Autor Tópico: Larguei a consciênciologia  (Lida 50083 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.155
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #300 Online: 07 de Maio de 2012, 14:12:04 »
Citar
No seu caso, você não está debatendo comigo, como eu já disse, você está utilizando um recurso demagógico. Deixe-me explicar:

Citação de: Di Gaúcho
Bom, como eu sou um cara legal, eu vou tentar debater com você mais uma vez:

1) Explique o que são "fenômenos ectoplásmicos", como podem ser reproduzidos, para que servem, evidências que existem, etc.
2) Explique a interferência da "energia quântica" na atividade cerebral, explicando o que você entende por energia quântica, quais estudos foram feitos sobre o assunto, onde foram publicados, etc.

Já que você não vai responder com suas próprias palavras, tem como você me mostrar trabalhos do tal indiano? Publicações dele sobre o assunto em periódicos científicos com peer review, se possível.

Citar
Os céticos não atrapalham a conscienciologia. Todos nós somos céticos e defendemos arduamente a descrença, por isso cito constantemente a concordância destes princípios com a turma daqui. Apesar de eu ser o único cético com relação a conscienciologia daqui, os demais todos já sabem o que é e o que significa. Mas mesmo assim podemos seguir tentando aprender com nossas dúvidas em comum.

Sobre o parapisiquismo, você já está querendo alguma aula particular, e ainda que seja de ampla aceitação dos demais foristas. Quer saber mesmo o que é o parapsiquismo? O Gigaview é um forista com experiência neste debate, e pode mostrar uma abordagem mais sintética e menos "espírita" que a minha. E que pode discordar da minha explicação. 

Normalmente é explicado como o tipo de percepção que vai além dos cinco sentidos básicos, além das percepções somáticas. Nós também utilizamos o termo de parapercepção para ficar mais preciso neste sentido.

Citação de: Adriano
Mas em síntese, significa bem isto, uma pessoa que tem o parapsiquismo ao contrário, inconsciente, que anula todo e qualquer efeito possível, como é o caso dos tradicionais céticos científicos.

De qualquer maneira, não respondeu novamente. Se o Giga então poder nos dar uma luz sobre o que seria parapsiquismo....

Citar
Não é você que comanda este tópico e nem é algum moderador. Se ponha no seu lugar.

Foi apenas uma sugestão. Você está muito sensível, Adriano.

Citar
Você está me acusando explicitamente de fazer proselitismo e de me comparar ao comportamento típico do crente real, aquele fujão, e não do crente ideal, o que esperamos que um dia apareça e nos convença:

Porque é exatamente assim que você está agindo, oras. Olha onde já estamos na sua resposta, e você não respondeu nenhum dos meus questionamentos. Eu fiz somente três perguntas, todas pertinentes ao assunto, e você enrolou nas três. Se você não pode/consegue responder o básico para começarmos o debate, você precisa rever seus conceitos sobre o assunto.

Citar
Mentira descarada. Sempre busco tentar debater a filosofia da ciência, a epistemologia, como muito já fiz por todo o fórum. Apenas não concordo com o método como querem conduzir o debate neste fórum, por isso eu trago os meus métodos de ambiente virtual de aprendizagem que é uma abordagem científica do ensino na internet. Ou seja, não somente eu me preocupo com a ciência como debato sobre ela. Abri um excelente tópico sobre psicologia e pedagogia e que teve a participação e contribuição de alguns dos principais professores universitários do fórum, para discutir uma escola de pensamento de origem russa.

E com relação a epistemologia, sempre procuro fazer a exposição da minha discordância e procuro reorientar o debate para algum tópico mais adequado em que é discutido a questão de "método". Ou seja, não sou eu quem vem fazer esse discurso epistemológico nem sou eu quem está atrapalhando o debate, apesar de eu entender que é assim que reagimos com os crentes bobões e eu estou sendo visto como um

E qual o método de debate você quer usar? Aquele em que você afirma uma coisa e todo mundo aceita como verdade sem questionar? Você quer chegar aqui e falar que a energia quântica interfere no cérebro e então espera que os outros foristas simplesmente digam "Ah, sim, entendi."? Se não é esse o debate que você deseja, se você realmente quer um debate honesto, por que não responde as perguntas feitas?

Citar
E sobre o seu perfil no fórum, claro que você é gente boa, sempre foi uma pessoa bem camarada. Foi só uma análise parapsíquica prática. Eu mesmo fui conferir depois as suas 10 últimas páginas e não encontrei "nada que preste" no sentido de uma argumentação mais consistente. E para completar você me dá um feedback positivo e considera a situação, como é de costume seu, mais um desvio do assunto no meu estilo de argumentação altamente sofisticado

Primeiro: droga, fui analisado parapsiquicamente.  :lol:
Segundo: você precisa rever seu conceito sobre a palavra sofisticado.

Citar
Mas não precisa me chamar de paranormal, nem nada disso. Aprendi um bom nome no tópico de vídeos. É o mentalismo, um simples truque pessoal, que pode ser explicado, como neste caso, de fazer uma crítica a você e você não me denunciar para a moderação, aparentemente, como seria para fazer com um troll de verdade, mas simplesmente me dar mais corda ainda e entrar na minha lábia

Críticas são sempre bem-vindas.

Já ouviu o ditado "dar corda para se enforcar". :P
« Última modificação: 07 de Maio de 2012, 14:14:08 por Di Gaúcho »
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Adriano

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.672
  • Sexo: Masculino
  • Ativismo quântico
    • Filosofia ateísta
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #301 Online: 07 de Maio de 2012, 14:37:24 »
Citar
Não é você que comanda este tópico e nem é algum moderador. Se ponha no seu lugar.

Foi apenas uma sugestão. Você está muito sensível, Adriano.
Estou muito incomodado com a sua trairagem, de vir supostamente fazendo gracinha em outros tópicos, e eu dando corda, entrando na brincadeira e respondendo a elas, e depois você vem e me apunha-la nas costas dizendo que eu sou um troll.

E vou refletir em responder depois questões mais técnicas em respeitos aos demais que estão acompanhando o tópico. Já que para você só servem como número de "não respostas" para depois me acusar.

Citar
Você está me acusando explicitamente de fazer proselitismo e de me comparar ao comportamento típico do crente real, aquele fujão, e não do crente ideal, o que esperamos que um dia apareça e nos convença:
Porque é exatamente assim que você está agindo, oras.
Se você pensa assim já deveria saber como reagir não é? E a sua opinião não tem noção com a realidade da minha vivência aqui. Somente respondo quando alguém me questiona e se a resposta não é a esperada, eu não posso fazer nada, ainda mais em se tratando de conscienciologia.

Olha onde já estamos na sua resposta, e você não respondeu nenhum dos meus questionamentos.
Eu respondi a todas as três perguntas, isto é tecnicamente verificável. E foi feito no minha última postagem.

Eu fiz somente três perguntas, todas pertinentes ao assunto, e você enrolou nas três. Se você não pode/consegue responder o básico para começarmos o debate, você precisa rever seus conceitos sobre o assunto.
E quem define a pertinência e a qualidade do tema? Você? Como você tem a cara de pau de dizer que eu estou perdendo o meu tempo aqui para te responder e você vem me dizer que eu estou te enrolando?

