Autor Tópico: Cantadas e Assédio Sexual  (Lida 55973 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.046
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #50 Online: 22 de Julho de 2014, 12:48:02 »
E já que estamos falando do apreço pelo bom uso da língua portuguesa. "aqui", caro sergio, não tem assento agudo como colocado por você abaixo:
O importante nesse caso aquí é a comunicação, que até o momento tem sido eficiente com a adoção da palavra machismo compreendida por todos aquí [...]

Mais uma pequena correção, a palavra Skeptikós é uma transliteração do grego σκεπτικός, que não possui acento agudo no "e" como colocado por você abaixo, só para avisar-lhe deste outro pequeno erro por você cometido.

Pois é, isso é que é ter rigor. Lembrando ao forista Sképtikós, para examinar a ortografia e a gramática de seus textos de forma mais crítica.
Logo, o mesmo conselho por você dado a mim, eu aqui o devolvo a ti.

 :ok:
« Última modificação: 22 de Julho de 2014, 12:54:30 por Skeptikós »
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.160
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #51 Online: 22 de Julho de 2014, 12:54:50 »
Se atenham ao conteúdo do tópico.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #52 Online: 22 de Julho de 2014, 13:06:23 »
Eu acho que o Dr. e o Barata estão tratando a coisa como uma falsa dicotomia. Existe um meio termo entre as opções de não cantar ou cantadas grosseiras "de pedreiro".

2.

Existe diferença brutal entre "seu cabelo está bonito, moça" para "te chupo toda, safada".

Para o comportamento agressivo e desrespeitoso (por favor, sem cair na cilada semântica de definir o que é respeito) não tem nem que ter tentativa de dizer que isso se repete para os homens, pq é mentira. Via de regra, não se repete. Para os casos que acontecem com as mulheres tem sempre a possibilidade de denúncia já válida de acordo com nossas leis, ou um "Não!".

Seguindo o caminho da Ladeira Escorregadia, chegará o dia em que será impossível iniciar qualquer conversa com outra pessoa sem correr o risco de ser processado pelo suposto tom desrespeitoso do seu Bom Dia.

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.046
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #53 Online: 22 de Julho de 2014, 14:06:54 »
Eu acho que o Dr. e o Barata estão tratando a coisa como uma falsa dicotomia. Existe um meio termo entre as opções de não cantar ou cantadas grosseiras "de pedreiro".

2.

Existe diferença brutal entre "seu cabelo está bonito, moça" para "te chupo toda, safada".
Exatamente, além disso o inicio de tópico tratava de cantadas como chamar a mulher de gostosa, ou coias menores, como simplesmente olhar com desejo para uma mulher desconhecida. A minha denuncia diz respeito ao fato do movimento feminista supracitado estar a rotular simples cantadas ou atitudes como as de cima, de assédio sexual contra as mulheres, tentando criminalizar estas pequenas atitudes, apesar de nenhuma destas atitudes se enquadrarem na definição mencionada sobre o que venha a ser de fato o assédio sexual.

Citação de:  Johnny Cash
Para o comportamento agressivo e desrespeitoso (por favor, sem cair na cilada semântica de definir o que é respeito) não tem nem que ter tentativa de dizer que isso se repete para os homens, pq é mentira. Via de regra, não se repete. Para os casos que acontecem com as mulheres tem sempre a possibilidade de denúncia já válida de acordo com nossas leis, ou um "Não!".
A lei não proíbe um homem de fazer uma cantada como as citadas acima, apesar de parecerem grossas, uma simples cantada como a de dizer "eu te chuparia todinha sua arrombada" em si não é suficiente para se caracterizar assédio, se não houver uma ameaça, chantagem, coerção ou evidente tentativa de constrangimento por parte do autor, com o objetivo de forçar a vitima a praticar sexo com ele, não o é assédio sexual.

