Mensagens Recentes

Páginas: [1] 2 3 4 5 ... 10
1
Laicismo, Política e Economia / Re:Lava Jato chegou ao Lula
« Última Mensagem: por Arcanjo Lúcifer Online Hoje às 04:14:39 »

Alguém quer saber como o advogado do Lulla foi pago?
2
Ciência, Tecnologia e Saúde / Re:Linguagens de programação
« Última Mensagem: por Cinzu Online Hoje às 03:13:55 »
Ainda não conheço nenhuma, mas terei que aprender Fortran ao longo desse ano, para minha pesquisa do mestrado.

Estou receptivo a dicas, sugestões, materiais de apoio e qualquer tipo de conteúdo que possa ajudar.
3
Laicismo, Política e Economia / Re:Inflação e o PT
« Última Mensagem: por AlienígenA Online Hoje às 02:13:55 »
Eu estou falando se caso o PT implante de vez o comunismo no Brasil.

Vão dizer que sou muito confiante, mas sem chance. Tá mais fácil uma intervenção militar. Tem apoio para isso, não. Vai ter mais gente graúda contra do que a favor.

Não se trata apenas de enfrentar uma oposição graúda...

Sem mais!  :ok:
4
Laicismo, Política e Economia / Re:Inflação e o PT
« Última Mensagem: por AlienígenA Online Hoje às 02:12:07 »
Cruzes!
5
Eu acho muito engraçado que anarquia precise ser muito bem planejada.

Eu ri.


Anarco-capitalistas simplesmente ignoram a formação de cartel na criação de sua teoria perfeita.

Devo admitir que, embora não seja perfeita, é uma teoria sedutora, tem lá sua lógica e me frustrou bastante essa experiência. Atualmente é a corrente com a qual mais me identifico, embora, sem paixões.
O Anarco-Capitalismo como defendido e definido por David Friedman em "The Machinery of Freedom" realmente é muito bom e bem embasado. Já o Rothbardiano eu acho que tem algumas falhas filosóficas, se baseando muito mais nos supostos "direitos naturais"  e na Praxeologia. David Friedman é mais utilitário e com um bom embasamento econômico que segue a linha da Escola de Chicago, uma corrente de pensamento que eu tenho mais afinidade.

Tenho mais simpatia pelo Minarquismo, embora sem muita convicção, do que pelo o Anarco-Capitalismo. Por enquanto vou ficando só com o Capitalismo.
6
Laicismo, Política e Economia / Re:Inflação e o PT
« Última Mensagem: por Enio Online Hoje às 01:45:28 »
Para os que defendem Lula... como o filho dele enriqueceu rapidamente, sendo somente um empregado de um zoológico? E o Lula que ainda por cima pôs a culpa na mulher já falecida? Ninguém me engana, esse Lula é um cínico que devia ter sido preso há muito tempo. Eu já acreditei no Lula um dia há muitos anos, ainda no primeiro mandato dele, mas com tantas denúncias como o mensalão, ele me decepcionou de cara e então passei a desconfiar do PT e mais tarde de outros do tipo. O PSOL, por exemplo, é o que promove toda a degeneração cultural da sociedade, com sua agenda gayzista, feminazi, liberação de drogas, sexualização da criança e pedofilia. Já partidos como PMDB e PSDB, este último principalmente, são de governantes entreguistas que lambem os pés dos americanos, são do tipo que por eles, eles vendem todas as indústrias e terras para estrangeiros, para então sobrar mais dinheiro para eles mesmos.

