Autor Tópico: Tensão na Coréia do Norte  (Lida 45707 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #75 Online: 07 de Abril de 2009, 14:11:05 »
Bem ... falo com base na soberania de cada país. São Comunistas, são. Mas eles sabem das consequencias e não gostariam de perder de uma hora para outra seus 'currais'.


Desde que a sua soberania não quebre a soberania de outro país.

A reclamação do Japão é mais do que justa e correta, afinal nenhum país gostaria de ter um foguete (ou missil) passando sobre sua cabeça, ainda mais se tratando de um país hostil que todos sabemos que tem um ditador encrenqueiro que está pouco preocupado com as relações internacionais.

Offline Mussain!

  • Contas Excluídas
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.228
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #76 Online: 07 de Abril de 2009, 14:25:42 »
para acompanhamento.

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #77 Online: 07 de Abril de 2009, 14:37:55 »

Offline Mussain!

  • Contas Excluídas
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.228
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #78 Online: 07 de Abril de 2009, 15:02:24 »
de novo....  :hmph: - Olha aê, já disse pra criar a tal ferramenta.  :lol:



Obs: Geralmente utilizo o "Novas respostas aos meus tópicos" e não utilizo muito o e-mail. Ou seja, mais vale pra mim postar uma mensagem num tópico e acompanhá-lo, pela "Novas respostas aos meus tópicos", do que notificar e receber por e-mail, o qual não utilizo.  :hihi:

Offline Xmikas

  • Nível 01
  • *
  • Mensagens: 19
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #79 Online: 07 de Abril de 2009, 15:23:05 »
Desde que a sua soberania não quebre a soberania de outro país.

Esse foi o motivo dado para justificar a segunda guerra ao Iraque. E para mim está mais que provado não ser o verdadeiro.
"A juventude envelhece, a imaturidade é superada, a ignorância pode ser educada e embriaguez passa, mas a estupidez dura para sempre."

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #80 Online: 07 de Abril de 2009, 15:44:48 »
Dai entramos em outro tópico (que seria beeem longo), mas os principais motivo pra invasão do iraque foram as supostas armas químicas e as ligações do Saddam com terroristas.
Ambas nunca foram provadas.

Mas são questões diferentes, não acho que de pra generalizar a ponto de uma justificar a outra ou então servir de desculpa pra atitude norte coreana.

Offline Spitfire

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.530
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #81 Online: 07 de Abril de 2009, 16:46:51 »
Alguém já recolheu os destroços para analise?

Penso que o procedimento ideal seria uma analise minuciosa destes destroços e, se provado que não havia nenhum satélite e que se tratava apenas de um míssil de longa distância, sanções mais duras devam ser tomadas.

Este papo que o satélite entrou em órbita e que esta funcionando é facílimo de se comprovar... é só monitorar as frequências de downlink, algo primário. 

Offline Fabi

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.801
  • Sexo: Feminino
  • que foi?
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #82 Online: 07 de Abril de 2009, 18:10:13 »
Desde que a sua soberania não quebre a soberania de outro país.

Esse foi o motivo dado para justificar a segunda guerra ao Iraque. E para mim está mais que provado não ser o verdadeiro.
Bom, se comparar o japão e a coréia do norte vamos ver que o governo japonês não mantém o povo deles isolado, e nem tem um ditador egocêntrico e muito menos mantém os japoneses num regime opressor.

Se o ditador da coréia do norte trata mal as pessoas do próprio país, imagine as pessoas dos outros países? Dá pra deixar alguém tão doido ter um missel? Dá pra confiar que é pra "fins pacificos"? E se um dia esse ditador acorda e resolve atacar o japão? ou os estados unidos?
Difficulter reciduntur vitia quae nobiscum creverunt.

“Deus me dê a serenidadecapacidade para aceitar as coisas que não posso mudar, a coragem para mudar o que posso, e a sabedoria para saber a diferença” (Desconhecido)

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #83 Online: 08 de Abril de 2009, 14:30:45 »
Citar

Pyongyang segue celebrando lançamento e faz novas ameaças



Os gritos entusiasmados dos militares em meio a uma manifestação popular marcaram nesta quarta-feira uma nova celebração na Coréia do Norte pelo lançamento de um foguete no fim de semana, enquanto no campo diplomático a Rússia alertou que eventuais sanções a Pyongyang serão contraproducentes.