Me respeite, não tenho que ficar tolerando as suas ofensas explícitas sobre mim, mesmo que eu tenha me enganado em você ser alguém boa praça por aqui   <_<
Princípio da descrença.        Nem o idealismo de Goswami e nem o relativismo de Vieira. Realismo monista.

Offline Adriano

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.672
  • Sexo: Masculino
  • Ativismo quântico
    • Filosofia ateísta
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #302 Online: 07 de Maio de 2012, 14:59:17 »
Já que você não vai responder com suas próprias palavras,
Além de eu ter citado o autor, fiz um pequeno resumo de suas colocações. E todas as palavras em  minhas postagens são minhas, inclusive as referências que faço, assim como qualquer artigo científico tem várias referências e nem por isso não tem a sua autoria determinada pelo acadêmico responsável. Sou somente eu quem está utilizando esta conta apenas e não tem mais ninguém com quem a compartilho. Então saiba ler que as palavras contidas nas minhas postagens são minhas e são estas as minhas respotas, que são inclusive quotadas e fazendo referência a postagem que estou respondendo. É assim que funciona um tópico...

tem como você me mostrar trabalhos do tal indiano? Publicações dele sobre o assunto em periódicos científicos com peer review, se possível.
Vou começar, como eu gosto e costumo fazer, com uma pesquisa acadêmica da área, para dar uma introdução sobre a importância do autor, através de um pesquisador da Universidade Nova de Lisboa:

-Paulo Nuno Torrão Pinto Martins -  Tese (em Portugal dissertação) de doutorado (doutoramento) em História e Filosofia das Ciências.

Citar
Desde 1930 que têm sido feitas especulações, sobre  a possível “harmonia pré-estabelecida” entre a Mecânica Quântica e as filosofias da Índia, embora essas especulações nunca tenham sido levadas muito longe.
Assim, este trabalho é uma contribuição para um estudo mais profundo deste tema, particularmente verificando se os escritos de Amit  Goswami (pensador educado na tradição Hindu e professor de Física Quântica na Universidade de Oregon (E.U.A.)) ajudam de algum modo a “entender” os célebres paradoxos da Mecânica Quântica quando vistos através da filosofia do idealismo monista.
Princípio da descrença.        Nem o idealismo de Goswami e nem o relativismo de Vieira. Realismo monista.

Offline Adriano

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.672
  • Sexo: Masculino
  • Ativismo quântico
    • Filosofia ateísta
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #303 Online: 07 de Maio de 2012, 15:19:12 »
Citar
E sobre o seu perfil no fórum, claro que você é gente boa, sempre foi uma pessoa bem camarada. Foi só uma análise parapsíquica prática. Eu mesmo fui conferir depois as suas 10 últimas páginas e não encontrei "nada que preste" no sentido de uma argumentação mais consistente. E para completar você me dá um feedback positivo e considera a situação, como é de costume seu, mais um desvio do assunto no meu estilo de argumentação altamente sofisticado

Primeiro: droga, fui analisado parapsiquicamente.  :lol:
Segundo: você precisa rever seu conceito sobre a palavra sofisticado.
Agora estou percebendo que o seu humor é o seu estilo de argumentação já influenciado pelo estilo das redes sociais da internet. Quando você faz alguma brincadeira como esta, você faz com a criança, como explica a psicologia infantil, que leva a sério a brincadeira, como algo real e uma interação importante para o desenvolvimento cognitivo, no caso aqui, da interação virtual. Vou me ater mais a estas suas "iscas".

Citar
Mas não precisa me chamar de paranormal, nem nada disso. Aprendi um bom nome no tópico de vídeos. É o mentalismo, um simples truque pessoal, que pode ser explicado, como neste caso, de fazer uma crítica a você e você não me denunciar para a moderação, aparentemente, como seria para fazer com um troll de verdade, mas simplesmente me dar mais corda ainda e entrar na minha lábia

Críticas são sempre bem-vindas.

Já ouviu o ditado "dar corda para se enforcar". :P
E o mesmo se aplica a mim, que dei corda para as suas brincadeira e não dei a importância que isto te implicava em como falar de maneira informal e desrespeitosa para comigo.

Fica claro que nesta sua brincadeira, você insinua que eu sou o troll malvadão que vai deixar os "céticos" irritadíssimos e sem dormir, devido as minhas estripulias de mal debatedor e mau argumentador, que só sabe fugir e teme enfrentar os verdadeiros heróis  ::)
Princípio da descrença.        Nem o idealismo de Goswami e nem o relativismo de Vieira. Realismo monista.

Offline Adriano

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.672
  • Sexo: Masculino
  • Ativismo quântico
    • Filosofia ateísta
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #304 Online: 07 de Maio de 2012, 15:37:44 »
E qual o método de debate você quer usar?
Eu nem me atrevo a postar aqui minhas referências de trabalhos acadêmicos sobre ensino a distâncias. Seria exigir muito e incomodar mais ainda. Ainda mais se o que incomoda é o meu estrelismo. Não quero ensinar método para debate, apenas mostrar, na prática, que estou debatendo e bem ainda por cima.

Aquele em que você afirma uma coisa e todo mundo aceita como verdade sem questionar?
Pelo contrário, a minha afirmação, que você se refere abaixo, é uma conjectura que venho desenvolvendo a tempos, dado a minha abordagem diferenciada da física em relação aos colegas do fórum. E foi o que me causou a confusão com o Dbohr e me rendeu um cartão.

Você quer chegar aqui e falar que a energia quântica interfere no cérebro e então espera que os outros foristas simplesmente digam "Ah, sim, entendi."?
O que estou dizendo é que o cérebro interfere na energia quântica e não o contrário. E claro que este é um tema que deve ser melhor desenvolvido em algum tópico sobre consciência, devo ter algumas referências de autores que abordam o tema. E ainda tem os trabalhos sobre consciência artificial.


Se não é esse o debate que você deseja, se você realmente quer um debate honesto, por que não responde as perguntas feitas?
O debate que eu desejo é o que eu estou tendo o verdadeiro e não o que você fica fazendo que é me incriminar para querer me censurar por não estar gostando da qualidade das minhas respostas. E ainda por cima vem me caluniando, dizendo que não estou te respondendo.
Princípio da descrença.        Nem o idealismo de Goswami e nem o relativismo de Vieira. Realismo monista.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.136
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #305 Online: 07 de Maio de 2012, 18:30:17 »
Citar
De qualquer maneira, não respondeu novamente. Se o Giga então poder nos dar uma luz sobre o que seria parapsiquismo....

Eu?  :stunned: Talvez alguma coisa de paraquedismo. Serve?

Na verdade ainda continuo curioso com essa estória de ectoplasma. Tanto que fui até buscar nas tertúlias alguma informação, daí, no caminho tropecei neste videozinho   
 que diz que as lâmpadas queimam quando ligamos o interruptor por causa do nosso ectoplasma.  :biglol:

Esse pessoal da conscienciologia vive se repetindo com o juizo crítico suspenso. Esse ectoplasma, aposto que nunca ninguém viu lá mas todo mundo jura que existe e é claro que sempre fica a desculpa esfarrapada, do tipo que os espíritas oferecem, de que se trata de uma substancia tão tênue que se desmancha no ar, não pode ser detectada e só pode ser emanada no escuro.

