Autor Tópico: Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes  (Lida 84332 vezes)

0 Membros e 2 Visitantes estão vendo este tópico.

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.177
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #100 Online: 14 de Maio de 2013, 14:20:41 »
Tem, mas não sou questionado ou confrontado com eles no momento da contratação.

Sério? Todas as empresas que conheço perguntam na entrevista se o pretendente à vaga tem conhecimento sobre a empresa, suas normas, seus valores, etc... Pelo menos as 3 grandes onde ralei perguntavam isso. McDonald's (meu primeiro emprego, minha primeira queimadura de terceiro grau), Fiat e uma terceira que faliu (depois de desviar R$1bi).

E não era só o pessoal que exercia a atividade de chefia, mas do estagiário, do faxineiro, passando pelo cara que consertava ar condicionado, o pessoal que ralava na linha, etc.

Acho que reconhecer o potencial da comunidade e dos aparelhos sociais é secundário em relação a "o que fazer quando o cidadão está com ...."
Se um grande médico acha o serviço público cara e sem futuro, ainda assim ele deveria ser contratado, não?

Se o que guia e dá a uma empresa objetivos claros de para onde se está indo (afinal, existe isso em administração, certo?) são estes princípios de "MVV", nada mais normal do que exigir que quem vá fazer parte dessa estrutura, conheça estes princípios.

Eu não preciso aceitar a doutrina majoritária e jurisprudencial hoje que diz que o crime de estupro é ação pública condicionada à representação da vítima. Mas se eu planejo trabalhar na empresa que tem estes valores, eu preciso pelo menos saber que eles tratam esse tema dessa determinada maneira.

O cara sendo um grande médico, vai ser contratado porque (creio eu), a parte sobre "MVV" ou "ideológica" da prova deve ser mínima ou ainda ter peso menor diante do conhecimento técnico específico, como é em todas as provas de concurso público, então, neste caso o que vai acontecer é que servirá de critério de desempate, assim como tratamo no tópico sobre o perfil do Facebook e a contratação por empresas. É crucial? Não. Mas se tivermos dois candidatos em igualdade de condições, aquele que conhecer melhor a empresa em que pleiteia uma vaga, irá vencer.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #101 Online: 14 de Maio de 2013, 14:41:19 »
Não é como eu argumentar a favor do capitalismo em uma entrevista para uma empresa norte-americana, dão isso como irrelevante.

A missão de empresas normalmente se dá sobre temas bem neutros e consensuais. O que costumam perguntar é seu conhecimento de gestão, seu conhecimento em industrias específicas, seu conhecimento funcional e técnico, seu relacionamento.. e pescar coisas sobre motivação e caráter. Não vejo nada análogo ao que vi nesse texto.

Sobre o critério de desempate, essas questões a mais funcionam como questões a mais, que poderiam ser outras questões mais de acordo com a finalidade.

“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Osler

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.115
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #102 Online: 14 de Maio de 2013, 14:47:31 »
O Revalida é um aprova para demostrar conhecimentos gerais sobre medicina que demostre que o médico diplomado no exterior tenha uma qualificação equivalente ao formado no Brasil.
Não é um "teste para emprego", o cara pode passar no Revalida e fazer consultorio, trabalhar em empresas farmacêuticas, em hospitais particulares, no serviço público, ser médico legista, sanitarista etc...
Então a abordagem é conhecimento abrangente, uma das críticas a formação médica brasileira é que muita gente sai da faculdade com o conhecimento muito direcionado a "pretensa" área de atuação, quando o enfoque deveri ser uma formação generalista.
Quanto de conhecimento que aprendemos na faculdade utilizamos na prática diária?  Eu sou um bom Clínico e não faço parto há mais de 20 anos, não faz falta nenhuma não saber Obstetrícia em minucias.  MAs ao estudante recem-formado (ou revalidado) a prova tem de ser abrangente pois server para todos.

