Autor Tópico: Esquizofrenia/Mediunidade;Mediunidade/Esquizofrenia  (Lida 184 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline criso

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 360
  • Sexo: Masculino
  • γνῶθι σεαυτόν
Esquizofrenia/Mediunidade;Mediunidade/Esquizofrenia
« Online: 09 de Fevereiro de 2018, 03:35:45 »
Como demonstrado por Foucault na História da Loucura, o que é considerado "louco" e "socialmente desajustado" já foi muitas vezes significado e ressignificado ao longo dos séculos, principalmente dependendo do que convém ou não ao esquema socioeconômico. Durante o tempo em que fui adepto do kardecismo de massa, observei por muitas vezes pessoas que, fora dali, receberiam indubitavelmente o rótulo de bipolares, esquizofrênicas e de transtornos de personalidade. Entretanto, lá dentro, dentro daquela cultura, sua condição era ressignificada como algo valioso e positivo - eram parte de algo, eram aceitas, eram incluídas, eram integradas, eram importantes. Na verdade, quando digo que a condição era ressignificada já estou errado, porque ajo como se a postura materialista e médica oficial fosse a verdadeira, quando pode muito bem nem ser, e daqui a uns séculos ser completamente descartada novamente. Enfim, o que interessa é que, dentro de um contexto oficial médico e materialista, talvez a verdadeira condição (mediúnica, vai saber?) dessas pessoas é que seria ressignificada como "doença mental", "problema", e elas seriam, então, medicadas, excluídas, rotuladas, enfim, tomadas como "desajustadas". Até que ponto isso é o melhor, para elas e para a sociedade? Se dentro de um determinado contexto cultural elas estiverem felizes sendo valorizadas, incluídas, socializadas, reconhecidas e levando uma vida comum, até que ponto é melhor se render à opinião médica e oficial, que tantas vezes ao longo da história esteve brutalmente errada?
« Última modificação: 09 de Fevereiro de 2018, 03:39:41 por criso »
Visita
Interiora
Terrae
Rectificandoque
Invenies
Occultum
Lapidem

e que as rosas floresçam em vossa cruz!

Offline Pedro Reis

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.344
Re:Esquizofrenia/Mediunidade;Mediunidade/Esquizofrenia
« Resposta #1 Online: 09 de Fevereiro de 2018, 06:05:23 »
Não entendo muito sobre isso mas você não acha que a melhor forma de definir doença seria como uma condição que cause ao portador sofrimento ou disfuncionalidade?

Não há muito o que dizer sobre sofrimento mas disfunção é uma incapacidade do indivíduo de funcionar adequadamente no mundo, no sentido de ser incapaz de garantir sua segurança e necessidades essenciais.

Por exemplo, psicopatia não é considerada doença porque o psicopata causa sofrimento mas não sofre, e ainda pode vir a ser um indivíduo muito independente e extremamente bem sucedido em atingir seus objetivos.

Já uma criança com síndrome de down também não sofre, mas sua sobrevivência e segurança depende de viver em um ambiente muito protegido. Então poderia ser considerada uma doença, eu acho.

Não é tão simples porque há muitos casos em que a condição do indivíduo não deveria ser responsável por disfunção ou sofrimento, mas o ambiente social por um condicionamento cultural não aceita esta condição, e isso, não a condição em si, seria responsável por causar sofrimento ao indivíduo. Como no caso de uma tendência a homossexualidade.

Mas no caso da loucura, de uma psicose, há um quadro de dissociação da realidade. Portanto uma disfunção. Nesse caso se o esquizofrênico não estiver inserido em um contexto social de proteção muito especial, essa disfunção psíquica o torna incapaz de ser uma pessoa independente e garantir sua própria segurança e sustento.

Offline Pedro Reis

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.344
Re:Esquizofrenia/Mediunidade;Mediunidade/Esquizofrenia
« Resposta #2 Online: 09 de Fevereiro de 2018, 06:08:38 »
Por outro lado me ocorre a frase: Não é sinal de saúde estar muito bem ajustado a uma sociedade profundamente disfuncional.

Offline criso

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 360
  • Sexo: Masculino
  • γνῶθι σεαυτόν
Re:Esquizofrenia/Mediunidade;Mediunidade/Esquizofrenia
« Resposta #3 Online: 09 de Fevereiro de 2018, 08:08:41 »
Mas no caso da loucura, de uma psicose, há um quadro de dissociação da realidade.
Pois é, mas a questão é - qual "realidade"? Para um espírita que acredite estar sob influência de seu guia e de seus obsessores, ele está completamente associado à sua realidade...
Visita
Interiora
Terrae
Rectificandoque
Invenies
Occultum
Lapidem

e que as rosas floresçam em vossa cruz!

Offline criso

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 360
  • Sexo: Masculino
  • γνῶθι σεαυτόν
Re:Esquizofrenia/Mediunidade;Mediunidade/Esquizofrenia
« Resposta #4 Online: 09 de Fevereiro de 2018, 08:10:24 »
Se você for um sociopata e for dono de uma megacorporação, ou político, aí você não é louco, só porque é útil para o sistema socioeconômico...
Visita
Interiora
Terrae
Rectificandoque
Invenies
Occultum
Lapidem

e que as rosas floresçam em vossa cruz!


 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!