Quando o ectoplasma resolve aparecer publicamente iluminado é sempre um escândalo: http://www.ceticismoaberto.com/paranormal/3417/chico-xavier-e-a-fraude-de-otlia-diogo-a-irm-josefa


O senhor de óculos é o Waldo Vieira, criador da conscienciologia.

Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.155
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #306 Online: 07 de Maio de 2012, 19:01:08 »
Citar
Estou muito incomodado com a sua trairagem, de vir supostamente fazendo gracinha em outros tópicos, e eu dando corda, entrando na brincadeira e respondendo a elas, e depois você vem e me apunha-la nas costas dizendo que eu sou um troll.

E vou refletir em responder depois questões mais técnicas em respeitos aos demais que estão acompanhando o tópico. Já que para você só servem como número de "não respostas" para depois me acusar.

O de não-respostas eu não estou contando. O de respostas é fácil pois não saiu do zero.

Citar
O que estou dizendo é que o cérebro interfere na energia quântica e não o contrário. E claro que este é um tema que deve ser melhor desenvolvido em algum tópico sobre consciência, devo ter algumas referências de autores que abordam o tema. E ainda tem os trabalhos sobre consciência artificial.

Seria possível você mostrar como o cérebro interfere na energia quântica? Explicar o que você entende por energia quântica? Publicações sobre o assunto?

Citar
O debate que eu desejo é o que eu estou tendo o verdadeiro e não o que você fica fazendo que é me incriminar para querer me censurar por não estar gostando da qualidade das minhas respostas. E ainda por cima vem me caluniando, dizendo que não estou te respondendo.

Não tem nada a ver com a qualidade das respostas. O problema é que você simplesmente não da respostas, começa com essa choradeira de perseguido e espera que todos esqueçam que tu não respondeu nada. Bom, não vai acontecer.  :)

Citar
Agora estou percebendo que o seu humor é o seu estilo de argumentação já influenciado pelo estilo das redes sociais da internet. Quando você faz alguma brincadeira como esta, você faz com a criança, como explica a psicologia infantil, que leva a sério a brincadeira, como algo real e uma interação importante para o desenvolvimento cognitivo, no caso aqui, da interação virtual. Vou me ater mais a estas suas "iscas".

Ou eu apenas achei engraçado.  :lol:

Citar
E o mesmo se aplica a mim, que dei corda para as suas brincadeira e não dei a importância que isto te implicava em como falar de maneira informal e desrespeitosa para comigo.

Fica claro que nesta sua brincadeira, você insinua que eu sou o troll malvadão que vai deixar os "céticos" irritadíssimos e sem dormir, devido as minhas estripulias de mal debatedor e mau argumentador, que só sabe fugir e teme enfrentar os verdadeiros heróis

Para com esse choro. Se você acha que eu fui desrespeitoso, clica ali em "Denunciar à Moderação", do lado do post desrespeitoso. E eu não "insinuo" absolutamente nada, eu estou falando com todas as letras que sua atitude de se esquivas das perguntas de todos os foristas é sim coisa de crente que está vendo sua religião ser atacada e prefere fugir a responder os questionamentos.

Insinuação é para os fracos.   :P

Citar
Além de eu ter citado o autor, fiz um pequeno resumo de suas colocações. E todas as palavras em  minhas postagens são minhas, inclusive as referências que faço, assim como qualquer artigo científico tem várias referências e nem por isso não tem a sua autoria determinada pelo acadêmico responsável. Sou somente eu quem está utilizando esta conta apenas e não tem mais ninguém com quem a compartilho. Então saiba ler que as palavras contidas nas minhas postagens são minhas e são estas as minhas respotas, que são inclusive quotadas e fazendo referência a postagem que estou respondendo. É assim que funciona um tópico...

Essas foram minhas perguntas:

Citação de: Perguntas
1) Explique o que são "fenômenos ectoplásmicos", como podem ser reproduzidos, para que servem, evidências que existem, etc.
2) Explique a interferência da "energia quântica" na atividade cerebral, explicando o que você entende por energia quântica, quais estudos foram feitos sobre o assunto, onde foram publicados, etc.

Essa foi sua resposta:

Citação de: Resposta
Está é uma boa requisição, significa que está realmente acompanhando o desenrolar do tópico e que pode fazer bom questionamentos, como o Cientista e o Giga já levantaram essas questões.

Mas este é um ponto complexo e difícil, eu mesmo não tenho respostas fáceis e muito menos que possam ser do agrado. A minha principal referência é o físico indiano, Amit Goswami, que está fazendo um sucesso enorme no mundo real, com a divulgação de muitos livros sobre as mais diversas temáticas.

Tem inclusive um bom trabalhos acadêmico sobre ele, produzido em Portugal. Além de seus próprios livros, que apesar do besteirol literário de divulgação científica, entendo que dá para aproveitar algo.

O que já peguei de interessante, e que bate com a conscienciologia, é que ele támbem defende o primado da consciência, que ela é a realidade prioritária. E com relação a reencarnação ele defende um conceito de mônada quântica, para sustentar a manutenção das memórias, num contexto de não localidade, que seria no caso da consciência, o corpo humano.

Em que ponto da sua resposta você respondeu os questionamentos? Você não explicou absolutamente nada do que perguntei, só comentou que um físico indiano está fazendo sucesso com a divulgação de livros sobre diversas temáticas (???).

Citar
Vou começar, como eu gosto e costumo fazer, com uma pesquisa acadêmica da área, para dar uma introdução sobre a importância do autor, através de um pesquisador da Universidade Nova de Lisboa:

-Paulo Nuno Torrão Pinto Martins -  Tese (em Portugal dissertação) de doutorado (doutoramento) em História e Filosofia das Ciências.

Citar
Desde 1930 que têm sido feitas especulações, sobre  a possível “harmonia pré-estabelecida” entre a Mecânica Quântica e as filosofias da Índia, embora essas especulações nunca tenham sido levadas muito longe.
Assim, este trabalho é uma contribuição para um estudo mais profundo deste tema, particularmente verificando se os escritos de Amit  Goswami (pensador educado na tradição Hindu e professor de Física Quântica na Universidade de Oregon (E.U.A.)) ajudam de algum modo a “entender” os célebres paradoxos da Mecânica Quântica quando vistos através da filosofia do idealismo monista.

OK, eu pedi " trabalhos do tal indiano. Publicações dele sobre o assunto em periódicos científicos com peer review, se possível." e você me apresentou a figura. Certo, devidamente apresentados, agora fico no aguardo das publicações.

Citar
Se você pensa assim já deveria saber como reagir não é? E a sua opinião não tem noção com a realidade da minha vivência aqui. Somente respondo quando alguém me questiona e se a resposta não é a esperada, eu não posso fazer nada, ainda mais em se tratando de conscienciologia.

Como já dito, o problema não é que as respostas não são as esperadas, é que não tem resposta nenhuma.