A Coréia do Norte diz que o lançamento do domingo serviu para colocar um satélite em órbita, e que isso é parte legítima de um programa espacial pacífico. Contrariando o ceticismo internacional, Pyongyang diz que o satélite já está transmitindo dados e hinos comunistas para a Terra.

Críticos dizem, no entanto, que o lançamento é um teste disfarçado do míssil de longo alcance Taepodong-2, e que isso viola uma resolução da ONU adotada em 2006, após testes com armas nucleares e mísseis, que proíbe esse tipo de atividade por parte da Coréia do Norte.

OS EUA e seus aliados asiáticos contestam que os norte-coreanos tenha realmente colocado um satélite em órbita, e cobram novas punições da ONU ao país.

Na terça-feira, a Coréia do Norte alertou ao Conselho de Segurança que tomará "medidas fortes" caso isso ocorra. No dia seguinte, o regime comunista reuniu sua cúpula política e militar para celebrar o lançamento, conforme mostrou uma transmissão da TV estatal captada em Seul.

A arredia Coréia do Norte ameaça boicotar as negociações pluripartites sobre seu desarmamento e retomar o funcionamento de sua usina capaz de gerar plutônio para armas nucleares, caso receba novas punições das Nações Unidas.

Além disso, na quarta-feira o regime alertou que agirá militarmente caso outro país tente recuperar os destroços do foguete, que caiu no oceano Pacífico, a cerca de 3,2 mil km da base de lançamento, depois de passar sobre o Japão.

Um porta-voz militar norte-coreano disse à agência estatal de notícias KCNA que as tentativas japonesas de localizar os estágios de propulsão do foguete, que caíram na costa do arquipélago, representam "um ato militar provocativo intolerável de violação da soberania (norte-coreana)."

Diplomatas dizem que China e Rússia provavelmente aceitariam um alerta do Conselho para que Pyongyang cumpra as resoluções em vigor e volte às negociações pluripartites para o fim do seu programa de armas nucleares, em troca de benefícios políticos e econômicos.

Mas Moscou e Pequim, com poder de veto no Conselho, provavelmente barrariam novas punições ao regime norte-coreano. Tóquio e Washington gostariam de ampliar as sanções financeiras atuais.

A China, que tem certa proximidade política com a Coréia do Norte, defendeu que a eventual reação da ONU seja "cautelosa e proporcional". O chanceler russo, Sergei Lavrov, declarou que a ameaça de sanções ao Norte seria "contraproducente".

Analistas dizem que a Coréia do Norte lançou o foguete sabendo que não sofreria punições sérias, e que o fato poderia fortalecer internamente o poder do ditador Kim Jong-il, cujo poder deve ser referendado na quinta-feira pelo Parlamento, com a oficialização de um novo mandato para o chefe do regime.

"O bem-sucedido lançamento do satélite... não é uma mera fruição da sabedoria e do talento, mas uma aguda confrontação com aqueles que desgostam dele", disse a KCNA em outra nota.



Offline Unknown

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.320
  • Sexo: Masculino
  • Sem humor para piada ruim, repetida ou previsível
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #84 Online: 09 de Abril de 2009, 02:07:17 »
Citar
Analistas dizem que a Coréia do Norte lançou o foguete sabendo que não sofreria punições sérias, e que o fato poderia fortalecer internamente o poder do ditador Kim Jong-il, cujo poder deve ser referendado na quinta-feira pelo Parlamento, com a oficialização de um novo mandato para o chefe do regime.

E o mais provável é que não passe de nada mais que isso: uma demonstração de força para o público interno. O mesmo ocorreu quando Deng Xiaoping estava cogitando passar o poder para um sucessor na China. Na época, Jiang Zemin engrossou o discurso sobre "a província rebelde" e ordenou que o exército realizasse uma série de exercícios militares cada vez mais próximos de Taiwan. Taiwan e os EUA se puseram em alerta se preparando para um possível ataque, mas ele não vinha. Jiang Zemin foi indicado como sucessor e nunca mais a China voltou a fazer qualquer comentário mais duro/agressivo sobre Taiwan.

"That's what you like to do
To treat a man like a pig
And when I'm dead and gone
It's an award I've won"
(Russian Roulette - Accept)

Offline Unknown

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.320
  • Sexo: Masculino
  • Sem humor para piada ruim, repetida ou previsível
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #85 Online: 12 de Abril de 2009, 04:38:26 »
Conselho de Segurança chega a acordo sobre lançamento de míssil norte-coreano

Os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU e o Japão chegaram a um acordo, neste sábado, sobre um projeto de declaração, condenando o lançamento de um míssil norte-coreano de longo alcance, informaram fontes diplomáticas.