Mas o tópico em questão não é o de cantadas passíveis de serem consideradas grosseiras, mas sim o fato de que as mulheres ao rotularem de assédio sexual um simples olhar masculino em direção a elas, ou um simples comentário e/ou elogio sobre a sua aparência, elas estão a criminalizar tal ato, ou ao menos parece ser esta a intenção do movimento. Além disso, toma-se como prova unica e somente a versão da mulher supostamente assediada, ignorando por completo a versão do homem acusado de cometer o "crime". Fora o fato de não se exigir nenhuma evidência satisfatoriamente comprobatória, que se não, o próprio relato da "vitima".

Então estou a atentar para este absurdo, que é o objetivo mencionado acima.

Citação de:  Johnny Cash
Seguindo o caminho da Ladeira Escorregadia, chegará o dia em que será impossível iniciar qualquer conversa com outra pessoa sem correr o risco de ser processado pelo suposto tom desrespeitoso do seu Bom Dia.
Concordo com você, por isso a minha preocupação aqui, demonstrada neste tópico.

Abraços!
« Última modificação: 22 de Julho de 2014, 14:09:21 por Skeptikós »
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #54 Online: 22 de Julho de 2014, 14:12:32 »
Como se bem sabe, o idioma é vivo, o importante do idioma é a comunicação, ficar com preciosismo, debatendo semântica é perda de tempo e babaquice, só serve pra tirar o foco do assunto em si. Já coloquei aqui o sentido usual  da palavra machismo, se quiser ficar debatendo semântica, procure outra pessoa pra debater, não vou perder meu tempo.
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.046
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #55 Online: 22 de Julho de 2014, 14:21:05 »
Como se bem sabe, o idioma é vivo, o importante do idioma é a comunicação, ficar com preciosismo, debatendo semântica é perda de tempo e babaquice, só serve pra tirar o foco do assunto em si. Já coloquei aqui o sentido usual  da palavra machismo, se quiser ficar debatendo semântica, procure outra pessoa pra debater, não vou perder meu tempo.
Não se trata somente de semântica caro forista, se trata do fato deste simples sentido usual ao qual você se refere, ser também preconceituoso, discriminatório e sexista contra os homens em geral.

Se mulheres condenam frases preconceituosas como "Mulher no volante, perigo constante", eu condeno o uso sexista, pejorativo e distorcido da palavra "machismo".

Agora, já explicado o fato deste sentido "usual" de machismo ser condenado, não somente por motivos de semântica, como deixado bem claro, espero que você entenda a necessidade de evitar daqui para a frente este uso preconceituoso e distorcido da palavra "machismo" para se referir a atitudes discriminatórias de gênero, cometidas contra homens e mulheres em geral. Optando por usar o próprio termo "sexista" ou "discriminação" para se referir a estes casos.

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #56 Online: 22 de Julho de 2014, 14:24:29 »
Implicar com o uso da palavra machismo por ter conotação preconceituosa é babaquice semântica, da mesma maneira que gays encanando com o uso da palavra homossexualismo ao invés de homossexualidade. Sério, são assuntos muito as profundos e com muito mais coisas a serem debatidas que o significado inicial ou uma suposta conotação preconceituosa que ninguém além de quem reclama percebe.
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.046
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #57 Online: 22 de Julho de 2014, 14:29:56 »
Implicar com o uso da palavra machismo por ter conotação preconceituosa é babaquice semântica, da mesma maneira que gays encanando com o uso da palavra homossexualismo ao invés de homossexualidade. Sério, são assuntos muito as profundos e com muito mais coisas a serem debatidas que o significado inicial ou uma suposta conotação preconceituosa que ninguém além de quem reclama percebe.
Que ótimo, então segundo a sua própria linha de pensamento, implicar com comentários como "Arrombada", "Eu tu chuparia toda" e etc. é uma babaquice semântica por parte dos movimentos feministas supracitados, que estão a implicar com o uso de palavras nas quais os autores afirmam serem elogios, apesar das vitimizadoras interpretarem como ofensas.

