Autor Tópico: Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas  (Lida 7121 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.159
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #25 Online: 12 de Novembro de 2015, 09:38:48 »
A origem do universo (às vezes chamado de argumento cosmológico: se o universo teve um começo, SEU Iniciante quem é?)
Não sabemos. Talvez jamais saibamos. Inventar um criador não encerra a questão, apenas cria uma nova incógnita.
O ajuste fino do universo (às vezes chamar o argumento de design, ou o argumento teleológico)
Se o universo fosse diferente, seríamos diferentes e estaríamos falando em "ajuste fino" do outro universo. Ou talvez não existíssemos.
Nós somos a consequência de o universo ser assim, mais nada.
Achar que o universo é assim para podermos existir é de uma extrema arrogância.
A origem da vida (um problema intratável Cientificamente)
A origem da vida AINDA não foi devidamente explicada, embora haja diversas teorias baseadas em fatos.
A biodiversidade não pode ser explicada de forma satisfatória mediante a teoria da evolução ( macro evolução )
Errado.
O naturalismo não consegue explicar a existência do pensamento, e do espirito immaterial.
O naturalismo não consegue explicar a consciência, e a habilidade de comunicação dos seres humanos ( falar )
O pensamento e a consciência são apenas um conjunto de reações eletroquímicas no cérebro.
AINDA não foram totalmente explicadas.

Não há evidências de espírito imaterial.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.159
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #26 Online: 12 de Novembro de 2015, 09:47:19 »
1.Os documentos do Novo Testamento são  historicamente confiáveis.
2. A evidência histórica do Novo Testamento mostra que Jesus realmente veio para esta terra, e que  é Deus encarnado. Esta afirmação de divindade foi comprovada por seus milagres / sua autoridade de falar, suas ações, e sua ressurreição.
3.Todas estas coisas eram sobre Jesus profeticamente predito por Deus na Bíblia com especificidade.
4. Há muitas evidências que Deus faz milagres ainda hoje.
5. Portanto,  há evidência histórica confiável de que Jesus é a encarnação do Deus de Israel.
6.Jesus está voltando e os sinais do fim dos tempos que foram preditos na Bíblia estão acontecendo bem na frente de nossos olhos
7.Testemunhas críveis viram a vida após a morte e voltaram e relataram para nós isso e é precisamente como a Bíblia descreve
O Novo Testamento é apenas um material de propaganda de uma seita. Não há evidências históricas sobre o Jesus descrito neles, embora possa ter existido um líder religioso cuja seita, mais tarde, criou todas essas lendas.

A divindade de Jesus foi imposta pelo bispo de Roma durante o Concílio de Nicéia, em 324 d.C.
Havia várias opiniões a respeito.

As "profecias" da Bíblia falam de um rei guerreiro que tornaria Israel o país mais poderoso do mundo.
Nada disto aconteceu.

O que os evangelistas fizeram foi pegar trechos soltos do A.T. e interpretar como profecia, embora falassem de outras coisas.

Não há evidências de milagres hoje em dia.

Não há sinais de que Jesus esteja voltando. Terremotos, guerras, pestes e tudo o mais sempre existiram.

Não há relatos confiáveis de vida após a morte.

Sugiro que você leia com atenção os tópicos do Clube Cético antes de postar coisas já discutidas e refutadas trocentas vezes.


Offline Otangelo Grasso

  • Nível 07
  • *
  • Mensagens: 73
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #28 Online: 12 de Novembro de 2015, 11:29:08 »
Sugiro que você leia com atenção os tópicos do Clube Cético antes de postar coisas já discutidas e refutadas trocentas vezes.

Sua refutação é mera opinião baseada em incredulidade. Nada mais.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.855
  • Sexo: Masculino
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #29 Online: 12 de Novembro de 2015, 11:33:15 »
Sugiro que você leia com atenção os tópicos do Clube Cético antes de postar coisas já discutidas e refutadas trocentas vezes.
Sua refutação é mera opinião baseada em incredulidade. Nada mais.

Na ciência não há espaço para credulidade. Só para evidências e teorias que as expliquem satisfatoriamente.

Para alguns cientistas e para a maioria da população; sim, a credulidade é um instrumento poderoso, que faz parte das 'muletas psicológicas' da maioria dos teístas.
Foto USGS

Offline Otangelo Grasso

  • Nível 07
  • *
  • Mensagens: 73
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #30 Online: 12 de Novembro de 2015, 11:58:02 »
Sugiro que você leia com atenção os tópicos do Clube Cético antes de postar coisas já discutidas e refutadas trocentas vezes.
Sua refutação é mera opinião baseada em incredulidade. Nada mais.

Na ciência não há espaço para credulidade. Só para evidências e teorias que as expliquem satisfatoriamente.

