Autor Tópico: CURA GAY  (Lida 2819 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.628
Re:CURA GAY
« Resposta #50 Online: 04 de Maio de 2018, 09:59:53 »
Encaminhei ele para nossa Igreja e, junto com o nosso Pastor, trabalhamos arduamente e depois de muito esforço fomos recompensados. Graças a Deus hoje ele é um rapaz bem sucedido, abençoado, feliz e leva uma vida normal e saudável no seu casamento junto com sua mulher e seu filho.
Eu não o recomendaria como profissional.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.415
  • Sexo: Masculino
Re:CURA GAY
« Resposta #51 Online: 04 de Maio de 2018, 10:42:10 »


Se o adulto procurou livremente a ajuda profissional para mudar um aspecto de seus comportamento que não o agradava, eu não vejo problema nenhum nisso. O Estado não tem que se intrometer nesta questão.

Parabéns ao ML pela atuação nesse caso.


 :clapping:




« Última modificação: 04 de Maio de 2018, 10:55:34 por JJ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.415
  • Sexo: Masculino
Re:CURA GAY
« Resposta #52 Online: 04 de Maio de 2018, 10:46:31 »
Uma vez recebi no consultório um rapaz que pedia para eu curar sua homossexualidade.

Comecei o tratamento orientando-o que ele não era doente, que era tão normal quanto qualquer ser humano, e que deveria se aceitar e procurar ser feliz com sua homossexualidade.

Com o tempo seu ''problema'' se agravou e ele suplicou que o curassem. Alegou que sua orientação sexual era uma desgraça na sua vida, que estava ficando cada vez mais triste e já estava até pensando em tirar a própria vida.

Não tive outra escolha a não ser atender suas súplicas.

Encaminhei ele para nossa Igreja e, junto com o nosso Pastor, trabalhamos arduamente e depois de muito esforço fomos recompensados. Graças a Deus hoje ele é um rapaz bem sucedido, abençoado, feliz e leva uma vida normal e saudável no seu casamento junto com sua mulher e seu filho.   

E deve caçar homem escondido por aí... Que lindo.   :borboleta:

Pois é. Ao invés de ser um cara feliz assumindo a homossexualidade e tendo uma família que agrade a ele, preferiu seguir uma vida de engano e provavelmente de adultérios.


Vocês estão fazendo suposições com base em crenças prévias.



Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.415
  • Sexo: Masculino
Re:CURA GAY
« Resposta #53 Online: 04 de Maio de 2018, 10:53:28 »
Religião abraâmica é tudo autoritária.

Algumas denominações protestantes, como os 'Testemunha de Jeová' e os 'Assembléia de Deus', proíbem que mulheres usem calças ou saias curtas. Outras, proíbem os membros de consumirem bebidas alcoólicas (igualzinho aos muçulmanos). Se não estou enganado, Mórmons e Adventistas não comem porco, como os judeus ortodoxos e os muçulmanos, mas posso estar enganado.
A igreja Deus é Amor proíbe que seus fiéis assistam TV e só permitem que ouçam músicas dos discos de sua própria gravadora.


Mas,  ninguém na igreja põe uma arma apontada para a cabeça  de algum membro obrigando-o a ficar na igreja.  Se o membro não gostar das regras dessa igreja ele poderá simplesmente procurar outra igreja diferente para frequentar. Hoje em dia há muitas opções de igrejas.





« Última modificação: 04 de Maio de 2018, 11:45:00 por JJ »

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.778
  • Sexo: Masculino
Re:CURA GAY
« Resposta #54 Online: 04 de Maio de 2018, 11:21:30 »
Religião abraâmica é tudo autoritária.

Algumas denominações protestantes, como os 'Testemunha de Jeová' e os 'Assembléia de Deus', proíbem que mulheres usem calças ou saias curtas. Outras, proíbem os membros de consumirem bebidas alcoólicas (igualzinho aos muçulmanos). Se não estou enganado, Mórmons e Adventistas não comem porco, como os judeus ortodoxos e os muçulmanos, mas posso estar enganado.
A igreja Deus é Amor proíbe que seus fiéis assistam TV e só permitem que ouçam músicas dos discos de sua própria gravadora.
Mas,  ninguém na igreja põe uma arma apontada para a cabeça  de algum membro obrigando-o a ficar na igreja.  Se o membro não gostar das regras dessa igreja ele poderá simplesmente procurar outra igreja diferente para frequentar. Hoje em dia há muita opções de igrejas.

Já leu algo sobre cerceamento, coação e lavagem cerebral?
Foto USGS

Offline Gauss

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.725
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:CURA GAY
« Resposta #55 Online: 04 de Maio de 2018, 12:39:35 »
Religião abraâmica é tudo autoritária.

Algumas denominações protestantes, como os 'Testemunha de Jeová' e os 'Assembléia de Deus', proíbem que mulheres usem calças ou saias curtas. Outras, proíbem os membros de consumirem bebidas alcoólicas (igualzinho aos muçulmanos). Se não estou enganado, Mórmons e Adventistas não comem porco, como os judeus ortodoxos e os muçulmanos, mas posso estar enganado.
A igreja Deus é Amor proíbe que seus fiéis assistam TV e só permitem que ouçam músicas dos discos de sua própria gravadora.