Beleza amigo, usando a sua própria retórica você não só tira o meu direito de reclamar do uso inadequado da palavra "machismo", como tira o seu próprio direito de reclamar das cantadas que homens fazem a mulheres. Invalida a minha critica assim como por consequência lógica, invalida a do movimento contra cantadas citado, ao qual você aparentava apoiar.

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #58 Online: 22 de Julho de 2014, 16:22:53 »
Claro, "homossexualismo" remetia a uma doença na sua origem, ninguém faz assa associação da palavra em si com doença hoje em dia. Tudo a ver com chamar alguém de "arrombada" e , que  "Eu te chuparia toda" que todo mundo associa com "você é bela", e só quem reclama percebe como ofensa. Honestidade intelectual 100%. Pra mim chega, já virou paródia de debate isso.

He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.046
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #59 Online: 22 de Julho de 2014, 17:09:33 »
Claro, "homossexualismo" remetia a uma doença na sua origem, ninguém faz assa associação da palavra em si com doença hoje em dia.
Falsa analogia meu amigo, homossexualismo era considerado uma psicopatologia do gênero parafilico, que significava e ainda significa aquele que sente-se em predomínio, sexualmente atraído por pessoas do mesmo sexo. A unica coisa que mudou ai, foi que a OMS retirou tal comportamento da lista de parafilias, não mais o considerando-o como uma psicopatologia. Mais o restante de seu significado permanece intacto e fiel ao original.

Já com o "machismo" o que antes significava simplesmente qualidades masculinas, passou a significar opressão masculina e mulheres oprimidas. Este não perdeu partes do significado, e sim teve seu significado totalmente deturpado e distorcido por movimentos pseudo-igualitários.

Consegue perceber a diferença?

Além do mais, eu já disse que a questão do "machismo" não é somente semântica, mas sim, discriminatória, pois mancha a imagem do homem, por presumir que este é naturalmente mal e sempre o culpado de todas as mazelas das relações sociais, sendo evidentemente mais correto por isso, evitar tal termo para se referir a opressão, ódio e/ou discriminação de gênero, optando para tal fim, o uso de palavras como "sexismo".

Tudo a ver com chamar alguém de "arrombada" e , que  "Eu te chuparia toda" que todo mundo associa com "você é bela", e só quem reclama percebe como ofensa. Honestidade intelectual 100%. Pra mim chega, já virou paródia de debate isso.
Se você procurar no dicionário, verá que "gostosa" é definido como aquilo que é bom, saboroso, que dá prazer, que é agradável. Enquanto "arrombada", se limitando ao sentido sexual apresentando, diz respeito simplesmente aquela mulher que não é mais virgem. A primeira palavra é claramente interpretada como um elogio, enquanto a segunda, uma afirmação neutra. Ambos, significados positivos, ou ao menos, neutros, diferente do sentido pejorativo de "machismo", comumente usado por movimentos feministas e público leigo para se referir a atitudes de opressão e desigualdade de gênero.

Agora, não me venha com hipocrisia, pois foi você mesmo que disse que semântica deve ser ignorada na questão, ou seja, foi você mesmo que deu um tiro no próprio pé, pois segundo esta linha de pensamento, independente do significado das palavras, se homens não podem reclamar de se sentirem ofendidos por serem chamados de machistas, mulheres também não o podem quando chamadas de gostosas e arrombadas.

Abraços!
« Última modificação: 22 de Julho de 2014, 17:13:51 por Skeptikós »
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #60 Online: 22 de Julho de 2014, 18:04:28 »
É o cúmulo da desonestidade dizer que arrombada é um termo neutro. Então vai chamar sua mãe de arrombada e vê o que ela acha disso.  Já a palavra machismo é ofensiva, mesmo para os não machistas babacas. Claro......
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.126
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #61 Online: 22 de Julho de 2014, 18:23:51 »
É o cúmulo da desonestidade dizer que arrombada é um termo neutro. Então vai chamar sua mãe de arrombada e vê o que ela acha disso.  Já a palavra machismo é ofensiva, mesmo para os não machistas babacas. Claro......

