Autor Tópico: Princípio do Fim  (Lida 2323 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.512
  • "Minha espada não tem partidos."
Re:Princípio do Fim
« Resposta #25 Online: 24 de Maio de 2018, 19:36:00 »
 :histeria: ::)

Esses petistas são como nosferatus que despertam no meio das crises buscando culpados. A culpa é sempre do FHC.

« Última modificação: 24 de Maio de 2018, 19:47:49 por Gigaview »
"Quem for brasileiro, siga-me." Duque de Caxias

"Vamos mudar isso aí. Tá OK?" Capitão Mito Bolsonaro


Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.512
  • "Minha espada não tem partidos."
Re:Princípio do Fim
« Resposta #26 Online: 24 de Maio de 2018, 19:45:16 »
O Pedro Parente deve cair junto com essa diretoria para o Temer sair de bonzinho na história. Quem vai acreditar?

Essa conversa de usar as Forças Armadas para liberar as rodovias vai dar m3rda. Só agrava o problema e mancha a imagem dos militares.
"Quem for brasileiro, siga-me." Duque de Caxias

"Vamos mudar isso aí. Tá OK?" Capitão Mito Bolsonaro


Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.133
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Princípio do Fim
« Resposta #27 Online: 24 de Maio de 2018, 19:58:41 »
O Pedro Parente deve cair junto com essa diretoria para o Temer sair de bonzinho na história. Quem vai acreditar?

Essa conversa de usar as Forças Armadas para liberar as rodovias vai dar m3rda. Só agrava o problema e mancha a imagem dos militares.

Eu que sou o cara mais cético do mundo em relação a um golpe militar acho que seria uma das formas de isso acontecer. Fazer as FFAA fazerem algo bisonhamente contra tudo o que eles estão postando no Facebook no momento.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.512
  • "Minha espada não tem partidos."
Re:Princípio do Fim
« Resposta #28 Online: 24 de Maio de 2018, 20:29:05 »
Estou com a sensação de um apocalipse zumbi sem zumbis, apesar do vampiro no comando.



Teve duas brigas enormes em dois postos de gasolina na minha cidade por causa de fila e venda de galão de combustível. Em breve veremos a mesma cena em supermercados com gente lutando por lata de goiabada.
« Última modificação: 24 de Maio de 2018, 20:31:14 por Gigaview »
"Quem for brasileiro, siga-me." Duque de Caxias

"Vamos mudar isso aí. Tá OK?" Capitão Mito Bolsonaro


Offline André Luiz

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.622
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re:Princípio do Fim
« Resposta #29 Online: 24 de Maio de 2018, 21:07:51 »
E qualé a dos caminhoneiros? Heróis ou vilões?

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.193
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Princípio do Fim
« Resposta #30 Online: 24 de Maio de 2018, 21:25:21 »
Primeiro passo: reforma fiscal.

Kkkkkkk...

Primeiro passo: Intervir na Petrobrás e subsidiar o preço do diesel. O próximo presidente que se exploda com o problema.

Bingo.

Citar
"A política de preços da Petrobras continua intacta e preservada até a porta da refinaria. Da porta da refinaria para frente, o governo brasileiro decide dispor de recursos para garantir uma política de preços na bomba que seja compatível com a realidade brasileira, reconhecendo que a imprevisibilidade estava causando transtornos à vida do cidadão brasileiro", disse o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun.

https://g1.globo.com/economia/ao-vivo/greve-de-caminhoneiros-maio-de-2018.ghtml
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.490
Re:Princípio do Fim
« Resposta #31 Online: 24 de Maio de 2018, 22:07:58 »

Offline O Babuíno de Madame Blavatsky

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 242
  • Sexo: Masculino
  • πάντα ῥεῖ
Re:Princípio do Fim
« Resposta #32 Online: 24 de Maio de 2018, 22:33:59 »
Por favor, não consegui entender uma coisa - o problema todo foi criado pela intervenção estatal ou pelo mercado? porque, pelo que li, os preços atualmente flutuam com o valor do mercado e as entidades estão querendo que o governo reajuste e segure
O Deus único escolheu para Si um único santuário: o coração do homem. Eis o templo onde este deve adorá-Lo; os templos exteriores são apenas as avenidas desse templo invisível. Não há necessidade de teurgia, de adesão a um culto exterior. Não é a mudança de lugar terrestre que nos é útil e sim a mudança de lugar espiritual. A evolução espiritual não requer deslocamento geográfico, mas deslocamento psíquico e o despertar de qualidades inerentes, as quais trazemos desde sempre em nós.

