Enquete

Você é feminista?

Sim
20 (33.3%)
Não
21 (35%)
Lugar de mulher é na cozinha
19 (31.7%)

Votos Totais: 55

Autor Tópico: Feminismo  (Lida 14300 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Guinevere

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.861
  • Sexo: Feminino
Feminismo
« Online: 28 de Fevereiro de 2006, 18:20:00 »
Eu não sei exatamente se eu sou feminista ou o quê. Eu acredito na igualdade de direitos, na luta pela liberdade da mulher, etc, mas sei lá... nunca li nenhum texto de doutrina feminista que tenha me agradado.

Aproveitando e lançando outra pergunta: de que forma podemos acabar com o machismo no Brasil? Ou se você é a favor,  de que forma podemos aumentar o machismo no Brasil?

Offline Südenbauer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.297
  • Sexo: Masculino
Re: Feminismo
« Resposta #1 Online: 28 de Fevereiro de 2006, 19:07:12 »
Lembrando para não confundir Femismo.

Offline Perseus

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 895
Re: Feminismo
« Resposta #2 Online: 28 de Fevereiro de 2006, 19:23:32 »
Eu não sou feminista, mas também não sou machista.

Tanto é que eu até gostaria de ver uma mulher sendo eleita Presidente do Brasil. Seria não só uma novidade, como um avanço.


Mas claro que para isso poder acontecer, devemos pegar os conservadores-de-porra-nenhuma e coloca-los em uma camâra de gás.
"Send me money, send me green
Heaven you will meet
Make a contribution
and you'll get a better seat

Bow to Leper Messiah"

Nigh†mare

  • Visitante
Re: Feminismo
« Resposta #3 Online: 28 de Fevereiro de 2006, 22:41:11 »
Machismo, Feminismo... É tudo muito estranho... Vejo meninas que praticamente são criadas para terem filhos e serem donas-de-casa... aliás, a maioria das que vejo é assim... Isso parece estar embutido nelas... Talvez seja isso o que enfraqueça o feminismo...

Offline Nina

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.805
  • Sexo: Feminino
    • Biociência.org
Re: Feminismo
« Resposta #4 Online: 28 de Fevereiro de 2006, 23:26:40 »
Sou como a Suiça, terra natal da minha linhagem! :P
"A ciência é mais que um corpo de conhecimento, é uma forma de pensar, uma forma cética de interrogar o universo, com pleno conhecimento da falibilidade humana. Se não estamos aptos a fazer perguntas céticas para interrogar aqueles que nos afirmam que algo é verdade, e sermos céticos com aqueles que são autoridade, então estamos à mercê do próximo charlatão político ou religioso que aparecer." Carl Sagan.

Offline Hold the Door

  • Editores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.656
  • Sexo: Masculino
Re: Feminismo
« Resposta #5 Online: 01 de Março de 2006, 00:03:01 »
É impressão minha, ou o "Lugar de mulher é na cozinha" está ganhando?
Hold the door! Hold the door! Ho the door! Ho d-door! Ho door! Hodoor! Hodor! Hodor! Hodor... Hodor...

Offline Perseus

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 895
Re: Feminismo
« Resposta #6 Online: 01 de Março de 2006, 00:59:44 »
É capaz de as próprias mulheres do fórum terem votado nessa opção.. :cala:
« Última modificação: 01 de Março de 2006, 01:01:42 por Perseus »
"Send me money, send me green
Heaven you will meet
Make a contribution
and you'll get a better seat

Bow to Leper Messiah"

Offline Südenbauer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.297
  • Sexo: Masculino
Re: Feminismo
« Resposta #7 Online: 01 de Março de 2006, 01:29:14 »
Não sou machista, mas uma mulher que não saiba fazer comida é brochante.

rizk

  • Visitante
Re: Feminismo
« Resposta #8 Online: 01 de Março de 2006, 05:31:12 »
Qualquer pessoa que não saiba fazer sua própria comida é broxante.

