Autor Tópico: Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república  (Lida 32482 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Online _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.783
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #75 Online: 21 de Outubro de 2013, 10:54:01 »
Ultimamente as notícias cabeludas estão se reproduzindo a uma velocidade que fica difícil de acompanhar.
Vejam agora essa "pérola":

Citar
Segredos bilionários

ARTIGO - JOSÉ CASADO
Publicado: 15/10/13 - 0h00

Os brasileiros estão obrigados a esperar mais 14 anos, ou seja, até 2027 para ter o direito de saber como seu dinheiro foi usado em negócios bilionários e sigilosos com Angola e Cuba.

Pelas estimativas mais conservadoras, o Brasil já deu US$ 6 bilhões em créditos públicos aos governos de Luanda e Havana. Deveriam ser operações comerciais normais, como as realizadas com outros 90 países da África e da América Latina por um agente do Tesouro, o BNDES, que é o principal financiador das exportações brasileiras. No entanto, esses contratos acabaram virando segredo de Estado.

Todos os documentos sobre essas transações (atas, protocolos, pareceres, notas técnicas, memorandos e correspondências) permanecem classificados como “secretos” há 15 meses, por decisão do ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, virtual candidato do PT ao governo de Minas Gerais.

É insólito, inédito desde o regime militar, e por isso proliferam dúvidas tanto em instituições empresariais quanto no Congresso — a quem a Constituição atribui o poder de fiscalizar os atos do governo em operações financeiras, e manda “sustar” resoluções que “exorbitem do poder regulamentar ou dos limites de delegação legislativa”.

Questionado em recente audiência no Senado, o presidente do banco, Luciano Coutinho, esboçou uma defesa hierárquica: “O BNDES não trata essas operações (de exportação) sigilosamente, salvo em casos como esses dois. Por que? Por observância à legislação do país de destino do financiamento.” O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) interveio: “Então, deve o Brasil emprestar dinheiro nessas condições, atendendo às legislações dos países que tomam emprestado, à margem de nossa legislação de transparência absoluta na atividade pública?” O silêncio ecoou no plenário.

Dos US$ 6 bilhões em créditos classificados como “secretos”, supõe-se que a maior fatia (US$ 5 bilhões) esteja destinada ao financiamento de vendas de bens e serviços para Angola, onde três dezenas de empresas brasileiras mantêm operações. Isso deixaria o governo angolano na posição de maior beneficiário do fundo para exportações do BNDES. O restante (US$ 1 bilhão) iria para Cuba, dividido entre exportações (US$ 600 milhões) e ajuda alimentar emergencial (US$ 400 milhões).

O governo Dilma Rousseff avança entre segredos e embaraços nas relações com tiranos como José Eduardo Santos (Angola), os irmãos Castro (Cuba), Robert Mugabe (Zimbabwe), Teodoro Obiang (Guiné Equatorial), Denis Sassou Nguesso (Congo-Brazzaville), Ali Bongo Odimba (Gabão) e Omar al Bashir (Sudão) — este, condenado por genocídio e com prisão pedida à Interpol pelo Tribunal Penal Internacional.

A diferença entre assuntos secretos e embaraçosos, ensinou Winston Churchill, é que uns são perigosos para o país e outros significam desconforto para o governo. Principalmente, durante as temporadas eleitorais.

José Casado é jornalista

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/opiniao/segredos-bilionarios-10362985#ixzz2iMM63YjF
© 1996 - 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.


Qualquer coisa que seja de cunho sigiloso, tem que esperar décadas para ser aberto, as vezes nunca é.

Offline Skorpios

  • Tesoureiro
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.865
  • Sexo: Masculino
  • Homenagem a mais um amigo morto.
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #76 Online: 21 de Outubro de 2013, 11:19:40 »
Tudo mentira da oposição... :twisted:
Se você agir sempre com dignidade pode não melhorar o mundo, mas uma coisa é certa: haverá na Terra um canalha a menos.

