Autor Tópico: Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta  (Lida 14762 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.138
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #100 Online: 05 de Maio de 2013, 01:28:36 »
Ora, que gratas surpresas!

Outro m4dm4x!  (Ou o mesmo com outro nome?... Tanto faz! Tão divertido quanto!)

Apelações a brados retumbantes: "Viva! Viva a liberdade! De pensar, de filosofar!"

Admissão da verdade: "Filosofia não funciona como a Física." Claro que não! Onde está a novidade nisso? Física funciona, filosofia não.

Perceber que minha escrita deve produzir efeito alucinativo basgrecarabian: Onde não ficou claro que os pensadores mágicos (filósofos) 'gostchiam muitcho' de tudo que eles não são capazes de fazer com a magia deles? É claro que não negam a importância! São pensadores mágicos, mas não são bobos não! hahaha... Eles são doido?!

Mais ainda! Ler alguém se expor em todo o desconhecimento que tem sobre o que não faz nem ideia do que seja dizendo que Bohr (é BOHR, B - O - H - R......RRRRRRRRRR  AHRRRRRRR...; nem o respeito de escrever o nome do cara direito tem...) teria mais que descrições matemáticas e experimentos para tratar da questão!

Não tem preço!

Muito bom, muito bom!



Sacumé, né?

Lorotada é sempre muito engraçada! Os fazedores de ciência ("hard" -- isso é típico de pensadores mágicos, isto é, filosofadores, dicotomizarem tudo; são esses que inventam essas divisões; o cara cientista ou tecnologista tá lá na pesquisa e desenvolvimento fazendo ciência e tecnologia aí vem um... dizer para ele que o que ele tá fazendo não é mais ciência não, é um "tipo/variedade (inferior!) de ciência", a "hard", porque tem uma que é "soft (a verdadeira e booooa!)", sabe? é a que, "nós, filósofos, fazemos", "inclusive, essa indução que vocês, cientistas esnobes positivistas materialistas antolhados cegos nojentos irritantes insensíveis sem religiosidade inventaram aí não presta não, sabe?!", "porque ela me quebra, aniquila meus sonhos, desfaz minhas fantasias", "vou dividir ela em categorias, uma que eu sei fazer e que é da boooooa e a outra que eu vou deixar pra voceeeis, a "ingênua"..." hahahahahahahahaha!  O ciêntista, olhando, perplexo e penalizado, só tem a dizer: ah, tá, fio! KKKKKKKKKKKKK!) tão lá fazendo a ciência deles, "tão filosofando", "porque tudo é filosofar", "e viva a liberdade de filosofar à vontade!", mas os caras não podem entender que o que eles fazem não é filosofia não! AAAAAAaaaaaah mas isso é bão dimais!

Engraçado (na realidade, previsível) é ver um Indutivista Ingênuo - que com certeza nem sabe o que é isso, haja vista a retórica usada; ah, e que ainda fala que a MQ é determinística (coitado do BOHR, ver o nome dele escrito certo, mas suas idéias totalmente deturpadas); e que nem conseguiu entender um problema clássico de probabilidade (porque nasceu percebendo a realidade, a verdade - é sério, essa foi a argumentação, RIDÍCULA, usada por este indivíduo para negar toda a matemática que existe)-  se apegar a questão da escrita do nome de um VERDADEIRO cientista (não apenas um nick mui pra lá de pretensioso, na realidade cômico) , ao invés de procurar, pelo menos, entender o que foi falado!

Galera, é isso : na falta de argumentação, vamos ficar corrigindo uns aos outros, os nomes dos cientistas que citamos :histeria:!!!!
« Última modificação: 05 de Maio de 2013, 03:02:02 por Feliperj »

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #101 Online: 05 de Maio de 2013, 19:24:22 »
Você faz uma grande confusão quando coloca os louros da ciência nos ombros de Kant. Basicamente newton foi muito mais importante para Einstein que Kant ou qualquer outro filósofo. A contribuição da filosofia para a ciência é, e foi,  praticamente nula.

