Forum Clube Cetico

Diversão => Papo Furado => Tópico iniciado por: Alenônimo em 16 de Fevereiro de 2005, 01:08:36

Título: Sobre Linux...
Enviado por: Alenônimo em 16 de Fevereiro de 2005, 01:08:36
Estou postando esta mensagem usando o Kurumin Linux (aquele que roda por CD e dá pra baixar do Baixaki). O bagulho até que é bom...

Meu site abriu direitinho nele, tanto usando o Firefox quanto o Konqueror!

O que vocês acham do Linux?
Título: Re.: Sobre Linux...
Enviado por: Anonymous em 16 de Fevereiro de 2005, 01:25:58
Hhaha, eu tenho o dizinha (http://www.dizinha.cjb.net) linux, chega a ser engraçado porque ele tem um pouco mais de 100mb. Eu já usei o Kurumin, inclusive já instalei ele.. é bem legal ao usuário comum (eu não entendo lá essas coisas de linux), acho que eles deveriam desenvolver um Kurumin mais enxuto, digo pra rodar bem em pcs antigos tipo p133...
Título: Re.: Sobre Linux...
Enviado por: Alenônimo em 16 de Fevereiro de 2005, 01:41:39
Se eu pudesse, colocava junto com o Windows XP, mas eu não faço a menor idéia de como fazer isso!

Justo agora que eu tô para comprar um HD maior!  :cry:
Título: Re.: Sobre Linux...
Enviado por: Anonymous em 16 de Fevereiro de 2005, 12:12:08
Eu tenho o WinXp e o Dizinha no mesmo hd, mas gostaria muito que fosse separado, eu não gosto de partições, ainda mais com sistema de arquivos diferentes.
Título: Re: Re.: Sobre Linux...
Enviado por: Alenônimo em 16 de Fevereiro de 2005, 14:49:54
Citação de: Wilfredo
Faz 4 anos que uso GNU/Linux. Uso em casa a distribuição Conetiva Linux 10 (usei a 5, 7 e 9).

(http://www.gigaperls.org/linux/buntsitz_24k.gif)


Interessante... Eu  me interesso por vários motivos: Testar a minha página no Konqueror (KHTML), ter um sistema mais leve para fazer certas coisas que exigem mais da máquina, aprender a usar o Linux pra me distrair... :P
Título: Re.: Sobre Linux...
Enviado por: GMGall em 21 de Fevereiro de 2005, 21:21:19
Alenônimo, recomendo dar uma lida no Guia Foca Linux. É bem abrangente.

http://focalinux.cipsga.org.br/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: John em 11 de Março de 2006, 01:13:00
afinal, qual a diferença do linux com o windows?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: 3libras em 11 de Março de 2006, 04:42:27
o linux é mais estável e seguro, e mais customizável ao usuário, distribuições gratuitas, versões em live cd (eu só uso bancos por elas, segurança 100%).

a desvantagem para mim são as incompatibilidades entre as distros (sim eu sei que elas não são feitas para ser compativeis entre si, mas é uma merda um programa de uma distro não funfar em outra e etc), pouca intuitividade e uma maior complexidade para executar tarefas que no windows são bem simples.

mas acho que é uma questão de tempo o linux detonar o windows, basta alguma equipe decente se junte pra criar uma distribuição fácil para o usuário final.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Diego em 11 de Março de 2006, 12:22:07
O kurumin é exelente...

sempre tenho um cd dele pra qualquer emergencia (nunca sabe quando seu windows pode morrer)

pena q não consegui configurar meu modem usb da adsl nele
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Oceanos em 11 de Março de 2006, 13:56:41
pena q não consegui configurar meu modem usb da adsl nele
Por isso eu pedi um ethernet.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Dodo em 13 de Março de 2006, 19:34:49
Uso o Slackware..no momento estou sem internet e não posso atualiza-lo..mas vou me virando
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Snake em 13 de Março de 2006, 21:10:34
Conexão à Internet no Linux é realmente algo que, embora não seja complicado pra mim (um adsl-setup já resolve), em muitos casos não é trivial. Me lembro de quando comecei a usar Linux, tendo que rebootar toda hora pro Windows pra resolver os problemas.

E 3libras, como assim programas de distros diferentes são incompatíveis? Eles são idênticos, no máximo o que muda é o tipo de pacote (deb, rpm, tgz etc). E em todo caso existe o tar.gz, que não depende da distro.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Dodo em 13 de Março de 2006, 21:37:54
Conexão à Internet no Linux é realmente algo que, embora não seja complicado pra mim (um adsl-setup já resolve), em muitos casos não é trivial. Me lembro de quando comecei a usar Linux, tendo que rebootar toda hora pro Windows pra resolver os problemas.

E 3libras, como assim programas de distros diferentes são incompatíveis? Eles são idênticos, no máximo o que muda é o tipo de pacote (deb, rpm, tgz etc). E em todo caso existe o tar.gz, que não depende da distro.

As vezes existe a incompatibilidade entre as bibliotecas instaladas e que são necessárias para rodar o programa. Quando você usa um gerenciador de pacotes ele resolve esses problemas de dependência, mas para quem gosta de compilar o código-fonte a coisa complica um pocuo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tonto em 15 de Março de 2006, 14:05:19
Eu tenho o xp, o slackware, e o BeOS na mesmo HD, já faz alguns anos. O BeOS é excelente e estou aguardando o Zeta chegar por aqui.
 

Eu tenho o WinXp e o Dizinha no mesmo hd, mas gostaria muito que fosse separado, eu não gosto de partições, ainda mais com sistema de arquivos diferentes.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Oceanos em 15 de Março de 2006, 14:59:47
Eu tenho o xp, o slackware, e o BeOS na mesmo HD, já faz alguns anos. O BeOS é excelente e estou aguardando o Zeta chegar por aqui.
Vou instalar o BeOS assim que liberar espaço aqui, já que agora que tenho adsl é provável que a internet funcione tranquilamente.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Paulo José em 16 de Março de 2006, 02:58:10
Achei o Linux um tanto chato. Mas isso se deve ao principal problema que tenho com ele: o mouse. Meu mouse quando está na USB  não pegue. E quando está com o adaptador e na entrada abitual, pega, só que é tão vagaroso, eu diria que é em slow-motion, hehe. Alguém sabe como resolver iso? Aliás, o monitor tb fica completamente distorcido na parte de cima, a tela se estica toda na parte superior... Enfim, nao gostei do kurumim...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Oceanos em 16 de Março de 2006, 11:07:57
Má configuração, sem dúvida. Quando testou o linux? Qual era? Qual sua placa de vídeo, monitor e mouse?

Hoje em dia existe o hotplug. Já não tenho mais problemas com meus dispositivos depois dele.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Snake em 16 de Março de 2006, 19:13:01
Tente aumentar a sensibilidade (ou aceleração, sei lá) do mouse (não sei que ambiente gráfico você usou, então não posso dizer como fazer isso).

Quando eu fiz isso no PC (rodando Windows) de algumas pessoas boa parte delas disse "nossa, como o computador está rápido agora!" :lol:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Dodo em 16 de Março de 2006, 20:37:53
Achei o Linux um tanto chato. Mas isso se deve ao principal problema que tenho com ele: o mouse. Meu mouse quando está na USB não pegue. E quando está com o adaptador e na entrada abitual, pega, só que é tão vagaroso, eu diria que é em slow-motion, hehe. Alguém sabe como resolver iso? Aliás, o monitor tb fica completamente distorcido na parte de cima, a tela se estica toda na parte superior... Enfim, nao gostei do kurumim...

Desative a opcao "USB LEGACY SUPPORT" na configuracao da Bios de sua placa mae.
O manual da placa mostra como entrar da bios (normalmente é DEL ou F2).
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Paulo José em 17 de Março de 2006, 01:56:28
Oceanos, Teste o Kurimim (provavelmente a última versão) devem fazer algumas semanas. Minha placa de vídeo é AGP 4x: S3 ProSavageDDR (86c420), meu monitor é Plug and Play [NoDB], meu mouse é um Ômega NS SAGM039RS, óptico com saída USB, mas veio com adaptador, bastam as informações ou será necessário o relatório completo do Everest Home Edition? hehe :D. Não faço idéia do que é este hotplug... :?

Snake, não sei como fazer isto no linux, mas duvido que seja este o problema, porque pra mim parece ser muito mais questão de atualização (?) doque de sensibilidade. E sobre o computador mais rápido... quando eu fui comprar mais ram pro meu pc, disse ao vendedor que não estava vendo tanta diferença quanto aque ele falou (só vi a que eu já esperava). Ele fez isto no meu pc e tentou me enrolar que mudou uma configuração de memória... Eu, é claro, dei uma de desinformado e pedi pra ele desfazer pois o mouse estava rápido d+ :P :P :lol:

Bem, Dodo, isto foi a primeira coisa que fiz, mas não consegui nada. Então resolvi usar o adaptador que veio com o mouse mesmo. :)
Valeu gente :)
Título: linux ubuntu...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 15 de Junho de 2006, 21:23:06
sei que um ou outro usa esse linux por aqui... uma pergunta.... já está na versão 6. qualquer coisa... eu tenho um CD da 5.10.... se eu instalo essa versão mesmo, eu posso atualizar e depois dá no mesmo, ou o melhor é baixar a instalação atual de uma vez?
Título: Re: linux ubuntu...
Enviado por: Snake em 16 de Junho de 2006, 00:07:31
Melhor baixar a 6.06. Instalando a 5.10 e depois atualizando dá no mesmo, mas você terá que fazer uma atualização relativamente grande, tendo talvez que baixar até mais do que o equivalente a 1 CD (700 MB), e fizeram várias melhoras na interface de instalação dessa nova versão, o que torna a instalação mais simples.
Título: Re: linux ubuntu...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Junho de 2006, 00:54:29
que estranho.... e que droga. Meu irmão mandou email ou carta pra eles, e eles deram um punhado de CDs, que mal foram aproveitados... bem, os lives ainda servem para emergências, se bem que live prefiro o kurumin
Título: Re: linux ubuntu...
Enviado por: Rodion em 18 de Junho de 2006, 03:37:42
pedi os cds, quero ver chegarem..
Título: Re: linux ubuntu...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 18 de Junho de 2006, 13:34:40
chegaram uns 10 aqui, uma vez
Título: Re: linux ubuntu...
Enviado por: Oceanos em 11 de Setembro de 2006, 16:36:32
Sobe!


Instalei o Ubuntu! Estava cansado do Gentoo e sua demora interminável pra instalar qualquer programa! O gentoo é excelente para máquinas mais novas, como o Atlhon 64, mas para meu micro não adianta muito, meu processador já é relativamente antigo, um Pentium 4 1.6, a tecnologia mais nova dele é o SSE2.

Sobre o Ubuntu, poxa, ele é muito rápido, mesmo sendo pré-compilado pra máquinas i386. Não sei se é porque eu me acostumei com o Portage, mas o Apt-get voa, se bobear é mais rápido até que o pkgtool do slackware. Parece que os repositórios também são atualizados rapidamente e não são estagnados como os do debian.

A instalação foi fácil, sem problemas. Tem até um particionador manual a lá Partition Magic, muito legal. Ele configura o grub sem fazer uma pergunta, configura os serviços assim também, Xorg e tudo mais. Você só diz onde vai instalar o linux e onde você mora para ele ajustar suas configurações de localidade.

Enfim, vou sentir falta das "Use flags".
Título: Re: linux ubuntu...
Enviado por: Snake em 11 de Setembro de 2006, 17:15:43
Portage realmente é mais lento que o apt, até porque o primeiro é feito em Python e o segundo em C++ (se não me engano). Mas tem um grupo desenvolvendo um substituto para o Portage feito em C++.

E eu já usei o Ubuntu, mas era muito sem graça e parece que havia uma certa tendência a esconder as possibilidades de configuração. Quanto ao tempo de compilação, nunca tive grandes problemas com isso, era só deixar compilando durante a madrugada (e são poucos pacotes realmente grandes). O único problema é quando tem que atualizar o GCC, porque aí é comum acontecerem erros durante as compilações.
Título: Re: linux ubuntu...
Enviado por: Oceanos em 11 de Setembro de 2006, 17:38:13
Pois é, o contraste é muito grande...

O projeto de substituir o Portage está sendo elaborado pelo próprio Gentoo?

Eu também estou com a impressão de que não configurei muito bem o Gentoo, talvez algumas flags erradas, talvez compilação do kernel errônea. Pode ser por isso que eu achei o Ubuntu mais rápido.
Título: Re: linux ubuntu...
Enviado por: Snake em 11 de Setembro de 2006, 17:50:29
O projeto de substituir o Portage está sendo elaborado pelo próprio Gentoo?

Não, mas está sendo feito por desenvolvedores e ex-desenvolvedores do Gentoo. O nome do projeto é Paludis (http://paludis.berlios.de/).

Não é usável ainda, mas parece estar ficando bem interessante.

Citar
Eu também estou com a impressão de que não configurei muito bem o Gentoo, talvez algumas flags erradas, talvez compilação do kernel errônea. Pode ser por isso que eu achei o Ubuntu mais rápido.

Eu já ouvi isso de outras pessoas, mas quando rodei aqui o Gentoo era bem mais rápido; e o Ubuntu ainda tinha alguns bugs estranhos, mas esses já devem ter sido corrigidos (apenas para introduzir outros bugs estranhos... :D)
Título: Linux
Enviado por: Zizou em 28 de Outubro de 2006, 19:14:21
Galera, alguém aqui usa linux? estou iniciando no sistema, e consegui pelo correio a versão ubuntu 5.1, vem uma versão "live" que segundo o que diz na capa, você pode testar sem alterar nada no computador...isso é realmente seguro? agradeço se alguém puder me ajudar...
Título: Re: Linux
Enviado por: Diegojaf em 28 de Outubro de 2006, 19:18:14
Daqui a pouco chegam os sunitas do Linux pra te explicar melhor... liderados por Ernane "Bin Laden"... :lol:
Título: Re: Linux
Enviado por: Oceanos em 28 de Outubro de 2006, 19:21:37
Sim, é. Só não instala-lo.
Título: Re: Linux
Enviado por: Oceanos em 28 de Outubro de 2006, 19:22:41
Daqui a pouco chegam os sunitas do Linux pra te explicar melhor... liderados por Ernane "Bin Laden"... :lol:
Pois é, tomara que o Ernane veja o tópico! hehe
Título: Re: Linux
Enviado por: Diegojaf em 28 de Outubro de 2006, 19:25:16
Daqui a pouco chegam os sunitas do Linux pra te explicar melhor... liderados por Ernane "Bin Laden"... :lol:
Pois é, tomara que o Ernane veja o tópico! hehe

Hehehe... até imagino...

Ernane: - Vou hackear sua Home page!!!

:histeria:
Título: Re: Linux
Enviado por: Andre em 28 de Outubro de 2006, 20:21:59
Sim, uma versão live não vai modificar nada no seu PC, no máximo você vai ter que mudar a ordem de boot no Bios da sua placa mãe.
Título: Re: Linux
Enviado por: Guinevere em 28 de Outubro de 2006, 22:20:14
oh, não, outro tóipico sobre esse maldito so que nunca trava e é tenicamente superior e tudo mais!!!
Título: Re: Linux
Enviado por: Fabulous em 29 de Outubro de 2006, 00:33:13
oh, não, outro tóipico sobre esse maldito so que nunca trava e é tenicamente superior e tudo mais!!!

Windows me facilita bastante.
Título: Re: Linux
Enviado por: Zizou em 29 de Outubro de 2006, 02:58:51
oh, não, outro tóipico sobre esse maldito so que nunca trava e é tenicamente superior e tudo mais!!!

Windows me facilita bastante.
Uso ele até hoje...mas gostaria de experimentar o linux.
Título: Re: Linux
Enviado por: Zizou em 29 de Outubro de 2006, 02:59:27
Sim, uma versão live não vai modificar nada no seu PC, no máximo você vai ter que mudar a ordem de boot no Bios da sua placa mãe.
Vou tentar rodar o CD, mas acho que com o tempo vou ter que instalar ele de vez mesmo...estava pensando em usar programas como o Partition Magic no HD...é recomendável?
Título: Re: Linux
Enviado por: Hold the Door em 29 de Outubro de 2006, 17:07:40
Sim, uma versão live não vai modificar nada no seu PC, no máximo você vai ter que mudar a ordem de boot no Bios da sua placa mãe.
Vou tentar rodar o CD, mas acho que com o tempo vou ter que instalar ele de vez mesmo...estava pensando em usar programas como o Partition Magic no HD...é recomendável?
Já testei o Ubuntu no meu micro, gostei bastante, só não instalo porque não tenho mais espaço.

Quanto ao Partition Magic, já usei várias vezes sem problemas. Passe o desfragmentador de disco antes e faça um backup dos seus dados importantes antes de usá-lo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Alenônimo em 29 de Outubro de 2006, 19:11:00
Sim, uma versão live não vai modificar nada no seu PC, no máximo você vai ter que mudar a ordem de boot no Bios da sua placa mãe.
Vou tentar rodar o CD, mas acho que com o tempo vou ter que instalar ele de vez mesmo...estava pensando em usar programas como o Partition Magic no HD...é recomendável?
Já testei o Ubuntu no meu micro, gostei bastante, só não instalo porque não tenho mais espaço.

Quanto ao Partition Magic, já usei várias vezes sem problemas. Passe o desfragmentador de disco antes e faça um backup dos seus dados importantes antes de usá-lo.

Dá para reparticionar o HD com os arquivos nele?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Guinevere em 29 de Outubro de 2006, 19:20:46
Mas fundiram o tópico, foi?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 29 de Outubro de 2006, 19:30:13
Dá, desde que eles não estejam "espalhados" por todo o HD, por isso é necessário usar o desfragmentador de disco antes.
E é sempre bom fazer um backup, só para previnir.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Zizou em 30 de Outubro de 2006, 12:56:25
Mas fundiram o tópico, foi?
Não tinha visto que já tinha um tópico sobre o linux... :vergonha:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Zizou em 30 de Outubro de 2006, 12:57:10
Dá, desde que eles não estejam "espalhados" por todo o HD, por isso é necessário usar o desfragmentador de disco antes.
E é sempre bom fazer um backup, só para previnir.
Como assim "espelhados"?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 30 de Outubro de 2006, 19:22:27
Físicamente falando, fica cada pedaço de um arquivo em um canto do HD.
Vai em "acessórios/ferramentas do sistema/desfragmentador" e pede pra ele só analisar. Com a figura que aparecer você vai ter uma idéia do que eu estou falando.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Luis Dantas em 30 de Outubro de 2006, 21:20:42
Ah, então é "espalhados", não "espelhados"...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Zizou em 31 de Outubro de 2006, 10:48:33
Ah, então é "espalhados", não "espelhados"...
verdade...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fabulous em 31 de Outubro de 2006, 21:53:33
A cara, linux deve ser melhor para empresas e talz por ser um soft free né... agora para quem é somente um usuário (simple) que nem eu e vários outros milhares acho que windows é bastante mais fácil de utilizar...
Eu por exemplo acostumei com o win desdo 3.1 em 486 rsrsrs... já tentei usar sistema unix, mas sei lá, sou muito azarado para esse lance de informática, sempre dava um problema que não consiguia solucionar, na época lembro que era o disco de bot para o linux que não conseguia fazer... :lol:

Por isso, prefiro o windows, ainda... ;)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 31 de Outubro de 2006, 22:00:34
Por isso, prefiro o windows, ainda... ;)

Xiii, cutucaram o vespeiro denovo
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fabulous em 31 de Outubro de 2006, 22:12:52
ainda
bem lembrado... ou melhor, ressaltado.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 01 de Novembro de 2006, 19:13:18
O "engraçado" é os usuários de Linux [ok, não todos] dizerem que apoiam a liberdade de escolha, mesmo fazendo de tudo para as pessoas não usarem Windows
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Luis Dantas em 01 de Novembro de 2006, 19:15:01
É uma questão de compaixão, André... :)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fabulous em 01 de Novembro de 2006, 22:33:19
O "engraçado" é os usuários de Linux [ok, não todos] dizerem que apoiam a liberdade de escolha, mesmo fazendo de tudo para as pessoas não usarem Windows

Fazendo de tudo, como oquê por exemplo?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Oceanos em 01 de Novembro de 2006, 23:46:10
O "engraçado" é os usuários de Linux [ok, não todos] dizerem que apoiam a liberdade de escolha, mesmo fazendo de tudo para as pessoas não usarem Windows
Apoiam a liberdade das mesmas escolhas que eles fizeram....
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 02 de Novembro de 2006, 09:46:37
Fazendo de tudo, como oquê por exemplo?

Críticas e mais críticas ao SO do tio Gates, partindo algumas vezes até mesmo para a agressão, tanto dos usuários como dos desenvolvedores
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Luis Dantas em 02 de Novembro de 2006, 10:23:37
Critícas sem dúvida há, nada mais natural, e concordo que algumas são até inapropriadas.  Mas alguma delas tira a sua liberdade de preferir o Windows?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 02 de Novembro de 2006, 11:28:02
Critícas sem dúvida há, nada mais natural, e concordo que algumas são até inapropriadas.  Mas alguma delas tira a sua liberdade de preferir o Windows?
Não, mas é contraditório dizer que eles apoiam a liberdade e depois chamar alguém de burro por preferir o Windows.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Luis Dantas em 02 de Novembro de 2006, 11:39:27
Contraditório, não.  Ofensivo, talvez.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Snake em 02 de Novembro de 2006, 11:57:44
Criticar e até mesmo xingar usuários faz parte da liberdade.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 02 de Novembro de 2006, 12:21:51
Criticar o SO, desde que com argumentos válidos, OK. O problema é começar a xingar alguém por não ter feito a mesma escolha que a sua, você está desrespeitando a liberdade dessa pessoa.
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: Unknown em 07 de Abril de 2007, 03:59:27
Citar
Linux: seis distribuições para usuários que querem usar o sistema no desktop
 
São Paulo - Quer migrar para o Linux mas ainda teme o sistema aberto? Confira seis das mais populares distribuições para usuários leigos.

Nunca houve um período mais propenso para que usuários leigos com curiosidade sobre o Linux se aventurassem pelas bandas do código livre.

Recém-lançado, o novo Windows Vista, além de carregar uma pesada etiqueta de preço, exige configurações muito aquém das máquinas de usuários brasileiros.

Aliado a isto, as distribuições estão adotando posturas ainda mais didáticas, o que torna ações como o programa Computador para Todos, do Governo Federal, um enorme empurrão para o sistema.

Até mesmo a tradicionalmente radical comunidade entusiasta vem trocando seu fervor por uma postura mais tolerante e simpática a quem vê o Linux com desconfiança.

Antes de tomar o primeiro passo, é bom que o usuário tenha claro que, por mais que se pareçam graficamente com o Windows, sistemas em Linux ainda trazem diferenças substancias em relação ao sistema da Microsoft.

A diferença, caro leitor, não é ruim. O esforço em se adaptar a novos comandos (bastante simples) deve compensar para usuários cansados com vírus e lentidões, por exemplo.

A seleção detalhada pelo IDG Now! segue a pesquisa de popularidade realizada entre a comunidade Linux pelo blog BR-Linux, com a exclusão do Slackware, distribuição apontada como técnica demais para usuários leigos.

A relação abaixo incluiu também dois sistemas pagos não presentes na seleção do BR-Linux: o Dual OS (ex-Freedows) e o Mandriva Linux 2007.

Red Hat Fedora
Quando chegar aos colégios do terceiro mundo no segundo semestre deste ano, o XO, conhecido como “notebook de 100 dólares”, introduzirá os alunos no Linux por meio da interface Sugar, adaptação que a Red Hat vem fazendo do seu Fedora.

Aposta da Red Hat no mercado de desktop domésticos após o fim do Red Hat Linux, o Fedora está em sua sexta versão estável, com previsão de lançamento da sétima ainda para 2007.

Ainda que não traga a mesma riqueza de aplicativos que distribuições como o Ubuntu, o Fedora é popular o suficiente para contar com uma extensa biblioteca de aplicativos.

A própria Red Hat promete enriquecer os softwares integrados ao Fedora, que vem acompanhado pelo pacote OpenOffice, o navegador Firefox e o editor de imagens Gimp, na versão 6.

Ainda assim, a interface Gnome do Fedora 6 oferece muitas das mesmas funções de navegação presentes no Windows.

Caso queria testar o sistema sem apelar para o Live CD, o Fedora 6 pode ser instalado no disco rígido do usuário a partir do próprio Windows, oferecendo uma ferramente no boot onde o usuário escolhe qual sistema será carregado.

Ubuntu
O Ubuntu se assume inteiramente voltado a usuários leigos a começar pelo seu mote - “Linux para seres humanos”. Lançado pelo sul-africano Mark Shuttleworth em 2004, o Ubuntu se apóia na interface gráfica Gnome para atrair atenção dos iniciantes.

Quem está acostumado com a interface do Windows não deve ter dificuldades em se guiar pelos menus na barra superior da sua área de trabalho, que leva aos aplicativos e configurações do sistema.

Melhor: funções de acessibilidade, como teclado na tela e pronúncia oral de comandos são habilitados como padrão, o que o torna uma opção ainda mais vantajosa para usuários com necessidades específicas.

Outro atrativo para quem nunca usou Linux é a presença nativa de softwares como o pacote corporativo OpenOffice, o comunicador Gaim, o editor de imagens Gimp e o navegador Firefox, que emulam muito bem as principais funções presentes no Windows.

Caso queira, a instalação padrão do Ubuntu ainda permite que o usuário habilite diversos outros softwares multimídia e para internet sem o trabalho de baixar e instalar pacotes - mesmo bastante simples, o Ubuntu instala aplicativos de uma maneira bem diferente do Windows.

Com ótimo desempenho até mesmo em máquinas enxutas, o Ubuntu ainda permite a criação de diferentes áreas de trabalho para o usuário - algo que a Apple pretende integrar ao seu Mac OS X 10.5, prometido para este ano.

Kurumin
Apresentado como “uma das distribuições Linux mais fáceis de usar”, o Kurumin é o melhor exemplo de distribuição desenvolvida no Brasil dentro de um setor dominado por softwares estrangeiros.

Criado e atualizado pela comunidade Guia do Hardware, o Kurumin se mostra amigável ao usuário graças à sua interface KDE (K Desktop Environment) com pequenos ajustes para parecer ainda mais com o sistema Windows.

Se antes apostava na portabilidade de CDs em miniatura distribuídos com o sistema, o Kurumin resolveu integrar softwares, como o pacote OpenOffice e o aplicativos de virtualização VMWare, a ponto do Kurumin 7 ocupar uma mídia inteira.

E que mal há nisto? Nenhum. Pelo contrário. Aliada aos chamados “ícones mágicos”, a função de instalação de novos programas no Kurumin saiu na frente de outras distribuições pela ótima exploração de recursos gráficos.

Outra vantagem é a possibilidade de usar o Kurumin pelo Live CD, assim como o Ubuntu. Ao invés de instalar no HD, o usuário pode experimentar o Kurumin a partir do drive do PC.

Mandriva
A francesa Mandrakesoft comprou a Conectiva em 2005 e, além de mudar o nome para Mandriva, incorporou a seu sistema operacional muito da usabilidade para usuário final da empresa curitibana que revelou Marcelo Tosatti ao mundo.

Mais recente distribuição da empresa, o Mandriva Linux 2007 continua a apostar na pluralidade de maneiras de chegar ao usuário final.

Não bastasse a versão gratuita, o Mandriva Linux pode ainda ser encontrado em memory keys (uma mão na roda para quem precisa usar PCs públicos sem Linux) ou nos seus três pacotes pagos.

Pagar por Linux? Sim, e com gosto. Como paga taxas referentes a plug-ins proprietários que rodam aplicações multimídia, os pacotes PowerPack (79 euros), PowerPack+ (179 euros) e Discovery (49 euros) chegam redondinhos ao usuário final - tocar DVDs, emular games para Windows e suportar novos modos de exibição exigem configurações nem tão simples do usuário.

Com visual parecido ao Ubuntu graças à interface Gnome ou no modo padrão de exibição com KDE, a versão gratuita traz navegação simples e acompanha os softwares Mozilla Firefox, OpenOffice, Gimp, AmaroK, KMPlayer, Ekiga.

Dual OS
Em 2002, a Microsoft processou a desenvolvedora por trás do sistema operacional Lindows alegando que o software de código aberto era exageradamente copiado do Windows.

Quase três anos depois, o processo terminou com a Microsoft pagando uma multa e o sistema renomeado como Linspire.

Considerando esta história, é um grande mistério como a mesma Microsoft também não correu para acionar os desenvolvedores do Dual OS (150 reais), sistema operacional em Linux com interface claramente copiada do Windows.

A interface do desktop do Dual OS é idêntica ao Windows XP, com direito a Menu Iniciar, barra de tarefas com relógio e até ícones muito parecidos aos desenhados pela Microsoft.

Por este motivo, o Dual OS é uma bela ponte para quem quer migrar para Linux sem muito esforço em se adaptar a novas funções e comandos - um dos possíveis motivos pelos quais foi incluído no programa Computador para Todos.

Junto ao Dual OS, o usuário pode usar o DualOffice, pacote corporativo com aplicações abertas que imitam com fidelidade assustadora o Word, Excel e PowerPoint, do pacote Office, da Microsoft.

Assim como o Madriva Linux 2007, o Dual OS vem com funções multimídia e de navegação completamente configuradas por ser pago.

Debian
Em uma comparação rasteira, o Debian está para o Ubuntu como o Netscape está para Firefox.

O sistema em Linux nascido na homenagem de um programador à sua namorada hoje serve de base para outras distribuições, como a popular Ubuntu.

Aliado à extensão lista de ferramentas disponíveis para programadores, o Debian serviu de ponto de partida também para dezenas de outras distribuições que exploram sua estabilidade e as interfaces amigáveis KDE ou Gnome.

Graças à sua longevidade (a primeira versão do Debian foi lançada em 1996), o Debian goza de popularidade entre a comunidade Linux principalmente por sua estabilidade e pela vasta biblioteca de aplicativos disponível.

Aliada à extensão de ferramentas disponíveis para programadores, a longevidade transformou o Debian no primeiro passo para diversas outras distribuições de Linux - confira a lista da Wikipedia.

http://idgnow.uol.com.br/computacao_pessoal/2007/03/02/idgnoticia.2007-03-02.8987983615

Achei as comparações interessantes, mas acho que eles poderiam ter comparado também o Slackware (que tanto ouço falar) e o Novell Linux (ex-SUSE, que também já ouvi falar muito).
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: Andre em 07 de Abril de 2007, 12:12:11
O openSuse não posso falar nada pois nunca testei, mas o Slack não é indicado para o usuário padrão (deve ser por isso que não está nesse artigo). Aposto que a maioria acharia no mínimo estranho após reiniciar o computador ver uma tela preta escrito "Login: ".
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: J Ricardo em 08 de Abril de 2007, 19:45:55
Ubuntu está bem famoso, uso ele desde final de 2006.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Abril de 2007, 20:17:08
Estou usando o kurumin há algum tempo.... vou eventualmente fazer experiências paralelas com kubuntu e um ou outro a mais.... inclusive slackware, que dizem servir de base para qualquer um praticamente... aprende-se a usar esse, e os detalhes dos outros são menores... ou foi isso que entendi.
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: Eremita em 08 de Abril de 2007, 20:38:56
O "engraçado" é os usuários de Linux [ok, não todos] dizerem que apoiam a liberdade de escolha, mesmo fazendo de tudo para as pessoas não usarem Windows
Engraçado… eu estou usando Windows agora mesmo, mesmo sendo pró-Linux. (é que eu tava jogando). Embora eu já tenha xingado o Windows hoje três vezes: pela lerdeza, porque o Nero travou, e de novo pela lerdeza… rsrsrs. A gente embirra pro pessoal ao menos conhecer o Linux, coisa que muita gente tem preguiça de fazer. Depois, se quiser usar Linux, Windows ou ambos, é questão de gosto.

Alenônimo, a parada é a seguinte: dá pra reparticionar sem tirar os dados SIM. Mas eu sugiro fazer becape - pode dar merda e você vai querer se matar, rsrsrs.

Vou lhe ensinar, já com a instalação do Kurumin, ok?

Primeiro, você desfragmenta a partição, pelo Windows mesmo…
Depois, você inicia o CD do Kurumin e pede pra instalar no HD. Ele vai fazer um monte de perguntas… quando ele perguntar por dois programas de particionamento, escolha o Gparted.
Aí você escolhe quanto do HD quer deixar pro Windows, quanto pro Linux. Eu fiz assim:
PARTIÇÃO 1 - NTFS, 21GB. É aonde tá o Windows;
PARTIÇÃO 2 - REISERFS, 21GB. É aonde tá o Linux. Use ReiserFS pois é mais seguro que EXT3;
PARTIÇÃO 3 - FAT32, 32GB. É aonde guardo meus arquivos, pois fica acessível pra leitura E escrita tanto do Linux quanto do Windows. Só não fiz maior porque aí o Windows não reconhece.
PARTIÇÃO 4 - SWAP, 1GB. O Swap faz o papel de "memória virtual" do Linux. Faça a Swap com o dobro da sua RAM, ok?

O resto é tudo bem automatizado, a Kurumin é uma das distros mais simples que tem. Você vai ter que configurar o LILO, que é o "iniciador" do computador, e daí quando quiser usar ou Linux ou Windows, você escolhe. Mas isso o Kurumin explica como fazer.
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: Eremita em 08 de Abril de 2007, 20:44:32
Ah, e uma coisa... Linux vicia. Cada vez mais, você vai querendo mexer com "distros" mais brutas, menos automatizadas, mais "se vira" mesmo, rsrsrs.

Comecei pelo Kurumin, tentei Conectiva (não gostei), usei o Ubuntu por uns tempos, depois fui pro Debian,  depois fiz um "Debiuntu" (instalei o Ubuntu e por cima os programas que eu queria dos DVDs do Debian), depois voltei ao Debian puro. E não me arrependo.
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: Andre em 09 de Abril de 2007, 12:51:02
Eu não devia ter generalizado, mas você provavelmente conhece um ou outro que inventa teorias conspiratórias contra o Windows.

Vicia mesmo. Meu primeiro contato com o Linux foi o LiveCD do Kurumin, versão 3.0. Depois tomei coragem e instalei o Slackware 11.0, inclusive tirando o Windows do PC (meu HD é pequeno :( ). Agora estou usando o ArchLinux, é basicamente um slack com resolução de dependências, o que mais me irritava.
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: Oceanos em 09 de Abril de 2007, 13:00:48
Cada vez mais, você vai querendo mexer com "distros" mais brutas, menos automatizadas, mais "se vira" mesmo, rsrsrs.
Mas depois que aprende tudo, volta a querer o mais fácil. Eu já usei Slackware, Gentoo e duvido muito que vou largar o Ubuntu tão cedo… Plugar sua webcam e ela funcionar também pode ser legal, mais legal que ter que compilar o driver e subir o módulo na mão…

Sei lá, depois de um tempo você acha que é melhor gastar cérebro nos problemas de verdade…
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: Pregador em 09 de Abril de 2007, 13:17:35
No PC aqui do escritório tem o Win XP e o Kurimim. Uso o XP pra quase tudo e o Kurumim para me salvar quando dá pal no XP...
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: Paulo José em 10 de Abril de 2007, 03:47:06
Ei, no tópico sobre o Windows Vista o Spitfire postou:
Vai uma dica que peguei em outro lugar…

Citar
Linux ja com a ultima versao do Beryl e alem do mais completamente GRATIS e NACIONAL!

Link Video do OS:

e eu gostaria de saber, agora que estou baixando o Kurumim, o que eu preciso pra ter esses efeitos aí do Beryl. Meu PC tem 512 de RAM, só 40GB, P4 2.0.... ou seja, nada d+.

Poço ter esperanças num futuro bonito, sem o vista e sem um pc novo e caro?
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: CyberLizard em 10 de Abril de 2007, 21:20:20
Eu estou usando o Beryl+AIGLX no meu PC com 512 MB de RAM. Roda tranqüilo e de forma bastante leve. E olhe que estou usando vários efeitos:

(http://dc29.4shared.com/img/13855649/a6e8644b)

Mas não sei se eu poderia ajudar você a instalar esse negócio. Pra instalar no meu PC, eu apenas baixei um script do wiki do Ubuntu (minha distribuição) e o script fez tudo automaticamente para mim… Não sei se este script iria funcionar no kurumin… Mas se não funcionar com certeza tem como instalar, você só tem que pesquisar um pouco sobre como fazer isso.
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: Paulo José em 11 de Abril de 2007, 03:24:00
O Ubuntu é distribuído em que línguas, cyber lizard? Até hoje só tive contato com o kurumim. E valeu pela força, acho que estou mais tranqüilo agora.

Abraços
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: CyberLizard em 11 de Abril de 2007, 10:22:48
O Ubuntu vem em um monte de idiomas diferentes. Tem inglês, português, esperanto, japonês, chinês, etc. É só escolher o idioma na hora da intalação. A diferença entre ele e o kurumin é que ele usa a interface gráfica GNOME ao invés do KDE (muitos a consideram mais feia, mas eu não concordo e gosto mais dela devido à maior simplicidade) e ele não vem com os codecs para MP3, para assistir DVDs e coisa do tipo, já que eles usam formatos proprietários. Então, dá um pouco mais trabalho para instalar. Mas assim como o Kurumin, o Ubuntu é considerado uma distro fácil de usar por possuir documentação farta na internet e por possuiralguns recursos gráficos extras para facilitar montagem de CDs, DVDs e instalação de programas. Dependendo da sua placa de vídeo, também é possível que o Ubuntu não instale o driver de aceleração em 3D, que é necessária para usar o AIGLX. Mas apesar disso, existem vários scripts já prontos que instalam os codecs e os drivers certos para você. Enfim, dá mais trabalho para configurar e instalar que o Kurumin, mas também não é difícil conseguir ajuda e informações na internet sobre como prosseguir caso as coisas dêem errado. Essa é minha opinião à respeito do Ubuntu.
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: Paulo José em 12 de Abril de 2007, 01:17:38
Acho que justamente por eu ainda estar no início de pegar os conceitos do linux, esse papo de scripts e pacotes baixados se tornaria um problema pra mim. Ainda que o Ubuntu seja um dos mais populares, ainda preciso que as coisas já cheguem "mastigadas" pra mim (codecs... etc), pelo menos por enquanto. Então acho que vou continuar com o kurumim mesmo.
Mas ainda quero o Beryl, rs. Vc saberia me indicar um fórum onde o pessoal já saiba algo sobre isso? Sei lá, eu já vi tantos, mas acabaria me perdendo se chegasse lá perguntando como instalar isso no kurumim. Eu queria ler antes sobre a instalação de "pacotes" e tal, mas ainda assim, algo direto com o beryl.

Abraços e valeu
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: CyberLizard em 12 de Abril de 2007, 11:03:00
Hmmm, então acho que realmenteo o kurumin é melhor para você. Bem, para conseguir mais informações sobre o kurumin, o melhor site é o http://www.guiadohardware.net/ , mantido pelo Carlos Morimoto, autor do Kurumin. O site também tem um fórum onde você pode pedir ajuda para seus membros. Dá para tentar pesquisar no site e no fórum sobre como instalar o AIGLX+Beryl. Se não conseguir, peça ajuda no fórum deles, que possui seções dedicadas especialmente ao Kurumin.

Ah, uma coisa importante: não tente sair direto instalando o AIGLX. Certifique-se primeiro que a sua aceleração 3D está funcionando. Para isso, é só digitar no konsole "glxgears". Se aparecer uma animação em 3D rodando normalmente, então está tudo certo. Se aparecer uma animação rodando de forma travada, então você deve pesquisar primeiro como instalar o driver de aceleração 3D. Se o comando glxgears não funcionar, tente então entrar em um jogo em 3D e analize seu desempenho. Ele não pode estar muito travado.

Outra coisa: Um erro comum para algumas pessoas é perder a sua interface gráfica após tentar instalar o AIGLX. Se isso acontecer, não se desespere. Para consertar isso, é só usar o comando em modo texto "mv /etc/X11/xorg.conf.backup /etc/X11/xorg.conf" como root e reinicie seu computador ("shutdown -r now"). Isso faz com que sua interface gráfica volte (mas sem o AIGLX) ao restaurar as configurações antigas.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Abril de 2007, 17:47:09
Cada vez mais, você vai querendo mexer com "distros" mais brutas, menos automatizadas, mais "se vira" mesmo, rsrsrs.
Mas depois que aprende tudo, volta a querer o mais fácil. Eu já usei Slackware, Gentoo e duvido muito que vou largar o Ubuntu tão cedo… Plugar sua webcam e ela funcionar também pode ser legal, mais legal que ter que compilar o driver e subir o módulo na mão…

Sei lá, depois de um tempo você acha que é melhor gastar cérebro nos problemas de verdade…

Qual é melhor no quesito facilidade? Kurumin ou *ubuntus?
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: Oceanos em 12 de Abril de 2007, 17:58:53
Não conheço muito bem o kurumin para opinar...
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: Spitfire em 12 de Abril de 2007, 18:33:22
O Kurumin é meio "mal quisto" pelos usuários mais avançados... alguns chegam a acusa-lo de querer ser um "Windows".... mas penso que seja a versão ideal para quem esta em uma fase de transição e ainda fica desorientado com todo um sistema inteiramente diferente. O Kurumin possui algo que se chama "Ícones mágicos" onde existem scripts de instalação de software "já mastigados" para aqueles usuários que estavam acostumados a clicar apenas em um arquivo setup.exe e o trabalho se realizava de maneira automática. Nem é tanto por ista facilidade (já instalei o Opera no Kurumin "no braço"), mas considero o Kurumin mais completo no pacote de softwares que o acompanham.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Abril de 2007, 04:22:28
Estou usando o kurumin há algum tempinho, não lembro se instalei muita coisa pelos ícones mágicos.... instalo quase tudo pelo kpackage ou o synaptic, que também são bem fáceis, e até "mais windows" que o windows, de certa forma.

Numa outra ocasião instalei também "no braço" um programa (coincidentemente o Opera - isso é que é browser :D ), mas agora estou preferindo não arriscar a fazer coisas a menos que eu ache bastante provável saber o que estou fazendo...
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: Andre em 13 de Abril de 2007, 13:14:54
Se você não tiver arquivos importantes na sua partição Linux (procure sempre deixar seu /home em uma partição separada) e não ver problemas em ter que reinstalar uma vez ou outra, fuçar bastante é o melhor jeito de aprender.
Título: Re: Sobre Linux…
Enviado por: Spitfire em 13 de Abril de 2007, 13:20:55
Sim, mas o fato do Kurumin possuir bastante funções automatizadas não impedem de tentar faze-las no muque.
Título: Linux
Enviado por: Tupac em 12 de Agosto de 2008, 22:16:38
Então, alguem aí poderia me informar se existe algum programa semelhante ao Ebooster pra rodar no linux??

Tava empolgadão aqui em casa, pois ganhei um mp3 véio, e queria dar um up na minha memoria, aí eu usaria o ebooster pra isso, e com memoria maior poderia trocar o windows pelo linux, só que aí lembrei que alguns programas não são multiplataformas, fui ver se o ebooster funfava no linux e descobri que não, é apenas pro SO do tiu bill.

Por isso gostaria que alguma alma caridosa pudesse me informar se existe um correspondente ao ebooster para linux.

Desde já, agradecido. :ok:
Título: Re: Linux
Enviado por: Tupac em 12 de Agosto de 2008, 22:38:12
ahhh, lembrando que é questão de vida ou morte.
Título: Re: Linux
Enviado por: Oceanos em 12 de Agosto de 2008, 23:29:58
http://ubuntuforums.org/showthread.php?t=395435

E ouvi dizer que esse recurso de usar o pendrive como "extensão" da memória ram tem resultado imperceptível... Na verdade, eu ainda NÃO ouvi dizer ninguém falando que realmente melhora (a não se a Microsoft).
Título: Re: Linux
Enviado por: Tash em 12 de Agosto de 2008, 23:32:28
Uma coisa é certeza: a vida útil do pendrive/mp3 diminui.
Título: Re: Linux
Enviado por: Tupac em 12 de Agosto de 2008, 23:57:46
Uma coisa é certeza: a vida útil do pendrive/mp3 diminui.
Sério?? pru que??

http://ubuntuforums.org/showthread.php?t=395435

E ouvi dizer que esse recurso de usar o pendrive como "extensão" da memória ram tem resultado imperceptível... Na verdade, eu ainda NÃO ouvi dizer ninguém falando que realmente melhora (a não se a Microsoft).
Valeu pelo link Oceanos.
Sobre funfar, bem, muita gente diz que não funcionou mas quando vai ver a configuração original do pc, o cara já tinha 1GB ou 2 de Ram, aí quis colocar um pen de 4GB pra ver se ajudava e tal... eles não veem resultado porque as memorias que eles tinham já eram muito boas.

Agora prum cara que ta com 128MB, da uma diferença boa. (segundo eu li pela aí).
Título: Re: Linux
Enviado por: Tupac em 13 de Agosto de 2008, 00:02:38
putz, olhei o link e é realmente o que eu queria, Oceanos, você é meu herói. :clap: :tintin: :bebum: :rola: :louva: :pula:
Título: Re: Linux
Enviado por: Oceanos em 13 de Agosto de 2008, 00:06:15
Bem, HDs são normalmente mais rápidos que pendrives, sim? Mesmo o limite máximo de transferência do usb 2.0 é de só 60mb/s (que você nunca vai conseguir nem com as melhores marcas de pendrives)... O que o readyboost faz é colocar o swap da memória virtual no pendrive... Ou seja: não tem diferença entre aumentar a memória virtual ou usar o tal readyboost, exceto que é pior utilizar usb, já que ele é mais lento que hds convencionais...
Título: Re: Linux
Enviado por: Oceanos em 13 de Agosto de 2008, 00:07:13
putz, olhei o link e é realmente o que eu queria, Oceanos, você é meu herói.
Claro que eu sou. E eu sou gostoso também.  8-)
Título: Re: Linux
Enviado por: Tupac em 13 de Agosto de 2008, 00:09:47
Como explicar então, os depoimentos de muitos dizendo que funciona??

Título: Re: Linux
Enviado por: Oceanos em 13 de Agosto de 2008, 00:11:24
Não sei, estou chutando... E eu não conheço caso algum dizendo que isso funciona... O caso que você citou de 128mb de ram, por exemplo, pode ser explicado porque o cara provavelmente tinha pouca memória virtual...
Título: Re: Linux
Enviado por: Tupac em 13 de Agosto de 2008, 00:12:28
putz, olhei o link e é realmente o que eu queria, Oceanos, você é meu herói.
Claro que eu sou. E eu sou gostoso também.  8-)

hauhauhau, e não é chegado em mulher, né ??

hahuahuah, conheço sua fama, mas aqui você num arruma nada auhauauha
Título: Re: Linux
Enviado por: Tupac em 13 de Agosto de 2008, 00:22:34
ó alguns corroboram alguma coisa que eu disse
http://www.guiadohardware.net/comunidade/ebooster-utilizacao/828932/
http://64.233.169.104/search?q=cache:jPiiQ1ls_eAJ:br.answers.yahoo.com/question/index%3Fqid%3D20080502052446AAyDy9O+ebooster&hl=pt-BR&ct=clnk&cd=9&gl=br&client=firefox-a

Nesse link, leia o depo do Ming, na data 04/02/2008:
http://64.233.169.104/search?q=cache:ywhqOyxuSPwJ:www.adrenaline.com.br/forum/archive/index.php/t-178079.html+ebooster+s%C3%B3+pra+windows&hl=pt-BR&ct=clnk&cd=5&gl=br&client=firefox-a

e nesse aqui é o primeiro da lista:
http://64.233.169.104/search?q=cache:5n_fasJApkYJ:forum.clubedohardware.com.br/ebooster-use-pen/503932%3Ft%3D503932+ebooster+s%C3%B3+pra+windows&hl=pt-BR&ct=clnk&cd=8&gl=br&client=firefox-a
Título: Re: Linux
Enviado por: Tupac em 13 de Agosto de 2008, 00:23:59
É, agora vou fazer o teste no windows com o ebooster, se funfar eu troco de SO e faço o esquema do link que você me passou.
Título: Re: Linux
Enviado por: Tash em 13 de Agosto de 2008, 00:28:29
Uma coisa é certeza: a vida útil do pendrive/mp3 diminui.
Sério?? pru que??

Porque gasta! Memórias flash (utilizadas em pendrives) são frágeis, não aguentam muitos ciclos de escrita.
Título: Re: Linux
Enviado por: Tupac em 13 de Agosto de 2008, 00:29:28
Uma coisa é certeza: a vida útil do pendrive/mp3 diminui.

Ahh ja sei porque, é que os pendrive tem um limite de gravações, né?



==============================
edit, postei no mesmo momento que vc hauhaua
Título: Re: Linux
Enviado por: SnowRaptor em 16 de Agosto de 2008, 13:56:32
Não é mais fácil usar um gerenciador de janelas mais leve e colocar uma partição de SWAP com um tamanho aceitável?

Além disso, memória FLASH tem um número limitado de gravações possíveis.

Outra: desde a primeira vez que fizeram funcionar pendrive no linux é possível fazer isso.

Além disso, a velocidade de gravação nessas mídias é menos que a velocidade de gravação no HD.
Título: Re: Linux
Enviado por: Eremita em 17 de Agosto de 2008, 23:49:26
Taca XFCE, arruma ele bonitinho, taca pra rodar automaticamente o xfce#-panel (tire o # e taque a versão, a minha é 4), e pronto, oras. Mais leve que GNOME, mais leve que KDE.

Adoro o KDE, acho o ó do borogodó. Mas se preciso rodar algo mais pesado (como hoje fiz), taco no XFCE sem dúvida.
Título: Re: Linux
Enviado por: Oceanos em 18 de Agosto de 2008, 11:31:30
Além disso, a velocidade de gravação nessas mídias é menos que a velocidade de gravação no HD.
Pronto, você destruiu toda uma campanha de marketing da Microsoft... Como ousa dizer que o super recurso do Windows Vista que melhorava em X% na velocidade consiste na regressão irracional de trocar a memória virtual de um dispositivo rápido para um dispositivo mais lento?

Seu raciocínio está errado, pois, se a Microsoft fez, então funciona, oras.
Título: Re: Linux
Enviado por: Andre em 18 de Agosto de 2008, 11:58:59
O único cenário em que vejo que isso possa trazer alguma vantagem é caso você tenha apenas um HD. Se você estiver usando a swap e acessando um arquivo grande no mesmo HD, haverá uma queda no desempenho. Já com o drive, o processo seria realizado em paralelo.

Mas não sei, estou falando isso sem ter muito conhecimento de como isso funciona a nível de hardware.
Título: Re: Linux
Enviado por: Tupac em 23 de Agosto de 2008, 19:05:41
Eu troquei de SO, joguei fora até o cd de instalação do windows (mas depois lembrei que ia precisar pra mexer no Wine, caso não conseguisse um drive pro LG KE990d e pro MX500 rodando no linux, aí peguei de volta da sacola, ainda bem que tava limpa hauahauha), agora sou "ubuntuzeiro oficial". Minha mente maravilhosa me induziu a pegar o ubuntu default, ou seja, o que vem com Gnome. Minha lógica era: "ahhh diziam que o xp era pesadão pra quem não tivesse o minimo de 256 e eu com 128 rodei um tempão sem problemas "sérios", acho que o Gnome deve ser mema fita..."
Cabei me fu... porque o Gnome é pesadão, aí ficou tarde pra pegar o Xubuntu, pq baixar com conexão de 200k é um horror.
to pensando em trocar o Gnome pelo XFCE, mas vi num forum que isso não é muito indicado, que o melhor seria baixar o Xubuntu e rodar limpo... então num sei.

Mas tratei de fazer algumas mudanças no FF, mudei a config pelo user.js, ficou bem legal, abre rapidinho as paginas, porém o FF é pesadão tambem, então pesquisei e troquei pelo Kazehakase, tem bem menos recursos que o FF, mas é levin, levin...
agora to tentando descobrir se tem como fazer o que eu fiz pra aumentar a velo do FF no KK, aí vai ficar redondo...

E nos proximos passos estão incluidos tomar vergonha na cara e fazer upgrade do meu adorado véi de guerra... hehe

ahhh, nem usei o recurso do ebooster nem seu correlato no linux...


preciso aprender tanta coisa nessa nova plataforma...
Título: Re: Linux
Enviado por: Andre em 23 de Agosto de 2008, 19:22:16
Que firefox veio com o Ubuntu? Se foi o 2, experimenta atualizar para o 3 (se bem que acho que ele já teria avisado que há uma nova versão).
Título: Re: Linux
Enviado por: Eremita em 24 de Agosto de 2008, 02:08:01
to pensando em trocar o Gnome pelo XFCE, mas vi num forum que isso não é muito indicado, que o melhor seria baixar o Xubuntu e rodar limpo... então num sei.
Se tiver espaço no HD, tenha os dois, oras. Não precisa "optar" por um ou outro.
Como eu disse, uso tanto KDE e XFCE no Kubuntu, e nunca tive problemas. [/quote]

Citar
preciso aprender tanta coisa nessa nova plataforma...
Em toda e qualquer plataforma, existe tanta coisa para se aprender...

Que firefox veio com o Ubuntu? Se foi o 2, experimenta atualizar para o 3 (se bem que acho que ele já teria avisado que há uma nova versão).

Pode ser que eles não tenham feito um .deb pro Firefox ainda. Não sei porque nunca instalo o FF e o Thunderbird a partir dos repositórios, mas sim do site da Mozilla.

Eu normalmente installo assim:
*Baixo do site, descompacto a pasta, movo a pasta para /opt (local opcional para programas),
*Taco na /usr/bin um arquivinho chamado "firefox", assim:
Código: [Selecionar]
#/bin/sh

cd /opt/firefox/
/opt/firefox/firefox
*Deixo o arquivo com permissão de execução, e pronto.
Título: Re: Linux
Enviado por: SnowRaptor em 24 de Agosto de 2008, 03:22:26
joguei fora até o cd de instalação do windows (mas depois lembrei que ia precisar pra mexer no Wine, caso não conseguisse um drive pro LG KE990d e pro MX500 rodando no linux, aí peguei de volta da sacola, ainda bem que tava limpa hauahauha)

Não é assim que funciona.
Título: Re: Linux
Enviado por: Tupac em 26 de Agosto de 2008, 11:52:42
joguei fora até o cd de instalação do windows (mas depois lembrei que ia precisar pra mexer no Wine, caso não conseguisse um drive pro LG KE990d e pro MX500 rodando no linux, aí peguei de volta da sacola, ainda bem que tava limpa hauahauha)

Não é assim que funciona.
Como disse, preciso aprender muito hehe...

Eremita, não entendi como você faz o uso do KDE e do XFCE...
Você fez duas particiões onde você roda, o ubuntu com XFCE em uma e com KDE em outra????
Ou em uma unica partição com ubuntu você usa os dois ambientes???

Um entendedorphodastico de linux e de ubuntu no forum do do mesmo, me indicou instalar o DreamLinux, pois é levinho até com o gnome, e como vem com o XFCE como padrão, seria o ideal pro meu "defasado companheiro", e de quebra eu ainda teria um ambiente grafico de qualidade maravilhosa... Realmente fiquei tentado, principalmente ao saber que era um produto nacional, mas o entusiasmo diminuiu quando descobri que o suporte em pt-br foi retirado dos foruns do DL, o que achei falta de respeito. A falta de suporte em minha lingua é tambem um problema porque não domino fluentemente o ingles, enfim...

Agora estou pensando no seguinte:
Continuar com o ubuntu hardy;
Instalar o DreamLinux;
e instalar o BackTrack;
E aprender linux com essas tres distro

===================================
Sobre a pergunta de qual FF veio, foi o 3 Beta, eu ia atualizar pro 3 final, mas como parei de usar o FF pra não pesar, e to o usando o KK, então nem se fez necessaria...

Amanha eu baixo o DL, e depois de amanha o BackTrack, e aí vou "meter a cara".
Título: Re: Linux
Enviado por: SnowRaptor em 26 de Agosto de 2008, 12:23:10
Tupac, o ambeinte gráfico é um programa como qualquer outro, você não precisa trocar de distribuição rpa triocar de ambiente gráfico, nem mesmo ter uma instalação separada para cada um. Você pdoe ter os dois instalados e escolher o que vc vai rodar na hora do login.
Título: Re: Linux
Enviado por: Fabulous em 26 de Agosto de 2008, 13:32:07
Parece que tudo fica mais fácil com windows. ::)
Título: Re: Linux
Enviado por: Tupac em 26 de Agosto de 2008, 14:56:55
Parece que tudo fica mais fácil com windows. ::)
Só parece...

============================================
Pois é Snow, eu ja tinha essa conhecimento, mas umas informações de fonte confiaveis me fizeram duvidar disso, de qualquer forma, eu vou descobrir empiricamente, hehe. E vou testar o DL tambem, e como é uma distro baseado no Debian, então não vai ter muita diferença de comandos do que eu ja estou familiarizado, enfim...
Título: Re: Linux
Enviado por: Andre em 26 de Agosto de 2008, 15:47:22
Eu tenho birra com o ubuntu, então não vou comentar muito. Você pode ter quantos ambientes gráficos desejar instalados, desde que tenha espaço no disco. O que eu ouvi dizer é que existem problemas com a associação entre arquivos e programas se você instalar um novo ambiente gráfico no ubuntu.
Título: Re: Linux
Enviado por: Fabulous em 26 de Agosto de 2008, 18:26:24
Parece que tudo fica mais fácil com windows. ::)
Só parece...

E é, para os leigos que não querem e precisam usufluir de tantas coisas da máquina. Para mim por exemplo, msn, fórum, orkut, mirc, games, google, excel e sites porno já basta os recursos que o windows proporciona... não vou ficar queimando neurônios para aprender aquela porrada de comandos do linux e rebot e sei lá mais o que... :lol:
Título: Re: Linux
Enviado por: SnowRaptor em 26 de Agosto de 2008, 18:34:05
Fabulous, o linux precisa de menos reboot que o Windows. E pra sites pornô o linux é mais seguro, já que vírus, trojans e outros malwares não o afetam ;)
Título: Re: Linux
Enviado por: Luis Dantas em 26 de Agosto de 2008, 18:36:03
A única vantagem significativa do Windows é que muita gente o usa. Mais fácil do que Linux ele simplesmente não é.
Título: Re: Linux
Enviado por: gogorongon em 26 de Agosto de 2008, 20:21:53
Kurumin versus Ubuntu: se um deles não reconhecer algum hardware da sua máquina significa apenas que a distro não tem todos os drivers necessários, isso não quer dizer que ela seja ruim. Dependendo do caso dá pra baixar os drivers que faltam.

No fundo, distro boa é aquela que for mais agradável pra gente. Com o tempo, à medida que a gente for aprendendo a usar melhor, nosso gosto pode mudar. E "agradável" é um conceito subjetivo, não adianta discutir.
Título: Re: Linux
Enviado por: Tupac em 26 de Agosto de 2008, 23:17:32
nunca usei o kurumim, mas por algum motivo não tenho vontade de usa-lo... acho que por eu não ser lá muito fã do KDE.

Fabulous, eu estou tendo um pouco de trabalho sim, mas depois que configurar a maquina do jeito que eu quero, um abraço... e minhas dificuldades são porque quero aprender a usar os comandos, pois eu não sou obrigado a usa-los. É possivel instalar tudo atravez, ou do adicionar e remover, ou do Synaptic, sem comandos no terminal. É facil pra alguem que quer apenas fazer o que você disse.

enfim...
Título: Re: Linux
Enviado por: Fabulous em 26 de Agosto de 2008, 23:49:29
A única vantagem significativa do Windows é que muita gente o usa. Mais fácil do que Linux ele simplesmente não é.

Se win não é mais fácil que unix, então eu seria geek se aprendesse a mexer com esse so. :lol:
Título: Re: Linux
Enviado por: Luis Dantas em 27 de Agosto de 2008, 00:33:15
Aí é que você se engana.
Título: Re: Linux
Enviado por: Tash em 27 de Agosto de 2008, 01:11:48
A questão é cultural. O Windows é mais popular, mais pessoas o conhecem. Como existem mais usuários, há uma tendência a tornar o uso mais social e simplificado. Em outras palavras: é mais fácil encontrar alguém que te ajude com Windows do que com Linux, é mais fácil encontrar cursos de Windows, é mais fácil encontrar computadores de fábrica com Windows.
Título: Re: Linux
Enviado por: Gaúcho em 27 de Agosto de 2008, 04:53:58
Eu, como MCP, totalmente IMPARCIAL, digo que Windows RULA e Linux eh uma bosta :D
Título: Re: Linux
Enviado por: Fernando Silva em 27 de Agosto de 2008, 07:18:05
Parece que tudo fica mais fácil com windows. ::)
Só parece...