Que bom que já percebi isso na página anterior. O Sképtikos não quer debater, ele quer impôr a opinião pessoal dele, completamente eivada de subjetividade, pré-conceitos e provavelmente uma carga de amargura pessoal.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #62 Online: 22 de Julho de 2014, 19:34:40 »
Não me parece ser muito difícil diferenciar cantadas "neutras" de cantadas ofensivas (que poderiam ser enquadradas como injúria ou até difamação). Cantadas do tipo "te chupo toda" indiretamente chamam a mulher de vagabunda, "corrimão", piriguete ou puta, pois só com mulheres desse tipo teoricamente haveria uma abertura para tal tipo de tratamento, ainda mais em público. Isso é ofensa, e independe da mulher ser de fato alguma dessas coisas.
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.046
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #63 Online: 22 de Julho de 2014, 20:12:43 »
É o cúmulo da desonestidade dizer que arrombada é um termo neutro. Então vai chamar sua mãe de arrombada e vê o que ela acha disso.  Já a palavra machismo é ofensiva, mesmo para os não machistas babacas. Claro......

Que bom que já percebi isso na página anterior. O Sképtikos não quer debater, ele quer impôr a opinião pessoal dele, completamente eivada de subjetividade, pré-conceitos e provavelmente uma carga de amargura pessoal.
Vocês dois de fato estão apresentando opiniões muito objetivas, imparciais e honestas, não é mesmo?

Acho que deveriam examinar a si mesmos, pois assim veriam em vocês exatamente aquilo do que estão me acusando.

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.046
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #64 Online: 22 de Julho de 2014, 20:19:46 »
Não me parece ser muito difícil diferenciar cantadas "neutras" de cantadas ofensivas (que poderiam ser enquadradas como injúria ou até difamação). Cantadas do tipo "te chupo toda" indiretamente chamam a mulher de vagabunda, "corrimão", piriguete ou puta, pois só com mulheres desse tipo teoricamente haveria uma abertura para tal tipo de tratamento, ainda mais em público. Isso é ofensa, e independe da mulher ser de fato alguma dessas coisas.
Quem dera se o contrário também fosse interpretado assim, ao menos neste caso haveria real igualdade de gênero.

Posso de fato ter forçado a barra ao dizer que "arrombada" seja um termo neutro, e repensando minha afirmação e a maneira como esta palavra geralmente é usada para se dirigir as pessoas, eu até assumo que seria muito mais provável que a intenção do autor que a proferisse fosse a de ofender. Logo, me retrato neste ponto.

Agora, não mudo minha opinião sobre o fato de que chamar a garota de gostosa não é uma ofensa, e muito menos assédio sexual.

Já sobre afirmações como "eu te chuparia todinha", dependerá do contexto, do tom empregado e demais fatores, não podendo ao meu ver, ser generalizada como sendo sempre uma afirmação ofensiva, como colocado por você DVD.

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.074
  • Sexo: Masculino
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #65 Online: 22 de Julho de 2014, 22:07:14 »
Citação de: Skeptikós
Já sobre afirmações como "eu te chuparia todinha", dependerá do contexto, do tom empregado e demais fatores, não podendo ao meu ver, ser generalizada como sendo sempre uma afirmação ofensiva, como colocado por você DVD.

 :histeria:

Não é mais DVD, ele já mudou para Blue Ray...
"Deus prefere os ateus"

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.046
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #66 Online: 23 de Julho de 2014, 10:02:38 »
Citação de: Skeptikós
Já sobre afirmações como "eu te chuparia todinha", dependerá do contexto, do tom empregado e demais fatores, não podendo ao meu ver, ser generalizada como sendo sempre uma afirmação ofensiva, como colocado por você DVD.

