Autor Tópico: Agnosticismo é ateísmo?  (Lida 21512 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline JungF

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 154
Re:Agnosticismo é ateísmo?
« Resposta #275 Online: 28 de Maio de 2018, 22:26:42 »
O Materialismo é "comumente" usado em oposição ao Espiritualismo e nesta concepção é claramente explícito e compreendido. Pessoas que valorizam os bens materiais, as paixões, a gratificação dos sentidos, sem a menor concessão às coisas do espírito, enquadram-se neste grupo, também.
O homem pode ser ateu e não ser exclusivamente materialista, pois faz concessões à ética, aos princípios da solidariedade, ao bem comum, etc.
Por isto que, em oposição ao espiritualismo, tão somente, usamos a palavra materialismo. E neste caso, o Naturalismo, este sim, seria um sub conjunto do Materialismo.

Offline pehojof

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 547
Re:Agnosticismo é ateísmo?
« Resposta #276 Online: 29 de Maio de 2018, 01:01:14 »
O Materialismo é "comumente" usado em oposição ao Espiritualismo e nesta concepção é claramente explícito e compreendido. Pessoas que valorizam os bens materiais, as paixões, a gratificação dos sentidos, sem a menor concessão às coisas do espírito, enquadram-se neste grupo, também.
O homem pode ser ateu e não ser exclusivamente materialista, pois faz concessões à ética, aos princípios da solidariedade, ao bem comum, etc.
Por isto que, em oposição ao espiritualismo, tão somente, usamos a palavra materialismo. E neste caso, o Naturalismo, este sim, seria um sub conjunto do Materialismo.

JungF, excelente esclarecimento, embora a oposição que tive em vista quando da minha referência ao materialismo vai também além e o favorece ao elevá-lo acima da sua aplicação às coisas sensoriais, morais e mundanas que você listou, o pondo como uma forma de conceber ainda alguma transcendentalidade (talvez pela metafísica) via concepções puramente objetivas supostamente capazes de explicar e justificar toda a existência, incluindo a mente. Eu creio muito que mesmo essa concepção materialista é incapaz de fornecer o todo necessário à compressão da realidade última. Dessa forma, ainda é preciso que eu tente me desenvolver melhor filosoficamente para a demanda do nosso colega Tirn Aill.







Caros foristas, percebi que vcs estão usando a palavra Materialismo de forma errada.

Citar
Materialismo

O materialismo (ou fisicalismo) pode significar uma visão metafísica ampla ou, mais restritivamente, um tipo de teoria da mente. O Materialismo Metafísico é um tipo específico de naturalismo que afirma que tudo o que existe é físico ou dependente do físico. Em geral, o materialismo reducionista sustenta que tudo é estritamente físico; mais estreitamente, sustenta que a mente (pelo menos) é puramente física. O materialismo não-redutor também permite a existência de propriedades não-físicas que são inerentes ou emergem de um substrato físico. Consequentemente, às vezes é chamado de materialismo emergente ou dualismo de propriedade . Em sentido amplo, o materialismo não-redutor sustenta que tudo é físico ou pelo menos dependente do físico; e, no sentido mais restrito, sustenta que a mente pode ter aspectos físicos e não-físicos, mesmo que deva ser instanciada em um sistema físico como o cérebro.

Enquanto o materialismo metafísico envolve uma teoria materialista da mente, pode-se ser materialista sobre o mental sem acreditar que tudo é físico (por exemplo, alguns teólogos são materialistas não-reducionistas sobre a mente humana, mas acreditam que Deus não é nem físico nem dependente do físico; alguns filósofos que pensam que a mente é puramente física também acreditam em objetos abstratos não-físicos ). - Keith Augustine
https://infidels.org/library/modern/nontheism/naturalism/materialism.html

Prezado Tirn Aill, tendo notado que somente eu e o nosso caro colega Sain-Martin (esse por apenas uma vez) fizemos uso da palavra materialismo e de seu conceito, pelo menos no curso dessa página 11 até agora, e observando que o uso que fiz se enquadra na definição da fonte por você trazida, receio que você esteja equivocado quanto a achar que o fizemos de forma errada. Ou se o equívoco persistir de ser meu, solicito o obséquio de seu maior esclarecimento numa demonstração mais clara.