Os cinco membros do Conselho de Segurança, Estados Unidos, Rússia, Grã-Bretanha, França e China, além do Japão, chegaram a um acordo após uma reunião de duas horas em Nova York. Eles fizeram circular o texto circular os outros nove Estados-membros do Conselho de Segurança.

O texto condena o lançamento do míssil balístico efetuado por Pyongyang, no dia 5 de abril, e afirma que está "em contravenção com a resolução 1718 do Conselho, que proíbe a Coreia do Norte de realizar qualquer teste nuclear, ou lançamento de míssil".

No entanto, correspondentes dizem que o texto final deve ser bem mais brando do que gostariam inicialmente Japão e os EUA. China e Russia se opuseram à ideia, pedindo para que a comunidade internacional agisse com moderação.

O texto deve ser agora apresentado a todos os 15 membros do Conselho de Segurança.

Encontro na segunda-feira

O embaixador do México Claude Heller disse que o Conselho de Segurança da ONU voltará a se reunir na próxima segunda-feira para discutir o caso norte-coreano. 

"Um projeto de declaração foi apresentado pela delegação americana. Esse projeto é uma excelente base para uma declaração clara e consensual do Conselho", disse Heller à imprensa, após a sessão de consultas.

Temor

A Coreia do Norte afirma que o objetivo do lançamento do foguete foi colocar um satélite em órbita, como parte de seu programa espacial pacífico. Mas países vizinhos acusam o isolado país de estar testando mísseis de longo alcance. Tais testes seria proibidos por uma resolução da ONU que proíbe a Coreia do Norte de testar misseis.

Segundo o correspondente da BBC na Coréia do Sul John Sudworth, o lançamento esta sendo usado como um exemplo de sucesso pela propaganda norte-coreana.

De acordo com Sudworth, a maior preocupação dos americanos é que o lançamento seja um teste para o míssil Taepodong-2. Uma tentativa de lançar o míssil em julho de 2006 fracassou.

Se a tecnologia do míssel se mostrar bem-sucedida, os Estados Unidos estariam ao alcance dos mísseis norte-coreanos.

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/11/membros+do+conselho+de+seguranca+chegam+a+acordo+sobre+coreia+do+norte+5474948.html

"That's what you like to do
To treat a man like a pig
And when I'm dead and gone
It's an award I've won"
(Russian Roulette - Accept)

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #86 Online: 14 de Abril de 2009, 08:28:57 »
Citar

Coreia do Norte diz que retomará seu programa nuclear

Em um comunicado divulgado horas depois de o Conselho de Segurança da ONU ter condenado o lançamento de um foguete no início deste mês, o governo da Coreia do Norte afirmou nesta terça-feira que retomará seu programa nuclear e não participará mais de negociações sobre o desmantelamento de suas instalações atômicas.

"A Coreia do Norte rejeita a ação injusta do Conselho de Segurança da ONU, que deliberadamente infringe a soberania do país e agride a dignidade do povo coreano", diz o comunicado do Ministério das Relações Exteriores do país divulgado pela agência estatal KCNA.

O documento ainda afirma que o país não participará mais das negociações de seis partes (que ainda incluem Estados Unidos, China, Coreia do Sul, Rússia e Japão) sobre o fim de seu programa atômico e que irá restaurar suas instalações nucleares.

"A Coreia do Norte irá reforçar de todas as maneiras seu poder nuclear para autodefesa. Também tomará medidas para restaurar o estado original de suas instalações nucleares que foram desmanteladas por causa do acordo de seis partes", diz o documento.

Conselho de Segurança

Horas antes, nesta segunda-feira, o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) condenou de modo unânime o lançamento de um foguete, no último dia 5 de abril, pela Coreia do Norte.

Em um comunicado conjunto, os 15 membros do CS afirmaram ainda que irão reforçar as sanções contra a Coreia do Norte por causa do lançamento - que EUA, Japão e Coreia do Sul suspeitam que, na verdade, tenha sido o teste de um míssil de longo-alcance.

O governo de Pyongyang, no entanto, afirma que o lançamento tinha "fins pacíficos" e que o foguete carregava um satélite de telecomunicações.

