Autor Tópico: Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?  (Lida 27859 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline homemcinza

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 805
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #325 Online: 01 de Dezembro de 2017, 11:43:07 »
Pagador de impostos.

Offline Zero

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 256
  • Sexo: Masculino
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #326 Online: 01 de Dezembro de 2017, 18:44:27 »
Acredito que áreas de humanas só tem emprego na academia, que ainda assim é sofrido pelos cortes de verba constantes.

Ok, não havia pensado profundamente sobre o mercado de trabalho. Obrigado pela elucidação.

Só posso falar por mim, mas se eu puder te dar uma dica, faça a engenharia. Dependendo da instituição que você entrar, vai ser um inferno. Dependendo da ênfase que o curso dá em exatas, se prepare pra muitas noites em claro estudando, algumas reprovações ao longo do caminho[...]
É disso o receio, como disse não são crânio, terei de me esforçar muito, espero que consiga ir além do que acredito que posso.

O estudo da filosofia e do ser humano você pode fazer por conta própria, seja através de leitura de grandes obras, lendo estudos da área, livros e etc. Não acho que valha a pena fazer uma faculdade disso (ainda mais hoje, com a grande facilidade de encontrar informações).
Exato, tolice minha pensar que seria necessário realizar graduação para alcançar um nível avançado em questão de conhecimento de história, sociologia, filosofia e antropologia. Internet, pesquisa e muita leitura estão disponíveis, só querer.

Mas no final, o que importa, é o que você realmente gosta que deve prevalecer. As opiniões de terceiros devem ser levadas como meras... opiniões. :)
:ok:

Os comentários de sugestões acima, Lorentz e Luiz F., estão muito bons. Eu também diria a mesma coisa para você.

Acrescentaria ainda uma crítica à sua fala, mas uma crítica construtiva, sem má intenção: livre-se do "mesmo/a".
Isso empobrece demais o seu discurso.

Usar "mesmo/a" nesses contextos pode parecer a quem fala que está sendo erudito ou usando de vocabulário empolado, mas a impressão que fica é o extremo oposto.

Sem problemas em me informar sobre isso, fico feliz, toda dica construtiva é bem vinda. Pode parecer estranho, mas não gosto muito de linguagem coloquial, digo, esses vícios linguísticos as vezes dou alguns deslizes e cometo alguns, tenho muito a melhorar ainda, também por vezes utilizo palavras inadequadas que ao meu ver estariam adequadas, ignorância minha. Obrigado por avisar.  :ok:


Aproveito para dar mais dicas ao nosso colega Zero.
Seus interesses nas áreas de sociologia/antropologia e vontade de aprimorar seus conhecimentos da sociedade e dos seres humanos podem muito bem ser supridos com estudo autodidata.
Pode até incluir nesse rol coisas como psicologia e história.

Se há real interesse nessas áreas, com um pouco de disciplina e o fato de ter à disposição toda a vastidão do Google fará saciar qualquer vontade de aprender essas coisas.
:ok:
Exato, também vejo no fórum uma forma de aprimorar meus conhecimentos sobre essas áreas, apesar de não participar ativamente por falta de conhecimento, os debates entre outros foristas também contribuem para meu aprimoramento intelectual.

Offline Gauss

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.711
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #327 Online: 01 de Dezembro de 2017, 19:22:58 »
Eu curso Engenharia Elétrica, Zero. Se você quer fazer um curso na área de energia, recomendo, pois você terá matérias relacionadas a diversos assuntos de Física, Matemática e conteúdo técnico específico da área, como por exemplo a distribuição de energia, gestão de energia, etc. E poderá atuar em várias áreas depois da graduação, não só áreas relacionadas a eletricidade de potência e de redes baixas. Eu por exemplo atuo na área de Automação, e continuarei atuando nessa área após a conclusão da graduação (sou Técnico em Automação Industrial). Eu tenho colegas e amigos (estou no 6º 'Semestre"/Período de Graduação) que fazem estágio até no setor financeiro e de seguros. É uma área ampla para você explorar, mas siga o que você achar melhor.
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Zero

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 256
  • Sexo: Masculino
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #328 Online: 01 de Dezembro de 2017, 20:22:43 »
Eu curso Engenharia Elétrica, Zero. Se você quer fazer um curso na área de energia, recomendo, pois você terá matérias relacionadas a diversos assuntos de Física, Matemática e conteúdo técnico específico da área, como por exemplo a distribuição de energia, gestão de energia, etc. E poderá atuar em várias áreas depois da graduação, não só áreas relacionadas a eletricidade de potência e de redes baixas. Eu por exemplo atuo na área de Automação, e continuarei atuando nessa área após a conclusão da graduação (sou Técnico em Automação Industrial). Eu tenho colegas e amigos (estou no 6º 'Semestre"/Período de Graduação) que fazem estágio até no setor financeiro e de seguros. É uma área ampla para você explorar, mas siga o que você achar melhor.