Qualquer seja o caso, agradeço imensamente seu interesse e disposição em corrigir e clarificar.

Muito obrigado!
Não só vcs 2, já vi outros internautas cometerem esse erro técnico de confundir naturalismo com materialismo e não foi só nesse fórum. O materialismo é apenas um tipo de naturalismo, todo materialista é naturalista, mas nem todo naturalista é materialista. O materialismo é tipo um subgênero do naturalismo. No seu comentário, por exemplo, vc disse que o materialismo não te completava, mas e o naturalismo pluralista? Esse preenche? Eu sei que vc estava se referendo ao naturalismo na verdade...visto que ele é semelhante ao materialismo, mudando apenas alguns detalhes. Abraços.

Acho que entendi melhor seu ponto de vista agora, porém por favor note que frisei, antes da parte que você destacou:


Obrigado, Saint-Martin. No seu comentário, não vejo o que adicionar ou pôr questão. Você parece ter desenhado um quadro onde se inclui uma imagem da minha condição de quem não encontra amparo espiritual nem mais nas religiões formais tradicionais nem no materialismo em suas diversas formas filosóficas. Sinto-me um tanto perdido, pois ao mesmo tempo em que não sou ateu e nem posso ser, dado que o materialismo não me completa e não supre minhas necessidades, não se absorve em mim essa religiosidade mundana dessa "osmose" que você descreve. Busco a transcendência em mim e no que me cerca e acredito que essa é uma busca pessoal e intransferível de cada um, cuja filosofia formada nessa busca não servirá a outro, razão de eu ter há muito abandonado a ideia de buscar o Deus inefável e incompreensível, que sinto existir de alguma "forma", seja nas doutrinas místicas seja nas materialistas.

"em suas diversas formas filosóficas". Note os demais destaques que são importantes também.

Sendo assim, o "naturalismo pluralista" também não me preenche, porque o vejo como apenas um jogo de palavras com o objetivo de forjar um "materialismo diferente" que não é outra coisa senão o materialismo ou um tipo de espiritualismo com outro nome.

É muito difícil para mim explicar o que sinto e penso, mas vou tentar. Eu creio mais numa justificação teleológica do que ontológia para fundamentar a realidade da mente com o mundo. Não tenho problema em ver a mente como algo diretamente físico ou emergente de um sistema físico, como nas descrições das suas fontes, excluindo a espiritualidade imaterial adotada nas religiões mundanas, que são menos sofisticadas nas suas filosofias, mas sou irresistivelmente compelido a crer, pelas minhas percepções da realidade, num sentido que se estende por toda a extensão dos acontecimentos naturais, fazendo com que a realidade espiritual na matéria atue nela desde um primórdio imaterial não necessariamente temporal e nem de caráter psíquico (de onde não me identifico com o panpsiquismo do Saint-Martin). Isso significa que penso que sempre existi e nunca deixarei de existir, mesmo nem sempre tendo me encontrado neste momento em que se expressa sensivelmente minha psique, contudo também não postulo que haja uma "mente universal" compreensível e identificável por características das mentes humanas que lhes seriam "escalas menores e parciais". É só algo que sinto além da compreensão e portanto de todas as formas de descrição da realidade, e que me contém de abraçar toda e qualquer forma de materialismo e naturalismo.
"Et quæ tanta fuit Romam tibi causa videndi?"
"Libertas, quæ sera tamen, respexit inertem,"

Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.782
Re:Agnosticismo é ateísmo?
« Resposta #277 Online: 29 de Maio de 2018, 18:49:37 »
É muito difícil para mim explicar o que sinto e penso, mas vou tentar.
Acho que você se identificaria com as filosofias de Rosseau e Bergson. Não recomendo! É por sua conta é risco!  :P

Offline pehojof

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 547
Re:Agnosticismo é ateísmo?
« Resposta #278 Online: 30 de Maio de 2018, 00:22:09 »
É muito difícil para mim explicar o que sinto e penso, mas vou tentar.
Acho que você se identificaria com as filosofias de Rosseau e Bergson. Não recomendo! É por sua conta é risco!  :P

O anti-propriedade que dizem que disse:

"Visto que o fundamento da propriedade é a utilidade, onde não houver utilidade possível não pode existir propriedade."

