Autor Tópico: Estados Unidos da América  (Lida 15433 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Estados Unidos da América
« Online: 25 de Maio de 2010, 22:44:46 »
Há mais ou menos um mês atrás, no ápice da guerra retórica entre EUA e China devido ao câmbio artificialmente sustentado e ao crescente superavit da china no mercado bilateral, um ministro chinês deu uma declaração que me chamou bastante atenção. Resumidamente, ele disse que os EUA não deveriam reclamar do déficit americano por dois principais motivos, o de que desde o evento na Praça Tiananmen (1989) os EUA levantaram um embargo contra a China deixando de vender produtos de altíssimo valor agregado (armas e supercomputadores), e de que os maiores beneficiários desse deficit comercial são exatamente empresas americanas já estabelecidas no território chines.

Focando agora na primeira questão, o embargo americano a china. Desde esse embargo, os EUA perderam centenas de bilhões de dólares em contratos com os chineses, principalmente para a Russia se levarmos em consideração as armas apenas.

Será que esse país, diferente de todos os outros, só possui pessoas malvadas? Que não são capazes de tomar ações políticas que vão contra seus interesses comerciais?

Será que temos que minimizar a participação deles no palco Europeu, assumindo uma guerra que não queriam lutar, a um fluxo mesquinhos de interesses corporativos? Porque será que Churchill fala em seu livro da generosidade americana no palco europeu e dos riscos politicos que correram em sua atuação antes de serem liberados a participar do conflito?

Será que esse país não deu belíssimas contribuições aos direitos humanos, à democracia, às artes... será que eles agiram de maneira pior do que os impérios que os sucederam?

Eu acho o ódio que algumas pessoas nutrem pelos americanos algo bem desproporcional. Primeiro, como era de se esperar, conviver com eles é bem agradável, como com todos os povos que já convivi. Interessante aqueles que se supreendem ao ver como um povo pode ser estereotipado por sua religião (como os muçulmanos) e não percebem que eles mesmos esterotipam os norte americanos, que são pessoas...bem... como agente.

A grande questão é, um país com 30% do PIB mundial, com uma industria cultural pujante e interesses em escala mundial vira alvo fácil dos polarizados. O Brasil com seu peso desproporcional na região e algumas medidas diplomáticas mais atuantes já gera crítica em seus países vizinhos, e somos apenas uma pequena nação se comparado à escala norte americana.

Os americanos foram criticados quando não participaram da guerra da bosnia e depois quando, sob pressão, participaram. E claro que seriam criticados hoje caso deixasse seus aliados europeus sozinhos na guerra européia.

Alguns justificam o ódio à atos equivocados que tiveram, alguns são fáceis de se concordar, como por exemplo a justificativa para a guerra do Iraque, outros são peças de ficção pura, principalmente porque muitas vezes o ódio dessas pessoas não é disseminado a países que fizeram coisas muito semelhantes ao que os americanos fizeram em sua história.


Enfim, porque tanto ódio? Qual a contribuição americana ao mundo, é majoritariamente negativa? positiva?
« Última modificação: 26 de Maio de 2010, 00:01:07 por Agnóstico »
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.823
  • Sexo: Masculino
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #1 Online: 26 de Maio de 2010, 08:36:08 »
Majoritariamente positiva, apesar de erros (na minha opinião) como o Vietnam, Iraque, uma certa arrogância imperialista que às vezes transparece no trato com outros países (notadamente na era Bush), belicismo exagerado.

A contribuição americana para o mundo tem muitos mais pontos positivos que negativos, apesar da gritaria dos maniqueístas de plantão.

"Deus prefere os ateus"

Offline calvino

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.387
  • Sexo: Masculino
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #2 Online: 26 de Maio de 2010, 12:46:56 »
Enfim, porque tanto ódio? Qual a contribuição americana ao mundo, é majoritariamente negativa? positiva?

Majoritariamente de acordo com os interesses pessoais deles. Nem extremamente negativa e nem extremamente positiva. Tudo o que fizeram foi sempre em prol de seus próprios interesses.

Seria ficção imaginar americanozinhos bonzinhos e/ou malvadinhos. São pessoas comuns tentando defender seu império que criaram sem escrúpulos para com o mundo.

E justamente esta falta de escrúpulos criou boa parte do ódio hoje nutrido por eles. Fora a tentativa de imposição do "American Way Of Life" através de filmes, músicas, séries e também guerras.

