Autor Tópico: Não há evidências claras das vantagens da meditação sobre a saúde  (Lida 1958 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

APODman

  • Visitante
Pretendo traduzir o artigo depois:

Citar

No Clear Evidence Meditation Can Boost Health: Study
By Robert Preidt, HealthDay Reporter

posted: 13 July 2007 05:23 pm ET

 There's no definitive evidence that meditation eases health problems, according to an exhaustive review of the accumulated data by Canadian researchers.

"There is an enormous amount of interest in using meditation as a form of therapy to cope with a variety of modern-day health problems, especially hypertension, stress and chronic pain, but the majority of evidence that seems to support this notion is anecdotal, or it comes from poor quality studies," concluded researchers Maria Ospina and Kenneth Bond of the University of Alberta/Capital Health Evidence-based Practice Centre, in Edmonton.

They analyzed 813 studies focused on the impact of meditation on various conditions, including high blood pressure, cardiovascular disease and substance abuse. Released Monday, the report looked at studies on five types of meditation practices: mantra meditation; mindfulness meditation; yoga, Tai Chi and Qi Gong.

Some of the studies suggested that certain types of meditation could help reduce blood pressure and stress and that yoga and other practices increased verbal creativity and reduced heart rate, blood pressure and cholesterol in healthy people.

However, the report authors said it isn't possible to draw any firm conclusions about the effects of meditation on health, because the existing studies are characterized by poor methodologies and other problems.
"Future research on meditation practices must be more rigorous in the design and execution of studies and in the analysis and reporting of results," Ospina said in a prepared statement.
Bond added that the new report doesn't prove that meditation has no therapeutic value, but it can inform medical practitioners that the "evidence is inconclusive regarding its effectiveness."
For the general public, the report "highlights that choosing to practice a particular meditation technique continues to rely solely on individual experiences and personal preferences, until more conclusive scientific evidence is produced," Ospina said.

The study was funded by the U.S. National Center for Complementary and Alternative Medicine in Bethesda, Md., part of the National Institutes of Health.
More information: http://nccam.nih.gov/health/meditation/  - The U.S. National Center for Complementary and Alternative Medicine has more about meditation for health purposes.


fonte: http://www.livescience.com/healthday/606262.html

[ ]´s

Offline João da Ega

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 726
Re:Não há evidências claras das vantagens da meditação sobre a saúde
« Resposta #1 Online: 03 de Dezembro de 2016, 20:07:53 »
Citar
There is an enormous amount of interest in using meditation as a form of therapy to cope with a variety of modern-day health problems, especially hypertension, stress and chronic pain, but the majority of evidence that seems to support this notion is anecdotal, or it comes from poor quality studies

Tava ouvindo na rádio um programa com médico Paulo Olzon (que me parece, por outros programas que ouvi, um médico tradicional, não desses que defende a medicina alternativa) e ele convidava outro médico, pra falar de meditação.
Achei interessante, não é ligado à religião ou filosofias orientais etc, mas em técnicas, cujo resultado é observado no aumento da concentração, do foco, diminuição do estresse, etc.

Citar
O doutor Roberto Cardoso apresenta neste livro os princípios básicos da meditação, desvinculando-a do caráter místico ou religioso que afasta muitos interessados no assunto. Explica, ainda, os efeitos psicofísicos da meditação e seus possíveis usos terapêuticos. Embasada em pesquisas de ponta, a obra - em edição revista e atualizada - é dirigida tanto àqueles que já praticam alguma forma de meditação como àqueles que gostariam de conhecer melhor o tema.

Acho que vou tentar.

Alguém aqui manja do assunto pra opinar?


"Nunca devemos admitir como causa daquilo que não compreendemos algo que entendemos menos ainda." Marquês de Sade

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.274
  • Haters are losers.
Re:Não há evidências claras das vantagens da meditação sobre a saúde
« Resposta #2 Online: 03 de Dezembro de 2016, 20:25:30 »
Medito todos os dias, normalmente por umas 5 ou seis horas de madrugada e às vezes após o almoço e também aproveito esses períodos de meditação para fazer jejum. Descobri também que a TV é um excelente indutor de meditação com destaque especial para novelas e jogos de futebol com times do interior em dias de chuva.
Gossip is a sort of smoke that comes from the dirty tobacco-pipes of those who diffuse it: it proves nothing but the bad taste of the smoker. George Eliot





.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Não há evidências claras das vantagens da meditação sobre a saúde
« Resposta #3 Online: 03 de Dezembro de 2016, 23:23:24 »
Tudo que tenho lido nos últimos anos parece ser bem mais na linha de que é sim benéfica a saúde, e mais do que mero "relaxamento" vagamente definido, ao mesmo tempo em que pode ser dissociada de qualquer interpretação ou fundo misticóide/religioso.