Jean-Jacques Rousseau

?!  :susto:

Adooooroooo!  :nojo:  :histeria:

Mas já que você é meu amigo, acho que vou seguir sua (não) recomendação...  :ok:  :biglol:
"Et quæ tanta fuit Romam tibi causa videndi?"
"Libertas, quæ sera tamen, respexit inertem,"

Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.782
Re:Agnosticismo é ateísmo?
« Resposta #279 Online: 30 de Maio de 2018, 10:29:37 »
É muito difícil para mim explicar o que sinto e penso, mas vou tentar.
Acho que você se identificaria com as filosofias de Rosseau e Bergson. Não recomendo! É por sua conta é risco!  :P

O anti-propriedade que dizem que disse:

"Visto que o fundamento da propriedade é a utilidade, onde não houver utilidade possível não pode existir propriedade."

Jean-Jacques Rousseau

?!  :susto:

Adooooroooo!  :nojo:  :histeria:

Mas já que você é meu amigo, acho que vou seguir sua (não) recomendação...  :ok:  :biglol:

Você é mesmo um inimigo do conhecimento, pehojof. Daí minha (não) recomendação! :) Das muitas críticas que podem ser feitas a Rousseau, esta não é uma delas. Foi autor de O Contrato Social cuja função, segundo o próprio, é proteger a liberdade e propriedade. A citação acima se refere ao estado de natureza idealizado pelo autor, isto é, pré-civilização (cuja base é a propriedade).

Mas isso não importa, pois devido ao assunto em questão, pensei que ficaria subentendido, desculpe!, eu me referia ao desserviço prestado pelo romantismo rousseauniano ao pensamento ocidental, com o qual me parece que você, por suas opiniões expressadas, se identificaria - mais especificamente Confissões:ok:

Já Bergson dispensa maiores comentários. É simplesmente "fantástico".  :olheira:

Sim, eu li essas coisas. :sono:

Offline Tirn Aill

  • Nível 09
  • *
  • Mensagens: 97
  • Sexo: Masculino
Re:Agnosticismo é ateísmo?
« Resposta #280 Online: 30 de Maio de 2018, 23:59:20 »
O Materialismo é "comumente" usado em oposição ao Espiritualismo e nesta concepção é claramente explícito e compreendido. Pessoas que valorizam os bens materiais, as paixões, a gratificação dos sentidos, sem a menor concessão às coisas do espírito, enquadram-se neste grupo, também.
O homem pode ser ateu e não ser exclusivamente materialista, pois faz concessões à ética, aos princípios da solidariedade, ao bem comum, etc.
Por isto que, em oposição ao espiritualismo, tão somente, usamos a palavra materialismo. E neste caso, o Naturalismo, este sim, seria um sub conjunto do Materialismo.

Não vejo contradição entre valorizar bens materiais, paixões, gratificação dos sentidos, concessões à ética, aos princípios da solidariedade, ao bem comum. Alias, o que seriam essas paixões que vc fala?

