Autor Tópico: Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023  (Lida 658 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.903
Saiu na Veja desta semana. Embraer fecha parceria com a Uber para desenvolver "carros voadores". Os testes começariam em 2020. E as operações começariam em 2023. Os carros seriam veículos elétricos de pequeno porte de aterrissagem e decolagem vertical, bem semelhantes a drones gigantes. Teriam velocidade máxima de 320 km/h. Existiriam helipontos em altos de prédios e outras estruturas construídas pelo próprio Uber. A tarifa de carro voador custaria três vezes mais do que a de automóvel, mas a expectativa deles seria que, em três anos após o primeiro voo, a tarifa terrestre e a área ficassem pareadas.   

E ainda tem a questão do uso da inteligência artificial para que, no futuro, talvez, todos os veículos sejam autônomos.
« Última modificação: 15 de Junho de 2017, 12:25:03 por -Huxley- »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.832
  • Sexo: Masculino
  • Guerreiros contra o Marxismo Cultural, uni-vos
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #1 Online: 15 de Junho de 2017, 12:36:17 »
Há algum tempo atrás postei sobre uns protótipos de "carros voadores" e minhas dúvidas sobre eles:


Não sei se posto isso aqui ou em algum tópico de "ceticismo". Parece aquelas pirações meio picaretas-ou-ingênuas de carro a água ou ruas-painéis solares...

Um aviãozinho elétrico que é praticamente um carro voador. Decolagem vertical!

As ambições são ter deles autônomos para popularizar o vôo, já que precisariam de praticamente nenhuma infra-estrutura para decolar e pousar, diferentemente de helicópteros.

O desenho é bizarro. Parece que pegaram um Ford Ka "antigo" e "xunaram" colocando aerofólios gigantes dos lados, como asas. Parece que pegaram um monte (36) de  ventoinhas de fonte para usar como hélices/turbinas.

<a href="https://www.youtube.com/v/JZbWsgAIc_c" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/JZbWsgAIc_c</a>

<a href="https://www.youtube.com/v/cSVCjxsoERc" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/cSVCjxsoERc</a>



Protótipo de metade do tamanho. Alegadamente voa:



<a href="https://www.youtube.com/v/ZjvZBEzkH-k" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/ZjvZBEzkH-k</a>

Como se não bastasse tudo isso, seria ainda extremamente seguro, sem "pontos de falha" cruciais, mas redundância funcional que permite sempre um pouso seguro. Mesmo o piloto é "supervisionado" por um programa que o impediria de fazer algo idiota. E se tudo falhar, tem um pára-quedas para toda a aeronave.

Citar
https://medium.com/lilium-aviation/lilium-news-fa5dd029cebd#.ca3iekge6

[...] What makes it so safe?
Safety has been the top priority from day one of Lilium’s development. We’ve incorporated the concept of what we call ‘ultra redundancy’. The aircraft is designed such that it does not have a single point of failure, which means any component can fail in any flight condition and the aircraft will always be able to do an ordinary vertical landing automatically. The objective behind this concept is to make flying a Lilium Jet as simple as driving an electric car. At the same time, we provide an unprecedented level of safety both through a failure-tolerant aircraft and through avoiding pilot errors in stressful situations. For the duration of the flight, the software’s Flight Envelope Protection system rejects unsafe pilot commands. No matter what you do as a pilot, the system will always maintain safe flight conditions. Additionally, the Jet is equipped with a whole-aircraft parachute. [...]


O que os engenheiros e simpatizantes avaliam disso? Picaretagem ou algo real?

Eu não consigo enfiar na cabeça que asas tão estreitas podem dar sustentação. Mesmo que as turbinas fizessem a maior parte do trabalho, sendo meio como esses helicópteros-drones com múltiplas hélices, ainda assim deveria reduzir o esforço com asas mais largas, não? E não tem uma cauda vertical? :hein:


Até um protótipo mais antigo, em escala maior, parecia algo menos espantoso, menos fora do que parece intuitivamente verossímil:

Citar
Um catálogo de compras natalinas para os endinheirados dos Estados Unidos oferece um carro voador movido a álcool e capaz atingir a velocidade de 560 quilômetros por hora. Chamado de "Skycar", o veículo custa US$ 3,5 milhões, de acordo com a edição anual do Christmas Book.

