Autor Tópico: A neo-direita brasileira  (Lida 6630 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Christiano

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 388
  • Sexo: Masculino
    • CBP+18
A neo-direita brasileira
« Online: 07 de Maio de 2015, 04:42:23 »
https://www.facebook.com/pablovillaca01/posts/666042520167644

Post no Facebook cujos comentários trazem algumas ilustrações perfeitas do que foi descrito no texto, escrito pelo crítico de cinema, cineasta e escritor mineiro Pablo Villaça. Ele é diretor do portal Cinema em Cena.
"A ridícula situação de alguém que critica o que confessa nunca ter lido ou estudado, já é suficiente para desqualificar a sua crítica."
http://cbp18.ideaboard.net/

Offline Lakatos

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.071
  • Sexo: Masculino
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #1 Online: 07 de Maio de 2015, 05:46:10 »
Acho mais prático você copiar o texto no post, já que muitos aqui não tem Facebook.


Offline Lakatos

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.071
  • Sexo: Masculino
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #3 Online: 07 de Maio de 2015, 07:28:52 »
Não é esse texto. Vou copiar para deixar aqui.

Citar
Há textos que escrevemos mesmo sabendo que quem deveria lê-los não o fará. Ainda assim, o texto pede para ser escrito - no mínimo, como desabafo ou como forma de mostrar para tantos outros (que não precisariam lê-lo) que não estão sozinhos.
Este é um destes textos.

Imaginem tentar conversar com uma criança birrenta. Daquelas mal educadas, concentradas em si mesmas (como são todas as crianças, em maior ou menor grau) e que só aceitam ouvir o que reforça suas vontades. Nada de "o mundo não gira ao seu redor" ou "é preciso entender que há outras pessoas com ideias diferentes", apenas "sim, você está certo", "sim, faremos o que você quer", "sim, você determina os rumos do mundo".

Pois não é necessário imaginar. É só observar o comportamento de parte da neo-direita brasileira, aquela que se descobriu como direita há dois anos e que, desde então, vem se comportando exatamente com a imaturidade esperada de uma criança que acabou de aprender a falar.

É a direita que se recusa a dialogar ou a ouvir contrapontos. É a direita que, quando percebe que alguém de quem discorda vai se manifestar, opta por insultos ou por cobrir os ouvidos e emitir "lálálás" em forma de panelaços. É uma direita que se acredita dona da razão absoluta e- mais importante - dona da verdadeira moral e de uma integridade que a esquerda jamais conseguiria ter.

É uma direita que pode ser resumida por bios no Twitter que trazem "reaça orgulhoso", "coxinha e conservador inveterado", "Cidadão de BEM!" ou, como li hoje em um perfil que me disparou vários insultos, "Cara gente boa. Anti-comunista, anti-esquerdista, anti-petista, anti-gayzista, anti-anarquista. Cristão".

Ou como o outro que, sem qualquer traço de ironia, me enviou uma mensagem me chamando de "comunista apátrida".

Revogou minha cidadania sem hesitar. E eu nem sabia que qualquer um tinha o direito de fazer isso, me deixando como um pobre escritor sem nação.

Aliás, outro traço recorrente desta neo-direita é se declarar como "verdadeiros brasileiros". Enchem seus perfis de símbolos nacionais, de verdes e amarelos, de bandeiras. Cantam o hino (intercalando-o com o "Pai Nosso") com a intensidade de um soldado no campo de batalha. Decretam que os que defendem ideais de esquerda devem ir para Cuba ou para a a Venezuela, insinuando, claro, que o Brasil lhes pertence. Temem a "praga comunista" e a "ditadura stalinista". Repetem que os petralhas destruíram o país. Declaram que o PT é o partido mais corrupto de toda a história da galáxia e que é o grande mal do Brasil.