Offline Tirn Aill

  • Nível 09
  • *
  • Mensagens: 97
  • Sexo: Masculino
Re:Agnosticismo é ateísmo?
« Resposta #281 Online: 31 de Maio de 2018, 06:28:39 »
Estava vasculhando os dicionários, colegas.
Citar
ateísmo
a·te·ís·mo
sm
1 FILOS Doutrina que nega categoricamente a existência de Deus ou de qualquer outra divindade.
2 Falta de crença em Deus.
http://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/ateismo/
Citar
ateu
a·teu
adj sm
1 Que ou aquele que não crê em Deus; ateísta.
2 Que ou aquele que não demonstra respeito, deferência ou reverência para com as crenças religiosas alheias; herege, ímpio.
http://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/ateu/
Citar
ag·nos·ti·cis·mo
sm
FILOS
1 Atitude filosófica e religiosa daqueles que afirmam que ideias metafísicas, como a existência de Deus e a imortalidade da alma, não podem ser provadas nem negadas (termo criado em 1869 por Thomas Henry Huxley (1825-1895).
2 Qualquer doutrina que afirma a impossibilidade de se conhecer a natureza última das coisas.
http://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/agnosticismo/
Citar
Agnóstico
adjetivo
Que é adepto ou se pode referir ao agnosticismo.
substantivo masculino
Indivíduo que não acredita nem nega a existência de Deus.
https://www.dicio.com.br/agnostico/
Citar
Significado de Ateu
adjetivo
Que nega a existência de Deus ou de quaisquer outras divindades.
[Por Extensão] Descrente; que não acredita em nada.
[Pejorativo] Que não demonstra respeito ou consideração por crenças religiosas.
Característico ou próprio de ateu: discurso ateu.
substantivo masculino
Indivíduo ateu: o ateu nega a existência de Deus ou de deuses.
Citar
Agnosticismo
substantivo masculino
[Filosofia] Doutrina que declara o absoluto inacessível ao espírito humano ou que considera vã qualquer metafísica e qualquer ideologia religiosa, uma vez que alguns desses preceitos ou ideologias não podem ser comprovados empiricamente.
https://www.dicio.com.br/agnosticismo/
Citar
(ag.nos.ti.cis.mo)
Fil.
sm.
1. . Doutrina que considera impossível conhecer ou compreender, e portanto discutir, a realidade das questões da metafísica ou da fé religiosa (embora admita existirem, como a existência de Deus), por não serem passíveis de análise e comprovação racional ou científica.
2. Conceito (de Thomas H. Huxley) de que só o conhecimento adquirido e demonstrado racionalmente é admissível.
[F.: Do ing. agnosticism.]
Pode-se dizer que o agnosticismo, como atitude intelectual, tem duas vertentes. No terreno filosófico, consiste em negar qualquer possibilidade de conhecimento fora do terreno da ciência e do pensamento racional. No terreno religioso, consiste não em negar a fé ou as afirmações nela baseadas, mas em negar que essa fé e essas afirmações tenham ou possam ter suporte racional. Em ambos o casos, o pensamento agnóstico se baseia na razão, na racionalidade e no conhecimento científico. No segundo caso, ao não negar a metafísica, a fé e os fenômenos supranaturais, está, racionalmente, deixando aberta a possibilidade de aceitá-los, se e quando explicáveis pela razão.
http://www.aulete.com.br/Agnosticismo
Citar
1. Falta de crença em Deus; DESCRENÇA [ Antôn.: crença, fé ]
2. Fil. Doutrina (com várias nuanças na história da filosofia) que recusa a ideia da existência de Deus, tanto a que se baseia diretamente na fé quanto a que se apoia em argumentação ou explanação racional; seus adeptos podem se fundamentar numa visão materialista e alegadamente científica, ou num pessimismo de fundo ético quanto à natureza do universo e da humanidade. [A doutrina mais conhecida de ateísmo materialista é o marxismo.]

s. m. || doutrina que consiste em se negar a existência de Deus. || (Por ext.) Descrença. F. Ateu.
http://www.aulete.com.br/ateismo
Citar
doutrina que reputa inacessível ou incognoscível ao entendimento humano a compreensão dos problemas propostos pela metafísica ou religião (a existência de Deus, o sentido da vida e do universo etc.), na medida em que ultrapassam o método empírico de comprovação científica.