E é, para os leigos que não querem e precisam usufluir de tantas coisas da máquina. Para mim por exemplo, msn, fórum, orkut, mirc, games, google, excel e sites porno já basta os recursos que o windows proporciona... não vou ficar queimando neurônios para aprender aquela porrada de comandos do linux e rebot e sei lá mais o que... :lol:
Você não precisa aprender comandos, basta clicar nos ícones dos programas. A única dificuldade está em aprender os nomes que os programas têm no Linux. Alguns são diferentes.
Dá para comprar o computador na loja de eletrodomésticos da esquina e sair usando, como já vi completos ignorantes em informática fazerem. Eles nem sabiam que estavam usando Linux.
Por outro lado, se você gosta de futucar, saber os comandos ajuda muito.
Se você não usa os comandos no Windows, provavelmente não vai querer usar no Linux.
Provavelmente vai continuar resolvendo os congelamentos com o botão "reset" e reinstalando o Windows de vez em quando ...
Título: Re: Linux
Enviado por: Fernando Silva em 27 de Agosto de 2008, 07:19:59
Eu, como MCP, totalmente IMPARCIAL, digo que Windows RULA e Linux eh uma bosta :D
Eu vejo vantagem em o Linux continuar sendo coisa de geeks: os desenvolvedores de vírus não vão se interessar. Os otários estarão todos usando Windows e clicando alegremente em tudo o que é link para  "veja minhas fotos pelada" ou "Lembra de mim lá da escola?".
Título: Re: Linux
Enviado por: Fabulous em 27 de Agosto de 2008, 11:09:14
E qual a diferença de um linuxer clicar em um link com vírus e um que usa windows clicar? O linux é passivo de vírus?
Título: Re: Linux
Enviado por: Tash em 27 de Agosto de 2008, 11:12:52
E qual a diferença de um linuxer clicar em um link com vírus e um que usa windows clicar? O linux é passivo de vírus?

Geralmente o vírus é direcionado pra Windows. Vírus multi-plataforma é raro.. e como existem mais usuários de Windows, os script kiddies nem se preocupam em criar bichinhos clicáveis pra Linux.
Título: Re: Linux
Enviado por: Eremita em 27 de Agosto de 2008, 16:19:36
E qual a diferença de um linuxer clicar em um link com vírus e um que usa windows clicar? O linux é passivo de vírus?
Virii são como outros programas: somente funcionam para o SO especificado. Eles se aproveitam de falhas de segurança específicas, e normalmente usam o formato de arquivo que o sistema executa (.exe para Windows, binário "sem nome" do GNU/Linux).

Até existem anti-virii para Linux, também. Ironicamente, para pesquisar em partições com Windows à procura de virii de Windows.

Teoricamente, já existe uma meia dúzia de virii para Linux. Só que eles não funcionam direito por causa do sistema de segurança. Falhas são corrigidas rapidamente (pois o código-fonte é aberto), praticamente ninguém usa root no dia-a-dia (eu p.ex. só precisei usar root para mover minha pasta home), e por aí vai.

A única vantagem significativa do Windows é que muita gente o usa. Mais fácil do que Linux ele simplesmente não é.

Se win não é mais fácil que unix, então eu seria geek se aprendesse a mexer com esse so. :lol:
Não precisa ser geek para mexer em nenhum dos dois. Se as tarefas que você vai usar são básicas.

Associar geek com Linux atualmente, entretanto, não é muito errado, não. Tentar aprender sobre computadores usando Windows é igual a tentar aprender a dançar com as pernas engessadas.

Eu, como MCP, totalmente IMPARCIAL, digo que Windows RULA e Linux eh uma bosta :D
... pessoas imparciais, unicórnios e deuses são coisas que ainda não vi, mas já vi gente dizendo que viu.

Ah, o BSoD das Olimpíadas rula, mesmo :biglol:

Um texto que irá ajudar a muitos no esquema Linux vs. Windows:
http://apimente-br.tripod.com/LNW.htm
O texto tá em português, e é interessante.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 05 de Novembro de 2009, 19:37:22
Citar
Cinco razões que fazem o Ubuntu 9.10 melhor que o Windows 7

Nova versão do Linux (e praticamente qualquer outra distribuição) faz tudo que se precisa no PC, por menos dinheiro e problemas.

Mesmo reconhecendo que a Microsoft fez um bom trabalho com o Windows 7, que o novo sistema operacional está mais leve e é mais seguro que as versões anteriores já lançadas pela empresa, o que faz, então, um grande número de usuários continuar preferindo usar o Linux (sem contar os novos adeptos) e defender a plataforma open source com unhas e dentes?

Se os motivos listados abaixo lhe soam repetitivos, é porque eles continuam a ser os principais atrativos do sistema operacional Linux que a Microsoft ainda não conseguiu vencer.

Segurança
Está provado: o Windows 7 é, realmente, o Windows mais seguro (http://pcworld.uol.com.br/dicas/2009/10/19/windows-7-e-mais-seguro-que-o-vista-e-xp-ante-malwares) já criado pela Microsoft. Mas é melhor do que o Vista? Sim, é. Mais rápido do que o Windows XP? Hum... não muito. Ele conta com toneladas de aplicativos para ele? Sim.

  • Sem medo do pinguim: um guia para novatos em Linux (http://pcworld.uol.com.br/dicas/2009/01/29/sem-medo-do-pinguim-um-guia-para-novatos-em-linux/)
  • O que são e como instalar drivers em um PC com Linux (http://pcworld.uol.com.br/dicas/2008/12/05/saiba-o-que-sao-e-como-instalar-drivers-em-um-sistema-com-linux/)
  • Como instalar o Windows no lugar do Linux (http://pcworld.uol.com.br/dicas/2009/04/07/saiba-como-instalar-o-windows-no-lugar-do-linux/)
  • Sete razões que fazem as pessoas abandonarem o Linux (http://pcworld.uol.com.br/dicas/2009/05/08/sete-motivos-que-fazem-as-pessoas-abandonarem-o-linux/)
  • Como lidar com uma rede que tem PCs com sistemas operacionais diferentes (http://pcworld.uol.com.br/dicas/2008/11/05/como-lidar-com-uma-rede-cujos-computadores-usam-sistemas-diferentes/)
  • Migrar para o Linux pode resultar em boa economia para sua empresas (http://pcworld.uol.com.br/dicas/2008/07/15/migrar-para-o-linux-pode-representar-boa-economia-para-sua-empresa/)

Mas o Windows 7 vai continuar enfrentando a infindável batalha dos malwares e ainda carrega muito de um modelo de segurança a era pré-internet? Sim, infelizmente a resposta é sim.

É possível manter um PC com Windows seguro, a partir de hábitos seguros e munidos das ferramentas adequadas. Isto é um pouco mais fácil para aqueles usuários com mais experiência em computadores e que não se deixam enganar facilmente pelos novos truques que os criminosos virtuais vem empregando.

O problema é que nem todo mundo tem esse conhecimento e mesmo os que têm não querem passar o tempo todo atentos a esse tipo de situação, não querem ter de se preocupar se serão hackeados enquanto fazem compras na web ou ter de pensar duas vezes antes de visitar um site ou clicar em um link que chegue pelo correio eletrônico.

No Linux, felizmente, esses problemas simplesmente não existem e os usuários podem usar seus computadores sem este tipo de preocupação.

Preço
Ok. Aqui vamos nós, uma vez mais, entrar na discussão sobre preço. Temos o novíssimo Ubuntu 9.10 (http://pcworld.uol.com.br/noticias/2009/10/26/ubuntu-versao-9-10-traz-interface-mais-amigavel/) funcionando perfeitamente em um PC da HP com processador Intel Pentium IV de 1,4 GHz e meros 512 MB de memória RAM, equipamento comprado em 2000. Seria impensável - e impossível - rodar qualquer versão decente do Windows 7 nesse equipamento.

Mas vamos deixar a questão do hardware de lado por um momento e pensar no preço do software. A versão mais barata do Windows 7 (Home Basic Full), no Brasil custa 329 reais - não existe a opção de atualização, embora a Microsoft possa lançá-la no início do próximo ano (http://pcworld.uol.com.br/noticias/2009/10/21/microsoft-estuda-trazer-versao-de-atualizacao-do-windows-7-no-brasil-em-janeiro). Em contrapartida, o preço do Ubuntu 9.10 é... zero. Basta baixá-lo, instalar e começar a usar.

Atualização mais fácil
Para atualizar o Ubuntu no PC mencionado acima, foram necessários os seguintes passos: baixar o arquivo e queimá-lo em um CD; iniciar o PC a partir deste disco e instalar o Ubuntu 9.10 nele. O tempo total para realizar isso foi inferior a uma hora.

A instalação do Windows 7 (http://pcworld.uol.com.br/dicas/2009/10/05/como-migrar-para-o-windows-7) a partir do XP é um processo muito mais complexo e, em nossos testes, consumiu cerca de oito horas. Uma forma de encurtar esse processo é contar com o auxílio de alguns programas extras com o Windows Easy Transfer (http://windows.microsoft.com/en-us/windows7/products/features/windows-easy-transfer) e o PCmover (http://www.laplink.com/pcmover), além do disco de instalação do sistema operacional propriamente dito.

Definitivamente, esse não é um processo simples, a não ser que você goste muito de lidar com tecnologia e decida fazer isso por sua conta e risco. Se realmente quer usar o Windows 7, o melhor a fazer é comprar um PC novo já com o sistema operacional instalado.

Compatibilidade de hardware
Ainda existe uma ilusão persistente de que o Linux suporta apenas um limitado conjunto de periféricos. Este é um conceito totalmente incorreto. O Ubuntu Linux é capaz de lidar com praticamente qualquer hardware disponível no mercado. Tudo bem que existem alguns itens específicos, em particular algumas placas gráficas e chipsets, para os quais será necessário baixar um driver adicional para poder obter o melhor desempenho gráfico possível.

Mas o que isso tem a ver com a comparação entre o Windows 7 e o Ubuntu? Muito. Ainda que a Microsoft tenha feito um trabalho muito melhor no quesito suporte a hardware com o novo Windows do que vimos no Vista, ainda existem alguns falhas de suporte com relação a alguns dispositivos bem comuns.

Por exemplo, o problema de sincronização do iPhone com o Windows 7 (http://pcworld.uol.com.br/noticias/2009/11/03/pcs-com-windows-7-tem-problemas-para-sincronizar-com-o-iphone) que parece resultado de um combinação entre a versão 64 bits do novo sistema operacional e algumas placas-mãe de alto desempenho que utilizam o chipset Intel P55 Express.

Ou que tal isso: as impressoras da HP ainda não possuem drivers compatíveis com o Windows 7. As informações mais recentes da consultoria IDC dão conta de que a HP detém 54% do mercado norte-americanos de impressoras. É inacreditável!

Aplicativos
O senso comum sugere que o Windows tem a vantagem de possuir o maior número de aplicativos disponíveis do que a plataforma Linux. E de fato tem, é fato.

Mas quantos desses os usuários realmente precisam e utilizam? É claro que se o que o usuário realmente precisa são recursos que só existem, digamos, no Adobe Photoshop, então ele não tem qualquer motivo de pensar em usar o Ubuntu nem qualquer outra distribuição Linux. Nesse caso, a pergunta seria: então por que não escolher rodar o Snow Leopard em um Mac? Mas esta é outra discussão.

Entretanto, com exceção de jogos, nada parece apontar em favor do sistema operacional da Microsoft. O Ubuntu (e várias outras distribuições também) vem com uma suíte de aplicativos de produtividade gratuita que faz praticamente tudo que o Office da Microsoft é capaz de fazer.

Quer um cliente de e-mail? O Outlook Express não vem mais com o Windows 7 (embora se ainda seja possível baixá-lo do site da Microsoft). Já o Ubuntu oferece o Evolution, um dos melhores utilitários de e-mail já desenvolvidos.

Precisa fazer backup do seu PC? As duas plataformas oferecem isso, mas apenas o Ubuntu proporciona um serviço online, o Ubuntu One (https://one.ubuntu.com/), com 2 GB de capacidade disponível (gratuito) e 50GB no serviço pago.

Caso necessite de uma ferramenta que não tenha vindo com a distribuição, basta visitar o Ubuntu Software Center (https://wiki.ubuntu.com/SoftwareCenter), a “loja” do Ubuntu. As aspas estão aí porque tudo o que está lá é gratuito.

No caso do Windows, todo mundo conhece o caminho das pedras. Ou você compra o aplicativo que precisa (seja em uma loja física ou online) ou procura por algo que sirva no Download.com ou Tucows, por exemplo. Só não se esqueça de ter seu cartão de crédito em mão, afinal um bom software para Windows dificilmente será gratuito.

Não esperamos, mesmo, convencer fãs de carteirinha do Windows a trocar de plataforma. Nosso objetivo é acrescentar um pouco mais de lenha na discussão e colocar os usuários para pensar. Se puder, experimente o Ubuntu - e pode-se fazer isso mesmo sem mexer em nada na sua instalação Windows atual.

Quem sabe você não acabe descobrindo que esta distribuição (ou qualquer outra) do Linux é capaz de fazer tudo o que você precisa em um computador com muito menos problemas e sem precisar gastar nada.

http://pcworld.uol.com.br/dicas/2009/11/05/cinco-razoes-que-fazem-o-ubuntu-9-10-melhor-que-o-windows-7/

Oito horas para atualizar do XP para o Windows 7?  :o
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Gaúcho em 05 de Novembro de 2009, 20:18:48
Citar
Mesmo reconhecendo que a Microsoft fez um bom trabalho com o Windows 7, que o novo sistema operacional está mais leve e é mais seguro que as versões anteriores já lançadas pela empresa, o que faz, então, um grande número de usuários continuar preferindo usar o Linux (sem contar os novos adeptos) e defender a plataforma open source com unhas e dentes?

Menos de 1% do mercado...cof cof...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 05 de Novembro de 2009, 20:39:00
Citar
Mesmo reconhecendo que a Microsoft fez um bom trabalho com o Windows 7, que o novo sistema operacional está mais leve e é mais seguro que as versões anteriores já lançadas pela empresa, o que faz, então, um grande número de usuários continuar preferindo usar o Linux (sem contar os novos adeptos) e defender a plataforma open source com unhas e dentes?

Menos de 1% do mercado...cof cof...

E por que você pagaria pelo Windows ? Se o Linux funciona bem, é de graça ?
Bom, no caso eu trabalho em informática, então para mim não é falar da cor de um eletrodoméstico e sim de uma ferramenta de trabalho.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Gaúcho em 05 de Novembro de 2009, 21:42:54
Essa é uma pergunta que você teria que fazer para uns 94% do mercado :D
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 05 de Novembro de 2009, 21:45:11
Preguiça de aprender. "Todo mundo usa porque todo mundo usa" e assim vai. Vi recentemente uma matéria sobre duas crianças que foram "educadas" computacionalmente no linux, completamente perdidos no Windows, reclamando das mesmas coisas que os Winusers reclamam ao testarem os Linuces da vida.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 05 de Novembro de 2009, 22:37:04
Essa é uma pergunta que você teria que fazer para uns 94% do mercado :D

Será que 94% do mercado BRASILEIRO paga pelo Windows ? Você sabe que não, não sabe ?

Além disso, uso linux como disse porque trabalho com ele. Não é um eletrodoméstico, preciso de mais funçoes do que 'ativar' e 'desativar' , preciso de pipe, ssh, grep, awk, vi, um for que funcione de verdade, ...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Spitfire em 06 de Novembro de 2009, 12:12:59
Discutir sistema operacional é como assistir a guerra entre católicos e protestantes na Irlanda no Norte.  :histeria:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: HFC em 06 de Novembro de 2009, 15:31:03
Discutir sistema operacional é como assistir a guerra entre católicos e protestantes na Irlanda no Norte.  :histeria:
Alt-F4 Satanás!!!!! :histeria:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 06 de Novembro de 2009, 15:56:05
kill -9 `pidof windows`
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Südenbauer em 06 de Novembro de 2009, 16:27:53
Preguiça de aprender. "Todo mundo usa porque todo mundo usa" e assim vai. Vi recentemente uma matéria sobre duas crianças que foram "educadas" computacionalmente no linux, completamente perdidos no Windows, reclamando das mesmas coisas que os Winusers reclamam ao testarem os Linuces da vida.
Poderia disponibilizar?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Novembro de 2009, 16:51:34
Estou procurando.

Achei: http://olhardigital.uol.com.br/central_de_videos/video_wide.php?id_conteudo=9634&/%E2%80%9CFILHOS+DO+LINUX%E2%80%9D+SERA+QUE+ELES+SE+DAO+BEM+COM+O+WINDOWS
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: HFC em 06 de Novembro de 2009, 17:10:11
Divertida a matéria !!! :D

Alguumas coisas ficaram de fora dessa conclusão da matéria ... Coisas realmente importantes ... :lol:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Diegojaf em 06 de Novembro de 2009, 17:11:07
Nunca discordei da conclusão do narrador do vídeo... ::)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Südenbauer em 06 de Novembro de 2009, 17:41:22
"No Linux, ele é fera. Brinca com os mais diversos jogos"

Aham...  ::)

Hum... mas a matéria foi bem superficial. A maior parte da reclamação se deu porque o computador não estava configurado para se conectar automaticamente, se estivesse, já não teria de sofrer tudo aquilo. Se a rede não estivesse conectada no Ubuntu para um usuário nativo de Windows a confusão seria a mesma.

No Paint ele possivelmente estava tentando fazer algo mais elaborado. O programa não foi feito para isso.

Sei lá, eu uso Linux, mas ainda assim considero o Windows mais intuitivo. Acho que a principal diferença entre os sistemas é a instalação de programas, e um usuário que começou com Linux estranharia já executar um programa sem precisar compilar o código-fonte. O processo pode ser pior, mas é mais fácil só ir dando o "Ok".

Que conclusão bem "Ai, todo mundo é igual, vamos nos abraçar e cantar".  :nojo:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 06 de Novembro de 2009, 18:13:43
Instalar programas no Ubuntu é mais fácil do que no Windows. Nem precisa ficar dando "OK", "Avançar" e tudo mais, é um clique só.

O problema é que muitos usuários que vem do Windows não compreendem o conceito de repositórios de software. Estão tão acostumados a sites como o Superdownloads que acham que pra instalar programas você tem que baixar manualmente cada um deles.

Muitos desses usuários em suas primeiras experiências fazem buscas por programas pra download, encontram o código-fonte pra baixar e piram. Muitos desistem do linux sem nem imaginar que não precisa nada disso, nem uma busca no Google. É só ir no "Ubuntu Software Center" e clicar em "Instalar" no programa que você quiser que o resto é automático.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Sr. Bradley P. Richfield em 06 de Novembro de 2009, 20:09:02
Só se existe conexão com Internet.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 06 de Novembro de 2009, 21:32:33
Só se existe conexão com Internet.

Na verdade é possível sem conexão. Quanto você instala o Ubuntu ele adiciona um repositório que aponta para o CD de instalação. Nesse CD, além do Ubuntu nu e cru, existem os aplicativos mais utilizados. Pra usar, basta escolher o que você quer instalar, colocar o CD do Ubuntu e mandar bala. Se for DVD, vem mais aplicações ainda.

Além do mais, comparando um Windows cru com um Linux cru, a diferença na qualidade e quantidade dos aplicativos padrão é absurda. O Ubuntu já vem com leitor de PDF, suite de Office completa (que escreve PDF), leitor e editor completo de imagens, player de qualidade, aplicativos para email e instant messenger (com suporte a MSN, Google Talk, ICQ, conversas de áudio e vídeo), drivers para inúmeros dispositivos de hardware (placas de rede, wifi, bluetooth, etc...), torrent, navegador decente...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Spitfire em 06 de Novembro de 2009, 22:01:39
Resumindo... SO é só perfumaria inútil, o que importa é as aplicações que vem "de brinde".

Mas isto não é privilégio exclusivo do Linux, existem N's versões (piratas é bem verdade) do Windows que já vem agregadas com uma pá de aplicativos "extras" também, algumas delas até em Live-CD.  :P
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Spitfire em 06 de Novembro de 2009, 22:06:55
Aliás... seria bem interessante se houvesse a possibilidade de integrar o conceito portable de aplicativos que existem atualmente para o Windows. Isto resolveria 90% dos casos de rejeição do Linux por ser um pé no saco instalar algum software mais complexo.  :ok:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 06 de Novembro de 2009, 22:50:19
Resumindo... SO é só perfumaria inútil, o que importa é as aplicações que vem "de brinde".

Mas isto não é privilégio exclusivo do Linux, existem N's versões (piratas é bem verdade) do Windows que já vem agregadas com uma pá de aplicativos "extras" também, algumas delas até em Live-CD.  :P

Como eu disse, para programador nada melhor do que um bom Linux... mais se você lida todo dia com servidores web e de aplicações também linux/unix, que são reconhecidamente os mais estáveis e fáceis de atualizar , trocar, escalar... então para mim não é a diferença entre um Corsa e um Palio, e sim entre a diferença entre um Focus e um Massey Mergusson... e no caso eu transporto muita, muita carga...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 06 de Novembro de 2009, 22:58:18
Portable que você diz são os programas que podem ser instalados em pendrives e rodam em "qualquer" máquina? Isso o Linux tem, são chamados "binários com biliotecas estaticamente ligadas". Os softwares livres não usam isso porque gera um grande desperdício de espaço, mas alguns softwares proprietários (como o Opera) usam isso sim.

Existem algumas tentativas também de instaladores de programas mais similares aos do Windows: clica no ícone, ele executa e instala o que precisa. Digo tentativa porque há uma resistência dos próprios usuários. Primeiro que já estamos acostumados a usar o gerenciador de pacotes da nossa distribuição favorita e quase todos os programas que precisamos podem ser instalados a partir dele. Depois que a utilização de um instalador central significa que teremos menos problemas.

Esse instalador central, mais conhecido como "gerenciador de pacotes", sabe todos os programas instalados na minha máquina, a que programa pertence cada arquivo e sabe também que programa depende de qual. Com os instaladores do Windows, eu posso instalar um programa que dependa do Java, um dia resolver desinstalar o Java e aquele programa parar de funcionar e eu nem saber porque. Pode acontecer também de um instalador sobreescrever uma biblioteca com uma versão diferente da que já estava instalada, e agora o programa que precisava da outra versão não funciona mais.

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 06 de Novembro de 2009, 23:06:42
Resumindo... SO é só perfumaria inútil, o que importa é as aplicações que vem "de brinde".

Não exatamente. O sistema operacional é a base que suporta as aplicações. Quanto melhor o sistema operacional, melhor as aplicações se comportarão.

Graças ao bom gerenciamento de memória, processamento e espaço em disco você consegue rodar um Ubuntu 9.10 (versão mais recente) em um computador feito a 5 ou 6 anos atrás sem problemas, o Xubuntu (versão mais leve do Ubuntu) roda até em computadores de 10 anos atrás.

Mas isto não é privilégio exclusivo do Linux, existem N's versões (piratas é bem verdade) do Windows que já vem agregadas com uma pá de aplicativos "extras" também, algumas delas até em Live-CD.  :P

E muitas delas cheias de exploits. De qualquer forma essas aplicações são enfiadas a força no Windows, não fazem parte de sua arquitetura.

No Ubuntu por exemplo, com um clique você pode atualizar o sistema inteiro se quiser (incluindo todos os aplicativos). Todas as atualizações de segurança, patches e versões recentes de drivers serão instaladas. Em um Windows, seja "modificiado" pra vir com programas extra ou não, você tem que atualizar cada aplicação manualmente e executar o Windows Update pra atualizar somente coisas relativas a Microsoft.

Aliás... seria bem interessante se houvesse a possibilidade de integrar o conceito portable de aplicativos que existem atualmente para o Windows. Isto resolveria 90% dos casos de rejeição do Linux por ser um pé no saco instalar algum software mais complexo.  :ok:

Live CDs são a primeira manifestação de software portátil que surgiu desde os aplicativos em disquete da década de 80. Qualquer CD de instalação do Ubuntu pode ser usado como Live CD, e o Ubuntu vem por padrão com uma ferramenta para gerar pendrives bootáveis à partir de CDs de instalação. Não sei se o Ubuntu faz, mas muitas distros possuem suporte a gravação no Pendrive, o que torna as alterações feitas no dispositivo permanentes (favoritos, documentos, etc). O Slax por exemplo faz: http://www.slax.org/

Similar as coisas do Windows, tem as Portools também, mas os caras estão apenas começando: http://www.portools.com/apps

Esse papo de aplicações complexas serem difíceis de instalar hoje em dia é mito. O Ubuntu tá tão foda, que até o Photoshop você consegue instalar com facilidade...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 06 de Novembro de 2009, 23:11:49

Esse instalador central, mais conhecido como "gerenciador de pacotes", sabe todos os programas instalados na minha máquina, a que programa pertence cada arquivo e sabe também que programa depende de qual. Com os instaladores do Windows, eu posso instalar um programa que dependa do Java, um dia resolver desinstalar o Java e aquele programa parar de funcionar e eu nem saber porque. Pode acontecer também de um instalador sobreescrever uma biblioteca com uma versão diferente da que já estava instalada, e agora o programa que precisava da outra versão não funciona mais.


Isso eu acho engraçado! Muita gente fala que é fácil instalar programas no Windows.. só apertar "Next". Quando surgem aqueles diálogos de "Deseja sobrescrever a biblioteca libraryhell.dll?" o pessoal sai clicando em "Sim para Todos" freneticamente... até que misteriosamente o sistema operacional fica lento, programas que antes funcionavam bem começam a travar e por aí vai... Fácil é fazer merda no Windows.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Sr. Bradley P. Richfield em 06 de Novembro de 2009, 23:39:25
Só se existe conexão com Internet.

Na verdade é possível sem conexão. Quanto você instala o Ubuntu ele adiciona um repositório que aponta para o CD de instalação. Nesse CD, além do Ubuntu nu e cru, existem os aplicativos mais utilizados. Pra usar, basta escolher o que você quer instalar, colocar o CD do Ubuntu e mandar bala. Se for DVD, vem mais aplicações ainda.


Instalar programas offline ou que não estejam na Central de Programas acaba sendo tão ou mais complicados que Windows. Criar ou configurar repositórios é mais trabalhoso que "avançar".

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 07 de Novembro de 2009, 00:31:14
Só se existe conexão com Internet.

Na verdade é possível sem conexão. Quanto você instala o Ubuntu ele adiciona um repositório que aponta para o CD de instalação. Nesse CD, além do Ubuntu nu e cru, existem os aplicativos mais utilizados. Pra usar, basta escolher o que você quer instalar, colocar o CD do Ubuntu e mandar bala. Se for DVD, vem mais aplicações ainda.


Instalar programas offline ou que não estejam na Central de Programas acaba sendo tão ou mais complicados que Windows. Criar ou configurar repositórios é mais trabalhoso que "avançar".



Não é tão complicado. À partir de um Ubuntu com internet, você pode baixar os pacotes .deb com suas dependências e gravar em um CD. O Synaptic (que vem com o Ubuntu) faz isso sem precisar digitar um comando sequer no shell. Usando o Synaptic em outro computador você pode instalar os debs em massa.

Mas alguém ainda usa PCs sem jamais conectar na internet?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Novembro de 2009, 11:05:54
Mesmo offline, há programas que cuidam de pacotes que já se tenha baixado independentemente, sem precisar saber qualquer comando em texto. Se não tiver dependências pendentes, não é substancialmente diferente de instalar um exe de instalação, a diferença é que não é o programa em si que faz isso, mas um terceiro, meio como se fosse descompactar um zip. No ubuntu, se não me engano, já vem um programa instalado para isso por padrão.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Novembro de 2009, 11:09:51
Compilar, de qualquer forma, não tem análogo no mundo windows, acho. Não algo assustadoramente complicado, de qualquer forma, é comparável ao nível de user-friendliness das coisas do windows e msdos lá por volta dos anos 90, acho.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Gaúcho em 07 de Novembro de 2009, 12:33:07
Essa é uma pergunta que você teria que fazer para uns 94% do mercado :D

Será que 94% do mercado BRASILEIRO paga pelo Windows ? Você sabe que não, não sabe ?

Além disso, uso linux como disse porque trabalho com ele. Não é um eletrodoméstico, preciso de mais funçoes do que 'ativar' e 'desativar' , preciso de pipe, ssh, grep, awk, vi, um for que funcione de verdade, ...

Claro que eu sei que não paga. Eu não pago.

Agora, eles tem tanto o Linux quanto o Windows, praticamente "de graça", e ainda assim...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Barata Tenno em 07 de Novembro de 2009, 13:09:11
Essa é uma pergunta que você teria que fazer para uns 94% do mercado :D

Será que 94% do mercado BRASILEIRO paga pelo Windows ? Você sabe que não, não sabe ?

Além disso, uso linux como disse porque trabalho com ele. Não é um eletrodoméstico, preciso de mais funçoes do que 'ativar' e 'desativar' , preciso de pipe, ssh, grep, awk, vi, um for que funcione de verdade, ...

Claro que eu sei que não paga. Eu não pago.

Agora, eles tem tanto o Linux quanto o Windows, praticamente "de graça", e ainda assim...
E ainda assim e um ad populum.... 94% dos brasileiros e cristão.... Logo...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Gaúcho em 07 de Novembro de 2009, 13:53:48
Somos uma nação cristã!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 07 de Novembro de 2009, 14:15:32
E Pirata!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Gaúcho em 07 de Novembro de 2009, 14:17:07
:rola:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Hold the Door em 08 de Novembro de 2009, 02:53:57
Essa é uma pergunta que você teria que fazer para uns 94% do mercado :D

Será que 94% do mercado BRASILEIRO paga pelo Windows ? Você sabe que não, não sabe ?

Além disso, uso linux como disse porque trabalho com ele. Não é um eletrodoméstico, preciso de mais funçoes do que 'ativar' e 'desativar' , preciso de pipe, ssh, grep, awk, vi, um for que funcione de verdade, ...

Claro que eu sei que não paga. Eu não pago.

Agora, eles tem tanto o Linux quanto o Windows, praticamente "de graça", e ainda assim...
Ainda assim jogos são feitos para a plataforma windows. Se os jogos fossem da plataforma linux ele é que seria o dono do mercado, independente de quem é pago ou não. Simples assim.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Gigaview em 08 de Novembro de 2009, 03:36:11
Citar
Nesse caso, a pergunta seria: então por que não escolher rodar o Snow Leopard em um Mac? Mas esta é outra discussão.

Mac? Quem falou em Mac?

Rodo o OS X Leopard num PC montado por mim e estou muito feliz e ainda rodo o Windows 7 (infelizmente por motivos profissionais) numa máquina virtual no OS X usando o Parallels quando preciso de aplicativos específicos.

O OS X é baseado em UNIX que é indiscutivelmente o melhor (e mais antigo, com ~30 anos de estrada) sistema operacional já criado.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 08 de Novembro de 2009, 09:39:40
Citar
Nesse caso, a pergunta seria: então por que não escolher rodar o Snow Leopard em um Mac? Mas esta é outra discussão.

Mac? Quem falou em Mac?

Rodo o OS X Leopard num PC montado por mim e estou muito feliz e ainda rodo o Windows 7 (infelizmente por motivos profissionais) numa máquina virtual no OS X usando o Parallels quando preciso de aplicativos específicos.

O OS X é baseado em UNIX que é indiscutivelmente o melhor (e mais antigo, com ~30 anos de estrada) sistema operacional já criado.

Aí já tenho as minhas dúvidas, não creio que existe 'o melhor' sistema operacional, isso vai depender do usuário, seu perfil, seus periféricos. A máquina aqui de casa é um XPzinho, eu tinha uma impressora/scanner da Lexmark que não vai drivers para Linux, e para o que a familia usa está de bom tamanho.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 08 de Novembro de 2009, 09:52:43
Citar
Nesse caso, a pergunta seria: então por que não escolher rodar o Snow Leopard em um Mac? Mas esta é outra discussão.

Mac? Quem falou em Mac?

Rodo o OS X Leopard num PC montado por mim e estou muito feliz e ainda rodo o Windows 7 (infelizmente por motivos profissionais) numa máquina virtual no OS X usando o Parallels quando preciso de aplicativos específicos.

O OS X é baseado em UNIX que é indiscutivelmente o melhor (e mais antigo, com ~30 anos de estrada) sistema operacional já criado.
"Two of the most famous products of Berkeley are LSD and BSD. I don’t think that is a coincidence." - The Unix Hater's Book :P

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Sr. Bradley P. Richfield em 08 de Novembro de 2009, 19:15:53
Essa é uma pergunta que você teria que fazer para uns 94% do mercado :D

Será que 94% do mercado BRASILEIRO paga pelo Windows ? Você sabe que não, não sabe ?

Além disso, uso linux como disse porque trabalho com ele. Não é um eletrodoméstico, preciso de mais funçoes do que 'ativar' e 'desativar' , preciso de pipe, ssh, grep, awk, vi, um for que funcione de verdade, ...

Claro que eu sei que não paga. Eu não pago.

Agora, eles tem tanto o Linux quanto o Windows, praticamente "de graça", e ainda assim...
Ainda assim jogos são feitos para a plataforma windows. Se os jogos fossem da plataforma linux ele é que seria o dono do mercado, independente de quem é pago ou não. Simples assim.

Particularmente foi esse o motivo que me fez voltar ao Windows como SO principal depois de usar o Linux desde 2005 (gradativamente). Dualboot encheu o saco e não era bom virtualizando.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Novembro de 2009, 19:41:22
Agora, eles tem tanto o Linux quanto o Windows, praticamente "de graça", e ainda assim...
E ainda assim e um ad populum.... 94% dos brasileiros e cristão.... Logo...

[yahoo! Perguntas e respostas] Voce acha que pessoas convertidas de fato e de verdade ao cristianismo podem comprar ,vender produtos piratas? (http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20090112115017AAytrHy)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 08 de Novembro de 2009, 20:46:15
:lol:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: biscoito1r em 09 de Novembro de 2009, 02:31:35
A microsoft esta vendendo o Windows 7 por US$29.99 para estudantes, acho que isso se deve em grande parte a popularização crescente do Ubuntu.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 09 de Novembro de 2009, 02:41:12
A microsoft esta vendendo o Windows 7 por US$29.99 para estudantes, acho que isso se deve em grande parte a popularização crescente do Ubuntu.
E não aqui no Brasil...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 09 de Novembro de 2009, 07:14:19
"Two of the most famous products of Berkeley are LSD and BSD. I don’t think that is a coincidence." - The Unix Hater's Book :P
Parece "argumento" de crente.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 09 de Novembro de 2009, 08:57:36
Compilar, de qualquer forma, não tem análogo no mundo windows, acho. Não algo assustadoramente complicado, de qualquer forma, é comparável ao nível de user-friendliness das coisas do windows e msdos lá por volta dos anos 90, acho.

Compilar com automake e companhia é moleza, chato é manter o programa depois (atualizar, etc...). Por sorte isso é raro..

Citar
Nesse caso, a pergunta seria: então por que não escolher rodar o Snow Leopard em um Mac? Mas esta é outra discussão.

Mac? Quem falou em Mac?

Rodo o OS X Leopard num PC montado por mim e estou muito feliz e ainda rodo o Windows 7 (infelizmente por motivos profissionais) numa máquina virtual no OS X usando o Parallels quando preciso de aplicativos específicos.

O OS X é baseado em UNIX que é indiscutivelmente o melhor (e mais antigo, com ~30 anos de estrada) sistema operacional já criado.

Aqui onde trabalho tem um Mac com OSX recente, e eu acho uma bosta. Além de demorar décadas pra iniciar, ser pesado e lento os programas são caros e inconsistentes.

Temos também acesso a quaisquer programas da Microsoft que desejarmos, de forma legítima através de um programa de parcerias para startups de tecnologia. Mesmo assim, usamos PHP+MySQL, servidores Apache e eu programo em um Ubuntu (embora use um Win7 e um 2008 virtualizados para testes diversos).

Aliás, virtualização é excelente. Nessas máquinas mais recentes, com vários núcleos e bastante memória, fica rapidinho. Alguns programas na minha máquina virtual rodam mais rápido que a nativa do mesmo OS (não tenho nem idéia de como).
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 09 de Novembro de 2009, 12:04:57
"Two of the most famous products of Berkeley are LSD and BSD. I don’t think that is a coincidence." - The Unix Hater's Book :P
Parece "argumento" de crente.
Esse livro é basicamente uma coleção de emails mandados para uma mailing-list reclamando dos Unix-like. Não espere muitos argumentos dele, mas algumas críticas são interessantes. Em especial, que os comandos dos unices foram criados na época dos teletypes (aqueles que imprimiam em papel) e por isso a grande parte dos comandos não tem os argumentos -i (interative) e -v (verbose) ativados por padrão. A falta de um undelete também é um bom ponto.

Ainda assim, o Linux continua sendo meu SO favorito no momento. Isso só significa que eu uso um shell (zsh) bastante customizado, cheio de alias e com algumas opções mais avançadas.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 10 de Novembro de 2009, 13:25:11
A quem usa Gentoo (acho que é só o Snow, mas tudo bem :P): as use flags são legais mesmo ou acabam mais atrapalhando que ajudando?  Pergunto porque apesar do Arch Linux ser uma distro mais "crua", os pacotes geralmente vêm configurados com várias opções que nunca vou usar, mas as dependências são instaladas junto.

Existe um jeito bem legal de instalar pacotes a partir do código fonte no Arch Linux, com os PKGBUILDs e o makepkg. Quem já usou as duas distros diz que os PKGBUILDs são mais fáceis de fazer que os ebuilds, mas a função é similar. O problema é que consigo fazer PKGBUILDs customizados para os pacotes que queros, mas quando eu for atualizar o sistema, o gerenciador de pacotes vai instalar o pacote que estiver no servidor e eu vou ter de instalar o pacote customizado "manualmente".

Parece-me que o emerge junto com as use flags são o que quero...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 10 de Novembro de 2009, 14:24:18
Tirando o dependency hell se você puser as flags "kde" e "qt", são ótimas, mas eu acabo não ligando muito pra elas e ficando com um sistema inchado, por pura preguiça
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 10 de Novembro de 2009, 14:48:29
Tenho pouquíssimos programas que usam Qt, acho que seria tranquilo substituí-los. Vou dar uma lida no manual e na wiki do Gentoo e talvez o Gentoo ganhe mais um adepto (o Funtoo parece interessante também, mas me parece estar bem alfa ainda).

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Hold the Door em 14 de Novembro de 2009, 18:18:16
Alguém aqui já usou o windows 7? Vale a pena, em termos de desempenho, trocar o xp por ele? Ou o micro vai ficar uma carroça?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 14 de Novembro de 2009, 18:23:18
Depende do micro. Eu já usei e realmente é um avanço em relação ao Vista. Roda bem em computadores em que seria crime pensar em colocar vista.

Amigo meu usa num celeron da vida e elogiou. Vou pegar as specs com ele assim que ele me responder.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Spitfire em 14 de Novembro de 2009, 18:27:05
Eu testei o Windows 7 (baixei legalmente da Microsoft) no meu micro, 2.24GHz, 1Gb ram e 256Mb vídeo, e rodou melhor que o Vista... eu penso que são os recursos gráficos os maiores responsáveis pelo "peso" do sistema... não é mais rápido que o XP, mas não chega a decepcionar. Dependendo da sua configuração pode ser até imperceptível esta diferença. Mas este é um tópico sobre o Linux e estou testando o BigLinux 4.2 com os recursos 3D totalmente ativados, o sistema é bom e bonito (até mais do que o Seven), mas pesa tanto quanto o Windows7.  :ok:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tupac em 14 de Novembro de 2009, 19:19:50
E eu ainda não instalei meu Back Track... antes era porque nao tinha baixado, agora ja baixei, mas não sei porque ainda não instalei... enfim...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 14 de Novembro de 2009, 19:29:00
Sobre linux:


Dá muita diferença de aproveitamento do hardware se ter uma instalação tão mais compilada quanto possível? Vale mais a pena de fato compilar as coisas para 64bits ou é ainda mais estável 32?

Faz muita diferença, quanto a isso, a distribuição pela qual se opta? Em praticidade e aproveitamento.

Se faz, qual seria a mais prática para espremer mais o potencial do hardware, mas sem doideras do tipo overclock e essas coisas mais exageradas?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 14 de Novembro de 2009, 19:35:52
Ainda acho que vc não precisa do Back track.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 14 de Novembro de 2009, 19:38:41
Em geral compensa configurar melhor (quando vc diz 'compilar' imagino que se refere a reconfigurar e recompilar o kernel) principalmente os drivers/configurações que você vai usar, por exemplo se vai ser um servidor de storage, m web server , de streaming ou uma estação gráfica, cada um tem drivers e hardwares que podem funcionar melhor em configurações recompilando kernel.

O kernel que vem 'de fábrica'  tem as configurações 'usuais' e versões mais atualizadas na época da geração da versão.

Por exemplo, no trampo a gente usa o CentOS ou Suse com certas configurações para o novo Weblogic 10.x que antes nem precisávamos, e assim por diante...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 14 de Novembro de 2009, 19:39:24
Para a grande maioria dos usuários diria que não se recompila kernel, a menos que seja absolutamente necessário.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 14 de Novembro de 2009, 19:47:05
Alguém aqui já usou o windows 7? Vale a pena, em termos de desempenho, trocar o xp por ele? Ou o micro vai ficar uma carroça?

Meu amigo usa num Celeron 2,33 com 1GB de RAM e Hd de 20GB. Diz que roda bem, desde que não queria tocar vídeos,. mas culpa a placa de vídeo por isso.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 14 de Novembro de 2009, 20:03:31
Sobre linux:


Dá muita diferença de aproveitamento do hardware se ter uma instalação tão mais compilada quanto possível? Vale mais a pena de fato compilar as coisas para 64bits ou é ainda mais estável 32?

Faz muita diferença, quanto a isso, a distribuição pela qual se opta? Em praticidade e aproveitamento.

Se faz, qual seria a mais prática para espremer mais o potencial do hardware, mas sem doideras do tipo overclock e essas coisas mais exageradas?

Sim, tem diferença sim, especialmente se você for comparar uma distribuição que compila para i386 (como o Ubuntu faz, se não me engano) e uma distribuição que irá compilar para i686 (os 32bits atuais) ou x86_64 (64 bits). Há entre as diferentes versões do x86 (i386, i486, ..., i686) mudanças nos conjuntos de operações que o processador entende no mais baixo nível (conjuntos foram adicionados, como o MMX, SSE, SSE2, SSE3, SSE4, 3Dnow!, etc).

Um binário que foi compilado com suporte a MMX e aos 4 SSE, por exemplo, não rodará em um processador que não tenha suporte a essas operações. Por isso, as distribuições compilam os pacotes usando apenas um subconjunto modesto dessas opções. Quando você mesmo compila seu programa, você pode ser mais específico e criar um binário feito especialmente para o seu processador o que geralmente faz um binário mais rápido.

Outra vantagem de compilar seus programas é você ativar só o que quer. Por exemplo, o mplayer no Arch Linux vem com suporte a LIRC (controle remoto) e Samba (pastas compartilhadas do Windows). Eu não uso nenhum dos dois, então posso fazer um mplayer mais 'enxuto'. Isso também elimina a necessidade de carregar bibliotecas do sistema (.so), o que reduz o consumo de memória do programa e o tempo que demora para ele carregar.

Quanto a 64bits vs 32bits, a diferença de velocidade não é muito grande e geralmente ocorre só nos programas que envolvam áudio e vídeo (ripar um CD, por exemplo, é mais rápido em 64bits). Em parte isso se deve por uma superioridade técnica de se estar usando 64bits mesmo, mas acho que boa parte dessa diferença de velocidade se deve àqueles conjuntos de operações que eu falei a cima: quando se compila para i386, não se coloca nenhuma operação extra, enquanto que todo processador 64bits tem suporte a pelo menos MMX, SSE e SSE2. Interessante mesmo seria comparar o i686 com o x86_64 e os dois usando as mesmas operações. Na mailing-list do Arch falaram numa melhora de 1.1x na velocidade entre um i686 e um x86_64.

O grande "problema" do 64bits não é estabilidade, mas sim disponibilidade de programas. Isso nem é um problema mesmo porque é possível rodar binários de 32bits em um sistema 64bits, mas é um incômodo. 99,9% dos meus binários são 64bits, mas o skype não é. Isso significa que eu tenho que ter duas versões de umas 30 bibliotecas, uma pra 32bits e outra pra 64bits. Com softwares livres isso geralmente não é problema, e isso já foi, mas não é mais, problema com o flash e com o java, mas agora os dois tem verões nativas de 64 bits também.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 15 de Novembro de 2009, 20:52:58
Alguém me explica pq o edubuntu vem numa imagem de DVD de 3,9 GB se todos os pacotes educacionai9s precisam ser baixados da internet?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 15 de Novembro de 2009, 21:35:27
Alguém aqui já usou o windows 7? Vale a pena, em termos de desempenho, trocar o xp por ele? Ou o micro vai ficar uma carroça?

Desempenho é sensacional, consumo de bateria é um problema. Se for em um notebook, recomendo manter o XP ou usar Linux. Nos testes que fiz o consumo de bateria (do maior consumo para o menor) foi:

Windows 7
Ubuntu Karmic
Windows XP
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unsichtbar em 15 de Novembro de 2009, 22:56:24
Meu amigo usa num Celeron 2,33 com 1GB de RAM e Hd de 20GB. Diz que roda bem, desde que não queria tocar vídeos,. mas culpa a placa de vídeo por isso.

Desempenho é sensacional, consumo de bateria é um problema. Se for em um notebook, recomendo manter o XP ou usar Linux.

Eu também estou usando no meu notebook. Inclusive é a mesma configuração do amigo do Elton. Pra mim tá perfeito. Até o boot é mais rápido do que do Ubuntu 9.10 (isso que achei estranho depois que fiz upgrade a partir da 9.04). Não tenho problemas com rodar vídeo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tupac em 15 de Novembro de 2009, 23:44:17
Snow... não é por precisar (do BackTrack), é só curiosidade mesmo heheh
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 16 de Novembro de 2009, 00:53:47
Desempenho é sensacional, consumo de bateria é um problema. Se for em um notebook, recomendo manter o XP ou usar Linux.

Eu também estou usando no meu notebook. Inclusive é a mesma configuração do amigo do Elton. Pra mim tá perfeito. Até o boot é mais rápido do que do Ubuntu 9.10 (isso que achei estranho depois que fiz upgrade a partir da 9.04). Não tenho problemas com rodar vídeo.

Embora eu tenha testado o Win7, eu ainda prefiro o 9.10 =) Ele gasta um pouco mais de bateria, mas a produtividade que eu ganho é maior, então no fim das contas eu uso mais e melhor o sistema... é um Asus Eee PC 1008HA
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 16 de Novembro de 2009, 05:19:20
Alguém aqui já usou o windows 7? Vale a pena, em termos de desempenho, trocar o xp por ele? Ou o micro vai ficar uma carroça?

Meu amigo usa num Celeron 2,33 com 1GB de RAM e Hd de 20GB. Diz que roda bem, desde que não queria tocar vídeos,. mas culpa a placa de vídeo por isso.
Mas acho tem como modificar o driver INF. Já fiz gambiarra rodar uma Via P4M800 o UniChrome. Só ganhei apenas UM ponto de placa de vídeo classificação. O segredo é usar driver de xp em manual.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unsichtbar em 16 de Novembro de 2009, 14:06:22
Desempenho é sensacional, consumo de bateria é um problema. Se for em um notebook, recomendo manter o XP ou usar Linux.

Eu também estou usando no meu notebook. Inclusive é a mesma configuração do amigo do Elton. Pra mim tá perfeito. Até o boot é mais rápido do que do Ubuntu 9.10 (isso que achei estranho depois que fiz upgrade a partir da 9.04). Não tenho problemas com rodar vídeo.

Embora eu tenha testado o Win7, eu ainda prefiro o 9.10 =) Ele gasta um pouco mais de bateria, mas a produtividade que eu ganho é maior, então no fim das contas eu uso mais e melhor o sistema... é um Asus Eee PC 1008HA

Realmente, acho que para aplicação Web o 9.10 é perfeito. Linux em geral. Eu sempre que dá tento usar Ubuntu ao invés do Win7: desde edição de texto em TeX e software de CFD (OpenFoam). Mas eu ainda estou muito preso a dependência de softwares para Windows (além de jogos, é claro.. heheh).

O meu é um ACER 5315 com 1GB de RAM. Sendo que consigo usar Aero pra Win7 com todas as opções/frescuradas ativas, inclusive aquilo de adicionar um vídeo como papel de parede. E o desempenho é bom, não trava mas, claro, a bateria não aguenta muito.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 27 de Novembro de 2009, 11:21:50
Gente, pra quem atualizou do Jaunty pro Karmic:
1)Quem fez atualização de verdade? E quem fez instalação limpa?
2)Ocorreu algum problema que não ocorria no Jaunty?
3)Algo digno de nota que me faça atualizar a distro como um todo, já que as atualizações de segurança continuam chegando?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 27 de Novembro de 2009, 11:30:30
As principais mudanças do Jaunty pro Karmic são o kernel, que no Karmic é 2.6.31 e no Jaunty é 2.6.28, o Gnome, 2.26 no Karmic, o sistema de arquivos padrão passou a ser ext4, mas isso só faz diferença se você atualizar do zero. O Boot ficou mais rápido ainda. No Karmic também tem um sistema bacana de instalar programas e ícones mais bonitinhos.

Se você usa placa de vídeo ATi ou intel, vale muito a pena atualizar, pois o kernel 2.6.31 tem suporte a DRI2 e KMS, que são importantes pros drivers dessas placas.

Não vi nenhum problema no karmic que atualizei no comp. da minha mãe, mas um amigo meu tomava segfault do X quando tinha algum efeito do compiz ativado. Ele desativou e tudo ficou bem.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 27 de Novembro de 2009, 12:57:18
As principais mudanças do Jaunty pro Karmic são o kernel, que no Karmic é 2.6.31 e no Jaunty é 2.6.28, o Gnome, 2.26 no Karmic, o sistema de arquivos padrão passou a ser ext4, mas isso só faz diferença se você atualizar do zero. O Boot ficou mais rápido ainda. No Karmic também tem um sistema bacana de instalar programas e ícones mais bonitinhos.

Se você usa placa de vídeo ATi ou intel, vale muito a pena atualizar, pois o kernel 2.6.31 tem suporte a DRI2 e KMS, que são importantes pros drivers dessas placas.

Não vi nenhum problema no karmic que atualizei no comp. da minha mãe, mas um amigo meu tomava segfault do X quando tinha algum efeito do compiz ativado. Ele desativou e tudo ficou bem.
Núcleo: pra mim não tem nenhuma diferença - sempre compilo na mão com o patch Omnislash (e a diferença de desempenho é gritante).
Ext4: exceto se eu tiver certeza que o ext2fsd funciona com ela, não me interessaria para a /home (atual: ext3); pra / (Reiser), talvez, mas seria encheção de saco queimar mídia+reinstalar programas só por causa disso.
Boot rápido: isso importa :D a melhora é grandinha?
Sistema bacana de instalar programas: isso já existe e se chama apt-get :P (instalar programas pelo método clica-clica é demorado e chato).
Ícones mais bonitinhos: não uso o Tango ou o Human, uso o GNOME-Colors... pra mim, vai continuar igual...
Placa de vídeo: é nVidia (geForce 5200X) , a versão do núcleo vai fazer diferença?

Um on-topic, mas mudando de assunto.
Comprei monitor novo. O antigo tava pedindo penico - o canal azul tava demorando pra iniciar, pra você (Snow) ter idéia o seu avatar tinha cabelo preto de acordo com o humor do monitor.
O atual tem maior resolução (1440*900 contra 1152*800?), é LCD, fininho, tem cores lindas, e tudo de bom.

Stress pra configurar no Ubuntu: nenhum. Só tive que tirar a gambiarra do "xgamma -gamma 2.2" da inicialização do GNOME.
Stress pra configurar no Windows: lembrar aonde ajeita a resolução. Sério. Nada digno de nota, pra falar a verdade.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 27 de Novembro de 2009, 12:59:26
Pra você não fará diferença atualizar pro Karmic.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 27 de Novembro de 2009, 13:13:14
Eu diria que mesmo que você usasse placas da Intel ou da ATI, para não mudar ainda. A Intel está mexendo bastante na stack de vídeo no kernel (GEM, DRI2, KMS) e ainda não está lá grande coisa. Funciona, mas houve um decréscimo na performance e dependendo da versão ela oscila: melhora e depois piora... Talvez por o Ubuntu ser uma distro mais 'pré-montada', eles tenham escolhido versões em que a performance esteja melhor, mas tanto no Arch quanto no Gentoo não está lá grande coisa.

Essa mudança na stack de vídeo do kernel feita pela Intel está sendo aproveitada pelos drivers open-source da ATI e pelo pessoal que está desenvolvendo um driver open-source para placas na nVidia, o Nouveau.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 27 de Novembro de 2009, 13:21:01
Pra você não fará diferença atualizar pro Karmic.
Oba! \o/ menos trabalho pra mim!

Se o Lucid fizer alguma diferença, aí sim atualizo o sistema :P
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 27 de Novembro de 2009, 13:26:15
E o para usuários que usam chipset Via como conhecido UniChrome, tem suporte dele para aceleração?
Antes era tudo só padrão vga, estava tudo horrível desempenho!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tupac em 27 de Novembro de 2009, 14:28:45
Eu usava o Omnislash... era booommm... Rapidinho... Pensando em recolocar, mas sei la...

Negocio é esperar o próximo LTS... ehhe
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 27 de Novembro de 2009, 16:22:18
E o para usuários que usam chipset Via como conhecido UniChrome, tem suporte dele para aceleração?
Antes era tudo só padrão vga, estava tudo horrível desempenho!
Um amigo meu usa esse chipset e está tendo problemas com o X.org mais recente no Arch Linux. A Via tem demonstrado interesse em incluir seus drivers no kernel do Linux, mas ainda não foram aceitos por questões de qualidade.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 27 de Novembro de 2009, 17:12:04
Eu usava o Omnislash... era booommm... Rapidinho... Pensando em recolocar, mas sei la...

Negocio é esperar o próximo LTS... ehhe
Pensei no Lucid por causa disso - menos dor-de-cabeça. Não faço muita questão em ter os pacotes mais atuais, mas gosto de ter um sistema redondinho.
(E de boa, ninguém liga pra atualização do gcc ou do coreutils... tá todo mundo doido pra ver a do Firefox ou a do GNOME - o Firefox, instalei separadamente na /opt, e o GNOME nem muda tanto... ao menos, não enquanto não for pra 3.0... rsrsrs)

Quanto ao omnislash: assim que eu tiver tempo, eu dou uma olhada na última versão pra compilar, já que faz um bom tempo que compilei essa...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 30 de Novembro de 2009, 01:48:34
Gente, alguém aí sabe um programa tipo Kolourpaint que seja decente(coisa que o XPaint não é)? De boa, não vou instalar metade do sistema KDE só por causa de um aplicativo!
(Ou dois, se eu fizer isso taco o K3B de novo...)
/me conversa com o KDE como se ele fosse gente...
Quer que eu instale as bibliotecas do QT? Ok, a contra-gosto eu até instalo, garoto.
Bibliotecas do Phonon? Pra quê, sendo que eu vou mexer com imagem e não vídeo/som?
Os ícones do KDE? Faça-me favor, não é capaz de usar os do GNOME?
Centro de ajuda? Não quero isso.
Sobretudo, você quer que eu baixe 40MB que vão inflar pra ~120MB, só por causa de uma porcaria de programa de pintura? Fica com ele então!

(O KDE tem muuuuuuuuuita coisa boa, mas alguém podia dar um "toque" pra eles reverem as dependências dos pacotes...)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 30 de Novembro de 2009, 13:01:14
E é por isso que o único programa com K que eu aceito é o kernel :)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Novembro de 2009, 15:41:57
E é por isso que o único programa com K que eu aceito é o kernel :)

E no gnome é significativamente diferente? Será que quem tiver KDE e colocar para instalar o gpaint não vai se ver na mesma situação? Eu estou numa situação intermediária, não uso nenhum ambiente "inteiro", mas acho que tem um pouco mais KDE do que gnome aqui. Mesmo tendo um bocadinho de gnome de vez em quando procuro um programa para uma coisa ou outra, coloco para instalar, e mostram então como dependências o gnome inteiro.

De qualquer forma, se já tiver o suficiente do gnome:

(http://www.estrellateyarde.es/wp-content/uploads/image/gpaint.jpg)


Outra opção:
(que me pediu menos do gnome)


(http://imagenes.sftcdn.net/es/scrn/37000/37249/3_mtpaint002.jpg)

Não conheço nenhum dos dois, só conhecia kolourpaint mesmo. Estou instalando esses por curiosidade.



Esse último tem até camadas  :o
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Novembro de 2009, 16:03:44
Por exemplo, o resultado de "apt-get install galeon" (browser):

The following NEW packages will be installed:
  alacarte app-install-data capplets-data desktop-file-utils
  evolution-data-server evolution-data-server-common galeon galeon-common
  gnome-about gnome-applets gnome-applets-data gnome-control-center
  gnome-desktop-data gnome-doc-utils gnome-media gnome-media-common
  gnome-menus gnome-netstatus-applet gnome-panel gnome-panel-data
  gnome-session gnome-settings-daemon gnome-system-monitor gnome-user-guide
  gnome-utils iso-codes libbeagle1 libcamel1.2-11 libebook1.2-9 libecal1.2-7
  libedata-book1.2-2 libedata-cal1.2-6 libedataserver1.2-9
  libedataserverui1.2-8 libegroupwise1.2-13 libgdata-google1.2-1 libgdata1.2-1
  libgnome-desktop-2 libgnome-media0 libgnome-window-settings1
  libgnomekbd-common libgnomekbd2 libgnomekbdui2 libgtksourceview-common
  libgtksourceview1.0-0 libgucharmap6 libgweather-common libgweather1
  libmetacity0 libnautilus-burn4 libnet-dbus-perl liboobs-1-4
  libpanel-applet2-0 librarian0 libslab0 libtie-ixhash-perl
  libtotem-plparser10 libtrackerclient0 libwnck-common libwnck22 libxklavier12
  libxml-twig-perl libxml-xpath-perl metacity metacity-common nautilus
  nautilus-cd-burner nautilus-data python-beagle python-fpconst python-gmenu
  python-soappy system-tools-backends xsltproc yelp


87MB.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Novembro de 2009, 16:10:05
Mas tenho que admitir que isso é ridículo:

Apt-get install "d3lphin" - gerenciador de arquivos:

The following extra packages will be installed:
  amarok amarok-common amarok-engine-xine amarok-konqsidebar digikam libifp4
  libkarma0 libnjb5 libtagc0 libtunepimp5
Suggested packages:
  amarok-engines moodbar libqt0-ruby1.8 libdbus-glib digikam-doc
The following NEW packages will be installed:
  amarok amarok-common amarok-engine-xine amarok-konqsidebar d3lphin digikam
  libifp4 libkarma0 libnjb5 libtagc0 libtunepimp5
0 upgraded, 11 newly installed, 0 to remove and 0 not upgraded.
Need to get 25.6MB of archives.
After this operation, 58.5MB of additional disk space will be used.



Quer instalar um tocador de música para poder instalar um gerenciador de arquivos!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 30 de Novembro de 2009, 16:47:35
E é por isso que o único programa com K que eu aceito é o kernel :)
Se os programas do KDE fossem uma merda, eu simplesmente ignoraria-os e pronto... mas não, pior que eles são excelentes! E é isso que me indigna.

Resultado final: cansei do Brasero, e acabei instalando o K3B. Aproveitei e coloquei o Kolourpaint junto... bom, resolveu meu problema, mas só depois do APT fazer a farra com minha conexão por um tempinho... :biglol:

Buck, vou testar o gpaint, mas o mtpaint eu já vi e não gostei. Ainda prefiro o Kolour :D

No GNOME também ocorre esse tipo de coisas a torto e a direito, mas ao que me parece, não é tão freqüente... de qualquer forma, já tive a péssima experiência de tentar desinstalar alguns jogos no GNOME e ele não deixar - ou desinstalava todos, ou nenhum!
(Resultado: desinstalei todos e procurei outras versões dos jogos...)

Mas, acho que há algo de muito errado no conceito de o que deve ser visto como pacote "sugerido" e "obrigatório" no KDE. Acho que eles deviam dar uma vida mais independente pra cada programa :/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 02 de Dezembro de 2009, 21:44:37
Acho que a tendência com o KDE 4 é as coisas serem mais auto-contidas, mas também mais "canivete suíço" em vez de programas diferentes para cada coisa. Por exemplo, no 3 você podia ter o desktop do kde, mas sem a barra de tarefas do kde, ou vice-versa, no 4 o desktop e a barra de tarefas, e acho que mais algumas outras coisas são uma coisa só, "plasma".

Espero que ainda dê para user o konqueror como gerenciador de arquivos sem precisar de muita tralha :/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 03 de Dezembro de 2009, 19:37:42
Aliááááás, falando em KDE. Não tem alguma gambi que dê pra fazer pra ele usar as bibliotecas GTK ao invés das QT?
Alguém bem que podia fazer, nem que fosse em base das aplicações do KDE3... imagina só: Kolourpaint, Konqueror, K3B, todos eles integrados ao GNOME e ao Xfce?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 04 de Dezembro de 2009, 00:16:17
Sei lá, acho que sou o único linuxer que não sente a mínima falta de nada que venha do KDE. O GNOME é incrivelmente mais elegante pra mim...

Meu novo Desktop:

(http://img46.imageshack.us/img46/1968/alganetdesktop.th.png) (http://img46.imageshack.us/i/alganetdesktop.png/)

EDIT: Cliquei em "editar" em vez de "citar". Até que demorou bastante pra isso acontecer. Desculpa aê :vergonha:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 04 de Dezembro de 2009, 00:20:07
Mais fácil escrever um programa do zero que use GTk de cara.
Sei lá, acho que sou o único linuxer que não sente a mínima falta de nada que venha do KDE. O GNOME é incrivelmente mais elegante pra mim...

Os únicos programas do KDE que eu usava eram o kdirstat e o kteatime. O kdirstat já tem um equivalente GTK e o kteatime é pura perfumaria. Não vale a pena atravessar o dependency hell só pra instalá-lo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 04 de Dezembro de 2009, 00:23:06
Sei lá, acho que sou o único linuxer que não sente a mínima falta de nada que venha do KDE. O GNOME é incrivelmente mais elegante pra mim...