Parece que com o aumento da informação o mundo se tocou da sua "americanização" e a revolta cresceu um pouco. Se tivessem ficado quietinhos provavelmente seria melhor.
"Se a moralidade representa o modo como gostaríamos que o mundo funcionasse, a economia representa o modo como ele realmente funciona" Freakonomics.

Offline calvino

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.387
  • Sexo: Masculino
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #3 Online: 26 de Maio de 2010, 13:10:44 »
Para apreciação dos metaleiros de plantão:

<a href="http://www.youtube.com/v/lQNkcp1Ve4s" target="_blank" class="new_win">http://www.youtube.com/v/lQNkcp1Ve4s</a>
"Se a moralidade representa o modo como gostaríamos que o mundo funcionasse, a economia representa o modo como ele realmente funciona" Freakonomics.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #4 Online: 26 de Maio de 2010, 13:36:25 »
Os EUA sem dúvida alguma fizeram contribuições à humanidade em tanta magnitude que levará muito tempo para outro país fazer igual. Se ficarmos apenas na área da ciência e tecnologia (incluindo, com destaque, os avanços em tecnologia médica e farmacêutica).

Se formos olhar no lado político, percebemos que os EUA foram e ainda são a maior garantia que o Ocidente Livre tem para a sua segurança contra as ameaças que recebeu e recebe. As 3 principais ameaças às idéias de liberdade e humanismo ocidentais já ocorridas (nazismo, comunismo e fundamentalismo islâmico) tiveram os EUA como principal força combatente pelo lado de cá.

Obviamente, os EUA cometeram muitas cagadas. As principais que eu costumo citar são: apoios a ditaduras e a guerra no Iraque. Foram cagadas sem nenhuma justificativa, tendo a guerra no Iraque sequer justificativa geopolítica. A intervenção em favor do Vietnã do Sul eu não considero algo errado, apenas mal calculado.

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #5 Online: 26 de Maio de 2010, 15:57:34 »
Enfim, porque tanto ódio? Qual a contribuição americana ao mundo, é majoritariamente negativa? positiva?

Majoritariamente de acordo com os interesses pessoais deles. Nem extremamente negativa e nem extremamente positiva. Tudo o que fizeram foi sempre em prol de seus próprios interesses.

Seria ficção imaginar americanozinhos bonzinhos e/ou malvadinhos. São pessoas comuns tentando defender seu império que criaram sem escrúpulos para com o mundo.

E justamente esta falta de escrúpulos criou boa parte do ódio hoje nutrido por eles. Fora a tentativa de imposição do "American Way Of Life" através de filmes, músicas, séries e também guerras.

Parece que com o aumento da informação o mundo se tocou da sua "americanização" e a revolta cresceu um pouco. Se tivessem ficado quietinhos provavelmente seria melhor.

quer dizer que quando americanos tomam decisões eles não as tomam como nós, isso é, eles ligam o modo "não escrúpulos" e seguem tomando as decisões
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline calvino

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.387
  • Sexo: Masculino
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #6 Online: 26 de Maio de 2010, 16:37:46 »
quer dizer que quando americanos tomam decisões eles não as tomam como nós, isso é, eles ligam o modo "não escrúpulos" e seguem tomando as decisões

Não, são egoístas tanto quanto qualquer ser humano. O errado é achá-los bonzinhos, para mim isso seria uma inocência quase infantil.
A única deferença é que hoje eles são o "time a ser batido". Até surgir uma outra super-potência, então passaremos a odiar outro país.

Simples assim.
"Se a moralidade representa o modo como gostaríamos que o mundo funcionasse, a economia representa o modo como ele realmente funciona" Freakonomics.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.061
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #7 Online: 26 de Maio de 2010, 17:54:29 »
Nem lá, nem cá, de certo modo o Calvino tem razão, eles defendem seus interesses acima de tudo, mas como são uma democracia republicana, estado laico, maiores provedores da ciência e tecnologia, etc... muito de seus interesses são bem vindos e ajudam o mundo a se tornar melhor. Mas quando seus interesses bélicos se sobrepõe a esse mesmos interesses, principalmente para sustentar sua indústria da guerra e garantir seus provimentos de energia fora de seu território,  é justamente ai que o antiamericanismo se sustenta.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #8 Online: 26 de Maio de 2010, 18:05:13 »
sim concordo.