ing. agnosticism foi forjado em 1869 por Thomas H. Huxley (1825-1895, biólogo inglês) nos seus Collected essays, calcado, por oposição a gnosticismo, no adjetivo gr. ágnōstos, 'ignorante, incognoscível' (com o prefixo a- no sentido de 'privação, negação'), derivado do verbo gr. agnóein no sentido de 'não saber, ignorar'; segundo sua própria confissão bastante irônica, Huxley criou o vocábulo como antítese ao gnóstico da história da Igreja, que sempre se mostrava ou pretendia mostrar-se sabedor das coisas que ele, Huxley, ignorava; e foi como naturalista, afeito às coisas e relações da ciência experimental, que Huxley se utilizou do termo; em 1879 Charles Darwin chamava-se a si mesmo agnóstico, em carta, já com essa significação; o fr. agnosticisme já se documenta em 1886, rápido se divulgando as formas correlatas nas línguas modernas de cultura; ver -gno-
https://houaiss.uol.com.br/pub/apps/www/v3-3/html/index.php#30
Citar
ateísmo (1634 cf. DA)
princ.      etim.      
substantivo masculino fil
1 doutrina ou atitude de espírito que nega categoricamente a existência de Deus, asseverando a inconsistência de qualquer saber ou sentimento direta ou indiretamente religioso, seja aquele calcado na fé ou revelação, seja o que se propõe alcançar a divindade em uma perspectiva racional ou argumentativa p.opos. a deísmo, 1teísmo e agnosticismo
1.1 doutrina originada no enciclopedismo setecentista, esp. em Holbach (1723-1789), que recusa a existência de Deus, com base em uma concepção materialista e cientificista da realidade [A doutrina contemporânea mais divulgada de ateísmo materialista é o marxismo.]
1.2 pensamento fundamentado em um pessimismo radical que conclui pela descrença em Deus, cuja existência se mostra incompatível com o sofrimento humano (Schopenhauer), ou um instrumento de fuga diante da tragicidade (Nietzsche) e do absurdo (Sartre) da existência
https://houaiss.uol.com.br/pub/apps/www/v3-3/html/index.php#33
Citar
ateu (1611 cf. GuerRel)
princ.      etim.      gram.   
adjetivo e substantivo masculino
1 que ou o que não crê em Deus ou nos deuses; ateísta
etim.
lat. athĕus ou athĕos,i (no sentido definido), adp. do gr. átheos,os,on no sentido de 'que não crê em Deus'; ver te(o)-; f.hist. 1611 atheo, 1671 ateu
gramática
fem.: ateia /éi/
https://houaiss.uol.com.br/pub/apps/www/v3-3/html/index.php#34
Citar
agnóstico (1909 cf. GVVov1)
princ.      
adjetivo e substantivo masculino
relativo ao agnosticismo ou o que é seu partidário ou seguidor

