Autor Tópico: Ideologia de Gênero  (Lida 3194 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.979
  • Sexo: Masculino
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #50 Online: 08 de Outubro de 2017, 13:00:22 »
Um monte de termos diferentes para explicar a mesma coisa.

Viado.



« Última modificação: 08 de Outubro de 2017, 13:02:30 por Arcanjo Lúcifer »

Offline 3libras

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.111
    • http://sidis.multiply.com
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #51 Online: 19 de Outubro de 2017, 09:49:46 »
Ideologia de gênero nas escolas "já tá teno":

1

Me sinto nesses rpgs que a cada edição vem novas builds e classes de personagens.

E, igual nos games, muitos desses aí são apelões!
If you don't live for something you'll die for nothing.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.363
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #52 Online: 19 de Outubro de 2017, 18:08:21 »
Tópico da patrulha do cu alheio.  : :)

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.063
  • Sexo: Masculino
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #53 Online: 19 de Outubro de 2017, 18:37:13 »
Hehehehe.
Foto USGS

Offline homemcinza

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 805
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #54 Online: 19 de Outubro de 2017, 23:32:00 »
Polemica do dia.
Como é numa escola particular achei que ela devia boicotar a escola procurando uma em que ela se sinta melhor.


Offline 3libras

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.111
    • http://sidis.multiply.com
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #55 Online: 20 de Outubro de 2017, 07:24:32 »
Polemica do dia.
Como é numa escola particular achei que ela devia boicotar a escola procurando uma em que ela se sinta melhor.



Porém é um serviço que se interrompido no meio do ano letivo gera ônus. Se não foi avisado a aluna que esse absurdo era a posição da escola eles não deveriam punir.
If you don't live for something you'll die for nothing.

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.204
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #56 Online: 20 de Outubro de 2017, 08:29:23 »
Quanta nominação desnecessária.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.177
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #57 Online: 22 de Outubro de 2017, 09:58:57 »
Ideologia de gênero nas escolas "já tá teno":



Me sinto nesses rpgs que a cada edição vem novas builds e classes de personagens.

E, igual nos games, muitos desses aí são apelões!

Todos foram feitos pelo mesmo aluno? A letra "G" em quase todos os cartazes é igual, assim como o retângulo das bandeiras, com um leve puxado do lado esquerdo...  ::)
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Pedro Reis

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.640
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #58 Online: 22 de Outubro de 2017, 11:05:42 »
É verdade. Uma pessoa só escreveu todos os cartazes.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.979
  • Sexo: Masculino
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #59 Online: 22 de Outubro de 2017, 11:22:27 »
Possivelmente é a letra da professora barbuda que tenta fazer a cabeça da criançada.


Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.177
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #60 Online: 22 de Outubro de 2017, 14:31:38 »
Possivelmente é a letra da professora barbuda que tenta fazer a cabeça da criançada.

Pra mim tá mais pra false flag.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.070
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #61 Online: 22 de Outubro de 2017, 15:52:26 »
Possivelmente é a letra da professora barbuda que tenta fazer a cabeça da criançada.

Pra mim tá mais pra false flag.
Pode ser obra de um único aluno, este pode ter sido um trabalho individual ou o grupo escolheu aquele que julgavam ter a letra mais bonita pra escrever. Pode ter sido a professora também, ou pode ter sido false flag como você disse, apesar de eu achar está última menos provável, não há como eliminar essa possibilidade.
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.979
  • Sexo: Masculino
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #62 Online: 22 de Outubro de 2017, 18:20:30 »
Possivelmente é a letra da professora barbuda que tenta fazer a cabeça da criançada.

Pra mim tá mais pra false flag.

Depois de tudo que nós já vimos não duvido que é real.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.208
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #63 Online: 23 de Outubro de 2017, 12:26:11 »
A Internet está uma terra sem lei total, os discursos de ódio estão se multiplicando, como diria Álvares de Azevedo, como "vermes no esterco"; é impressionante a quantidade de pessoas que caem nessas "ratoeiras virtuais" e saem misturando homoafetividade com pedofilia, Bolsonaro com Hitler e demais associações absurdas, mas que levam multidões a aderir a "causas", como se disso dependessem suas vidas ou a civilização judaico-cristã-ocidental... 

