Autor Tópico: Tensão na Coréia do Norte  (Lida 47950 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Poindexter

  • Visitante
Re.: EUA dizem não ter intenção de atacar Coréia do Norte
« Resposta #25 Online: 28 de Julho de 2005, 00:58:25 »
E o Brasil? Quando terá a sua Bomba?

Offline Hugo

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.914
Re: Re.: EUA dizem não ter intenção de atacar Coréia do Nort
« Resposta #26 Online: 28 de Julho de 2005, 08:28:07 »
Citação de: Poindexter
E o Brasil? Quando terá a sua Bomba?


Quem garante que já não tenha?
"O medo de coisas invisíveis é a semente natural daquilo que todo mundo, em seu íntimo, chama de religião". (Thomas Hobbes, Leviatã)

Offline Rose of Pain

  • Nível 09
  • *
  • Mensagens: 94
  • Sexo: Feminino
Re: Re.: EUA dizem não ter intenção de atacar Coréia do Nort
« Resposta #27 Online: 28 de Julho de 2005, 12:15:11 »
Citação de: hugo
Citação de: Poindexter
E o Brasil? Quando terá a sua Bomba?


Quem garante que já não tenha?


Será? :?

Offline Roberto

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.021
Re: Re.: EUA dizem não ter intenção de atacar Coréia do Nort
« Resposta #28 Online: 28 de Julho de 2005, 14:45:48 »
Citação de: Marcelo Terra
Estão com medo! Lá lá-lá lá-lá-lá


Ainda bem. Imagina o caos para a economia mundial que causaria uma bomba atômica explodindo em Tóquio ou Seul?
Se eu disser ou escrever hoje algo que venha a contradizer o que eu disse ou escrevi ontem, a razão é simples: mudei de idéia.

Offline Rodion

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.871
Re: Re.: EUA dizem não ter intenção de atacar Coréia do Nort
« Resposta #29 Online: 28 de Julho de 2005, 19:41:21 »
Citação de: Poindexter
E o Brasil? Quando terá a sua Bomba?


quando a formiga atômica conseguir alguma coisa. logo, nunca  :)
"Notai, vós homens de ação orgulhosos, não sois senão os instrumentos inconscientes dos homens de pensamento, que na quietude humilde traçaram freqüentemente vossos planos de ação mais definidos." heinrich heine

Offline Hugo

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.914
Re: Re.: EUA dizem não ter intenção de atacar Coréia do Nort
« Resposta #30 Online: 30 de Julho de 2005, 18:42:23 »
Citação de: cínico
Citação de: Poindexter
E o Brasil? Quando terá a sua Bomba?


quando a formiga atômica conseguir alguma coisa. logo, nunca  :)


Não esteja tão certo assim...
"O medo de coisas invisíveis é a semente natural daquilo que todo mundo, em seu íntimo, chama de religião". (Thomas Hobbes, Leviatã)

NightMare

  • Visitante
EUA dizem não ter intenção de atacar Coréia do Norte
« Resposta #31 Online: 01 de Agosto de 2005, 08:33:07 »
Citação de: hugo
Se o Iraque também tivesse bombas nucleares, a história seria bem diferente...



Exato, e depois o Eneias era loco...

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Tensão na Ásia
« Resposta #32 Online: 17 de Outubro de 2006, 11:26:23 »
Pyongyang considera resolução da ONU uma declaração de guerra

Cecilia Heesok Paek Seul, 17 out (EFE).- A Coréia do Norte rejeitou hoje taxativamente a resolução do Conselho de Segurança da ONU que condena seu teste nuclear, dizendo que se trata de uma "declaração de guerra" e ameaçando bater "sem piedade" em quem tentar aplicar as sanções previstas no texto.

Em comunicado divulgado pela Agência Central de Notícias norte-coreana ("KCNA", oficial), o Ministério de Relações Exteriores da Coréia do Norte afirma que o país quer a paz. Mas também "não teme a guerra" e está preparado para um confronto com os Estados Unidos.

