Autor Tópico: Que Deus abençoe o Ceticismo  (Lida 13669 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gorducho

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 817
  • Sexo: Masculino
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #650 Online: 17 de Julho de 2017, 14:09:54 »
Uns poucos podem sobreviver, num planeta devastado, contaminado por radiação, mas por quanto tempo vai depender do tamanho do estrago.
:ok:
Citar
todo o material/resíduo atômico, usinas e tal, espalhado pelo mundo que depende de toda uma infraestrutura que, dificilmente, sairá intacta.
E :?:
Note que não vão ser TODAS bombas térmicas detonadas de sorte a extinguir toda população hominal terrícola. Nem mesmo com o espraiamento de radiação via vento.
E se sim  :ok: a "regressão moral" não acontece por eliminação dos agentes "morais". Sem problemas.
Citar
É progresso moral ou extinção, talvez de toda a biomassa, num curto espaço de tempo.
Se sim,  :?: qual o problema :?:
 :?: Em que isso muda a invalidade da "loi du progrès" "moral"; da "perfectibilidade" dos hominais terrícolas advogada por Sr. Spencer & Cia. :?:

Offline Gorducho

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 817
  • Sexo: Masculino
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #651 Online: 17 de Julho de 2017, 14:14:30 »
É... eu vou parar por cá, porque gosto mesmo de discutir é ESPIRITISMO.
  • Mesas girantes
  • corbeilles toupies que explicam o Evangelho
  • tumores extraídos por levitação
  • almas materializadas
  • os condomínios de Júpiter
  • 2057
  • o espírito do Lampião preso na Lua e o do Hitler cumprindo 4 anos em Plutão
  • as façanhas do Espírito Dr. Bezerra
  • ...
Bye  :aviao:
« Última modificação: 17 de Julho de 2017, 14:22:00 por Gorducho »

Offline AlienígenA

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.333
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #652 Online: 17 de Julho de 2017, 15:28:30 »
Citar
É progresso moral ou extinção, talvez de toda a biomassa, num curto espaço de tempo.
Se sim,  :?: qual o problema :?:


Problema nenhum, exceto que se trata de futurologia. Galileu talvez duvidasse que um dia chegássemos à Lua. Não é possível fazer previsões "evolutivas" certeiras. Futurologia por futurologia talvez amanhã descubramos a fórmula da amortalidade, promovendo uma nova revolução. Não é possível prever que tipo de mudanças, de organização social, isso poderia promover. É improvável se concluísse que chegaríamos a uma organização social semelhante a atual apenas observando os caçadores-coletores. Enfim!  :ok:

É... eu vou parar por cá, porque gosto mesmo de discutir é ESPIRITISMO.
  • Mesas girantes
  • corbeilles toupies que explicam o Evangelho
  • tumores extraídos por levitação
  • almas materializadas
  • os condomínios de Júpiter
  • 2057
  • o espírito do Lampião preso na Lua e o do Hitler cumprindo 4 anos em Plutão
  • as façanhas do Espírito Dr. Bezerra
  • ...
Bye  :aviao:


 :tchau:   


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #653 Online: 17 de Julho de 2017, 15:35:08 »
A argumentação do Sergiomgbr é tão fraquinha, mas tão fraquinha que chega a dar dó. Isso porque ele simplesmente ignora definições simples e conceitos básicos amplamente aceitos que já foram pensados e repensados nos últimos dois mil e quinhentos anos. Essa tentativa de definir "ciência" e ficar argumentando para ver se cola algum malabarismo semântico, se é autêntica, também é sinal de preguiça de ler os fundamentos sobre o assunto, caso contrário é trolismo mesmo.

O "pior" é que nem um semantiquismo correto consegue ser. "Ciência = fato" é meio como dizer "dor = soco". A linha "correta" de argumentação literalista deveria no mínimo ser "ciência = saber".

E filosofia = amor ao saber, amor à ciência.


Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.015
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #654 Online: 17 de Julho de 2017, 15:52:21 »
Uma simples análise etimológica dos termos em discussão destrói a maior parte dessa pirotecnia semântica. Um pouco de humildade para pesquisar no Google também evita muitas abordagens desnecessárias.
"Never attribute to malice that which can be adequately explained by stupidity, but don't rule out malice." -Heinlein’s Razor

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #655 Online: 17 de Julho de 2017, 16:19:32 »
Citação de: Sr. Sergiomgbr
Se ninguém sabe ninguém está ciente deles, não há ciência deles, logo, não é ciência. Espero francamente que tenhas compreendido dessa vez.
Pondo-se-nos descalços e enfiando 2 pregos 5/32" numa tomada 220 ~ 230V e segurando eles firme se "toma ciência" que aí tem alguma coisa.
Sim, é por ai, nesse caso se fica a par dos fatos. O que acontece é que para quem quer fazer ciência, ou seja, aumentar a empiria, os fatos, vai investigar a fenomenologia ligada aquele fato ocorrido, e se obtiver sucesso na investigaçãovai aumentar a empiria relacionada.

Isso não é "Ciência". Assim como donas-de-casa "terem ciência" que pondo roupas lavadas em varais sob insolação não é o que se entende por "Ciência" em sentido moderno.

Mas ai é que tá, não é por que são coisas banais que não se trata de ciência.

Empiria pura não é "Ciência" no sentido moderno.
Bom, isso é um juízo de valor, porque ciência é ciência desde sempre, desde o primeiro aumento de empiria, ou não é.

É óbvio que a ciência como sujeito de uma ação como no caso de "a ciência tem evoluído mais celeremente de uns tempos pra cá" ou " a ciência traz conforto à humanidade" é um eufemismo aceitável, mas este eufemismo não deve ser usado como falácia.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #656 Online: 17 de Julho de 2017, 16:22:10 »
Uma simples análise etimológica dos termos em discussão destrói a maior parte dessa pirotecnia semântica. Um pouco de humildade para pesquisar no Google também evita muitas abordagens desnecessárias.
Se fosse só uma simples pirotecnia semântica ela se anularia por si própria, mas não é o caso, trata-se de desambiguar terminologias.

Um pouco de humildade para pesquisar no Google também evita muitas abordagens desnecessárias.

Pois proponho que faça as honras e estabeleça o esclarecimento dos fatos de uma vez por todas,  em vez de ficar só na retórica.
« Última modificação: 17 de Julho de 2017, 16:26:33 por Sergiomgbr »

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #657 Online: 17 de Julho de 2017, 16:29:36 »
A argumentação do Sergiomgbr é tão fraquinha, mas tão fraquinha que chega a dar dó. Isso porque ele simplesmente ignora definições simples e conceitos básicos amplamente aceitos que já foram pensados e repensados nos últimos dois mil e quinhentos anos. Essa tentativa de definir "ciência" e ficar argumentando para ver se cola algum malabarismo semântico, se é autêntica, também é sinal de preguiça de ler os fundamentos sobre o assunto, caso contrário é trolismo mesmo.
Que tal apontar o que discorda e demonstrar com argumentos em vez de ficar nos ataques ad hominem?

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #658 Online: 17 de Julho de 2017, 16:36:24 »
A argumentação do Sergiomgbr é tão fraquinha, mas tão fraquinha que chega a dar dó. Isso porque ele simplesmente ignora definições simples e conceitos básicos amplamente aceitos que já foram pensados e repensados nos últimos dois mil e quinhentos anos. Essa tentativa de definir "ciência" e ficar argumentando para ver se cola algum malabarismo semântico, se é autêntica, também é sinal de preguiça de ler os fundamentos sobre o assunto, caso contrário é trolismo mesmo.

O "pior" é que nem um semantiquismo correto consegue ser. "Ciência = fato" é meio como dizer "dor = soco". A linha "correta" de argumentação literalista deveria no mínimo ser "ciência = saber".

