarro postou como exemplo de "arabóide" na verdade é um iraniano. E como todos sabem (ou deveriam saber hehe), iranianos não são semitas (como os árabes), e sim indo-europeus.*



*Isso do ponto de vista linguístico. Do ponto de vista étnico, deve ter havido bastante miscigenação entre eles após a expansão árabe iniciada na Idade Média.



Pouco importa que tipo de nó cada um dá no turbante. Muito do pessoal do oriente médio e África do Norte tem um fenotipo de "nórdico de pele escura".


Certos antropólogos dizem que as únicas diferenças reais entre nórdicos e mediterrâneos são as diferentes pigmentações dos olhos, cabelos e pele. Os nórdicos seriam mediterrâneos ''depigmentados''.

P.S: Não está dando para visualizar as imagens que você postou.
''O objetivo dos Governos é sempre o mesmo: limitar o indivíduo, domesticá-lo, subordiná-lo, subjugá-lo.'' - Max Stirner

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!