Enquete

Em quem você votaria para o pleito presidencial em 2018?

Álvaro Dias (Podemos)
2 (5.3%)
Ciro Gomes (PDT)
5 (13.2%)
Cristovam Buarque (PPS)
1 (2.6%)
Fernando Collor (PTC)
0 (0%)
Geraldo Alckmin (PSDB)
1 (2.6%)
Henrique Meirelles (PSD)
4 (10.5%)
Jair Bolsonaro (PSC)
2 (5.3%)
João Amoedo (Novo)
19 (50%)
José Eymael (PSDC)
0 (0%)
Levy Fidelix (PRTB)
0 (0%)
Luis Inácio da Silva (PT)
3 (7.9%)
Manuela D'Ávila (PC do B)
0 (0%)
Marina Silva (Rede)
1 (2.6%)
Rodrigo Maia (Dem)
0 (0%)

Votos Totais: 38

enquete encerrada: 03 de Julho de 2018, 09:38:03

Autor Tópico: Eleições presidenciais de 2018  (Lida 15098 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Cinzu

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 269
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #825 Online: 13 de Junho de 2018, 21:38:15 »
João Amoedo se saiu muito bem nas entrevistas da Jovem Pan e Band.

Algumas das perguntas eram as mesmas feitas no Roda Viva, onde ele não tinha sido convincente. Parece que desta vez aprendeu com os erros. Isso é importantíssimo para alguém que almeja tamanha posição.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.387
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #826 Online: 14 de Junho de 2018, 08:42:17 »

Articulação ligada a FHC vê Marina como alternativa



Grupo suprapartidário que busca união do centro em torno de um candidato ‘reformista’ avalia que as conversas devem considerar a ex-ministra, Alckmin e Alvaro Dias

 
         
Pedro Venceslau e Marianna Holanda, O Estado de S.Paulo

10 Junho 2018 | 22h00



Lançado na semana passada com o apoio do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o movimento suprapartidário que busca viabilizar uma candidatura comprometida com as reformas estruturais avalia que Marina Silva (Rede) pode se consolidar como uma alternativa do chamado “centro democrático” na disputa presidencial.


Líderes políticos que integram o grupo acreditam que as conversas devem se concentrar em três nomes: a ex-ministra do Meio Ambiente, o presidenciável do PSDB, Geraldo Alckmin e Alvaro Dias, pré-candidato do Podemos.


A preocupação é criar uma terceira via para enfrentar eventual polarização entre o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) e um candidato que represente uma coalizão de esquerda. Parte dos signatários do manifesto Por um Polo Democrático e Reformista, lançado na semana passada, incentivou a entrada de um outsider na corrida presidencial, no caso, o apresentador Luciano Huck, que declinou do convite feito pelo PPS.


++ ‘A centro-direita não vai sair pulverizada como se encontra’


Nesse aspecto, a avaliação é que, além do desempenho nas pesquisas de intenção de voto, Marina ainda é um nome menos contaminado pelo desgaste com os partidos e a política tradicional.


Na pesquisa Datafolha divulgada ontem, a ex-ministra se mantém em segundo lugar, com até 15% das intenções de voto, nos cenários sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, preso e condenado na Operação Lava Jato.


Bolsonaro lidera com 19% das preferências na ausência de Lula. Alckmin, que tenta unir o “centro” em torno do seu nome, alcança 7% das intenções de voto, em situação de empate técnico com o ex-ministro Ciro Gomes. O pré-candidato do PDT oscilou entre 10% e 11%. Já Alvaro Dias aparece com 4%.