Enquanto os de esquerda são do tipo que aparelham o estado, os da falsa direita, na verdade os sociais democratas, são os entreguistas que se vendem para estrangeiro. Nenhum destes grupos são bons ao país. Não acredito que se o Bolsonaro (que para mim é o único pré-candidato de direita) ganhar vai poder fazer muita coisa sozinho... Pra mim o melhor mesmo seria uma verdadeira limpa no congresso, através de uma intervenção popular, e não necessariamente militar. Mas isso é improvável de ocorrer.
7
Citar

America's gun culture in 10 charts










Citar
https://www.ecommunist.com/blogs/graphicdetail/2015/08/graphics-americas-guns

To keep and bear arms






Eles mesmos são forçados a admitir que a maior mortalidade por armas se dá por suicídio, e não homicídio (o qual será apenas em uma ínfima parte produto da "extrema direita", sendo generoso e nem considerando serem false flags ou farsas), e portanto, causado pelo marxismo cultural.

Também se vêem obrigados a admitir que com a eleição do garoto queniano maometano gay Barack Hussein Obama, vendeu-se armas como nunca antes, e portanto, se a proporção de armas tem alguma culpa nisso, ela é na verdade de Hussein Obama, já que apenas pessoas, não objetos, podem ser moralmente culpados de algo.




Acho curioso o tanto de armas que eles tem ao todo, e como é ainda uma minoria dos americanos que têm armas.


Citar
More Than Six in 10 Americans Say Guns Make Homes Safer



http://news.gallup.com/poll/179213/six-americans-say-guns-homes-safer.aspx


Só os comunistas discordam. Acho que na maioria das outras opiniões os alegadamente "independentes" tendem a se alinhar mais com os comunistas, é um alívio que nesse caso em particular, ao menos, eles não sejam vítimas da lavagem cerebral ou conivência com totalitarismo que castiga a eles próprios.
8
Não entendi. Poderia reformular?

Claro.

A pessoa que nega uma experiência Mística mesmo com comprovação ou testemunhos de outros tem mais validade do que aquela que diz que teve e a qual outros a sua volta a negam?

Por refazer a pergunta, vou apontar uma observação social sobre a "Loucura" ou delírio dos "Místicos".

Suponho que negar uma experiência mística, seja tão somente não adotá-la como a primeira, muito menos, a única explicação possível, mas buscar outras mais simples e mesmo não encontrando, manter o ceticismo.

Essa postura tem mais validade apenas porque se baseia no conhecimento adquirido, que tudo o que tem a nos dizer até o momento, é que não é possível distinguir uma alegada experiência mística de alucinação (provocada por drogas ou pela própria alteração da química cerebral), por exemplo.

Citar
Nas tribos, havia a figura do vidente, pajé ou Xamã. Quem não garante que houve pessoas que questionaram a sua autoridade? Nesta mesma tribo, não poderia negá-los por serem "Loucos" ou mentirosos? Por que foram aceitos? Por que eles se tornaram autoridades em seu meio? Afinal, havia guerreiros que poderiam "assumir" o manto do Poder deles e negar autoridade deles dizendo que tudo é uma entidade tão animal como qualquer outro animal. Por tanto, não haveria necessidade de místicos, intermediários ou líderes espirituais. Afinal, o Mundo é Caótico. (Ceticismo primitivo)

Por que eles foram aceitos?

Pelo mesmo motivo que padres, pastores, líderes em geral, com credibilidade para lá de questionável, muitas vezes desmascarados, continuam arrastando multidões - reúnem características que os tornam figuras carismáticas - desinibição, eloquência, criatividade, cativando o público.

A melhor explicação que li é que o cérebro consome muita energia, coisa que o homem primitivo não dispunha. Raciocinar é oneroso. A memória, atrelada ao mecanismo de recompensa (ativado por experiências gratificantes, como um discurso empolgante) - otimiza o processo. As experiências deixam impressões gravadas, para serem facilmente acessadas, economizando energia, produzindo, contudo, um raciocínio indutivo. Isso serviu principalmente como mecanismo de defesa - fornecendo respostas rápidas para situações de risco. Com a abundância de recursos e a relativa segurança que a civilização nos forneceu, comparado ao estilo de vida primitivo - pudemos então desenvolver o raciocínio dedutivo.