Millôr Fernandes

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #77 Online: 21 de Outubro de 2013, 23:36:59 »
segundo a folha,  o SUS teve desviado (o que se sabe)  mais de 500M em cinco anos.  Fantástico.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Gabarito

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.556
  • Sexo: Masculino
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #78 Online: 22 de Outubro de 2013, 11:33:21 »
segundo a folha,  o SUS teve desviado (o que se sabe)  mais de 500M em cinco anos.  Fantástico.

Estava no forno:

Citar
SUS paga 201 consultas no mesmo dia para paciente
20/10/2013 - 03h00

NATÁLIA CANCIAN
ENVIADA ESPECIAL AO MARANHÃO
ANDRÉ CARAMANTE
DE SÃO PAULO

Folha Transparência Em um único dia, um paciente "conseguiu ser atendido" 201 vezes em uma clínica de Água Branca, no Piauí. A proeza não parou por aí -o valor das duas centenas de consultas foi cobrado do SUS. O mesmo local cobrou tratamentos em nome de mortos.

Casos assim explicam como, em cinco anos, cerca de R$ 502 milhões de recursos públicos do SUS foram aplicados irregularmente por prefeituras, governos e instituições públicas e particulares.

Esse meio bilhão, agora cobrado de volta pelo Ministério da Saúde, refere-se a irregularidades identificadas em 1.339 auditorias feitas de 2008 a 2012 por equipes do Denasus (departamento nacional de auditorias do SUS) e analisadas uma a uma pela Folha.

Um dos problemas mais frequentes são os desvios na aplicação de recursos -quando o dinheiro repassado a uma área específica da saúde é aplicado em outro setor, o que é irregular.

Também há casos de equipamentos doados e não encontrados, cobranças indevidas, problemas em licitação e prestação de contas, suspeitas de fraudes e favorecimentos.

Com o valor desviado, por exemplo, poderiam ser construídas 227 novas UPAs (unidades de pronto atendimento) ou, ainda, 1.228 novas UBS (unidades básicas de saúde). O orçamento do ministério em 2012 foi de R$ 91,7 bilhões.

Para burlar as contas do SUS, gestores falsificam registros hospitalares ou inserem em seus cadastros profissionais "invisíveis".

Em Nossa Senhora dos Remédios, também no Piauí, de 20 profissionais cadastrados nas equipes do Programa Saúde da Família, 15 nunca haviam dado expediente.


Em Ibiaçá (RS), remédios do SUS foram cedidos a pacientes de planos de saúde.


   Felix Lima/Folhapress    
Pacientes aguardam atendimento no hospital municipal de Miranda do Norte (MA)

As íntegras desses e de outras centenas de auditorias estão disponíveis no site do Denasus. Mas, para ter acesso à lista de fiscalizações em que houve pedido de ressarcimento, a Folha pediu dados ao governo federal via Lei de Acesso à Informação.

A maior parte dos desvios foi constatada em auditorias cuja principal responsável pela gestão dos recursos era a prefeitura (73% do valor), seguido dos Estados (15%). O restante é dividido em clínicas particulares, instituições beneficentes e farmácias.

Das 1.339 auditorias analisadas pela Folha, 113 têm o ressarcimento calculado em mais de R$ 1 milhão cada.

Para o Ministério da Saúde, a soma das irregularidades das auditorias pode ser ainda maior, devido a novos relatórios complementares dos últimos meses.

Infográfico:








http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/10/1359398-sus-paga-201-consultas-no-mesmo-dia-para-paciente.shtml

« Última modificação: 22 de Outubro de 2013, 11:36:01 por Gabarito »

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.865
  • Sexo: Masculino
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #79 Online: 22 de Outubro de 2013, 20:44:49 »
Que foram apurados pelo denasus.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.014
  • Sexo: Masculino
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #80 Online: 22 de Outubro de 2013, 20:52:11 »
Que foram apurados pelo denasus.

E onde estão os R$ 502 milhões?
Foto USGS

Offline Gabarito

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.556
  • Sexo: Masculino
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #81 Online: 22 de Outubro de 2013, 20:57:33 »
Que foram apurados pelo denasus.

Qual o resultado da apuração do DENASUS?
Pesquisei e não achei.

E onde estão os R$ 502 milhões?

Também estou curioso sobre a destinação desse dinheiro.

