Autor Tópico: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério  (Lida 6189 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

APODman

  • Visitante
O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Online: 15 de Fevereiro de 2007, 10:12:04 »
Este ano faz 30 anos da ocorrência de um dos grandes mistérios da ciência.

Na noite de 15 de agosto de 1977 o astronômo Jerry Ehman, da Universidade de Ohio observava a saída dos dados que informavam a potência e a duração dos sinais recebidos pelo radiotelescópio Big Ear.

A maior parte dos sinais já eram de conhecidos objetos celestes naturais que produzem sinais de rádio como galáxias e satélites mas então repentinamente um pequeno sinal começou a crescer até atingir seu máximo e então decrescer e sumir. No total o sinal teve um tempo de duração de 72 s mas o mais surpreendente era sua intensidade, era tão forte que o a agulha extrapolou os limites o papel de registro.

Completamente atônito, sem muito tempo para pensar em descrições cientificamente precisas, Ehman escreveu ao lado do código que representava, na impressão feita pelo computador, a intensidade do sinal:

“WOW !”

A imagem da impressão original, a região circulada indica o sinal "WOW":

(os números são códigos que indicam a intensidade e outras características do sinal )

A radiação provinha da direção de Sagitário, e de uma faixa de freqüência em torno de 1.42 Giga Hertz ( parte da conhecida como a “janela da água” em radioastronomia **). Esta freqüência é exclusiva a radioastronomia, acordos internacionais não permitem que transmissões terrestres sejam feitas nesta frequência

A estrela mais próxima nessa direção está a uns 220 anos luz, assim se o sinal provinha dali, deve ter sido um acontecimento astronômico de enorme potência e jamais identificado pela ciência.

Mas uma caracteristica intrigante do sinal Wow o torna especialmente interessante: a maneira como este cresceu e diminui de intensidade ao longo dos 72 segundos.

E porque que isto é interessante?

Pq a pesquisa do céu pela Universidade de Ohio manteve o telescópio fixo, deixando à rotação diária da terra a função de pesquisar os céus através do feixe estreito do telescópio. O "feixe", claro, seria o alongado caminho do céu para o qual o telescópio seria sensivel - a direcção da qual o telescópio poderia receber sinais cósmicos. A sensibilidade era maior no centro do feixe, diminuindo para cada um dos lados. Assim, sempre que uma fonte de radio celestial passava, aumentava em aparência quando a rotação da Terra trazia essa fonte para o centro do feixe, chegava a um pico no centro, e depois diminuia gradualmente até desaparecer. Dado o tamanho do feixe deste telescópio a subida e diminuição do feixe deveria demorar 72 segundos.

E para o sinal Wow, demorou.

Agora contraste isto com aquilo que seria de esperar se o telecópio tivesse sido meramente inundado por um sinal interferente terrestre. A intensidade iria rapidamente ter valor máximo e passado algum tempo apenas se desligaria. Mesmo que a interferencia fosse devido a um satélite terrestre, uma fonte que iria subir e descer gradualmente de intensidade, não seria de esperar que durasse precisamente 72 segundos.

Outra possbilidade é a de que alguém interessado em "entusiasmar" ou "enganar" os cientistas do Big Ear, forjando transmissões clandestinas na faixa da "janela d'agua".

O grande problema com esta hipótese é a característica do sinal.

Como explicado acima uma antena de radiotelescópio possui um feixe de recepção que mais ou menos estreito conforme o diâmetro da antena. Assim a antena do radiotelscópio de Big Ear possui um “cone” de recepção de 8 minutos de arco ( 1 minuto de arco = 1/60 de grau , a lua cheia compreende ½ grau ou 30 minutos de arco no céu ), isto representa que o Big Ear capta sinais de uma área muito estreita do céu.