"A Coréia do Norte não cedeu no passado, quando não possuía armas nucleares, e agora que as possui não vai se dobrar a qualquer pressão ou ameaça", acrescentou o comunicado.

O ambiente na região é de tensão cada vez maior, entre rumores sobre a possibilidade de um novo teste nuclear norte-coreano, após o de 9 de outubro.

Em referência à resolução do Conselho de Segurança da ONU, aprovada no sábado, a Coréia do Norte ressaltou que se trata de "uma declaração de guerra instigada pelos Estados Unidos".

No entanto, "se alguém tentar prejudicar a soberania e o direito à existência da República Democrática Popular de Coréia, ainda que no âmbito da ONU, receberá como resposta golpes sem piedade, mediante as ações mais fortes", acrescentou o texto.

A mensagem qualifica a decisão do Conselho de Segurança como um "comportamento imoral totalmente desprovido de imparcialidade".

"Não é preciso acrescentar que a resolução da ONU só pode ser entendida como uma declaração de guerra à República Democrática Popular de Coréia, já que foi instigada por um roteiro dos EUA destinado a destruir o sistema socialista" norte-coreano, acrescenta o comunicado.

A Coréia do Norte "denuncia com veemência a resolução como um produto da política hostil dos EUA e a rejeita em sua totalidade", diz o regime comunista.

A mensagem ressalta que o teste nuclear da Coréia do Norte não foi uma ameaça à paz e à segurança internacional, e sim "um exercício de seu direito legítimo e independente como Estado soberano".

"O teste nuclear da Coréia do Norte é um grande acontecimento que contribui notavelmente para a paz e a estabilidade, não só na península coreana, mas também no Nordeste da Ásia, pois é um poderoso elemento de dissuasão contra a chantagem e a ameaça dos EUA, e frustra sua tentativa de provocar uma nova guerra", acrescenta.

Segundo o Ministério de Relações Exteriores, "os EUA deveriam se informar melhor para não calcular mal o que a Coréia do Norte é capaz de fazer".

A resolução que os 15 membros do Conselho de Segurança da ONU aprovaram por unanimidade exige que o regime norte-coreano suspenda imediatamente as suas atividades nucleares e proíbe a venda ou transferência ao país de qualquer tipo de material relacionado a armas "não convencionais".

Também estabelece o bloqueio aéreo, a proibição de vender artigos de luxo à Coréia do Norte e o embargo das contas no exterior dos dignitários norte-coreanos. O documento também exige a retomada incondicional das conversas com a Coréia do Sul, China, Rússia, EUA e Japão sobre o programa atômico norte-coreano e recomenda ao regime comunista que acate imediatamente o Tratado de Não-Proliferação Nuclear.

Enquanto a Coréia do Norte reage à resolução, os Estados Unidos promovem uma ofensiva diplomática na Ásia para tentar unificar posições sobre a aplicação das sanções.

O enviado especial americano para a península da Coréia, Christopher Hill, defendeu hoje em Seul uma frente unida para que a Coréia do Norte pague "um alto preço" por seu teste nuclear.

"Precisamos trabalhar para que nossos parceiros e aliados apliquem a resolução do Conselho de Segurança da ONU", disse à imprensa o secretário adjunto, ao chegar ao aeroporto de Incheon, iniciando uma visita de dois dias.

Hill prepara a chegada da secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, quem na próxima quinta-feira se reunirá em Seul com os ministros de Relações Exteriores do Japão, Taro Aso, e da Coréia do Sul, Ban Ki-moon, eleito novo secretário-geral da ONU.

Ao mesmo tempo, aumentam os rumores sobre a possibilidade de um novo teste nuclear norte-coreano.

Nesta terça-feira, Aso afirmou que tinha informação dos EUA sobre movimentos suspeitos da Coréia do Norte. O objetivo, aparentemente, seria a realização de um novo teste atômico.