Mas,  ninguém na igreja põe uma arma apontada para a cabeça  de algum membro obrigando-o a ficar na igreja.  Se o membro não gostar das regras dessa igreja ele poderá simplesmente procurar outra igreja diferente para frequentar. Hoje em dia há muitas opções de igrejas.
A coerção é um problema muito grave de muitas igrejas, principalmente evangélicas neopentecostais. Mas se as pessoas assim gosta de viver, problema delas. Elas apenas não podem querer me obrigar a aceitar o modo de vida e a crença delas como algo saudável, nem impor seus valores sobre o resto dos indivíduos da sociedade. E é isso que eles tem feito ultimamente.
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.047
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:CURA GAY
« Resposta #56 Online: 04 de Maio de 2018, 14:35:39 »
A pessoa pode reprimir ou controlar seus desejos (inclusive com auxílio de terapia) e tentar se adequar as expectativas sociais, é o que fazem pedófilos que procuram ajuda especializada para controlar seus desejos sexuais por crianças. Não pesquisei a fundo mas  não me surpreenderia
se alguns destes conseguirem constituir família (com uma mulher, apesar de seus desejos sexuais primariamente direcionados para crianças) e ter uma vida aparentemente normal.

Em um livro sobre PNL o autor cita um caso particular (e não documentado segundo critérios científicos, e por tanto uma evidência anedótica) de um paciente que procurou ajuda para resolver sua questão sexual, pois ele se achava gay e estava prestes a se casar uma mulher e isso o incomodava por o deixar confuso. Ao tratar o paciente o terapeuta descobriu que um trauma de infância fez o paciente acreditar que era gay. Quando era pequeno, em uma situação de estresse médicos usaram um medicamento para acalma-lo, e devido ao impacto da experiência para ele, desde então sempre que uma situação de estresse se apresentava, ele ficava todo mole, e por associar isso a um comportamento tipicamente gay, ele passou a acreditar que deveria ser gay. O paciente foi convencido pelo diagnóstico do terapeuta e se casou.

Não acho que casos assim sejam possibilidades absurdas.
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.628
Re:CURA GAY
« Resposta #57 Online: 04 de Maio de 2018, 15:28:54 »
Mas,  ninguém na igreja põe uma arma apontada para a cabeça  de algum membro obrigando-o a ficar na igreja.  Se o membro não gostar das regras dessa igreja ele poderá simplesmente procurar outra igreja diferente para frequentar. Hoje em dia há muita opções de igrejas.
Já leu algo sobre cerceamento, coação e lavagem cerebral?
Se a pessoa vive numa comunidade onde uma seita manda e desmanda, fica difícil para ela ir contra a crença dos outros.
Essa pessoa vai ficar mal vista e pode ter sérios problemas. E talvez não possa nem se mudar de lá.
Isto limita sua liberdade de crença.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:CURA GAY
« Resposta #58 Online: 04 de Maio de 2018, 15:38:23 »
Uma vez recebi no consultório um rapaz que pedia para eu curar sua homossexualidade.

Comecei o tratamento orientando-o que ele não era doente, que era tão normal quanto qualquer ser humano, e que deveria se aceitar e procurar ser feliz com sua homossexualidade.

Com o tempo seu ''problema'' se agravou e ele suplicou que o curassem. Alegou que sua orientação sexual era uma desgraça na sua vida, que estava ficando cada vez mais triste e já estava até pensando em tirar a própria vida.

Não tive outra escolha a não ser atender suas súplicas.

Encaminhei ele para nossa Igreja e, junto com o nosso Pastor, trabalhamos arduamente e depois de muito esforço fomos recompensados. Graças a Deus hoje ele é um rapaz bem sucedido, abençoado, feliz e leva uma vida normal e saudável no seu casamento junto com sua mulher e seu filho.   

E deve caçar homem escondido por aí... Que lindo.   :borboleta:

Pois é. Ao invés de ser um cara feliz assumindo a homossexualidade e tendo uma família que agrade a ele, preferiu seguir uma vida de engano e provavelmente de adultérios.


Vocês estão fazendo suposições com base em crenças prévias.




E daí, é tanto quanto alguém vir aqui e dizer que um gay foi "curado" e não é mais gay por causa de sua religião. Ao menos minha suposição tem alguma base, enquanto um gay deixar de ser gay, não tem nenhuma.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:CURA GAY
« Resposta #59 Online: 04 de Maio de 2018, 15:39:36 »
Encaminhei ele para nossa Igreja e, junto com o nosso Pastor, trabalhamos arduamente e depois de muito esforço fomos recompensados. Graças a Deus hoje ele é um rapaz bem sucedido, abençoado, feliz e leva uma vida normal e saudável no seu casamento junto com sua mulher e seu filho.
Eu não o recomendaria como profissional.

Já eu o denunciaria como profissional.