Meu novo Desktop:

(http://img46.imageshack.us/img46/1968/alganetdesktop.th.png) (http://img46.imageshack.us/i/alganetdesktop.png/)

Óia, barras fofas sem KDE! Conta, tio?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 04 de Dezembro de 2009, 00:42:12
Sei lá, acho que sou o único linuxer que não sente a mínima falta de nada que venha do KDE. O GNOME é incrivelmente mais elegante pra mim...

Meu novo Desktop:

(http://img46.imageshack.us/img46/1968/alganetdesktop.th.png) (http://img46.imageshack.us/i/alganetdesktop.png/)

EDIT: Cliquei em "editar" em vez de "citar". Até que demorou bastante pra isso acontecer. Desculpa aê :vergonha:
Eu meio que entrei no Linux usando KDE... eu me batia pacas pra usar o GNOME quando mudei do Kurumin pro Debian, mas nisso peguei a mania bem gnomesca de usar dois painéis ao invés de um só.
Daí, veio a atualização do KDE3 pro KDE4, e me pareceu um retrocesso - não podia mais nem mudar a cor das barras, pô! Achei o visual horrível e o menu K ficou contra-intuitivo. Resultado, fui pro GNOME. E embora eu goste do visual do GNOME, tem programas do KDE que são simplesmente melhores - acho que o K3B dá de 10x0 no Brasero, o xpaint é uma nhaca, e por aí vai.

Desktop legal! A barra de cima e a do lado são do Cairo, né?
Já que você postou, vai aí a minha: (http://img707.imageshack.us/img707/9452/capturadetela.th.png) (http://img707.imageshack.us/i/capturadetela.png/)

Snow: que seja feito, então :D mas que tenha as funcionalidades dos ekivalentes... (ok, piada ruim).
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tupac em 04 de Dezembro de 2009, 17:33:46
hauhauah... Eu ri desse plano de fundo ahauhauhauha...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 04 de Dezembro de 2009, 20:03:41
Sei lá, acho que sou o único linuxer que não sente a mínima falta de nada que venha do KDE. O GNOME é incrivelmente mais elegante pra mim...

Meu novo Desktop:

(http://img46.imageshack.us/img46/1968/alganetdesktop.th.png) (http://img46.imageshack.us/i/alganetdesktop.png/)

Óia, barras fofas sem KDE! Conta, tio?

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 05 de Dezembro de 2009, 11:54:44
Daí, veio a atualização do KDE3 pro KDE4, e me pareceu um retrocesso - não podia mais nem mudar a cor das barras, pô! Achei o visual horrível e o menu K ficou contra-intuitivo.
A versão atual do KDE4 permite voltar ao menu tradicional. É só clicar com o botão direito em cima do "K".
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 05 de Dezembro de 2009, 22:59:07
Existe algum comando para eu saber informações sobre o kernel?

Se bem que como não foi eu quem compilou talvez encontre tudo que quero saber na internet.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Dezembro de 2009, 00:01:59
Se você quiser só saber a versão, use o comando
Código: [Selecionar]
uname -aSe você tiver sorte, o /proc/config.gz terá as informações que você precisa.

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 06 de Dezembro de 2009, 17:22:00
Daí, veio a atualização do KDE3 pro KDE4, e me pareceu um retrocesso - não podia mais nem mudar a cor das barras, pô! Achei o visual horrível e o menu K ficou contra-intuitivo.
A versão atual do KDE4 permite voltar ao menu tradicional. É só clicar com o botão direito em cima do "K".
\o/ Uhuuuuuuuul! Agora só falta dizer que permite trocar aquela cor preta famigerada do painel... aí eu refaço a partição de testes e instalo!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 06 de Dezembro de 2009, 17:58:23
Hoje tentei experimentar o AWN ao invés do Docky... que cocô.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 06 de Dezembro de 2009, 20:45:08
hauhauah... Eu ri desse plano de fundo ahauhauhauha...
Do quê? rs
Eu acho, sei lá, bonito... meu último papel de parede tinha um cão desenhado em estilo celta; e antes dele, a capa do CD Brave New World (Iron Maiden).
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Dezembro de 2009, 22:08:07
Eyu baixei um .zip de 800MB com wallpaper nas infernerds, apaguei os que eu não queria que aparecessem no desktop com visita por perto e o XFCE escolhe aleatoriamente a cada login.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 07 de Dezembro de 2009, 01:29:01
Eyu baixei um .zip de 800MB com wallpaper nas infernerds, apaguei os que eu não queria que aparecessem no desktop com visita por perto e o XFCE escolhe aleatoriamente a cada login.
Eu jamais faria isso... adoro combinar o papel de parede, ícones, barras de título e painéis num tema só. Exceto, talvez, se eu fizesse uma pasta pra papéis de parede verdes, outra pra dourados, etc...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 07 de Dezembro de 2009, 08:02:34
Que bonitinho !  :flerte:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 07 de Dezembro de 2009, 12:47:20
Daí, veio a atualização do KDE3 pro KDE4, e me pareceu um retrocesso - não podia mais nem mudar a cor das barras, pô! Achei o visual horrível e o menu K ficou contra-intuitivo.
A versão atual do KDE4 permite voltar ao menu tradicional. É só clicar com o botão direito em cima do "K".
\o/ Uhuuuuuuuul! Agora só falta dizer que permite trocar aquela cor preta famigerada do painel... aí eu refaço a partição de testes e instalo!
Que cor preta do painel é essa? Qual parte?
Já tentou outros temas? Há vários para baixar, além dos que já vêm no CD.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 07 de Dezembro de 2009, 16:05:31
Daí, veio a atualização do KDE3 pro KDE4, e me pareceu um retrocesso - não podia mais nem mudar a cor das barras, pô! Achei o visual horrível e o menu K ficou contra-intuitivo.
A versão atual do KDE4 permite voltar ao menu tradicional. É só clicar com o botão direito em cima do "K".
\o/ Uhuuuuuuuul! Agora só falta dizer que permite trocar aquela cor preta famigerada do painel... aí eu refaço a partição de testes e instalo!
Que cor preta do painel é essa? Qual parte?
Já tentou outros temas? Há vários para baixar, além dos que já vêm no CD.
Ah, o painel do KDE... da última vez que usei o KDE4, não tinha nenhuma opção pra trocar a cor dele...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tupac em 08 de Dezembro de 2009, 17:44:50
Que bonitinho !  :flerte:
Exatamente ahuahuahuahau...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Paulo José em 08 de Dezembro de 2009, 18:54:52
Viciei no Ubuntu 9.10. Fiz até umas imagens pra por de fundo nas barras do gnome:
(http://i8.photobucket.com/albums/a8/Pauloup/th_Captura_de_tela08-dez-2009.jpg) (http://i8.photobucket.com/albums/a8/Pauloup/Captura_de_tela08-dez-2009.jpg)
Também viciei na Dra.Cameron, mas isso não vem ao caso...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Dezembro de 2009, 15:23:23
Ubuntu para satanistas:

(http://ubuntusatanic.org/screenshots/karmic-icons.jpg)

Note os pentagramas nos HDs.

Alguns papéis de parede:

(http://ubuntusatanic.org/wallpapers/_thb_SE-Inferno.jpg)

(http://ubuntusatanic.org/wallpapers/_thb_SE-3D-1.jpg)


:histeria:


http://ubuntusatanic.org

"linux for the damned"
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Dezembro de 2009, 16:14:07
Sei lá, acho que sou o único linuxer que não sente a mínima falta de nada que venha do KDE. O GNOME é incrivelmente mais elegante pra mim...

Meu novo Desktop:

(http://img46.imageshack.us/img46/1968/alganetdesktop.th.png) (http://img46.imageshack.us/i/alganetdesktop.png/)

EDIT: Cliquei em "editar" em vez de "citar". Até que demorou bastante pra isso acontecer. Desculpa aê :vergonha:
Eu meio que entrei no Linux usando KDE... eu me batia pacas pra usar o GNOME quando mudei do Kurumin pro Debian, mas nisso peguei a mania bem gnomesca de usar dois painéis ao invés de um só.
Daí, veio a atualização do KDE3 pro KDE4, e me pareceu um retrocesso - não podia mais nem mudar a cor das barras, pô! Achei o visual horrível e o menu K ficou contra-intuitivo. Resultado, fui pro GNOME. E embora eu goste do visual do GNOME, tem programas do KDE que são simplesmente melhores - acho que o K3B dá de 10x0 no Brasero, o xpaint é uma nhaca, e por aí vai.

Desktop legal! A barra de cima e a do lado são do Cairo, né?
Já que você postou, vai aí a minha: (http://img707.imageshack.us/img707/9452/capturadetela.th.png) (http://img707.imageshack.us/i/capturadetela.png/)

Snow: que seja feito, então :D mas que tenha as funcionalidades dos ekivalentes... (ok, piada ruim).

Eu comecei no kurumin com kde também, mas mesmo logo que mudei para o debian fui direto para o kde. Mas essa fase durou pouco tempo, porque ainda no kurumin descobri o fluxbox (em uma das versões já vem instalado, só não é o DE default), depois de um tempo acabei passando para o openbox e acho que já estou na maior parte do tempo usando esse. Pekwm parece interessante, mas tem umas coisas que ainda precisavam ser melhoradas para que eu considerasse usar.

O que tenho de gnome ou kde são necessidade por que quase tudo precisa de uma coisa ou outra... e nisso parece ser mais uma questão do programa em si do que uma vantagem geral para um DE ou outro.

A diferença mais marcante que acho é o konqueror, como gerenciador de arquivos, porque depois de configurado corretamente, é o melhor gerenciador de arquivos já inventado pelo homem; ainda que como tal, ainda tenha falhas (como a relativa lerdeza em configurar.... é mais prático guardar os arquivos rc e xml em algum lugar para uma eventual nova instalação do que lembrar de tudo como deveria ser e fazer tudo de novo). Por acaso ele inclui aquela forma de visualização mencionada pelo Snowraptor com o programa independente kdirstat (além de outra "em forma de pizza"), então nem uso esse outro programa só para isso, vai tudo pelo gerenciador de arquivos mesmo.

Fora isso, na maior parte do tempo, nem sei se as coisas são kde ou gnome, a não ser pela eventual presença e uma inicial k ou aparecerem meio esquisitas se você usa principalmente coisas qt/kde e ele se constrói com gtk. Os que me lembro preferir são o adept (que por acaso não tem o k) ao synaptic e o kopete ao gaim. Também o koffice (e o abiword) ao open office, mas nem uso esses praticamente.

Acharia interessante de qualquer forma que inventassem versões diferentes ou que os programas do gnome se construíssem com as bases do kde/kwin/qt/whatever. Fico com uma leve impressão de que são "melhores" de forma mais vaga, mas talvez seja só o costume com o konqueror que faça outras coisas parecerem meio alienígenas se não forem configuradas para rodar de acordo ou ao menos parecidas. Por exemplo, o opera novo sem a opção -systemstyle. Mas nem sei se essa é uma questão gnome x kde ou ainda uma outra coisa.

E com alguns programas (como gimp) nem acontece. Desde que tiraram aquele ridículo traço de hífens nos menus há algum tempo, parece tudo a mesma coisa.








Acabo de dar uma passada no youtube, e o google me avisa que já lançaram o chrome para linux, e dá o link para baixar.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Dezembro de 2009, 16:19:06

Pergunta: alguém mais tem o problema de certos players (como o mplayer) não desativarem o screensaver mais básico do x? E então, se estão vendo um filme, de repente a tela fica preta até que se mova o mouse?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 11 de Dezembro de 2009, 17:21:45

Pergunta: alguém mais tem o problema de certos players (como o mplayer) não desativarem o screensaver mais básico do x? E então, se estão vendo um filme, de repente a tela fica preta até que se mova o mouse?

Eu já tive esse problema, mas sumiu nas atualizações mais recentes. Venho usando bastante o VLC
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 11 de Dezembro de 2009, 18:55:33
Eu acho que isso é uma opção em tempo de compilação ou então uma opção que deve ser acrescentada no arquivo de configuração padrão. Aí algumas distros põem, outras não.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 11 de Dezembro de 2009, 21:46:15

Pergunta: alguém mais tem o problema de certos players (como o mplayer) não desativarem o screensaver mais básico do x? E então, se estão vendo um filme, de repente a tela fica preta até que se mova o mouse?
Screensaver? O que é isso? :hihi:
Falando sério, não sei porque nunca uso proteção de tela... se vou sair do computador, mesmo que seja só pra buscar um copo d'água, prefiro desligar a tela de uma vez. Nem sei se o xscreensaver tá instalado aqui, eu costumo remover...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Dezembro de 2009, 21:48:08
Não é o xscreensaver, mas algo do próprio x, bem básico, provavelmente inseparável, que faz a tela simplesmente apagar se não há atividade por muito tempo. Você ativa com "x set s on" e desativa com "x set s off".
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 11 de Dezembro de 2009, 22:50:55
Não é o xscreensaver, mas algo do próprio x, bem básico, provavelmente inseparável, que faz a tela simplesmente apagar se não há atividade por muito tempo. Você ativa com "x set s on" e desativa com "x set s off".
Ah, tem isso... não sei se o comendo xset deve ser usado a todo login, mas fiz questão de colocar na inicialização do GNOME isso. Odeio. Odeio, odeio, odeio. Especialmente porque essa porcaria às vezes interfere com alguns jogos do dosbox.
Depois, até esqueci que existia.

O X tem um (só um? rsrs) sério problema...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Paulo José em 12 de Dezembro de 2009, 02:00:08
Não é o xscreensaver, mas algo do próprio x, bem básico, provavelmente inseparável, que faz a tela simplesmente apagar se não há atividade por muito tempo. Você ativa com "x set s on" e desativa com "x set s off".
Já tentou desabilitar alguma opção no gerenciamento de energia? Acho que no ubuntu, chama "opções de energia".
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 12 de Dezembro de 2009, 02:26:16
Não é o xscreensaver, mas algo do próprio x, bem básico, provavelmente inseparável, que faz a tela simplesmente apagar se não há atividade por muito tempo. Você ativa com "x set s on" e desativa com "x set s off".
Já tentou desabilitar alguma opção no gerenciamento de energia? Acho que no ubuntu, chama "opções de energia".
Ah, tem isso? Oba, já posso tirar um item (agora inútil) da inicialização :biglol:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 12 de Dezembro de 2009, 12:36:18
Se não me engano, são configurações de ACPI.

E quanto a desligar o monitor em vez de mandar pro screensaver, isso não funciona pra quem tem notebook ;)

Eu uso o protetor de tela como screen lock do notebook na faculdade. Pra voltar, só com senha.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 12 de Dezembro de 2009, 12:40:58
mas isso é mais seguro, né ?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 12 de Dezembro de 2009, 12:46:20
Claro, por isso uso.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Dezembro de 2009, 14:45:39
Não é o xscreensaver, mas algo do próprio x, bem básico, provavelmente inseparável, que faz a tela simplesmente apagar se não há atividade por muito tempo. Você ativa com "x set s on" e desativa com "x set s off".
Já tentou desabilitar alguma opção no gerenciamento de energia? Acho que no ubuntu, chama "opções de energia".

Eu acho que não tenho essa opção de gerenciamento em qualquer menu. Eu só acrescentei num script que uso para mudar o papel de parede periodicamente, e meio como um screensaver, umas coisas que verificam se tem algum player rodando (mas não tocando :( ) e então desativam ou ativam, se estivesse ativado, esse screensaver.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Dezembro de 2009, 14:46:53
Se não me engano, são configurações de ACPI.

E quanto a desligar o monitor em vez de mandar pro screensaver, isso não funciona pra quem tem notebook ;)

Eu uso o protetor de tela como screen lock do notebook na faculdade. Pra voltar, só com senha.

Mas não é melhor ainda os dois? O gasto de energia é algo que deve aborrecer mais com notebook. A menos se usar mais comumente na tomada.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 12 de Dezembro de 2009, 15:11:48
Eu uso normalmente na tomada.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Dezembro de 2009, 17:44:53


Esse negócio de ubuntu satanista me fez pensar. Provavelmente a preferência ao Gnome com relação ao KDE e outros DEs se deve ao esoterismo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 13 de Dezembro de 2009, 21:06:46


Esse negócio de ubuntu satanista me fez pensar. Provavelmente a preferência ao Gnome com relação ao KDE e outros DEs se deve ao esoterismo.
BibleTime, Sword e etc.? :hihi:

Acho que é preferência de gosto, mesmo... pra mim, todo usuário Linux deveria ao menos uma vez na vida ter os dois instalados e fuçar nos dois, até decidir com qual vai ficar.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Dezembro de 2009, 22:19:20
E os que decidem pelo gnome, o fazem pela crença em gnomos ou simpatia com a crença. Provavelmente tem cristais pela casa para canalizar energias positivas.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 13 de Dezembro de 2009, 23:30:28
Quem precisa de cristais, reza brava e energia positiva pra não dar falha de segmentação é o KDE! :b
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Dezembro de 2009, 23:52:59
Ah, as superstições dos crentes em gnomos....


Results 1 - 10 of about 104,000 for kde "segmentation fault

Results 1 - 10 of about 116,000 for gnome "segmentation fault

Results 1 - 10 of about 211,000 for gnome commonly "segmentation fault

Results 1 - 10 of about 104,000 for kde commonly "segmentation fault.



KDE bug tracking system, procura por "segmentation fault": 24 bugs found.

gnome bug track system: 28 bugs found.

busca pelo termo "segfault":

kde: 41 bugs found.

gnome: 313 bugs found.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 14 de Dezembro de 2009, 00:02:10
Vê? as pessoas se preocupam e discutem o segfaults do Gnome. Mas nem ligam pros do KDE... ::)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 14 de Dezembro de 2009, 07:32:51
Não sei se acontece com vocês, mas o Firefox 3.5.5 derruba o ambiente gráfico em certa situação de crash ! Tem certos sites que não consigo navegar com ele ! Sim, já procurei por 'bugvagundos', já assinei o protocolo em 3 vias, fiquei com a via amarela, conversei com o BugZilla num dos andares entre o elevador que leva para o 7 1/2 e a sala de Kafka.

Sim, acontece no KDE.

Sim, acontece no GNOME também.

A página abre bem no Opera. Uma dessas páginas é a do Linkedin, quando vou aceitar um contato, por exemplo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 14 de Dezembro de 2009, 10:37:42
Eu percebo que iso acontece comigo no meu notebook com placa ATi e drivers opensource. Não acontecia antes de eu trocar os drivers proprietários.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 14 de Dezembro de 2009, 22:54:06
Mas não me acontecia em outras versões de Firefox. E mais: testamos com outra máquina que tem a mesma versão de Suse que eu, e realmente não acontece. E o problema acontece em mais de uma máquina com a mesma versão de Firefox...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 14 de Dezembro de 2009, 23:05:32
Então é o firefox e não tem muito a ver com o que acontece comigo.

Bom, comigo acontece quando eu abro blogs do blogger e algumas outras páginas. Mas também acontece quando eu abro o VirtualBox...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 15 de Dezembro de 2009, 21:30:16
Resolvido o mistério do Firefox: realmente a versão 3.5.5 dava problema com página usando background em <td>, que lixo ! Retirado o backuground, tudo voltou ao normal.

Não é de desembestar a gerar bugs no bugzilla ? :)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 16 de Dezembro de 2009, 01:59:06
Resolvido o mistério do Firefox: realmente a versão 3.5.5 dava problema com página usando background em <td>, que lixo ! Retirado o backuground, tudo voltou ao normal.

Não é de desembestar a gerar bugs no bugzilla ? :)
Mais um motivo pra eu tomar vergonha na cara e aprender a "maquiar" as páginas usando CSS e não HTML bruto... hauhauhauaauhu
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 19 de Dezembro de 2009, 01:32:16
Vi no fim de um pdf sobre sistemas de arquivo que encontrei no google:

Citar
Welcome to LinuxChix.org

(http://www.linuxchix.org/sites/all/themes/linuxchix/image/logo.gif)

LinuxChix is a community for women who like Linux and Free Software, and for women and men who want to support women in computing. The membership ranges from novices to experienced users, and includes professional and amateur programmers, system administrators and technical writers.

See About LinuxChix for more information, and Join LinuxChix to join.

:lol:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 23 de Dezembro de 2009, 04:05:29
Vi no fim de um pdf sobre sistemas de arquivo que encontrei no google:

Citar
Welcome to LinuxChix.org

(http://www.linuxchix.org/sites/all/themes/linuxchix/image/logo.gif)

LinuxChix is a community for women who like Linux and Free Software, and for women and men who want to support women in computing. The membership ranges from novices to experienced users, and includes professional and amateur programmers, system administrators and technical writers.

See About LinuxChix for more information, and Join LinuxChix to join.

:lol:
O povão tá levando a sério mesmo a idéia de comunidade FOSS...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 23 de Dezembro de 2009, 12:09:59
Não consigo instalar o notebook do cliente que quer instalar o Ubuntu. Mas, tentei todos! Gentoo, Mandriva e tudo...
Fiz inicialização: noapic nolapic... E vi o que trata a hora bootar:
mmc0: Unknown controller version (16). You may experience problems.

Assim não consigo nada bootar e instalar dele! Como evitar isso ele detectar?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Gaúcho em 23 de Dezembro de 2009, 12:11:40
Instalando Windows :P
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 23 de Dezembro de 2009, 12:26:07
Instalando Windows :P
Pois é. Instala na boa...
Ela fica dizendo não quer a filha pegar os vírus na internet e tantas coisas que não sabem como fazer.
Mais simples fui mostrar para a filha dela: Gostou mais o Linux que o Windows.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 23 de Dezembro de 2009, 12:37:53
Não consigo instalar o notebook do cliente que quer instalar o Ubuntu. Mas, tentei todos! Gentoo, Mandriva e tudo...
Fiz inicialização: noapic nolapic... E vi o que trata a hora bootar:
mmc0: Unknown controller version (16). You may experience problems.

Assim não consigo nada bootar e instalar dele! Como evitar isso ele detectar?
Tente o Puppy Linux. Já encontrei notebooks que só bootavam com ele e com o CD do Linux original fornecido com a máquina.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 24 de Dezembro de 2009, 01:39:06
Infelizmente não deu certo, Fernando.
Fica dando Loading Modules... loop.. e nada...

Consegui a instalar o ubuntu modo texto. Não sei é fazer entrar o modo linha do comando após instalação. Ela inicia na hora no boot e trava!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 24 de Dezembro de 2009, 03:36:52
Consegui a fazer,
Fui a instalar ubuntu modo texto, e depois editando o grub não carregar apic, lapic e nopcmcia.
Então bootou beleza, esse o erro mmc0 eu tive é colocar as listas negras:
blacklist sdhci-pci
blacklist sdhci
blacklist mmc_core

Em /etc/modprobe.d/blacklist.conf
E aí nunca mais o problema... Menos não é suportado o leitor cartão de memória.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 24 de Dezembro de 2009, 08:30:45
Consegui a fazer,
Fui a instalar ubuntu modo texto, e depois editando o grub não carregar apic, lapic e nopcmcia.
Então bootou beleza, esse o erro mmc0 eu tive é colocar as listas negras:
blacklist sdhci-pci
blacklist sdhci
blacklist mmc_core

Em /etc/modprobe.d/blacklist.conf
E aí nunca mais o problema... Menos não é suportado o leitor cartão de memória.
Vou guardar a dica. Posso ter este problema no futuro.

Tive um problema maluco recentemente: o instalador do Insigne vem configurado para ficar em (hd0,0).
Se a gente instalar em outra partição (com o Windows no início, por exemplo), é preciso usar depois um Live CD e editar o menu.lst, fstab e sei lá mais o que, pois continuam apontando para (hd0,0).
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 24 de Dezembro de 2009, 16:05:42
Justamente eu chamo notebook xingling, eu sei só montam. Mas eu trabalho aqui tem muitos celulares MP7 quase quebrados. Eu mereço...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unsichtbar em 16 de Janeiro de 2010, 09:54:15
Viciei no Ubuntu 9.10. Fiz até umas imagens pra por de fundo nas barras do gnome:
(http://i8.photobucket.com/albums/a8/Pauloup/th_Captura_de_tela08-dez-2009.jpg) (http://i8.photobucket.com/albums/a8/Pauloup/Captura_de_tela08-dez-2009.jpg)
Também viciei na Dra.Cameron, mas isso não vem ao caso...

 :lol:


Tinha comentado uns meses atrás do meu upgrade pro 9.10. Tudo perfeito, mas depois da minha trocação de temas, deu uns paus aqui... hehehe. Aquele menu pra se deslogar/desligar/reiniciar no canto direito da barra superior simplesmente sumiu. Até reinstalei o que parecia ser o pacote mas não resolveu. Alguém viu algo parecido?
Não prejudica em nada no resto. Só estética. As funcionalidades que tinham naquela barrinha posso acessar doutros lugares...  :)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 18 de Janeiro de 2010, 19:11:24
Viciei no Ubuntu 9.10. Fiz até umas imagens pra por de fundo nas barras do gnome:
(http://i8.photobucket.com/albums/a8/Pauloup/th_Captura_de_tela08-dez-2009.jpg) (http://i8.photobucket.com/albums/a8/Pauloup/Captura_de_tela08-dez-2009.jpg)
Também viciei na Dra.Cameron, mas isso não vem ao caso...

 :lol:


Tinha comentado uns meses atrás do meu upgrade pro 9.10. Tudo perfeito, mas depois da minha trocação de temas, deu uns paus aqui... hehehe. Aquele menu pra se deslogar/desligar/reiniciar no canto direito da barra superior simplesmente sumiu. Até reinstalei o que parecia ser o pacote mas não resolveu. Alguém viu algo parecido?
Não prejudica em nada no resto. Só estética. As funcionalidades que tinham naquela barrinha posso acessar doutros lugares...  :)

A minha continua, mas aparece meu username ao invés do meu nome completo. Clica na toolbar com o direito e escolhe "Add to Panel" (deve ser Adicionar ao Painel em português) e procura entre os applets lá.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unsichtbar em 27 de Janeiro de 2010, 10:20:57
Viciei no Ubuntu 9.10. Fiz até umas imagens pra por de fundo nas barras do gnome:
Também viciei na Dra.Cameron, mas isso não vem ao caso...

 :lol:

Tinha comentado uns meses atrás do meu upgrade pro 9.10. Tudo perfeito, mas depois da minha trocação de temas, deu uns paus aqui... hehehe. Aquele menu pra se deslogar/desligar/reiniciar no canto direito da barra superior simplesmente sumiu. Até reinstalei o que parecia ser o pacote mas não resolveu. Alguém viu algo parecido?
Não prejudica em nada no resto. Só estética. As funcionalidades que tinham naquela barrinha posso acessar doutros lugares...  :)

A minha continua, mas aparece meu username ao invés do meu nome completo. Clica na toolbar com o direito e escolhe "Add to Panel" (deve ser Adicionar ao Painel em português) e procura entre os applets lá.

Boa! Não ficou exatamente igual mas já quebra o galho. O menu original incluia deslogar/desligar/reiniciar e opções do emphaty para mudanças de status, etc, etc. Não achei nada parecido no "Add to Panel".
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 27 de Janeiro de 2010, 19:24:31
Viciei no Ubuntu 9.10. Fiz até umas imagens pra por de fundo nas barras do gnome:
Também viciei na Dra.Cameron, mas isso não vem ao caso...

 :lol:

Tinha comentado uns meses atrás do meu upgrade pro 9.10. Tudo perfeito, mas depois da minha trocação de temas, deu uns paus aqui... hehehe. Aquele menu pra se deslogar/desligar/reiniciar no canto direito da barra superior simplesmente sumiu. Até reinstalei o que parecia ser o pacote mas não resolveu. Alguém viu algo parecido?
Não prejudica em nada no resto. Só estética. As funcionalidades que tinham naquela barrinha posso acessar doutros lugares...  :)

A minha continua, mas aparece meu username ao invés do meu nome completo. Clica na toolbar com o direito e escolhe "Add to Panel" (deve ser Adicionar ao Painel em português) e procura entre os applets lá.

Boa! Não ficou exatamente igual mas já quebra o galho. O menu original incluia deslogar/desligar/reiniciar e opções do emphaty para mudanças de status, etc, etc. Não achei nada parecido no "Add to Panel".
Ainda tá no mesmo menu, mas ficou dentro de um sub-menu, "Set Status" aqui.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Fevereiro de 2010, 16:52:38
No ambiente de desktop goblin gnome, você tem que instalar o COMPIZ se quiser fazer algo simples e básico como mudar de desktop com a roda do mouse?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 13 de Fevereiro de 2010, 17:07:45
Faz tempo que não uso o gnome, mas pelo jeito o Metacity não dá essa opção.

Se você não gosta/não quer usar o compiz e não gosta do Metacity (que, concordo, é horrível), você pode usar qualquer outro gerenciador de janelas. O pessoal do fórum do Arch costuma usar o Openbox.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 18 de Fevereiro de 2010, 13:20:45
Alguém sabe se no linux tem algum "ambiente de desktop" ou qualquer coisa que deixe os ícones do desktop assim:

(http://1.bp.blogspot.com/_O5Kz5881JOs/R4o9QHMUQlI/AAAAAAAABKk/SGnztxywFhY/s1600/clutter_free_desktop.bmp)

?

Isso pode ser feito no windows com um programa, dcolorxp, ou algo assim. Também dá para deixar em "lista", com ícones ainda menores.

Eu nem gosto de ícones no desktop, mas se houvesse essa opção por default acho que seria bem mais aceitável.

Acho difícil entender como isso não é mais comum, principalmente no linux, que meio que se gaba de coisas diferentes do windows.

Mas deve ser uma excentricidade minha. Mesmo os gerenciadores de arquivo costumam vir no modo "ícones colossais" por default.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 18 de Fevereiro de 2010, 13:23:12
Eu sei que o Thunar (gerenciador de arquivos do XFCE) tem uma opção para mostrar os arquivos assim, mas serve apenas para os arquivos mostrados no gerenciador mesmo, e não no desktop.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 18 de Fevereiro de 2010, 13:32:45
Sim, nos gerenciadores de arquivo isso deve ser meio universal, bem como listas menores e detalhadas. O que acho estranho é que em casos como do rox-filer, que meio como o windows explorer também é (ou pode ser) responsável pelo desktop, não tenha essa possibilidade no desktop. A impressão que dá para quem não programa é que os programadores tem que se dar a um trabalho extra de "bloquear" essas possibilidades de configuração para o desktop, que o mais simples seria ter o desktop quase como se fosse uma versão full screen do conteúdo de uma janela do gerenciador de arquivos, mas com papel de parede diferente.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 18 de Fevereiro de 2010, 14:52:10
Sei lá, eu não uso ícones de desktop.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 18 de Fevereiro de 2010, 16:39:16
Também não, mas essa foi uma questão que sempre me revoltou.







Alguém usa o Linux Unified Kernel?

Citar

Linux Unified Kernel

From Wikipedia, the free encyclopedia

Linux Unified Kernel, also known as Longene[1] and informally as LUK, is an operating system kernel intended to be binary-compatible with application software and device drivers made for Microsoft Windows and Linux.[2] In order to accomplish this, key features of the Windows kernel are ported to the Linux kernel.

Longene is written in the C programming language and is free and open source software. It is licensed under the terms of the GNU General Public License version 2 (GPLv2). [3] Although the project is in the alpha stage of development as of 2009, many Windows programs already work well.

[...]





Citar
Here are some screenshots:


 (http://i605.photobucket.com/albums/tt135/bloghome/th_starcraft.png) (http://i605.photobucket.com/albums/tt135/bloghome/starcraft.png)  (http://i605.photobucket.com/albums/tt135/bloghome/th_rich6.png) (http://i605.photobucket.com/albums/tt135/bloghome/rich6.png) 
 (http://i605.photobucket.com/albums/tt135/bloghome/th_ps.png) (http://i605.photobucket.com/albums/tt135/bloghome/ps.png)  (http://i605.photobucket.com/albums/tt135/bloghome/th_KingSoft_WPS.jpg) (http://i605.photobucket.com/albums/tt135/bloghome/KingSoft_WPS.jpg) 
 (http://i605.photobucket.com/albums/tt135/bloghome/th_Microsoft_IE.jpg) (http://i605.photobucket.com/albums/tt135/bloghome/Microsoft_IE.jpg)  (http://i605.photobucket.com/albums/tt135/bloghome/th_WPS_start.jpg) (http://i605.photobucket.com/albums/tt135/bloghome/WPS_start.jpg)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 18 de Fevereiro de 2010, 16:47:13
Eu acho que isso pode criar mais buracos do que eles estão tentando tampar.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 19 de Fevereiro de 2010, 22:02:25
Eu acho que isso pode criar mais buracos do que eles estão tentando tampar.

Ou não...








Provocação contra os gentooeiros:


Citar

Gentoo is for Ricers*

Welcome, this page is dedicated to the Linux Community's greatest ambassadors, Gentoo users. Like the annoying teenager next door with a 90hp import sporting a 6 foot tall bolt-on wing, Gentoo users are proof that society is best served by roving gangs of armed vigilantes, dishing out swift, cold justice with baseball bats to those fucking ricer bastards.

Please note, these quotes are real. I didn't bother to link to the original quotes because it's too much work and this page is mostly an amalgamation of different things that I've found on the web. Besides, we all know people like this, if you spent 6 hours compiling X, you'd like to think it was for something useful right? You can't make this shit up, we're not kidding. People like this are real. While some pages attempt a more practical look at a Gentoo user's behavior, we're not so lenient. Most of these quotes come from the Gentoo forums themselves or from slashdot.

We've bolded things that are just so ludicrous that you need to sit down to read them.

(http://funroll-loops.info/van.jpg)    (http://funroll-loops.info/probe.jpg)   (http://funroll-loops.info/poser.jpg)

[...]
http://funroll-loops.info/





Citação de: [size=14pt]*[/size]


ricer    

A person who makes unecessary modifications to their most often import car (hence the term "rice") to make it (mostly make it look) faster. The most common modifications are (but not limited to):

- Huge exhaust that serves no purpose but to make the car louder
- Large spoiler on the back that looks like something Boeing made for the 747
- Lots of after-market company stickers they don't have parts from, but must be cool
- Expensive rims that usually cost more than the car itself
- Bodykit to make the car appear lower, usually accented with chicken wire
- Clear tail lights and corner signals
- A "performace intake"- a tube that feeds cold air to their engine usually located in areas of excessive heat (behind or on top of the engine)
- Most of these riced cars (a.k.a. rice rockets or rice burners) are imports; Honda Civics, Accords, Integras, CRXs, RSXs, Del Sols Mitsubishi Eclipses, Lancers, Subaru Imprezas, however there are some domestics such as Chevrolet Caviliers, Dodge Neons, Ford Focus; small, slow, economy cars designed specifically to go slow. Please note that some Supras, Skylines, WRX's and other higher performance imports are designed to go fast, and are therfore not always considered rice. It really depends on the severity of the case.

The "ricer" attempts to make their car "performance" by adding the modifications listed above. These ricers are not confined [...]

http://www.urbandictionary.com/define.php?term=Ricer
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 19 de Fevereiro de 2010, 22:36:09
Bobo ;P
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Fevereiro de 2010, 16:07:16
Tem um artigo um pouco similar quanto ao anti-gentooísmo que tenta explicar a adoção do Gentoo como se devendo principalmente ao que ele chama de "síndrome de expatriação do Mandrake":

http://www.greenfly.org/mes.html









Li que o próximo Debian estável terá como prioridade nessa "estabilização" também a compatibilidade com freeBSD. Não sei se isso implica que se poderá ter ambos os kérneis instalados na mesma partição, alterando só o kernel, como se pode fazer com diversos kérneis linux, ou se ele vai requerer de qualquer forma uma instalação própria.

De qualquer forma, há muita diferença entre se usar um freeBSD e linux, se "o resto das coisas" (Debian) forem iguais? Vantagens e desvantagens?

Vi uma tabela que compara freeBSD, linux e windows, mas, esse tipo de coisa não me parece nunca muito parcial. Acho que provavelmente uma feita por linuxeiros teria um resultado final onde o linux é o melhor, o fsb vem e segundo, e o windows em último, e se fosse feita por windowseiros, teria o windows disparado na frente e com linux e fsb praticamente empatados e sendo pegos como retardatários.

Aqui a tabela:

http://people.freebsd.org/~murray/bsd_flier.html


Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 20 de Fevereiro de 2010, 16:20:30
Há diferenças no kernel sim, que resultam em diferença na performance em diferentes tarefas, os filesystems suportados, etc. Em algumas coisas o Linux é melhor, noutras o FreeBSD.

Como funciona o usespace no debian com FreeBSD eu não sei. Eles podem tanto usar binários nativos do FreeBSD, como podem usar binários do Linux (o FreeBSD consegue emular esses binários). Se eles estiverem usando os binários do Linux, então acho que sim, trocar de kernel é tão simples como entre distribuições do Linux. Isso é, desconsiderando problemas que podem aparecer por falta de compatibilidade entre os filesystems.

Essa tabela é bastante antiga (em termos de informática), não sei se adianta muito se guiar por ela. Ela fala do Windows 2000 e do Linux 2.2.

Edit: os dois são bastante utilizados em servidores; a Google usa Linux e a Yahoo usa FreeBSD.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 21 de Fevereiro de 2010, 12:15:54
Uma coisa que eu acho insuperável no Gentoo é o Portage. Tem ebuild ("pacote") de quase tudo e as useflags fazem os pacotes conversarem de uma forma que eu não vi iigual em nenhum outro sistema de pacotes.
Muitas dessas vantagens seria bem difíceis de conseguir com pacotes binários.

Não uso gentoo por causa das ZOMG fast CFLAGS, mas por causa das useflags e do infindável número de programas com ebuild feito. Sem contar o sistema de rolling release.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Fevereiro de 2010, 00:18:35
"Useflags" são uma forma de dizer para o portage usar algo como "./configure --disable-whatever" (ou enable) antes de compilar? Ou tem algo mais nisso?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: DDV em 23 de Fevereiro de 2010, 11:40:47
Sou completamente leigo nesse assunto.

Mas lendo várias partes do tópico, a impressão superficial que eu tenho é que, dada uma tarefa X, o Linux exige toda uma "ciência" complexa por parte do usuário para executá-la, enquanto o Windows executa esta mesma tarefa de forma mais rápida, intuitiva, simples e sem exigir nenhum tipo de conhecimento além de saber ler e do basicão de computação.

Isso procede?

Caso sim, para mim fica até covardia dizer qual é o "melhor" para o que quase todas as pessoas querem de um SO.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: DDV em 23 de Fevereiro de 2010, 11:45:42
Uma boa analogia seria com o câmbio automático VS câmbio manual. A maioria dos fãs de carros prefere câmbio manual alegando vários motivos (entre eles, o "fetiche" ou "diversão" proporcionado pela troca de marchas), enquanto a maioria dos "usuários comuns" de carros prefere câmbio automático.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Rey-ctba em 23 de Fevereiro de 2010, 12:03:56
Uma boa analogia seria com o câmbio automático VS câmbio manual. A maioria dos fãs de carros prefere câmbio manual alegando vários motivos (entre eles, o "fetiche" ou "diversão" proporcionado pela troca de marchas), enquanto a maioria dos "usuários comuns" de carros prefere câmbio automático.

Eu sou meio "do contra": mesmo não sendo fã de carro, gosto do câmbio manual.

Já como usuário de computador, uso o windows em casa e o linux no trabalho (aqui na empresa todos os computadores usam linux e software livre). Por não ser especialista e sim um simples usuário, a distribuição usada aqui na empresa é muito boa por ser simples e ter comandos mais parecidos com os que estamos acostumado no windows. Tanto é que instalei a mesma distribuição em casa, onde uso basicamente para acesso a bancos e, principalmente, para gravar DVD's.

Nesse aspecto, gravação e DVD, o linux faz uma gravação com uma qualidade bem melhor que no windows. Pode ate ser falha minha mas quando gravo no windows, usando o Nero Vision para criar o víedo e gravar na mídia, por volta da metade do filme aparecem uns quadrinhos coloridos que chegam a travar o filme. No linux, criando o filme com o DeVeDe e gravando com o programa nativo do próprio SO, a gravação sai perfeita.

É isso, agora se me perguntarem como o linux funciona eu dou a mesma resposta pra quando perguntam como o windows funciona: "-Não sei!". Mas no meu caso o importante é que tanto um quanto outro SO suprem as minha necessidades.

Um abraço

Rey
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Barata Tenno em 23 de Fevereiro de 2010, 12:14:08
Automatico durante a semana e manual para passeios,...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Fevereiro de 2010, 12:24:17
Uma boa analogia seria com o câmbio automático VS câmbio manual. A maioria dos fãs de carros prefere câmbio manual alegando vários motivos (entre eles, o "fetiche" ou "diversão" proporcionado pela troca de marchas), enquanto a maioria dos "usuários comuns" de carros prefere câmbio automático.

É por aí. Mas mais do que algo recorrente, como trocar de marcha, acho que vale principalmente para  coisas que se faz uma ou outra vez numa mesma instalação, não exigindo nem uma manutenção regular diferente do que se faria no windows. Eu por exemplo, estava com uma instalação (linux) praticamente sem mexer há (no mínimo) um pouco mais de um ano, até comprar outro PC. Não sei se o meu irmão é parâmetro, mas ele vive reinstalando o windows de tempos em tempos (ele não deve ser tão parâmetro assim porque é algo que eu mesmo não me via tendo que fazer quando usava windows, mas também acho que não é muito incomum).

Uma comparação parecida que já vi, mas um tanto mais fanboyesca, era com motos Harley, que, segundo o texto, são necessariamente todas bem mais customizadas, em vez de algo pronto de fábrica. Linux também pode comumente ser "pronto de fábrica", mas acho que por opção geralmente é mais customizado (e mais customizável) que o windows.


Mas em algumas coisas é até mais "marcha automática" que windows. Por exemplo, em todas distribuições "menos geek" você instala programas simplesmente digitando na linha de comando algo como "apt-get install <programa>", se souber o nome do programa, ou procurando esse programa numa interface gráfica meio parecida com a "instalar e remover programas" do windows, só que valendo muito mais para a parte de instalar do que vale no windows (onde acho que só vale para as coisas da própria MS na maior parte do tempo). Alguns exemplos:

(http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/3/32/Mandriva_Linux_20009.0_package_manager.png)

(http://www.pineviewfarm.net/graphics/geek/fluxpix/synaptic.jpg)

(http://www.greenhughes.com/files/adeptprism.png)

(http://files.opensuse.org/opensuse/en/8/8d/Screenshot-Software_Manager_-_YaST.png)


É um pouco como se você tivesse um programa "cliente" (no sentido de "cliente de e-mail") para os sites download.com, tucows, baixaqui, etc, que já filtrasse exatamente a versão do sistema e na maior parte do tempo instalasse só com um clique e diálogo de confirmação.


No windows, em compensação, é (ou costumava ser) um pouco mais fácil "hackear" esse tipo de coisa, como instalar o programa em uma pasta fora do padrão, se houver essa necessidade.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 23 de Fevereiro de 2010, 12:28:03
"Useflags" são uma forma de dizer para o portage usar algo como "./configure --disable-whatever" (ou enable) antes de compilar? Ou tem algo mais nisso?
É basicamente isso. Existem algumas outras flags também; por exemplo, se sua placa de vídeo é Intel, você não precisa compilar o X com suporte a outras placas. Ou então se vc só usa mouse e teclado, vc não precisa compilar o X com suporte a outros dispositivos de entrada.

Sou completamente leigo nesse assunto.

Mas lendo várias partes do tópico, a impressão superficial que eu tenho é que, dada uma tarefa X, o Linux exige toda uma "ciência" complexa por parte do usuário para executá-la, enquanto o Windows executa esta mesma tarefa de forma mais rápida, intuitiva, simples e sem exigir nenhum tipo de conhecimento além de saber ler e do basicão de computação.

Isso procede?

Caso sim, para mim fica até covardia dizer qual é o "melhor" para o que quase todas as pessoas querem de um SO.
Mais ou menos. Este tópico te dá essa impressão porque acho que muitos dos usuários de Linux aqui do fórum o usam porque gostam de ter um maior controle sobre seu sistema operacional e, é claro, isso exige um conhecimento maior sobre computadores e do que você está fazendo. Se você der uma olhada em fóruns mais técnicos sobre o Windows, vai ver que vez ou outra aparece alguma entrada no registro do Windows que pode ser modificada ou um comando "escondido" que deve ser executado através do prompt. Particularmente, eu acho muito mais fácil editar um arquivo de texto do tipo "opção = valor" do que mexer no registro do Windows, mas reconheço que para um usuário leigo nenhum dos dois é fácil.

As distribuições de Linux alcançaram um bom estado de usabilidade e eu diria que para o uso do usuário leigo (office e internet) tanto o Windows como o Linux são igualmente simples de se usar, talvez o Linux seja até mais simples: ele já vem com office instalado, e o Ubuntu pelo menos oferece para instalar os drivers. No Windows, você precisa baixar um office gratuito (ou comprar o da Microsoft) e baixar os drivers (ou instalar de um CD) se seu Windows não for OEM.

Quando aparece um problema, os dois são complicados. O Linux assusta nesses momentos por muitas vezes ser necessário usar a linha de comando. Porém, apesar da linha de comando assustar, ela é uma valiosa ferramenta, além de ser mais verbose. Por exemplo, outro dia uma amiga não conseguia assistir vídeos no notebook dela (rodando Windows). O erro que o Windows Media Player era praticamente só um número 0x6f456... O que não dá informação nenhuma. Falei para ela instalar um pacote de codecs, o K-Lite, e mesmo assim não funcionou. Um amigo dela falou que poderia ser o driver de vídeo (o que eu nunca ia imaginar pela mensagem de erro), mas logo teve que sair. Então fui eu ajudá-la a procurar o driver para a placa dela... mas que placa? Até onde eu sei, o Windows não tem nenhuma ferramenta que diz isso, ela teria que instalar um programa para isso. Fui no site da Toshiba, a marca do notebook dela, e vi que existiam duas versões: uma com placa da Intel e outra da ATI. Então fomos na sorte.

Como eu resolveria isso no Linux: pediria para ela ir em Aplicativos > sistema > consola; falar para ela digitar 'totem'; falar para ela abrir o vídeo normalmente e pedir para ela colar o texto que apareceu na consola. Aqui provavelmente eu já saberia qual é o problema, porque os erros do Linux geralmente são mais claros. Para saber a placa de vídeo, bastaria ela digitar 'lspci' e colar novamente o texto para mim. Eu sei, é mais do que um usuário leigo conseguiria fazer sozinho, mas facilita bastante para quem está ajudando. Além disso, ela teve que pedir ajuda para o Windows igual, então ele não é tão mais fácil de usar assim.

A última complicação que usuários leigos tem com o Linux que eu vou abordar aqui é a instalação. Sim, ela é complicada e pode dar problema se você não souber o que está fazendo. Geralmente é isso que acontece e a pessoa fica revoltada que o Linux não presta e que vai reinstalar o Windows. Ela tenta e também não consegue, mas pelo menos ela pode chamar o técnico para fazer isso por ela.

Uma boa analogia seria com o câmbio automático VS câmbio manual. A maioria dos fãs de carros prefere câmbio manual alegando vários motivos (entre eles, o "fetiche" ou "diversão" proporcionado pela troca de marchas), enquanto a maioria dos "usuários comuns" de carros prefere câmbio automático.
Sim, mas eu diria que nessa sua analogia (nunca pode faltar uma analogia com carros num tópico de informática :P) tanto o Windows como o Linux são carros semi-automáticos. Para quem gosta, o Linux pode ser manual também, senão ele continua sendo semi-automático.

O verdadeiro "carro automático" da informática provavelmente será o iPad. Você vê um monte de gente criticando o iPad por não ter isso ou não ter aquilo, mas esses são os powerusers. O usuário leigo talvez nem sinta falta dessas características e vai adorá-lo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Fevereiro de 2010, 12:44:35
"Useflags" são uma forma de dizer para o portage usar algo como "./configure --disable-whatever" (ou enable) antes de compilar? Ou tem algo mais nisso?
É basicamente isso. Existem algumas outras flags também; por exemplo, se sua placa de vídeo é Intel, você não precisa compilar o X com suporte a outras placas. Ou então se vc só usa mouse e teclado, vc não precisa compilar o X com suporte a outros dispositivos de entrada.

Mas isso é novamente algo que (acho) geralmente existiria como opção no "./configure", não? Ou o pessoal que desenvolve o gentoo vai lá e modifica esses scripts e acrescenta opções que não se teria numa compilação mais "manual" com os códigos-fonte "vanilla"?

E, fora as cflags "universais", como nível de otimização, march e esse tipo de coisa, as demais opções de compilação são específicas do programa em questão, não? Ou o pessoal que desenvolve o gentoo cria uma uniformização para esse tipo de coisa para que se possa declarar opções sem nem conhecer o programa? Talvez apresentando um diálogo de opções, em vez de ter que ir ver no "./configure help" não sei...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 23 de Fevereiro de 2010, 12:58:14
"Useflags" são uma forma de dizer para o portage usar algo como "./configure --disable-whatever" (ou enable) antes de compilar? Ou tem algo mais nisso?
É basicamente isso. Existem algumas outras flags também; por exemplo, se sua placa de vídeo é Intel, você não precisa compilar o X com suporte a outras placas. Ou então se vc só usa mouse e teclado, vc não precisa compilar o X com suporte a outros dispositivos de entrada.

Mas isso é novamente algo que (acho) geralmente existiria como opção no "./configure", não? Ou o pessoal que desenvolve o gentoo vai lá e modifica esses scripts e acrescenta opções que não se teria numa compilação mais "manual" com os códigos-fonte "vanilla"?

E, fora as cflags "universais", como nível de otimização, march e esse tipo de coisa, as demais opções de compilação são específicas do programa em questão, não? Ou o pessoal que desenvolve o gentoo cria uma uniformização para esse tipo de coisa para que se possa declarar opções sem nem conhecer o programa? Talvez apresentando um diálogo de opções, em vez de ter que ir ver no "./configure help" não sei...

Eu acho que não, as USE flags são só uma interface para as opções do ./configure. A vantagem das USE flags é que alguém (o desenvolvedor do ebuild) já pesquisou quais as opções possíveis do ./configure do programa que você está instalando e a dependência que cada opção dessas tem, então você não tem que rodar ./configure --help e ver as possibilidades. Além disso, as USE flags servem como uma configuração global do que vai entrar no seu sistema: se você vai montar um servidor web, você pode usar a USE flag global com -X, o que garante que nada com suporte ao X opcional o terá ativado.

E sim, geralmente os programas já constam com algumas optimizações no Makefile, mas dependendo do programa você pode adicionar flags específicas do seu processador que não seriam ativadas pelo Makefile sozinho. Outros, como o mplayer, são capazes de detectar as extensões disponíveis no seu processador na hora da execução, e não dá compilação.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Fevereiro de 2010, 13:00:26
Alguém falou qualquer coisa sobre diferenças na instalação do sistema em si. Eu não sei como andam as distribuições "mais geeks" hoje em dia (acho que instalei um slackware por volta de 1998 e usei só para jogar doom, depois não mexi mais em linux até por volta de 2005), mas as que tentam ser "amigáveis" com o usuário não me parecem ser nem um pouco piores que o windows nesse quesito.

É um pouco complicado se você já tiver windows e quiser instalar com "dual boot", talvez, tem que entender algo básico de particionamento, mas se for instalar num computador "limpo", geralmente tem todo um acompanhamento do tipo "se você não sabe nada disso, apenas clique ok", para a opção padrão e segura.

De qualquer forma, se você tiver windows e quiser instalar com dual boot, instalando linux, você tem essa opção, ao menos. Se tiver linux e for instalar o windows, tanto quanto sei, simplesmente você perde o acesso ao linux após a instalação, é como se não existisse. Você tem que usar um cd live para conseguir arrumar as coisas, o que é meio complicado. Não sei se a MS já consertou isso, de qualquer forma.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 23 de Fevereiro de 2010, 13:31:02
Se tiver linux e for instalar o windows, tanto quanto sei, simplesmente você perde o acesso ao linux após a instalação, é como se não existisse. Você tem que usar um cd live para conseguir arrumar as coisas, o que é meio complicado. Não sei se a MS já consertou isso, de qualquer forma.
Por que consertaria?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 23 de Fevereiro de 2010, 13:37:11
Sou completamente leigo nesse assunto.

Mas lendo várias partes do tópico, a impressão superficial que eu tenho é que, dada uma tarefa X, o Linux exige toda uma "ciência" complexa por parte do usuário para executá-la, enquanto o Windows executa esta mesma tarefa de forma mais rápida, intuitiva, simples e sem exigir nenhum tipo de conhecimento além de saber ler e do basicão de computação.

Isso procede?
No passado, talvez, hoje em dia, não.
O que acontece é que o Linux lhe permite futucar o sistema bem mais que o Windows - e a maioria dos usuários de Linux gosta de futucar, enquanto que os de Windows em geral só sabem ligar o computador e sair usando o básico.

Se, no futuro, o  Linux se tornar popular, a maioria dos usuários também será como os do Windows.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: DDV em 23 de Fevereiro de 2010, 13:41:41
Fiquei com vontade de instalar o Linux, mas temo pela ainda pouca disposição de aplicativos e jogos quando comparado ao Windows. Além disso, o Windows até a presente data nunca me trouxe problemas.

Quando a quantidade de programas disponíveis para Linux se igualar aos do Windows, eu instalo  :)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 23 de Fevereiro de 2010, 13:43:19
Quando a quantidade de programas disponíveis para Linux se igualar aos do Windows, eu instalo  :)

A quantidade é relativa. Para determinados casos existe mais coisa no Linux (e de melhor qualidade) do que no Windows. Você precisa do que?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 23 de Fevereiro de 2010, 13:44:12
Se tiver linux e for instalar o windows, tanto quanto sei, simplesmente você perde o acesso ao linux após a instalação, é como se não existisse. Você tem que usar um cd live para conseguir arrumar as coisas, o que é meio complicado. Não sei se a MS já consertou isso, de qualquer forma.
Por que consertaria?
Só se a UE entrasse com uma ação parecida como fez por causa do IE, mas eu duvido que façam alguma coisa porque o Windows instala o bootloader dele sem perguntar.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: DDV em 23 de Fevereiro de 2010, 14:39:43
Quando a quantidade de programas disponíveis para Linux se igualar aos do Windows, eu instalo  :)

A quantidade é relativa. Para determinados casos existe mais coisa no Linux (e de melhor qualidade) do que no Windows. Você precisa do que?

No momento, os programas que mais uso são jogos  :lol:. Precisarei futuramente de programas que trabalhem com bancos de dados. Fora isso, os demais programas que uso (editores de textos, vídeos, etc) me parecem 100% adequados.

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 23 de Fevereiro de 2010, 15:08:54
Precisarei futuramente de programas que trabalhem com bancos de dados.
O MySQL é um dos principais.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 23 de Fevereiro de 2010, 17:02:23
Quando a quantidade de programas disponíveis para Linux se igualar aos do Windows, eu instalo  :)

A quantidade é relativa. Para determinados casos existe mais coisa no Linux (e de melhor qualidade) do que no Windows. Você precisa do que?

No momento, os programas que mais uso são jogos  :lol:. Precisarei futuramente de programas que trabalhem com bancos de dados. Fora isso, os demais programas que uso (editores de textos, vídeos, etc) me parecem 100% adequados.



Bancos de dados costumam ser multi-plataforma, funcionam em Windows, Linux, etc... Fora algumas exceções, como o Microsoft SQL Server que só roda no Windows (e é um SGDB excelente).
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Fevereiro de 2010, 17:59:05
Não entendam qualquer coisa que pareça positiva que eu tenha falado do linux como recomendação para trocar de SO... eu desaconselho recomendações de troca de SO... não por qualquer elitismo, mas porque pode ter um certo choque pelo costume com as coisas serem diferentes. Acho que a troca deve se dar ou de nece$$idade ou só curio$idade mesmo. A menos que queira rodar um servidor ou algo assim.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: DDV em 23 de Fevereiro de 2010, 18:25:15
Sendo sincero com vocês, eu só me interesso mesmo em "futucar o sistema" quando ele não está funcionando bem. Meu único interesse é rodar os programas e estes funcionarem com o melhor desempenho possível. Quando as coisas estão em ordem, não me interesso por detalhes do sistema (assim como as pessoas não se interessam pela fisiologia do seu organismo quando estão saudáveis e assintomáticas). Isso ocorre não tanto por achar dessinteressante (muito pelo contrário), mas por falta de tempo e pela "concorrência" de coisas mais interessantes para se fazer.  :lol:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Fevereiro de 2010, 21:19:34
Sendo sincero com vocês, eu só me interesso mesmo em "futucar o sistema" quando ele não está funcionando bem. Meu único interesse é rodar os programas e estes funcionarem com o melhor desempenho possível. Quando as coisas estão em ordem, não me interesso por detalhes do sistema (assim como as pessoas não se interessam pela fisiologia do seu organismo quando estão saudáveis e assintomáticas). Isso ocorre não tanto por achar dessinteressante (muito pelo contrário), mas por falta de tempo e pela "concorrência" de coisas mais interessantes para se fazer.  :lol:

Eu não tenho interesse em mexer no sistema só por mexer, mas eu gosto de deixar de um determinado jeito, como lista detalhada como padrão nos gerenciadores de arquivo, ícones menores ou sem nenhum ícone no desktop, sem efeitos especiais e etc e tal. E outras coisas como o tipo de "ambiente de desktop", openbox, que até tem análogo no windows (não lembro o nome) mas é algo menos comumente usado.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 24 de Fevereiro de 2010, 08:42:04
Acho que a troca deve se dar ou de nece$$idade ou só curio$idade mesmo. A menos que queira rodar um servidor ou algo assim.
Realmente. Não vejo por que alguém montaria um servidor MS tendo tantas opções com Linux.
Mas montam. E depois têm que ficar comprando mais uma CAL para cada novo usuário remoto.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 24 de Fevereiro de 2010, 09:57:10
Eu ia responder sobre as useflags, mas perdi o post e o tópico andou demais :P
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 24 de Fevereiro de 2010, 11:19:02
Acho que a troca deve se dar ou de nece$$idade ou só curio$idade mesmo. A menos que queira rodar um servidor ou algo assim.
Realmente. Não vejo por que alguém montaria um servidor MS tendo tantas opções com Linux.
Mas montam. E depois têm que ficar comprando mais uma CAL para cada novo usuário remoto.

Onde eu trabalhava anteriormente montaram uma nova estrutura em Windows porque a anterior era Windows e o custo de migrar os bancos de dados (MSSQL) e servidores de aplicação (em Delphi, vê se pode) era muito alto. Engraçado é que trocaram o AD pelo EDirectory da Novell.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 24 de Fevereiro de 2010, 11:28:28
Só pra constar, minha mãe usa linux. E ela não é nenhum computer wiz.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Março de 2010, 03:08:56
Não uso gentoo por causa das ZOMG fast CFLAGS, mas por causa das useflags e do infindável número de programas com ebuild feito. Sem contar o sistema de rolling release.

Admita que sim, que faz um monte de overclocks, usa um sistema de nitrogênio líquido como cooler, gabinete não-torre, onde a tampa abre como um capô e tem um "hood scoop" para entrar ar, o gabinete ainda tem uma imitação de entrada de radiador, lanternas laterais, e deixa o monitor inclinado com uma desculpa sobre os líquidos do LCD, parecendo um pára-brisas. Além de ter aerofólios. Usa um joystick que parece um câmbio em vez de mouse, ou no mínimo um mouse que parece um câmbio, com o mouse-pad tendo um desenho da base do câmbio e aqueles "caminhos" por onde ele passa.

(http://www.leadership.com.br/imgs/grd/1869_g.jpg)

(http://images.quebarato.com.br/photos/big/6/C/520A6C_2.jpg)

(http://technabob.com/blog/wp-content/uploads/2009/10/pcrides_computer_dodge_srt_8_pc.jpg)





Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Março de 2010, 03:40:48
Ah, sim, a cadeira que usa para o pc tem cinto de segurança e o rack tem um "santo Antônio".


Falando em velocidade e linux:

http://www.gurulabs.com/archive/ext3-reiserfs/

Só não sei se montavam ext3 com noatime ou relatime, ou se deixavam no default, hellatime.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 08 de Março de 2010, 09:39:46
Buckaroo, quer parar de usar benchmark de 2002? :P

Estes dois benchmarks da Phoronix são mais recentes:
http://www.phoronix.com/scan.php?page=article&item=reiser4_benchmarks&num=1
http://www.phoronix.com/scan.php?page=article&item=linux_2624_2633&num=1

Embora eu não goste muito dos testes da Phoronix: eles só falam as médias e não falam quanto foi o desvio, etc.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Março de 2010, 13:57:11
No artigo de sistema de arquivos esse seu tem sistemas de arquivo que não são do meu tempo, mas coisa de jovens inconseqüentes, da modernidade eufórica.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 08 de Março de 2010, 14:00:20
Eu gosto muito da ideia no NILFS. Em vez de alocar inodes pros arquivos, ele simplesmente grava um log cíclico das mudanças feitas no sistema de arquivos. Assim, dá pra restaurar um estado anterior do FS sem desmontar.

É ótimo pra manter os dados seguros e pra usar em SSD, porque minimiza as gravações no mesmo trecho disco.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Março de 2010, 01:50:25
Quais sistemas de arquivo vocês costumam usar? Acho que praticamente só usei ext3, talvez tenha usado reiserfs no tempo do kurumin, porque o instalador puxava o saco, e isso também foi antes do Reiser ter sido acusado de matar a própria mulher.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 09 de Março de 2010, 02:14:15
reiser e ext4.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Março de 2010, 03:15:32
Eu penso em usar o ext4 na minha próxima instalação em breve, mas tenho medo que por ser novo dê um erro, eu perca todos meus dados, ele queime o hd, o processador, o monitor, e desligue os disjuntores de casa.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 09 de Março de 2010, 06:46:24
Eu penso em usar o ext4 na minha próxima instalação em breve, mas tenho medo que por ser novo dê um erro, eu perca todos meus dados, ele queime o hd, o processador, o monitor, e desligue os disjuntores de casa.
Eu costumo ter várias instalações diferentes num mesmo HD. O problema com o ext4 é que sua partição não será visível a partir das instalações mais antigas.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 09 de Março de 2010, 10:20:59
Eu estou usando ext4 sem problemas, mas meu backup está em ext3. :P
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Março de 2010, 15:08:30
Eu penso em usar o ext4 na minha próxima instalação em breve, mas tenho medo que por ser novo dê um erro, eu perca todos meus dados, ele queime o hd, o processador, o monitor, e desligue os disjuntores de casa.