Para alguns cientistas e para a maioria da população; sim, a credulidade é um instrumento poderoso, que faz parte das 'muletas psicológicas' da maioria dos teístas.

Minha resposta foi referente ao que Fernando Silva escreveu sobre a biblia e Jesus.

A alegação que temos um ancestral comum, e que a biodiversidade é resultado de mera evolução e mudança genetica, nunca foi substanciado empiricamente. Mesmo assim, muitos cientístas acreditam nisso como se fosse um fato.....

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #31 Online: 12 de Novembro de 2015, 12:57:30 »
Sugiro que você leia com atenção os tópicos do Clube Cético antes de postar coisas já discutidas e refutadas trocentas vezes.

Sua refutação é mera opinião baseada em incredulidade. Nada mais.

Alerta de falácia: inversão do ônus da prova (travestido numa acusação de argumento de incredulidade). Não importa se ele acredita ou não, cabe a você formular um argumento convincente para defender sua posição. O que ele afirmou foi apenas que seus argumentos falham em ser convincentes. E concordo com ele.
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.855
  • Sexo: Masculino
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #32 Online: 12 de Novembro de 2015, 13:16:12 »
[...]
A alegação que temos um ancestral comum, e que a biodiversidade é resultado de mera evolução e mudança genetica, nunca foi substanciado empiricamente. Mesmo assim, muitos cientístas acreditam nisso como se fosse um fato.....

É sério o que você escreveu acima?
Foto USGS

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.984
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #33 Online: 12 de Novembro de 2015, 14:04:37 »
É estranho que a Teoria da Evolução deve ser uma das teorias científicas com o maior número de evidências existentes, e, mesmo assim, ainda vemos pessoas falando em falta de evidência.

Parece ser questão de só ouvir e ler opiniões do seu círculo social, e nunca realmente pesquisar sobre o assunto.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.636
  • Sexo: Masculino
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #34 Online: 12 de Novembro de 2015, 14:13:09 »
A alegação que temos um ancestral comum, e que a biodiversidade é resultado de mera evolução e mudança genetica, nunca foi substanciado empiricamente. Mesmo assim, muitos cientístas acreditam nisso como se fosse um fato.....

...disse o pastor [nome do pastor].
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #35 Online: 12 de Novembro de 2015, 14:16:18 »
Mesmo que houvesse pouca evidência.

Ainda seriam linhagens que se modificam gradualmente, e vão se bifurcando, e isso se repetindo ao longo das eras.

A "alternativa" à evolução nesse nível mais básico é "os seres surgiram mágica e independentemente, sem qualquer parentesco biológico/genealógico real, mas com um padrão muito exato e específico características que se esperaria de serem todos aparentados numa árvore evolutiva".

Não é muito melhor que sugerir criação mágica independente dos países e de seus povos, em alternativa a história e pré-história.

Offline Otangelo Grasso

  • Nível 07
  • *
  • Mensagens: 73
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #36 Online: 12 de Novembro de 2015, 14:34:39 »
Alerta de falácia: inversão do ônus da prova (travestido numa acusação de argumento de incredulidade). Não importa se ele acredita ou não, cabe a você formular um argumento convincente para defender sua posição. O que ele afirmou foi apenas que seus argumentos falham em ser convincentes. E concordo com ele.

Fique a vontade de concordar. Repito : O que ele expressou, é apenas ser incrédulo referente a fatos históricos relatados na biblia, e o fato de Jesus ter sido uma figura histórica, fato reforçado mediante relatos extra-biblicos, como mencionado. Ele e você, vocês tem também todo direito de duvidar da existência de Calígula, de Alexandre o Grande, de Cleópatra, de César , figuras históricas das quais existem muito menos evidencias de sua existenica história, do que de Jesus..... pois a incredulidade de vocês tem nenhuma relevancia para mim.

Offline Otangelo Grasso

  • Nível 07
  • *
  • Mensagens: 73
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #37 Online: 12 de Novembro de 2015, 14:36:52 »
[...]
A alegação que temos um ancestral comum, e que a biodiversidade é resultado de mera evolução e mudança genetica, nunca foi substanciado empiricamente. Mesmo assim, muitos cientístas acreditam nisso como se fosse um fato.....

É sério o que você escreveu acima?

Fique a vontade de refutar o que escrevi.

Offline Otangelo Grasso

  • Nível 07
  • *
  • Mensagens: 73
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #38 Online: 12 de Novembro de 2015, 14:39:35 »
Mesmo que houvesse pouca evidência.

Ainda seriam linhagens que se modificam gradualmente, e vão se bifurcando, e isso se repetindo ao longo das eras.

A "alternativa" à evolução nesse nível mais básico é "os seres surgiram mágica e independentemente, sem qualquer parentesco biológico/genealógico real, mas com um padrão muito exato e específico características que se esperaria de serem todos aparentados numa árvore evolutiva".