A sensibilidade deste cone de recepção aumenta conforme o sinal de rádio aproxima-se do centro do cone. Assim para uma fonte que esteja provindo do céu esteja fixa ( uma estrela por exemplo ) espera-se que o sinal comece fraco ao atingir a “borda” do cone a aumente sua potência ao centro, diminuindo sua força ao se aproximar da outra “borda” do feixe de recepção. Outro ponto a ser levado em conta é que a antena permanece fia apontada em uma direção do céu esperando que o movimento da Terra faça com que as fontes de rádio celestes ( estrelas, galáxias, etc ) passem na frente do feixe da antena.

O sinal WOW apresentou este “crescimento, potência máxima e diminuição” do sinal e além disso atravessou o feixe dentro do tempo estimado para que uma fonte fixa cruzasse o feixe devido ao movimento da Terra.

Assim ao que tudo indica o sinal realmente proveio de uma fonte fixa no céu.

O que é levantado ( pelo próprio observatório ) como hipótese alternativa a origem do sinal é que um sinal de rádio emitido na Terra coincidentemente refletiu na carcaça de algum satélite geoestacionário e foi captado pelo radiotelescópio. O problema é que nenhum satélite geoestacionário encontrava-se naquela posição do céu naquele momento.

Por estas razões, o sinal Wow é um forte e credível sinal candidato SETI já que ela definitivamente veio do céu e não de interferências terrestres

Ou seja a explicação alternativa é: teríamos finalmente capturado um sinal de uma civilização alienígena.


Mas há alguns problemas que afetaram o otimismo dos defensores desta idéia.

O Telescópio de Ohio State na realidade usa dois feixes, situados lado a lado. Qualquer fonte cósmica seria portanto vista primeiro num feixe (por 72 segundos) e depois - aproximadamente 3 minutos mais tarde - no outro (também durante 72 segundos). O sinal Wow falhou este simples teste. Aparece num feixe cheio de potência, mas nada se vê no outro feixe.

Mas isto poderia ser explicado se a fonte alienígena houvesse desligado a transmissão do sinal durante os 3 minutos que separam a recepção dos dois feixes.

Muitas investigações foram feitas desde então, centenas de observações em diversas faixas de frequência foram tomadas na mesma região do céu para onde o Big Ear apontava no momento do Wow. Outras investigações ainda tentaram obter a recepção, com equipamentos mais sensíveis do que o Big Ear, em vários intervalos de tempo, 3min, 10min, 14hrs (afinal e se o sinal é periódico - se, por exemplo, os alienigenas estão a usar um feixe rotativo de rádio que varre a Via Láctea a cada cinco minutos ou a cada cinco horas ? E se o feixe alienígena enviasse um sinal com uma frequência menor? E se o seu transmissor estivesse fixo num planeta, emitindo um sinal a cada 20 ou 30 horas? )

Todas as tentativas possíveis foram feitas mas em seu 30o aniversário, ninguém conseguiu dar uma explicação sobre “o que” ou “quem” emitiu o sinal.


** Essa região do espectro vai 1.4 a 1.7 GHz é chamada de “janela da água” pois são frequências que correspondem, respectivamente, às frequências dos radicais H e OH. O "Water Hole" é uma larga faixa de frequência onde há ausência de ruído cósmico. É essa frequência que acreditamos seria usada por uma civilização extraterrestre que está querendo se comunicar. Por essa razão também é chamada de "Bebedouro", pois acredita-se que diferentes espécies poderiam utilizá-la para comunicação:




Mais sobre o sinal Wow em:

- http://www.bigear.org/wow.htm
- http://antwrp.gsfc.nasa.gov/apod/ap980917.html
- http://www.planetary.org/explore/topics/seti/seti_history_10.html
- http://www.bigear.org/wow20th.htm





« Última modificação: 15 de Fevereiro de 2007, 10:21:48 por APODman »

Tarcísio

  • Visitante
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #1 Online: 15 de Fevereiro de 2007, 10:29:41 »
APOD, digamos que seja mesmo uma outra civilização, nós captamos um sinal de quantos anos atrás?

