Autor Tópico: Idéia para resolver a questão do bafômetro  (Lida 5158 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline HFC

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.619
  • Sexo: Masculino
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #25 Online: 14 de Abril de 2012, 11:35:52 »
Ontem eu escutei uma colega de trabalho minha comentando que tava triste pq o primo dirigiu bêbado e matou alguém e pegou de 3 a 5 anos, eu fiquei pensado, só 3 a 5 anos ? Ai lembrei que a lei aqui interpreta que quem dirige bêbado e mata é indiciado por homicídio involuntário e não homicídio como deveria ser.
Depende do estado, em alguns da pra pegar perpétua se matar alguém enquanto dirige bebado.
Ao que parece a culposidade está sendo excluída quando a pessoa está alcoolizada e causa acidente.  Posso estar desinformado mas essa é uma mudança que até o judiciário poderia tomar sem alteração legal.  Nesses casos, consideraria-se sempre dolosa a atitude do motorista que dirige bêbado.
Mars ain't the kind of place
To raise your kids
In fact, it's cold as hell

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #26 Online: 14 de Abril de 2012, 17:53:32 »
Acho que alguém aqui caiu na Lei de Poe...
Acho que você sempre faz o maior esforço que pode para se mostrar o troll mais chato daqui. O troll comunista mais chato e sem graça que já vi. Não precisa se esforçar tanto, saiba, isso flui de você com espantosa naturalidade.

Bom, eu não aplico essa tal lei. Já fui acusado de suspeito por um que parece ser a definição matemática da própria, mas abomino tais inutilidades. Se tentou-se aplicar em mim, pouca importância encontro nisso. Continuo querendo resposta, mesmo com você tentando entrar na frente do gol. Sugiro que saia da frente, porque meu "chute" é um canhão que dispara estrelas de nêutrons a 1 plânckion de c.





Gosta mesmo, é?!  ...Mas, que soluções?

Talvez eu tenha perdido alguma coisa do que eu mesmo disse...

Que "soluções" supostamente "minhas" são essas? Apresentei alguma "solução por proibição" aqui? Para quem tem enorme dificuldade em entender coisas simples, o "mais simples" significa *impossível*.
Sei ...
Se sabe, então por que o comentário de quem não sabe?


Tenho ideia bem "mais simples": ninguém mais bebe.
Valeu gente boa, mas dispenso ... Não tenho aptidão para ser fiscal de MA.
Dispense o que quiser (e puder) por ora. Eu, porém, não dispenso esclarecimento que ficou faltando para isto aqui:
Realmente vc não vê que vc contradisse a si mesmo ?
Não, não vejo. Pode apontar a "contradição" ou espera que eu a invente sozinho?


Vc tem dificuldade de entender isso ?
Primeiro, "dificuldade em entender isso" o que, exatamente? Segundo, seja lá o que for "isso" que eu não estaria entendendo, devo estar com dificuldade mesmo, se não for você, pois o que está dizendo não me faz o mais mínimo sentido. Talvez você possa, quem sabe para me provar a possibilidade de milagres, mostrar que é capaz de se livrar de seu carma advocatício e, falando coisa com coisa ou, até, silenciando-se, admitir o que não quer. Acredite, como lhe é de natureza, que não doerá. O que está fazendo é que poderá terminar por doer. Já enfrentei advogados em audiências e eles perderam exatamente quando começaram a fazer isso que está fazendo. Mas... pode ser que eu esteja louco, ...quem sabe?... Ajude-me, por favor!


O que teria glúten, açúcar (exceptuando-se proximidade de origem química), gordura qualquer e chocolate que ver com a questão aqui? Não capto.
Pegue um dicionário e vá até a letra "S". Procure a palavra "sarcoma". Ache o significado dela.
Não entendo o sentido disso. Por que eu procuraria por uma palavra num dicionário se o significado encontrável num dicionário eu já conheço?


A partir dela, vc irá procurando palavras anteriores até entender o porque dessa adição de proibição ao chocolate e o açúcar.
Você está se sentindo bem? Tem trabalhado muito? Feito outras coisas que não devia? Tome cuidado, rapaz! Na vida é preciso respeitar os limites operacionais das máquinas; é preciso um break nos exageros, *todos eles*. Não usar água no lugar de óleo, nem óleo no lugar de água... Se não, pifa e dá nisso.

