Autor Tópico: Enteógenos  (Lida 13537 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Lordakner

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.581
  • Sexo: Masculino
  • Disculpen las molestias, esto es una revolución.
Re: Enteógenos
« Resposta #100 Online: 21 de Novembro de 2008, 15:42:35 »
O Maurício ia gostar desse. Tem umas imagens bem psicodélicas, com fundo musical do Pink Floyd então...

 Melhor ouvindo o Tangerine Dream! :stunned:
“Ante a imagem de Augusto César Sandino e Ernesto Che Guevara, ante a recordação dos heróis e mártires da Nicarágua, da América Latina e de toda a humanidade, ante a história, coloco minha mão sobre a bandeira vermelha e negra, o que significa Pátria Livre ou Morrer."

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.172
  • Who left the bag of idiots open?
Re: Enteógenos
« Resposta #101 Online: 21 de Novembro de 2008, 15:56:26 »
“The knives of jealousy are honed on details.”
― Ruth Rendell

Offline Mauricio Rubio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.019
  • Sexo: Masculino
  • Beyond Good and Evil
Re: Enteógenos
« Resposta #102 Online: 21 de Novembro de 2008, 15:59:45 »
Eu disse que era parecido com o estado de sonho, o que as pessoas veem são representações visuais do inconsciente coletivo. Não sei porque tanta surpresa :P

  Este é outro conceito meio canhestro! Jung?

É, você também pode estudar psicologia de acordo com as teórias cientificas. Mas a ciência estuda as coisas de fora para dentro, o que é muito diferente de se ter a experiencia direta. Podemos ter milhares de descrições sobre as coisas mais simples, mas elas nunca serão a coisa em si.

Essas experiências podem inclusive acontecer esponteamente, Jung por exemplo explorava muito os sonhos que também são manifestações do inconsciente coletivo. Psicologia é interessante pra caramba mesmo, mas mais interessante ainda é explorar a mente diretamente.

Flw
"Para quem a agitação não existe,
e para quem ser/existir e não ser/existir
    estão superados,
ele é alguém – que está além do medo,
        feliz,
       sem angústia,
a quem os devas não podem ver"

Buda Sakyamuni

Offline Lordakner

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.581
  • Sexo: Masculino
  • Disculpen las molestias, esto es una revolución.
Re: Enteógenos
« Resposta #103 Online: 21 de Novembro de 2008, 16:15:07 »
Eu disse que era parecido com o estado de sonho, o que as pessoas veem são representações visuais do inconsciente coletivo. Não sei porque tanta surpresa :P

  Este é outro conceito meio canhestro! Jung?

É, você também pode estudar psicologia de acordo com as teórias cientificas. Mas a ciência estuda as coisas de fora para dentro, o que é muito diferente de se ter a experiencia direta. Podemos ter milhares de descrições sobre as coisas mais simples, mas elas nunca serão a coisa em si.

Essas experiências podem inclusive acontecer esponteamente, Jung por exemplo explorava muito os sonhos que também são manifestações do inconsciente coletivo. Psicologia é interessante pra caramba mesmo, mas mais interessante ainda é explorar a mente diretamente.

Flw

Devia ser assim também com dentes cariados e úlceras no estômago. Diretamente e empiricamente!
“Ante a imagem de Augusto César Sandino e Ernesto Che Guevara, ante a recordação dos heróis e mártires da Nicarágua, da América Latina e de toda a humanidade, ante a história, coloco minha mão sobre a bandeira vermelha e negra, o que significa Pátria Livre ou Morrer."

Offline Luis Dantas

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.195
  • Sexo: Masculino
  • Morituri Delendi
    • DantasWiki
Re: Enteógenos
« Resposta #104 Online: 21 de Novembro de 2008, 17:10:50 »
O problema da idéia de inconsciente coletivo é que ela é muito vaga e especulativa.
Wiki experimental | http://luisdantas.zip.net
The stanza uttered by a teacher is reborn in the scholar who repeats the word

Em 18 de janeiro de 2010, ainda não vejo motivo para postar aqui. Estou nos fóruns Ateus do Brasil, Realidade, RV.  Se a Moderação reconquistar meu respeito, eu volto.  Questão de coerência.

Offline Luiz Souto

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.356
  • Sexo: Masculino
  • Magia é 90% atitude
Re: Enteógenos
« Resposta #105 Online: 21 de Novembro de 2008, 21:37:22 »
O problema da idéia de inconsciente coletivo é que ela é muito vaga e especulativa.