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.894
  • Sexo: Masculino
  • Guerreiros contra o Marxismo Cultural, uni-vos
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #2 Online: 15 de Fevereiro de 2007, 10:37:47 »
Cerca de 220 anos (contando na data de recepção), se tiver vindo da estrela mais próxima.

Suyndara

  • Visitante
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #3 Online: 15 de Fevereiro de 2007, 10:38:51 »
Pois é, 30 anos se passaram  :?

O sinal não se repetiu, não foi identificado e continua sendo um grande mistério  ::)

APODman

  • Visitante
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #4 Online: 15 de Fevereiro de 2007, 10:48:25 »
APOD, digamos que seja mesmo uma outra civilização, nós captamos um sinal de quantos anos atrás?

Respondido :D

[ ]´s

Offline Fabulous

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.425
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #5 Online: 15 de Fevereiro de 2007, 12:22:03 »
Cerca de 220 anos (contando na data de recepção), se tiver vindo da estrela mais próxima.

Mas ali fala 220 anos luz,... não é igual ao ano terrestre.

Eu não me lembro, mas esses 220 anos luz dá uns X milhões de anos terrestre. ;)
MSN: fabulous3700@hotmail.com

Offline Worf

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.272
  • Sexo: Masculino
  • libertas
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #6 Online: 15 de Fevereiro de 2007, 12:26:14 »
Pois é, pena não ser tão simples procurar pelo sinal.
Afinal, talvez ele demore muito para se repetir, ou nunca se repita, e não há pesquisas que possam se concentrar apenas nesse ponto do céu,  talvez durante alguns dias inteiros, nem há dinheiro e interesse para isso.



Citar
Mas ali fala 220 anos luz
Então, a luz demora 220 anos para percorrer 220 anos-luz. :)

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #7 Online: 15 de Fevereiro de 2007, 12:27:27 »
Ano-luz é uma medida de distância, Fab, não de tempo. Um ano-luz é aproximadamente 9,5 trilhões de km. Ou 9,5 milhões de milhões de km, ou 9,5 x1012km :-)

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #8 Online: 15 de Fevereiro de 2007, 12:38:04 »
Citar
A estrela mais próxima nessa direção está a uns 220 anos luz, assim se o sinal provinha dali, deve ter sido um acontecimento astronômico de enorme potência e jamais identificado pela ciência.
Alguma informação acerca dessa estrela? Outra coisa: alguem tentou detectar sinais óticos dessa região?
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Herf

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.380
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #9 Online: 15 de Fevereiro de 2007, 20:15:17 »
Entusiasmante pensar nisso!

Offline Spitfire

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.530
  • Sexo: Masculino
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #10 Online: 15 de Fevereiro de 2007, 21:46:30 »
1.4 a 1.7 GHz embora pareça uma frequência assustadoramente alta, não é de difícil produção, mesmo para 1977…  basta imaginar que um forno de micro-ondas, um eletrodoméstico bastante comum nos EUA, mesmo em 1977, opera em uma frequência de 2,45GHz. Muitos radio-amadores costumam construir seus próprios equipamentos transceptores (nem sempre com a qualidade desejável), principalmente os de micro-ondas, onde predomina as construções artesanais… até aqueles dispositivos que detectam a presença de radares móveis, que os mais espertinhos usavam para burlar os radares da polícia, geram campos de radio-frequência, de espectro larguíssimo. Acho muito, mas muito mesmo, provável que este sinal tenha origem terrena… intencional ou não. 

Offline Wolfischer

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.331
  • Sexo: Masculino
  • Que sono!
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #11 Online: 15 de Fevereiro de 2007, 22:25:36 »
Foram os LGM.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.894
  • Sexo: Masculino
  • Guerreiros contra o Marxismo Cultural, uni-vos
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #12 Online: 16 de Fevereiro de 2007, 10:52:03 »
Pergunta ignorante:

A expansão do universo praticamente impossibilitaria o contato, mesmo que por rádio, entre civilizações razoavelmente distantes, não? Na medida em que ao mesmo tempo que seus sinais teoricamente se aproximam, se afastam do ponto de origem, a distância entre um potencial receptor mais distante também aumenta... isso dependendo, claro, da velocidade de expansão, que tanto quanto sei é bem grande, o suficiente para dar conta daquele paradoxo de Olbers (acho que é isso), o que não deve ser muito menos que o preciso para atrapalhar a comunicação também...

