Autor Tópico: Problemas do SUS  (Lida 125920 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Fabi

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.801
  • Sexo: Feminino
  • que foi?
Problemas do SUS
« Resposta #25 Online: 23 de Janeiro de 2010, 23:47:41 »
Citação de: wikipedia
SUS

O Sistema Único de Saúde (SUS) foi criado pela Constituição Federal de 1988 para que toda a população brasileira tenha acesso ao atendimento público de saúde. Anteriormente, a assistência médica estava a cargo do Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (INAMPS), ficando restrita aos empregados que contribuíssem com a previdência social; os demais eram atendidos apenas em serviços filantrópicos. Do Sistema Único de Saúde fazem parte os centros e postos de saúde, hospitais - incluindo os universitários, laboratórios, hemocentros (bancos de sangue), os serviços de Vigilância Sanitária, Vigilância Epidemiológica, Vigilância Ambiental, além de fundações e institutos de pesquisa, como a FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz e o Instituto Vital Brazil.
(...)

 A Constituição de 1988 foi um marco na história da saúde pública brasileira, ao definir a saúde como "direito de todos e dever do Estado". (...)

Princípios do SUS

O Sistema Único de Saúde teve seus princípios estabelecidos na Lei Orgânica de Saúde, em 1990, com base no artigo 198 da Constituição Federal de 1988. Os princípios da universalidade, integralidade e da eqüidade são às vezes chamados de princípios ideológicos ou doutrinários, e os princípios da descentralização, da regionalização e da hierarquização de princípios organizacionais, mas não está claro qual seria a classificação do princípio da participação popular.

Universalidade
"A saúde é um direito de todos", como afirma a Constituição Federal. Naturalmente, entende-se que o Estado tem a obrigação de prover atenção à saúde, ou seja, é impossível tornar todos sadios por força de lei.

Integralidade 
A atenção à saúde inclui tanto os meios curativos quanto os preventivos; tanto os individuais quanto os coletivos. Em outras palavras, as necessidades de saúde das pessoas (ou de grupos) devem ser levadas em consideração mesmo que não sejam iguais às da maioria.
(...)

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sistema_%C3%9Anico_de_Sa%C3%BAde
*Eu só coloquei as partes que falava sobre o SUS ter que atender todos os 180 milhões de brasileiros. E não só 3,5 milhões.
Difficulter reciduntur vitia quae nobiscum creverunt.

“Deus me dê a serenidadecapacidade para aceitar as coisas que não posso mudar, a coragem para mudar o que posso, e a sabedoria para saber a diferença” (Desconhecido)

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.382
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Problemas do SUS
« Resposta #26 Online: 23 de Janeiro de 2010, 23:56:01 »
Não importa quantas pessoas usam o SUS porque TODOS pagam impostos, e o governo gasta menos de 2,00 reais por pessoa desses impostos.

Não adianta tentar diminuir o número de usuários do SUS pra que a conta dê mais alto, eu não caio nessa. Eu sei que o SUS tem que atender a todos os brasileiros. Quer diminuir o número de brasileiros só pra não dar 1,75?

Fato: somos 180 milhões de habitantes. Se quer diminuir esse número de verdade, é só matar 175 milhões de habitantes, aí sua conta vai estar certa.* Sério mesmo que você, jucavani, tentou diminuir o número de brasileiros só pro investimento parecer maior?  :histeria: **

Todas as pessoas pagam impostos, portanto todos tem direito de usar o SUS.

*Mas vai continuar dando menos de 2,00 reais porque a arrecadação de impostos seria menor e o governo diminuiria proporcionalmente o investimento :umm:. E iria investir a "fortuna" de 4 milhões de reais. :histeria:
 
**É engraçado porque eu fico imaginando a situação... 4 milhões só é uma fortuna quando uma pessoa tem 4 milhões, e não quando tem que dividir em 10 milhões de pessoas. Tipo... vira uma fortuna de alguns centavos pra cada um :histeria: :histeria:  :histeria:

Então os 190.000.000 de brasileiros passam no SUS todo mês? Tudo bem, se usam, eu concordo. Mas mesmo que

Minha cara, não diminuí um centavo daquilo que você colocou, nem disse que o governo gasta muito, acho que gasta pouco, mas colocado o valor puro e simples como você fez, é o modo que muitos jornais e revistas o fazem, com o intuito de confundir e distorcer a realidade para muito lá embaixo. Deu a impressão que o governo gasta é 2 reais cada vez que alguém precisa da cobertura do SUS.
Não conseguiu ou não quis entender a conta tudo bem, mas não diga a besteira de que diminuí o número de brasileiros que usam o SUS.