Mas o conceito de inconsciente coletivo  quando foi formulado por Jung  não pretendia ser preciso , no sentido de uma forma na qual os simbolismos humanos se encaixariam.
Foi uma formulação empírica para dar conta de um fato observado: o surgimento de grupos de símbolos similares em manifestações individuais (sonhos , alucinações) e coletivas ( religiões , arte) sem ligação direta entre si. Pelo restrito conhecimento da época sobre a fisiologia cerebral Jung foi bastante cauteloso em determinar a origem deste substrato simbólico comum , mas o que temos hoje de conhecimento das redes neurais sugerem que todos os seres humanos compartilham um hardware comum de expressão simbólica que é posteriormente diferenciado nas culturas específicas.

E Maurício , entrando na discussão do seu uso do enteógenos para fins de auto conhecimento , vejo um problema importante ( e que sua referência ao inconsciente coletivo levanta).
Diversas culturas utilizam técnicas para obter estados alterados de consciência ,seja com substâncias , com movimentos ( p.ex. dervixes) , sons,etc... Mas o objetivo não é , como no seu caso ,uma busca individual pelo auto-conhecimento mas uma integração social pelo compartilhamento e vivência de experiências simbólicas comuns ; há um contexto coletivo de mitos e práticas que regulam e disciplinam as manifestações individuais , conformando-as (literalmente , colocando-as em uma forma) em uma estrutura religiosa. Isto não se dá por acaso , mas porque a libertação de conteúdos do inconsciente pessoal sem uma forma de controle externo acarreta um grande risco de desencadeamento de neuroses ou , em casos extremos , psicoses. Em todas as culturas nas quais as manifestações extáticas são utilizadas , a sua realização de forma independente e individual é desencorajada (na verdade , o uso individual não é nem mesmo cogitado).
A questão é que você não é um dervixe em um grupo sufi girando para entrar em transe nem está em uma cerimonia xamânica de sua tribo: você é um indivíduo urbano , com convicções filosóficas - e religiosas? - altamente racionalizadas  pelo que demonstra em seus post mas que está usando uma ferramenta para a qual não está mais adaptado.
Autoconhecimento não é nem nunca foi o objetivo do uso de técnicas extáticas , isto é uma racionalização sua , nem elas são adequadas para usos individuais. O que você obterá com o uso será , se tiver uma constituição psíquica saudável , descobrir o que descobriria sem elas. Se não tiver um psiquismo são , poderá abrir uma caixa de Pandora difícil de fechar. 
Se não queres que riam de teus argumentos , porque usas argumentos risíveis ?

A liberdade só para os que apóiam o governo,só para os membros de um partido (por mais numeroso que este seja) não é liberdade em absoluto.A liberdade é sempre e exclusivamente liberdade para quem pensa de maneira diferente. - Rosa Luxemburgo

Conheça a seção em português do Marxists Internet Archive

Offline FxF

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.720
  • Sexo: Masculino
  • Yohohoho!
Re: Enteógenos
« Resposta #106 Online: 21 de Novembro de 2008, 22:42:49 »
O problema é que todas as analises que você fez para me "refutar" foram superficiais, indo desde os hippies até as "substâncias quimicas". Com isso você não se permitiu realmente explorar o problema que estamos tratando. Além de tratar de substâncias enteógenas esse tópico também esta tratando da situação humana, de sua relação com o mundo, dos nossos conflitos e sofrimentos internos, de nossas ilusões e desilusões.
Não, você disse que pessoas dopadas tendem a ter um comportamento "iluminado", e eu refutei sua história usando os hippies como exemplo.

Eles são uns hipócritas revoltados com tudo, não é algo a ser admirado. Não há nada de "superficial" na minha análise, você só diz isso porque refutei com base histórica a sua história de "drogados iluminados"... :sleepy:
Citar
Falar que os hippies eram vagabundos, ou que eu sou cinico é facil. Mas você não conheceu realmente os hippies, você não conversou com eles, você mal sabe o que eles propunham
Você faz alguma idéia do que eles REALMENTE queriam? Eles propunham aproveitar a assistência do governo para viver sem trabalhar, alegando que estavam "combatem a sociedade consumistas" e outras lorotas anti-capitalistas se sentindo revolucionários. Isso só resultou em uma geração de filhos sem educação e propagação de doenças.
Citar
mal sabe alguma coisa sobre o que é realmente meditar.
Você sabe? É o aprendizado para passar por outros estados mentais. Serve principalmente como relaxamento, ou em alguns casos faz outras coisas como reduzir a respiração.
Em uma visão religiosa oriental, você está teleportando sua mente e entrando em contato com Buda...
Citar
E mesmo dizendo que não cre em verdades absolutas ou dogmas está sendo completamente dogmático em suas opniões e talvez sequer perceba isso.
"Mantenha a mente aberta, mas não deixe seu cérebro cair"

