Autor Tópico: Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes  (Lida 74077 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Agnoscetico

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.043
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2075 Online: 13 de Maio de 2017, 03:30:27 »
Mas de fato vários países ex-comunistas estão crescendo, mas justamente por terem adotado o liberalismo. De qualquer forma, eu acho que o Arcanjo está errado em achar que os chineses dependem do estado pra tudo. Acho que na China não existe assistencialismo. Todo mundo tem que ralar para conseguir algo.

Não digo que os chinas são dependentes no sentido de precisar de algo como o bolsa-voto brasileiro, na verdade acho que o ensino público deles dá de cem a zero no brasileiro.

Eu acho que são dependentes no sentido de deixar que o governo tome todas as decisões, por exemplo, aquelas cidades fantasmas onde ninguém vive mas são  construídas para inflar a economia e manter fábricas funcionando.

Não vejo disso em nenhum outro lugar do mundo e duvido que mesmo aqui o pessoal não abriria o berreiro contra.

Lá é aceitável,  ninguém questiona.

Você sabe o que acontece lá? Como afirma que ninguém questiona ou protesta lá?
As vezes uma pesquisa esclarece melhor, em vez de só postar o que parece na cabeça sem nenhum critério muito lógico.


<a href="https://www.youtube.com/v/D7ibrkySEd4" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/D7ibrkySEd4</a>

<a href="https://www.youtube.com/v/QFw-s8DhRuo" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/QFw-s8DhRuo</a>

<a href="https://www.youtube.com/v/vIVc9zOVDtI" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/vIVc9zOVDtI</a>

<a href="https://www.youtube.com/v/TSvdWFMoOlk" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/TSvdWFMoOlk</a>

<a href="https://www.youtube.com/v/MFf5M82OAgk" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/MFf5M82OAgk</a>

<a href="https://www.youtube.com/v/M0LsGHtVPbE" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/M0LsGHtVPbE</a>

<a href="https://www.youtube.com/v/izMyBrXA2Bo" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/izMyBrXA2Bo</a>











« Última modificação: 13 de Maio de 2017, 03:32:45 por Agnoscetico »

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.106
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2076 Online: 13 de Maio de 2017, 03:36:03 »
Se construíram sete cidades fantasmas com mais de 64.000 imóveis vagos não deve ter muita gente se importando, não é mesmo?

Offline Agnoscetico

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.043
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2077 Online: 13 de Maio de 2017, 04:35:12 »
Se construíram sete cidades fantasmas com mais de 64.000 imóveis vagos não deve ter muita gente se importando, não é mesmo?

E as obras inacabadas como Transamazônica (entre outras) que desde a época estão inacabadas? E outros elefantes brancos.

E os hospitais construídos nesse Brasil (desde várias décadas atrás) que ficam sem uso?

Onde estão os reclamantes?



Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.106
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2078 Online: 13 de Maio de 2017, 04:36:53 »
Se construíram sete cidades fantasmas com mais de 64.000 imóveis vagos não deve ter muita gente se importando, não é mesmo?

E as obras inacabadas como Transamazônica (entre outras) que desde a época estão inacabadas? E outros elefantes brancos.

E os hospitais construídos nesse Brasil (desde várias décadas atrás) que ficam sem uso?

Onde estão os reclamantes?




Vc nunca viu ou leu nada a respeito?

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.033
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2079 Online: 04 de Setembro de 2017, 16:42:55 »
Citar
Exclusivo: Brasil já gastou quase R$ 6 bilhões com médicos cubanos

O Antagonista obteve dados atualizados e inéditos sobre o gasto do governo brasileiro com o Programa Mais Médicos.

Em apenas quatro anos, foram repassados à Opas (Organização Panamericana de Saúde), com destino final a Cuba, mais de R$ 5,7 bilhões.

Desse total, R$ 4,3 bilhões foram gastos com a chamada “bolsa-formação”, o nome que se dá ao “salário” dos médicos cubanos.

Como a ditadura dos Castro embolsa 75% do valor pago pelo governo brasileiro, algo em torno de R$ 3,2 bilhões foram desviados da finalidade original do programa.