E é engraçado como você parece achar que sua história em um fórum de internet é importante ou relevante para o assunto. Não é.

Citar
E quem define a pertinência e a qualidade do tema? Você? Como você tem a cara de pau de dizer que eu estou perdendo o meu tempo aqui para te responder e você vem me dizer que eu estou te enrolando?

Me respeite, não tenho que ficar tolerando as suas ofensas explícitas sobre mim, mesmo que eu tenha me enganado em você ser alguém boa praça por aqui

A qualidade eu tenho certeza que é unanimidade. Quando alguém pergunta uma coisa do tipo "O que seriam fenômenos ectoplásmicos, como podem ser reproduzidos, etc" e você responde que "tem um indiano fazendo sucesso com livros sobre os mais variados assuntos" a qualidade da resposta está bem clara.

Eu juro que sou uma pessoa legal, só que aparentemente eu estou atacando a sua religião e você não está conseguindo lidar com isso. Se você gostaria que suas "respostas" não fossem questionadas, que todos aceitassem a realidade dos efeitos ectoplásmicos, da interferência do pensamento na energia quântica e das viagens astrais, lamento. E eu vou continuar perguntando até eu ter uma resposta que eu ache satisfatória. Eu dou uma dica do meu grau de exigência para as respostas:

1) estudos sobre o que você afirma ser real (ectoplasmas, viagens astrais, etc), com publicações com peer review em periódicos científicos, testes reproduzindo tais fenômenos em um ambiente controlado e o resultado também indexado em um periódico científico.

2) você deixar claro que as exigências do nº1 não são possíveis e que, portanto, a conscienciologia, hoje (ainda vou lhe dar esse "hoje"), não passa de uma pseudociência sem qualquer respaldo da comunidade científica.

Vamos colocar sua fé à prova.  :)

PS: se se sentir novamente ofendido, reforço o pedido de clicar em "Denunciar à Moderação" e não ficar poluindo suas respostas com reclamações de como eu sou uma pessoa fria e calculista.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #307 Online: 07 de Maio de 2012, 19:09:46 »
Barata Tenno, Moderador Global de Nível Máximo - escreveu:
 
Citar
Você não sabe perceber o significado de uma palavra pelo contexto?

Depende do contexto: o próprio conde drácula era, ou é um dragão. Na medida em actualmente existe um conde drácula descendente do conde drácula, que inspirou o cinema a criar o vampiro ou dragão drácula. 

Justamente por essa razão, é que eu disse ao ilustre conselheiro máximo "Dr. Manhattan", para me descrever que espécie de dragão imaginário ou lendário estava a imaginar.

Eu próprio ando a treinar para dragão, na medida em que simpatizo com os ninjas, em especial o Bruce Lee no seu espectacular filme "A fúria do dragão".

artur
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline Contini

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.610
  • Sexo: Masculino
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #308 Online: 07 de Maio de 2012, 19:34:36 »
Barata Tenno, Moderador Global de Nível Máximo - escreveu:
 
Citar
Você não sabe perceber o significado de uma palavra pelo contexto?

Depende do contexto: o próprio conde drácula era, ou é um dragão. Na medida em actualmente existe um conde drácula descendente do conde drácula, que inspirou o cinema a criar o vampiro ou dragão drácula. 

Justamente por essa razão, é que eu disse ao ilustre conselheiro máximo "Dr. Manhattan", para me descrever que espécie de dragão imaginário ou lendário estava a imaginar.

Eu próprio ando a treinar para dragão, na medida em que simpatizo com os ninjas, em especial o Bruce Lee no seu espectacular filme "A fúria do dragão".

artur


Resumindo: Não!  :lol:
"A idade não diminui a decepção que a gente sente quando o sorvete cai da casquinha"  - anonimo

"Eu não tenho medo de morrer, só não quero estar lá quando isso acontecer"  - Wood Allen

    “O escopo da ciência é limitado? Sim, sem dúvida: limitado a tratar daquilo que existe, não daquilo que gostaríamos que existisse.” - André Cancian

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #309 Online: 07 de Maio de 2012, 19:41:40 »
Correio - escreveu:

Citar
Sr. Lusitano, não estaria a pessoa do Sr. Dr. Manhattan falando de algo imaginável? Trocando por miúdos, um dragão no sentido popular da figura? Nisto, a colocação do Físico não deixa margem para algo real, concorda?


Sim, concerteza que concordo, caro Correio... :) Mas como eu sei, que existem "dragões" reais, porque é que eu deverei dar relevância a "dragões" irreais, imaginados por um conselheiro máximo, licenciado em física? :|

Justamente, porque eu me auto-investigo - como postei no relato da experiência que efectuei, depois de ler um livro de "raja-ioga" -  quer seja considerada uma actividade científica, por parte dos académicos ou não, é que considerei que o respeitável "dr. Manhattan" fala por enigmas, ao querer misturar "alhos com bugalhos", comparando a sua fantasia dracológica, com experiências honestas no campo de pesquisa dos fenómenos de consciência. :)

artur
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #310 Online: 07 de Maio de 2012, 19:46:23 »
Contini, forista de Nível Máximo - escreveu:
 
Citar
Citar
o próprio conde drácula era, ou é um dragão. Na medida em actualmente existe um conde drácula descendente do conde drácula, que inspirou o cinema a criar o vampiro ou dragão drácula. 

Justamente por essa razão, é que eu disse ao ilustre conselheiro máximo "Dr. Manhattan", para me descrever que espécie de dragão imaginário ou lendário estava a imaginar.

Eu próprio ando a treinar para dragão, na medida em que simpatizo com os ninjas, em especial o Bruce Lee no seu espectacular filme "A fúria do dragão".

artur


Resumindo: Não! :lol:

Não, o quê...? :|

artur

 
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #311 Online: 07 de Maio de 2012, 19:59:34 »
Gigaview - escreveu:

Citar
Fiquei aqui pensando o que o Carl Sagan responderia ao Lusa. Pensando bem, acho que não responderia nada.

E o que é que haveria de responder?

Citar
Não deixa de ser engraçado ver um mestre da ambiguidade do paralogismo comparado se comportar como uma mente cartesiana detalhista.


É muita amabilidade e simpatia da sua parte, mimosear-me com o título de "mestre", mesmo numa área tão controversa como seja o "paralogismo comparado"; área essa, que eu de facto investigo, justamente em honra de Descartes. :) :arrow: :ok:

artur   
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #312 Online: 07 de Maio de 2012, 20:44:44 »
Correio - escreveu:

Citar
Sr. Lusitano, não estaria a pessoa do Sr. Dr. Manhattan falando de algo imaginável? Trocando por miúdos, um dragão no sentido popular da figura? Nisto, a colocação do Físico não deixa margem para algo real, concorda?


