Autor Tópico: Violência contra a mulher no ALCORÃO  (Lida 1621 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

O ENCOSTO

  • Visitante
Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Online: 11 de Fevereiro de 2006, 15:39:40 »
Violência contra a Mulher é previsto no Islã
 




No ano 2000 foi publicado nos principais jornais do Pais um artigo sobre o livro, editado na Espanha, que ensinava a "bater nas mulheres sem deixar marcas":



Livro ensina como bater em mulheres

Madri (Ansa) -- Mulheres de todas as religioes lancaram na Espanha uma campanha de denuncias legais contra o chefe da comunidade islamica (ima) de Fuengirola, cidade da Costa do Sol, que ensina os homens como "bater nas mulheres de acordo com o Corao, sem deixar marcas".

No livro "A Mulher no Isla", que acaba de ser lancado no mercado espanhol, o ima Mohamad Kemal, segunda autoridade muculmana da Espanha, escreve no capitulo sexto: "Os golpes devem ser desferidos contra uma parte concreta do corpo, como os pes e as maos, e devem ser usadas varas finas, para nao deixar hematomas ou cicatrizes, que sao passiveis de denuncias penais por violencia nos tribunais".

PUBLICADO NO JORNAL ESTADO SÃO PAULO EM 18-07-2000




Apesar do livro ter sido recolhido, minha opinião é que trabalhos deste tipo deveriam circular livremente.

Muitos Muçulmanos protestaram contra o livro, mas a doutrina islamica aconselha realmente aos maridos baterem em suas esposas:



" Quanto àquelas, de quem suspeitais deslealdade, admoestai-as (na primeira vez), abandonai os seus leitos (na segunda vez) e castigai-as (na terceira vez); porém, se vos obedecerem, não procureis meios contra elas." (Alcorão 4:34)
[/b]



Em vários sites mantidos por Muçulmanos, é possível comprovar que os ensinamentos do "livro proibido" não contrariam, de forma alguma, os ensinamentos do Alcorão:


http://mysite.mweb.co.za/residents/mfj1/marriage.htm


"...the symbolic "beating" is not allowed to result in injury to the person in any way. According to Ibn Abbas (RA) the beating is not permitted with anything greater than a toothbrush. If the beating does result in injury to her person then she would have the right to sue him in a court of law despite the fact that she might have initially behaved like a scoundrel."

Ou seja: A "batida simbolica" não pode resultar, de forma alguma, em ferimentos na sua esposa. De acordo com Ibn Abbas (RA) a batida não é permitida com o qualquer coisa maior do que uma escova de dentes. Se a batida resultasse em ferimentos, a sua pessoa então teria o direito de ir à justiça, mesmo que ela não seja uma "boa e obediente esposa".


http://www.islamonline.net/askaboutislam/display.asp?hquestionID=4080


"Islam prohibits men from hitting women, except in one very limited case when the wife is rebellious and disobedient - not when she disobeys one request or order - and only as a last resort. The husband should first admonish her, then abandon her bed if she continues to be rebellious, and only if those steps have failed “may be” hit, not beat, her. The earliest commentators understood that the hitting was to be light enough, not to leave a mark and should be done with nothing bigger than a miswak (tooth stick)."


Ou seja: O Islã proibe o marido de bater em sua(s) esposa(s), exceto quando ela é "rebelde e não o obedece". O marido, primeiro, deve "castiga-la", deixando-a sem sexo. Mas, se ela continuar sendo "rebelde e desobediente", ele pode bater na esposa. Os comendadores dos primordios do islamismo recomendaram que a batida não pode causar ferimentos e não deixar marcas (conforme ensina o livro), e as pancadas não podem ser feitas com objetos maiores que uma escova de dentes.

Ficou evidenciado acima que o castigo fisico contra a mulher é previsto no Islã.

