Autor Tópico: Kardec arrependeu-se do Espiritismo?  (Lida 33184 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Marcos Arduin

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 147
Re:Kardec arrependeu-se do Espiritismo?
« Resposta #650 Online: 10 de Novembro de 2016, 11:37:32 »
Os espíritas não dispõem de casos recentes das coisas que os médiuns do passado viviam fazendo a torto e a direito. É por isso que sempre voltam no tempo para buscar apoio para suas crenças absurdas.

E fazendo isso passam a acreditar em tudo simplesmente porque está escrito nos anais do espiritualismo. Esquecem que aqueles casos empoeirados, com mais de 100 anos, foram quase todos casos de fraude e que os poucos casos em que a fraude não foi detectada deixaram muitas dúvidas e suspeitas e nenhuma certeza científica sobre a natureza dos fenômenos observados.

Na verdade o fenômeno "real" é apenas uma parte da crença espiritóide, pois não podemos nos esquecer que o folclore que envolve o fenômeno também precisa de muita fé e de repetição ad nauseam. Dentre os mantras principais podemos citar a crença na absoluta seriedade dos "cientistas" envolvidos, na existência e observância de procedimentos de controle perfeitos, no reconhecimento de casos anedóticos como evidências robustas para atestar convenientemente aspectos "científicos" dos fenômenos.

Como o médium não era surpreendido em fraude os espiritualistas devem portanto acreditar que se trata da manifestação de um fenômeno genuíno. A fé folclórica na perfeição dos aparatos experimentais e metodológicos sempre se mostra suficiente para afastar qualquer dúvida ou incerteza sobre a legitimidade do fenômeno, mesmo diante da possibilidade significativa de mais uma fraude bem sucedida realizada por um médium embusteiro costumas.

Esses casos do passado a rigor não servem para nada que não esteja relacionado com a história da fraude no espiritualismo e se pretendem provar alguma coisa só pode ser que o espiritualismo começou e prosperou como fraude.

Pois é. Os céticos não têm qualquer argumento relevante para refutar os ditos experimentos e recorrem ade nausebundo a frases como "na grande maioria dos casos foi detectada fraude e onde não foi deixaram tantas dúvidas..." Mas os céticos não sabem demonstrar seus pontos de vista. Exigem que CREIAMOS nos casos anedóticos que nos apresentam como prova de que o espiritualismo prosperou como fraude... Uma pena.

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Kardec arrependeu-se do Espiritismo?
« Resposta #651 Online: 10 de Novembro de 2016, 13:54:38 »
3 - Ôh! Você não leu os textos para variar. As janelas foram TRANCADAS E LACRADAS, assim como a porta que dava acesso à biblioteca. NÃO TINHA COMO UM CÚMPLICE ENTRAR SEM QUE SUA INTROMISSÃO FICASSE REVELADA.

Peraí!!! Você está me dizendo que seria ÍMPOSSÍVEL destrancar uma porta ou janela do séc. XIX (QUE NÃO TINHAM ALARMES E SISTEMAS DE SEGURANÇA) de uma residência tomada pelo breu??????  Foi isso mesmo que quis dizer???
Ora, nem precisa ter certificado de chaveiro para isso, Arduinho, ainda mais em se tratando de uma expert em trapaças!!!!!  HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA...


Citar
4 - Se os céticos não sabem explicar, então usem daquela frase humilhante e constrangedora que é: não sei. Mas quando ficam inventando um monte de mentiras e babaquices na tentativa de nos convencer de fraude, mais obsediado eu fico.

Árduinho, CAI NA REAL!!!!!!!  Ninguém NUNCA irá te convencer.  A única ''''''explicação'''''' que você quer é: ESPÍRITOS!!!!!  Daí fica impossível discutir com... fanáticos!!!!!


Citar
5 - Ah! Então o Home enganou o Crookes com uma minúscula gaita escondida no bigode? Conta melhor essa história. Mas veja bem: tem de ser uma confissão PÚBLICA, feita em pessoa pelo mesmo, publicada em tais e quais jornais, etc e tal. Porque se for outra daquelas suposições céticas... Aliás, a Juliana Hildago escreveu uma tese sobre o assunto que até foi publicada na forma de livro. Sabia você, Alqui, que não foi esse o ÚNICO experimento que Crookes fez com o Home? Outros foram feitos e a Juliana, na impossibilidade de descrever uma fraude, viu-se obrigada a sair com frases como: _ (...) usou de algum truque (desconhecido)... Sorte dela que eu não fui membro da sua banca.

É isso aí!!! Viu só como você desconhece a biografia dos grandes trapaceiros??!!!
Depois que o Home morreu, encontraram entre seus pertences a tal gaitinha. Vai pesquisar!!!   


Citar
6 - Pena que hoje em dia não existem mais mágicos e mestres de trapaça capazes de ler o que os cientistas publicaram em suas pesquisas com os médiuns e aí demonstrarem que fazendo assim, assado, frito e cozido, poderiam ser reconstruídos os resultados que os ditos cientistas observaram...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...

Tá por fora!!! Até hoje existem trapaceiros que se usam de ilusionismo, ou mesmo ilusionistas que ainda apresentam as mesmas bobagens de materializações de ''espíritos'' em cabines.
EU mesmo conseguiria fazer o que a Eva fez nas mesmas condições (ou até melhor!!!!). Minha única exigência seria que na residência não tivessem câmeras, travas e alarmes nas portas e janelas, pra ficar igualzinho ao séc. XIX.

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA...   

1 - Conforme está no relatório, a porta e janelas da biblioteca foram lacradas com fitas adesivas e pingos de cera marcadas com anéis de sinete (sabe o que é isso?). Isso NÃO impediria um cúmplice de entrar ou sair dela porém... As fitas seriam rompidas e os pingos de cera também e o intruso NÃO TERIA como refazer esses lacres. Aí quando entrassem na biblioteca, o pessoal perceberia que houve violação e aí o experimento seria declarado INVÁLIDO. Sacou?

2 - Errado: eu quero é que o pessoal cético, que insiste que TUDO era fraude do início ao fim, apresente-me as demonstrações de fraude que seriam possíveis de terem sido feitas na ocasião, em tais e quais experimentos.

3 - Ah é? Então me diga quem fez o levantamento de seus pertences e onde isso está registrado. E me diga como foi que essa gaitinha permitiu a Home fraudar os outros experimentos que o Crookes fez com ele. E cuidado com invenções, viu? O Dickens escrevia um romance, O Mistério de Edwin Drood, mas morreu antes de terminá-lo. Três anos depois um médium americano concluiu a parte complementar do romance. Os críticos vêm com uma historieta de que "foi encontrado entre os papéis de Dickens um capítulo completo que não foi reproduzido pelo médium". Só que a verdade não é nada disso: de fato havia um fragmento de parágrafo, sem as seis primeiras laudas e no final terminava numa frase incompleta. O texto não tem como ser encaixado em parte alguma do romance. Mas isso os céticos não contam...

4 - Certo. Então me descreva como entraria no aposento, com porta e janelas lacradas com fitas adesiva e cera marcada com sinete sem qualquer violação deles.

OK!!!  EU admito que o Crookes era um paraAnormal!!!!!!!!!  :hihi:
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Kardec arrependeu-se do Espiritismo?
« Resposta #652 Online: 10 de Novembro de 2016, 14:52:02 »
 :biglol:
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!