Eu costumo ter várias instalações diferentes num mesmo HD. O problema com o ext4 é que sua partição não será visível a partir das instalações mais antigas.


Eu também faço mais ou menos isso, inicialmente tenho duas partições de sistema (talvez dê para espremer mais uma, acho que exagero no espaço extra), para facilitar pular de uma distribuição ou até release para outro(a). Inicialmente a idéia era só para distribuição, mas parece que tem um salto mais drástico desse debian estável para o futuro estável, tanto que a atualização atual tem que ser feita com várias precauções, senão corre-se o risco de "inutilizar" o sistema com "dependency hell".

Mas ouvi dizer que se pode montar o ext4 como ext3.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 09 de Março de 2010, 15:11:49
Na verdade, pode-se montar o ext3 como ext4, usando alguns, mas não todos, recursos novos do ext4. O Contrário nào sei se é verdade.

Tanto que o ext4 surgiu como um fork do ext3 porque alguns recursos novos quebravam a compatibildiade reversa.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Março de 2010, 15:16:16
ah...




...


peraí:

Citação de: WP
The ext3 file system is partially forward compatible with ext4, that is, an ext4 filesystem can be mounted as an ext3 partition (using "ext3" as the filesystem type when mounting). However, if the ext4 partition uses extents (a major new feature of ext4), then the ability to mount the file system as ext3 is lost.

Ou trocaram as bolas ou existe algo meio como um ext3,5.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: biscoito1r em 23 de Março de 2010, 16:14:46
Alguém sabe de algum programa tipo o PowerVideoMaker para transformar arquivos power point em vídeo que funcione no Ubuntu ? Acho que já esta na hora de eu fazer um vídeo com esse arquivo aqui http://rapidshare.com/files/346827723/como_a_evolucao_realmente_funciona.rar
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 23 de Março de 2010, 19:40:18
Que eu saiba, dá pra converter animações em ppt em GIF animado. E converter GIF animado em video é fácil com o mencoder.


Eu queria saber fazer aquele esquema de colocar um qadro no video com o que está na tea do apresentador e no cantinho a imagem dele falando :olheira:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: biscoito1r em 23 de Março de 2010, 21:00:26
Que eu saiba, dá pra converter animações em ppt em GIF animado. E converter GIF animado em video é fácil com o mencoder.


Eu queria saber fazer aquele esquema de colocar um qadro no video com o que está na tea do apresentador e no cantinho a imagem dele falando :olheira:

Com o sony vegas isso é fácil.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 23 de Março de 2010, 22:04:24
Para linux tem alguns como Blender (Animação do desenho), Kino (Editor de vídeo) e Stopmotion (Idem).
Conheci usando o distro alterativo chamado Ubuntu Studio, ela é uma em todas como áudio, vídeo e gráfico e também é um pouco grande... 1.5GB para gravar dvd. Mas compensa para não ter trabalho demais instala vários aplicativos que são importantes.
http://ubuntustudio.org/home
Listas aplicativos:
https://help.ubuntu.com/community/UbuntuStudio/Applications
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Março de 2010, 22:13:44
Não tenho certeza, mas acho que o ubuntu studio não tem nada de diferente dos repositórios do ubuntu, são só outros pacotes que vem por default, telas de fundo e cores diferentes.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 23 de Março de 2010, 22:39:49
Acho que o Studio também deve vir com uns daqueles repositórios que não são totalmente OMGFREE!!11!! habilitados por padrão também.

Bom saber que tem o Kino (éca, com esse K aí, sei não..) e o Stopmotion. Vou mexer com eles depois.


Eu não tenho dinheiro nem windows pra rodar o Vegas.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: biscoito1r em 23 de Março de 2010, 22:59:27
Acho que o Studio também deve vir com uns daqueles repositórios que não são totalmente OMGFREE!!11!! habilitados por padrão também.

Bom saber que tem o Kino (éca, com esse K aí, sei não..) e o Stopmotion. Vou mexer com eles depois.


Eu não tenho dinheiro nem windows pra rodar o Vegas.

Versão demo de 30 dias que te deixa usar de graça sem ter que pagar nada sem dar dinheiro :P. E existe os wine da vida que não funciona direito
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 23 de Março de 2010, 23:09:11
Como eu disse, não rola.

Assim que meu computador terminar de mastigar números (e, pelo andar da carruagem, ter uma bela indigestão), vou fuçar ensses programas (Kino e stopmotion) :D
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 02 de Abril de 2010, 10:24:47
http://dosesdiarias.seucaminho.com/index.php/2010/03/banco-distribui-ubuntu-live-cd-para-evitar-fraudes/
Citar
Conforme post no Slashdot, referente a uma notícia no Computer World, o banco norte americano CNL, preocupado com questões de segurança durante o acesso aos seus sistemas de internet banking, está pretendendo distribuir CDs com Ubuntu Live.

Os CDs seriam levemente customizados para acessar, através do Mozilla Firefox, o serviço de internet banking do banco. Eles pretendem com isso reduzir consideravelmente os riscos de malwares, spywares e keyloggers.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 02 de Abril de 2010, 18:13:54
É possível eu instalar um linux estando dentro de outro, via QEMU?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 02 de Abril de 2010, 18:21:32
Sim, mas se vc quer simplesmente usar a distro, é melhor usar programas como o virtualbox, que aproveitam as instruções de virtualização do processador pra rodar a máquina virtual.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 02 de Abril de 2010, 18:24:48
Não precisa do QEMU, mas acho que a distro tem que oferecer um .tar com os arquivos para uma "instalação" mínima. Você descompacta essas coisas na partição nova e dá um chroot.

Eu instalei Gentoo a partir do Arch Linux assim (tem no handbook deles mais detalhado como fazer). Acho que dá para instalar o Debian assim também. Distros mais "gráficas" como o Ubuntu não sei se dá para fazer isso.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 02 de Abril de 2010, 20:18:05
Eu queria instalar o arch (tenho um CD live, de instalação) a partir do debian. Tinha pensado em só dar o "boot" com o QEMU e seguir instalando, enquanto posso usar o pc para outras coisas. Dei uma procurada básica no google, parece que não é algo que se faz comumente, e achei até uma recomendação para não se fazer, embora não dissessem o porque não. Acho que talvez o QEMU faça o linux sendo instalado ser instalado para a máquina virtual dele, e não para o pc de verdade. Só pensei nisso agora, e acho que faz sentido. :/

Com isso do chroot acho que não teria esse problema, vou ver se acho como fazer.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 02 de Abril de 2010, 20:20:14
Sim, mas se vc quer simplesmente usar a distro, é melhor usar programas como o virtualbox, que aproveitam as instruções de virtualização do processador pra rodar a máquina virtual.

:|

Quer dizer, "se você quer só usar a distro", ou "se você não quer só usar a distro"?

Porque se for a primeira opção, então de alguma forma é quase o contrário do que eu tinha pensado no post anterior? :hein:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 02 de Abril de 2010, 20:24:52
Ahh, nào precisa do Quemu nesse caso. Olha: http://www.gentoo.org/doc/en/handbook/handbook-x86.xml?part=1&chap=6
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 02 de Abril de 2010, 20:27:41
Dá uma lida neste artigo (http://wiki.archlinux.org/index.php/Install_from_Existing_Linux) da Wiki do Arch. Nunca o segui, então não sei se ele tá todo OK, mas deve estar.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 02 de Abril de 2010, 20:36:32
Valeu pelas indicações, vou dar uma olhada. :ok:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 04 de Abril de 2010, 03:20:59
Que barato esse negócio de chroot. Fico instalando as coisas no linux que não tem nem X ainda, enquanto uso um que funciona. :D

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 04 de Abril de 2010, 12:22:22
É quase mágico! :D
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 04 de Abril de 2010, 23:04:16
Não consegui rodar o X nos dois ao mesmo tempo. Também acho que estava fazendo algo errado, quando ia tentar entrar no X pelo usuário normal, no linux "chrootado", ele fazia referência a qualquer coisa que acho que era do linux "bootado".


Pergunta para alguém que entenda de arch: faz muita diferença usar os meios todos próprios do arch, AUR, generate-qualquercoisa, makepkg ou algo assim, em vez do clássico ./configure-make-make install? :/

Acho que a vantagem seria para coisas que geralmente costumam ter pacotes disponíveis, aí a atualização com o come-come seria mais prática, em vez de ter que desinstalar manualmente.

 

É um saco ter que ficar aprendendo todo um novo jeito de fazer as coisas.

Dá vontade de colocar "apt-get install" como alias de "pacman -S" :D
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 04 de Abril de 2010, 23:26:34
Não acho que dê pra entrar no X de um sistema chrootado.

O que vc quer fazer exatamente?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 04 de Abril de 2010, 23:35:22
Acho que resolvi o que queria fazer, arch-way mesmo.

Dá para entrar no X sim, só tenho que sair do X primeiro (mas li em algum fórum algo que me deixou com a impressão de que nem seria sempre necessário). Ao menos como root no sistema chrootado eu consegui.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 04 de Abril de 2010, 23:39:47
Como você ta tentando rodar o X? Talvez com xinit -- :1 ele rode. Aí você usa Ctrl+Alt+F7 e Ctrl+Alt+F8 para trocar entre os dois X.

Sobre como instalar os pacotes, o ideal é que você sempre use o pacman e o makepkg caso o pacote não esteja nos repositórios oficiais. Tem alguns motivos, tais como:



O sistema de pacotes do Arch é baseado em dois programas, o pacman (gerenciador de pacotes) e o makepkg ("fazedor" de pacotes). O makepkg por sua vez depende dos PKGBUILDs, que são os scripts que definem como se fazer um pacote. Esses PKGBUILDs nada mais são que um shell script com algumas variáveis e uma função build(). Eles são mais simples que os ebuilds do Gentoo, e pelo que já ouvi falar, mais simples que os sistema de se fazer debs. O makepkg segue esse PKGBUILD, instala tudo num diretório ./pkg relativo a onde ele foi executado e então esse diretório é compactado em um .pkg.tar.gz. Esse pacote por sua vez pode ser instalado com pacman -U <arquivo>.pkg.tar.gz. Mais recentemente, começou-se a usar .pkg.tar.xz, que é melhor que o gzip para arquivos binários.

Existem duas grandes centrais de PKGBUILDs. Uma delas é o ABS, com os pacotes oficiais. Os PKGBUILDs do ABS são úteis se você quer fazer uma versão customizada de algum pacote oficial. Provavelmente é só copiar o PKGBUILD, modificar a linha do ./configure e rodar o makepkg. A outra central é o AUR, que são PKGBUILDs feitos por usuários. Eu sugiro que você instale um wrapper em torno do pacman que consiga automatizar a tarefa de baixar o PKGBUILD, criar o pacote e instalá-lo. O mais famoso é o yaourt, mas ele tem alguns problemas, e parece que está sem manutenção. Apareceu um chamado clyde agora que parece que está evoluindo rapidamente.

E só para lembrar, a wiki do Arch Linux é muito boa. Tem bastante informação útil por lá. Dependendo do pacote que você quiser instalar, se for algo um pouco maior (como instalar o KDE ou coisa assim), geralmente a Wiki tem dicas do que fazer, como fazer, etc.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 04 de Abril de 2010, 23:56:31
Foi só com xinit, sem isso de "-- :1". Sem sair do X no linux bootado ele reclamava de já estar rodando o X ou algo assim.

O pacman não tem problema nenhum, o que é meio chato é só esse jeito diferente de compilar as coisas do AUR. Mas não é nada tão terrível. Se não fiz nada errado, e parece que não só tem que baixar lá do site um que parecer bom, baixar uns outros eventuais arquivos auxiliares (acho que provavelmente sempre um MAKEPKG ou algo assim), descompactar, colocar os arquivos auxiliares dentro da pasta compartilhada, e usar makepkg ou makepkg -s se tiver problema de dependência. Nada dramático.

Eu só esperava que o arch usasse essas coisas um pouco mais "vanilla" em vez de ter esse repositório oficial de coisas não-oficiais, mais esses arquivos auxiliares. No debian, se não tem um pacote, ou você quer modificar algo, você baixa o código vanilla (ou um do próprio debian, se o que interessa é alterar algo), e ou installa com "install", que para desinstalar vai depender de haver um uninstall disponível junto do pacote, ou usa só "checkinstall", que é mais ou menos o que o makepkg -s me pareceu ser. Não é muito diferente, só tem que usar esses outros arquivos auxiliares.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 05 de Abril de 2010, 00:06:10
Com esse "-- :1" a mais pude entrar no X como usuário normal, sem antes sair no usuário do linux "host"... só que por algum motivo não funcionaram teclado e mouse. Nem a luz do caps lock respondia. Sorte que já tinha instalado o botão de desligar/acpid. :D

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 05 de Abril de 2010, 00:09:20
Sobre esses arquivos auxiliares, você pode baixar um .tar.gz já com o PKGBUILD e esses arquivos, se eu não me engano é o link FILES no AUR. Mas mesmo assim sugiro que você instale o clyde que faz tudo que o pacman faz e ajude nesses pacotes do AUR.

E se aparecer a dúvida de por que a função do clyde não é incorporada ao pacman, é proposital. Os desenvolvedores querem que essa distinção esteja clara: estes são pacotes oficiais, aqueles não o são.

Com esse "-- :1" a mais pude entrar no X como usuário normal, sem antes sair no usuário do linux "host"... só que por algum motivo não funcionaram teclado e mouse. Nem a luz do caps lock respondia. Sorte que já tinha instalado o botão de desligar/acpid. :D


Inicie o HAL: /etc/rc.d/hal start . Sempre esqueço de fazer isso na primeira vez.
Felizmente parece que o X vai parar de depender do HAL num futuro próximo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 05 de Abril de 2010, 00:12:44
Felizmente parece que o X vai parar de depender do HAL num futuro próximo.

E como vai funcionar? Voltar ao inferno do xorg.conf?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 05 de Abril de 2010, 01:53:03
Tem como se configurar tudo que se configuraria no xorg.conf sem o xorg.conf?


Acho que até mexi nuns desses arquivos, relacionados a configuração do teclado há algumas horas, porque de alguma forma o que tinha colocado no xorg não funcionava. Mas me parece mais prático o xorg do que se ter arquivos separados para cada coisa. Ainda mais aqueles arquivos "XML" ou algo parecido. Se bem que deve ter a vantagem para fazerem programas para se mexer neles por interface gráfica, em compensação.



Tentar iniciar o HAL deu em "fail". Acho que esse negócio de chroot não está separando os dois linux totalmente, não sei.



Acho que para fazer funcionar tenho que descomentar essas linhas no xorg.conf:

#Section "ServerFlags"
#   Option   "AutoAddDevices"   "False"
#   Option   "AllowEmptyInput"   "False"
#EndSection

Que eu tinha colocado justamente para usar o mouse e o teclado no X, no chroot, como root, se não me engano. Mas quando dou boot pelo arch mesmo é melhor que não tenha isso, acho. Ou ao menos foi assim que eventualmente consegui fazer tudo funcionar direito, ainda que talvez nem esteja tendo efeito.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 05 de Abril de 2010, 10:36:29
Felizmente parece que o X vai parar de depender do HAL num futuro próximo.

E como vai funcionar? Voltar ao inferno do xorg.conf?
Pelo que sei/me lembro, o pessoal do X.org resolveu usar o HAL porque ele é disponível em várias plataformas; funciona no Linux e no FreeBSD, e deve funcionar em outros BSDs também. Parece que vão começar a usar soluções específicas para cada plataforma, o Linux vai usar o udev, os outros eu não sei.



Para começar, não há mais tanto o que se configurar no X.org. A auto-detecção dele está muito boa, e coisas como resolução da tela em geral não são mais necessárias. O problema atualmente é layout de teclado e trackpads com synaptic. Para configurar você pode configurar os arquivos do HAL (que são esses XMLs [que eu odeio também]). Alternativamente, você pode adicionar o que você escreveu ali em cima e configurar pelo xorg.conf, só não esquece de tirar os comentários (os # no começo das linhas).

E de fato, o chroot não é uma ferramenta de virtualização completa. O Kernel que você está rodando, por exemplo, é o da distro que você ta usando, e não o do Arch.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 05 de Abril de 2010, 22:27:34
Aproveitando a deixa, saiu o X.org 1.8. Como eu falei, essa versão deixa de depender do HAL e passa a usar o udev para detectar os dispositivos. Além disso, há uma modificação em como o X é configurado; em vez de um único arquivo, parece que as configurações foram divididas em pequenos arquivos, um para cada coisa.

Ele não saiu ainda oficialmente para o Arch Linux, mas já está num repositório de teste, parece. Nesse artigo, mostra-se como configurar um trackpad com synaptics usando a nova forma de configuração: http://www.deelab.org/bash/2010/04/xorg-1-8-synaptics-touchpad-configuration/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 05 de Abril de 2010, 22:32:21
Ainda tou usando o 1.6.5 aqui e o Gentoo tem o 1.7.6 como testing.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Gaúcho em 11 de Abril de 2010, 00:02:08
Instalei o Ubuntu 9.10 em um HD que estava sem uso. Quase tudo perfeito, porém... Eu uso dois monitores aqui, instalei o último driver da placa de vídeo e, usando o aplicativo da nvidia, ele só apresenta resolução até 640x480, para meu monitor secundário :(

Alguma idéia?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Gaúcho em 11 de Abril de 2010, 13:45:15
OK, ganhei dele. Por algum motivo, o Linux detecta meu monitor menor como CRT...e a Frequência Horizontal e Vertical, que ele coloca para monitores CRT, no xorg.conf é meio estranha, então tive que editar o xorg.conf com as frequências que meu monitor aceita e, depois de reiniciar o pc, as resoluções apareceram no NVIDIA X Settings.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 11 de Abril de 2010, 13:47:27
Estranho, hoje em dia não deveria precisar do xorg.conf. Por isso que eu nem respondi: não fazia ideia de como mexer sem ser no xorg.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Gaúcho em 11 de Abril de 2010, 13:56:56
Yep, foi o que eu li, também. Mas, no final, tive que editar o xorg.conf. Ele continua detectando meu LCD 19'' como CRT, mas, pelo menos, as resoluções estão corretas.

O que eu editei:

Section "Monitor"
   Identifier "Monitor0"
   VendorName "Unknown"
   ModelName "CRT-0"
   HorizSync 31.0 - 81.0
   VertRefresh 56.0 - 76.0
  EndSection
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 11 de Abril de 2010, 13:59:50
Se eu não me engano, dá pra vc dizer pra placa da nVidia que monitor tá espetado em que porta.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 11 de Abril de 2010, 14:29:04
Estranho, hoje em dia não deveria precisar do xorg.conf. Por isso que eu nem respondi: não fazia ideia de como mexer sem ser no xorg.
Já houve caso de um Live CD não entrar no X e eu só resolvi apagando o xorg.conf, ou seja, em alguns casos ele atrapalha.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 11 de Abril de 2010, 14:30:02
OK, ganhei dele. Por algum motivo, o Linux detecta meu monitor menor como CRT...e a Frequência Horizontal e Vertical, que ele coloca para monitores CRT, no xorg.conf é meio estranha, então tive que editar o xorg.conf com as frequências que meu monitor aceita e, depois de reiniciar o pc, as resoluções apareceram no NVIDIA X Settings.
Faça um backup do xorg.conf. Às vezes, a configuração é instável e volta ao que era.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Gaúcho em 11 de Abril de 2010, 15:45:56
Beleza, já fiz o backup. Agora, preciso de um MP3 player decente, e me preparar para instalar o Win7 no VirtualBox...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 11 de Abril de 2010, 15:55:41
A relação do Ubuntu com o xorg.conf é meio estranha. Lembro-me de que a primeira vez que eu tentei instalar o Ubuntu eu desisti porque graficamente eu só conseguia configurar a resolução da tela para 640x480, e ele ignorava o xorg.conf.

Eu tinha uma placa da nVidia também, mas era um monitor CRT só.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 11 de Abril de 2010, 16:12:20
Agora, preciso de um MP3 player decente

Experimente o Quod Libet.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 11 de Abril de 2010, 16:19:40
Além de bom player, o Quod Libet vem com um dos melhores editores de tags que já vi, o Ex falso.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 11 de Abril de 2010, 16:23:18
Sim. Exfalso + rsync estão me ajudando a catalogar meus emepetrêses.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Gaúcho em 11 de Abril de 2010, 20:38:28
Não consegui me entender com o Quod Libet :P O Amarok ta servindo, por enquanto.

Anyway, depois de passar o fim de semana em cima disso (triste, eu sei), finalmente esta tudo arrumado. Um Win7 só para jogos, um Linux para Internet e afins, e uma máquina virtual com WinXP, dentro do Linux, só para meus aplicativos de poker.  :ok:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tash em 11 de Abril de 2010, 21:41:10
Eu uso o Banshee como player e o EasyTAG pra organizar a lib
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Abril de 2010, 22:03:51
Eu não organizo nada. Só em diretórios mesmo, mas na maior parte, nem isso. Só um monte de músicas aleatórias jogadas num diretório geral de músicas.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 15 de Abril de 2010, 10:16:02
Não sei se já comentaram.
Um programa para Vista e Windows 7 que permite configurar o dual boot com o Linux, mesmo que o MBR tenha sido detonado:

http://www.guiadohardware.net/dicas/dual-boot-sem-grub.html
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 15 de Abril de 2010, 10:17:33
Um site que coleciona documentos com dicas sobre Linux:
http://laptoplogic.com/resources/26-useful-and-handy-linux-unix-cheat-sheets
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Abril de 2010, 01:01:45
(http://data.fuskbugg.se/skalman01/archthumb.png)

So estou postando porque achei engracado, porque eu mesmo ainda nao consegui fazer funcionar o abnt2.  :hmph:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Abril de 2010, 15:11:10
Um monte de avacalhação sobre o ext4 aqui:

http://www.phoronix.com/forums/showthread.php?t=21838&page=7

:/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Locke Cole em 04 de Maio de 2010, 19:54:49
Estou usando o Ubuntu 10.04 e acho esse indicator-applet muito ruim. Além de "roubar" coisas da área de notificação, ele tem os ícones muito espaçados e o pior: as reações ao mouse são bem inferiores. O rhythmbox, por exemplo, não pode mais ser aberto com um simples clique do mouse. Aqueles "pop-ups" que apareceriam ao colocar o cursor sobre os ícones sumiram. Estou pesquisando na web para retornar ao comportamento anterior. Por enquanto só consegui devolver o ícone de volume à área de notificação.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 04 de Maio de 2010, 20:29:58
Estou usando o Ubuntu 10.04 e acho esse indicator-applet muito ruim. Além de "roubar" coisas da área de notificação, ele tem os ícones muito espaçados e o pior: as reações ao mouse são bem inferiores. O rhythmbox, por exemplo, não pode mais ser aberto com um simples clique do mouse. Aqueles "pop-ups" que apareceriam ao colocar o cursor sobre os ícones sumiram. Estou pesquisando na web para retornar ao comportamento anterior. Por enquanto só consegui devolver o ícone de volume à área de notificação.
E outra coisa aquelas área de notificação bagunça tudo, mas estão marcadados em bloqueio (Não mover).
Meu nome do computador virou "Ing(" (Parece o erro de Typo) lado notificação também, só resolve que vou reiniciar.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 24 de Maio de 2010, 02:29:43
Alguém usa ou sabe de alguma comparação bem feita sobre as versões "swift" dos browsers e clientes de e-mail mozilla?

E do swiftfox para o swiftweasel, tem alguma diferença perceptível?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 04 de Agosto de 2010, 16:30:11
Linux difícil de usar: mito ou verdade?

Difícil, complicado e incompatível são algumas das acusações que pesam contra o sistema livre.

Não causa surpresa que, na comparação com outros sistemas operacionais, o Linux seja visto como difícil de usar – uma concepção que é rotineiramente explorada pela concorrência, interessada em espantar potenciais novos usuários do sistema.

Quer um exemplo? Numa página publicada recentemente no site inglês da Dell – e que foi retirada em seguida -, a fabricante de PCs sugeriu que o sistema Ubuntu Linux é indicado principalmente para usuários “interessados em programação de código aberto”, que não se importam em “aprender a usar novos programas para e-mail, processamento de texto etc”.

Para o restante – ou seja, quase todo mundo -, a Dell recomenda Windows. Que mais ela poderia fazer para desencorajar a maioria, com exceção dos mais determinados?

Por outro lado, tornou-se claro nas últimas semanas que a Dell está sofrendo de algum tipo de conflito interno quando se trata de Windows. Esta página (http://www1.euro.dell.com/content/topics/topic.aspx/emea/segments/gen/client/en/ubuntu_landing?c=uk&l=en), afinal, ainda está no site.

Independentemente disso, está na hora de acabar de uma vez por todas com essa noção de que Linux é muito difícil.

1::“Não é Windows”
Quando norte-americanos e brasileiros aprendem a dirigir um carro, trafegam pela mão direita da rua. Já quem vive no Reino Unido e no Japão aprende a trafegar pela esquerda. Nenhuma opção é “mais difícil” por si – elas são apenas diferentes. Mas, uma vez que tenha se acostumado a uma das formas, pode ser estranho aderir à outra, pelo menos no começo.

Assim é com os sistemas operacionais de PC. O desktop Linux é simples, elegante e lógico, mas funciona de forma diferente com Mac e Windows.

No Linux, a interface gráfica é opcional, por exemplo. O ambiente do desktop pode ser completamente personalizado, e os gerenciadores de pacotes permitem que você instale software em apenas alguns cliques – não é preciso navegar na web nem caçar números de série.

E, claro, há o fato de que muitos dos programas para Linux são gratuitos, e que você não precisa nem mesmo de um software antivírus.

Para aqueles cuja formação em computadores ocorreu com Macs ou Windows, o Linux pode parecer um tanto estranho no começo. Afinal, a maior parte das pessoas ainda usa uma dessas duas plataformas, como mostra dados recentes da Net Applications. Mas, uma vez que você comece a ver os benefícios do Linux, essa sensação passará logo.

2::“Uma enorme curva de aprendizado”
O Linux permite que você faça tudo que quiser em seu computador, sem exigir recursos enormes, software caro, ou vigilância perpétua contra malware. Em vez de colocar em seu caminho uma interface que restringe o que você pode e como você pode fazer, o Linux simplesmente sai da sua frente.

Boa parte do software para Linux também parecerá extremamente familiar para a maioria dos usuários, especialmente aqueles de produtividade básica de escritório. A suíte OpenOffice (BrOffice, no Brasil), por exemplo, funciona tal como no Windows, e é muito parecida com o Microsoft Office. O melhor é que é compatível com o Office, podendo inclusive abrir seus arquivos.

Para navegar na web, o Firefox exige adaptação praticamente zero se você já o usava antes.

Com Linux e os aplicativos que vêm com ele, você pode fazer praticamente tudo que faria num Windows ou no Mac OS – com certeza de forma mais barata, e algumas vezes até mais facilmente.

3::“Comandos complicados”
“Mas você não tem de conhecer todos os tipos de comandos complicados para usar o Linux?” - eis uma preocupação que ouço algumas vezes.

A resposta: definitivamente, não. Para uso típico diário, não há nada absolutamente espinhoso ou técnico que você precise aprender.

À medida que se torne mais familiar com a distribuição Linux que escolher, você poderá querer começar a aprender como usar o Shell Unix/Linux, mas de forma alguma isso será necessário, especialmente para propósitos comuns de produtividade de escritório.

Configurar um servidor Linux, claro, é outra coisa – tanto quanto um servidor Windows. Mas, para uso típico no desktop, se você já aprendeu um sistema operacional, o Linux não deverá ser difícil.

4::“Questões de compatibilidade”
Finalmente, a compatibilidade de hardware e software é outra questão frequentemente lembrada e que faz com que usuários potenciais temam que o Linux seja muito difícil para torná-los produtivos.

É verdade que há algumas instâncias remanescentes de pacotes de software e equipamentos de hardware que o Linux não pode suportar porque os desenvolvedores dessas ferramentas escolheram manter os codecs, softwares ou drivers necessários fechados e proprietários.

Isso, no entanto, está se tornando cada vez menos comum – e geralmente há uma alternativa que funcionará muito bem. Há também pacotes como Wine e Crossover Linux para rodar software específico do Windows.

Incontáveis desenvolvedores voluntários estão lá fora nesse instante, trabalhando duro para tornar o Linux ainda mais fácil no futuro.

A realidade: um ROI campeão
Resumo da ópera? O Linux não é difícil – é apenas algo com o qual você não está acostumado, caso seja usuário de Mac ou Windows.

Mudanças podem ser difíceis, especialmente quando você investiu tempo aprendendo um jeito de fazer as coisas – e qualquer usuário Windows, quer ele perceba ou não, investiu muito do seu tempo neste sistema. Mas todo esse tempo será retribuído se você dedicar algum tempo para se acostumar ao Linux.

Para pequenas empresas, a economia de custos que resulta de usar Linux e outros softwares livres pode ser particularmente atraente. A ausência de taxas de licença de software pode resultar numa economia considerável de dinheiro, bem como na redução dos investimentos em hardware, já que PCs não precisarão ser atualizados com frequência.

Igualmente considerável é o efeito da confiabilidade do Linux, que minimiza tanto a manutenção quanto as interrupções imprevistas. Tudo somado, o Linux geralmente economiza de 400 a 500 dólares por desktop.

Meu conselho? Tente sair da caixa do Windows ou do Mac e mantenha a mente aberta – não espere que o Linux seja o Windows. Lembre-se também que você está investindo em software grátis por toda a vida com a flexibilidade de fazer o que quiser e como quiser, livre das ordens de qualquer grande empresa de software. Com que frequência você consegue um retorno de investimento assim?

http://idgnow.uol.com.br/computacao_corporativa/2010/08/04/linux-dificil-de-usar-mito-ou-verdade/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 04 de Agosto de 2010, 16:53:59
Infelizmente o BrOffice ainda não é tão compatível assim com o MS Office, equações escritas no Math, por exemplo, geralmente ficam todas desconfiguradas quando chegam no Windos. Com gráficos isso é menos comum, mas às vezes acontece.
Mas minha maior frustração ainda é como o Solver do Calc. O repositório de extensões do OOo até oferece um solver e sim, ele é excelente. Ironicamente o problema do optimization solver do Calc é justamente ele ser melhor que o do Excel :P Como o solver do Calc usa algoritmos de otimização global ele sempre chega a soluções melhores que as do Excel, em compensação, enquanto o Excel resolve um problema complicado de otimização em uma fração de segundo, o Calc pode levar vários minutos fazendo isso, isso quando o maldito converge. E na maior parte das vezes a diferença entre as soluções dos dois solvers é tão infinitesimal que não compensa o tempo perdido no Calc. É só por causa disso que eu mantenho uma máquina virtual rodando Windows dentro do meu notebook (tá, por isso e pelo eventual jogo que não consigo emular no PlayOnLinux...)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 04 de Agosto de 2010, 16:55:23
Pra que usar o OOmath quando se tem LaTeX?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 04 de Agosto de 2010, 16:57:08
Pra que usar o OOmath quando se tem LaTeX?

Calma, sensei, ainda estou aprendendo a mexer no LyX :P
Você usa LaTeX integrado ao OOo Writer ou em um editor específico mesmo?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 04 de Agosto de 2010, 16:57:48
Eu escrevo o código no Nedit e compilo, ué.

E LyX faz mal :P
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 05 de Agosto de 2010, 02:53:25
Para quem usa debian ou algo suficientemente parecido (talvez não se aplicando tanto a ubuntu, mas derivações um pouco mais diretas), tem um bocadinho de gente recomendando os kérneis liquorix:

http://liquorix.net/

Acho que só vale para o squeeze em diante.

Baseado em "zen" (acho que é zenwalk, um derivado de slackware, mas não sei), e mais otimizado para desktop, em vez de um meio termo entre servidor e desktop, como é o kernel oficial.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fabulous em 05 de Agosto de 2010, 20:20:19
Olha só, na real. Vou dizer pra vocês, a tanto tempo o windows está na casa da tantas pessoas que praticamente o linux voltado para usuários residenciais é besteira. Para pessoas leigas em informática, é a coisa mais ridícula que inventaram. Se o windows tem tudo que se precisa pra navegar, editar texto e planilhas e etc.. pra que ficar perdendo tempo e passando raiva para instalar um sistem unix e ficar aprendendo aquele tanto de comandos que tudo com um click faz pelo windows.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 05 de Agosto de 2010, 23:31:22
Para o básico (navegar, editar texto e planilhas, etc), dependendo da distribuição, não precisa aprender nenhum "tanto de comandos" diferente do windows, nem é mais complexa a instalação.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 05 de Agosto de 2010, 23:46:30
E é até mais fácil achar programas e instalá-los.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 06 de Agosto de 2010, 00:37:06
Fabulous, você já olhou se o seu antivírus está atualizado? E olha, se seu computador está meio lento, talvez seja hora de formatar, hein? :P
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 06 de Agosto de 2010, 07:06:51
Olha só, na real. Vou dizer pra vocês, a tanto tempo o windows está na casa da tantas pessoas que praticamente o linux voltado para usuários residenciais é besteira. Para pessoas leigas em informática, é a coisa mais ridícula que inventaram. Se o windows tem tudo que se precisa pra navegar, editar texto e planilhas e etc.. pra que ficar perdendo tempo e passando raiva para instalar um sistem unix e ficar aprendendo aquele tanto de comandos que tudo com um click faz pelo windows.
Tudo se faz com um click no Linux.
A diferença é que, no Linux, dá para fazer de forma mais eficiente pela linha de comando.
No Windows, estamos limitados aos clicks na maioria dos casos.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Agosto de 2010, 12:02:47
E os clicks estão limitados às escolhas que o programador da interface fez.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 06 de Agosto de 2010, 14:44:46
Qual sistema é mais seguro, Linux ou Windows?

Você acredita que código fechado oferece mais segurança? Então é hora de conhecer outras variáveis que interferem na solidez de um sistema.

“Segurança via obscuridade” pode soar como pegadinha, mas não é a maior pegadinha que afeta os usuários do Windows.

A expressão foi criada para vender a ideia que software proprietário é mais seguro porque é fechado. Se os hackers não puderem ver o código, então será mais difícil para eles criar ferramentas que explorem as vulnerabilidades do programa – assim diz a crença.

Infelizmente para os usuários do Windows, isso não é verdade – e prova disso é o desfile sem fim de correções publicadas pela empresa de Redmond.

De fato, uma das muitas vantagens do Linux sobre o Windows é que ele é mais seguro – muito mais. Para pequenas empresas e outras organizações que não contam com especialistas de segurança dedicados, esse benefício pode ser particularmente crítico.

Há cinco fatores fundamentais que sustentam a superioridade do Linux em segurança. Vale a pena conhecê-los.

1::Privilégios de sistema
É claro que os sistemas Linux não são infalíveis. Mas uma de suas vantagens básicas reside no modo como os privilégios de conta são atribuídos. No Windows, os usuários recebem acesso de administrador como padrão, o que significa que eles terão acesso a tudo no sistema, mesmo a suas partes cruciais – e os vírus que recebem, também. É como dar aos terroristas cargos de alto nível no governo.

Com o Linux, por outro lado, os usuários não nascem com privilégios de “root”; eles começam recebendo contas de baixa prioridade. Isso significa que, mesmo que um sistema Linux esteja comprometido, o vírus não terá o acesso “root” necessário para causar estrago a todo o sistema. O mais provável é que apenas os arquivos e os programas locais daquele usuário sejam afetados. Isso pode fazer a diferença entre uma leve chateação e uma grande catástrofe em qualquer ambiente de negócios.

2::Engenharia social
Vírus e worms frequentemente espalham-se convencendo usuários de computador a fazer alguma coisa que não deveriam, como abrir anexos que carregam vírus e vorms. Isso é chamado engenharia social, e é também algo muito fácil de ser estimulado nos sistemas Windows.

Basta enviar um e-mail com um anexo malicioso e uma linha de assunto provocante, como “Olha que gatinhos fofos!” – ou seu equivalente pornográfico –, e algum número de usuários será levado a clicar sem pensar. O resultado? Uma porta aberta para o malware, com consequências potencialmente desastrosas para toda a organização.

Graças ao fato de que a maioria dos usuários de Linux não tem acesso “root”, é muito difícil causar qualquer dano real em um sistema Linux fazendo tolices. Antes que qualquer dano real ocorra, um usuário Linux terá de ler o e-mail, salvar o anexo, atribuir permissões de execução a ele e, então, rodar o executável. Em outras palavras: altamente improvável.

3::O efeito monocultura
Você pode até exigir os números exatos, mas ninguém duvida que o Microsoft Windows domina a maior parte do mundo da computação. No reino do e-mail, quem manda são o Outlook e o Outlook Express. E aí está um problema: trata-se essencialmente de uma monocultura, que é tão nocivo à tecnologia como ao ambiente.

Da mesma forma que a diversidade genética é boa ao ambiente porque minimiza o efeito deletério de um vírus mortal, uma diversidade de ambientes de computação ajuda a proteger os usuários.

Felizmente, a diversidade de ambientes ainda é outro benefício que o Linux oferece. Há o Ubuntu, o Debian, o Gentoo e muitas outras distribuições. Há também muitos shells, muitos sistemas de empacotamento, muitos clientes de e-mail; o Linux roda até em arquiteturas diferentes das da Intel.

Assim, embora um vírus possa ser enquadrado praticamente da mesma forma pelos usuários de Linux, já que usam a mesma tecnologia, atingir mais que uma pequena fração de usuários Linux – por causa das nuances das diversas distribuições – torna-se muito mais difícil.

Quem não gostaria de dar à sua empresa esta camada extra de segurança?

4::Tamanho da audiência
De mãos dadas com este efeito de monocultura está o fato particularmente óbvio de que a maioria dos vírus tem como alvo o Windows, e os desktops em sua empresa não são exceção. Milhões de pessoas usando os mesmos softwares tornam-se um alvo atraente para ataques maliciosos.

5::Múltiplos olhares
A “Lei de Linus” – nome derivado de Linus Torvalds, o criador do Linux – estabelece que, “dada uma quantidade suficiente de olhos, todos os bugs vêm à tona”. Isso significa que, quanto maior o grupo de desenvolvedores e testadores trabalhando em um conjunto de código, maior a chance de que qualquer falha seja flagrada e consertada rapidamente. Isso, em outras palavras, é essencialmente o oposto polar do argumento “segurança via obscuridade”.

No caso do Windows, um grupo limitado de desenvolvedores pagos tenta encontrar problemas no código. Eles seguem sua própria lista de prioridades, e geralmente não contam a ninguém sobre os problemas até que já tenham criado uma solução, deixando a porta aberta para exploração até que ela aconteça. Não é um pensamento confortante para empresas que dependem dessa tecnologia.

No mundo Linux, por outro lado, incontáveis usuários podem ver o código a qualquer hora, tornando mais provável que alguém encontre uma falha mais cedo que mais tarde. E mais: os usuários podem até consertar os problemas por conta própria.

A Microsoft pode ostentar uma grande equipe de desenvolvedores pagos, mas é improvável que essa equipe possa ser comparada a uma base global de desenvolvedores, como ocorre com o Linux. A segurança pode apenas se beneficiar de todos esses olhos adicionais.

Impenetrável?
Mais uma vez, ninguém está dizendo que o Linux é impenetrável; nenhum sistema operacional é. E há definitivamente passos que os usuários de Linux devem fazer para tornar seus sistemas tão seguros quanto possível, tal como habilitar um firewall, minimizar o uso de privilégios “root”, e manter o sistema atualizado.

Para uma paz de espírito extra, há também scanners de vírus disponíveis para Linux, incluindo o ClamAV. É uma medida especialmente interessante para pequenos negócios, que provavelmente tem mais em risco que usuários individuais.

Também é digno de nota que a empresa de segurança Secunia declarou recentemente que os produtos da Apple têm mais vulnerabilidade de segurança que qualquer outra – incluindo os da Microsoft.

Seja como for, quando o assunto é segurança, não há dúvida de que os usuários de Linux tem muito menos com o que se preocupar.

http://idgnow.uol.com.br/computacao_corporativa/2010/08/06/qual-sistema-e-mais-seguro-linux-ou-windows/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Tupac em 06 de Agosto de 2010, 16:43:44
Nossa Fabulous, em 2010, usar esse argumento de que linux é só linha de comando é triste. hehehhe...

Usa linha de comando quem quer. Eu por exemplo, usava para o básico, porque eu preferia, mas se eu quisesse poderia - assim como fiz - usar apenas o mouse, muitas vezes mais facil que windows...

Sem contar a tranquilidade de um sistema estável, seguro e seguro... hehehe
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 06 de Agosto de 2010, 17:07:22
Eu instalei o Linux no computador da minha mãe. Porque ela pediu. E ela entende tanto de informática que não sabe nem instalar o Linux sozinha.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 06 de Agosto de 2010, 18:45:29
Os únicos problemas que tive com linux foram de encontrar algumas opções/comandos/etc e que algumas imagens (geralmente JPEG) apareciam com qualidade inferior do que no Windows, mesmo usando o mesmo navegador (Firefox).
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Agosto de 2010, 20:19:27
Eu instalei o Linux no computador da minha mãe. Porque ela pediu. E ela entende tanto de informática que não sabe nem instalar o Linux sozinha.

Minha mãe usa Linux. Principalmente porque ela sempre usou computador no trabalho, onde tinha um admnistrador de sistemas configurando o ambiente dela.

Bom, em casa também tem um administrador de sistemas configurando o ambiente dela. Bastou dizer: "Mãe, a internet é aqui e pra falar comigo vc clica aqui." Agora ela já tá praticamente voando!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Agosto de 2010, 00:01:44
Os únicos problemas que tive com linux foram de encontrar algumas opções/comandos/etc e que algumas imagens (geralmente JPEG) apareciam com qualidade inferior do que no Windows, mesmo usando o mesmo navegador (Firefox).

JPG com qualidade inferior? Isso é estranho.

Mas o firefox do linux anda uma porcaria há algum tempo. Há cerca de um ano, pelo menos, era mais rápido rodar o firefox do windows no "não emulador" wine, do que o firefox do linux mesmo. Detalhe que, no wine, ficava bem próximo da velocidade do windows na mesma máquina!

(http://tuxradar.com/files/firefox-winlin-v8-2.png)

http://tuxradar.com/content/browser-benchmarks-2-even-wine-beats-linux-firefox

Se bem que esse benchmark não é exatamente "velocidade de navegação", mas mesmo assim, as coisas não andam muito boas. Acho que o chrome e o chromium são os melhores. O opera viria em segundo lugar, mas está momentaneamente deposto por causa de alguns problemas meio chatos com a última versão. Depois vem os browsers menos conhecidos como midori, epiphany e iceape (acho que o nome não-debian é seabird ou mozilla suite).

Se bem que depois que eu troquei o kernel parece que o firefox deu uma melhoradinha razoável, ainda que não tenha medido nada com qualquer precisão, é só impressão.

Também depende um pouco do window manager que estiver usando, coisa que nem sabia até há pouquíssimo tempo. O engraçado/irritante é que, por exemplo, o flash funciona perfeitamente no chrome, no openbox, mas no opera o flash é uma porcaria, ainda no openbox; já no fluxbox, a situação se inverte, praticamente trocam os bugs do flash de browser! Acho que no kwin fica um pouco melhor que no openbox, sem piorar para qualquer lado, mas não me lembro.






Minha lista de benchmarks da versão mais recente desse teste v8 daí de cima:


http://v8.googlecode.com/svn/data/benchmarks/v5/run.html

chromium 5.0.375.70 (48679) Debian (incognito window)

Score: 6334
Richards: 4881
DeltaBlue: 5539
Crypto: 4058
RayTrace: 7395
EarleyBoyer: 16950
RegExp: 2729
Splay: 10897


chrome 5.0.375.99 (incognito window)

Score: 6268
Richards: 4985
DeltaBlue: 5619
Crypto: 4035
RayTrace: 7680
EarleyBoyer: 17201
RegExp: 2356
Splay: 10809


chromium 5.0.375.70 (48679)

Score: 6130
Richards: 4345
DeltaBlue: 5221
Crypto: 4040
RayTrace: 7373
EarleyBoyer: 16706
RegExp: 2661
Splay: 10836



chrome 5.0.375.125 (incognito)

Score: 6120
Richards: 5034
DeltaBlue: 5084
Crypto: 4019
RayTrace: 7502
EarleyBoyer: 16788
RegExp: 2299
Splay: 10796



chrome 5.0.375.125 (uma aba)

Score: 5550
Richards: 4687
DeltaBlue: 4120
Crypto: 3860
RayTrace: 6193
EarleyBoyer: 16172
RegExp: 2212
Splay: 9825




chrome 5.0.375.99 (só uma aba)

Score: 5487
Richards: 4856
DeltaBlue: 5098
Crypto: 3910
RayTrace: 6199
EarleyBoyer: 12841
RegExp: 2004
Splay: 9701



opera 10.60

Score: 3644
Richards: 3115
DeltaBlue: 2458
Crypto: 2929
RayTrace: 5508
EarleyBoyer: 4273
RegExp: 1578
Splay: 10245


opera 10.53b

Score: 3451
Richards: 3314
DeltaBlue: 2574
Crypto: 2942
RayTrace: 5026
EarleyBoyer: 4226
RegExp: 1580
Splay: 6924


epiphany

Score: 3015
Richards: 3018
DeltaBlue: 2668
Crypto: 2724
RayTrace: 4552
EarleyBoyer: 3833
RegExp: 1196
Splay: 4947



midori

Score: 2986
Richards: 2913
DeltaBlue: 2602
Crypto: 2680
RayTrace: 4613
EarleyBoyer: 3671
RegExp: 1194
Splay: 5153


arora

Score: 2648
Richards: 2994
DeltaBlue: 2474
Crypto: 2663
RayTrace: 4585
EarleyBoyer: 3061
RegExp: 988
Splay: 3339




uzbl (rodando mais uma vez)

Score: 2997
Richards: 2937
DeltaBlue: 2610
Crypto: 2671
RayTrace: 4626
EarleyBoyer: 3918
RegExp: 1184
Splay: 4939



chrome (dezenas de abas, estava usando quando decidi fazer o teste)

Score: 2541
Richards: 2979
DeltaBlue: 2171
Crypto: 2247
RayTrace: 2686
EarleyBoyer: 5125
RegExp: 881
Splay: 3882



uzbl

Score: 2436
Richards: 2990
DeltaBlue: 2607
Crypto: 2659
RayTrace: 4631
EarleyBoyer: 3588
RegExp: 839
Splay: 1764



konqueror

Score: 1097
Richards: 1926
DeltaBlue: 1127
Crypto: 1311
RayTrace: 2141
EarleyBoyer: 1417
RegExp: 441
Splay: 503



iceape

Score: 362
Richards: 1518
DeltaBlue: 96.5
Crypto: 714
RayTrace: 213
EarleyBoyer: 285
RegExp: 257
Splay: 501


iceweasel

Score: 355
Richards: 1483
DeltaBlue: 93.9
Crypto: 711
RayTrace: 215
EarleyBoyer: 316
RegExp: 227
Splay: 463



opera 10.11

Score: 177
Richards: 117
DeltaBlue: 144
Crypto: 105
RayTrace: 343
EarleyBoyer: 575
RegExp: 107
Splay: 149
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Agosto de 2010, 00:09:21
E é até mais fácil achar programas e instalá-los.

Principalmente se não se conhece os programas que se precisa ainda.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 07 de Agosto de 2010, 00:10:32
E é até mais fácil achar programas e instalá-los.
Principalmente se não se conhece os programas que se precisa ainda.

Exatamente. Minha gente fica frustrada com o Linux porque procura o Word e o Photoshop e não acha.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Agosto de 2010, 00:13:52
:histeria:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 07 de Agosto de 2010, 00:14:28
Exatamente. Minha gente fica frustrada com o Linux porque procura o Word e o Photoshop e não acha.

Wine. Usando PlayOnLinux você instala isso sem problema nenhum. Quer dizer, quase, o solver do Excel não funciona e os gráficos ficam zoados, mas fora isso fica perfeitinho.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 07 de Agosto de 2010, 00:17:39
Mas a ideia é que não precisa rodar o Word e o Photoshop (exceto em casos bem específicos, que dificilmente incluem um usuário doméstico típico). O que a pessoa precisa é um Editor de Texto (OOWriter, AbiWrod, Kwrite etc.) e um editor de imagens (GIMP, erm... ::) etc.).

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 07 de Agosto de 2010, 00:18:59
De fato, mas também é confortável saber que, se você quiser, você pode instalar esses programas também.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 07 de Agosto de 2010, 00:25:21
De fato, mas também é confortável saber que, se você quiser, você pode instalar esses programas também.

Ah, sim. Vi um caso interessante de um cara que usava alguma daquelas aplicações que fazem "coisa de empresa", feita pra windows, mas instalou linux e wine em todos os clientes, assim tinha a segurança e facilidade de administração do Linux com a praticidade do programa especializado maluco.

Instalei wine no terminal gráfico do nosso cluster pra rodar uns programas de visualização para windows, tá redondo.

De qualquer jeito, entra nessa discussão a história da pirataria etc. Sem contar o trabalho de rodar wine e fazê-lo funcionar direito pra cada programa e tal. O que não pode acontecer é o usuário que migrar achar que precisa fazer isso. Nesse aspecto eu adoro os gerenciadores de pacotes (em especial o emerge e o synaptics). Só precisa explicar pro usuário novo que ele não precisa mais comprar o CD (ou caçar o torrent e o crack, se ele não tiver mãe) e rodar o instalador que ele baixou pra cada programa. Isso é um paradigma completamente diferente.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 07 de Agosto de 2010, 00:32:18
De qualquer jeito, entra nessa discussão a história da pirataria etc. Sem contar o trabalho de rodar wine e fazê-lo funcionar direito pra cada programa e tal. O que não pode acontecer é o usuário que migrar achar que precisa fazer isso. Nesse aspecto eu adoro os gerenciadores de pacotes (em especial o emerge e o synaptics). Só precisa explicar pro usuário novo que ele não precisa mais comprar o CD (ou caçar o torrent e o crack, se ele não tiver mãe) e rodar o instalador que ele baixou pra cada programa. Isso é um paradigma completamente diferente.

Claro que o Synaptic é show de bola, mas eventualmente eu vou querer rodar alguma aplicação de Windows, nem que seja um jogo. E o legal é que tem solução pra isso também.
Você conhece o PlayOnLinux? É um gerenciador de Wine e o que ele tem de legal é que você pode baixar arquivos de configuração das aplicações Windows desenvolvidos pela comunidade. Por exemplo, eu coloco o meu CD original de Fallout 3 no driver, abro o PlayOnLinux, procuro por "Fallout 3" na ferramenta de busca, clico em "Instalar", o programa baixa de seus repositórios os arquivos de configuração do Wine específicos para esse jogo e pimba, instalo FO3 normalmente, como se estivesse usando Windows. E aí eu mostro para os meus amigos fanboys da Microsoft e tiro com a cara deles :P
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 07 de Agosto de 2010, 00:38:38
Boa!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Agosto de 2010, 01:14:48
o solver do Excel não funciona e os gráficos ficam zoados, mas fora isso fica perfeitinho.

Não sei se por gráficos você quis dizer "representação gráfica/geométrica de dados", ou gráficos como "gráficos de computador", que poderia incluir texto. Se for o último caso, talvez isso seja interessante:

http://wine-review.blogspot.com/2009/03/how-to-enable-font-anti-aliasing-in.html


Se bem que já pode ser ultrapassado, virado default de lá para cá. Eu achei interessante quando vi. Algumas coisas ficam até com a aparência melhor no wine, se a pessoa tiver fontes com anti-aliasing, em vez da arial, verdana ou o que quer que o windows costume usar.

(http://4.bp.blogspot.com/_PpaJ8vsrkzo/ScnrmHTcCSI/AAAAAAAAC50/QgJWl1GWmHE/s530/winecfg.png) (http://4.bp.blogspot.com/_PpaJ8vsrkzo/ScnrmHTcCSI/AAAAAAAAC50/QgJWl1GWmHE/s1600-h/winecfg.png)


existe um termo em português para isso?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Agosto de 2010, 01:19:16
De qualquer jeito, entra nessa discussão a história da pirataria etc. Sem contar o trabalho de rodar wine e fazê-lo funcionar direito pra cada programa e tal. O que não pode acontecer é o usuário que migrar achar que precisa fazer isso. Nesse aspecto eu adoro os gerenciadores de pacotes (em especial o emerge e o synaptics). Só precisa explicar pro usuário novo que ele não precisa mais comprar o CD (ou caçar o torrent e o crack, se ele não tiver mãe) e rodar o instalador que ele baixou pra cada programa. Isso é um paradigma completamente diferente.

Claro que o Synaptic é show de bola, mas eventualmente eu vou querer rodar alguma aplicação de Windows, nem que seja um jogo. E o legal é que tem solução pra isso também.
Você conhece o PlayOnLinux? É um gerenciador de Wine e o que ele tem de legal é que você pode baixar arquivos de configuração das aplicações Windows desenvolvidos pela comunidade. Por exemplo, eu coloco o meu CD original de Fallout 3 no driver, abro o PlayOnLinux, procuro por "Fallout 3" na ferramenta de busca, clico em "Instalar", o programa baixa de seus repositórios os arquivos de configuração do Wine específicos para esse jogo e pimba, instalo FO3 normalmente, como se estivesse usando Windows. E aí eu mostro para os meus amigos fanboys da Microsoft e tiro com a cara deles :P

Poderiam extender esse conceito para os programas de modo geral...

Se bem que tem aquele "winetricks"... se bem que acho que isso é meio diferente, nem sei bem.

Acho que talvez seja algo que comprometa um pouco o desenvolvimento do wine se de alguma forma "trapacear" demais, pegando dlls do windows e esse tipo de coisa. Se for só uma forma de ter configurações específicas, testadas, mas nativas, para cada programa, seria bem interessante mesmo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 07 de Agosto de 2010, 01:24:20
Não, não, eu me referi ao primeiro caso, plots. No meu Linux os gráficos parecem normais, mas quando passou para alguém com um computador com Windows o gráfico desconfigura todo, o fundo fica com cores berrantes e a formatação que eu fiz vai para o espaço  :?

Quanto ao PoL, eu acredito que ele trabalhe com configurações nativas, pelo que sei ele é só um gerenciador de Wine, mas posso estar enganado. Se quiser conferir, o site do projeto é este: http://www.playonlinux.com/en/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Agosto de 2010, 01:38:10
Eu não sei se ele usa só configurações nativas, mas fiquei um pouco decepcionado quando li que ele instala diversos wines, até diversas versões, para cada programa. :/

Achava que fosse um trambique um pouco mais sofisticado, em vez de meramente automação de um trambique mais basicão.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 07 de Agosto de 2010, 01:46:11
Pois é, mas é que tem programas que funcionam melhor com versões mais antigas do Wine...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Agosto de 2010, 01:50:52
Deveriam então de alguma forma incorporar quaisquer que fossem os pedaços mais úteis dos wines antigos num wine meio "modular", que usasse o que desse melhor desempenho para cada programa. Bando de desenvolvedor comunista que nem faz um trabalho decente. Tenho eu que ficar pensando tudo por eles, tudo!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 07 de Agosto de 2010, 01:52:19
O importante é que eu consigo jogar Fallout 3 :biglol:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 07 de Agosto de 2010, 11:35:46
Acho que talvez seja algo que comprometa um pouco o desenvolvimento do wine se de alguma forma "trapacear" demais, pegando dlls do windows e esse tipo de coisa. Se for só uma forma de ter configurações específicas, testadas, mas nativas, para cada programa, seria bem interessante mesmo.

Na verdade, o Wine começou dependendo bastante de Dlls do windows e foi ficando aos poucos independente delas.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 07 de Agosto de 2010, 15:13:03
JPG com qualidade inferior? Isso é estranho.
Lembrei outro lugar onde para mim ficou bem óbvia a diferença: Orkut. No mesmo computador, os avatares das pessoas apareciam bem definidos no Windows e truncados no Linux, usando o Firefox.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 07 de Agosto de 2010, 15:34:30
JPG com qualidade inferior? Isso é estranho.
Lembrei outro lugar onde para mim ficou bem óbvia a diferença: Orkut. No mesmo computador, os avatares das pessoas apareciam bem definidos no Windows e truncados no Linux, usando o Firefox.

Uma coisa não tem nada a ver com a outra, mas outro lugar em que isso acontece é no OpenOffice.org. Como o Snow estava me enchendo o saco para usar LaTeX em vez do OOoMath, eu acabei instalando uma extensão chamada OOoLaTeX que permite inserir códigos nessa linguagem dentro do OOoWriter. Por um lado eu fiquei feliz da vida de saber que as equações que ele converte em figuras png aparecem certinho no Windows. É no Linux que elas aparecem todas pixelizadas...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Agosto de 2010, 21:25:45
JPG com qualidade inferior? Isso é estranho.
Lembrei outro lugar onde para mim ficou bem óbvia a diferença: Orkut. No mesmo computador, os avatares das pessoas apareciam bem definidos no Windows e truncados no Linux, usando o Firefox.

Mas será que não há uma diferença geral, como, sei lá, profundidade de cor de 16 versus 24 bits? Acho que para a interface gráfica em geral, menos detalhada, a diferença não seria tão perceptível, mas seria mais evidente em fotos, na maioria jpgs.

É algo bem especifico mesmo, só em jpg, e/ou só no firefox?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 07 de Agosto de 2010, 22:30:48
Mas será que não há uma diferença geral, como, sei lá, profundidade de cor de 16 versus 24 bits? Acho que para a interface gráfica em geral, menos detalhada, a diferença não seria tão perceptível, mas seria mais evidente em fotos, na maioria jpgs.

É algo bem especifico mesmo, só em jpg, e/ou só no firefox?
Se não me engano, em arquivos png esse problema não aparecia. Não cheguei a prestar muita atenção em gifs e outros formatos. Só que no Linux que usei o único navegador que havia era Firefox, então não sei se o problema era do navegador ou do SO.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 07 de Agosto de 2010, 22:32:05
Pode ter sido uma versão problemática do libjpeg.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 07 de Agosto de 2010, 22:43:27
Vindo do pessoal do CCE eu não me espantaria.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 07 de Agosto de 2010, 22:45:05
Vindo do pessoal do CCE eu não me espantaria.

Fiquei surpreso do pessoal do CC ter instalado linux em algum lugar.

Nunca vou esquecer do transtorno que o pessoal passava rpa imprimir trabalhos em PDF:

"Não pode imprimir PDF, só trabalho acadêmico de autoria do aluno"
"Mas é meu trabalho, eu que fiz!"
"Mas é PDF, só pode imprimir trabalho acadêmico, PDF não pode"
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 07 de Agosto de 2010, 23:46:07
Já há Linux lá no CCE há pelo menos cinco anos (antes era Red Hat, depois Kurumin, e agora é Ubuntu), só que o SO default quando os micros iniciam é o Windows, então se você não é a primeira pessoa a ligar o micro, é certo que lá estará o Windows. Mas você pode muito bem reiniciar o micro e escolher o Linux. E tem uma vantagem: no Linux não lembraram de colocar o fatídico reloginho de duas horas (que meio mundo sabe como desativar, mas isso é outro assunto).
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Agosto de 2010, 02:15:39
Pode ter sido uma versão problemática do libjpeg.

O libjpeg é necessário para exibição de jpegs? Achava que fosse só para editar.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 09 de Agosto de 2010, 10:50:13
Como vc acha que os programas decodificam o JPEG?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Agosto de 2010, 21:23:59
Não existem, para vídeos, "decoders" e "encoders" separados? Achava que fosse o caso, um "encoder", não "decoder", que, sei lá, imaginei que talvez já viesse no kernel, se é que isso faz sentido.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 09 de Agosto de 2010, 21:29:27
Nope.

http://jpegclub.org/
http://www.ijg.org/
http://www.openjpeg.org/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Agosto de 2010, 21:31:59
Nem para áudio e vídeo existe isso? Todo codec é "dois em um", "encoder" e "decoder"?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 09 de Agosto de 2010, 21:32:53
Sabe que não sei? :|
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Agosto de 2010, 19:14:07
"Treinamento" para esclarecimentos sobre linux da microsoft para os vendedores de lojas bestbuy:

http://www.overclock.net/windows/569458-microsoft-attack-linux-retail-level-probably.html


Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Agosto de 2010, 21:30:58
Comentário interessante num post do ano passado sobre o firefox do windows, mesmo rodando no wine, superar o firefox nativo do linux. A culpa seria do GTK/GNOME:

Citar
and factor responsible for slowness is..
Anonymous Penguin (not verified) - February 14, 2009 @ 4:17pm

GTK

That's right - it's not secret that this joke-toolkit written in C many years ago to provide free and open source (as of then) competition for Qt is ironically much less responsive and laggy than Qt written in C++ (especially 4.5 with raster renderer - and OpenGL renderer is WIP).

Fortunately, in March 2009, Qt 4.5 will be released and licensed LGPL - that being said - the only reason GTK ever existed will cease to be and GTK should die along with it.

