Autor Tópico: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?  (Lida 3205 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Online: 12 de Março de 2008, 17:03:25 »
Hoje de manhã um grupo do Greenpeace invadiu um supermercado perto do meu trabalho e tratou de colar uns rótulos em alguns produtos onde se lia "TRANSGÊNICO". A principal alegação do GP é que não há estudos suficientes para determinar o impacto da cultura transgênica no meio-ambiente.

Uma vez que eu nutro uma grande antipatia pelo GP (e portanto, não tenho como julgar a questão com a isenção necessária), gostaria de saber dos colegas o seguinte: até que ponto a preocupação deles é justificada? Quanto disso é alarmismo obscurantista?

Offline LIAN

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.991
  • Sexo: Feminino
  • Darwin 1 X 0 Deus
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #1 Online: 12 de Março de 2008, 17:08:07 »
O problema?!:D É um dos novos pecados apontados pela ICAR (manipulação genética)!:D
"Não consigo me convencer de que um Deus caridoso e onipotente teria propositalmente criado vespas parasitas com a intenção expressa de alimentá-las dentro de corpos vivos de lagartas." Charles Darwin

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #2 Online: 12 de Março de 2008, 17:08:49 »
Na verdade é briga política, pois somente algumas empresas vendem sementes transgênicas e claro a semente é mais cara que a original (sem entrar no campo de custo x benefício).

Offline Luiz Souto

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.356
  • Sexo: Masculino
  • Magia é 90% atitude
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #3 Online: 13 de Março de 2008, 19:08:27 »
A dúvida do Dbohr é a mesma que eu tenho: independente da questão político-econômica da comercialização de sementes e alimentos transgênicos , quais as evidências científicas para proibi-los?
Se não queres que riam de teus argumentos , porque usas argumentos risíveis ?

A liberdade só para os que apóiam o governo,só para os membros de um partido (por mais numeroso que este seja) não é liberdade em absoluto.A liberdade é sempre e exclusivamente liberdade para quem pensa de maneira diferente. - Rosa Luxemburgo

Conheça a seção em português do Marxists Internet Archive

Offline Nohai

  • Nível 29
  • *
  • Mensagens: 1.543
  • Sexo: Feminino
  • Estudante.
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #4 Online: 13 de Março de 2008, 19:44:18 »
Tambem vale resaltar que como os transgênicos são relativamente novos, ainda não se tem estudos conclusivos que apontem os impactos no organismo humano a longo prazo.  :umm:
Era uma vez um pintinho chamado Relam, toda vez que chovia Relam piava.

Offline Dodo

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.304
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #5 Online: 13 de Março de 2008, 19:48:25 »
A dúvida do Dbohr é a mesma que eu tenho: independente da questão político-econômica da comercialização de sementes e alimentos transgênicos , quais as evidências científicas para proibi-los?

O Greenpeace se baseia em alguns estudos que analisavam possíveis (sic)efeitos não intencionais em organismos não visados. Apesar do estudo afirmar que não foi possível testar todos os efeitos da manipulação e cultivo dos transgênicos para o meio ambiente (incluindo possíveis efeitos em diversas espécies animais), os aspectos inconclusivos do mesmo foram tomados como evidência *.
Abaixo a conclusão de um dos relatórios analisados pelo Greenpeace, o Relatório das evidências científicas com as últimas descobertas sobre as medidas de segurança na Áustria para as linhagens de milho geneticamente modificado MON810 e T25.:

(...)Em suma, pelos dados fornecidos no dossiê do milho T25 e à luz de recentes evidências da literatura
científica, não é nem possível verificar todos os aspectos da avaliação de risco feita pelo requerente, nem concluir um patamar suficiente de segurança.


* Isso me lembrou Sagan: Ausência de evidência não é evidência da ausência.
« Última modificação: 13 de Março de 2008, 19:51:03 por Dodo »
Você é único, assim como todos os outros.
Alfred E. Newman

Offline Thufir Hawat

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.881
  • Sexo: Masculino
  • It's easier to be terrified by an enemy you admire
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #6 Online: 13 de Março de 2008, 20:03:25 »
O problema principal é que o GP e  outros se colocam contra "os transgênicos", em bloco... como se fosse tudo uma coisa só.