A cifra é superior aos R$ 2,9 bilhões que o BNDES emprestou para obras do Porto de Mariel (R$ 2,4 bilhões), aeroporto de Havana (R$ 525 milhões) e para construção de fábricas locais (56 milhões).

Significa dizer que o Brasil entregou ao governo cubano dinheiro suficiente para construir outro porto, outro aeroporto e mais fábricas. Dinheiro que não será devolvido.

Para quem tem curiosidade, a diferença entre o total de R$ 5,7 bilhões e os R$ 4,36 bilhões das “bolsas” – cerca de R$ 1,3 bilhão – foi usada para pagamento de passagens aéreas, consultorias, auxílios diversos e com a taxa de administração da OPAS.

A planilha abaixo foi fornecida pelo Ministério da Saúde ao TCU, que apura a legalidade do programa.



https://www.oantagonista.com/brasil/exclusivo-brasil-ja-gastou-quase-r-6-bilhoes-com-medicos-cubanos/
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.033
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2080 Online: 04 de Setembro de 2017, 17:26:05 »
Citar
TCU: dinheiro para Cuba poderia formar 52 mil médicos brasileiros

O TCU fez uma série de comparações oportunas sobre o absurdo gasto de quase R$ 6 bilhões com médicos cubanos, revelado por O Antagonista.

Daria, por exemplo, para formar 52.413 novos médicos brasileiros para serviço permanente – é quase cinco vezes o número de profissionais importados de Cuba para atuação temporária.

Também seria possível usar o dinheiro para construir 14.068 Unidades Básicas de Saúde em municípios menores país afora. Ou seja, quase 3 UBS para cada cidade.

Ou construir 1 UBS para cada município e ainda usar o restante do dinheiro para formar cinco novos médicos para cada uma dessas unidades.

https://www.oantagonista.com/brasil/tcu-dinheiro-para-cuba-poderia-formar-52-mil-medicos-brasileiros/

O importante é financiar ditaduras.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.106
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2081 Online: 04 de Setembro de 2017, 18:50:39 »
Citar
TCU: dinheiro para Cuba poderia formar 52 mil médicos brasileiros

O TCU fez uma série de comparações oportunas sobre o absurdo gasto de quase R$ 6 bilhões com médicos cubanos, revelado por O Antagonista.

Daria, por exemplo, para formar 52.413 novos médicos brasileiros para serviço permanente – é quase cinco vezes o número de profissionais importados de Cuba para atuação temporária.

Também seria possível usar o dinheiro para construir 14.068 Unidades Básicas de Saúde em municípios menores país afora. Ou seja, quase 3 UBS para cada cidade.

Ou construir 1 UBS para cada município e ainda usar o restante do dinheiro para formar cinco novos médicos para cada uma dessas unidades.

https://www.oantagonista.com/brasil/tcu-dinheiro-para-cuba-poderia-formar-52-mil-medicos-brasileiros/

O importante é financiar ditaduras.

Lembram da notícia que postei aqui? Um ministro do governo Lulla proibiu aumento de vagas e cursos de Medicina alegando excesso de profissionais no mercado, dez anos depois inventaram o Mais Pajés alegando falta de profissionais no mercado.

Os vagabundos do PT prepararam terreno por anos para poder enfiar garanta no rabo do Fidel.

Offline Xabéu

  • Nível 05
  • *
  • Mensagens: 51
  • Sexo: Feminino
  • So young in years probably end in tears
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2082 Online: 04 de Setembro de 2017, 20:22:56 »
Citar
TCU: dinheiro para Cuba poderia formar 52 mil médicos brasileiros

O TCU fez uma série de comparações oportunas sobre o absurdo gasto de quase R$ 6 bilhões com médicos cubanos, revelado por O Antagonista.

Daria, por exemplo, para formar 52.413 novos médicos brasileiros para serviço permanente – é quase cinco vezes o número de profissionais importados de Cuba para atuação temporária.

Também seria possível usar o dinheiro para construir 14.068 Unidades Básicas de Saúde em municípios menores país afora. Ou seja, quase 3 UBS para cada cidade.