Eu não quero saber o porquê de você querer proibir chocolate e açúcar. Quero saber porque eu proibiria, conforme sua sugestão.


Quanto ao glúten, apesar do mesmo procedimento anterior funcionar,
Procedimento?? Que procedimento? Olha, é sempre chato dizer isso, mas você deveria procurar aconselhamento médico. Não é vergonha alguma. Qualquer pessoa pode passar por situação desse tipo. O Adriano fala sobre isso com grande dignidade.


a principal razão pq ele foi incluído é que não gosto do nome dele. Talvez isso seja uma discriminação sem sentido.
Tudo bem que você não goste do nome, mas é por isso que solicitou que eu o proibisse? Parece-me que o glúten é muito importante para a liga das massas de pão de modo a até mesmo justificar seleção e engenharia genética para obter variedades com maior teor de glúten e, com exceção dos celíacos*, não faz mal a ninguém. Você deve refrear suas discriminações sem sentido. É preciso motivos mais significativos para ser contrário a algo. Porém... todavia, entretanto, contudo... por que EU proibiria se nem mesmo contra o nome tenho nada,    assim como você.

Ficou faltando a gordura, especialmente a transversa, que você queria que eu proibisse também. Também não acha o nome estético? No caso, parece-me que existe a interesterificada que as pessoas adotam por deliberação e ciência de afirmada superioridade em benefício da saúde. Por que proibir algo assim, todavia?


Em resumo, o que quero é: Qual foi a minha suposta contradição? Por que você solicitou/sugeriu/determinou(?) que eu proibisse os ítens mencionados? Por obséquio, me esclareça. Se quiser esclarecer outros detalhes pertinentes, não reclamarei.



Já ouvi muito falarem aqui num tal espantalho que não é de plantação nem do Oz...  Conhece?



*Só como um detalhe, não estou bem certo se lembro corretamente, mas parece-me que há algum estudo sobre uma teoria de um tipo de síndrome celíaca branda que acometeria grande parcela da humanidade, causando distúrbios leves, de modo que o glúten poderia fazer um pouquinho mais de mal do que o que se pode observar claramente hoje. Não tenho certeza disso, só vaga lembrança de algum pesquisador. Verifique quem quiser.

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.187
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #27 Online: 14 de Abril de 2012, 19:04:08 »
Cientista, cartão. Já foi avisado sobre ofensas a outros foristas.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #28 Online: 14 de Abril de 2012, 20:51:12 »
Excelente! Bom, a menos que chamar de comunista e dizer que alguém não tem graça tenha passado a se tornar "terrível ofensa" (maior que chato) a partir da última convenção dos inveterados ofendidos de plantão, onde está maior "terrível ofensa" aqui no tópico que aqui?:

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=25915.msg665982#msg665982

Pois bem, exijo a punição do mesmo (o forista Juca) na mesma forma ou o entenderei, Diegojaf, como um protetor tendencioso para com o reclamante, e/ou implicante para comigo. Se for necessário clicar em denuncie, clico. Mas se estão pensando que suas atitudes arbitrárias ficarão por isso, esqueçam. Faço-o em público. Se têm problemas comigo, tomem coragem e descubram e digam o que realmente os incomoda. Não tentem encontrar subterfúgios que amenizem suas consciências para me excluírem. Vocês têm pleno poder para me barrar completamente, se quiserem. Façam com coragem, não dessa forma. Quem menos se importará com isso serei eu.


Quanto a você, Juca, isso que fiz teve exatamente esse objetivo e você mordeu a isca ainda mais deseperadamente que eu esperava. Claro que se você for o queridinho do defensor, estará impune, mas é o que quero descobrir agora. Se existir imparcialidade aqui, saiba que não terá outra oportunidade. Vários aqui já conhecem o peso da minha indiferença.

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.187
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #29 Online: 14 de Abril de 2012, 21:03:16 »
3 meses depois você se ofendeu, assim, do nada? Se não denunciou na ocasião, faça-o agora, mas entenderei isso como mera birrinha por ter sido punido agora. Se um outro moderador entender diferente, que seja.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #30 Online: 14 de Abril de 2012, 22:59:47 »
Do nada???

