Autor Tópico: Tópico Coringa  (Lida 113912 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.428
  • Love it or Hate it
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2875 Online: 10 de Março de 2017, 21:32:49 »
Criacionismo pode...Ouija Board não pode.

Não vai demorar muito para aparecer a brincadeira do copo como conteúdo oficial nas nossas escolas.


Citar
Bad Idea: Elementary School Teacher Uses Ouija Board as a “Prop” During Class

There are a variety of ways that modern education, particularly among elementary school age groups, can become more interactive and engaging. Methods range from hands-on activities, both in and outside the classroom, to education through exposure to real-life scenarios and other activities that will help broaden the perspectives of young students.

However forward-thinking our methods of education are becoming today, it still probably isn’t a good idea to bring a Ouija board into the classroom and teach children how to use it.

This is precisely what happened at Zablocki Elementary School in Milwaukee, Wisconsin, when a teacher at the school purportedly used a Ouija board as a “prop” while telling scary stories to her students.

The incident was learned of by school officials following a complaint from the parents of one of the children in the classroom at the time, who claimed to be suffering from nightmares after the incident.

The teacher, explaining the circumstances to the child’s parent, said that the Ouija board had merely been used to illustrate scary stories in an imaginative way, and that she had not explicitly referred to the Ouija board as being used to communicate with “spirits”, as the devices are believed to be capable of doing.

Ouija boards, despite their arcane appearance, were originally created in the 1890s as a sort of parlor game by businessman Elijah Bond, and were subsequently mass produced and popularized by Bond’s employee, William Fuld. Rights to produce and package the boards as games were obtained by Parker Brothers in the 1960s. Despite their relatively recent origins, many historians have drawn comparisons between the boards and more ancient forms of divination and “planchette writing”, referring to the pointing device which is employed with the lettered Ouija board.

Huffington Post reported on a similar incident involving a Ouija board used in public schools back in 2012, when Theresa Clinton, a fourth grade teacher at Alafia Elementary School in Hillsborough, Florida, reportedly brought a Ouija board into the classroom. Clinton had brought the device to supplement a presentation of several books she had authored, one of them titled The Ouija Board Diaries: Summoning the Spirit.” The book, written for younger readers, tells the story of a student who moves into a new home and discovers she shares the space with the ghost of a deceased girl. She is able to communicate with the spirit using a Ouija board, as indicated in the book’s title.

Ouija boards have long held an air of mystery, along with an air of mischief, and even dread. Their popularity among spiritualist groups has been maintained since the early part of the twentieth century, although negative connotations have often been invoked in reference to the devices. In 1944, renowned esotericist Manly P. Hall had warned of their potential for causing unrest, as featured in a statement that appeared in Horizons Magazine:

During the last 20-25 years I have had considerable personal experience with persons who have complicated their lives through dabbling with the Ouija board. Out of every hundred such cases, at least 95 are worse off for the experience
Ouija boards are often referenced in popular films, notably in sequences that have appeared in films like The Exorcist and, more recently, the 2014 film Ouija and its 2016 prequel Ouija: Origin of Evil. Films like these have no doubt contributed to the notion that Ouija boards possess some malevolent potential, which may induce such things as demonic possession.

Rather than relying on spiritual sources for the Ouija’s alleged powers, modern science relies on what is called the ideomotor effect to explain the phenomenon, which is likely due to subconscious movements in response to psychological stimuli, which may lead the participant to believe that some external force is in control of the movement of the Ouija’s planchette.

While the Ouija board may have kept its mystique for some, let it be known here and now, for all, that it is still a generally bad idea to bring one into elementary school classrooms.
http://mysteriousuniverse.org/2017/03/bad-idea-elementary-school-teacher-uses-ouija-board-as-a-prop-during-class/

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.428
  • Love it or Hate it
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2876 Online: 11 de Março de 2017, 22:09:33 »
Dancinha da morte. 17 Perus andando em volta de um gato morto.


Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 17.787
  • Sexo: Masculino
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2877 Online: 12 de Março de 2017, 03:47:15 »
Eu vi isso, existe alguma outra filmagem de comportamento semelhante?

Parece que eles têm alguma percepção da morte

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.745
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2878 Online: 12 de Março de 2017, 11:09:22 »
Talvez eles tenham matado o gato e ainda meio na dúvida se morreu mesmo.