O Brasil, é um dos poucos países de renda média ou baixa, que tem sistema universal de saúde público, e só pra lembrar, os próprios
americanos não o tem. E vou fazer outra conta, quem sabe você entende.

relação pib x investimento saúde = 3,5%

pib 2009 (fonte FMI) =  US$ 1,481.547.000 x 3,4% = US$ 51.800.000

US$ 51.800.000 : 190.000.000 = US$ 403,50 per capita anuais atualizados para 2009, mas os ultimos dados oficiais ( se não me engano do IBGE  de 2006 ou 7 ) que eram de US$ 280,00 e usarei esse.

US$ 280,00 x 1,74 (média cambial 2009) = R$ 487,20 per capita anual

487,20 : 12 meses = R$ 40,60 per capita mensal

Assim 40 reais por pessoas mês não me parece tão pouco, nem muito, o dobro seria o ideal e caberia muito bem dentro do orçamento.
Como eu disse o problema é de visão e também gestão.




Offline Fabi

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.801
  • Sexo: Feminino
  • que foi?
Problemas do SUS
« Resposta #27 Online: 24 de Janeiro de 2010, 02:57:56 »
O governo investe 40,00 reais por mês em saúde?  :histeria:  É engraçado porque tem planos de saúde com esse preço, e que não deixam ninguém morrendo na fila. E isso já mostra que é impossível ser 40,00 reais o valor que o governo investe no SUS por mês/pessoa.

A unimed paga 36,00 reais pro médico numa consulta, o SUS paga +ou- 10,00 reais. Numa cirurgia simples, a unimed paga 400,00 reais e o SUS paga 200,00. Isso mostra que:

Os serviços de saúde para o SUS são mais baratos, e se o governo investisse 40,00 reais (:histeria:) os hospitais seriam igual o Seattle Grace. E ainda sobraria dinheiro pra contratar mais médicos, comprar equipamentos modernos, o SUS seria até melhor que a unimed.

Mas voltando para a realidade simples e cruel. O SUS é para todos os brasileiros, e somos 190 milhões, e não 3 milhões. Pagamos mais impostos que os Estados Unidos. E o governo investe somente 1,75 na saúde por mês/pessoa.

Você acha que 7 milhões por mês é uma fortuna? O governo arrecadou 1 trilhão em impostos, e comparado a esse valor, 7 milhões é uma mixaria. E não foi só 3 milhões de pessoas que pagaram impostos, os outros 187 milhões de pessoas também pagaram impostos. Pra receber o que em troca? Um investimento de 20,00 reais ano/pessoa em saúde? As 187 milhões de pessoas tem que pagar o SUS e ainda um plano de saúde? A função do SUS não era fornecer um serviço de saúde de qualidade para todos os brasileiros?

A minha conta é muito simples... Eu estou calculando o que o governo usa para a saúde dos impostos, qual é o custo do SUS para cada brasileiro. O que eu posso fazer se a conta dá menos que 20,00 reais ano/pessoa? Matemática é uma ciência exata.
Citação de: jucavani
Não conseguiu ou não quis entender a conta tudo bem, mas não diga a besteira de que diminuí o número de brasileiros que usam o SUS.
Na verdade você diminuiu o número de brasileiros, e não de brasileiros que usam o SUS. Porque todos os 190 milhões de brasileiros são potenciais usuários do SUS.

E plano de saúde não é vitalício, e a gente nem deveria precisar ter plano de saúde... não pagamos impostos altissimos para ter saúde pública de qualidade? E desses impostos o governo tira somente 1,75 pessoa/mês pra usar no SUS.

Cadê o resto do dinheiro que o governo arrecada? Não acha que é muitos impostos para pouca coisa?
Difficulter reciduntur vitia quae nobiscum creverunt.

“Deus me dê a serenidadecapacidade para aceitar as coisas que não posso mudar, a coragem para mudar o que posso, e a sabedoria para saber a diferença” (Desconhecido)

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 21.229
  • Sexo: Masculino
Problemas do SUS
« Resposta #28 Online: 24 de Janeiro de 2010, 09:51:12 »
Citar
Cadê o resto do dinheiro que o governo arrecada? Não acha que é muitos impostos para pouca coisa?

   A saudi pubrica bera a perfeissao!
   Lullalla da Cilva

 Em 2006....http://www.walterihoshi.jex.com.br/noticias/verba+do+sus+nao+cobre+gastos+dos+hospitais+de+tupa

...No caso de uma internação, por exemplo, o SUS fornece à Santa Casa cerca de R,50. Em geral, R$ 5 pagam o honorário médico e o restante as despesas hospitalares como equipamentos, enfermagem, leito, medicações e outros, quantia insuficiente para bancar tudo...

Em 2009...http://www.hojenoticias.com.br/brasil/anestesistas-pedem-descredenciamento-do-sus-em-alagoas/

Brasília - Depois que mais de 400 médicos autônomos de Alagoas suspenderam em definitivo o atendimento ao público por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), 50 anestesistas do estado devem aspresentar hoje (23) pedido de descredenciamento. De acordo com o presidente do Sindicato dos Médicos de Alagoas (Sinmed/AL), Wellington Galvão, a categoria já conta com 90% das assinaturas. A previsão é que, até o fim do mês, os cirurgiões se juntem ao movimento.

