Autor Tópico: A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?  (Lida 4565 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gauss

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.647
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #50 Online: 13 de Julho de 2016, 11:32:58 »
Às vezes não  vejo muito sentido nessas correlações. Será que já compararam as taxas de homicídios com o número de McDonald's em um lugar? Se somente a desigualdade influenciasse, todos os pobres seriam criminosos. O que influencia nas taxas de criminalidade são diversos fatores(a desigualdade é um deles) e não somente um. Pobreza, miséria, problemas mentais, escolaridade, exclusão social, etc.  São muitos fatores.
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #51 Online: 13 de Julho de 2016, 15:52:28 »
Acho que é como um "fator epidemiológico geral", não a etiologia específica, o mecanismo direto. Desigualdade e/ou pobreza também vai estar associada a doenças, mas não chega a ser que "todos os pobres contraem doenças, e ricos nunca adoecem".

E mesmo algumas outras associações mais diretas, como uso de drogas. Tratando criminosos/infratores para deixarem de usar drogas você reduz a criminalidade "automaticamente", mesmo sem fazer nada para "tratar" diretamente a criminalidade, mas novamente, não é que todos os usuários de drogas sejam criminosos e todos não-usuários não sejam.

Offline Entropia

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 389
  • Sexo: Masculino
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #52 Online: 13 de Julho de 2016, 22:01:29 »

http://porque.com.br/violencia-no-brasil-porque-a-desigualdade-nao-explica-tudo/

(Se bem que isso não é bem uma "curva", mais uma reta; acho que se fosse mesmo traçada uma curva de melhor encaixe afetada por esses semi-desvios, ficaria, (bem, necessariamente) mais dentro do padrão)


Na verdade nao. Você precisa de um bom motivo pra tentar colocar algo que nao seja uma reta nesses gráficos, é meio que a escolha mais "segura". Você pode tentar jogar uma funcao mirabolante, como uma polinomial de 5 grau nesse gráfico aí e conseguir um ajuste muito bom(pegue uma dispersao de pontos e adicione uma linha de tendência no excel, aumente o grau do polinômio e veja que o indice de correlacao sempre aumenta), mas isso nao vai querer dizer nada. Pois você nao sabe qual é o comportamento real da funcao. Muito mais provável é que os dados nao podem ser ajustados para apenas uma varíavel satisfatoriamente, e essa reta serve apenas para mostrar que existe correlacao positiva.


Offline Skeptikós

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.502
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #53 Online: 13 de Julho de 2016, 22:03:50 »
O psicólogo canadense Steven Pinker, em Os Anjos Bons da Nossa Natureza: Por que a violência diminiu, enumera uma série de fatores que influenciam na alta da violência. Ele afirma por exemplo que a violência é maior onde o Estado não chega. Isto é, onde os conflitos locais não podem ser resolvidos por intermédio do Estado, as pessoas resolvem suas diferenças entre elas mesmas, muitas vezes fazendo justiça com as próprias mãos. Ele menciona ainda que o governo deve ser considerado legítimo pelo seu povo, para que suas leis e intervenções sejam respeitadas e acatadas.

Sobre pobreza e desigualdade econômica ele cita uma série de dados como prova de que a desigualdade econômica e o desemprego não são fatores que influenciam na alta dos índices de criminalidade. Um dos exemplos é a diminuição da criminalidade nos EUA entre as décadas de 1990 e 2000, enquanto a desigualdade econômica subia. E embora o desemprego tenha aumentado no Canadá neste mesmo período, a violência também havia diminuído.
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #54 Online: 13 de Julho de 2016, 22:22:19 »
Bem, se não me engano, desemprego tem forte correlação também com aumento de crimes ao menos, e isso por sua vez deve elevar um pouco a violência também.

Aberrações sempre vão haver. Os Canadenses não cometem violência pois já são propensos a se desculpar se o fizessem, então não pode-se generalizar seu comportamento.

Offline Skeptikós

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.502
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #55 Online: 13 de Julho de 2016, 22:29:36 »
Bem, se não me engano, desemprego tem forte correlação também com aumento de crimes ao menos, e isso por sua vez deve elevar um pouco a violência também.
Segundo Pinker, o desemprego está mais ou menos correlacionado com os crimes contra a propriedade, mas não existe uma correlação consistente entre desemprego e crimes violentos.
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #56 Online: 13 de Julho de 2016, 23:32:01 »
Deve ser pelo menos tão consistente quanto é a associação de crime contra propriedade com violência. Talvez pendendo até para acrescentar um pouco já que o desemprego deve tender a afetar já as pessoas com maiores chances de comportamento violento e para uma fração delas pode ser "a gota d'água".