Gui, não é propriamente feminismo e mesmo que vc não goste da idéia é bom por seu valor histórico, sendo um livro de 1949: "o segundo sexo" da Beauvoir. Os livros são em 2 volumes, o primeiro é teórico e o segundo é estudo de caso. Dá umas 500p no total.

Costuma-se dividir o feminismo em fases. Grosso modo, o primeiro período tinha a ver com direitos civis, especialmente o direito de voto, e o segundo mais chegado à participação no mundo econômico - agora eu não sei se a parte pró-gay conta como segunda ou já constitui terceira fase.

O livro da Beauvoir entra na segunda fase, e muita gente diz que é a obra fundadora da segunda fase, por concluir que é impossível a igualdade entre os sexos fora do socialismo. Mas no que concerne o definir e desenvolver do assunto, a ideologia política não faz muita diferença; nos 50 toda pessoa de bem era comunista, enfim, e esta senhora especificamente era existencialista, o que é um ótimo começo. 

Inclusive estava pra te recomendar ele, se vc quer mesmo virar mulher, porque ser mulher não é só ter gene nem só ter corpo. É mais ter a "cabeça" mesmo. Você estava falando sobre isso e o garotas que dizem ni então aproveito a ocasião. 



Nina, como é a Suíça?

Nightmare, o que, na minha opinião, enfraquece o feminismo é a boa e velha contra-propaganda, que sustenta que feminismo é coisa de lésbica e/ou mal-comida. Sempre é bom lembrar que a feminista fala de igualdade de condições e não de supremacia feminina. Live and let live.



E doutrina é SER BATISTA!!! :lol:

rizk

  • Visitante
Re: Feminismo
« Resposta #9 Online: 01 de Março de 2006, 05:39:21 »
A propósito. Eu retomei meus estudos feministas recentemente e eis que descobri que as feministas chatas peludas e anti-sexo estão morrendo e abrindo espaço pra gente mais feliz. Inclusive, a antiga e já notória discriminação feminista contra os transexuais não está mais em voga.

Ver: http://en.wikipedia.org/wiki/Sex-positive_feminism

Karl Rove

  • Visitante
Re: Feminismo
« Resposta #10 Online: 01 de Março de 2006, 09:36:34 »
Acho que fazia sentido na medida que as mulheres tinham menos direitos que os homens. E ainda faz sentido tentar reverter o dramático quadro de subordinação feminina no Islã. Mas esse não é nem de longe o maior dos problemas dos países sob a crescete.

Acho que as feministas tem o direito de pedirem o que for, pois vivemos teoricamente em democracias ocidentais, desde que façam suas requisições usando de métodos não-violentos.

Mas da mesma forma que as feministas requisitam esses direitos ou deveres, o Estado tem a obrigação moral de ignorá-las, pois uma democracia não deve funcionar para satisfazer interesses de grupos de pressão, e sim de toda a sociedade.

Que as militantes queiram concientizar o mercado de trabalho da sua competência, que façam isso competindo e vencendo os homens em igualdade de condições. Agora valer-se de ações afirmativas é um abuso da constituição, e uma ofensa a todos aqueles que não se incluem no grupo favorecido, e até àqueles que se incluem, mas têm vergonha na cara.

E não digo isso apenas para a militância feminista não. Ass militâncias pederasta, negra, sem-terra, comunista, nazista, "ateísta" devem ser ignoradas da mesma maneira.
« Última modificação: 01 de Março de 2006, 09:38:13 por Karl Rove »

Offline Nina

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.805
  • Sexo: Feminino
    • Biociência.org
Re: Feminismo
« Resposta #11 Online: 01 de Março de 2006, 10:26:59 »
Nina, como é a Suíça?

Ah, é linda... tem os alpes... tem os lagos.... tem os chocolates... tem os relógios.... tem minha família....
.
.
.
.
.
:P

Acho que vc perguntou em relação à posição.... ah, então essa é a resposta: :D

Neutra! :P
"A ciência é mais que um corpo de conhecimento, é uma forma de pensar, uma forma cética de interrogar o universo, com pleno conhecimento da falibilidade humana. Se não estamos aptos a fazer perguntas céticas para interrogar aqueles que nos afirmam que algo é verdade, e sermos céticos com aqueles que são autoridade, então estamos à mercê do próximo charlatão político ou religioso que aparecer." Carl Sagan.