Offline Zero

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 190
  • Sexo: Masculino
Re:Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Resposta #1 Online: 03 de Agosto de 2017, 19:16:00 »
Citar
Islâmicos pedem derrubada de lei que pune violência contra mulher no Paquistão

Um grupo de partidos islâmicos e líderes religiosos pediram nesta terça-feira (15) que o governo do Paquistão anule a primeira lei do país contra o abuso sexual e a violência doméstica por considerá-la contrária à religião.
O Código de Proteção às Mulheres foi aprovado no mês passado pela província de Punjab, a mais populosa do país, e prevê proteção legal contra os abusos, a criação de um disque-denúncia e monitoramento dos agressores.

Os 35 partidos islâmicos, liderados pelo Jamaat-e-Islami, afirmam que a medida foi promulgada para “compactuar com a agenda do Ocidente para destruir o sistema familiar no Paquistão”. “Este código é redundante e contribuirá para o sofrimento das mulheres”, diz o comunicado divulgado após o encontro.

A nova lei foi comemorada por ativistas, mas conservadores fazem pressão para derrubá-la. Na segunda (14), o líder do partido Jamiat-i-Ulema disse que o premiê Nawaz Sharif prometeu considerar a preocupação dos islâmicos.

No início deste mês, o Conselho da Ideologia Islâmica, que assessora o governo para adequar as leis aos princípios do islã, considerou o Código de Proteção das Mulheres uma lei anti-islâmica.

Segundo pesquisa de 2011 da Fundação Thomson Reuters, o Paquistão é o terceiro país mais perigoso do mundo para as mulheres, devido ao histórico de violência doméstica, assédio sexual e discriminação econômica.

Dos cinco primeiros da lista, três têm maioria islâmica -Afeganistão, Somália e Paquistão. Os outros dois são Congo e Índia, onde a comoção provocada por um estupro coletivo em 2012 provocou uma reforma nas leis para aumentar a proteção às mulheres.

IRÃ

Nesta terça, outro país de maioria islâmica, o Irã, aprovou uma lei que iguala o valor pago pelas seguradoras a vítimas de acidentes de trânsito. Antes, as mulheres recebiam indenizações menores que os homens.

A lei foi referendada pelo Conselho dos Guardiães. Pela legislação do país, a indenização é determinada pelo conceito de “dinheiro pelo sangue”, que prevê uma compensação pela lesão corporal ou morte de uma pessoa.

O motivo da diferença entre o valor pago a uma mulher e um homem baseia-se no princípio de que o homem é o chefe de família. Antes da mudança, a indenização para uma vítima feminina era a metade do pago a uma masculina.


Gazeta do povo
All work and no play makes Jack a dull boy. All work and no play makes Jack a dull boy. All work and no play makes Jack a dull boy. All work and no play makes Jack a dull boy. All work and no play makes Jack a dull boy. All work and no play makes Jack a dull boy. All work and no play makes Jack a dull boy. All work and no play makes Jack a dull boy. All work and no play makes Jack a dull boy. All work and no play makes Jack a dull boy. All work and no play makes Jack a dull boy. All work and no play makes.

Offline Rafael_SG

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 230
  • Sexo: Masculino
Re:Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Resposta #2 Online: 04 de Agosto de 2017, 14:18:18 »
Que beleeeeeeeeeeeeza !  :?

Offline André Luiz

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.583
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re:Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Resposta #3 Online: 04 de Agosto de 2017, 20:48:29 »
Islã fazendo islãzices .


Já a raça superior ariana na índia pelo visto não sabe tratar bem as mulheres

Offline Spencer

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.409
Re:Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Resposta #4 Online: 05 de Agosto de 2017, 18:49:13 »
"... e quando chegares em casa, do trabalho, dê uma surra em sua mulher. Você não sabe porque está batendo, mas ela sabe porque está apanhando" prov. árabe.

