Autor Tópico: Crítica a alegação feminista de que mulheres ganham menos por discriminação  (Lida 11981 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Crítica a alegação feminista de que mulheres ganham menos por discriminação
« Resposta #125 Online: 11 de Junho de 2015, 20:09:56 »
Skeptikos, você é gay?
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.083
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Crítica a alegação feminista de que mulheres ganham menos por discriminação
« Resposta #126 Online: 11 de Junho de 2015, 20:15:30 »
Conhecer a história do termo e reconhecer que o sentido pejorativo foi criado por feministas já é alguma coisa, o problema é que quando eu digo isso, respondem que estou imaginando teorias da conspiração (no sentido lunático da expressão).

Abraços!
Eu não sei se é conspiração ou não, não fui atrás, mas tem gente que culpa até o feminismo pela queda do império romano, então, se você quer ser levado a sério em críticas ao feminismo -- e há o que ser criticado -- acho que deveria ser mais seletivo, em vez de tacar toda pedra que encontrar.
Eu concordo.

Você provavelmente também não se importa que "corja" e "bando" tenham tomado sentidos pejorativos, apesar de originalmente serem só "grupos". O idioma muda. O "feminismo" ter tido papel na mudança do significado mais usado para o termo (que provavelmente não era largamente usado no sentido oposto, para começar) não foi uma pura "manipulação" de massas de um grupo conspirando o poder, é algo que se deu porque existe o comportamento/ideologia hoje rotulada como "machista", e o feminismo simplesmente denunciou, usando esse adjetivo, que serviu bem o bastante para "pegar". Talvez até por uma distinção implícita entre ser homem e ser apenas "macho".
Acho que isso também tem origem na crença feminista na sociedade patriarcal, onde de fato homens são privilegiados e mulheres desvalorizadas. Muitas defendem que TODOS os homens são privilegiados, e TODAS as mulheres oprimidas, isso tudo com base na premissa de que vivemos numa sociedade patriarcal criada e mantida por homens. Por tanto, com base na ideologia delas, faz sentido considerar que toda discriminação de gênero seja em alguma instância, responsabilidade ultima dos homens, dai a utilidade de encontrar um termo associado ao gênero masculino para indicar qualquer discriminação de gênero, e "machismo" serviu bem a este propósito.

Mas concordo que bater nesta tecla para criticar o uso do termo pode ser mal interpretado, assim como acontece com a implicância do próprio movimento feminista com algumas expressões e palavras supostamente sexista, ou como como acontece também com o movimento negro e sua igual implicância com o uso de  palavras e expressões com origem supostamente racistas.

Skeptikos, você é gay?
Não! Por que?
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Crítica a alegação feminista de que mulheres ganham menos por discriminação
« Resposta #127 Online: 11 de Junho de 2015, 20:18:30 »
Você não é gay? Não é feliz? Não é alegre?
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche


Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.083
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Crítica a alegação feminista de que mulheres ganham menos por discriminação
« Resposta #129 Online: 11 de Junho de 2015, 20:28:40 »
Ok, já concordei que é melhor abandonar esta discussão linguística, hehe.
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:Crítica a alegação feminista de que mulheres ganham menos por discriminação
« Resposta #130 Online: 26 de Dezembro de 2015, 18:14:40 »
Citar
http://blogs.scientificamerican.com/unofficial-prognosis/study-shows-gender-bias-in-science-is-real-heres-why-it-matters/

...
But in a groundbreaking study published in PNAS last week by Corinne Moss-Racusin and colleagues, that is exactly what was done. On Wednesday, Sean Carroll blogged about and brought to light the research from Yale that had scientists presented with application materials from a student applying for a lab manager position and who intended to go on to graduate school. Half the scientists were given the application with a male name attached, and half were given the exact same application with a female name attached. Results found that the “female” applicants were rated significantly lower than the “males” in competence, hireability, and whether the scientist would be willing to mentor the student.



...


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.242
  • Sexo: Masculino
Re:Crítica a alegação feminista de que mulheres ganham menos por discriminação
« Resposta #132 Online: 16 de Junho de 2016, 15:37:00 »
<a href="https://www.youtube.com/v/x9GqWoy6__s" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/x9GqWoy6__s</a>

Será que há mesmo discriminação, ou o futebol-normal-de-pé-soccer masculino nos EUA ainda rende mais que o feminino? (Apesar deles serem objetivamente "piores" no ranking mundial de jogadores do sexo masculino)

Tendo muito a suspeitar que é o último caso; que se o feminino rendesse mais, a grana estaria lá, como é o caso com modelos de moda (haveria homens lutando por salários iguais nesse caso?).

Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.783
Re:Crítica a alegação feminista de que mulheres ganham menos por discriminação
« Resposta #133 Online: 23 de Fevereiro de 2018, 07:52:30 »
Vai aqui para não abrir outro tópico.

Em Brasília, mulheres ganham mais do que homens, em média

Citar
No DF, as mulheres são empregadas em maioria no setor de serviços (50,7%) e na administração pública (29,5%). É no funcionalismo público que ficam os maiores rendimentos. “Observa-se que há uma concentração de mulheres em ocupações de nível superior, que apresentam salários mais elevados”, informou o ministério.

“Pode-se dizer, portanto, que os salários das mulheres na administração pública do DF contribui para elevar sua média salarial. Esta é uma particularidade do Distrito Federal, onde há concentração do emprego formal neste setor.”

Contudo, segundo Mônica Waldvogel, em reportagem sobre a notícia na Globo News, dias atrás, uma outra pesquisa (não me lembro das referências) indica que mesmo no setor público as mulheres encontram um telhado de vidro, do qual não conseguem ultrapassar. A explicação é que elas ascenderiam apenas até o nível que não depende de indicação (de terceiros, portanto) para promoção. Seriam seis níveis, ao todo, ficando elas estagnadas no terceiro.


 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!