Não, não me ofendi nem lá nem cá. Ainda não encontrei nesse mundo quem tivesse o suficiente para me ofender. Conseguem me importunar, azucrinar, fazer isso que vocês fazem, mas, ofender, não. O que descobri depois desse tempo é que, na concepção arbitrária de vocês, isso é entendido como ofensa. Pelo visto serve para o birrento mas não para mim.

De resto, obrigado por se revelar, o que é sempre útil. Nada mais desejo. Já descobri o que queria.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.224
  • Sexo: Masculino
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #31 Online: 15 de Abril de 2012, 00:25:59 »
Tive uma idéia que acho que seria útil para impedir essa aberração da pessoa poder se negar a soprar o bafômetro para "não produzir provas contra si mesmo".

Para retirar a carteira de motorista a pessoa deveria assinar um termo concordando em fazer o teste do bafômetro sempre que solicitado por autoridade competente.

ou seja, a pessoa poderia continuar se recusando a soprar, mas perderia a carteira imediatamente ao recusar-se por ter ido de encontro ao termo supra-citado.
[...]

Eu não sou da área, mas não seria possível mudar a Constituição via PEC e tornar obrigatório o uso do bafômetro e/ou a coleta de sangue para análise de dosagem alcoólica em casos de acidentes?
Foto USGS

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #32 Online: 15 de Abril de 2012, 10:15:48 »
Pelo pouco que entendo, não se mexe em cláusulas pétreas da constituição

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.382
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #33 Online: 15 de Abril de 2012, 11:45:46 »
Acho que alguém aqui caiu na Lei de Poe...
Acho que você sempre faz o maior esforço que pode para se mostrar o troll mais chato daqui. O troll comunista mais chato e sem graça que já vi. Não precisa se esforçar tanto, saiba, isso flui de você com espantosa naturalidade.

Bom, eu não aplico essa tal lei. Já fui acusado de suspeito por um que parece ser a definição matemática da própria, mas abomino tais inutilidades. Se tentou-se aplicar em mim, pouca importância encontro nisso. Continuo querendo resposta, mesmo com você tentando entrar na frente do gol. Sugiro que saia da frente, porque meu "chute" é um canhão que dispara estrelas de nêutrons a 1 plânckion de c.

Bicho, você sabe o que é a Lei de Poe? Não sei porque esse mimimi todo. Qualquer um  participa de um debate na internet está fadado a um dia cair nela. O único fato é que você não se atentou que o HFC colocou um Smile no final da frase dele, o que claramente conota um tom de ironia e sarcasmo.

Tua postura no fórum sempre foi de trollismo, sendo arrogante e se achando melhor que qualquer um que mostra contrário às sua teses, que no fim soam proselitistas, dada sua verborragia com conotações narcisistas de superioridade intelectual, quando não de ofensas gratuitas mesmo.




Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #34 Online: 23 de Abril de 2012, 01:32:32 »
HFC ainda não retornou? Foi uma decisão sábia? Ou, acaso, teria achado que o desvio sórdido feito aqui estancou alguma coisa? Esclareçamos isso porque quero resposta, mesmo que o silêncio, mas que fique claro que tenha sido uma resposta.


Acho que alguém aqui caiu na Lei de Poe...
Acho que você sempre faz o maior esforço que pode para se mostrar o troll mais chato daqui. O troll comunista mais chato e sem graça que já vi. Não precisa se esforçar tanto, saiba, isso flui de você com espantosa naturalidade.

Bom, eu não aplico essa tal lei. Já fui acusado de suspeito por um que parece ser a definição matemática da própria, mas abomino tais inutilidades. Se tentou-se aplicar em mim, pouca importância encontro nisso. Continuo querendo resposta, mesmo com você tentando entrar na frente do gol. Sugiro que saia da frente, porque meu "chute" é um canhão que dispara estrelas de nêutrons a 1 plânckion de c.

Bicho, você sabe o que é a Lei de Poe? Não sei porque esse mimimi todo. Qualquer um  participa de um debate na internet está fadado a um dia cair nela. O único fato é que você não se atentou que o HFC colocou um Smile no final da frase dele, o que claramente conota um tom de ironia e sarcasmo.

Tua postura no fórum sempre foi de trollismo, sendo arrogante e se achando melhor que qualquer um que mostra contrário às sua teses, que no fim soam proselitistas, dada sua verborragia com conotações narcisistas de superioridade intelectual, quando não de ofensas gratuitas mesmo.
Primeiro vai reclamar ao papai pensando que sairia ileso e, depois, vendo a besteira que fez para sua própria imagem, tenta responder agora o que, com hombridade, devia ter feito antes. É tarde.