Segundo Galvão, uma comparação entra a tabela do SUS e aquela que é paga por meio de convênios mostra uma defasagem de até 1.600%, dependendo do procedimento a ser realizado. Uma consulta com um especialista, por exemplo, sai por R$ 10 – R$ 7,50 para o médico e R$ 2,50 para o hospital. Já na atenção básica, a consulta fica por R$ 2,74. A tabela do governo, de acordo com o sindicato, não é reajustada há 12 anos. “É um valor imoral. Ninguém trabalha mais para o SUS.”



Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.768
Problemas do SUS
« Resposta #29 Online: 24 de Janeiro de 2010, 10:09:16 »
Então os 190.000.000 de brasileiros passam no SUS todo mês? Tudo bem, se usam, eu concordo.
Não usam, mas têm o direito de usar, já que pagam impostos para isto.
E é provável que muitos não usem porque sabem que não serão bem atendidos (se chegarem a ser atendidos...).
Em resumo, você é obrigado a pagar caro por um serviço que já sabe que não vai poder usar.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 21.229
  • Sexo: Masculino
Problemas do SUS
« Resposta #30 Online: 24 de Janeiro de 2010, 10:19:10 »
Citar
E é provável que muitos não usem porque sabem que não serão bem atendidos (se chegarem a ser atendidos...).

Se tiverem tempo de esperar 6 meses por uma consulta.

Offline Hold the Door

  • Editores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.656
  • Sexo: Masculino
Problemas do SUS
« Resposta #31 Online: 24 de Janeiro de 2010, 16:06:20 »
O Brasil, é um dos poucos países de renda média ou baixa, que tem sistema universal de saúde público, e só pra lembrar, os próprios
americanos não o tem.
Não tem porque escolheram assim, não por alguma incapacidade. O governo americano simplesmente insiste em ir na contramão do resto do mundo desenvolvido por vontade própria.

Se é verdade que o Brasil implantou o mesmo modelo de saúde pública usado na maioria dos países desenvolvidos também é fato que nesses países, ao contrário do Brasil, ele funciona muito bem. Os motivos são bem óbvios.
Hold the door! Hold the door! Ho the door! Ho d-door! Ho door! Hodoor! Hodor! Hodor! Hodor... Hodor...

Offline Fabi

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.801
  • Sexo: Feminino
  • que foi?
Problemas do SUS
« Resposta #32 Online: 24 de Janeiro de 2010, 17:58:17 »
...No caso de uma internação, por exemplo, o SUS fornece à Santa Casa cerca de R,50. Em geral, R$ 5 pagam o honorário médico e o restante as despesas hospitalares como equipamentos, enfermagem, leito, medicações e outros, quantia insuficiente para bancar tudo...
No hospital que o meu pai ficou internado a internação na UTI custava mil reais por dia, e isso já faz 5 anos. Os 50,00 reais que o SUS repassa não cobrem despesas de internação, muito menos em UTI. Mas mesmo assim os hospitais credenciados pelo SUS fazem malabarismos com esse dinheiro (é a tal "gestão eficiente").

Se o governo realmente investisse de 40,00 a 110,00 reais por mês/pessoa, não teriamos problemas com o SUS. E não adianta tentar inventar números, cortar pessoas, falar que fulano disse isso e aquilo, para que o cálculo chegue a esse valor. A realidade mostra outra coisa (hospitais sem recursos, médicos ganhando pouco, pessoas morrendo nas filas, consultas demoradas, pessoas internadas nos corredores, e etc...).
Segundo Galvão, uma comparação entra a tabela do SUS e aquela que é paga por meio de convênios mostra uma defasagem de até 1.600%, dependendo do procedimento a ser realizado. Uma consulta com um especialista, por exemplo, sai por R$ 10 – R$ 7,50 para o médico e R$ 2,50 para o hospital. Já na atenção básica, a consulta fica por R$ 2,74. A tabela do governo, de acordo com o sindicato, não é reajustada há 12 anos. “É um valor imoral. Ninguém trabalha mais para o SUS.”
Esse é o SUS que conhecemos... ::)
Difficulter reciduntur vitia quae nobiscum creverunt.

“Deus me dê a serenidadecapacidade para aceitar as coisas que não posso mudar, a coragem para mudar o que posso, e a sabedoria para saber a diferença” (Desconhecido)

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Problemas do SUS
« Resposta #33 Online: 24 de Janeiro de 2010, 18:47:36 »
Vamos fazer a cirurgia periodontal, algumas extraçoes dos elementos perdidos e vou tentar a reabilitaçao dela no PPI.
Ou seja, vai tirar alguns dentes e raspar até tirar a placa nos que sobraram. E depois? Dentadura? Ou implante? Você vai usar laser na cirurgia?