Offline Martinho Lutero

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 196
Re:CURA GAY
« Resposta #60 Online: 04 de Maio de 2018, 16:16:45 »
Que coisa mais feia, fazendo um monte de acusações infundadas sobre quem vocês nem conhecem.  :nao3:  :no:

Se tivessem visto como meu ex-paciente ficou tão feliz quando encontrou a mulher amada. Hoje ele vive um casamento realizado, formou uma família exemplável, uma das mais atuantes e admiráveis da nossa Igreja, mas vocês tender a enxergar negatividade em tudo. Que revolta é essa?

Abençoada seja a família cristã brasileira!
Na vida pública é sempre bonito. O problema é que você não pode alterar sua sexualidade. É tipo um hétero ser obrigado a se sentir atraído por alguém do mesmo sexo.
Ninguém o obrigou a fazer nada. A vontade de mudar partiu dele.

Mesmo partindo do pressuposto que seja verdade, então o "senhor psicólogo renomado" precisa escolher melhor as suas palavras, quando for expor as conclusões de seu "trabalho", porque a interferência de sua ideologia está clara neste caso.

Senão vejamos:

[...]
Não tive outra escolha a não ser atender suas súplicas.

Encaminhei ele para nossa Igreja e, junto com o nosso Pastor, trabalhamos arduamente e depois de muito esforço fomos recompensados. Graças a Deus hoje ele é um rapaz bem sucedido, abençoado, feliz e leva uma vida normal e saudável no seu casamento junto com sua mulher e seu filho.   

Primeiro: Até onde eu sei, psicólogos devem fazer seus trabalhos sem indicar religiões, muito menos a que eles sejam praticantes.

Nunca indico religião aos meus pacientes. Mas no caso do rapaz, ele chegou a me suplicar de joelhos, aos prantos, e entre ameaças de que iria se matar caso seu pedido não fosse aceito. Não tive outra escolhe e Graças a Deus o resultado foi mais que satisfatório. 


Citar
Segundo: A palavra "recompensados" denota que há um regozijo pela atuação prosélita e não pelo resultado do seu trabalho como "psicólogo renomado".

Houve sim um trabalho terapêutico intenso de minha parte, o que me deixa cheio de orgulho, mas os méritos mesmo não vou falar para quem vai porque senão denunciar-me-ão de fazer proselitismo, mas vocês pode imaginar... 



Citar
Terceiro: Ao dizer que ele leva uma "vida normal e saudável no seu casamento", sugere que a vida dele como homossexual era "anormal e não-saudável" per se, quando o problema estava, de fato, no comportamento preconceituoso das pessoas com quem ele convivia.

Eu comecei o tratamento sugerindo que ele buscasse ser feliz e saudável com sua sexualidade, mas era ele, e não eu, que a encarava como algo anormal e doentio. Que culpa eu tenho? E como ele buscava, dentro do seus parâmetros, saúde e normalidade, foi o que demos a ele. Enfim, fizemos um bom trabalho.



Ninguém o obrigou a fazer nada. A vontade de mudar partiu dele.
A decisão de fingir que mudou partiu dele, mas foi forçada pela pressão social.

Se o conhecesse veria que sua decisão de mudar foi sincera, e não fingida.




Encaminhei ele para nossa Igreja e, junto com o nosso Pastor, trabalhamos arduamente e depois de muito esforço fomos recompensados. Graças a Deus hoje ele é um rapaz bem sucedido, abençoado, feliz e leva uma vida normal e saudável no seu casamento junto com sua mulher e seu filho.
Eu não o recomendaria como profissional.

Nunca diga ''dessa água não beberei''. Um dia você pode vir a precisar dos meus serviços.  :biglol:

E tanto faz se você me recomenda ou não...

Já sou muito bem recomendado na praça.  :harhar:





Se o adulto procurou livremente a ajuda profissional para mudar um aspecto de seus comportamento que não o agradava, eu não vejo problema nenhum nisso. O Estado não tem que se intrometer nesta questão.

Parabéns ao ML pela atuação nesse caso.


 :clapping:



Uma vez recebi no consultório um rapaz que pedia para eu curar sua homossexualidade.

Comecei o tratamento orientando-o que ele não era doente, que era tão normal quanto qualquer ser humano, e que deveria se aceitar e procurar ser feliz com sua homossexualidade.

Com o tempo seu ''problema'' se agravou e ele suplicou que o curassem. Alegou que sua orientação sexual era uma desgraça na sua vida, que estava ficando cada vez mais triste e já estava até pensando em tirar a própria vida.

Não tive outra escolha a não ser atender suas súplicas.

Encaminhei ele para nossa Igreja e, junto com o nosso Pastor, trabalhamos arduamente e depois de muito esforço fomos recompensados. Graças a Deus hoje ele é um rapaz bem sucedido, abençoado, feliz e leva uma vida normal e saudável no seu casamento junto com sua mulher e seu filho.   

E deve caçar homem escondido por aí... Que lindo.   :borboleta:

Pois é. Ao invés de ser um cara feliz assumindo a homossexualidade e tendo uma família que agrade a ele, preferiu seguir uma vida de engano e provavelmente de adultérios.


Vocês estão fazendo suposições com base em crenças prévias.

Religião abraâmica é tudo autoritária.