As informações partiram dos serviços secretos dos EUA, cujos satélites, segundo as redes de televisão americanas "NBC News" e "ABC", detectaram movimentos incomuns de veículos e pessoas na mesma região do primeiro teste nuclear


FONTE:http://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/2006/10/17/ult1808u77006.jhtm
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Tensão na Ásia
« Resposta #33 Online: 17 de Outubro de 2006, 11:53:29 »
É... os coreanos tão afim de partir pra briga.

É certo q ele perdem a guerra contras os EUA, mas até lá... alguem vai levar uma bomba atomica na cara.

Offline Felius

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.746
  • Sexo: Masculino
Re: Tensão na Ásia
« Resposta #34 Online: 17 de Outubro de 2006, 12:35:47 »
Tem que mandar o Chuck Norris pra la.
"The patient refused an autopsy."

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Tensão na Ásia
« Resposta #35 Online: 17 de Outubro de 2006, 12:46:35 »
Tem que mandar o Chuck Norris pra la.

Chuck Norris disse q só vai agir, na hora q a coisa realmente ficar preta

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re: Tensão na Ásia
« Resposta #36 Online: 17 de Outubro de 2006, 12:57:01 »
 :hmph:

E eu que corri pra ver esse tópico achando que se tratava de "Tesão na Ásia"

 :hmph:
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.913
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re: Tensão na Ásia
« Resposta #37 Online: 17 de Outubro de 2006, 13:30:31 »
Ei Lord Barata, você que mor ano Japão, o povo não está amedrontado, e você inclusive, de acordar (ou não) num ble dia e ver que o Japão foi reduzido a nada? Eu me preocuparia, o Japão é muito perto e a Coréria do Norte poderia arrasar com o país em questão de minutos destruindo quase todas as maiores cidades.
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re: Tensão na Ásia
« Resposta #38 Online: 18 de Outubro de 2006, 10:18:49 »
Ei Lord Barata, você que mor ano Japão, o povo não está amedrontado, e você inclusive, de acordar (ou não) num ble dia e ver que o Japão foi reduzido a nada? Eu me preocuparia, o Japão é muito perto e a Coréria do Norte poderia arrasar com o país em questão de minutos destruindo quase todas as maiores cidades.

Tão preocupado quanto pela ocorrencia de um terremoto grande, de algum vulcão entrar em erupção..... Nada que me tire o sono.... :)
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Arquimedes

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 269
A Coréia do Norte e a Bomba Atômica
« Resposta #39 Online: 22 de Novembro de 2006, 15:26:17 »
Olá amigos,

Como muitos já devem saber a Coréia do Norte já possui um pequeno arsenal nuclear a sua disposição. Meu ponto de vista é de que as armas nucleares deveriam ser banidas da Terra, mas como sou pragmático sei que isso é impossível. Mas o que a Coréia do Norte fez foi um movimento calculado para garantir o regime de governo atual no poder. Afinal Estados Unidos estão invadindo muitos países que consideram do "mal" então o que eles fizeram foi apenas utilizar um salvo conduto(A Bomba) para garantir sua liberdade contra uma possível invasão americana. Abaixo segue um texto de apoio que poderá ajudar os amigos foristas a formarem uma opinião sobre a questão:

http://diplo.uol.com.br/2006-11,a1434

Offline Roberto

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.021
Re: A Coréia do Norte e a Bomba Atômica
« Resposta #40 Online: 23 de Novembro de 2006, 09:59:37 »
Eu já penso que a existência de armas nucleares, e sua disseminação entre as grandes potências, tem um quê de positivo. Não nos iludamos: sem a perspectiva de destruição mútua numa "guerra final" (uma guerra levada a cabo com armas nucleares), talvez estivéssemos estudando hoje nos livros de história sobre a III, talvez a IV Guerra Mundial, com a costumeira contabilidade macabra de milhões de cadáveres.
Se eu disser ou escrever hoje algo que venha a contradizer o que eu disse ou escrevi ontem, a razão é simples: mudei de idéia.

Eriol

  • Visitante
Re: A Coréia do Norte e a Bomba Atômica
« Resposta #41 Online: 23 de Novembro de 2006, 11:49:30 »
ótimo texto, lucidez e contexto.