Ou construir 1 UBS para cada município e ainda usar o restante do dinheiro para formar cinco novos médicos para cada uma dessas unidades.

https://www.oantagonista.com/brasil/tcu-dinheiro-para-cuba-poderia-formar-52-mil-medicos-brasileiros/

O importante é financiar ditaduras.

Lembram da notícia que postei aqui? Um ministro do governo Lulla proibiu aumento de vagas e cursos de Medicina alegando excesso de profissionais no mercado, dez anos depois inventaram o Mais Pajés alegando falta de profissionais no mercado.

Os vagabundos do PT prepararam terreno por anos para poder enfiar garanta no rabo do Fidel.

Oi. Eu não encontrei essa notícia a que você se referiu. Poderia publicar novamente o link?
Obrigada!

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.106
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2083 Online: 04 de Setembro de 2017, 20:36:30 »
http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/115797.html

Citar
19/12/2007 - 18h25
CCJ aprova projeto que proíbe novos cursos de Medicina
A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou nesta quarta-feira o Projeto de Lei 65/03, do deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), que proíbe, pelo prazo de dez anos, a criação de cursos de Medicina no Brasil e a ampliação de vagas nos cursos existentes.


A matéria, que tramita em regime de urgência, já havia sido aprovada por meio de substitutivo nas comissões de Seguridade Social e Família; e de Educação e Cultura, mas ainda depende de aprovação do Plenário.

O PT já preparava terreno para trazer os pajés cubanos desde o primeiro mandato do Lulla.
« Última modificação: 04 de Setembro de 2017, 20:39:59 por Arcanjo Lúcifer »

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.106
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2084 Online: 04 de Setembro de 2017, 20:46:44 »

Vídeo com dezesseis minutos, mas vale a pena ver.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.106
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2085 Online: 04 de Setembro de 2017, 21:08:46 »
Tb existe a notícia notícia e o vídeo com uma petista, em conversa gravada entre ela e duas pessoas, afirmando que no programa deveriam colocar alguns estrangeiros de outras nacionalidades para ninguém perceber que o objetivo era trazer os cubanos.

Infelizmente não achei o vídeo mas tem isso aqui:

http://www.cremego.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=24968&catid=3%3Aportal&Itemid=491

Citar
A matéria "Médicos do MST formados em Cuba não conseguem trabalhar no Brasil", publicada no jornal Estado de S.Paulo, de 1 de julho de 2007, mostra que o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) quer a revalidação automática dos diplomas de integrantes do movimento, que se formaram em medicina em faculdade cubana.

O PT e coleguinhas tentaram emplacar um projeto para validar automaticamente os diplomas  de médicos cubanos, e apenas cubanos, sem passar pela burocracia que médicos de demais nacionalidades enfrentam.

O detalhe é que muitos militantes do MST foram mandados a Cuba na mesma época do projeto de lei descrito acima, aquele que proibiu aumento na abertura de vagas no Brasil.

Coincidência...

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.033
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2086 Online: 04 de Outubro de 2017, 11:59:32 »
Citar
Médicos cubanos reclamam de 'escravidão' em trabalho no Brasil

Em um raro ato de desafio coletivo, dezenas de médicos cubanos que trabalham no exterior para ganhar dinheiro para suas famílias e seu país estão recorrendo à Justiça para romper com o governo cubano, e exigem ser liberados daquilo que um juiz já definiu como "uma forma de trabalho escravo".

Milhares de médicos cubanos trabalham fora de seu país, sob contrato com as autoridades de Cuba. Países como o Brasil pagam ao governo comunista da ilha milhões de dólares por mês pelo fornecimento dos serviços médicos, o que na prática faz dos médicos a mais valiosa exportação cubana.

Mas ele recebem apenas uma pequena fração do dinheiro pago por seus serviços, e mais e mais dos profissionais de saúde cubanos que trabalham no Brasil estão começando a se rebelar. Nos últimos 12 meses, pelo menos 150 médicos cubanos abriram processos em tribunais brasileiros para contestar o arranjo, exigindo ser tratados como prestadores de serviços independentes e ganhar salários completos, em vez de como agentes do Estado cubano.