Enviam bordões absolutamente infantis como "Chola mais!" para todos os esquerdistas que identificam, aparentemente esquecendo-se de que foram eles, da neo-direita, que perderam as eleições. Entram em massa em comentários de posts no Facebook para postar insultos ao autor de quem discordam: acusam-no de receber dinheiro para defender o governo (e se você pede alguma prova de algum dia ter recebido um centavo que seja, ignoram a pergunta e o fato de que há pouco descobriu-se que eram representantes da neo-direita que recebiam mesada do governo de São Paulo) e limitam seus argumentos a ‪#‎ForaPT‬, a ‪#‎mimimi‬ e a insultos machistas a Dilma.

São pessoas que não hesitam em usar até mesmo o nome da filha de 6 anos de um oponente político para tentar provocá-lo. Vasculham tweets de quatro, cinco anos de idade, tiram-no do contexto, removem a data de publicação para sugerir que são recentes e fazem montagens que, contrapondo o que não faz sentido contraposto, atingem um resultado quase kuleshoviano de criar um significado onde antes não existia algum.

É uma neo-direita que trata oponentes políticos como inimigos. E que, confrontados com isso, tentam se convencer de que o oponente é quem exibe perversidade digna de ser dizimada.

É uma neo-direita que ignora índices de avanço social, de erradicação da miséria, de melhorias evidentes no combate à corrupção que são reconhecidas até mesmo por entidades internacionais. Uma neo-direita que parece confundir a recusa em se investigar desmandos no passado com uma absurda ausência de corrupção - e nisto mais uma vez parecem crianças: se não enxergam, é porque não existe.

É uma neo-direita que afirma que Lula está sendo investigado pelo Ministério Público porque leu na Época, mas que se recusa a acreditar quando o PRÓPRIO MINISTÉRIO PÚBLICO desmente estar investigando o ex-presidente. É uma neo-direita que, quando confrontada com todos os casos similares de manipulação por parte da mídia, diz que se trata de "paranoia esquerdista". Que exige impeachment sem base legal, como se fossem donos da bola e quisessem tomá-la porque não foram chamados para a posição de titular.

É uma neo-direita que afirma não haver esquerda ou direita no Brasil. Ou que afirma que o PSDB é de esquerda.

É uma neo-direita que acha absurdo o Estado oferecer qualquer tipo de auxílio a populações carentes, mas não vê problema no fato de o segmento mais rico da sociedade pagar menos impostos do que os mais pobres, que acha certíssimo quando um governo como o dos Estados Unidos salva corporações com "bailouts" de bilhões de dólares e que encara a sonegação via paraísos fiscais como um problema menor (ou pior: como algo legítimo, já que "cobramos impostos demais").

É uma neo-direita que chama texto de "textão", que entra em perfis de mulheres esquerdistas e as chamam de "feias", "vacas", "putas", "gordas" (ou que "precisam de homem"). É uma neo-direita que acusa movimentos sociais de "coitadismo" e "vitimismo". Que acredita que os ativistas LGBT querem implantar uma "ditadura gay" e que o feminismo tem interesse em fazer com que as mulheres tenham mais direitos que os homens.

É uma neo-direita que insiste em falar de "meritocracia" mesmo votando em um sujeito que (também repetindo sempre o termo) construiu carreira nas costas do nome do avô e que, aos 17 anos, já tinha emprego público garantido pelos parentes. É uma neo-direita que fala em "meritocracia" como se os indivíduos não vivessem dentro de uma sociedade injusta e que não oferece as mesmas chances a todos.

É, enfim, uma neo-direita que faz muito barulho, mas não consegue ganhar eleições.

Offline Lakatos

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.071
  • Sexo: Masculino
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #4 Online: 07 de Maio de 2015, 07:35:27 »
Acho que é um texto mais sobre os direitistas "irrefletidos" que apareceram nos últimos tempos se espelhando em ícones como Bolsonaro, Sheherazade, Marco Feliciano, Olavo de Carvalho, Reinaldo Azevedo, etc. Não é o caso da maioria aqui.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.371
  • Sexo: Masculino
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #5 Online: 07 de Maio de 2015, 07:49:24 »
A maioria daqui é de esquerda/quase, só não esquerda-petista-e-logo-a-única-boa-e-verdadeira.

A neo-direita e a neo-esquerda são realmente reflexos uma da outra.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #6 Online: 07 de Maio de 2015, 08:12:24 »
Dois pontos:

Mais do mesmo; acuse-os do que você é.