Eu tenho a mente aberta para o que você diz sobre "iluminação", mas aberta TÃO PARA QUALQUER COISA. Incluindo que a meditação é a mutação de nossos corpos para nossas origens marcianas... coisa que você não propõe, mesmo me chamando de dogmático.
Citar
É uma pena que a internet embora dê a possibilidade de conversarmos mesmo estão longe um do outro, ela não nos permita conhecer realmente as pessoas como elas são. Eu gostaria de saber o que cada um aqui faz, como vocês são, discutir sobre a vida, sobre nossos problemas e felicidades. O problema é ficar nessa discussãozinha inutil que não leva a lugar nenhum, de um lado um falando sobre um modo diferente de explorar as dimensões da mente, e do outro as pessoas "refutando" tudo o que ele fala dizendo que se trata de "bullshit" e continuando a viver na própria mediocridade sem nem refletir a cerca da discussão como um todo.
Você sabe o que é "medíocre"? É ser igual a todos os outros. O que VOCÊ É, já que dar explicações religiosas para a felicidade a maioria da população faz. Você se sente um revolucionário acima de seu tempo, mas nem sabe como é igualzinho a qualquer outro...
« Última modificação: 21 de Novembro de 2008, 22:44:57 por Ilovefoxes »

Offline Mauricio Rubio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.019
  • Sexo: Masculino
  • Beyond Good and Evil
Re: Enteógenos
« Resposta #107 Online: 22 de Novembro de 2008, 09:51:27 »
Luiz, eu concordo com o que você diz e é por isso que durante a discussão eu deixei claro que não são os enteógenos que iluminam as pessoas, além de entender a necessidade óbvia de uma preparação do individuo em relação a este tipo de experiencia. Talvez não seja uma preparação visando o melhor aproveitamento em uma viagem "psicodelica", mas sim a observação dos conteudos da mente, para que quando estes forem liberados por visões em uma experiencia como essa, o individuo não se sinta perdido.

Além disso essas experiencias frequentemente desencadeiam o medo e o terror, principalmente quando há a ego-perda e o individuo tem a sensação de estar morrendo. Porém é um fato que essas experiencias podem ser muito proveitosas para qualquer um que deseja se conhecer sinceramente e não tenha receio do que irá encontrar dentro de si. Além disso é necessário um conhecimento em relação à propria saude para que a experiencia não desencandeie um surto psicotico.

No meu caso especificamente eu sempre me interessei pelos misterios da mente, já li muito sobre psicologia, investiguei minha mente em estado de vigilia e durante o sono por anos, e só depois de ter amadurecido muito ( hoje estou com 25 anos ) e quando achei que estava realmente preparado eu experimentei um enteógeno pela primeira vez, então eu quero deixar claro que não sou o menino bobinho drogado que não sabe o que está fazendo. Uma experiencia como essa é tão forte e tão esclarecedora que o individuo dificilmente tem vontade de te-la em um curto espaço de tempo novamente, alguns de fato ficam tão assustados ou maravilhados que uma só experiencia é suficiente para que transformem sua vida para sempre.


O mais importante nessas experiencias é exatamente o foco onde chegamos na discussão agora. Como vinhamos dizendo o conteudo mental de que estamos conscientes é bastante limitado, e todo esse conteudo jorra da mente inconsciente de maneira "automatica", portanto nós, e mesmo os seres humanos da antiguidade, funcionam de maneira quase "mecanica", as tendencias que nos são naturais e que guiam nossas vidas nos moldam de tal maneira que quando na idade adulta costumamos perder totalmente o senso de liberdade, ainda mais nos dias atuais onde temos que trabalhar insaciavelmente para sustentar a nós mesmos e a nossa familia, e o pouco tempo que nos resta queremos nos divertir.

Vou colocar aqui duas definicoes baseadas na psicologia Jungiana a respeito do inconsciente pessoal e coletivo para que vocês entendam melhor a que me refiro quando digo que os enteógenos causam a "liberação" de conteudos reprimidos, fazendo com que nossa vida se torne mais equilibrada.

"O Inconsciente Pessoal ou Individual é, de acordo a Carl Gustav Jung, aquela camada mais superficial de conteúdos, cujo marco divisório com o consciente não é tão rígido. É uma camada de conteúdos que se acha contígua ao consciente. Estes conteúdos subjazem no inconsciente por não possuírem carga energética suficiente para emergir na consciência. Correspondem àqueles aspectos que em algum momento do desenvolvimento da personalidade não foram compatíveis com as tendências da consciência e foram, portanto reprimidas. Também estão, no inconsciente pessoal, percepções subliminares, ou seja, aquelas que foram captadas pelos nossos sentidos de forma subliminar, que nem nos demos conta de termos contato com o fato em si. Conteúdos da memória que não necessitam estar presentes constantemente na consciência estão presentes no inconsciente pessoal. Todos estes conteúdos formam no Inconsciente Pessoal um grande banco de dados que poderão surgir na consciência a qualquer momento."