Se eu tenho um serviço como um CTI é óbvio que ao entrevistar um candidato vou focar minha atenção na expertise em Terapia Intensiva, mas não é o caso do Revalida.

Ademias não é exigido do candidato concordar com as diretrizes da saúde pública, nem é pedido que faça juízo de valor, apenas que conheça parte integrante do currículo de qualquer curso médico brasileiro.
“Como as massas são inconstantes, presas de desejos rebeldes, apaixonadas e sem temor pelas conseqüências, é preciso incutir-lhes medo para que se mantenham em ordem. Por isso, os antigos fizeram muito bem ao inventar os deuses e a crença no castigo depois da morte”. – Políbio

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.177
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #103 Online: 14 de Maio de 2013, 14:56:15 »
Não é como eu argumentar a favor do capitalismo em uma entrevista para uma empresa norte-americana, dão isso como irrelevante.

A missão de empresas normalmente se dá sobre temas bem neutros e consensuais. O que costumam perguntar é seu conhecimento de gestão, seu conhecimento em industrias específicas, seu conhecimento funcional e técnico, seu relacionamento.. e pescar coisas sobre motivação e caráter. Não vejo nada análogo ao que vi nesse texto.

Sobre o critério de desempate, essas questões a mais funcionam como questões a mais, que poderiam ser outras questões mais de acordo com a finalidade.

Olha, eu li a prova e pra mim soou como grego, ou seja, linguagem técnica pra quem entende do assunto.

Se sua crítica é só quanto a essa questão 4, eu achei ela extremamente prática e aplicável ao dia a dia de quem vai conviver com diversos desafios em questão de infra estrutura e planejamento de atividades.

E "social" e "comunitário" não são de forma alguma palavras exclusivas da esquerda, apesar de as vermos tão associadas à política populista que isso possa causar estranhamento quando elas são utilizadas em um contexto não ideológico.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.013
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #104 Online: 14 de Maio de 2013, 15:29:27 »
Epidemiologia é uma área da medicina simplesmente enxarcada de comunismo. Tentam colocar doenças como questões que afligem o coletivo, obscurecendo o fato de que a transmição/aquisição é sempre individual. A esquerda precisa sempre tentar tornar o indivíduo em algo insignificante, para que possa ser mais facilmente manipulado, se veja apenas como parte de uma massa. E que ferramenta pode ser usada para controlar as massas? O medo. Medo de "epidemias", "pandemias", que por alguma razão nunca acontecem. Mas isso não impede os burocratas de usarem o alarmismo para justificarem sua própria utilidade e escravizarem a população sob suas regras. 

Offline Hold the Door

  • Editores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.656
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #105 Online: 14 de Maio de 2013, 19:01:00 »
Tem, mas não sou questionado ou confrontado com eles no momento da contratação.

Acho que reconhecer o potencial da comunidade e dos aparelhos sociais é secundário em relação a "o que fazer quando o cidadão está com ...."
Se um grande médico acha o serviço público cara e sem futuro, ainda assim ele deveria ser contratado, não?

Aí que você se engana redondamente. Quem vai trabalhar em uma unidade básica de saúde não precisa se preocupar apenas com "o que fazer quando o cidadão está com ....". Não é apenas fazer o diagnóstico, prescrever o medicamento e tchau e benção, o paciente que se vire daí em diante.

Os pacientes das UBS, principalmente os das regiões mais carentes, não vêm com um problema de saúde, vêm com todo um pacote. Não é "o cidadão que está com...", mas "o cidadão que está com...", como resultado ficou imobilizado em uma cadeira de rodas e por causa disso perdeu o emprego, única fonte de renda da família, o que ocasionou um quadro de depressão, começou a beber, e por causa da imobilização está com uma úlcera de pressão no sacro. Precisa de cuidados médicos mais avançados, mas não tem como se locomover do seu barraco para o tratamento e a fisioterapia. E para completar, devido às dificuldades financeiras ocasionadas, o filho começou a se envolver com o tráfico.