Mas acontece que há casos e casos. Um dos problemas qu ouvi do GP e de outras organizções anti-transgênicos na mesa-redonda de um simpósio de biotecnologia ao qual fui é que as sementes transgências, por suas vantagens, poderiam substituir totalmente as variedades selvagens... acontece que isso faz sentido no caso do milho, cujas sementes se espalham por grandes distâncias. Por outro lado, isso não vale no caso do soja, cujas sementes não se espalham por mais que alguns metros[1]. Assim, o que o GP faz, usar o caso do milho para se opor a todos os transgênicos, é uma bela falácia...

Detalhe que na mesma mesa-redonda, um dos professores que trabalham com genética mencionou a possibilidade de se adicionar genes ao milho GM que fariam com que ele não pudesse se reproduzir, ou algo assim, de forma que se impediria que esse milho substituisse as variedades selvagens.
Ao ouvir isso o povo da giramundo[2] achou o cúmulo porque isso iria tornar o pequeno agricultor dependente das grandes multinacionais pois ele teria que comprar sempre novas sementes... o que é uma bela mentira pois uma vez que ainda houvesse milho selvagem o agricultor, pequeno ou grande, poderia muito bem decidir por usar o milho selvagem em vez do transgênico, sem depender de empresa nenhuma.

[1]Posso estar errado aqui, não lembro se eram as sementes ou alguma outra coisa, peço que o pessoal de bio e agro me corrija se assim for.
[2]que é outro grupo anti-transgênicos, mas ligado mais à agricultura orgânica/biodinâmica que ao meio-ambiente.
Archimedes will be remembered when Aeschylus is forgotten, because languages die and mathematical ideas do not. "Immortality" may be a silly word, but probably a mathematician has the best chance of whatever it may mean.
G. H. Hardy, in "A Mathematician's Apology"

Offline Wolfischer

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.331
  • Sexo: Masculino
  • Que sono!
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #7 Online: 13 de Março de 2008, 21:15:11 »
Thufir explanou bem a coisa, com poucos reparos a fazer.
No caso do milho é o pólem que se espalha por longa distância, pois é carregado pelo vento. Isto poderia criar híbridos com milho de outras plantações, a tal contaminação que eles tanto temem.

A dependência do agricultor em relação às multinacionais das sementes já existe desde a revolução verde da década de 60, pergunte a qualquer pequeno agricultor se ele compra semente todo ano ou se ele planta parte da colheita do ano anterior.

Quando se criaram os "super-híbridos" a agricultura tradicional de espécies plantadas em larga escala acabou.
Super-híbridos são produzidos cruzando duas variedades selecionadas por gerações, nestas todos os alelos importantes estão em homozigose. Quando se cruza as duas variedades o resultante é heterozigoto para todos os genes de interesse, apresentanto o chamado "vigor de híbrido".
Se as sementes deste forem plantadas, elas já não serão tão híbridas quanto a planta original, simples lei de Mendel. Assim é mais produtivo pagar mais por sementes super-híbridas (coisa de 3 a 5% mais do que sementes comuns) e garantir uma safra mais vistosa.
Plantas transgênicas também vão custar uns 3% a mais do que as comuns, mas vão poupar muito mais do que isso em agrotóxicos, e no caso de plantas resistentes à seca a produção será mais garantida.

Em fim, a selvageria do Greenpeace é de origem política, não ecológica. As grandes fundações que financiam o GP não têm interesse no desenvolvimento de uma nova agricultura.

Offline Thufir Hawat

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.881
  • Sexo: Masculino
  • It's easier to be terrified by an enemy you admire
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #8 Online: 13 de Março de 2008, 22:18:16 »
 :ok:

Valeu pela correção, Wolfischer.
Archimedes will be remembered when Aeschylus is forgotten, because languages die and mathematical ideas do not. "Immortality" may be a silly word, but probably a mathematician has the best chance of whatever it may mean.
G. H. Hardy, in "A Mathematician's Apology"

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #9 Online: 14 de Março de 2008, 09:07:22 »
Resumiram tudo com perfeição.

Ou seja: Birra politica pura... semente isso.
E os greentards não percebem e acabam sendo influenciados.

Offline J Ricardo

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.203
  • Sexo: Masculino
  • trolling mode
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #10 Online: 14 de Março de 2008, 11:44:40 »
Desde que o preço não suba nas prateleiras...