Le Monde Diplomatique é o melhor jornal do mundo. Sempre compro a versão em Espanhol.

Como é a edição brasileira?

Offline Arquimedes

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 269
Re: A Coréia do Norte e a Bomba Atômica
« Resposta #42 Online: 23 de Novembro de 2006, 16:57:35 »
Concordo com você Roberto, as armas nucleares fazem os governantes pensarem duas vezes antes de iniciarem uma guerra em larga escala.

Offline Mussain!

  • Contas Excluídas
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.228
  • Sexo: Masculino
Re: A Coréia do Norte e a Bomba Atômica
« Resposta #43 Online: 19 de Dezembro de 2006, 12:46:35 »
Foi por isso que os EUA não se meteram a besta com a Coréia do Norte...

Offline Mussain!

  • Contas Excluídas
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.228
  • Sexo: Masculino
Re: A Coréia do Norte e a Bomba Atômica
« Resposta #44 Online: 19 de Dezembro de 2006, 12:47:58 »
Vcs lembram que o Brasil foi quase considerado parte do "eixo do mal"?

Isso aconteceu em discurso do Bush...

Offline Zizou

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 120
  • Sexo: Masculino
Re: A Coréia do Norte e a Bomba Atômica
« Resposta #45 Online: 19 de Dezembro de 2006, 14:23:15 »
No trecho final do jornal, se fala que as vozes no Japão que questionam a implementação de programas nucleares foram caladas, mas dizem que um dos defensores da idéia de criar o prgrama é justamente o novo primeiro ministro Shinzo Abe, que segundo alguns, quer acabar com a posição pacifista do Japão.
" Meu objetivo é ensinar minhas aspirações a se conformarem com os fatos, em vez de tentar fazer com que os fatos se harmonizem com elas." Thomas Henry Huxley
"Vai lá, vai lá, vai lá, vai lá de coração...vamo São Paulo, vamo São Paulo, vamo se campeão!!!"

Offline Nightstalker

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.354
  • Sexo: Masculino
  • Suae quisque fortunae faber est
Japão prorrogará sanções contra Coréia do Norte em seis meses
« Resposta #46 Online: 30 de Setembro de 2007, 11:10:00 »
Japão prorrogará sanções contra Coréia do Norte em seis meses

O Japão vai prorrogar por mais seis meses as sanções econômicas que impôs à Coréia do Norte por não enxergar avanços nas negociações com o regime comunista sobre a questão dos japoneses detidos por Pyongyang, informou hoje a agência de notícias japonesa "Kyodo".

"Basicamente não houve progressos no tema dos seqüestros", declarou o novo chefe de gabinete japonês, Nobutaka Machimura. Por isso, o Governo japonês "não está disposto a eliminar nem reduzir as sanções".

No entanto, o Executivo japonês não descartou a possibilidade de retirar as sanções econômicas que afetam a Coréia do Norte se houver progressos nas conversações com Pyongyang.

O Japão alega que a Coréia do Norte mantém cidadãos japoneses seqüestrados desde os anos 1970 e 1980 para treinar a seus serviços de inteligência.

Após o teste nuclear de Pyongyang em outubro de 2006, o Governo de Tóquio proibiu as importações e a entrada de todos os navios norte-coreanos em suas águas territoriais, e restringiu a entrada de norte-coreanos e as exportações de certos produtos do Japão para o país comunista.

No início do ano, o Japão já prorrogara as sanções em seis meses, período que seria concluído em outubro.
Conselheiro do Fórum Realidade.

"Sunrise in Sodoma, people wake with the fear in their eyes.
There's no time to run because the Lord is casting fire in the sky.
When you make sin, hope you realize all the sinners gotta die.
Sunrise in Sodoma, all the people see the Truth and Final Light."