“Marina é uma candidata desse campo. O nome dela deve ser levado em consideração. Achamos no PPS que Alckmin é o melhor candidato, mas não podemos ir para a conversa impondo o nome dele. Temos de admitir que pode não ser”, disse ao Estado o presidente nacional do PPS, Roberto Freire. Segundo Freire, em conversa recente, a mesma avaliação foi feita por Fernando Henrique. Ao jornal O Globo, FHC disse que “não convém” fechar portas para a ex-ministra.



https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,articulacao-ligada-a-fhc-ve-marina-como-alternativa,70002345628



Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.387
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #827 Online: 14 de Junho de 2018, 10:00:59 »
ELEIÇÕES 2018


Álvaro Dias chamou Pedro Malan para ser economista de sua campanha


O ex-ministro disse que só poderia ajudá-lo informalmente, pois não quer abrir mão dos assentos que ocupa em conselhos de administração de empresas no Brasil e em outros países


PUBLICADO EM 12/06/18 - 11h56

AGÊNCIA ESTADO
O ex-ministro da Fazenda Pedro Malan se tornou um dos conselheiros do senador Álvaro Dias (PR), pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos. Os dois já se reuniram algumas vezes para discutir propostas na área de economia.

Dias chegou a convidar Malan para ser oficialmente o economista de sua campanha. O ex-ministro, porém, disse que só poderia ajudá-lo informalmente, pois não quer abrir mão dos assentos que ocupa em conselhos de administração de empresas no Brasil e em outros países.

O senador paranaense também tem ouvido outros economistas. Já se reuniu, por exemplo, com Bernado Appy, ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda e Gabriel Leal, da Instituição Fiscal Independente do Senado. Também conversou com o tributarista Sacha Calmon.


https://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/%C3%A1lvaro-dias-chamou-pedro-malan-para-ser-economista-de-sua-campanha-1.1855326




Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #828 Online: 14 de Junho de 2018, 17:09:02 »
ELEIÇÕES 2018


Álvaro Dias chamou Pedro Malan para ser economista de sua campanha


O ex-ministro disse que só poderia ajudá-lo informalmente, pois não quer abrir mão dos assentos que ocupa em conselhos de administração de empresas no Brasil e em outros países


PUBLICADO EM 12/06/18 - 11h56

AGÊNCIA ESTADO
O ex-ministro da Fazenda Pedro Malan se tornou um dos conselheiros do senador Álvaro Dias (PR), pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos. Os dois já se reuniram algumas vezes para discutir propostas na área de economia.

Dias chegou a convidar Malan para ser oficialmente o economista de sua campanha. O ex-ministro, porém, disse que só poderia ajudá-lo informalmente, pois não quer abrir mão dos assentos que ocupa em conselhos de administração de empresas no Brasil e em outros países.

O senador paranaense também tem ouvido outros economistas. Já se reuniu, por exemplo, com Bernado Appy, ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda e Gabriel Leal, da Instituição Fiscal Independente do Senado. Também conversou com o tributarista Sacha Calmon.


https://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/%C3%A1lvaro-dias-chamou-pedro-malan-para-ser-economista-de-sua-campanha-1.1855326





Agora só falta chamar Pedro Parente para coordenar seu plano energético...

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.387
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #829 Online: 15 de Junho de 2018, 09:56:20 »

Vídeo:

Miguel Reale Jr. declara voto em Álvaro Dias


TV  12.06.18 16:47


O jurista Miguel Reale Júnior, um dos autores do pedido de impeachment de Dilma Rousseff, gravou um vídeo hoje declarando voto em Álvaro Dias, pré-candidato do Podemos à Presidência da República.


Ele diz que tomou a decisão com base “em conhecimento e reflexão”.