Um quadro desses, muito comum, significa eficácia zero se o médico for apenas um técnico que dispensa medicamentos para um problema, já que o paciente não vai ter nem seguir o tratamento que precisa, o que é o mesmo que não ter médico nenhum. Quem trabalha em unidades básicas de saúde tem que saber como funciona a referência e a contra-referência para os níveis secundário e terciário, tem que saber coordenar uma equipe multidisciplinar de enfermeiros, dentistas, assistentes sociais, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, tem que saber determinar a rede de apoio da comunidade para esse paciente, o que envolve sim, conhecer o potencial da comunidade e dos aparelhos sociais.

A questão do revalida não é apenas um bla-bla-bla teórico sem utilidade, são questões práticas que um médico vai enfrentar e ter que buscar soluções se for trabalhar em uma unidade básica de saúde, que vão muito além de prescrever uma medicação e achar que o problema está resolvido. É o dia-a-dia dele.
Hold the door! Hold the door! Ho the door! Ho d-door! Ho door! Hodoor! Hodor! Hodor! Hodor... Hodor...

Offline Hold the Door

  • Editores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.656
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #106 Online: 14 de Maio de 2013, 19:19:50 »
em que pilares (nomes técnicos) são classificadas a saúde?

Entendi que a atenção primária é aquela aplicada na prevenção de doenças, com uma capilaridade muito grande. Não demanda grandes especialidades nem equipamentos avançados.

Tem a vacinação também, tem a parte de atendimento a doenças e pronto socorro. Quais são os nomes técnicos? Há mais alguma coisa?

Atenção primária não é apenas prevenção. Essa é uma parte fundamental, mas não a única. Idealmente a atenção primária é a porta de entrada para o sistema de saúde e deve ser capaz de resolver cerca de 80% dos problemas de saúde mais prevalentes na comunidade. Além disso, funciona como uma "triagem" encaminhando os casos que necessitam dos cuidados da Atenção secundária (especialistas, procedimentos de média complexidade) e terciária (altamente especializados, procedimentos altamente complexos).

Se funcionasse direito no Brasil, como funciona em outros países como a Inglaterra, deveria desafogar os PS (dos que procuram esses serviços como "consulta de ambulatório") absorvendo os 80% de problemas e controlar e prevenir problemas antes que surjam ou se agravem, ou seja, controlar uma hipertensão, diabetes e dislipidemia antes dos AVCs, enfartos, cegueira, amputações, aposentadoria por invalidez ou morte, economizando milhares de reais a mais que devem ser gastos para cuidar desses problemas e suas conseqüências.
Hold the door! Hold the door! Ho the door! Ho d-door! Ho door! Hodoor! Hodor! Hodor! Hodor... Hodor...

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.361
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #107 Online: 14 de Maio de 2013, 21:17:50 »
em que pilares (nomes técnicos) são classificadas a saúde?

Entendi que a atenção primária é aquela aplicada na prevenção de doenças, com uma capilaridade muito grande. Não demanda grandes especialidades nem equipamentos avançados.

Tem a vacinação também, tem a parte de atendimento a doenças e pronto socorro. Quais são os nomes técnicos? Há mais alguma coisa?

Atenção primária não é apenas prevenção. Essa é uma parte fundamental, mas não a única. Idealmente a atenção primária é a porta de entrada para o sistema de saúde e deve ser capaz de resolver cerca de 80% dos problemas de saúde mais prevalentes na comunidade. Além disso, funciona como uma "triagem" encaminhando os casos que necessitam dos cuidados da Atenção secundária (especialistas, procedimentos de média complexidade) e terciária (altamente especializados, procedimentos altamente complexos).