 :histeria:

Não é mais DVD, ele já mudou para Blue Ray...
:histeria: Verdade, cometi esta gafe.  :biglol: :biglol:
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline _tiago

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.343
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #67 Online: 28 de Julho de 2014, 15:23:17 »
Esta é pra acabar, descobri hoje, em perambulações por páginas do facebook, que existe um grupo do movimento feminista que esta a lutar pelo fim das cantadas, pois segundo integrantes do grupo, estas seriam nada mais nada menos do que assédio sexual, como consta na descrição de um dos seu sites, que descrevem o projeto como "[uma iniciativa] criada para lutar contra o assédio sexual [que mulheres sofrem] em locais públicos."1, 2. Aqui está a página delas no facebook (Cantada de Rua), usada para divulgação das denuncias realizadas ao meios de comunicação por elas dirigidos. Elas mantem até um mapa geográfico que apresenta dados referentes as cantadas (ops, desculpa, quis dizer "assédios sexuais", como colocado por elas) que as garotas recebem Brasil afora: Chega de Fiu Fiu.

[1] Ou seja, usar roupas sensuais é um direito da mulher, bem como os assédios cometidos por mulheres histéricas quando estas estão diante de homens socialmente destacados3 (e eu não me oponho a nenhuma dessas atitudes cometidas por mulheres, muito pelo contrário, eu concordo que isso seja um direito delas)4, mas agora, quando homens elogiam as mulheres, expressando o seu desejo por elas, e quando estas não desejam de forma reciproca este mesmo homem, ai a atitude de tal homem é interpretado pelo movimento feminista como um crime de assédio sexual, enquanto o inverso nunca o seria. Muito justo isso, de fato o movimento esta a lutar por uma causa justa e igualitária, sem se esquecer que, muito relevante (o fim e a criminalização das cantadas), só que não!  :nao3:  :stunned:


Dei uma olhada no site "Chega de Fiu Fiu" e tem coisa ali bem incômoda, outras, bem assustadoras. Lógico que a mulher se sente assustada e intimidada; um e outro caso ali de tapa na bunda, não dá! Cantada de rua: "Ô gostosa, ô delícia!" Acho isso falta de educação e desrespeito, pode ser encarado como violência verbal, dependendo de como a mulher entenda o caso.

[1] E meu, mulher está numa situação diferente da do homem. Em geral tendem a ser menos promíscuas [Fonte: Tábula Rasa, Pinker] e mais indefesas. Ora, esse segunda característica deveria ser pra lá de óbvia. Exemplo esdrúxulo: eu derrubo uma mulher com um tapa, o contrário não ocorre. E se sentir acuada e diante de alguém mais forte que você, é normal, é ruim, é assustador!

Uma coisa (mais ou menos, aliás) é abordar com um "Oi, tudo bom?" ou "Vi você passando, será que a gente poderia conversar?" Outra, diferente, é já emendar um: "quero chupar sua b...", "Gostosa!". Tem mulher que não gosta e acho que isso deveria ser respeitado.

E meu, sucesso profissional é uma coisa pra lá de diferente de uma mulher, simplesmente por ser bonita, poder (e do jeito que você falou: dever aguentar ser) chamada de gostosa a toda esquina. Acho isso bizarro!

 
 

Offline _tiago

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.343
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #68 Online: 28 de Julho de 2014, 15:24:40 »
Cantada é cantada, grosseria é outra coisa...

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.046
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #69 Online: 28 de Julho de 2014, 16:22:34 »
Esta é pra acabar, descobri hoje, em perambulações por páginas do facebook, que existe um grupo do movimento feminista que esta a lutar pelo fim das cantadas, pois segundo integrantes do grupo, estas seriam nada mais nada menos do que assédio sexual, como consta na descrição de um dos seu sites, que descrevem o projeto como "[uma iniciativa] criada para lutar contra o assédio sexual [que mulheres sofrem] em locais públicos."1, 2. Aqui está a página delas no facebook (Cantada de Rua), usada para divulgação das denuncias realizadas ao meios de comunicação por elas dirigidos. Elas mantem até um mapa geográfico que apresenta dados referentes as cantadas (ops, desculpa, quis dizer "assédios sexuais", como colocado por elas) que as garotas recebem Brasil afora: Chega de Fiu Fiu.