<a href="https://www.youtube.com/v/_6dBs86SnWA" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/_6dBs86SnWA</a>


(o gato não morre aqui, mal é atacado, apenas tenta apanhar um ou outro peru)

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.428
  • Love it or Hate it
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2879 Online: 12 de Março de 2017, 11:26:32 »
Nada demais...Não tem nada a ver com morte, mas com sobrevivência.

« Última modificação: 12 de Março de 2017, 11:37:15 por Gigaview »

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.428
  • Love it or Hate it
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2880 Online: 12 de Março de 2017, 11:36:15 »
Eu vi isso, existe alguma outra filmagem de comportamento semelhante?

Parece que eles têm alguma percepção da morte



Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.428
  • Love it or Hate it
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2881 Online: 15 de Março de 2017, 22:41:28 »


Os dois nunca foram vistos juntos e Dawkins sumiu durante as filmagens de Harry Potter.

Expliquem seus céticos de araque!!!! Vamos lá...defendam seu ídolo...


Offline Spencer

  • Nível 23
  • *
  • Mensagens: 954
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2883 Online: 20 de Março de 2017, 12:12:21 »
Chupa aí céticos:
Sam is 5 years old and loves to play and listen to harmonica (Big Walter is his favorite). He can tell what key any song is in or what key any harmonica is by hearing it.


Talvez não saibam o que isto significa.


Offline Shadow

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.446
  • "Alguns teóricos dos antigos astronautas...."
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2884 Online: 20 de Março de 2017, 12:15:18 »
Chupa aí céticos:
Sam is 5 years old and loves to play and listen to harmonica (Big Walter is his favorite). He can tell what key any song is in or what key any harmonica is by hearing it.


Talvez não saibam o que isto significa.


De fato....
"Who knows what evil lurks in the hearts of men? The Shadow knows..."

Offline Spencer

  • Nível 23
  • *
  • Mensagens: 954
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2885 Online: 20 de Março de 2017, 22:17:23 »
Citar
De fato....
Fala sério ou sarcasmo? :?: :hihi:
As gaitas ou harmônicas, vêm com determinada afinação de fábrica; por ex. as diatònicas com tonalidades em C "dó" ou em Eb "mi bemol", ou A "lá" e várias outras.
O garoto, assim que se toca uma escala ou uma frase musical ele identifica a tonalidade de fábrica daquela gaita, notando-se que as frases serão idênticas em qualquer tonalidade, mas ele capta a sutileza que as diferencia.

Offline Lakatos

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.011
  • Sexo: Masculino
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2886 Online: 21 de Março de 2017, 00:42:47 »
Ele tem ouvido absoluto, é uma habilidade rara que possibilita o reconhecimento de frequências de sons musicais com alta precisão. Muitos músicos famosos têm essa habilidade. Geralmente é inata e em alguns casos pode ser desenvolvida ou aprimorada com treino na infância.

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.713
  • Sexo: Masculino
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2887 Online: 21 de Março de 2017, 07:45:58 »
Ele tem ouvido absoluto, é uma habilidade rara que possibilita o reconhecimento de frequências de sons musicais com alta precisão. Muitos músicos famosos têm essa habilidade. Geralmente é inata e em alguns casos pode ser desenvolvida ou aprimorada com treino na infância.

Isso ou ele é a reencarnação de um músico do passado (provavelmente Mozart ou Beethoven, que são os mais exibidos e gostam mais de reencarnar).

Qual é a hipótese mais provável? Hein? Hein??????
"Deus prefere os ateus"

Offline Shadow

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.446
  • "Alguns teóricos dos antigos astronautas...."
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2888 Online: 21 de Março de 2017, 08:29:13 »
Citar
De fato....
Fala sério ou sarcasmo? :?: :hihi:
As gaitas ou harmônicas, vêm com determinada afinação de fábrica; por ex. as diatònicas com tonalidades em C "dó" ou em Eb "mi bemol", ou A "lá" e várias outras.
O garoto, assim que se toca uma escala ou uma frase musical ele identifica a tonalidade de fábrica daquela gaita, notando-se que as frases serão idênticas em qualquer tonalidade, mas ele capta a sutileza que as diferencia.

De fato mesmo...nunca toquei harmônica, só sax....rs..mas isso há mais de 20 anos.... então não sei mesmo o que isso significa...rs
"Who knows what evil lurks in the hearts of men? The Shadow knows..."