Não é muito melhor que sugerir criação mágica independente dos países e de seus povos, em alternativa a história e pré-história.

Melhor é permitir as evidências deixarem levar aonde quer que seja.  E não levam a acreditar no neo-darwinismo. Mas se discordar, fique a vontade de apresentar as evidencias.......

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.636
  • Sexo: Masculino
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #39 Online: 12 de Novembro de 2015, 14:40:42 »
Mesmo que houvesse pouca evidência.

Ainda seriam linhagens que se modificam gradualmente, e vão se bifurcando, e isso se repetindo ao longo das eras.

A "alternativa" à evolução nesse nível mais básico é "os seres surgiram mágica e independentemente, sem qualquer parentesco biológico/genealógico real, mas com um padrão muito exato e específico características que se esperaria de serem todos aparentados numa árvore evolutiva".

Não é muito melhor que sugerir criação mágica independente dos países e de seus povos, em alternativa a história e pré-história.

As pessoas só repetem o que o pastor diz. E se o pastor é um ignorante, vai propagar ignorância. Se as pessoas pararem para pensar, vão ver que o troço faz sentido, e não tem problema nenhum dizer que Deus criou e a evolução seguiu seu caminho.

O Pirulla contou em seus vídeos sobre o criacionismo que religiosos estavam fazendo estudo de campo para tentar legitimar o criacionismo, mas esses pesquisadores religiosos começaram a chegar na teoria da evolução. Estavam na verdade invalidando cada vez mais o criacionismo. E isso estava atrapalhando tanto que o líder que liderava os estudos proibiu estudar os animais da forma que estavam fazendo.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #40 Online: 12 de Novembro de 2015, 14:44:08 »
Mesmo que houvesse pouca evidência.

Ainda seriam linhagens que se modificam gradualmente, e vão se bifurcando, e isso se repetindo ao longo das eras.

A "alternativa" à evolução nesse nível mais básico é "os seres surgiram mágica e independentemente, sem qualquer parentesco biológico/genealógico real, mas com um padrão muito exato e específico características que se esperaria de serem todos aparentados numa árvore evolutiva".

Não é muito melhor que sugerir criação mágica independente dos países e de seus povos, em alternativa a história e pré-história.

As pessoas só repetem o que o pastor diz. E se o pastor é um ignorante, vai propagar ignorância. Se as pessoas pararem para pensar, vão ver que o troço faz sentido, e não tem problema nenhum dizer que Deus criou e a evolução seguiu seu caminho.

O Pirulla contou em seus vídeos sobre o criacionismo que religiosos estavam fazendo estudo de campo para tentar legitimar o criacionismo, mas esses pesquisadores religiosos começaram a chegar na teoria da evolução. Estavam na verdade invalidando cada vez mais o criacionismo. E isso estava atrapalhando tanto que o líder que liderava os estudos proibiu estudar os animais da forma que estavam fazendo.
Fale mal, sevicie, oprima uma pessoa, mas não critique suas féses.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.855
  • Sexo: Masculino
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #41 Online: 12 de Novembro de 2015, 14:49:48 »
[...]
A alegação que temos um ancestral comum, e que a biodiversidade é resultado de mera evolução e mudança genetica, nunca foi substanciado empiricamente. Mesmo assim, muitos cientístas acreditam nisso como se fosse um fato.....

É sério o que você escreveu acima?

Fique a vontade de refutar o que escrevi.

Não. Não vou fazer isto.

Há diversos tópicos de diferentes foristas, neste fórum, que tratam sobre estes assuntos. Basta procurar.

Vou lhe conceder o benefício da dúvida sobre a sua capacidade e ou intenção com este tópico:

Qual é a explicação científica, alternativa à Teoria da Evolução, que Vossa Senhoria tem para nos fornecer, para o fato de que as espécies, em suas diferentes linhagens, apresentam modificações quase sempre gradativas e contínuas, conforme se observa no registro fóssil desde o Cambriano?
« Última modificação: 12 de Novembro de 2015, 15:47:31 por Geotecton »
Foto USGS

Offline João da Ega

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 714
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #42 Online: 12 de Novembro de 2015, 14:52:23 »
 :offtopic:
Alguém da moderação tem "poderes" pra corrigir o "intendo" no título deste tópico?
"Nunca devemos admitir como causa daquilo que não compreendemos algo que entendemos menos ainda." Marquês de Sade

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #43 Online: 12 de Novembro de 2015, 14:59:16 »
:offtopic:
Alguém da moderação tem "poderes" pra corrigir o "intendo" no título deste tópico?
Pode ser intendo de supervisionar, assessorar. "Uma coisa que não supervisiono dos argumentos teistas",  "Uma coisa que não assessoro dos argumentos teistas" ::)

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #44 Online: 12 de Novembro de 2015, 15:16:40 »
Mesmo que houvesse pouca evidência.