Não conseguiu ficar quieto? A coisa não saiu como esperava? Achou (nem pensou, de fato) que ia ser fácil agir conforme sua natureza, e se machucou feio, não é mesmo? Não podia esperar por esse resultado mas sua natureza não te permite se conter, de modo que o (re)resultado aí está: piorou ainda mais sua situação.

Eu pretendia mais nada dizer, mas, diante de mais essa sua agressão, defendo-me pela última vez, fazendo-o em definitivo.



Bicho, você sabe o que é a Lei de Poe? Não sei porque esse mimimi todo.
Me chamando de bicho? Considero isso ofensa grave. Chamar de animal é apenas categorização taxonômica, mas bicho é depreciativo. Retrate-se ou te denuncio!

Que coisa ainda mais vergonhosa. Querendo apelar para a minha condescendência ao mesmo tempo em que tenta, MAIS UMA VEZ, desviar, não só o assunto do tópico, como este aqui (não foi eu quem iniciou essa digressão e, da minha parte, a encerrarei aqui). Um indivíduo que "se sentiu ofendido" COM A MESMA "OFENSA" COM QUE ME "OFENDEU"

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=25915.msg665982#msg665982

falando em "mimimi". É engraçado ver um menino que correu para a mamãe (ou papai) falando em mimimi. Se sentir ofendido com essa besteira com que você próprio já me ofendera no passado não é mimimi? Mimimi e birrinha de quem reclama disso e de quem atende a uma coisa ridícula como essa. Mas a questão nem foi realmente essa, não é mesmo? Olhe bem para a minha "cara" -- ela está aqui estampada, materializada em tudo o que digo sempre. Olhe bem, se capaz, e verá. Tente encontrar nela algum traço de imbecilidade. Não houve ofensa alguma e você não se sentiu ofendido. Foi só uma oportunidade que viu, um queijo que não pôde dispensar. O que é mais desprezível nisso tudo é a infantil importância que uma bobagem como essa tem para você.

Vou repetir o que eu já disse: desconheço o perdão. Pense um trilhão de vezes antes de sair da linha comigo, porque não tem volta.



Qualquer um  participa de um debate na internet está fadado a um dia cair nela.
Falácia que nem mesmo qualquer aplicação tem aqui. Não conheço nenhum vidente que realmente preveja o futuro. Ninguém está fadado a nada que possa ser previsto dessa forma. Mas isso não tem conexão nenhuma aqui!

Quem caiu foi você, que, na sua brutalidade inata, se acha no direito de ofender os outros com aquilo que "considera ofensivo"

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=25915.msg665982#msg665982

mas não suporta ser "ofendido" da mesma forma. O faz com tanta naturalidade que nem se dá conta. Eu só te devolvi o que você já tinha me oferecido. Mas estas palavras são só para compor meu teatrinho de idiota. Eu sei bem qual o seu problema, é vingativo do tipo sem causa justa. Tem ódio de mim. Nem se importou com ofensa alguma, só viu uma chance de me atacar e, sem se dar chance de pensar, expôs-se desta forma para que todos que são imparciais te vejam ainda com mais clareza como é.



O único fato
Muitos fatos são concernentes àqui, mas o de destaque é que VOCÊ ACHA QUE PODE ME OFENDER LIVREMENTE COM O QUE CONSIDERA "OFENSA", MAS NÃO TOLERA RECEBER RETORNO.

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=25915.msg665982#msg665982

Este é o seu "único fato". Associado ao de que uma toga deveria cair impecavelmente bem no Diegojaf, não sendo de causar preocupação o martelo da lei na mão dele. Imagine-se o Diegojaf excelência num tribunal... Não, isso não é de causar nenhuma preocupação, os tribunais já estão cheios de excelências assim.



é que você não se atentou que o HFC colocou um Smile no final da frase dele, o que claramente conota um tom de ironia e sarcasmo.
É mesmo, é? Que bonitinho...

Não me importam tons de ironia e sarcasmo, mas, tão somente, os fins a que cada ação se direciona.