Sim, concerteza que concordo, caro Correio... :) Mas como eu sei, que existem "dragões" reais, porque é que eu deverei dar relevância a "dragões" irreais, imaginados por um conselheiro máximo, licenciado em física? :|

Justamente, porque eu me auto-investigo - como postei no relato da experiência que efectuei, depois de ler um livro de "raja-ioga" -  quer seja considerada uma actividade científica, por parte dos académicos ou não, é que considerei que o respeitável "dr. Manhattan" fala por enigmas, ao querer misturar "alhos com bugalhos", comparando a sua fantasia dracológica, com experiências honestas no campo de pesquisa dos fenómenos de consciência. :)

artur

(SUSPIRO)

Lusitano: fiz uma analogia. Usei o exemplo dos dragões (no sentido de lagartos voadores gigantes que soltam fogo pela boca) por se  tratarem de seres lendários para os quais não existem evidências de sua existência. Se você quiser, pode trocar os dragões por duendes, fadas ou centauros. Não importa. O que importa é que em todos esses casos não existem evidências objetivas da sua existência. Estou usando as palavras com cuidado: o fato de alguem "sentir a presença" de uma fada, julgar ouvir o bater de asas de um dragão ou acreditar sinceramente em duendes não constitui evidência objetiva. Da mesma forma, não existem evidências objetivas dos fenômenos postulados pela conscienciologia. Isso não quer dizer que estejamos querendo lhe impedir de acreditar. Não me importo se você acredita em fadas ou em Harry Potter ou o que seja. Você só não tem o direito de chamar isso de ciência. E não importa o quão sinceros sejam os que fazem as tais experiências conscienciologentas. Eles não estão fazendo ciência.
Estão fazendo pseudociência.

Entendeu?
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.136
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #313 Online: 07 de Maio de 2012, 21:47:41 »
Depois dessa, se o Lusa voltar ao devaneio off topic sobre dragões vai ficar claro que é trollagem.
Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.136
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #314 Online: 07 de Maio de 2012, 22:01:34 »
Citar
Citar

Citar
    Vou começar, como eu gosto e costumo fazer, com uma pesquisa acadêmica da área, para dar uma introdução sobre a importância do autor, através de um pesquisador da Universidade Nova de Lisboa:

    -Paulo Nuno Torrão Pinto Martins -  Tese (em Portugal dissertação) de doutorado (doutoramento) em História e Filosofia das Ciências.

    Citar

       
Citar
Desde 1930 que têm sido feitas especulações, sobre  a possível “harmonia pré-estabelecida” entre a Mecânica Quântica e as filosofias da Índia, embora essas especulações nunca tenham sido levadas muito longe.
        Assim, este trabalho é uma contribuição para um estudo mais profundo deste tema, particularmente verificando se os escritos de Amit  Goswami (pensador educado na tradição Hindu e professor de Física Quântica na Universidade de Oregon (E.U.A.)) ajudam de algum modo a “entender” os célebres paradoxos da Mecânica Quântica quando vistos através da filosofia do idealismo monista.

OK, eu pedi " trabalhos do tal indiano. Publicações dele sobre o assunto em periódicos científicos com peer review, se possível." e você me apresentou a figura. Certo, devidamente apresentados, agora fico no aguardo das publicações.

Para quem não sabe, Amit Goswami é talvez o mais famoso picareta quântico da atualidade.
 http://ccientifica.blogspot.com.br/2008/04/picaretagem-quntica.html
Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline Adriano

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.672
  • Sexo: Masculino
  • Ativismo quântico
    • Filosofia ateísta
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #315 Online: 07 de Maio de 2012, 22:17:48 »
Para com esse choro. Se você acha que eu fui desrespeitoso, clica ali em "Denunciar à Moderação", do lado do post desrespeitoso.
Essa conversa sobre regras não me basta. Se é para apelar para regras eu já estou tornando a minha atitude mais ampla e mostrando que você está mechendo com a minha honra pessoal, com a minha reputação. E isto não está restrito a simples questão da forma que a moderação administra o site e sim com a justiça.

Se você está com problemas pessoais devido a pessoas próximas cometerem homicídios, eu não tenho nada a ver com isto, não venha descontar em mim suas frustrações e preocupações.

E eu não "insinuo" absolutamente nada, eu estou falando com todas as letras que sua atitude de se esquivas das perguntas de todos os foristas é sim coisa de crente que está vendo sua religião ser atacada e prefere fugir a responder os questionamentos.

Insinuação é para os fracos.   :P
Eu estou respondendo a todos os foristas do tópico, na medida do possível. E posso comprovar isto, talvez não para os proprietários e os respectivos responsáveis pela administração e moderação do site. A justiça da moderação é para os fracos, eu estou dentro da lei e protegendo o meu nome.

O de não-respostas eu não estou contando. O de respostas é fácil pois não saiu do zero.
Isto aqui é uma ofensa, e eu não vou denunciar a moderação, pois tem até moderador debatendo comigo, não é possível que não percebam a minha insatisfação com a sua descortês para comigo.


Não tem nada a ver com a qualidade das respostas. O problema é que você simplesmente não da respostas, começa com essa choradeira de perseguido e espera que todos esqueçam que tu não respondeu nada. Bom, não vai acontecer.  :)
Não mesmo, não participo de um ambiente hostil, onde acham que eu sou algum palhaço para ficar me tratando de qualquer jeito.

Para com esse choro. Se você acha que eu fui desrespeitoso, clica ali em "Denunciar à Moderação", do lado do post desrespeitoso.
É mais fácil eu tomar alguma ação judicial contra a moderação por permitir o seu tipo de comportamento do que eu solicitar alguma ajuda para eles por algo tão explícito assim. Eu já sei as regras e estou as cumprindo. E eu sei a lei e quero que cumpram.

E eu não "insinuo" absolutamente nada, eu estou falando com todas as letras que sua atitude de se esquivas das perguntas de todos os foristas é sim coisa de crente que está vendo sua religião ser atacada e prefere fugir a responder os questionamentos.

Insinuação é para os fracos.   :P
Eu é que estou atacando a crença de vocês, de se acharem céticos e ficar me atacando pessoalmente para fugir de um debate honesto e qualificado com os temas que estão surgindo. Eu mesmo gostaria que a conversa fosse melhor conduzida, mas me parece que não...

Em que ponto da sua resposta você respondeu os questionamentos? Você não explicou absolutamente nada do que perguntei, só comentou que um físico indiano está fazendo sucesso com a divulgação de livros sobre diversas temáticas (???).
Estou aqui para debater, não para ensinar. Eu já disse que até tendo ser o mais didático possível, mas isto não depende apenas de mim. E no meu caso é pior, tem uma alavanche de pseudo-céticos revoltados por eu ter utilizado a palavra "quântica". Será que é um termo sagrado e que não pode ser discutido? Por que a física aqui, parece que é, somente recursos de autoridade na jogara, carreira profissional e tudo o mais, já ganhei como funciona aqui.

OK, eu pedi " trabalhos do tal indiano. Publicações dele sobre o assunto em periódicos científicos com peer review, se possível." e você me apresentou a figura. Certo, devidamente apresentados, agora fico no aguardo das publicações.
Os livros dele são de ampla divulgação na internet. O único problema é estar no Índex de publicações proibidas do fCC.

Como já dito, o problema não é que as respostas não são as esperadas, é que não tem resposta nenhuma.
Eu estou respondendo a todo o fCC. E no caso, você é um exemplo para mostrar a todos o que eu considero como resposta minha, inclusive a moderação, que também tende a entender que eu estou aqui com más intenções.