[1] Ou seja, usar roupas sensuais é um direito da mulher, bem como os assédios cometidos por mulheres histéricas quando estas estão diante de homens socialmente destacados3 (e eu não me oponho a nenhuma dessas atitudes cometidas por mulheres, muito pelo contrário, eu concordo que isso seja um direito delas)4, mas agora, quando homens elogiam as mulheres, expressando o seu desejo por elas, e quando estas não desejam de forma reciproca este mesmo homem, ai a atitude de tal homem é interpretado pelo movimento feminista como um crime de assédio sexual, enquanto o inverso nunca o seria. Muito justo isso, de fato o movimento esta a lutar por uma causa justa e igualitária, sem se esquecer que, muito relevante (o fim e a criminalização das cantadas), só que não!  :nao3:  :stunned:


Dei uma olhada no site "Chega de Fiu Fiu" e tem coisa ali bem incômoda, outras, bem assustadoras. Lógico que a mulher se sente assustada e intimidada; um e outro caso ali de tapa na bunda, não dá!
Tapas na bunda e coisas do tipo já são mais do que cantadas, e mereceriam um outro tópico para debate, não deveriam por exemplo serem colocados no mesmo saco que as cantadas e os assovios de "fiu fiu". A questão é que os sites supra desejam veementemente classificarem simples cantadas e assovios de "fiu fiu" como episódios de assédio sexual, e isso é no mínimo absurdo.

Citação de: _tiago
Cantada de rua: "Ô gostosa, ô delícia!" Acho isso falta de educação e desrespeito, pode ser encarado como violência verbal, dependendo de como a mulher entenda o caso.
Não se deve confundir atenção sexual indesejada com assédio sexual. Assédio sexual (ou mesmo violência verbal), como elas (as feministas) ou você desejam classificar como tal, essas simples cantadas indesejadas pelas mulheres, vindas de homens indesejados por elas,  é como eu já disse, no mínimo absurdo.

Eu já apresentei aqui a definição de "assédio sexual" como sendo propostas sexuais que envolvam ameaças, coerção, chantagens e constrangimentos constantes, com o objetivo de subjugar a vítima a se entregar sexualmente contra a sua vontade. E isso passa longe do que representa uma cantada indesejada, ou um simples assovio de "fiu fiu" por parte de um homem indesejado. E evidentemente tentar considera-los (cantadas e assovios) como exemplos de assédio sexual, tomando como critério de julgamento a simples e relativa opinião da mulher, é o máximo da distorção de um conceito, simplesmente inadmissível.

Citação de: _tiago
[1] E meu, mulher está numa situação diferente da do homem. Em geral tendem a ser menos promíscuas [Fonte: Tábula Rasa, Pinker]
Sei, aliás, sua fonte é muito confiável.  :P

Citação de: _tiago
e mais indefesas.
Irrelevante.

Citação de: _tiago
Ora, esse segunda característica deveria ser pra lá de óbvia. Exemplo esdrúxulo: eu derrubo uma mulher com um tapa, o contrário não ocorre. E se sentir acuada e diante de alguém mais forte que você, é normal, é ruim, é assustador!
Estamos falando de cantadas e não de violência doméstica, não confunda, e mesmo assim, homens também são vítimas de violência doméstica. E mulheres geralmente sabem muito bem compensarem a sua falta de força, seja com armas, seja por violência através de procuração e etc.

Mais isso não vem ao caso aqui, existe um outro tópico no fórum que estamos a debater sobre este tema, e se quiser insistir nele, pode deixar a sua opinião aqui

Citação de: _tiago
Uma coisa (mais ou menos, aliás) é abordar com um "Oi, tudo bom?" ou "Vi você passando, será que a gente poderia conversar?" Outra, diferente, é já emendar um: "quero chupar sua b...", "Gostosa!". Tem mulher que não gosta e acho que isso deveria ser respeitado.
Eu não gosto de muitas coisas que são ditas a meu respeito, mais nem tudo de que não gostamos pode ser considerado um crime simplesmente por não gostarmos.