Para ser mais específico, pretendo graduar-me em Engenharia de Energia.

Sequer sei se conseguirei entrar no curso ano que vem, penso que sim, depende do Enem, ainda tenho certo receio pois sei que Engenharia não é fácil e exatas não é minha melhor área, mas gosto.

Depois de tantos conselhos e informações, Engenharia tornou-se meu foco, sei que não será um caminho suave, mas farei o possível.

Obrigado a todos!  :D :ok:

 

Offline Luiz F.

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.722
  • Sexo: Masculino
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #329 Online: 01 de Dezembro de 2017, 20:55:01 »
Gauss, por curiosidade, cursa elétrica onde? Se não quiser responder, sem problemas...
"Você realmente não entende algo se não consegue explicá-lo para sua avó."
Albert Einstein

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.678
  • Sexo: Masculino
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #330 Online: 01 de Dezembro de 2017, 21:13:07 »
Eu curso Engenharia Elétrica, Zero. Se você quer fazer um curso na área de energia, recomendo, pois você terá matérias relacionadas a diversos assuntos de Física, Matemática e conteúdo técnico específico da área, como por exemplo a distribuição de energia, gestão de energia, etc. E poderá atuar em várias áreas depois da graduação, não só áreas relacionadas a eletricidade de potência e de redes baixas. Eu por exemplo atuo na área de Automação, e continuarei atuando nessa área após a conclusão da graduação (sou Técnico em Automação Industrial). Eu tenho colegas e amigos (estou no 6º 'Semestre"/Período de Graduação) que fazem estágio até no setor financeiro e de seguros. É uma área ampla para você explorar, mas siga o que você achar melhor.

Para ser mais específico, pretendo graduar-me em Engenharia de Energia.

Sequer sei se conseguirei entrar no curso ano que vem, penso que sim, depende do Enem, ainda tenho certo receio pois sei que Engenharia não é fácil e exatas não é minha melhor área, mas gosto.

Depois de tantos conselhos e informações, Engenharia tornou-se meu foco, sei que não será um caminho suave, mas farei o possível.

Obrigado a todos!  :D :ok:

 

O mercado de informática/desenvolvimento de software é muito grande no Brasil e o no mundo afora. Tem diversas áreas para atuar, como desenvolvimento web, mobile, servidor, banco de dados, business intelligence, etc.

Engenharia eu não sei como o mercado está, mas não é tão aquecido.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline criso

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 360
  • Sexo: Masculino
  • γνῶθι σεαυτόν
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #331 Online: 01 de Dezembro de 2017, 21:24:10 »
e eu estou pensando e indo no caminho oposto ao do Zero...
Visita
Interiora
Terrae
Rectificandoque
Invenies
Occultum
Lapidem

e que as rosas floresçam em vossa cruz!

Offline Gauss

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.711
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #332 Online: 01 de Dezembro de 2017, 21:30:42 »
Gauss, por curiosidade, cursa elétrica onde? Se não quiser responder, sem problemas...
Unisinos.
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Zero

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 256
  • Sexo: Masculino
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #333 Online: 01 de Dezembro de 2017, 22:21:50 »
O mercado de informática/desenvolvimento de software é muito grande no Brasil e o no mundo afora. Tem diversas áreas para atuar, como desenvolvimento web, mobile, servidor, banco de dados, business intelligence, etc.

Engenharia eu não sei como o mercado está, mas não é tão aquecido.

Apesar de eu gostar de tecnologias, meu tempo de "metido" com isso está passando. Uma vez eu passava muitas horas fuçando no computador, ainda continuo, mas deixei de lado o "mexer no sistema profundamente", tanto que hoje uso Linux, mas não penso eu como um profissional nessa área, apesar de promissora ela não é muito atrativa para mim, o pouco conhecimento que tenho já basta-me para o que preciso.

*Profundamente = configurações mais avançadas nos programas, não mexo no kernel, já quebrei o sistema outras vezes então melhor ficar tranquilo e deixar a máquina funcional.