O protótipo do M400 Skycar (www.moller.com/skycar) que aparece no catálogo é um veículo de decolagem e pouso vertical que faz cerca de 30 quilômetros por litro de combustível e é projetado para ser "tão seguro, acessível e fácil de usar quanto um automóvel". "Um número limitado de M400 deve ficar disponível nos próximos três anos, mas você pode comprar o protótipo atual para si mesmo ou para seu amigo favorito", afirma o catálogo da Neiman Marcus. A entrega não está incluída no preço.

Os compradores precisam obter autorização de autoridades norte-americanas para usarem a máquina. Entre elas, estão a Traffic in Arms Regulations e a Federal Aviation Administration. Para quem não conseguir autorizações para pilotar o M400, há sempre a chance de contratar um concerto particular de Elton John. Por US$ 1,5 milhão, você e mais 500 amigos podem aproveitar um show do astro ao piano enquanto ajuda uma boa causa. O dinheiro vai para a fundação de cuidado a vítimas da Aids criada pelo cantor.

Fãs de esportes podem optar por um simulador de carro de Fórmula Indy por US$ 65 mil. O catálogo também sugere uma coleção de jóias por US$ 1,2 milhão e uma escultura que desafia as leis da gravidade ao se manter flutuando no ar por meio de ondas magnéticas invisíveis. A escultura de 2 metros de altura é feita de alumínio e custa US$ 90 mil, uma versão de 40 centímetros custa US$ 18 mil.

Para os ambientalistas que não podem bancar a compra do Skycar, o catálogo da Neiman Marcus sugere o luxuoso sedã Lexus GS 450h que custa US$ 65 mil e funciona com motor híbrido (combustível e eletricidade). Somente 75 desses foram fabricados. A publicação afirma que os carros com edição limitada, bem como outros itens que constam na edição deste ano, esgotam todos os anos desde 1995. Carros tendem a ser vendidos nas primeiras 24 horas.

O Christmas Book, publicado pela primeira vez em 1926, será enviado por correio para dois milhões de residências dos Estados Unidos este ano.
http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI687738-EI4799,00.html

<a href="https://www.youtube.com/v/shlZySkGq6g" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/shlZySkGq6g</a>



Uma espécie de híbrido talvez mais viável entre os dois venha de uma tecnologia de longas helices transversais combinadas às asas:

<a href="https://www.youtube.com/v/kgOAwzG9Fd0" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/kgOAwzG9Fd0</a>

Isso combinado àqueles híbridos mais tradicionais de aviões ou helicópteros de pequeno porte que também cumprem requisitos legais para andar na rua como carro em alguns países.




Sobre prós e contras de asas mais longas e estreitas ou mais curtas e largas:

http://legacy.sciencelearn.org.nz/Contexts/Flight/Science-Ideas-and-Concepts/Wing-aspect-ratio

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.073
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #2 Online: 15 de Junho de 2017, 22:40:44 »
Essa conversa de carro voador ainda vai longe. O helicóptero (e similares) já existe como solução. O que falta para um helicóptero se tornar um "carro voador"? Asas? Velocidade? E precisa?

Existe o problema da segurança. Helicópteros são relativamente seguros porque usam tecnologia cara com muita manutenção preventiva, por isso são caros e popularmente inacessíveis. O carro voador tem pretensão de ser popular? Tecnologia de baixo custo? Feita pelo mecânico da esquina? Se não pretende ser popular, qual é o público alvo? O mesmo público que já usa o helicóptero? Então para que "carro voador"? Acho que o carro voador ideal precisa de uma garantia que ele não vai despencar do alto em caso de pane, precisa de algum tipo de dispositivo antigravitacional que deixe ele parado no ar até ser rebocado por um socorro voador até o hangar mais próximo.

Ok. A tecnologia vai resolver todas as questões pendentes mas vai criar outras. A idéia do carro dos Jetsons, trafegando em pistas virtuais elevadas com o auxílio de sistemas anticolisão é interessante mas também vai exigir uma arquitetura dos Jetsons. Imagine as mudanças que vão ser feitas para impedir o acesso de carros voadores indesejáveis na janela do seu apartamento.
Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.634
  • Sexo: Masculino
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #3 Online: 15 de Junho de 2017, 22:55:32 »
Essa conversa de carro voador ainda vai longe. O helicóptero (e similares) já existe como solução. O que falta para um helicóptero se tornar um "carro voador"? Asas? Velocidade? E precisa?