Você sabe como é um tratamento periodontal? Se os elementos não possuírem suporte ósseo têm que ser extraídos, seja no serviço público, seja no privado (onde, dependendo do caso, do paciente e do profissional, seria extraído até antes para se fazer logo um implante - aproveita-se uma quantidade maior de osso e ganha-se mais). Tratamento periodontal implica em raspagem e alisamento perio-corono-radicular, que significa remoção do cálculo e do cemento contaminado (a placa é removida com a escova mesmo, mas faz parte do tratamento a orientação na higiene), algumas vezes isso significa cirurgia também, tanto para que se possa fazer a raspagem em bolsas profundas quanto para a remoção da própria bolsa. E não pense que ultrassom resolve não, tem que ser com instrumentos manuais mesmo, com o US só tiramos o grosso. Envolve também cirurgia de enxerto de gengiva (se for o caso) e frenectomias (se for o caso) e algunas cositas más. E tudo isso é coberto pelo SUS. A parte da reabilitação é um pouco mais problemática e vai depender do município. Aqui conseguimos apenas próteses mucossuportadas. Já lancei uma proposta para realizarmos alguns tipos de próteses fixas de baixo custo como coroas metálicas e de jaqueta. É o ideal? Não. Mas a alternativa é nada. Mais tarde quem sabe não teremos implantes? Em alguns municípios já existe ortodontia interceptativa. E lembre-se que há alguns anos a única coisa que existia era o boticão. Agora, gostaria de saber algumas coisas: seu plano odontológico prevê implantes? E para que, diabos, eu precisaria de laser na cirurgia?

Citar
Tudo dentro do SUS em um municipio do tamanho de um ovo.
Em dezembro de 2006 o governo repassou para o RN 1.784.152,05* e o RN tem 3.137.541, ou seja, ele investiu R$1,75 em saúde por habitante (Nossa, aí quase ninguém deve ficar doente) Sabe quanto eu pago pelo meu plano de saúde? + de 100,00 reais por mês.

E tem mais, todo brasileiro dá 4 meses de salário para o governo por ano. Se você ganha mil reais por mês, você dá 4 mil por ano, e o governo investe 21,00 na sua saúde por ano.

No Paraná o governo repassou 7.597.062,05 por mês e a população é de 10.686.247 habitantes. Ou 1,40 por pessoa (menos que o seu estado).

Bem, além do que o Juca já disse, você esqueceu de acrescentar outra coisa nos cálculos. No site que eu passei mostra apenas o repasse do MS, mas há também investimento do estado e do município. Com certeza o valor é bem maior que o apresentado aí.

Citar
É sério essa história de que o SUS é bom? Como pode ser bom se o governo investe menos de 2,00 reais por mês? 

Não, o SUS não é a maravilha, mas também não é o inferno que pintam. Qual a alternativa ao SUS? Poderia me dizer?

Citar
Olha, o MAIOR problema do SUS e de gestao. Dinheiro tem e e repassado pelo MS, mas quem gere esses recursos e decide onde vai aplica-los e o municipio.
A gestão de R$1,75 por pessoa, tem que fazer um malabarismo enorme pra poder atender a população. não sei como conseguem... ou as pessoas devem morrer antes de ser atendidas, e as que tem sorte recebem esse tratamento "excelente", ou sei lá... deve ser um milagre.

Como disse o valor nao deve ser esse não, ainda que também não seja muito mais alto.

Citar
Outro problema sao alguns profissionais do sistema, que consideram o emprego publico apenas uma fonte de dinheiro, mas nao sao todos nao.
Eu sei que não são todos, são quase todos. No posto de saúde, os atendentes, auxiliares de enfermagem e etc... tratam as pessoas como se fossem cachorros ratos (cachorros recebem tratamento muito melhor). Tem médicos que até tentam ajudar, mas com tanta gente grossa, tratando mal as pessoas, não dá pra fazer milagre (ou talvez dá, se o sus é maravilhoso com 2,00 reais por mês).
No PSO eu entro as 7h e deveria sair as 19h, mas acabo saindo umas 20h, mesmo depois do colega ter chegado, por causa de um atendimento, e nao sou o unico assim, na verdade a maioria e.
Talvez só os médicos e odontologistas fazem isso. Aqui tem médicos que "atendem" ::) uma pessoa por hora, e na verdade a pessoa é atendida em 10 minutos e o médico fica lá batendo papo, tomando cafézinho, até resolver chamar outro paciente. (eu já ví isso, minha irmã não tem plano de saúde).

Aí é uma questão mais de ética, não é mesmo? Conheço auxiliares que são um amor.