"Quando você sai de Cuba pela primeira vez, descobre muitas coisas sobre as quais era cego", disse Yaili Jiménez Gutierrez, uma das médicas que abriram processos. "Chega a hora em que você se cansa de ser escravo".

Por décadas, artistas e atletas cubanos aproveitaram suas viagens ao exterior para desertar, a maioria deles na direção dos Estados Unidos. Mas os processo abertos no Brasil representam uma rebelião incomum que toma por alvo um dos programas mais emblemáticos do regime cubano. Enviar médicos ao exterior é não só uma forma de gerar receita de que Cuba necessita muito como também ajuda a promover a imagem do país como uma potência no ramo da medicina, sempre disposto a ajudar o mundo.

As contestações judiciais são ainda mais importantes porque os médicos agora já não contam com o plano de reserva que no passado era a saída mais comum para os cubanos: fugir para os Estados Unidos. O governo norte-americano, que por décadas tentou solapar os líderes de Cuba, estabeleceu um programa de acolhida aos médicos cubanos em 2006, com o objetivo de acelerar a fuga de cérebros da ilha.

Mas em janeiro, em uma de suas últimas tentativas de normalizar o relacionamento entre os Estados Unidos e Cuba, o presidente Barack Obama cancelou o programa, que permitia que médicos cubanos estacionados em outros países obtivessem vistos permanentes de residência nos Estados Unidos.

"O fim do programa foi um grande golpe para nós", disse Maireilys Álvarez Rodríguez, outra das médicas envolvidas em processos no Brasil. "Era o nosso caminho de fuga".

O final do programa de vistos significa que o futuro desses médicos agora depende dos tribunais brasileiros. As decisões dos processos vêm sendo contrárias aos médicos, até o momento, mas alguns juízes se alinharam com eles, permitindo que os médicos prestassem serviços por conta própria e recebessem pagamentos diretamente.

A contestação dos médicos os coloca em risco de sérias repercussões junto ao governo cubano, entre as quais se verem impedidos por anos de retornar à ilha e às suas famílias.

'NÃO HÁ INJUSTIÇA'

As sementes da rebelião foram plantadas um ano atrás em uma conversa entre uma médica cubana e um pastor, em uma aldeia remota no nordeste do Brasil.

A médica cubana Anis Deli Grana de Carvalho estava chegando ao final de sua missão médica de três anos de duração. Mas, porque se casou com um brasileiro, ela desejava ficar no país e continuar trabalhando.

O pastor ficou indignado ao descobrir que, sob os termos de seus contratos de emprego, os médicos cubanos ganham apenas um quarto do valor que governo brasileiro paga a Cuba por seus serviços.

Ele rapidamente colocou a médica em contato com um advogado em Brasília, a capital brasileira. No final de setembro do ano passado, a médica abriu um processo na justiça federal brasileira pedindo o direito de trabalhar como prestadora autônoma de serviços.

Em poucas semanas, dezenas de outros médicos cubanos seguiram o exemplo de Grana e abriram processos na Justiça brasileira. O governo brasileiro, que fechou um acordo com Cuba em 2013 para o fornecimento de médicos que trabalhariam em partes subatendidas do país, está recorrendo das decisões nos casos em que os médicos venceram, e acredita que sairá vitorioso.

"Não há injustiça", disse Ricardo Barros, o ministro da Saúde brasileiro. "Quando eles assinaram para o trabalho, aceitaram os termos de seus contratos".

Álvarez disse que o estipêndio oferecido pelo governo cubano aos médicos que aceitam trabalhar alguns anos no Brasil havia parecido atraente, para ela e o marido, Arnulfo Castanet Batista, também médico, quando eles aceitaram participar do programa em 2013.

Isso significou deixar os dois filhos do casal para trás, sob os cuidados de parentes, mas cada um deles ganharia 2,9 mil reais por mês – na época o equivalente a US$ 1,4 mil, e hoje o equivalente a US$ 908 –, quantia que parecia enorme se comparada aos cerca de US$ 30 mensais que os médicos cubanos ganham em seu país.