E é engraçado como você parece achar que sua história em um fórum de internet é importante ou relevante para o assunto. Não é.
Você já me disse que não dá a mínima para a minha individualidade. Mas na justiça brasileira tem os chamados direitos de personalidade. O fCC faz parte da minha vida, todo mundo que me conhece sabe sobre o fórum da internet que sempre comento, levo as minhas discussões daqui para outros ambientes de convivência. Sou muito ligado a essa porra toda aqui. Espero que você esteja me ajudando a largar essa droga  :biglol:

Também estou de saco cheio de vocês  :P

A qualidade eu tenho certeza que é unanimidade.
Unanimidade para quem? Talvez para você e seus queridos amigos moderadores que devem te orientar, quando não vem eles mesmo desrespeitar as próprias regras que deveriam dar o exemplo.

Quando alguém pergunta uma coisa do tipo "O que seriam fenômenos ectoplásmicos, como podem ser reproduzidos, etc" e você responde que "tem um indiano fazendo sucesso com livros sobre os mais variados assuntos" a qualidade da resposta está bem clara.
É só o que posso explicar cara, estou me esforçando, dando o máximo, indo contra a todos, e o assunto está avançando, está dando repercussão e polêmicas, com hostilidades para o meu lado.

E o último moderador que discutiu comigo neste mesmo tópico, sendo que o outro foi trancado a revelia por um que também estava discutindo comigo, me exigiu que eu meu projetasse na casa dele para fazer um experimento sobre o controle dele. E ainda vem me dizer que não estava como moderador, naquela típica atitude de debater com o "desinformado" e mostrar a ele como funciona a verdade científica a assim punir o condenado, vulgo "crente".


Vamos colocar sua fé à prova.  :)

PS: se se sentir novamente ofendido, reforço o pedido de clicar em "Denunciar à Moderação" e não ficar poluindo suas respostas com reclamações de como eu sou uma pessoa fria e calculista.
É claro que eu me sinto extremamente ofendido com essa provocação barata. Mas quem está colocando a prova alguma fé aqui sou eu. E esta é a fé que vocês tem de serem os caçadores de crentes da internet.

Em que ponto da sua resposta você respondeu os questionamentos?
E desde quando você está fazendo algum questionamento honesto? Está apenas querendo me desestabilizar e me descontrolar através de um comportamento típico do fórum, que é de querer perseguir o crente ideal e depois mostrar para ele que não é um bom crente e sim um crente descortês. E assim bani-lo.

Você não explicou absolutamente nada do que perguntei, só comentou que um físico indiano está fazendo sucesso com a divulgação de livros sobre diversas temáticas (???).
Na verdade eu nem sei explicar isso mesmo. Não sou versado em física, como todos sabem. Na verdade eu apenas conjecturei uma hipótese sobre a questão ser quântica. Sendo assim, o caminho para mim é esta referência que faço a séculos por aqui. Então também não é nenhuma novidade.

OK, eu pedi " trabalhos do tal indiano. Publicações dele sobre o assunto em periódicos científicos com peer review, se possível." e você me apresentou a figura. Certo, devidamente apresentados, agora fico no aguardo das publicações.
Você não entendeu nada do que eu disse mesmo. Estou defendendo a questão jurídica de um novo paradigma, e isto através da institucionalização e expansão internacional da conscienciologia. Já temos as nossas próprias publicações. E no caso deste físico, ele está bombando de públicações nas livrarias, abordando a questão quântica em vários aspectos, até mesmo na evolução. Já saiu do cenário acadêmico, virou figura pública, da mídia, tendo até um filme no cinema em que participou. Eu só gostaria de tentar aproveitar para entender melhor a sua teoria. E a tese que fiz referência é um bom trabalho que considero ajudar.
Princípio da descrença.        Nem o idealismo de Goswami e nem o relativismo de Vieira. Realismo monista.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.714
  • Sexo: Masculino
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #316 Online: 07 de Maio de 2012, 22:24:18 »
A qualidade eu tenho certeza que é unanimidade.
Unanimidade para quem? Talvez para você e seus queridos amigos moderadores que devem te orientar, quando não vem eles mesmo desrespeitar as próprias regras que deveriam dar o exemplo.
[...]

Caro Adriano.

Na postagem #315 voce se superou em ilações sobre a conduta moral e a honestidade da Moderação, como pode ser visto no excerto supra.

Vou trancar o tópico por algum tempo e pedir a voce que re-considere as suas palavras, inclusive as que foram feitas em tom de ameaça.
Foto USGS

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.714
  • Sexo: Masculino
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #317 Online: 08 de Maio de 2012, 07:56:37 »
Tópico re-aberto.

A despeito do forista Adriano ter, em tese, se auto-excluído do fórum eu peço a ele (caso venha a ler esta postagem) e aos demais foristas que se atenham apenas às discussões sobre o tema do tópico, sem ataques pessoais e ou ilações contra terceiros.
Foto USGS

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #318 Online: 08 de Maio de 2012, 09:06:58 »
Gigaview - escreveu:

Citar
Depois dessa, se o Lusa voltar ao devaneio off topic sobre dragões vai ficar claro que é trollagem.

Caríssimo: discordo em absoluto da sua insultante afirmação. Até porque não passa d'estratégia de denunciante, para manipular os outros foristas e a moderação.

Segundo a netiqueta, uma das tácticas do troll típico - é intimidar os outros foristas - acusando-os de trollagem, para desviar as atenções sobre o seu comportamento característicamente trollístico.

Você atribuiu-me o grau de mestre da ambiguidade: eu adjectivo-o com o grau de mestre em trollismo, apesar da moderação aparentemente não se aperceber, desse intrigante facto.

artur
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #319 Online: 08 de Maio de 2012, 09:49:05 »
Dr. Manhattan, Conselheiro de Nível Máximo - escreveu:

Citar
Citar
eu escrevi:

Sim, concerteza que concordo, caro Correio...  Mas como eu sei, que existem "dragões" reais, porque é que eu deverei dar relevância a "dragões" irreais, imaginados por um conselheiro máximo, licenciado em física? 

Justamente, porque eu me auto-investigo - como postei no relato da experiência que efectuei, depois de ler um livro de "raja-ioga" -  quer seja considerada uma actividade científica, por parte dos académicos ou não, é que considerei que o respeitável "dr. Manhattan" fala por enigmas, ao querer misturar "alhos com bugalhos", comparando a sua fantasia dracológica, com experiências honestas no campo de pesquisa dos fenómenos de consciência.

artur


(SUSPIRO)

Lusitano: fiz uma analogia. Usei o exemplo dos dragões (no sentido de lagartos voadores gigantes que soltam fogo pela boca) por se  tratarem de seres lendários para os quais não existem evidências de sua existência.

Se você quiser, pode trocar os dragões por duendes, fadas ou centauros. Não importa. O que importa é que em todos esses casos não existem evidências objetivas da sua existência.

Estou usando as palavras com cuidado: o fato de alguem "sentir a presença" de uma fada, julgar ouvir o bater de asas de um dragão ou acreditar sinceramente em duendes não constitui evidência objetiva.
 