Offline Spencer

  • Nível 23
  • *
  • Mensagens: 954
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2889 Online: 21 de Março de 2017, 11:50:21 »
Citar
De fato mesmo...nunca toquei harmônica, só sax....rs..mas isso há mais de 20 anos.... então não sei mesmo o que isso significa...rs 

Por somente esta vez estás perdoado, oh cético!  :histeria: :histeria:

Offline Lakatos

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.011
  • Sexo: Masculino
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2890 Online: 21 de Março de 2017, 17:49:20 »
Ele tem ouvido absoluto, é uma habilidade rara que possibilita o reconhecimento de frequências de sons musicais com alta precisão. Muitos músicos famosos têm essa habilidade. Geralmente é inata e em alguns casos pode ser desenvolvida ou aprimorada com treino na infância.

Isso ou ele é a reencarnação de um músico do passado (provavelmente Mozart ou Beethoven, que são os mais exibidos e gostam mais de reencarnar).

Qual é a hipótese mais provável? Hein? Hein??????

Se foi Beethoven, melhor ele aproveitar essa audição perfeita enquanto pode...

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.713
  • Sexo: Masculino
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2891 Online: 21 de Março de 2017, 17:51:24 »
Ele tem ouvido absoluto, é uma habilidade rara que possibilita o reconhecimento de frequências de sons musicais com alta precisão. Muitos músicos famosos têm essa habilidade. Geralmente é inata e em alguns casos pode ser desenvolvida ou aprimorada com treino na infância.

Isso ou ele é a reencarnação de um músico do passado (provavelmente Mozart ou Beethoven, que são os mais exibidos e gostam mais de reencarnar).

Qual é a hipótese mais provável? Hein? Hein??????

Se foi Beethoven, melhor ele aproveitar essa audição perfeita enquanto pode...

A tecnologia avançada do mundo espiritual resolveu o problema. Nesta encarnação ele não será surdo.
"Deus prefere os ateus"

Offline Lakatos

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.011
  • Sexo: Masculino
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2892 Online: 21 de Março de 2017, 17:58:09 »
Ele tem ouvido absoluto, é uma habilidade rara que possibilita o reconhecimento de frequências de sons musicais com alta precisão. Muitos músicos famosos têm essa habilidade. Geralmente é inata e em alguns casos pode ser desenvolvida ou aprimorada com treino na infância.

Isso ou ele é a reencarnação de um músico do passado (provavelmente Mozart ou Beethoven, que são os mais exibidos e gostam mais de reencarnar).

Qual é a hipótese mais provável? Hein? Hein??????

Se foi Beethoven, melhor ele aproveitar essa audição perfeita enquanto pode...

A tecnologia avançada do mundo espiritual resolveu o problema. Nesta encarnação ele não será surdo.

Mas a tecnologia do mundo material trabalha contra, com seus fones de ouvido superpotentes.

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.713
  • Sexo: Masculino
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2893 Online: 21 de Março de 2017, 20:11:02 »
Citação de: Lakatos
Mas a tecnologia do mundo material trabalha contra, com seus fones de ouvido superpotentes.

A tecnologia materialista é nada frente à tecnologia presente no mundo espiritual, que consegue colonizar até mesmo planetas como Marte, Vênus e Júpiter.

Você nunca viu o filme "Nosso Lar"?
"Deus prefere os ateus"

Offline Spencer

  • Nível 23
  • *
  • Mensagens: 954
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2894 Online: 21 de Março de 2017, 20:40:40 »
Citação de: Lakatos
Mas a tecnologia do mundo material trabalha contra, com seus fones de ouvido superpotentes.

A tecnologia materialista é nada frente à tecnologia presente no mundo espiritual, que consegue colonizar até mesmo planetas como Marte, Vênus e Júpiter.

Você nunca viu o filme "Nosso Lar"?
Não me recordo destas citações naquele filme, mas é importante notar que em várias obras são mencionadas colônias espirituais fora da Terra.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.745
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2895 Online: 22 de Março de 2017, 14:03:51 »
Ele tem ouvido absoluto, é uma habilidade rara que possibilita o reconhecimento de frequências de sons musicais com alta precisão. Muitos músicos famosos têm essa habilidade. Geralmente é inata e em alguns casos pode ser desenvolvida ou aprimorada com treino na infância.

Tem alguma prova disso ser algo inato em alguma instância? Como é exatamente essa prova? :hein:

Achava que a noção mais consensual é de ser normalmente algo desenvolvido na infância, não inato, embora possa haver variação genética a favor (coincidentemente talvez até associada a idiomas que requerem isso) ou contrária.

Offline Lakatos

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.011
  • Sexo: Masculino
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2896 Online: 22 de Março de 2017, 21:46:15 »
Ele tem ouvido absoluto, é uma habilidade rara que possibilita o reconhecimento de frequências de sons musicais com alta precisão. Muitos músicos famosos têm essa habilidade. Geralmente é inata e em alguns casos pode ser desenvolvida ou aprimorada com treino na infância.