E filosofia = amor ao saber, amor à ciência.
É só extrapolar. Ciência = estar ciente de, depois, estar ciente de = saber, = estar a par dos fatos, depois, ciência = fato.


Offline AlienígenA

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.333
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #660 Online: 17 de Julho de 2017, 18:40:07 »
A argumentação do Sergiomgbr é tão fraquinha, mas tão fraquinha que chega a dar dó. Isso porque ele simplesmente ignora definições simples e conceitos básicos amplamente aceitos que já foram pensados e repensados nos últimos dois mil e quinhentos anos. Essa tentativa de definir "ciência" e ficar argumentando para ver se cola algum malabarismo semântico, se é autêntica, também é sinal de preguiça de ler os fundamentos sobre o assunto, caso contrário é trolismo mesmo.

O "pior" é que nem um semantiquismo correto consegue ser. "Ciência = fato" é meio como dizer "dor = soco". A linha "correta" de argumentação literalista deveria no mínimo ser "ciência = saber".

E filosofia = amor ao saber, amor à ciência.
É só extrapolar. Ciência = estar ciente de, depois, estar ciente de = saber, = estar a par dos fatos, depois, ciência = fato.

Errado. Fato = realidade. Estar ciente, saber, estar a par = interpretação. Ciência = interpretação da realidade. Ponto para o Alien. Próxima!  :hihi:   

Offline AlienígenA

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.333
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #661 Online: 17 de Julho de 2017, 18:49:05 »
Tristeza = fatos
Alegria = fatos
Tristeza = alegria

Fome = fato
Saciedade = fato
Fome = saciedade

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.015
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #662 Online: 17 de Julho de 2017, 20:04:00 »
Tristeza = fatos
Alegria = fatos
Tristeza = alegria

Fome = fato
Saciedade = fato
Fome = saciedade

Agora só falta extrapolar.

Ciência = estar ciente da fome, depois, estar ciente de = saber que está com fome, = estar a par da fome, da alegria e da tristeza, depois, ciência = fome, alegria, tristeza e de todos os fatos, tudo junto e misturado.

Fatos & fotos.
"Never attribute to malice that which can be adequately explained by stupidity, but don't rule out malice." -Heinlein’s Razor

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #663 Online: 17 de Julho de 2017, 20:07:37 »
Tá certo. Pelo menos não fui autor dessas zombarias.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.015
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #664 Online: 17 de Julho de 2017, 20:11:36 »
A argumentação do Sergiomgbr é tão fraquinha, mas tão fraquinha que chega a dar dó. Isso porque ele simplesmente ignora definições simples e conceitos básicos amplamente aceitos que já foram pensados e repensados nos últimos dois mil e quinhentos anos. Essa tentativa de definir "ciência" e ficar argumentando para ver se cola algum malabarismo semântico, se é autêntica, também é sinal de preguiça de ler os fundamentos sobre o assunto, caso contrário é trolismo mesmo.
Que tal apontar o que discorda e demonstrar com argumentos em vez de ficar nos ataques ad hominem?

Não ataquei a sua pessoa, portanto não foi ad hominem. Ataquei os seus argumentos. Considere isso uma crítica construtiva.
"Never attribute to malice that which can be adequately explained by stupidity, but don't rule out malice." -Heinlein’s Razor

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #665 Online: 17 de Julho de 2017, 20:15:37 »
A argumentação do Sergiomgbr é tão fraquinha, mas tão fraquinha que chega a dar dó. Isso porque ele simplesmente ignora definições simples e conceitos básicos amplamente aceitos que já foram pensados e repensados nos últimos dois mil e quinhentos anos. Essa tentativa de definir "ciência" e ficar argumentando para ver se cola algum malabarismo semântico, se é autêntica, também é sinal de preguiça de ler os fundamentos sobre o assunto, caso contrário é trolismo mesmo.
Que tal apontar o que discorda e demonstrar com argumentos em vez de ficar nos ataques ad hominem?

