Autor Tópico: Enteógenos  (Lida 12666 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Mauricio Rubio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.019
  • Sexo: Masculino
  • Beyond Good and Evil
Re: Enteógenos
« Resposta #50 Online: 20 de Novembro de 2008, 22:06:56 »
"Para quem a agitação não existe,
e para quem ser/existir e não ser/existir
    estão superados,
ele é alguém – que está além do medo,
        feliz,
       sem angústia,
a quem os devas não podem ver"

Buda Sakyamuni

Offline Mauricio Rubio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.019
  • Sexo: Masculino
  • Beyond Good and Evil
Re: Enteógenos
« Resposta #51 Online: 20 de Novembro de 2008, 22:21:00 »
Outros efeitos interessantes que essa experiências costumam provocar são a perda de auto-importância, o respeito a admiração por outros seres ( ate os mais "insignificantes" ), a compaixão e compreensão por outros seres humanos, a atenuação do desejo de vir-a-ser, ou de sentir a necessidade de ter alguma coisa para se sentir realizado, pode-se experimentar o amor impessoal pela própria vida como um todo.

Enfim, nos torna pessoas mais conscientes de nós mesmos e de nossas relações com o mundo, coisas insignificantes né?
"Para quem a agitação não existe,
e para quem ser/existir e não ser/existir
    estão superados,
ele é alguém – que está além do medo,
        feliz,
       sem angústia,
a quem os devas não podem ver"

Buda Sakyamuni

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.679
  • Love it or Hate it
Re: Enteógenos
« Resposta #52 Online: 20 de Novembro de 2008, 22:29:30 »
Já virou apologia...

Offline Mauricio Rubio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.019
  • Sexo: Masculino
  • Beyond Good and Evil
Re: Enteógenos
« Resposta #53 Online: 20 de Novembro de 2008, 22:38:50 »
Essas são consequencias esperadas quando existe auto-conhecimento verdadeiro, usar ou não ayahuasca é só um detalhe, a verdade está no dia a dia de cada um. Mas como você é um cara que "não acredita em auto-conhecimento", isso deve soar como "bullshit"

Abraços
"Para quem a agitação não existe,
e para quem ser/existir e não ser/existir
    estão superados,
ele é alguém – que está além do medo,
        feliz,
       sem angústia,
a quem os devas não podem ver"

Buda Sakyamuni

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.679
  • Love it or Hate it
Re: Enteógenos
« Resposta #54 Online: 20 de Novembro de 2008, 22:40:54 »
Essas são consequencias esperadas quando existe auto-conhecimento verdadeiro, usar ou não ayahuasca é só um detalhe, a verdade está no dia a dia de cada um. Mas como você é um cara que "não acredita em auto-conhecimento", isso deve soar como "bullshit"

Abraços

Exatamente.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Enteógenos
« Resposta #55 Online: 20 de Novembro de 2008, 22:42:47 »
Giga, meu primeiro post neste tópico foi exatamente isso... Bullshit.

O cara fica doido, acha estranho que a doideira dele o faça sentir coisas que ele já acredita, e sai repetindo baboseiras.

Se fosse o Morbius, ele veria ETs e acharia interessante também.

Não tenho nada contra alguém usar isso. Tenho algo contra achar que isso é auto-conhecimento.


“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline JUS EST ARS

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.128
  • Sexo: Masculino
Re: Enteógenos
« Resposta #56 Online: 20 de Novembro de 2008, 23:07:05 »


Isso, vamos todos usar drogas, ter viagens psicodélicas e crer que a verdade é aquilo lá.

Maurício, tem nego aqui que acredita em ET, Javé, espíritos, e até que centauros são seres do futuro, que voltaram ao passado e se revelaram aos egípcios.

Mas crer que a verdade está em viagens psicodélicas causadas por drogas é a coisa mais nonsense que já vi aqui. Principalmente por ser algo certamente lesivo a você mesmo, e potencialmente lesivo a quem estiver perto de você.

O Zibs entrou numa de misturar drogas e se matou. Cuidado, véio.



Offline Mauricio Rubio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.019
  • Sexo: Masculino
  • Beyond Good and Evil
Re: Enteógenos
« Resposta #57 Online: 21 de Novembro de 2008, 10:02:32 »
Então, fica mais dificil discutir com pessoas que distorcem aquilo que vc está falando. Eu nunca falei que temos que usar drogas e ter viagens psicodelicas e que "a verdade está lá". O que eu disse é que certas drogas psicoativas, como LSD, Psilocibina ou mesmo o DMT tem propriedades de alteração dos padrões de funcionamento mentais.