Offline Vinícius Garcia

  • Nível 06
  • *
  • Mensagens: 60
Re: Feminismo
« Resposta #12 Online: 01 de Março de 2006, 11:31:29 »
Nina, como é a Suíça?

Ah, é linda... tem os alpes... tem os lagos.... tem os chocolates... tem os relógios.... tem minha família....
.
.
.
.
.
:P

Acho que vc perguntou em relação à posição.... ah, então essa é a resposta: :D

Neutra! :P


Nina, você conhece Neuchatel?
A VERDADE ESTÁ NAS ENTRELINHAS

Offline Südenbauer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.297
  • Sexo: Masculino
Re: Feminismo
« Resposta #13 Online: 01 de Março de 2006, 12:17:56 »
Qualquer pessoa que não saiba fazer sua própria comida é broxante.
Mas mulher é mais ainda.  :)

Offline Guinevere

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.861
  • Sexo: Feminino
Re: Feminismo
« Resposta #14 Online: 01 de Março de 2006, 14:14:58 »
Gui, não é propriamente feminismo e mesmo que vc não goste da idéia é bom por seu valor histórico, sendo um livro de 1949: "o segundo sexo" da Beauvoir. Os livros são em 2 volumes, o primeiro é teórico e o segundo é estudo de caso. Dá umas 500p no total.

Obrigada. Vou atrás.


Inclusive estava pra te recomendar ele, se vc quer mesmo virar mulher, porque ser mulher não é só ter gene nem só ter corpo. É mais ter a "cabeça" mesmo.
Sim, essa é a idéia por trás da minha suposta mudança: eu me acho mais com cabeça de mulher.

A parte do fórum "Ní" foi claramente uma brincadeira exagerada.

Offline Guinevere

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.861
  • Sexo: Feminino
Re: Feminismo
« Resposta #15 Online: 01 de Março de 2006, 14:15:40 »
Qualquer pessoa que não saiba fazer sua própria comida é broxante.
Mas mulher é mais ainda. :)
Ei, tá querendo entrar pra minha lista de inimigos do Orkut?

rizk

  • Visitante
Re: Feminismo
« Resposta #16 Online: 01 de Março de 2006, 14:44:47 »
Respondendo ao Karl Rove.

Pois é, por muito tempo se supõs que o gênero feminino era homogêneo e que as mulheres de todo o mundo eram semelhantes às nossas teóricas européias. Naturalmente, não é verdade.

Você perde um aspecto importante quando fala em democracia. Obviamente todo cidadão tem o direito de reclamar de qualquer coisa. Porém, se a idéia por trás do feminismo é eliminar as diferenças culturalmente criadas entre os homens e mulheres, nada mais democrático que o próprio feminismo.

Às vezes falo que os ateus mobilizados são uma coisa muito iluminista pro meu gosto. Já passou há muito o tempo em que se demandava as LIBERDADES. Hoje em dia, o problema do direito é dar a cada um aquilo de que precisa. Duvido de que você acharia anti-democrático reservar assentos nos ônibus para os idosos e deficientes físicos, por eles não terem um corpo tão capaz quanto o do jovem saudável. Do mesmo modo, é necessário garantir às mulheres direitos relativos à sua condição feminina, em cada uma das áreas em que a mulher age.

A gente vive sob uma lei relativamente liberal, onde muitos direitos, inclusive das "minorias" e dos "oprimidos", são garantidos - nem todos, infelizmente. No caso feminino, a maioria são - excetuando os direitos reprodutivos. Se tem pessoa legislando sobre determinado assunto, é porque o contrário dele é constante e/ou incomoda a classe dominante da sociedade em questão. A lei, muitas vezes, vem antes da opinião pública. Assim, o que é necessário para erradicar o machismo, e os preconceitos em geral, não é a lei em si. É aquele longo e árduo trabalho de conscientização... e/ou o apoio das classes dominantes e da mídia, muito mais garantido.