Meu primeiro comentário também foi irônico e sarcástico, plenamente cônscio de que o tema, embora de grande seriedade, foi postado numa seção determinada a papo furado (coisa que, particularmente, entendo como inadequada). (não) Me surpreendi com uma resposta. Sei muito bem qual foi a finalidade da "ironia e do sarcasmo", mas não deu certo, o tiro saiu pela culatra e, quando você viu mais uma vez o que significa, no mundo real, o que você pensa de mim, abalou-se a me depreciar de alguma forma alternativa, recorrendo a uma "brincadeirinha". Tentar atacar seriamente sob a proteção da conveniência da "brincadeirinha sarcástica" é falácia que não age contra mim. Brincadeirinha só existe quando os dois lados aceitam, *não é*? Ou só quando te interessa que assim seja?

Eu, simplesmente, não queria entrar em debate algum aqui. Só queria deixar um pensamento; pensamento que incomoda muito, eu sei. Tanto que não se pôde resistir. Mas foi para isso mesmo -- para incomodar, não para suscitar respostas. Aquela lembrancinha incômoda, muito desagradável, para o "joio" de que existe o "trigo". O tipo de coisa que enlouquece comunistas.



Tua postura no fórum sempre foi de trollismo, sendo arrogante e se achando melhor que qualquer um que mostra contrário às sua teses, que no fim soam proselitistas, dada sua verborragia com conotações narcisistas de superioridade intelectual, quando não de ofensas gratuitas mesmo.
Isso é a sua... "defesa"? (ou o disse para si mesmo enquanto se olhava num espelho?...) Tão vergonhoso e fraco isso que vou até te ajudar.

Eu sou demais mesmo, pequena criança, como todos podem claramente ver. "Desculpe" se isto te incomoda, mas não posso e não quero fazer nada a respeito. Vivo sob a realidade constante das palavras do Oscar Wilde: "A cada bela impressão que causamos, conquistamos inimigos. Para ser popular é indispensável ser medíocre."

Daí a razão porque adoooro ser popular. A ideia de ser medíocre "me fascina".

Os comunistas se desesperam com isso. Não suportam ver tanta razão em propriedade de um só. Querem distribuí-la nem que, falsamente, em nome do "social". Mas, razão é algo que, por natureza, é tão antidemocrático e anticomunista que só se dá a quem (já) a tem.


Voltando à realidade em que nenhuma ajuda no universo pode te salvar dos teus próprios atos e ditos...

Em resumo, seu recurso aqui foi uma das definições que vocês adotam para ad hominem (tsc tsc, que feio...  ...nenhuma novidade): como eu seria essa "coisa abjeta" que descreves, isso te daria o direito de me ofender, e sem retorno. Te isentaria da tua vilania exposta nesse ESCÂNDALO em que se meteu aqui. Muito bom movimento...

(Frequentemente esses dispensando o silêncio -- a melhor reposta que pode haver para os errados... Tão boa resposta que, por vezes, é a melhor até para os certos.)


Deixe-me ver parte a parte a "procedência" das tuas tão "válidas acusações" que "teriam tanto peso em tua defesa" contra TEU DELITO

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=25915.msg665982#msg665982

aqui. Acusa-me de "trollismo", algo que, simplesmente, jamais fiz; todas minhas interpelações sempre visam um fim de seriedade e, principalmente, de cientificidade, mesmo quando trafegam pelo caminho da ironia; nunca tenho a intenção de desperdiçar o tempo de ninguém e detesto quando o fazem comigo, porque objetivos úteis são sempre fins esperados por mim. Como não tem nada justo para me agredir, recorre a esse ataque falso que te virou um bordão assemântico já desgastadamente repetitivo.

Me comporto arrogantemente e já disse várias vezes que é minha peneira. O único tipo de indivíduo sensível a arrogância é o arrogante. Não é preciso dizer mais.

Se me acho melhor que quem contraria a mim, é uma questão pessoal e não passível de julgamento, mas esperar que você não seja falacioso seria de bestial ingenuidade minha.