Eu tenho o "péssimo" hábito de ler muito sobre determinado assunto antes de emitir uma opinião, e às vezes bnem opinião eu dou, pois na maioria das vezes as "causas" são tão polarizadas que ou você é contra ou a favor, não existe nem meio-termo e nem acordo possível, ou eu sou fascista ou esquerdopata... :umm:
GNOSE

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.177
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #64 Online: 23 de Outubro de 2017, 15:38:26 »
A Internet está uma terra sem lei total, os discursos de ódio estão se multiplicando, como diria Álvares de Azevedo, como "vermes no esterco"; é impressionante a quantidade de pessoas que caem nessas "ratoeiras virtuais" e saem misturando homoafetividade com pedofilia, Bolsonaro com Hitler e demais associações absurdas, mas que levam multidões a aderir a "causas", como se disso dependessem suas vidas ou a civilização judaico-cristã-ocidental... 

Eu tenho o "péssimo" hábito de ler muito sobre determinado assunto antes de emitir uma opinião, e às vezes bnem opinião eu dou, pois na maioria das vezes as "causas" são tão polarizadas que ou você é contra ou a favor, não existe nem meio-termo e nem acordo possível, ou eu sou fascista ou esquerdopata... :umm:

Eu espero umas 48h antes de criar uma opinião sobre o assunto, especialmente se for fora da minha área. Se for externalizar essa opinião, eu espero outras 48h e, ao término desse tempo, eu normalmente nem acho mais relevante falar sobre aquilo. :lol:
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.063
  • Sexo: Masculino
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #65 Online: 23 de Outubro de 2017, 16:13:56 »
A Internet está uma terra sem lei total, os discursos de ódio estão se multiplicando, como diria Álvares de Azevedo, como "vermes no esterco"; é impressionante a quantidade de pessoas que caem nessas "ratoeiras virtuais" e saem misturando homoafetividade com pedofilia, Bolsonaro com Hitler e demais associações absurdas, mas que levam multidões a aderir a "causas", como se disso dependessem suas vidas ou a civilização judaico-cristã-ocidental... 

Eu tenho o "péssimo" hábito de ler muito sobre determinado assunto antes de emitir uma opinião, e às vezes bnem opinião eu dou, pois na maioria das vezes as "causas" são tão polarizadas que ou você é contra ou a favor, não existe nem meio-termo e nem acordo possível, ou eu sou fascista ou esquerdopata... :umm:

Eu espero umas 48h antes de criar uma opinião sobre o assunto, especialmente se for fora da minha área. Se for externalizar essa opinião, eu espero outras 48h e, ao término desse tempo, eu normalmente nem acho mais relevante falar sobre aquilo. :lol:

Ando fazendo quase isto.

Acho que não vale mais a pena se desgastar por situações que não posso mudar.
Foto USGS

Offline Muad'Dib

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.448
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #66 Online: 19 de Novembro de 2017, 12:39:44 »
Por que este tópico está na área de política e não no de Sociedade e Comportamento?

https://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2017/11/1936103-judith-butler-escreve-sobre-o-fantasma-do-genero-e-o-ataque-sofrido-no-brasil.shtml

É uma surpresa que o Ratzinger tenha começado com essa babozeira. ::)  O cara é a definição de escória.

Eu ia usar esse link como carro chefe de um tópico Analisando o "perigo Cristão", já que a maioria aqui acha que o cristianismo é imune a radicalismos e é moralmente superior ao islamismo, mas o que ocorreu com essa mulher aqui no Brasil e como os combatentes da ideologia de gênero travam a sua cruzada têm que ficar aqui mesmo.

É idiotice e mau-caratismo unidos.

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.070
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #67 Online: 19 de Novembro de 2017, 15:02:25 »
Duvido que a maioria aqui acredite que o cristianismo seja imune ao radicalismo ou até mesmo que seja moralmente superior ao islamismo. Me parece que a maioria dos foristas aqui são ateus ou agnósticos e são até mais críticos em relação ao cristianismo do que ao islamismo.
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline homemcinza

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 805
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #68 Online: 19 de Novembro de 2017, 15:15:56 »


Queria ver essa raivinha toda contra os casos de pedofilia na Igreja. Se voce é cristão e vai na missa toda semana contribui na sacolinha está passando pano pra pedofilos e ajudando a pagar processos e advogados e manutenção dos criminosos.
 Ai a mulher nem  é uma defensora da pedofilia (alguém é diretamente?) e ficam de xiliquinho. Como isso me enoja.