O fato de o CS ter lançado um comunicado conjunto - apesar das restrições anteriormente manifestadas por China e Rússia - aumentou as esperanças de que as negociações de seis partes pudessem ser retomadas, o que foi rejeitado agora por Pyongyang.

Mesmo assim, segundo o correspondente da BBC em Seul, John Sudworth, apesar de o comunicado de Pyongyang ser forte, já houve outros contratempos nas negociações sobre o programa nuclear norte-coreano nos últimos seis anos.

Segundo Sudworth, muitos membros da comunidade diplomática acreditam que ainda há espaço para negociações e que a Coreia do Norte ainda pode ser persuadida a voltar a elas.


http://noticias.uol.com.br/bbc/2009/04/14/ult5022u1784.jhtm


Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #87 Online: 14 de Abril de 2009, 08:32:12 »
Citar

Japão pede "energicamente" à Coreia do Norte que volte a negociar

 governo japonês pediu nesta terça "energicamente" à Coreia do Norte que volte à mesa de negociações do "grupo dos seis" (Coreia do Norte, Coreia do Sul, Japão, China, Estados Unidos e Rússia) sobre sua desnuclearização, após a ameaça de Pyongyang de abandoná-la e de retomar seu programa nuclear depois de ser condenada pela ONU por ter lançado um foguete de longo alcance.

"Instamos energicamente à Coreia do Norte a voltar às conversações do "grupo dos seis" e a cumprir a resolução 1718 [do Conselho de Segurança da ONU], afirmou o porta-voz do governo japonês, Takeo Kawamura.

A Coreia do Norte afirmou nesta terça-feira que vai retomar seu programa nuclear e encerrar as discussões que mantinha sobre sua desnuclearização com o grupo dos seis países formado por ela, China, Japão, Rússia, Coreia do Sul e Estados Unidos como forma de protesto pelo documento do Conselho de Segurança da ONU que condenou o lançamento do foguete norte-coreano em 5 de abril.


http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u550166.shtml



Offline Mussain!

  • Contas Excluídas
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.228
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #88 Online: 14 de Abril de 2009, 14:22:12 »
Putz merda... Onde isto vai parar....?  :?

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.585
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #89 Online: 14 de Abril de 2009, 15:57:52 »
Putz merda... Onde isto vai parar....?  :?

Onde sempre acaba, alguém vai dar o primeiro tiro e o resto da turma vai na onda.

Offline Unknown

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.320
  • Sexo: Masculino
  • Sem humor para piada ruim, repetida ou previsível
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #90 Online: 14 de Abril de 2009, 17:34:35 »
Citar
Coreia do Norte ordena saída de inspetores da ONU, diz AIEA

A Coreia do Norte cancelou nesta terça-feira toda cooperação com os monitores nucleares da Organização das Nações Unidas (ONU) e ordenou a saída dos inspetores o mais rápido possível, disse a Agência Internacional de Energia Atômica (AEIA).

A decisão de Pyongyang segue a declaração de que abandonaria as conversas entre seis países para seu desarmamento nuclear e que reativaria uma usina capaz de produzir plutônio para bombas, em uma resposta direta à reprovação da ONU de seu lançamento de um míssil de longo alcance.

"(A Coreia do Norte) informou hoje os inspetores da AEIA na usina de Yongbyon de que está cancelando imediatamente toda a cooperação com a AEIA", disse em comunicado um porta-voz da agência de inspeções da ONU, Marc Vidricaire.

"(O país) requisitou a remoção de todo os equipamentos de vigilância e restrição, e que inspetores da AEIA não terão mais acesso à usina". Vidricaire disse que a pequena equipe de inspetores teve sua saída ordenada do país "o mais rápido possível".

Fim das negociações

Em um comunicado divulgado horas depois de o Conselho de Segurança da ONU ter condenado o lançamento de um foguete no início deste mês, o governo da Coreia do Norte afirmou nesta terça-feira que retomará seu programa nuclear e não participará mais de negociações sobre o desmantelamento de suas instalações atômicas.

"A Coreia do Norte rejeita a ação injusta do Conselho de Segurança da ONU, que deliberadamente infringe a soberania do país e agride a dignidade do povo coreano", diz o comunicado do Ministério das Relações Exteriores do país divulgado pela agência estatal KCNA.

O documento ainda afirma que o país não participará mais das negociações de seis partes (que ainda incluem Estados Unidos, China, Coreia do Sul, Rússia e Japão) sobre o fim de seu programa atômico e que irá restaurar suas instalações nucleares.