"Inconsciente coletivo: Jung amplia o conceito de inconsciente em sua teoria. Ele não via apenas o movimento consciente – inconsciente que caracteriza o inconsciente pessoal; ele acreditava também que novos conteúdos poderiam surgir do inconsciente, sem nunca terem sido conscientes, como novas idéias e situações psíquicas futuras. A este novo movimento chamou de Inconsciente coletivo. Podemos observar exemplos disso em nosso cotidiano, quando frente a certos problemas surgem soluções surpreendentes. Muitos “gênios” da nossa história, que fizeram grandes descobertas e criações podem ter tido suas idéias nascidas no inconsciente. Jung acreditava que assim como o corpo possui uma evolução histórica, a mente também possui. Nesta compreende-se o desenvolvimento biológico, pré-histórico e inconsciente da mente do homem desde a sua forma primitiva, que assemelhava-se à dos animais. Esta evolução histórica da psique caracteriza o inconsciente coletivo. O inconsciente coletivo está disponível a todos os homens de maneira igual, em qualquer lugar do mundo, ou seja, não é uma aquisição individual. Os seus conteúdos – os arquétipos – são “condições prévias” à formação psíquica em geral. O inconsciente coletivo é composto por imagens do passado ancestral, imagens míticas, predisposições ou potencialidades no responder ao mundo tal como os antepassados.Seus conteúdos independem da experiência pessoal. Consideremos por exemplo, o medo que sentimos de cobra, do escuro. Isto ocorre porque nossos antepassados experimentaram tais medos ao longo de muitas gerações. Herdamos, então, a predisposição de temer as serpentes, e cada uma a  vivenciará a seu modo, considerando a experiência pessoal. O homem nasce com muitas predisposições para pensar, sentir, agir de maneiras específicas, e as expressões de tais predisposições dependem inteiramente das experiências do indivíduo."
"Para quem a agitação não existe,
e para quem ser/existir e não ser/existir
    estão superados,
ele é alguém – que está além do medo,
        feliz,
       sem angústia,
a quem os devas não podem ver"

Buda Sakyamuni

Offline FxF

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.720
  • Sexo: Masculino
  • Yohohoho!
Re: Enteógenos
« Resposta #108 Online: 22 de Novembro de 2008, 10:18:07 »
Qualquer sensação é induzida pelo cérebro, elas não tem significado. Muitas vezes são mera ilusão.

Por exemplo, os astronautas que voltam à terra tem seus reflexos adaptados a um ambiente sem gravidade, o sentido de localização é perdido. Assim eles sentem que, ao subir uma escada, estão empurrando o mundo para baixo. Já que no espaço não há referencial, se acostumaram dessa forma.
E eles não se sentem como o centro do universo porque se tornaram o centro do universo, simplesmente as sensações estão distorcidas.

Outro exemplo, o "monstro do armário". Nosso cérebro induz a "sensação de estar sendo observado" em ambientes escuros, e principalmente em um estado que antecipa o sono. Isso acontece com qualquer um, adulto ou criança, qualquer um entende do que se trata.
Mesmo que religiosamente haja uma tendência de dar explicações paranormais, a verdade é que não há nenhuma criatura sorrateira lá. É um meio para o instinto nos fazer verificar se há algum inimigo hostil em situações que estamos vulneráveis, como no escuro ou principalmente dormindo.

Nada derivado de sensações dava pelo cérebro é "conhecimento", são unicamente o que são, sensações isoladas no cérebro.