Stop blaming compiler and compilation parameters - I'm using Gentoo for many years and I know well enough that enabling mindless optimizations is not a factor for such dramatic speed improvements - especially comparing to default -O2 which already enables most sane optimizations and is far good enough.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 13 de Agosto de 2010, 00:20:51
Mas... mas.. mas... eu gosto do GTK :(
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Agosto de 2010, 00:33:32
Eu acho que facilitaria a vida de todo mundo se houvesse só um "toolkit", especialmente se esse fosse o melhor. Não só se ficaria com o melhor (dã), mas se livraria de toda a trabalheira para ter um ambiente gráfico homogêneo quando se usa um pouco de cada, uma vez que haveria um só, na verdade. Se bem que mesmo as coisas qt não são sempre iguais :hein: Tem as coisas que eu "apelido" de "QT-KDE" e "QT-QT", que fogem um pouco do padrão por qualquer motivo... Mas bem menos do que algo do GNOME sem o gtk-qt-engine, obviamente.

Esse ponto de qualquer forma não tem nada a ver com a questão do desempenho dos browsers naquele benchmark v8, que tem alguma outra causa qualquer. Apontaram desde displicência dos programadores com o Linux, até uma inferioridade do GCC ou do modo de compilação.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Agosto de 2010, 00:38:12
Mudando de assunto, achei interessante o navegador hiper-minimalista uzbl. Seria legal se combinassem esse conceito com o do openbox. :) Um navegador que vem "da caixa" minimalista, com interface que você cria editando textos. Podendo até colocar tanta coisa em volta a ponto de ser meio que um equivalente do LXDE para o openbox, só que com browser.

Acho que até dá para fazer algo meio parecido com o Opera e o Konqueror, ao menos em aparência... deixar ele "fullscreen", só com a barra de título do administrador de janelas, e todas as funções no clique com botão direito, ou alguma tecla de atalho (caso se caia em uma maldita página só com flash).
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Agosto de 2010, 18:15:36
No arch linux, se um pacote/programa/etc consta como "outdated" no AUR, mas também está meio parado na versão "vanilla", aproximadamente da mesma data, tem alguma vantagem em instalar de uma ou outra fonte? :hein:


...ah, tanto faz.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 25 de Agosto de 2010, 12:51:09
Pode ter sido uma versão problemática do libjpeg.
http://www.guiadohardware.net/noticias/2010-08/fedora14-alpha.html
Citar
Foi publicado o primeiro alpha do Fedora 14, codename "Laughlin". Essa versão traz várias melhorias internas, que não aparecem para o usuário logo de cara mas são responsáveis por muita coisa útil por baixo da interface.
[...]
    Melhor compressão e descompressão de imagens JPEG: a libjpeg será trocada pela libjpeg-turbo, melhorando consideravelmente o trabalho com imagens JPEG em vários programas, como visualizadores de fotos, editores de vídeo e leitores de PDF.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Wolfischer em 25 de Agosto de 2010, 23:27:11
Consegui!!!
Instalei o Ubuntu Netbook remix 10.04 no netbook LG X130.
Único problema: Não está reconhecendo redes wireless, alguém tem alguma dica?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 25 de Agosto de 2010, 23:37:56
Consegui!!!
Instalei o Ubuntu Netbook remix 10.04 no netbook LG X130.
Único problema: Não está reconhecendo redes wireless, alguém tem alguma dica?
Há um cara turco conseguiu fazer isso:
http://plakevi.blogspot.com/2010/08/lg-x130-netbook-da-wireless-tant-yuzde.html

Mas use conta de risco! Nunca testei isso.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Agosto de 2010, 23:25:27
Também pode ajudar:

http://www.halibutdepot.org/how_to_build_rt3090_for_ubuntu_lucid/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 01 de Setembro de 2010, 13:50:52
Citação de: [url=http://pcworld.uol.com.br/dicas/2010/08/31/como-escolher-uma-distribuicao-linux-para-o-desktop/]PC World[/url]
Como escolher uma distribuição Linux para o Desktop

A flexibilidade é um dos pontos fortes do Linux, mas o imenso número de distribuições disponíveis pode complicar a escolha. Siga nossos passos e descubra qual a ideal para você

Com todos os bons motivos para usar o Linux atualmente - especialmente em uma empresa - geralmente é fácil decidir abandonar o Windows. O que é difícil, entretanto, é decidir qual distribuição (nome dado às “versões” do sistema operacional) Linux é a mais adequada para você ou para sua empresa.

A julgar pelos números de popularidade rastreados tanto pelo site Distriwatch como por um estudo recente da LinuxTrends, o Ubuntu é claramente a “distro” mais popular. Não há como negar que o Ubuntu tem muitos benefícios para os usuários, mas ao mesmo tempo há muitas outras possibilidades, cada qual adicionando seu “tempero” próprio ao Linux.

Qual distribuição é a melhor para você? A resposta depende de vários fatores

1. Habilidade

Se você nunca usou o Linux antes, é melhor ficar com uma distribuição mais adequada aos usuários iniciantes. Esta é uma das principais características do Ubuntu (http://www.ubuntu.com/), mas o Fedora (http://fedoraproject.org/pt_BR/), Linux Mint (http://linuxmint.com/) e o openSUSE (http://www.opensuse.org/pt-br/) também podem ser boas escolhas. Eu recomendaria o Ubuntu ou Fedora para um novo usuário.

Fique longe de versões alpha, beta e release candidate (RC) do software, já que elas podem ser instáveis. Por outro lado, se você se considera um usuário avançado pode preferir distribuições como o Gentoo (http://www.gentoo.org/), Debian (http://www.debian.org/), Arch Linux (http://www.archlinux.org/) e Slackware (http://www.slackware.com/). Ou quem sabe fazer sua própria distribuição do zero com o Linux from Scratch! (http://www.linuxfromscratch.org/)

2. Foco

Se seu trabalho (ou o de sua empresa) é focado em uma área específica, vale a pena dar uma olhada nas muitas versões “de nicho” do Ubuntu, como a EduBuntu (http://edubuntu.org/) (para educação) e UbuntuStudio (http://ubuntustudio.org/) (para músicos, artistas gráficos e produtores de vídeo).

3. Suporte

Cada distribuição tem sua própria comunidade online, que é geralmente o melhor lugar para conseguir ajuda gratuita quando problemas surgem. Antes de escolher uma distro, pode ser uma boa idéia “dar uma olhada” em sua comunidade visitando os fóruns onde os usuários se reúnem. Alguns são mais amigáveis do que os outros.

Se você não se sente confortável com o suporte oferecido pela comunidade, pode optar por uma versão comercial do Linux com suporte técnico oferecido pelo desenvolvedor ou revendedor. O Red Hat Enterprise Linux (http://www.redhat.com/rhel/) e o SUSE Linux Enterprise Desktop (http://www.novell.com/products/desktop/) (antigamente conhecido como Novell Linux Desktop) geralmente estão entre as melhores escolhas entre as distribuições Linux para o segmento corporativo.

4. Hardware

Uma das muitas virtudes do Linux é que ele pode rodar muito bem em hardware mais antigo, então não é necessário ter um computador poderoso para conseguir desempenho satisfatório. Se seu hardware é antigo, uma distribuição como o Puppy Linux (http://puppylinux.org/main/index.php?file=Overview%20and%20Getting%20Started.htm) é uma boa escolha. Para desktops com recursos (como RAM e espaço em disco) limitados distribuições como o Xubuntu (http://www.xubuntu.org/) e o Debian XFCE Edition podem ser úteis. E para os netbooks há inúmeras opções, como o Ubuntu Netbook Remix (http://www.ubuntu.com/netbook), EasyPeasy (http://www.geteasypeasy.com/) ou o Jolicloud (http://pcworld.uol.com.br/reviews/2010/08/27/jolicloud-coloca-seu-netbook-201cna-nuvem201d/).

Em máquinas mais modernas, seus periféricos podem influenciar a escolha da distribuição. Se você depende de um leitor de cartões de memória, modem 3G ou impressora multifuncional no dia-a-dia, por exemplo, é melhor verificar sua compatibilidade com a distribuição que pretende usar antes de migrar. Entre as distribuições atualmente no mercado, o Ubuntu é provavelmente a que tem a melhor compatibilidade de hardware.

5. Software

Se há algum programa que é indispensável para o seu dia-a-dia ou de sua empresa, planeje-se para não ser pego de surpresa sem ele. Primeiro, verifique se há uma versão Linux, seja do fornecedor original ou equivalente Open Source. Se for um software proprietário, certifique-se de que é possível rodá-lo na distribuição que escolheu: apesar de oferecer uma versão “Linux”, muitas empresas “empacotam” seus programas para uma distribuição específica, e não garantem seu funcionamento em outras versões do sistema.

Ainda indeciso?

Se você ainda não conseguiu decidir qual distro usar, há vários “testes” online para guiá-lo em sua escolha. Os melhores que já vi são o Linux Distribution Chooser (http://www.zegeniestudios.net/ldc/) da zegenie Studios e o Distro Chooser (http://polishlinux.org/choose/quiz/) do site polishlinux.org.

Seja qual for  distribuição escolhida, é uma boa idéia experimentá-la antes usando um LiveCD ou LiveUSB. Assim você pode se decidir se o sistema é realmente adequado para você antes de instalá-lo em sua máquina. Se preferir, pode ser uma boa idéia começar a usar o sistema em regime de “dual boot”, assim o Windows estará sempre por perto se você eventualmente precisar. Também recomendo uma referência impressa. Para os usuários do Ubuntu, por exemplo, o livro “The Official Ubuntu Book” é uma boa opção.

E lembre-se de que a principal característica do Linux é a liberdade de escolha. Se a primeira distribuição que você escolheu não parecer a certa, há muitas outras para experimentar e isso não vai lhe custar um centavo. Tente fazer isso com software proprietário!
Citação de: [url=http://pcworld.uol.com.br/noticias/2010/08/31/veja-porque-o-linux-esta-a-frente-do-windows-em-servidores/]PC World[/url]
Veja porque o Linux está à frente do Windows em servidores

Receita de hardware com Linux cresceu 30% no 2.º trimestre de 2010; virtudes em estabilidade e segurança sugerem que não foi por acaso.

O rápido crescimento do mercado para servidores x86 ocorrido no ano passado trouxe boas notícias tanto para o Linux como para o Windows, segundo um relatório divulgado na semana passada (http://idgnow.uol.com.br/mercado/2010/08/26/no-mercado-de-servidores-windows-ganha-em-tamanho-e-linux-em-crescimento/) pela empresa de pesquisas IDC.

O que nem sempre é ressaltado, no entanto, é a significância que a porção de servidores Linux vem ganhando. As entregas de servidores Windows, em termos de unidade, cresceram 28,2% no segundo trimestre de 2010, quando comparadas com 2009.

Já a receita de sistemas Linux aumentou 30% no trimestre, para 1,8 bilhão de dólares. Os servidores Linux representam agora 16,8% de toda a receita de servidores, 2,5 pontos porcentuais a mais que no segundo trimestre de 2009.

Não é por acaso. O Linux é eminentemente melhor para uso como servidor do que o Windows – melhor que a grande totalidade dos concorrentes, eu diria. Por que? Vamos enumerar as razões.

1::Estabilidade
Os sistemas Linux são conhecidos por sua capacidade de funcionar por anos sem falhas. De fato, muitos usuários Linux nunca viram uma parada de sistema. Isso é ótimo para usuários de todo tipo, mas é particularmente interessante para pequenas e médias empresas, para as quais uma interrupção pode ter consequências desastrosas.

O Linux também lida com um grande número de processos simultâneos de forma muito melhor que o Windows – isso, aliás, é algo que colabora para degradar rapidamente a estabilidade do Windows.

E há a necessidade de reboot. Enquanto as mudanças na configuração do Windows exigem tipicamente um reboot – causando o inevitável downtime – geralmente não há necessidade de reboot no Linux. Quase todas as mudanças de configuração do Linux podem ser feitas com o sistema funcionando e sem afetar outros serviços.

De forma semelhante, se os servidores Windows precisam ser desfragmentados com frequência, no Linux isso foi praticamente eliminado.

2::Segurança
O Linux é nativamente mais seguro que o Windows, seja no servidor, no desktop ou em um ambiente embarcado. Isso se deve principalmente ao fato que o Linux, que é baseado no Unix, foi projetado do zero para ser um sistema operacional multiusuário. Apenas o administrador, ou usuário root, tem privilégios administrativos, e poucos usuários e aplicações têm permissão para acessar o kernel ou outros usuários e aplicações. Isso ajuda a manter tudo de forma modular e protegida.

É claro, o Linux também sofre ataques (menos frequentes) de vírus e malware, e as vulnerabilidades tendem a ser descobertas e consertadas mais rapidamente por sua legião de desenvolvedores e usuários. Até o bug de seis anos de idade do kernel que foi consertado recentemente, por exemplo – algo extremamente raro no mundo Linux – nunca havia sido explorado.

Enquanto isso, internamente, usuários de um sistema Windows podem algumas vezes ocultar arquivos do administrador do sistema. No Linux, o administrador sempre tem uma visão clara do sistema de arquivos e está sempre no controle.

3::Hardware
Enquanto o Windows exige tipicamente atualizações de hardware para acomodar suas demandas crescentes, o Linux é leve, magro, flexível e escalável, e funciona admiravelmente em praticamente qualquer computador, independentemente do processador e da arquitetura da máquina.

O Linux também pode ser facilmente reconfigurado para incluir apenas os serviços necessários para os propósitos de sua empresa, reduzindo ainda mais os requisitos de memória, melhorando o desempenho e mantendo as coisas ainda mais simples.

4::TCO

Não há como superar o Linux no custo total de propriedade, já que o software é geralmente gratuito. Mesmo uma versão corporativa comprada com serviço de suporte será mais barata, de forma geral, que o Windows ou outro software proprietário, que geralmente envolve a compra de licenças com base em números de usuários e uma gama de caros adicionais, especialmente em segurança.

5::Liberdade
Com o Linux, não há fornecedor comercial tentando travá-lo em certos produtos ou protocolos. Em vez disso, você está livre para misturar e combinar e escolher o que funciona melhor para sua empresa.

Em resumo, com todas as vantagens que o Linux fornece no campo dos servidores, não surpreende que governos, organizações e grandes empresas ao redor do mundo – incluindo Amazon e Google – confiem no sistema operacional de código aberto em seus próprios sistemas de produção.

Se você procura por uma distribuição Linux para instalar em seus servidores corporativos, vale a pena considerar o CentOS (http://www.centos.org/) (ou RHEL, a versão paga da Red Hat (http://www.redhat.com/) na qual se baseia a CentOS), Slackware (http://www.slackware.com/), Debian (http://www.debian.org/) e Gentoo (http://www.gentoo.org/).
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 01 de Setembro de 2010, 14:03:56
A propósito, fiz os testes de escolha e obtive os seguintes resultados:

No Distro Chooser:
Citar
1. Mandriva Linux
2. Ubuntu Linux
3. openSUSE
4. Fedora
5. Debian GNU/Linux

No Linux Distribution Chooser:
Citar
100%OpenSuSE
100%Ubuntu
100%Mandriva
100%Linux Mint

Em adição, encontramos também as seguintes alternativas, organizadas conforme atendem a suas necessidades:

95%Kubuntu
Pode não ser ideal, pois: Não é recomendada para iniciantes
 
90%Xandros
Pode não ser ideal, pois: A versão completa não é grátis
 
90%Fedora
Pode não ser ideal, pois: Pode requerer mais conhecimentos sobre Linux

90%PCLinuxOS
Pode não ser ideal, pois: Pode requerer mais conhecimentos sobre Linux
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Hecton Domingos em 04 de Setembro de 2010, 20:25:11
Unknown,

Usei por muitos anos o Mandriva Powerpack, depois de tentar chegar a estabilidade desejada no meu antigo hardware com distros como Debian, Slackware, Red Hat, Fedora, algumas variantes mais leves do Debian, como Kurumin e o kalango que nem sei se existem mais.
Desisti do Mandriva por ter uma falha que pra mim é imperdoável, o atrazo das atualizações críticas isso quando chega.

Estou a um pouco mais de um mês testando o Ubuntu 10.4 LTS, por enquanto sem problemas (não estou contando o incômodo dos bugs do flash) e aos poucos vou migrando meus aplicativos (vmware, GN3, aplicativos de plataforma Windows usando wine) que uso para suporte aos meus clientes. E quando preciso montar servidores eu ainda uso o Debian por ser mais "maduro" e contar com uma documentação maior.


Abraços.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 04 de Setembro de 2010, 23:24:24
A propósito, fiz os testes de escolha e obtive os seguintes resultados:

No Distro Chooser:
Citar
1. Mandriva Linux
2. Ubuntu Linux
3. openSUSE
4. Fedora
5. Debian GNU/Linux

No Linux Distribution Chooser:
Citar
100%OpenSuSE
100%Ubuntu
100%Mandriva
100%Linux Mint

Em adição, encontramos também as seguintes alternativas, organizadas conforme atendem a suas necessidades:

95%Kubuntu
Pode não ser ideal, pois: Não é recomendada para iniciantes
 
90%Xandros
Pode não ser ideal, pois: A versão completa não é grátis
 
90%Fedora
Pode não ser ideal, pois: Pode requerer mais conhecimentos sobre Linux

90%PCLinuxOS
Pode não ser ideal, pois: Pode requerer mais conhecimentos sobre Linux

Kubuntu não é menos para iniciantes do que ubuntu, talvez até mais. Eu pelo menos no começo achava a interface KDE (de onde vem o K do kubuntu) mais parecida com windows, e portanto mais "amigável"/familiar.

Xandros é, se não me engano, um debian modificado para laptops, que vem por default nos eeepcs, mas ninguém gosta e trocam por outras distribuições, até mesmo debian propriamente dito. Mas com certeza é mais pré-preparado para usar com coisas tópicas de eeepc.

Eu não conheço as outras distribuições, mas são ou baseadas em Debian (como o Mint, se não me engano), ou em alguma das principais distribuições que usam pacotes RPM (deve ser a fedora, acho). Eu não sei se tem muita diferença significativa entre as derivadas e os ramos principais. O ubuntu parece que foi ficando mais diferente do debian com o tempo, mas sei lá, acho que não faz tanta diferença em termos de usabilidade ou amigabilidade não.

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 05 de Setembro de 2010, 12:16:07
Eu não me dou bem com o KDE... Nunca usaria uma distro baseada nele.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 05 de Setembro de 2010, 12:27:20
O único programa com K que eu uso é o Kernel.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 05 de Setembro de 2010, 12:34:25
Eu não me dou bem com o KDE... Nunca usaria uma distro baseada nele.
Só usei o Gnome no início, nos tempos do Conectiva 4. Depois, foi sempre KDE.
Também testei o Blane e o Window Maker.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 05 de Setembro de 2010, 22:12:17
Eu só uso praticamente o konqueror do KDE, acho. Como gerenciador de arquivos, pois é o melhor gerenciador de arquivos já inventado pelo homem. O resto deve ser ou meio "neutro" ou do GNOME. O que eu tenho "contra" o gnome mesmo é justamente o gerenciador de arquivos tosco e outras coisas meio associadas, como o diálogo "abrir com" ignorar a existência do "$path". Mas também tenho algumas oposições meio técnico-filosóficas; parece que o toolkit GTK é meio inferior ao QT por questões técnicas (ouvi falar; parece que só inventaram o GTK porque o QT não era "100% livre"), além de sua origem ter sido a maior divisão entre os desenvolvedores e usuários de linux. Se nunca tivess sido criado ou sido abandonado há mais tempo, haveria talvez ou uma variedade maior de software "com menos dependências" (por não haver a "redundância" de se reinventar a roda para cada DE) e maior compatibilidade (além de aparência uniforme sem ter que fazer ajustes diversos), bem como talvez softwares melhores, por haver mais desenvolvedores dedicados/dominando a um só toolkit principal. É isso que o GNOME significa. A maior divisão do mundo linux. A divisão entre as pessoas. Criando praticamente um muro de Berlim do FOSS.

Todos aqueles que usam GNOME deveriam se envergonhar.

*usuários de GNOME abaixam a cabeça em silêncio*


[/dramático]

Ou pelo menos começar uma campanha para pelo menos abandonarem o GTK e passarem a usar QT nos próximos GNOMEs.


 
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 05 de Setembro de 2010, 22:15:17
O argumento do divisor de águas poderia ser igualmente usado para defender o GTK.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 05 de Setembro de 2010, 22:17:27
Como?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 05 de Setembro de 2010, 22:18:14
Citar
Se o QT nunca tivess sido criado ou sido abandonado há mais tempo, haveria talvez ou uma variedade maior de software "com menos dependências" (por não haver a "redundância" de se reinventar a roda para cada DE) e maior compatibilidade (além de aparência uniforme sem ter que fazer ajustes diversos), bem como talvez softwares melhores, por haver mais desenvolvedores dedicados/dominando a um só toolkit principal.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 05 de Setembro de 2010, 22:30:04
Muito pelo contrário:

Citar
Origins
KDE was founded in 1996 by Matthias Ettrich, who was then a student at the Eberhard Karls University of Tübingen. At the time, he was troubled by certain aspects of the Unix desktop. Among his qualms was that none of the applications looked, felt, or worked alike. He proposed the formation of not only a set of applications, but rather a desktop environment, in which users could expect things to look, feel, and work consistently. He also wanted to make this desktop easy to use; one of his complaints with desktop applications of the time was that his girlfriend could not use them. His initial Usenet post spurred a lot of interest, and the KDE project was born.[4]

(http://2.bp.blogspot.com/_c6N5vtjX6uI/TAJQxi4TCmI/AAAAAAAAAhM/LP-iEqxRVGg/s1600/bald_eagle_head_and_american_flag.jpg)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 05 de Setembro de 2010, 22:33:03
QT tem uma licença limitadora. GTK é OMG FREE!!111!!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 05 de Setembro de 2010, 22:39:33
Mas não se contentaram em continuar criando o Harmony, igualmente livre, mas compatível com QT; queriam DESTRUIR o KDE tão rápido quanto fosse posssível, e então para isso criaram o GNOME às pressas, e o GTK era o que estava à mão. 
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 06 de Setembro de 2010, 16:31:39
Vamu pará quessa baitolage aqui e alguém me dá uma dica pelamordideus!

Seguinte, depois de anos de propaganda do Snow, eu finalmente resolvi começar a usar %5CLaTeX.
Já estou googlando há dois dias, mas não achei solução para um problema que estou tendo: o LaTeX teoricamente suporta input de vogais do português acentuadas, mas para isso todo mundo fala que devemos usar o comado \usepackage[utf8x]{inputenc} e configurar nosso editor para exibir codificação ISO-8851-1. Pois bem, apesar de ter seguido essa instrução, o TexMaker, o Kile e o Lyx insistem em me odiar e não aceitam esse input. Parece que ele não reconhece os acentos como dead-keys, então quando eu vou tentar escrever ã, no editor sai ~a. No gedit, por outro lado, a acentuação funciona perfeitamente e se eu salvo um arquivo .tex no gedit com caracteres acentuados e abro no TexMaker depois (é o único editor LaTeX que deixei, apaguei os outros), ele reconhece os acentos do arquivo original numa boa, mas eu não consigo escrever caracteres acentuados depois.
O que estou fazendo é escrever tudo no gedit e compilar no terminal mesmo, mas eu queria poder usar as frescurinhas do TexMaker sem ter que ficar trocando de programa toda hora. Alguém tem alguma ideia?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Setembro de 2010, 16:36:27
Zerésimo: Largue o Lyx. Ele faz mal.

Primeiro: se você faz o input em ISO-8859-1, tem que uaar [latin1] no inputenc. utf8x é pra erm.. UTF-8.

Segundo: qual o problema de compilar no terminal?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 06 de Setembro de 2010, 16:40:02
Zerésimo: Largue o Lyx. Ele faz mal.

Primeiro: se você faz o input em ISO-8859-1, tem que uaar [latin1] no inputenc. utf8x é pra erm.. UTF-8.

Segundo: qual o problema de compilar no terminal?

No problem compilar no terminal. Mas como eu estou começando a usar o LaTeX agora, os assistentes e os atalhos do TexMaker ou do Kile quebram um galhão! Mas valeu pela observação, vou tentar aqui!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Setembro de 2010, 16:43:46
A melhor forma de aprender LaTeX é usando os comandos. Se você ficar clicando no sigma gigante pra fazer aparecer um \sum, você não estará aprendendo %5CLaTeX, estará aprendendo TeXmaker ou Kile.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 06 de Setembro de 2010, 16:45:27
Ok, vou parar de reclamar e programar como um homem :P
(até porque sua dica não funcionou  :hihi: )
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Setembro de 2010, 16:52:21
Eu uso o nedit e o terminal pra fazer meus textos em %5CLaTeX. Não tenho problema nenhum com isso. Amigop meu usa o emacs que facilita a vida um pouco com coisas tipo fechar o último \begin{} que você abriu etc.

Minha dica (do inputenc) era pra hora de compilar e ver o resultado acentuado direito no dvi/pdf, é claro que mudar um pedaço do texto não vai fazer seu teclado funcionar direito nesse editor ;P

Falando sério, agora, se você quer aprender, evite ficar usando essas ferramentas cheias de beregodegos. Se você quiser que "simplesmente funcione", aí tudo bem, você vai ter que ver na sua configuração do X o que está acontecendo. Eu aposto que é problema do QT (biblioteca em que rodam o Kile e talvez o teXMaker).
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 06 de Setembro de 2010, 16:59:50
Eu aposto que é problema do QT (biblioteca em que rodam o Kile e talvez o teXMaker).

Ouviu só, Buckaroo? :lol:
Mas valeu, Snow, vou continuar usando o gedit então!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Setembro de 2010, 17:01:15
GTK ruleia!  :1o:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Setembro de 2010, 17:30:05
Engraçado. Depois de anos usando compiz, acho esquisito eu deslocar janelas e elas não ficarem semitransparentes ou se mexendo feito geleia.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 06 de Setembro de 2010, 17:33:30
Engraçado. Depois de anos usando compiz, acho esquisito eu deslocar janelas e elas não ficarem semitransparentes ou se mexendo feito geleia.

Ué, você não era o senhor desempenho, que não usa Firefox porque ele é cheio de penduricalhos?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Setembro de 2010, 17:45:13
Sim. Uso compiz justamente por isso. Jogar o cursor do mouse pro canto da tela e ver todas as janelas que estão abertas é bem útil. :ok:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 06 de Setembro de 2010, 17:50:06
Sim. Uso compiz justamente por isso. Jogar o cursor do mouse pro canto da tela e ver todas as janelas que estão abertas é bem útil. :ok:

Eu não gosto de deixar esse efeito, toda hora eu ponho o ponteiro do mouse no canto da tela por acidente :P  Eu uso Super+W no lugar.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Setembro de 2010, 17:54:15
Isso é falta de coordenação da sua parte ;P.  Já vi gente dizendo que "ubuntu é um lixo pq toda vez que vou fechar a janela ele muda ela de lugar".
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 06 de Setembro de 2010, 21:53:49
Sim. Uso compiz justamente por isso. Jogar o cursor do mouse pro canto da tela e ver todas as janelas que estão abertas é bem útil. :ok:

Como se chama essa função? Quero achar alguma imagem dela sendo usada.

Acho que achei, task switcher.

Algum dia vou instalar só para ver como fica, mas acho que o client-list-combined menu do openbox provavelmente é o que vou continuar preferindo, da mesma forma que prefiro o "vertical tabs" no google chrome à extensão que copia o "panorama" do firefox.

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 06 de Setembro de 2010, 22:10:59
Eu aposto que é problema do QT (biblioteca em que rodam o Kile e talvez o teXMaker).

Ouviu só, Buckaroo? :lol:
Mas valeu, Snow, vou continuar usando o gedit então!

Tinha um programa de legendas onde eu tinha um problema com codificação do texto, mas bastava eu selecionar a codificação do texto que ia abrir em um daqueles drop-down menus no diálogo de abrir um arquivo. Talvez seja só isso.

Esquece, nada a ver com o problema, não li direito. Acho que talvez existam configurações redundantes desse tipo de coisa. Aqui acho que de vez em quando tenho alguns problemas com acentuação acho que no browser midori.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 08 de Setembro de 2010, 00:05:01
O que tornam essas 10 distribuições Linux tão populares?

Facilidade de uso, compatibilidade, requisitos mínimos de hardware, flexibilidade... Com tantas opções, uma delas poderá servir à sua empresa.

Uma das coisas mais confusas para um iniciante em Linux é entender quantas distribuições, ou versões, existem para este sistema operacional. O Ubuntu é um dos que tem estado mais em evidência, mas há centenas de outras, cada uma com alguma variação do tema básico do Linux.

Escolher a distribuição – ou “distro” – mais adequada para sua empresa vai depender em grande parte de cinco fatores fundamentais, como já foi explicado. Também ajuda ter uma compreensão básica das diferenças que existem entre as grandes distros Linux.

Saiba então o que cada uma das dez maiores distribuições Linux oferecem.

1::Ubuntu
Sim, nos últimos tempos o Ubuntu (http://www.ubuntu-br.org/) tornou-se o garoto propaganda do Linux. E não surpreende: é a distro mais popular até agora, atraindo mais de 2.200 acessos por dia no site Distrowatch. O segundo lugar, Fedora, tem 1.400.

O Ubuntu é praticamente um estreante na cena Linux. Foi anunciado em 2004 mas, apesar de sua pouca história, está mais que pronto. Fundada pelo milionário sul-africano Mark Suttleworth, a Canonical – a empresa por trás do Ubuntu – distribuiu por vários anos CDs do Ubuntu, sem custo, o que colaborou para acelerar sua penetração de mercado.

O Ubuntu tem como base o Debian (ver abaixo) e inclui aplicativos bastante conhecidos, como Firefox e OpenOffice.org. Seu cronograma de atualização é previsível – há uma nova versão a cada seis meses –, com eventuais versões de Suporte de Longo Prazo (LTS, na sigla em inglês) que recebem atualizações de segurança de três a cinco anos.

O Ubuntu também é notável por sua facilidade de uso e pela inclusão de um assistente de migração para usuários do Windows e o suporte para as tecnologias mais recentes. A versão 10.10 do Ubuntu – também conhecida como Maverick Meerkat – incluirá a compatibilidade para telas muiltitoque e comandos de gestos. A revisão final dessa versão está prometida para outubro de 2010.

Vale lembrar que o Ubuntu está disponível em vários remixes e subdistros com foco em nichos específicos, como Kubuntu, Xubuntu e Lubuntu. A maioria difere basicamente em relação à oferta de um ambiente de desktop alternativo ao Gnome utilizado pelo Ubuntu.

2::Fedora
O Fedora (http://fedoraproject.org/pt/) é a versão gratuita da Red Hat, cujo RHEL (Red Hat Enterprise Linux) tem sido um sucesso comercial desde 2003. Graças a essa forte conexão, o Fedora é particularmente forte em recursos corporativos, e com frequência os recebe antes mesmo que seu irmão RHEL.

O Fedora também oferece um calendário de atualização semestral, e seus recursos de segurança são excelentes. Alguns o veem como uma distro moderna para hobistas do Linux, mas penso que ela é uma boa escolha para usuários novatos graças às melhorias recebidas nos últimos anos e sua crescente popularidade.

3::Linux Mint
Terceiro lugar em popularidade no Distrowatch, o Linux Mint (http://linuxmint.com/) é uma distro baseada no Ubuntu que foi lançada em 2006. O sistema operacional acrescenta seu próprio tema de desktop ao do Ubuntu e um conjunto diferente de aplicações.

Igualmente exclusivo é a diversidade de ferramentas gráficas voltadas ao aprimoramento da usabilidade, tais como mintDesktop (para configuração do ambiente desktop), mintInstall (para instalação mais fácil de software) e mintMenu (para navegação mais fácil).

O Mint tem uma boa e merecida reputação por facilidade de uso, o que o torna uma escolha adequada para iniciantes. Ele também inclui alguns codecs multimídia proprietários que estão frequentemente ausentes das distribuições maiores, o que por usa vez colabora para melhorar sua compatibilidade com hardware.

O Mint não tem um cronograma fixo de atualização, mas geralmente as novas versões surgem logo depois de cada versão estável do Ubuntu.

4::openSUSE
Com cerca de 1.200 acessos por dia no Distrowatch, o openSUSE (http://pt.opensuse.org/) ocupa o quarto lugar em popularidade no site e também é a fundação dos produtos SUSE Linux Enterprise Desktop e SUSE Linux Enterprise Server.

O utilitário de administração do pacote, YaST, é largamente reconhecido como um dos melhores, e sua edição em caixinha vem com uma das documentações impressas mais bem elaboradas já feitas por uma distro. Eu diria que o openSUSE poderia ser classificado como “médio” em nível de dificuldade.

5::PCLinuxOS
Em vez de usar o GNOME, o PCLinuxOS (http://www.pclinuxos.com/) usa o ambiente de desktop KDE e é essencialmente uma versão peso-pena do Mandriva (ver abaixo).

Com bom suporte para drivers gráficos, plugins de navegador e codecs de mídia, o PCLinuxOS pode ser uma boa escolha para iniciantes. Mas seu ciclo de lançamentos pode ser irregular, e não há uma versão de 64 bits.

6::Debian
Com uma história cujas origens remontam a 1993, o Debian (http://www.debian.org/) atualmente é conhecido como uma das distros mais bem testadas e livres de bugs disponíveis hoje. Embora sirva como fundação do Ubuntu, muitos o veem como uma distro mais adequada para quem tem experiência com o Linux.

A distro usa todos os componentes de código aberto, o que é uma boa coisa. Mas isso significa que será mais difícil obter compatibilidade com código proprietário como drivers de rede wireless.

O Debian também tem um ciclo de atualização relativamente lento: versões estáveis são publicadas dentro de um período que varia de um a três anos.

7::Mandriva
Conhecido anteriormente como Mandrake, o Mandriva (http://www2.mandriva.com/br/) é notável por seus softwares de última geração, uma excelente suíte de administração e uma versão de 64 bits. Ele também foi a primeira distribuição a aderir à onda dos netbooks com suporte automático.

Apesar disso tudo, o Mandriva tem sofrido por causa de decisões controversas tomadas por seu fabricante francês. A empresa se reestruturou recentemente e, como resultado, alguns veem como incerto o futuro de sua versão comunitária.

8::Sabayon/Gentoo
O italiano Sabayon (http://www.sabayon.org/) é essencialmente uma versão LiveCD (executável a partir de um CD) do Gentoo, que é conhecido por permitir aos usuários otimizar cada componente de forma individualizada. Ambos são consideradas distribuições avançadas de Linux, mais voltadas a usuários experientes.

9::Arch Linux... Mais Slackware
O Arch (http://archlinux-br.org/) é outro pacote voltado inicialmente a usuários experientes interessados em ajustar e otimizar seus sistemas. Embora não esteja atualmente na lista dos dez mais, o Slackware é indicado para gurus do Linux.

10::Puppy Linux... Mais DSL
Último na lista dos dez mais do Distrowatch, o Puppy Linux (http://puppylinux.org/) é uma distro compacta ideal para hardware mais antigo e situações em que os recursos computacionais são mínimos. (O Damn Small Linux é parecido.)

Embora seja compacto, o Puppy traz uma variedade de recursos e inclui diversos assistentes para configuração e instalação de aplicações. O sistema todo é pequeno o suficiente para diretamente da RAM do sistema. Assim, as aplicações carregam rapidamente e respondem instantaneamente aos comandos do usuário.

http://idgnow.uol.com.br/computacao_corporativa/2010/09/06/o-que-tornam-essas-10-distribuicoes-linux-tao-populares
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Setembro de 2010, 02:15:07
Citar
Com uma história cujas origens remontam a 1993, o Debian atualmente é conhecido como uma das distros mais bem testadas e livres de bugs disponíveis hoje. Embora sirva como fundação do Ubuntu, muitos o veem como uma distro mais adequada para quem tem experiência com o Linux.

A distro usa todos os componentes de código aberto, o que é uma boa coisa. Mas isso significa que será mais difícil obter compatibilidade com código proprietário como drivers de rede wireless.

Não sei se é mais difícil do que com qualquer outra distribuição não. As coisas não são na maior parte do tempo reconhecidas pelo kernel? Fiquei curioso quanto a diferenças em disponibilidade de drivers nas diferentes distribuições...

Se não me engano, testei uma daquelas plaquinhas de wireless USB, e funcionou no ato. :hein:

Para eeepc há até um download de instalação especial para ele.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Setembro de 2010, 02:23:14
Eu acho que ainda não vi uma "matéria" dessas sobre diferentes distros para a qual eu não torcesse o nariz ao menos um pouco. Sempre tem coisas como, "melhor distro para produção artística: ubuntu studio". Mas eu me pergunto se essa distro tem qualquer coisa diferente de se instalar todos pacotes relacionados a edição de vídeo, som e imagem no ubuntu, e mudar os wallpapers e cores das janelas. Que eu saiba é só isso mesmo.

Fazem parecer que as diferenças entre as distribuições e até "pseudo distribuições" (modificações menores que ainda são perfeitamente compatíveis com aquela da qual derivam) são muito maiores do que são realmente, eu acho.

Acho que deveriam organizar esses textos talvez nos principais ramos genealógicos das distribuições, explicar no que diferem, e depois salpicar com algumas diferenças que existem dentro de distribuições em cada ramo, em vez de só engolir todo o hype de auto-promoção.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 08 de Setembro de 2010, 07:06:39
Eu tenho um Live CD do Puppy Linux no meu "cinto de utilidades" porque ele costuma dar boot na maioria dos computadores, enquanto que as outras distribuições às vezes encrencam com algum hardware.

É ótimo para fazer backup dos dados antes que a gente reformate aquele Windows todo inchado de porcarias e que nem dá mais boot devido a um monte de vírus.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 18 de Setembro de 2010, 16:38:02
Opinião: Por que o Linux nunca deverá vencer seus concorrentes

A História ensina que, para cada tecnologia que se diz vitoriosa, diversas outras surgem para tomar seu lugar. Por que com o Linux seria diferente?

Quando compareci esta semana à LinuxFest de Ohio (EUA) no último fim de semana, um tema recorrente na conferência foi: o que fazemos agora com o Linux, já que vencemos?

Devo explicar que não era esse o tema oficial dessa conferência regional que reuniu, no sábado (11/9), mais de mil pessoas. O tema era algo relacionado a como usar software livre para tornar o mundo melhor.

Mesmo assim, em quatro das palestras a que assisti, de quatro pessoas que trabalham em projetos e empresas completamente diferentes, eu ouvi a mesma expressão: “nós vencemos”.

Será que deixei escapar alguma informação?

Não me entendam mal. É verdade que o Linux deu grandes passos em diversos setores da tecnologia, especialmente em cloud computing, mobilidade e servidores. Nessas áreas, o Linux é um competidor forte, se não for o maior. Baseados nesses resultados - que são, de fato, impressionantes -, será justo afirmar que o Linux venceu?

No desktop tradicional, é muito difícil apontar para os números de qualquer pesquisa ou empresa e dizer que o Linux é um sucesso. O número mais recente que circula pela blogosfera é que um mero 1% dos desktops roda Linux. Eu meio que duvido deste número, mas o valor real não deve estar longe disso.

Números questionados
Claro que algumas vezes você encontra entusiastas do Linux que listarão números e cifras sobre as vantagens do Linux. Caitlyn Martin, da O’Reilly, tentou desmentir o número de 1% e concluiu que, já que as vendas de netbooks com Linux representaram um terço do total de netbooks vendidos, então as vendas totais de máquinas com Linux seriam de aproximadamente 6%.

Admito ter alguma dificuldade em estimar o impacto que apenas um ano de vendas em um único segmento teria em um mercado de desktops formado há mais de 20 anos por máquinas Windows e Mac. Ok, 2009 foi um ano decente, mas e as vendas e as instalações de sistemas operacionais em 2008? 2007? Essas máquinas são velhas e ainda estão sendo usadas por aí. Espero que Caitlyn esteja correta, mas neste caso acredito que esteja sendo apenas otimista.

Independentemente dos números que você escolha para acreditar, a questão por trás de quem ganhou não se resume a um jogo de números. E não é para ser, por duas razões muito simples: os números mudam tanto quanto o jogo.

Em 1980, o UNIX venceu. Ele capturou o mercado da computação por completo. Se alguém tivesse dito o contrário, seria considerado louco. E tem sido assim desde então.

Em 1995, o Windows venceu. Ele dominou o mercado desktop, e nunca mais haveria outro sistema que desafiaria seu domínio. O Windows permaneceria rei do desktop para sempre.

É o que as pessoas diziam em cada época. “Nós vencemos”, gritava a multidão em torno de sua tecnologia favorita. Daquele dia em diante, o futuro da tecnologia sempre seria (insira sua tecnologia favorita aqui).

O futuro, como antigamente
Olhe para o Unix hoje e tente repetir a mesma declaração de vitória de 1980. Olhe para o Windows e seu lento declínio e pense como será sua participação no mercado em alguns anos.

Esteja você falando sobre números, influência, impacto, ou qualquer outro aspecto da tecnologia, dizer “nós vencemos” não é apenas potencialmente impreciso, mas também violentamente perigoso. As pessoas que veem as coisas como uma situação binária do tipo "ganhar/perder" tendem a recuar quando atingem o objetivo de “ganhar”. Aí vem a complacência. As pessoas relaxam, perdendo a noção dos aspectos da tecnologia que a tornavam tão boa. Enquanto isso, para cada sistema que “ganhou”, há o despontar de um concorrente ávido por tomar seu lugar.

Você se lembra de quando o Linux era o estreante, e da forma como ele nos deixava loucos? Declarar vitória (que, aliás, seria algo nitidamente prematuro no estágio atual) simplesmente faz com que o Linux seja o alvo de nosso próximo estreante.

O Linux está indo bem? Sim, com certeza. Pode se dar melhor? Sim, sempre. Porque, mesmo que o Linux capturar o domínio do mercado em cada setor, ele deverá estar sempre pronto para se adaptar a novos consumidores, negócios ou necessidades tecnológicas. Crescimento, adaptação e mudança devem ser, para sempre, parte da mentalidade Linux (e, de fato, de qualquer projeto bem sucedido).

Porque o que não cresce, morre. E declarar-se vencedor em uma partida nunca vai significar que você vencerá automaticamente todas as outras.

http://idgnow.uol.com.br/computacao_corporativa/2010/09/15/guerra-dos-sistemas-por-que-o-linux-nao-deve-vencer/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 19 de Setembro de 2010, 09:27:40
Eu quero que o Linux continue com usuários o bastante para que o desenvolvimento não pare e que haja drivers para tudo, mas pequeno o bastante para não interessar ao criadores de vírus.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Setembro de 2010, 23:43:48
Alguém tem conhecimento de  algum script simples por aí que se use para evitar de rodar mais de uma instância de um programa ao mesmo tempo, chamando ou nos levando a uma janela de um programa aberto, se houver? Não deve ser difícil de fazer, mas antes disso, vou dar uma procurada se já não existe. Se alguém souber que existe, e onde está, nem isso é preciso :D
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 23 de Setembro de 2010, 23:54:53
Eu já tinha feito um desse pro firefox, mas depende de programa pra programa, da forma com que ele chama uma nova janela. No caso do firefox, era algo como

Código: [Selecionar]
#!/bin/bash

if [[ `ps -A | grep firefox` ]]
then
        firefox --new-tab $1
else
        firefox  $1
fi

O --new-tab é meramente ilustrativo, não lembro como faz no firefox. Mas o esqueleto é esse: vc olha no ps se o programa tá rodando. Se estiver, manda a linha de comando que abre uma nova janela na instância que tá rodando, senão, roda um novo. Aí dá pra usar isso de wrapper pro executável do programa.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 23 de Setembro de 2010, 23:59:28
Pergunta: Linux é seguro o suficiente para dispensar anti-vírus?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 24 de Setembro de 2010, 00:07:38
Pergunta: Linux é seguro o suficiente para dispensar anti-vírus?

Sim. O Linux tem um sistema de permissões que impede que programas executados por uma conta de usuário normal (não-administrativo) causem danos a arquivos e configurações de sistema.

Da mesma forma, é sempre possível ao administrador (root) interromper a execução de qualquer programa no sistema, então aplicativos residentes (mesmo que no ambiente do usuário não root) não são uma ameaça séria.

Entretanto, scripts maliciosos que, por exemplo, roubam cookies através de javascript (como ocorreu recentemente no twitter) ainda podem afetar a segurança do usuário. Que eu saiba, antivirus não costumam implicar com esse tipo de praga, mas módulos como o noscript no firefox ajudam a conter esse tipo de ameaça em qualquer sistema operacional.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 24 de Setembro de 2010, 01:45:16
Eu já tinha feito um desse pro firefox, mas depende de programa pra programa, da forma com que ele chama uma nova janela. No caso do firefox, era algo como

Código: [Selecionar]
#!/bin/bash

if [[ `ps -A | grep firefox` ]]
then
        firefox --new-tab $1
else
        firefox  $1
fi

O --new-tab é meramente ilustrativo, não lembro como faz no firefox. Mas o esqueleto é esse: vc olha no ps se o programa tá rodando. Se estiver, manda a linha de comando que abre uma nova janela na instância que tá rodando, senão, roda um novo. Aí dá pra usar isso de wrapper pro executável do programa.

Valeu. É para prinicpalmente para o ksysguard, com potencial de aproveitar para alguma outra coisa que posso estar me esquecendo. O principal problema é chamar a janela que estiver rodando. Acho que tenho que usar o wmctrl ou algo assim. Por outro lado, posso bem matar o que estiver rodando e abrir outro, acho que facilita a vida. Geralmente não perderia nada mesmo. Mas talvez tenha algum "comando", nem vi.

Gostei dessa forma de checar. Geralmente eu usava algo parecido com isso:

mpc | grep playing > /dev/null 2>&1 ; if [ $? -eq 0 ] ; then

no caso verifica se o mpc está tocando algo, trocando por ps -A | grep qualquer coisa, se for verificar só se um programa está rodando. Mas eu nunca lembro bem se o "0" é "sim" ou "não", nessa outra expressão é mais evidente.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 24 de Setembro de 2010, 09:39:25
Pergunta: Linux é seguro o suficiente para dispensar anti-vírus?

Sim. O Linux tem um sistema de permissões que impede que programas executados por uma conta de usuário normal (não-administrativo) causem danos a arquivos e configurações de sistema.
O que não impede que o tal vírus detone os dados desse usuário ou roube suas informações, mesmo que o sistema operacional em si não seja afetado.

Por enquanto, há pouquíssimos vírus para Linux, mas poderá haver mais se muita gente passar para o Linux.
Talvez ele surja primeiro no Android, que está se tornando comum nos celulares.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 24 de Setembro de 2010, 15:30:26
[...]Da mesma forma, é sempre possível ao administrador (root) interromper a execução de qualquer programa no sistema, então aplicativos residentes (mesmo que no ambiente do usuário não root) não são uma ameaça séria.

Entretanto, scripts maliciosos que, por exemplo, roubam cookies através de javascript (como ocorreu recentemente no twitter) ainda podem afetar a segurança do usuário. Que eu saiba, antivirus não costumam implicar com esse tipo de praga, mas módulos como o noscript no firefox ajudam a conter esse tipo de ameaça em qualquer sistema operacional.
Resumindo: até dá para ficar sem, mas o usuário não pode ser daqueles para os quais SO apenas é "aquilo que é necessário ter para poder instalar os programas da internet e Office".
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 24 de Setembro de 2010, 15:42:07
Não necessariamnete, hoje em dia já tem ferramentas que dão acesso intuitivo a essas funções.

Mas é sempre bom saber operar o computador.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 25 de Setembro de 2010, 16:16:51
Ainda não gosto do Ubuntu, além do esquema de usuários ser confuso para o iniciante e chato para o avançado, descobri que o 'awk' é velho e tem bugs (tentem ler a quantidade de bytes de um arquivo com caracteres especiais) e o vi (ou será gvim que compilaram errado?) de vez em quando trava.

Enfim, continuo preferindo o bom e velho openSuse para estações e Red Hat corporativo para servidores...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Setembro de 2010, 22:11:37
Ubuntu tem algum sistema de usuários diferente dos demais linux, ou é em referência ao windows?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 29 de Setembro de 2010, 00:13:55
O ubunto tem aquele esquema da senha de root ser aleatória (a princípio) e o usuário "admin" fazer tudo via sudo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Setembro de 2010, 11:16:53
Nem sabia. Usei há alguns anos, acho que ainda não era assim então. Se era, devo ter mudado a senha de root e usado root como admin, sempre que quisesse...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 29 de Setembro de 2010, 22:34:48
O ubunto tem aquele esquema da senha de root ser aleatória (a princípio) e o usuário "admin" fazer tudo via sudo.

E, e vai explicar isso para um iniciante... e vai descobrir como está configurado se ele não sabe o que fez com o admin :)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 06 de Outubro de 2010, 08:31:17
Que distro vocês recomendam para netbooks?

Eu dei uma olhada no Jolicloud, mas não me adaptei àquele desktop tipo browser. E me bateu um desespero por não encontrar o terminal em lugar nenhum :medo:
Estou baixando o Slax agora para testar. Também pensei em dar uma olhada no Debian, mas eu não sei o que baixar, tem mais de 20 CD na lista de downloads do site!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Outubro de 2010, 12:48:00
Tem o Ubuntu netbook remix e o Leeenux

Odeio netbook
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 06 de Outubro de 2010, 15:09:03
É bom pra quem já tem um note...
O Ubuntu Netbook Remix seria a escolha óbvia pra mim, que já uso Ubuntu em casa, mas tem quem comente que ele é muito pesado para netbooks, com seu Gnome...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Outubro de 2010, 15:12:21
Se vc já tem um note, é melhor um celular coma cesso à internet,  se você for muito espaçoso, um tablet :P

De resto, é uma coisa quase do tamanho de um notebook, quase tão caro quanto um, porém menos útil que um.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 06 de Outubro de 2010, 15:19:43
Na verdade, estou pensando em comprar um netbook porque semestre que vem saio para fazer estágio numa cidadezinha pequena e provavelmente não vou ter acesso à internet. Quero trabalhar offline, mas não acho seguro ficar levando meu note queridão pra lá e pra cá...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Outubro de 2010, 15:24:52
Então, o netbook é mais para usar a nuvem.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 06 de Outubro de 2010, 15:28:09
Então, o netbook é mais para usar a nuvem.

Mas tem uns notebooks tão baratos hoje em dia que vêm com 1 GB de RAM e 160 GB de HD, melhor que muito desktop velho que tem na minha faculdade... Mesmo assim você acha que eles não podem servir como uma workstation secundária?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Outubro de 2010, 15:30:26
Sei lá, acho os netbooks muito caros para o que são.

Se você for fazer mais coisas "de escritório", como redigir textos, apresentações etc, até serve (meu amigo escreveu a tese dele num netbook e disse ter se dado bem com o tecladinho minúsculo, mas ele é pianista tbm).

Mas se vc for esmagar números com ele (e isso inclui coisas como rodar o Origin/Labplot/QtiPlot, que tenho quase certeza que vc usa) a coisa complica.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 06 de Outubro de 2010, 15:32:12
Sei lá, acho os netbooks muito caros para o que são.

Se você for fazer mais coisas "de escritório", como redigir textos, apresentações etc, até serve (meu amigo escreveu a tese dele num netbook e disse ter se dado bem com o tecladinho minúsculo, mas ele é pianista tbm).

Mas se vc for esmagar números com ele (e isso inclui coisas como rodar o Origin/Labplot/QtiPlot, que tenho quase certeza que vc usa) a coisa complica.

Entendi... Alguma sugestão, nesse caso?  :?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Outubro de 2010, 15:32:53
Faça backup dos dados que vc não quer perder do note e leve-o :P
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 06 de Outubro de 2010, 15:34:28
Faça backup dos dados que vc não quer perder do note e leve-o :P

:medo:

Isso é coisa para quem gosta de emoções fortes!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Outubro de 2010, 15:38:26
Cara, você quer comprar um netbook. Com isso vc certamente vai gastar metade do preço de um notebbok novo pra ter muitas das cosias que vc já tem em dobro.

Se você levar seu note e vc tiver medo de furto ou roubo, significa que existe uma probabilidade de você ter que gastar o inheiro do preço de um note novo caso o perca e essa probabilidade é baixa.

O que você realmente não pode perder são os dados. Portanto, faça backup deles e seja feliz. Na pior das hipóteses, vc gasta um pouco mais do que estava planejando e consegue um note mais muderrrno. Na melhor das hipóteses vc não gasta dinheiro nenhum e ainda não tem o trabalho de configurar um SO e um ambiente de trabalho novos.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 06 de Outubro de 2010, 15:41:29
Excelente ponto, tem toda razão :ok:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 06 de Outubro de 2010, 15:44:52
Excelente ponto, tem toda razão :ok:

Eu sei :)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 06 de Outubro de 2010, 18:54:51
Na verdade, estou pensando em comprar um netbook porque semestre que vem saio para fazer estágio numa cidadezinha pequena e provavelmente não vou ter acesso à internet. Quero trabalhar offline, mas não acho seguro ficar levando meu note queridão pra lá e pra cá...

Coloca ele numa mala maior, com um aspecto bem acabado, e coloque uma espécie de divisória que possa usar para cobrir o notebook, onde estejam colados papéis bagunçados e tranqueirinhas sem valor, além de lápis, para parecer que você estava usando lápis.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 06 de Outubro de 2010, 18:56:05
Que distro vocês recomendam para netbooks?

Eu dei uma olhada no Jolicloud, mas não me adaptei àquele desktop tipo browser. E me bateu um desespero por não encontrar o terminal em lugar nenhum :medo:
Estou baixando o Slax agora para testar. Também pensei em dar uma olhada no Debian, mas eu não sei o que baixar, tem mais de 20 CD na lista de downloads do site!

Em algum lugar tem um especial para netbooks. A versão geral vai possivelmente te dar algum trabalho adicional para fazer funcionar coisas como o modem wifi.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Wolfischer em 06 de Outubro de 2010, 22:52:47
Instalei o Ubuntu netbook remix.
Como o LG X130 tem 2 Gb de RAM, até que não fica pesado.
O único inconveniente (e bem inconveniente) é que não reconhece o adaptador wireless.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 06 de Outubro de 2010, 23:20:59
Eu, antes de instalar qualquer um, procuraria qual deles teria suporte ao hardware :/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 06 de Outubro de 2010, 23:29:50
Eu, antes de instalar qualquer um, procuraria qual deles teria suporte ao hardware :/
Sim, netbook para linux é a dor de cabeça...
Chipset SIS, Cartão de memória marca desconhecia, Wireless proprietários (Ralink), etc...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 07 de Outubro de 2010, 09:36:33
Resumindo, netboook é um lixo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Gaúcho em 07 de Outubro de 2010, 18:58:53
Netbook é coisa de mulher :P
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Wolfischer em 07 de Outubro de 2010, 23:25:04
Netbook para mim foi bom negócio, pequeno o suficiente para levar na mochila sem fazer peso (vou de bike), bom para visualizar documentos, navegação móvel. Melhor do que isso só se fosse mais leve e com a tela um pouco maior.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 09 de Outubro de 2010, 13:56:30
Excelente ponto, tem toda razão :ok:

Eu sei :)


E não é muito modesto ! :P
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 09 de Outubro de 2010, 13:58:12
Netbook para mim foi bom negócio, pequeno o suficiente para levar na mochila sem fazer peso (vou de bike), bom para visualizar documentos, navegação móvel. Melhor do que isso só se fosse mais leve e com a tela um pouco maior.

Se o dinheiro não estiver em falta, tente um iPad, já vi um e realmente é excelente para visualizar documentos, transportar e ver vídeos, música, e ainda vc pode usar para acessar outros servidores...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Lion em 09 de Outubro de 2010, 14:04:01
Excelente ponto, tem toda razão :ok:

Eu sei :)


E não é muito modesto ! :P

 :rola:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Wolfischer em 09 de Outubro de 2010, 20:33:24
Netbook para mim foi bom negócio, pequeno o suficiente para levar na mochila sem fazer peso (vou de bike), bom para visualizar documentos, navegação móvel. Melhor do que isso só se fosse mais leve e com a tela um pouco maior.

Se o dinheiro não estiver em falta, tente um iPad, já vi um e realmente é excelente para visualizar documentos, transportar e ver vídeos, música, e ainda vc pode usar para acessar outros servidores...
Se dinheiro não fosse problema, provavelmente teria comprado um iPad, mas neste quesito a Apple não consegue concorrer com um netbook de 1000 reais.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 11 de Outubro de 2010, 13:30:33
Quem usa Ubuntu e atualizou ontem para o Maverick? Alguém mais está com um bug chato com o mouse USB?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 12 de Outubro de 2010, 10:10:05
Quem usa Ubuntu e atualizou ontem para o Maverick? Alguém mais está com um bug chato com o mouse USB?
Só rodei do CD e não tive problema. Na época do Kurumin 6, a rodinha (scroll) não funcionou e tive que mexer na BIOS (não me lembro mais dos detalhes).

Troque de porta USB depois que o boot terminar. Às vezes funciona quando acontece no Windows.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 12 de Outubro de 2010, 12:01:11
Eu desconecto o mouse e conecto de novo. Mas de tempo em tempo volta a dar problema. Já vi outras pessoas reclamando disso na comunidada Ubuntu, então logo, logo eles devem estar fazendo um patch.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 12 de Outubro de 2010, 12:22:19
Quem usa Ubuntu e atualizou ontem para o Maverick? Alguém mais está com um bug chato com o mouse USB?

Como é esse bug? O que dá no /var/log/messages? Eu tenho algo parecido no gentoo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 12 de Outubro de 2010, 12:27:00
Cara, esse arquivo tem mais de 13 000 linhas, eu não sei interpretar isso aí não! :lol:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 12 de Outubro de 2010, 12:27:52
Código: [Selecionar]
tail -f /var/log/messages
Aí você espeta o mouse e vê o que aparece.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 12 de Outubro de 2010, 12:34:37
Bom, meu mouse está funcionando direito agora, então não sei se adianta alguma coisa, mas o log que saiu foi esse aqui:

Código: [Selecionar]
gabriel@gabriel-laptop:~$ tail -f /var/log/messages
Oct 12 12:31:17 gabriel-laptop kernel: [ 1761.540542] firewire_ohci: isochronous cycle too long
Oct 12 12:31:21 gabriel-laptop kernel: [ 1765.476696] firewire_ohci: isochronous cycle too long
Oct 12 12:31:22 gabriel-laptop kernel: [ 1766.788743] firewire_ohci: isochronous cycle too long
Oct 12 12:31:24 gabriel-laptop kernel: [ 1768.100793] firewire_ohci: isochronous cycle too long
Oct 12 12:31:27 gabriel-laptop kernel: [ 1771.527107] usb 2-1: USB disconnect, address 2
Oct 12 12:31:27 gabriel-laptop kernel: [ 1771.527113] usb 2-1.1: USB disconnect, address 4
Oct 12 12:31:27 gabriel-laptop kernel: [ 1771.549591] usb 2-1.2: USB disconnect, address 5
Oct 12 12:31:27 gabriel-laptop kernel: [ 1771.620391] usb 2-1.3: USB disconnect, address 6
Oct 12 12:31:58 gabriel-laptop kernel: [ 1802.214106] firewire_ohci: isochronous cycle too long
Oct 12 12:31:59 gabriel-laptop kernel: [ 1803.526258] firewire_ohci: isochronous cycle too long
Oct 12 12:32:02 gabriel-laptop kernel: [ 1806.150250] firewire_ohci: isochronous cycle too long
Oct 12 12:32:04 gabriel-laptop kernel: [ 1808.774279] firewire_ohci: isochronous cycle too long
Oct 12 12:32:06 gabriel-laptop kernel: [ 1810.169118] usb 2-1: new high speed USB device using ehci_hcd and address 7
Oct 12 12:32:06 gabriel-laptop kernel: [ 1810.302124] hub 2-1:1.0: USB hub found
Oct 12 12:32:06 gabriel-laptop kernel: [ 1810.302760] hub 2-1:1.0: 4 ports detected
Oct 12 12:32:06 gabriel-laptop kernel: [ 1810.572358] usb 2-1.1: new low speed USB device using ehci_hcd and address 8
Oct 12 12:32:06 gabriel-laptop kernel: [ 1810.673588] input: Microsoft  Microsoft Basic Optical Mouse v2.0  as /devices/pci0000:00/0000:00:1d.7/usb2/2-1/2-1.1/2-1.1:1.0/input/input15
Oct 12 12:32:06 gabriel-laptop kernel: [ 1810.673769] generic-usb 0003:045E:00CB.0005: input,hidraw0: USB HID v1.11 Mouse [Microsoft  Microsoft Basic Optical Mouse v2.0 ] on usb-0000:00:1d.7-1.1/input0
Oct 12 12:32:06 gabriel-laptop kernel: [ 1810.744712] usb 2-1.2: new low speed USB device using ehci_hcd and address 9
Oct 12 12:32:07 gabriel-laptop kernel: [ 1810.850191] input: Microsoft Wired Keyboard 600 as /devices/pci0000:00/0000:00:1d.7/usb2/2-1/2-1.2/2-1.2:1.0/input/input16
Oct 12 12:32:07 gabriel-laptop kernel: [ 1810.850450] generic-usb 0003:045E:0750.0006: input,hidraw1: USB HID v1.11 Keyboard [Microsoft Wired Keyboard 600] on usb-0000:00:1d.7-1.2/input0
Oct 12 12:32:07 gabriel-laptop kernel: [ 1810.858235] input: Microsoft Wired Keyboard 600 as /devices/pci0000:00/0000:00:1d.7/usb2/2-1/2-1.2/2-1.2:1.1/input/input17
Oct 12 12:32:07 gabriel-laptop kernel: [ 1810.858452] generic-usb 0003:045E:0750.0007: input,hidraw2: USB HID v1.11 Device [Microsoft Wired Keyboard 600] on usb-0000:00:1d.7-1.2/input1
Oct 12 12:32:07 gabriel-laptop kernel: [ 1810.928440] usb 2-1.3: new low speed USB device using ehci_hcd and address 10
Oct 12 12:32:07 gabriel-laptop kernel: [ 1811.039357] input: USB Joystick  as /devices/pci0000:00/0000:00:1d.7/usb2/2-1/2-1.3/2-1.3:1.0/input/input18
Oct 12 12:32:07 gabriel-laptop kernel: [ 1811.039483] generic-usb 0003:12BD:C003.0008: input,hidraw3: USB HID v1.10 Joystick [USB Joystick ] on usb-0000:00:1d.7-1.3/input0
Oct 12 12:32:19 gabriel-laptop kernel: [ 1823.206852] firewire_ohci: isochronous cycle too long
Oct 12 12:32:20 gabriel-laptop kernel: [ 1824.518744] firewire_ohci: isochronous cycle too long
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 12 de Outubro de 2010, 13:02:58
é, com ele funcionando, não diz muita coisa.