Offline Zero

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 256
  • Sexo: Masculino
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #334 Online: 01 de Dezembro de 2017, 22:30:07 »
e eu estou pensando e indo no caminho oposto ao do Zero...

Conte-me mais, se não for incômodo.

*Não irei mais delongar o tópico mudando de assunto, penso apenas tirar esta dúvida e depois pararei de dar continuidade neste tópico, por enquanto.

*Se preferir escreva em outro tópico detalhando seus objetivos, por exemplo no /Novo por aqui? Apresente-se!/, lá poderei dar continuidade as indagações caso surjam.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.678
  • Sexo: Masculino
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #335 Online: 01 de Dezembro de 2017, 22:32:03 »
O mercado de informática/desenvolvimento de software é muito grande no Brasil e o no mundo afora. Tem diversas áreas para atuar, como desenvolvimento web, mobile, servidor, banco de dados, business intelligence, etc.

Engenharia eu não sei como o mercado está, mas não é tão aquecido.

Apesar de eu gostar de tecnologias, meu tempo de "metido" com isso está passando. Uma vez eu passava muitas horas fuçando no computador, ainda continuo, mas deixei de lado o "mexer no sistema profundamente", tanto que hoje uso Linux, mas não penso eu como um profissional nessa área, apesar de promissora ela não é muito atrativa para mim, o pouco conhecimento que tenho já basta-me para o que preciso.

*Profundamente = configurações mais avançadas nos programas, não mexo no kernel, já quebrei o sistema outras vezes então melhor ficar tranquilo e deixar a máquina funcional.



Uma dica: sua profissão não precisa ser algo que você goste muito. A gente vai aprendendo a gostar do que faz. Informática é legal, tanto quanto engenharia, mas tenho medo que você fique desempregado fazendo engenharia.

Tem que pesquisar mais sobre isso.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Zero

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 256
  • Sexo: Masculino
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #336 Online: 04 de Dezembro de 2017, 18:48:20 »
Uma dica: sua profissão não precisa ser algo que você goste muito. A gente vai aprendendo a gostar do que faz. Informática é legal, tanto quanto engenharia, mas tenho medo que você fique desempregado fazendo engenharia.

Tem que pesquisar mais sobre isso.

Baseei-me no site Guia do Estudante, Blog da Engenharia e Engenharia É para ter uma noção do mercado de trabalho.

Segundo o Blog da Engenharia:
Citar
O setor energético tem uma alta demanda por profissionais qualificados. Os investimentos na área da geração e distribuição de energia levam ao aumento do número de profissionais trabalhando na área. No Nordeste, por exemplo, o setor de energia eólica, em crescimento, é um dos grandes responsáveis pela contratação de profissionais. Muitas alternativas energéticas, ainda em estado inicial, são oportunidades de trabalho para os engenheiros.


Segundo Engenharia é:
Citar
O empenho do governo federal em acelerar o crescimento econômico do país traz embutida a promessa de muito trabalho para o profissional de engenharia de energia, principalmente para quem trabalha com petróleo, biomassa (etanol e outros biocombustíveis).

Os maiores empregadores são a Petrobras, Eletrobrás, usinas de etanol e biodiesel, bem como companhias de transporte e distribuição de gás natural. As melhores oportunidades estão nos estados de forte perfil industrial e petrolífero, como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espirito Santo, Rio Grande do Norte, Bahia, Alagoas, Sergipe e agora mais recentemente, com sua expressiva industrialização, Pernambuco.

O grande problema é que em minha região não há como atuar de forma significativa, por aqui talvez trabalhe para o Estado ou alguma companhia energética mas isso apenas descobrirei com o tempo.

Para falar, essa profissão é a que mais me identifiquei, sinceramente sem ser essa sobraria a questão da informática, não que seja algo ruim, que tenho certa facilidade, mas me falta amor por isso e paciência. Fora isso não tenho nem ideia do que fazer.  :?

Informática colocarei como segunda opção, onde moro não há grande expectativa de atuação nessa área, não há grandes empresas, de uma forma ou outra teria de ir para outra cidade ou me deslocar todos os dias da atual para outra.

Obrigado por salientar a questão do mercado de trabalho, sei que não é grande coisa ainda, mas espero que ele cresça. Pensarei em outra solução, tenho pouco tempo para isso, mas ainda tenho uns 40 dias para pensar bem.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.207
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #337 Online: 04 de Dezembro de 2017, 18:55:00 »
e eu estou pensando e indo no caminho oposto ao do Zero...