O mesmo Newton que escreveu "Philosophiæ Naturalis Principia Mathematica"?

Toda essa coisa de F=ma é filosofia/metafísica, não empiria.

F=m.a (ciência)
Força que vem de uma energia constituida por [parágrafos não falseáveis] e que portanto da mais velocidade a um corpo [mais verborragia].. é filosofia
Eu tava matutando cá com meus humildes botoezinhos e gostaria de, encarecidamente. solicitar de vossa digníssima certezência conviccência uma notinha de esclarecimento para auxiliar minha pobre mente confusa a se localizar nesse mundão de conhecimento profundo.

Entendi direitinho que "ciência é matemática", ô grande, essa parte eu aprendi! Mas eu queria saber até onde vão os limites 'expressionais', digamos assim.

Se eu escrever "força é igual a massa vezes aceleração", ainda posso carimbar "(ciência)"?

Outros exemplos: força é o produto de massa por aceleração; se multiplicarmos massa por aceleração, obtemos o valor da força; massa(escalar) multiplicada por aceleração (grandeza vetorial ou setinha) dá como resultado força (setinha), explicando detalhes e geometrizando por extenso o significado de setinhas...

Onde fica o limite? Além da máxima redução simbólica, claro; do outro lado. Quero saber no outro extremo da simbolização da realidade. Quando é que aquela simples sucinta equação deixa de ser "(ciência)"?

E vamos que vamos! A ver onde começa e termina ciência (como aproximadamente diria o de além-mar).

Creio que qualquer conhecimento que permita formular uma hipótese que seja falseável e consiga propor previsões adicionais (futuras) podem ser alvo do método científico.

O que quis dizer não é o tamanho do texto que se demora para explicar que F=M.A, mas sim que filósofos (nessa paródia) iriam falar que as forças da sociedade paternalistas blabla fazem com que a massa sinta-se oprimida e blabla.. isto é, textos absolutamente não falseáveis.

Para mim a disciplina da filosofia é apenas uma categoria de trabalhos intelectuais de pensadores que se dispõe a tratar de um determinado tema. Ela não propõe grandes coisas, ela terá informações extremamente antagônica entre diversos autores distintos e ao contrário de suas primas (hard sciences) ela sequer permite que haja consenso sobre algo.

Então você pode achar trabalhos que são um verdadeiro lixo e pode encontrar, com muita paciência, coisas super relevantes.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #102 Online: 05 de Maio de 2013, 21:42:49 »
Então o problema não é filosofia/analisar as questões (em vez de achar que ciência é algo fundamentalmente diferente disso), mas apenas deixar que isso descambe em pura groselha.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #103 Online: 05 de Maio de 2013, 22:48:03 »
Sim. Sem dúvida existem excelentes trabalhos em filosofia. Mas como disse, pelo talento do autor.
« Última modificação: 06 de Maio de 2013, 10:26:53 por Agnóstico »
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Contini

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.610
  • Sexo: Masculino
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #104 Online: 06 de Maio de 2013, 09:19:08 »
Na minha visão simplista, a filosofia é um principio (uma ferramenta), não um fim...
"A idade não diminui a decepção que a gente sente quando o sorvete cai da casquinha"  - anonimo

"Eu não tenho medo de morrer, só não quero estar lá quando isso acontecer"  - Wood Allen

    “O escopo da ciência é limitado? Sim, sem dúvida: limitado a tratar daquilo que existe, não daquilo que gostaríamos que existisse.” - André Cancian

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #105 Online: 06 de Maio de 2013, 10:26:03 »
Não se pode construir consenso a partir da filosofia, ao contrário da biologia, química, física, matemática, etc.. que uma infinidade de teorias e ferramentas são main stream e claramente úteis.

A filosofia te entregará "ferramentas" antagônicas para qualquer assunto que você possa imaginar.

Por isso que acho que não entrega ferramentas.

“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.175
  • Who left the bag of idiots open?
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #106 Online: 06 de Maio de 2013, 12:43:39 »
Na minha visão simplista, a filosofia é um principio (uma ferramenta), não um fim...