Entenda, nós vivemos em um certo padrão que funciona dentro de certos limites, conforme ficamos mais velhos esses padrões se tornam mais fixos e passamos a agir sempre conforme nossos padrões adquiridos no passado, nunca é uma ação verdadeira, mas sempre uma reação. Assim sendo, a mente consciente tem acesso somente a uma pequena parte dessa vastidão de experiências acumuladas visto que a mente tem a tendencia natural de reprimir situações traumaticas em prol da sobrevivencia. Mas todas essas situações, mesmo as reprimidas, ditam como agimos, ditam nossos pensamentos e ditam nossas as nossas reações em face as experiencias no mundo externo.

É óbvio que o mundo de hoje se tornou mecânico, todos nós temos que trabalhar, agir de acordo com certo padrão social, e toda essa história que vocês já conhecem. Com a observação de nós mesmos, começamos a estar atentos a todo esse condicionamento que existe em nós, e também aos nossos medos, anseios, apegos e aversões pelas coisas. Repare que nós nunca paramos de pensar, nunca paramos de julgar as coisas como certas ou erradas, como bonitas ou feias, como isso ou como aquilo. Nossa existência está fundamentada na dualidade do eu/outro e assim sucessivamente.

O que as "drogas" como a ayahuasca causam é um descortinamento desse padrão mental para que você consiga observar a si mesmo de uma perspectiva diferente. Quando analisamos o pensamento com o pensamento estamos só gerando mais reações e gerando mais conflito, mas quando existe apenas a observação pura, não há reação.

Na minha opnião são essas coisas que são importantes, a ayahuasca não vai iluminar ninguem, ser iluminado é se libertar do apego ao ego e consequentemente é se libertar da cadeia de ações e reações que moldam nossa mente a todo o tempo. Porém como ninguem hoje em dia sequer sabe o que realmente significa meditar, ou olhar para dentro de si mesmo sem reagir, essas substâncias podem ser de grande valia, visto que como eu já relatei, existe uma sabedoria imensa nessa planta sagrada que ensina sem dizer nada.

Outro ponto interessante do DMT especificamente é que de fato essa substância é importantissima para o funcionamento cerebral, e por incrivel que pareça a glandula que é responsavel pela sua produção é a Pineal que está localizada exatamente no centro do cerebro fazendo a ligação entre os dois lados. Existe muita documentação cientifica a respeito do DMT, eu já postei algumas coisas aqui, e acredito que o verdadeiro cético é aquele que procura saber mais a respeito das coisas e não analisa superficialmente e classifica de acordo com o próprio condicionamento limitado.

Se vocês não se interessam por "drogas", deveriam se interessar ao menos por compreender o que é a meditação, mas acho dificil que a maioria aqui se interesse ao menos por isso com verdadeira dedicação. Imagine que de fato essa experiência ocorra na mente humana no momento da morte, não faltam por ai relatos de experiência de quase morte onde o individuo costuma ter experiências que se parecem muito com as estimuladas por substâncias enteógenas. Em face do desconhecido a grande maioria das pessoas não conseguiria aproveitar o momento porque poderiam ficar perdidas, assustadas ou aflitas, ou mesmo nem estar conscientes desse processo acontecendo.

As pessoas passam a vida inteira sem nunca olhar de fato para dentro de si, e na verdade essa é uma das únicas coisas que verdadeiramente importam, o resto é somente ilusão. Podem ganhar rios de dinheiro, carros, mulheres, ter muito conhecimento teórico, casar, ter filhos e etc. Mas verdadeiramente tudo isso se dissipa no momento da morte.

Acho que a grande lição que aprendi com minhas experiências foi que a vida também deve ser uma preparação para a morte. Mas as pessoas não gostam da morte, elas não gostar de pensar que vão morrer, tem aversão à morte. Mas há um grande beneficio em se contemplar a impermanencia e a morte em si =)

Todas essas coisas não estão necessariamente atreladas a nenhuma substância externa, o problema é que as pessoas costumam estar tão cegas que precisam de alguma coisa que abra os olhos delas de maneira drástica pra ver se elas acordam. Infelizmente a grande maioria prefere continuar dormindo.