Conte-me mais, se não for incômodo.

Se me permitem o paraquedas, o Criso busca o imaterial, enquanto você está no caminho do material... ::)
GNOSE

Offline EuSouOqueSou

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.893
  • Sexo: Masculino
  • Question not thy god, for thy god doth not respond
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #338 Online: 04 de Dezembro de 2017, 19:22:39 »
Cara, se vc quiser ficar despreocupado quanto ao futuro, faça umas engenharias tradicionais: elétrica, civil ou mecânica. Vc pode dar enfase em areas especificas e ate fazer especializacao depois se quiser. Esqueça essas matérias de blogs, guia do estudante, etc, tudo bobagem. Procure se inteirar com quem ta no mercado, quantos eng de energias tem por ai, trabalhando? Nao caia nessas bobagens de projecoes de melhoras de mercado.

Sobre seu receio de ter muita difuldade, vai ter sim, todo mundo se fode pra se formar, entao deixa de frescura. E da pra contornar de varias maneiras, pega prova com os vetranos, procura os professores mais tranquilos se puder escolher, etc.
Qualquer sistema de pensamento pode ser racional, pois basta que as suas conclusões não contrariem as suas premissas.

Mas isto não significa que este sistema de pensamento tenha correspondência com a realidade objetiva, sendo este o motivo pelo qual o conhecimento científico ser reconhecido como a única forma do homem estudar, explicar e compreender a Natureza.

Offline EuSouOqueSou

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.893
  • Sexo: Masculino
  • Question not thy god, for thy god doth not respond
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #339 Online: 04 de Dezembro de 2017, 19:33:32 »
e eu estou pensando e indo no caminho oposto ao do Zero...

Conte-me mais, se não for incômodo.

Se me permitem o paraquedas, o Criso busca o imaterial...

O coitado vai passar fome :D
Qualquer sistema de pensamento pode ser racional, pois basta que as suas conclusões não contrariem as suas premissas.

Mas isto não significa que este sistema de pensamento tenha correspondência com a realidade objetiva, sendo este o motivo pelo qual o conhecimento científico ser reconhecido como a única forma do homem estudar, explicar e compreender a Natureza.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.207
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #340 Online: 04 de Dezembro de 2017, 19:46:05 »
O coitado vai passar fome :D

O alimento que ele busca transcende essas necessidades mesquinhas e imediatistas.  :)
GNOSE

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.281
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #341 Online: 04 de Dezembro de 2017, 20:18:10 »
e eu estou pensando e indo no caminho oposto ao do Zero...

Conte-me mais, se não for incômodo.

Se me permitem o paraquedas, o Criso busca o imaterial...

O coitado vai passar fome :D

Por isso abandonei a engenharia logo após minha formatura na UFRJ em 2003 para ser executivo de planejamento numa agência de propaganda multinacional. Meu irmão gêmeo fez a mesma coisa e agora está como economista na FIESP.
Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline criso

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 360
  • Sexo: Masculino
  • γνῶθι σεαυτόν
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #342 Online: 05 de Dezembro de 2017, 01:19:47 »
e eu estou pensando e indo no caminho oposto ao do Zero...

Conte-me mais, se não for incômodo.

Se me permitem o paraquedas, o Criso busca o imaterial...

O coitado vai passar fome :D

Sem problemas. O máximo que a fome pode fazer comigo é destruir meu corpo físico, o que não faria muita diferença se levarmos em conta que este não passa de uma mera carcaça/veículo para minha consciência iluminada... e como eu me libertei do Samsara este ano, será tranquilo retornar em espírito às esferas superiores do Pleroma.. :lol: :lol:

Brincadeiras à parte, meu caso foi que eu cursava humanas, mas tinha muita ansiedade e incerteza quanto à futuro, dinheiro, carreira, etc. Além disso, não me identificava nem um pouco com as turmas e com o "perfil" atribuído ao estereótipo do sujeito que estuda Filosofia/Antropologia/etc.

Interrompi minha graduação para estudar para concurso público. Passei, e agora utilizo a estabilidade e o dinheiro para investir em minhas duas únicas e eternas paixões -
Arte (Teatro, Literatura e outras...) e Filosofia (Metafísica, Epistemologia, Ética, Lógica, Ontologia, Estética, Política, Gnoseologia e outras áreas).