Citar
Inequality and Violent Crime

Pablo Fajnzylber, Daniel Lederman and Norman Loayza (nloayza@worldbank.org)

Journal of Law and Economics, 2002, vol. 45, issue 1, pages 1-40

Abstract: We investigate the robustness and causality of the link between income inequality and violent crime across countries. First, we study the correlation between the Gini index and homicide and robbery rates within and between countries. Second, we examine the partial correlation by considering other crime determinants. Third, we control for the endogeneity of inequality by isolating its exogenous impact on these crime rates. Fourth, we control for measurement error in crime rates by modeling it as both unobserved country effects and random noise. Finally, we examine the robustness of this partial correlation to alternative measures of inequality. The panel data consist of nonoverlapping 5-year averages for 39 countries during 1965-95 for homicides and 37 countries during 1970-94 for robberies. Crime rates and inequality are positively correlated within countries and, particularly, between countries, and this correlation reflects causation from inequality to crime rates, even after controlling for other crime determinants. Copyright 2002 by the University of Chicago.


Citar
What causes violent crime?

Pablo Fajnzylbera, Daniel Ledermanb, , , Norman Loayzab
 
doi:10.1016/S0014-2921(01)00096-4
Get rights and content

Abstract
This study uses panel data of intentional homicide and robbery rates for a sample of developed and developing countries for the period 1970–1994, based on information from the United Nations World Crime Surveys, to analyze the determinants of national crime rates both across countries and over time. A simple model of the incentives to commit crimes is proposed, which explicitly considers possible causes of the persistence of crime over time (criminal inertia). A panel-data based GMM methodology is used to estimate a dynamic model of national crime rates. This estimator controls for unobserved country-specific effects, the joint endogeneity of some of the explanatory variables, and the existence of some types of measurement errors afflicting the crime data. The results show that increases in income inequality raise crime rates, crime tends to be counter-cyclical, and criminal inertia is significant.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #57 Online: 10 de Agosto de 2016, 22:02:24 »
Se a bolsa-família aumenta a tendência a divórcios, não seria possível que homens divorciados em "grupo de risco", dissociados dessa fonte de renda, também tivessem maior tendência a criminalidade? Será que isso poderia ser explicação substancial do aumento da violência no nordeste apesar da redução da desigualdade? A própria tendência ao divórcio deve ser enviesada a mais divórcios de homens com tendências violentas.

Skorpios

  • Visitante
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #58 Online: 31 de Outubro de 2016, 07:59:50 »
Preocupante. Ao lado das estatísticas de morte no trânsito, uma guerra seria, provavelmente, menos destrutiva.

Citar
Uma pessoa foi assassinada a cada 9 minutos no Brasil em 2015, diz estudo

No total, 58.383 pessoas foram mortas, 160 por dia, segundo anuário. Sergipe é estado com maior taxa e RN teve maior aumento.

Por Cíntia Acayaba

No ano passado, cerca de 160 pessoas foram assassinadas por dia no Brasil, uma pessoa a cada nove minutos. No total, 58.383 pessoas foram mortas violentamente e intencionalmente no país, retração de 1,2% em relação a 2014, segundo dados inéditos do 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Já o número de pessoas mortas por policiais aumentou 6,3% (saiba mais aqui).

Os dados de homicídios dolosos, latrocínios e mortes provocadas por intervenção, que configuram as mortes violentas, foram obtidos via Lei de Acesso à Informação pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, autor do anuário que será divulgado no dia 3 de novembro.

De janeiro de 2011 a dezembro de 2015, 278.839 pessoas foram mortas no país, número maior do que o de mortos na guerra da Síria, onde 256.124 morreram no mesmo período, segundo o Fórum. Os números do país do Oriente Médio são do Observatório de Direitos Humanos na Síria e da ONU.

Leia a matéria completa no site do G1, clicando aqui.


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #59 Online: 31 de Outubro de 2016, 15:52:00 »
O fato de Sergipe ser muito menor que São Paulo significa que talvez você pudesse traçar uma delimitação da mesma área em SP e fazê-la a região por m² mais violenta do país? :hein:

Acho que matematicamente deve ser possível mas aparentemente não é mesmo o caso:

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2016/01/1733562-sp-registra-taxa-anual-de-homicidio-de-873-por-100-mil-a-menor-desde-1990.shtml

Mesmo o grande ABC, apesar de pior, está longe desse nível, e a tendência nos últimos anos parece ser de maior violência no interior.