Tem mulher que não gosta de caras gordos e velhos, e nem por isso começaremos a prender e acusar de assédio sexual todo gordo velho que se aproximou de uma mulher atraente para demonstrar seu desejo, e foi sumariamente rechaçado por ela. (Ou talvez até comecemos, caso esta campanha absurda das feministas acima consiga atingir o objetivo absurdo que elas desejam alcançar)

Assim como existem homens que não gostam de mulheres muito pequenas, e nem por isso prenderemos ou as acusaremos de assédio sexual toda anã que se aproximou de um homem para demonstrar a ele o seu desejo, sendo posteriormente sumariamente rejeitada por ele, que manifestava seu enorme desprezo por ela.

Como dito, não se deve confundir atenção sexual indesejada com assédio sexual, pois existe uma enorme diferença entre um e outro, diferença esta que as feministas dos movimentos acima estão a ignorar.

Citação de: _tiago
E meu, sucesso profissional é uma coisa pra lá de diferente de uma mulher, simplesmente por ser bonita, poder (e do jeito que você falou: dever aguentar ser) chamada de gostosa a toda esquina. Acho isso bizarro!
Eu demonstrei diversos exemplos de homens que são assediados a todo tempo por mulheres, eles  sofrem muito mais assédio por parte de mulheres do que qualquer mulher que eu conheça neste mundo sofra de algum homem. E no entanto, como eu disse, quando é o inverso, a história muda, mulher alguma é acusada de assédio sexual por se jogar em cima de seu ídolo tentando agarra-lo a força, enquanto no caso de uma simples cantada proferida de um homem, endereçada a mulher que ele deseja, passa a ser simplesmente pelo fato da mulher não ter aprovado ele e/ou sua cantada. Isso sim é bizarro.

 :no:
« Última modificação: 28 de Julho de 2014, 16:29:57 por Skeptikós »
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.782
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #70 Online: 28 de Julho de 2014, 22:32:55 »

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #71 Online: 29 de Julho de 2014, 02:42:44 »
Enquanto isso num mundo civilizado
De acordo com o texto acima, um cara foi preso por exibir a genitália pra uma mulher num vagão de metrô. Aí vão dizer que se fosse o contrário, uma mulher sem calcinha deixando aparecer "algo" a um homem, seria opressão feminina? Acho que rapazes pudicos, de família, tem que reivindicar também vagões exclusivamente masculinos.

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.046
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #72 Online: 29 de Julho de 2014, 12:09:23 »
Enquanto isso num mundo civilizado
De acordo com o texto acima, um cara foi preso por exibir a genitália pra uma mulher num vagão de metrô. Aí vão dizer que se fosse o contrário, uma mulher sem calcinha deixando aparecer "algo" a um homem, seria opressão feminina? Acho que rapazes pudicos, de família, tem que reivindicar também vagões exclusivamente masculinos.
Mostrar a genitália em público é atentado violento ao pudor, independente do gênero da pessoa.

O problema é considerar qualquer investida sexual por parte de um homem indesejado, segundo os critérios da mulher abordada, como assédio sexual, como eu disse acima; atenção sexual indesejada é muito diferente de assédio sexual.

Além disso, a noticia acima é muito vaga, não deixando claro que tipo de comentários e/ou investidas românticas são classificadas como assédio sexual. Como de praxe, estes noticiários sempre divulgando as coisas de forma desleixada.

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.160
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Cantadas e Assédio Sexual
« Resposta #73 Online: 29 de Julho de 2014, 17:41:39 »


Bom senso, só bom senso.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.046
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
« Última modificação: 29 de Julho de 2014, 22:29:58 por Skeptikós »
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!