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #11 Online: 14 de Março de 2008, 12:02:16 »
Essa é praticamente a única certeza que eu tenho, o que quer que aconteça :-|

Offline Iconoclasta SP

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 376
  • Sexo: Masculino
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #12 Online: 14 de Março de 2008, 12:36:48 »
O maior problema não é impacto no organismo (esse ele não tem nenhum mesmo, afinal de contas ele é só um nivelamento por cima da genética do próprio vegetal), o problema seria acelerar a seleção natural dos predadores e gerar "super-pragas".

Um milho super-resistente ao caruncho pode favorecer o super-caruncho em detrimento de todos os outros caruchos meia-boca e a coisa sair do controle biológico.

Sim, ao contrário do que desejam alguns, a Seleção Natural e a Evolução existem.

Offline J Ricardo

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.203
  • Sexo: Masculino
  • trolling mode
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #13 Online: 14 de Março de 2008, 15:37:47 »
Sim, ao contrário do que desejam alguns, a Seleção Natural e a Evolução existem.
Mas e o elo perdido?  :lol:

Offline Iconoclasta SP

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 376
  • Sexo: Masculino
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #14 Online: 14 de Março de 2008, 16:14:31 »
Hahahah putz...

Eu sempre vi essa condenação dos transgênicos por parte de alguns igrejeiros (não todos - geralmente quem torra muito com isso é o GreenPeace mesmo) como uma auto-confissão. Tipo, cuidado com a Evolução... ela não existe mais cuidado.

Agora, quanto ao elo...

Pôxa... imagine que você tem uma corrente e ela cai acidentalmente num britador de mandíbulas, aí o que sobrou dela cai metade numa prensa hidráulica de ferro velho e outro pedaço cai num fundição, daí vc junta os poucos restos da coitada da corrente, enterra os pedaços restantes em vários pontos espalhados em um campo de futebol e dois dias depois uma tempestade de areia enterra o campo de futebol. Três dias depois, cai um cometa em cima da areia da tempestade que por sua vez estava em cima do campo (a corrente é realmente azarada).

Os pobres dos fósseis passaram por coisa pior. Aí você começa a escavar o campo de futebol, acha um pedacinho da corrente aqui, um elo que miraculosamente está intacto ali, faz datação do metal, ambos tem a mesma idade, existem pedaços de elos que você acha na sua escavação que se encaixam perfeitamente formando um elo íntegro...

Depois de muito sacrifício, você junta vários pedaços de elos, alguns elos inteiros e percebe, com sua boa e velha intuição que já estava lá desde quando você era apenas uma criança curiosa, que algum dia houve uma corrente inteira.

Aí você, todo feliz, proclama: "Existiu uma corrente inteira um dia!"

Ficam todos extasiados com a descoberta, pois achava-se até então que um Ferreiro fez apenas um elo de corrente à sua imagem e semelhança, e isso mudaria tudo. Mas você comprova que existe uma corrente e aprensenta os locais de escavação, os elos que encontrou inteirinhos, alguns pedaços que se encaixam, outros elos quebrados mas encaixados num elo inteiro.

Todos ficam boquiabertos, até que parece um Espírito-Santo-de-Porco e brada:

"Heresia! Está faltando um elo! Nunca houve uma corrente!"

A história é exatamente essa e os Criacionistas ainda não pereceberam o papel ridículo que estão fazendo.

Sorry pelo OFFTOPIC.

Sim, ao contrário do que desejam alguns, a Seleção Natural e a Evolução existem.
Mas e o elo perdido?  :lol:
« Última modificação: 14 de Março de 2008, 16:18:03 por Iconoclasta SP »

Offline Wolfischer

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.331
  • Sexo: Masculino
  • Que sono!
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #15 Online: 14 de Março de 2008, 16:55:25 »
Já tive que rebater o argumento do elo perdido dezenas de vezes.
Uma vez usei outra analogia.
Perguntei a meu interlocutor criacionista há quanto tempo a família dele existia, ou seja, desde quando existiram antepassados dele. Naturalmente ele disse que tinha antepassados desde a criação do Homem, e naturalmente um dos filhos de Noé seria seu antepassado em linha direta.
Pedi-lhe pois que me listasse seus antepassados apenas dos últimos 300 anos. Claro que ele não conseguiu, falta 90% ou mais da informação. Baseado neste monte de lacunas, nesta quantidade de elos perdidos, conclui que a família dele na verdade só surgiu há pouco mais de 100 anos, já que não existem registros anteriores.