Por "benéfico a saúde", entenda-se algo não "milagroso" como uma melhora geral em, sei lá, contagem de triglicérides, sei lá mais o que. Mas mais algo como, se é sabido que extravazar a raiva dando pancadas em alguma coisa é ruim, meditação seria o extremo oposto, uma espécie de exercício de disciplina contrário a isso. Talvez com uns beneficiozinhos colaterais aqui e ali (ou talvez "maior ausência" de efeitos deletérios de um comportamento mais na outra direação), mas deve ficar muito atrás de um reles jogging em termos de benefício geral à saúde não apenas mental.

Offline João da Ega

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 726
Re:Não há evidências claras das vantagens da meditação sobre a saúde
« Resposta #4 Online: 04 de Dezembro de 2016, 09:47:54 »
Medito todos os dias, normalmente por umas 5 ou seis horas de madrugada e às vezes após o almoço e também aproveito esses períodos de meditação para fazer jejum. Descobri também que a TV é um excelente indutor de meditação com destaque especial para novelas e jogos de futebol com times do interior em dias de chuva.

Costumo apreciar suas respostas irônicas - bem mais divertidas quando parodiam explicações de místicos com discursos pseudocientíficos e talz - mas dessa vez achei totalmente sem graça e um sarcasmo gratuito.
Talvez essa avaliação se deva ao fato de a ironia ser direcionada a um post meu. Não fosse quem sabe, talvez, estivesse rindo.
"Nunca devemos admitir como causa daquilo que não compreendemos algo que entendemos menos ainda." Marquês de Sade

Offline João da Ega

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 726
Re:Não há evidências claras das vantagens da meditação sobre a saúde
« Resposta #5 Online: 04 de Dezembro de 2016, 09:53:47 »
Tudo que tenho lido nos últimos anos parece ser bem mais na linha de que é sim benéfica a saúde, e mais do que mero "relaxamento" vagamente definido, ao mesmo tempo em que pode ser dissociada de qualquer interpretação ou fundo misticóide/religioso.


Por "benéfico a saúde", entenda-se algo não "milagroso" como uma melhora geral em, sei lá, contagem de triglicérides, sei lá mais o que. Mas mais algo como, se é sabido que extravazar a raiva dando pancadas em alguma coisa é ruim, meditação seria o extremo oposto, uma espécie de exercício de disciplina contrário a isso. Talvez com uns beneficiozinhos colaterais aqui e ali (ou talvez "maior ausência" de efeitos deletérios de um comportamento mais na outra direação), mas deve ficar muito atrás de um reles jogging em termos de benefício geral à saúde não apenas mental.

Pode-se unir o jogging à meditação...
Testar vai ficar como uma dessas metas que se fazem em fim de ano, que dificilmente se cumprem no ano vindouro.
« Última modificação: 04 de Dezembro de 2016, 10:37:46 por João da Ega »
"Nunca devemos admitir como causa daquilo que não compreendemos algo que entendemos menos ainda." Marquês de Sade

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.933
  • Sexo: Masculino
Re:Não há evidências claras das vantagens da meditação sobre a saúde
« Resposta #6 Online: 04 de Dezembro de 2016, 10:09:24 »
Medito todos os dias, normalmente por umas 5 ou seis horas de madrugada e às vezes após o almoço e também aproveito esses períodos de meditação para fazer jejum. Descobri também que a TV é um excelente indutor de meditação com destaque especial para novelas e jogos de futebol com times do interior em dias de chuva.

Costumo apreciar suas respostas irônicas - bem mais divertidas quando parodiam explicações de místicos com discursos pseudocientíficos e talz - mas dessa vez achei totalmente sem graça e um sarcasmo gratuito.

Talvez essa avaliação se deva ao fato de a ironia ser direcionada a um post meu. Não fosse quem sabe, talvez, estivesse rindo.