Offline parcus

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.214
  • Sexo: Masculino
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #82 Online: 22 de Outubro de 2013, 21:35:33 »
201 consultas custariam 2,5 mil. Caramba, essas clinicas do Brasil sao mercenarias mesmo.
http://tomwoods.com . Venezuela, pode ir que estamos logo atrás.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #83 Online: 22 de Outubro de 2013, 21:35:44 »
apurados é igual jogar debaixo do tapete. Provavelmente quem apura fica com 10%.
500M é o que se sabe, eu acho pouco, pelo nível de controle que o SUS têm em geral.

E a pergunta é.. Derfel, onde estão os 500M? Quanto já foi recuperado com essas apurações?
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Online _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.783
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #84 Online: 22 de Outubro de 2013, 21:43:50 »
apurados é igual jogar debaixo do tapete. Provavelmente quem apura fica com 10%.
500M é o que se sabe, eu acho pouco, pelo nível de controle que o SUS têm em geral.

E a pergunta é.. Derfel, onde estão os 500M? Quanto já foi recuperado com essas apurações?

Quer dizer que eles apuraram , tornando público, pra ficarem com 10%? :hein:

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #85 Online: 22 de Outubro de 2013, 21:46:31 »
acho que a apuração é depois que foi denunciado não? Nessa minha visão um tanto pessimista, quem apura esta lá para por panos quentes.

Mas foi meio retórico. A pergunta mesmo é.. apuraram, ok. Onde está a grana?
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.501
  • Sexo: Masculino
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #86 Online: 22 de Outubro de 2013, 23:03:26 »
25% do dinheiro do pré-sal será destinado à saúde. Sabemos que o problema da saúde é apenas falta de dinheiro e logo logo teremos hospitais padrão-fifa.

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #87 Online: 22 de Outubro de 2013, 23:31:18 »
os corruptos milionários se tornarão bilionários
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.626
  • Sexo: Masculino
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #88 Online: 23 de Outubro de 2013, 10:39:38 »
os corruptos milionários se tornarão bilionários

Ou seja, a renda no Brasil melhora a cada ano!
"Deus prefere os ateus"

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.014
  • Sexo: Masculino
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #89 Online: 23 de Outubro de 2013, 10:42:48 »
25% do dinheiro do pré-sal será destinado à saúde. Sabemos que o problema da saúde é apenas falta de dinheiro e logo logo teremos hospitais padrão-fifa.

"Padrão-fifa"?

Então você quer dizer ultra-caros, voltados apenas para entretenimento de otários e enriquecimento de uma caterva mafiosa e corrupta?
Foto USGS

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.865
  • Sexo: Masculino
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #90 Online: 24 de Outubro de 2013, 07:22:48 »
Que foram apurados pelo denasus.

E onde estão os R$ 502 milhões?
Bem, Geo, a auditoria funciona da seguinte forma: é feita uma devassa nas contas do município e do processo de trabalho e é dada oportunidade para o gestor apresentar a defesa que pode justificar ou não. Algumas questões como processo de trabalho e consistência de equipes é dado um prazo para correção, depois do que é feita nova visita ou do estado ou do denasus, que pode gerar o bloqueio dos recursos. Ao fim  do processo pode haver devolução de recursos pelo município.

 Note que desse total não significa roubo, mas irregularidades.  Um exemplo apresentado é o uso de recursos da AB em outras ações. Ocorre que os recursos transferidos vêm em blocos engessados.  Existem blocos da Atenção Básica, bloco da vigilância,  bloco da média e alta complexidade,  bloco de investimentos (e cada qual com sub-blocos). Se ocorre de uma parede da unidade de saúde tiver de ser levantada e o município tiver recurso sobrando no bloco da Atenção Básica, mas não em investimento, e utilizar esse recurso,  isso é uma irregularidade e está dentro desses 500.000.000 desviados. Da mesma maneira se utilizar o recurso para pagar exames necessários para os usuários (como uma mamografia, por exemplo). Em outras palavras, não basta você ter recurso para a saúde, mas esse recurso deve estar nos blocos que você precisa.