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #13 Online: 16 de Fevereiro de 2007, 10:57:03 »
Por causa da expansão do Universo, você diz?

Para a nossa vizinhança não faz diferença nenhuma. Não é tão rápida assim :-)

O Paradoxo de Olbers tem mais a ver com a idade finita do Universo do que apenas a taxa de expansão.


Offline HSette

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.044
  • Sexo: Masculino
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #14 Online: 16 de Fevereiro de 2007, 17:30:15 »
Por causa da expansão do Universo, você diz?

Para a nossa vizinhança não faz diferença nenhuma. Não é tão rápida assim :-)


De fato, em nível local (galáxias e grupos de galáxias) a expansão não tem efeito relevante. A coisa só se complica quando se trata de aglomerados de galáxias.

E sobre esse sinal, acho que o mistério irá persistir eternamente.

Se foi emitido por alguma civilização inteligente, de duas uma: ou foi seu último suspiro, quem sabe um pedido de socorro, ou então ocorreu acidentalmente.
"Eu sei que o Homem Invisível está aqui!"
"Por quê?"
"Porque não estou vendo ele!"

Chaves

Offline Sr. Bradley P. Richfield

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 614
  • Sexo: Masculino
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #15 Online: 16 de Fevereiro de 2007, 17:49:53 »
Que interessante!

E, quem sabe, "eles" estão aguardando uma resposta.  ::)
"O problema da internet é que ninguém sabe quando as citações realmente pertencem a quem se atribui." -- Abraham Lincoln

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #16 Online: 16 de Fevereiro de 2007, 18:23:18 »
não teria como reproduzir o sinal e ver se ele continha algum tipo de informação???
Igual ao filme contato.

Offline Morbius

  • Nível 16
  • *
  • Mensagens: 413
  • Sexo: Masculino
Sinal WOW!
« Resposta #17 Online: 29 de Junho de 2007, 17:43:39 »
Misterioso sinal captado pelo radiotelescopio da universidade de ohio em 1977.

O sinal foi de uma complexidade impar e provavelmente enviado por alguma civilização inteligente.

Até hoje, a ciência não foi capaz de explica-lo.

Alguém se habilita?

Offline Alenônimo

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.545
  • Sexo: Masculino
    • Alenônimo.com.br
Re: Sinal WOW!
« Resposta #18 Online: 29 de Junho de 2007, 17:48:21 »
Se a ciência não foi capaz de explicá-lo, como se sabe então que vem de uma civilização inteligente?
“A ciência não explica tudo. A religião não explica nada.”

Offline Morbius

  • Nível 16
  • *
  • Mensagens: 413
  • Sexo: Masculino
Re: Sinal WOW!
« Resposta #19 Online: 29 de Junho de 2007, 17:53:33 »
Se a ciência não foi capaz de explicá-lo, como se sabe então que vem de uma civilização inteligente?

Por que fenômeno natural nenhum seria capaz de de produzir aquele sinal...

Dedução lógica: veio de uma civilização inteligente.

abraços!


Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.956
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #20 Online: 29 de Junho de 2007, 18:08:41 »
Tópicos unidos.
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #21 Online: 29 de Junho de 2007, 18:15:03 »
Na verdade, o sinal Wow aponta uma limitação importante do método científico: como explicar eventos tão raros, que
talvez só ocorram uma vez na história da humanidade? Nesse exemplo, o fato de ele não ter sido observado novamente
impede qualquer conclusão. Não é impossível que ele seja de origem inteligente, mas também não é impossível que ele
tenha uma explicação mais mundana (interferência de satélites?). Pessoalmente, prefiro a primeira explicação, mas aí se
trata somente de "wishful thinking" :).
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Alenônimo

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.545
  • Sexo: Masculino
    • Alenônimo.com.br
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #22 Online: 29 de Junho de 2007, 19:01:49 »
Se a ciência não foi capaz de explicá-lo, como se sabe então que vem de uma civilização inteligente?
Por que fenômeno natural nenhum seria capaz de de produzir aquele sinal…

Dedução lógica: veio de uma civilização inteligente.

abraços!
Talvez nenhum fenômeno natural poderia produzir tal sinal, mas o que garante que esse sinal não é terreno? E se for um erro do telescópio ou uma invasão de sinal acidental?