agnóstico (1909 cf. GVVov1)      etim.      
ing. agnostic (1869) (no sentido definido), do adj.gr. ágnōstos, 'ignorante, incognoscível' (com o prefixo a- no sentido de 'privação, negação'), derivado do verbo gr. agnoeîn, 'não saber, ignorar'; ver agnosticismo e -gno-; a datação é para o subst.
https://houaiss.uol.com.br/pub/apps/www/v3-3/html/index.php#37
Citar
a.teuɐˈtew
adjetivo, nome masculino
que ou indivíduo que nega a existência de qualquer divindade; descrente
Do grego átheos, «ateu», pelo latim athĕu-, «idem»
https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/ateu
Citar
ag.nós.ti.co
silabação
ɐˈɡnɔʃtiku
adjetivo
1.   relativo ao agnosticismo
2.   que professa esse sistema
nome masculino
partidário do agnosticismo
Do grego ágnostos, «ignorante», pelo inglês agnostic, «idem»
https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/agn%C3%B3stico
Citar
FILOSOFIA doutrina ou atitude intelectual que rejeita a existência de Deus ou de deuses; negação da existência de Deus
De ateu+-ismo, ou do francês athéisme, «idem»
https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/ate%C3%ADsmo
Citar
ag.nos.ti.cis.mo
silabação
ɐɡnɔʃtiˈsiʒmu
nome masculino
FILOSOFIA doutrina ou posição intelectual que afirma que o espírito humano se encontra impossibilitado de alcançar um conhecimento absoluto sobre todas as matérias (em particular aquelas de carácter religioso ou metafísico) que ultrapassem a possibilidade de serem comprovadas de forma empírica, racional ou científica
https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/agnosticismo
Citar
Do grego agnostos , "desconhecido". Designa-se por este termo, em filosofia, toda a doutrina que considera impossível o conhecimento da realidade que se supõe existir para lá da experiência sensível, por exemplo, relativamente à existência de Deus.
É possível encontrar posições agnósticas ao longo de toda a história da Filosofia, desde logo, com os sofistas e depois com os empiristas. Contudo, o primeiro autor a usar o termo "agnosticismo" parece ter sido Thomas Huxley, em 1869.
O agnosticismo pode referir-se ao domínio religioso, como já vimos (agnosticismo religioso ou teológico, identificando-se também com o ateísmo), ao domínio filosófico (agnosticismo filosófico) ou ao domínio científico (agnosticismo científico), sempre que com isso se queira exprimir a impossibilidade de conhecimento de qualquer objeto que transcenda as provas mais evidentes e diretas.
https://www.infopedia.pt/agnosticismo?uri=lingua-portuguesa/agnosticismo
Citar
ateísmo
Do grego ateos , "sem Deus", designa a negação da existência de Deus. Há, desde logo, um ateísmo meramente teórico e um ateísmo prático. O primeiro limita-se a negar teoricamente a existência de Deus, enquanto que o segundo assume na prática as consequências dessa negação, agindo como se Deus não existisse.
Entre as diversas justificações que os ateus encontram para fundamentar a sua posição há aqueles que entendem que a existência de Deus seria uma barreira ao exercício da liberdade humana, acusando o teísmo de determinista (é a posição do humanismo ateu); há aqueles que julgam a ideia de Deus contraditória em si mesma (ateísmo lógico) e aqueles que entendem que o conceito de Deus é simplesmente vazio, ou seja, não tem qualquer referente que lhe corresponda (ateísmo semântico).
Interessa-se pelo estudo do ateísmo não só a Filosofia, mas também a Psicologia, investigando as razões que levam a assumir tal posição, conscientes ou subconscientes, e as consequências comportamentais de uma existência sem Deus.
https://www.infopedia.pt/ateismo?uri=lingua-portuguesa/ate%C3%ADsmo

Percebi que ateu é definido tanto quanto quem nega quanto quem apenas não crê, e o agnóstico também não crê já que ele não tem nenhuma crença positiva em deus.

Então pode ser que exista dois tipos de ateu, o ateu agnóstico e o ateu puro, esse segundo é o que nega categoricamente a existência dos deuses. Porem, não parece possível ser e teísta agnóstico para o mesmo deus, já que teísta tem uma crença positiva em deus, mesmo que seja fraca, mas ele pode ser agnóstico em relação aos outros deuses. O que acham?

Offline pehojof

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 547
Re:Agnosticismo é ateísmo?
« Resposta #282 Online: 31 de Maio de 2018, 13:34:16 »
Você é mesmo um inimigo do conhecimento, pehojof.
:hein:

Só porque não me curvo à ditadura da ciência?! Supus que já tivéssemos superado essa fase do preconceito...   |(

Talvez eu seja inimigo só de opiniões (não necessariamente específicas)...  :)



Daí minha (não) recomendação! :)

E eu que pensei que sua intenção era me proteger...   :no:  :hihi:



Das muitas críticas que podem ser feitas a Rousseau, esta não é uma delas. Foi autor de O Contrato Social cuja função, segundo o próprio, é proteger a liberdade e propriedade.

São válidas uma segunda, terceira, quarta... opiniões isentas:)



A citação acima se refere ao estado de natureza idealizado pelo autor, isto é, pré-civilização (cuja base é a propriedade).

Será que entendi a mensagem de que a base da pré-civilização é a propriedade, logo a da civilização seria outra coisa?...   :twisted:

Ou quis ele dizer que a base primitiva da primitiva pré-civilização seria a utilidade (imediata)?