Abraços.
« Última modificação: 21 de Novembro de 2008, 10:21:22 por Mauricio Rubio »
"Para quem a agitação não existe,
e para quem ser/existir e não ser/existir
    estão superados,
ele é alguém – que está além do medo,
        feliz,
       sem angústia,
a quem os devas não podem ver"

Buda Sakyamuni

Offline FxF

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.720
  • Sexo: Masculino
  • Yohohoho!
Re: Enteógenos
« Resposta #58 Online: 21 de Novembro de 2008, 10:32:44 »
Outros efeitos interessantes que essa experiências costumam provocar são a perda de auto-importância, o respeito a admiração por outros seres ( ate os mais "insignificantes" ), a compaixão e compreensão por outros seres humanos, a atenuação do desejo de vir-a-ser, ou de sentir a necessidade de ter alguma coisa para se sentir realizado, pode-se experimentar o amor impessoal pela própria vida como um todo.

Enfim, nos torna pessoas mais conscientes de nós mesmos e de nossas relações com o mundo, coisas insignificantes né?
Hippies eram uns parasitas que viviam de assistência do governo e ainda eram hipócritas que ficavam reclamando da sociedade...

Além do mais, os hippies deixaram essa impressão de "viver em igualdade na natureza" porque eram revoltados com tudo na sociedade. O ar de revolucionário dá uma idéia de estar acima de seu tempo e muita emoção...
Citar
É óbvio que o mundo de hoje se tornou mecânico, todos nós temos que trabalhar, agir de acordo com certo padrão social, e toda essa história que vocês já conhecem.
Você se sentiria ofendido se eu chamasse isso de cinismo? Porque ficar atrás de um computador criticando o capitalismo é um tanto conveniente...
Citar
Com a observação de nós mesmos, começamos a estar atentos a todo esse condicionamento que existe em nós, e também aos nossos medos, anseios, apegos e aversões pelas coisas. Repare que nós nunca paramos de pensar, nunca paramos de julgar as coisas como certas ou erradas, como bonitas ou feias, como isso ou como aquilo. Nossa existência está fundamentada na dualidade do eu/outro e assim sucessivamente.
Estamos fadados a seguir instintos. Julgar bonito ou feio é uma maneira de selecionar bons genes para a geração seguinte.
Citar
O que as "drogas" como a ayahuasca causam é um descortinamento desse padrão mental para que você consiga observar a si mesmo de uma perspectiva diferente. Quando analisamos o pensamento com o pensamento estamos só gerando mais reações e gerando mais conflito, mas quando existe apenas a observação pura, não há reação.
É porque você fica com euforia causada por dopamina ou endorfina, esses são os "hormônios da felicidade" que, diferente do que você diz, na verdade dificultam o raciocínio em coisas alheias.

Se você vai considerar coisas como havendo uma iluminação que permite um conhecimento irrefutável, talvez você interprete que alguém que não consegue raciocinar (por estar dopado) seja porque seu raciocínio está "completo".
Mas para mim "iluminação" e "conhecimento verdadeiro" é só uma falácia de apelo a um dogma, e eu digo que não existe verdade absoluta!
Citar
Se vocês não se interessam por "drogas", deveriam se interessar ao menos por compreender o que é a meditação, mas acho dificil que a maioria aqui se interesse ao menos por isso com verdadeira dedicação. Imagine que de fato essa experiência ocorra na mente humana no momento da morte, não faltam por ai relatos de experiência de quase morte onde o individuo costuma ter experiências que se parecem muito com as estimuladas por substâncias enteógenas.
E como você mesmo citou meditação, essa é também uma medida prazerosa de relaxamento.
Da mesma forma que o álcool levava os usuários à Deus na antiguidade, em muitas culturas o prazer da meditação tinha explicações religiosas.
Citar
Se vocês não se interessam por "drogas", deveriam se interessar ao menos por compreender o que é a meditação, mas acho dificil que a maioria aqui se interesse ao menos por isso com verdadeira dedicação. Imagine que de fato essa experiência ocorra na mente humana no momento da morte, não faltam por ai relatos de experiência de quase morte onde o individuo costuma ter experiências que se parecem muito com as estimuladas por substâncias enteógenas.
É a liberação de "ketamina" (se não erro o nome) que é liberada no organismo em situações de falta de ar. Dá uma sensação de estar flutuando e visão de 360º, podendo ser introduzida em pessoas conscientes.
Citar
As pessoas passam a vida inteira sem nunca olhar de fato para dentro de si, e na verdade essa é uma das únicas coisas que verdadeiramente importam, o resto é somente ilusão. Podem ganhar rios de dinheiro, carros, mulheres, ter muito conhecimento teórico, casar, ter filhos e etc. Mas verdadeiramente tudo isso se dissipa no momento da morte =)
Gosto é gosto e não se discute.
Alguns dizem que drogas podem ser melhor que orgasmos, outros dizem que não há nada melhor que o sexo...
Citar
Acho que a grande lição que aprendi com minhas experiências foi que a vida também deve ser uma preparação para a morte. Mas as pessoas não gostam da morte, elas não gostar de pensar que vão morrer, tem aversão da morte. Mas há um grande beneficio em se contemplar a impermanencia e a morte em si =)
A morte existe porque ela é necessária para a evolução darwiniana. Mas isso não é algo para ser contemplado, é algo que somente está aí...
Citar
Todas essas coisas não estão necessariamente atreladas a nenhuma substância externa, o problema é que as pessoas costumam estar tão cegas que precisam de alguma coisa que abra os olhos delas de maneira drástica pra ver se elas acordam. Infelizmente a grande maioria prefere continuar dormindo.
Cara, você curte mesmo substâncias químicas, heim? Você vai acabar fundando uma seita baseada nisso...
« Última modificação: 21 de Novembro de 2008, 10:34:48 por Ilovefoxes »