Existe o problema da segurança. Helicópteros são relativamente seguros porque usam tecnologia cara com muita manutenção preventiva, por isso são caros e popularmente inacessíveis. O carro voador tem pretensão de ser popular? Tecnologia de baixo custo? Feita pelo mecânico da esquina? Se não pretende ser popular, qual é o público alvo? O mesmo público que já usa o helicóptero? Então para que "carro voador"? Acho que o carro voador ideal precisa de uma garantia que ele não vai despencar do alto em caso de pane, precisa de algum tipo de dispositivo antigravitacional que deixe ele parado no ar até ser rebocado por um socorro voador até o hangar mais próximo.

Ok. A tecnologia vai resolver todas as questões pendentes mas vai criar outras. A idéia do carro dos Jetsons, trafegando em pistas virtuais elevadas com o auxílio de sistemas anticolisão é interessante mas também vai exigir uma arquitetura dos Jetsons. Imagine as mudanças que vão ser feitas para impedir o acesso de carros voadores indesejáveis na janela do seu apartamento.

Mesmo que milagrosamente o carro voador fosse seguro, ainda tem o problema da questão energética. Deslocar um carro numa estrada gasta muito menos energia que sustentar no ar um carro inteiro com passageiros.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #4 Online: 15 de Junho de 2017, 23:03:16 »
Quando o homem conseguir se conectar mentalmente à realidade virtual nem vai precisar de veículos voadores, vai ser que nem o superomi. Imagine-se até ter respostas biológicas às sensações de vôo, frio, calor, o vento e tudo o mais.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.634
  • Sexo: Masculino
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #5 Online: 15 de Junho de 2017, 23:25:39 »
Quando o homem conseguir se conectar mentalmente à realidade virtual nem vai precisar de veículos voadores, vai ser que nem o superomi. Imagine-se até ter respostas biológicas às sensações de vôo, frio, calor, o vento e tudo o mais.

A melhor resposta biológica é chegar no destino rapidamente.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.903
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #6 Online: 15 de Junho de 2017, 23:36:58 »
Estão focando muito na questão tecnológica, mas estão subestimando a questão econômica não tecnológica. A esperança é que o Uber melhore a conexão entre os fabricantes de aeronaves e os capitalistas frotistas interessados em popularizar o taxi áereo. Inovação depende muito da alocação eficiente de recursos como um todo, não só de tecnologia.
« Última modificação: 15 de Junho de 2017, 23:40:33 por -Huxley- »

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.073
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #7 Online: 15 de Junho de 2017, 23:56:28 »
Estão focando muito na questão tecnológica, mas estão subestimando a questão econômica não tecnológica. A esperança é que o Uber melhore a conexão entre os fabricantes de aeronaves e os capitalistas frotistas interessados em popularizar o taxi áereo. Inovação depende muito da alocação eficiente de recursos como um todo, não só de tecnologia.

Bom ponto. Talvez o conceito chave seja "táxi aéreo". Ou ainda um "ônibus aéreo" ou um "trem aéreo".

Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.073
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #8 Online: 16 de Junho de 2017, 00:00:56 »
Essa conversa de carro voador ainda vai longe. O helicóptero (e similares) já existe como solução. O que falta para um helicóptero se tornar um "carro voador"? Asas? Velocidade? E precisa?

Existe o problema da segurança. Helicópteros são relativamente seguros porque usam tecnologia cara com muita manutenção preventiva, por isso são caros e popularmente inacessíveis. O carro voador tem pretensão de ser popular? Tecnologia de baixo custo? Feita pelo mecânico da esquina? Se não pretende ser popular, qual é o público alvo? O mesmo público que já usa o helicóptero? Então para que "carro voador"? Acho que o carro voador ideal precisa de uma garantia que ele não vai despencar do alto em caso de pane, precisa de algum tipo de dispositivo antigravitacional que deixe ele parado no ar até ser rebocado por um socorro voador até o hangar mais próximo.

Ok. A tecnologia vai resolver todas as questões pendentes mas vai criar outras. A idéia do carro dos Jetsons, trafegando em pistas virtuais elevadas com o auxílio de sistemas anticolisão é interessante mas também vai exigir uma arquitetura dos Jetsons. Imagine as mudanças que vão ser feitas para impedir o acesso de carros voadores indesejáveis na janela do seu apartamento.