E se houver algum fenômeno natural que tenha causado o sinal, mas que não sabemos ainda como funciona? Como uma explosão de uma estrela ou algo do tipo?

Você se precipita demais em dizer que isso é prova de uma civilização inteligente. Não que uma não possa existir dentro da infinidade do universo, mas é melhor não se precipitar.
“A ciência não explica tudo. A religião não explica nada.”

Offline Morbius

  • Nível 16
  • *
  • Mensagens: 413
  • Sexo: Masculino
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #23 Online: 29 de Junho de 2007, 19:24:54 »
Talvez nenhum fenômeno natural poderia produzir tal sinal, mas o que garante que esse sinal não é terreno? E se for um erro do telescópio ou uma invasão de sinal acidental?

Todas essas hipóteses ja foram descartadas, a duração do sinal e as caracteristicas dele impedem que os astronomos pensem em "erro" do telescópio ou interferência terrena...
O por que do sinal ter vindo do espaço está explicado no primeiro post. A conclusão dos astrônomos é esta:

o sinal Wow é um forte e credível sinal candidato SETI já que ela definitivamente veio do céu e não de interferências terrestres

Ou seja a explicação alternativa é: teríamos finalmente capturado um sinal de uma civilização alienígena.



E se houver algum fenômeno natural que tenha causado o sinal, mas que não sabemos ainda como funciona? Como uma explosão de uma estrela ou algo do tipo?

Você se precipita demais em dizer que isso é prova de uma civilização inteligente. Não que uma não possa existir dentro da infinidade do universo, mas é melhor não se precipitar.

Não amigo! Nenhum fenomeno natural explica o sinal! Ele é complexo demais!
É como você olhar para as pirâmides do egito e achar que aquilo é uma montanha feita pela natureza.
Tanto que os astrônomos nem cogitam a hipótese de ser um fenômeno natural.

abraços!

Offline Alenônimo

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.545
  • Sexo: Masculino
    • Alenônimo.com.br
Re: O Sinal "Wow !" - 30 anos de mistério
« Resposta #24 Online: 29 de Junho de 2007, 20:22:11 »
Todas essas hipóteses ja foram descartadas, a duração do sinal e as caracteristicas dele impedem que os astronomos pensem em "erro" do telescópio ou interferência terrena…

Não, não impedem. A única maneira de garantir que não houve um erro no telescópio seria reproduzir o efeito ocorrido.

O por que do sinal ter vindo do espaço está explicado no primeiro post. A conclusão dos astrônomos é esta:

o sinal Wow é um forte e credível sinal candidato SETI já que ela definitivamente veio do céu e não de interferências terrestres

Ou seja a explicação alternativa é: teríamos finalmente capturado um sinal de uma civilização alienígena.

Veja que eu não neguei a hipótese. Como eu disse, o universo é bem grande e podem haver civilizações alienígenas similares a nossa.

Mas isso não quer dizer que foi o que ocorreu de fato.

Não amigo! Nenhum fenomeno natural explica o sinal! Ele é complexo demais!
É como você olhar para as pirâmides do egito e achar que aquilo é uma montanha feita pela natureza.
Tanto que os astrônomos nem cogitam a hipótese de ser um fenômeno natural.

abraços!

Como você mesmo disse, os astrônomos ainda estão tentando entender o ocorrido. Portanto não há como garantir que não seja um fenômeno natural.
“A ciência não explica tudo. A religião não explica nada.”

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!