A agenda esquerdopata faz muito bem seu trabalho de parecer uma mãe amorosa que acolhe os mais distraídos, atraindo para si os tais renegados inevitáveis da sociedade, até porque, são renegados desde si mesmos para consigo, pois se acham menos por serem pobres demais, ou negros demais ou de orientações sexuais específicas demais, ou gigantes demais ou miudinhos demais( pois não percebem o óbvio e se acham nunca iguais por si mesmos, precisam que outros os digam iguais ainda que o façam por oportunismo)formando um exército de ingênuos úteis que não percebem que se tornam menos do que já eram pois relegaram a si mesmos ao opróbrio, se transformando em meras buchas de canhão.


Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #7 Online: 07 de Maio de 2015, 08:13:40 »
Já postado:



Aí quem rir disso é "soldadinho neo-direita anti-pobre".

Depois reclamam quando sofrem críticas de que isso tudo parece desespero pra defesa irrestrita de um partido governista já moribundo.

Da mesma forma que houve durante a última campanha eleitoral, há a tentativa de agrupamento de um bloco da sociedade que seria nominado como "lado negro da força" ou "o império", mesmo que sendo composto pelo brasileiro comum. Embora essa tentativa também ocorra pelos combatentes outro lado, com outros termos e deturpações.

O curioso no fundo é: pq a opinião desse tipo de gente ganha relevância? Como esses caras conseguem construir um palco tão grande pra reverberar esses textos e opiniões?

Qual é a sua opinião, Christiano?

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.681
  • Sexo: Masculino
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #8 Online: 07 de Maio de 2015, 09:08:16 »
A esquerda radical está experimentando de seu próprio veneno, e claro está odiando.

Espero que aprendam o quanto são ridículos quando ridicularizam os outros.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.039
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #9 Online: 07 de Maio de 2015, 16:07:18 »
Interessante como, logo no início do texto, vemos exatamente a descrição do comportamento esquerdista (até pensei que o autor falaria sobre a neo-esquerda bolivariana):

Citar
Imaginem tentar conversar com uma criança birrenta. Daquelas mal educadas, concentradas em si mesmas (como são todas as crianças, em maior ou menor grau) e que só aceitam ouvir o que reforça suas vontades. Nada de "o mundo não gira ao seu redor" ou "é preciso entender que há outras pessoas com ideias diferentes", apenas "sim, você está certo", "sim, faremos o que você quer", "sim, você determina os rumos do mundo".

Saudações

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #10 Online: 07 de Maio de 2015, 16:08:12 »
Interessante como, logo no início do texto, vemos exatamente a descrição do comportamento esquerdista (até pensei que o autor falaria sobre a neo-esquerda bolivariana):

Citar
Imaginem tentar conversar com uma criança birrenta. Daquelas mal educadas, concentradas em si mesmas (como são todas as crianças, em maior ou menor grau) e que só aceitam ouvir o que reforça suas vontades. Nada de "o mundo não gira ao seu redor" ou "é preciso entender que há outras pessoas com ideias diferentes", apenas "sim, você está certo", "sim, faremos o que você quer", "sim, você determina os rumos do mundo".

Saudações

Dois lados da mesma moeda.
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.371
  • Sexo: Masculino
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #11 Online: 07 de Maio de 2015, 16:14:46 »
Achei ainda mais impressionante o trecho seguinte:

Citar
É a direita que se recusa a dialogar ou a ouvir contrapontos. É a direita que, quando percebe que alguém de quem discorda vai se manifestar, opta por insultos ou por cobrir os ouvidos e emitir "lálálás" em forma de panelaços. É uma direita que se acredita dona da razão absoluta e- mais importante - dona da verdadeira moral e de uma integridade que a esquerda jamais conseguiria ter.

Se bobear achamos por aí citação de discurso de petista de alto escalão dizendo com todas as letras "temos a verdadeira moral e uma integridade que a direita jamais conseguirá ter".