Mesmo que milagrosamente o carro voador fosse seguro, ainda tem o problema da questão energética. Deslocar um carro numa estrada gasta muito menos energia que sustentar no ar um carro inteiro com passageiros.

Hoje em dia. Será diferente quando as baterias dos xrylllers forem substituídas por nano usinas de fusão nuclear. O nosso cenário é o mundo dos Jetsons.
Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #9 Online: 16 de Junho de 2017, 00:03:22 »
Quando o homem conseguir se conectar mentalmente à realidade virtual nem vai precisar de veículos voadores, vai ser que nem o superomi. Imagine-se até ter respostas biológicas às sensações de vôo, frio, calor, o vento e tudo o mais.

A melhor resposta biológica é chegar no destino rapidamente.
É uma questão de o próprio homem se tornar virtual e mudar essa relação com as dimensões. Tempo e espaço serão propriedades mentais.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.073
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #10 Online: 16 de Junho de 2017, 00:37:37 »
Quando o homem conseguir se conectar mentalmente à realidade virtual nem vai precisar de veículos voadores, vai ser que nem o superomi. Imagine-se até ter respostas biológicas às sensações de vôo, frio, calor, o vento e tudo o mais.

A melhor resposta biológica é chegar no destino rapidamente.
É uma questão de o próprio homem se tornar virtual e mudar essa relação com as dimensões. Tempo e espaço serão propriedades mentais.

Ou de não precisar "ir". Algo como um aparato tecnológico que já esteja onde você quer ir que lhe transfira toda a percepção tal como se você estivesse lá. Você poderia alugar esses aparatos e fazer "viagens" instantâneas sem sair de casa.
Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.832
  • Sexo: Masculino
  • Guerreiros contra o Marxismo Cultural, uni-vos
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #11 Online: 16 de Junho de 2017, 00:38:25 »
Essa conversa de carro voador ainda vai longe. O helicóptero (e similares) já existe como solução. O que falta para um helicóptero se tornar um "carro voador"? Asas? Velocidade? E precisa?

Existe o problema da segurança. Helicópteros são relativamente seguros porque usam tecnologia cara com muita manutenção preventiva

Segundo os proponentes desse que postei, a área de operação é bem menor do que a de um helicóptero. A segurança seria alcançada por haver múltiplos pequenos motores e pára-quedas. Mas mesmo assim eu acho que algo mais derivado ou híbrido de helicótero/"auto-giro" talvez fosse mais seguro por aquele fenômeno de se poder pousar o helicóptero com motor desligado, pela aerodinâmica da coisa, que seria então uma "continuidade" maior com o controle da aeronave (e até controlabilidade, talvez) do que se comparado a um pára-quedas.

Mas também acho que é pouco provável ser "o futuro dos transportes". Antes disso provavelmente não em escala de carro particular de passeio, mas "aero ônibus". O aumento de escala e menor tráfego aéreo implicado deve tornar esse tipo de cenário mais provável.


Se bem que ainda mais provável talvez fosse isso com dirigíveis... "futuristas" dos anos 70 e 80 previam coisas mais nessa linha, acho, mas até agora, nada. Não sei se a tecnologia de dirigíveis é mais acessível e mais livre de problemas, intuiivamente parece.



Citar
por isso são caros e popularmente inacessíveis. O carro voador tem pretensão de ser popular? Tecnologia de baixo custo? Feita pelo mecânico da esquina? Se não pretende ser popular, qual é o público alvo? O mesmo público que já usa o helicóptero? Então para que "carro voador"? Acho que o carro voador ideal precisa de uma garantia que ele não vai despencar do alto em caso de pane, precisa de algum tipo de dispositivo antigravitacional que deixe ele parado no ar até ser rebocado por um socorro voador até o hangar mais próximo.

Acho que seria algo meio playboyzesco, meio como já existem uns "carros"-transformers que viram aviões pequenos. Mas se esse conceito do protótipo realmente funcionar em maior escala, parece que é mesmo mais versátil (decolagem vertical com menor área que helicóptero), então era capaz de dominar mínimo esse nicho, por mais restrito que seja. Talvez até crescesse um pouco, mas, se não houver uma solução muito evidente para problemas de tráfego aéreo (que ainda deve ser um problema mesmo com piloto automático "robô"), não deve nunca se tornar "popular".






Mesmo que milagrosamente o carro voador fosse seguro, ainda tem o problema da questão energética. Deslocar um carro numa estrada gasta muito menos energia que sustentar no ar um carro inteiro com passageiros.