Offline Mauricio Rubio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.019
  • Sexo: Masculino
  • Beyond Good and Evil
Re: Enteógenos
« Resposta #59 Online: 21 de Novembro de 2008, 10:40:42 »
Foxes porque analisar as coisas tão superficialmente? É facil falar que as drogas são isso, que a "evolução darwiniana" é aquilo, que os hippies eram assim, e que a meditação é assado. Que julgamento empobrecido você faz das coisas, é por isso que esse tipo de discussão não vai pra frente aqui e em outros lugares. Todos estão sempre cheios de conceitos e de idéias preconcebidas que não conseguem analisar uma coisa em profundidade.

Ao invés vocês simplesmente "refutarem" o que eu estou falando, eu proponho que absorvam a discussão e coloquem idéias novas em debate e não fiquem repetindo as mesmas ladainhas que eu já conheço a anos.
"Para quem a agitação não existe,
e para quem ser/existir e não ser/existir
    estão superados,
ele é alguém – que está além do medo,
        feliz,
       sem angústia,
a quem os devas não podem ver"

Buda Sakyamuni

Offline FxF

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.720
  • Sexo: Masculino
  • Yohohoho!
Re: Enteógenos
« Resposta #60 Online: 21 de Novembro de 2008, 10:50:24 »
Qual o problema você tem com a definição e origem das coisas? Você que está sendo "superifcial" fazendo poesia e romance em tudo e não analisando "profundamente".

Offline Mauricio Rubio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.019
  • Sexo: Masculino
  • Beyond Good and Evil
Re: Enteógenos
« Resposta #61 Online: 21 de Novembro de 2008, 11:03:07 »
O problema é que todas as analises que você fez para me "refutar" foram superficiais, indo desde os hippies até as "substâncias quimicas". Com isso você não se permitiu realmente explorar o problema que estamos tratando. Além de tratar de substâncias enteógenas esse tópico também esta tratando da situação humana, de sua relação com o mundo, dos nossos conflitos e sofrimentos internos, de nossas ilusões e desilusões.

Falar que os hippies eram vagabundos, ou que eu sou cinico é facil. Mas você não conheceu realmente os hippies, você não conversou com eles, você mal sabe o que eles propunham, você provavelmente não sabe quase nada a respeito de drogas psicoativas, mal sabe alguma coisa sobre o que é realmente meditar. E mesmo dizendo que não cre em verdades absolutas ou dogmas está sendo completamente dogmático em suas opniões e talvez sequer perceba isso.

É uma pena que a internet embora dê a possibilidade de conversarmos mesmo estão longe um do outro, ela não nos permita conhecer realmente as pessoas como elas são. Eu gostaria de saber o que cada um aqui faz, como vocês são, discutir sobre a vida, sobre nossos problemas e felicidades. O problema é ficar nessa discussãozinha inutil que não leva a lugar nenhum, de um lado um falando sobre um modo diferente de explorar as dimensões da mente, e do outro as pessoas "refutando" tudo o que ele fala dizendo que se trata de "bullshit" e continuando a viver na própria mediocridade sem nem refletir a cerca da discussão como um todo.