Citar
No outro municipio em que atendo, no PSB, sao marcadas um numero X de fichas e SEMPRE atendemos umas 2X, fora atendimentos na casa do paciente, quando ele nao pode se locomover, tenho uma assim com sequela de AVC e uma outra com sindrome do panico. Fora que se for ao meu consultorio ou no posto, seria atendida do mesmo jeito, e nao sou a excessao aqui.
Isso é excessão. E parece até mito popular, porque eu nunca ví isso acontecer (nem com médico particular, imagine do SUS). :hein: Nem o SAMU, que só tem auxiliar de enfermagem que perguntam porque a pessoa tá sufocando, de tão preparados que são. ::)

Deve ser um problema aí do seu município, mas aqui até o motorista do SAMU tem treinamento em primeiros-socorros e atendimento a politraumatizados. Aliás, todos do SAMU precisam do curso para atuar na unidade (mesmo os médicos). E a equipe é composta também por um médico socorrista, além do técnico (e não auxiliar) de enfermagem e um enfermeiro... todos socorristas.

Citar

Conheço, contudo, colegas que nao fazem nada no serviço publico e so querem sair logo para ir logo para o seu consultorio, mas esses estao se tornando minoria.
Minoria? As vezes parece que você não tá falando do SUS.
Quanto ao financiamento, acesse esse site www.datasus.gov.br, e veja quanto seu municipio recebe pelos blocos de atençao, depois cobre dos gestores.
Eu pesquisei, e fiquei frustrada. 1,40 por mês? Por que o seu estado recebe 1,75? Por que eu pago 4 meses só em impostos pro governo usar só 1,40 por mês no SUS?

O SUS não é bom, e não é só a gestão não. E tudo que você falou aí, mais parece mito popular do que verdade. Não tem como o SUS ser bom, é economicamente impossível, o governo só repassa uns 2,00 reais por habitante no máximo. Você já viu plano de saúde custando 2,00 reais por mês? É inviável.

*Pesquisei no datasus.

Os impostos que pagamos não são apenas para financiar a saúde, mas também todos os outros setores do governo.

Offline Fabi

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.801
  • Sexo: Feminino
  • que foi?
Problemas do SUS
« Resposta #34 Online: 24 de Janeiro de 2010, 19:33:15 »
Os impostos que pagamos não são apenas para financiar a saúde, mas também todos os outros setores do governo.
Eu sei que sobra pouco pra saúde, educação, e segurança. O governo arrecada quase 1 trilhão, e é muito pouco, é só uns 1000 bilhões, não dá fazer quase nada. E saúde, educação e segurança não é tão importante assim.
Difficulter reciduntur vitia quae nobiscum creverunt.

“Deus me dê a serenidadecapacidade para aceitar as coisas que não posso mudar, a coragem para mudar o que posso, e a sabedoria para saber a diferença” (Desconhecido)

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 21.229
  • Sexo: Masculino
Problemas do SUS
« Resposta #35 Online: 24 de Janeiro de 2010, 21:38:35 »
Citar
Os impostos que pagamos não são apenas para financiar a saúde, mas também todos os outros setores do governo.

A CPMF que o PT criticava antes de ser governo foi criada justamente para ser aplicada única e exclusivamente na saúde pública, não foi? E na verdade foi usada até para pagar auxílio paletó de deputado, cafezinho, carro novo e prostitutas.

E não tenha qualquer dúvida que continuaria a ser usada da mesma forma no goverto Petê.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 21.229
  • Sexo: Masculino
Problemas do SUS
« Resposta #36 Online: 24 de Janeiro de 2010, 22:02:43 »
...No caso de uma internação, por exemplo, o SUS fornece à Santa Casa cerca de R,50. Em geral, R$ 5 pagam o honorário médico e o restante as despesas hospitalares como equipamentos, enfermagem, leito, medicações e outros, quantia insuficiente para bancar tudo...
No hospital que o meu pai ficou internado a internação na UTI custava mil reais por dia, e isso já faz 5 anos. Os 50,00 reais que o SUS repassa não cobrem despesas de internação, muito menos em UTI. Mas mesmo assim os hospitais credenciados pelo SUS fazem malabarismos com esse dinheiro (é a tal "gestão eficiente").

Se o governo realmente investisse de 40,00 a 110,00 reais por mês/pessoa, não teriamos problemas com o SUS. E não adianta tentar inventar números, cortar pessoas, falar que fulano disse isso e aquilo, para que o cálculo chegue a esse valor. A realidade mostra outra coisa (hospitais sem recursos, médicos ganhando pouco, pessoas morrendo nas filas, consultas demoradas, pessoas internadas nos corredores, e etc...).
Segundo Galvão, uma comparação entra a tabela do SUS e aquela que é paga por meio de convênios mostra uma defasagem de até 1.600%, dependendo do procedimento a ser realizado. Uma consulta com um especialista, por exemplo, sai por R$ 10 – R$ 7,50 para o médico e R$ 2,50 para o hospital. Já na atenção básica, a consulta fica por R$ 2,74. A tabela do governo, de acordo com o sindicato, não é reajustada há 12 anos. “É um valor imoral. Ninguém trabalha mais para o SUS.”
Esse é o SUS que conhecemos... ::)

Repare na parte que diz "a consulta fica por R$ 2,74".... e "Uma consulta com um especialista, por exemplo, sai por R$ 10 – R$ 7,50 para o médico e R$ 2,50 para o hospital."