Ainda seriam linhagens que se modificam gradualmente, e vão se bifurcando, e isso se repetindo ao longo das eras.

A "alternativa" à evolução nesse nível mais básico é "os seres surgiram mágica e independentemente, sem qualquer parentesco biológico/genealógico real, mas com um padrão muito exato e específico características que se esperaria de serem todos aparentados numa árvore evolutiva".

Não é muito melhor que sugerir criação mágica independente dos países e de seus povos, em alternativa a história e pré-história.

Melhor é permitir as evidências deixarem levar aonde quer que seja.  E não levam a acreditar no neo-darwinismo. Mas se discordar, fique a vontade de apresentar as evidencias.......

"Neo darwinismo" é um termo meio anacrônico e com diferentes significados ao longo da história. Mas na verdade, sim, as evidências levam sim à conclusão de ancestralidade comum universal e adaptações originadas por seleção natural.

Para a primeira, elas são a possibilidade de traçar o parentesco dos seres, através de características que não por coincidência se organizam numa "árvore genealógica", quando isso é astronomicamente improvável de acontecer apenas por coincidência, tal como você ter por aí alguém que poderia ser seu irmão gêmeo, por genes iguais, sem que de fato seja.

Para a segunda, as evidências serão específicas de cada caso (ex.: reprodução e mortalidade diferenciais de indivíduos de acordo com os fatores ambientais presentes), ainda que seja inevitavelmente, por lógica, a explicação em linhas gerais, a despeito de não haver conhecimento sobre cada caso específico, o que exatamente foi ou é reprodutivamente vantajoso em cada ambiente.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.636
  • Sexo: Masculino
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #45 Online: 12 de Novembro de 2015, 15:28:54 »
Otangelo, para simplicar o que o Buck disse, você nunca vai encontrar um fóssil de cachorro de 200 milhões de anos.

Concorda que é uma coincidência muito grande o animal de 100 milhões de anos atrás ser ligeiramente diferente de outro de 110 mi, e o de 90 é ligeiramente diferente do de 100 mi, e assim por diante? Nunca se vê saltos como em 10 milhões de anos surgir no registro fóssil algo completamente diferente do que existia até então.

Esta continuidade é uma evidência das mudanças graduais dos animais, que podem ser explicadas de várias maneiras:

1 - Deus criou assim
2 - Os animais mudaram gradualmente a cada geração e foram selecionados
3 - os animais decidiram mudar para ficarem melhor adaptados
4 - aliens

Mas você está ignorando até as mudanças, e não o mecanismo. Isso é um erro muito primário.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Otangelo Grasso

  • Nível 07
  • *
  • Mensagens: 73
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #46 Online: 12 de Novembro de 2015, 15:39:35 »
[...]
A alegação que temos um ancestral comum, e que a biodiversidade é resultado de mera evolução e mudança genetica, nunca foi substanciado empiricamente. Mesmo assim, muitos cientístas acreditam nisso como se fosse um fato.....

É sério o que você escreveu acima?

Fique a vontade de refutar o que escrevi.

Não. Não vou fazer isto.

Há diversos tópicos de diferentes foristas, neste fórum, que tratam sobre estes assuntos. Basta procurar.

Vou lhe conceder o benefício da dúvida sobre a sua capacidade e ou intenção com este tópico:

Qual é a explicação científica, alternativa à Teoria da Evolução, que Vossa Senhoria tem para nos fornecer, para o fato de que as espécies, em suas diferentes linhagens, apresentam modificações quase sempre gradativas e contínuas, conforme se observa nos registro fóssil desde o Cambriano?

Se desde o Cambriano há uma sequencia de fósseis que evidenciam o gradativismo, duvido muito. Mas como não sou expert neste assunto, não vou opinar. Segue uma lista de previsões do DI, confirmados.

A confirmação das previsões do design inteligente

http://elohim.heavenforum.org/t52-design-inteligente-pode-ser-testado#286

Os defensores da evolução freqüentemente argumentam que o design inteligente não é ciência, uma vez que não poderia fazer previsões. A seguir uma lista de previsões feitas pelo design inteligente, e as confirmações:

Alto conteúdo de informação prescritiva será encontrada no genoma - (já comprovado)

Leis da química e da física, que seguem leis estatísticas, termodinâmicas, e espaciais exatas, são totalmente inadequadas para a geração de informações funcionais complexas ou aqueles sistemas que processam essa informação usando informação algorítmica prescritiva ". Organização exige um controle, o que exige formalismo como uma realidade . Cada proteína é atualmente o resultado da execução de um programa de computador real em execução no sistema operacional genético.

http://reasonandscience.heavenforum.org/t2110-what-might-be-a-protocells-minimal-requirement-of-parts