Mas se é assim que vocês gostam de fazer, paciencia, é uma pena.
"Para quem a agitação não existe,
e para quem ser/existir e não ser/existir
    estão superados,
ele é alguém – que está além do medo,
        feliz,
       sem angústia,
a quem os devas não podem ver"

Buda Sakyamuni

Offline Andre

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.072
  • Sexo: Masculino
    • Aletéia
Re: Enteógenos
« Resposta #62 Online: 21 de Novembro de 2008, 11:18:30 »
Em que enteógenos mudaram sua vida? Não me venha com “agora eu sou uma pessoa melhor”, essa é uma resposta muito vaga. Quero exemplos práticos de mudanças.

Além disso, você compara o uso de enteógenos com sonhar. Em que sonhar me ajuda a entender alguma coisa? Sonhos são... sonhos. O que acontece neles não interfere na sua vida, você sabe que são experiências irreais trazidas por um estado alterado de consciência. Que diferença faz se essa alteração foi causada por sono, falta de oxigenação ou uso de drogas?
Se Jesus era judeu, então por que ele tinha um nome porto-riquenho?

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.679
  • Love it or Hate it
Re: Enteógenos
« Resposta #63 Online: 21 de Novembro de 2008, 11:35:18 »
Maurício, você também não acrescentou nada à discussão. O que vimos até agora foi uma apologia ao consumo de enteógenos como atalho para um satori instântaneo. Fica até parecendo que você busca "fisgar" simpatizantes de seu pensamento e experiências para justificar o envolvimento com substâncias psicoativas.

As certezas que você obteve a partir de suas experiências são ilusórias e decorrentes do efeito da droga e o fato de você continuar achando-as convidativas é um importante sinal de alerta para que você procure a ajuda de um médico especialista no assunto. A sua indiscutível inteligência pode armar armadilhas muito convicentes, baseadas em justificativas intelectuais bem articuladas, favorecendo um processo de auto-engano. Pessoas nessa situação acabam com uma certeza de que não são compreendidas (note que você tem evidenciado isso nos seus posts) e mergulham de vez num processo de auto-destruição.

Abobrinha por abobrinha, ainda acho a meditação "careta" mais saudável.

Offline Lordakner

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.581
  • Sexo: Masculino
  • Disculpen las molestias, esto es una revolución.
Re: Enteógenos
« Resposta #64 Online: 21 de Novembro de 2008, 11:47:03 »
O problema é ficar nessa discussãozinha inutil que não leva a lugar nenhum, de um lado um falando sobre um modo diferente de explorar as dimensões da mente, e do outro as pessoas "refutando" tudo o que ele fala dizendo que se trata de "bullshit" e continuando a viver na própria mediocridade sem nem refletir a cerca da discussão como um todo.

Mas se é assim que vocês gostam de fazer, paciencia, é uma pena.

   Tirando o preconceito da frase, gostaria de afirmar que nada que já tenha conhecido é mais instigante e encantador do que a realidade! A Ciência por si só é uma "viagem"! :) :ok:
“Ante a imagem de Augusto César Sandino e Ernesto Che Guevara, ante a recordação dos heróis e mártires da Nicarágua, da América Latina e de toda a humanidade, ante a história, coloco minha mão sobre a bandeira vermelha e negra, o que significa Pátria Livre ou Morrer."

Offline JUS EST ARS

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.128
  • Sexo: Masculino
Re: Enteógenos
« Resposta #65 Online: 21 de Novembro de 2008, 11:51:46 »


Exatamente. Quando você medita e/ou filosofa e/ou estuda, tem certeza de que suas conclusões foram baseadas em seu estado racional normal.

Quando você tomas essas drogas psicotrópicas alucinógenas, você automaticamente abandona a lógica e a razão, e pode assim muito bem concluir que consegue voar e se atirar da janela, por exemplo.



Offline Mauricio Rubio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.019
  • Sexo: Masculino
  • Beyond Good and Evil
Re: Enteógenos
« Resposta #66 Online: 21 de Novembro de 2008, 11:53:47 »
André, as mudanças são sempre muito sutis e dizem respeito principalmente aos seus próprios conflitos, eu não vou me estender muito mais em relação a isso, mas não é o consumo de enteógenos que ilumina ninguem, como eu havia falado anteriormente, é todo um processo de observação e contemplação de si e do mundo, assim como a relação existente entre os dois, que é de natureza conflitiva. O assunto principal deveria ser sobre enteógenos, mas podemos mudar o foco da discussão se lhes parecer adequado.