Essas tais "teses" que sempre apontam de mim aqui não poderiam ser proselitistas, visto que rogo ao ponto da sofreguidão que apontem evidências *imediatamente incontestáveis* (porque, em algum tempo, TODAS as evidências são contestáveis; é como tem sido por tudo o que se conhece, sendo só possível, em ciência, trabalhar com evidências imediatamente incontestáveis) que as contrariem, mas sempre o que me oferecem de volta, sim, é que sempre pode ser demonstrado como proselitismo, como quando o último recurso que restou foi me dizerem que "é assim porque os historiadores interpretam dessa forma". Vocês, que são adeptos do filosofismo falsificacionista, deveriam ser consistentes com a opinião de que apontar evidências contrárias é mais determinante que a favor.

Como um exemplo a desnudar a falsidade de tal(is) acusação(ões), um raro momento em que alguém aqui não foi arrogante comigo, dispensando minha necessidade de retribuir o gesto (foi um curto momento tão singular que não posso esquecer, na hora, tive até certa dupla -- também para entender o que , exatamente, ele pretendia questionar -- perplexidade):

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=25702.msg662669#msg662669

Há alguns mais (não muitos porque o foco dessas acusações aplica-se à maioria dos outros, não a mim), mas quando se é arrogante, intolerante e imparcial só se vê o que se quer.

Daí o respeito especial que *ainda* tenho pelo Gigaview. Porém que não se iluda ele nem ninguém mais, se mijar fora do penico, roda. Vou repetir mais uma coisa que eu já disse antes: podem me contestar, podem me ofender, ridicularizar, quase qualquer coisa perpetrável contra mim; não me importo nem um til, como qualquer um isento já verificaria. Mas três coisas não tolero: que corrompam minhas palavras; que agridam minha inteligência; que me façam desperdiçar tempo por nenhum ganho (em ordem decrescente de gravidade, com as duas últimas em indefinição nesta ordem)

Quanto a "verborragia com conotações narcisistas de superioridade intelectual" "caracterizando proselitismo", nada tenho a dizer pois não visualizo sentido nisso. Se arrogância seria proselitismo de si mesmo, no máximo... Mas, não, não faço proselitismo algum.

Por fim, o que resta de REAL, de "substância", de não falacioso para me acusar? Ah, sim! Eu o "ofendi". E só você pode fazer isso comigo.

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=25915.msg665982#msg665982

Que crime terrível o meu...

Voltando à questão, que é totalmente desvinculada de MAIS ESSE ATAQUE FALACIOSO AÍ EM CIMA, o que tem para apresentar em sua DEFESA POR AQUILO QUE *EU TE ACUSO* **COM PROVA**, DO QUE ME FEZ?

Como eu já disse, desculpar-se não resultará em redenção comigo. Defenda-se (redima-se) ou consuma-se em sua vergonha. O paradoxo: um sábio não faria nada disso, para começo, mas se um encarnasse em tua pele, entenderia que a única ação é o silêncio constrangido da vergonha.


Digamos que eu espere por um milagre. Tente entender, como um sábio entenderia:

Você tentou mas não conseguiu. Caiu na minha manobra, não eu na sua. Se acha mais esperto do que demonstra ser. Nutre profundo ódio de mim. Eu sei a bobagem infantil que quer, algo "tão importante" para você "conquistar" que para mim nada representa ainda que conseguisse, conheço a tua natureza. Minha vida tem sido como a vida de um milhão. Já lidei e lido com muitos como você, jovem, que são a maioria humana. Perdeu. Qualquer movimento que faça te enterrará ainda mais, não aos olhos confessos (só aos não confessos dos mesmos) dos teus correligionários, é claro, mas esses não são de se dar atenção.

Você se esqueceu do que já tinha me oferecido/achava que eu tinha esquecido. Nem esperou por esta, não é mesmo? É assim mesmo que vocês são: cravejados daquilo que apontam nos outros e alheios a esse fato. Seu comportamento é típico dos defensores do que defendes. És autoritário, intransigente, intolerante, desrespeitoso e seu único recurso consiste em me acusar desses seus predicados. Pode fazer tudo o que quer aos outros mas não receber. Está aí para todos verem, não podes fugir disso.

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=25915.msg665982#msg665982

Meu único "crime" contra ti é fazer mais bonito do que podes suportar.

Agora piora sua situação tentando justificar seu ato imperdoável contra mim baseando-se em falácias, em mais ataques e agressões falaciosas.

É o que te é de costume. Mais um momento em que me ofendeu, disfarçando-se numa indireta, está aqui:

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=25446.msg670578#msg670578

Onde seu claro intento foi insinuar que o burro seria eu.