Veja a platéia do Lula, por exemplo, fica em verdadeiro êxtase quando ele discursa. Seus cérebros sofrem uma inundação de substâncias - que caem vertiginosamente, quando leem o noticiário - o que, automaticamente, os leva a negação, para elevar novamente os níveis. Esse é o processo do fervor, seja de que tipo for, cada vez que uma dúvida povoa sua mente, você automaticamente a afasta, buscando proteger o que te apraz. Interromper esse processo é incômodo, dependendo da intensidade, equivale a uma abstinência - requer disciplina, para os céticos, inclusive - sendo o efeito, contudo, altamente compensador ou não funcionaria.

9
Bons pontos apontados por esse General.
Citar
Ex-comandante no Haiti sugere levar juízes em operações no Rio

Em meio à polêmica sobre o possível uso de mandados coletivos de busca e apreensão em operações das Forças Armadas no Rio de Janeiro, o ex-comandante brasileiro da missão de paz da ONU no Haiti, general da reserva Augusto Heleno Ribeiro Pereira sugeriu [...]



Atirador de elite contra roubos de carga

"Sujeito armado, por exemplo, é uma cena comum no Rio de Janeiro, armado com armas de guerra, fuzis de combate, debochando do poder público no meio da rua", disse Heleno.

Para o general, atiradores de elite poderiam ser usados, por exemplo, para disparar à distância contra ladrões de carga que rendessem motoristas.

"Se eu tiver um 'sniper' [atirador de elite] bem posicionado, eu faço um trabalho muito bem feito e vou criando respeito pela força legal", disse. Segundo ele, o disparo só pode ser realizado, porém, se não houver risco de pessoas inocentes saírem feridas.



Acredito na boa fé e nas boas intenções desse general. Mas acredito também que ele desconheça a realidade do confronto entre policiais e bandidos no Rio de Janeiro.

Muitas pessoas têm essa ideia de que a bandidagem está protegida demais pela lei, e que esse é um fator importante no incentivo ao crime. Só que pelo menos na região metropolitana do RJ isso nunca correspondeu à realidade. Na prática, mesmo em situações sem amparo legal, a polícia pode matar e mata. Não faz isso em Ipanema, Leblon e na Barra, mas em lugares onde existe gente armada de fuzil a lei nunca foi um problema.

Só existia uma juíza no estado que condenava policiais por forjarem os chamados "autos de resistência". Que é a execução de alguém em que o policial registra que a vítima morreu por ter reagido e as testemunhas são os próprios policiais. Essa juíza se chamava Patrícia Lourival Acioli, uma pessoa de índole fantástica, que eu cheguei a conhecer há muitos anos. Conheci muito os primos, o namorado, o cunhado ela... Patrícia, é claro, foi assassinada.

A juíza não tinha nenhuma proteção. Preocupada, solicitou proteção ao presidente do TJ, Luiz Zveiter ( que é irmão do Sérgio Zveiter, que foi relator da denúncia contra o Temer ) e simplesmente nada foi feito. Fica a pergunta: por quê?

Difícil entender... Já xinguei muito esse Luiz Zveiter porque ele mesmo não saía de casa sem tumultuar o trânsito já congestionado da cidade, porque a sua escolta tinha que ir na frente parando tudo e abrindo todos os sinais vermelhos. Ninguém nem nada podia se aproximar do carro dele. Mas para uma juíza marcada pra morrer não viu necessidade de proteção.

Cara, se não se levar em consideração o que O Grande Capanga já falou aí, nas suas postagens aqui nessa discussão, muita coisa não vai ter explicação lógica e nada vai ter solução. Fica esse elefante na sala e todo mundo fingindo que não vê.

Citação de:  Portal R7
O número de roubos de carga no estado do Rio bateu um novo recorde no ano passado, com 10.599 registros, segundo dados do ISP (Instituto de Segurança Pública). Mais da metade dos casos ocorreram na Capital, seguido da Baixada Fluminense. Juntas, as duas regiões somam mais de 8.500 ocorrências.