"A oferta parecia bastante aceitável, comparada ao que ganhávamos em Cuba", disse Álvarez.

Por isso eles se despediram dos filhos e embarcaram para o Brasil, como parte da primeira leva de médicos cubanos destinados ao país, recebidos nos aeroportos com cartazes de boas-vindas e manifestantes usando camisetas com a imagem de Che Guevara.

MAIS MÉDICOS

Naquele momento, o governo esquerdista brasileiro, encabeçado pela presidente Dilma Rousseff, via expandir o acesso à saúde como um passo crucial para a construção de uma sociedade mais equitativa. Com os cofres repletos em função do boom das commodities, o Brasil importou milhares de médicos cubanos e de alguns outros países, para prover assistência de saúde básicas em áreas remotas e empobrecidas, sob um programa chamado Mais Médicos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), uma agência da ONU, ajudou a intermediar o acordo. Sob os termos acertados, o Brasil paga a Cuba cerca de US$ 3,62 mil ao mês por médico, ou cerca de quatro vezes o que os médicos cubanos envolvidos ganham com o arranjo. Cerca de 18 mil médicos cubanos passaram pelo Brasil para períodos de trabalho, e cerca de 8,6 mil deles continuam no país.

A ONU classifica o programa como uma história de sucesso, apontando que ele ajudou na redução da taxa de mortalidade infantil brasileira e ampliou a assistência médica a comunidades indígenas.

"O Projeto Mais Médicos pode ser copiado e tem o potencial de beneficiar outros países que decidam adotá-lo", afirmou o Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas em relatório publicado no ano passado.

Mas alguns médicos cubanos argumentam que, caso isso aconteça, seria a perpetuação de uma injustiça. Logo depois de chegarem a Santa Rita, um povoado pobre no Estado do Maranhão, Álvarez e seu marido começaram a se sentir incomodados com os termos do acordo que haviam assinado, especialmente depois de fazerem amizade com médicos de outros países.

"Começamos a ver que as condições eram totalmente diferentes para outros médicos", ela disse. "Eles podiam viver com suas famílias, trazer os filhos. Os salários eram muito mais altos".

Os médicos cubanos insatisfeitos com sua situação formaram um grupo no WhatsApp. André de Santana Corrêa, um advogado brasileiro, diz que seu smartphone começou a zumbir constantemente com as mensagens enviadas por médicos cubanos espalhados pelo Brasil, pedindo sua ajuda.

'FORMA DE TRABALHO ESCRAVO'

Depois de analisar os contratos deles, Santa chegou à conclusão de que os contratos contrariavam as cláusulas de igualdade da constituição brasileira.

No final do ano passado, juízes brasileiros concederam liminares em alguns casos, concedendo aos médicos cubanos o direito de continuarem trabalhando no Brasil como prestadores autônomos de serviços, embolsando todo o valor pago originalmente a Cuba. Um juiz federal de Brasília reprovou os contratos com os cubanos como "uma forma de trabalho escravo" que não podia ser tolerada.

Mas o juiz federal que julgou o caso de Grana decidiu contra ela, afirmando que permitir que os médicos cubanos abandonem seus contratos causaria "riscos indevidos nas esferas política e diplomática".

Pouco depois de as primeiras liminares serem concedidas, supervisores cubanos no Brasil convocaram os médicos que haviam aberto processos e os demitiram na hora, de acordo com diversos médicos. Foi-lhes oferecida a escolha de tomar um avião de volta a Cuba em 24 horas – ou enfrentariam oito anos de exílio.

As autoridades cubanas não responderam a pedidos de comentários, mas um post na página de Facebook da Brigada Médica cubana inclui uma referência indireta à controvérsia.

"Muitos de nós parecem ter esquecido o contrato que assinamos ao embarcar nessa missão", o post afirma. "É por isso que surgem fraquezas e erros que começam a erodir os valores dignos com que nossos pais nos criaram".

Álvarez e o marido estiverem entre os poucos felizardos que puderam manter seus empregos e receber o equivalente a um imenso aumento de salário. Eles também conseguiram trazer os filhos para o Brasil.