A principal ferramenta é a lógica, como estudo da argumentação válida, não apenas como mera ferramenta para apresentação de pontos de vista com argumentação correta, sem incorrer em desvios falaciosos. A filosofia conta, por exemplo, com a lógica formal, semelhante a essa que está na matemática e que serve atualmente como fundamento para que os microprocessadores dos computadores possam abrir e fechar chaves ao sabor de enunciados, tautologias etc,  que tiveram origem na retórica e no silogismo saído da mente de pessoas que costumavam ficar olhando o céu feito vagabundos, escrevendo nonsense e batendo papo furado há séculos atrás. Se existe consenso na Ciência, este se deve à filosofia e à epistemologia que pavimentou as bases para o método científico, que também é uma ferramenta filosófica. Exigir que a filosofia se sujeite ao método científico é como exigir que um martelo se auto martele, também não faz o menor sentido.

Essa confusão entre filosofia e ciência, e o nonsense da falseabilidade da filosofia, etc aparecem quando não sabemos muito bem o que estamos discutindo. Aí entra a filosofia para deixar as coisas claras e a partir de um consenso lógico podemos discutir e sair em busca de novos consensos. Leia o texto abaixo.

Citar
Em geral, a epistemologia discute o conhecimento proposicional ou o "saber que". Esse tipo de conhecimento difere do "saber como" (know-how) e do "conhecimento por familiaridade". Por exemplo: sabe-se que 2 + 2 = 4 e que Napoleão foi derrotado na batalha de Waterloo; e essas formas de conhecimento diferem de saber como andar de bicicleta ou como tocar piano, e também diferem de conhecer uma determinada pessoa ou estar "familiarizado" com ela. Alguns filósofos consideram que há uma diferença considerável e importante entre "saber que", "saber como" e "familiaridade" e que o principal interesse da filosofia recai sobre a primeira forma de saber.

Em seu ensaio Os Problemas da Filosofia, Bertrand Russell distingue o "conhecimento por descrição" (uma das formas de saber que) do "conhecimento por familiaridade". Gilbert Ryle dedica atenção especial à distinção entre "saber que" e "saber como" em seu O Conceito de Mente. Em Personal Knowledge, Michael Polanyi argumenta a favor da relevância epistemológica do saber-como e do saber-que. Usando o exemplo do equilíbrio envolvido no ato de andar de bicicleta, ele sugere que o conhecimento teórico da física na manutenção do estado de equilíbrio não pode substituir o conhecimento prático sobre como andar de bicicleta. Para Polanyi, é importante saber como essas duas formas de conhecimento são estabelecidas e fundamentadas. Essa posição é a mesma de Ryle, que argumenta que, se não consideramos a diferença entre saber-que e saber-como, somos inevitavelmente conduzidos a um regresso ao infinito.

Mais recentemente, alguns epistemólogos (Ernest Sosa, John Greco, Jonathan Kvanvig, Linda Trinkaus Zagzebski) argumentaram que a epistemologia deveria avaliar as propriedades das pessoas (isto é, suas virtudes intelectuais) e não somente as propriedades das proposições ou das atitudes proposicionais da mente. Uma das razões é que as formas superiores de processamento cognitivo (como, por exemplo, o entendimento) envolveriam características que não podem ser avaliadas por uma abordagem do conhecimento que se restrinja apenas às questões clássicas da crença, verdade e justificação.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Epistemologia







“The knives of jealousy are honed on details.”
― Ruth Rendell

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.997
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #107 Online: 06 de Maio de 2013, 13:08:13 »
Isso está me lembrando o deus das lacunas. Vocês estão fazendo malabarismo para tentar encaixar a filosofia em algum lugar, mesmo que seja no princípio de um pensamento que levou a outro pensamento, e este levou a um pensamento mais lógico, e este pensamento mais lógico levou a um pensamento completamente matemático que abandonou a filosofia completamente, e este pensamento completamente matemático, depois de séculos e aprimoramentos, levou aos chips de computadores. Logo, se não fosse a filosofia, não teríamos chips de computadores funcionando como hoje funcionam.