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.039
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #12 Online: 07 de Maio de 2015, 16:20:03 »
O texto retrata um desabafo de quem está acostumado com uma esquerda barulhenta e uma direita acomodada. Parece que o autor se esquece que, mesmo ele discordando e condenando tudo o que descreve no texto, a direita (e a esquerda) tem o direito de agir, pensar e se manifestar dessa forma.

Para o bem ou para o mal, assim é a Democracia: que fala também ouve, gostando ou não. Sem falar que se trocarmos o termo neo-direita por esquerda o texto continua fazendo sentido.

Saudações

Offline Osler

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.115
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #13 Online: 07 de Maio de 2015, 17:42:38 »
Tirar a amostragem do que se posta na internet como a média da Esquerda ou Direita brasileira acho uma furada, a quantidade de imbecis nos comentarios na NET é absurda.
Ou será que eles representam realmente a média da população?
“Como as massas são inconstantes, presas de desejos rebeldes, apaixonadas e sem temor pelas conseqüências, é preciso incutir-lhes medo para que se mantenham em ordem. Por isso, os antigos fizeram muito bem ao inventar os deuses e a crença no castigo depois da morte”. – Políbio

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.039
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #14 Online: 07 de Maio de 2015, 18:12:48 »
Tirar a amostragem do que se posta na internet como a média da Esquerda ou Direita brasileira acho uma furada, a quantidade de imbecis nos comentarios na NET é absurda.
Ou será que eles representam realmente a média da população?
Acho que sim.

Penso que o número de pessoas que exercem crítica sobre esses temas não seja muito grande. A grande maioria faz uma análise mais objetiva e direta, diria até imediatista. É com esse número que contam os populistas e aproveitadores, independentemente da ideologia.

Saudações

Offline Christiano

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 388
  • Sexo: Masculino
    • CBP+18
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #15 Online: 08 de Maio de 2015, 15:21:39 »
A neo-direita é a mesma no mundo todo: J.K. Rowling se posiciona à esquerda nas eleições britânicas e, claro, é atacada com misoginia. Enquanto isso, mídia brasileira distorce totalmente uma fala do Mujica, mancheteia uma denúncia mentirosa contra Lula e a neo-direita pira. Porque só lêem a manchete, claro. Aliás, é revelador que a manchete fale de confissão de Lula, mas no texto traga "confissão" entre aspas. Mas não é preciso mais nada para que a neo-direita use aquele que é seu argumento mais inteligente e convincente: "CHUPA, PETRALHAS!".

"A ridícula situação de alguém que critica o que confessa nunca ter lido ou estudado, já é suficiente para desqualificar a sua crítica."
http://cbp18.ideaboard.net/

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #16 Online: 08 de Maio de 2015, 15:29:51 »
Enquanto isso, mídia brasileira distorce totalmente uma fala do Mujica, mancheteia uma denúncia mentirosa contra Lula e a neo-direita pira. Porque só lêem a manchete, claro. Aliás, é revelador que a manchete fale de confissão de Lula, mas no texto traga "confissão" entre aspas.

Mujica diz em livro que Lula confessou Mensalão

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #17 Online: 08 de Maio de 2015, 16:09:05 »

Qual é a sua opinião, Christiano?

Esse texto é copiado e colado do mesmo cabôco, o tal Pablo Villaça que virou uma espécie de guru instantâneo do front governista.

Qual é a sua posição?

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #18 Online: 08 de Maio de 2015, 16:10:18 »
"Questionado se Lula se referia especificamente ao mensalão ou a "coisas imorais" ao falar sobre "a única forma de governar o Brasil", um dos autores do livro respondeu por e-mail ao G1:
"Não, Lula estava falando sobre as 'coisas imorais' e não sobre o mensalão. O que Lula transmitiu ao Mujica foi que é dificil governar o Brasil sem conviver com chantagens e 'coisas imorais'", escreveu Andrés Danza."
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #19 Online: 08 de Maio de 2015, 16:16:59 »
É, se a coisa é assim, está aí um exemplo claro de golpismo.

Parece que existe a confusão por causa de uma interpretação que o contexto permite. Abordam o mensalão e logo em seguida vem o trecho sobre ter que lidar com as coisas "imorais".