Outro problema que é apresentado como desvio é o recebimento de recursos de equipes da esf, com um número de equipes menor. O problema é que o ms somente paga equipes consistidas, ou seja, completas com médico, enfermeiros e técnico de enfermagem, mas, como sabe, existe um problema de falta de médicos no mercado. Quando falta um profissional desses (o que via de regra é o médico) por mais de 60 dias,  o recurso daquela equipe é bloqueado.  E não somente! Todas as equipes atreladas à inconsistida também têm o recurso bloqueado, isto é, equipe de saúde bucal, agentes comunitários de saúde e nasf. Para evitar isso, alguns municípios apelam para um "jeitinho", que consiste em manter o médico cadastrado na equipe mesmo ele já tendo saído. A menos que haja duplicidade de equipes, isso dá um tempo maior para que se consiga encontrar um médico para compor a equipe. Essa é outra parte significativa dos 500.000.000 constatados na auditoria (e foram utilizados para pagamento desses profissionais da equipe inconsistida: enfermeiros e técnicos de enfermagem).

Existem, claro, também desvios puro e simplesmente.  Aí o gestor vai ser acionado para devolver esses recursos a União. Hoje não está tão simples desviar sem punição quanto já foi no passado.

Só não entendo por que a Folha pediu os dados ao governo por via da lei de acesso à informação. Todas essas auditorias realizadas são de domínio público e de acesso livre a qualquer cidadão,  justamente pensando no controle social. Quem quiser acesso aos relatórios de auditoria do denasus realizadas em seu estado basta clicar aqui: http://sna.saude.gov.br/con_auditoria.cfm

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.865
  • Sexo: Masculino
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #91 Online: 24 de Outubro de 2013, 09:24:10 »
A propósito,  a auditoria acontece no município (ou estado, ou união) motivada por denúncia ao sistema de auditoria, denúncia à ouvidoria do sus, solicitação do legislativo,  do mp, do próprio ms ou ses, dos conselhos de saúde e através de planejamento das ações,  normalmente através de sorteio. O denasus não é o único a fazer estas auditorias, também as fazem a cgu e o tcu/tce.

Eu acho chato esta suspeição dos auditores a priori somente porque são funcionários públicos.  Primeiro porque os auditores são independentes em relação à gestão e depois se trata de uma profissão altamente arriscada. Conheço auditores do sna e sei que muitos recebem ameaças de morte, ao menos os que estão no interior. Ninguém está trabalhando para acobertar ninguém e se alguém se der ao trabalho de ao menos ler um relatório desses vai constatar isso.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #92 Online: 25 de Outubro de 2013, 04:57:03 »
pode dar exemplos de quanto foi devolvido e pode?
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Derfel

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.865
  • Sexo: Masculino
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #93 Online: 25 de Outubro de 2013, 08:18:26 »
Acesse aqui: www.fns.saude.gov.br . No Fundo Nacional de Saúde são feitos os repasses. Se você consultar um município que foi auditado, verá que os repasses mensais cessam depois de um tempo, já que ficam bloqueados. Dependendo do que foi apurado você pode encontrar a devolução lá também. Em outros casos há um processo judicial e o gestor é obrigado a devolver (e, sim, demora algum tempo). Em um município daqui do estado, por exemplo, tem um ex-prefeito vendendo fazenda para pagar dívidas com a União por causa de desvios apurados nessas auditorias (que ocorreram há uns 8 anos atrás).

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #94 Online: 28 de Outubro de 2013, 23:43:19 »
desculpe mas não dá para ficar navegando no site para procurar interrupções no repasse e encontrar o crime. pode colocar alguns casos explicitamente?

chega a quantos milhões de recuperação?

“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #95 Online: 28 de Outubro de 2013, 23:44:35 »
e alguém roubar e parar o repasse (e foder a população) me parece estranho. Além de que parar repasse não ter nada a ver com ressarcir.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Online _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.783
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #96 Online: 29 de Outubro de 2013, 10:12:13 »
desculpe mas não dá para ficar navegando no site para procurar interrupções no repasse e encontrar o crime. pode colocar alguns casos explicitamente?

chega a quantos milhões de recuperação?