Enfim, democracia é isso: nivelar por baixo e garantir boas condições de vida (objetiva e subjetivamente, pois, como já diziam laaaá atrás, nem só de pão vive o homem) a todos perante a lei, conforme a necessidade de cada grupo. Explicitamente o contrário do que você afirmou.


Que as militantes queiram concientizar o mercado de trabalho da sua competência, que façam isso competindo e vencendo os homens em igualdade de condições. Agora valer-se de ações afirmativas é um abuso da constituição, e uma ofensa a todos aqueles que não se incluem no grupo favorecido, e até àqueles que se incluem, mas têm vergonha na cara.
Justamente. Mas quando não há igualdade de condições prévia, que fazer?



E em tempo. Nem toda feminista é militante, assim como todo o resto do mundo.

rizk

  • Visitante
Re: Feminismo
« Resposta #17 Online: 01 de Março de 2006, 14:46:14 »
Obrigada. Vou atrás.

Vá sim. Contente que aceitou a sugestão. De todo modo, comece dando uma olhada na wikipedia, e qualquer coisa que eu puder fazer por vc me escreva.

Offline Nina

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.805
  • Sexo: Feminino
    • Biociência.org
Re: Feminismo
« Resposta #18 Online: 01 de Março de 2006, 23:32:12 »
Nina, como é a Suíça?

Ah, é linda... tem os alpes... tem os lagos.... tem os chocolates... tem os relógios.... tem minha família....
.
.
.
.
.
:P

Acho que vc perguntou em relação à posição.... ah, então essa é a resposta: :D

Neutra! :P


Nina, você conhece Neuchatel?

O lago? Não... eu ainda não pude ir pra lá... se tudo der muito certo, 2007 será o ano! :D
"A ciência é mais que um corpo de conhecimento, é uma forma de pensar, uma forma cética de interrogar o universo, com pleno conhecimento da falibilidade humana. Se não estamos aptos a fazer perguntas céticas para interrogar aqueles que nos afirmam que algo é verdade, e sermos céticos com aqueles que são autoridade, então estamos à mercê do próximo charlatão político ou religioso que aparecer." Carl Sagan.

Offline Eleitor de Mário Oliveira

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.502
  • Sexo: Masculino
    • Lattes
Re: Feminismo
« Resposta #19 Online: 02 de Março de 2006, 09:59:50 »
Obviamente sou a favor da igualdade de direitos e deveres para os sexos, fora aqueles referentes a questões biológicas, tais como a gravidez, por exemplo.

Contudo, as coisas que tenho visto as feministas proporem é de um ridículo tão grande que só me leva a ter repulsa pelo que movimento feminista se tornou.
Em primeiro lugar, ultimamente as feministas tem se empenhado mais em restringir os direitos dos homens do que ampliar o das mulheres. Ex: Feministas que se opõe à pornografia por nesta a "mulher ser tratada como objeto". Já li sobre feministas que querem que os homens passem a urinar sentados!!!!!!
Em segundo, o movimento feminista está empesteado de pós-modernismo e relativismo cultural. Já vi feminista reclamando das proporções de homens por mulheres em cursos como engenharia, pedagogia etc. Como se isto fosse só uma questão cultural, e não um predisposição biológica. Não que fazer um curso para o qual o sexo oposto tenha mais inclinação implique em qualquer coisa na sexualidade da pessoa. Minha namorada entrou em engenharia. É só uma generalização, mas com base biológica.