Se funcionasse direito no Brasil, como funciona em outros países como a Inglaterra, deveria desafogar os PS (dos que procuram esses serviços como "consulta de ambulatório") absorvendo os 80% de problemas e controlar e prevenir problemas antes que surjam ou se agravem, ou seja, controlar uma hipertensão, diabetes e dislipidemia antes dos AVCs, enfartos, cegueira, amputações, aposentadoria por invalidez ou morte, economizando milhares de reais a mais que devem ser gastos para cuidar desses problemas e suas conseqüências.


Não é justamente onde Cuba é referencia, no tratamento preventivo?

Offline Vento Sul

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.728
  • Sexo: Masculino
  • Os lábios são as primeiras barreiras
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #108 Online: 14 de Maio de 2013, 21:33:02 »
Epidemiologia é uma área da medicina simplesmente enxarcada de comunismo. Tentam colocar doenças como questões que afligem o coletivo, obscurecendo o fato de que a transmição/aquisição é sempre individual. A esquerda precisa sempre tentar tornar o indivíduo em algo insignificante, para que possa ser mais facilmente manipulado, se veja apenas como parte de uma massa. E que ferramenta pode ser usada para controlar as massas? O medo. Medo de "epidemias", "pandemias", que por alguma razão nunca acontecem. Mas isso não impede os burocratas de usarem o alarmismo para justificarem sua própria utilidade e escravizarem a população sob suas regras.
:histeria:
.
.
Resumindo: Ou acreditamos em mágica ou não!
 
 
 
 .

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.013
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #109 Online: 14 de Maio de 2013, 21:34:10 »
Não é justamente onde Cuba é referencia, no tratamento preventivo?

Sim. Por outro lado são também referência em criminalizar a crítica ao sistema, então possivelmente a presença especificamente de médicos cubanos não deve ser muito significativa nesse aspecto, seria mais o caso de controle social da comunicação.

Offline Hold the Door

  • Editores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.656
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #110 Online: 14 de Maio de 2013, 21:42:35 »
Não é justamente onde Cuba é referencia, no tratamento preventivo?

Sim, se você considerar que os dados divulgados são confiáveis.

É exatamente isso que explicaria o aparente paradoxo de uma ilha sem recursos apresentar os índices de saúde acima da média da América Latina (mais uma vez, se eles forem realmente confiáveis). A ênfase em medicina preventiva, muito mais barata, garantiria uma boa eficiência para uma grande parcela de problemas.

Claro, isso não torna a medicina de Cuba boa como um todo. É de se suspeitar que, para aqueles que necessitam da atenção secundária ou terciária, seja uma verdadeira bomba.
Hold the door! Hold the door! Ho the door! Ho d-door! Ho door! Hodoor! Hodor! Hodor! Hodor... Hodor...

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.361
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.013
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #112 Online: 17 de Maio de 2013, 20:06:58 »
É comum esse tipo de imposição do lado do emrpegador, do contratado ter que ficar por no mínimo 3 anos no local?

Imagino que diante do empregador ser o estado, e os empregados estrangeiros, a situação seja ainda mais delicada.


...

Não estou dizendo, "[Arcanjo+Parcus+Rhyan] vejam só, é mais uma mostra de que esses petisto-comunistas querem estender seu domínio para além das fronteiras do Brasil, começando por escravizar os médicos, depois ainda a esquerdumalha vai reclamar da situação dos ilegais nos EUA, mas pelo menso esses não são escravizados pelo próprio governo [...] [/Arcanjo+Parcus+Rhyan]". Só parece que é uma condição que deixa as pessoas que a consideram com sérias dúvidas. Talvez melhor fosse um "período de teste" menor, mas que também não fosse [A+P+R] só turismo para estrangeiros simpatizantes do comunismo bancado com dinheiro público [/A+P+R].

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.085
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #113 Online: 18 de Maio de 2013, 08:14:30 »
É comum esse tipo de imposição do lado do emrpegador, do contratado ter que ficar por no mínimo 3 anos no local?