O general quer resolver isso com snipers. É muita inocência.

Dá mais ou menos uns 15 caminhões roubados por dia SÓ NA CIDADE. Sem contabilizar os roubos em todo o estado.

Esse crime exige roubar um caminhão em uma via movimentada, como a Brasil por exemplo, levar o caminhão até o ponto de descarga, retirar toda a carga - que pode levar horas - , transportar a carga para depósitos ( pelo volume dos roubos é preciso que existam muitos depósitos ), depois então revender essa mercadoria talvez para centenas de compradores diferentes.

É difícil imaginar que seja possível sem algum nível de conivência. A verdade é que a estrutura tá comprometida de lá de cima até embaixo. Tudo indica que o projeto UPP tenha sido imposição dos grupos econômicos que investiam na Copa e nos Jogos, porque esse modelo era proposto há muito tempo e tanto o governo do estado quanto a secretaria de segurança eram contrários. Sem dúvida fez parte do acordo pra compra da Copa e dos Jogos porque o secretário de segurança também foi imposto: exigiram uma pessoa de fora que não tivesse ligação nem com a polícia nem com o governo do estado. Aí tiveram que engolir o Beltrame, um gaúcho que parecia ser realmente correto, mas por isso mesmo assim que acabou a Olimpíada jogou a toalha e pediu demissão.

A professora da UFF, do departamento de estudos de segurança pública, colocou algumas questões fundamentais no vídeo da entrevista que postei: se vai haver intervenção é imprescindível que haja também auditoria nas Polícias Militar e Civil e sistema prisional, e é necessário que haja acompanhamento dessa investigação, inclusive internacional!

Exército só pra policiamento e dar batidas é mais do mesmo.
10
Essa conversinha de investir em inteligência, tecnologia etc. é conversa pra boi dormir. O principal problema chama-se corrupção.

No Brasil, qualquer boquinha de fumo que existe, só funciona porque tem, no mínimo, anuência de policiais corruptos.

Alguém acha que qualquer ilícito atravessa meio continente sem conhecimento de autoridades?

Corrupção policial viabiliza tráfico de armas e é central na crise, diz procurador que investiga escalada da violência no Rio

O procurador José Maria Panoeiro, de 47 anos, foi um dos escolhidos por Dodge para a empreitada. Em conversa com a BBC Brasil, ele é enfático: não há como explicar as cenas cotidianas de traficantes armados com fuzis nas favelas cariocas sem citar o grave problema de corrupção nas forças de segurança.

(...)

BBC Brasil - Qual é o pano de fundo da violência no Estado?

José Maria Panoeiro - Me parece ser (entre outras causas) um problema direto de corrupção policial. Sem querer generalizar, mas há uma série de atividades onde aparecem agentes do Estado dando cobertura a criminosos, recebendo remuneração de criminosos.

E isso fica patente em algumas operações que você tem, com as Forças Armadas cercando determinados territórios, com informes sobre a existência de fuzis, e no final das contas a apreensão (de armas) é ínfima, beira o ridículo, ou não há nenhuma apreensão. O que significa que houve vazamento de informação. E vazamento da parte de quem? Só pode ser da parte de agentes do Estado.

Então, esse é um aspecto que é fundamental. Não tem como acreditar que esta quantidade de armas chega ao Rio sem que haja um mínimo de conivência de agentes do Estado que trabalham na área de segurança.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) começou a fazer bloqueios nas rodovias e começou a apreender fuzis e munição em sequência. (...) Se a PRF começa a encontrar fuzil, por que não eram encontrados antes? Porque estava havendo algum tipo de acerto que nós não conseguimos ver, mas provavelmente havia algum tipo de acerto corrupto por trás disso.

(...)
Páginas: [1] 2 3 4 5 ... 10
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!