Só sei que de alguma forma a redução em homicídios se deu graças a Dilma, Haddad, e Lula, e os homicídios remanescentes são culpa do Alckmin.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.773
  • Sexo: Masculino
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #60 Online: 01 de Novembro de 2016, 15:32:49 »
O psicólogo canadense Steven Pinker, em Os Anjos Bons da Nossa Natureza: Por que a violência diminiu, enumera uma série de fatores que influenciam na alta da violência. Ele afirma por exemplo que a violência é maior onde o Estado não chega.


Rothbard chorou    :'(


Senhores da Guerra aprovaram   :ok:




Offline Skeptikós

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.502
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #61 Online: 01 de Novembro de 2016, 20:16:50 »
O psicólogo canadense Steven Pinker, em Os Anjos Bons da Nossa Natureza: Por que a violência diminiu, enumera uma série de fatores que influenciam na alta da violência. Ele afirma por exemplo que a violência é maior onde o Estado não chega.


Rothbard chorou    :'(


Senhores da Guerra aprovaram   :ok:
Neste caso o psicologo se refere a segurança e justiça, que naturalmente são oferecidas pelo Estado. Em um mundo anarco-capitalista, serviços privados de proteção e judiciário provavelmente representariam este papel.
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.773
  • Sexo: Masculino
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #62 Online: 02 de Novembro de 2016, 08:47:36 »

Neste caso o psicologo se refere a segurança e justiça, que naturalmente são oferecidas pelo Estado. Em um mundo anarco-capitalista, serviços privados de proteção e judiciário provavelmente representariam este papel.

Skeptikós,


Você  acredita  nessa  historinha de anarquia como melhor tipo de "organização" ?


Só um exemplo:


Terrorismo, droga e crime organizado entravam progressos no Afeganistão, segundo Ban Ki-moon


O terrorismo, o tráfico de droga e o crime organizado constituem obstáculos ao avanço do Afeganistão em direcção à paz e à estabilidade, considerou, hoje, o Secretário-Geral, numa conferência sobre este país, realizada em Moscovo, sob a égide da Organização de Cooperação de Xangai.


“O terrorismo, o tráfico ilícito de droga e o crime organizado prosperam numa atmosfera de anarquia e de corrupção e constituem, para o povo afegão, sérios obstáculos ao avanço”, disse Ban Ki-moon, num discurso perante representantes da Federação russa, dos países da Ásia Central, do Irão, do Paquistão, da China, da Índia e de inúmeras organizações regionais.


“Todos temos interesse em combater estas ameaças por meio de uma acção sólida e sustentável. O Afeganistão não pode enfrentar sozinho esses desafios”, acrescentou. “Representam um perigo importante para a região e para o mundo no seu conjunto”.

[...]


http://www.unric.org/pt/actualidade/22944


« Última modificação: 02 de Novembro de 2016, 08:50:35 por JJ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.773
  • Sexo: Masculino
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #63 Online: 02 de Novembro de 2016, 08:57:14 »
E sobre o  tema do tópico,  o que eu  já li é que a violência tem causas múltiplas.  Segue um pequeno texto  que discorre brevemente sobre a questão:



VISÃO SISTÊMICA DA VIOLÊNCIA


A Teoria Sistêmica enfoca seu estudo na pessoa em seu contexto de relacionamentos. Tem como premissa básica o trabalho com o potencial de mudança dos seres humanos de transformar suas relações nos contextos em que vive, a partir de suas próprias competências. Nesta perspectiva enfatiza através da linguagem, os processos mentais (mundo interno) e o contexto a qual a pessoa está inserida (mundo externo), bem como toda a complexidade de suas interações.


 A partir da visão Sistêmica, as pessoas e as instituições estão de alguma forma implicadas em amplas redes sociais, tornando-se necessário compreendê-las e articulá-las. Quaisquer intervenções devem levar em conta o contexto onde o fato acontece e toda a complexidade de suas interações.


A violência tem múltiplas causas: individuais, relacionais, culturais e comunitárias. Respostas que atuem apenas em uma dessas causas são insuficientes. Necessitamos de soluções que não reduzam as razões desse problema a causas únicas.
Ao utilizarmos a Visão Sistêmica como fundamento teórico, o fenômeno da violência passa a ser visto na sua complexidade (causas individuais, relacionais, culturais e comunitárias). Portanto, ao incluirmos a noção da complexidade das causas, estamos dizendo “não” à simplificação e ao reducionismo. A ação sistêmica presta atenção direta aos envolvidos, capacita e sensibiliza os profissionais (de saúde, assistência social, direito e segurança pública) e a população em geral, contribuindo para novas políticas públicas.


A violência familiar deve ser pensada levando em consideração o fato em si e o contexto onde ele ocorre. Um ato de violência tem um “autor”, uma “vítima” e, na maioria das vezes, testemunhas. O contexto que possibilita o fato tem a participação de todos, pois mantemos (retroalimentamos) a violência na cultura que vivemos.


Muitos comportamentos que condenamos, além de terem sido permitidos ao longo dos séculos, ainda se manifestam em nossa cultura. Se olharmos as leis de um país como uma das inúmeras manifestações da cultura de um povo, podemos ver que a violência ainda é tolerada e até mesmo incentivada.  Não avançaremos na prevenção da violência se não incluirmos no foco de nosso trabalho todos os envolvidos na situação.


É necessário que nosso trabalho alcance todos os envolvidos: vítimas, autores de violência, testemunhas, bem como, a rede comunitária imediata. Por outro lado, para prevenir a violência, é importante sensibilizar também a população para que não a perpetue ao menosprezar ou negar a problemática da violência familiar.
Ao final e de volta ao princípio, precisamos sensibilizar as equipes multiprofissionais que trabalham com famílias em situação de vulnerabilidade. Acabar com atitudes de negação e despreparo no caso de profissionais inseridos em serviços públicos ou em atividades de educação e saúde, passa a ter caráter de urgência.


O despreparo acaba quando conseguirmos definir e reconhecer a violência. É mais fácil identificá-la e condená-la nas suas manifestações mais grotescas, mas muito difícil quando se manifesta sutilmente como ato de educação, cuidado e proteção.


Uma cultura de paz só virá pela conscientização de que a violência é toda ação que desconsidera a legitimidade da diferença e, que tenta impor ao outro o que é verdade para nós.


http://telmalenzi.com.br/visao-sistemica-da-violencia/



Offline Skeptikós

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.502
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #64 Online: 02 de Novembro de 2016, 14:05:34 »

Neste caso o psicologo se refere a segurança e justiça, que naturalmente são oferecidas pelo Estado. Em um mundo anarco-capitalista, serviços privados de proteção e judiciário provavelmente representariam este papel.

Skeptikós,


Você  acredita  nessa  historinha de anarquia como melhor tipo de "organização" ?
Não, só mencionei isso por causa de sua menção a Rothbard. Ele não era um critico do Estado e defensor do anarco-capitalismo?

Mas voltando ao assunto, o que Steven Pinker quer dizer  é que onde não há uma instituição forte e legítima (ele cita o Estado) oferecendo serviços de proteção e judiciário, a violência prospera.
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #65 Online: 16 de Novembro de 2016, 07:38:04 »
 falta de fé, liberdade ,impunidade, super lotação, desgoverno = aumento da violencia
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Wowbagger, o Infinitamente Prolongado

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.776
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #66 Online: 16 de Novembro de 2016, 09:13:07 »
Hey mom, I am trolling in CC. Again.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.085
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #67 Online: 16 de Novembro de 2016, 12:17:22 »
Somos agressivos. Ponto.

Essa agressividade garantiu a sobrevivência do Homo sapiens em detrimento do Neanderthal, em épocas que viver era extremamente arriscado e perigoso, porém hoje tornar-se-ia desnecessária, pois as leis surgiram para a proteção dos fracos perante os fortes, mas parece estar aumentando.

Digo "parece" porque não temos dados precisos sobre "violência" em outros tempos, quando não havia esse tipo de preocupação em mensurar índices e comparar estatísticas como hoje.

E "violência", se restringe apenas aos atos cometidos por um indivíduo contra outro, num âmbito restrito, como latrocínio, estupro, etc? Ou também se aplica aos atos dos terroristas que decepam cabeças e queimam pessoas vivas?

Links:

http://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/stephen-hawking-diz-que-agressividade-ameaca-destruir-raca-humana-15412988

http://www.pbslearningmedia.org/resource/hew06.sci.life.reg.earlyhumans/homo-sapiens-versus-neanderthals/
GNOSE

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:A que você atribui o aumento da violência nos últimos anos?
« Resposta #68 Online: 16 de Novembro de 2016, 20:02:03 »
foi-se  o tempo em que professores , pais e policiais eram respeitados, hoje nem tanto! muitos direitos e poucos deveres, muito bla...bla..bla e a violência só tende aumentar!
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!