Algumas denominações protestantes, como os 'Testemunha de Jeová' e os 'Assembléia de Deus', proíbem que mulheres usem calças ou saias curtas. Outras, proíbem os membros de consumirem bebidas alcoólicas (igualzinho aos muçulmanos). Se não estou enganado, Mórmons e Adventistas não comem porco, como os judeus ortodoxos e os muçulmanos, mas posso estar enganado.
A igreja Deus é Amor proíbe que seus fiéis assistam TV e só permitem que ouçam músicas dos discos de sua própria gravadora.


Mas,  ninguém na igreja põe uma arma apontada para a cabeça  de algum membro obrigando-o a ficar na igreja.  Se o membro não gostar das regras dessa igreja ele poderá simplesmente procurar outra igreja diferente para frequentar. Hoje em dia há muitas opções de igrejas.

Muito bem, JJ!  :dedos:

Folgo em saber que alguém aqui está ao lado da Razão.



Encaminhei ele para nossa Igreja e, junto com o nosso Pastor, trabalhamos arduamente e depois de muito esforço fomos recompensados. Graças a Deus hoje ele é um rapaz bem sucedido, abençoado, feliz e leva uma vida normal e saudável no seu casamento junto com sua mulher e seu filho.
Eu não o recomendaria como profissional.

Já eu o denunciaria como profissional.

Tome cuidado com tuas palavras.

Isso que você falou soa como Calúnia e Difamação.
« Última modificação: 04 de Maio de 2018, 16:21:12 por Martinho Lutero »

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:CURA GAY
« Resposta #61 Online: 04 de Maio de 2018, 16:32:52 »



Encaminhei ele para nossa Igreja e, junto com o nosso Pastor, trabalhamos arduamente e depois de muito esforço fomos recompensados. Graças a Deus hoje ele é um rapaz bem sucedido, abençoado, feliz e leva uma vida normal e saudável no seu casamento junto com sua mulher e seu filho.
Eu não o recomendaria como profissional.

Já eu o denunciaria como profissional.

Tome cuidado com tuas palavras.

Isso que você falou soa como Calúnia e Difamação.

Manda seu numero de CRP e a gente "conversa" depois...

Offline Pedro Reis

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.410
Re:CURA GAY
« Resposta #62 Online: 04 de Maio de 2018, 16:52:00 »

Nunca diga ''dessa água não beberei''. Um dia você pode vir a precisar dos meus serviços.  :biglol:

E tanto faz se você me recomenda ou não...

Já sou muito bem recomendado na praça.  :harhar:


Seu Martinho, Seu Martinho... prestatenção no jargão!

Psicólogo não diz que "é bem recomendado na praça". Lembre-se que você é PSi-CÓ-LO-GO, não chofer de táxi.

Não se esqueça também que psicólogos, especialmente os bem conceituados,  têm uma agenda bastante ocupada. Em hipótese alguma essa é uma daquelas mutias atividades onde o profissional pode ( ou tem que ) passar a tarde de um dia útil em frente a um computador.

Offline Martinho Lutero

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 196
Re:CURA GAY
« Resposta #63 Online: 04 de Maio de 2018, 17:01:05 »

Nunca diga ''dessa água não beberei''. Um dia você pode vir a precisar dos meus serviços.  :biglol:

E tanto faz se você me recomenda ou não...

Já sou muito bem recomendado na praça.  :harhar:


Seu Martinho, Seu Martinho... prestatenção no jargão!

Psicólogo não diz que "é bem recomendado na praça". Lembre-se que você é PSi-CÓ-LO-GO, não chofer de táxi.

Como não?! Eu conduzo meus pacientes para o caminho da vida saudável e no final das consultas eles me pagam a corrida. Então pode-se dizer que eu sou um taxista da cura:hihi:
 


Citar
Não se esqueça também que psicólogos, especialmente os bem conceituados,  têm uma agenda bastante ocupada. Em hipótese alguma essa é uma daquelas mutias atividades onde o profissional pode ( ou tem que ) passar a tarde de um dia útil em frente a um computador.
[/size]

Puxa, se você não tivesse me alertado disso eu ia esquecer que estou de férias. Aliás, boas e merecidas férias.

Obrigado!  :ok:

Offline Pedro Reis

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.410
Re:CURA GAY
« Resposta #64 Online: 04 de Maio de 2018, 19:12:41 »

Puxa, se você não tivesse me alertado disso eu ia esquecer que estou de férias. Aliás, boas e merecidas férias.

Obrigado!  :ok:

Ok, mas seria mais esperto inventar uma boa e merecida aposentadoria.

Já que essas férias vão ser vitalícias mesmo, né.

Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.782
Re:CURA GAY
« Resposta #65 Online: 04 de Maio de 2018, 20:08:39 »
Desculpe a demora, Pedro. Tive uns contratempos e queria respondê-lo com calma.  :ok:
Em defesa do liberalismo e não da cura gay, para deixar claro: qual a diferença entre mascates em qualquer esquina vendendo tônicos e elixires que curam qualquer tipo de doença e padres, pastores, pais de santo, benzedeiras e não sei quê mais vendendo curas mágicas e mesmo boa parte dos psicólogos, vendendo todo tipo de pseudociências, muitas delas, inclusive, financiadas pelo SUS (um dos muitos exemplos de como o Estado funciona na prática, em contraste com a utopia, no século XXl)?
Para mim não há diferença importante entre as duas situações da sua comparação.
E por não enxergar diferença ( e obviamente também por não me considerar um liberal ) é que, se dependesse de mim, pseudos-pastores seriam responsabilizados criminalmente por prática de estelionato.