 

Offline Stéfano

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.779
  • Sexo: Masculino
    • Hepcentro
Re: Feminismo
« Resposta #20 Online: 02 de Março de 2006, 10:54:59 »
Homens e mulheres são diferentes, não só na genitália, mas em praticamente todos os níveis, incluindo diferenças cerebrais. Homens e mulheres devem ter direitos inalienáveis iguais, mas não significa que sejam iguais. E se uma mulher preferir ficar em casa cuidando da casa e dos filhos isso não a torna uma pessoa menos digna.
"Alternative and mainstream Medicine are not simply different methods of treating ilness. They are basically incompatible views of reality and how the material world works." Arnold S. Relman

Offline Nina

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.805
  • Sexo: Feminino
    • Biociência.org
Re: Feminismo
« Resposta #21 Online: 02 de Março de 2006, 11:09:23 »
Homens e mulheres são diferentes, não só na genitália, mas em praticamente todos os níveis, incluindo diferenças cerebrais. Homens e mulheres devem ter direitos inalienáveis iguais, mas não significa que sejam iguais. E se uma mulher preferir ficar em casa cuidando da casa e dos filhos isso não a torna uma pessoa menos digna.

Concordo, Stefano!! Às vezes bate essa vontade na gente mesmo... :oops:

Mas reintero que isso deveria ser uma questão de escolha, e geralmente não é. ;)
"A ciência é mais que um corpo de conhecimento, é uma forma de pensar, uma forma cética de interrogar o universo, com pleno conhecimento da falibilidade humana. Se não estamos aptos a fazer perguntas céticas para interrogar aqueles que nos afirmam que algo é verdade, e sermos céticos com aqueles que são autoridade, então estamos à mercê do próximo charlatão político ou religioso que aparecer." Carl Sagan.

Offline Stéfano

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.779
  • Sexo: Masculino
    • Hepcentro
Re: Feminismo
« Resposta #22 Online: 02 de Março de 2006, 11:13:30 »
Citação de: Nina
Mas reintero que isso deveria ser uma questão de escolha, e geralmente não é. ;)
Concordo. E o contrário ( a mulher ter que trabalhar fora de casa ) também deveria ser uma questão de escolha, mas geralmente não é.
"Alternative and mainstream Medicine are not simply different methods of treating ilness. They are basically incompatible views of reality and how the material world works." Arnold S. Relman

Karl Rove

  • Visitante
Re: Feminismo
« Resposta #23 Online: 02 de Março de 2006, 12:06:06 »
Rizk,

Eu concordo plenamente com o direito de mulheres que se achem oprimidas pela cultura ocidental de se reunir para tentar mudar essa cultura. Liberdade de expressão. Todos têm o direito de divulgar suas idéias de maneira pacífica.

Mas ao meu ver esse trecho é problemático.

Citação de: Rizk
Hoje em dia, o problema do direito é dar a cada um aquilo de que precisa.

Eu penso que ao invés de dar aquilo que as pessoas precisam, o que deve ser feito é permitir que elas consigam essas com seu próprio esforço.

Quanto as empresas de ônibus, por exemplo. Eu não acharia nenhum absurdo caso não houvesse lei alguma dando direito a reserva de vagas para idosos ou deficientes.

Acho que a empresa é que deveria determinar isso. Se os deficientes ou idosos se sentissem prejudicados por uma política empresarial que os negligenciasse, que procurassem pressionar a empresa a entrar num acordo, fazendo as adaptações, ou que procurassem outras empresas. Da parte do marketing social, fazer as adaptações talvez seja mais barato para empresa do que entrar numa disputa com aleijados e velhos. Ou talvez não.

Citação de: Rizk
Do mesmo modo, é necessário garantir às mulheres direitos relativos à sua condição feminina, em cada uma das áreas em que a mulher age.

E de que <<direitos>> estamos tratando?

Direito à licença maternidade? Também acho que isso deveria fazer parte da política da empresa. Tudo estabelecido no contrato. O poder judiciário tão somente deveria ser acionado se houvesse quebra no contrato.

Se a empresa não pudesse arcar com os custos de grávidas, que tivesse o direito de substituí-las, desde que no contrato não houvesse cláusula garantido a tal licença.

