Autor Tópico: Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca  (Lida 2218 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Nightstalker

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.354
  • Sexo: Masculino
  • Suae quisque fortunae faber est
Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Online: 08 de Junho de 2008, 20:17:22 »
Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca



Londres, 6 jun (EFE).- O ator e diretor americano Clint Eastwood mandou hoje seu colega Spike Lee calar a boca após este o criticar por não incluir nenhum soldado negro em seus dois últimos filmes.

Lee estava se referindo aos filmes "A Conquista da Honra" e "Cartas de Iwo Jima", que narram batalhas travadas perto do final da Segunda Guerra Mundial.

Em uma entrevista ao jornal britânico "The Guardian", Eastwood justifica sua opção por apenas escalar atores brancos em ambos os filmes e explica que nenhum dos soldados negros que participaram daquela batalha levantou a bandeira no monte Suribachi, façanha imortalizada em uma famosa foto.

Spike Lee criticou seu colega no recente Festival de Cannes enquanto anunciava seu próprio filme "Miracle at St Anna", sobre integrantes de uma divisão americana formada por negros que combateu na Itália na Segunda Guerra Mundial.

"Clint Eastwood fez dois filmes sobre Iwo Jima que duram mais de quatro horas no total e nos quais não aparece nenhum ator negro. Caso vocês, repórteres, tivessem coragem, perguntariam por que agi desta forma", declarou Lee.

"O que quer que eu faça? Uma campanha em defesa da igualdade de oportunidades, por exemplo? Minha missão não é esta, mas faço uma leitura histórica. Quando faço um filme baseado em uma história na qual 90% das pessoas envolvidas eram negras, como 'Birdie' - sobre o músico Charlie Parker -, uso 90% de atores negros", explica.

"Quando fiz aquele filme - Birdie, em 1988 -, -Spike Lee - se queixou, pois um branco contracenara. Entretanto, se fiz isto foi porque ninguém mais havia feito. Ele podia ter falado comigo antes, mas não. Estava fazendo outra coisa", critica o cineasta.

O próximo projeto de Eastwood, intitulado "The Human Fator", mostrará como o primeiro presidente negro da África do Sul aproveitou a vitória de seu país na Copa do Mundo de rugby em 1995 para incentivar a união nacional.

"Não vou transformar Nelson Mandela em um branco", concluiu em meio a risos.

Fonte
Conselheiro do Fórum Realidade.

"Sunrise in Sodoma, people wake with the fear in their eyes.
There's no time to run because the Lord is casting fire in the sky.
When you make sin, hope you realize all the sinners gotta die.
Sunrise in Sodoma, all the people see the Truth and Final Light."

Offline Donatello

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.815
  • Sexo: Masculino
Re: Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Resposta #1 Online: 08 de Junho de 2008, 20:57:21 »
Ontem eu estava "assistindo" o SuperCine enquanto pegava no sono. No filme havia seis ou sete personagens centrais, três das quais eram negras... um destes filmes de terror adolescentóides. Lá pelas tantas um dos negros morreu, pouco depois o outro. Eu acho que a menina negra sobreviveu, deve ter morrido na continuação.

É regra, não é novidade, é horrível, é indiscutívelmente ideológico, mas não sei se há muito o que fazer contra.

Neste sentido não sei se seria bom que houvesse negros nos filmes de Eastwood; negros em Hollywood geralmente só têm a função de reforçar a idéia de que negro não faz falta (se é preciso que haja vítimas, que elas sejam negras... e toca a trama que ninguém vai sentir falta na  hora do happy end). O que não faz com que os filmes e séries produzidos por/para negros estadunidenses sejam superbacanas neste sentido, pelo contrário: apenas tratam de cometer o mesmo erro ao contrário.

Offline Nightstalker

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.354
  • Sexo: Masculino
  • Suae quisque fortunae faber est
Re: Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Resposta #2 Online: 08 de Junho de 2008, 21:04:22 »
Ontem eu estava "assistindo" o SuperCine enquanto pegava no sono. No filme havia seis ou sete personagens centrais, três das quais eram negras... um destes filmes de terror adolescentóides. Lá pelas tantas um dos negros morreu, pouco depois o outro. Eu acho que a menina negra sobreviveu, deve ter morrido na continuação.

É regra, não é novidade, é horrível, é indiscutívelmente ideológico, mas não sei se há muito o que fazer contra.