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.925
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #16 Online: 14 de Março de 2008, 21:11:55 »
Sim, ao contrário do que desejam alguns, a Seleção Natural e a Evolução existem.
Mas e o elo perdido?  :lol:

http://www.filosofiadasorigens.com.br/artigos/eloperdido.asp?pg=filo

Sem contar que existem peixes que saem da agua e caminham até outra lagoa\rio etc.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Fabi

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.801
  • Sexo: Feminino
  • que foi?
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #17 Online: 19 de Abril de 2009, 06:02:00 »
O problema com os transgênicos tem um nome: triptofano.

Mas por que triptofano Fabi? Qual o problema com ele?

Nenhum, o triptofano é uma ótima substância, quando adquirida pelos métodos normais (alimentação equilibrada e etc)... Mas a sua forma transgênica feita por uma bactéria genéticamente modificada pela empresa Showa Denko, matou 37 pessoas e deixou 1500 pessoas com lesões irreversíveis.

Essa bactéria criou um triptofano que tinha uma toxina mortal, mas ninguém sabia, e venderam... e as pessoas tomaram e algumas morreram, e outras fizeram anos de terapia pra poder andar...

Como saber se não estão criando alguma toxina mortal modificando genéticamente os alimentos? Medicamentos novos são testados em animais, e depois em humanos, seguindo um método que descobre se o remédio faz efeito, se ele pode ser mortal, se reage com outras substâncias, e etc...

Eu só vou consumir transgênicos se fizerem todos os testes, o triptofano era inofensivo antes de modificarem genéticamente aquela bactéria....a mesma coisa pode acontecer com os grãos...
Difficulter reciduntur vitia quae nobiscum creverunt.

“Deus me dê a serenidadecapacidade para aceitar as coisas que não posso mudar, a coragem para mudar o que posso, e a sabedoria para saber a diferença” (Desconhecido)

Offline Nina

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.805
  • Sexo: Feminino
    • Biociência.org
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #18 Online: 19 de Abril de 2009, 21:19:47 »
Fabi, tem algun link para indicar?
"A ciência é mais que um corpo de conhecimento, é uma forma de pensar, uma forma cética de interrogar o universo, com pleno conhecimento da falibilidade humana. Se não estamos aptos a fazer perguntas céticas para interrogar aqueles que nos afirmam que algo é verdade, e sermos céticos com aqueles que são autoridade, então estamos à mercê do próximo charlatão político ou religioso que aparecer." Carl Sagan.

Atheist

  • Visitante
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #19 Online: 19 de Abril de 2009, 21:57:15 »
O problema com os transgênicos tem um nome: triptofano.

Mas por que triptofano Fabi? Qual o problema com ele?

Nenhum, o triptofano é uma ótima substância, quando adquirida pelos métodos normais (alimentação equilibrada e etc)... Mas a sua forma transgênica feita por uma bactéria genéticamente modificada pela empresa Showa Denko, matou 37 pessoas e deixou 1500 pessoas com lesões irreversíveis.

Essa bactéria criou um triptofano que tinha uma toxina mortal, mas ninguém sabia, e venderam... e as pessoas tomaram e algumas morreram, e outras fizeram anos de terapia pra poder andar...

Como saber se não estão criando alguma toxina mortal modificando genéticamente os alimentos? Medicamentos novos são testados em animais, e depois em humanos, seguindo um método que descobre se o remédio faz efeito, se ele pode ser mortal, se reage com outras substâncias, e etc...

Eu só vou consumir transgênicos se fizerem todos os testes, o triptofano era inofensivo antes de modificarem genéticamente aquela bactéria....a mesma coisa pode acontecer com os grãos...

Estranho.

Triptofano é um aminoácido. Não pode "ter uma toxina mortal" com ele. Qualquer C a mais já não é triptofano.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Tript%C3%B3fano

Algumas fontes confiáveis para o ocorrido seria interessante.