Citação de: Rizk
A gente vive sob uma lei relativamente liberal, onde muitos direitos, inclusive das "minorias" e dos "oprimidos", são garantidos - nem todos, infelizmente. No caso feminino, a maioria são - excetuando os direitos reprodutivos. Se tem pessoa legislando sobre determinado assunto, é porque o contrário dele é constante e/ou incomoda a classe dominante da sociedade em questão. A lei, muitas vezes, vem antes da opinião pública. Assim, o que é necessário para erradicar o machismo, e os preconceitos em geral, não é a lei em si. É aquele longo e árduo trabalho de conscientização... e/ou o apoio das classes dominantes e da mídia, muito mais garantido.
Aí é que está. Discordo da democracia que visa grupos de pressão e que termina por prejudicar a sociedade como um todo.

O trabalho de conscientização não deve ser imposto. Eu não devo sofrer prejuízos maiores que os de mercado se eu tiver uma política de contratação machista, por exemplo, colocando apenas homens nos cargos de chefia e mulheres bonitas de secretárias. As mulheres indignadas podem se organizar e boicotar minha empresa, mas não podem exigir uma intervenção governamental no modo que eu achei mais adequado de administrar. E se a minha empresa perder competitividade por ser chauvinista, significaria uma necessidade de uma adequação ao novo cenário.

Da mesma forma se eu tiver uma política de contratação de jovens, de brancos, de não-aleijados, de heterossexuais, de cristãos, de não-comunistas.

O mesmo deveria valer para universidades e empregos públicos. O estabelecimento de cotas politicamente corretas que visam mudar uma característica cultural, ou uma contingência história, ou um fator genético/físico que favoreça algum grupo é inócuo, e só gera mais discriminação.

O racismo politicamente correto também é racismo. O sexismo politicamente correto também é sexismo.

Num ambiente de plena liberdade e igualdade legal, cada indivíduo com as suas peculiaridades e talentos particulares tenderá a se estabelecer naturalmente, e pela sua própria capacidade. Agora qualquer interferência politicamente correta que vise acelerar a igualdade cultural só gera indignação e mais ressentimentos, que alimentam sentimentos de grupo nocivos.

Citação de: Rizk
Enfim, democracia é isso: nivelar por baixo e garantir boas condições de vida (objetiva e subjetivamente, pois, como já diziam laaaá atrás, nem só de pão vive o homem) a todos perante a lei, conforme a necessidade de cada grupo. Explicitamente o contrário do que você afirmou.

Garantir boas condições de vida nunca se mostrou uma política inteligente a longo prazo, isso quando não produziu miséria e morte, a curto prazo.

Democracia é estabelecer a igualdade de oportunidades e direitos fundamentais, não de resultados.

Quando a cultura favorece a determinados grupos, o que se deve fazer quando se é um desfavorecido, ou quando nos compadecemos deles, é agir no sentido de mostrar que a cultura está errada. E isso se faz através da obtenção de resultados, que serão ainda mais reconhecidos quando obtidos nas tais condições adversas. Se os conservadores obtiverem resultados piores que os inovadores, os primeiros terão de mudar, ou serão exterminados.

Ao Estado cabe apenas ver pessoas como indivíduos, e não como integrantes de grupos de pressão. O império deve ser da lei, nunca do politicamente correto.

Offline LIAN

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.991
  • Sexo: Feminino
  • Darwin 1 X 0 Deus
Re: Feminismo
« Resposta #24 Online: 02 de Março de 2006, 12:17:54 »
Machismo, Feminismo... É tudo muito estranho... Vejo meninas que praticamente são criadas para terem filhos e serem donas-de-casa... aliás, a maioria das que vejo é assim... Isso parece estar embutido nelas... Talvez seja isso o que enfraqueça o feminismo...


Tenho muitas amigas que são exatamente assim, e são felizes, até o belo dia que o sapo se revela!:D

Mas enfraquecer feminismo ou machismo, isso não faz diferença, os dois são ultrapassados, e hoje são apenas caricaturas. O que temos que lutar é por direitos os mais semelhantes possíveis, nem diria iguais, diferenças existem, e tapar os olhos diante delas é bem pior!
"Não consigo me convencer de que um Deus caridoso e onipotente teria propositalmente criado vespas parasitas com a intenção expressa de alimentá-las dentro de corpos vivos de lagartas." Charles Darwin

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!