Sonhos são sonhos, mas sonhos podem dizer muito sobre você, a maioria dos sonhos nada mais é do que a continuação do processo mental durante a noite. Da mesma maneira que é importante a atenção sobre esse processo durante o dia, a noite seria adequado contempla-lo também. O foco da discussão poderia ser então a atenção que temos sobre nós mesmos.

Não é verdade que na maior parte do tempo estamos distraídos? Seja com o trabalho, com a namorada, com a televisão, o computador ou qualquer outra coisa e dificilmente prestamos atenção a maneira como reagimos diante das situações? Uma das coisas que aprendi de "concreto" foi que a atenção plena é uma fonte de grande sabedoria e felicidade, porque permite que nós observemos todos os nossos erros no exato instante em que eles se manifestam.

Por exemplo, tendemos a ficar com raiva, agir como loucos e depois que a raiva passar pensamos "Fiquei com raiva, agi mal, se não tivesse ficado com raiva talvez resolvesse meus problemas de forma mais adequada" e então depois de alguns dias uma outra situação te tira do controle e você novamente é tomado pela raiva.

Com a atenção plena eu penso que seja diferente, porque durante todos os instantes estamos conscientes de todo o nosso processo mental, monitorando a direção que ele está tomando, quando a raiva começa a se manifestar nós estamos atentos e percebemos "essa é a raiva se manifestando" e assim começamos a ter mais consciencia sobre todo o processo que nos faz agir dessa ou daquela maneira. E isso vale para todas as situações em que possamos nos encontrar, indo desde a mais sutil das sensações, até o mais grosseiro dos pensamentos, estamos sempre atentos a nós mesmos.

Agora eu pergunto se esse é o caso da maioria das pessoas? Pelo que me parece a atenção é muito pouco desenvolvida e bastante desprezada por sinal. Preferimos nos divertir e ficar destraidos do que estarmos focados em nosso interior não é verdade? Eu não estou propondo também uma mudança drástica de atitude de uma hora pra outra e abandonar todos os prazeres do mundo. Mas esse é um processo de investigação, uma investigação das nossas relações com o mundo mediante a observação pura. Isso não parece importante para vocês? Não lhes parece que isso é uma grande fonte de sabedoria e que esse tipo de conhecimento pode nos transformar integralmente?

Eu concordo com a você de que seria bem melhor só a meditação "careta", mas cada caso é um caso, e eu estou falando um pouco sobre as minhas perspectivas em relação a esses assuntos, eu pratico meditação quase diariamente a anos e só utilizei enteógenos 3 vezes. Eu gostaria realmente de encontrar pessoas sabias que meditassem "caretas" e que pudessem conversar sobre esse tipo de assunto e que tivessem muito a ensinar para as outras. Mas eu não vejo isso, só o que eu vejo é o egoismo e o conflito em todas as relações humanas, isso pode ser visto por qualquer pessoa com uma sensibilidade um pouco maior em relações aos outros, quanto sofrimento há nesse mundo. Mas as pessoas estão preocupadas em quanto vão ganhar e como vão gastar, ou estão discutir sobre a novela ou o jogo do corintians, é triste.
« Última modificação: 21 de Novembro de 2008, 12:01:25 por Mauricio Rubio »
"Para quem a agitação não existe,
e para quem ser/existir e não ser/existir
    estão superados,
ele é alguém – que está além do medo,
        feliz,
       sem angústia,
a quem os devas não podem ver"

Buda Sakyamuni

Offline JUS EST ARS

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.128
  • Sexo: Masculino
Re: Enteógenos
« Resposta #67 Online: 21 de Novembro de 2008, 11:56:55 »


Que papo doido.





Offline Lordakner

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.581
  • Sexo: Masculino
  • Disculpen las molestias, esto es una revolución.
Re: Enteógenos
« Resposta #68 Online: 21 de Novembro de 2008, 12:01:06 »
Com a atenção plena eu penso que seja diferente, porque durante todos os instantes estamos conscientes de todo o nosso processo mental, monitorando a direção que ele está tomando, quando a raiva começa a se manifestar nós estamos atentos e percebemos "essa é a raiva se manifestando" e assim começamos a ter mais consciencia sobre todo o processo que nos faz agir dessa ou daquela maneira.

   Desista antes de perder muito tempo.