Como se o Estado fosse um mascate nos empurrando goela a baixo tônicos ou elixires que curam qualquer doença? O problema é que os efeitos colaterais dessas soluções mágicas são imprevisíveis. Veja, por exemplo, resultado da criminalização das drogas. A intenção era a melhor possível - extirpar certos vícios da sociedade. É provável que os legisladores fossem mais prudentes se pudessem ser responsabilizados por seus atos. Convém, na tentação de propor experimentos sociais, fazer antes um exercício mental: se ao final de cinco anos para cada beneficiado por sua proposta você recebesse um prêmio estipulado por você mesmo, mas para cada vítima tivesse que pagar uma multa dez vezes esse valor ou pena máxima de prisão em caso de inadimplência, quanto você arriscaria? Pena que não se ensina isso na catequese escola. 

Homeopatia, ayurveda, quiropraxia, ioga, shantala, arteterapia, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, reflexoterapia, reiki, apiterapia, aromaterapia, bioenergénica, constelação familiar, cromoterapia, geoterapia, ozonioterapia e florais são algumas das práticas ofertadas, com o seu dinheiro, pelo SUS. E no que depender de alguém pode ser que no futuro a cura gay seja incluída na lista. Nos tempos da lei da selva não éramos obrigados a financiar os mascates.

Citar
Não posso falar muito de liberalismo porque não tenho grandes conhecimentos. Esse termo, o liberalismo, parece um grande guarda chuva que abriga um número de propostas de sociedade conflitantes: desde os rotulados como neo-liberais que estiveram no governo com o FHC até "extremistas" que advogam o completo fim do Estado e a instauração da lei única da selva do mercado.
Dessa forma fica difícil criticar ou endossar ideologias assinaladas como liberais e ser absolutamente claro sobre o quê se está falando.

O liberalismo se resume a defesa da liberdade individual, nos campos econômico, político, religioso e intelectual, contra a coercibilidade estatal arbitrária. Mais preciso seria dizer que ele está sob o mesmo guarda-chuva que abriga essas outras propostas.
 
Citar
Por conseguinte, descartando a ambiguidade dos rótulos, e com isso também os preconceitos já associados a estes, é preferível colocar o meu ponto de vista como o de alguém que não crê que a exagerada regulação e interferência do Estado nas relações entre os cidadãos, e entre cidadãos e empresas, e de empresas com outras empresas, seja a melhor fórmula para o desenvolvimento econômico e a promoção do bem estar social. Mas também não acredito que as dinâmicas do mercado, nas quais as demandas do consumidor e a competição seriam os principais fatores de regulação, possam por si mesmas conduzir a um tipo de sociedade qualitativamente superior.

Não é o que a realidade parece nos dizer. Onde menos o Estado interfere, desvirtuando as dinâmicas do mercado, criando problemas para vender soluções que beneficiam apenas a uns poucos, em geral, aos próprios agentes estatais, seus círculos mais próximos e financiadores, há maior prosperidade. Não é papel do mercado, contudo, conduzir a um tipo de sociedade qualitativamente superior, tudo que ele pode, quando muito, é gerar os meios para tanto. Tão pouco é papel do Estado e o melhor que ele pode fazer é não atrapalhar. Isso cabe a sociedade, não tem fórmula mágica.

Citar
Idealmente o Estado seria como um grande condomínio. Da mesma forma que para um simples condomínio se faz necessária a figura de administrador e autoridade ( representada pelo síndico ), um conjunto de "leis", que seria o estatuto do condomínio, e também "impostos" ( taxa condominial ) para os recursos exigidos para cobrir despesas comuns a todos os condôminos, a sociedade, muito maior e mais complexa, não tem como prescindir de administradores, autoridades, leis e impostos. Minha convicção é de que o "libertarianismo" é uma utopia tanto quanto o totalitarismo marxista. Uma utopia que parte de idealizações irrealistas e simplificações da realidade.
Tanto é uma utopia, uma proposta impraticável, que ninguém nunca viu um grupo de libertários tentar constituir um mero condomínio sem síndico, sem estatuto e sem taxa condominial. Nem que fosse como um teste do modelo econômico e de sociedade que defendem.
Se não é possível para uma comunidade de pessoas vivendo em um prédio de 20 apartamentos, como pôr em prática em um país com mais de 5 milhões de habitantes? O Estado ainda é um mal necessário porque a humanidade não é feita só de gente como São Francisco de Assis, Madre Tereza e Mahatma Ghandi. Precisamos de normas e leis mediadoras das relações entre indivíduos, empresas, organizações e o próprio Estado; normas e leis que de nada valeriam sem uma estrutura de  autoridade que garanta o cumprimento do acordo social.

Ainda bem que você admitiu desconhecer o assunto, porque aqui está fazendo uma confusão entre anarcocapitalismo e liberalismo. O que este propõe é algo muito próximo do que você descreveu, o minarquismo, ou seja, o mínimo de interferência necessário para a maior dinâmica possível, uma espécie de sindicância, por assim dizer, onde o Estado deve servir ao indivíduo e não o contrário, justamente porque tão pouco o Estado é feito de santos, além do quê, diferente dos síndicos, os agentes estatais, não assumem riscos. Eles tem o direito de cometer grandes erros, por exemplo, quebrar a economia do país, sem ter que responder por isso. Não convém, portanto, dar tanto poder a eles. Não chega sequer a ser o extremo oposto do totalitarismo, o marxista, inclusive. Está mais para uma vacina contra este.

Citar
Os exemplos que você traz são ilustrativos dessa realidade: devido a algumas circunstâncias especiais, o Estado se exime de mediar as relações materiais entre as instituições religiosas e os consumidores destes serviços, também chamados de fiéis. Na prática o resultado que se vê não é o "mercado" selecionando as melhores instituições, bem intencionadas e idôneas. Mesmo com a competição nesse segmento de atividade empresarial sendo extremamente acirrada. O que se vê são abusos sobre estes consumidores que, se praticados fossem fora do contexto de culto religioso, estariam tipificados na lei como charlatanismo e estelionato.
Como você mesmo bem observou!

Você não poderia estar mais enganado. Tem se observado nas últimas décadas uma intensa mobilização no mercado espiritual, com fiéis migrando de uma seita para outra, no mundo todo. A concorrência é cada vez mais acirrada, com a seita católica, por exemplo, perdendo espaço para as seitas islâmicas e evangélicas, tendo de apelar para novos produtos, como padres-cantores-galãs, por aqui, transformando igrejas em espaços culturais, com música, biblioteca e até exposição artística, na gringolândia, sem falar no perfil do atual Papa (apesar de parecer que a estratégia não está funcionando). E embora tudo isso me pareça uma grande estupidez, tenho que admitir que os consumidores, em geral, parecem bem satisfeitos. Há, portanto, uma seleção, embora ela possa não atender aos seus critérios. Nem quero imaginar o efeito de uma intervenção qualquer nessa joça.

Citar
É um triste fato, mas ainda é fato, que a qualidade do que o mercado oferece, e também o padrão ético dessas relações de mercado, não pode ser estabelecido só pela livre concorrência combinada com o crivo seletivo dos consumidores. Porque o poder econômico tem formas e formas de influenciar pessoas a fazerem as piores escolhas, de limitar esse poder de escolha e até de impor que pessoas não tenham escolha. Examine como exemplo a qualidade de produto que o consumidor do mercado de políticos "escolhe" consumir.

Pior do que o poder econômico é o poder estatal, pois se aquele nos convence, esse nos coage – não nos deixa escolhas. E pior do que isso, o que acontece com frequência, é quando ambos unem forças. Só temos a perder com um Estado intervencionista.

Citar
Por isso que se não houvesse órgãos como ANVISA e FDA, Coca-cola e água tônica estariam sendo receitadas por médicos e vendidas em farmácias até hoje. Assim como alguns laboratórios já estariam fazendo bom dinheiro comercializando a "pílula do câncer".

Graças as agências reguladoras, o pequeno empreendedor, responsável pela geração de oitenta por centos dos empregos em média, isso no Brasil, ou trabalha na informalidade ou cede às chantagens dos agentes corrompidos pelo grande empresariado que, não por acaso, frequentemente burla o mercado, pressionando governos para aumentarem barreiras ou criarem regras que afastem a concorrência, quando não, corrompendo-os. Sem elas talvez a JBS não passasse de uma pequena empresa familiar, mas correríamos o risco de consumir carne de qualidade duvidosa. Opa!

E por falar em “pílula do câncer”, só para reforçar, homeopatia, ayurveda, quiropraxia, ioga, shantala, arteterapia...
« Última modificação: 04 de Maio de 2018, 20:12:58 por AlienígenA »

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.309
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:CURA GAY
« Resposta #66 Online: 04 de Maio de 2018, 20:22:27 »
Não sabia que o Criaturo é psicólogo, nem que faz bicos como taxista. Deve ter uma internet muito boa no taxi e tempo de sobra porque parece que encaminha todos os pacientes para o templo do pastor pissicólogo. Será que ele é sócio do pastor?
« Última modificação: 04 de Maio de 2018, 20:29:35 por Gigaview »
Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.309
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:CURA GAY
« Resposta #67 Online: 04 de Maio de 2018, 20:28:40 »
Encaminhei ele para nossa Igreja e, junto com o nosso Pastor, trabalhamos arduamente e depois de muito esforço fomos recompensados. Graças a Deus hoje ele é um rapaz bem sucedido, abençoado, feliz e leva uma vida normal e saudável no seu casamento junto com sua mulher e seu filho.
Eu não o recomendaria como profissional.

Profissional?  :hein:
Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline Martinho Lutero

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 196
Re:CURA GAY
« Resposta #68 Online: 04 de Maio de 2018, 21:12:39 »
Não sabia que o Criaturo é psicólogo, nem que faz bicos como taxista.

Criaturo de novo? Errou feio, meu caro. Além de ser feio fazer achismos, mais feio ainda são os achismos totalmente fora da realidade.

Mas a boa notícia é que pelo menos algo curioso pode ser aproveitável em meio a tantos achismos. Sendo assim, então me esclareça uma coisa: por quê tanto trauma em relação a este indivíduo? O que ele fez a vocês?

Claro que posso até imaginar, pois já bati de frente com ele uma vez em outro fórum e, pelo que pude constatar, era um sujeito bastante cabeça dura.     



Citar
Deve ter uma internet muito boa no taxi e tempo de sobra porque parece que encaminha todos os pacientes para o templo do pastor pissicólogo.

O que é um ''pissicólogo''?


Citar
Será que ele é sócio do pastor?

Se for para salvar almas, com muito orgulho estou nessa sociedade sim!  :ok:

Offline Pedro Reis

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.410
Re:CURA GAY
« Resposta #69 Online: 04 de Maio de 2018, 22:05:19 »
Mas AlienígenA, eu não acredito nesse Estado empresário nem no Estado autoritário.

Como muita gente, acho que um Estado que se limita às suas atribuições naturais é um Estado que funciona melhor. Mas parece que ninguém consegue chegar a um acordo sobre quais seriam as atribuições mínimas e necessárias de um Estado.

Como já disse, não entendo de liberalismo e nem pretendo fingir entender. A minha dificuldade com isso vem de existirem muitos discursos que se auto classificam como "liberais." Me lembro, por exemplo, de vários textos do finado forista Libertário com propostas que me pareciam claramente ridículas. Como substituir o Poder Judiciário por empresas que seriam pagas pelas partes em conflito para fazer mediação jurídica e até aplicar penas.

Será que é preciso explicar o quanto isso é ingênuo?

Você apontou muitos problemas do modelo de Estado que são bem conhecidos. Mais agudos em alguns Estados, menos em outros... Certamente o Estado no Congo é mais disfuncional que na Noruega, embora, no passado, também estes países do norte europeu tenham tido sociedades profundamente corruptas.

Só que apontar problemas é fácil, Karl Marx também fez uma análise brilhante dos problemas do capitalismo no séc. 19. Mais difícil é encontrar alternativas viáveis.

Ninguém precisa me convencer sobre o mal uso e os desvios daquilo que eu pago como imposto; mas existe alguma alternativa real, implementável, que substitua as taxas e impostos? Porque se não existir o que nos resta é insistir no combate à corrupção e lutar contra os gastos desnecessários ou ineficientes.

A ideia de Estado mínimo eu aceito, só não sei a minha ideia de mínimo é a mesma que a sua.

Outro ponto: você observa que a fiscalização e a legislação não impedem todas as formas de charlatanismo e estelionato, e isso é fato. Mas também o mercado não impediria e ainda liberaria todas as outras.

Sobre as religiões parece que o meu ponto não ficou muito claro: existe um órgão, o PROCON, com a atribuição de proteger o consumidor nas suas relações com empresas e prestadores de serviço. Mas não existe o PROCON da religião nem um Código de Defesa do Fiel, o que permite que o cidadão seja explorado e lesado na Igreja Universal de uma forma que não é possível para o consumidor nas Lojas Americanas ou nas Casas Pernambucanas.

Há casos e casos, que se multiplicam a cada dia, de pessoas que perdem tudo nestas arapucas disfarçadas de igreja e simplesmente o pobre diabo quando percebe que foi ludibriado não tem a quem recorrer.  Ninguém precisa me dizer que há uma enorme competição entre religiões que se reinventam de muitas maneiras disputando o mercado de fiéis. Isso nós estamos vendo, mas o que eu estava falando era sobre a falta de proteção jurídica dos fiéis nas relações com estas instituições, e de como isso propiciou a emergência de verdadeiros impérios empresariais especializado no estelionato em massa.

E diante dessa realidade a gente constata que estes "consumidores", ou seja, estes fiéis, não foram capazes de depurar este "mercado", extirpando pelo poder de escolha aquelas denominações não idôneas, que se especializam em lesar as pessoas.  Na verdade ocorreu o oposto: estas organizações criminosas só se multiplicam e crescem. Por benefício da escolha do próprio consumidor, que sem orientação nem proteção legal, é induzido a escolher o pior "produto religioso" contra seus próprios interesses.

Era isso que eu quis mostrar, esse era o meu exemplo de que a seleção do consumidor não vai necessariamente levar a excelência daquilo que é oferecido pelo mercado. Pode até acontecer o contrário.

Só vou relatar brevemente um caso que me lembrei agora...

Antigamente a IURD fazia grandes reuniões no Maracanã e conseguia juntar mais gente que em clássico de futebol. Então se viam aquelas cenas dos pastores carregando sacos e sacos de dinheiro na cabeça... Em um destes cultos o bispo exortou a multidão a jogar fora os óculos! Quem tivesse algum problema de visão era pra jogar fora os óculos que Jesus iria curar.

Todo mundo tirou os óculos e dessa vez os obreiros recolheram milhares de sacos com os óculos da galera.

Nem precisa dizer que saíram de lá tão míope quanto chegaram, mas um jornal descobriu que a Universal já tinha feito um acordo prévio com uma cadeia de óticas e os caras venderam os óculos daquela galera toda! Hahahahaha! Isso é cômico!  :biglol:

Daí o jornal mandou um repórter interpelar o Bispo Macedo sobre o caso, só que no meio da entrevista ele notou que o próprio Edir Macedo TAMBÉM USAVA ÓCULOS!

- Mas como o senhor diz que vai curar o problema de visão das pessoas se o senhor mesmo usa óculos?

E ele responde na maior cada de pau:

- Não, o que eu disse é que quem tem fé é curado. Mas eu mesmo nunca tive essa fé.

 :histeria:

E o trouxa volta pra casa ceguinho, no dia seguinte tem que comprar outro par de óculos, e mesmo assim continua lá dando dinheiro pro vigarista. 

Quer dizer... só o mercado, a competição, a livre concorrência... não evitam esse tipo de coisa.

Offline Martinho Lutero

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 196
Re:CURA GAY
« Resposta #70 Online: 04 de Maio de 2018, 22:05:53 »

Puxa, se você não tivesse me alertado disso eu ia esquecer que estou de férias. Aliás, boas e merecidas férias.

Obrigado!  :ok:

Ok, mas seria mais esperto inventar uma boa e merecida aposentadoria.

Já que essas férias vão ser vitalícias mesmo, né.

Aposentadoria, eu, que sou tão novo ainda?

Meu caro, ainda tenho muitas almas para salvar.  :biglol:

Offline Pedro Reis

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.410
Re:CURA GAY
« Resposta #71 Online: 04 de Maio de 2018, 23:24:16 »
Não sabia que o Criaturo é psicólogo, nem que faz bicos como taxista.

Criaturo de novo? Errou feio, meu caro. Além de ser feio fazer achismos, mais feio ainda são os achismos totalmente fora da realidade.

Mas a boa notícia é que pelo menos algo curioso pode ser aproveitável em meio a tantos achismos. Sendo assim, então me esclareça uma coisa: por quê tanto trauma em relação a este indivíduo? O que ele fez a vocês?

Claro que posso até imaginar, pois já bati de frente com ele uma vez em outro fórum e, pelo que pude constatar, era um sujeito bastante cabeça dura.     


Agora escancarou de vez. Chutou o pau da barraca.

Óh, todo mundo já sabe que você baixou dessa vez encarnando o advogado do diabo. Mas segura tua onda, não escancara, senão as "otoridades" serão obrigadas a cumprir o regulamento.

Vê se não faz lambança ainda porque tem umas coisas lá naquela sua teologia herética que me interessaram. Especialmente a Misericórdia Divina segundo Nicolau Maquiavel ( hahahaha! ). Depois vem o quê: as bençãos de Deus sob a ótica do Marques de Sade? Lucrécia Bórgia nos ensina sobre o perdão divino? rss...

Seguramente desde Sto. Agostinho a cristandade não via um pensador tão original.

A gente precisa discutir mais essas reflexões hein.

Offline Gauss

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.725
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:CURA GAY
« Resposta #72 Online: 05 de Maio de 2018, 16:33:12 »
Não sabia que o Criaturo é psicólogo, nem que faz bicos como taxista.

Criaturo de novo? Errou feio, meu caro. Além de ser feio fazer achismos, mais feio ainda são os achismos totalmente fora da realidade.

Mas a boa notícia é que pelo menos algo curioso pode ser aproveitável em meio a tantos achismos. Sendo assim, então me esclareça uma coisa: por quê tanto trauma em relação a este indivíduo? O que ele fez a vocês?

Claro que posso até imaginar, pois já bati de frente com ele uma vez em outro fórum e, pelo que pude constatar, era um sujeito bastante cabeça dura.     
HAHAHAHAHA


Daqui a pouco o Martinho vai vir com aquele papo de "formiguinhas pensam que humanos são deuses"...
« Última modificação: 05 de Maio de 2018, 16:38:00 por Gauss »
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.309
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:CURA GAY
« Resposta #73 Online: 07 de Maio de 2018, 13:11:02 »
Não sabia que o Criaturo é psicólogo, nem que faz bicos como taxista.

Criaturo de novo? Errou feio, meu caro. Além de ser feio fazer achismos, mais feio ainda são os achismos totalmente fora da realidade.

Mas a boa notícia é que pelo menos algo curioso pode ser aproveitável em meio a tantos achismos. Sendo assim, então me esclareça uma coisa: por quê tanto trauma em relação a este indivíduo? O que ele fez a vocês?

Claro que posso até imaginar, pois já bati de frente com ele uma vez em outro fórum e, pelo que pude constatar, era um sujeito bastante cabeça dura.     
HAHAHAHAHA


Daqui a pouco o Martinho vai vir com aquele papo de "formiguinhas pensam que humanos são deuses"...

O Martinho é o Criaturo de férias usando VPN grátis por 30 dias.
Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline JungF

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 155
Re:CURA GAY
« Resposta #74 Online: 07 de Maio de 2018, 13:28:53 »
 
Citar
  O Martinho é o Criaturo de férias usando VPN grátis por 30 dias.
Por favor, o que é esse VPN?

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!