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #20 Online: 08 de Maio de 2015, 16:20:01 »
Não acho golpismo, eu mesmo procurei o contexto e cheguei a mesma conclusão, parece realmente que ele falava do mensalão. Se bobear rolou uma pressão em cima dos escritores pra dizerem o contrário.
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.371
  • Sexo: Masculino
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #21 Online: 08 de Maio de 2015, 16:21:32 »
Sendo que "lidar com" não significa nem necessariamente "praticar".

Não é um "Lula confessou para mim", mas também não é absurda a interpretação.

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #22 Online: 08 de Maio de 2015, 16:24:00 »
Eu acho que pode ser golpismo pq por mais que o contexto permita de alguma forma a interpretação, que nós mesmos chegamos, é diferente de dizer: Mujica diz que Lula confessa o Mensalão.

Embora eu preferiria que houvesse a confissão crua mesmo.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.371
  • Sexo: Masculino
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #23 Online: 08 de Maio de 2015, 16:50:46 »
Não sei se é "golpismo" se a pessoa entendeu aquilo de fato, como interpretação honesta.

Citar
Leia trecho do livro:

"Lula teve que enfrentar um dos maiores escândalos da História recente do Brasil: o mensalão, uma mensalidade paga a alguns parlamentares para que aprovassem os projetos mais importantes do Poder Executivo. Compra de votos, um dos mecanismos mais velhos da política. Até José Dirceu, um dos principais assessores de Lula, acabou sendo processado pelo caso.

'Lula não é um corrupto como Collor de Mello e outros ex-presidentes brasileiros', disse-nos Mujica, ao falar do caso. Ele contou, além disso, que Lula viveu todo esse episódio com angústia e com um pouco de culpa. 'Neste mundo tive que lidar com muitas coisas imorais, chantagens', disse Lula, aflito, a Mujica e Astori, semanas antes de eles assumirem o governo do Uruguai. 'Essa era a única forma de governar o Brasil', se justificou. Os dois tinham ido visitá-lo em Brasília, e Lula sentiu a necessidade de esclarecer a situação."

http://oglobo.globo.com/brasil/mujica-em-livro-relata-confissao-de-lula-sobre-mensalao-16093440#ixzz3ZY0BpA8a

Não precisa de citação fora de contexto para interpretar assim, o texto é ambiguo. Do que Lula sente culpa? Da "única forma de governar o Brasil"? No contexto, do que mais ele poderia estar falando? A coisa não é letra por letra uma confissão de culpa em terceira mão, mas para não interpretar assim é necessário dar umas quatro ou cinco colheres de chá em benefício da dúvida, beirando a ingenuidade.

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:A neo-direita brasileira
« Resposta #24 Online: 08 de Maio de 2015, 17:04:22 »
Não precisa de citação fora de contexto para interpretar assim, o texto é ambiguo. Do que Lula sente culpa? Da "única forma de governar o Brasil"? No contexto, do que mais ele poderia estar falando? A coisa não é letra por letra uma confissão de culpa em terceira mão, mas para não interpretar assim é necessário dar umas quatro ou cinco colheres de chá em benefício da dúvida, beirando a ingenuidade.

Mas veja, e essa negação?

"Questionado se Lula se referia especificamente ao mensalão ou a "coisas imorais" ao falar sobre "a única forma de governar o Brasil", um dos autores do livro respondeu por e-mail ao G1:
"Não, Lula estava falando sobre as 'coisas imorais' e não sobre o mensalão. O que Lula transmitiu ao Mujica foi que é dificil governar o Brasil sem conviver com chantagens e 'coisas imorais'", escreveu Andrés Danza."

Fica o mistério, se não é o mensalão, que raio é esse de "coisas imorais"?

Se o trecho for integralmente aquele, a interpretação é possível mesmo e a explicação dos autores nunca virá a tira colo, mesmo que venha não altera o que está escrito. Só não há a confissão expressa, de qualquer modo.

Talvez realmente não haja golpismo, talvez um oportunismo não desonesto de todo.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!