Resumindo: "Pimenta no c... dos outros é refresco".  :biglol:
Foto USGS

Offline João da Ega

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 726
Re:Não há evidências claras das vantagens da meditação sobre a saúde
« Resposta #7 Online: 04 de Dezembro de 2016, 10:35:18 »
Resumindo: "Pimenta no c... dos outros é refresco".  :biglol:

Isso  :hihi:
"Nunca devemos admitir como causa daquilo que não compreendemos algo que entendemos menos ainda." Marquês de Sade

Offline Micrômegas

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 365
  • Sexo: Masculino
Re:Não há evidências claras das vantagens da meditação sobre a saúde
« Resposta #8 Online: 04 de Dezembro de 2016, 14:34:11 »
O título deveria ser: "Não há evidências claras das vantagens da meditação sobre a saúde de quem pratica meditação", porque quem pratica meditação já adquiriu imunidade a vários tipos de problemas que os pesquisadores tentam encontrar nelas.


A meditação não melhora problemas físicos graves, ela é boa para acabar com problemas de ordem moral, também relacionados com a saúde. Há várias evidências que eu já comprovei em minha própria saúde, como por exemplo, acabar com o stress quase que instantaneamente, acabar com a tristeza quase que instantaneamente, depressão, fadiga mental, maus pensamentos, descontrole emocional e vários outros problemas dessa ordem, que quando não são controlados, tem o potencial de estragar muito a sua saúde. E isso com uma meditação não muito boa, pois não sou nenhum mestre.

O problema dessas pesquisas que tentam provar os efeitos da meditação é que os pesquisadores comentem o grave erro de testar pessoas que praticam meditação há bastante tempo e que estão protegidas dos problemas que elas são submetidas nessas pesquisas. É óbvio que essas pessoas já desenvolveram uma proteção contra diversos problemas que os pesquisadores estão procurando, como por exemplo, o stress. Como eles querem provar que a meditação não cura o stress, testando pessoas que praticam meditação há muitos anos? Obvio que o resultado vai dar negativo, porque essas pessoas não vão apresentar nenhum sintoma de stress, mesmo sendo forçadas a fatores estressantes. Eles tem que procurar pessoas potencialmente estressadas e que nunca praticaram meditação. Depois tem que ensinar essas pessoas a meditarem, o que não deve ser uma tarefa nada fácil, e só depois analisar os efeitos.
« Última modificação: 04 de Dezembro de 2016, 22:32:29 por Micrômegas »
____________________
"Toda filosofia aspira a difundir-se, a ser uma propaganda. Ter a mão cheia de verdades e conservá-la fechada é de espíritos tacanhos. O que seria, pois, uma verdade que não quisesse comunicar-se?"

Todas as vezes que um fato novo se revela no campo da Ciência, logo o averbam de apócrifo; depois, que é contrário à Religião; e, por fim, que há muito era sabido. Efetivamente, a verdade tem duas espécies de adversários: os cépticos do materialismo, e os céptico do dogma.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.274
  • Haters are losers.
Re:Não há evidências claras das vantagens da meditação sobre a saúde
« Resposta #9 Online: 04 de Dezembro de 2016, 15:07:26 »
Resumindo: "Pimenta no c... dos outros é refresco".  :biglol:

Isso  :hihi:

Relaxa, João.

Apenas apontei um dos problemas da meditação que é manter o controle sobre ela. No zazen (meditação zen sentada) é comum o uso de pancadas nas costas de quem medita dadas pelo mestre, para evitar que os discípulos emendem a meditação num sono. A prática também recomenda que os olhos devem permanecer entreabertos. Já fui praticante de zazen e de yoga e conheço bem esse tipo de dificuldade.


Em relação aos benefícios, muitos deles derivam das mudanças de comportamento conquistadas a partir da disciplina que envolve o autocontrole apesar das pesquisas publicadas serem mais enfáticas em relação aos benefícios diretos e talvez sujeitas às distorções oriundas de  "allegiance effects".

Veja o exemplo claro de reeducação do modo pensar, ou pelo menos de lidar com os pensamentos através da meditação.

Citar
Dr. Elizabeth Hoge, a psychiatrist at the Center for Anxiety and Traumatic Stress Disorders at Massachusetts General Hospital and an assistant professor of psychiatry at Harvard Medical School, says that mindfulness meditation makes perfect sense for treating anxiety. “People with anxiety have a problem dealing with distracting thoughts that have too much power,” she explains. “They can’t distinguish between a problem-solving thought and a nagging worry that has no benefit.”