Pra mim fica bem claro que se não pode se falsear, se qualquer um pode "filosofar" sobre o que quiser sem se preocupar com coisas como falseabilidade e fatos, não tem a menor utilidade.
« Última modificação: 06 de Maio de 2013, 13:10:53 por Gaúcho »
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.175
  • Who left the bag of idiots open?
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #108 Online: 06 de Maio de 2013, 14:14:42 »
Putz, até tu Gaucho?
“The knives of jealousy are honed on details.”
― Ruth Rendell

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #109 Online: 06 de Maio de 2013, 14:33:53 »
Isso está me lembrando o deus das lacunas. Vocês estão fazendo malabarismo para tentar encaixar a filosofia em algum lugar, mesmo que seja no princípio de um pensamento que levou a outro pensamento, e este levou a um pensamento mais lógico, e este pensamento mais lógico levou a um pensamento completamente matemático que abandonou a filosofia completamente, e este pensamento completamente matemático, depois de séculos e aprimoramentos, levou aos chips de computadores. Logo, se não fosse a filosofia, não teríamos chips de computadores funcionando como hoje funcionam.

Pra mim fica bem claro que se não pode se falsear, se qualquer um pode "filosofar" sobre o que quiser sem se preocupar com coisas como falseabilidade e fatos, não tem a menor utilidade.

Exato.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #110 Online: 06 de Maio de 2013, 14:37:23 »
Giga, filosofia é muito maior do que a lógica. E, concordo que a lógica é super relevante, e não concordo que necessariamente os cientistas a usaram (assim como não usaram a epistemologia) para fazer seus trabalhos.

Enfim, a lógica e a epistemologia é mais uma exceção do que a regra.

Por mais que eu concorde que existam trabalhos excelentes dentro do que chamamos de filosofia, serão tão bons quanto um bom trabalho de um jornalista por exemplo.

A ciência não entrega consensos por causa da filosofia, isso é non sense.

“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Sofista

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 236
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #111 Online: 06 de Maio de 2013, 15:10:25 »
 A arte é maior que a filosofia e a ciência juntas. :-)
Quem sou eu?Entre os crente sou ateu, entre ateus sou um crente.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #112 Online: 06 de Maio de 2013, 16:00:09 »
Isso está me lembrando o deus das lacunas. Vocês estão fazendo malabarismo para tentar encaixar a filosofia em algum lugar, mesmo que seja no princípio de um pensamento que levou a outro pensamento, e este levou a um pensamento mais lógico, e este pensamento mais lógico levou a um pensamento completamente matemático que abandonou a filosofia completamente, e este pensamento completamente matemático, depois de séculos e aprimoramentos, levou aos chips de computadores. Logo, se não fosse a filosofia, não teríamos chips de computadores funcionando como hoje funcionam.

Pra mim fica bem claro que se não pode se falsear, se qualquer um pode "filosofar" sobre o que quiser sem se preocupar com coisas como falseabilidade e fatos, não tem a menor utilidade.

"Falseabilidade" é um conceito de filosofia da ciência. Então a filosofia legitima a ciência e se auto-condena, é isso?

A mairia desses defendendo uma divisão clara entre ciência e filosofia, com ciência prestando e filosofia não valendo nada provavelmente discerne ciência de pseudociência apenas por disponibilidade heurística. Isso é, já ouviram falar muito nos sites céticos por aí que coisa X é ciência e coisa Y é pseudociência. Sem isso, não têm como distinguir.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #113 Online: 06 de Maio de 2013, 16:05:33 »
Isso está me lembrando o deus das lacunas. Vocês estão fazendo malabarismo para tentar encaixar a filosofia em algum lugar, mesmo que seja no princípio de um pensamento que levou a outro pensamento, e este levou a um pensamento mais lógico, e este pensamento mais lógico levou a um pensamento completamente matemático que abandonou a filosofia completamente, e este pensamento completamente matemático, depois de séculos e aprimoramentos, levou aos chips de computadores. Logo, se não fosse a filosofia, não teríamos chips de computadores funcionando como hoje funcionam.