Estruturas biologicas irredutivelmente complexas semelhantes a maquinas serão encontradas - (já provado, a refutação de K. Millers é pobre, e não refutou nada de verdade)

Estruturas de alto conteúdo informacional ,  semelhantes a máquinas e irredutivelmente complexas e interdependentes, dos quais a fotossíntese, o olho, o corpo humano, nitrogenase, o ribossomo, a célula, rubisco, fotossistema II, o  complexo de evolução de oxigênio etc são exemplos, são comumente encontrados na natureza.
Desde evolução é incapaz de fornecer uma vantagem de adaptação em cada passo evolutivo, 1) a previsão de darwinismo é falsificada; 2) A previsão de design está confirmada.

http://reasonandscience.heavenforum.org/t2166-a-list-of-irreducible-complex-systems

Formas serão encontradas no registro fóssil que aparecem de repente e sem quaisquer precursores - (já conhecido)

"Um registro da vida animal pré-cambriana, ao que parece, simplesmente não existe. Por que este branco ?   Várias teorias foram propostas, mas nenhuma satisfatóriamente. Por exemplo, foi proposto que todos os sedimentos Pré-Cambrianos foram depositados em áreas continentais, e a ausência de fósseis neles seria devido ao fato de que todos os animais mais velhos eram aquaticos. Mas que todos estes sedimentos mais antigos eram continentais é uma teoria que se opõe, sem provas, a tudo que sabemos da deposição em tempos posteriores . Mais uma vez, sugere-se que os mares Pré-Cambrianos eram pobres em carbonato de cálcio, necessário para a produção de esqueletos preservados, mas isso não é apoiado por evidência geoquímica. Mais uma vez, argumenta-se que, mesmo que as condições eram favoráveis ​​à formação  de peças esqueletais fossilizáveis, as vários phylas só começaram a utilizar essas possibilidades no alvorecer do Cambriano. Mas é, a priori, difícil acreditar que os variados tipos presentes no Cambriano teriam, por assim dizer, decidido colocar a armadura simultaneamente. E, mais uma vez, tem-se argumentado que toda a evolução dos animais multicelulares ocorreu com grande rapidez nos tempos pré-cambrianos finais, de modo que um prazo relativamente curto de tempo na deposição de rochas  explicaria a ausência de qualquer registro de sua ascensão. Possivelmente; mas a taxa evolutiva conhecida na maioria dos grupos do Cambriano é relativamente vagaroso, e é difícil convencer-se de que uma grande explosão repentina de avanço evolutivo seria tão prontamente seguido por uma 'desaceleração' marcada. Tudo somado, não há uma resposta satisfatória para o enigma Pré-Cambriano. "

Romer Alfred S. [late Professor of Zoology, Museum of Comparative Zoology, Harvard University], "The Procession of Life," The World Publishing Co: Cleveland OH, 1968, pp.19-20.

http://reasonandscience.heavenforum.org/t1701-does-fossil-record-support-the-evolution-model-of-gradual-and-small-changes

Genes e partes funcionais vão ser re-utilizados em diferentes organismos não relacionados - (já comprovado)

O olho do inseto  e o olho dos vertebrados são dois exemplos de estruturas dito serem análogas (estruturas análogas são semelhantes ou assemelhando-se, em certos aspectos, por exemplo, na função ou na aparência, mas não na origem evolutiva ou origem do desenvolvimento. Um exemplo é asas de uma borboleta e asas de um beija-flor são análogas.). No entanto, elas podem ser mostrados de ser ambas com base na expressão do gene da Pax-6, e é provável que os olhos de vertebrados e de insetos (e cefalópodes) modificados são os descendentes de uma célula fotorreceptora metazoária básica que foi regulada por Pax-6.

Investigação a nível molecular não conseguiu demonstrar a correspondência esperada entre as alterações de produtos de genes e as mudanças organismal previstos pela evolução. Evolução por mutações no DNA 'é em grande parte desacoplada da evolução morfológica'

Alguns genes reguladores que têm sequências de DNA semelhantes são encontrados para regular estruturas semelhantes em diferentes phylas quando essas estruturas são pensadas ​​de ter "evoluído" de forma independente. Estes genes homólogos que regulam estruturas análogas podem incentivar o darwinista a reconsiderar se essas estruturas podem realmente ser homólogas devido à ancestralidade comum. No entanto, tendo em consideração as evidências de que diferentes phylas não têm antepassados ​​comuns, esses "homologias de processo" são melhor explicados como evidência de design inteligente, onde o designer reutilizou o mesmo mecanismo de controle para o desenvolvimento de estruturas semelhantes em organismos não relacionados.

http://reasonandscience.heavenforum.org/t2191-the-developmental-genetic-toolkit-and-the-molecular-homologyanalogy-paradox

O código genético não conterá muita bagagem genética descartada  ou "junk DNA" sem função  - (sendo comprovado muitas vezes)

Quando todos os tipos de elementos genéticos periféricos foram descobertos, os geneticistas evolutivos se referiam  a eles como " DNA lixo" no pressuposto de que eles eram nada além de restos inúteis que sobraram de predecessores evolucionários. Veio-se a  descobrir, que estes elementos reguladores são a chave para a saúde celular e desenvolvimento, bem como causa principal de  doenças quando não funcionam corretamente.