Estou com 22 anos e meu planejamento agora é analisar dentro de quanto tempo serei capaz de abandonar o funcionalismo público e subsistir única e exclusivamente como artista e filósofo, tanto como autônomo quanto como professor, escritor, pesquisador etc, então atualmente me foco em minha formação, qualificação e também no desenvolvimento de minha obra autoral (meus livros, peças, ensaios, tratados, poemas, entre outros), minha grande devoção à longo prazo.
« Última modificação: 05 de Dezembro de 2017, 01:30:45 por criso »
Visita
Interiora
Terrae
Rectificandoque
Invenies
Occultum
Lapidem

e que as rosas floresçam em vossa cruz!

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.678
  • Sexo: Masculino
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #343 Online: 05 de Dezembro de 2017, 10:04:07 »
Achei o texto do Stephen Kanitz que eu li faz muitos anos, quando ele ainda escrevia na Veja:

Citar
http://blog.kanitz.com.br/fazer-gosta/

Se você não gosta de seu trabalho, tente pelo menos fazê-lo bem feito.

A escolha de uma profissão é o primeiro calvário de todo adolescente. Muitos tios, pais e orientadores vocacionais acabam recomendando “fazer o que se gosta”, um conselho confuso e equivocado.

Empresas pagam a profissionais para fazer o que a comunidade acha importante ser feito, não aquilo que os funcionários gostariam de fazer, que normalmente é jogar futebol, ler um livro ou tomar chope na praia.

Seria um mundo perfeito se as coisas que queremos fazer coincidissem exatamente com o que a sociedade acha importante ser feito. Mas, aí, quem tiraria o lixo, algo necessário, mas que ninguém quer fazer?

Muitos jovens sonham trabalhar no terceiro setor porque é o que gostariam de fazer. Toda semana recebo jovens que querem trabalhar em minha consultoria num projeto social. “Quero ajudar os outros, não quero participar desse capitalismo selvagem.” Nesses casos, peço que deixem comigo os sapatos e as meias e voltem para conversar em uma semana.

É uma arrogância intelectual que se ensina nas universidades brasileiras e um insulto aos sapateiros e aos trabalhadores dizer que eles não ajudam os outros. A maioria das pessoas que ajudam os outros o faz de graça.

As coisas que realmente gosto de fazer, como jogar tênis, velejar e organizar o Prêmio Bem Eficiente, eu faço de graça. O “ócio criativo”, o sonho brasileiro de receber um salário para “fazer o que se gosta”, somente é alcançado por alguns professores felizardos de filosofia que podem ler o que gostam em tempo integral.

O que seria de nós se ninguém produzisse sapatos e meias, só porque alguns membros da sociedade só querem “fazer o que gostam”? Pediatras e obstetras atendem às 2 da manhã. Médicos e enfermeiras atendem aos sábados e domingos não porque gostam, mas porque isso tem de ser feito.

Empresas, hospitais, entidades beneficentes estão aí para fazer o que é preciso ser feito, aos sábados, domingos e feriados. Eu respeito muito mais os altruístas que fazem aquilo que tem de ser feito do que os egoístas que só querem “fazer o que gostam”.

Então teremos de trabalhar em algo que odiamos, condenados a uma vida profissional chata e opressiva? Existe um final feliz. A saída para esse dilema é aprender a gostar do que você faz. E isso é mais fácil do que se pensa. Basta fazer seu trabalho com esmero, bem feito. Curta o prazer da excelência, o prazer estético da qualidade e da perfeição.

Aliás, isso não é um conselho simplesmente profissional, é um conselho de vida. Se algo vale a pena ser feito na vida, vale a pena ser bem feito. Viva com esse objetivo. Você poderá não ficar rico, mas será feliz. Provavelmente, nada lhe faltará, porque se paga melhor àqueles que fazem o trabalho bem feito do que àqueles que fazem o mínimo necessário.

Se quiser procurar algo, descubra suas habilidades naturais, que permitirão que realize seu trabalho com distinção e o colocarão à frente dos demais. Muitos profissionais odeiam o que fazem porque não se prepararam adequadamente, não estudaram o suficiente, não sabem fazer aquilo que gostam, e aí odeiam o que fazem mal feito.

Sempre fui um perfeccionista. Fiz muitas coisas chatas na vida, mas sempre fiz questão de fazê-las bem feitas. Sou até criticado por isso, porque demoro demais, vivo brigando com quem é incompetente, reescrevo estes artigos umas quarenta vezes para o desespero de meus editores, sou superexigente comigo e com os outros.

