Autor Tópico: Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.  (Lida 1054 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Nostromo

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 176
  • Sexo: Masculino
  • Visão Além do Alcance.
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #25 Online: 04 de Agosto de 2017, 12:41:16 »
Eu comento com meus colegas de trabalho que gostam de anime (não sei como) que o problema dos animes é a temática batida demais. As séries ou são sobre lutas entre seres com poderes que formam equipes, ou são temas meio terror/sci-fi niilistas. Sempre com personagens estereotipados.



Tudo segue uma estética e um roteiro dependendo do gênero, concordo que ás vezes fica cansativo porque tem algumas produções meio parecidas. O que salva também é o carisma dos personagens.

Offline Nostromo

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 176
  • Sexo: Masculino
  • Visão Além do Alcance.
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #26 Online: 04 de Agosto de 2017, 12:42:30 »
Infelizmente o Brasil ficou à margem do rio da história dos quadrinhos e das animações. Os europeus tem uma qualidade mil vezes maior....bem como os ocidentais em geral....infelizmente mesmo do ocidente o que mais ficou popular são as M***** de super heróis.

Acho que cada um tem sua característica que chama atenção.

Offline Nostromo

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 176
  • Sexo: Masculino
  • Visão Além do Alcance.
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #27 Online: 04 de Agosto de 2017, 12:56:31 »


Comparando os dois, o problema do mangá é o direcionamento do material aos adolescentes, sem acompanhar a idade do público. Já os comics parecem ter envelhecido com seus leitores, e muitos bons escritores fazem histórias boas para a mídia em questão.

Bom, o que aconteceu em alguns casos como Hokuto No Ken foram gerados novos gêneros como Seinen (mangás com apelo mais adulto).

No geral existe uma classificação. Kodomo - mangás infantis com história com inicio meio e fim (como Turma da Mônica). Shounem - mangás para homens adolescentes com enfoque em batalhas e conflitos geralmente, também abrange outros gêneros como esporte. Shoujo - Mangás para meninas onde rola fantasia (que no shounem também rola) e romance. Seinen - mangás para homens com tramas mais densas e complexas com maior grau de violência e com sexo. Josei - mangás para mulheres no mesmo clima do Seinen, mas com relacionamentos complexos.

Legal !!!!
Não conheci essas nuances.

Complementando com mais alguns termos.

Hentai: gênero onde predomina o sexo e qualquer fetiche relacionado ao mesmo.

Harém: gênero onde tem um bando de garotas interessadas no mesmo menino e ficam dando em cima dele ou rodeando-o.

Ecchi: gênero onde durante o desenvolvimento da história dá destaque aos corpos das personagens de uma forma intencional e provocações, mas sem relações sexuais entre os personagens, no geral isso fica subentendido.

Yuri: qualquer produção que tenha como foco relações entre duas garotas.

Yaoi: produção que tem o foco relação entre dois homens.

Loli: gênero onde as personagens são retratadas como garotas de 12 anos, mas seu comportamento geralmente não condiz com a idade.

Offline Rafael_SG

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 230
  • Sexo: Masculino
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #28 Online: 04 de Agosto de 2017, 14:15:09 »


Comparando os dois, o problema do mangá é o direcionamento do material aos adolescentes, sem acompanhar a idade do público. Já os comics parecem ter envelhecido com seus leitores, e muitos bons escritores fazem histórias boas para a mídia em questão.

Bom, o que aconteceu em alguns casos como Hokuto No Ken foram gerados novos gêneros como Seinen (mangás com apelo mais adulto).

No geral existe uma classificação. Kodomo - mangás infantis com história com inicio meio e fim (como Turma da Mônica). Shounem - mangás para homens adolescentes com enfoque em batalhas e conflitos geralmente, também abrange outros gêneros como esporte. Shoujo - Mangás para meninas onde rola fantasia (que no shounem também rola) e romance. Seinen - mangás para homens com tramas mais densas e complexas com maior grau de violência e com sexo. Josei - mangás para mulheres no mesmo clima do Seinen, mas com relacionamentos complexos.

Legal !!!!
Não conheci essas nuances.

Complementando com mais alguns termos.

Hentai: gênero onde predomina o sexo e qualquer fetiche relacionado ao mesmo.

Harém: gênero onde tem um bando de garotas interessadas no mesmo menino e ficam dando em cima dele ou rodeando-o.

Ecchi: gênero onde durante o desenvolvimento da história dá destaque aos corpos das personagens de uma forma intencional e provocações, mas sem relações sexuais entre os personagens, no geral isso fica subentendido.

Yuri: qualquer produção que tenha como foco relações entre duas garotas.

Yaoi: produção que tem o foco relação entre dois homens.

Loli: gênero onde as personagens são retratadas como garotas de 12 anos, mas seu comportamento geralmente não condiz com a idade.

Hahahaah que coisa !!!!!!


Offline Nostromo

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 176
  • Sexo: Masculino
  • Visão Além do Alcance.
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #29 Online: 04 de Agosto de 2017, 16:53:19 »
Uma vez comentaram num dos tópicos sobre o tema que são sempre histórias de adolescentes se tornando adultos, mas tudo metaforizado em acontecimentos muito mais épicos do que espinhas e empregos que pagam mal.