Não quero ser presunçoso, mas será que não haveria uma confusão em diferenciar "curiosidade" de "vício"? Basicamente colocando a necessidade de querer sentir algo como necessidade de conhecer tal coisa, quando não é.
Citar
"Inconsciente coletivo: Jung amplia o conceito de inconsciente em sua teoria. Ele não via apenas o movimento consciente – inconsciente que caracteriza o inconsciente pessoal; ele acreditava também que novos conteúdos poderiam surgir do inconsciente, sem nunca terem sido conscientes, como novas idéias e situações psíquicas futuras. A este novo movimento chamou de Inconsciente coletivo. Podemos observar exemplos disso em nosso cotidiano, quando frente a certos problemas surgem soluções surpreendentes. Muitos “gênios” da nossa história, que fizeram grandes descobertas e criações podem ter tido suas idéias nascidas no inconsciente. Jung acreditava que assim como o corpo possui uma evolução histórica, a mente também possui. Nesta compreende-se o desenvolvimento biológico, pré-histórico e inconsciente da mente do homem desde a sua forma primitiva, que assemelhava-se à dos animais. Esta evolução histórica da psique caracteriza o inconsciente coletivo. O inconsciente coletivo está disponível a todos os homens de maneira igual, em qualquer lugar do mundo, ou seja, não é uma aquisição individual. Os seus conteúdos – os arquétipos – são “condições prévias” à formação psíquica em geral. O inconsciente coletivo é composto por imagens do passado ancestral, imagens míticas, predisposições ou potencialidades no responder ao mundo tal como os antepassados.Seus conteúdos independem da experiência pessoal. Consideremos por exemplo, o medo que sentimos de cobra, do escuro. Isto ocorre porque nossos antepassados experimentaram tais medos ao longo de muitas gerações. Herdamos, então, a predisposição de temer as serpentes, e cada uma a  vivenciará a seu modo, considerando a experiência pessoal. O homem nasce com muitas predisposições para pensar, sentir, agir de maneiras específicas, e as expressões de tais predisposições dependem inteiramente das experiências do indivíduo."
Essa teoria de justificar os instintos, como um conhecimento adquirido por gerações que temos acesso, pode ser refutada pelo fato que fora da seleção natural, ou seja, além de exemplos como animais selvagens, não tememos coisas que nossos antepassados temiam, e aprenderam durante os tempos a temer, mas não existiam na natureza. Basicamente essa suposição de justificar o "medo de cobra" não procede.

Por exemplo, uma pessoa muito provavelmente terá medo de uma cobra mesmo sabendo quando ela é inofensiva, as vezes mesmo que a cobra esteja morta. O que não acontece com uma fecha, caso saibamos que não há alguém para dispará-la, não sentimos medo nenhum.
Tudo que vale é o que a seleção natural forneceu, nada relativo ao conhecimento humano.

(Eu posso imaginar explicações como do tipo "passamos muito mais tempo adquirindo conhecimento na natureza que na civilização", mas não seria muito convincente...)

Offline Luiz Souto

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.356
  • Sexo: Masculino
  • Magia é 90% atitude
Re: Enteógenos
« Resposta #109 Online: 22 de Novembro de 2008, 23:55:41 »
Luiz, eu concordo com o que você diz e é por isso que durante a discussão eu deixei claro que não são os enteógenos que iluminam as pessoas, além de entender a necessidade óbvia de uma preparação do individuo em relação a este tipo de experiencia. Talvez não seja uma preparação visando o melhor aproveitamento em uma viagem "psicodelica", mas sim a observação dos conteudos da mente, para que quando estes forem liberados por visões em uma experiencia como essa, o individuo não se sinta perdido.

Além disso essas experiencias frequentemente desencadeiam o medo e o terror, principalmente quando há a ego-perda e o individuo tem a sensação de estar morrendo. Porém é um fato que essas experiencias podem ser muito proveitosas para qualquer um que deseja se conhecer sinceramente e não tenha receio do que irá encontrar dentro de si. Além disso é necessário um conhecimento em relação à propria saude para que a experiencia não desencandeie um surto psicotico.

No meu caso especificamente eu sempre me interessei pelos misterios da mente, já li muito sobre psicologia, investiguei minha mente em estado de vigilia e durante o sono por anos, e só depois de ter amadurecido muito ( hoje estou com 25 anos ) e quando achei que estava realmente preparado eu experimentei um enteógeno pela primeira vez, então eu quero deixar claro que não sou o menino bobinho drogado que não sabe o que está fazendo. Uma experiencia como essa é tão forte e tão esclarecedora que o individuo dificilmente tem vontade de te-la em um curto espaço de tempo novamente, alguns de fato ficam tão assustados ou maravilhados que uma só experiencia é suficiente para que transformem sua vida para sempre.


O mais importante nessas experiencias é exatamente o foco onde chegamos na discussão agora. Como vinhamos dizendo o conteudo mental de que estamos conscientes é bastante limitado, e todo esse conteudo jorra da mente inconsciente de maneira "automatica", portanto nós, e mesmo os seres humanos da antiguidade, funcionam de maneira quase "mecanica", as tendencias que nos são naturais e que guiam nossas vidas nos moldam de tal maneira que quando na idade adulta costumamos perder totalmente o senso de liberdade, ainda mais nos dias atuais onde temos que trabalhar insaciavelmente para sustentar a nós mesmos e a nossa familia, e o pouco tempo que nos resta queremos nos divertir.