Também já li que ele foi inspiração para a Revolução Francesa e já vi muitos dizerem que ela pavimentou o caminho para os movimentos comunistas que se seguiram a ela. Às vezes penso que o conhecimento é que é meu inimigo, porque parece impossível ele se abrir a nós se não o adotarmos sob a ótica de alguma ideologia pessoal... Será que nós adquirimos o conhecimento ou é ele que nos adquire?... Pessoas leem o mesmo pensador e o traduzem de formas completamente diferentes! Assistimos acalorados debates entre opositores apoiados nas mesmas fontes discutindo se nazismo era de direita ou de esquerda, ao sabor das livres interpretações do que quis algum pensador ou historiador dizer. Deve ser aquela "ferradura" que finalmente se fecha em anel e superpõe as ideologias as denunciando todas iguais. Talvez Hitler era de direita E de esquerda, comunista e capitalista, por que não? Tem já quem diga que Bolsonaro, o "maior expoente político da direita no Brasil do momento", é de esquerda e até comunista! E... talvez seja tudo isso mesmo, por que não? Diante de tudo isso, assumo a pretensão presunçosa de de me crer livre de qualquer ideologia.



Mas isso não importa, pois devido ao assunto em questão, pensei que ficaria subentendido, desculpe!, eu me referia ao desserviço prestado pelo romantismo rousseauniano ao pensamento ocidental, com o qual me parece que você, por suas opiniões expressadas, se identificaria - mais especificamente Confissões:ok:

Já Bergson dispensa maiores comentários. É simplesmente "fantástico".  :olheira:

Sim, eu li essas coisas. :sono:

Bem feito!  :P

Mas não é pra lamúria, são só opiniões, sobre a vida e suas questões, que encontram cultuadores. Não te fará mal se você não levar a sério. Gostei (ainda gosto, creio eu...) muito do Jiddu Krishnamurti, porque é um pensador cujo resumo da "pregação" é, basicamente, o tempo todo te convencer a parar de dar atenção a ele e ao que diz.  :wink:

Mas nem foi por isso que eu já:

Sinto-me um tanto perdido, pois ao mesmo tempo em que não sou ateu e nem posso ser, dado que o materialismo não me completa e não supre minhas necessidades, não se absorve em mim essa religiosidade mundana dessa "osmose" que você descreve. Busco a transcendência em mim e no que me cerca e acredito que essa é uma busca pessoal e intransferível de cada um, cuja filosofia formada nessa busca não servirá a outro, razão de eu ter há muito abandonado a ideia de buscar o Deus inefável e incompreensível, que sinto existir de alguma "forma", seja nas doutrinas místicas seja nas materialistas.
"Et quæ tanta fuit Romam tibi causa videndi?"
"Libertas, quæ sera tamen, respexit inertem,"

Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.782
Re:Agnosticismo é ateísmo?
« Resposta #283 Online: 01 de Junho de 2018, 12:00:24 »
Você é mesmo um inimigo do conhecimento, pehojof.
:hein:
Só porque não me curvo à ditadura da ciência?! Supus que já tivéssemos superado essa fase do preconceito...   |(

Talvez eu seja inimigo só de opiniões (não necessariamente específicas)...  :)

Não tem a ver com ciência. Relaxe! No caso, me referia apenas a retirar citações do contexto.  :)

Citar
Daí minha (não) recomendação! :)

E eu que pensei que sua intenção era me proteger...   :no:  :hihi:

Na verdade era, mas por caminhos tortuosos - instiga-lo a ler para constatar por si mesmo a influência do romantismo rousseauniano na visão anticientífica atual. 

Citar
Das muitas críticas que podem ser feitas a Rousseau, esta não é uma delas. Foi autor de O Contrato Social cuja função, segundo o próprio, é proteger a liberdade e propriedade.

São válidas uma segunda, terceira, quarta... opiniões isentas:)

Claro! Diga, por favor, qual a sua interpretação do Contrato. Gostaria muito de saber. 

Citar
A citação acima se refere ao estado de natureza idealizado pelo autor, isto é, pré-civilização (cuja base é a propriedade).