A quantidade enorme de componentes de DNA aparentemente não utilizados em cada célula, que Richard Dawkins, incrivelmente, uma vez descartou como "99% junk", agora parecem conter várias camadas de lógica sutil que está apenas começando a ser desvendada, com implicações maçicas a longo prazo .

Um artigo da revista Science de 7 de setembro de 2012  foi intitulado "projeto ENCODE escreve elogio para DNA lixo". "Esta semana, 30 artigos de pesquisa ... soam o dobre de finados para a ideia de que o nosso DNA é principalmente cheio de bases inúteis. Um projeto longo de uma década, a Enciclopédia de Elementos de DNA (ENCODE), descobriu que 80% do genoma humano serve para algum propósito ". "O esforço ENCODE revelou que a regulação de um gene é muito mais complexa do que se pensava, sendo influenciado por vários trechos de DNA reguladora localizado próximo e distante do próprio gene e por cadeias de RNA não traduzidos em proteínas, as chamadas RNA's não-codificantes . "-

Pennisi, Elizabeth. 7 September 2012. Science, Vol. 337, pp. 1159-1161.

http://reasonandscience.heavenforum.org/t1812-junk-dna-has-function?highlight=junk+dna

Poucas formas intermediárias irão ser encontradas de um caminho claro e gradual de uma família para outra - até agora, não foram encontradas nenhumas. A maioria dos ancestrais reivindicados será mostrado que tem problemas sérios para dar supporte a teoria darwiniana - fato já comprovado historicamente

Michael Denton declarou:

"Ainda é , como foi nos dias de Darwin, esmagadoramente verdade que os primeiros representantes de todas as principais classes de organismos conhecidos para a biologia já são altamente característicos da sua classe quando eles fazem sua primeira aparição no registro fóssil. Este fenômeno é particularmente evidente no caso do registro fóssil invertebrado. Na sua primeira aparição nos antigos mares do Paleozóico, vida invertebrada já foi dividida em praticamente todos os principais grupos com os quais estamos familiarizados hoje.

O antropólogo Edmund Leach Ronald declarou:

"Elos perdidos na sequência de evidências fósseis eram uma preocupação para Darwin. Ele tinha certeza de que eles iriam aparecer, mas eles ainda estão desaparecidas e parece provável que assim permaneça

Um dos mais famosos defensores da evolução foi o paleontólogo de Harvard Stephen Jay Gould. Mas Gould admitiu,

"A extrema raridade das formas de transição no registro fóssil persiste como o segredo da paleontologia. Nós engraçamos de nós mesmos como os únicos verdadeiros estudantes de história de vida, mas para preservar nosso conto favorecido da evolução pela seleção natural, vemos nossos dados como tão ruins que nunca vemos o próprio processo que professamos estudar.

http://reasonandscience.heavenforum.org/t1693-transitional-fossils

Mecanismos para detecção e correcção de erros serão abundantes no genoma de todos os organismos - (já comprovado)

Existem pelo menos quatro mecanismos de reparo de excisão para reparar danos na cadeia simples do DNA:

Reparo por excisão de nucleotídeos (NER)
Reparação de excisão de bases (BER)
Reparação incompatibilidade DNA (MMR)
Reparação através de proteínas alquiltransferase-like (ATLs)

A seleção natural não pode agir sem a replicação exata, mas a máquina de proteínas para o nível de precisão exigido é própriamente  construída pelo código genético que se destina a proteger. Isso é uma situação " o que veio primeiro, o ovo ou a galinha". Teria sido um desafio suficiente para explicar a transcrição exata e tradução só por meios naturais, mas como consequência da radiação UV, o DNA teria sido destruído rapidamente através da acumulação de erros. Então a replicação exata e revisão são necessários para a origem da vida. Como poderiam enzimas de revisão ter surgidos, especialmente com este grau de fidelidade, quando eles dependem das informações que eles são projetados para proteger? Pense nisso .... Este é mais um exemplo do problema da galinha e do ovo. Qual é a explicação alternativa para o projeto ? Corrigindo DNA por acaso? E um conjunto complexo de máquinas de tradução, sem um designer?