Sou péssimo em contas, mas vamos ver...um especialista teria que atender 10 pacientes para ganhar R$ 75,00 depois de sei lá quantos anos de estudo, o hospital ficaria com R$25,00 que nem daria para pagar o material descartável que usam, um atendimento básico para 10 pacientes daria R$ 27,40.

Não é sem motivo que queriam se demitir em massa.


Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Problemas do SUS
« Resposta #37 Online: 25 de Janeiro de 2010, 10:35:02 »

Repare na parte que diz "a consulta fica por R$ 2,74".... e "Uma consulta com um especialista, por exemplo, sai por R$ 10 – R$ 7,50 para o médico e R$ 2,50 para o hospital."

Sou péssimo em contas, mas vamos ver...um especialista teria que atender 10 pacientes para ganhar R$ 75,00 depois de sei lá quantos anos de estudo, o hospital ficaria com R$25,00 que nem daria para pagar o material descartável que usam, um atendimento básico para 10 pacientes daria R$ 27,40.

Não é sem motivo que queriam se demitir em massa.


Na atenção básica, e na rede de uma forma geral, o médico é um funcionário da prefeitura ou do estado. Ele não recebe por procedimento. Um médico do PSF, por exemplo, ganha entre R$ 3.000,00 e R$ 12.000,00, dependendo do município. Em alguns municípios talvez tenha também ganho de produtividade, então além do salário base existe ainda um adicional de acordo com a produção do mês, fora adicional de insalubridade, adicional da saúde (em alguns municípios) e adicional por tempo de serviço (se ele for concursado). O que um médico recebe, por assim dizer, do SUS é a AIH, se ele trabalhar em um hospital. Ele recebe a AIH por cada internamento que for feito no seu plantão, que depois é auditado pelo chefe do plantão e pela diretoria do hospital. Outra coisa que esse médico recebe são os plantões eventuais, ou seja, a cada plantão extra de 12 horas que ele dá recebe R$ 600,00 (em Parnamirim), por exemplo. Isso ele recebe, além do seu salário normal, por cada plantão extra além das 20h, que dá 6 plantões de 12h no mês.
O exemplo que você dá não é da rede pública de atendimento. O SUS é composto de uma rede própria e uma rede conveniada. Na rede conveniada são hospitais particulares que assinam um convênio com o município para atender a clientela do SUS. E são valores pagos ao hospital, já que não existe convênio com os médicos (existe com as cooperativas de médicos, como a cooperativa dos anestesiologistas). Esses valores pagos às cooperativas, por exemplo, não são somente os repasses do SUS, mas também uma complementação do município e do estado. Em janeiro/09, por exemplo, o SUS pagava R$ 61,18 por uma cesareana para o anestesiologista e o Estado complementava para R$ 248,20. De lá para cá houve um reajuste na tabela do SUS e no repasses do Estado.
Convenhamos, se não fosse interessante para os hospitais conveniados, eles não atenderiam o SUS, não é verdade?

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Problemas do SUS
« Resposta #38 Online: 25 de Janeiro de 2010, 10:40:04 »
O Derfel é a primeira pessoa que eu escuto que elogia o sistema público de saúde do Brasil.... Incluindo médicos e pacientes....
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.382
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Problemas do SUS
« Resposta #39 Online: 25 de Janeiro de 2010, 10:44:06 »
O Derfel é a primeira pessoa que eu escuto que elogia o sistema público de saúde do Brasil.... Incluindo médicos e pacientes....

Ele parece ter conhecimento de causa e não me pareceu um elogio...

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Problemas do SUS
« Resposta #40 Online: 25 de Janeiro de 2010, 10:49:40 »
O Derfel é a primeira pessoa que eu escuto que elogia o sistema público de saúde do Brasil.... Incluindo médicos e pacientes....

Ele parece ter conhecimento de causa e não me pareceu um elogio...

Me pareceu um elogio em vários posts....... Bem diferente do que todo mundo que fala de saúde comenta.... incluindo médicos que trabalham no sistema. Mas como ele mesmo disse o SUS difere de um município para outro.
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 21.229
  • Sexo: Masculino
Problemas do SUS
« Resposta #41 Online: 25 de Janeiro de 2010, 11:04:21 »
Citar
Convenhamos, se não fosse interessante para os hospitais conveniados, eles não atenderiam o SUS, não é verdade?