Neste sentido não sei se seria bom que houvesse negros nos filmes de Eastwood; negros em Hollywood geralmente só têm a função de reforçar a idéia de que negro não faz falta (se é preciso que haja vítimas, que elas sejam negras... e toca a trama que ninguém vai sentir falta na  hora do happy end). O que não faz com que os filmes e séries produzidos por/para negros estadunidenses sejam superbacanas neste sentido, pelo contrário: apenas tratam de cometer o mesmo erro ao contrário.

Independence Day, Radio, Man On Fire, The Bone Collector... posso citar milhares de filmes de Holywood nos quais negros atuam em papéis principais e não morrem. (em Man On Fire o personagem do Denzel Washington morre, mas morre como um mártir)
Conselheiro do Fórum Realidade.

"Sunrise in Sodoma, people wake with the fear in their eyes.
There's no time to run because the Lord is casting fire in the sky.
When you make sin, hope you realize all the sinners gotta die.
Sunrise in Sodoma, all the people see the Truth and Final Light."

Offline Donatello

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.815
  • Sexo: Masculino
Re: Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Resposta #3 Online: 08 de Junho de 2008, 21:13:36 »
Citação de: van Dijck
negros em Hollywood geralmente só têm a função de reforçar a idéia de que negro não faz falta

Bom, eu já estava postando uma ressalva quando você refutou: eu não conheço a filmografia de Clint Estwood o suficiente para declarar se a crítica de Spike Lee a ele (específicamente) faz sentido. Lendo a matéria e considerando as colocações eu posso até supor que não. Faz, sem dúvida, em relação a Hollywood, em relação a Eastwood eu não posso falar.
« Última modificação: 08 de Junho de 2008, 21:17:57 por Dionísio van Dijck »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re: Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Resposta #4 Online: 08 de Junho de 2008, 21:51:54 »
Acho que as coisas estão mudando bastante nos EUA nesse sentido. Não só os negros são a minoria com melhores qualificações acadêmicas, como também está repleto de séries e filmes com negros nos papéis principais, talvez a maioria não sendo coisas do tipo "raízes 3: a marca da chibata", ainda que ache que há um pouco demais de coisas como "a correria de 1 rapper fora da lei 2: é nóis na fita".

Assunto abordado um pouco naquele filme "Crash" (não no de sexo), quando um diretor dizia que o ator negro deveria ter uma atuação "mais negra". E de forma mais engraçada na série do Will Smith que passa no SBT, em que ele foi entrevistado para a TV, dando um depoimento bem sério e "normal" sobre a prefeitura fechar algum tipo de centro comunitário, e ele ficou ansioso para ver na TV.... sentou para ver no jornal, e trocaram ele por outro negro, todo estereotipado, mal articulado, e gesticulando no estilo rapper, que falou algo como "iiih, os cara tiraro no nosso centro comunitário, mano! Tá errado isso aí, mano!... Tá muito errado, tá ligado? Saca só, eu fiz um RAP a respeito"... :D






PS.: fotos melhores dos envolvidos:
       
Clint Eastwood                




Spike Lee

Offline Rodion

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.871
Re: Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Resposta #5 Online: 08 de Junho de 2008, 23:36:56 »
denzel washington e morgan freeman sempre fazem papéis foda, geralmente sem atuar de acordo com o estereótipo negro. como, por exemplo, costumam fazer will smith ou chris rock.
"Notai, vós homens de ação orgulhosos, não sois senão os instrumentos inconscientes dos homens de pensamento, que na quietude humilde traçaram freqüentemente vossos planos de ação mais definidos." heinrich heine

Offline FxF

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.720
  • Sexo: Masculino
  • Yohohoho!
Re: Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Resposta #6 Online: 08 de Junho de 2008, 23:40:29 »
Negros costumam tem papéis inferiores porque há menos negros com boa atuação. Já pensaram nisso?
Há vários negros que são bem famosos e sempre que são escalados tem papéis principais, por exemplo (nunca sei nome de atores, então vai de filmes) O Gangster, MIB, I Robot, etc...

Offline SnowRaptor

  • Webmaster
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 17.953
  • Sexo: Masculino
Re: Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Resposta #7 Online: 09 de Junho de 2008, 00:46:19 »
É impressão minha ou vc só falou de filmes "de ação" com o Will Smith?
Elton Carvalho

Antes de me apresentar sua teoria científica revolucionária, clique AQUI

“Na fase inicial do processo [...] o cientista trabalha através da
imaginação, assim como o artista. Somente depois, quando testes
críticos e experimentação entram em jogo, é que a ciência diverge da
arte.”