Lamentavelmente, devo dizer: você sabe        NA-DA disso a que se chama economia. Repete um discurso típico padrão intelectualóide completamente aquém da realidade subjacente a se impor nos fatos do mundo real que direcionam os objetos e processos reais aos quais o constructo discursivo intitulado economia pretende remeter-se. E mais nada.


Diante de tudo isso, fazer o que? Esse é você.


Isto foi uma segunda dose da vacina, no tempo certo, para pegar bem.


Para mim, isso encerra-se aqui. Deste exato momento você me é equivalente a uma inexistência, inclusive física quase. Nada mais te retornarei. Deixo-o exposto num cartaz para que todos vejam o que és ( o que é desnecessário para quem tem percepção aguçada COMO EU, QUE SOU TÃO MAGNÍFICO AO PONTO DE TE INCOMODAR TÃO NUCLEARMENTE).


Voltando ao tópico, aguardo resposta de HFC. Isso eu quero!

E, por mim, pode-se voltar ao papo furado.

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #35 Online: 23 de Abril de 2012, 15:02:15 »
Citar
Substantivo

bi.cho
 1. sinônimo de animal
2. (Gíria) especialmente nos anos 1970, no Brasil, bicho era usado em relação à pessoa com quem se falava: "É isso aí, bicho!"
3. (Gíria) em algumas regiões do Brasil (por exemplo, São Paulo), se diz de alunos recém-ingressos em universidades; neste contexto, é frequentemente grafado bixo
4. (Gíria) recompensa dada ao jogador de futebol pela vitória

http://pt.wiktionary.org/wiki/bicho

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.382
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #36 Online: 23 de Abril de 2012, 17:38:50 »
Citar
...
Me chamando de bicho? Considero isso ofensa grave.
...

Parei de ler nesse ponto. :rola:

É só denunciar, bicho !!! :ok:
« Última modificação: 23 de Abril de 2012, 17:41:49 por _Juca_ »

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #37 Online: 23 de Abril de 2012, 17:45:32 »
Citar
...
Me chamando de bicho? Considero isso ofensa grave.
...

Parei de ler nesse ponto. :rola:

É só denunciar, bicho !!! :ok:
Já eu acho que teria alguns pontos que você deveria responder, só não o fiz porque esperei para ver sua postagem. Acredito que o cientista deveria ser informado o que é uma falácia, um ad hominem e um troll.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.382
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #38 Online: 23 de Abril de 2012, 17:52:05 »
Citar
...
Me chamando de bicho? Considero isso ofensa grave.
...

Parei de ler nesse ponto. :rola:

É só denunciar, bicho !!! :ok:
Já eu acho que teria alguns pontos que você deveria responder, só não o fiz porque esperei para ver sua postagem. Acredito que o cientista deveria ser informado o que é uma falácia, um ad hominem e um troll.

Derfel, fique a vontade pra responder se quiser, ok? Mas acho que ele não vai dar a mínima para essas conotações que a gente preza tanto aqui no fórum, basta ver a tempestade que fez com a Lei de Poe.

Offline Luiz F.

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.734
  • Sexo: Masculino
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #39 Online: 23 de Abril de 2012, 20:03:24 »
O cartão dele foi pelo troll, pelo chato ou pelo comunista?
"Você realmente não entende algo se não consegue explicá-lo para sua avó."
Albert Einstein

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.382
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #40 Online: 23 de Abril de 2012, 22:34:07 »
O cartão dele foi pelo troll, pelo chato ou pelo comunista?

Eu classifiquei ele como Troll já há algum tempo, e com certa razão ao meu ver. Depois que eu identifiquei que talvez ele possa ter caído na lei de Poe aqui nesse tópico, ele surtou e tascou o Ad Hominem que você viu. Agora escreveu trocentas linhas por causa de meia duzia de palavras que eu lhe dirigi,  tascando aquela verborragia cheia de lero-lero. É cômico. :lol:

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.224
  • Sexo: Masculino
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #41 Online: 19 de Outubro de 2012, 22:14:37 »
Pelo pouco que entendo, não se mexe em cláusulas pétreas da constituição

Mas esta questão de trânsito está na parte das cláusulas pétreas?
Foto USGS

Offline JohnnyRivers

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.928
  • Sexo: Masculino
  • Are we saved by the words of bastard saints?
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #42 Online: 19 de Outubro de 2012, 22:35:28 »
Pelo pouco que entendo, não se mexe em cláusulas pétreas da constituição

Mas esta questão de trânsito está na parte das cláusulas pétreas?