Não ataquei a sua pessoa, portanto não foi ad hominem. Ataquei os seus argumentos. Considere isso uma crítica construtiva.
Ah sim, estabelecendo uma dicotomia demolidora entre eu meu argumento ser preguiçoso ou ser troll... fantástico, estou meu argumento está sendo criticado construtivamente...
« Última modificação: 17 de Julho de 2017, 20:21:15 por Sergiomgbr »

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.102
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #666 Online: 18 de Julho de 2017, 08:34:53 »
Foi o que eu disse. Para sobrevivermos a era atômica num cenário de escassez ou talvez apenas a simples ameaça de um cenário de escassez, só havendo progresso moral. Se você estiver certo, e não há progresso moral, oops! Uns poucos podem sobreviver, num planeta devastado, contaminado por radiação, mas por quanto tempo vai depender do tamanho do estrago. Fora a manutenção de todo o material/resíduo atômico, usinas e tal, espalhado pelo mundo que depende de toda uma infraestrutura que, dificilmente, sairá intacta. Tem jeito, não! É progresso moral ou extinção, talvez de toda a biomassa, num curto espaço de tempo. Nos metemos a brincar de deuses, não tem volta.
Num cenário de devastação e escassez, teremos um código moral, sim, ou nos extinguiremos rapidamente.
Acontece que será um código moral adaptado às novas circunstâncias. Faremos coisas que hoje nos julgaríamos incapazes de fazer.
No início, teremos vergonha e escrúpulos, mas logo encontraremos justificativas racionais e nos adaptaremos.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.015
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #667 Online: 18 de Julho de 2017, 13:30:22 »
Lembrei de um filme com Charlton Heston (The Omega Man) onde acontece esse cenário e surge um culto dentre os sobreviventes albinos guiados por uma moral anti-tecnológica e anti-científica. Fizeram 2 refilmagens, a última, recente é com Will Smith ( I Am Legend ), senão me engano num cenário de apocalipse zumbi.

O futuro do filme era 1975 (!), ano em que o Geo já planejava sua aposentadoria.


Citar
In 1975, biological warfare between China and Russia kills most of the world's population. U.S. Army Col. Robert Neville, M.D. is a scientist based in Los Angeles. As he begins to succumb to the plague, he injects himself with an experimental vaccine, rendering himself immune.

By 1977, Neville believes he is the plague's only immune survivor. Struggling to maintain his sanity, he spends his days patrolling the now-desolate Los Angeles, hunting and killing members of "The Family", a cult of plague victims who were turned into nocturnal albino mutants. The Family seeks to destroy all technology and kill Neville, who has become a symbol of the science they blame for humanity's downfall. At night, living atop a fortified apartment building equipped with an arsenal of weaponry, Neville is a prisoner in his own home.

...
https://en.wikipedia.org/wiki/The_Omega_Man
« Última modificação: 18 de Julho de 2017, 13:35:10 por Gigaview »
"Never attribute to malice that which can be adequately explained by stupidity, but don't rule out malice." -Heinlein’s Razor

Offline AlienígenA

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.333
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #668 Online: 18 de Julho de 2017, 14:55:37 »
Foi o que eu disse. Para sobrevivermos a era atômica num cenário de escassez ou talvez apenas a simples ameaça de um cenário de escassez, só havendo progresso moral. Se você estiver certo, e não há progresso moral, oops! Uns poucos podem sobreviver, num planeta devastado, contaminado por radiação, mas por quanto tempo vai depender do tamanho do estrago. Fora a manutenção de todo o material/resíduo atômico, usinas e tal, espalhado pelo mundo que depende de toda uma infraestrutura que, dificilmente, sairá intacta. Tem jeito, não! É progresso moral ou extinção, talvez de toda a biomassa, num curto espaço de tempo. Nos metemos a brincar de deuses, não tem volta.
Num cenário de devastação e escassez, teremos um código moral, sim, ou nos extinguiremos rapidamente.
Acontece que será um código moral adaptado às novas circunstâncias. Faremos coisas que hoje nos julgaríamos incapazes de fazer.
No início, teremos vergonha e escrúpulos, mas logo encontraremos justificativas racionais e nos adaptaremos.