“Tomei consciência do que foi a gestão de Álvaro Dias no Paraná. [Ele] terminou a governança com quase 90% de aprovação. (…) Álvaro Dias sempre tomou a frente de atitudes contra a corrupção. (…) Álvaro Dias conhece este país. Álvaro Dias é alguém que tem experiência e sabe o que deve ser eliminado e construído.”


https://www.oantagonista.com/brasil/miguel-reale-jr-declara-voto-em-alvaro-dias/



Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.387
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #830 Online: 15 de Junho de 2018, 10:03:30 »
ELEIÇÕES 2018


Álvaro Dias chamou Pedro Malan para ser economista de sua campanha


O ex-ministro disse que só poderia ajudá-lo informalmente, pois não quer abrir mão dos assentos que ocupa em conselhos de administração de empresas no Brasil e em outros países


PUBLICADO EM 12/06/18 - 11h56

AGÊNCIA ESTADO
O ex-ministro da Fazenda Pedro Malan se tornou um dos conselheiros do senador Álvaro Dias (PR), pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos. Os dois já se reuniram algumas vezes para discutir propostas na área de economia.

Dias chegou a convidar Malan para ser oficialmente o economista de sua campanha. O ex-ministro, porém, disse que só poderia ajudá-lo informalmente, pois não quer abrir mão dos assentos que ocupa em conselhos de administração de empresas no Brasil e em outros países.

O senador paranaense também tem ouvido outros economistas. Já se reuniu, por exemplo, com Bernado Appy, ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda e Gabriel Leal, da Instituição Fiscal Independente do Senado. Também conversou com o tributarista Sacha Calmon.


https://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/%C3%A1lvaro-dias-chamou-pedro-malan-para-ser-economista-de-sua-campanha-1.1855326





Agora só falta chamar Pedro Parente para coordenar seu plano energético...




Porque você não considera o Álvaro Dias um bom candidato  em que poderia votar ?



Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.767
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #831 Online: 15 de Junho de 2018, 14:37:01 »
ELEIÇÕES 2018

Álvaro Dias chamou Pedro Malan para ser economista de sua campanha


O ex-ministro disse que só poderia ajudá-lo informalmente, pois não quer abrir mão dos assentos que ocupa em conselhos de administração de empresas no Brasil e em outros países


PUBLICADO EM 12/06/18 - 11h56

AGÊNCIA ESTADO
O ex-ministro da Fazenda Pedro Malan se tornou um dos conselheiros do senador Álvaro Dias (PR), pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos. Os dois já se reuniram algumas vezes para discutir propostas na área de economia.

Dias chegou a convidar Malan para ser oficialmente o economista de sua campanha. O ex-ministro, porém, disse que só poderia ajudá-lo informalmente, pois não quer abrir mão dos assentos que ocupa em conselhos de administração de empresas no Brasil e em outros países.

O senador paranaense também tem ouvido outros economistas. Já se reuniu, por exemplo, com Bernado Appy, ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda e Gabriel Leal, da Instituição Fiscal Independente do Senado. Também conversou com o tributarista Sacha Calmon.


https://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/%C3%A1lvaro-dias-chamou-pedro-malan-para-ser-economista-de-sua-campanha-1.1855326

Agora só falta chamar Pedro Parente para coordenar seu plano energético...

Melhor ainda se chamasse a Dilma.
Foto USGS

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #832 Online: 15 de Junho de 2018, 17:42:01 »
ELEIÇÕES 2018


Álvaro Dias chamou Pedro Malan para ser economista de sua campanha


O ex-ministro disse que só poderia ajudá-lo informalmente, pois não quer abrir mão dos assentos que ocupa em conselhos de administração de empresas no Brasil e em outros países


PUBLICADO EM 12/06/18 - 11h56

AGÊNCIA ESTADO
O ex-ministro da Fazenda Pedro Malan se tornou um dos conselheiros do senador Álvaro Dias (PR), pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos. Os dois já se reuniram algumas vezes para discutir propostas na área de economia.

Dias chegou a convidar Malan para ser oficialmente o economista de sua campanha. O ex-ministro, porém, disse que só poderia ajudá-lo informalmente, pois não quer abrir mão dos assentos que ocupa em conselhos de administração de empresas no Brasil e em outros países.