...

Eu gostava desse desenho "a turma", mas esse não era japonês ou europeu, acho.


Citar
https://en.wikipedia.org/wiki/The_Get_Along_Gang#Reception_and_criticism


Reception and criticism[edit]

In 1986, Ralph Novak of People Weekly observed that Nelvana's pilot special "is enlivened by the music of John Sebastian and some relatively sophisticated (for television) animation. Cartoon violence is only the most innocuous sort."[2]

The series was the product of an era in the 1980s when television watchgroups held great influence over children's programming, demanding that shows intended for young viewers emphasise positive values rather than violence or conflict.[citation needed] Consequently, critics of the series accused it of "enforcing" the importance of group harmony over individualism.

In an August 8, 1997 article written by television/cartoon writer Mark Evanier for his website, POVonline, in which he recalled writing for the Dungeons & Dragons cartoon series, which premiered one year before The Get Along Gang (and aired alongside it on the CBS lineup), Evanier noted:

Citar
[Television watchgroups] all seek to make kidvid more enriching and redeeming, at least by their definitions, and at the time, they had enough clout to cause the networks to yield. Consultants were brought in and we, the folks who were writing cartoons, were ordered to include certain "pro-social" morals in our shows. At the time, the dominant "pro-social" moral was as follows: The group is always right...the complainer is always wrong.

This was the message of far too many eighties' cartoon shows. If all your friends want to go get pizza and you want a burger, you should bow to the will of the majority and go get pizza with them. There was even a show for one season on CBS called The Get-Along Gang, which was dedicated unabashedly to this principle. Each week, whichever member of the gang didn't get along with the others learned the error of his or her ways....

...I don't believe you should always go along with the group. What about thinking for yourself? What about developing your own personality and viewpoint? What about doing things because you decide they're the right thing to do, not because the majority ruled and you got outvoted?[3]

Eu não lembrava desse aspecto, achava que geralmente só tinham os personagens répteis meio como vilões e umas outras coisas meio aleatórias, mas não lembrava de lições de moral implícitas em não concordar com o grupo.

Nossa Turma é americano feito pela DIC (hoje DHX Media) famosa pelos desenhos Inspetor Bugiganga, Pole Position entre outros.

Sim, ele era um desenho educativo com lições de moral embutidas. Foi até uma associação cristã que ajudou a criar esse desenho eu acho.

Falando nisso conhecem os animes baseados na bíblia?

http://www.jbox.com.br/materias/super-book/

Super Book teve episódios banidos no ocidente porque os japoneses foram fiéis demais com os escritos bíblicos lançaram até um episódio sobre o juízo final.  :histeria:

Esse também é baseado na bíblia:

http://www.jbox.com.br/materias/a-casa-voadora/

Offline Rafael_SG

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 230
  • Sexo: Masculino
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #30 Online: 04 de Agosto de 2017, 17:03:41 »
Falando em biblia, tem um hentai que se chama "Bible Black", acho...
Assisti quando era jovenzito...
Rapaz... que coisa.


Offline Aronax

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.287
  • Sexo: Masculino
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #31 Online: 04 de Agosto de 2017, 18:41:39 »
Acho que não lembro de nenhuma série de desenhos europeus... :hein: tirando Smurfs ("Schtrumpfs" ou algo assim)... que simplesmente não me interessava, provavelmente de público-alvo feminino, apesar daquilo de só ter uma smurfete para todos os smurfs... :hein:



de uma olhada aqui....tem vários links para muitas delas....mas ainda faltam muitas mais.....

http://hqs-europeias.blogspot.com.br/
Uma verdade ou um ser podem ser vistos de vários pontos, porém a verdade e o ser estão acima de pontos de vista.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.359
  • Sexo: Masculino
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #32 Online: 04 de Agosto de 2017, 18:52:18 »
HQs européias conheço... mas desenhos animados acho que foram bem mais raros, talvez especialmente desde os anos 80...

Acho que teve um desenho do Lucky Luke... mas não lembro se era série de pequenos episódios ou "longas"... acho que nos anos 90 teve uma do Tintin...

Acho que antes dos anos 80 tiveram desenhos de Mortadelo e Salaminho...

Offline Nostromo

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 176
  • Sexo: Masculino
  • Visão Além do Alcance.
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #33 Online: 07 de Agosto de 2017, 12:02:29 »
Falando em biblia, tem um hentai que se chama "Bible Black", acho...
Assisti quando era jovenzito...
Rapaz... que coisa.

Meu primeiro hentai foi a A Lenda do Demônio no Cine Band Privê.  :histeria:

Esse Hentai é baseado num game e tem até uma linha de figuras bem safadinhas.  :lol:

Offline Nostromo

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 176
  • Sexo: Masculino
  • Visão Além do Alcance.
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #34 Online: 07 de Agosto de 2017, 12:03:24 »
HQs européias conheço... mas desenhos animados acho que foram bem mais raros, talvez especialmente desde os anos 80...