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.120
  • Sexo: Masculino
Re:Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Resposta #5 Online: 05 de Agosto de 2017, 20:44:36 »

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.531
  • Sexo: Masculino
Re:Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Resposta #6 Online: 05 de Agosto de 2017, 21:22:08 »
A diferença entre a caricatura e a realidade....

http://g1.globo.com/hora1/noticia/2015/11/brasil-e-o-quinto-pais-do-mundo-em-ranking-de-violencia-contra-mulher.html

Duvido que nos países muçulmanos seja registrado mais do que um punhado deste tipo de crime. A imensa maioria deve ser acobertado.
Foto USGS

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.203
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Resposta #7 Online: 05 de Agosto de 2017, 22:04:32 »
" As estatísticas quando torturadas sempre confessam."

Existem fatos que extrapolam a necessidade de considerações brandas e nos habilitam a enxergar o panorama de maneira realista.

A América Latina é soberana em casos de violência doméstica. Ponto.
O machismo é uma, senão a principal, causa de tal mazela. Ponto.
As 3 religiões monoteístas da Terra são machistas. Ponto.

Agora, o que realmente faz a diferença é o tipo de leitura feita pelos sacerdotes e fiéis sobre a doutrina professada, seus extremos e seus limites, não cabendo a ateus inferência sobre esses assuntos; todavia, caso haja uma tentativa de extrapolar os limites de uma crença utilizando métodos de coerção brutais, caberá à cada um verificar até que ponto isso poderia interferir em sua vida, se deveriam ser tomadas atitudes de contra ataque e/ou defesa, ou simplesmente permitir que haja uma amálgama de tradições distintas sem a devida convivência pacífica entre as partes (utopia).
GNOSE

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.584
  • Sexo: Masculino
Re:Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Resposta #8 Online: 06 de Agosto de 2017, 15:56:51 »
A diferença entre a caricatura e a realidade....

http://g1.globo.com/hora1/noticia/2015/11/brasil-e-o-quinto-pais-do-mundo-em-ranking-de-violencia-contra-mulher.html

Duvido que nos países muçulmanos seja registrado mais do que um punhado deste tipo de crime. A imensa maioria deve ser acobertado.


Certamente que em muitos países muçulmanos muitos atos de violência contra mulheres sequer são tipificados como crimes em suas legislações.  Portanto nem seria uma questão de serem acobertados, e sim de não serem vistos como tal.



Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.120
  • Sexo: Masculino
Re:Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Resposta #9 Online: 06 de Agosto de 2017, 19:56:40 »
A diferença entre a caricatura e a realidade....

http://g1.globo.com/hora1/noticia/2015/11/brasil-e-o-quinto-pais-do-mundo-em-ranking-de-violencia-contra-mulher.html

Duvido que nos países muçulmanos seja registrado mais do que um punhado deste tipo de crime. A imensa maioria deve ser acobertado.


Certamente que em muitos países muçulmanos muitos atos de violência contra mulheres sequer são tipificados como crimes em suas legislações.  Portanto nem seria uma questão de serem acobertados, e sim de não serem vistos como tal.

Duvido...

Certamente...

Quem dá mais?

Offline Gauss

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.576
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Resposta #10 Online: 06 de Agosto de 2017, 21:12:45 »
Somos muito mais machistas que os islâmicos, inclusive a CNBB e os líderes evangélicos de nossa maioria cristã já devem estar pedindo a revogação da Lei Maria da Penha.
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.531
  • Sexo: Masculino
Re:Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Resposta #11 Online: 07 de Agosto de 2017, 08:41:14 »
A diferença entre a caricatura e a realidade....

http://g1.globo.com/hora1/noticia/2015/11/brasil-e-o-quinto-pais-do-mundo-em-ranking-de-violencia-contra-mulher.html

Duvido que nos países muçulmanos seja registrado mais do que um punhado deste tipo de crime. A imensa maioria deve ser acobertado.


Certamente que em muitos países muçulmanos muitos atos de violência contra mulheres sequer são tipificados como crimes em suas legislações.  Portanto nem seria uma questão de serem acobertados, e sim de não serem vistos como tal.