Não sei propriamente se o interesse bélico é onipresente como querem os anti-americanos (aí incluindo o caso dos contratos perdidos para a china), mas sem dúvida se o interesse bélico pega um Bush pela frente, a conjunção de fatores certamente vai gerar problemas para os outros.

EUA ser presidido por Bush é como um macaco em posse de uma metralhadora
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.061
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #9 Online: 26 de Maio de 2010, 20:36:18 »

EUA ser presidido por Bush é como um macaco em posse de uma metralhadora

 :histeria: Melhor definição do Bush que já vi.


E tem muito mais de onde saiu ele, como a Sarah Palin, cotadíssima para presidir os EUA algum dia.

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.823
  • Sexo: Masculino
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #10 Online: 26 de Maio de 2010, 21:01:22 »
Citar
E tem muito mais de onde saiu ele, como a Sarah Palin, cotadíssima para presidir os EUA algum dia.

O pior é isso, uma doida destas chegar a presidente dos EUA. Aí sim teríamos o pior dos americanos, como tivemos na presidência do macaco da metralhadora.
"Deus prefere os ateus"

Offline calvino

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.387
  • Sexo: Masculino
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #11 Online: 26 de Maio de 2010, 22:12:36 »
mas como são uma democracia republicana, estado laico, maiores provedores da ciência e tecnologia, etc... muito de seus interesses são bem vindos e ajudam o mundo a se tornar melhor.

Sem dúvidas, mas continuam sendo apenas interesses.

Seus avanços tecnológicos são em prol das patentes, e não do bem mundial (como às vezes parece desejar que pensemos).

Suas intervenções contra ditadores, terroristas e etc; são visando sua segurança, e não a paz mundial (como suas misses dizem).

Eles não estão errados, mas também não são os salvadores do mundo.

Um exemplo clássico de como são egoístas? Lembram da resposta deles quanto ao protocolo de kyoto? Vai prejudicar nossa economia...

Eles são tão pobres né?.....
"Se a moralidade representa o modo como gostaríamos que o mundo funcionasse, a economia representa o modo como ele realmente funciona" Freakonomics.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.061
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #12 Online: 27 de Maio de 2010, 09:19:29 »
mas como são uma democracia republicana, estado laico, maiores provedores da ciência e tecnologia, etc... muito de seus interesses são bem vindos e ajudam o mundo a se tornar melhor.

Sem dúvidas, mas continuam sendo apenas interesses.

Seus avanços tecnológicos são em prol das patentes, e não do bem mundial (como às vezes parece desejar que pensemos).

Suas intervenções contra ditadores, terroristas e etc; são visando sua segurança, e não a paz mundial (como suas misses dizem).

Eles não estão errados, mas também não são os salvadores do mundo.

Um exemplo clássico de como são egoístas? Lembram da resposta deles quanto ao protocolo de kyoto? Vai prejudicar nossa economia...

Eles são tão pobres né?.....

Pois é, quando o interesse converge apoiamos, quando divergem combatemos... Nada mais natural, se for feito com respeito, de lá e de cá.

Offline calvino

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.387
  • Sexo: Masculino
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #13 Online: 27 de Maio de 2010, 09:25:42 »
exacto "brother"!

"Se a moralidade representa o modo como gostaríamos que o mundo funcionasse, a economia representa o modo como ele realmente funciona" Freakonomics.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #14 Online: 27 de Maio de 2010, 11:06:20 »
mas como são uma democracia republicana, estado laico, maiores provedores da ciência e tecnologia, etc... muito de seus interesses são bem vindos e ajudam o mundo a se tornar melhor.

Sem dúvidas, mas continuam sendo apenas interesses.

Seus avanços tecnológicos são em prol das patentes, e não do bem mundial (como às vezes parece desejar que pensemos).

Suas intervenções contra ditadores, terroristas e etc; são visando sua segurança, e não a paz mundial (como suas misses dizem).

Eles não estão errados, mas também não são os salvadores do mundo.

Um exemplo clássico de como são egoístas? Lembram da resposta deles quanto ao protocolo de kyoto? Vai prejudicar nossa economia...

Eles são tão pobres né?.....

Não Calvino. Pessoas não deixam de ser humanas. Você age dessa forma?
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #15 Online: 27 de Maio de 2010, 11:26:14 »
Concordo com o Agnóstico e, em maior ou menor medida com os demais foristas. No entanto, existe algo que me intriga nos
EUA. Aviso: quando me referir abaixo aos "americanos", que fique claro que estarei me referindo a formadores de opiniao,
políticos e líderes locais de um modo geral.