"É triste deixar a família e os amigos em nosso país natal", ela disse. "Mas aqui estamos em um país onde você é livre, onde ninguém pergunta aonde você está indo ou lhe diz o que fazer. Em Cuba, sua vida é ditada pelo governo".

Santana, o advogado, diz que ele espera que o Supremo Federal Brasileiro aceite julgar a questão. Mas porque o mais alto tribunal do Brasil tem um acúmulo muito grande de processos a julgar, uma decisão definitiva pode demorar anos.

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2017/09/1922901-medicos-cubanos-reclamam-de-escravidao-em-trabalho-no-brasil.shtml

Trabalho escravo como forma de financiar ditadura comunista. Coisas que só a esquerda faz por você.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.106
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2087 Online: 04 de Outubro de 2017, 18:28:16 »
Queria ver se algum comunista brasileiro aceitaria trabalhar e doar quase todo o salário para o governo como os cubanos são obrigados a fazer.

É  fácil ser um comunista Niemeyer longe de Cuba.

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.008
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2088 Online: 04 de Outubro de 2017, 21:40:56 »
As contestações judiciais são ainda mais importantes porque os médicos agora já não contam com o plano de reserva que no passado era a saída mais comum para os cubanos: fugir para os Estados Unidos. O governo norte-americano, que por décadas tentou solapar os líderes de Cuba, estabeleceu um programa de acolhida aos médicos cubanos em 2006, com o objetivo de acelerar a fuga de cérebros da ilha.

Achei interessante isso. Evidencia como nós temos uma visão muito pouco pragmática das coisas, especialmente em política internacional.

Olhando essa notícia, dá pra perceber que os EUA tiveram uma política de pegar médicos cubanos. Ninguém acusou os EUA de estarem criando um "exército esquerdista".

No início do programa, muita gente questionou a qualidade dos médicos. Acho que esse argumento já está superado.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.106
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2089 Online: 05 de Outubro de 2017, 05:14:59 »
Citar
Ninguém acusou os EUA de estarem criando um "exército esquerdista".

Mas vc sabe que aqui era uma situação diferente.

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.008
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2090 Online: 05 de Outubro de 2017, 09:13:17 »
Citar
Ninguém acusou os EUA de estarem criando um "exército esquerdista".

Mas vc sabe que aqui era uma situação diferente.

Passados os anos, o único ponto questionável do programa é a forma de remuneração ao Estado cubano, mas não aos profissionais.

De resto, foi uma contratação de mão de obra qualificada por preço abaixo do mercado interno e em condições que não geraram encargos previdenciários de longo prazo. Isso foi inquestionavelmente vantajoso.

A competência deles, que era algo muito questionada por aqui, não se mostrou nem pior ou melhor do que a que os médicos nacionais oferecem. Estatisticamente falando, eu não vi conduta desabonável pior do que a média.

Hoje, eu digo que foi um bom negócio. Muita gente em áreas que médicos brasileiros (que na média pertencem mais a uma classe criada a danone) não vão, passaram a contar com atendimento médico graças ao programa (que, novamente, não é nenhuma novidade, já era feito mais de uma década antes) e o serviço foi devidamente prestado.

E não vi ninguém treinando guerrilheiros ou pregando o comunismo nos postos de atendimento.
« Última modificação: 05 de Outubro de 2017, 09:15:18 por Diegojaf »
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.052
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2091 Online: 05 de Outubro de 2017, 09:18:17 »
Citar
Ninguém acusou os EUA de estarem criando um "exército esquerdista".

Mas vc sabe que aqui era uma situação diferente.

Passados os anos, o único ponto questionável do programa é a forma de remuneração ao Estado cubano, mas não aos profissionais.

De resto, foi uma contratação de mão de obra qualificada por preço abaixo do mercado interno e em condições que não geraram encargos previdenciários de longo prazo. Isso foi inquestionavelmente vantajoso.

A competência deles, que era algo muito questionada por aqui, não se mostrou nem pior ou melhor do que a que os médicos nacionais oferecem. Estatisticamente falando, eu não vi conduta desabonável pior do que a média.