Duvido...

Certamente...

Quem dá mais?

É sério que você realmente acha que a estatística sobre este tipo de crime é confiável nos países muçulmanos em geral, que tem uma antiga tradição e uma legislação que oprimem as mulheres?

Crer em tolices religiosas eu até aceito. Mas ignorar a História...
Foto USGS

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.120
  • Sexo: Masculino
Re:Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Resposta #12 Online: 07 de Agosto de 2017, 09:27:07 »
A diferença entre a caricatura e a realidade....

http://g1.globo.com/hora1/noticia/2015/11/brasil-e-o-quinto-pais-do-mundo-em-ranking-de-violencia-contra-mulher.html

Duvido que nos países muçulmanos seja registrado mais do que um punhado deste tipo de crime. A imensa maioria deve ser acobertado.


Certamente que em muitos países muçulmanos muitos atos de violência contra mulheres sequer são tipificados como crimes em suas legislações.  Portanto nem seria uma questão de serem acobertados, e sim de não serem vistos como tal.

Duvido...

Certamente...

Quem dá mais?

É sério que você realmente acha que a estatística sobre este tipo de crime é confiável nos países muçulmanos em geral, que tem uma antiga tradição e uma legislação que oprimem as mulheres?

Crer em tolices religiosas eu até aceito. Mas ignorar a História...

Cem por cento dos países muçulmanos não tem estatísticas confiáveis? Como a Brienne disse a América Latina é soberana em violência contra a mulher. E também contra os homens. Assassinato, roubo também. Pelo menos um país eu conheço: Líbano: lá você pode dormir de portão aberto e não precisa de segurança pra sua loja de jóias no meio da rua...

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.784
  • Sexo: Masculino
  • Guerreiros contra o Marxismo Cultural, uni-vos
Re:Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Resposta #13 Online: 07 de Agosto de 2017, 09:48:02 »
<a href="https://www.youtube.com/v/mbUJxGO8bSg" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/mbUJxGO8bSg</a>

Offline Xabéu

  • Nível 05
  • *
  • Mensagens: 51
  • Sexo: Feminino
  • So young in years probably end in tears
Re:Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Resposta #14 Online: 07 de Agosto de 2017, 15:25:18 »
A diferença entre a caricatura e a realidade....

http://g1.globo.com/hora1/noticia/2015/11/brasil-e-o-quinto-pais-do-mundo-em-ranking-de-violencia-contra-mulher.html

Duvido que nos países muçulmanos seja registrado mais do que um punhado deste tipo de crime. A imensa maioria deve ser acobertado.


Certamente que em muitos países muçulmanos muitos atos de violência contra mulheres sequer são tipificados como crimes em suas legislações.  Portanto nem seria uma questão de serem acobertados, e sim de não serem vistos como tal.

Duvido...

Certamente...

Quem dá mais?

É sério que você realmente acha que a estatística sobre este tipo de crime é confiável nos países muçulmanos em geral, que tem uma antiga tradição e uma legislação que oprimem as mulheres?

Crer em tolices religiosas eu até aceito. Mas ignorar a História...

Cem por cento dos países muçulmanos não tem estatísticas confiáveis? Como a Brienne disse a América Latina é soberana em violência contra a mulher. E também contra os homens. Assassinato, roubo também. Pelo menos um país eu conheço: Líbano: lá você pode dormir de portão aberto e não precisa de segurança pra sua loja de jóias no meio da rua...

Ótimo, assim nenhum ladrão atrapalha quando o marido tiver dando aqueles petelecos na mulher.

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.120
  • Sexo: Masculino
Re:Violência contra a mulher no ALCORÃO
« Resposta #15 Online: 07 de Agosto de 2017, 16:21:47 »
Mas com o portão aberto pessoas de bem podem entrar e atrapalhar os petelecos... :)

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!