Tem alguma prova disso ser algo inato em alguma instância? Como é exatamente essa prova? :hein:

Achava que a noção mais consensual é de ser normalmente algo desenvolvido na infância, não inato, embora possa haver variação genética a favor (coincidentemente talvez até associada a idiomas que requerem isso) ou contrária.

Tem casos de pessoas sem nenhum treinamento em música que só descobrem depois de uma certa idade que têm ouvido absoluto, mais ou menos da mesma forma que pessoas descobrem que têm daltonismo. Têm uma percepção auditiva que consideravam comum mas que, em alguma ocasião, se nota que são diferentes.

Ouça a história que essa mulher conta em 7:27 do vídeo.


Não prova estritamente que é inato, o mais correto seria dizer que é "não-treinado".
« Última modificação: 22 de Março de 2017, 21:48:37 por Lakatos »

Offline Spencer

  • Nível 23
  • *
  • Mensagens: 954
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2897 Online: 22 de Março de 2017, 23:40:02 »
É algo parecido com o que ocorre aos idiots savant

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.745
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2898 Online: 23 de Março de 2017, 10:43:01 »
Acho que o "correto" seria dizer que são casos "não formalmente treinados".

Acho que talvez seja algo mais parecido com pessoas que tem maior facilidade em identificar diferenças mais sutis de cores (o "contrário" de daltônicos, embora daltônicos tenham maior capacidade de discernir coisas que para não-daltônicos são só bege), apenas a versão auditiva disso.

Citar
...

Special populations

The prevalence of absolute pitch is higher among those who are blind from birth as a result of optic nerve hypoplasia.
Absolute pitch is considerably more common among those whose early childhood was spent in East Asia.[45][46][47][48] This might seem to be a genetic difference;[49] however, people of East Asian ancestry who are reared in North America are significantly less likely to develop absolute pitch than those raised in East Asia,[48] so the difference is more probably explained by experience. The language that is spoken may be an important factor; many East Asians speak tonal languages such as Mandarin and Cantonese, while others (such as those in Japan and certain provinces of Korea) speak pitch-accent languages, and the prevalence of absolute pitch may be partly explained by exposure to pitches together with meaningful musical labels very early in life.[46][47][48][50]
Absolute pitch ability has higher prevalence among those with Williams Syndrome[51] and those with an autism spectrum disorder, with rates as high as 30% claimed, stating that the rate among musicians in general is far lower.[clarification needed][52][53][54] A non-verbal piano-matching method resulted in a correlation of 97% between[clarification needed] autism and absolute pitch, with a 53% correlation in non-autistic observers[clarification needed].[55]


 Nature vs. nurture

Absolute pitch might be achievable by any human being during a critical period of auditory development,[56][57] after which period cognitive strategies favor global and relational processing. Proponents of the critical-period theory agree that the presence of absolute pitch ability is dependent on learning, but there is disagreement about whether training causes absolute skills to occur[58][59][60][61] or lack of training causes absolute perception to be overwhelmed and obliterated by relative perception of musical intervals.[62][63]
There may be a genetic locus for absolute pitch ability,[64] [65] which locus would suggest a genetic basis for its presence or absence.[66] A genetic basis, should it exist, might represent either a predisposition for learning the ability or signal the likelihood of its spontaneous occurrence.
Researchers have been trying to teach absolute pitch ability in laboratory settings for more than a century,[67] and various commercial absolute-pitch training courses have been offered to the public since the early 1900s.[68] However, no adult has ever been documented to have acquired absolute listening ability,[69] because all adults who have been formally tested after AP training have failed to demonstrate "an unqualified level of accuracy... comparable to that of AP possessors".[70]

...

Offline Lakatos

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.011
  • Sexo: Masculino
Re:Tópico Coringa
« Resposta #2899 Online: 23 de Março de 2017, 15:25:14 »
Poderia ser, mas não consigo conceber o que seria um treino informal ou involuntário que levasse ao desenvolvimento dessa habilidade. As crianças que treinam isso fazem um curso bastante intenso, com pouquíssima idade e centenas de horas de repetição. Mas a verdade é que eu nunca pesquisei sobre isso de forma mais acadêmica, o que sei é apenas anedótico. As aparências levam a crer que a maioria das pessoas com ouvido absoluto simplesmente "descobriram" que tinham.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!