Autor Tópico: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você  (Lida 7703 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline 3libras

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.071
    • http://sidis.multiply.com
Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Online: 12 de Março de 2011, 03:09:25 »
E então pessoal, o tema do tópico é deveras polêmico e lembro que uma vez no fórum da STR criei um tópico parecido e as respostas foram até bem engraçadas do tipo "isso que tu tá falando não aconteceu e você está inventando tudo isso." entre outras.

Mas a idéia geral e para a gente relatar fenômenos que tenham acontecido com a gente e que não saibamos explicar completamente diante do atual conhecimento da humanidade.

A maioria dos céticos e/ou ateus como nós tende até numa forma defensiva negar veementemente que qualquer fenômeno inexplicável já tenha acontecido com eles, até por que isso costuma ser usado contra nós em argumentações.

vou relatar duas experiências que eu considero "sem explicação plausível". foram só essas duas, que eu considero estar de bom tamanho.

1 - Eu tinha uns 6 ou 7 anos, lembro que estava na primeira série (atual segundo ano) do primeiro grau e dormia no mesmo quarto que minha mãe. morávamos só os 2 e apesar de duas camas no quarto eu dormia sempre junto com ela, na cama dela.

Uma noite acordei no meio do sono e vi que minha mãe estava no banheiro, era possível ver a luz acessa e a porta fechada, como era normal ela acordar no meio da noite, voltei a dormir, acordei uns 20 ou 30 minutos depois e ela ainda estava lá, mas tinha algo diferente, havia uma luz muito forte vindo do quintal. Acho que uma luz parecida em intensidade só a de um holofote ou farol de milha muito potente a a luz vinha um pouco de cima, algo como uns 4,5 metros do solo.
A luz era constante e atravessava a fina cortina que tinhamos na janela (que era um lençol velho na verdade) e o quarto ficava todo iluminado em azul claro (o lençol era esverdeado). foi quando chamei a minha mãe e perguntei da luz.
Ela gritou para eu não olhar pra janela, passaram-se uns 15 segundos e ela veio correndo e pulo sobre mim e ficou repetindo seguidas vezes para eu não olhar para fora e tentar dormir. Demorou mas acabei pegando no sono.

No dia seguinte ela não foi trabalhar e eu fiquei em casa também (ela dava aula na escola onde eu estudava) falamos com vizinhos e com a minha tia. e ninguém tinha visto luz nenhuma, apesar da minha tia ter relatado ter ouvido barulhos no quintal durante a noite. Tanto a minha versão como a da minha mãe batiam quando conversei com ela. Inclusive tivemos aquela famosa sensação de "horas paradas", sinceramente parecia que eu tinha acordado 17 horas da tarde e não 7:30 como aconteceu.

Apesar de novo eu sempre fui bem precoce, com 7 anos eu já lia os livros de biologia do segundo grau, o jornal de cabo-a-rabo, visto que já era alfabetizado desde os 3.

Tentamos juntos imaginar um monte de explicações, como ter estourado um transformador na rua (impossível outras pessoas não ouvirem, não ter acabado luz e a luz ser tão constante como era no quarto), a hipótese de alguém com uma lanterna ter entrado no quintal (teria de ser "A" lanterna") ou de ser algum carro estacionado na rua (também impossível dado o angulo da janela com o portão do quintal.)

Então até hoje consideramos esse fato inexplicável, o que não o caracteriza necessariamente como contato com alienígenas, ovnis ou qualquer outra baboseira dessas.

--------------------------

2 - Essa é até engraçada. Lembram daquele Uri Geller? O doidão nova era que entortava garfo?

Aquela paradinha de consertar relógio com a força da mente funcionou comigo e com a minha tia.

foi essa entrevista onde ele fala muita, muita merda:

Mas enfim, nem no programa a parada funcionou!!! mas com a gente sim, o meu relógio funcionou algumas horas e o da minha tia alguns dias.

Pra quem não sabe como era você tinha que segurar o relógio com força, sacudi-lo enquanto grita "funciona!!!" algumas vezes.

Isso cara, eu considero muito muito inexplicável, até por que a gente assistiu a entrevista rindo pra cacete até que ela falou -po mas esse lance do relógio eu já fiz e funcionou.- então tentamos.

Claro que tem algo por trás dessa bosta e eu gostaria realmente saber qual o princípio.

Será que o calor da mão pode fazer a bateria "recarregar" por algum tempo ou as sacudidas façam alguma engrenagem fora do lugar voltar ao lugar?

Como eu sei que o Uri Geller é um mágico, talvez por trás disso exista algum truque ou coisa do tipo se alguém souber como ele fez essa merda gostaria muito de saber.

porém ainda coloco isso no hall de fenômenos inexplicáveis da minha vida.
If you don't live for something you'll die for nothing.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.899
  • Sexo: Masculino
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #1 Online: 12 de Março de 2011, 18:05:14 »
Citar
Pra quem não sabe como era você tinha que segurar o relógio com força, sacudi-lo enquanto grita "funciona!!!" algumas vezes.

Relógios da época costumavam parar apenas por um pouco de oxidação interna, não devia ser nada além disso.

Fiz meu velho computador voltar a funcionar com uma porrada bem dada em um dia que precisava dele com urgência e estava P* da vida com uma internet que não conectava de modo algum...

É coisa que acontece apenas ao acaso.

Offline Dragão Invisível

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 117
  • Sexo: Masculino
  • Vejam o Dragão Invisível na minha garagem!
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #2 Online: 12 de Março de 2011, 19:34:31 »
Minha única experiência, não é tão inexplicável assim. Vamos a ela:

Eu estava lendo um livro espírita, nesta época eu estava vivendo com uma tia que é espírita e tinha cerca de 22 anos mais ou menos (hoje tenho 36). O livro, infelizmente não lembro o título, descrevia os espíritos de diversos níveis de espiritualidade (ou seja lá como chamam isso); espíritos descritos como aquele clássico desenho da morte (uma caveira com um manto negro), espíritos baixos e deformados, outros de luz etc. Após terminar um dos capítulos fui dormir, apaguei a luz e deitei. Não sei quanto tempo havia se passado, mas acordei com alguém dizendo bem no meu ouvido a seguinte frase: "tem que ser dele". Senti até o hálito quente. Obviamente acordei assustado, acendi a luz, como não encontrei nada voltei a dormir.

Como eu disse, não acho tal experiência tão inexplicável: me surpreendi com as descrições do livro, estava naquele estado entre a vigília e o sono (período bastante propenso a experiência místico-religiosas) e estava mais ou menos envolvido com o espiritismo, já q estava lendo tudo que encontrava a respeito na biblioteca de minha tia.

Bem, é isso.

Abraços!
O ateísmo não é uma filosofia, não é sequer uma visão de mundo, é simplesmente o reconhecimento do óbvio.

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.868
  • Sexo: Masculino
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #3 Online: 12 de Março de 2011, 19:36:05 »
Não era um relógio como esse?

Citar
Rolex Oyster

A precisão melhorada não transformou imediatamente o relógio de pulso em um item essencial no guarda-roupa do homem comum. Poeira, calor e umidade tinham a capacidade de provocar estragos nos intrincados movimentos mecânicos, e os primeiros modelos requeriam muita manutenção para serem práticos. O grande avanço da Rolex veio em 1926, quando Wilsdorf desenvolveu uma caixa que era impenetrável e à prova de água. O segredo era uma revolucionária coroa com dupla trava que era rosqueada na caixa como uma escotilha de um submarino para criar um selo hermético. Relembrando sua dificuldade em abrir uma ostra em um jantar, Wilsdorf batizou sua criação de Rolex Oyster.
Para lançar o novo relógio de sua companhia dentro da consciência popular, Wilsdorf saiu-se com um engenhoso golpe publicitário. Após saber que uma jovem britânica chamada Mercedes Gleitze planejava nadar através do Canal da Mancha, ele a presenteou com um Rolex Oyster e despachou um fotógrafo para registrar o seu esforço. Quando Gleitze emergiu triunfalmente do mar, seu Oyster mantinha a hora perfeitamente e, fiel a seu nome, tinha se mantido à prova da água. Wilsdorf capitalizou o fato com um anúncio sensacionalista na primeira página no jornal London’s Daily Mail: "O maravilhoso relógio que desafia os elementos: à prova de umidade. À prova de água. À prova de calor. À prova de vibração. À prova de frio. À prova de poeira." Era a gênese da famosa campanha de anúncios de testemunhos que continua até hoje.
Se o primeiro Oyster tinha um calcanhar de Aquiles, este era a sua coroa. O relógio era hermético apenas quando a coroa estivesse rosqueada. Para desencorajar as pessoas de brincarem com a coroa, Wilsdorf veio com uma outra inovação que impulsionou a indústria ainda mais à frente. Em 1931, a Rolex introduziu um rotor "perpétuo" que literalmente dava corda ao relógio a cada movimento do pulso de usuário. O primeiro relógio automático de sucesso tornou-se a pedra fundamental do império Rolex. O Oyster Perpetual é o que realmente faz um Rolex ser um Rolex - é à prova de água, com um pequeno motor que você aciona a cada vez que movimenta o braço.
Mais de 70 anos depois, o Oyster Perpetual já foi submetido às piores condições possíveis. Ele sobreviveu às profundezas do oceano com Jacques Piccard e à conquista do Everest com Sir Edmund Hillary. Ele manteve a sua precisão em temperaturas abaixo de zero no Ártico, no escaldante Saara e na ausência da gravidade do espaço. Ele ignorou acidentes de aviões, naufrágios, acidentes de lanchas, quebrou a barreira do som e foi ejetado de um caça a jato a 22.000 pés. Eis alguns dos relatos mais notórios: o inglês que inadvertidamente derrubou seu Oyster em uma máquina de lavar roupas, lavou-o em um ciclo escaldante, enxaguou, centrifugou e secou; o pára-quedista australiano que derrubou-o a 800 pés da superfície; o californiano cuja esposa acidentalmente assou o seu Oyster em um forno a 500 graus. Em todos os casos, o Rolex recuperado estava funcionando perfeitamente.
Quando da chegada da Segunda Guerra Mundial, o nome Rolex tinha tanto prestígio na Grã-Bretanha que os pilotos da Real Força Aérea (RAF) rejeitavam relógios inferiores distribuídos pelo governo e usavam seus soldos para quase esgotar o estoque inglês de Oyster Perpetuals. A gentileza era devidamente recompensada: qualquer prisioneiro de guerra britânico cujo Rolex fosse confiscado precisava apenas escrever para Genebra para receber sua reposição. Soldados ianques voltavam para casa com um novo souvenir em seus pulsos. E assim o romance dos EUA com a Rolex começou.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #4 Online: 12 de Março de 2011, 19:48:09 »
Minha única experiência, não é tão inexplicável assim. Vamos a ela:

Eu estava lendo um livro espírita, nesta época eu estava vivendo com uma tia que é espírita e tinha cerca de 22 anos mais ou menos (hoje tenho 36). O livro, infelizmente não lembro o título, descrevia os espíritos de diversos níveis de espiritualidade (ou seja lá como chamam isso); espíritos descritos como aquele clássico desenho da morte (uma caveira com um manto negro), espíritos baixos e deformados, outros de luz etc. Após terminar um dos capítulos fui dormir, apaguei a luz e deitei. Não sei quanto tempo havia se passado, mas acordei com alguém dizendo bem no meu ouvido a seguinte frase: "tem que ser dele". Senti até o hálito quente. Obviamente acordei assustado, acendi a luz, como não encontrei nada voltei a dormir.

Como eu disse, não acho tal experiência tão inexplicável: me surpreendi com as descrições do livro, estava naquele estado entre a vigília e o sono (período bastante propenso a experiência místico-religiosas) e estava mais ou menos envolvido com o espiritismo, já q estava lendo tudo que encontrava a respeito na biblioteca de minha tia.

Bem, é isso.

Abraços!

Tive dezenas desse tipo. Só sua mente trabalhando influenciada pela crença mesmo.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Haters are losers.
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #5 Online: 12 de Março de 2011, 20:04:05 »
Citar
Pra quem não sabe como era você tinha que segurar o relógio com força, sacudi-lo enquanto grita "funciona!!!" algumas vezes.

Relógios da época costumavam parar apenas por um pouco de oxidação interna, não devia ser nada além disso.

Fiz meu velho computador voltar a funcionar com uma porrada bem dada em um dia que precisava dele com urgência e estava P* da vida com uma internet que não conectava de modo algum...

É coisa que acontece apenas ao acaso.


Acho também que essa é a melhor explicação.

O primeiro caso, acontecido no quarto e no meio da noite, parece meio misturado com sonho tanto seu quanto de sua mãe com alguns pontos comuns. É natural também que os fatos mudem para se acomodarem às nossas "lembranças", isto é, na narrativa dos acontecimentos ocorre uma espécie de negociação de pontos comuns. Quero dizer que aquilo que você disse que aconteceu em parte pode ter sido influenciado por aquilo que sua mãe acha que viu e vice e versa até os dois formarem a experiência que ambos concordam ter vivenciado.

Gossip is a sort of smoke that comes from the dirty tobacco-pipes of those who diffuse it: it proves nothing but the bad taste of the smoker. George Eliot





.

Offline Týr

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.126
  • Sexo: Masculino
  • ?
    • »Costa Advocacia«
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #6 Online: 12 de Março de 2011, 21:34:50 »
Eu já tive o tal do "Déjà vu" algumas vezes. Tipo, sentar na mesa de um bar pela primeira vez e ter alguma lembrança daquele lugar.

Não vejo explicação para esse tipo de coisa, mas creio que alguma resposta plausível deve existir.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.899
  • Sexo: Masculino
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #7 Online: 13 de Março de 2011, 07:28:19 »
Citar
Pra quem não sabe como era você tinha que segurar o relógio com força, sacudi-lo enquanto grita "funciona!!!" algumas vezes.

Relógios da época costumavam parar apenas por um pouco de oxidação interna, não devia ser nada além disso.

Fiz meu velho computador voltar a funcionar com uma porrada bem dada em um dia que precisava dele com urgência e estava P* da vida com uma internet que não conectava de modo algum...

É coisa que acontece apenas ao acaso.


Acho também que essa é a melhor explicação.

O primeiro caso, acontecido no quarto e no meio da noite, parece meio misturado com sonho tanto seu quanto de sua mãe com alguns pontos comuns. É natural também que os fatos mudem para se acomodarem às nossas "lembranças", isto é, na narrativa dos acontecimentos ocorre uma espécie de negociação de pontos comuns. Quero dizer que aquilo que você disse que aconteceu em parte pode ter sido influenciado por aquilo que sua mãe acha que viu e vice e versa até os dois formarem a experiência que ambos concordam ter vivenciado.



A única coisa para a qual nunca tive explicação foi ver no céu duas pequenas luzes (Pensei serem aviões indo de frente um para o outro) como se fossem dois carros andando em uma estrada em sentidos paralelos e opostos, quando chegaram lado a lado, uma delas fez um ângulo reto de 90° em uma mudança imediata de direção.

Não sei de nada que faça uma mudança de direção tão rápida na velocidade em que estavam.


Offline Hold the Door

  • Editores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.656
  • Sexo: Masculino
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #8 Online: 13 de Março de 2011, 10:28:44 »
Citar
Pra quem não sabe como era você tinha que segurar o relógio com força, sacudi-lo enquanto grita "funciona!!!" algumas vezes.

Relógios da época costumavam parar apenas por um pouco de oxidação interna, não devia ser nada além disso.

Fiz meu velho computador voltar a funcionar com uma porrada bem dada em um dia que precisava dele com urgência e estava P* da vida com uma internet que não conectava de modo algum...

É coisa que acontece apenas ao acaso.

Uri Geller é esperto e tira proveito da estatística. O que você tem que olhar é o quadro geral, não uma experiência em particular.

Pense nas milhares de pessoas assistindo o programa e sacudindo seus relógios parados. Entre elas com certeza vão existir algumas em que os relógios tem apenas uma oxidação ou algum outro desajuste mais simples em que uma mera sacudidela é suficiente para fazer voltar a funcionar, pelo menos por um curto período. Nos outros simplesmente nada acontece, mas são os que funcionam que fazem a fama dele.

É como juntar esse mesmo bando de gente, dar a cada um uma moeda e dizer que você é capaz de acertar, digamos, 10 vezes consecutivas o resultado de cara ou coroa. Estatisticamente no final sobrarão uns poucos que jurarão de pés juntos que você tem poderes legítimos de vidência e é capaz de acertar com 100% de precisão um resultado futuro.
Hold the door! Hold the door! Ho the door! Ho d-door! Ho door! Hodoor! Hodor! Hodor! Hodor... Hodor...

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #9 Online: 13 de Março de 2011, 10:38:19 »
Quando eu tive a minha última "crise de descrença" (o oposto de uma crise de fé ;-)), me voltei para o Espiritismo para ver se tinha alguma coisa ali com um fundo de verdade. Numa sessão de leitura e debate com só mais uma pessoa, baixei a cabeça para participar da oração final, senti uns calafrios e comecei a balançar a cabeça para um lado e para o outro. A outra pessoa, um bocado assustada, perguntou se a entidade queria se pronunciar. Eu (ou sei lá o quê) murmurei: "Estou aqui. Dizer que estou aqui".

Depois eu voltei a mim. Não tive medo, não me senti apreensivo nem nada. Mas foi estranho. Animismo, talvez? Auto-sugestão? Até hoje não sei.


Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Haters are losers.
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #10 Online: 13 de Março de 2011, 10:56:30 »
Quando eu tive a minha última "crise de descrença" (o oposto de uma crise de fé ;-)), me voltei para o Espiritismo para ver se tinha alguma coisa ali com um fundo de verdade. Numa sessão de leitura e debate com só mais uma pessoa, baixei a cabeça para participar da oração final, senti uns calafrios e comecei a balançar a cabeça para um lado e para o outro. A outra pessoa, um bocado assustada, perguntou se a entidade queria se pronunciar. Eu (ou sei lá o quê) murmurei: "Estou aqui. Dizer que estou aqui".

Depois eu voltei a mim. Não tive medo, não me senti apreensivo nem nada. Mas foi estranho. Animismo, talvez? Auto-sugestão? Até hoje não sei.



 :histeria:

É o que se pode chamar de uma EQM - Experiência-Quase-Mediúnica.  :)
Gossip is a sort of smoke that comes from the dirty tobacco-pipes of those who diffuse it: it proves nothing but the bad taste of the smoker. George Eliot





.

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #11 Online: 13 de Março de 2011, 11:04:29 »
Se algum ex-espírita conhecer uma explicação eu agradeceria... porque os espíritas escutam essa história e simplesmente me perguntam como eu ainda tenho coragem de ser ateu :-)

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.899
  • Sexo: Masculino
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #12 Online: 13 de Março de 2011, 12:27:47 »
Citar
Pra quem não sabe como era você tinha que segurar o relógio com força, sacudi-lo enquanto grita "funciona!!!" algumas vezes.

Relógios da época costumavam parar apenas por um pouco de oxidação interna, não devia ser nada além disso.

Fiz meu velho computador voltar a funcionar com uma porrada bem dada em um dia que precisava dele com urgência e estava P* da vida com uma internet que não conectava de modo algum...

É coisa que acontece apenas ao acaso.

Uri Geller é esperto e tira proveito da estatística. O que você tem que olhar é o quadro geral, não uma experiência em particular.

Pense nas milhares de pessoas assistindo o programa e sacudindo seus relógios parados. Entre elas com certeza vão existir algumas em que os relógios tem apenas uma oxidação ou algum outro desajuste mais simples em que uma mera sacudidela é suficiente para fazer voltar a funcionar, pelo menos por um curto período. Nos outros simplesmente nada acontece, mas são os que funcionam que fazem a fama dele.

É como juntar esse mesmo bando de gente, dar a cada um uma moeda e dizer que você é capaz de acertar, digamos, 10 vezes consecutivas o resultado de cara ou coroa. Estatisticamente no final sobrarão uns poucos que jurarão de pés juntos que você tem poderes legítimos de vidência e é capaz de acertar com 100% de precisão um resultado futuro.

É assim mesmo, se não me engano tinha até um golpe em que mandavam correspondência para a casa de umas 100 pessoas "prevendo" o resultado de partida de futebol ou coisa do tipo, então 50 acertavam e 50 erravam, das que acertaram 25 recebiam mais um resultado certo, das 12 que "acertaram" mais umas 6 recebiam uma carta pedindo grana para mostrar o próximo resultado...

Offline José H.

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 254
  • Sexo: Masculino
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #13 Online: 13 de Março de 2011, 15:51:44 »
Já participei de várias ordens religiosas e esotéricas (se é que existe diferença); e percebi que na maioria delas as pessoas só vêem os espíritos ou deuses estando com a mente bastante alterada, seja por forte emoção causada pelos ritos ou mesmo por drogas (sim, o uso de drogas é bastante comum nesse meio e não me refiro às igrejas ayahuasqueiras). Incrível como esses espíritos nunca aparecem quando se está completamente consciente e lúcido, os únicos relatos de espíritos que se manifestam dessa forma (sem nenhum tipo de rito ou mente alterada) são do espiritismo kardecista, mas conhecendo bem os coordenadores desses centros de espiritismo descobre-se que são piores que o Urandir Fernandez.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.981
  • Sexo: Masculino
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #14 Online: 13 de Março de 2011, 18:08:19 »
Todas as vezes que eu tive febre, entre os meus 12 e 17 anos, eu tinha sonhos que eram quase sempre iguais.

Havia um lugar muito escuro, com exceção de uma estreita faixa na parte central, na qual existia uma espécie de tecido forte esticado e preso em diversas partes, mas que eu não conseguia enxergar. Em um dado local, o tecido convergia para uma espécie de estaca (metal, madeira, rocha). De repente eu me encontrava rolando pelo tecido e terminava com a estaca atravessando o meu corpo. Neste ponto eu acordava.


P.S.

Antes que algum engraçadinho pergunte ou afirme, eu já vou avisando: Nunca "morri" empalado.
 
Foto USGS

Offline Spitfire

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.530
  • Sexo: Masculino
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #15 Online: 13 de Março de 2011, 19:23:19 »
Eu nunca tive nada anormal, nada que um estado de consciência alterado não fossem o suficiente para explicar...  mas era a minha compreensão da realidade que estava distorcida e não a realidade em si.

Offline HeadLikeAHole

  • Nível 17
  • *
  • Mensagens: 483
  • Sexo: Masculino
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #16 Online: 13 de Março de 2011, 21:15:48 »
E vi uma vez no céu uma coisa parecida com uma estrela cadente, só que mais lenta e maior, subindo.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Haters are losers.
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #17 Online: 13 de Março de 2011, 21:38:02 »
Se algum ex-espírita conhecer uma explicação eu agradeceria... porque os espíritas escutam essa história e simplesmente me perguntam como eu ainda tenho coragem de ser ateu :-)

Alucinação auditiva.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Alucina%C3%A7%C3%A3o

Pode acontecer em situações de stress, fadiga ou provocada por sugestão. As condições do ambiente ajudaram para promover uma alucinaçao auditiva relacionada ao que poderia ser esperado de um médium em trabalho. Nada de mais, contando que não se repita com frequência.
Gossip is a sort of smoke that comes from the dirty tobacco-pipes of those who diffuse it: it proves nothing but the bad taste of the smoker. George Eliot





.

Offline José H.

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 254
  • Sexo: Masculino
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #18 Online: 13 de Março de 2011, 22:13:34 »
Antes de dormir, eu quase sempre ouço vozes no momento que estou quase apagando, acho que isso se caracteriza também como uma forma de estado alterado de mente.

Offline VSR

  • Nível 16
  • *
  • Mensagens: 408
  • Sexo: Masculino
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #19 Online: 13 de Março de 2011, 22:25:12 »
Tive várias quando criança, mas certamente era ilusões da mente, do medo e imaginação...