"A Coreia do Norte irá reforçar de todas as maneiras seu poder nuclear para autodefesa. Também tomará medidas para restaurar o estado original de suas instalações nucleares que foram desmanteladas por causa do acordo de seis partes", diz o documento.

Conselho de Segurança

Horas antes, nesta segunda-feira, o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) condenou de modo unânime o lançamento de um foguete, no último dia 5 de abril, pela Coreia do Norte.

Em um comunicado conjunto, os 15 membros do CS afirmaram ainda que irão reforçar as sanções contra a Coreia do Norte por causa do lançamento - que EUA, Japão e Coreia do Sul suspeitam que, na verdade, tenha sido o teste de um míssil de longo-alcance.

O governo de Pyongyang, no entanto, afirma que o lançamento tinha "fins pacíficos" e que o foguete carregava um satélite de telecomunicações.

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/14/coreia+do+norte+ordena+saida+de+inspetores+da+onu+diz+aiea+5525903.html
Citar
Casa Branca diz que ameaça norte-coreana é um "passo sério"

A Casa Branca disse nesta terça-feira que a ameaça da Coreia do Norte em sair das discussões sobre seu programa nuclear com as seis potências mundiais é um "passo sério na direção errada" e recomendou que Pyongyang encerre as ameaças provocativas e cumpra com suas obrigações internacionais.

A Coreia do Norte afirmou mais cedo que deixaria as discussões internacionais sobre o desarmamento nuclear e retomaria uma fábrica de produção de plutônio após ser criticada pela Organização das Nações Unidas pelo lançamento de um foguete de longa distância.

"A ameaça anunciada pela Coreia do Norte de se retirar das discussões com os seis países e retomar seu programa nuclear é um passo sério na direção errada", disse o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs.

"A Coreia do Norte não encontrará aceitação da comunidade internacional a menos que abandone de forma verificável sua busca por armas nucleares."

Fim das negociações

Em um comunicado divulgado horas depois de o Conselho de Segurança da ONU ter condenado o lançamento de um foguete no início deste mês, o governo da Coreia do Norte afirmou nesta terça-feira que retomará seu programa nuclear e não participará mais de negociações sobre o desmantelamento de suas instalações atômicas.

"A Coreia do Norte rejeita a ação injusta do Conselho de Segurança da ONU, que deliberadamente infringe a soberania do país e agride a dignidade do povo coreano", diz o comunicado do Ministério das Relações Exteriores do país divulgado pela agência estatal KCNA.

O documento ainda afirma que o país não participará mais das negociações de seis partes (que ainda incluem Estados Unidos, China, Coreia do Sul, Rússia e Japão) sobre o fim de seu programa atômico e que irá restaurar suas instalações nucleares.

"A Coreia do Norte irá reforçar de todas as maneiras seu poder nuclear para autodefesa. Também tomará medidas para restaurar o estado original de suas instalações nucleares que foram desmanteladas por causa do acordo de seis partes", diz o documento.

Conselho de Segurança

Horas antes, nesta segunda-feira, o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) condenou de modo unânime o lançamento de um foguete, no último dia 5 de abril, pela Coreia do Norte.

Em um comunicado conjunto, os 15 membros do CS afirmaram ainda que irão reforçar as sanções contra a Coreia do Norte por causa do lançamento - que EUA, Japão e Coreia do Sul suspeitam que, na verdade, tenha sido o teste de um míssil de longo-alcance.

O governo de Pyongyang, no entanto, afirma que o lançamento tinha "fins pacíficos" e que o foguete carregava um satélite de telecomunicações.

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/14/casa+branca+diz+que+ameaca+norte+coreana+e+um+passo+serio+5524908.html
Citar
China pede calma e moderação após novas ameaças norte-coreanas

O Governo chinês continuou com seu discurso de "calma e moderação" depois das novas ameaças feitas pela Coreia do Norte, que advertiu que retomará seu programa nuclear e abandonará as negociações sobre o tema.
"A China deseja que todas as partes vejam a situação global a longo prazo, permaneçam com calma e mostrem moderação, para preservar de forma conjunta a paz e a estabilidade da região", explicou hoje a porta-voz da Chancelaria, Jiang Yu.

Pyongyang considerou que o diálogo para sua desnuclearização, do qual participam, além das duas Coreias, China, Japão, Estados Unidos e Rússia, "já não será necessário". A porta-voz chinesa não quis, porém, criticar a decisão e se limitou a elogiar os "chamativos resultados" da negociação.