O que a Constituição prevê:

Citar
Constituição Federal

Art. 22. Compete privativamente à União legislar sobre:


XI - trânsito e transporte;


Consequentemente:

Citar
Código de Trânsito Brasileiro
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9503.htm
"Que homem é um homem que não torna o mundo melhor?"

"What do we need? Where do we go when we get where we don't know?
  Why should we doubt the virgin white of fallen snow when faith's our shelter from the cold?"
- Skid Row

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.224
  • Sexo: Masculino
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #43 Online: 19 de Outubro de 2012, 22:39:59 »
Pelo pouco que entendo, não se mexe em cláusulas pétreas da constituição

Mas esta questão de trânsito está na parte das cláusulas pétreas?

O que a Constituição prevê:

Citar
Constituição Federal

Art. 22. Compete privativamente à União legislar sobre:


XI - trânsito e transporte;


Consequentemente:

Citar
Código de Trânsito Brasileiro
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9503.htm

Tudo bem. Mas não é uma cláusula pétrea, ou seja, aquela que não pode ser modificada.
Foto USGS

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.209
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #44 Online: 19 de Outubro de 2012, 22:42:16 »
O Geo tem razão. As cláusulas pétreas são os Estados, os direitos individuais (art. 5º, se não me engano), o voto, e a separação dos poderes.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #45 Online: 19 de Outubro de 2012, 22:46:50 »
O direito de não produzir provas contra si mesmo é cláusula pétrea.
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline JohnnyRivers

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.928
  • Sexo: Masculino
  • Are we saved by the words of bastard saints?
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #46 Online: 19 de Outubro de 2012, 22:47:16 »

Tudo bem. Mas não é uma cláusula pétrea, ou seja, aquela que não pode ser modificada.


Eu estava vendo aqui, e tem uma clausula pétrea sim, e é a que gera muitas controvérsias sobre a obrigatoriedade do bafômetro:

Citar
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

LV - aos litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral são assegurados o contraditório e ampla defesa, com os meios e recursos a ela inerentes;

LXIII - o preso será informado de seus direitos, entre os quais o de permanecer calado, sendo-lhe assegurada a assistência da família e de advogado;
"Que homem é um homem que não torna o mundo melhor?"

"What do we need? Where do we go when we get where we don't know?
  Why should we doubt the virgin white of fallen snow when faith's our shelter from the cold?"
- Skid Row

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.209
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #47 Online: 20 de Outubro de 2012, 01:42:09 »
O direito de não produzir provas contra si mesmo é cláusula pétrea.

Yep. De qualquer forma, eu sempre achei completamente interpretativa essa questão. O que seria produzir provas contra si mesmo? Um criminoso que esquece DNA na cena de um crime, está produzindo prova contra si mesmo. Devemos proibir tais provas em tribunais? É tudo muito confuso.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.879
  • Sexo: Masculino
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #48 Online: 20 de Outubro de 2012, 14:04:10 »
Pelo pouco que entendo, não se mexe em cláusulas pétreas da constituição

Mas esta questão de trânsito está na parte das cláusulas pétreas?
Depois de 6 meses :) , o que quis dizer é sobre o direito de não produzir provas contra você mesmo.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.028
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Idéia para resolver a questão do bafômetro
« Resposta #49 Online: 15 de Julho de 2017, 20:27:21 »
Tive uma idéia que acho que seria útil para impedir essa aberração da pessoa poder se negar a soprar o bafômetro para "não produzir provas contra si mesmo".

Para retirar a carteira de motorista a pessoa deveria assinar um termo concordando em fazer o teste do bafômetro sempre que solicitado por autoridade competente.

ou seja, a pessoa poderia continuar se recusando a soprar, mas perderia a carteira imediatamente ao recusar-se por ter ido de encontro ao termo supra-citado.

e quem, de antemão, fosse contra fazer o teste não poderia sequer ter a carteira, visto a necessidade de ter que assinar o termo.

lógico isso só iria valer para as carteiras tiradas a partir de agora.
Ih, agora que vi isso. Já tinha postado antes.

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=24938.msg609722#msg609722

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!