Imagino que diante do empregador ser o estado, e os empregados estrangeiros, a situação seja ainda mais delicada.


...

Não estou dizendo, "[Arcanjo+Parcus+Rhyan] vejam só, é mais uma mostra de que esses petisto-comunistas querem estender seu domínio para além das fronteiras do Brasil, começando por escravizar os médicos, depois ainda a esquerdumalha vai reclamar da situação dos ilegais nos EUA, mas pelo menso esses não são escravizados pelo próprio governo [...] [/Arcanjo+Parcus+Rhyan]". Só parece que é uma condição que deixa as pessoas que a consideram com sérias dúvidas. Talvez melhor fosse um "período de teste" menor, mas que também não fosse [A+P+R] só turismo para estrangeiros simpatizantes do comunismo bancado com dinheiro público [/A+P+R].

Em certos órgãos públicos (ex: Polícia Federal e Receita Federal), se não me engano, o contratado só pode  pedir transferência depois de um determinado período de tempo (acho que são 5 anos), justamente para favorecer a ida para locais menos desejados... provavelmente os médicos teriam que seguir a mesma regra.
"Deus prefere os ateus"

Offline Hold the Door

  • Editores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.656
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #114 Online: 18 de Maio de 2013, 10:09:19 »
Brasil quer contratar médicos portugueses para trabalharem nas zonas mais pobres

Curioso que Portugal é citado como um dos países que também importaram médicos de Cuba para trabalhar nas suas regiões mais indesejáveis. Se os médicos portugueses não aceitam esse papel em seu próprio país, recebendo em euro e provavelmente em melhores condições de trabalho, quem foi o gênio que achou que aqui no Brasil eles irão fazer isso?
Hold the door! Hold the door! Ho the door! Ho d-door! Ho door! Hodoor! Hodor! Hodor! Hodor... Hodor...

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.946
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #115 Online: 18 de Maio de 2013, 11:27:55 »
...

Não vejo problema em contratar estrangeiros, mesmo cubanos, desde que cumpram as mesmas normas exigidas dos médicos brasileiros. Sou contra é contratarem cubanos sem comprovação de capacitação profissional apenas por ideologia.

Uma coisa que vi na internet, não sei se é realmente assim, mas acredito que sim:  O governo brasileiro pagaria salários não diretamente ao médico, mas ao governo cubano que depois repassaria apenas 10% do valor mais uma ajuda de custo à família que ficou em Cuba e embolsaria o restante.

Acredito que é verdade pois sei que a grana enviada por cubanos que vivem em Miami a familiares fica retida pelo governo cubano que repassa só uns trocados ao destinatário final.

Encurtando, se for verdade é apenas uma forma dos petistas enviarem dinheiro a Cuba.

Já repararam que ninguém cobra o calote que a Venezuela deu na Petrobras, que vivem enviando grana para países alinhados ideologicamente com o PT para obras que ninguém daqui fiscaliza?

Outra coisa que comentaram, o custo por cada médico cubano seria maior que o salário pago a brasileiros que trabalham no setor público, então essa de que falta mão de obra em cidades afastadas por que não existe verba para pagar melhor é conversa fiada, se podem contratar estrangeiros por um valor mais alto é óbvio que existem verbas para pagar melhor os médicos brasileiros.


Offline Muad'Dib

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.444
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #116 Online: 18 de Maio de 2013, 11:48:57 »
Não é verdade Arcanjo, os salários seriam  pagos aos profissionais. Se não como eles viveriam no brasil? Além do salário pago à Cuba eles iriam receber um "auxílio-sobrevivência"? Besteira.

Isso é mais um remendo da política petista. Nada contra contratar profissionais de outros países, mas somente como um paliativo. Investir em educação (sempre a educação!), melhorar os salários no serviço público de saúde, melhorar as condições de trabalho e mais todas aquelas atitudes que político nenhum toma porque, mesmo sendo as únicas que realmente resolveriam o problema, elas são do tipo que só respondem a médio e longo prazo, medidas essas que não contribuem para ganhos políticos. Como os palhaços só pensam em ganhos políticos vale mais uma medida que, mesmo não resolvendo porra nenhuma, impressiona o zé-povim e rende votos.