Mas meu mouse tbm é da Micro$oft, pode ser coincidência ou não.

Dê um grep rejected /var/log/messages -C 10 no  pra ver o que dá. Não lembro se a apalavra que aparece é rejected ou refused.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 12 de Outubro de 2010, 13:13:18
Não achei nenhum resultado nem para rejected e nem para refused. Deve ser coincidência, até porque tem bastante gente reclamando desse bug no Maverick.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 12 de Outubro de 2010, 15:17:45
Deve ser outro caso, então.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 12 de Outubro de 2010, 15:20:28
E haja criatividade pro nome dessa máquina,  hein?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 12 de Outubro de 2010, 15:27:50
E haja criatividade pro nome dessa máquina,  hein?

:lol: qual é o nome da sua?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 12 de Outubro de 2010, 15:38:03
Meu desktop chama Bach, meu note chama Wolfgang e o da minha mãe chama Salieri.

Meu celular se chama Eltomobile :oops:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Dodo em 12 de Outubro de 2010, 15:58:15
Uma vez eu dei o nome de perereca 1 pra um servidor de arquivos  (tinha que aguentar tudo o que "enfiassem" nele) e minha chefe quase abriu um processo contra mim.
Quanto troquei de chefe, homem dessa vez, criei o perereca 2 e, novamente, quase respondi um processo.


Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 12 de Outubro de 2010, 16:09:48
Tinha um amigo que usava coco.dat como arquivo temporario. Até o dia que ele esqueceu de mudar a legenda...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 13 de Outubro de 2010, 00:44:25
Uma vez eu dei o nome de perereca 1 pra um servidor de arquivos  (tinha que aguentar tudo o que "enfiassem" nele) e minha chefe quase abriu um processo contra mim.
Quanto troquei de chefe, homem dessa vez, criei o perereca 2 e, novamente, quase respondi um processo.

O pior é que se o chamasse 'frog' ninguém ia perguntar por quê ou sequer ia achar ofensivo... somos uns dominados...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 15 de Outubro de 2010, 14:12:57
Cinco erros comuns para novatos em Linux

Aprender a dominar o Linux requer um mínimo de empenho. Persevere, e verá que o sistema é seu amigo.

A chegada do Ubuntu 10.10 veio para aumentar a lista de argumentos que justificam a migração de sua empresa para a plataforma aberta Linux. O sistema operacional está mais simpático ao usuário e nem por isso condenou as robustas configurações de segurança que o diferenciam dos produtos concorrentes a se desmanchar em /dev/null.

Se você se encaixa na categoria Linux newbies (usuários recém chegado à plataforma criada por Linus Torvald) merece palmas. Agora que se livrou das amarras impostas por licenças e travas de sistema que o impedem de manipular o seu SO da maneira que achar melhor -  e das outras tantas desvantagens embutidas nos sistemas Mac e Microsoft - aproveite para conhecer os erros que você provavelmente vai cometer, assim como todos os novatos.

Não queremos te desanimar, pois nenhum desses erros é, digamos, fatal. Mas vale a pena estar atento para não passar por essa dores de cabeça. Então, sem mais delongas, respeitável público: cinco coisas que você deve evitar ao migrar para o Linux.

1. Linux não é Windows

O ser humano é dominado por hábitos. Passados anos na frente de estações de trabalho munidas a Windows ou a Mac, é natural que espere um ambiente semelhante.

Várias características que faziam do Windows e do Mac OS sistemas descomplicados de usar foram incorporados ao Ubuntu e a outras distribuições Linux recentes. Isso faz do sistema algo que, visualmente, é bastante parecido. Analisando a questão sob um prisma pragmático, é necessário alertar que a versão 10.10 do Ubuntu (codinome Maverick Meerkat) não vem enlatada e pronta para usar, como acontece com o Windows.

Não queremos dizer que usar o Ubuntu seja mais complicado que manipular o sistema da Microsoft. Linux, definitivamente, não é mais difícil que os outros SOs, apesar das diferenças. Pode ser que leve algum tempo até você se acostumar com o jeito da plataforma funcionar. Não desanime. Tudo requer aprendizado, e as vantagens ultrapassam de longe os incômodos iniciais.

2. Rodar o sistema em modo root sem necessidade

Uma das grandes diferenças entre os sistemas Linux e o Windows é o fato de os usuários do primeiro, por padrão, não terem todos os direitos sobre o software. Quando o assunto é segurança, isso faz a maior diferença. Esteja consciente de que não há necessidade de usar o Linux em modo administrador cada vez que realiza o login.

Isto posto, não há qualquer motivo para temer o modo root. Para realizar determinadas tarefas ele é necessário, e por bons motivos. Mas não abuse.

3. Usar o Google para encontrar softwares

Se você vem da plataforma Windows, deve estar acostumado a procurar por aplicativos e, se necessário for, pagar o que custam. Mas, uma das belezas do sistema do Pinguim está no fato desse processo ser menos complicado e não envolver o escrutínio de diretórios da web na busca por softwares. Sem mencionar que geralmente as soluções têm custo igual a zero.

Quase todas as distribuições Linux têm um gestor de aplicativos. Invista um pouco de tempo se informando como esse recurso funciona. No caso do Ubuntu, ele é chamado de Ubuntu Software Center. Com base nesse gerente de pacotes, você poderá encontrar praticamente qualquer software de que necessite.

4. Não tema o shell

Sem dúvida os sistemas operacionais se afastaram da linha de comando (aquela tela preta com um prompt). Mas, no caso do Ubuntu 10.10, ele se faz necessário para uma variedade de tarefas.

Não tema esse ambiente. A diferença entre digitar alguns comandos básicos nessa interface não difere muito do "clicar /  arrastar / soltar" com o mouse. Isso, sem mencionar que rodar processos na linha de comando pode ser mais eficiente e mais rápido que a interface gráfica. Ninguém está pedindo que decore as centenas de comandos passíveis de disparar uma rotina, mas quando isso for requerido, vá com fé.

5. Desistir logo no começo

Toda mudança é difícil, e o fato do novo sistema ser mais fácil não ameniza o choque da migração entre plataformas. Lembre-se que você não nasceu sabendo administrar o Windows nem o Mac OS. Por que dominaria o Linux assim, logo de saída?

O Linux pode parecer muito diferente do que você estava acostumado, mas isso não faz dele o vilão ou um ladrão de sono. Não desista. Em pouco tempo você nem vai mais notar a diferença entre os sistemas XP, Linux, Win 7, Mac OS etc. Logo você vai perceber que o modo do Linux realizar as tarefas faz mais sentido. E, quando menos esperar, não irá se recordar da época em que vivia sem ele.

http://idgnow.uol.com.br/computacao_pessoal/2010/10/15/linux-ubuntu-5-erros-comuns/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 16 de Outubro de 2010, 20:56:43
Descobri essa hoje, acho que a maioria dos usuários Linux nem sabe disso.

Acho que todo mundo sabe que no Windows você pode escrever caracteres por seu código Unicode (segurando alt e digitando o código).  Pois bem, no Linux também dá pra fazer isso (pelo menos em programas que usem GTK), mas em vez de apertar Alt, aperte Ctrl+Shift+u e digite o código, depois aperte enter.

Por exemplo, Ctrl+Shift+u, 444, Enter: ф
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 16 de Outubro de 2010, 21:12:03
Eu não sabia! :)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 16 de Outubro de 2010, 22:27:00
Eu aprendi recentemente.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 16 de Outubro de 2010, 23:00:23
Eu aprendi recentemente.
De fato você odeia Unicode. :roll:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 16 de Outubro de 2010, 23:03:47
Estou sendo forçado a conviver.

Agora que meu nEdit está dando pau com codificação, talvez eu comece a migrar pra UTF...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 17 de Outubro de 2010, 10:04:27
Eu tinha problemas de codificação com o nEdit quando comecei a usar Linux, e isso foi em 2006.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 17 de Outubro de 2010, 14:03:22
É que o NEdit é hard coded em  Latin1. Aí chega uma hora que o motif resolve operar em UTF e aí zoa a bagaca toda.

Agora estou usando o gvim.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 17 de Outubro de 2010, 14:46:03
O que o nEdit tem de tão legal para você não querer trocar?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 17 de Outubro de 2010, 14:49:13
É simples, leve, tem seleção retangular (concordo que essa ficou obsoleta depois que aprendi AWK) e tem uma sistema de identação esperto (mais esperto que dos outros editores que eu vi. Desconsidero o EMACS por puro preconceito).
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 19 de Outubro de 2010, 01:15:21
Opa, parece que o bug do mouse no Ubuntu foi corrigido hoje! Eu acabei descobrindo que o que fazia o mouse travar era assistir a videos, tanto faz se online ou offline. Hoje fiz uma atualização e desde então não tenho mais experimentado o problema, então a comunidade deve ter dado um jeito, yay!   \o/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 24 de Outubro de 2010, 14:53:43
Um fork do KDE 3.5 para quem ainda se sente mal com o KDE 4 (eu, por exemplo...).
A versão estável é a 3.5.11, mas a 3.5.12 já está disponível:
http://trinity.pearsoncomputing.net/

Os comentários que vi na Internet são positivos e dizem que ficou mais rápido.

Tentei instalar por cima do 4.0, mas não ficou bom e, se funcionasse, seria preciso editar arquivos do /etc/init.d para mudar de um para outro.

Acabei baixando a versão já pronta do Live CD, feita em cima do Kubuntu 10.10:

http://ppa2.quickbuild.pearsoncomputing.net/redirect.php?file=cdimages/kubuntu/maverick/kubuntu-10.10-trinity-desktop-i386.iso

MD5 checksum:
d6c77215fb264f790f15959c4fa69b5c
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Outubro de 2010, 23:52:16
Alguém mais não consegue ver os vídeos do g1 no linux?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 30 de Outubro de 2010, 00:07:42
Alguém mais não consegue ver os vídeos do g1 no linux?

Você navega com o Firefox? Usa o plugin AdBlock Plus? Se sim, desabilite a ABP em todo o portal. O pessoal da Globo é matreiro, para ver os videos você tem que aguentar a propaganda...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Outubro de 2010, 00:11:26
Acho que tentei tanto com o chrome, chromium, e o FF, fazendo isso. Mas nada, fica só o player, e nada de vídeo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 30 de Outubro de 2010, 00:12:41
Falando nisso, alguém aí tem os rpms do Flash 10.0 pra 64 bits?

Os putos da Adobe não vão lançar mais flash pra AMD64 (pelo menos não antes da versão 11) e apagaram dos servers os pacotes da versão 10.0. :hmph:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 30 de Outubro de 2010, 00:23:55
Acho que tentei tanto com o chrome, chromium, e o FF, fazendo isso. Mas nada, fica só o player, e nada de vídeo.

E os codecs? Baixou os codecs proprietários? Geralmente as distros Linux por default só instalam codecs livres, você precisa baixar os proprietários manualmente. Qual é a sua distro?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 30 de Outubro de 2010, 00:30:06
Falando nisso, alguém aí tem os rpms do Flash 10.0 pra 64 bits?

Os putos da Adobe não vão lançar mais flash pra AMD64 (pelo menos não antes da versão 11) e apagaram dos servers os pacotes da versão 10.0. :hmph:
Onde você viu isso?
Onde sei não precisa pacote para instalar, é só mover o arquivo chamado libflashplayer.so para a sua pasta Lib:
http://labs.adobe.com/downloads/flashplayer10.html

Assim funcionou beleza...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 30 de Outubro de 2010, 00:37:02
Ah, valeu!

É que o Gentoo usa o rpm do flashplayer pra instalá-lo bonitinho pelo sistema de pacotes. Vou fazer na mão, mesmo, então. Valeu
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Outubro de 2010, 00:38:04
Que é muito mais true e condizente com a filosofia Gentoo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 30 de Outubro de 2010, 00:39:04
Gentoo é raçudo!  :bate:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 30 de Outubro de 2010, 00:46:17
Gentoo é raçudo!  :bate:

O Sheldon original prefere Ubuntu  :1o:

http://www.youtube.com/v/M0j5iMWJUgA?fs=1&amp;hl=pt_BR
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Outubro de 2010, 00:49:14
This episode is brought to you by Canonical.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 30 de Outubro de 2010, 00:53:28
This episode is brought to you by Canonical.

Eu também acho que Gentoo tem mais a ver com personagem dele... Mas vejam só como o Linux evoluiu: a gente está reclamando que usar Ubuntu Linux não é coisa de nerd (ou pelo menos não de übernerd), o Linux já virou realidade :D
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 30 de Outubro de 2010, 01:10:50
Ah, valeu!

É que o Gentoo usa o rpm do flashplayer pra instalá-lo bonitinho pelo sistema de pacotes. Vou fazer na mão, mesmo, então. Valeu
Heheh, uma correção: fica na pasta Firefox!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 30 de Outubro de 2010, 01:19:20
não pode ficar na pasta firefox se eu uso o chrome. Eu sei que fazer agora, valeu.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 30 de Outubro de 2010, 08:58:12
This episode is brought to you by Canonical.

Eu também acho que Gentoo tem mais a ver com personagem dele... Mas vejam só como o Linux evoluiu: a gente está reclamando que usar Ubuntu Linux não é coisa de nerd (ou pelo menos não de übernerd), o Linux já virou realidade :D

O que tem a ver com ele é o Slackware :)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: 3libras em 02 de Novembro de 2010, 07:32:29
olá pessoal, eu to tentando usar o ubuntu de novo, já usei debian, ubunto em versões anteriores, madrake... além de umas versões em net book, gostei muito do ubunto 10.10, mas ainda sinto falta de algumas coisas, tipo um programa que salve minha clipboard como o clipx do windows (ele salva as ultimas 20 coias que voce copiou).

achei bem legal, mas ele ainda peca na isntalação de emuladores de games e do proprio wine, o que me faz ter que continuar usando o xp x64 aqui m casa em dual boot (que aliás é disparado a versão doméstica do windows mais estável que existe)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 02 de Novembro de 2010, 11:42:04
Como assim pena na instalação de emuladores de games e do wine (que não é um emulador! :hmph:)?

O que vc quer rodar no wine?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 02 de Novembro de 2010, 14:04:46
achei bem legal, mas ele ainda peca na isntalação de emuladores de games e do proprio wine, o que me faz ter que continuar usando o xp x64 aqui m casa em dual boot (que aliás é disparado a versão doméstica do windows mais estável que existe)

Já tentou o PlayOnLinux (http://www.playonlinux.com/en/)?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 02 de Novembro de 2010, 15:50:03
gostei muito do ubunto 10.10, mas ainda sinto falta de algumas coisas, tipo um programa que salve minha clipboard como o clipx do windows (ele salva as ultimas 20 coias que voce copiou).
Nunca usei, mas acabei de checar e o Klipper (o ícone fica perto do relógio no Kubuntu) está com umas 7 coisas guardadas.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: 3libras em 02 de Novembro de 2010, 22:24:34
Como assim pena na instalação de emuladores de games e do wine (que não é um emulador! :hmph:)?

O que vc quer rodar no wine?

Por exemplo o mame, eu instalei via synaptic e não funcionou.
A maioria dos jogos comerciais não roda via wine, mesmo jogos beeeeeem abaixo dos requisitos do meu pc.

esse playonlinux pareceu bem interessante!!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: biscoito1r em 13 de Novembro de 2010, 00:18:56
Alguém sabe se o Ubuntu é imune a ataques de rainbow files ?
Pelo que eu pude descobrir, Linux usa MD5 para encriptar os passwords, então não é só hasheado como o Windows XP.

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 13 de Novembro de 2010, 00:47:15
Isso.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 18 de Novembro de 2010, 15:33:35
Dúvida: todas os arquivos .iso das distros mais comuns são de Live CDs?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 18 de Novembro de 2010, 15:45:30
Podem ser de CDs de Instalação. Mas os CDs de instalação normalmente funcionam como LiveCDs hoje em dia. Mesmo que eles não sejam LiveCDs que mostrem um ambiente pronto para uso, só um ambiente mínimo pra instalar o SO.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 18 de Novembro de 2010, 20:13:14
Acho que do Debian praticamente não existem live-cds/dvds, só como projeto paralelo, que nem sei se é também de instalação, ou só live, como o knoppix. Praticamente todos são só de instalação.

Mas a principal das distribuições mais comuns deve ser ubuntu, onde o live deve ser praticamente em todas as isos recentes, exceto talvez as instalações de servidor. Talvez. Não faço idéia de como é com as distros com pacotes RPM.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 23 de Dezembro de 2010, 22:28:45
Artigo: E se todos nós usássemos Linux em vez do Windows?

Sempre que chega o fim do ano penso como seria o universo tecnológico se os softwares open source fossem mais populares que os proprietários.

Há uma tirinha (http://ars.userfriendly.org/cartoons/?id=20080608) que circulou pela comunidade Linux uns tempos atrás sobre a qual eu frequentemente penso ao final de um ano. Nela, um até então aficionado pelo sistema se recusa a instalá-lo no computador de um amigo por um motivo torpe: “Se todo mundo o usar, eu deixo de ser cool”.

É uma piada, claro, mas ainda mais engraçada por ser um tanto verossímil em se tratando da soberba humana. Sempre penso nela nessa época devido ao fato de que a maioria dos defensores do open source esperam que um dia o Linux seja usado por grande parte dos usuários. Essa esperança, aliás, se renova a cada ano.

Há aquele que discordam e dizem que esse dia jamais chegará. De qualquer forma, é curioso pensar como seria o mundo se o Linux se popularizasse. É justamente isso que imaginei para escrever a matéria e esses cinco itens.

Malware e Vírus
Certamente, o maio efeito da popularização do Linux seria o desaparecimento da monocultura de plataformas, dominada pelo Windows. Em vez disso, teríamos diversas distribuições sendo adotadas por uma quantidade razoável de usuários, o que dificultaria a vida dos criadores de malwares e vírus. Eles não poderiam mais concentrar seus esforços em único um único alvo – o Windows – pois teriam vários modelos a atingir. Tarefa difícil: é como acertar dezenas de pássaros com uma pedra só.

A indústria de segurança digital
Sim, é uma boa ideia usar antivírus mesmo ao usar o Linux, a fim de melhorar sua segurança. E se ele se tornasse o sistema mais adotado no mundo, essa proteção se tornaria ainda mais recomendável.

Mas, considerando as vantagens que um software open source tem nesse quesito, a indústria de segurança digital deixaria de ter tamanha proporção. Por ser de código aberto, o Linux permite a seus inúmeros usuários identificar e corrigir, de forma providencial, possíveis falhas. A espera pelo “Patch Tuesday” ou por atualizações críticas seriam algo distante e esquisito.

Imprevistos
Devido a seus problemas de segurança, ou mesmo lentidão em certas tarefas, o Windows costuma ser visto, digamos, como um sistema temperamental.

O Linux, por sua vez, tem como principal virtude a estabilidade. Empresas e usuários finais deixariam de perder minutos preciosos e perceberiam um valioso acréscimo na produtividade. Milhões de pessoas trabalhando mais e melhor do que antes; não seria de se impressionar se mesmo o PIB de todo um país crescesse.

Economia
Quando as empresas e os usuários pararem de pagar valores exorbitantes por licenças de softwares, eles se conscientizarão do montante economizado, que poderá ser gasto com outras coisas.

Imagine o que poderia ser adquirido com centenas de dólares que seriam poupados de cada computador adquirido.  Sem contar que tais máquinas teriam uma vida útil maior, já que não teriam que ser trocadas devido às ambiciosas exigências de hardware que o Windows faz a cada nova versão.

Melhor software
Finalmente, se todos usassem Linux, o software ficaria cada vez melhor, já que, quanto mais pessoas servindo-se dele como sistema operacional principal, mais contribuições e sugestões para aprimorá-lo.

É o oposto de companhias como Microsoft e Apple, que tentam adivinhar o que os usuários querem e às vezes acertam, mas muitas outras vezes, não. Não seria mais proveitoso se os próprios clientes pedissem novos recursos e, quem sabe, até ajudassem a desenvolvê-los?

Antes de terminar, quero deixar claro que não considero o Linux perfeito; nenhum sistema operacional o é. Mas, dado os problemas que o Windows acarreta, penso que o mundo seria muito diferente sem ele. Pode até ser um pensamento ousado, mas acredito que, se em vez do SO da Microsoft tivéssemos o Linux como a plataforma mais popular, o universo da tecnologia seria muito diferente do que é hoje; para melhor.

http://idgnow.uol.com.br/computacao_pessoal/2010/12/23/artigo-e-se-todos-nos-usassemos-linux-em-vez-do-windows/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Dezembro de 2010, 16:28:41
Eu gostaria de ver um debate mais técnico sobre essas afirmações como que as distribuições diferentes já atrapalhariam o desenvolvimento de vírus, e mesmo que os vírus são raros por causa do SO ser também consideravelmente raro.

Eu imaginaria que os vírus poderiam ser bastante "universais", se funcionassem, os linux mudam principalmente acho que no sistema de administração de pacotes e aplicações para compilar os programas de forma mais automática, e de vez em quando alguma coisa na estrutura de pastas e onde estão alguns arquivos de configuração, de forma que talvez um vírus que fosse atrás disso teria que ou só funcionar para Debian ou Arch, dependendo do alvo, ou ter a capacidade de procurar nesses diferentes possíveis locais, o que não deve ser nada problemático para fazer. Mas nem acho que isso deva ser um alvo significativo dos vírus, mas realmente não sei.

Ao mesmo tempo, sobre a impopularidade ser a razão da segurança, acho que em parte isso pode valer para distribuições como Arch, onde as contribuições da comunidade são mais abertas em alguns casos (qualquer um pode fazer suas alterações e disponibilizar em um lugar só), mas essas distribuições tenderiam a continuar pouco populares talvez até em função disso mesmo. E quando há um crivo maior na verificação dos pacotes, então as coisas seriam mais complicadas.

Linux também é o mais ou um dos mais populares em supercomputadores e servidores, e não seriam esses os maiores alvos-troféu de programadores de vírus?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Dezembro de 2010, 16:32:35
Eu acho que o maior avanço para o linux viria da canonical e outras empresas desse porte pagarem para as empresas de software desenvolverem versões para linux, mesmo que fechadas e etc, ou com alguma licença meio-termo de alguma forma, para conter em algo o xiitismo opensource.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 28 de Dezembro de 2010, 19:25:05
Hoje estava lendo a notícia de que a Rússia irá adotar software livre nos computadores de repartições públicas (http://idgnow.uol.com.br/computacao_corporativa/2010/12/28/e-oficial-russia-adota-o-software-livre/) e fiquei na dúvida se é o primeiro país do mundo a fazer isso. Alguém sabe se outro país já fez o mesmo?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 28 de Dezembro de 2010, 20:00:32
Até onde sei, em alguns lugares o Brasil já usa software livre.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Dezembro de 2010, 23:34:51
A polícia da França usa le Ubuntu.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Geotecton em 29 de Dezembro de 2010, 00:20:22
A polícia da França usa le Ubuntu.

Viadagem pouca é bobagem! :lol:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Spitfire em 29 de Dezembro de 2010, 01:15:04
A polícia da França usa le Ubuntu.

(http://www.qlineorientalist.com/IranRises/wp-content/plugins/2009/07/peter_sellers_inspector_clouseau_pi3.jpg)
O Rly?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Dezembro de 2010, 04:16:01
Muito bom policial francês.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: 3libras em 04 de Janeiro de 2011, 11:34:03
é desisti de fazer meu som 5.1 funcionar no Ubuntu.

Todo o resto está rodando superliso, mas pelo visto não exite driver que faça meu som funcionar.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 05 de Janeiro de 2011, 02:15:31
Instalei há pouco o Gnome Paint no Ubuntu mas as abas de comando Ver, Imagem e Cor simplesmente não abrem de maneira que não consigo usar os comandos presentes nelas. Já as abas  Arquivo, Editar e Ajuda estão normais. Alguém sabe qual pode ser o problema?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Janeiro de 2011, 20:28:46
Existiria algum projeto de combinar compialações de binários com um sistema de distribuições de pacotes assim gerados via torrent/P2P? Ou seja, o instalador primeiro procuraria um torrent de uma compilação já existente com os mesmos parâmetros que você quer usar, ou talvez oferecesse opções disponíveis naquilo que for flexível.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 12 de Janeiro de 2011, 00:06:38
Olha, até que essa é uma boa ideia!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Janeiro de 2011, 18:12:27
Muitos gentooers discordariam, porque assistem as compilações comendo pipoca e/ou tomando bebidas estimulantes achando que estão aprendendo alguma coisa ao ver as letras passarem.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 12 de Janeiro de 2011, 18:14:12
Este gentooer não. Além disso, eu uso screen pra compilar. Detacho e vou cuidar da vida.

Se bem que pra gentoo tem repositórios de bindist. EU nucan usei porque eu gosto de compilar do meu jeito :P
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 28 de Janeiro de 2011, 03:30:31
Pingue-pongue: Debian, Ubuntu, Debian, Ubuntu...
Na hora que o Debian resolver a porra do X, eu volto pra lá. Tô sem saco pra esse tipo de coisa.
Ansioso com Wayland... nem um pouco com o Unity.

Caracas, quando eu saí do KDE eu não sabia que ia gostar tanto do GNOME...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Andre em 30 de Janeiro de 2011, 08:30:57
Já experimentou o Arch Linux?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Janeiro de 2011, 13:49:34
Eu não sabia que havia algo de errado com o X no debian.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 31 de Janeiro de 2011, 01:24:50
Eu não sabia que havia algo de errado com o X no debian.
Bom, digamos que o X do Debian não foi com a cara do Turing, meu computador atual... com a do Maxwell ele até ia.
O problema é: meu, não tenho paciência pra ficar googlando pelo Lynx e corrigindo os erros pelo Nano!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 31 de Janeiro de 2011, 01:44:47
Mousefag! ;P
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 31 de Janeiro de 2011, 02:06:55
Mousefag! ;P
Apt-get moo pra você, cáspita. :histeria:
Aí, mas tô melhorando com o tempo, troquei o Kaffeine pelo mplayer... não em janelinha de terminal, mas no Ctrl+Alt+F1 mesmo!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 31 de Janeiro de 2011, 10:00:13
O poroblema de largar coisa rodando no console é você esquecer uma conta logada lá, pra qualquer um acessar...

Experimenta o screen ;)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 31 de Janeiro de 2011, 12:59:28
Já experimentou o Arch Linux?
Já, André... faz muuuuuuuuuito tempo. Mas lembro que gostei do sistema de atualizações dele...
Bom, qualquer coisa, minha partição de testes ainda existe :hihi:

O poroblema de largar coisa rodando no console é você esquecer uma conta logada lá, pra qualquer um acessar...

Experimenta o screen ;)
Bom, considerando aqui em casa, o máximo que aconteceria é meu sobrinho aparecer, apertar um monte de coisas aleatórias porque "qué vê gatinho!" e pronto. Minha mãe mal-e-mal sabe mexer no Windows, coitada... :histeria:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 31 de Janeiro de 2011, 13:39:32
Tem no linux algo com o qual se pudesse controlar o cursor do mouse com as setas, meio como um daqueles recursos de acessibilidade do windows? Eu encontrei algo para usar o mouse em vez de teclado, mas era bem diferente disso, ia "cortando" progressivamente a tela em metades até chegar no ponto que você quisesse clicar, mas não dá para mover coisas e etc. Além de ser um saco e impossível de decorar a menos que você seja obrigado a usar isso o tempo todo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 31 de Janeiro de 2011, 15:08:52
Eu me perguntei isso esses dias. Hoje à noite descubro.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 31 de Janeiro de 2011, 15:18:53
Tem no linux algo com o qual se pudesse controlar o cursor do mouse com as setas, meio como um daqueles recursos de acessibilidade do windows? Eu encontrei algo para usar o mouse em vez de teclado, mas era bem diferente disso, ia "cortando" progressivamente a tela em metades até chegar no ponto que você quisesse clicar, mas não dá para mover coisas e etc. Além de ser um saco e impossível de decorar a menos que você seja obrigado a usar isso o tempo todo.
Pelo GNOME:
1. Vá em Sistema.
2. Vá em Preferências.
3. Vá em Teclado.
4. Vá na aba "Teclas do mouse".
5. Divirta-se.

É meio chatinho e impreciso, mas funciona.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 01 de Fevereiro de 2011, 17:45:37
Gente, é o seguinte. Tô fazendo uns scripts em Bash, comentei isso no tópico de Lingüística.
Eis o código até agora:

Código: [Selecionar]
#!/bin/sh
echo "Transliterador cirílico-latino, por Eduardo Xavier"
echo "Licença deste programa: GPL, v3"
echo "Diga-me: em que arquivo está o texto?"
read arquivo
sed -i 's/А/A/g' $arquivo
sed -i 's/Б/B/g' $arquivo
sed -i 's/В/V/g' $arquivo
sed -i 's/Г/G/g' $arquivo
sed -i 's/Ґ/GH/g' $arquivo
sed -i 's/Д/D/g' $arquivo
sed -i 's/Е/E/g' $arquivo
sed -i 's/Ё/JO/g' $arquivo
sed -i 's/Є/JE/g' $arquivo
sed -i 's/Ж/ZH/g' $arquivo
sed -i 's/З/Z/g' $arquivo
sed -i 's/І/IH/g' $arquivo
sed -i 's/Ї/JI/g' $arquivo
sed -i 's/И/I/g' $arquivo
sed -i 's/Й/Î/g' $arquivo
sed -i 's/К/K/g' $arquivo
sed -i 's/Л/L/g' $arquivo
sed -i 's/М/M/g' $arquivo
sed -i 's/Н/N/g' $arquivo
sed -i 's/О/O/g' $arquivo
sed -i 's/П/P/g' $arquivo
sed -i 's/Р/R/g' $arquivo
sed -i 's/С/S/g' $arquivo
sed -i 's/Т/T/g' $arquivo
sed -i 's/У/U/g' $arquivo
sed -i 's/Ў/Û/g' $arquivo
sed -i 's/Ф/F/g' $arquivo
sed -i 's/Х/X/g' $arquivo
sed -i 's/Ц/C/g' $arquivo
sed -i 's/Ч/CH/g' $arquivo
sed -i 's/Ш/SH/g' $arquivo
sed -i 's/Щ/Q/g' $arquivo
sed -i 's/Ъ/YH/g' $arquivo
sed -i 's/Ы/JY/g' $arquivo
sed -i 's/Ь/Y/g' $arquivo
sed -i 's/Э/EH/g' $arquivo
sed -i 's/Ю/JU/g' $arquivo
sed -i 's/Я/JA/g' $arquivo
sed -i 's/а/a/g' $arquivo
sed -i 's/б/b/g' $arquivo
sed -i 's/в/v/g' $arquivo
sed -i 's/г/g/g' $arquivo
sed -i 's/ґ/gh/g' $arquivo
sed -i 's/д/d/g' $arquivo
sed -i 's/е/e/g' $arquivo
sed -i 's/ё/jo/g' $arquivo
sed -i 's/є/je/g' $arquivo
sed -i 's/ж/zh/g' $arquivo
sed -i 's/з/z/g' $arquivo
sed -i 's/і/ih/g' $arquivo
sed -i 's/ї/ji/g' $arquivo
sed -i 's/и/i/g' $arquivo
sed -i 's/й/î/g' $arquivo
sed -i 's/к/k/g' $arquivo
sed -i 's/л/l/g' $arquivo
sed -i 's/м/m/g' $arquivo
sed -i 's/н/n/g' $arquivo
sed -i 's/о/o/g' $arquivo
sed -i 's/п/p/g' $arquivo
sed -i 's/р/r/g' $arquivo
sed -i 's/с/s/g' $arquivo
sed -i 's/т/t/g' $arquivo
sed -i 's/у/u/g' $arquivo
sed -i 's/ў/û/g' $arquivo
sed -i 's/ф/f/g' $arquivo
sed -i 's/х/x/g' $arquivo
sed -i 's/ц/c/g' $arquivo
sed -i 's/ч/ch/g' $arquivo
sed -i 's/ш/sh/g' $arquivo
sed -i 's/щ/q/g' $arquivo
sed -i 's/ъ/yh/g' $arquivo
sed -i 's/ы/jy/g' $arquivo
sed -i 's/ь/y/g' $arquivo
sed -i 's/э/eh/g' $arquivo
sed -i 's/ю/ju/g' $arquivo
sed -i 's/я/ja/g' $arquivo
sed -i 's/’/‛/g' $arquivo

Pergunto:
1. Há alguma forma mais elegante de fazer isso, que não seja repetir o mesmo comando trocentas vezes?
2. Na última linha, quando tento substituir o apóstrofo cirílico pelo latino, dá erro do comando. Tô contornando usando outro caractere de apóstrofo, mas existe outro jeito?
3. Como faço pro arquivo original se manter intacto, e o script salvar a transliteração em outro arquivo?
4. A capitalização tá estranha - Шepeн tá sendo transliterado como SHeren. Como faço pro script "saber" se a próxima letra é minúscula e, portanto, capitalizar como "Sheren"?
[Nota: prefiro que ШEPEH continue sendo transliterado como SHEREN, não como ShEREN]
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 01 de Fevereiro de 2011, 17:48:03
Se não me engano, dá pra usar o tr em vez do SED para traduzir caracteres, deixa eu achar minha colinha...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 01 de Fevereiro de 2011, 17:50:17
Exemplo de SED que transforma maiúsculas e minúsculas, tirado das Funções ZZ (http://funcoeszz.net/)

Código: [Selecionar]
sed 'y/ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ/abcdefghijklmnopqrstuvwxyz/'
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 01 de Fevereiro de 2011, 17:52:40
Exemplo de SED que transforma maiúsculas e minúsculas, tirado das Funções ZZ (http://funcoeszz.net/)

Código: [Selecionar]
sed 'y/ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ/abcdefghijklmnopqrstuvwxyz/'
Meu, isso é LINDO. Não vai funcionar ainda com os dígrafos, mas já reduz o número de regras que eu tenho que usar ao monte...
Valeu! Se tiver mais info, manda aí :D
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 01 de Fevereiro de 2011, 17:54:26
Além disso, você pode passar mais de um comando pra um sed:

Código: [Selecionar]
sed 'y/ABC/abc/
  y/DEF/def/' $arquivo
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 01 de Fevereiro de 2011, 17:55:22
Oba. Hora de codar! :histeria:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 01 de Fevereiro de 2011, 17:58:08
Mais uma dica:

Evite perguntar o nome do arquivo espertando o input do usuário. Use argumentos, assim
Código: [Selecionar]
arquivo=$1
no lugar do echo e do read.

Aí você roda
Código: [Selecionar]
translieteritor.sh entrada.txt > saida.txt
e voilà, você pode até colocar seu transliterator num llop e fazer váááários de uma vez! :twisted:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 01 de Fevereiro de 2011, 18:11:47
Elton, eis como ficou até agora:
Código: [Selecionar]
#!/bin/sh
# Transliterador cirílico-latino, por Eduardo Xavier
# Funciona para russo, bielorrusso e ucraniano
# Licença do script: GPL v3
arquivo=$1
sed 'y/AБВГДЕЗИЙКЛМНОПРСТУЎФХЦЩЬaбвгдезийклмнопрстуўфхцщь/ABVGDEZIÎKLMNOPRSTUÛFXCQYabvgdeziîklmnoprstuûfxcqy/
s/Ґ/GH/g
s/Ё/JO/g
s/Є/JE/g
s/Ж/ZH/g
s/І/IH/g
s/Ї/JI/g
s/Ч/CH/g
s/Ш/SH/g
s/Ъ/YH/g
s/Ы/JY/g
s/Э/EH/g
s/Ю/JU/g
s/Я/JA/g
s/ґ/gh/g
s/ё/jo/g
s/є/je/g
s/ж/zh/g
s/і/ih/g
s/ї/ji/g
s/ч/ch/g
s/ш/sh/g
s/ъ/yh/g
s/ы/jy/g
s/э/eh/g
s/ю/ju/g
s/я/ja/g
s/’/‛/g' $1
Tem como eu resumir as regras que tô aplicando com os dígrafos, também?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 01 de Fevereiro de 2011, 18:17:39
RTFM :biglol:

http://tldp.org/LDP/Bash-Beginners-Guide/html/chap_05.html
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 01 de Fevereiro de 2011, 18:21:50
RTFM :biglol:

http://tldp.org/LDP/Bash-Beginners-Guide/html/chap_05.html
Valeu!
Só informando: tentei fazer o script inverso, também. Funciona perfeitamente, exceto pelo fato de transliterar os trechos em francês do Guerra e Paz... :histeria:

Agora deixa eu ver... só sobraram dois problemas, mas tenho noção de como resolvê-los...
1. Corrigir o problema do apóstrofo - ou deixo como está, com um caractere estranho, ou descubro um caractere de escape pra dizer pro sed "isso é um apóstrofo, não parte do comando!".
2. Corrigir a capitalização. Esse é chatinho... idealmente,
Я ДУМАЛА é transliterado como JA DUMALA,
Я думала é transliterado como Ja dumala, e
я думала é transliterado como ja dumala.
Então, o script vai ter
a. Procurar os dígrafos depois da transliteração;
b. Verificar se a próxima letra, depois deles, é maiúscula ou minúscula;
c. Acertar a capitalização da segunda letra do dígrafo de acordo com a da letra posterior.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unsichtbar em 10 de Fevereiro de 2011, 14:29:24
Viciei no Ubuntu 9.10. Fiz até umas imagens pra por de fundo nas barras do gnome:
Também viciei na Dra.Cameron, mas isso não vem ao caso...

 :lol:

Tinha comentado uns meses atrás do meu upgrade pro 9.10. Tudo perfeito, mas depois da minha trocação de temas, deu uns paus aqui... hehehe. Aquele menu pra se deslogar/desligar/reiniciar no canto direito da barra superior simplesmente sumiu. Até reinstalei o que parecia ser o pacote mas não resolveu. Alguém viu algo parecido?
Não prejudica em nada no resto. Só estética. As funcionalidades que tinham naquela barrinha posso acessar doutros lugares...  :)

A minha continua, mas aparece meu username ao invés do meu nome completo. Clica na toolbar com o direito e escolhe "Add to Panel" (deve ser Adicionar ao Painel em português) e procura entre os applets lá.

Boa! Não ficou exatamente igual mas já quebra o galho. O menu original incluia deslogar/desligar/reiniciar e opções do emphaty para mudanças de status, etc, etc. Não achei nada parecido no "Add to Panel".
Ainda tá no mesmo menu, mas ficou dentro de um sub-menu, "Set Status" aqui.

Resolvi esse problema. Mato o painel e ele volta certinho.

~$ pkill gnome-panel

Mas ainda não descobri porque isso acontece comigo. De cada 5x que Ubuntu carrega, 4 delas o painel carrega mal com os ícones uns por cima dos outros.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Fevereiro de 2011, 21:30:58
O ubuntu tem alterações próprias (um pouco maiores do que o que é de costume para cada distribuição) no painel do gnome, talvez tenha algo a ver.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Fevereiro de 2011, 21:43:43
Um linux bem bacana que dei uma olhada esses dias foi o slitaz. Coloquei (apenas live) num laptop com celeron d33, pouca memória (não lembro o quanto), e ele simplesmente voa. O XP (instalado) em comparação parece uma carroça ancorada, chega a ser irritante. Não é só uma resmungação/pixação típica de linuxer anti-MS, é uma comparação 100% honesta da coisa. É irritante fazer coisas com o XP, eu simplesmente não esperava ser possível tanta diferença, mesmo com uma dessas distribuições mais leves. O antiX, por exemplo, não ficou tão bom, mais ou menos no meio do caminho entre o XP e o slitaz.

É derivado de slackware, tendo só 30MB. Dá para instalar e tem um sistema de pacotes que parece bem razoável, nada do que costuma estar associado a má fama de slackware, de ter que ficar caçando dependências por conhecer o software "decor", ele baixa as dependências. O DE é openbox, o navegador é midori, e o gerendiador de arquivos é o pacmanfm.

O único contra foi que no meu PC mesmo (live, não instalei) tinha ficado só em 800*600, mas acho que para isso era só ter colocado vga=775 no boot.

http://www.youtube.com/v/0EYC2eBqKXs



Outra coisa bem útil que encontrei foi um script para instalar várias isos (de uma lista de distribuições "compatíveis") em um só CD ou DVD. Você dá boot com o disco, e vai para um menu do grub com as opções para ir para cada uma das distros instaladas.

http://multicd.tuxfamily.org/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 01 de Março de 2011, 23:12:55
O Ubuntu atualizou o kernel mas toda a vez que ligo ou reinicio o computador o Grub oferece as opções de logar com o kernel novo e com os antigos. Como faço para remover os antigos da lista?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 02 de Março de 2011, 01:27:25
O Ubuntu atualizou o kernel mas toda a vez que ligo ou reinicio o computador o Grub oferece as opções de logar com o kernel novo e com os antigos. Como faço para remover os antigos da lista?
Modo prático, baixe esse e instale pacote. (Recomendado)
http://ubuntu-tweak.com

Modo via comando (não responsabilizo e se não sentir seguro não use):
http://andregondim.eti.br/2009/12/removendo-kernel-antigo-com-um-comando/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 02 de Março de 2011, 08:28:06
O Ubuntu atualizou o kernel mas toda a vez que ligo ou reinicio o computador o Grub oferece as opções de logar com o kernel novo e com os antigos. Como faço para remover os antigos da lista?
O ideal é deixar os antigos para o caso de o novo dar algum problema.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 04 de Março de 2011, 21:44:32
Se ocuparem muito espaço/forem muito velhos, pode desinstalar os mais antigos (ao marcar para desinstalar num synaptic da vida, preste atenção para ver se não está desinstalando o sistema inteiro junto). Na próxima atualização devem sumir, e se não quiser esperar tem comandos como grub-update (acho, mas não vá só digitando e vendo o que acontece, dá uma googlada antes), além de poder editar manualmente o grub.conf e remover as entradas que não se quer. Se bem que no grub novo não se "deveria" fazer isso, tem todo um esquema diferente para isso. Mas é só burocracia, eu faço do jeito antigo ainda.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Março de 2011, 21:08:47
multicd.tuxfamily.org

multicd.sh is a shell script designed to build a multiboot CD image containing many different Linux distributions and/or utilities.
The advantages to making a CD with this script are:

You don't need to burn multiple CDs for small distributions.

If you already have the ISO images, it is not necessary to download them again.

When a new version of one of the distributions is released, you can simply download the new version and run the script again to build a new multiboot image.



Acho especialmente bom para se ter coisas como o SystemRescueCD, parted magic e coisas parecidas sempre que sobrar espaço num CD ou DVD. Aí o CD/DVD continua com utilidade mesmo depois que a(s) distribuição(ões) estiver(em) um pouco datada(s).
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: 3libras em 15 de Março de 2011, 03:07:05
é eu ainda tenho usado o dual boot com o seven e o ubuntu.

os dois são bem importantes pra mim, o seven roda jogos muito bem mas é meio pesado (não que seja um grande problema pro meu pc). já o ubuntu voa, mas infelizmente até hoje naõ achei como fazer ele reconhecer meu som como 5.1 e só posso usa-lo quando estou com headphones

uma coisa curiosa, aquele monte de atualização que exigia reiniciar, que era uma marca do windows no seven muito raramente acontece (para não dizer nunca, acho que só o daemon tools exigiu isso) no ubuntu tá cada vez mais frequente, além de por semana eu ter uqe baixar uns 80mb de update contra menos de 5 do seven.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 15 de Março de 2011, 06:55:53
uma coisa curiosa, aquele monte de atualização que exigia reiniciar, que era uma marca do windows no seven muito raramente acontece (para não dizer nunca, acho que só o daemon tools exigiu isso) no ubuntu tá cada vez mais frequente, além de por semana eu ter uqe baixar uns 80mb de update contra menos de 5 do seven.
Atualizações grandes que exigem reboot em geral são do kernel. Os aplicativos normalmente não exigem.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: 3libras em 15 de Março de 2011, 12:19:27
uma coisa curiosa, aquele monte de atualização que exigia reiniciar, que era uma marca do windows no seven muito raramente acontece (para não dizer nunca, acho que só o daemon tools exigiu isso) no ubuntu tá cada vez mais frequente, além de por semana eu ter uqe baixar uns 80mb de update contra menos de 5 do seven.
Atualizações grandes que exigem reboot em geral são do kernel. Os aplicativos normalmente não exigem.

Sim mas esse era um dos principais argumentos dos "windows haters". que eles usavam um sistema onde não precisavam reinicar pra fazer nada e o windows pra atualizar o java tinha que reiniciar. pra ver com o mundo muda rs.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 15 de Março de 2011, 12:33:23
uma coisa curiosa, aquele monte de atualização que exigia reiniciar, que era uma marca do windows no seven muito raramente acontece (para não dizer nunca, acho que só o daemon tools exigiu isso) no ubuntu tá cada vez mais frequente, além de por semana eu ter uqe baixar uns 80mb de update contra menos de 5 do seven.
Atualizações grandes que exigem reboot em geral são do kernel. Os aplicativos normalmente não exigem.

Sim mas esse era um dos principais argumentos dos "windows haters". que eles usavam um sistema onde não precisavam reinicar pra fazer nada e o windows pra atualizar o java tinha que reiniciar. pra ver com o mundo muda rs.
Sempre precisou reiniciar no caso do kernel. A diferença é que, antigamente, atualizar o kernel era um processo tão complicado que ninguém fazia. Hoje, vem misturado com as outras atualizações.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 16 de Março de 2011, 02:14:38
...sou só eu que simplesmente tô cagando e andando pras atualizações do Ubuntu? Eu só atualizo uma vez: depois de instalar.
Especialmente do quernel, já que tenho compilado à mão e NÃO VOU COMPILAR OUTRO. Nem vou usar aquela lerdice que vem "de fábrica".
[Pros curiosos, é um Omnislash-5]

E quando eu instalar um Debian/kFreeBSD, atualização de quernel vai ser só uma a cada dez anos.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unsichtbar em 01 de Abril de 2011, 00:46:30
Estou com um notebook novo e uso Win7/Ubuntu em dual boot como o 3libras. Também acho inconveniente as atualizações frequentes no Ubuntu. E até o tamanho delas, além pacotes extras. Por ex., pra quem quer usar LaTeX são quase 800MB de pacotes para baixar.
Só estou com a minha placa de vídeo GeForce morta no Linux, os drivers disponíveis não funcionam.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 01 de Abril de 2011, 06:59:00
Só estou com a minha placa de vídeo GeForce morta no Linux, os drivers disponíveis não funcionam.
O que veio na distribuição não funcionou comigo. Usei o arquivo .RUN baixado do site da Nvidia.
Só há um problema: na versão 10.10 do Kubuntu, a cada atualização do kernel, ele descarta o driver e é preciso instalar de novo na linha de comando (o X não entra). Espero que consertem isto na 11.04.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unsichtbar em 01 de Abril de 2011, 10:07:09
Pra mim nem os drivers oficiais da nVidia resolveram. Pesquisando descobri que meu notebook usa uma tecnologia nova, sem suporte para Linux pela nVidia, que usa GeForce e a placa de vídeo da Intel em conjunto. Por enquanto, só que o há é uma tentativa de criar algo opensource que suporte isso: Hybrid-Graphics-Linux (https://launchpad.net/~hybrid-graphics-linux)

Só estou com a minha placa de vídeo GeForce morta no Linux, os drivers disponíveis não funcionam.
O que veio na distribuição não funcionou comigo. Usei o arquivo .RUN baixado do site da Nvidia.
Só há um problema: na versão 10.10 do Kubuntu, a cada atualização do kernel, ele descarta o driver e é preciso instalar de novo na linha de comando (o X não entra). Espero que consertem isto na 11.04.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 01 de Abril de 2011, 12:16:00
Eu desisti da nVidia quando surgiu o suporte pra KMS pra ATi e Intel.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Abril de 2011, 20:59:55
Pergunta besta: com a apple abandonando o PPC e partindo para os PCs "normais", isso vai de alguma forma beneficiar colateralmente o linux? A proximidade dos sistemas poderia permitir rodar "mais nativamente" do que com WINE softwares proprietários do apple que não existem em linux, bem como usar drivers quando o hardware for o mesmo?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 01 de Abril de 2011, 21:02:17
O hardware já é o mesmo.

E o que está acontecendo é de certa forma o oposto do que você falou. Como o OS X é UNIX, é trivial compialr um programa pra linux num Mac, então muito software livre já está saindo com versão pra linux e pra Mac.

Nunca vi ninguém reclamando que nãop conseguia rodar programa X de mac no Linux, principalmente porque quem roda programa de mac compra mac.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Abril de 2011, 21:13:41
Bem, isso talvez o contrário fosse até meio óbvio, uma vez que já existia linux para mac mesmo antes... :hein: ...mas e na direção oposta, a especificidade do programa ser compilado para mac/OSX já basta para inviabilizar que seja rodado em linux, sendo irrelevante que seja o mesmo hardware, ou existe a possibilidade de ser criada uma gambiarra meio como um "OS-XINE" mais eficiente que o WINE pela proximidade entre os sistemas? :|


Se houver essa chance, espero que a apple não incentive as companhias que desenvolvem a bolar qualquer tipo de "trava de software", uma tentativa de detectar se é mesmo OSX que tenta rodar o programa. :/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 01 de Abril de 2011, 21:20:46
Só precisa traduzir as chamadas do kernel, que nem são tão diferentes assim, por causa do POSIX e colcoar as bibliotecas da apple, se não me engano.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Abril de 2011, 21:47:17
Citar
http://unix.stackexchange.com/questions/3322/what-makes-osx-programs-not-runnable-on-linux

[...]

The whole ABI is different, not just the binary format (Mach-O versus ELF) as sepp2k mentioned.

For example, while both Linux and Darwin/XNU (the kernel of OS X) use sc on PowerPC and int 0x80/sysenter/syscall on x86 for syscall entry, there's not much more in common from there on.

Darwin directs negative syscall numbers at the Mach microkernel and positive syscall numbers at the BSD monolithic kernel — see xnu/osfmk/mach/syscall_sw.h and xnu/bsd/kern/syscalls.master. Linux's syscall numbers vary by architecture — see linux/arch/powerpc/include/asm/unistd.h, linux/arch/x86/include/asm/unistd_32.h, and linux/arch/x86/include/asm/unistd_64.h — but are all nonnegative. So obviously syscall numbers, syscall arguments, and even which syscalls exist are different.

The standard C runtime libraries are different too; Darwin mostly inherits FreeBSD's libc, while Linux typically uses glibc (but there are alternatives, like eglibc and dietlibc and uclibc and Bionic).

Not to mention that the whole graphics stack is different; ignoring the whole Cocoa Objective-C libraries, GUI programs on OS X talk to WindowServer over Mach ports, while on Linux, GUI programs usually talk to the X server over UNIX domain sockets using the X11 protocol. Of course there are exceptions; you can run X on Darwin, and you can bypass X on Linux, but OS X applications definitely do not talk X.

Like Wine, if somebody put the work into

implementing a binary loader for Mach-O
trapping every XNU syscall and converting it to appropriate Linux syscalls
writing replacements for OS X libraries like CoreFoundation as needed
writing replacements for OS X services like WindowServer as needed
then running an OS X program "natively" on Linux could be possible. Years ago, Kyle Moffet did some work on the first item, creating a prototype binfmt_mach-o for Linux, but it was never completed, and I know of no other similar projects.

(In theory this is quite possible, and similar efforts have been done many times; in addition to Wine, Linux itself has support for running binaries from other UNIXes like HP-UX and Tru64, and the Glendix project aims to bring Plan 9 compatiblity to Linux.)

linkeditflag
edited Oct 21 '10 at 5:49

answered Oct 21 '10 at 5:44
ephemient



Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 14 de Abril de 2011, 11:22:23
Draftsight
Programa de CAD para Linux, Windows e Mac OS X.

Testei no Linux e funcionou bem. Não faz desenhos 3D, mas abriu um que eu tinha.

Ele requer:

libdirectfb-extra >= 1.2.7.2
libxcb-render-util0 >= 0.3.6-1

mas elas estão no repertório do Ubuntu e instalaram na hora com o apt-get.


Citar
Free CAD software * for your DWG files: DraftSight - Dassault Systèmes

Free CAD software * for your DWG files: Your software. Your vision. Your community. A new 2D CAD product that provides professional CAD users, students and educators with a better way to read, write and share DWG files.


http://www.3ds.com/products/draftsight/free-cad-software/

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 14 de Abril de 2011, 11:24:33
Hmm, isso muito me interessa.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 14 de Abril de 2011, 11:29:31
Finalmente!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 14 de Abril de 2011, 12:33:55
Vários programas científicos comerciais já têm versões para Linux, como Matlab, LabVIEW, Maple, Mathematica...
Acho que é questão de tempo até o AutoCAD e outros chegarem também.

Mas tem uma novidade sobre o AutoCAD no Linux para vocês: http://www.vivaolinux.com.br/topico/Multimidia/AutoCAD-no-Linux-Este-dia-chegou
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 14 de Abril de 2011, 12:52:45
Finalmente!
Há o VariCAD e o BricsCAD, mas são pagos.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 15 de Abril de 2011, 09:24:58
http://www.guiadeti.com.br/anuario/fundacao.2006-06-22.6373580365/solucao.2006-06-23.9511201504/

Citar
http://brlcad.org/


BRL-CAD®

Sumário:

Sistema CAD avançado de modelagem sólida, desenvolvido pelo Laboratório de Pesquisas do Exército dos EUA.

Descrição:

O BRL-CAD® é um sistema CAD avançado de modelagem sólida que vem sendo desenvolvido desde 1979 pelo Laboratório de Pesquisa do Exército dos EUA (conhecido anteriormente por Laboratório de Pesquisas de Balística, no inglês Ballistic Research Laboratory, BRL). Atualmente, com mais de um milhão de linhas de código (em sua grande maioria na linguagem de programação C), o sistema dispõe, entre outros, dos seguintes recursos:

    Dois editores de formas geométricas interativos: MGED, o editor original, multiplataforma, e Archer o   
    novo editor, mais avançado e rico em recursos disponível atualmente (junho de 2006) apenas para
    Linux e Windows® (embora facilmente portável para outras arquiteturas);

    Biblioteca de ray tracing com suporte à renderização e à análise geométrica;
    Suporte a framebuffer distribuído em rede;
    Linguagem de script embarcada;
    Ferramentas de processamento de imagens e sinais,
    Grande número de utilitários de apoio.

O programa suporta uma variedade de representações geométricas, incluindo primitivas de geometria sólida combinatória tradicional (CSG), sólidos feitos de coleções fechadas de superfícies uniformes do tipo B-spline, bem como de superfícies NURBS, geometria facetada e geometria múltipla-de-n (NMG).


Modelo Comercial:

O software é livre e gratuito. Serviços, como consultoria, suporte e treinamento, são pagos.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 15 de Abril de 2011, 19:38:29
Finalmente!
Há o VariCAD e o BricsCAD, mas são pagos.
Por mim não importa são pagos, o engenheiro está disposto para pagar o software muito bem documentado e funcional.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Rhyan em 20 de Abril de 2011, 21:55:03
Por que é tão complicado instalar/desistalar um programa no Ubuntu? O Firefox 4.0 e o Chrome por ex.?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 20 de Abril de 2011, 21:58:41
O jeito mais fácil é adicionando os repositórios do Mozilla ou do Google. O chato é achar esses endereços. Quando eu usava OpenSUSE eu achava mais fácil, os endereços dos repositórios mais importantes estavam todos no site oficial da distro.

Mas relaxa por enquanto, que daqui a uma semana sai a versão nova do Ubuntu e vai ser tudo atualizado.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Abril de 2011, 22:09:08
Você instala uma versão nova a cada release? :hein:

...

sobre a complicação... bem, me parece que quando não é mais simples do que o "padrão" (windows), instalar por apt-get/synaptic/etc, é igual: encontrar e baixar o programa. Desinstalar pode ser um pouco diferente, uma vez que no windows não costuma haver compilação, e menos comumente programas que se roda direto, sem instalar.

Nesses casos, eu prefiro deixar o programa dentro da minha pasta de usuário mesmo (/home/usuário/.opt em vez de /opt), só para não precisar usar como administrador para isso. No caso de ter que compilar, eu prefiro concluir com checkinstall, em vez do "make install", que cria e instala um pacote normal a partir do que foi compilado. Só pela conveniência de desinstalar com o synaptic quando for o caso, em vez de ter que ir ao diretório e mandar desinstalar.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 24 de Abril de 2011, 19:15:48
Alguém usa o kernel zen/liquorix? Acha que faz diferença mesmo/sabe de comparações bem metódicas em vez de só gente dizendo que percebe/"sente" que é mais rápido?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 29 de Abril de 2011, 12:05:45
O novo Ubuntu 11.04 está lindo demais! Eu tinha torcido o nariz quando soube que iam trocar o Gnome pelo Unity, mas agora que vi o resultado o meu queixo caiu, ficou perfeito. Estou doido para usar o meu notebook perto de algum usuário de Windows só para fazer inveja. Ficou show, moderno demais.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Pregador em 29 de Abril de 2011, 12:52:37
O novo Ubuntu 11.04 está lindo demais! Eu tinha torcido o nariz quando soube que iam trocar o Gnome pelo Unity, mas agora que vi o resultado o meu queixo caiu, ficou perfeito. Estou doido para usar o meu notebook perto de algum usuário de Windows só para fazer inveja. Ficou show, moderno demais.

Tem gente reclamando de erros durante a atualização... EU vou esperar um pouco para atualizar...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 29 de Abril de 2011, 15:02:02
Geralmente não vale a pena atualizar nesses casos, e sim instalar fresco.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 29 de Abril de 2011, 17:52:06
Tem gente reclamando de erros durante a atualização... EU vou esperar um pouco para atualizar...

Aqui, até agora nenhum problema. Ao contrário do 10.10, que me deu um monte de dor de cabeça nas primeiras semanas...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 30 de Abril de 2011, 09:10:18
Geralmente não vale a pena atualizar nesses casos, e sim instalar fresco.
Nunca consegui atualizar. Sempre estraga a instalação anterior e não boota mais ou boota com problemas.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 30 de Abril de 2011, 12:15:17
Que estranho :confuso: Nunca tive esse problema, acho que estou atualizando desde ou 8.10 ininterruptamente e nunca deu problema desse tipo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: DDV em 30 de Abril de 2011, 13:37:20
Eu nunca usei Linux, mas juntando tudo o que eu ouço falar de ambos os sistemas, acredito que não vale absolutamente a pena um usuário comum migrar de um Windows 7 pra qualquer Linux.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 30 de Abril de 2011, 13:45:57
Eu nunca usei Linux, mas juntando tudo o que eu ouço falar de ambos os sistemas, acredito que não vale absolutamente a pena um usuário comum migrar de um Windows 7 pra qualquer Linux.

O usuário que usou Windows a vida toda e vai para o Linux tem que reaprender muita coisa. Pode ser um incômodo no início, mas é igual a qualquer mudança, se ele tiver vontade e paciência ele vai conseguir mudar. Mesmo o usuário comum. É igual a mudar de PC para Mac, você diria que quem usou PC a vida toda nunca deveria experimentar o Mac?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 30 de Abril de 2011, 17:31:06
Pqp... Atualizei o Ubuntu 11.04, eu fiquei tão suspreso o pacote Unity (nova interface dele) + Zeitgeist.

Mas, um momento eu tava assistindo você quem sabe... Uma suspresa desgradável eu não sabia ele grava documentos recentes (igual os documentos recentes no Windows) onde eu acessei última vez com thumb os vários vídeos você que sabe...
Eu deixo a único login a sessão o ubuntu + iniciado automaticamente.

Fiquei desesperado! Muito mesmo! Tinha várias pessoas minha casa. E não acontecer coloquei o terminal:
Código: [Selecionar]
echo "LOCKED from edits - use chattr -i to re allow" > ~/.local/share/recently-used.xbel && sudo chattr +i ~/.local/share/recently-used.xbel
Menos vou esperar a versão stable sair com blacklist para não achar a pasta eu tava assistindo...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 30 de Abril de 2011, 17:51:34
Hehehehe... eu também reparei nisso, Vito, achei um você sabe o quê nos meus documentos recentes também :P  Mas eu moro sozinho!
Agora, o bonito da internete é que você não precisa mais baixar você sabe o quê no seu computador, você pode assistir online mesmo :lol:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Moro em 30 de Abril de 2011, 19:17:15
No meu emprego abriu uma tela de você sabe o que no I.E quando estava conversando com uma senhora. Eu uso o chrome mas tinha que usar o i.e devido há uma aplicação específica.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 30 de Abril de 2011, 21:04:45
Ela viu? :o
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Moro em 01 de Maio de 2011, 00:47:48
Sim, pedi desculpas.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Südenbauer em 01 de Maio de 2011, 02:35:53
Geralmente eu espero passar um tempo antes de atualizar, mas o sistema anunciou e mandei atualizar na hora mesmo. Teve um erro durante o processo que me deu um bom susto, mas ainda bem que tudo se resolveu (pelo menos parece).