Será que entendi a mensagem de que a base da pré-civilização é a propriedade, logo a da civilização seria outra coisa?...   :twisted:

Ou quis ele dizer que a base primitiva da primitiva pré-civilização seria a utilidade (imediata)?

Sim, erro meu - quis dizer que a propriedade é a base da civilização. Inclusive na interpretação de Rousseau. :ok:

Citar
Também já li que ele foi inspiração para a Revolução Francesa e já vi muitos dizerem que ela pavimentou o caminho para os movimentos comunistas que se seguiram a ela. Às vezes penso que o conhecimento é que é meu inimigo, porque parece impossível ele se abrir a nós se não o adotarmos sob a ótica de alguma ideologia pessoal... Será que nós adquirimos o conhecimento ou é ele que nos adquire?... Pessoas leem o mesmo pensador e o traduzem de formas completamente diferentes! Assistimos acalorados debates entre opositores apoiados nas mesmas fontes discutindo se nazismo era de direita ou de esquerda, ao sabor das livres interpretações do que quis algum pensador ou historiador dizer. Deve ser aquela "ferradura" que finalmente se fecha em anel e superpõe as ideologias as denunciando todas iguais. Talvez Hitler era de direita E de esquerda, comunista e capitalista, por que não? Tem já quem diga que Bolsonaro, o "maior expoente político da direita no Brasil do momento", é de esquerda e até comunista! E... talvez seja tudo isso mesmo, por que não? Diante de tudo isso, assumo a pretensão presunçosa de de me crer livre de qualquer ideologia.

E eu que foi inspiração não só para a Revolução Francesa, mas também para o Nazismo.

Citar
Mas isso não importa, pois devido ao assunto em questão, pensei que ficaria subentendido, desculpe!, eu me referia ao desserviço prestado pelo romantismo rousseauniano ao pensamento ocidental, com o qual me parece que você, por suas opiniões expressadas, se identificaria - mais especificamente Confissões:ok:

Já Bergson dispensa maiores comentários. É simplesmente "fantástico".  :olheira:

Sim, eu li essas coisas. :sono:

Bem feito!  :P

Mas não é pra lamúria, são só opiniões, sobre a vida e suas questões, que encontram cultuadores. Não te fará mal se você não levar a sério. Gostei (ainda gosto, creio eu...) muito do Jiddu Krishnamurti, porque é um pensador cujo resumo da "pregação" é, basicamente, o tempo todo te convencer a parar de dar atenção a ele e ao que diz.  :wink:

Meu lamento é mais pela facilidade com que a má filosofia (insincera) conquista mentes.

Citar
Mas nem foi por isso que eu já:

Sinto-me um tanto perdido, pois ao mesmo tempo em que não sou ateu e nem posso ser, dado que o materialismo não me completa e não supre minhas necessidades, não se absorve em mim essa religiosidade mundana dessa "osmose" que você descreve. Busco a transcendência em mim e no que me cerca e acredito que essa é uma busca pessoal e intransferível de cada um, cuja filosofia formada nessa busca não servirá a outro, razão de eu ter há muito abandonado a ideia de buscar o Deus inefável e incompreensível, que sinto existir de alguma "forma", seja nas doutrinas místicas seja nas materialistas.

Muito pouco do que pensamos e acreditamos é original - a maioria, se não todas as nossas opiniões, e sem que saibamos disso na maior parte do tempo, são plagiadas e, infelizmente, em grande parte da má filosofia. A busca pessoal e intransferível pela transcendência, na verdade, remonta a metafísica aristotélica, e vem sendo transferida desde então. Poucos atualmente escapam, sem precisar sequer ter lido um única linha do autor, da influência de Rousseau, entre muitos outros. Desculpaí!  :( 

Offline Agnoscetico

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.641
  • Sexo: Masculino
Re:Agnosticismo é ateísmo?
« Resposta #284 Online: 09 de Junho de 2018, 12:41:00 »



<a href="https://www.youtube.com/v/TEytBMeRtwo" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/TEytBMeRtwo</a>



 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!