[size=12]http://reasonandscience.heavenforum.org/t2043-dna-repair?highlight=repair[/size]

Mecanismos para adaptações * não * aleatórios , coerentes com as pressões ambientais, serão encontrados  (já encontrados)

O genoma tem sido tradicionalmente tratado e visto sendo apto apenas para servir como HD  para ser lido e extrair informações,  alterando apenas , copiando erros e acidentes. Nesta revisão, proponho que nós precisamos mudar essa perspectiva e compreender o genoma como um intricado formatador  " Ler e escrever " ( read - write RW) sistema de armazenamento de dados constantemente sujeito a modificações celulares e inscrições. Células operam sob condições variáveis ​​e estão continuamente modificando-se por inscrições do genoma. Essas inscrições ocorrem em mais de três escalas temporais distintas (reprodução celular, desenvolvimento multicelular e mudança evolutiva) e envolvem uma variedade de diferentes processos em cada escala de tempo (formando complexos nucleoprotéicos, formatação de epigenética e as mudanças na estrutura de sequência de DNA). Pesquisas  que remontam à década de 1930 mostraram que a mudança genética é o resultado de processos mediados por células, e não simplesmente acidentes ou danos ao DNA. Este ponto de vista de células-ativas de mudança do genoma se aplica a todas as escalas de variação de sequência de DNA, a partir de mutações pontuais para rearranjos genômicos em larga escala e duplicações de genoma inteiro (WGDs). Esta mudança conceitual para inscrições de células ativas que controlam as funções do genoma RW tem profundas implicações para todas as áreas das ciências da vida.

[size=12]http://reasonandscience.heavenforum.org/t1476-how-life-changes-itself-the-read-write-rw-genome?highlight=genome[/size]

Chamados órgãos vestigiais serão encontrados a ter um propósito e utilidade específica - (já comprovado)

Darwin argumentou em A Origem das Espécies que a ocorrência generalizada de órgãos vestigiais - órgãos que podem ter tido  uma função no passado, mas agora são inúteis - é evidência contra a criação. "Na visão de cada organismo com todas as suas partes separadas tendo sido especialmente criado, seria totalmente inexplicável  que órgãos que ostentam o selo  de inutilidade ... deve ocorrer com tanta freqüência." Mas tais órgãos, argumentou ele, são facilmente explicados por sua teoria: "Na visão de descendência com modificação, podemos concluir que a existência de órgãos em estado rudimentar, imperfeitos, e inútil, ou completamente abortados, longe de apresentar uma estranha dificuldade, pois eles certamente fazem na antiga doutrina da criação, poderiam até ter sido antecipados em conformidade com as opiniões aqui explicadas. "

Muitos dos órgãos que foram alegados a serem inúteis, na verdade, têm um uso. Concedido, muitas destas utilizações não foram identificadas por um longo período de tempo, o que levou a crer que fossem equívocos sem função. Isso deixa-me cético em relação a outros e futuras acusações de órgãos inúteis  em seres humanos ou outros animais. Como Menton aponta, "O problema com a declaração de qualquer órgão estar sem função é discriminar entre órgãos verdadeiramente sem função e aqueles que têm funções que são simplesmente desconhecidos. De fato, ao longo dos anos quase todos os órgãos que se pensava serem inúteis, foram encontrados de serem funcionais. Quando não temos nenhuma evidência para a função de um órgão, é preciso ter em mente que a ausência de evidência não é evidência de ausência "(Menton, 231).

http://reasonandscience.heavenforum.org/t1811-vestigial-organs?highlight=vestigial

Poucas mutações vai acabar sendo benéficas a longo prazo - (já comprovado)

Os defensores da evolução sustentam deve ter havido mutações "benéficas" de vez em quando para permitir o incremento da informação genética. Embora existam pequenos punhados de mutações que ajudam um organismo para sobreviver em um ambiente extremo, então, por definição, são "equivocadamente" benéfico, nenhuma é "inequivocamente" benéficas  ou "ladeira subindo", no sentido de acrescentar nova informação genética para o pool genético.

[size=12]http://reasonandscience.heavenforum.org/t1388-mutations-are-rarely-beneficial[/size]

Entropia genética será encontrada para cancelar a maioria das mutações  benéficas se houver.

Ratio de mutações benéficas vs. prejudiciais:
Existem numerosas estimativas publicadas que variam de 1/1000 a 1 / 1.000.000. Um artigo publicado em 1998 na revista Genética sugere uma taxa de mutação benéfica (comparada com a taxa de mutação total) de aproximadamente 1: 1.000.000 (Gerrish e Lenski, 1998). Dado que uma parte significativa, se não a maioria do genoma humano é funcional de uma forma ou outra, para um grau semelhante aquelas mutações que não são benéficos seria funcionalmente prejudicial para uma forma ou de outra. Em suma, a proporção de benéfico vs prejudicial é muito pequena - provavelmente bem abaixo da razão de 1/1000.