Hoje, eu digo que foi um bom negócio. Muita gente em áreas que médicos brasileiros (que na média pertencem mais a uma classe criada a danone) não vão, passaram a contar com atendimento médico graças ao programa (que, novamente, não é nenhuma novidade, já era feito mais de uma década antes) e o serviço foi devidamente prestado.

E não vi ninguém treinando guerrilheiros ou pregando o comunismo nos postos de atendimento.

O único problema foi não revalidar o diploma, coisa impensável nos States.

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.008
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2092 Online: 05 de Outubro de 2017, 09:28:47 »
O único problema foi não revalidar o diploma, coisa impensável nos States.

Até isso não é tão criticável assim. Eles eram limitados ao atendimento clínico dentro do programa e os que buscaram prática complementar estão tendo que fazer a revalidação do diploma como qualquer outro médico. O número deles no programa caiu drasticamente provavelmente por conta disso. Viram que estavam trabalhando feito escravos e saíram do programa. E não desequilibrou o mercado de médicos no Brasil.

A verdade é que eles são mão de obra barata para uma parcela da população para a qual todo mundo está cagando. Mais pragmático e menos ideológico do que isso, impossível.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline parcus

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.220
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2093 Online: 05 de Outubro de 2017, 11:19:44 »
Até hoje só conheci um médico cubano, que era bom diga-se por sinal. Veio para cá muito antes de toda essa história de pagar o governo cubano (ou seja, quando conheci já havia treinado por muito tempo na sua área). Os médicos brasileiros são problemáticos e não estudam nem de perto o quanto deveriam. Provavelmente por conta do SUS, que dá a eles uma condição de trabalho em que vale tudo junto com uma clientela que não pode exigir nada realisticamente. No final temos médicos que pouco sabem sobre a razão do que estão fazendo e só conseguem resultados por conta da experiência mesmo, coisa que qualquer médico cubano com o tempo vai conseguir.
« Última modificação: 05 de Outubro de 2017, 11:22:15 por parcus »
http://tomwoods.com . Venezuela, pode ir que estamos logo atrás.

Offline 3libras

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.071
    • http://sidis.multiply.com
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2094 Online: 16 de Outubro de 2017, 21:03:16 »
Até hoje só conheci um médico cubano, que era bom diga-se por sinal. Veio para cá muito antes de toda essa história de pagar o governo cubano (ou seja, quando conheci já havia treinado por muito tempo na sua área). Os médicos brasileiros são problemáticos e não estudam nem de perto o quanto deveriam. Provavelmente por conta do SUS, que dá a eles uma condição de trabalho em que vale tudo junto com uma clientela que não pode exigir nada realisticamente. No final temos médicos que pouco sabem sobre a razão do que estão fazendo e só conseguem resultados por conta da experiência mesmo, coisa que qualquer médico cubano com o tempo vai conseguir.

Trabalho nos correios, então conheci várias.

Todas muito amadas pelos pacientes. mas também todas com filhos pequenos lá em cuba (uma ferramenta para que quisessem voltar)
If you don't live for something you'll die for nothing.

Offline Agnoscetico

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.043
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil trará 6.000 médicos cubanos para atender moradores de áreas carentes
« Resposta #2095 Online: 01 de Dezembro de 2017, 18:27:44 »

Essa aqui é mídia de uma anticapitalista consumista:

Corporativismo da classe médica é derrotado pelo programa Mais Médicos no STF

http://www.socialistamorena.com.br/corporativismo-da-classe-medica-e-derrotado-pelo-programa-mais-medicos-no-stf

Essa aqui uma notícia que contrapõe de certa forma a notícia favorável aos mais médicos anterior:

Mais Médicos: cubanos entram na Justiça por salário integral e direito de ficar no país

https://g1.globo.com/bemestar/noticia/mais-medicos-cubanos-entram-na-justica-por-salario-integral-e-direito-de-ficar-no-pais.ghtml


« Última modificação: 01 de Dezembro de 2017, 18:32:54 por Agnoscetico »

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!