Offline Gauss

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.082
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #69 Online: 19 de Novembro de 2017, 21:34:16 »
Uma boçal querendo criticar outros boçais.
Citar
[...]
Judith Butler, veja só, parece acreditar que outro filósofo, Marc Jongen, tem poderes demiúrgicos: uma fala relativamente breve desse ideólogo da nova direita alemã em um simpósio no Centro Hannah Arendt, do Bard College, nos Estados Unidos, teria o poder de instaurar o fascismo sobre a Terra. Ou, se não chegasse a tanto, conseguiria “vilanizar grupos já vulneráveis” (no caso, os imigrantes, e em particular os imigrantes islâmicos cuja entrada na Alemanha Angela Merkel facilitou). O nome da filósofa queer estava entre os mais de 50 signatários de uma carta aberta que protestava contra a presença de Jongen no evento. Certo, estou aproximando caricaturalmente duas manifestações de categorias bem diferentes. A carta aberta não chega a ser tão boçal quanto o abaixo-assinado que pedia o cancelamento da participação de Judith Butler “num simpósio comunista, pago com o dinheiro de uma fundação internacional”. Mas o texto está imerso na velha santimônia progressista, que por princípio considera muito legal e democrático ouvir todos os pontos de vista – desde que sejam pontos de vista progressistas.

A carta faz uma concessão às razões do diretor do centro Hannah Arendt, Roger Berkowitz, para convidar Jongen: admite que é preciso considerar um “amplo escopo de visões políticas, inclusive as não-liberais e até as neofascistas” – desde que não se vilifiquem os tais grupos vulneráveis! Ou seja, vale ouvir “neofascistas”, desde que eles não expressem ideias neofascistas. E quem define o que constitui fascismo, o que é vilificação e quem conta como vulnerável? Os signatários da carta apresentam-se como candidatos a régua e compasso do debate público aceitável.
[...]
http://veja.abril.com.br/blog/intervencao/judith-butler-e-marc-jongen-os-indesejaveis/
Citação de: Gauss
Bolsonaro é um falastrão conservador e ignorante. Atualmente teria 8% das intenções de votos, ou seja, é o Enéas 2.0. As possibilidades desse ser chegar a presidência são baixíssimas, ele só faz muito barulho mesmo, nada mais que isso. Não tem nenhum apoio popular forte, somente de adolescentes desinformados e velhos com memória curta que acham que a ditadura foi boa só porque "tinha menos crime". Teria que acontecer uma merda muito grande para ele chegar lá.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.020
  • Sexo: Masculino
Re:Ideologia de Gênero
« Resposta #70 Online: 15 de Setembro de 2018, 22:08:36 »
<a href="https://www.youtube.com/v/6CqJNo12rPs" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/6CqJNo12rPs</a>


Citar
https://en.wikipedia.org/wiki/Inis_Beag#Sexuality

Messenger's study of this community has often been cited by anthropologists and sexologists as an example of extreme sexual repression. He reported that Inis Beag had no formal sex education, and sexual intercourse was treated by both sexes and the local curate as a "duty" which must be "endured."[7] Messenger proposed that the early replacement of physical affection with verbal affection—by the time a child can walk—led to institutionalized repression of sexual conduct. As he put it, "any forms of direct or indirect sexual expression—masturbation, mutual exploration of bodies, use of either standard or slang words relating to sex, and open urination and defecation—are punished severely by word and deed."[7] Children were separated by gender in almost all activities. Islanders tended to bathe only the hands, face, and feet and developed an "obsessive fear" of nudity early in life. In some households, "dogs [were] whipped for licking their genitals and soon [learned] to indulge in this behavior outside when unobserved."[7][8] The repressive atmosphere, according to the researchers, led to high levels of masturbation, drinking, and alcohol-fueled fights.[8] And, of course, repression of sexuality also manifested in intercourse. Elders of the island boasted that there was no premarital sex, although some young men did admit to it in rumor. When couples did have sex with each other, as reported to Messenger, the husband always initiated, the wife was commonly passive, couples left their underclothes only partially removed and used only the male superior position, and when the man orgasmed, he fell asleep almost immediately.[7]

The folk of the island behaved so strangely because informal and formal social control left them ignorant. Phenomena such as menstruation and menopause were regarded with profound misgivings because of extreme ignorance. Perplexed women asked Messenger's wife about the female cycle more than any other question about sex phenomena. Young women were often traumatized by menarche, and at least three older women had, in 1960, confined themselves entirely to bed to avoid a potential "madness" induced by menopause.[7] Women sent their children out of the room when Messenger's wife would inquire about their pregnancies. Men were also grossly ignorant in regards to sex. Female orgasm was unknown to the men, not experienced by the women, or shunned and hidden. Messenger reported that one middle-aged bachelor who considered himself "wise in the ways of the outside world . . . described the violent bodily reactions of a girl to his fondling" and when Messenger explained, he "admitted not knowing that women also could achieve climax."[7] Men of the island thought sexual intercourse would weaken them, and would abstain the night before an exhausting task. Despite all this, Messenger could not report a single family that was childless due to ignorance, a phenomenon in some other regions of Ireland. When Messenger inquired how newly-married couples learned how to copulate, he was told that "after marriage, nature takes its course."[7]


 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!