"As conversas a seis lados tiveram um papel importante no processo de desnuclearização da península da Coreia, ajudando a aumentar a confiança mútua de vários países e sendo um mecanismo de segurança na região", afirmou.

Nesse sentido, Pequim se mostrou contrária à aplicação de novas sanções à Coreia do Norte por parte das Nações Unidas.

O Conselho de Segurança da ONU preparou na segunda-feira um documento que condena o lançamento do foguete e exige a todos os membros da organização que "cumpram totalmente com suas obrigações dentro da Resolução 1.718", que desde 2006 impede Pyongyang de fazer qualquer tipo de teste com mísseis balísticos.

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/14/china+pede+calma+e+moderacao+apos+novas+ameacas+norte+coreanas+5513945.html

"That's what you like to do
To treat a man like a pig
And when I'm dead and gone
It's an award I've won"
(Russian Roulette - Accept)

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #91 Online: 04 de Maio de 2009, 08:29:27 »
Citar

Coréia do Norte faz ameaça de guerra contra Coréia do Sul

A Coréia do Norte ameaçou novamente uma guerra contra a Coréia do Sul se o país participar plenamente na Iniciativa de Segurança contra a Proliferação (PSI, na sigla em inglês) de armas de destruição em massa (ADM). "Falar de uma plena participação na PSI é uma declaração pública de confronto militar contra nós e uma provocação de guerra para invadir o Norte", informa o jornal Rodong Sinmun do Partido dos Trabalhadores do regime comunista, citado pela agência Yonhap.

A ameaça norte-coreana é mais uma das mensagens emitidas por Pyongyang desde que o governo de Seul anunciou seu plano de ampliar a presença na PSI em resposta ao lançamento de um foguete norte-coreano há um mês.

Enquanto o governo de Seul delibera para tornar oficial esta colocação o presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, reafirmou há duas semanas o compromisso sul-coreano em sua participação plena na PSI. Desde 2005, a Coréia do Sul participa da PSI como país observador para não provocar o regime comunista da Coréia do Norte.


http://noticias.terra.com.br/mundo/interna/0,,OI3742602-EI8143,00-Coreia+do+Norte+faz+ameaca+de+guerra+contra+Coreia+do+Sul.html


Offline André Luiz

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.405
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #92 Online: 04 de Maio de 2009, 08:53:21 »

Vai dar merda

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.143
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #93 Online: 04 de Maio de 2009, 10:52:51 »
A pergunta chave é :

Qual país apoiará  a Coréia do Norte no caso de uma guerra com a Coréia do Sul ??????


 :?: :?:



.

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #94 Online: 04 de Maio de 2009, 10:55:43 »
China e Rússia, "só"

Offline Mussain!

  • Contas Excluídas
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.228
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #95 Online: 04 de Maio de 2009, 11:01:59 »
Pensei só na Rússia.... Mas já que citou, é em verdade. Mas será que nenhum outro...?

Offline André Luiz

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.405
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #96 Online: 04 de Maio de 2009, 11:17:21 »
Apoio moral "só"

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #97 Online: 04 de Maio de 2009, 12:12:03 »
Acho que o apoio moral viria de Cuba e Venezuela.

Offline André Luiz

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.405
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #98 Online: 04 de Maio de 2009, 13:45:03 »
Na primeira guerra do golfo o pessoal tambem achava que eles iriam apoiar os iraquianos, bem, eles entregaram a coalizao todas as informaçoes possiveis do sistema de defesa dos caras

Os famosos "conselheiros russos" evaporaram do iraque a mando de Moscou  :hihi:

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.585
  • Sexo: Masculino
Re: Coréia do Norte anuncia lançamento de satélite
« Resposta #99 Online: 04 de Maio de 2009, 16:58:00 »
A China não vai dar um chute no seu principal cliente para proteger o coreano.

Não acredito que vão tomar partido em caso de uma guerra que envolva os EUA.

As vezes penso que os EUA deviam mesmo chutar o pau da barraca, assim esse bando de ditadores comunistas de quinto mundo que ficam no morde/assopra (Para não usar outra expressão mais adequada...) mas não deixam de pegar dinheiro dos gringos  vão ter de partir para o mata ou morre de uma vez.

E o mundo tem gente demais, não farão muita falta mesmo.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!