Offline Nightstalker

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.354
  • Sexo: Masculino
  • Suae quisque fortunae faber est
Coréia do Norte deve anunciar fim de programa nuclear, dizem EUA
« Resposta #47 Online: 03 de Outubro de 2007, 21:04:11 »
Coréia do Norte deve anunciar fim de programa nuclear, dizem EUA

A Coréia do Norte deve anunciar o fim de seu programa nuclear no início da semana que vem e, em retorno, receber 50 mil toneladas de petróleo dos EUA ainda neste mês, segundo informou um alto funcionário americano à Reuters.

O presidente dos Estados Unidos, George W.Bush, anunciou nesta quarta-feira detalhes de um acordo para a Coréia do Norte para suspender as atividades de seu principal complexo e informar detalhes de seu programa nuclear.

Bush disse que o anúncio refletia o "acordo comum" das negociações entre seis países para encerrar o programa nuclear norte-coreano. Os participantes das conversas são Coréia do Norte, Estados Unidos, Rússia, China, Coréia do Sul e Japão.

Um acordo em fevereiro estabeleceu que a Coréia do Norte iria fechar reatores em Yongbyon. O país cumpriu sua parte no acordo e encerrou as atividades das instalações em julho.

No entanto, um outro reator continua a funcionar em Yongbyon, que deve ser desativado segundo o acordo anunciado por Bush. A Coréia do Norte também deverá informar com detalhes a dimensão de seu programa nuclear.

A China propôs o acordo na última semana e ele foi aceito por todos os países envolvidos.

O acordo deve ser implementado até o fim deste ano e Bush anunciou que pretende remover a Coréia do Norte da lista de países que patrocinam o terrorismo --um pedido-chave norte-coreano.

Este passo é sensível para o Japão, um aliado americano na região. Os japoneses pedem que a Coréia do Norte dê detalhes sobre cidadãos seqüestrados durante 1970 e 1980.

O Departamento de Estado começará a realizar encontros nesta semana com legisladores americanos para discutir o assunto, segundo Christopher Hill, do órgão americano.

Hill também afirmou que espera que uma equipe de inspetores americanos viajem à Coréia do Norte na próxima semana para iniciar o processo de fim do funcionamento do reator.

Analistas descreveram o acordo como um passo na direção correta, mas afirmaram que gostariam que ele fosse mais detalhado e questionaram se a Coréia do Norte cumprirá sua parte no acordo.

"Certo, agora é uma questão de onde está o filé mignon?", disse Bruce Klinger, do instituto de estudos Fundação Heritage, ao pedir mais detalhes do Departamento de Estado.

Fonte
Conselheiro do Fórum Realidade.

"Sunrise in Sodoma, people wake with the fear in their eyes.
There's no time to run because the Lord is casting fire in the sky.
When you make sin, hope you realize all the sinners gotta die.
Sunrise in Sodoma, all the people see the Truth and Final Light."

Offline Unknown

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.322
  • Sexo: Masculino
  • Sem humor para piada ruim, repetida ou previsível
Re: Coréia do Norte deve anunciar fim de programa nuclear, dizem EUA
« Resposta #48 Online: 22 de Setembro de 2008, 19:41:26 »
Coréia do Norte pede retirada de lacres de reator nuclear
 
A Coréia do Norte pediu à Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) que remova os lacres de segurança do reator nuclear de Yongbyon.

O presidente da AIEA, Mohamed El Baradei, disse a jornalistas que autoridades norte-coreanas haviam requisitado a inspetores da agência que retirassem seus lacres e câmeras de vigilância na manhã desta segunda-feira para que pudessem realizar testes que não envolveriam material nuclear.

Um diplomata próximo à agência da ONU teria confirmado à agência de notícias Reuters que os lacres e as câmeras já foram removidos.

Segundo a correspondente da BBC em Viena, Bethany Bell, El Baradei ainda disse que seus inspetores observaram que recentemente alguns equipamentos que haviam sido removidos do reator foram levados de volta, mas que as instalações continuam desligadas.

A remoção de lacres de reatores norte-coreanos em 2002 desencadeou uma crise que culminou com a realização de testes de uma arma nuclear pelo país em 2006.