Visualmente fiquei bem impressionado, mas não parece mais funcional que a versão antiga.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Südenbauer em 01 de Maio de 2011, 03:12:53
Eu nunca usei Linux, mas juntando tudo o que eu ouço falar de ambos os sistemas, acredito que não vale absolutamente a pena um usuário comum migrar de um Windows 7 pra qualquer Linux.

O usuário que usou Windows a vida toda e vai para o Linux tem que reaprender muita coisa. Pode ser um incômodo no início, mas é igual a qualquer mudança, se ele tiver vontade e paciência ele vai conseguir mudar. Mesmo o usuário comum. É igual a mudar de PC para Mac, você diria que quem usou PC a vida toda nunca deveria experimentar o Mac?
Pois é. Eu deixei o Windows quando era o xp, e nas primeiras vezes que fui mexer no Windows 7 me atrapalhei bastante para conseguir o que queria.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: DDV em 01 de Maio de 2011, 03:56:46
Eu nunca usei Linux, mas juntando tudo o que eu ouço falar de ambos os sistemas, acredito que não vale absolutamente a pena um usuário comum migrar de um Windows 7 pra qualquer Linux.

O usuário que usou Windows a vida toda e vai para o Linux tem que reaprender muita coisa. Pode ser um incômodo no início, mas é igual a qualquer mudança, se ele tiver vontade e paciência ele vai conseguir mudar. Mesmo o usuário comum. É igual a mudar de PC para Mac, você diria que quem usou PC a vida toda nunca deveria experimentar o Mac?
Pois é. Eu deixei o Windows quando era o xp, e nas primeiras vezes que fui mexer no Windows 7 me atrapalhei bastante para conseguir o que queria.

Nem estou falando em termos de adaptação. Isso é o de menos.

O que estou perguntando especificamente é: o que o Linux oferece de tão melhor que o Window 7 não possa oferecer, de modo que possamos sem hesitar abrir mão da quantidade maior de aplicativos disponíveis para o Windows, de sua maior facilidade de uso para o usuário comum e do simples fato prático de já estarmos habituados ao mesmo?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Südenbauer em 01 de Maio de 2011, 05:21:51
Cara, no meu caso, eu simplesmente acho melhor. Rápido, funcional, bonito, personalizável e sem me perguntar a toda hora se eu tenho certeza de que quero realizar a operação. Não existe nada que ofereça "de tão melhor", talvez sejam os pequenos detalhes de cada programa e cada forma de operar o sistema que o torne tão interessante. O Windows é altamente recomendável se tu quer jogar, o Linux talvez só tenha vantagem semelhante se tu for um programador com anseio por maior liberdade.

No início apanhei para usar e tive uns momentos de estresse mesmo, mas quando aprendi a mexer no Windows também foi assim. Hoje em dia eu lido com tranquilidade sem ter de me preocupar tanto com vírus, com o sistema instalando coisas compulsivamente e surgirem uns problemas "do nada".
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Moro em 01 de Maio de 2011, 09:26:40
Já tive linux em casa mas era para servidor. Hoje penso em abandonar o Windows, mas ir para um Mac.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 01 de Maio de 2011, 10:28:54
Eu já acho que o Linux roda muito mais aplicativos que o Windows, considerando que a maioria dos programas para Windows roda redondinho no Wine. Além de ser mais seguro, como disse o Dr. Strangelove, eu nunca mais me preocupei com vírus e quando eu ligo o meu computador ele está prontinho assim que carrega o SO, quando eu uso Windows eu fico até nervoso com o tanto de coisas que eu tenho que esperar ele carregar, desde o antivírus até a dúzia de programas que se iniciam sozinhos com o sistema e que você nem lembra de ter instalado.

Sem contar que a Microsoft é do mal e quer te ferrar a qualquer custo :P  Dois exemplos: primeiro - comprei um jogo uma vez (Fallout 3) doido para usar meu lindo joystick Clone igual aos de Playstation de 35 reais e na hora de jogar eu descobri que o jogo não aceitava esse joystick, o único controle que ele reconhecia era o da Microsoft, que custava 150 dinheiros. Em outro jogo do mesmo ano e tão complexo quanto FO3 (Dead Space) meu joystick funcionava perfeito; segundo - o Windows precisa ser reinstalado periodicamente, como todo mundo sabe, parece que ele tem prazo de validade, numa dessas eu tive que formatar o notebook da minha mãe que vinha com uma porcaria de Windows Vista Home Edition tão vagabundo que ele só permitia abrir 3 programas por vez (mais que isso ele não deixava). Pois bem, daquela vez o Vista deu uma mensagem dizendo que aquele DVD de instalação não podia mais ser usado novamente, que eu já tinha passado do limite de instalações dele. Isso depois de eu já ter formatado a instalação anterior. Eu não sabia que o DVD original do Windows Vista que eu comprei na verdade não era meu, era emprestado e a Microsoft ia pegar de volta... Agora minha mãe, que não entende nada de computador, usa Linux e adora.

Enfim, fuck Microsoft, dude!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Moro em 01 de Maio de 2011, 10:37:00
realmente a microsoft tem me irritado muito. Mas vejo pessoas com o Linux que apanham muito para fazer coisas simples.
Mas talvez eu deva tentar mesmo nos notes das crianças primeiro... qual a versão que vocês recomendam?
Ubuntu?

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 01 de Maio de 2011, 10:51:31
Ubuntu FTW!!!

Mas Agnóstico, se você ainda está em dúvida eu recomendo que você teste uma máquina virtual primeiro. Uma máquina virtual é uma instalação "virtual" de um SO, por exemplo, em vez de instalar o Linux direto em seu HD, você o instala como se fosse um programa de Windows e roda ele de dentro do Windows. Isso pode diminuir a performance do sistema quando você o estiver usando, mas é ótimo para você testar e ver se se adapta a ele. Eu recomendo o Virtual Box (http://www.virtualbox.org/), da Oracle.

Tem um monte de tutoriais na web sobre como instalar um linux dentro de uma máquina com windows via Virtual Box.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Südenbauer em 01 de Maio de 2011, 12:02:20
realmente a microsoft tem me irritado muito. Mas vejo pessoas com o Linux que apanham muito para fazer coisas simples.
Como...?

O problema é que a filosofia do Windows é: "Tu é burro. Então a gente já vai encher a máquina de aplicativos, deixá-los abrirem sozinhos, instalar programas sem cuidado e te perguntar sobre toda operação que fizeres". No caso da minha mãe que se atrapalha para mexer até no Windows e basicamente só joga paciência e consulta o e-mail, o sistema satisfaz isso e eu nunca recomendaria Linux para ela (embora é sempre interessante ressaltar que não tivesse diferença se fosse educada primeiramente em Linux). Já a filosofia do Linux é: "Acho que tens autonomia suficiente para lidar com teu próprio sistema". O meu pai gosta de fuçar, personalizar, escutar música, assistir vídeos, trabalhar no computador. Então várias vezes em que estávamos conversando eu dizia algo como "no Linux esse problema não tem pois..." ou "no Linux é interessante porque é assim..." e ele acabou se interessando e já ensaiou usar algumas vezes.

Acho que para quem tem um mínimo de interesse em informática vale a pena experimentar, mesmo que apanhando um pouco. O legal é que enquanto no Windows tu trabalha da maneira como a Microsoft quer que tu trabalhe, no Linux tu lida da tua maneira.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 01 de Maio de 2011, 16:08:36
Além de ser mais seguro, como disse o Dr. Strangelove, eu nunca mais me preocupei com vírus e quando eu ligo o meu computador ele está prontinho assim que carrega o SO, quando eu uso Windows eu fico até nervoso com o tanto de coisas que eu tenho que esperar ele carregar, desde o antivírus até a dúzia de programas que se iniciam sozinhos com o sistema e que você nem lembra de ter instalado.
Uso um PC com Vista e com Linux. Só entro no Windows raramente por conta de um programa que só roda lá e fico irritado com a demora do boot, além do que, mesmo depois que ele supostamente terminou, o HD continua chacoalhando por uns 20 minutos. E às vezes recomeça sem  mais nem menos.

Já o Linux termina o boot rápido e o HD não se mexe mais a não ser que seja requisitado.

E não há nenhum motivo para alguém usar Windows em servidores, a menos que tenha cometido o erro de escolher, por exemplo, um ERP que só roda nele.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 01 de Maio de 2011, 16:19:16
Por que você não usa uma máquina virtual, Fernando? Eu também faço isso para rodar um programa janeloso.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 01 de Maio de 2011, 16:22:32
Por que você não usa uma máquina virtual, Fernando? Eu também faço isso para rodar um programa janeloso.
Talvez um dia. O Windows já estava lá e eu deixei. O que eu tenho feito ultimamente é instalar novas distribuições em HDs externos para testar. Às vezes, acaba virando definitivo e eu dou boot do externo ou do interno conforme a necessidade.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 02 de Maio de 2011, 01:55:55
Eu nunca usei Linux, mas juntando tudo o que eu ouço falar de ambos os sistemas, acredito que não vale absolutamente a pena um usuário comum migrar de um Windows 7 pra qualquer Linux.

O usuário que usou Windows a vida toda e vai para o Linux tem que reaprender muita coisa. Pode ser um incômodo no início, mas é igual a qualquer mudança, se ele tiver vontade e paciência ele vai conseguir mudar. Mesmo o usuário comum. É igual a mudar de PC para Mac, você diria que quem usou PC a vida toda nunca deveria experimentar o Mac?
Pois é. Eu deixei o Windows quando era o xp, e nas primeiras vezes que fui mexer no Windows 7 me atrapalhei bastante para conseguir o que queria.

Nem estou falando em termos de adaptação. Isso é o de menos.

O que estou perguntando especificamente é: o que o Linux oferece de tão melhor que o Window 7 não possa oferecer, de modo que possamos sem hesitar abrir mão da quantidade maior de aplicativos disponíveis para o Windows, de sua maior facilidade de uso para o usuário comum e do simples fato prático de já estarmos habituados ao mesmo?

Tirando eventuais coisas bem específicas que eu nem imaginaria (LaTeX é um exemplo, acho, mas imagino que deva ter isso para windows também), nada, ou muito perto disso. Especialmente se tiver motivos para se sentir seguro de vírus e não tiver problemas de estabilidade, ou não se importar com reinstalações periódicas. Fora isso, as únicas vantagens, (além de preço zero) são maiores possibilidades de customização da interface, desde diferentes ambientes de desktop já prontos distintos, até programinhas/scripts que poderia fazer um pouco mais facilmente no linux. Mas isso também não conta muito se levar em consideração já estar bem acostumado (e satisfeito) com a interface do windows e os principais programas.

No windows dá para fazer uns .bat, mas acho que eles tem o poder bastante limitado, ainda mais nos windows mais novos, e considerando que não tem tantos programas que você poderia "concatenar" num script. Dá para fazer coisas como usar o computador como um despertador super-caro, bloquear o acesso a sites não-relacionados a trabalho quando estiver trabalhando, alternar as listas de música no dia automaticamente, de acordo com a hora, e outras "engenhocas" mais que imaginar.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 02 de Maio de 2011, 01:59:48
Eu não consigo entender por que o OS X é unix e ao mesmo tempo tão distante de linux, tão "incustomizável". Aqueles botões trocados de lado, por exemplo, nunca algo tão pequeno conseguiu ser tão irritante. Se eu fosse usuário de mac e quisse deixar desse jeito no linux, dava, ao menos no DE/WM openbox. O que é que custa deixar a coisa minimamente customizável?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 02 de Maio de 2011, 08:41:57
No Ubuntu os botões também são trocados de lado. No começo eu até mudei para o lugar "certo", mas depois voltei atrás só pelo prazer de ser diferente :D Agora já me acostumei.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Südenbauer em 04 de Maio de 2011, 12:11:09
Após cinco dias usando o Ubuntu 11.04, já me habituei à interface e acho bem divertido de mexer. É legal que ela te força um pouco a usar os comandos do teclado, o que torna a navegação mais rápida. É interessante também qu vi muita gente reclamando que o Ubuntu estava cada vez mais parecido com Windows, esse Unity deu uma distanciada positiva nisso.

 :)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 04 de Maio de 2011, 12:14:59
Minha mãe veio me dizer que apareceu "um negócio pra atualizar" no note dela e ela mandou atualizar, pq nunca deu problema.

Resultado: já baixei o ISO do 11.4 pra instalar do zero...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Südenbauer em 04 de Maio de 2011, 12:17:50
:lol:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Geotecton em 07 de Maio de 2011, 14:15:46
[...]
O que é que custa deixar a coisa minimamente customizável?

Se voce pode f... com todos para que facilitar?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 08 de Maio de 2011, 02:25:40
Estou sendo um problema Unity, fica bem lento porque meu é onbard Ati 3300, mesmo desativando v-sync fica um pouco lento. Para resolver utilizei Unity 2D, assim está ótimo...
Mas eu uso driver propretário, com open não tem nenhum lento, pode ser o bug, vou esperar o AMD resolvam o bug e aí posso voltar em padrão.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 08 de Maio de 2011, 09:27:32
Acho que dá para você colocar o Gnome de volta, Vito. Um colega meu que não gostou do Unity fez isso.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 08 de Maio de 2011, 10:58:28
Pra isso, na tela de login, basta selecionar seu usuário e, antes de entrar com a senha, escolher a opção "Ubuntu Classic" no menu de sessões.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 08 de Maio de 2011, 12:27:57
Instalei o Kubuntu 11.04. E vou aguardar pelo KDE Trinity.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Maio de 2011, 19:05:48
Sugiro dar uma olhada no LXDE. Eu mesmo não uso (só o openbox, que é a "base" sobre o qual ele é montado/configurado), mas acho que é algo que poderia ser um "quebra galho" para quem preferia o KDE 3. Só use o konqueror como gerenciador de arquivos em vez do pcmanfm, que realmente é melhor (exceto por algumas regressões e não montar mídia portátil automaticamente, daí ou se monta em linha de comando ou abre o pcmanfm ou o dolphin para isso).


Achei estranha essa rejeição ao KDE 4, não cheguei a usar, mas li coisas como que estaria melhor que o 3, até mais leve. A "única coisa que eu não gostei", foi a regressão de funcionalidades no konqueror, já que é praticamente a única coisa que uso, fora editores de texto ou uma ou outra coisa a mais que nem lembro ou não uso muito.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 08 de Maio de 2011, 20:37:39
Achei estranha essa rejeição ao KDE 4, não cheguei a usar, mas li coisas como que estaria melhor que o 3, até mais leve. A "única coisa que eu não gostei", foi a regressão de funcionalidades no konqueror, já que é praticamente a única coisa que uso, fora editores de texto ou uma ou outra coisa a mais que nem lembro ou não uso muito.
Eu uso o KDE 4 sem problemas, mas, no dia-a-dia, prefiro o KDE 3, que me permite usar mais o teclado, enquanto que o 4 requer o mouse a toda hora.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Rhyan em 08 de Maio de 2011, 20:47:14
Desistalei o Ubuntu do meu pc, tava muito pesado com dois sistemas...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Maio de 2011, 21:08:20
Achei estranha essa rejeição ao KDE 4, não cheguei a usar, mas li coisas como que estaria melhor que o 3, até mais leve. A "única coisa que eu não gostei", foi a regressão de funcionalidades no konqueror, já que é praticamente a única coisa que uso, fora editores de texto ou uma ou outra coisa a mais que nem lembro ou não uso muito.
Eu uso o KDE 4 sem problemas, mas, no dia-a-dia, prefiro o KDE 3, que me permite usar mais o teclado, enquanto que o 4 requer o mouse a toda hora.

Eu não conheço realmente, mas acho que tem essa opção. Fui no kcontrol (agora systemsettings, acho), e lá tem (no meu é em inglês) embaixo, na seção "computer administration", "input actions", que abre uma janela para configuração de atalhos de teclado e de mouse. Talvez no KDE3 já viessem vários configurados e por algum motivo resolveram tirar como padrão.

De outro fórum:

Citar
Clique com o direito no Kickoff (ícone do menu "iniciar") e escolha "editor do menu" ;encontre o aplicativo e , na aba "avançado" , entre as teclas de atalho.

De um site:

Citar
Ações de entrada: Esta é a seção para configuração dos atalhos e gestos de entrada, que no Kcontrol estava disponível através do "Regional e Acessibilidade". Esta seção é baseada no mesmo módulo usado no Kcontrol, você notará poucas mudanças em relação ao KDE 3.5.

Em resumo, essa opção é uma seção avançada de configuração, onde você pode criar atalhos para executar ações específicas dentro de aplicativos (como alterar a faixa no Amarok ou abrir um DVD no Dragon Player, por exemplo). Se você tem um teclado multimídia ou um controle remoto que quer programar as teclas para executar funções diversas, aqui é o lugar. Se, por outro lado, você quer apenas ajustar os atalhos básicos do sistema, use as opções dentro da seção "Mouse & teclado".

http://www.hardware.com.br/dicas/configurando-kde4.html


Um possível bug:

http://forum.archlinux-br.org/viewtopic.php?pid=10394
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 10 de Maio de 2011, 02:44:47
Dúvida talvez meio difícil: se você rotaciona o framebuffer pelo kernel, o ambiente gráfico vai ser rotacionado automaticamente?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 10 de Maio de 2011, 09:28:52
Depende do jeito que o framebuffer é lido.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 08 de Junho de 2011, 21:53:39
Estou com o Ubuntu 11.4 depois que o SUse 11 não reconheceu a placa deste novo note. Pelo menos consegui configurar tudo o que eu precisava.

O bom é instalar o aptitude, além de atualizar mais facilmente bastante coisa, já me salvou de perder o Update Manager (tive que deletar toda a lista de atualizações, mas dá para deltar os arquivos e começar do zero sem ter que instalar tudo de novo).

Outra coisa que fiz foi utilizar o Ubuntu Classic- sem efeitos, porque o outro de vez em quando não voltava quando ficava em stand by, e em uma dessa quase perdi a isntalação completa, mas deu para recuperar.

Curti o stellarium, agora funcionando direitinho... !!!
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 16 de Junho de 2011, 17:52:15
Achei uns links para uns manuais de Linux e/ou Ubuntu no fórum do Ubuntu:

http://tales.linuxhard.org/documentos/Manual_Sobrevivencia_Linux.pdf
http://hamacker.santhanna.net/?page_id=2139
http://apostila-ubuntu.juniored.com/
http://www.guiafoca.org/?page_id=51
http://www.hardware.com.br/guias/entendendo-linux/
http://www.hardware.com.br/tutoriais/ubuntu/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Iconoclasta SP em 16 de Junho de 2011, 20:09:58
Por motivos de praticidade, precisamos lá no trabalho de respostas mais ou menos rápidas (o quanto possível) de certas interpolações matemáticas para avaliarmos se a estratégia matemática está mais ou menos coerente com o que se observa na natureza (modelos de elementos finitos - blocos - utilizado em geologia neste caso).

Em 4 estações novas que compramos, com i7 980 "turbinadinho" na Bios (todos acima de 4Ghz) e 6Gb de RAM de 2000 Mhz (Corsair) obtivemos os seguintes resultados para exatamente a mesma simulação e com as estações apenas com o OS e o aplicativo (neste caso, o famigerado Datamine Studio 3):

Estação 1 Rodando Windows 7 64 bits- 2h34min interpolação ok
Estação 2 Rodando Windows 7 32 bits - 2h38 min interpolação ok
Estação 3 Rodando Linux (distr. Ubuntu) - 3h12 min interpolção ok
Estação 3 Rodando Linux (distr. Ubuntu) - 3h29 min interpolação ok

Para renderização dos modelos obtidos (Nvidia GeForce 480 GTX), os resultados foram:

Estação 1 - 32 FPS auto-spin do modelo interpolado
Estação 2 - 10 FPS auto-spin do modelo interpolado (desempenho sofrível com motivo não detectado)
Estação 3 - Travou
Estação 4 - 4 FPS e travou

Moral da história: Linux é uma bela merda para quem precisa de desempenho matemático e gráfico. Talvez seja muito bom para servidores, que não executam nem 5% dos aplicativos que uma estação de trabalho pessoal executa. Porém, para processamento pesado, mostrou ser uma verdadeira porcaria.

Desculpem pelo flame-post, eu não sou adepto de sistemas operacionais como alguns são por times de futebol, só fiquei muito revoltado ao ver que um sistema tão enaltecido pelo seu "desempenho" e leveza só atrasou a vida do pessoal do CPD da empresa.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 16 de Junho de 2011, 20:23:16
O Ubuntu é pesado, você não tentou com uma distribuição mais clean, como Slackware?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Junho de 2011, 20:24:51
Por que a maior parte das pessoas quer ter um sistema operacional como ferramenta, não como hobby ao qual dedica a maior parte do tempo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Iconoclasta SP em 16 de Junho de 2011, 20:25:23
Será que vale a pena?

Quem instalou foi a turma do CPD. Eu nem sei instalar o Linux.

Posso até sugerir isto para um das estações e ver o que acontece. Vai ter que melhorar muito para pagar os 650 (?) reais do W7 o qual, por incrível que pareça, é estável.

E não sou fã dos produtos da Microsoft de jeito nenhum (ok, eu gosto do Flight Simulator :))
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Junho de 2011, 20:26:39
Linux perde mesmo na área gráfica, exceto em algumas placa mais baratinhas onde ganha por uma vantagem perto de desprezível. Não tem distribuição que resolva, é caso de substituir o ambiente gráfico X por alguma outra coisa (há projetos nesse sentido), ou algo assim.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 16 de Junho de 2011, 20:27:20
Se quer desempenho acho não se sugeriria usar Ubuntu. Um meio termo entre a facilidade do Ubuntu e a leveza do Slack poderia ser o Lubuntu.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Junho de 2011, 20:32:42
O problema é que dependendo de qual for o tipo de aplicação, não tem distribuição que resolva, o linux perde de qualquer jeito, é muito aquém do potencial do hardware.

Não é questão de opinião, tem os benchmarks e tudo. (O site phoronix tem um monte).

O ambiente gráfico do linux vem sendo atualizado desde os anos 80, é um fóssil-vivo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Junho de 2011, 20:58:44
Page 1
PERFORMANCE COMPARISON OF SCIENTIFIC APPLICATIONS ONLINUX AND WINDOWS HPC SERVER CLUSTERS Albino A. Aveledaa, Renato N. Eliasb, José J. Camataa and Alvaro L.G.A. Coutinhoa aNACAD, High Performance Computing Center, Federal University of Rio de Janeiro, P.O.Box 68506, 21945-970, Rio de Janeiro, RJ, Brazil, {bino, camata, alvaro}@nacad.ufrj.br, http://www.nacad.ufrj.br bIM/DTL, Multidisciplinary Institute, Federal Rural University of Rio de Janeiro, Av. Governador Roberto Silveira, s/n, 26210-210, Nova Iguaçu, RJ, Brazil, rnelias@gmail.com Keywords: HPC, Cluster, Performance, Benchmark, Parallel Computing. Abstract. The TOP500 project ranks the 500th. most powerful computer systems in the world. Thisrank is based on High-Performance LINPACK (HPL), a portable implementation of the LINPACKbenchmark for distributed-memory computers. According to the TOP500’s list published in June,2010, most of the systems are Linux based clusters. However, the number of Windows based systemstends to grow in the next lists. In this paper the performance of a Linux and a Windows HPC Servercluster using the same hardware and scientific applications is evaluated. To assess performance, theHPL and NAS Parallel Benchmarks (NPB), as well as a real-world multi-physics application, namedEdgeCFD, are used. This application is developed at NACAD-COPPE/UFRJ and it is an implicitedge-based coupled fluid flow and transport solver for large-scale problems optimized for modernclusters. EdgeCFD adopts peer-to-peer non-blocking communication pattern among processes. Testswere conducted for three MPI distributions MVAPICH2 (based on MPICH2 with Infiniband support),OpenMPI (High Performance Message Passing Library) and MS-MPI (Microsoft MPI based onMPICH2) on all benchmarks and applications of this study. All performance measurements show thatWindows HPC Server is a viable option

http://www.amcaonline.org.ar/ojs/index.php/mc/article/view/3211/3135
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 16 de Junho de 2011, 21:46:50
Linux perde mesmo na área gráfica, exceto em algumas placa mais baratinhas onde ganha por uma vantagem perto de desprezível. Não tem distribuição que resolva, é caso de substituir o ambiente gráfico X por alguma outra coisa (há projetos nesse sentido), ou algo assim.
Acho que a maioria dos filmes de animação atualmente é feita usando Linux (com o software Maya, entre outros). E isto já vem pelo menos desde Toy Story 1.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vito em 16 de Junho de 2011, 21:52:22
Depende aplicativo deseja rodando em otimizações, por exemplo ele tem Geforce 460 podia rodar CUDA, assim vai ajudar diminuir o tempo, e questão paralelismo também.
Tem que ver se aplicações está rodando perfeitamente e configurada.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Barata Tenno em 16 de Junho de 2011, 21:55:01
Linux perde mesmo na área gráfica, exceto em algumas placa mais baratinhas onde ganha por uma vantagem perto de desprezível. Não tem distribuição que resolva, é caso de substituir o ambiente gráfico X por alguma outra coisa (há projetos nesse sentido), ou algo assim.
Acho que a maioria dos filmes de animação atualmente é feita usando Linux (com o software Maya, entre outros). E isto já vem pelo menos desde Toy Story 1.
Fontes?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 16 de Junho de 2011, 22:04:57
A Pixar certamente usa Mac, já que era propriedade de Steve Jobs. Ela foi vendida para a Walt Disney, mas com o negócio Jobs se tornou o maior acionista individual da empresa e membro do conselho deliberativo.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Junho de 2011, 22:49:32
Linux perde mesmo na área gráfica, exceto em algumas placa mais baratinhas onde ganha por uma vantagem perto de desprezível. Não tem distribuição que resolva, é caso de substituir o ambiente gráfico X por alguma outra coisa (há projetos nesse sentido), ou algo assim.
Acho que a maioria dos filmes de animação atualmente é feita usando Linux (com o software Maya, entre outros). E isto já vem pelo menos desde Toy Story 1.

Seria o Blender, o software, mas não é exclusivo do linux. Não sei se usam em windows ou mac, mas pode ser em linux também. Mas não sei se blender é o predominante, ainda que seja realmente de nível profissional bem competitivo (diferentemente de gimp e photoshop).
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Junho de 2011, 22:50:17
A Pixar certamente usa Mac, já que era propriedade de Steve Jobs. Ela foi vendida para a Walt Disney, mas com o negócio Jobs se tornou o maior acionista individual da empresa e membro do conselho deliberativo.

Até aí, não quer dizer nada. Os servidores da MS durante um tempo rodavam linux :D
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 16 de Junho de 2011, 22:57:40
Em casa de ferreiro... :lol:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 16 de Junho de 2011, 23:16:21
Por motivos de praticidade, precisamos lá no trabalho de respostas mais ou menos rápidas (o quanto possível) de certas interpolações matemáticas para avaliarmos se a estratégia matemática está mais ou menos coerente com o que se observa na natureza (modelos de elementos finitos - blocos - utilizado em geologia neste caso).

Em 4 estações novas que compramos, com i7 980 "turbinadinho" na Bios (todos acima de 4Ghz) e 6Gb de RAM de 2000 Mhz (Corsair) obtivemos os seguintes resultados para exatamente a mesma simulação e com as estações apenas com o OS e o aplicativo (neste caso, o famigerado Datamine Studio 3):

Estação 1 Rodando Windows 7 64 bits- 2h34min interpolação ok
Estação 2 Rodando Windows 7 32 bits - 2h38 min interpolação ok
Estação 3 Rodando Linux (distr. Ubuntu) - 3h12 min interpolção ok
Estação 3 Rodando Linux (distr. Ubuntu) - 3h29 min interpolação ok

Para renderização dos modelos obtidos (Nvidia GeForce 480 GTX), os resultados foram:

Estação 1 - 32 FPS auto-spin do modelo interpolado
Estação 2 - 10 FPS auto-spin do modelo interpolado (desempenho sofrível com motivo não detectado)
Estação 3 - Travou
Estação 4 - 4 FPS e travou

Moral da história: Linux é uma bela merda para quem precisa de desempenho matemático e gráfico. Talvez seja muito bom para servidores, que não executam nem 5% dos aplicativos que uma estação de trabalho pessoal executa. Porém, para processamento pesado, mostrou ser uma verdadeira porcaria.

Desculpem pelo flame-post, eu não sou adepto de sistemas operacionais como alguns são por times de futebol, só fiquei muito revoltado ao ver que um sistema tão enaltecido pelo seu "desempenho" e leveza só atrasou a vida do pessoal do CPD da empresa.

Iconoclasta, para o tipo de desempenho descrito o Ubuntu não é uma boa distribuição, seria talvez mais recomendável Red Hat mesmo (que é o que se usa como servidores aqui na firma também). Ubuntu é só para estações e se da bem com notebooks, mas mesmo no meu note de vez em quando trava por motivos inexplicados...
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 17 de Junho de 2011, 08:29:18
Acho que a maioria dos filmes de animação atualmente é feita usando Linux (com o software Maya, entre outros). E isto já vem pelo menos desde Toy Story 1.
Fontes?
Hollywood e Linux:
http://edigitales.org/hollywood-select-linux-for-animation/

Pixar e Maya:
http://cboard.cprogramming.com/brief-history-cprogramming-com/12616-maya-convention.html

Maya (da Autodesk) e Linux:
http://baltazaar.wordpress.com/2009/03/19/installing-maya-2009-64-bit-on-linux/
https://renderman.pixar.com/products/tools/rms-rfmpro.html
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 17 de Junho de 2011, 18:46:34
Em 4 estações novas que compramos, com i7 980 "turbinadinho" na Bios (todos acima de 4Ghz) e 6Gb de RAM de 2000 Mhz (Corsair) obtivemos os seguintes resultados para exatamente a mesma simulação e com as estações apenas com o OS e o aplicativo (neste caso, o famigerado Datamine Studio 3)

Já pensou na qualidade da implementação desse tal Datamine Studio pra Linux? É boa? Ou você rodou a versão de Windows pelo WINE?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Gaúcho em 21 de Junho de 2011, 23:30:44
Alguém sabe se tem como deixar a launch bar, do Ubuntu 11.04, sempre visível? Claro, de um jeito que ela ocuparia o espaço dela, ali na esquerda, e as janelas maximizadas ocupassem o restante da tela, sem sobreposição.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 22 de Junho de 2011, 17:27:24
Alguém sabe se tem como deixar a launch bar, do Ubuntu 11.04, sempre visível? Claro, de um jeito que ela ocuparia o espaço dela, ali na esquerda, e as janelas maximizadas ocupassem o restante da tela, sem sobreposição.

Um jeito esperto eu não sei, mas você pode apertar e segurar Super. Assim, além de a barrinha aparecer, vão aparecer atalhos numéricos para você abrir um programa a partir do teclado.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Junho de 2011, 20:30:24
Em 4 estações novas que compramos, com i7 980 "turbinadinho" na Bios (todos acima de 4Ghz) e 6Gb de RAM de 2000 Mhz (Corsair) obtivemos os seguintes resultados para exatamente a mesma simulação e com as estações apenas com o OS e o aplicativo (neste caso, o famigerado Datamine Studio 3)

Já pensou na qualidade da implementação desse tal Datamine Studio pra Linux? É boa? Ou você rodou a versão de Windows pelo WINE?

O que não significa que fosse ser pior, durante um tempo o firefox rodando no WINE tinha desempenho melhor do que o nativo...

Mas pode ser um fator também, ainda que não se possa de qualquer maneira desconsiderar todo o problema do xorg e como o desempenho é sempre inferior ao do windows, no mesmo hardware, exceto sob algumas condições meio peculiares, e mesmo assim, sem vantagem signficativa para o linux.

Será que já fizeram benchmarks usando o wayland em vez do X?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Unknown em 24 de Agosto de 2011, 20:17:54
Pergunta de leigo: é possível instalar um sistema (Ubuntu, SuSE, Fedora, Mandriva, etc...) com várias interfaces (Gnome, KDE, Xfce, etc) de maneira a escolher a interface preferida ao iniciar?

Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 24 de Agosto de 2011, 20:47:10
Pergunta de leigo: é possível instalar um sistema (Ubuntu, SuSE, Fedora, Mandriva, etc...) com várias interfaces (Gnome, KDE, Xfce, etc) de maneira a escolher a interface preferida ao iniciar?
Sim! Eu fiz isso por bastantinho tempo. Usava KDE 4 e GNOME 2, enquanto me adaptava ao último.
Basta que os ambientes que a pessoa quer estejam instalados e "pedir" na hora do login por um ambiente em específico. Daí, cada usuário configura o padrão que ele quer.


E quanto ao povo falando em desempenho... bom, o forte do Ubuntu não é nem nunca foi desempenho, como o FZapp disse.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 27 de Agosto de 2011, 18:46:11
Tive trabalho? Tive.
É instável? É.
Vou ter problemas depois? Vou.

Mas a satisfação de não me bater com três janelas ao mesmo tempo vale tudo.
(http://img148.imageshack.us/img148/1190/capturadetelalu.png)
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 27 de Agosto de 2011, 19:59:35
GIMP 2.7 tem janela unificada? ALELUIA :clap:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 01 de Setembro de 2011, 02:48:28
GIMP 2.7 tem janela unificada? ALELUIA :clap:
Permite tanto unificada como no velho estilo. Tô adorando usar, e embora seja instável, não "quebrou" até agora.

E falando em mudanças de GUI... nunca achei que eu fosse concordar com Hitler.
:histeria:
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Setembro de 2011, 19:54:33
Eu acho que se o PS tivesse inicialmente janelas separadas não contidas numa janela-container (que é uma descrição mais apropriada do que "janela única"*) e o GIMP tivesse vindo depois com essa redundância de window-management que é a janela-container, toda a controvérsia e furor seria o contrário, só pelo costume anterior ter sido o oposto. Até hoje não vi listada uma vantagem sequer desse modelo, é apenas "estranheza" comparado ao "modelo photoshop". Curiosamente, não se reclama do mesmo problema em qualquer outro programa, como querer que os clientes de e-mail tivessem sub-janelinhas contidas numa janela principal, em vez de abrir uma outra janela para escrever um e-mail ou ler fora do "preview".

Espero que não tirem a possibilidade de janelas separadas/administração de janela ditada pelo window manager do SO (o que parece já ter sofrido um pouco na versão que estou usando, 2.7.2, elas se minimizam meio aleatoriamente conforme se muda de desktop e volta). No PS/esquema do PS no GIMP você pode determinar que uma determinada sub-janela se comporte diferentemente, como ficar sempre no topo ou não, como é possível no esquema de administração de janelas nativo do SO? E se estiver usando fluxbox ou pekwm, você pode colocar as subjanelas como abas de uma janela? E pode fazer isso combinando como abas janelas de programas diferentes, como uma janela do GIMP tendo como aba um visualizador de imagens? Acho que isso vai para o saco, só para ficar igual o fotoxopi.


* ou ao menos era o que pareciam ser versões prototípicas, e o que é ou costumava ser o photoshop. Algumas capturas de tela no entanto parecem sugerir que em vez de janelas propriamente ditas agora se terá "stacked frames" (como no krita), o que é um esquema pior ainda do que janela-container.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Setembro de 2011, 19:57:54
Pergunta de leigo: é possível instalar um sistema (Ubuntu, SuSE, Fedora, Mandriva, etc...) com várias interfaces (Gnome, KDE, Xfce, etc) de maneira a escolher a interface preferida ao iniciar?



É sim, perfeitamente. Fato esse que sempre me deixa meio pasmo quando leio coisas como alguém dizendo que se deve ter em mente o desktop environment ao se escolher a distribuição... "MAS POR QUE, MEU DEUS? NÃO É SÓ INSTALAR E DEPOIS ESCOLHER O QUE ACHAR MELHOR NA TELA DE LOG-IN, MEU DEUS DO CÉU?", é o que eu me pergunto quando leio essas coisas.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 28 de Setembro de 2011, 21:01:11
Meu problema com as multiplas janelas do GIMP é que não é trivial maximizar a área de foto aidna assim deixando espaço pras ferramentas e pra janela de gerenciamentod e camadas.

O WM poderia cuidar disso, mas num quero.
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Setembro de 2011, 18:03:22
Não trivial? Você já experimentou instalar algum window manager em vez de rodar só no X puro? :roll:*

Se eu quiser fazer isso, aqui eu simplesmente deixo a janela de ferramentas/camadas (uso tudo numa só) da largura que quero, encosto num canto, e clico com botão do meio no ícone de maximizar (para maximizar verticalmente apenas) e então com o botão do meio e o direito no ícone de maximizar da janela da imagem, para maximizar horizontal e verticalmente até esbarrar em outra janela. E ainda daria para ter mais uma janela de visualização do mesmo arquivo em modo "always on top", uma janela editável com o zoom que eu quiser, não como aquela previsão/navegação que existe para se colocar junto às ferramentas.

*tentativa de remeter a um personagem nerd de informática convencido do saturday night live.


http://www.dailymotion.com/video/x557tg_nick-burns-your-company-s-computer-guy_fun
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Setembro de 2011, 18:19:24
Tive trabalho? Tive.
É instável? É.
Vou ter problemas depois? Vou.

Mas a satisfação de não me bater com três janelas ao mesmo tempo vale tudo.
(http://img148.imageshack.us/img148/1190/capturadetelalu.png)

Estou usando o 2.7.2.... essa parte aí das opções de ferramenta.... tem "mostradores" em vez de "alavancas" como controles.... ainda têm os campos para entrar o valor manualmente? Acho que isso poderiam trocar como usar dois cliques num mostrador para digitar, enquanto que apenas clicar e arrastar funcionasse como uma "alavanca". Aí essa janela/divisão poderia ser deixada mais estreita sem ficar essa barra de rolagem horizontal.


Você está tendo problemas com os diálogos de salvar e exportar? Comigo eles não estão respondendo direito ao mouse ou à tablet, tem que ser no teclado. :/
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 29 de Setembro de 2011, 18:20:23
Eu sabia que existia um truque como esse de botão direito e do meio no maximizar, ams tinha preguiça de descobrir como era.

Por algum motivo a janela de ferramentas do GIMP não tem botão maximizar e com o compiz, clicando com o do meio+ direito ou mesmo só com o direito, ele maximiza até o fim.

EDIT: Usei o plugin Maximumize e ele me resolveu as pendenga :D valeu!
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Südenbauer em 01 de Dezembro de 2011, 17:15:28
Ubuntu 12.04 LTS (Precise Pangolin) Alpha 1
http://cdimage.ubuntu.com/releases/precise/alpha-1/
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Dezembro de 2011, 19:17:10
Uma coisa que só descobri bem recentemente: o tema "qtcurve" não é apenas um tema em comum para GTK e KDE, fixo, mas sim um tema mutável que pode ser "transformado" em "qualquer" tema já existente de qualquer um dos dois, havendo inclusive algumas configurações prontas nesse sentido.

Apenas não é automático, como o gtk-qt-engine (que talvez nem seja mais mantido, não sei), mas em compensação funciona muito melhor. O firefox com o gtk-qt-engine, por exemplo, tendia (se não for "sempre") a não finalizar o processo quando saíamos do programa. Acho que também dependendo do caso impedia que iniciasse o rekonq.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: uiliníli em 05 de Dezembro de 2011, 23:11:46
Vou experimentar o Mint. Alguém curte?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 06 de Dezembro de 2011, 06:57:11
Vou experimentar o Mint. Alguém curte?
O visual dele é bem mais cuidado que o do Ubuntu. Se você quiser convencer alguém a usar Linux pelo visual, mostre o Mint.

Eu não uso no dia a dia, mas uso o Live CD no meu 'cinto de utilidades' porque costuma reconhecer todos os hardwares.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Diegojaf em 01 de Maio de 2012, 16:33:33
Up...

Além de ter instalado um OS no pen drive, aproveitei para instalar o kubuntu e dar novamente uma chance ao Linux. Devidamente configurada a conexão internet 3G (devo admitir que o sistema está muito mais intuitivo do que da última vez que usei).

Vamos ver agora...
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: 3libras em 01 de Maio de 2012, 18:49:30
ubuntu a bem lgalzinho mas com umas instabilidades bizarras
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 01 de Maio de 2012, 19:25:11
ubuntu a bem lgalzinho mas com umas instabilidades bizarras
Uso o Kubuntu há uns 5 anos e, antes dele, o Kurumin. Os problemas com instabilidade que tive foram devido a driver incorreto de placa de vídeo.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Diegojaf em 01 de Maio de 2012, 20:34:09
Então me digam, como faço pra instalar os programas que baixo? Alguns se instalam sozinhos, outros não...
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: alersson em 02 de Maio de 2012, 04:00:20
Então me digam, como faço pra instalar os programas que baixo? Alguns se instalam sozinhos, outros não...
você está usando o kubuntu certo?
então tente dar preferencia para os programas dos repositórios oficiais, é mais simples, rápido e fácil que instalar programas baixados da internet  :ok:
no kubuntu tem um programa chamado kpackagekit* que serve para isso, basta digitar o nome do programa e clicar em instalar.

* ouvi dizer que na versão mais recente ele foi trocado pelo muon, mas de qualquer forma o funcionamento é o mesmo.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: alersson em 02 de Maio de 2012, 04:24:31
Uma coisa que só descobri bem recentemente: o tema "qtcurve" não é apenas um tema em comum para GTK e KDE, fixo, mas sim um tema mutável que pode ser "transformado" em "qualquer" tema já existente de qualquer um dos dois, havendo inclusive algumas configurações prontas nesse sentido.

Apenas não é automático, como o gtk-qt-engine (que talvez nem seja mais mantido, não sei), mas em compensação funciona muito melhor. O firefox com o gtk-qt-engine, por exemplo, tendia (se não for "sempre") a não finalizar o processo quando saíamos do programa. Acho que também dependendo do caso impedia que iniciasse o rekonq.
o qtcurve é bem legal, usei ele por muito tempo, porque ele permitia umas transparências bem legais
olha só o meu desktop do ano passado(kde com qtcurve):
(http://i51.tinypic.com/farddj.png)

Vou experimentar o Mint. Alguém curte?
eu :hihi: ele é mais completo, tem uma aparência melhor e parece ser mais estável que o ubuntu. estou usando ele desde dezembro(antes usava o kubuntu) e não tenho do que reclamar.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: 3libras em 13 de Maio de 2012, 21:59:56
ubuntu a bem lgalzinho mas com umas instabilidades bizarras
Uso o Kubuntu há uns 5 anos e, antes dele, o Kurumin. Os problemas com instabilidade que tive foram devido a driver incorreto de placa de vídeo.

eu tenho problemas quando mudo de versão, mas os dois ultimos updades foram normais, só o amsn que parou de funcionar totalmente.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 14 de Maio de 2012, 05:15:32
Faz algum tempo que desisti de usar o aMSN. Muito lerdo e instável, ficou wuase um ano sem desenvolvimento, aí desisti.

Uso pidgin mesmo.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: 3libras em 16 de Maio de 2012, 00:48:32
voces recomendam algum player decente de audio?

tipo banshee e o rhytmbox são mto ruins e tem um problema que se eu não montar o drive antes de abrir a musica eles não carregam.

eles tb não leem as tags das mp3s direito, tipo no winamp fica tudo certinho neles fica tudo bizarro e não deixa eu editar as tags dentro do proprio programa.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 16 de Maio de 2012, 06:01:42
Se você não montar  o drive antes, nenhum programa vai enxergar o arquivo.

Meu player  de áudio é o QuodLibet, que lê as tags e coloca as musicas num banco de dados, permitindo que você o sincronize com um diretório e ele identifica as músicas que vc jogar lá. Ele trabalha junto (e transparentemenete) com o exfalso, que é um editor de tags esperto, capaz de aplicar tagas em vários arquivos simultaneamente, baseado por exemplo nos caminhos ne e e nomes de arquivos. Muito bom.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: 3libras em 17 de Maio de 2012, 03:59:11
mas pq o drive não é montado sempre por padrão quando inicio o ubuntu? isso qeu eu acho sem sentido.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 17 de Maio de 2012, 06:46:39
mas pq o drive não é montado sempre por padrão quando inicio o ubuntu? isso qeu eu acho sem sentido.
Realmente, depois de instalado, o driver tem que estar sempre presente.
Tente o Amarok. Quando o driver de MP3 não está instalado, ele mesmo baixa e instala.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 17 de Maio de 2012, 07:31:08
mas pq o drive não é montado sempre por padrão quando inicio o ubuntu? isso qeu eu acho sem sentido.

É um HD externo ou outro disco interno?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Gaúcho em 17 de Maio de 2012, 11:20:37
Possivelmente outro HD interno. Eu também ficava de cara por ter que montar ele toda vez que eu ligava o PC.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 17 de Maio de 2012, 11:22:50
Basta incluí-lo no /etc/fstab com a opção auto.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: 3libras em 17 de Maio de 2012, 12:30:19
sim, são outros 2 hds internos que ele não reconhece.

no fstab não aparece e nem tenho saco para procurar um meio de incluí-los, só acho ridiculo que o default não seja incluir de forma automática todo hd interno.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 17 de Maio de 2012, 12:31:42
A questão é que atualmente, o kernel não tem muito como diferenciar um HD itnerno de um externo, se não me engano.

E o Ubuntu tem tomado umas decisões meio ruins de interface de usuário ultimamente.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Digão em 18 de Maio de 2012, 10:34:59
Deve ser isso. Eu achava que não montava por questão de segurança. :P

Meus dois cents sobre Linux: GIMP é massa e (falam) tão poderoso quanto Photoshop mas eu acho imbatível a curvinha de aprendizado rapidinha do Paint Shop Pro, que apesar de não usar atualmente nunca esqueci.

Outro que segue a linha "fácil mas poderoso" (para processar áudio em dois canais pelo menos) é o SoundForge, que o Audacity ainda não alcançou.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 18 de Maio de 2012, 10:43:10
O negócio é que o GIMP é construído sobre uma filosofia de interface de usuário diferente do Photoshop, que por usa vez é o "modelo" de todos os outros editores. Usei o Paint Shop Pro, mas eu recorria mesmo ao Corel PhotoPaint! nos meus tempos de pirataria nas janelas.

O que sinto falta no GIMP é o suporte a 16 bits por canal. Isso sempre degrada as imagens durante o tratamento (posterização e tal). Mas eu sou daltônico, então nunca percebo direito =P

O Audacity é um programa que funciona com plugins e os plugins existentes foram (majoritariamente) feitos por gente que precisava de um certo efeito e sabia programá-lo (como acontece em muitos desses programas opensource).

O que eu realmente sentia falta era de um editor de vídeo e um Lightroom da vida.

Editor de vídeo eu finalmente encontrei o kdenlive, que consegue ler os videos .MOV da minha câmera e não é assustadoramente lerdo. Mas ainda dá umas falhas de segmentação na minha cara de vez em quando, então criei o hábito de salvar depois de cada operação.

Quanto ao Lightroom da vida, nunca usei nem o Lightroom nem o Aperture, mas a ideia de poder mexer nos arquivos RAW em massa e num programa só me parece muito mais produtiva que a combinação Geeqie+UFRAW(+GIMP) que eu tenho usado.

O JAF me falou do Darktable, mas não me dei bem com a interface dele.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 20 de Maio de 2012, 10:07:26
A questão é que atualmente, o kernel não tem muito como diferenciar um HD itnerno de um externo, se não me engano.

E o Ubuntu tem tomado umas decisões meio ruins de interface de usuário ultimamente.

É verdade, mas em termos de velocidade de instalação, uso e recursos hoje é o mais atual que vejo. Claro, tudo depende do uso que se quer. Por exemplo, nossas estações de desenvolvimento são OpenSuse, e alguns adotaram o ubuntu. Eu recomendaria ubuntu , com um bom espaço em disco para rodar uma VM com Windows 7. Como estação de trabalho (para um profissional de TI) é a melhor combinação que vejo.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 20 de Maio de 2012, 11:57:32
Isso é verdade. O Ubuntu é a distro que chega mais próximo de Just works™.

Mas desde que eles resolveram fazer o Unity e deixá-lo "mais simples" (leia-se com menos opções de personalização) só tenho visto gente reclamando.

Um colega meu, por exemplo, teve que voltar pro 10.04 porque ele queria colocar um monitor extra à esquerda do monitor principal e aquela barra lateral do Unity tornava isso impossível.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Gaúcho em 20 de Maio de 2012, 12:12:43
Qual a dificuldade de fazer uma opção de mover a barra para qualquer monitor que você quiser?  :?

Isso me deixava maluco quando eu usava Ubuntu.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 20 de Maio de 2012, 13:38:38
É, o Unity é um lixo. Fiz adaptações para deixá-lo 'comportado', vamos ver na versão 12 se isso melhorou.

Gaúcho, baixe o compiz para fazer configurações nele.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Diegojaf em 27 de Maio de 2012, 17:19:11
No Kubuntu, os diretórios que começam com . (ex: .aMule) não aparecem no Dolphin. \comofas?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Maio de 2012, 17:26:59
View → show hidden files

Ou alt+.



Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Maio de 2012, 17:36:18
Eu odeio o dolphin, diga-se de passagem.

Eles colocaram esse nome só para ficarmos com remorso do comando "pkill -kill dolphin".

O konqueror, bem configurado, é o melhor gerenciador de arquivos já desenvolvido pelo homem. Mas parece que vem sendo lentamente depredado. Recentemente desapareceu o filtro instantâneo de arquivos e diretórios. Mas parece que já retornou em outra versão. O que me deixa fulo foi ler lá nos changelogs da vida a justificativa de terem tirado, "o filtro deve ser um recurso interno, como no dolphin, não um plugin". Quer dizer então que, em vez de programar primeiro a função "embutida" e depois tirar o plugin, ALEIJAM o browser da função e esperam que um dia alguém a restaure internamente? PQP. O que vão fazer em seguida? Algum audio-player que não toca mp3 porque "o ideal" é alguma coisa interna para ler mp3 em vez de uma biblioteca compartilhada?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Diegojaf em 27 de Maio de 2012, 17:48:58
View → show hidden files

Ou alt+.

Boa... :ok:
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Digão em 27 de Maio de 2012, 22:51:06
No Solaris (parente do Linux) da facul aprendi dois conhecimentos importantes: ls -a para ver arquivos ocultos, e que o programa mais importante do sistema é o xeyes :hihi:
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 28 de Maio de 2012, 08:44:56
O Solaris é um Unix, acho que tão aprente do Linux quanto chimpazés são aprentes nossos :hihi:
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Digão em 28 de Maio de 2012, 10:40:43
Era em 97... pra quem usava Windows 3.11 e 95, foi como se estes fossem os chimpanzés e o Unix um Homo erectus :hihi:
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 28 de Maio de 2012, 11:01:33
Nunca disse que um chimpanzé é superior ou inferior ao homo sapiens. Referi-me apenas à genealogia.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Digão em 28 de Maio de 2012, 12:11:35
Na verdade eu também :) Quis dizer que naquela época, pelo menos no interior, não havia nenhum acesso a um *nix.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 28 de Maio de 2012, 12:25:50
Isso é.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 21 de Julho de 2012, 13:21:35
No Solaris (parente do Linux) (...)


AAaaaaaaaaaaaaahhhhhhhh !!!!!! Sacrilégio ! O inférno é seu destino !!! :)

O Solaris é um Unix feito pela Sun, seu herege, bem anterior a qualquer tentativa desse hackerzinho do Torvalds fazer um Unix para Intel.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Digão em 21 de Julho de 2012, 21:40:47
Chame como preferir, mas que são parecidos na linha de comando, isso são :wink:
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 21 de Julho de 2012, 21:59:04
Chame como preferir, mas que são parecidos na linha de comando, isso são :wink:

O Linux é um porte para Intel do Unix. Linux é Unix. É que você dizer 'Solaris, un tipo de linux' é como dizer 'leão, um tipo de tigre'.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Digão em 22 de Julho de 2012, 22:27:31
Tá certo, retiro o "parentes"  :P
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 22 de Julho de 2012, 22:45:48
:)
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Julho de 2012, 15:30:43
Chame como preferir, mas que são parecidos na linha de comando, isso são :wink:

O Linux é um porte para Intel do Unix. Linux é Unix. É que você dizer 'Solaris, un tipo de linux' é como dizer 'leão, um tipo de tigre'.

Sendo que Lion e Tiger são tipos de OSX.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 28 de Julho de 2012, 13:53:34
Chame como preferir, mas que são parecidos na linha de comando, isso são :wink:

O Linux é um porte para Intel do Unix. Linux é Unix. É que você dizer 'Solaris, un tipo de linux' é como dizer 'leão, um tipo de tigre'.

Sendo que Lion e Tiger são tipos de OSX.
O Linux não copiou o código do Unix e sim sua estrutura, digamos. Seguiu o padrão Posix.
Já uma versão nova do OSX provavelmente usa a anterior como base.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 28 de Julho de 2012, 14:41:33
Eu não disse que copiou e sim que foi um porte.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 29 de Julho de 2012, 07:21:02
Eu não disse que copiou e sim que foi um porte.
Entendi. Um porte para a arquitetura x86.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 29 de Julho de 2012, 12:50:17
Exato. Naquela época existia um porte do Unix para Intel, o SCO Unix, e uma iniciativa da Novell de absorver seu concorrente, criando o Unixware. Não deram certo por não terem sido seguidos pela comunidade de desenvolvedores Unix.

O SCO se afundou a si mesmo pelos preços que praticava, e seu esnobismo mesmo com desenvolvedores (parecia que fazíamos um favor em desenvolver na plataforma deles, quando na verdade o Windows já liderava o mercvado e éramos uma alternativa que precisava brigar com preço). para vocês verem, os únicos clientes que eu tinha no ERP nos anos noventa que usavam SCO eram empresas de informática ou automação, que queriam economizar nas instalações e tinham know-how para isso. Ciente final tem medo de Unix, com razão, pois os profissionais são mais caros e tudo é um pouco mais complexo (embora isso tenha mudado um pouco nos últimos anos, a vantagem que o Windows fez no mercado se sente até hoje).

O Unixware afundou com o seu dono, a Novell, que não acompanhou as revoluções gráficas do Windows.

Na verdade o que eu uso é meio que um desvio, isto é, utilizar o Linux como plataforma de usuário, mais porque também sou desenvolvedor e para um desenvolvedor de software as ferramentas para desenvolver no Windows são melhores, e o desempenho delas no Linux geralmente são bem melhores.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 29 de Julho de 2012, 12:51:28
A sacada do Linus foi criar uma comunidade de desenvolvedores, para ajudar e também para compartilhar. É o que mantém o Linux até hoje.

Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Novembro de 2012, 23:10:52
Algum entenderdor de e2fsck e ext4 sabe me dizer se seria essencialmente seguro executar novamente o comando mostrado a seguir sem o segundo "c" (cuja presenca faz a coisa ser apenas um teste, pelo que entendi):

Código: [Selecionar]
root@antiX1:/home/demo# [b]e2fsck -ccfy /dev/sda6[/b\
e2fsck 1.41.11 (14-Mar-2010)
Checking for bad blocks (non-destructive read-write test)
Testing with random pattern: done                               
linux3: Updating bad block inode.
Pass 1: Checking inodes, blocks, and sizes
Pass 2: Checking directory structure
Pass 3: Checking directory connectivity
Pass 4: Checking reference counts
Pass 5: Checking group summary information
Block bitmap differences:  +(8--9) +(13--14) +(16--18) +22 +(24--25) +(27--30) +34 +(37--38) +(143--151) +(153--163) +165 +167 +169 +(172--176) +(178--184) +187 +207 +(251--252) +265 +267 +270 +(272--273) +275 +(277--278) +(281--282) +(284--286) +(289--291) +295 +381 +(385--391) +400 +(402--403) +(405--411) +(413--423) +425 +(428--429) +435 +(437--438) +506 +(508--513) +516 +(630--631) +637 +647 +(650--652) +(656--658) +(663--668) +(671--676)
Fix? yes

Free blocks count wrong for group #0 (753, counted=615).
Fix? yes

Free blocks count wrong (405069, counted=404931).
Fix? yes


Pesquisei um pouco sobre esses termos, "block bitmap differences", " free blocks count wrong", mas nao achei nada esclarecedor. De vez em quando tem aparecido umas mensagens no boot nas linhas de "programming error? Block ##### claimed for no reason in process bad_block" e uns alertas meio tenebrosos do SMART, por isso estou num linux live fazendo uns exames nas particoes.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 27 de Novembro de 2012, 00:48:53
Não faço ideia :|
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Novembro de 2012, 01:00:25
Pior que nem RTFM ajuda muito nessas coisas. :/
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 27 de Novembro de 2012, 01:27:52
É seu /home?

Se for, tenta fazer backup dele pra outro lugar e vê se dá erro de leitura:

Código: [Selecionar]
cp -a /home /home_bkp 2> /root/cp_errors.log
e fica olhando o /var/log/messages pra ver se aparece alguma coisa.

Se não aparecer nada, vai na fé. vc tem backup mesmo =P
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Novembro de 2012, 01:29:43
Ja tinha reexecutado aquele comando mesmo. Nao rolou nada estranho durante a execucao e parece que montou normal. :|


Acho que nunca encontrei tantos resultados de tantos idiomas diferentes quanto fazendo busca por esses termos e parametros do e2fsck.

Li numa discussao que um teste numa particao de alguns TB levou 20 horas! :shock:

Acho que nem deve fazer muito sentido ter esses discos com espacos obscenos sem dividir eles em tantas particoes quanto for possivel, ou quase.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 27 de Novembro de 2012, 01:31:46
Então pronto. Agora, faça backup.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Novembro de 2012, 02:12:39
Backup e para os fracos. Gosto de viver perigosamente. Se pudesse tinha apenas RAM.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 27 de Novembro de 2012, 07:26:05
Backup e para os fracos. Gosto de viver perigosamente. Se pudesse tinha apenas RAM.
Como nos velhos tempos do XT sem HD e RAM de 640kB. Carregava-se o DOS na RAM e depois era drive A para os programas e drive B para os arquivos.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 27 de Novembro de 2012, 15:11:06
Vivi assim por um tempo com meu AMD 5x86 133Mhz com 8MB de RAM quando o HD de 1GB dele quebrou. Eu tinha um disco de boot com um emulador de Megadrive pra DOS e um disquete pra cada ROM =)
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Novembro de 2012, 17:26:15
Backup e para os fracos. Gosto de viver perigosamente. Se pudesse tinha apenas RAM.
Como nos velhos tempos do XT sem HD e RAM de 640kB. Carregava-se o DOS na RAM e depois era drive A para os programas e drive B para os arquivos.

Isso ainda é frescura. Macho mesmo carrega só o Basic que vem da BIOS e faz os programas que precisar no ato, e nem salva depois.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Digão em 27 de Novembro de 2012, 18:43:38
(http://imgs.xkcd.com/comics/real_programmers.png)
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Novembro de 2012, 18:49:51
:biglol:
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 27 de Novembro de 2012, 23:25:53
Como editor de textos, o emacs é um ótimo gerenciador de arquivos. :twisted:
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 28 de Novembro de 2012, 07:21:16
Isso ainda é frescura. Macho mesmo carrega só o Basic que vem da BIOS e faz os programas que precisar no ato, e nem salva depois.
Antigamente a BIOS era uma ROM, não tinha quase nada e não dava para reprogramar.
Havia uma BIOS com bateria embutida: quando ela estragava, jogava-se fora a BIOS inteira.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Geotecton em 28 de Novembro de 2012, 23:03:26
Backup e para os fracos. Gosto de viver perigosamente. Se pudesse tinha apenas RAM.
Como nos velhos tempos do XT sem HD e RAM de 640kB. Carregava-se o DOS na RAM e depois era drive A para os programas e drive B para os arquivos.

Eu escrevi os temas de qualificação do mestrado em um XT sem HD e com um só drive, no qual primeiro se carregava o DOS na RAM e depois inseria o disquete de 51/4 com o MS Word 1.0. E isto em 1991.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 28 de Novembro de 2012, 23:29:20
Você fez a qualificação em Word?  :susto:

Em 199 lá tinha LaTeX!
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 29 de Novembro de 2012, 07:14:35
Eu escrevi os temas de qualificação do mestrado em um XT sem HD e com um só drive, no qual primeiro se carregava o DOS na RAM e depois inseria o disquete de 51/4 com o MS Word 1.0. E isto em 1991.
Na década de 80, era o Wordstar. Dizia a piada que, se você gritasse pela janela "Como é que se marca bloco?", a vizinhança gritaria: "Ctrl + K + B, idiota!"
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Novembro de 2012, 22:29:24
http://www.youtube.com/v/CjB9z5vyv0I&feature=plcp
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Diegojaf em 30 de Novembro de 2012, 10:15:46
Sistema operacional para o pen drive. Sugestões?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 30 de Novembro de 2012, 10:17:02
Sistema operacional para o pen drive. Sugestões?

Ubuntu live USB?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Diegojaf em 30 de Novembro de 2012, 10:31:57
Sistema operacional para o pen drive. Sugestões?

Ubuntu live USB?

Vou baixar pra testar...
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Diegojaf em 30 de Novembro de 2012, 10:40:50
Tem algum site para download desse sistema que não tenta instalar softwares de download?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 30 de Novembro de 2012, 10:44:34
ubuntu.com ::)

http://www.ubuntu.com/download/help/try-ubuntu-before-you-install
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Diegojaf em 30 de Novembro de 2012, 10:48:31
ubuntu.com ::)

http://www.ubuntu.com/download/help/try-ubuntu-before-you-install
Tá me redirecionando pra uma página em russo: http://www.westbyte.com/dm/
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 30 de Novembro de 2012, 10:50:19
Você tá no Windows? Não tem um ubuntu na sua máquina? Boota no Ubntu e monta o pendrive conforme as instruções.