A psicanálise considerou todo o mental como sendo, inicialmente, inconsciente; a qualidade ulterior de "consciência" podia tanto estar presente como ausente. Isto certamente provocou uma rejeição dos filósofos, para quem "consciência" e "mental" eram idênticos. Eles protestaram, pois não podiam conceber um absurdo como o "inconsciente mental". Isto, todavia, de nada adiantou; a idiossincrasia dos filósofos acabou sendo deixada de lado. A experiência da freqüência e da força dos impulsos (alcançada a partir do material patológico, do qual os filósofos eram ignorantes), dos quais diretamente nada se sabia, e cuja existência teve que ser inferida como se infere um fato no mundo exterior, não deixou margem à dúvida. Poder-se-ia salientar, incidentalmente, que isto era apenas tratar a própria vida mental como sempre se havia tratado a de outra pessoa. Não se hesitou em atribuir processos mentais à outra pessoa, mesmo que não se tivesse nenhuma consciência imediata deles e se pudesse apenas inferi-los das palavras e ações dela. Contudo, o que se sustentou ser bom para outra pessoa deve ser aplicável a si próprio. Qualquer um que tenha insistido que os seus próprios processos ocultos realmente pertenciam a uma segunda consciência defrontou-se com o conceito de uma consciência de algo do qual nada se sabia, de uma "consciência inconsciente" - e isto dificilmente seria preferível à suposição de um "inconsciente mental". ... A questão ulterior quanto à natureza última deste inconsciente não é mais sensata ou proveitosa do que a mais antiga sobre a natureza do consciente".
(1925d [1924], XX, 31-2)

Grande parcela de seus atos são governados pelo seu inconsciente, quer voce goste disso ou não!

“Ante a imagem de Augusto César Sandino e Ernesto Che Guevara, ante a recordação dos heróis e mártires da Nicarágua, da América Latina e de toda a humanidade, ante a história, coloco minha mão sobre a bandeira vermelha e negra, o que significa Pátria Livre ou Morrer."

Offline Mauricio Rubio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.019
  • Sexo: Masculino
  • Beyond Good and Evil
Re: Enteógenos
« Resposta #69 Online: 21 de Novembro de 2008, 12:03:09 »

  Grande parcela de seus atos são governados pelo seu inconsciente, quer voce goste disso ou não!


E é disso que se trata a utilização de enteógenos e a meditação, você não conseguem perceber a relação? O que a psicanálise falou ou deixou de falar é o de menos, isso pode ser observado sem nenhuma teoria cientifica. Que nossos atos são governados pelo inconsciente é óbvio, e é disso que eu estou falando até agora, mas está meio dificil me fazer entender ...
"Para quem a agitação não existe,
e para quem ser/existir e não ser/existir
    estão superados,
ele é alguém – que está além do medo,
        feliz,
       sem angústia,
a quem os devas não podem ver"

Buda Sakyamuni

Offline JUS EST ARS

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.128
  • Sexo: Masculino
Re: Enteógenos
« Resposta #70 Online: 21 de Novembro de 2008, 12:04:15 »


Maurício, sinceramente, se você não colocar um exemplo prático da utilidade de psicotrópicos em sua vida, só poderei concluir que o que você acha bom é ficar doidão mesmo.



Offline Lordakner

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.581
  • Sexo: Masculino
  • Disculpen las molestias, esto es una revolución.
Re: Enteógenos
« Resposta #71 Online: 21 de Novembro de 2008, 12:07:12 »

  Grande parcela de seus atos são governados pelo seu inconsciente, quer voce goste disso ou não!


E é disso que se trata a utilização de enteógenos e a meditação, você não conseguem perceber a relação? O que a psicanálise falou ou deixou de falar é o de menos, isso pode ser observado sem nenhuma teoria cientifica. Que nossos atos são governados pelo inconsciente é óbvio, e é disso que eu estou falando até agora, mas está meio dificil me fazer entender ...


  E voce não vai encontrar a chave do auto-conhecimento alterando ou buscando alterar seus estados de consciência. Mais provavelmente poderá conseguir surtos psicóticos, depressivos  e paranóicos.
Mas de qualquer forma... boa sorte!
« Última modificação: 21 de Novembro de 2008, 12:09:57 por Lordakner »
“Ante a imagem de Augusto César Sandino e Ernesto Che Guevara, ante a recordação dos heróis e mártires da Nicarágua, da América Latina e de toda a humanidade, ante a história, coloco minha mão sobre a bandeira vermelha e negra, o que significa Pátria Livre ou Morrer."