Citar
Brasília - Depois que mais de 400 médicos autônomos de Alagoas suspenderam em definitivo o atendimento ao público por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), 50 anestesistas do estado devem aspresentar hoje (23) pedido de descredenciamento. De acordo com o presidente do Sindicato dos Médicos de Alagoas (Sinmed/AL), Wellington Galvão, a categoria já conta com 90% das assinaturas. A previsão é que, até o fim do mês, os cirurgiões se juntem ao movimento.


É a mais pura verdade!


Offline Fabi

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.801
  • Sexo: Feminino
  • que foi?
Problemas do SUS
« Resposta #42 Online: 25 de Janeiro de 2010, 17:30:13 »
Só porque no interior do interior do Brasil um médico recebe uns 10 mil reais por mês, não quer dizer que todos os médicos do Brasil tenham esse salário. Acontece que no interior do Brasil ninguém quer trabalhar, é a lei de oferta e procura...

Por que o Luiz Souto, cardiologista, não vem nesse tópico falar sobre o SUS?  :desconfiado:
Difficulter reciduntur vitia quae nobiscum creverunt.

“Deus me dê a serenidadecapacidade para aceitar as coisas que não posso mudar, a coragem para mudar o que posso, e a sabedoria para saber a diferença” (Desconhecido)

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.382
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Problemas do SUS
« Resposta #43 Online: 25 de Janeiro de 2010, 17:32:56 »
Só porque no interior do interior do Brasil um médico recebe uns 10 mil reais por mês, não quer dizer que todos os médicos do Brasil tenham esse salário. Acontece que no interior do Brasil ninguém quer trabalhar, é a lei de oferta e procura...

Por que o Luiz Souto, cardiologista, não vem nesse tópico falar sobre o SUS?  :desconfiado:

O que você entende por interior do Brasil?

Skorpios

  • Visitante
Problemas do SUS
« Resposta #44 Online: 25 de Janeiro de 2010, 18:30:39 »
Só porque no interior do interior do Brasil um médico recebe uns 10 mil reais por mês, não quer dizer que todos os médicos do Brasil tenham esse salário. Acontece que no interior do Brasil ninguém quer trabalhar, é a lei de oferta e procura...

Por que o Luiz Souto, cardiologista, não vem nesse tópico falar sobre o SUS?  :desconfiado:

Porque ele é médico militar. ::)

Offline Nina

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.805
  • Sexo: Feminino
    • Biociência.org
Problemas do SUS
« Resposta #45 Online: 25 de Janeiro de 2010, 20:42:50 »
Cadê o Stéfano?
"A ciência é mais que um corpo de conhecimento, é uma forma de pensar, uma forma cética de interrogar o universo, com pleno conhecimento da falibilidade humana. Se não estamos aptos a fazer perguntas céticas para interrogar aqueles que nos afirmam que algo é verdade, e sermos céticos com aqueles que são autoridade, então estamos à mercê do próximo charlatão político ou religioso que aparecer." Carl Sagan.

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Re: Problemas do SUS
« Resposta #46 Online: 25 de Janeiro de 2010, 22:36:06 »
O Derfel é a primeira pessoa que eu escuto que elogia o sistema público de saúde do Brasil.... Incluindo médicos e pacientes....

Porque elogiar o sistema não é mesmo que dizer que ele não tenha falhas. Como disse, ele possui vários problemas, desde financiamento, gestão e precariedade de contratos de trabalho até uma dependência, em alguns casos, da rede conveniada. Com relação ao exemplo do Arcanjo, é apenas uma forma de pressão das cooperativas. Aqui em Natal houve a mesma coisa com os anestesiologistas, houve uma renegociação dos valores e eles voltaram a atuar. Aliás, a cooperativa de anestesiologistas é uma máfia, até para entrar é difícil.
Fabi, quanto mais distante dos polos, realmente mais se ganha. Contudo existe uma grande flexibilidade para os médicos ganharem mais através de outros vínculos (e aí estou me incluindo também, como dentista). Na rede pública você pode ter dois ou três vínculos (desde que no cadastro do CNES não conste mais de 64h semanais) e existem também os redimentos conseguidos na rede particular. Se se ganha, por exemplo, R$ 3.000,00 por 20h semanais, significando 6 plantões de 12h no mês, o médico aumenta seus redimentos com a própria clínica e outros vínculos, como o atendimento na atenção básica (ou você acha que ele iria trabalhar apenas 6 dias por mês?).
E o aumento dos rendimentos vale até mesmo para médicos militares, como o Luiz Souto pode confirmar. Ao militar é necessário dedicação exclusiva, ou seja, não pode ter nenhum outro emprego que não a Força. EXCETO, a saúde. Assim, médicos, dentistas e farmacêuticos militares podem possuir outro vínculo público e atender na clínica privada. Dependendo da unidade é fácil conseguir isso, já que o expediente é de 20h semanais (para os da saúde, não os de arma que trabalham as 40h mesmo servindo na mesma unidade). A gente é até conhecido como a "Máfia de Branco". É claro que o serviço militar pretere todos os outros, assim, se você for chamado na unidade e estiver de plantão em um hospital civil tem que trocar o plantão e se apresentar à unidade.