Pra Widnows vc precisa baicxar programas de fonte duvidosa, fazer o quê. Mas se a Canonical tá recomendando, deve dar de boa.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 30 de Novembro de 2012, 10:52:57
No windows, é só baixar este programa:  http://www.pendrivelinux.com/universal-usb-installer-easy-as-1-2-3/#button
Baixar a ISO
E seguir estas instruções: http://www.ubuntu.com/download/help/create-a-usb-stick-on-windows
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Diegojaf em 30 de Novembro de 2012, 10:55:14
Você tá no Windows? Não tem um ubuntu na sua máquina? Boota no Ubntu e monta o pendrive conforme as instruções.


Pra Widnows vc precisa baicxar programas de fonte duvidosa, fazer o quê. Mas se a Canonical tá recomendando, deve dar de boa.

Não. Tô em outro computador que não é meu, mas como desconfiava, mudei de navegador e foi pro download do ISO. Deve ter algum add instalado no Chrome tentando fazer treta...
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Novembro de 2012, 13:38:18
Sistema operacional para o pen drive. Sugestões?

http://unetbootin.sourceforge.net/

Um programa (para windows. mac e linux) que já de dá as opções de várias distribuições de linux para instalar no pendrive e faz isso também automaticamente.

Alternativas ao ubuntu live:

slitaz - extremamente pequeno e bastante completo e leve, faz uma máquina rodando um windows XP lentamente parecer nova em contraste. Ponto fraco que nem sempre detecta resolução máxima (depende da placa, acho que funcinou com aquelas embutidas SiS e com nvidia, mas não com uma embutida intel).

antiX - um pouco menos leve, supostamente mais completa, mas ao menos a versão que gravei em CD não funcionou/iniciou no laptop com XP que mencionei anteriormente, ao menos não na opção de boot padrão. O ambiente é "fluxbox", que foge um pouco mais do padrão windows.

puppy linux e feather linux -- são os "clássicos" de distribuições leves e pequenas, que devem ser por isso bastante adequadas para o uso como live USB

knoppix -- acho que foi a distribuição que começou com toda essa coisa de "live", então talvez tenham uma tradição em conseguir fazer algo um pouco adiante das outras, não sei. Pode bem ser que todas as outras tenham alcançado e até ultrapassado a essa hora. É essencialmente um debian, da última vez que vi com KDE3, hoje deve ser o 4. O usuário root padrão talvez tenha interface em alemão. :/
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Janeiro de 2013, 21:51:31
Eu não sabia até ontem, mas você pode criar funções no .bashrc.

Pode servir como um "alias" mais avançado, para aquilo que acha que ainda é pequeno demais para merecer um script próprio.

"Mais avançado" como por exemplo, por aceitar variáveis/parâmetros do tipo "$*", "$1", "$2", etc. Com "aliases" isso não funciona.

Ex.:
Código: [Selecionar]
obviamente() { a="$*" ; if [ -z "$a" ] ; then a="obviamente" ; fi ; echo "obviamente você digitou \"$a\"" ; }

O que pode ser usado também em coisas que não sejam absolutamente inúteis.


Eu fico sem entender para que serve o "alias" então. Acho que deve ser só para ter uma sintaxe mais fácil... :hein:


E pode inclusive colocar lá um loop como "while true ; do sleep 30 ; echo "$USER is awesome" ; done &", o que não deve ter nenhuma utilidade prática senão talvez umas espécies de trotes, se tiver a oportunidade de editar o .bashrc de outra pessoa.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 30 de Janeiro de 2013, 23:26:47
O jeito que o bash interpreta aliases e funções é diferentes. Acho que um alias está mais para um #define do C do que para uma função. Parece fazer substituição direta de string, mesmo.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Janeiro de 2013, 23:33:04
Eu não sei "o que isso quer dizer". Acaba resultando em algo como aliases gastarem menos memória, serem mais rápidos em pentelhonésimos de segundo, ou algo assim?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 30 de Janeiro de 2013, 23:43:11
Não é questão de eficiência, é de implementação. Pelo que eu li na Wiki (http://en.wikipedia.org/wiki/Alias_(command)), os aliases vieram herdados do C Shell, enquanto as funções vêm do Bourne shell. O Bash juntou as duas funcionalidades, ams parece que é recomendável usar funções quando possível.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Janeiro de 2013, 23:54:27
Uma diferença que eu percebi é que o alias pode se "sobrepor" a um comando/programa, enquanto a função não. Daí o uso comum é usar para configurar parâmetros "defaults".


ls() { echo "ls uma ova -- não funciona" ; }

alias ls="echo \"ls uma ova\""

 
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 31 de Janeiro de 2013, 00:48:41
Bem observado.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 02 de Fevereiro de 2013, 08:27:19
Eu não sabia até ontem, mas você pode criar funções no .bashrc.

Pode servir como um "alias" mais avançado, para aquilo que acha que ainda é pequeno demais para merecer um script próprio.

(...)


Você pode criar uma biblioteca de funções que executa processos. Funções são usadas para programação, e alias são só substituições de strings para reduzir algum comando longo.

Com funções você pode programar sem necessitar de outra linguagem.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 02 de Fevereiro de 2013, 21:22:29
... e também criar "aliases com esteróides" ou mini-scripts mais sofisticados do que permite um alias, se colocar no bashrc... era isso que eu nunca tinha me dado conta
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 02 de Fevereiro de 2013, 21:47:19
Assim: http://funcoeszz.net
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 02 de Fevereiro de 2013, 22:44:38
:hein: acabei de ver que isso existe inclusive como pacote do debian...


https://bbs.archlinux.org/viewtopic.php?id=30155

Você ainda pode ter essas funções/comandos em um arquivo externo, e o bashrc apenas "carregar" isso ("source").


Citar
#incase I need to type yaourt..
alias yoaurt='yaourt'
alias yuaort='yaourt'
alias youart='yaourt'
alias yauort='yaourt'
alias yuoart='yaourt'

:biglol:


No meu sempre precisa ter cd..="cd ..". Uma das maiores vantagens do DOS/Windows, só porque os caras não colocam isso como default. :nao:
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Dodo em 21 de Fevereiro de 2013, 01:46:36
Tô sem tempo de procurar... alguém me indica um livecd que já venha com o básico pra navegar, editar um texto, que já venha com os codecs de áudio, vídeo e visualizador de imagens e pdf?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: alersson em 21 de Fevereiro de 2013, 02:19:53
linux mint:
http://www.linuxmint.com/download.php (http://www.linuxmint.com/download.php)

Tô sem tempo de procurar... alguém me indica um livecd que já venha com o básico pra navegar, editar um texto, que já venha com os codecs de áudio, vídeo e visualizador de imagens e pdf?
Título: Re: Sobre Linux...
Enviado por: Vento Sul em 21 de Fevereiro de 2013, 08:55:12
afinal, qual a diferença do linux com o windows?
A diferença fundamental é que o Linux tem o código aberto e toda uma comunidade para fazer melhorias, enquanto o windows é código fechado.
Mas eu instalei o windows 7 no meu computador já faz uns 2 anos e até hoje não deu pau, é que minha máquina foi montada com ótimas placas e memórias, isso faz muito a diferença. A configuração de hardware manda muito em todos os casos, tanto no Linux como no Windows.  Coloque uma boa placa-mãe tipo uma ECS para processadores AMD, no caso do meu um Hexacore, phenon II, memórias ddr3 ou superiores, uma boa placa de vídeo, e uma fonte real. Você terá seu win7 funcionando muito bem.
No terceiro mundo devido à pirataria, o Linux não ocupou seu espaço como desejava, pois o windows é mais fácil, mais amigável, tanto na interface dos programas, quanto na compatibilidade com periféricos, e vc acha os programas principais para baixar, muita gente pirateando, isso atrai para o lado do windows, enquanto que no Linux é preciso ter um pouco mais de conhecimento de computação, claro que isto vem mudando, mas em ritimo muito lento, e como o celular está começando a ser a máquina mais usada por todos, sistemas alternativos estão tomando a dianteira, vai ser preciso repensar a estratégia, tanto no linux quanto no windows. O windows 8 foi uma tentativa, acho que até boa para tablets, mas muito aquém para desktops,  quanto ao linux não tenho mexido muito com as novas distros...tô por fora.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 21 de Fevereiro de 2013, 10:10:19
Tô sem tempo de procurar... alguém me indica um livecd que já venha com o básico pra navegar, editar um texto, que já venha com os codecs de áudio, vídeo e visualizador de imagens e pdf?
Este vem com mais coisas (é um LiveDVD) e eu uso para acessar bancos porque já tem Flash:

http://www.biglinux.com.br/web/download/
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Fevereiro de 2013, 20:21:18
Você usa live CD para acessar bancos mesmo tendo linux instalado?







pois o windows é mais fácil, mais amigável, tanto na interface dos programas, quanto na compatibilidade com periféricos, e vc acha os programas principais para baixar, muita gente pirateando,

Acho que é falso isso de ser "mais amigável". É mais "amigável" apenas/principalmente por conta de geralmente ser já mais familiar, por contato prévio com o windows, e não porque os designers das interfaces da MS tenham feito algum trabalho fenomenal que deixa as eventuais alternativas do linux/outros no chinelo. Para alguém que nunca tenha mexido fica sendo essencialmente um empate, com cada um perdendo uns pontos aqui e outros ali em relação ao outro. E com N ressalvas do linux ter um monte de "desktop environments", o que complica um pouco a mensuração disso.


Em um aspecto o linux (ou algumas variantes) é imbativelmente mais amigável: instalação e manutenção de programas em pacotes, via repositório e alguma interface gráfica (como synaptic ou o que quer que seja usado como padrão no ubuntu hoje). Não tem nem comparação. É um pouco como se você tivesse o site de downloads de programas (como tucows, download.com, baixaki, etc)  e a instalação "embutidos" num mesmo programa. Em vez de baixar cada programa individualmente, tentando descobrir quais são os menos impregnados de porcarias ad-ware/spyware/toolbars pé-no-saco, vai simplesmente marcando as opções que parecem melhor, e clica "aplicar" e um eventual OK. Um só. Mesmo que instale doze programas de uma vez. No windows, dá-lhe ficar clicando próximo, próximo, próximo, editar os menus padrão que sempre tentam enfiar todos os nomes e subdivisões da companhia como submenus, próximo, próximo, desmarcar "ler readme.txt" e executar, e finalmente concluir. Para cada um dos doze programas. E fazer isso meio que aleatoriamente em menor grau sempre que vir uma nova atualização. Deus me livre, é uma chatice, dá vontade de ter um assistente para fazer isso. E é possível ter que reiniciar depois... (mas talvez isso não seja mais algo comum)

O mais próximo disso no windows são aquelas opções de programas meio "embutidos" com o windows, da própria microsoft, mas ainda assim acho que você só instala um de cada vez. A MS deveria dar um jeito de criar uma aproximação disso que valesse para todos os softwares, de alguma forma, ditar um "padrão" e fazer com que os sites do tipo tucows/download/outros tivessem um esquema de "repositório". Se ainda bolassem uma coisa meio análoga ao netflix só que para software então, estariam feitos. Bem... na verdade já estão, então provavelmente por isso não vão se esforçar em fazer algo significativamente melhor do que já têm...



O linux realmente fica atrás em questão de alguns programas de uso profissional (como photoshop, corel draw, que embora tenham análogos, estes ainda não têm algumas funcionalidades/capacidades muito valorizadas, podem ter menor desempenho, e há também a o problema dos formatos (fechados) de arquivo de trabalho de uso quase generalizado), e drivers, que tem que ser escritos de forma "artesanal", muitas vezes não aproveitando todo o potencial do hardware. Caso as coisas não funcionem no modo "plug and play" ainda há tendência às coisas serem mais complicadas de serem resolvidas do que algo que não funcionasse automaticamente no windows.


Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 22 de Fevereiro de 2013, 08:11:19
Você usa live CD para acessar bancos mesmo tendo linux instalado?
Dois problemas:
1. Às vezes, eu estou numa máquina sem Linux.
2. Minha máquina de casa está com uma versão muito antiga. Eu gosto dela, mas o Itaú tem que instalar um tal de 'Guardião' que só funciona em versões mais recentes (acho que é um applet Java).

Sem falar em paranóia pura e simples  :-)
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Dodo em 23 de Fevereiro de 2013, 01:26:06
linux mint:
http://www.linuxmint.com/download.php (http://www.linuxmint.com/download.php)

Tô sem tempo de procurar... alguém me indica um livecd que já venha com o básico pra navegar, editar um texto, que já venha com os codecs de áudio, vídeo e visualizador de imagens e pdf?


Tô sem tempo de procurar... alguém me indica um livecd que já venha com o básico pra navegar, editar um texto, que já venha com os codecs de áudio, vídeo e visualizador de imagens e pdf?
Este vem com mais coisas (é um LiveDVD) e eu uso para acessar bancos porque já tem Flash:

http://www.biglinux.com.br/web/download/


Obrigado.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 24 de Fevereiro de 2013, 00:23:35
afinal, qual a diferença do linux com o windows?

O Windows é um sistema operacional para o usuário final.

O Linux é um unix no Intel, um sistema oepracional feito por programadores, para programadores.

Um Windows é como ter um carro novo, o Linux é como ter um fusca, uma caixa de ferramentas e o poder de transformá-lo numa Ferrari. Sò toma cuidado, porque colocar rodas de caminhão não vai deixá-lo mais funcional !

Como usuário que lê e-mails, segue o facebook ou navega em browser e administra seus documentos, recomendo fortemente o Windows.

Para instalar programas de áudio, programar, usar seu computador para coisas inusuais como programar em linguagens, utilizar configuradores de audio, som, legendas, fazer sistemas ou calcular órbitas de planetas, recomendo um Linux de sua preferência.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Digão em 25 de Fevereiro de 2013, 15:36:16
E para jogos de PC, Windows.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Fevereiro de 2013, 20:34:30
Um Windows é como ter um carro novo, o Linux é como ter um fusca, uma caixa de ferramentas e o poder de transformá-lo numa Ferrari. Sò toma cuidado, porque colocar rodas de caminhão não vai deixá-lo mais funcional !

Eu achei a analogia um tanto exagerada/distante demais para "visualizar". "Ambos" (considerando linux como "um", o que já talvez seja inadequado) são "carros novos" de modelos diferentes, com diferentes opcionais de fábrica, e um um pouco mais propício a se fazer modificações variadas, mas em contrapartida podendo ter dificuldade em fazer funcionar com todos os recursos (ou simplesmente funcionar) algum "acessório famoso"... mas no geral ambos dão para andar numa boa. Mas muitas vezes só o windows atenderá a "taxistas" ou transportadores de alguma coisa específica, e poderá ser mais cômodo a quem quer sair para ir no parque de diversões...

Mas saindo totalmente da analogia, diria que é praticamente idêntico para essas tarefas descritas, "ler e-mails, seguir o facebook ou navegar em browser e administrar seus documentos," um linux  pode facilmente ser até mais recomendável, por maior segurança e maior facilidade de manutenção/instalação de programas. Desde que "seus documentos" não incluam formatos de documento "fechados", que não tenha como abrir e modificar (como arquivos do corel draw ou do adobe illustrator). Exceto se o programa que usa esses arquivos calhar de funcionar bem no "emulador" de windows.

Já ouvi falar de um ou outro jogo de windows que funcionava melhor em "emulação" de windows no linux (não me pergunte por que), mas isso será mais incomum e um pouco mais complicado do que instalar os jogos diretamente no windows (deixando de lado a questão de possíveis dificuldades de instalar jogos mais antigos, onde talvez o linux possa levar alguma vantagem), e também podem requerer mais espaço em disco (se for usado um sistema meio improvisado para ajustar a "emulação" de windows a cada jogo, "playonlinux")










Tomei conhecimento da existência hoje:
Citar
The Air Force's secure Linux distribution
Summary: Linux has long had a close, working relationship with governments, but Lightweight Portable Security (LPS) is the first official U.S. Linux distribution.

[...] LPS is designed to boot from a CD or USB pen-drive on any Intel-based computer. It doesn't install anything. It's designed solely to run solely in memory and to leave no traces behind when you're doing running it. [...]

(http://cdn-static.zdnet.com/i/story/60/05/009618/lps.png)
(iceWM)

http://www.zdnet.com/blog/open-source/the-air-forces-secure-linux-distribution/9618
 
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 26 de Fevereiro de 2013, 20:01:58
Um Windows é como ter um carro novo, o Linux é como ter um fusca, uma caixa de ferramentas e o poder de transformá-lo numa Ferrari. Sò toma cuidado, porque colocar rodas de caminhão não vai deixá-lo mais funcional !

Eu achei a analogia um tanto exagerada/distante demais para "visualizar".

E eu achei o seu cabelo um desastre :P

Citação de: Buckaroo Banzai
"Ambos" (considerando linux como "um", o que já talvez seja inadequado) são "carros novos" de modelos diferentes, com diferentes opcionais de fábrica, e um um pouco mais propício a se fazer modificações variadas, mas em contrapartida podendo ter dificuldade em fazer funcionar com todos os recursos (ou simplesmente funcionar) algum "acessório famoso"... mas no geral ambos dão para andar numa boa. Mas muitas vezes só o windows atenderá a "taxistas" ou transportadores de alguma coisa específica, e poderá ser mais cômodo a quem quer sair para ir no parque de diversões...

Tá bom, sua analogia está legal :ok:


Citação de: Buckaroo Banzai
Mas saindo totalmente da analogia, diria que é praticamente idêntico para essas tarefas descritas, "ler e-mails, seguir o facebook ou navegar em browser e administrar seus documentos," um linux  pode facilmente ser até mais recomendável, por maior segurança e maior facilidade de manutenção/instalação de programas.

Desde que "seus documentos" não incluam formatos de documento "fechados", que não tenha como abrir e modificar (como arquivos do corel draw ou do adobe illustrator). Exceto se o programa que usa esses arquivos calhar de funcionar bem no "emulador" de windows.


Eu discordo. Um usuário final é dependente de um Office, e os Office do Linux não são totalmente compatíveis com o Windows, muitas vezes gerando erro em documentos ou não disponibilizando informações corretas em ppts. Só isso já 'mata' o usuário final.

Citação de: Buckaroo Banzai
Já ouvi falar de um ou outro jogo de windows que funcionava melhor em "emulação" de windows no linux (não me pergunte por que), mas isso será mais incomum e um pouco mais complicado do que instalar os jogos diretamente no windows (deixando de lado a questão de possíveis dificuldades de instalar jogos mais antigos, onde talvez o linux possa levar alguma vantagem), e também podem requerer mais espaço em disco (se for usado um sistema meio improvisado para ajustar a "emulação" de windows a cada jogo, "playonlinux")

O 'PlayOnLinux', tirando as vezes que não executa por causa de alguma incompatiblilidade, é um bom interface com wine.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Vento Sul em 26 de Fevereiro de 2013, 21:57:50
(http://ru.fishki.net/picsw/022013/26/pics/pics-0034.jpg)
 
A interface do windows é mais atrativa, mas o Linux está avançando no mesmo sentido.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Fevereiro de 2013, 14:47:57
Citação de: Buckaroo Banzai
Mas saindo totalmente da analogia, diria que é praticamente idêntico para essas tarefas descritas, "ler e-mails, seguir o facebook ou navegar em browser e administrar seus documentos," um linux  pode facilmente ser até mais recomendável, por maior segurança e maior facilidade de manutenção/instalação de programas.

Desde que "seus documentos" não incluam formatos de documento "fechados", que não tenha como abrir e modificar (como arquivos do corel draw ou do adobe illustrator). Exceto se o programa que usa esses arquivos calhar de funcionar bem no "emulador" de windows.


Eu discordo. Um usuário final é dependente de um Office, e os Office do Linux não são totalmente compatíveis com o Windows, muitas vezes gerando erro em documentos ou não disponibilizando informações corretas em ppts. Só isso já 'mata' o usuário final.

Bem, isso vai depender totalmente de quão importante são esses formatos para o "usuário final". Eu realmente não conheço bem os detalhes, imaginava que no máximo fossem necessários alguns cuidados adicionais de conversão. E quanto aos "offices" online? Sofrem do mesmo problema? Talvez possam até fazer uma "ponte" se for necessário/não puder dispensar o instalado.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Fevereiro de 2013, 22:07:42
Citar
Package: libpt-1.10.10 (1.10.10-3)


Portable Windows Library
 
This package contains the shared version of the library PWLib, which is
a moderately large class library that has its genesis many years ago as
a method to produce applications to run on both Microsoft Windows and
Unix X-Window systems.


http://packages.debian.org/squeeze/libpt-1.10.10


:hein:
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 03 de Março de 2013, 17:46:33
Citação de: Buckaroo Banzai
Mas saindo totalmente da analogia, diria que é praticamente idêntico para essas tarefas descritas, "ler e-mails, seguir o facebook ou navegar em browser e administrar seus documentos," um linux  pode facilmente ser até mais recomendável, por maior segurança e maior facilidade de manutenção/instalação de programas.

Desde que "seus documentos" não incluam formatos de documento "fechados", que não tenha como abrir e modificar (como arquivos do corel draw ou do adobe illustrator). Exceto se o programa que usa esses arquivos calhar de funcionar bem no "emulador" de windows.


Eu discordo. Um usuário final é dependente de um Office, e os Office do Linux não são totalmente compatíveis com o Windows, muitas vezes gerando erro em documentos ou não disponibilizando informações corretas em ppts. Só isso já 'mata' o usuário final.

Bem, isso vai depender totalmente de quão importante são esses formatos para o "usuário final". Eu realmente não conheço bem os detalhes, imaginava que no máximo fossem necessários alguns cuidados adicionais de conversão. E quanto aos "offices" online? Sofrem do mesmo problema? Talvez possam até fazer uma "ponte" se for necessário/não puder dispensar o instalado.

A imensa maioria de usuários finais utiliza Excel, Word, PowerPoint, que são líderes isolados nas planilhas de cálculo, edição de textos e apresentação de slides. É um fato. Quando outros como LibreOffice geram versões compatíveis, chega o Windows e muda internamente o formato, com o propósito fundamental de acabar com a vida do usuário de outro sistema operacional que não Windows e de outra solução que não o deles.

Deixando claro que não é a minha preferência e sim do usuário final clássico, que não sou eu.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 03 de Março de 2013, 18:06:43
Sim, sei de tudo isso, mas na minha experiência (que talvez não seja realmente representativa/significativa) não tive problemas significativos para abrir coisas desses programas, dentro dos usos que já fiz (que admitidamente, é algo raro e pode ser bem aquém das necessidades da maioria, se bem que não sei). Acho que o piorzinho foram textos do wordperfect (que nem sei se é 100% compatível com o MS Word, para começar), que não abriram em um programa ou outro, e em outro ainda, não abriam com a mesma formatação que abriam em outro. Nunca tive que ficar trocando arquivos do tipo com outras pessoas que fossem usar MS Office ou powerpoint para abrir.

Mas por "administrar os documentos" imaginava algo mais como se poder abrí-los, até convertê-los quando necessário, e ficar com eles, não necessariamente "conversar" perfeitamente com aplicativos da MS. O que disse então me parecia poder passar um pouco a impressão de algo como "o linux só tem editores de texto puro e LaTeX", "o open office só abre textos em russo", "você precisa de uma máquina virtual para ler doc, pdf, ou chm".

Não sei se há esse propósito oculto da MS em ferrar com a compatibilidade, acho que há mais é falta de preocupação ativa com compatibilidade. Parece que a MS dá sinais de intencionar lançar o MS Office para linux em 2014, inclusive:

http://www.phoronix.com/scan.php?page=news_item&px=MTI5MzU


...

Acabei descobrindo que tem um conversor separado para arquivos do corel draw, algum dia vou ver se consigo testar.




.... com o sucesso de Android e chrome OS eu fico me perguntando se não seria bem interessante investirem em adaptar aquele "java" do Android (Darvlin, Dalvkin, Davklin Virtual Machine, algo assim) para os linux "de verdade". Eu li qualquer coisa sobre o Sabayon talvez ter isso, mas acho que alguém se confundiu....

Acho que o que mais ferra com linux, é que além de linux no total ter uma fração pequena de usuários, não é só "linux", mas uns trezentos linux mutuamente incompatíveis... acho que essa adaptação independente de todos a esse componente do Android viria bem a calhar...
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 03 de Março de 2013, 21:05:32
Quando outros como LibreOffice geram versões compatíveis, chega o Windows e muda internamente o formato, com o propósito fundamental de acabar com a vida do usuário de outro sistema operacional que não Windows e de outra solução que não o deles.

Mesmo entre versões diferentes do Microdoft Word dá problema de compatibilidade.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 04 de Março de 2013, 07:22:30
Quando outros como LibreOffice geram versões compatíveis, chega o Windows e muda internamente o formato, com o propósito fundamental de acabar com a vida do usuário de outro sistema operacional que não Windows e de outra solução que não o deles.
A MS fez isto com o IE desde o início: vivia lançando tags diferentes para ficar incompatível com o Netscape e dar a impressão de que "o Netscape é uma porcaria".

Existe uma norma ISO para documentos, planilhas etc. e a MS não respeita.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 04 de Março de 2013, 13:19:56
Ainda é assim com os novos IEs, com os webdesigners/programadores tendo que fazer condicionais para apresentar a coisa corretamente se estiver no IE e se estiver em algum browser que segue os padrões?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 30 de Março de 2013, 13:41:21
Sim, mais ainda agora, há uma série de tags do web-toolkit que a M$ não obedece, e que facilitaria demais os scritps para adaptar a mesma página em HTML e CSS a ser exibida de formas diferentes dependendo do meio -desktop, tablet ou phone.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: 3libras em 31 de Março de 2013, 18:09:03
bem ela é lider de mercado e tem vantagens fazendo isso.

mas no caso dos navegadores, se ela for superada ai a parada fede pra ela. tenho visto diversos sites que naõ abrem legal em IE's antigos e pelo visto os desenvolvedores estão pouco se lixando. quem com ferro fere...
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 27 de Abril de 2013, 14:06:32
Quando outros como LibreOffice geram versões compatíveis, chega o Windows e muda internamente o formato, com o propósito fundamental de acabar com a vida do usuário de outro sistema operacional que não Windows e de outra solução que não o deles.
A MS fez isto com o IE desde o início: vivia lançando tags diferentes para ficar incompatível com o Netscape e dar a impressão de que "o Netscape é uma porcaria".

Existe uma norma ISO para documentos, planilhas etc. e a MS não respeita.
Isso tem até nome... embrace, extend, extinguish (abraçar, extender, extingüir). Tática velha e tosca da MS.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: GMGall em 27 de Maio de 2013, 22:24:55
O jeito que o bash interpreta aliases e funções é diferentes. Acho que um alias está mais para um #define do C do que para uma função. Parece fazer substituição direta de string, mesmo.

É por aí mesmo. Um alias é meramente uma substituição de strings, enquanto que uma função comporta-se mais ou menos como as funções de outras linguagens. Uma função pode receber parâmetros e retornar valores - o exit status ou return code (http://en.wikipedia.org/wiki/Exit_status) e tem seu próprio escopo.

Alguns exemplos:

Numa função posso passar argumentos, que viram parâmetros posicionais ($1, $2, etc) dentro da função:
Código: [Selecionar]
$ f(){ echo "1º argumento: $1
2º argumento: $2
3º argumento: $3"
> }
$ f 1 "ola mundo" 3
1º argumento: 1
2º argumento: ola mundo
3º argumento: 3

Num alias nem adianta tentar, a manpage do bash diz o seguinte no tópico ALIASES:
Citar
There is no mechanism for using arguments in the replacement text.  If arguments are needed, a shell function should be used

Numa função, posso retornar valores...

Código: [Selecionar]
$ f2(){
> return 255
> }
$ f2
$ echo $?
255

...enquanto que num alias, não.

Código: [Selecionar]
$ alias f2='return 255'
$ f2
bash: return: pode apenas `retornar' de uma funçao ou script executado.

Uma função pode ter variáveis locais...
Código: [Selecionar]
$ f3(){
> local x='teste'
> echo $x
> }
$ x=10
$ f3
teste

...um alias, não:
Código: [Selecionar]
$ x=10
$ alias f3='local x=teste; echo $x'
$ f3
bash: local: pode ser usado apenas em uma função
10
$ #retornou o valor 10, do meu escopo "global"
$ #tentando redefinir sem a keyword local, para ver o que acontece:
$ alias f3='x=teste; echo $x'
$ f3
teste
$ echo $x
teste
$ #meu alias alterou a variável x!

Outra característica interessante é que não são permitidos aliases em scripts:

Código: [Selecionar]
$ cat /tmp/exemplo.sh
alias saudacao='echo oi'
saudacao
$ bash /tmp/exemplo.sh
/tmp/exemplo.sh: linha 2: saudacao: comando não encontrado

Já funções funcionam numa boa:

Código: [Selecionar]
$ cat /tmp/exemplo2.sh
saudacao(){
echo oi
}
saudacao
$ bash /tmp/exemplo2.sh
oi

Todos os comandos acima foram testados num bash 4.2.25, não conheço bem o comportamento de outros shells.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Junho de 2013, 03:05:09
Bom por no .bashrc:

alias mv="mv -i"


:/
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 25 de Junho de 2013, 18:37:09
Algo me diz que só pensou nisso depois de algo ::)
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: FZapp em 29 de Junho de 2013, 20:26:32

Todos os comandos acima foram testados num bash 4.2.25, não conheço bem o comportamento de outros shells.

Cada shell tem a sua sintaxe, o Bash herdou essa sintaxe de outros, pelo que vi isso deve funcionar mesmo no sh ou ksh, mas não deve funcionar no csh que tem outra herança.

Ah, o csh, como foi braba a luta para dominá-lo...
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Luiz F. em 19 de Janeiro de 2015, 20:43:04
Up.

Estou começando no linux, usando o Slax. Uma das coisas que eu ainda não consegui assimilar é a questão dos usuários.

Por exemplo, eu devo sempre logar como root ou criar um usuário pra uso geral? Eu vou ter que digitar senha sempre que quiser entrar como root? Dúvidas tipo essas.

Se alguém puder fazer a gentileza de me dar uma explicação bem "for dummies" que envolvesse aspectos práticos e teóricos sobre o assunto, ou indicar algum texto bom eu agradeceria muito.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Lorentz em 19 de Janeiro de 2015, 21:25:07
Crie um usuário para uso geral. Deixe o root para quando for mexer no sistema.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 20 de Janeiro de 2015, 09:53:04
Crie um usuário para uso geral. Deixe o root para quando for mexer no sistema.
O que também vale para o Windows: todo mundo usa a conta de administrador, quando deveria criar uma conta de usuário comum, sem privilégios.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 20 de Janeiro de 2015, 09:56:46
Up.

Estou começando no linux, usando o Slax. Uma das coisas que eu ainda não consegui assimilar é a questão dos usuários.

Por exemplo, eu devo sempre logar como root ou criar um usuário pra uso geral? Eu vou ter que digitar senha sempre que quiser entrar como root? Dúvidas tipo essas.

Se alguém puder fazer a gentileza de me dar uma explicação bem "for dummies" que envolvesse aspectos práticos e teóricos sobre o assunto, ou indicar algum texto bom eu agradeceria muito.
Sim, crie um usuário e deixe quieta a conta de root, que só terá acesso através de senha.
E só use o root quando precisar configurar alguma coisa, depois volte ao usuário comum.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Lorentz em 20 de Janeiro de 2015, 10:07:49
Crie um usuário para uso geral. Deixe o root para quando for mexer no sistema.
O que também vale para o Windows: todo mundo usa a conta de administrador, quando deveria criar uma conta de usuário comum, sem privilégios.

É que no Windows não era tão simples quanto no Linux.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Aronax em 20 de Janeiro de 2015, 13:34:11
Crie um usuário para uso geral. Deixe o root para quando for mexer no sistema.
O que também vale para o Windows: todo mundo usa a conta de administrador, quando deveria criar uma conta de usuário comum, sem privilégios.

É que no Windows não era tão simples quanto no Linux.
Desde o XP é a coisa mais simples que existe.......
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Lorentz em 20 de Janeiro de 2015, 13:39:29
Crie um usuário para uso geral. Deixe o root para quando for mexer no sistema.
O que também vale para o Windows: todo mundo usa a conta de administrador, quando deveria criar uma conta de usuário comum, sem privilégios.

É que no Windows não era tão simples quanto no Linux.
Desde o XP é a coisa mais simples que existe.......

Me refiro às permissões. No Linux você põe a senha do root quando precisa mesmo logado com seu usuário. No Windows você tem que fazer log off, entrar com o admin, fazer o que precisa, fazer log off e voltar com o seu usuário. Talvez nos mais recentes não seja mais assim.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Luiz F. em 20 de Janeiro de 2015, 21:32:44
Opa! Obrigado pelas respostas. :ok:
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 10 de Novembro de 2016, 00:08:13
Um usuário final é dependente de um Office, e os Office do Linux não são totalmente compatíveis com o Windows, muitas vezes gerando erro em documentos ou não disponibilizando informações corretas em ppts. Só isso já 'mata' o usuário final.

http://www.freeoffice.com/

É o SoftMaker Office citado no artigo:

Citar
http://www.techradar.com/news/software/applications/best-office-suites-for-linux-5-reviewed-and-rated-1146417/2

Verdict

LibreOffice: 5/5
Calligra Suite: 3/5
Gnome Office: 3/5
SoftMaker Office: 5/5
Google Docs: 5/5




Citar
King_Karl • 3 years ago
The main reason why I clearly prefer SoftMaker Office is the unrivaled compatibility with Microsoft Office. It's the only office suite with seamless interoperability with Word, Excel, and PowerPoint, all others destroy formatting. Other merits are: it's compact, very fast, has a got a very neat user interface, and includes (only in the Professional version) a very good mail client (eM Client 5 Professional).



Ainda não vi eu mesmo, mas posto porque nunca tinha nem ouvido falar, e acho que pode interessar.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Rhyan em 16 de Novembro de 2016, 01:01:04
Alguem sabe me dizer se da pra colocar interface grafica LXDE no Ubuntu via apt-get sem Lubuntu e Openbox junto?

(tambem estou com problemas na encaixe do tipo de teclado.)

Valeu! Nao entendo quase nada de linux.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Novembro de 2016, 02:29:19
Openbox é componente fundamental do LXDE, então nesse aspecto ao menos, impossível.

"Lubuntu" eu imagino que seja já um meta-pacote do LXDE com alguns "extras" (que podem de qualquer forma não ser nada extravagantes, mas talvez até só editor de texto e coisas assim).

Para uma instalação mínima é necessário pesquisar quais são os pacotes específicos que se queira. Um jeito de fazer isso é em instaladores como o "synaptic" apenas ver e se lembrar do que ele avisa que será instalado quando se marca um meta-pacote para instalação, e instalar menos daquelas coisas. Talvez dê para conseguir fazer algo parecido mesmo no apt-get, acho que seria talvez até algo mais fácil, antes de confirmar a instalação, ver os pacotes que ele avisa que instalará, e então usar um novo comando apt-get tirando aqueles que não queira, ou não pareçam essenciais. Se forem, ele deve enfiá-los de volta no próximo aviso.

Algumas vezes alguém já fez algo parecido e dá instruções disso na internet, o que deverá ser encontrado sob termos como "instalação mínima de ..."

https://wiki.lxde.org/en/Ubuntu#Minimal_Ubuntu_.2B_LXDE_Installation
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Rhyan em 16 de Novembro de 2016, 05:46:17
Hum, valeu!

Código: [Selecionar]
sudo aptitude install xorg lxde
Tá instalando duas coisas ou uma só com esse código?

Seria melhor formatar e instalar o Lubuntu ou algum outro LXDE?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Novembro de 2016, 14:21:01
Duas coisas, tecnicamnete. "Xorg" é o "ambiente gráfico" mínimo, cru, que mal serve para qualquer coisa sozinho, e LXDE já é o "ambiente de desktop". "Openbox" é um intermediário... analogia tosca seria xorg como "motor, armação do carro, e rodas", openbox como bancos e direção, e LXDE sendo carroceria, vidros, e acabamentos.


:| Não sei o que seria a alternativa para comparar. Acho que se só está querendo usar, melhor é o que parecer pessoalmente mais fácil... que geralmente deverá ser algo "padrãozão" (ubuntu, kubuntu), ou no mínimo "padrãozinho" (lubuntu).

Mas acho que, se não tiver feito nenhuma grande bagunça ou qualquer coisa mais exótica, só uns apt-gets desses aí resultam exatamente na mesma coisa, não deve precisar formatar e reinstalar.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Muad'Dib em 16 de Novembro de 2016, 15:01:37
 Eu estou usando o Mint Sarah cinnamon em um notebook e Fedora 24 em outro.

Acho o Mint Sarah a distro mais adequada para quem quer migrar do Windows para o Linux.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Pregador em 16 de Novembro de 2016, 22:47:37
Oi. Depois de alguns anos, volto a perguntar, o linux está mais parecido (funcionalmente) com o windows? No sentido de eu clicar no arquivo e ele começar a instalar sem ter que digitar linhas de código ou comandos bizarros?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 16 de Novembro de 2016, 22:57:27
Oi. Depois de alguns anos, volto a perguntar, o linux está mais parecido (funcionalmente) com o windows? No sentido de eu clicar no arquivo e ele começar a instalar sem ter que digitar linhas de código ou comandos bizarros?

A filosofia de isntalação de programas no Linux é diferente da do Windows.

Para instalar um programa você tem que baixar na central de pacotes dele (como um app store).
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Muad'Dib em 16 de Novembro de 2016, 23:12:44
Oi. Depois de alguns anos, volto a perguntar, o linux está mais parecido (funcionalmente) com o windows? No sentido de eu clicar no arquivo e ele começar a instalar sem ter que digitar linhas de código ou comandos bizarros?

A filosofia de isntalação de programas no Linux é diferente da do Windows.

Para instalar um programa você tem que baixar na central de pacotes dele (como um app store).

Eu acho que ele está se referindo àquele choque inicial que o "Linux" causa nas pessoas que usaram Windows a vida inteira sem pensar em algo diferente.

Quer sair do windows sem trauma?

https://linuxmint.com/

Baixa o Cinnamon ou o XFCE.. São 3 cliks para instalar e fazer funcionar perfeitamente, o ambiente é altamente similar ao Windows e tudo é altamente intuitivo.

Garanto que em duas semana você perde o medo do terminal com suas linhas de comando.

E não pense em linux. Pense em distribuição Linux.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Muad'Dib em 16 de Novembro de 2016, 23:24:09
E, dependendo da distro não precisa usar linha de comando para nada. Só que os comandos no terminal facilitam em muito a vida do usuário. Muitas vezes eu preciso fazer algo que eu não conheço e busco ajuda no google (uma das coisas boas do linux é que tem uma comunidade fortíssima com uma cultura de ajuda mútua), essas ajudas quase sempre são via terminal e ai, amigo, é copiar e colar, problema resolvido e de quebra ganha-se um pouco mais de intimidade com os comandos.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Pregador em 16 de Novembro de 2016, 23:31:32
Oi. Depois de alguns anos, volto a perguntar, o linux está mais parecido (funcionalmente) com o windows? No sentido de eu clicar no arquivo e ele começar a instalar sem ter que digitar linhas de código ou comandos bizarros?

A filosofia de isntalação de programas no Linux é diferente da do Windows.

Para instalar um programa você tem que baixar na central de pacotes dele (como um app store).

Tipo IOS?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Pregador em 16 de Novembro de 2016, 23:34:17
Oi. Depois de alguns anos, volto a perguntar, o linux está mais parecido (funcionalmente) com o windows? No sentido de eu clicar no arquivo e ele começar a instalar sem ter que digitar linhas de código ou comandos bizarros?

A filosofia de isntalação de programas no Linux é diferente da do Windows.

Para instalar um programa você tem que baixar na central de pacotes dele (como um app store).

Eu acho que ele está se referindo àquele choque inicial que o "Linux" causa nas pessoas que usaram Windows a vida inteira sem pensar em algo diferente.

Quer sair do windows sem trauma?

https://linuxmint.com/

Baixa o Cinnamon ou o XFCE.. São 3 cliks para instalar e fazer funcionar perfeitamente, o ambiente é altamente similar ao Windows e tudo é altamente intuitivo.

Garanto que em duas semana você perde o medo do terminal com suas linhas de comando.

E não pense em linux. Pense em distribuição Linux.

Eu instalei o Ubuntu algumas vezes, mas desisti de usar sempre. Precisa instalar uma impressora, um scaner, ou coisas do tipo e nada dava certo. Eu não quero ter que estudar comandos para usar um sistema operacional, não quero perder tempo com isso. Não tenho interesse em ficar aprendendo estas coisas. Por outro lado, estou cansado do windows ferrar com computador de 6 em 6 meses e ser necessário ficar formatando para poder ele voltar a ser rápido. Não interessa que o hardware seja extremamente bom, em pouco tempo o computador fica lento, demora para iniciar, fica atualizando na hora de desligar, é um saco.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Pregador em 16 de Novembro de 2016, 23:50:22
Outro grande problema é que o certificado digital da OAB simplesmente não funciona em Linux. A Certign simplesmente não oferece suporte, apenas para Windows ou IOS.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 17 de Novembro de 2016, 09:48:16
http://www.ubuntudicas.com.br/2014/07/certificado-digital-oab-ubuntu/

Isso não funciona mais?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Pregador em 17 de Novembro de 2016, 10:13:32
http://www.ubuntudicas.com.br/2014/07/certificado-digital-oab-ubuntu/

Isso não funciona mais?

As vezes não e, sobretudo, para o sistema projudi, não.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Rhyan em 17 de Novembro de 2016, 14:56:53
Peguei um pequeno trauma com o linux uma vez quando achava que tudo tinha que ser via terminal.

Mas o Ubuntu/Unity é bem gráfico.

Engraçado que esses dias eu coloquei o linux num netbook velho só pra brincar, e mexer no terminal é o mais interessante, por menos que eu saiba.

Faz algum sentido usar/aprender a usar o terminal/kernel do linux hoje em dia?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 17 de Novembro de 2016, 15:45:33
Kernel é o programa principal do Linux (cada sistema operacional tem um kernel, MacOS, Windows, Android, iOS...). Você sempre usa o Kernel. Configurar o kernel, por outro lado, pouca gente precisa, pois as distribuições têm dado conta de fazer configurações automatizadas decentes. Na verdade, o Linux mesmo e só o kernel. todo o resto são programas que rodam sob esse kernel. Ao contrário do Windows e do macOS, que consistem no kernel, nas interfaces de usuário etc.

Eu acho o terminal muito mais rápido e prático para usar. Leva meses entre cada vez que eu abro uma janela de navegador de arquivos (que tem as pastinhas e os ícones).
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Rhyan em 17 de Novembro de 2016, 15:51:46
Tinha uma época que eu usava um pouco mais o cmd do Windows, já o PowerShell não tenho a menor ideia como se usa.

E pra matar alguns do coração:

Microsoft agora é membro da Linux Foundation
https://canaltech.com.br/noticia/microsoft/microsoft-agora-e-membro-da-linux-foundation-84275/

Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 17 de Novembro de 2016, 16:57:54
(https://cdn0.vox-cdn.com/thumbor/i_8PsuclKaURGILoib5pXSOZ0nI=/0x67:1920x1147/1600x900/cdn0.vox-cdn.com/uploads/chorus_image/image/50853067/microsoftloveslinux.0.0.jpg)

CEO da MS.



(https://mikelindner.files.wordpress.com/2011/12/bill-gates-linux.jpg)

Bill Gates diante de seu PC.



(estratégia para fazer os linuxiitas se matarem ou abandonarem o uso e desenvolvimento de linux, criando algo novo do zero, ou, vivendo como sobrevivencialistas no mato)
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Rhyan em 20 de Novembro de 2016, 17:04:44
Vale a pena atualizar o Ubuntu 16.04 LTS para o 16.10?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 20 de Novembro de 2016, 17:12:46
Vale a pena atualizar o Ubuntu 16.04 LTS para o 16.10?

Para uso cotidiano, só vale se houver algo muito específico que você queira da versão nova.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2016, 17:15:17
Acho que só se você souber de algo específico que só seja disponível para o mais novo, que valha a manutenção extra.



...essas coisas de informática devem ser o exemplo mais dramático daquela "lei" de que os recursos aumentam e se inventa mais "desperdícios" para fazer essencialmente a mesma coisa que já se fazia antes, com menos recursos, em vez de se fazer realmente mais...
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Muad'Dib em 17 de Janeiro de 2017, 12:57:25
Troquei o Fedora que eu tinha em um notebook pelo Manjaro XFCE.

É bem um LinuxMint baseado em Arch mesmo. Bem fácil a instalação e o uso.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Lorentz em 17 de Janeiro de 2017, 13:07:13
Troquei o Fedora que eu tinha em um notebook pelo Manjaro XFCE.

É bem um LinuxMint baseado em Arch mesmo. Bem fácil a instalação e o uso.

Me sinto um velho. Não entendi quase nada do que você disse.

O Fedora ainda existe? Ele é bom para uso doméstico?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Muad'Dib em 18 de Janeiro de 2017, 17:51:42
Troquei o Fedora que eu tinha em um notebook pelo Manjaro XFCE.

É bem um LinuxMint baseado em Arch mesmo. Bem fácil a instalação e o uso.

Me sinto um velho. Não entendi quase nada do que você disse.

O Fedora ainda existe? Ele é bom para uso doméstico?

Fedora é excelente para uso doméstico e usuários que não manjam muito de computador. Só o troquei porque eu botei na cabeça que queria instalar o Arch Linux. Não consegui instalar o Arch propriamente dito então parti para o Manjaro que é um Arch Linux for kids.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 19 de Janeiro de 2017, 12:18:56
Por que não conseguiu o Arch?

Vou trocar o Gentoo do meu Raspberry Pi por Arch quando votlar de férias.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Muad'Dib em 19 de Janeiro de 2017, 12:35:51
Por que não conseguiu o Arch?

Vou trocar o Gentoo do meu Raspberry Pi por Arch quando votlar de férias.

Arch Linux é, para mim, um passo muito maior que as pernas. Eu peguei alguns tutoriais lá no vivaolinux e tentei seguir passo a passo, mesmo assim eu não fiu muito longe. Não consegui ligar a rede.

Eu sou um usuário de internet, vejo filmes, leio livros e uso o libreoffice. E só. Na verdade até o Manjaro eu acho que é linux demais para meus parcos conhecimentos de informática. O Mint é a minha distro.

Você acha que o Sabayon é uma distro que um usuário inexperiente consiga usar?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Lorentz em 19 de Janeiro de 2017, 12:38:35
Por que não conseguiu o Arch?

Vou trocar o Gentoo do meu Raspberry Pi por Arch quando votlar de férias.

Por que os linuxers precisam trocar tanto assim de distro?
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: DDV em 19 de Janeiro de 2017, 12:44:40
Por que não conseguiu o Arch?

Vou trocar o Gentoo do meu Raspberry Pi por Arch quando votlar de férias.

Por que os linuxers precisam trocar tanto assim de distro?

Boa pergunta.


O único fator que me faz (ainda) preferir o Windows é que o Linux parece um meta-sistema-operacional, ou seja, parece mais coisa de quem "gosta" de ficar labutando com o funcionamento do PC do que simplesmente usá-lo sem se preocupar com o que rola por trás de tudo.

Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Muad'Dib em 19 de Janeiro de 2017, 12:47:55
Por que não conseguiu o Arch?

Vou trocar o Gentoo do meu Raspberry Pi por Arch quando votlar de férias.

Por que os linuxers precisam trocar tanto assim de distro?

Boa pergunta.


O único fator que me faz (ainda) preferir o Windows é que o Linux parece um meta-sistema-operacional, ou seja, parece mais coisa de quem "gosta" de ficar labutando com o funcionamento do PC do que simplesmente usá-lo sem se preocupar com o que rola por trás de tudo.

No meu caso foi mais curiosidade mesmo. Eu tenho um outro notebook com o Mint que é a minha distro "oficial".
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 19 de Janeiro de 2017, 13:04:07
O único fator que me faz (ainda) preferir o Windows é que o Linux parece um meta-sistema-operacional, ou seja, parece mais coisa de quem "gosta" de ficar labutando com o funcionamento do PC do que simplesmente usá-lo sem se preocupar com o que rola por trás de tudo.

Aí que tá. O linux é o kernel. É o software que dá acesso ao hardware: acessar arquivos no HD e coloca na memória, coloca processos para executarem no processador etc. O resto do sistema operacional (interface do usuário, ambiente gráfico, configuração dos recursos de hardware que o kernel acessa, etc) é por conta do usuário. O que as distribuições fazem é empacotar essas outras coisas junto com o kernel, para satisfazer as necessidades de usuários de um certo perfil.

Existe o perfil "ficar labutando com o funcionamento do PC" e existe o perfil "PC do que simplesmente usá-lo sem se preocupar com o que rola por trás de tudo". Para cada perfil tem uma distribuição.

A coisa é que as distros em que se fica labutando são as mais fáceis para deixar o sistema afinado do jeito que se quer. As distros que simplesmente funcionam são mais genéricas, tipo Ubuntu e Mint, talvez Fedora. Só que nem sempre o hardware é suportado (por razões que são um tópico á parte, mas os fabricantes não ajudam) e às vezes precisa dar uma afinada por baixo do capô. Essa necessidade não existe no Windows porque nenhum fabricante de hardware pra consumidor é louco de lançar produto sem suporte ao Windows.

Sobre trocar de distro: primeiro porque a possibilidade existe. No Windows, você vai do Starter capado pro Home, pro Entreprise, pro  Professional, pro Ultimate. No OSX não tem opção, você atualiza pra versão mais nova e pronto. No Linux você tem todos esses perfis de usuários atendidos por diferentes distros. Se uma não te satisfaz você pode trocar.


No meu caso: eu uso Gentoo, que é uma (meta-)distribuição nem do tipo ficar labutando, mas que eu deixo do jeito exato que eu quero. Uma característica dela é que em vez de baixar os programas em pacotes binários, o gerenciador de pacotes baixa o código fonte e eu compilo na minha máquina. O kernel eu tenho que configurar e compilar do zero (existe uma ferramente que olha seu hardware e marca as opções do kernel pra você, mas de resto, é só você e o Handbook (https://wiki.gentoo.org/wiki/Handbook:AMD64/pt-br). No Raspberry pi tem o problema do hardware não ser muito legal pra compilar os pacotes tudo. E eu não consegui otimizar os programas para rodar do jeito que eu gostaria. Por isso vou pro Arch nele, que tem uma grande parte da flexibilidade do Gentoo, mas com programas binários já compilados de maneira otimizada para o RPi, me poupando o trabalho.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Shadow em 19 de Janeiro de 2017, 13:05:09
Por que não conseguiu o Arch?

Vou trocar o Gentoo do meu Raspberry Pi por Arch quando votlar de férias.

Por que os linuxers precisam trocar tanto assim de distro?

Boa pergunta.


O único fator que me faz (ainda) preferir o Windows é que o Linux parece um meta-sistema-operacional, ou seja, parece mais coisa de quem "gosta" de ficar labutando com o funcionamento do PC do que simplesmente usá-lo sem se preocupar com o que rola por trás de tudo.

No meu caso foi mais curiosidade mesmo. Eu tenho um outro notebook com o Mint que é a minha distro "oficial".

Usei Linux por mais um menos 15 minutos antes de mandar tudo para o inferno, arrancar tudo e instalar o Windows. Coisa de adoradores do Unix....

(https://lh6.googleusercontent.com/-pwCkjLYH64A/U-uusBVi48I/AAAAAAAAJAI/qb0gdyFSvlU/21021.strip.zoom.gif?imgmax=1024)

Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Lorentz em 19 de Janeiro de 2017, 13:10:10
Eu achei a iniciativa do Ubuntu bem interessante. Tanto é que ganhou força e virou uma distro de referência mundial. Mas fico me perguntando se é necessário lançar uma versão nova por ano e ainda manter suporte às antigas, por exemplo. Parece um excesso de trabalho que só confunde, inclusive o usuário final.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 19 de Janeiro de 2017, 13:27:45
Eu achei a iniciativa do Ubuntu bem interessante. Tanto é que ganhou força e virou uma distro de referência mundial. Mas fico me perguntando se é necessário lançar uma versão nova por ano e ainda manter suporte às antigas, por exemplo. Parece um excesso de trabalho que só confunde, inclusive o usuário final.

Isso é uma maneira de se manter atualizado ao mesmo tempo em que mantém a herança de "estabilidade" do Debian.

Pra mim, Rolling release  é a solução, mas pra uso corporativo, ocê precisa de estabilidade por mais tempo.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 19 de Janeiro de 2017, 18:34:41
Transtorno obsessivo-compulsivo de alguns.

Quando está tudo instalado e configurado no PC, e não tem atualizações massivas por algum tempo, começam a ficar inquietos, e resolvem então construir um outro "do zero", tanto que tem uma "distribuição" de linux que se chama mesmo "linux from scratch".
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Lorentz em 19 de Janeiro de 2017, 20:43:38
Transtorno obsessivo-compulsivo de alguns.

Quando está tudo instalado e configurado no PC, e não tem atualizações massivas por algum tempo, começam a ficar inquietos, e resolvem então construir um outro "do zero", tanto que tem uma "distribuição" de linux que se chama mesmo "linux from scratch".

Às vezes é justamente isso. Há muito tempo um forista daqui (talvez o Snow) postou um "depoimento" do site do Gentoo de um cara que dizia adorar a possibilidade de mexer no sistema mesmo que o ganho de performance fosse de 0,5%.

Gasta-se uma eternidade para melhorar levemente a performance, mas acho que tudo isso só serve para rodar aplicativos básicos.

O que merece crédito é um cara brasileiro, que por ser muito pobre na infância e ter um PC muito defasado, teve o trabalho de reescrever um emulador do Master System todo em Assembly para poder rodar com mais performance que os existentes na época.

Esse cara já participou de podcasts de ciência, acho que o Dragões de Garagem.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 19 de Janeiro de 2017, 22:43:42
As diferenças entre as distribuições também são superestimadas. No fim das contas praticamente todo o resultado final que você consegue com uma, você deve poder conseguir com outra, embora os caminhos possam ser significativamente diferentes. Em alguns casos uns mais fáceis que outros, mas em boa parte as diferenças são mais cosméticas do que uma diferença significativa em facilidade.

Junto a isso, uns devem estar numa busca pela distribuição "bala mágica" que resolve todos os problemas, mesmo que seja uma distribuição que tem só doze usuários, feita a partir de Ubuntu, por um adolescente, em uma semana.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Lightman em 30 de Janeiro de 2017, 18:31:35
Arch Linux é, para mim, um passo muito maior que as pernas. Eu peguei alguns tutoriais lá no vivaolinux e tentei seguir passo a passo, mesmo assim eu não fiu muito longe. Não consegui ligar a rede.
Caindo de para-quedas no tópico, se quiser usar o Arch sem complicações para instalar tente uma distro chamada Antergos, escolha o ambiente gráfico e alguns outros ajustes no modo live e pronto.

A política KISS do Slackware e Arch não tem mais razão de ser, fazia sentido quando se tinha 512mb de RAM e 4 GB de espaço em disco, hoje o que você sacrifica pela instalação automatizada é irrelevante e o impacto na performance é tão pequeno que não superam nem a margem de erro de benchmarks, sobretudo se você tiver um SSD e um processador dessa década.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 30 de Janeiro de 2017, 19:01:07
Nada que roda Systemd tem política KISS.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Lightman em 30 de Janeiro de 2017, 19:44:02
Nada que roda Systemd tem política KISS.
O que ainda não roda Systemd? Gentoo? Se não me falha a memória criaram uma distro do Debian cuja a única diferença era não adotar o novo padrão.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: SnowRaptor em 30 de Janeiro de 2017, 20:12:56
Gentoo e Slack, das grandes.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Março de 2017, 07:47:37
Tem algum "daemon" que "universalize" os controles de multimídia do teclado (ou qualquer associação de teclas desejada)? Isso é, "detecta" se tem algo tocando -- inclusive vídeos ou áudio em navegadores -- e controla este "ativo"?

Com talvez algo como opção de alternar para um padrão, com "alt" ou outra combinação, por exemplo.




Pergunta extra: alguém sabe de algum "userstyle" ou qualquer coisa assim, que faça sumir no firefox um pixel que fica sobrando à direita da barra de rolagem? Eu tendo sempre a clicar nele quando quero mover a página com o mouse, e ele se move erraticamente, como se tivesse clicado em cima ou embaixo do retângulo que a gente "segura" para arrastar.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 14 de Maio de 2017, 19:21:24
Benchmarks de um monte de linux, 15:

http://www.phoronix.com/scan.php?page=article&item=15-way-linux&num=10

De modo geral o Debian leva alguma vantagem, seguido de Ubuntu, geralmente perdendo do Intel Clear Linux, com mais otimizações "de fábrica" em alguns aspectos.

Fiquei surpreso com isso, o Debian tem alguma fama de lerdo por ser mais voltado para servidores, mas não só ficou bem adiante de coisas como CentOS, como Ubuntu, que seria uma derivação mais desktópica de si mesmo. Mas principalmente, achava que esses zen linux e sabayon da vida, derivados de slackware, fossem ser os xunados fast && foorious.


Citar
Here are more details on each of the distributions tested and a few notes about their default configuration:


- Fedora 23 was tested that with currently available updates pushes it to Linux 4.4, GNOME Shell 3.19.3, Mesa 11.1.0, and a GCC 5.3.1 compiler. Fedora 23 defaults to an EXT4 file-system, P-State CPU scaling driver, and CFQ I/O scheduler.
- Ubuntu 14.04.4 LTS has the Linux 4.2 kernel, Mesa 11.0.2, GCC 4.8.4, EXT4, P-State driver, and deadline I/O scheduler.
- Ubuntu 15.10 has the Linux 4.2 kernel, Mesa 11.0.2, GCC 5.2.1, and EXT4 file-system.
- Ubuntu 16.04 LTS in its current development form with the Linux 4.4 kernel, Unity 7.4, Mesa 11.1.2, and GCC 5.3.1. Ubuntu 16.04 used the P-State driver and defaulted to the deadline I/O scheduler.
- Debian 8.3 has the Linux 3.16 kernel, Mesa 10.3.2, GCC 4.9.2, and it defaulted to the CPUFreq scaling driver with ondemand governor for this system. CFQ was the default I/O scheduler.
- Debian Testing for 9.0 Stretch had the Linux 4.3 kernel, Mesa 11.1.2, GCC 5.3.1, and defaulted to the CFQ I/O scheduler.
- CentOS 7 has the Linux 3.10 kernel, Mesa 10.6.5, GCC 4.8.5, and defaults to an XFS file-system. CentOS 7 was using CFQ and ACPI CPUFreq.

- OpenSUSE Tumbleweed has the Linux 4.4 kernel, Mesa 11.1.2, and on the partition tested was using XFS. OpenSUSE defaulted to the CFQ I/O scheduler and P-State CPU scaling driver.
- The Arch-based Antergos 16.2-rolling distribution had Linux 4.4.3, Mesa 11.1, and GCC 5.3.0 with its EXT4-based file-system. Antergos was another Deadline and P-State system by default.
- The Gentoo-based Sabayon 16.03 distribution had the Linux 4.4 kernel, Mesa 11.1.2, GCC 4.9.3, and an EXT4 file-system. Sabayon defaulted to the CFQ I/O scheduler.
- Void Linux was one of the distributions requested by readers that I test. This from-scratch rolling release shipped with the Linux 4.2 kernel, GCC 4.9.3, EXT4 file-system, NOOP I/O scheduler, and used the CPUFreq Ondemand governor.
- The Slackware-based Zenwalk 8.0 Beta 2 release had the Linux 4.4.1 kernel, Mesa 11.1.1, GCC 5.3.0, and EXT4 file-system. Zenwalk defaulted to the NOOP I/O scheduler and P-State CPU scaling driver.
- The KaOS rolling Linux distribution had Linux 4.3, Mesa 11.1, GCC 4.9.3, and an XFS file-system.
- Intel's Clear Linux 6640 distribution had the Linux 4.4.4 kernel, GCC 5.3.0, and EXT4 file-system. Clear Linux defaulted to CFQ and was using the CPUFreq Performance governor.
- The lightweight Alpine Linux has the Linux 4.1 kernel, GCC 5.3.0, and EXT4 file-system.

Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Fernando Silva em 15 de Maio de 2017, 09:43:37
Benchmarks de um monte de linux, 15:

http://www.phoronix.com/scan.php?page=article&item=15-way-linux&num=10

De modo geral o Debian leva alguma vantagem, seguido de Ubuntu, geralmente perdendo do Intel Clear Linux, com mais otimizações "de fábrica" em alguns aspectos.
As versões dos kernels são bem diferentes. Não sei até que ponto isto pesa.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 15 de Maio de 2017, 11:40:37
Bem, são os resultados com as configurações padrão da distribuição, é esse exatamente o "peso". Se for considerar alterações disso, então praticamente deixa de fazer sentido a comparação entre distribuições, já que você pode efetivamente transformar uma em outra de tanto customizar.
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Eremita em 19 de Maio de 2017, 21:20:24
Velhidade, eu sei, mas...

RIP in pieces Unity (2010-7). Que o seu código apodreça em paz e vire comida de gnomos. (Ou de ratos, ou de dragões, ou mesmo iluminação...)
Título: Re:Sobre Linux...
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Junho de 2017, 18:04:57
http://www.zdnet.com/article/linux-malware-enslaves-raspberry-pi-to-mine-cryptocurrency/

Sacanagem.

Depois vou ver isso aí direito, e qual é a vulnerabilidade exata, que é capaz que possa valer para desktops, em malwares com estratégia similar...  :hmph: