Autor Tópico: Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência  (Lida 112541 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #825 Online: 29 de Maio de 2012, 02:05:15 »
Foi uma tentativa de ver se o Cientista elaboraria de forma mais clara seu pensamento.
Mas para isso eu precisaria da sua ajuda. O meu pensamento claro para você significa seu pensamento claro sobre meu pensamento. Além disso, só estou sendo fisicamente realista. Também investigo a coisa, mas vejo que muito do que se oculta numa bruma não está mais atrás dela de fato.


Cientista, eu sei que você me "chamou na chincha" e eu confesso que arreguei.
Você pode até considerar assim. Apenas tenha em conta que não é diante de mim que tem que arregar, é diante da realidade. Só tentei colocá-la diante de você para ver como você lida com ela. Organizo a luta mas não sou eu que entro no ring com você.

Até o lusitano conseguiu me fazer arregar uma vez, só uma vez. Mas diante da realidade, não se deve fugir nunca. Como fujo quase nada dela, será muito difícil você me ver arregar porque já fiz e faço isso muito e de uma vez só em minha vida. Por isso sou um osso aparentemente tão difícil de roer. Aparentemente, porque não sou eu, é a realidade que já faz tão parte de mim por eu tanto já tê-la aceito em mim.

Offline Muad'Dib

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.449
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #826 Online: 29 de Maio de 2012, 05:57:47 »
Você tá errado Cientista.

Ultimamente, quando eu vejo que tem post novo do Lusitano, eu entro no tópico só para ver do que ele chamou o Cientista.

Relógio cuco científico foi engraçado pacarai.

Foi engraçado e completamente descritivo da linha de seu pensamento. Você não está conseguindo ver a incoerência no que você fala. Quanto mais você tenta provar seu ponto de vista, mais você filosofa e afunda ele.

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #827 Online: 29 de Maio de 2012, 10:14:42 »
Iabadabadu - escreveu:


Citar
Um off-topic que eu achei interessante apesar de algumas besteiras quando ele fala sobre fisiologia:
http://www.ime.usp.br/~vwsetzer/espiritualista.html

Considerei o raciocínio lógico do materialismo X espiritualismo bem interessante.

Também eu... :!: :arrow: :ok:

artur
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline Muad'Dib

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.449
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #828 Online: 29 de Maio de 2012, 20:40:39 »
Eu não tenho nenhuma opinião bem delineada, apenas tenho como critério essencial que devemos partir do que é conhecido/observado e inventar o menos possível (isso é, hipóteses não-viajadas deverão ser materialistas, e fisicamente deterministas). Em "conhecido/observado" incluo a própria experiência subjetiva/"a aparência que o mundo tem a nós".

A questão é que a mente é o que há de mais observado por cada um dos seres humanos buckaroo.

Não consigo mais encontrar um meio termo entre o epifenomenalismo e o dualismo. Antes eu até considerava a possibilidade de que fosse possível que a matéria produzisse algo que pudesse agir com certa liberdade (nos moldes de Schopenhauer como citaram antes, aquilo é livre arbítrio para mim). Hoje eu penso que não há mais meio termo, ou é algo como o Cientista propõe (?), ou existe um dualismo. Não um dualismo do tipo que Descartes propunha de res cogitans totalmente separada da res extensa, mas uma mente totalmente subordinada à matéria (ou dependente dela para interação com o mundo).

Uma visão determinista não permite nada além do epifenomenalismo. Não tem lógica.

Eu não consigo encontrar uma explicação darwinista (que seria necessária para justificar o determinismo) para, por exemplo a Anne Frank conseguir escrrever aquilo no meio de todo aquele caos. Ou dois macacos hutus pegarem um bebê tutsi pelas pernas e fazerem um cabo de guerra até o bebê rasgar. Ou o poder criativo artístico e científico. Esse tipo de coisa, belezas e horrores, não são de fácil explicação em um universo 100% determinista.

Eu analiso minha história e minha mente e não há a menor possibilidade de determinismo. Se a materia não age de forma determinista então tem algo que usa a matéria como instrumento.

Eu estava usando a palavra dicotomia como sinônimo de dualismo, não sei se é tão correto assim.

Offline Muad'Dib

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.449
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #829 Online: 29 de Maio de 2012, 20:43:08 »
Iabadabadu - escreveu:


Citar
Um off-topic que eu achei interessante apesar de algumas besteiras quando ele fala sobre fisiologia:
http://www.ime.usp.br/~vwsetzer/espiritualista.html

Considerei o raciocínio lógico do materialismo X espiritualismo bem interessante.

Também eu... :!: :arrow: :ok:

artur

Eu gostei muito dos textos dele.

Mas tem que ter O discernimento para lê-los...

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #830 Online: 30 de Maio de 2012, 05:29:17 »
Iabadabadu - escreveu:

Citar
Citar
Eu não tenho nenhuma opinião bem delineada, apenas tenho como critério essencial que devemos partir do que é conhecido/observado e inventar o menos possível (isso é, hipóteses não-viajadas deverão ser materialistas, e fisicamente deterministas). Em "conhecido/observado" incluo a própria experiência subjetiva/"a aparência que o mundo tem a nós".

A questão é que a mente é o que há de mais observado por cada um dos seres humanos buckaroo.


Também acho... :!:

Citar
Não consigo mais encontrar um meio termo entre o epifenomenalismo e o dualismo. Antes eu até considerava a possibilidade de que fosse possível que a matéria produzisse algo que pudesse agir com certa liberdade (nos moldes de Schopenhauer como citaram antes, aquilo é livre arbítrio para mim). Hoje eu penso que não há mais meio termo, ou é algo como o Cientista propõe (?), ou existe um dualismo.

Não um dualismo do tipo que Descartes propunha de res cogitans totalmente separada da res extensa, mas uma mente totalmente subordinada à matéria (ou dependente dela para interação com o mundo).

Uma visão determinista não permite nada além do epifenomenalismo. Não tem lógica.

Eu não consigo encontrar uma explicação darwinista (que seria necessária para justificar o determinismo) para, por exemplo a Anne Frank conseguir escrrever aquilo no meio de todo aquele caos. Ou dois macacos hutus pegarem um bebê tutsi pelas pernas e fazerem um cabo de guerra até o bebê rasgar. Ou o poder criativo artístico e científico. Esse tipo de coisa, belezas e horrores, não são de fácil explicação em um universo 100% determinista.

Há outra possibilidade explicativa: o que a ciência compreende como matéria, com todos os seus fenómenos e leis físicas, na realidade é uma inteligente construção mental.

Matéria e mente, são dois modos diferentes de se compreender a mesma natureza.

Assim como nós podemos verificar os diversos estados físicos, em que se pode encontrar um corpo como a água por exemplo... sólido, líquído, gasoso e plasmático...

A infra e a superestrutura do universo supostamente material, realmente é imaterial... :idea: 

Citar
Eu analiso minha história e minha mente e não há a menor possibilidade de determinismo. Se a materia não age de forma determinista então tem algo que usa a matéria como instrumento.

Há uns meses atrás, eu estava discutindo com a minha mulher, se os sonhos, são criações neurológicas voluntárias, ou involutárias... Ela é de opinião, que nós o sujeito pensante, é que os construímos, embora tenhamos uma consciência e uma memória muito ténue desse facto.

Eu opinava que os sonhos, se processam automaticamente, graças às memórias registadas no nosso cérebro e que portanto, não temos nenhum controle sobre eles: ou então, por outro lado, eles acontecem espontaneamente, como fenómeno colectivo, devido ao facto da consciência ser uma imensa matrix, em que todos nós estamos conectados, de forma mais ou menos desconhecida.

Pois é - de repente dei-me conta que estava a sonhar - e o interessante, é que me pus a verificar a exactidão do que me dizia a minha mulher.

Resultado: a partir do momento, em que tomei consciência de que estava a sonhar, adquiri um controle bastante razoável dos eventos sonhados; não duma maneira competitiva, mas cooperativa.

O que eu sonhava, era um processo anímico, gerado por um colectivo de sonhadores, que participava amistosamente, na criação do cenário onírico. :)

Citar
Eu estava usando a palavra dicotomia como sinônimo de dualismo, não sei se é tão correto assim.

Parece-me que neste debate pode usar apropriadamente, a palavra dicotomia, como sinónimo de dualismo. :idea:

artur
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline Muad'Dib

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.449
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #831 Online: 30 de Maio de 2012, 07:04:51 »
O problema lusitano, é que a outra possibilidade explicativa, para poder ser apreciada pela ciência, necessita de algo que a justifique.

Não dá para construir conhecimento em cima de algo que não se pode provar que está certo.

A conscienciologia faz exatamente isso. Por isso que o pessoal a considera uma pseudociencia.

Eu não defendo que uma visão dualista seja imposta como verdade absoluta como a visão monista é hoje. Eu acho que tem evidências que abrem uma justificativa para se encarar o cérebro humano de outra perspectiva. Perspectiva essa que faz mais sentido na minha opnião.

Não tem que perseguir e queimar quem defende algo que o Cientista defende, só que não se pode ter preconceito científico contra quem tenta estudar uma visão diferente do assunto.

Eu acho que o Buckaroo tá errado ao afirmar que a visão determinista é uma visão não-viajada sobre o assunto porque dizer que o cérebro cria a consciência é uma viagem sem uma evidência forte que a sustente.


Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #832 Online: 30 de Maio de 2012, 10:28:46 »
Iabadabadu - escreveu:

Citar
O problema lusitano, é que a outra possibilidade explicativa, para poder ser apreciada pela ciência, necessita de algo que a justifique.

Não dá para construir conhecimento em cima de algo que não se pode provar que está certo.

Então temos um problema científico, que eu considero muitíssimo desconcertante: os cientistas, praticam ciência, como se ciência e filosofia, não tivessem nada a ver uma com a outra.

Um dos maiores paradoxos - é que só é possível - exercer actos científicos, a partir dum sujeito consciente. Em suma: sem um eu autoconsciente, não pode haver qualquer conhecimento... :!:

O conhecimento, está na proporção directa, da existência de autoconsciências.

Só que certos cientistas, são de opinião, que o autêntico método científico, mostra, que a consciência, está na razão directa da existência de cérebros vivos.

As máquinas por enquanto, não são seres viventes: para que isso aconteça,
é indispensável, que consciências científicas, autoconscientes, realizem esse milagre.

Citar
A conscienciologia faz exatamente isso. Por isso que o pessoal a considera uma pseudociencia.

Eu não defendo que uma visão dualista seja imposta como verdade absoluta como a visão monista é hoje. Eu acho que tem evidências que abrem uma justificativa para se encarar o cérebro humano de outra perspectiva. Perspectiva essa que faz mais sentido na minha opnião.

Não tem que perseguir e queimar quem defende algo que o Cientista defende, só que não se pode ter preconceito científico contra quem tenta estudar uma visão diferente do assunto.

Eu acho que o Buckaroo tá errado ao afirmar que a visão determinista é uma visão não-viajada sobre o assunto porque dizer que o cérebro cria a consciência é uma viagem sem uma evidência forte que a sustente.

Note o seguinte: o facto da ciência, considerar os fenómenos físicos, fenómenos materiais, não obsta, que os fenómenos físico-materiais, sejam mesmo materiais.

É justamente ai, que se torna pertinente o título deste tópico: uma visão céptica, sobre a consciência - sem bullshits filosóficos - também deveria ser uma visão céptica, da consciência, sem bullshitts científicos. :idea:

Porque existem filósofos e cientistas, que são de opinião, que a matéria de facto, não existe... :!: O que existe realmente, são fenómenos naturais, observados e sentidos por consciências autoconscientes; mesmo que confirmados por instrumentos, construídos por essas mesmas consciências.

O que equivale a dizer, que na prática, nós não nos comunicamos com cérebros: comunicamo-nos sim, mas com outras consciências como nós.

Sem dúvida, que determinadas consciências científicas, podem afirmar, que o instrumental artificial, concebido e construído por essas mesmas consciências científicas, demonstra que, não pode haver consciências agindo independentemente do cérebro que as fabrica.

Mas isso, não passa de assertivas e conclusões enunciadas por consciências pensantes, auto-denominadas cientistas. :idea:

artur
« Última modificação: 30 de Maio de 2012, 10:32:10 por lusitano »
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #833 Online: 30 de Maio de 2012, 10:42:54 »
Iabadabadu - escreveu:

Citar
O problema lusitano, é que a outra possibilidade explicativa, para poder ser apreciada pela ciência, necessita de algo que a justifique.

Não dá para construir conhecimento em cima de algo que não se pode provar que está certo.

Então temos um problema científico, que eu considero muitíssimo desconcertante: os cientistas, praticam ciência, como se ciência e filosofia, não tivessem nada a ver uma com a outra.

Um dos maiores paradoxos - é que só é possível - exercer actos científicos, a partir dum sujeito consciente. Em suma: sem um eu autoconsciente, não pode haver qualquer conhecimento...

O conhecimento, está na proporção directa, da existência de autoconsciências.

Só que certos cientistas, são de opinião, que o autêntico método científico, mostra, que a consciência, está na razão directa da existência de cérebros vivos.

Ora eu não contesto essa verdade: mas isso para mim, não serve de demonstração absoluta - que eventualmente - determinadas consciências bem treinadas, não possam projectar-se para fora do sistema nervoso central e operar no exterior do mesmo. :idea:

As máquinas por enquanto, não são seres viventes: para que isso aconteça,
é indispensável, que consciências científicas, autoconscientes, realizem esse milagre.

Citar
A conscienciologia faz exatamente isso. Por isso que o pessoal a considera uma pseudociencia.

Eu não defendo que uma visão dualista seja imposta como verdade absoluta como a visão monista é hoje. Eu acho que tem evidências que abrem uma justificativa para se encarar o cérebro humano de outra perspectiva. Perspectiva essa que faz mais sentido na minha opnião.

Não tem que perseguir e queimar quem defende algo que o Cientista defende, só que não se pode ter preconceito científico contra quem tenta estudar uma visão diferente do assunto.

Eu acho que o Buckaroo tá errado ao afirmar que a visão determinista é uma visão não-viajada sobre o assunto porque dizer que o cérebro cria a consciência é uma viagem sem uma evidência forte que a sustente..

Note o seguinte: o facto da ciência, considerar os fenómenos físicos, fenómenos materiais, não obsta, que os fenómenos físico-materiais, sejam mesmo materiais

É justamente ai, que se torna pertinente o título deste tópico: uma visão céptica, sobre a consciência - sem bullshits filosóficos - também deveria ser uma visão céptica, da consciência, sem bullshitts científicos.

Porque existem filósofos e cientistas, que são de opinião, que a matéria de facto, não existe...  O que existe realmente, são fenómenos naturais, observados e sentidos por consciências autoconscientes; mesmo que confirmados por instrumentos, construídos por essas mesmas consciências.

O que equivale a dizer, que na prática, nós não nos comunicamos com cérebros: comunicamo-nos sim, mas com outras consciências como nós.

Sem dúvida, que determinadas consciências científicas, podem afirmar, que o instrumental artificial, concebido e construído por essas mesmas consciências científicas, demonstra que, não pode haver consciências agindo independentemente do cérebro que as fabrica.

Mas isso, não passa de assertivas e conclusões enunciadas por consciências pensantes, auto-denominadas cientistas.

artur 
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #834 Online: 30 de Maio de 2012, 17:17:55 »
Caros - foristas:

Eis aqui um vídeo, em vários episódios, no qual eu encontro muito interesse. :)

...

1 -

2 -

3 -

4 -

5 -

6 -

7 -

artur
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline _tiago

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.343
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #835 Online: 31 de Maio de 2012, 08:16:24 »
Chacras, Lusa? Chacras? Sério?

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.204
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #836 Online: 31 de Maio de 2012, 16:03:20 »
Lusa doesn't fuck around!
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline _tiago

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.343
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #837 Online: 31 de Maio de 2012, 19:09:52 »
Lusa,

Esse tópico é pra discussões científicas sobre a consciência, tem como você se restringir a isso?

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #838 Online: 31 de Maio de 2012, 19:25:10 »
tiago - escreveu:

Citar
Esse tópico é pra discussões científicas sobre a consciência, tem como você se restringir a isso?

A pessoa, que criou esse vídeo, afirma-se científica. :)

artur
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline _tiago

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.343
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #839 Online: 31 de Maio de 2012, 22:53:13 »
Lusa,

Te denunciei por trollismo.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.790
  • "Minha espada não tem partidos."
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #840 Online: 31 de Maio de 2012, 23:11:04 »
Lusa,

Te denunciei por trollismo.

Ainda bem que você tomou essa iniciativa pois fica claro que não é uma simples implicância minha. Esse comportamento do Lusa vem acontecendo sistematicamente em todos os tópicos que ele participa para tumultuar. O Lusa se faz de inocente e até subestima abertamente sua capacidade intelectual para poder semear suas pérolas off topic com o intuito de desestabilizar discussões. Encheu o saco.

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=24235.msg681835#msg681835
"Quem for brasileiro, siga-me." Duque de Caxias

"Vamos mudar isso aí. Tá OK?" Capitão Mito Bolsonaro

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.066
  • Sexo: Masculino
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #841 Online: 01 de Junho de 2012, 00:41:06 »
Lusa,

Esse tópico é pra discussões científicas sobre a consciência, tem como você se restringir a isso?

tiago - escreveu:

Citar
Esse tópico é pra discussões científicas sobre a consciência, tem como você se restringir a isso?

A pessoa, que criou esse vídeo, afirma-se científica. :)

artur

Caro lusitano

Eu peço a voce, de modo encarecido, que NÃO poste mais nada neste tópico que não tenha fundamento científico. Ou seja, aquilo que é baseado em Ciência e não em pseudo-ciência ou anti-ciência como são os 'chacras', deuses, 'energias vitais rodopiantes' e similares.

Do contrário voce receberá um cartão amarelo.
Foto USGS

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #842 Online: 01 de Junho de 2012, 01:11:06 »
Você tá errado Cientista.

Ultimamente, quando eu vejo que tem post novo do Lusitano, eu entro no tópico só para ver do que ele chamou o Cientista.

Relógio cuco científico foi engraçado pacarai.

Foi engraçado e completamente descritivo da linha de seu pensamento. Você não está conseguindo ver a incoerência no que você fala. Quanto mais você tenta provar seu ponto de vista, mais você filosofa e afunda ele.
Eu sei que você crê fervorosamente "pacarai" que a realidade está errada e você certo. Sei que você arregou (nem precisava confessar, o que ficou até "meio" ridículo de tão óbvio), que fugiu do ring, que fica esbravejando bravatices de longe enquanto a realidade (ou "existência"... hhhhhhhhhhhhh...HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH AHA... eu vi isso no outro tópico... HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAAHAHHAHAH... desculpe, é difícil segurar... AAAAaaaaaaiii...) te chama para esmurrá-lo feio com suas próprias respostas, sei de todo o seu drama. Mas..., rapaz...    ...peraí um pouquinho que...

AAAAAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!!!!!!
AAAAAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!!!!!!

Engraçada ficou essa sua exposição cômica aqui.

AAAAAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!!!!!!

Só agora ficou suficientemente claro:

AAAAAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!!!!!!
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK ......

cof cof cof cof...   Hmmmmmm...

És só mais um "lusitano diferente" no pedaço! Errado como o próprio erro, cômico como a própria comédia, fujão como a própria fuga e, sobretudo e lamentavelmente, filósofo como a própria filosofia.

Só a verificação empírica mesmo...


Aqui está!
Iabadabadu - escreveu:


Citar
Um off-topic que eu achei interessante apesar de algumas besteiras quando ele fala sobre fisiologia:
http://www.ime.usp.br/~vwsetzer/espiritualista.html

Considerei o raciocínio lógico do materialismo X espiritualismo bem interessante.

Também eu... :!: :arrow: :ok:

artur

Iabadabadu - escreveu:


Citar
Um off-topic que eu achei interessante apesar de algumas besteiras quando ele fala sobre fisiologia:
http://www.ime.usp.br/~vwsetzer/espiritualista.html

Considerei o raciocínio lógico do materialismo X espiritualismo bem interessante.

Também eu... :!: :arrow: :ok:

artur

Eu gostei muito dos textos dele.

Mas tem que ter O discernimento para lê-los...
Oh, sim, sim, claro! Deve ser mesmo muito necessário.

É sério que tem alguém no mundo que consegue ir além do primeiro parágrafo desse troço?! Mesmo você??!

AAAAAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!!!!!!
AAAAAHAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!!!!!!

E não é por coisas assim que muitos acreditam naquela besteira de sincronicidade de Jung?! Taí! Agora a evidência deverá vir em lotes.



Aiaiai... Só uma coisinha assim dessas já vale a vinda aqui. Boa diversão.


Brigado, cara, rir é um negócio que faz bem.


A propósito...