Pra mim fica bem claro que se não pode se falsear, se qualquer um pode "filosofar" sobre o que quiser sem se preocupar com coisas como falseabilidade e fatos, não tem a menor utilidade.

"Falseabilidade" é um conceito de filosofia da ciência. Então a filosofia legitima a ciência e se auto-condena, é isso?
Absolutamente não. Ninguém disse que todo o material que se escreve e que se dá a classificação de filosofia não presta.

A mairia desses defendendo uma divisão clara entre ciência e filosofia, com ciência prestando e filosofia não valendo nada provavelmente discerne ciência de pseudociência apenas por disponibilidade heurística. Isso é, já ouviram falar muito nos sites céticos por aí que coisa X é ciência e coisa Y é pseudociência. Sem isso, não têm como distinguir.

Não entendi.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.997
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #114 Online: 06 de Maio de 2013, 17:10:45 »
Isso está me lembrando o deus das lacunas. Vocês estão fazendo malabarismo para tentar encaixar a filosofia em algum lugar, mesmo que seja no princípio de um pensamento que levou a outro pensamento, e este levou a um pensamento mais lógico, e este pensamento mais lógico levou a um pensamento completamente matemático que abandonou a filosofia completamente, e este pensamento completamente matemático, depois de séculos e aprimoramentos, levou aos chips de computadores. Logo, se não fosse a filosofia, não teríamos chips de computadores funcionando como hoje funcionam.

Pra mim fica bem claro que se não pode se falsear, se qualquer um pode "filosofar" sobre o que quiser sem se preocupar com coisas como falseabilidade e fatos, não tem a menor utilidade.

"Falseabilidade" é um conceito de filosofia da ciência. Então a filosofia legitima a ciência e se auto-condena, é isso?

Falseabilidade é um conceito. Ponto. A palavra "filosofia" não faz absolutamente nenhuma diferença na sentença. Pra que chamar de filosofia? Só porque em algum momento teve que ser "pensado"? E o conceito de marketing? Filosofia do marketing? O conceito de cor? Filosofia da cor? O conceito de beleza? Filosofia da beleza?

"-Oh, pensando aqui, descobri que para poder refutar uma teoria, eu tenho que conseguir fazer uma experiência que possa tentar mostrar que ela é falsa".
"Meu deus, és um filósofo!".

Onde tá a filosofia? Que diferença faria "se não tivesse" filosofia na falseabilidade? Por que chamar um postulado lógico e simples de "conceito filosófico"?

Me parece aquele caso que o Carlin falou, onde as pessoas adicionam palavras para tentar fazer as coisas soarem mais importantes do que são. Bem, elas não são.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.175
  • Who left the bag of idiots open?
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #115 Online: 06 de Maio de 2013, 17:37:24 »
Daqui a pouco vão querer substituir a "filosofia da ciência" por algo como "ciência descendente" para serem politicamente corretos e não ferirem a reputação e sobriedade dos cientistas que não perdem tempo com lero-lero filosófico.
“The knives of jealousy are honed on details.”
― Ruth Rendell

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.175
  • Who left the bag of idiots open?
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #116 Online: 06 de Maio de 2013, 17:42:29 »
Isso está me lembrando o deus das lacunas. Vocês estão fazendo malabarismo para tentar encaixar a filosofia em algum lugar, mesmo que seja no princípio de um pensamento que levou a outro pensamento, e este levou a um pensamento mais lógico, e este pensamento mais lógico levou a um pensamento completamente matemático que abandonou a filosofia completamente, e este pensamento completamente matemático, depois de séculos e aprimoramentos, levou aos chips de computadores. Logo, se não fosse a filosofia, não teríamos chips de computadores funcionando como hoje funcionam.