O que acho estranho nos EUA é uma espécie de esquizofrenia cultural: por um lado, na visao de mundo de muitos americanos existe
um forte componente isolacionista. Uma idéia de que "devemos cuidar do que é nosso e que se danem os outros." Essa visao
parece ser mais comum entre os republicanos, mas pode ser vista no discurso de gente de todo o espectro político. Por outro
lado, existe também uma tendência a um certo messianismo, uma visao dos EUA como o "Estado ideal, que é sempre invejado/copiado".
Isso provavelmente tem a ver com a influência cultural dos colonos puritanos. Um princípio parece levar a um certo egoísmo institucionalisado,
enquanto o outro parece levar a uma espécie de ideologia de "USA uber alles". Pessoalmente, acho tanto uma quanto a outra posicao,
quando tomadas nos seus extremos,  repugnantes.

Os antiamericanos parecem ver tantao um aspecto como o outro de forma exagerada. Estranhamente, eles também parecem querer
julgar os americanos segundo padroes éticos que nao exigem de outros povos (vide Cuba, China, URSS, etc.)   
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #16 Online: 27 de Maio de 2010, 11:38:04 »
falando sobre o messianismo. De um modo isso sim está no âmago dos americanos, e isso gera bons e maus frutos (claro que na minha opinião, como vocês sabem, os bons frutos poderiam ser melhores sem a ideologia, mas não é isso que se esta discutindo aqui).

Um ponto que ninguém citou do meu post original é o fato de os EUA estarem perdendo centenas de bilhões de dolares da China por causa do massacre na praça da paz celestial.

E já tomaram diversas ações nesse sentido, inclusive a participação na segunda guerra mundial, que certamente não estava nos planos norte americanos.

Então eu acho sumamente estranho que as pessoas não se vejam tomando decisões puramente por interesse mas por outro lado entendam que americanos só façam isso, o que me parece um pre-conceito bem anacrônico.

Falar que o Bush é predominantemente um idiota, ou que Fidel, ou Che também são é uma coisa... mas dizer que "americanos isso" e "americanos aquilo" é algo tão nocivo para a mente como "muçulmanos são homens bomba", mas parece que as pessoas não se dão conta disso.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Adriano

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.672
  • Sexo: Masculino
  • Ativismo quântico
    • Filosofia ateísta
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #17 Online: 27 de Maio de 2010, 11:43:34 »
quer dizer que quando americanos tomam decisões eles não as tomam como nós, isso é, eles ligam o modo "não escrúpulos" e seguem tomando as decisões

Não, são egoístas tanto quanto qualquer ser humano. O errado é achá-los bonzinhos, para mim isso seria uma inocência quase infantil.
A única deferença é que hoje eles são o "time a ser batido". Até surgir uma outra super-potência, então passaremos a odiar outro país.

Simples assim.
Não acredito em nova superpotência. Considerando as novas configurações econômicas atuais, a época de uma superpotência hegemônica está findada. As superpotências emergentes mostram esse caminho.
Princípio da descrença.        Nem o idealismo de Goswami e nem o relativismo de Vieira. Realismo monista.

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #18 Online: 27 de Maio de 2010, 11:48:58 »
É bom lembrar também que o governo americano nao é um monolito. As políticas mudam de presidente para presidente e também ao sabor do
contexto externo. Num dado momento o governo americano apoiou golpes de Estado na América Latina, depois (durante o governo Carter) fez
pressao contra as violacoes dos direitos humanos. Pouca gente lembra, mas na campanha de 2000, o Bush criticava o governo Clinton por ter
se envolvido demais em problemas externos (ah ah ah)...

Sobre a perda de dinheiro na China: isso deve doer nos marxistas vulgares. O fato é que muitas vezes o ganho político se sobrepoe ao ganho
econômico.*


*Reacao de um pretendente a marxista lendo isso (imagine um personagem de Dragon Ball Z): "Mas... Isso é IMPOSSÍVEL." (música dramática).
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline calvino

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.387
  • Sexo: Masculino
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #19 Online: 27 de Maio de 2010, 18:53:39 »
Não Calvino. Pessoas não deixam de ser humanas. Você age dessa forma?

Sinceramente não entendi sua pergunta.
"Se a moralidade representa o modo como gostaríamos que o mundo funcionasse, a economia representa o modo como ele realmente funciona" Freakonomics.