Pode chamar dois milhões de Doutores Houses, se não tiver condições eles não vão atuar no máximo de seus potenciais.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.946
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #117 Online: 18 de Maio de 2013, 12:35:27 »
Sim, eu comentei que não sabia até a que ponto poderia ser real ou não, não encontrei fontes confirmando.

Offline Vento Sul

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.728
  • Sexo: Masculino
  • Os lábios são as primeiras barreiras
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #118 Online: 18 de Maio de 2013, 17:56:52 »
Pode chamar dois milhões de Doutores Houses, se não tiver condições eles não vão atuar no máximo de seus potenciais.
E não vão mesmo, eu acho que médicos e outros profissionais formados com o dinheiro público deviam ter que passar pelo menos 2 anos em locais determinados, poderia ser até uma escolha ao entrar no curso, e poderia ser mudado ao longo deste, mas já que temos uma demanda e falta de médicos que topam trabalhar longe dos grandes centros, regras nesse sentido seriam bem vindas ( não pelos médicos, é claro ). E para falar a verdade no Estado de São Paulo o interior tem sobra de médicos, é vantajoso trabalhar na sua cidade natal, e as pessoas podem pagar, ou tem planos que pagam. Já no resto do país não sei.
.
.
Resumindo: Ou acreditamos em mágica ou não!
 
 
 
 .

Offline Fabi

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.801
  • Sexo: Feminino
  • que foi?
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #119 Online: 18 de Maio de 2013, 20:16:15 »
Não leu a parte de que é a falta de estrutura é que causa essa falta de médicos? Não adianta nada obrigar um médico a trabalhar no interior. Não é questão de "topar".

A solução mais lógica é dar equipamentos a hospitais, remédios etc para o interior e não ficar importando médicos. Se tem dinheiro pra importar médico, deve ter dinheiro pra estruturar hospitais.

Citação de: Luiz Souto
Quem já passou por situações de ter de realizar atendimentos sem condições por falta de estrutura ( como um amigo meu que teve que fazer uma cesariana com anestesia local por ausência de anestesista e capacidade de remoção da paciente) sabe que não há dinheiro que pague o estresse.

Citação de: Angelo Melo
Por ano se formam 16000 médicos no Brasil. Então não é importando 6000 que você vai resolver o problema. A questão não é a falta de médicos, como alardeia essa corja para justificar a entrada de estrangeiros. A questão é a má distribuição deles, um assunto complexo que passa desde a tendência natural dos formados de permanecer em grandes centros como a completa falta de assistência e estrutura nas tais regiões com falta de médico. Não há plano de carreira, não há condições de trabalho. Não há sequer garantia que, passando em um concurso para trabalhar nessas cidades você vá receber o que foi acordado.

O problema é que a área da saúde pública deve ser uma das mais corrompidas, cheia de desvios de dinheiro, com má gestão...

As pessoas tem que parar de falar/pensar que no Brasil não tem dinheiro pra fazer um sistema de saúde decente (com hospitais decentes, postos de saúde decentes), porque tem. É mais de 1 trilhão de reais em impostos todo ano. 
Difficulter reciduntur vitia quae nobiscum creverunt.