Coisas inexplicaveis, que me lembre só aquele vídeo de um OVNI que postei (que não achei nenhuma explicação muito plausivel ainda)...
/------------------/--------------------/

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.868
  • Sexo: Masculino
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #20 Online: 13 de Março de 2011, 22:54:02 »
Se algum ex-espírita conhecer uma explicação eu agradeceria... porque os espíritas escutam essa história e simplesmente me perguntam como eu ainda tenho coragem de ser ateu :-)

Alucinação auditiva.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Alucina%C3%A7%C3%A3o

Pode acontecer em situações de stress, fadiga ou provocada por sugestão. As condições do ambiente ajudaram para promover uma alucinaçao auditiva relacionada ao que poderia ser esperado de um médium em trabalho. Nada de mais, contando que não se repita com frequência.

Não foi alucinação auditiva, senão apenas o Dbhor ouviria sons, mas é ele que fala e outras pessoas o ouvem. Parece-me mais auto-hipnose. O ambiente, a oração, tudo levava a um transe em que ele acreditava estar com uma entidade.

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.868
  • Sexo: Masculino
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #21 Online: 13 de Março de 2011, 23:03:58 »
Eu já tive sonhos que se tornavam realidade pouco tempo depois. Foram mais frequentes na minha adolescência e depois praticamente acabaram. Havia também uma sensação que não seria bem dejá vu. Era uma sensação de saber aquilo que estava fazendo e já saber o que faria depois, mas não conseguia fazer diferente. Mas depois também parou de acontecer. Outra coisa que também fiz e me impressionou na época foi a "brincadeira do copo", mas já conheço a explicação para ela. Quando me mudei para meu apartamento, também via um vulto atravessando o corredor, saindo do meu quarto e indo para o outro ou para a cozinha. Minha esposa viu também algumas vezes. Depois também acabou.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.981
  • Sexo: Masculino
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #22 Online: 13 de Março de 2011, 23:09:15 »
[...]
Quando me mudei para meu apartamento, também via um vulto atravessando o corredor, saindo do meu quarto e indo para o outro ou para a cozinha. Minha esposa viu também algumas vezes. Depois também acabou.

Esta é mais difícl de explicar?

O que voce propõe?
Foto USGS

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.868
  • Sexo: Masculino
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #23 Online: 13 de Março de 2011, 23:21:16 »
Bem, para isso teria que desenhar a planta do apartamento. Mas a porta do meu quarto dá para a porta do outro quarto e da cozinha. Entre as portas, formando um ângulo reto, está a porta do banheiro. No banheiro, de frente à porta, há uma janela. Aqui venta muito e imagino que as visões fossem resultado de infrassons e uma caixa de ressonância feita pelo ambiente. As visões pararam quando meu filho nasceu e ele dorme no outro quarto com a janela aberta, alterando a acústica do local. Acho que pode ser uma explicação plausível. Quem tiver outras sugestões é só dizer.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Experiências inexplicáveis que já tenham acontecido com você
« Resposta #24 Online: 13 de Março de 2011, 23:29:13 »
Quando eu tive a minha última "crise de descrença" (o oposto de uma crise de fé ;-)), me voltei para o Espiritismo para ver se tinha alguma coisa ali com um fundo de verdade. Numa sessão de leitura e debate com só mais uma pessoa, baixei a cabeça para participar da oração final, senti uns calafrios e comecei a balançar a cabeça para um lado e para o outro. A outra pessoa, um bocado assustada, perguntou se a entidade queria se pronunciar. Eu (ou sei lá o quê) murmurei: "Estou aqui. Dizer que estou aqui".

Depois eu voltei a mim. Não tive medo, não me senti apreensivo nem nada. Mas foi estranho. Animismo, talvez? Auto-sugestão? Até hoje não sei.



Normalmente é o pacote completo: Pessoa enfrentando problemas, aquela puta vontade de ter um sentido para a vida, momento de fragilidade emocional e boa condução do medium, sabendo de cor, ainda que não necessariamente de propósito, como utilizar todos esses sentimentos em uma catarse.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!