Acho que teve um desenho do Lucky Luke... mas não lembro se era série de pequenos episódios ou "longas"... acho que nos anos 90 teve uma do Tintin...

Acho que antes dos anos 80 tiveram desenhos de Mortadelo e Salaminho...

Esqueceu do Asterix e do Spiro e Fantasio (acho que esse último passou na Rede Brasil e Cultura).

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.359
  • Sexo: Masculino
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #35 Online: 07 de Agosto de 2017, 12:26:01 »
O último eu não conhecia mesmo, o primeio eu descontei porque são desenhos longas, estava pensando apenas em séries.

https://en.wikipedia.org/wiki/Once_Upon_a_Time..._Life

Esse aqui é franco-suiço-nipo-italiano.  :o


Os longas do Asterix em desenho animado são muito bons... no do Asterix e Cleopatra fizeram uma aparição especial do Popeye. :biglol:

Já os filmes "filmados" mesmo o melhor que se faz se for assistir, é esquecer que é Asterix e imaginar que é algo como um filme dos Trapalhões ou casseta-e-planeta meio que parodiando/homenageando Asterix.

Offline Nostromo

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 176
  • Sexo: Masculino
  • Visão Além do Alcance.
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #36 Online: 07 de Agosto de 2017, 15:26:46 »
O último eu não conhecia mesmo, o primeio eu descontei porque são desenhos longas, estava pensando apenas em séries.

https://en.wikipedia.org/wiki/Once_Upon_a_Time..._Life

Esse aqui é franco-suiço-nipo-italiano.  :o


Os longas do Asterix em desenho animado são muito bons... no do Asterix e Cleopatra fizeram uma aparição especial do Popeye. :biglol:

Já os filmes "filmados" mesmo o melhor que se faz se for assistir, é esquecer que é Asterix e imaginar que é algo como um filme dos Trapalhões ou casseta-e-planeta meio que parodiando/homenageando Asterix.

Animações onde os japas ajudaram a fazer isso acontece desde os anos 80: Thundercats, Caverna do Dragão, My Little Pony (Primeira versão)...

Existe um anime francês chamado Oban Star Racers:

https://en.wikipedia.org/wiki/%C5%8Cban_Star-Racers

Existem também os Murikanime: Desenhos que copiam a estética como Tottaly Spies, Martin Mistery, Team Galaxy, Gormit, W.I.T.C.H., Winx Club, Teen Titans e até Ben 10.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Anima%C3%A7%C3%A3o_influenciada_por_anim%C3%AAs

Agora Asterix e Cleopatra o live action (filme) vale a pena para ver a Mônica Bellucci como Cleopatra:






Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.359
  • Sexo: Masculino
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #37 Online: 07 de Agosto de 2017, 15:45:23 »
E a Laetitia Casta como Falbala.





Uns 90% dos desenhos animados americanos são animados na Coréia.

Mas é mais uma terceirização do trabalho de animação do que algo que se possa considerar "origem" da produção, ou, da propriedade intelectual em si, que é em que geralmente pensamos.

Offline Nostromo

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 176
  • Sexo: Masculino
  • Visão Além do Alcance.
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #38 Online: 07 de Agosto de 2017, 17:44:53 »
Seria origem da animação em si, porque no caso a concepção dos personagens, cenários e roteiro seria americana.

No caso de Oban Star Racers o criador só conseguiu idealizar a animação no Japão, os estúdios ocidentais se recusaram a tocar o projeto dele devido a ter uma mulher como protagonista, não seria mercadologicamente vendável.. Só no Japão que ele conseguiu fazer

Offline Nostromo

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 176
  • Sexo: Masculino
  • Visão Além do Alcance.
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #39 Online: 08 de Agosto de 2017, 12:57:32 »
O responsável por trazer as bagaceiras japas pro Brasil entrevista em vídeo:


Offline Vithor

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 127
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #40 Online: 14 de Setembro de 2017, 14:19:16 »
Eu comento com meus colegas de trabalho que gostam de anime (não sei como) que o problema dos animes é a temática batida demais. As séries ou são sobre lutas entre seres com poderes que formam equipes, ou são temas meio terror/sci-fi niilistas. Sempre com personagens estereotipados.

Esses colegas me recomendaram assistir a série Attack of Titans, mas eu não tenho empolgação.
Animes são muito mais variados... Chegam a ter 200 animes por ano! O problema é que poucos ficão famosos...

Recomendo Code Geass. É sobre um japão dominado pelos EUA ( no desenho é britania o nome, mas fica implícito que é o EUA) E um jovem vai tentar derrubar os EUA montando uma guerrilha ... Eu curti..

Offline Nostromo

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 176
  • Sexo: Masculino
  • Visão Além do Alcance.
Re:Yuyu Hakusho: o mangá e anime espiritual.
« Resposta #41 Online: 11 de Maio de 2018, 15:10:46 »
O Yu Yu Hakusho vai ter um episódio especial:

https://www.animexis.com.br/2017/12/18/yu-yu-hakusho-novo-anime-e-um-episodio-especial-que-sera-lancado-com-box-blu-ray/

Vai sair com os Blu Rays com a série completa.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!