Entendo o que você quer dizer , Mauricio , mas ainda assim acho que a indução de estados alterados de consciência fora de um contexto que permita uma análise ou controle externos ao observador não leva a resultados satisfatórios que não pudessem ser obtidos sem estas técnicas , além do potencial de dano psíquico ou auto-ilusão.
Acho que outras formas de acesso aos conteúdos inconscientes ( penso na arte , mais especificamente na música) são mais proveitosos que o uso de substâncias ou de técnicas extáticas , já que a capacidade de filtragem e discriminação destes conteúdos não está embotada.
Por outro lado não considero que nós "funcionemos de maneira quase mecânica" nem vivamos como que em um estado de auto-ilusão ( interpreto como sendo referente à metáfora do véu de Maya). Nós somos conscientes dos nossos estados e os racionalizamos , ainda que habitualmente esta racionalização esteja mesclada com nossas emoções e sentimentos. Mas o raciocínio é inseparável da emoção e  - como se observa em pacientes com lesões cerebrais que afetem sua capacidade de sentir emoções - a perda da contribuição dos elementos vindos do inconsciente afeta a capacidade de julgamento e de interação social.
Se não queres que riam de teus argumentos , porque usas argumentos risíveis ?

A liberdade só para os que apóiam o governo,só para os membros de um partido (por mais numeroso que este seja) não é liberdade em absoluto.A liberdade é sempre e exclusivamente liberdade para quem pensa de maneira diferente. - Rosa Luxemburgo

Conheça a seção em português do Marxists Internet Archive

Offline FxF

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.720
  • Sexo: Masculino
  • Yohohoho!
Re: Enteógenos
« Resposta #110 Online: 23 de Novembro de 2008, 06:33:19 »
Citação de: Luiz Souto
penso na arte
Projeção de um sentido a outro através da conexão dos mesmos.
Citação de: Luiz Souto
penso na música
Exploração de instinto/emoções da adoração por certos sons (principalmente vozes humanas), e medo por outros (como rugidos de animais).
Citação de: Luiz Souto
Mas o raciocínio é inseparável da emoção e  - como se observa em pacientes com lesões cerebrais que afetem sua capacidade de sentir emoções - a perda da contribuição dos elementos vindos do inconsciente afeta a capacidade de julgamento e de interação social.
Mais ou menos, mas não é bem assim. Uma emoção/instinto serve unicamente como um objetivo. Não adianta de nada criar um computador que faça cálculos, se não há nada a calcular. Da mesma forma, o ser humano não iria raciocinar sobre a origem das coisas se não tivesse curiosidade, não porque seja incapaz de raciocinar, mas simplesmente porque não há motivo para raciocinar.

Offline Luiz Souto

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.356
  • Sexo: Masculino
  • Magia é 90% atitude
Re: Enteógenos
« Resposta #111 Online: 23 de Novembro de 2008, 13:17:45 »
Citação de: Luiz Souto
Mas o raciocínio é inseparável da emoção e  - como se observa em pacientes com lesões cerebrais que afetem sua capacidade de sentir emoções - a perda da contribuição dos elementos vindos do inconsciente afeta a capacidade de julgamento e de interação social.
Mais ou menos, mas não é bem assim. Uma emoção/instinto serve unicamente como um objetivo. Não adianta de nada criar um computador que faça cálculos, se não há nada a calcular. Da mesma forma, o ser humano não iria raciocinar sobre a origem das coisas se não tivesse curiosidade, não porque seja incapaz de raciocinar, mas simplesmente porque não há motivo para raciocinar.
Sua observação não tem nada a ver com o que coloquei.

Sugestão de leitura:
O Erro de Descartes - Emoção , razão e o cérebro humano ,  de Antonio Damásio , editado pela Companhia das Letras.
Se não queres que riam de teus argumentos , porque usas argumentos risíveis ?

A liberdade só para os que apóiam o governo,só para os membros de um partido (por mais numeroso que este seja) não é liberdade em absoluto.A liberdade é sempre e exclusivamente liberdade para quem pensa de maneira diferente. - Rosa Luxemburgo

Conheça a seção em português do Marxists Internet Archive

Offline FxF

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.720
  • Sexo: Masculino
  • Yohohoho!
Re: Enteógenos
« Resposta #112 Online: 23 de Novembro de 2008, 13:47:14 »
Se você puder desenvolver mais o que você falou para que eu compreenda...

Offline Luiz Souto

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.356
  • Sexo: Masculino
  • Magia é 90% atitude
Re: Enteógenos
« Resposta #113 Online: 23 de Novembro de 2008, 20:09:18 »
Se você puder desenvolver mais o que você falou para que eu compreenda...

Durante um bom tempo considerou-se que a razão e a emoção seriam dois componentes independentes da psique humana e que a emoção levaria a um comprometimento das ações racionais.Quando Descartes postula uma diferença essencial entre corpo (res extensa) e mente (res cogitans) estabelece uma dicotomia entre corpo e mente onde a razão seria atributo exclusivo da mente e as emoções/instintos como oriundos do corpo e uma hierarquia onde as funções mentais superiores ( pensamento lógico , moral , etc...) seriam superiores às emoções/instintos.
O que os estudos em neurofisiologia mostram , a partir de casos clínicos . é que as emoções são parte inseparável do processo decisório racional: quando o indivíduo tem prejudicado ou perdido sua capacidade de sentir emoções ( por lesões cerebrais , p.ex) , embora seu pensamento lógico e capacidade de raciocínio abstrato se mantenham , sua capacidade de tomar decisões é prejudicada e ele frequentemente passa agir e se comportar de forma inadequada.
Se não queres que riam de teus argumentos , porque usas argumentos risíveis ?