[size=12]http://reasonandscience.heavenforum.org/t2208-mutation-rates[/size]

Offline Otangelo Grasso

  • Nível 07
  • *
  • Mensagens: 73
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #47 Online: 12 de Novembro de 2015, 15:44:21 »
Otangelo, para simplicar o que o Buck disse, você nunca vai encontrar um fóssil de cachorro de 200 milhões de anos.

Concorda que é uma coincidência muito grande o animal de 100 milhões de anos atrás ser ligeiramente diferente de outro de 110 mi, e o de 90 é ligeiramente diferente do de 100 mi, e assim por diante? Nunca se vê saltos como em 10 milhões de anos surgir no registro fóssil algo completamente diferente do que existia até então.

Esta continuidade é uma evidência das mudanças graduais dos animais, que podem ser explicadas de várias maneiras:

1 - Deus criou assim
2 - Os animais mudaram gradualmente a cada geração e foram selecionados
3 - os animais decidiram mudar para ficarem melhor adaptados
4 - aliens

Mas você está ignorando até as mudanças, e não o mecanismo. Isso é um erro muito primário.

Os passos relevantes no processo biológico ocorrem em última análise, ao nível molecular

Para dizer que alguma função é entendida, cada passo relevante no processo deve ser esclarecido. Os passos relevantes no processo biológico ocorrem, em última análise, a nível molecular, de modo que uma explicação satisfatória de um fenômeno biológico, tais como a visão, a digestão ou a imunidade, deve incluir uma explicação molecular. Já não é suficiente, agora que a caixa-preta tenha sido aberta, para uma "explicação evolutiva" de que o poder de invocar apenas as estruturas anatômicas de olhos inteiros, como Darwin fez no século 19 e como a maioria dos divulgadores da evolução continuam a fazer hoje. Anatomia é, simplesmente, irrelevante. Assim é o registro fóssil. Não importa se ou não o registro fóssil é consistente com a teoria da evolução, mais do que isso importasse em física que a teoria de Newton era consistente com a experiência cotidiana. O registro fóssil não tem nada a nos dizer sobre, por exemplo, ou como as interações de 11-cis-retinal com a rodopsina, transducina e fosfodiesterase poderiam ter se desenvolvido passo a passo. Nem os padrões de matéria biogeografia, ou de genética de populações, ou as explicações que a teoria da evolução tem dado para órgãos rudimentares ou abundância das espécies.

O ponto que o Professor Behe ​​faz para a visão se aplica igualmente a macroevolução como um todo. Os passos relevantes no processo macroevolutivas ocorrem em última análise, no nível molecular, de modo que uma explicação satisfatória da macroevolução deve incluir uma explicação molecular.

Se, por algum motivo, certas transições macroevolutivas parecem ser altamente improvável do ponto de vista químico, então, isso em si é uma boa razão para ser cético em relação a visão de que a teoria da evolução de Darwin é uma teoria toda inclusiva da biologia.

(Por que a evolução é verdadeira. De 2009. Oxford University Press, Glossário, pp 268-269).

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #48 Online: 12 de Novembro de 2015, 15:51:16 »
Otangelo, para simplicar o que o Buck disse, você nunca vai encontrar um fóssil de cachorro de 200 milhões de anos.

Na verdade para o meu ponto, você pode até dispensar os fósseis, que são mais uma curiosidade muito interessante do que algo crucial.

Algo da mesma coisa que você aponta como similaridades entre seres vivos e fósseis, você tem ainda só com vivos. É uma amostra menor, mas já basta. Tem coisas como "canídeos", "felídeos", "hominídeos", etc, em vez dos seres serem quimeras como pégasus, macacos alados, centauros, sereias, faunos, etc. Seres que teoricamente poderiam existir, e que seriam esperados (juntamente com toda uma miríade de possíveis combinações e traços até inexistentes não inventados pela mitologia), se se supusesse que as características dos seres não são restritas por parentesco, por herança de seus ancestrais.

E mesmo conforme se retrocede em níveis menos específicos, vamos encontrar outros grupos taxonômicos que não são profundamente dissimilares, e que servem de "elo" entre si. Como marsupiais, como representantes de um estado evolutivo intermediário entre "répteis" e mamíferos, e "anfíbios" entre peixes e répteis. Com outras conveniências como haver até peixes pulmonados.

Junte esse nível mais superficial/anatômico à evidência molecular, e então não tem o que questionar mais.

Claro que o registro fóssil ajuda a ilustrar um bocado isso, mas não chega a ser uma evidência fundamental, ainda que seja uma tremenda sorte tudo ainda estar tão ordenado e preservado quanto está, em vez da geologia ter destruído e bagunçado mais as coisas.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Uma coisa que não intendo dos argumentos teistas
« Resposta #49 Online: 12 de Novembro de 2015, 15:52:31 »
Lendo esses textos do Otangelo pensei num smiley pra dor de cabeça! Mas vou me virando com esse daqui mesmo, :grito: :nao3: :what:

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!