Ameaça

Na semana passada, um diplomata norte-coreano anunciou que o país vai interromper o desmantelamento de seu programa nuclear e reativar as operações do reator.

Segundo Hyun Hak-bong, a medida foi motivada pela falta de compromisso dos Estados Unidos em cumprir com sua parte no acordo firmado em julho entre seis países para o desarmamento nuclear da Coréia do Norte.

Em junho, o país submeteu, com grande atraso, um relatório revelando detalhes de suas instalações nucleares - esperando, em contrapartida, a remoção imediata de seu nome da lista americana de países que apóiam o terrorismo.

Entretanto, os Estados Unidos afirmaram que isso não seria possível até que o país concordasse com inspeções para verificar a veracidade do que havia revelado.

O grupo dos seis países que negociam a questão nuclear norte-coreana – Estados Unidos, China, Rússia, Japão e as duas Coréias – ainda não chegou a um entendimento sobre a melhor maneira de verificar essas informações.

http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2008/09/080922_coreialacresaiea.shtml

"That's what you like to do
To treat a man like a pig
And when I'm dead and gone
It's an award I've won"
(Russian Roulette - Accept)

Offline Unknown

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.322
  • Sexo: Masculino
  • Sem humor para piada ruim, repetida ou previsível
Re: Coréia do Norte deve anunciar fim de programa nuclear, dizem EUA
« Resposta #49 Online: 24 de Setembro de 2008, 15:13:03 »
Casa Branca pede que Coréia do Norte suspenda plano para reativar reator

NOVA YORK - A Casa Branca pediu nesta quarta-feira que a Coréia do Norte abandone seus planos para reativar o reator nuclear em Yongbyon, e qualificou de "muito decepcionante" esse projeto e a expulsão dos inspetores da ONU.

Em declarações à imprensa que acompanha o presidente americano, George W. Bush, em sua visita a Nova York, o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, Gordon Johndroe, afirmou que a iniciativa norte-coreana é "muito decepcionante e vai contra as expectativas dos membros das conversas a seis lados".

"Pedimos firmemente que a Coréia do Norte reconsidere estes passos e retome o cumprimento de suas obrigações, como estão destacadas no acordo a seis lados", disse Johndroe.

Segundo o porta-voz, os EUA seguem abertos "a novas conversas com a Coréia do Norte sobre suas obrigações dentro do protocolo de verificação".

A Coréia do Norte disse que planeja reativar o complexo nuclear de Yongbyon na semana que vem, após ter ensaiado desmantelá-lo em novembro passado sob um tratado de desarmamento por ajuda com as cinco grandes potências.

Os dois lados vêm lutando há meses sobre o desenvolvimento de um plano para verificar as declarações norte-coreanas sobre suas atividades nucleares.

Johndroe alertou que as ações de Pyongyang "só servirão para isolar ainda mais a Coréia do Norte", um país que já está sob severas sanções e é liderado por um líder recluso.

Diplomatas ocidentais e analistas nucleares têm dito que a Coréia do Norte precisaria de vários meses, senão mais, para religar o complexo, em grande parte desativado.

Além disso, o regime norte-coreano indicou aos inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) que não terão mais acesso a Yongbyon.

A AIEA anunciou hoje que a Coréia do Norte retirou todos os lacres da ONU da instalação de Yongbyon para introduzir em uma semana material nuclear nessa unidade de reprocessamento de urânio.

O presidente norte-americano, George W. Bush, e seu colega chinês, Hu Jintao, concordaram na segunda-feira em "trabalhar duro" para persuadir Pyongyang a retomar a desnuclearização acordada nas conversas entre as seis partes, que inclui EUA, Rússia, Japão, China e a Coréia do Sul.

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/09/24/casa_branca_pede_que_coreia_do_norte_suspenda_plano_para_reativar_reator_1935636.html

"That's what you like to do
To treat a man like a pig
And when I'm dead and gone
It's an award I've won"
(Russian Roulette - Accept)

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!