Da mesma forma, não existem evidências objetivas dos fenômenos postulados pela conscienciologia. Isso não quer dizer que estejamos querendo lhe impedir de acreditar.

Não me importo se você acredita em fadas ou em Harry Potter ou o que seja. Você só não tem o direito de chamar isso de ciência. E não importa o quão sinceros sejam os que fazem as tais experiências conscienciologentas. Eles não estão fazendo ciência.

Estão fazendo pseudociência.

Entendeu?

Suspire - caro conselheiro máximo - "dr. manhattan"... Claro que entendi... :!: :arrow: :sleepy:

Usando as palavras com propriedade, existem pessoas que na actualidade, se auto-intitulam bruxas e fadas; e fazem disso profissão, mais ou menos rendosa, como fazem os médicos licenciados em medicina académica.

As mesmas palavras, definem dois tipos de entidades: seres humanos reais e actuais, mesmo que sejam farsantes, e seres mitológicos que só existem no imaginário literário, comos esses das histórias de "Harry Potter", que você tão convenientemente mencionou.

Portanto, não vejo legitimidade para um cientista, utilizar hiperbolismos fantasiosos, mais ou menos bizarros, para contradizer a metodologia científica dos investigadores e praticantes de projecciologia, quando afinal eles afirmam que também utilizam o método científico, nas suas experiências...
 
Se você como pessoa versada em ciência e se calhar, praticante de algum tipo de experimentação científica, acreditada académicamente, fala por metáforas - para desacreditar o método científico empregado pelos pesquisadores da área de conscienciologia, - comparando-o com o método científico empregado por você, ou pelos seus pares em experimentação físico-quimica, então eu digo que você está a brincar aos alhos & aos bugalhos. :idea:

artur

 
« Última modificação: 08 de Maio de 2012, 09:54:32 por lusitano »
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #320 Online: 08 de Maio de 2012, 10:15:38 »
Não são hipérboles. São analogias simples, para tentar explicar certos conceitos básicos de ciência (que você aparenta não entender) e para tentar lhe explicar a diferença entre ciência e pseudociência. A conscienciologia ser uma pseudociência não é questão de opinião. Não é birra minha. Não é uma conspiração contra a conscienciologia. É um fato. Da mesma forma que a astrologia não é ciência. Não estou tentando difamar a conscienciologia, estou apenas lhe informando que ela é uma pseudociência. 

E a propósito: isso não tem nada a ver com minha formação ou o meu trabalho. Muito menos com o fato de eu ser conselheiro do fCC. Qualquer pessoa com o mínimo de conhecimento do método científico poderia lhe dizer o mesmo. Peço que você evite ficar fazendo esse tipo de ilação.
« Última modificação: 08 de Maio de 2012, 10:21:23 por Dr. Manhattan »
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.155
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #321 Online: 08 de Maio de 2012, 12:09:57 »
Citar
Essa conversa sobre regras não me basta. Se é para apelar para regras eu já estou tornando a minha atitude mais ampla e mostrando que você está mechendo com a minha honra pessoal, com a minha reputação. E isto não está restrito a simples questão da forma que a moderação administra o site e sim com a justiça.

Se você está com problemas pessoais devido a pessoas próximas cometerem homicídios, eu não tenho nada a ver com isto, não venha descontar em mim suas frustrações e preocupações.

"Ofendendo sua honra pessoal"? A única coisa que eu estou realmente agredindo aqui é a conscienciologia. Se você não responde as perguntas em relação ao assunto e se sente ofendido quando eu insisto em perguntar e insistir por evidências, lamento. Eu acho que você até devia agradecer. Quando alguém se sente ofendido quando ofendem suas crenças, sempre é um bom sinal de que algo está errado. Você deveria usar toda essa energia para pensar no assunto.

E quem cometeu homicídio foi um "vizinho da minha tia". Eu mal conhecia o rapaz. Mas frustração é uma boa palavra para definir o que você está transparecendo sentir agora. Eu até consigo entender, achou que seria fácil: "Vou lá no CC, falou sobre a realidade da viagem astral, dos fenômenos ectoplásmicos, e quando começarem a fazer perguntas incômodas, eu enrolo, desvio do assunto e me faço de vítima até esquecerem o que perguntaram".  Sinto muito por não colaborar.

Citar
Eu estou respondendo a todos os foristas do tópico, na medida do possível. E posso comprovar isto, talvez não para os proprietários e os respectivos responsáveis pela administração e moderação do site. A justiça da moderação é para os fracos, eu estou dentro da lei e protegendo o meu nome.

Adriano, simplesmente clicar em "Responder" e escrever desculpas e não explicar nada do que é perguntando não significa que você realmente "respondeu" ao que foi questionado.  Quando alguém pergunta "O que são fenômenos ectoplásmicos e como você pode provar a existência do mesmo?" e você responde "É muito complicado de explicar e o método científico moderno não é suficiente para sua compreensão." isso não é uma "resposta", é uma desculpa, uma saída pela tangente. Capiche?

Citar
Isto aqui é uma ofensa, e eu não vou denunciar a moderação, pois tem até moderador debatendo comigo, não é possível que não percebam a minha insatisfação com a sua descortês para comigo.

Não, não é uma ofensa. É que estamos contando de maneiras diferentes: você conta as desculpas e saídas pela tangente como resposta, eu não. Apenas divergência de métodos.  :lol:

Citar
É mais fácil eu tomar alguma ação judicial contra a moderação por permitir o seu tipo de comportamento do que eu solicitar alguma ajuda para eles por algo tão explícito assim. Eu já sei as regras e estou as cumprindo. E eu sei a lei e quero que cumpram.

 :stunned:

Citar
Estou aqui para debater, não para ensinar.


Então debata, não fique dando desculpas.

Citar
Eu já disse que até tendo ser o mais didático possível, mas isto não depende apenas de mim. E no meu caso é pior, tem uma alavanche de pseudo-céticos revoltados por eu ter utilizado a palavra "quântica". Será que é um termo sagrado e que não pode ser discutido? Por que a física aqui, parece que é, somente recursos de autoridade na jogara, carreira profissional e tudo o mais, já ganhei como funciona aqui.

Claro que pode ser discutido. Mas quando perguntado sobre o que você entende por energia quântica e como a consciência interfere na mesma, o que você discutiu, mesmo? Pois é.

Citar
Você já me disse que não dá a mínima para a minha individualidade. Mas na justiça brasileira tem os chamados direitos de personalidade. O fCC faz parte da minha vida, todo mundo que me conhece sabe sobre o fórum da internet que sempre comento, levo as minhas discussões daqui para outros ambientes de convivência. Sou muito ligado a essa porra toda aqui. Espero que você esteja me ajudando a largar essa droga 

Também estou de saco cheio de vocês

É só um fórum de internet. Não o leve tão a sério.

Citar
Unanimidade para quem? Talvez para você e seus queridos amigos moderadores que devem te orientar, quando não vem eles mesmo desrespeitar as próprias regras que deveriam dar o exemplo.

Quando eu disse unanimidade, é com certeza a impressão que me passou. Não vi realmente ninguém, que estava discutindo com você, satisfeito com as suas respostas. Você pode apontar alguém?