Possivelmente. A ideia de escassez nos remete a Mad Max e não a médicos sem fronteiras. Parece o mais provável. Eu apenas me pergunto o quanto isso reflete a realidade. A história narra episódios hediondos, marcantes, aterradores, não muito animadores, com certeza, mas quando vista como um todo, com distanciamento e, sobretudo, numa escala global, parece contar uma história diferente. Só me parece apressado dizer como estranhos serão encarados num cenário de devastação e escassez, se inimigo ou aliado, uma boca ou um braço a mais. A decisão será instintiva, com certeza, mas para que lado ela aponta é toda a minha dúvida. O "progresso moral" foi uma consequência das circunstâncias, mas também uma das mais eficientes formas de adaptação, aparentemente. Nos sentimos relativamente seguros nos grandes centros urbanos cercados por milhões de estranhos, talvez mais até do que nossos ancestrais dentro do próprio bando. A cooperação tem se mostrado, ao longo da história, sob diversos aspectos, mais vantajosa do que a competição, em larga escala, inclusive. Se isso perdurará, difícil saber. Qualquer que seja o prognóstico, me parece chute.       


Offline EuSouOqueSou

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.770
  • Sexo: Masculino
  • Question not thy god, for thy god doth not respond
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #670 Online: 18 de Julho de 2017, 19:23:08 »
Foi o que eu disse. Para sobrevivermos a era atômica num cenário de escassez ou talvez apenas a simples ameaça de um cenário de escassez, só havendo progresso moral. Se você estiver certo, e não há progresso moral, oops! Uns poucos podem sobreviver, num planeta devastado, contaminado por radiação, mas por quanto tempo vai depender do tamanho do estrago. Fora a manutenção de todo o material/resíduo atômico, usinas e tal, espalhado pelo mundo que depende de toda uma infraestrutura que, dificilmente, sairá intacta. Tem jeito, não! É progresso moral ou extinção, talvez de toda a biomassa, num curto espaço de tempo. Nos metemos a brincar de deuses, não tem volta.
Num cenário de devastação e escassez, teremos um código moral, sim, ou nos extinguiremos rapidamente.
Acontece que será um código moral adaptado às novas circunstâncias. Faremos coisas que hoje nos julgaríamos incapazes de fazer.
No início, teremos vergonha e escrúpulos, mas logo encontraremos justificativas racionais e nos adaptaremos.

Possivelmente. A ideia de escassez nos remete a Mad Max e não a médicos sem fronteiras. Parece o mais provável. Eu apenas me pergunto o quanto isso reflete a realidade. A história narra episódios hediondos, marcantes, aterradores, não muito animadores, com certeza, mas quando vista como um todo, com distanciamento e, sobretudo, numa escala global, parece contar uma história diferente. Só me parece apressado dizer como estranhos serão encarados num cenário de devastação e escassez, se inimigo ou aliado, uma boca ou um braço a mais. A decisão será instintiva, com certeza, mas para que lado ela aponta é toda a minha dúvida. O "progresso moral" foi uma consequência das circunstâncias, mas também uma das mais eficientes formas de adaptação, aparentemente. Nos sentimos relativamente seguros nos grandes centros urbanos cercados por milhões de estranhos, talvez mais até do que nossos ancestrais dentro do próprio bando. A cooperação tem se mostrado, ao longo da história, sob diversos aspectos, mais vantajosa do que a competição, em larga escala, inclusive. Se isso perdurará, difícil saber. Qualquer que seja o prognóstico, me parece chute.       

Vcs tao viajando demais. O conceito economico de escassez não tão mórbido assim:

"Em economia, escassez é um termo que descreve uma disparidade entre a quantidade demandada de um produto ou serviço e o montante fornecido no mercado. Especificamente, a escassez ocorre quando há excesso de demanda e, portanto, é o oposto de um excedente"
https://pt.wikipedia.org/wiki/Escassez_(economia)
Qualquer sistema de pensamento pode ser racional, pois basta que as suas conclusões não contrariem as suas premissas.