-- François Jacob, 1997

Offline FxF

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.720
  • Sexo: Masculino
  • Yohohoho!
Re: Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Resposta #8 Online: 09 de Junho de 2008, 05:20:49 »
Procurei na Wikipédia, e O Gangster é do Denzel Washington. Os outros dois são mesmo do Will Smith. Não posso fazer nada, nego troca corte de cabelo aí não sei mais se é o mesmo ator...

Offline Lua

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.287
  • Sexo: Feminino
Re: Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Resposta #9 Online: 09 de Junho de 2008, 14:12:03 »


O mesmo posso dizer do Morgan Freeman, que atua muito bem. O problema é que não apenas Hollywood trabalha em cima do estereótipo do negro rapper da periferia - isso se repete aqui no país também, infelizmente...

Não posso fazer nada, nego troca corte de cabelo aí não sei mais se é o mesmo ator...

hum hum hum  Sei não Foxes, mas o Denzel e o Will são bem diferentes (para o caso de vc estar aplicando a sua teoria aos dois)... E o Denzel é um fofo, diga-se de passagem...  :borboleta:

"Ajusto-me a mim, não ao mundo" Anais Nin

"A estupidez insiste sempre." Albert Camus


Offline Týr

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.126
  • Sexo: Masculino
  • ?
    • »Costa Advocacia«
Re: Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Resposta #11 Online: 09 de Junho de 2008, 15:31:41 »
Mais que mania de perseguição hein?!

Quando vão parar de chorar?

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.769
  • Sexo: Masculino
Re: Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Resposta #12 Online: 09 de Junho de 2008, 16:11:18 »
Alguém lembra de um filme chamado "A cor púrpura" ou algo assim?

Era um filme feito apenas com atores negros e um diretor branco e mesmo assim os negros americanos chegaram a protestar em frente aos cinemas dizendo que o tal diretor não tinha o direito de falar deles.(Assisti o tal filme há muito tempo, não lembro de ter visto nada ofensivo nele.)

Se não contratar negros, eles reclamam, se contratar eles reclamam , se falar mal eles reclamam, se falar bem eles reclamam.

Em certas horas tem que apertar o botão "Foda-se" e deixar o barco correr.

Offline Donatello

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.815
  • Sexo: Masculino
Re: Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Resposta #13 Online: 09 de Junho de 2008, 19:58:04 »
Em 2005 rolou um tópico sobre uma idéia esdrúxula do Netinho, de abrir uma emissora de TV  só com negros. Foi um dos tópicos que mais gostei de participar; acho que ninguém apareceu por lá pra dizer coisas do tipo "lá vem esse papo retardóide da esquerda chorona" ou para inverter propositalmente a fala do interlocutor como é "relativamente" comum em tópicos com temas polêmicos por aqui. Embora as idéias fossem bem divergentes tava todo mundo numa de debater respeitosamente e sem falácias propositais, pelo que me lembro. Algumas das considerações que apareceram neste tópico (como sobre o fato de alguns negros reclamarem tanto de filmes que não têm negros quanto de filmes que só têm negros  ou sobre a hipótese de haver poucos negros com talento suficiente para intepretar papéis principais) foram debatidas lá.

http://clubecetico.org/forum/index.php/topic,3798.50.html

Citação de: Dionísio van Dijck
Bom,quanto ao canal...Não concordo com a idéia,acho que não é essa a via!Adoraria ver um canal em que a presença negra fosse tão massiva quanto é na sociedade brasileira sim...Mas não desta forma,invertendo a polaridade.

Sou negro ,mas nunca consumi essas revistas afro... não vejo benefício nenhum em se fazer racísmo às avessas...E,provavelmente,não assistiria o canal. Até hoje só ví,na grande mídia brasileira um único caso de inserção negra que não me irritasse tanto quanto a absoluta escassez de crioulos nas tvs, filmes, enfim,na grande mídia em geral: Jorge Furtado.

Os dois últimos longas dele foram extremamente bem sucedidos nisso. Os atores negros não representavam caricaturas da raça, as personagens não ocupavam espaços, nas tramas, que fossem incompatíveis com a realidade sócio-econômica-racial brasileira, não havia nenhum discurso demagógico que justificasse suas presenças em tais papéis.

Assistindo "Meu tio matou um cara" e "O homem que copiava" eu me sentia muito bem... os papéis representados pelo Lázaro Ramos, pelo Ailton Graça e pelo Darlan Cunha poderiam ter sido interpretados por atores brancos sem que as tramas fossem prejudicadas... Assim como as personages da Débora ou da Luana poderiam ter sido interpretadas por uma Taís Araújo ou por uma Isabel Fillardis.