O senador paranaense também tem ouvido outros economistas. Já se reuniu, por exemplo, com Bernado Appy, ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda e Gabriel Leal, da Instituição Fiscal Independente do Senado. Também conversou com o tributarista Sacha Calmon.


https://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/%C3%A1lvaro-dias-chamou-pedro-malan-para-ser-economista-de-sua-campanha-1.1855326





Agora só falta chamar Pedro Parente para coordenar seu plano energético...




Porque você não considera o Álvaro Dias um bom candidato  em que poderia votar ?




Não considero.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.387
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #833 Online: 15 de Junho de 2018, 18:46:12 »
NOVA PESQUISA: LULA CONTINUA DISPARADO, BOLSONARO CAI, CIRO E DIREITA ESTACIONADOS


247 - O mercado financeiro faz suas próprias pesquisas para as eleições de 2018. Acaba de sair mais uma da XP (grupo Itaú Unibanco) com o instituto Ipesp: Lula continua disparado (29%), Bolsonaro cai (19%), Ciro (6%) e os candidatos da direita continuam estacionados; Marina (10%), Alckmin (7%), Álvaro Dias (6%), Meirelles (2%), João Amoedo (1%) e Flávio Rocha (0%). Manuela está com 1% e Boulous com 0% na pesquisa telefônica, realizada entre os dias 11 e 13 de junho.


https://www.brasil247.com/pt/247/poder/358459/Nova-pesquisa-Lula-continua-disparado-Bolsonaro-cai-Ciro-e-direita-estacionados.htm

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.387
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #834 Online: 15 de Junho de 2018, 18:47:14 »


Me parece que houve apenas a oscilação esperada dentro da margem de erro  da pesquisa. 

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.387
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #835 Online: 16 de Junho de 2018, 08:47:15 »

O poste de Lula ‘não tem votos no Nordeste’


Brasil  16.06.18 08:24


As campanhas de Ciro Gomes e Geraldo Alckmin acreditam que Fernando Haddad será o candidato do PT à Presidência, registra o Estadão.


Carlos Lupi, presidente do PDT, diz que Haddad “não tem votos no Nordeste, mas tem o Lula”.


https://www.oantagonista.com/brasil/o-poste-de-lula-nao-tem-votos-no-nordeste/


Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.440
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #836 Online: 16 de Junho de 2018, 09:07:19 »
Agora posso ter a certeza que o Caghada vai perder mais uma.

O Pingão apoiou a Kátia Abreu e ela perdeu votos, apoiou candidatos nas últimas eleições para prefeito e todos perderam votos.


Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.387
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #837 Online: 17 de Junho de 2018, 12:22:19 »

PT sem marqueteiros


Brasil  17.06.18 11:40


O PT não vai contratar marqueteiros para a campanha presidencial, publica o Painel da Folha.

O partido decidiu usar a Agência PT e dois publicitários petistas para o projeto.

“Otavio Antunes e Raul Rabelo ficarão à frente do projeto. Eles são os autores do vídeo e do jingle da pré-campanha de Lula. O filme reúne imagens captadas por Ricardo Stuckert”.


https://www.oantagonista.com/brasil/pt-sem-marqueteiros/



Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.440
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #838 Online: 17 de Junho de 2018, 12:25:22 »
O dinheiro da Petrobrás acabou?

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.387
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #839 Online: 17 de Junho de 2018, 12:54:15 »
O dinheiro da Petrobrás acabou?


A Lava Jato atrapalhou a brincadeira.



Offline Cartório Popular

  • Nível 01
  • *
  • Mensagens: 13
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #840 Online: 17 de Junho de 2018, 13:55:13 »
Enquete com mais da metade dos votos no Partido Novo.  Isso só comprova o que eu costumo dizer: usuários de fórum não correspondem nem de longe à média da população.  São pessoas de classe média e alta, que não precisam trabalhar e podem se dar ao luxo de ficar o dia inteiro mexendo na internet.  A presença de homens também parece ser MUITO maior que a de mulheres.