E, sim, nos reunimos diariamente, eu e os moderadores, sobre o próximo passo de como discutir com o Adriano. Você consegue notar a que ponto chegou a tua mania de perseguição? Isso não deve ser bom pra saúde.

Citar
É só o que posso explicar cara, estou me esforçando, dando o máximo, indo contra a todos, e o assunto está avançando, está dando repercussão e polêmicas, com hostilidades para o meu lado.

Adriano, sinceramente, a hostilidade é toda voltada para a conscienciologia e o jeito que você está levando a discussão. Não existe nenhuma hostilidade à sua pessoa, pelo menos da minha parte.

Só que sinceramente, se o máximo que você pode fazer são evidências anedóticas, reclamar do método científico e fugir do assunto quando lhe pedem evidências, talvez aqui não seja um bom lugar para você debater sobre o assunto. As pessoas vão continuar questionando, vão continuar lhe pedindo evidências, e não importa quantas vezes você repita que é verdadeiro e que o método científico é impróprio para tratar do assunto, isso não vai se tornar verdade nem vai convencer ninguém pelo cansaço.

Citar
E o último moderador que discutiu comigo neste mesmo tópico, sendo que o outro foi trancado a revelia por um que também estava discutindo comigo, me exigiu que eu meu projetasse na casa dele para fazer um experimento sobre o controle dele. E ainda vem me dizer que não estava como moderador, naquela típica atitude de debater com o "desinformado" e mostrar a ele como funciona a verdade científica a assim punir o condenado, vulgo "crente".

Tirando o problema seu com o moderador, eu realmente não sei porque alguém não provaria para o mundo que está certo. Claro, eu sei porque ninguém se projeta pra lugar nenhum, é porque simplesmente não existe projeção astral, mas eu digo se existisse. Se eu tivesse estudando o assunto e tivesse a chance de revolucionar a física e o mundo como o conhecemos, eu iria correndo me projetar em tudo que é lugar e provar ao mundo. Claro, depois de eu ter aproveitado me projetando em vestiários femininos, no Congresso Nacional para descobrir segredos sujos e assim chantagear políticos para conseguir fundos para meus planos de dominação mund...ei, espera...é por isso que...OH MEU DEUS!!

Citar
É claro que eu me sinto extremamente ofendido com essa provocação barata. Mas quem está colocando a prova alguma fé aqui sou eu. E esta é a fé que vocês tem de serem os caçadores de crentes da internet.

Se você diz.  :)

Citar
E desde quando você está fazendo algum questionamento honesto? Está apenas querendo me desestabilizar e me descontrolar através de um comportamento típico do fórum, que é de querer perseguir o crente ideal e depois mostrar para ele que não é um bom crente e sim um crente descortês. E assim bani-lo.

Sim, estou querendo lhe desestabilizar pedindo por evidências. Você descobriu meu plano maligno.

Citar
Na verdade eu nem sei explicar isso mesmo. Não sou versado em física, como todos sabem. Na verdade eu apenas conjecturei uma hipótese sobre a questão ser quântica. Sendo assim, o caminho para mim é esta referência que faço a séculos por aqui. Então também não é nenhuma novidade.

Você podia ter dito bem antes que não sabia explicar o que estava falando, nos teria poupado bastante tempo.

Engraçado como tudo hoje em dia é quântico.  :P

Citar
Você não entendeu nada do que eu disse mesmo. Estou defendendo a questão jurídica de um novo paradigma, e isto através da institucionalização e expansão internacional da conscienciologia.

E qual é o paradigma?

Citar
E no caso deste físico, ele está bombando de públicações nas livrarias, abordando a questão quântica em vários aspectos, até mesmo na evolução. Já saiu do cenário acadêmico, virou figura pública, da mídia, tendo até um filme no cinema em que participou.

Livros espiritas bombam. Livros de auto-ajuda bombam. Livros de como enriquecer bombam. Um livro bombar não me diz absolutamente nada. Eu quero saber é se o trabalho dele tem algum embasamento. Se foi revisto pelos seus pares, se passou pelo crivo de outros cientistas. Eu não dou a mínima se ele é famoso ou não.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Contini

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.610
  • Sexo: Masculino
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #322 Online: 08 de Maio de 2012, 12:36:28 »
[quoteVocê não sabe perceber o significado de uma palavra pelo contexto? [/quote]


 
"A idade não diminui a decepção que a gente sente quando o sorvete cai da casquinha"  - anonimo

"Eu não tenho medo de morrer, só não quero estar lá quando isso acontecer"  - Wood Allen

    “O escopo da ciência é limitado? Sim, sem dúvida: limitado a tratar daquilo que existe, não daquilo que gostaríamos que existisse.” - André Cancian

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #323 Online: 08 de Maio de 2012, 16:36:01 »
Contini - escreveu:

Citar
Você não sabe perceber o significado de uma palavra pelo contexto?

Depende do modo como você apresenta o contexto; a lenda dos dragões, presta-se às mais variadas leituras.

Por isso eu disse-lhe que a família "drácula" é uma família de dragões: porque em termos mitológicos, não são só as químeras, que geraram esse género de fantasia.

Tudo depende das culturas e dos povos.

Portanto, se você invocar o "dragão invisível" da garagem de Carl Sagan, nada me autoriza a acreditar que você está a imaginar uma avantesma antediluviana, parecido com um jacaré, asas de morcego, cauda em ponta de forquilla, seis patas, sete olhos e capaz de expelir fogo pelas narinas.

Porque eu conheço histórias bestiais, em que os dragões, são muito diferentes.

Ademais já vi um filme - em que uma "espécie" de dragão - não tinha asas, não se parecia com um caimão e para voar, expulsava violentemente pelo recto anal, um poderoso jacto de gases chamejantes.  :)   

Para determinados cristãos, satanás o diabo, é a origem do mito "dracológico" por excelência.

Logo quando alguém me fala num dragão invisível, pode espontaneamente vir-me à ideia, que se está a referir a lucífer, o suposto anjo rebelde de joevá; ou até a um vampiro cinematográfico, inspirado na família drácula.

Podendo mesmo ser um super-operacional das forças militares especiais, especialista em camuflagem, como fazem os chocos, as lulas e os polvos.

Será, que nos mitos e lendas de todas as culturas, há uma criatura dracológica que em termos universais e consensuais, não sugira ambiguidade formal, de tal modo que quando você ouvir ou ler a palavra dragão, surge-lhe instantaneamente na mente, a imagem dum crocodilo voador, com hálito de cratera vulcânica? :|

artur
« Última modificação: 08 de Maio de 2012, 16:41:11 por lusitano »
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline Contini

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.610
  • Sexo: Masculino
Re:Larguei a consciênciologia
« Resposta #324 Online: 08 de Maio de 2012, 16:45:43 »
Resumindo, não sabe...
"A idade não diminui a decepção que a gente sente quando o sorvete cai da casquinha"  - anonimo

"Eu não tenho medo de morrer, só não quero estar lá quando isso acontecer"  - Wood Allen

    “O escopo da ciência é limitado? Sim, sem dúvida: limitado a tratar daquilo que existe, não daquilo que gostaríamos que existisse.” - André Cancian

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!