Mas isto não significa que este sistema de pensamento tenha correspondência com a realidade objetiva, sendo este o motivo pelo qual o conhecimento científico ser reconhecido como a única forma do homem estudar, explicar e compreender a Natureza.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #671 Online: 18 de Julho de 2017, 21:38:29 »
Eles não estão falando de maneira vaga do "conceito econômico" de escassez, mas de condições de escassez descritas nas mensagens (que ainda não fogem ao "conceito econômico", de qualquer forma, sendo somente uma condição extrema). Elas não são atenuadas em nada por se poder usar o mesmo termo também para se referir a uma situação comparativamente amena. :hein:

Offline Gorducho

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 817
  • Sexo: Masculino
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #672 Online: 19 de Julho de 2017, 08:27:02 »
Eu particularmente estou me referindo às consequências disso

e disso...


Paradoxalmente de fato essa situação decorre da "escassez econômica".
A pessoa que completa sua motinho + TV 24" c/INTERNET + ar nos quartos e na sala zera isso e a necessidade essencial passa a ser um automóvel pra poder transportar toda família e carregar as compras no Super.
Então, a "loi du propgrès" do utopismo oitocentista acabou gerando a aniquilação biológica.
E a aniquilação biológica vai gerar o "desprogresso" "moral", porque a natureza humana não muda em 500 or so anos.   
« Última modificação: 19 de Julho de 2017, 08:38:02 por Gorducho »

Offline Andarilho-terrestre

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 147
  • Sexo: Masculino
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #673 Online: 19 de Julho de 2017, 09:27:54 »
A pessoa que completa sua motinho + TV 24" c/INTERNET + ar nos quartos e na sala zera isso e a necessidade essencial passa a ser um automóvel pra poder transportar toda família e carregar as compras no Super.
Então, a "loi du propgrès" do utopismo oitocentista acabou gerando a aniquilação biológica.
E a aniquilação biológica vai gerar o "desprogresso" "moral", porque a natureza humana não muda em 500 or so anos.   
Sem dúvidas!
A propósito, creio que anteontem, assisti a uma reportagem no Jornal Nacional onde "vendedores vendem coisas roubadas" de caminhões de carga proporcionando aos compradores descontos impraticáveis honestamente falando. Também já vi várias "pessoas de bem" comprando celular roubado, aparelhos de TV a cabo que trazer "os canais gratuitamente" (tal de "gato NET") ETC ETC.

Eu particularmente conheço uma pessoa, que prega moral "ilibada" , vive destilando "ensinamentos cristãos" ao próximo e tem um destes aparelhos GATO NET .

Então o que vale é: a MINHA SOBREVIVÊNCIA e de meus familiares.

E mais, se religião resolvesse isso de fato estaríamos em condições melhores afinal de contas, segundo as estatísticas o BRASIL é super religioso ....

Offline EuSouOqueSou

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.770
  • Sexo: Masculino
  • Question not thy god, for thy god doth not respond
Re:Que Deus abençoe o Ceticismo
« Resposta #674 Online: 19 de Julho de 2017, 09:40:28 »
Eles não estão falando de maneira vaga do "conceito econômico" de escassez, mas de condições de escassez descritas nas mensagens (que ainda não fogem ao "conceito econômico", de qualquer forma, sendo somente uma condição extrema). Elas não são atenuadas em nada por se poder usar o mesmo termo também para se referir a uma situação comparativamente amena. :hein:

Ops, tem razao, li muito por cima a conversa e associei "escassez" à Economia. Esqueçam o que eu falei, segue o barco.
Qualquer sistema de pensamento pode ser racional, pois basta que as suas conclusões não contrariem as suas premissas.

Mas isto não significa que este sistema de pensamento tenha correspondência com a realidade objetiva, sendo este o motivo pelo qual o conhecimento científico ser reconhecido como a única forma do homem estudar, explicar e compreender a Natureza.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!