Mais um bloguista da esgotosfera.

Qual fonte você recomendaria?  O Globo?  O Antagonista?

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.387
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #841 Online: 17 de Junho de 2018, 14:37:37 »
Enquete com mais da metade dos votos no Partido Novo.  Isso só comprova o que eu costumo dizer: usuários de fórum não correspondem nem de longe à média da população.  São pessoas de classe média e alta, que não precisam trabalhar e podem se dar ao luxo de ficar o dia inteiro mexendo na internet.  A presença de homens também parece ser MUITO maior que a de mulheres.


Mais um bloguista da esgotosfera.

Qual fonte você recomendaria?  O Globo?  O Antagonista?


(1) São pessoas de classe média e alta

Me parece razoável que sejam na maioria  “pessoas de classe média”   (embora não tenha sido especificada qual definição foi usada para “ classe média”,  seria pessoas das classes C e B de renda ?).

Já “pessoas da classe alta” seriam pessoas da classe A de renda ?  Seja como for me parece improvável que  a maioria seja da classe alta.


(2)  “não precisam trabalhar”


Aqui acho que você errou feio,  pois eu duvido que tenha alguém aqui que  não precisa trabalhar (ou que não tenha precisado), com exceção de algum que já seja aposentado, mas de qualquer forma certamente que teve que trabalhar por vários anos antes de  aposentar.


(3) “e podem se dar ao luxo de ficar o dia inteiro mexendo na internet”

Não é preciso ser uma pessoa que não precisa trabalhar para que tenha condições de postar alguns posts na internet por dia. Se fosse uma grande quantidade diária de posts, inclusive postados em horário comercial de segunda a sexta, e durante muitos dias seguidos, aí sim seria razoável supor:


Que não precisasse trabalhar  atualmente por:

(1)  estar aposentado;

ou

(2) por estar de férias. 


« Última modificação: 17 de Junho de 2018, 14:45:41 por JJ »

Offline Cartório Popular

  • Nível 01
  • *
  • Mensagens: 13
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #842 Online: 17 de Junho de 2018, 15:41:17 »
Estilo jotajotista de argumentação: saia pela tangente e discorra longamente sobre detalhes irrelevantes para sair do assunto (sem rebater o argumento principal), e acuse os outros de falácias que eles não cometeram.


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.371
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #843 Online: 17 de Junho de 2018, 16:23:04 »
Seria realmente extraordinário se um fórum qualquer calhasse de ser amostra representativa da população, especialmente porque a maioria deles é fundamentada em nichos.

Não tem 36 ser amostra representativa nem da população do Acre.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.387
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #844 Online: 17 de Junho de 2018, 17:23:33 »
Estilo jotajotista de argumentação: saia pela tangente e discorra longamente sobre detalhes irrelevantes para sair do assunto (sem rebater o argumento principal), e acuse os outros de falácias que eles não cometeram.


No post anterior eu não apaguei a parte que não interessava, e não destaquei a que iria fazer referência, e que era esta:


"São pessoas de classe média e alta, que não precisam trabalhar e podem se dar ao luxo de ficar o dia inteiro mexendo na internet."


Foi a esta parte  que interessei endereçar meus apontamentos naquele momento.  E me pareceram bem adequados, ou pode me apontar onde possam estar errados ?

« Última modificação: 17 de Junho de 2018, 17:42:50 por JJ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.387
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #845 Online: 17 de Junho de 2018, 17:28:39 »


Mais um bloguista da esgotosfera.

Qual fonte você recomendaria?  O Globo?  O Antagonista?



Com relação à questão das fontes, como me pareceu apenas  uma resposta irônica  ao ataque a fonte que foi feito anteriormente pelo Geotecton,  eu não considerei relevante  comentar sobre esta questão naquele momento.