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Re: Problemas do SUS
« Resposta #47 Online: 05 de Setembro de 2011, 17:21:13 »
Ao invés de apenas criticar, por que não ajudar nas proposições do SUS? Estão havendo as conferência de saúde. Por falha minha deixei de colocar o calendário das conferências municipais. Mas ainda dá tempo de acompanhar as conferências estaduais e a conferência nacional. Se perder a chance agora só daqui a 4 anos! :)
UF Conselho Conferência Estadual de Saúde Data de Início Data de termino
AL CES/AL VII Conferência Estadual de Saúde 26/09/11 29/09/11
AM CES/AM 6ª Conferência Estadual de Saúde 18/10/11 21/10/11
DF CS/DF 8ª Conferência de Saúde 31/08/11 02/09/11
GO CES/GO Conferência Estadual de Saúde 19/10/11 21/10/11
PI CES/PI Conferência Estadual de Saúde 13/10/11 15/10/11
PR CES/PR 10ª Conferência Estadual de Saúde 20/10/11 22/10/11
RN CES/RN 7ª Conferência Estadual de Saúde 27/09/11 29/09/11
RO CES/RO VII Conferência Estadual de Saúde 19/10/11 21/10/11
SE CES/SE V Conferência Estadual de Saúde 07/10/11 09/10/11
SP CES/SP 6ª Conferência Estadual de Saúde 31/08/11 02/09/11
TO CES/TO 7º Conferência Estadual de Saúde 21/09/11 23/09/11

Mais informações: http://conselho.saude.gov.br/ ou no conselho de seu estado ou município.

Municípios que já realizaram a conferência: http://conselho.saude.gov.br/14cns/docs/Municipio_Data_Conferencia.pdf

Essas datas podem ter sido mudadas, por isso é bom conferir. E lembrar que vocês têm voz, mas não voto, já que só os delegados votam.

Aqui dá para acompanhar a quantidade de municípios que já realizaram a conferência: http://conselho.saude.gov.br/14cns/datas.html

Por fim, a 14a. CNS será do dia 30 de novembro a 4 de dezembro de 2011.

Online Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.971
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re: Problemas do SUS
« Resposta #48 Online: 05 de Setembro de 2011, 18:06:55 »
Eu tenho uma pergunta.  Quanto ganha um médico clínico geral em início de carreira que trabalha 6 horas diárias 6 dias por semana? Será que ganha menos de 6.000 por mês? Quanto ganha um pediatra ou um otorrino ou um oftalmo ou um geriatra ou um dermatologista ou um anestesista ou um neurologista com 6 anos de carreira por 36 horas semanais? Será que ganha menos de 10.000 por mês? (no sistema público)?

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Re: Problemas do SUS
« Resposta #49 Online: 05 de Setembro de 2011, 19:43:24 »
Eu tenho uma pergunta.  Quanto ganha um médico clínico geral em início de carreira que trabalha 6 horas diárias 6 dias por semana? Será que ganha menos de 6.000 por mês? Quanto ganha um pediatra ou um otorrino ou um oftalmo ou um geriatra ou um dermatologista ou um anestesista ou um neurologista com 6 anos de carreira por 36 horas semanais? Será que ganha menos de 10.000 por mês? (no sistema público)?
Depende do local onde você vai trabalhar, mas não são 6 dias por semana, são 5 dias. No RN, um clínico geral recém-formado pode ganhar entre R$ 4.000,00 e R$ 15.000 na ESF, dependendo do município (e ainda assim não querem, além de darem o golpe de ganhar por 40h e trabalharem menos que 20h). Um otorrino, um um oftalmo ou um neuro, no SUS, dificilmente vai ganhar menos de R$ 10.000, isso porque os vencimentos são de R$ 3200,00 (no RN), mas ainda há outras gratificações, plantões e ainda recebem AIH (quer dizer, para cada procedimento que ele já é pago por ser médico do estado, o estado ainda paga o procedimento por fora). O restante não sei, mas muitos se reúnem em cooperativas para poder receber duas vezes do estado (por exemplo dá plantões pelo estado em 15 dias e depois pela cooperativa, no mesmo hospital do SUS, só que recebendo muito mais) ou para receberem muito mais, como no caso dos anestesistas que se recusam a trabalharem para o estado, obrigando o estado a contratar a cooperativa de anestesistas (que fazem seu próprio preço).

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!