Pra mim fica bem claro que se não pode se falsear, se qualquer um pode "filosofar" sobre o que quiser sem se preocupar com coisas como falseabilidade e fatos, não tem a menor utilidade.

"Falseabilidade" é um conceito de filosofia da ciência. Então a filosofia legitima a ciência e se auto-condena, é isso?

Falseabilidade é um conceito. Ponto. A palavra "filosofia" não faz absolutamente nenhuma diferença na sentença. Pra que chamar de filosofia? Só porque em algum momento teve que ser "pensado"? E o conceito de marketing? Filosofia do marketing? O conceito de cor? Filosofia da cor? O conceito de beleza? Filosofia da beleza?

"-Oh, pensando aqui, descobri que para poder refutar uma teoria, eu tenho que conseguir fazer uma experiência que possa tentar mostrar que ela é falsa".
"Meu deus, és um filósofo!".

Onde tá a filosofia? Que diferença faria "se não tivesse" filosofia na falseabilidade? Por que chamar um postulado lógico e simples de "conceito filosófico"?

Me parece aquele caso que o Carlin falou, onde as pessoas adicionam palavras para tentar fazer as coisas soarem mais importantes do que são. Bem, elas não são.

Inacreditável.

Citar
Filosofia da ciência (do grego Φιλοσοφία της Επιστήμης/Filosofía tes Epistémes) é o campo da pesquisa filosófica que estuda os fundamentos, pressupostos e implicações filosóficas da ciência, incluindo as ciências naturais como física e biologia, e as ciências sociais, como psicologia e economia. Neste sentido, a filosofia da ciência está intimamente relacionada à epistemologia e à ontologia.

“The knives of jealousy are honed on details.”
― Ruth Rendell

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #117 Online: 06 de Maio de 2013, 18:11:40 »
A mairia desses defendendo uma divisão clara entre ciência e filosofia, com ciência prestando e filosofia não valendo nada provavelmente discerne ciência de pseudociência apenas por disponibilidade heurística. Isso é, já ouviram falar muito nos sites céticos por aí que coisa X é ciência e coisa Y é pseudociência. Sem isso, não têm como distinguir.

Não entendi.

Como você delineia ciência e pseudociência? Há questões cuja cientificidade é turva? Como ficam por exemplo, livre-arbítrio e "experiência/viagem fora do corpo"?






Isso está me lembrando o deus das lacunas. Vocês estão fazendo malabarismo para tentar encaixar a filosofia em algum lugar, mesmo que seja no princípio de um pensamento que levou a outro pensamento, e este levou a um pensamento mais lógico, e este pensamento mais lógico levou a um pensamento completamente matemático que abandonou a filosofia completamente, e este pensamento completamente matemático, depois de séculos e aprimoramentos, levou aos chips de computadores. Logo, se não fosse a filosofia, não teríamos chips de computadores funcionando como hoje funcionam.

Pra mim fica bem claro que se não pode se falsear, se qualquer um pode "filosofar" sobre o que quiser sem se preocupar com coisas como falseabilidade e fatos, não tem a menor utilidade.

"Falseabilidade" é um conceito de filosofia da ciência. Então a filosofia legitima a ciência e se auto-condena, é isso?

Falseabilidade é um conceito. Ponto. A palavra "filosofia" não faz absolutamente nenhuma diferença na sentença. Pra que chamar de filosofia? Só porque em algum momento teve que ser "pensado"? E o conceito de marketing? Filosofia do marketing? O conceito de cor? Filosofia da cor? O conceito de beleza? Filosofia da beleza?

Sim, é um conceito, assim como "verificabilidade". Por que "falseabilidade" é um conceito melhor que "verificabilidade" para definir o que é científico e o que não é? Isso é uma questão científica?



Se um criacionista faz uma teoria criacionista X, e você a demonstra falsa, então o criacionismo é científico?

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.870
  • Sexo: Masculino
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #118 Online: 06 de Maio de 2013, 18:23:10 »
[...]
Falseabilidade é um conceito. Ponto.
[...]

Sim.

É um conceito.

E é filosófico.