Não tem que perseguir e queimar quem defende algo que o Cientista defende, só que não se pode ter preconceito científico contra quem tenta estudar uma visão diferente do assunto.
Obrigado por me tranquilizar. Eu já estava ficando meio preocupado. Eu só não sei o que seria "preconceito científico", mas...

Eu até gostaria de perguntar o que seria, assim como, exatamente, no que eu estaria errado e extraviado. Ocorre que... bem... você não responde. Então, sinta-se em liberdade.

___________________________________________________________ _________

Agora... eu tenho que achar aquele tópico das pérolas porque uma coisa que eu vi aqui merece destaque lá.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #843 Online: 01 de Junho de 2012, 01:40:58 »
Lusa doesn't fuck around!
Guess you meant "lusa, don't you fuck around!".

Or am I wrong?

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.204
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #844 Online: 01 de Junho de 2012, 14:01:40 »
Lusa doesn't fuck around!
Guess you meant "lusa, don't you fuck around!".

Or am I wrong?

Nah. Tiago asked if Lusa was serious about the chacra stuff, and I tried to be sarcastic about it :P
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #845 Online: 01 de Junho de 2012, 19:36:50 »
 _tiago - escreveu:

Citar
Te denunciei por trollismo.

Os melhores agradecimentos, por tão excelente atitude científica... :!: :arrow: :ok:

artur
Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline EuSouOqueSou

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.908
  • Sexo: Masculino
  • Question not thy god, for thy god doth not respond
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #846 Online: 02 de Junho de 2012, 03:18:20 »
_tiago - escreveu:

Citar
Te denunciei por trollismo.

Os melhores agradecimentos, por tão excelente atitude científica... :!: :arrow: :ok:

artur

Mais um, denunciei tbm, vai catar coquinho.
Qualquer sistema de pensamento pode ser racional, pois basta que as suas conclusões não contrariem as suas premissas.

Mas isto não significa que este sistema de pensamento tenha correspondência com a realidade objetiva, sendo este o motivo pelo qual o conhecimento científico ser reconhecido como a única forma do homem estudar, explicar e compreender a Natureza.

Offline lusitano

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.886
  • Sexo: Masculino
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #847 Online: 02 de Junho de 2012, 05:45:57 »
Enjolras - escreveu:

Citar
Citar
_tiago - escreveu:

Te denunciei por trollismo.
Os melhores agradecimentos, por tão excelente atitude científica... :ok:   

artur

Mais um, denunciei tbm, vai catar coquinho.

Isso é alguma espécie de caspa científica? :|

artur

Vamos a ver se é desta vez que eu acerto, na compreensão do sistema.

_______________________________________
Especulando realismo fantástico, em termos de
__________________________
paralogismo comparado - artur.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #848 Online: 02 de Junho de 2012, 18:45:48 »
Lusa doesn't fuck around!
Guess you meant "lusa, don't you fuck around!".

Or am I wrong?

Nah. Tiago asked if Lusa was serious about the chacra stuff, and I tried to be sarcastic about it :P
All right, saying lusitano doesn't do that could really only be irony. Excuse me. Now, let's stop the drilling and go back to topic (and language) before any complaints.

Offline EuSouOqueSou

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.908
  • Sexo: Masculino
  • Question not thy god, for thy god doth not respond
Re:Uma visão cética (sem bullshits filosóficos) da consciência
« Resposta #849 Online: 02 de Junho de 2012, 23:44:47 »
Enjolras - escreveu:

Citar
Citar
_tiago - escreveu:

Te denunciei por trollismo.
Os melhores agradecimentos, por tão excelente atitude científica... :ok:   

artur

Mais um, denunciei tbm, vai catar coquinho.

Isso é alguma espécie de caspa científica? :|

artur



Não, isso é uma vertente especulativa do realismo fantástico, em termos de paralogismo comparado, num percebeu não?

EDIT: ah, quase me esqueci

 :arrow: :idea: :?: :nojo: :smartass: :nojo: :stunned: :enjoo: :arrow: :!: :idea: :?: :stunned:
Qualquer sistema de pensamento pode ser racional, pois basta que as suas conclusões não contrariem as suas premissas.

Mas isto não significa que este sistema de pensamento tenha correspondência com a realidade objetiva, sendo este o motivo pelo qual o conhecimento científico ser reconhecido como a única forma do homem estudar, explicar e compreender a Natureza.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!