Hoje, percebo que foi esse perfeccionismo que me permitiu sobreviver à chatice da vida, que me fez gostar das coisas chatas que tenho de fazer.

Se você não gosta de seu trabalho, tente fazê-lo bem feito. Seja o melhor em sua área, destaque-se pela precisão. Você será aplaudido, valorizado, procurado, e outras portas se abrirão. Começará a ser até criativo, inventando coisa nova, e isso é um raro prazer.

Faça seu trabalho mal feito e você odiará o que faz, odiando a sua empresa, seu patrão, seus colegas, seu país e a si mesmo.

Revista Veja, novembro de 2004
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.281
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #344 Online: 05 de Dezembro de 2017, 10:38:39 »
e eu estou pensando e indo no caminho oposto ao do Zero...

Conte-me mais, se não for incômodo.

Se me permitem o paraquedas, o Criso busca o imaterial...

O coitado vai passar fome :D

Sem problemas. O máximo que a fome pode fazer comigo é destruir meu corpo físico, o que não faria muita diferença se levarmos em conta que este não passa de uma mera carcaça/veículo para minha consciência iluminada... e como eu me libertei do Samsara este ano, será tranquilo retornar em espírito às esferas superiores do Pleroma.. :lol: :lol:

Brincadeiras à parte, meu caso foi que eu cursava humanas, mas tinha muita ansiedade e incerteza quanto à futuro, dinheiro, carreira, etc. Além disso, não me identificava nem um pouco com as turmas e com o "perfil" atribuído ao estereótipo do sujeito que estuda Filosofia/Antropologia/etc.

Interrompi minha graduação para estudar para concurso público. Passei, e agora utilizo a estabilidade e o dinheiro para investir em minhas duas únicas e eternas paixões -
Arte (Teatro, Literatura e outras...) e Filosofia (Metafísica, Epistemologia, Ética, Lógica, Ontologia, Estética, Política, Gnoseologia e outras áreas).

Estou com 22 anos e meu planejamento agora é analisar dentro de quanto tempo serei capaz de abandonar o funcionalismo público e subsistir única e exclusivamente como artista e filósofo, tanto como autônomo quanto como professor, escritor, pesquisador etc, então atualmente me foco em minha formação, qualificação e também no desenvolvimento de minha obra autoral (meus livros, peças, ensaios, tratados, poemas, entre outros), minha grande devoção à longo prazo.

Convivi com muitos colegas de turma na faculdade de comunicação (UFRJ) que tinham ideais parecidos com os seus e que também pensavam o mesmo sobre a formação em antropologia, sociologia, filosofia, etc. O curso de arquitetura, surpreendentemente, também é um celeiro de artistas, poetas, etc. e não sei explicar porque. O fato é que um diploma de curso superior numa universidade abre portas, inspira reconhecimento e serve de alicerce para inúmeros projetos. Minha esposa realizou seu sonho de integrar o corpo de baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro porém nunca abriu mão de seus estudos de Cenografia e Indumentária na Escola de Belas Artes (UFRJ).
Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline Zero

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 256
  • Sexo: Masculino
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #345 Online: 06 de Dezembro de 2017, 21:20:12 »
É motivador o texto do Stephen Kanitz.

Por ser mais aproximado do que eu quero e também pela tradicionalidade e mercado de trabalho, coloco como Engenharia Elétrica como primeira opção. Sei das dificuldades, não estou otimista sobre a graduação, não sei se consigo entrar já ano que vem, muito menos finalizar a graduação, sei da quantidade de desistências. Por que não pude nascer "fera" em exatas?

A indecisão continua. Vontade de estudar tenho, o que falta-me é "confiança no taco".


Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.956
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #346 Online: 08 de Dezembro de 2017, 14:16:35 »
Se nada der certo, sempre tem como abrir um “lojinha” numa cidade promissora...
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #347 Online: 08 de Dezembro de 2017, 15:06:56 »
Se nada der certo, sempre tem como abrir um “lojinha” numa cidade promissora...

Daí você vai aprender o verdadeiro significado da palavra "paciência".


Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.074
  • Sexo: Masculino
Re:Qual a profissão dos foristas aqui do Clube Cético?
« Resposta #349 Online: 13 de Dezembro de 2017, 12:52:22 »
Vagabundo (aposentado).

Vagabundo 2 (funcionário público)  :hihi:

Receptador de produto de furto estatal.

kkkkk, exatamente isso... e ainda por cima ajudo a furtar.
"Deus prefere os ateus"

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!