“Deus me dê a serenidadecapacidade para aceitar as coisas que não posso mudar, a coragem para mudar o que posso, e a sabedoria para saber a diferença” (Desconhecido)

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #120 Online: 18 de Maio de 2013, 20:39:41 »
Aliás hoje saiu mais um escândalo no SUS diretamente da mão do governador do Acre (PT, apenas coincidentemente)
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Osler

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.115
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #121 Online: 23 de Maio de 2013, 09:49:35 »
Dados do revalida 2011:

CARACTERIZAÇÃO DOS INSCRITOS

Os inscritos foram diplomados em 26 países:

304 da Bolívia, 140 de Cuba, 56 da Argentina, 45 do Peru, 19 da Colômbia, 17 do Paraguai, 16 da
Espanha, 16 da Venezuela, 14 do México, 9 do Uruguai, 8 do Equador, 6 da Alemanha, 6 da República Dominicana, 4 da Rússia, 3 da Nicarágua, 2 dos EUA, 2 da Itália, 2 da Romênia, 1 da Áustria, 1 da França, 1 da Inglaterra, 1 do Líbano, 1 da Moldávia, 1 do Panamá, 1 da República de El Salvador e 1 do Sri.

Os aprovados foram diplomados em 11 países:
15 são de Cuba, 14 da Bolívia, 13 da Argentina, 6 da Colômbia, 5 do Peru, 4 da Venezuela, 3
do Equador, 2 da Nicarágua, 1 do Paraguai, 1 da Alemanha e 1 da França.


Fonte:  http://www.perubrasil.com/system/embajadabrasil/download/Folder%20Revalida%202011_FINAL.pdf

Bolívia aprovando menos de 5%

“Como as massas são inconstantes, presas de desejos rebeldes, apaixonadas e sem temor pelas conseqüências, é preciso incutir-lhes medo para que se mantenham em ordem. Por isso, os antigos fizeram muito bem ao inventar os deuses e a crença no castigo depois da morte”. – Políbio

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.946
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #122 Online: 23 de Maio de 2013, 17:34:07 »
Citar
140 de Cuba

Citar
15 são de Cuba

Entendi errado ou de 140 cubanos só 15 foram aprovados? Quer dizer que é essa a maravilhosa formação que fez os petistas tentarem impor uma aprovação automática a todos eles?




Offline Osler

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.115
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #123 Online: 23 de Maio de 2013, 18:28:32 »
Citar
140 de Cuba

Citar
15 são de Cuba

Entendi errado ou de 140 cubanos só 15 foram aprovados? Quer dizer que é essa a maravilhosa formação que fez os petistas tentarem impor uma aprovação automática a todos eles?

Na verdade aí são os diplomados em Cuba (incluindo brasileiros que estudaram lá)
Por nacionalidade é assim:

Os 677 inscritos são de 28 nacionalidades: 393 do Brasil, 119 da Bolívia, 46 do Peru, 22 da Colômbia, 20 da Argentina, 16 de Cuba, 8 do Uruguai, 7 da República Dominicana, 7 da Venezuela, 6 da Alemanha, 4 do México, 4 da Nicarágua, 4 do Paraguai, 3 do Chile, 3 do Equador, 2 de Cabo Verde, 2 da Espanha, 1 da Áustria, 1 dos EUA, 1 da França, 1 de Israel, 1 da Itália, 1 do Líbano, 1 do Panamá, 1 da República de El Salvador, 1 da Romênia, 1 da Rússia e 1 da Síria.

Os 65 aprovados são de 13 nacionalidades: 31 são de brasileiros, 4 bolivianos, 6 colombianos, 6 argent inos, 3 Peruanos, 1 alemão, 3 cubanos, 3 equatorianos, 3 da Venez
uela, 2 da Nicarágua, 1 Cabo Verdense, 1 francês e 1 Dominicano


Dos 16 Cubanos inscritos, 3 foram aprovados o que dá uns 20% (mas leve-se em conta que a amostragem é muito baixa para inferirmos que o mesmo resultado apareceria em 6000).

“Como as massas são inconstantes, presas de desejos rebeldes, apaixonadas e sem temor pelas conseqüências, é preciso incutir-lhes medo para que se mantenham em ordem. Por isso, os antigos fizeram muito bem ao inventar os deuses e a crença no castigo depois da morte”. – Políbio


 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!