Offline Gauss

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.712
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #846 Online: 17 de Junho de 2018, 18:05:20 »
Enquete com mais da metade dos votos no Partido Novo.  Isso só comprova o que eu costumo dizer: usuários de fórum não correspondem nem de longe à média da população.  São pessoas de classe média e alta, que não precisam trabalhar e podem se dar ao luxo de ficar o dia inteiro mexendo na internet.  A presença de homens também parece ser MUITO maior que a de mulheres.
[...]
Avisarei meu patrão que não trabalharei amanhã...
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Gauss

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.712
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #847 Online: 17 de Junho de 2018, 18:32:51 »
Por falar nisso, os ataques ao Amoêdo, tanto por esquerdinhas, quanto por conservinhas, dão até preguiça de ler...
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Zero

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 256
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #848 Online: 17 de Junho de 2018, 18:38:45 »
São pessoas de classe média e alta, que não precisam trabalhar e podem se dar ao luxo de ficar o dia inteiro mexendo na internet.

Novamente, generalização.

Não sei se vale a pena botar os fatos a mesa contigo, mas para que não fique na base de achismos, como ocorrido, veja os tópicos [Enquete] Qual a idade ou faixa etária dos membros do fórum? e Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético? .

A presença de homens também parece ser MUITO maior que a de mulheres.

Exato, se há um menor número de mulheres é porque elas escolhem não participar daqui (obviamente se elas conhecem o fórum). Participa quem quer, o máximo que ocorre aqui é compromisso dos moderadores para com o fórum, de resto, estão aqui por que querem.
« Última modificação: 17 de Junho de 2018, 20:59:17 por Zero »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.387
  • Sexo: Masculino
Re:Eleições presidenciais de 2018
« Resposta #849 Online: 18 de Junho de 2018, 14:02:06 »
Eleições 2018


Núcleo duro do voto lulista e bolsonarista bagunça pré-campanha


por André Barrocal — publicado 18/06/2018 00h30, última modificação 18/06/2018 07h47


À esquerda e à direita, lançamento de candidatos e negociação de alianças estão condicionados por apostas e incertezas


Um candidato preso e outro de um partido nanico resumem a polarização - e a indefinição - da pré-campanha 2018


Lula está preso e sua candidatura parece miragem, mas o PT aposta tudo na capacidade dele de transferir votos para algum presidenciável petista, caso fique fora da eleição. Jair Bolsonaro é de um partido nanico e com direito a poucos segundos de propaganda na TV na campanha, o PSL, mas tem eleitores fiéis e dispostos a trabalhar duro por ele na internet.

Leia também:

Quem caiu na Ficha Limpa ou escapou da lei que pode atingir Lula

Datafolha: Lula mantém eleitorado, Bolsonaro vai a 19% sem petista


Nos dois casos, a mesma dúvida. Em um País de posições políticas cada vez mais radicalizadas desde o impeachment de Dima Rousseff, qual o tamanho do eleitorado que não se importa de votar em um candidato prisioneiro ou apoiado por este? E qual o tamanho do eleitorado que irá de Bolsonaro de qualquer jeito, mesmo que o reacionário deputado sofra uma saraivada de ataques?


Essa incerteza tem bagunçado e condicionado toda a negociação dos partidos na montagem de chapas e palanques com vistas a uma eleição que já está logo ali. Um quadro bem diferente da última campanha, quando a essa altura do ano as peças que estariam em cena tanto no campo progressista quando no conservador já estavam praticamente definidas.

Graças à crença de que Lula consegue transferir votos, o PT tem conseguido manter a indefinição dentro do PSB e do PCdoB. Se houvesse certeza de que os cálculos petistas estão corretos, as duas siglas já teriam decidido apoiar PT. Se a convicção fosse oposta, teriam entrado na canoa de Ciro Gomes, do PDT, que não faz mistério: quer PSB e PCdoB como aliados preferenciais, para que sua chapa tenha “hegemonia moral e intelectual” progressista.