Talvez isso mude considerando o tráfego e o quanto vale a hora da pessoa.

É o que motiva alguns a terem helicópteros mesmo sendo mais caros.





<a href="https://www.youtube.com/v/J56pML_CTgw" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/J56pML_CTgw</a>

Citação de: Blue 11 months ago
I need money

:biglol:


<a href="https://www.youtube.com/v/rlSbOfBzQyQ" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/rlSbOfBzQyQ</a>

<a href="https://www.youtube.com/v/0Yn2uyQJ1jc" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/0Yn2uyQJ1jc</a>



<a href="https://www.youtube.com/v/ygl4UoUIMdw" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/ygl4UoUIMdw</a>

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #12 Online: 16 de Junho de 2017, 00:43:33 »
Quando o homem conseguir se conectar mentalmente à realidade virtual nem vai precisar de veículos voadores, vai ser que nem o superomi. Imagine-se até ter respostas biológicas às sensações de vôo, frio, calor, o vento e tudo o mais.

A melhor resposta biológica é chegar no destino rapidamente.
É uma questão de o próprio homem se tornar virtual e mudar essa relação com as dimensões. Tempo e espaço serão propriedades mentais.

Ou de não precisar "ir". Algo como um aparato tecnológico que já esteja onde você quer ir que lhe transfira toda a percepção tal como se você estivesse lá. Você poderia alugar esses aparatos e fazer "viagens" instantâneas sem sair de casa.
Sim! Não entendi bulhufas, mas é isso ai. Huahsuahsuahs

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #13 Online: 16 de Junho de 2017, 00:46:25 »
Um veículo mais seguro pra ficar fazendo peripécias pra lá e  pra cá no varejo, por cima de nossas alopécias a princípio poderia ser um misto de dirigível e helicóptero.
« Última modificação: 16 de Junho de 2017, 00:48:42 por Sergiomgbr »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.832
  • Sexo: Masculino
  • Guerreiros contra o Marxismo Cultural, uni-vos
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #14 Online: 16 de Junho de 2017, 01:50:51 »
Quando o homem conseguir se conectar mentalmente à realidade virtual nem vai precisar de veículos voadores, vai ser que nem o superomi. Imagine-se até ter respostas biológicas às sensações de vôo, frio, calor, o vento e tudo o mais.

A melhor resposta biológica é chegar no destino rapidamente.

Na verdade, demorar mais para chegar pode ser um indicador de aptidão.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.903
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #15 Online: 16 de Junho de 2017, 10:21:04 »
Só corrigindo um erro que foi derivado do problema de eu ter importado uma expressão de jornalistas. O assunto do tópico não é "carro voador" e sim VTOL, mais especificamente o VTOL da Embraer/Uber. "Carro voador" tem muitos significados e um deles seria "carro com plena mobilidade terrestre e aérea". Não sei se esse seria o caso do VTOL mencionado. Vejam uma figura da reportagem da Veja e percebam que o VTOL mencionado se parece mais com um planador:



Comparem com outro veículo, por exemplo, aquele que o Google Imagens me disse ser o helicóptero mais barato do mundo (150 mil dólares, segundo o Dr. Google Search):

« Última modificação: 16 de Junho de 2017, 12:09:02 por -Huxley- »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.832
  • Sexo: Masculino
  • Guerreiros contra o Marxismo Cultural, uni-vos
Re:Uber e Embraer fecham parceria para que tenhamos transporte dos Jetsons em 2023
« Resposta #16 Online: 16 de Junho de 2017, 18:13:39 »
Acho que giroplanos/autogiros talvez sejam ainda umas três ou quatro vezes mais baratos, embora em muitos casos a verticalidade da decolagem vá ser reduzida.






moto-autogirocóptero, ainda não 100% integrada

<a href="https://www.youtube.com/v/z252LM9HBGw" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/z252LM9HBGw</a>



Eu não entendo por que não acrescentam a parte de autogiro em modelos como aquele primeiro que eu postei, da citação. Acho que deve ajudar a reduzir o consumo de bateria signficativamente, se for verdade que aquilo já consegue fazer a decolagem vertical sozinho.



Drone autogiro:





http://dronetradr.com/durafly-auto-g2/






Precisa de licença para ter um desses?


<a href="https://www.youtube.com/v/mO099D_Do2M" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/mO099D_Do2M</a>

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!