“If you have unproductive worries,” says Dr. Hoge, you can train yourself to experience those thoughts completely differently. “You might think ‘I’m late, I might lose my job if I don’t get there on time, and it will be a disaster!’ Mindfulness teaches you to recognize, ‘Oh, there’s that thought again. I’ve been here before. But it’s just that—a thought, and not a part of my core self,'” says Dr. Hoge.

One of her recent studies (which was included in the JAMA Internal Medicine review) found that a mindfulness-based stress reduction program helped quell anxiety symptoms in people with generalized anxiety disorder, a condition marked by hard-to-control worries, poor sleep, and irritability. People in the control group—who also improved, but not as much as those in the meditation group—were taught general stress management techniques. All the participants received similar amounts of time, attention, and group interaction.

Lógico que pode parecer um processo árduo de disciplina mental facilmente substituível por tratamentos com medicamentos. Não estamos discutindo questões de eficácia comparada, mas da funcionalidade, desde que não se deixe cair no sono...
« Última modificação: 04 de Dezembro de 2016, 15:09:53 por Gigaview »
Gossip is a sort of smoke that comes from the dirty tobacco-pipes of those who diffuse it: it proves nothing but the bad taste of the smoker. George Eliot





.

Offline João da Ega

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 726
Re:Não há evidências claras das vantagens da meditação sobre a saúde
« Resposta #10 Online: 04 de Dezembro de 2016, 17:44:09 »
Valeu, Gigaview.
Pensei que tava só comparando, ironicamente, os efeitos da meditação com o sono.
"Nunca devemos admitir como causa daquilo que não compreendemos algo que entendemos menos ainda." Marquês de Sade

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.274
  • Haters are losers.
Re:Não há evidências claras das vantagens da meditação sobre a saúde
« Resposta #11 Online: 04 de Dezembro de 2016, 17:51:17 »
Valeu, Gigaview.
Pensei que tava só comparando, ironicamente, os efeitos da meditação com o sono.


Isso também.
Gossip is a sort of smoke that comes from the dirty tobacco-pipes of those who diffuse it: it proves nothing but the bad taste of the smoker. George Eliot





.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Não há evidências claras das vantagens da meditação sobre a saúde
« Resposta #12 Online: 04 de Dezembro de 2016, 20:09:20 »
O problema dessas pesquisas que tentam provar os efeitos da meditação é que os pesquisadores comentem o grave erro de testar pessoas que praticam meditação há bastante tempo e que estão protegidas dos problemas que elas são submetidas nessas pesquisas.

O problema da sua contestação é que é baseada em evidência anedótica não metodologicamente estudada (isso é, mesmo que lhe pareça que sua meditação realmente tem esses efeitos a você, você realmente não sabe disso, e pode ser uma ilusão, como depoimentos de "simpatias" que funcionam confirmadamente), bem como simplesmente tentar adivinhar a metodologia usada pelos pesquisadores e generalizar isso como verdade.






Apenas apontei um dos problemas da meditação que é manter o controle sobre ela. No zazen (meditação zen sentada) é comum o uso de pancadas nas costas de quem medita dadas pelo mestre, para evitar que os discípulos emendem a meditação num sono. A prática também recomenda que os olhos devem permanecer entreabertos. Já fui praticante de zazen e de yoga e conheço bem esse tipo de dificuldade.

Acho que em absolutamente tudo que eu vi até hoje sobre a aceitação "ocidental" de princípios da meditação como prática saudável, se descarta completamente isso e outras coisas assim. Nem "pose de lótus" nem nada. A descrição sintética é de ser um exercício de foco/concentração mental, focar-se em algo "simples", algo próximo de um "silêncio mental", como a respiração ou sons ambientes, e tentar evitar a mente de divagar para qualquer outra coisa, sempre retornando a esse foco quando perceber estar fazendo isso.

Se as técnicas de terapia cognitiva comportamental realmente funcionam, como também parece ser melhor estabelecido do que qualquer outro tratamento não-medicamentoso, acho que se poderia se fazer uma analogia como que, a TCC é "artes marciais"/"esporte" e meditação seria "musculação".

<a href="https://www.youtube.com/v/q0DMYs4b2Yw" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/q0DMYs4b2Yw</a>

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!