SURSUM CORDA

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.490
Re:Princípio do Fim
« Resposta #33 Online: 24 de Maio de 2018, 22:46:37 »
Liderança de caminhoneiros do Centro-Oeste desmente acordo

Brasil  24.05.18 22:22

O Antagonista obteve em primeira mão vídeo gravado por Wallace Landim, representante dos motoristas autônomos do Centro-Oeste, sobre o “acordo” anunciado pelo governo.

“Nós estávamos na Casa Civil e nem fomos ouvidos.”

Fonte: https://www.oantagonista.com/brasil/lideranca-de-caminhoneiros-centro-oeste-desmente-acordo/

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.512
  • "Minha espada não tem partidos."
Re:Princípio do Fim
« Resposta #34 Online: 24 de Maio de 2018, 23:34:36 »
Por favor, não consegui entender uma coisa - o problema todo foi criado pela intervenção estatal ou pelo mercado? porque, pelo que li, os preços atualmente flutuam com o valor do mercado e as entidades estão querendo que o governo reajuste e segure

https://catracalivre.com.br/geral/cidadania/indicacao/greve-caminhoneiros-brasil/
"Quem for brasileiro, siga-me." Duque de Caxias

"Vamos mudar isso aí. Tá OK?" Capitão Mito Bolsonaro


Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.512
  • "Minha espada não tem partidos."
Re:Princípio do Fim
« Resposta #35 Online: 24 de Maio de 2018, 23:42:00 »
Vamos lembrar que o acordo é sobre o diesel. Ninguém falou em gasolina.

A classe média sempre paga a conta. Só falta aumentarem ainda mais a gasolina para cobrir a diferença da queda do diesel.

"Quem for brasileiro, siga-me." Duque de Caxias

"Vamos mudar isso aí. Tá OK?" Capitão Mito Bolsonaro


Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.782
Re:Princípio do Fim
« Resposta #36 Online: 25 de Maio de 2018, 00:23:41 »
Por favor, não consegui entender uma coisa - o problema todo foi criado pela intervenção estatal ou pelo mercado? porque, pelo que li, os preços atualmente flutuam com o valor do mercado e as entidades estão querendo que o governo reajuste e segure

https://catracalivre.com.br/geral/cidadania/indicacao/greve-caminhoneiros-brasil/

É mais complicado do que isso. O principal problema não é o valor do combustível, mas do frete. Tudo começa lá atrás, acho que no primeiro mandato Dilma, com o incentivo do governo ao setor - através do financiamento de caminhões via BNDES - o que gerou um aumento considerável da frota. Como seria de se esperar, com o excesso de mão de obra, o valor do frete caiu. Acrescente a isso outros quinhentos fatores no meio do caminho e por fim, a nova politica de preços dos combustíveis e temos a tempestade perfeita. A saída é o aeroporto internacional, se tiver combustível.   :sleepy:

Offline Cinzu

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 351
Re:Princípio do Fim
« Resposta #37 Online: 25 de Maio de 2018, 00:45:12 »
Por favor, não consegui entender uma coisa - o problema todo foi criado pela intervenção estatal ou pelo mercado? porque, pelo que li, os preços atualmente flutuam com o valor do mercado e as entidades estão querendo que o governo reajuste e segure

https://catracalivre.com.br/geral/cidadania/indicacao/greve-caminhoneiros-brasil/

É mais complicado do que isso. O principal problema não é o valor do combustível, mas do frete. Tudo começa lá atrás, acho que no primeiro mandato Dilma, com o incentivo do governo ao setor - através do financiamento de caminhões via BNDES - o que gerou um aumento considerável da frota. Como seria de se esperar, com o excesso de mão de obra, o valor do frete caiu. Acrescente a isso outros quinhentos fatores no meio do caminho e por fim, a nova politica de preços dos combustíveis e temos a tempestade perfeita. A saída é o aeroporto internacional, se tiver combustível.   :sleepy:

Esta situação, além de econômica, vejo que possui também raízes profundas, como a total dependência do transporte rodoviário e do combustível. Temos hoje uma presença praticamente nula do transporte ferroviário e dutoviário, o que é inédito para um país de nosso porte, e a comercialização de veículos elétricos/híbridos ainda é uma realidade distante para nós.

Offline Cinzu

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 351
Re:Princípio do Fim
« Resposta #38 Online: 25 de Maio de 2018, 00:50:18 »
É interessante em como isso traça um paralelo com a falência do Eike Batista. O empresário construiu toda a sua economia voltada à mineração, e para isso investiu em empresas de transporte, portos, fabricação de equipamentos e de caminhões...

Sem o alicerce, a edificação obviamente não se sustenta. E o governo brasileiro apostou tudo na Petrobrás como nosso alicerce.
« Última modificação: 25 de Maio de 2018, 00:53:30 por Cinzu »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.763
  • Sexo: Masculino
Re:Princípio do Fim
« Resposta #39 Online: 25 de Maio de 2018, 05:53:11 »
Vamos lembrar que o acordo é sobre o diesel. Ninguém falou em gasolina.

A classe média sempre paga a conta. Só falta aumentarem ainda mais a gasolina para cobrir a diferença da queda do diesel.





O maior problema imediato é  evitar a falência  de caminhoneiros e de empresas do setor de transporte.  Consumidores de gasolina e álcool  não são a prioridade  no momento.  Embora não seja algo popular, seria uma saída possível  subir os tributos sobre a gasolina e álcool.  Ou então subir  outros tributos que possam rapidamente serem arrecadados (alguns tributos tem que obedecerem ao princípio da anterioridade, de modo que não poderiam ser rapidamente cobrados para substituição rápida dos tributos que deixariam de serem arrecadados sobre o diesel).

Reitero que não seria uma medida popular, mas seria economicamente racional.


« Última modificação: 25 de Maio de 2018, 07:26:33 por JJ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.763
  • Sexo: Masculino
Re:Princípio do Fim
« Resposta #40 Online: 25 de Maio de 2018, 05:58:40 »
Por favor, não consegui entender uma coisa - o problema todo foi criado pela intervenção estatal ou pelo mercado? porque, pelo que li, os preços atualmente flutuam com o valor do mercado e as entidades estão querendo que o governo reajuste e segure

https://catracalivre.com.br/geral/cidadania/indicacao/greve-caminhoneiros-brasil/

É mais complicado do que isso. O principal problema não é o valor do combustível, mas do frete. Tudo começa lá atrás, acho que no primeiro mandato Dilma, com o incentivo do governo ao setor - através do financiamento de caminhões via BNDES - o que gerou um aumento considerável da frota. Como seria de se esperar, com o excesso de mão de obra, o valor do frete caiu. Acrescente a isso outros quinhentos fatores no meio do caminho e por fim, a nova politica de preços dos combustíveis e temos a tempestade perfeita. A saída é o aeroporto internacional, se tiver combustível.   :sleepy:



Este financiamento de caminhões via BNDES, que gerou um aumento considerável da frota, foi um ingrediente importante  para desequilibrar um setor que já tinha problemas sérios (muitas estradas precárias,  e muitos assaltos/roubos de cargas são dois outros problemas anteriores que não eram insignificantes). 

Uma solução de mercado seria simplesmente deixar muitas  transportadoras  e  muitos caminhoneiros irem a falência,  mas quais seriam as consequências econômicas e políticas de deixar isto acontecer ?


« Última modificação: 25 de Maio de 2018, 06:23:27 por JJ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.763
  • Sexo: Masculino
Re:Princípio do Fim
« Resposta #41 Online: 25 de Maio de 2018, 06:04:51 »
É interessante em como isso traça um paralelo com a falência do Eike Batista. O empresário construiu toda a sua economia voltada à mineração, e para isso investiu em empresas de transporte, portos, fabricação de equipamentos e de caminhões...

Sem o alicerce, a edificação obviamente não se sustenta. E o governo brasileiro apostou tudo na Petrobrás como nosso alicerce.



Aqui você comete um erro grave de achar que se fosse uma privada (ou mais) no lugar da Petrobrás, então não estaria havendo problema de preços como diesel (e com a gasolina também) ?

Por acaso uma privadona iria vender diesel e gasolina abaixo de preço internacional ?

Por acaso uma privadona iria vender diesel e gasolina com uma margem ainda menor ?

Por acaso você sabe que ao compararmos o preço da gasolina no Brasil com o preço nos Estado Unidos a diferença se deve principalmente a carga tributária sobre a gasolina, especialmente ao ICMS cobrado pelos estados ?

Por acaso você sabe que se igualássemos a carga tributária sobre a gasolina cobrada no Brasil com a carga tributária sobre a gasolina cobrada nos Estados Unidos, o preço no Brasil ficaria menor do que o preço nos Estados Unidos ?

Em posts anteriores eu já destaquei essa questão, mas parece que muita gente ainda não sabe disso.


Mas,   até   o grupo M  sabe disso.


« Última modificação: 25 de Maio de 2018, 08:49:30 por JJ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.763
  • Sexo: Masculino
Re:Princípio do Fim
« Resposta #42 Online: 25 de Maio de 2018, 06:07:44 »






Kim Kataguiri - Saiba tudo sobre a greve que parou o Brasil


Movimento Brasil Livre
Publicado em 24 de mai de 2018

Não é brincadeira. Kim demonstra nesse vídeo as razões para um dos momentos mais perigosos da história recente e as difíceis soluções para um problema que todos querem opinar mas que poucos querem resolver

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.490
Re:Princípio do Fim
« Resposta #43 Online: 25 de Maio de 2018, 09:05:53 »
Kim Kataguiri comete uma falácia econômica básica sobre impostos. Como ele pode ver em qualquer livro de microeconomia neoclássica, somente em concorrência perfeita, um aumento de imposto indireto é repassado integralmente ao preço do produto (ver, por exemplo Microeconomia de Hal Varian), o que não é o caso do setor petrolífero brasileiro. E, ademais, retirar X reais de impostos por unidade do produto não garante que X reais do preço diminua, seja por causa do "efeito catraca", seja devido a ausência de concorrência perfeita.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.490
Re:Princípio do Fim
« Resposta #44 Online: 25 de Maio de 2018, 09:17:18 »
É interessante em como isso traça um paralelo com a falência do Eike Batista. O empresário construiu toda a sua economia voltada à mineração, e para isso investiu em empresas de transporte, portos, fabricação de equipamentos e de caminhões...

Sem o alicerce, a edificação obviamente não se sustenta. E o governo brasileiro apostou tudo na Petrobrás como nosso alicerce.



Aqui você comete um erro grave de achar que se fosse uma privada (ou mais) no lugar da Petrobrás, então não estaria havendo problema de preços como diesel (e com a gasolina também) ?

Por acaso uma privadona iria vender diesel e gasolina abaixo de preço internacional ?

Por acaso uma privadona iria vender diesel e gasolina com uma margem ainda menor ?

Por acaso você sabe que ao compararmos o preço da gasolina no Brasil com o preço nos Estado Unidos a diferença se deve principalmente a carga tributária sobre a gasolina, especialmente ao ICMS cobrado pelos estados ?

Por acaso você sabe que se igualássemos a carga tributária sobre a gasolina cobrada no Brasil com a carga tributária sobre a gasolina cobrada nos Estados Unidos, o preço no Brasil ficaria menor do que o preço nos Estados Unidos ?

Em posts anteriores eu já destaquei essa questão, mas parece que muita gente ainda não sabe disso.


Mas,   até   o grupo M  sabe disso.


Colega, caso não saiba, as principais rivais da Petrobrás, como a Shell Group, tem VANTAGEM DE CUSTO sobre a Petrobrás (conceito que faz mais sentido quando se faz uma comparação DENTRO de um mesmo local em que as empresas operam), como mostra seus indicadores de produtividade do trabalho. Some vantagem de custo/produtividade do trabalho maior a concorrência plena (coisa que não há no setor petrolífero brasileiro) e você inevitavelmente chega a mais eficiência em todos os níveis. Roberto Campos, em seus artigos, cansou de explicar isso aos nossos nacionalistas estatólatras. Como diria um polemista brasileiro... No Brasil, é preciso explicar, desenhar, depois explicar o desenho e desenhar a explicação.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Princípio do Fim
« Resposta #45 Online: 25 de Maio de 2018, 09:21:17 »
É aquela coisa,  não queriam a Petrobrás gerida como uma empresa privada clássica, em que os preços da gasolina acompanhassem o dólar e os preços internacionais, que os acionistas tivessem prioridade máxima? Taí. Aproveitem agora.

E o modelo de gestão atual da Petrobrás não tem absolutamente nada a ver com a raiz do problema. Você sai de uma gestão profissional e volta para a gestão estilo PT, e você acaba com controle de preços artificiais e mais escândalos de corrupção. Não resolve nada, só piora.

O nosso problema é tributário e de livre mercado, e não do tipo de gestão de uma empresa que nem deveria existir em primeiro lugar.

A Petrobrás é uma empresa que existe e foi criada com o fim de servir o Brasil como país, de regular o preço da combustíveis e dar segurança energética antes de qualquer coisa, e pra isso nem precisa dar prejuízo ou esquecer dos acionistas, mas só lembrou desses na era Temer/Parente. 

A Petrobrás foi criada com o fim de servir e ser balcão de negócios dos políticos do Brasil.

Eu nem vou comentar sobre controle de preços...


Legal, se você acha que a política de preços da BR não tem nada a ver com o preço final, paciência.  E a gestão "profissional" está sendo massacrada nesse exato momento pela parte mais sensível afetada pelas altas. Não existe gestão "profissional" para uma crise energética, só existe a política. Se não negociar não tem gestão alguma. Nesse exato momento a gestão "profissional" da BR foi posta abaixo, e muito provavelmente nunca mais teremos ela lá dessa forma, não por culpa dos políticos que fizeram exatamente o que você defende, mas de uma categoria profissional.


Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.782
Re:Princípio do Fim
« Resposta #46 Online: 25 de Maio de 2018, 09:24:48 »
Por favor, não consegui entender uma coisa - o problema todo foi criado pela intervenção estatal ou pelo mercado? porque, pelo que li, os preços atualmente flutuam com o valor do mercado e as entidades estão querendo que o governo reajuste e segure

https://catracalivre.com.br/geral/cidadania/indicacao/greve-caminhoneiros-brasil/

É mais complicado do que isso. O principal problema não é o valor do combustível, mas do frete. Tudo começa lá atrás, acho que no primeiro mandato Dilma, com o incentivo do governo ao setor - através do financiamento de caminhões via BNDES - o que gerou um aumento considerável da frota. Como seria de se esperar, com o excesso de mão de obra, o valor do frete caiu. Acrescente a isso outros quinhentos fatores no meio do caminho e por fim, a nova politica de preços dos combustíveis e temos a tempestade perfeita. A saída é o aeroporto internacional, se tiver combustível.   :sleepy:



Este financiamento de caminhões via BNDES, que gerou um aumento considerável da frota, foi um ingrediente importante  para desequilibrar um setor que já tinha problemas sérios (muitas estradas precárias,  e muitos assaltos/roubos de cargas são dois outros problemas anteriores que não eram insignificantes). 

Uma solução de mercado seria simplesmente deixar muitas  transportadoras  e  muitos caminhoneiros irem a falência,  mas quais seriam as consequências econômicas e políticas de deixar isto acontecer ?

Sim, tem muito mais fatores envolvidos nessa história, mas esse é fundamental para compreender como chegamos até aqui - pela mão do estado. Em torno de setenta por cento dos caminhoneiros hoje são autônomos, donos do próprio caminhão, geralmente financiado (e dos trinta por cento restante, boa parte trabalha na informalidade). Considerando a evolução do período, os juros que inicialmente eram quase negativos, com a queda da inflação abaixo da meta, passaram a pesar. Junte-se a isso o fato de que o país saiu de um longo período de ajuste artificial de preços dos combustíveis, para controle da inflação, que afundou a Petrobrás - gerando um efeito nefasto Brasil a fora, com o corte de investimentos para sanar a contas - para uma política de ajuste real dos preços. Inclusive, deixa eu fazer uma correção - não foi no governo Dilma, como eu supunha, mas no governo Lula, final de 2009, o lançamento do programa pró-caminhoneiro - marca daquele governo, aliás - o incentivo ao crédito. Já no final do primeiro governo Dilma, segundo estive lendo, o problema começou a ser percebido - houve, inclusive, propostas políticas no sentido de tentar reduzir a frota, para equilibrar o valor do frente, mas que foram frustradas pela pressão do setor. Tudo isso para dizer que, como temos aprendido na prática, por melhores que sejam as intenções (embora não seja o caso, sabemos que o move nossos governantes são sempre interesses próprios), não se pode prever as consequências desse tipo de planejamento econômico. O incentivo a certos setores, estratégicos, como os políticos adoram repetir, desregula o mercado, podendo gerar um efeito cascata, como o que estamos assistindo, afetando toda a economia. E aqui só estou citando algumas das muitas políticas bem intencionadas dos governos petistas. Daí temos, 1) frete desvalorizado, devido a oferta de mão de obra, com 2) altos custos de manutenção devido a precariedade das estradas e insegurança e ainda 3) boa parte da frota financiada, 4) combustível nas alturas devido aos impostos, principalmente os estaduais, com 5) boa parte dos estados quebrados, 6) a Petrobrás ainda em fase de recuperação 7) com as ações derretendo novamente e 8) um governo que não inspira a mínima confiança. E, repito, essa é só parte da história, muito resumidamente.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Princípio do Fim
« Resposta #47 Online: 25 de Maio de 2018, 09:33:39 »
É aquela coisa, não queriam a Petrobrás gerida como uma empresa privada clássica, em que os preços da gasolina acompanhassem o dólar e os preços internacionais, que os acionistas tivessem prioridade máxima? Taí. Aproveitem agora.

Claro, porque o modelo que vigorou até 2016 era o melhor, afinal de contas foi possível inflingir um prejuízo de mais de 40 bilhões de reais (somente com a construção da Abreu e Lima) no erário público e até o momento nada aconteceu com os petistas responsáveis, aka, Lula, Dilma, Sérgio Gabrielli e Graça Foster.

E defendo plenamente que a Petrobrás seja gerida como uma empresa privada tradicional MAS que seja privatizada. Para ontem.


A Petrobrás é uma empresa que existe e foi criada com o fim de servir o Brasil como país, de regular o preço da combustíveis e dar segurança energética antes de qualquer coisa, e pra isso nem precisa dar prejuízo ou esquecer dos acionistas, mas só lembrou desses na era Temer/Parente. 

Então esqueça porquê a Petrobrás nunca serviu ao país e sim aos políticos e seus funcionários.

O modelo que vigorou até 2016 foi criado por FHC, e já existia de outra forma desde que a BR foi criada, e deu certo até 2016. Nunca houve crise como essa antes, desse tamanho e dimensão,  de paralisação por altas de combustíveis. As categorias profissionais não aceitam perder o pouco do ganho que tem.

Se teve corrupção na refinaria, se a plataforma afundou, ou se a BR foi usada políticamente, isso não envolve políticas de segurança energética para o país, não coloque essa falácia no meio da discussão.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Princípio do Fim
« Resposta #48 Online: 25 de Maio de 2018, 09:36:26 »
E pensar que o cara teria aprendido alguma coisa nesse tempo longe...

Acabam os argumentos...  E eu que não aprendi, a política "profissional" que vocês defendem acaba de ser massacrada pelos fatos e eu que preciso aprender, sério?

E aproveite pra matar a saudade... :love:
« Última modificação: 25 de Maio de 2018, 09:39:05 por _Juca_ »

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.193
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Princípio do Fim
« Resposta #49 Online: 25 de Maio de 2018, 09:47:10 »
"Acabou de ser massacrada".

A política continua a mesma, não vai mudar.

E novamente, ninguém defende política nenhuma de uma empresa que nem sequer deveria existir.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!