Era como se o Jorge estivesse dizendo: "é assim que a raça negra deve ser mostrada: nada mais e nada menos que isso".

É claro que em pequenos filmes de curta metragem, em pequenos veículos da imprensa e, principalmente, na música isso já rola. Mas na grande mídia, nos longas de circulação nacional, nas telenovelas, nos programas de auditório, nos seriados não rola nada que preste neste sentido: ou se esconde a existência de negros no país (A Grande Família, Belíssima, Florisbela, telejornalismo de todas as emissoras com excessão da Globo) ou cría-se papéis caricaturais para fingir que se combate o racismo, quando na verdade o que se está fazendo é reforçá-lo, o que têm se tornado a tônica da política racial da Rede Globo (Feitosa-América, Lady Diane-Senhora do Destino, Rafael-Malhação, Glória Maria-Fantástico).

Se eu fosse o Netinho,se eu tivesse com esse capital todo pra bancar uma TV anti-racismo eu montaria, sim, o canal.Mas deixava o papel de "Boni" com o diretor de Ilha das Flores , com certeza ia dar mais certo do que esta cagada que o pagodeiro brega tá fazendo.


Citação de: Buckaroo Banzai
Citação de: Dionísio van Dijck
Quanto à proporção de negros que assumem a carreira de ator, cria-se um círculo vicioso:não há atores negros nos tablados porque não se contrata atores negros ou não se contrata atores negros porque não há atores negros no tablado?

Fico com a primeira,até porque me recuso a acreditar que atores como Cláudio Heinrich, Reynaldo Giannechinni, Mel Lisboa, Lavínia Vlazak interpretem melhor do que o negão aqui ou do que qualquer um zé ninguém que você cate pela rua.

Eu concordo, acho que tem um monte de gente que é meio que ator de enfeite, e não devem faltar atores melhores por aí, ou mesmo de enfeite, só que negros... só que ainda acho que tem um pouco daquilo que eu disse de que devem ter muito mais brancos apostando em ser ator como carreira, por causa disso de desigualdade social.... ser de classe média para baixo, preto ou branco, e querer ser ator não é uma coisa muito sensata e que deva receber muito apoio familiar, eu acho...

Aí teria que haver um esforço ativo por parte do pessoal que escolhe o elenco em procurar pessoas de outras raças além dos que aparecem mais freqüentemente... e acho que eles não vão chegar a esse ponto mesmo... não que fosse muito difícil de encontrar alguém nesse nível de atuação, mas é a lei do esforço mínimo mesmo... só se talvez isso se tornasse lucrativo para eles.... o que acho que talvez ocorresse novamente se negros e mestiços fossem parte mais significativa do mercado consumidor que sustenta as TVs, e significasse um aumento de audiência desse público e etc e tal

hehe, eu lembrei agora que eu achei engraçado, meio sem motivo, quando vi uma vez um asiático como coadjuvante numa novela... não por ter qualquer coisa contra, ou porque a atuação fosse ruim... mas é que é tão incomum ver asiáticos na TV sem ser em propagandas da mitsubishi, filmes de kung-fu ou alguma propaganda que por algum motivo tenha um lutador de sumô que eu até achei "engraçado", nem tinha me dado conta, foi meio inusitado..
« Última modificação: 09 de Junho de 2008, 21:54:03 por Dionísio van Dijck »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re: Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Resposta #14 Online: 10 de Junho de 2008, 00:28:45 »
Citação de: eu mesmo
[...]alguma propaganda que por algum motivo tenha um lutador de sumô [...]

:histeria:

como permitem que eu fale essas bobagens?!

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re: Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Resposta #15 Online: 01 de Janeiro de 2012, 22:15:02 »
Citação de: eu mesmo
[...]alguma propaganda que por algum motivo tenha um lutador de sumô [...]

:histeria:

como permitem que eu fale essas bobagens?!
Café? ::)

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.934
  • Sexo: Masculino
Re:Clint Eastwood manda Spike Lee calar a boca
« Resposta #16 Online: 01 de Janeiro de 2012, 23:17:31 »
Spike Lee as vezes troca "os pés pelas mãos". A quantidade de negros na Segunda Guerra Mundial foi muito menor que a de brancos, situação que só mudou na Guerra do Vietnã.

Então mesmo que Eastwood não tenha usado nenhum ator negro, ele jamais poderia ser acusado subrepticiamente de racismo por Lee.

O melhor que o cineasta nanico (nos dois sentidos) poderia fazer é mesmo calar a boca.
Foto USGS

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!