Offline calvino

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.387
  • Sexo: Masculino
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #20 Online: 27 de Maio de 2010, 18:54:33 »
Não acredito em nova superpotência. Considerando as novas configurações econômicas atuais, a época de uma superpotência hegemônica está findada. As superpotências emergentes mostram esse caminho.

Concordo, mas sempre haverá o "primo rico" na história, e esse sempre será mais invejado, criticado, copiado...
"Se a moralidade representa o modo como gostaríamos que o mundo funcionasse, a economia representa o modo como ele realmente funciona" Freakonomics.

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.868
  • Sexo: Masculino
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #21 Online: 27 de Maio de 2010, 22:36:56 »
falando sobre o messianismo. De um modo isso sim está no âmago dos americanos, e isso gera bons e maus frutos (claro que na minha opinião, como vocês sabem, os bons frutos poderiam ser melhores sem a ideologia, mas não é isso que se esta discutindo aqui).

É o que eles chamam de Destino Manifesto

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #22 Online: 27 de Maio de 2010, 23:04:58 »
...

Sobre a perda de dinheiro na China: isso deve doer nos marxistas vulgares. O fato é que muitas vezes o ganho político se sobrepoe ao ganho
econômico.*


*Reacao de um pretendente a marxista lendo isso (imagine um personagem de Dragon Ball Z): "Mas... Isso é IMPOSSÍVEL." (música dramática).

hehehe
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline _tiago

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.343
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #23 Online: 28 de Maio de 2010, 08:18:21 »
mas como são uma democracia republicana, estado laico, maiores provedores da ciência e tecnologia, etc... muito de seus interesses são bem vindos e ajudam o mundo a se tornar melhor.

Sem dúvidas, mas continuam sendo apenas interesses.

Seus avanços tecnológicos são em prol das patentes, e não do bem mundial (como às vezes parece desejar que pensemos).

Suas intervenções contra ditadores, terroristas e etc; são visando sua segurança, e não a paz mundial (como suas misses dizem).

Eles não estão errados, mas também não são os salvadores do mundo.

Um exemplo clássico de como são egoístas? Lembram da resposta deles quanto ao protocolo de kyoto? Vai prejudicar nossa economia...

Eles são tão pobres né?.....

Vários estados americanos aderiram ao protocolo de Kyoto, independentemente da vontade do Seu Bush...

nota

Offline CyberLizard

  • Nível 17
  • *
  • Mensagens: 498
  • Lagartos são os melhores
Re: Estados Unidos da América
« Resposta #24 Online: 28 de Maio de 2010, 10:13:12 »
Existem vários casos de abusos promovidos pelos Estados Unidos contra outros países ao longo do século. Mas acho válido lembrar que isso não é diferente de nenhuma outra grande potência que existia antes dos EUA. A Inglaterra antes dos Estados Unidos já havia cometido muitos abusos contra a Índia, China e África. E o próprio Brasil é visto como um país imperialista por muitas pessoas na América Latina.

Será que o envio de tropas brasileiras para o Haiti é tão diferente assim de tropas que os Estados Unidos mandam para outros países? Alguém aí acredita que a gente mandou tropas para o Haiti só porque somos bonzinhos? Estou sem meu laptop onde anotei alguns dados, mas existem algumas indústrias brasileiras que acabaram sendo instalaladas no Haiti, se beneficiando de uma mão-de-obra praticamente tão barata como a da China. Na imprensa regional e também em alguns artigos da imprensa internacional, também se encontram algumas denúncias de abusos  de soldados da MINUSTAH contra a população local. Nada muito diferente de ocupações feitas pelos EUA.

Não defendo os Estados Unidos, nem o Brasil, nem a Inglaterra de qualquer uma destas acusações. O imperialismo não é algo restrito à um único país. Assim como os EUA defendem o lucro de suas indústrias e empresas mundo afora, muitos outros países fazem a mesma coisa. A diferença é somente uma questão de escala. E não acho que um presidente, seja ele quem for, realmente tenha tanta força assim para mudar isso. Eu não acho que é impossível mudar isso, vejo tudo como conseqüência de desequilíbrio de forças, tanto na esfera internacional, que permite que um país subjulgue o outro, como na esfera regional que permite que os interesses de determinados indivíduos seja mais representado pelo estado do que o de outros. Acho que muitos dos problemas podem ser resolvidos atacando o desequilíbrio de forças.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!