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Enteógenos
« Resposta #72 Online: 21 de Novembro de 2008, 12:08:08 »
Então, fica mais dificil discutir com pessoas que distorcem aquilo que vc está falando. Eu nunca falei que temos que usar drogas e ter viagens psicodelicas e que "a verdade está lá". O que eu disse é que certas drogas psicoativas, como LSD, Psilocibina ou mesmo o DMT tem propriedades de alteração dos padrões de funcionamento mentais.

OK

Entenda, nós vivemos em um certo padrão que funciona dentro de certos limites, conforme ficamos mais velhos esses padrões se tornam mais fixos e passamos a agir sempre conforme nossos padrões adquiridos no passado, nunca é uma ação verdadeira, mas sempre uma reação. Assim sendo, a mente consciente tem acesso somente a uma pequena parte dessa vastidão de experiências acumuladas visto que a mente tem a tendencia natural de reprimir situações traumaticas em prol da sobrevivencia. Mas todas essas situações, mesmo as reprimidas, ditam como agimos, ditam nossos pensamentos e ditam nossas as nossas reações em face as experiencias no mundo externo.

Não há o menor link entre "padrões adquiridos no passado" e "nunca é uma ação verdadeira", e o "sempre uma reação".
E não há racional para o "a mente consciente tem acesso somente a uma pequena parte dessa vastidão de experiências acumuladas visto que a mente tem a tendencia natural de reprimir situações traumaticas em prol da sobrevivencia" a partir do enunciado

E aí você utiliza esse diagnóstico completamente errado para justificar sua proposição. Já disse mais do que uma vez Maurício, você se perde em duplos sentidos das palavras e constroi um prédio sobre a fumaça.

E a droga não iria te habilitar em nada mesmo se o cenário que você descreve fosse verdade.

Resumindo: premissa inválida, diagnóstico errado, remédio errado. Você está completamente confuso.


É óbvio que o mundo de hoje se tornou mecânico, todos nós temos que trabalhar, agir de acordo com certo padrão social, e toda essa história que vocês já conhecem. Com a observação de nós mesmos, começamos a estar atentos a todo esse condicionamento que existe em nós, e também aos nossos medos, anseios, apegos e aversões pelas coisas. Repare que nós nunca paramos de pensar, nunca paramos de julgar as coisas como certas ou erradas, como bonitas ou feias, como isso ou como aquilo. Nossa existência está fundamentada na dualidade do eu/outro e assim sucessivamente.

Groselhada religiosa para vender a salvação. O mundo não se tornou mecânico. Somos o que sempre fomos. Vá em uma aldeia indígena, todos estão imersos em seus dia-a-dia.
E nunca paramos de pensar porque senão morremos.
E mais uma vez: essa história de meditação te trazer algo é mentira. Me diga o que alguém teve de prático até hoje, com referências por favor.


« Última modificação: 21 de Novembro de 2008, 13:22:51 por Agnóstico »
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Mauricio Rubio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.019
  • Sexo: Masculino
  • Beyond Good and Evil
Re: Enteógenos
« Resposta #73 Online: 21 de Novembro de 2008, 12:13:02 »


Maurício, sinceramente, se você não colocar um exemplo prático da utilidade de psicotrópicos em sua vida, só poderei concluir que o que você acha bom é ficar doidão mesmo.


Que tipo de "exemplos práticos" seriam esses? Estamos falando coisas como paciência, criatividade e virtudes em geral ou de outra coisa?

Ps: Como falei anteriormente não é o psicotropico isolado que é responsável por alguma coisa, mas sim todas as circunstâncias em que o individuo está envolvido.
« Última modificação: 21 de Novembro de 2008, 12:17:29 por Mauricio Rubio »
"Para quem a agitação não existe,
e para quem ser/existir e não ser/existir
    estão superados,
ele é alguém – que está além do medo,
        feliz,
       sem angústia,
a quem os devas não podem ver"

Buda Sakyamuni

Offline JUS EST ARS

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.128
  • Sexo: Masculino
Re: Enteógenos
« Resposta #74 Online: 21 de Novembro de 2008, 12:18:51 »




Maurício, sinceramente, se você não colocar um exemplo prático da utilidade de psicotrópicos em sua vida, só poderei concluir que o que você acha bom é ficar doidão mesmo.


Que tipo de "exemplos práticos" seriam esses? Estamos falando coisas como paciência, criatividade e virtudes em geral ou de outra coisa?

Alguma coisa do tipo: "a utilidade prática de fumar crack foi me tornar mais sábio, porque depois disso inventei um combustível alternativo ao petróleo".
 


 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!