A liberdade só para os que apóiam o governo,só para os membros de um partido (por mais numeroso que este seja) não é liberdade em absoluto.A liberdade é sempre e exclusivamente liberdade para quem pensa de maneira diferente. - Rosa Luxemburgo

Conheça a seção em português do Marxists Internet Archive

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Enteógenos
« Resposta #114 Online: 23 de Novembro de 2008, 23:35:26 »
e assim o óbvio volta a vigorar

Eu realmente me pergunto como alguém poderia acreditar nessa dicotomia entre corpo e mente, razão e emoção, como sendo estruturas distintas em nosso cérebro e ainda lutando pela supremacia.

Razão e emoção são apenas nomes, uma classificação arbitrária para um modo de interpretar determinado fenômeno. Cada  vez mais me surpreende a confusão em que podemos nos colocar
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline FxF

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.720
  • Sexo: Masculino
  • Yohohoho!
Re: Enteógenos
« Resposta #115 Online: 24 de Novembro de 2008, 00:21:13 »
Durante um bom tempo considerou-se que a razão e a emoção seriam dois componentes independentes da psique humana e que a emoção levaria a um comprometimento das ações racionais.Quando Descartes postula uma diferença essencial entre corpo (res extensa) e mente (res cogitans) estabelece uma dicotomia entre corpo e mente onde a razão seria atributo exclusivo da mente e as emoções/instintos como oriundos do corpo e uma hierarquia onde as funções mentais superiores ( pensamento lógico , moral , etc...) seriam superiores às emoções/instintos.
O que os estudos em neurofisiologia mostram , a partir de casos clínicos . é que as emoções são parte inseparável do processo decisório racional: quando o indivíduo tem prejudicado ou perdido sua capacidade de sentir emoções ( por lesões cerebrais , p.ex) , embora seu pensamento lógico e capacidade de raciocínio abstrato se mantenham , sua capacidade de tomar decisões é prejudicada e ele frequentemente passa agir e se comportar de forma inadequada.
Então eu entendi o que você falou, você que não entendeu o que eu falei...

Offline cavecanem

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 144
  • Sexo: Masculino
  • festina lente
Re: Enteógenos
« Resposta #116 Online: 03 de Junho de 2012, 07:46:24 »
Agora, só por curiosidade... Quais as  substâncias contidas na tal da Ayahuasca ?
O principio ativo é o DMT.


E...

Aspectos botânicos, químicos e farmacológicos da Ayahuasca
Características botânicas e químicas das plantas utilizadas na preparação do chá
O cipó Banisteriopsis caapi é da família Malpighiaceae, nativa da Amazônia e dos Andes. Possui em sua composição alcalóides b-carbolinas inibidoras da MAO, sendo que os de maior concentração são: harmina, harmalina, tetra-hidro-harmalina. A concentração desses alcalóides varia de 0,05% a 1,95% (McKenna et al., 1998).
A Psycotria viridis, planta da família Rubiaceae, possui em sua composição o alcalóide derivado indólico N, N-dimetiltriptamina (DMT) em concentração de 0,1% a 0,66% que age sobre os receptores da serotonina (McKenna et al., 1998).


Sem esquecer...

Os principais efeitos da Ayahuasca

Os efeitos subjetivos são visão de imagens com os olhos fechados, delírios parecidos com sonhos e sensação de vigilância e estimulação. É comum ocorrer hipertensão, palpitação, taquicardia, tremores, midríase, euforia e excitação agressiva (Cazenave, 2000). Náuseas, vômitos e diarréia são comuns e podem estar associadas à ação no receptor 5-HT2.

Certas b-carbolinas foram identificadas como causadoras de efeitos co-mutagênicos2 e o mecanismo parece estar associado à interação destas substâncias com os ácidos nucléicos (McKenna et al., 1998). Essas substâncias, por serem inibidoras da MAO, podem causar a denominada síndrome serotoninérgica (Katzung, 1998), que é uma das patologias mais graves ocasionadas pelo excesso de serotonina (McKenna et al., 1998).

E mais ainda...