Offline Hold the Door

  • Editores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.656
  • Sexo: Masculino
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #20 Online: 19 de Abril de 2009, 22:26:15 »
Nunca tinha ouvido falar desse caso. Esse link tem algumas informações:

http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias/1115

Pelo link, a Showa Denko usava bactérias para produzir triptofano comercialmente. Ao modificar geneticamente as bactérias elas também começaram a produzir compostos tóxicos ao metabolizar o excesso de triptofano que estavam gerando. O produto chegou contaminado ao mercado causando as mortes.
Hold the door! Hold the door! Ho the door! Ho d-door! Ho door! Hodoor! Hodor! Hodor! Hodor... Hodor...

Atheist

  • Visitante
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #21 Online: 19 de Abril de 2009, 22:44:32 »
Nunca tinha ouvido falar desse caso. Esse link tem algumas informações:

http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias/1115

Pelo link, a Showa Denko usava bactérias para produzir triptofano comercialmente. Ao modificar geneticamente as bactérias elas também começaram a produzir compostos tóxicos ao metabolizar o excesso de triptofano que estavam gerando. O produto chegou contaminado ao mercado causando as mortes.

Então o problema foi que a empresa não purificou o produto direito. Isto não é necessariamente um problema com transgênicos, mas com negligência da empresa, que pode acontecer (e acontece) com outras empresas que não usam a tecnologia também.

Offline Fabi

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.801
  • Sexo: Feminino
  • que foi?
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #22 Online: 19 de Abril de 2009, 22:47:10 »
Estranho.

Triptofano é um aminoácido. Não pode "ter uma toxina mortal" com ele. Qualquer C a mais já não é triptofano.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Tript%C3%B3fano

Algumas fontes confiáveis para o ocorrido seria interessante.
É o L-triptofano...E o angelo postou um link com informações. Eu ví ontem num documentário.
Nunca tinha ouvido falar desse caso. Esse link tem algumas informações:

http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias/1115

Pelo link, a Showa Denko usava bactérias para produzir triptofano comercialmente. Ao modificar geneticamente as bactérias elas também começaram a produzir compostos tóxicos ao metabolizar o excesso de triptofano que estavam gerando. O produto chegou contaminado ao mercado causando as mortes.
Sim, além de matar deixou um monte de gente com sequelas...E eles não tinham nem testado o produto antes de por no mercado, porque antes o l-triptofano era inofensivo...
Difficulter reciduntur vitia quae nobiscum creverunt.

“Deus me dê a serenidadecapacidade para aceitar as coisas que não posso mudar, a coragem para mudar o que posso, e a sabedoria para saber a diferença” (Desconhecido)

Atheist

  • Visitante
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #23 Online: 19 de Abril de 2009, 22:48:33 »
O l-triptofano continua sendo inofensivo. O problema é que a empresa não purificou direito, deixando contaminantes. Não é culpa do transgênico em si, mas da negligência da empresa naquele lote.

Offline Fabi

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.801
  • Sexo: Feminino
  • que foi?
Re: Afinal, qual o problema com os Transgênicos?
« Resposta #24 Online: 19 de Abril de 2009, 22:53:11 »
Nunca tinha ouvido falar desse caso. Esse link tem algumas informações:

http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias/1115

Pelo link, a Showa Denko usava bactérias para produzir triptofano comercialmente. Ao modificar geneticamente as bactérias elas também começaram a produzir compostos tóxicos ao metabolizar o excesso de triptofano que estavam gerando. O produto chegou contaminado ao mercado causando as mortes.

Então o problema foi que a empresa não purificou o produto direito. Isto não é necessariamente um problema com transgênicos, mas com negligência da empresa, que pode acontecer (e acontece) com outras empresas que não usam a tecnologia também.
Mas para eles descobrirem qual toxina era, eles tiveram que separar os compostos, e analisar um por um e comparar com o outro triptofano produzido pela bactéria normal. Aí eles descobriram um tal de pico E, e injetaram em ratos pra saber se eles desenvolveriam a doença, e não desenvolveram, aí no final ficou que não sabem até hoje o que naquele l-triptofano causou aquela doença que matou 37 e deixou 1500 pessoas com sequelas....

O nome da doença desse triptofano é: eosinophilia myalgia syndrome tem um monte de link em inglês, não sei qual é confiável... Isso é um trabalho para os detetives céticos (especialmente a Nina) ... :P
Difficulter reciduntur vitia quae nobiscum creverunt.

“Deus me dê a serenidadecapacidade para aceitar as coisas que não posso mudar, a coragem para mudar o que posso, e a sabedoria para saber a diferença” (Desconhecido)

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!