Popper é um filósofo.
Foto USGS

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.997
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #119 Online: 06 de Maio de 2013, 18:25:43 »
Se não fosse um conceito filosófico, que diferença faria?

Tira a filosofia da falseabilidade, deixa só o conceito, o que muda?
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.870
  • Sexo: Masculino
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #120 Online: 06 de Maio de 2013, 18:26:42 »
[...]
A ciência não entrega consensos por causa da filosofia, isso é non sense.

A palavra 'ciência' significa, latu sensu conhecimento ou saber.
Foto USGS

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.175
  • Who left the bag of idiots open?
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #121 Online: 06 de Maio de 2013, 18:30:42 »
Se não fosse um conceito filosófico, que diferença faria?

Tira a filosofia da falseabilidade, deixa só o conceito, o que muda?

Não é uma questão de nomenclatura. Leia novamente a definição de filosofia da ciência.
“The knives of jealousy are honed on details.”
― Ruth Rendell

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.997
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #122 Online: 06 de Maio de 2013, 18:38:47 »
Vocês não estão entendendo a arbitrariedade da questão. Não é questão de nomenclatura.

Da wiki:

Citar
Para uma asserção ser refutável ou falseável, em princípio será possível fazer uma observação ou fazer uma experiência física que tente mostrar que essa asserção é falsa.

Esse é o conceito de falseabilidade. Quem define que é "filosófico"? Por quê? Qual são as regras para um pensamento ser considerado filosófico ou não?

Se eu pensar "Morangos são vermelhos, mas podem ser verdes, talvez nisto esteja escondido o segredo da vida. Vocês precisam entender a necessidade do ser, principalmente de pessoas que não se encontram com o mundo exterior como deveriam".

Quem vai dizer que isso pode ou não ser um conceito filosófico sobre a necessidade do ser, de acordo com o Gaúcho?

Muito fácil pegar algo e dizer que é um conceito filosófico baseado em pura e simples arbitrariedade. Ou, novamente, me separem o "conceito" da "filosofia" ali em cima, na falseabilidade. Eu quero algo tangível. Quero ver onde está a filosofia naquelas duas linhas, o porquê, e quem definiu isso e baseado no que isso foi definido.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #123 Online: 06 de Maio de 2013, 18:52:30 »
Se não fosse um conceito filosófico, que diferença faria?

Tira a filosofia da falseabilidade, deixa só o conceito, o que muda?

Se fosse filosofia, e não conceito, que diferença faria?

Tire a falseabilidade da ciência, deixe só o falsificacionismo sobre hipóteses, o que muda?



...queria colocar aqui a citação do Gigaview sobre a "filosofia anti-filosofia", acho que se encaixava.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.175
  • Who left the bag of idiots open?
Re:Notável filósofo ateu diz que darwinismo não se sustenta
« Resposta #124 Online: 06 de Maio de 2013, 18:53:25 »
Citar
Muito fácil pegar algo e dizer que é um conceito filosófico baseado em pura e simples arbitrariedade. Ou, novamente, me separem o "conceito" da "filosofia" ali em cima, na falseabilidade. Eu quero algo tangível. Quero ver onde está a filosofia naquelas duas linhas, o porquê, e quem definiu isso e baseado no que isso foi definido.

Essa frase (falseabilidade), do jeito que está, parece um bombom que você acabou de tirar da embalagem mas você se esquece que alguém produziu os ingredientes, juntou tudo numa receita, fabricou, embalou até chegar às suas mãos. Olhando a frase assim ela até parece ridiculamente óbvia mas é resultado de muito pensamento sobre o "problema filosófico da indução", sobre "enunciados existenciais singulares", sobre a guerra de Popper contra o principio indutivista dos positivistas do Círculo de Viena etc e tal. Quero dizer que existe muita filosofia aí, quer você concorde ou discorde por não conhecer muito bem o assunto.
« Última modificação: 06 de Maio de 2013, 18:56:24 por Gigaview »
“The knives of jealousy are honed on details.”
― Ruth Rendell

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!