Na última pesquisa conhecida, um Datafolha divulgado em 10 de junho, Lula tinha 30%, mas qualquer plano B petista se saía de maneira pífia, 1% para Fernando Haddad e para Jaques Wagner. Em seus cálculos, o PT acredita que Lula será capaz de garantir algo como 14% a 18% dos votos a quem quer que apoie.


Para se reforçar como sigla competitiva, o PT conta ainda com o fato de ser o campeão de simpatia popular, 19% de preferência, segundo pesquisa Ibope de março. Bem à frente do segundo colocado, o MDB, que tem 7%.


Com a eleição por enquanto cheia de pré-candidatos, muita gente na política e no mercado de pesquisas dá como certo que vão chegar ao segundo turno candidatos com baixa votação, inferior a 20%. É o caso de Renato Meirelles, do Instituto Locomotiva.


O deputado André Figueiredo, líder do PDT de Ciro, também pensa assim. “Nos nossos cálculos, quem tiver de 17% a 20% vai para o segundo turno”, diz. Para ele, porém, Lula será capaz de transferir menos do que os petistas acham, algo entre 12% e 15%.


Promessa de uma disputa acirrada na seara progressista, com o PT tentando empurrar Ciro para a direita, impedindo que ele feche aliança com PSB e PCdoB, e com o pedetista a dizer por estes dias: “Eu não rivalizo com Bolsonaro, rivalizo com Lula, e Lula, no meu cálculo doído que seja, não será candidato”.


Com algo entre 15% e 20% nas pesquisas, Bolsonaro é até aqui um pepino no lado direito do jogo. Pior para Geraldo Alckmin, do PSDB. No fim de 2017 e no início deste ano, o tucano ensaiava uma candidatura com acenos para o eleitorado mais à esquerda. Agora troca farpas com Bolsonaro, pois em primeiro lugar precisa dos votos conservadores, sem os quais dificilmente chega ao turno final.


Não se sabe até qual patamar uma ofensiva tucana baixaria a intenção de voto em Bolsonaro.  Mesmo que falte a ele estrutura partidária e na propaganda na TV para encarar a briga, o deputado joga desde já todas as fichas na web. É o pré-candidato com a maior tropa de seguidores nas redes sociais. Um batalhão pronto a taxar de mentira tudo o que a mídia e os rivais disserem dele. Qual o tamanho exato desse exército, ou seja, do voto bolsonarista duro: 5%, 10%, 15%?


O próprio presidenciável deu a pista de como será essa luta bolsonarista ao ir aos Estados Unidos em outubro. Na chegada a Miami, gravou um vídeo de 48 minutos, disponível no YouTube, em que elogia Donald Trump e comenta que sabe o que é ser alvo de “fake news”, como ele acha que aconteceu com presidente norte-americano na eleição de 2016 no Tio Sam.


Apesar de Alckmin trocar sopapos com Bolsonaro do lado direito, o PSDB lançou há alguns dias um manifesto em que prega a união das forças governistas em torno de uma candidatura única. Um apelo que tem poucas chances de dar certo exatamente pela presença de Bolsonaro em cena, a desorganizar o governismo direitista.


Foi mais ou menos isso o que quis dizer dois dias depois o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, do DEM, um dos presidenciáveis do governismo. “Se houvesse uma candidatura hoje que estivesse organizando esse campo, não haveria problema de compreender que existe um nome capaz [de unir], mas esse nome não apareceu.”


Daí que o DEM, aliado do PSDB em todas as eleições presidenciais desde 1994, agora admite até conversar com Ciro Gomes, uma situação que colabora para a tentativa do PT de empurrar o pedetista para uma condição em que ele ficaria exposto ao rótulo de competidor meio direitista.


Uma bagunça total.



https://www.cartacapital.com.br/politica/nucleo-duro-do-voto-lulista-e-bolsonarista-bagunca-a-eleicao



 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!