A ação alucinógena conhecida como "miração" é uma manifestação específica e freqüente, caracterizada por visões de animais, "seres da floresta", divindades, demônios, sensação de voar, substituição do corpo pelo de outro ser (homem ou animal), dentre muitas outras, de acordo com a experiência individual (Cazenave, 2000). A Ayahuasca pode promover ilusões visuais, auditivas, olfativas e dos demais sentidos (Labigaline, 1998). Os chamados "estados alterados de consciência" provocados pelo chá podem ser considerados como alterações da percepção, cognição, volição e afetividade (Labigaline, 1998)....
...A maioria dos alucinógenos que atuam sobre o receptor 5-HT leva ao fenômeno de tolerância, que se caracteriza pela necessidade de doses cada vez maiores para se conseguir os mesmos efeitos ou da diminuição do efeito inicial, quando a mesma dose é utilizada (Labigaline, 1998). O DMT mostrou-se uma exceção em estudo feito 1997, onde foi demonstrado que essa substância, em uso isolado, não levou ao desenvolvimento de tolerância crescente após doses subseqüentes (Labigaline, 1998)...
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832005000600001


MUUIIITA BOA SORTE!!!!

Engraçado o fato dessa citação sublinhada pelo forista – de forma bastante conveniente para o que ele pretendia argumentar, por sinal – ter passado (talvez) despercebida. Reparem que a seqüência da citação nega justamente um dos efeitos negativos que ele pretendia imputar à DMT, qual seja, de causar tolerância ao usuário. Nesse ponto, a ayahuasca se sai melhor do que um cafezinho, por exemplo.

EDIT: correções ortográficas pós-efeitos enteógenos
« Última modificação: 03 de Junho de 2012, 07:55:45 por cavecanem »
"Por necessidade de recolhimento, livrei-me de Deus, desembaracei-me do último chato." Cioran


Offline Luiz F.

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.670
  • Sexo: Masculino
Re:Enteógenos
« Resposta #118 Online: 03 de Junho de 2012, 16:09:37 »
Taí uma coisa que eu não entendo, O que tem de tão especial e misterioso em ter alucinações?
"Você realmente não entende algo se não consegue explicá-lo para sua avó."
Albert Einstein

Offline nikita

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 270
  • Sexo: Feminino
Re:Enteógenos
« Resposta #119 Online: 03 de Junho de 2012, 19:45:53 »
Pelo que o doidão falou, uma dose desse enteógeno valem 3 anos de psicoterapia. Eu, hein?

Offline Titoff

  • Nível 23
  • *
  • Mensagens: 965
  • Sexo: Masculino
Re:Enteógenos
« Resposta #120 Online: 04 de Junho de 2012, 07:55:10 »
Resumidamente, é ver o que você tem "escondido" dentro da cachola.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Enteógenos
« Resposta #121 Online: 04 de Junho de 2012, 17:23:40 »
Taí uma coisa que eu não entendo, O que tem de tão especial e misterioso em ter alucinações?

Os místicos acham que não são "alucinações", mas que estão "abrindo as portas da percepção" e enxergando a verdadeira realidade, coisas do tipo.

Teve um caso aqui onde aparentemente alguém teve um surto com uma combinação medicamentosa e acabou se matando, antes disso postando uma série de mensagens sem sentido (típico papo de bêbado), e um ou outro forista tentou encontrar significados  "profundos" nessas mensagens. Acho que isso só acontece porque 1 - a droga responsável não foi álcool, e 2 - background místico dos envolvidos.

Offline Wowbagger, o Infinitamente Prolongado

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.832
Re:Enteógenos
« Resposta #122 Online: 04 de Junho de 2012, 17:36:02 »
Eu sempre tive medo e por isso nunca tomei.

Mas tenho uma curiosidade enorme para saber como é.

Estudos acadêmicos com enteógenos, no mínimo, proporcionam uma melhor compreensão da fisiologia cerebral.

A questão é: Porque não estudá-los?

O dia que eu parar de ser cuzão eu meto um daime para dentro.

Offline Luiz F.

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.670
  • Sexo: Masculino
Re:Enteógenos
« Resposta #123 Online: 04 de Junho de 2012, 17:42:54 »
Resumidamente, é ver o que você tem "escondido" dentro da cachola.

E o que alguém pode ter "escondido" na cachola?
"Você realmente não entende algo se não consegue explicá-lo para sua avó."
Albert Einstein

Offline Luiz F.

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.670
  • Sexo: Masculino
Re:Enteógenos
« Resposta #124 Online: 04 de Junho de 2012, 18:13:31 »
Taí uma coisa que eu não entendo, O que tem de tão especial e misterioso em ter alucinações?

Os místicos acham que não são "alucinações", mas que estão "abrindo as portas da percepção" e enxergando a verdadeira realidade, coisas do tipo.

É, eu já tinha ouvido isso, mas não faz o menor sentido.
"Você realmente não entende algo se não consegue explicá-lo para sua avó."
Albert Einstein

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!