Pelo que entendi, uma boa parte não configura crime, é desvio de recursos para outra área que não a destinada para o fim.

Offline Gabarito

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.556
  • Sexo: Masculino
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #97 Online: 29 de Outubro de 2013, 11:11:32 »
Pelo que entendi, uma boa parte não configura crime, é desvio de recursos para outra área que não a destinada para o fim.

E sobre as que configuram crime? O que foi feito com o dinheiro que foi indevidamente encaminhado para outro bolso? De quanto é o montante do ressarcimento nesses casos? E os envolvidos? O que acontece com eles?

201 consultas pagas a um único paciente parece ser o caso de sim, configurar crime, pois esse recurso não foi destinado a outro fim. E foi exatamente esse o tema e o título da reportagem, para a gente não perder o foco da discussão.

Offline Gabarito

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.556
  • Sexo: Masculino
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #98 Online: 29 de Outubro de 2013, 11:30:25 »
Mais notícias:

Citar
Hospital do Fundão tem máquinas de R$ 2 milhões paradas em caixas
Edição do dia 28/10/2013
Imagens exclusivas mostram equipamentos adquiridos em 2012. Entre aparelhos guardados está um petscan, usado no diagnóstico de câncer.


Uma reportagem exclusiva encontrou novos problemas no Hospital Universitário da Universidade Federal do Rio de Janeiro. O Bom Dia Brasil já mostrou os problemas de infiltração e abandono. Agora a equipe encontrou aparelhos de última geração encaixotados nos corredores do hospital há mais de um ano. O valor dos aparelhos chega a R$ 2 milhões e, entre eles, está um petscan - usado no diagnóstico de câncer.

A equipe do Bom Dia Brasil flagrou com uma câmera escondida o estado de abandono do Hospital do Fundão, como é conhecido. Elevadores não funcionam e ficam protegidos por tapumes. A porta de emergência está quebrada, e logo à frente há rachaduras na parede.

No balcão da enfermaria não se encontra ninguém. No teto sem forro, dá para ver as vigas. Os problemas de manutenção ficam ainda mais evidentes no banheiro dos funcionários. Além do teto estragado, armários quebrados e o resto das instalações destruídas.

Na sala de espera da tomografia não há pacientes. Apenas uma funcionária informa que o equipamento não funciona mais. Na radioterapia, a secretária informa que o aparelho foi para a manutenção. Mais adiante, o aviso no quadro de que a emergência está fechada. No nono andar, toda uma ala está cheia de poeira e desativada.

Os corredores também são usados como depósito. Cerca de 20 caixas grandes de madeira com adesivos informam que eles guardam equipamentos médicos com a data de 2012. O hospital informou que as caixas possuem as partes de três equipamentos: um angiógrafo, um tomógrafo e um petscan, usados em exames de imagem. Juntos, custam quase R$ 2 milhões.

Uma médica que trabalha há 15 anos no hospital diz que o número de leitos foi reduzido à metade e que o treinamento de estudantes de medicina e enfermagem está comprometido. “A gente forma médicos, a gente forma enfermeiros. A gente forma os profissionais que o Brasil está precisando. E com qualidade. A gente quer retomar esta qualidade”, afirma Glória Benamor.

Em nota, o diretor do hospital, Marcus Raso Eulálio, diz que a reitoria da Universidade e o Ministério da Educação conhecem as dificuldades do Hospital Universitário e afirma que tem boas expectativas de que adotem a melhor forma de resolver os problemas crônicos e graves enfrentados pelo hospital.

O Ministério da Educação e a Universidade Federal do Rio de Janeiro negam que exista uma situação de abandono do Hospital Universitário. O Governo Federal afirma ter investido quase R$ 78 milhões desde 2011. E que nesse período teriam sido instalados 317 equipamentos novos.

Já sobre os equipamentos em caixas há mais de um ano, a universidade informou que eles serão instalados assim que ficar pronta a reforma da rede elétrica.

A universidade afirma que a crise foi agravada com a implosão de um edifício anexo do hospital, em 2010, que obrigou a realização de obras para estabilizar o que prédio onde funciona agora o hospital.

A pró-reitora de Gestão da UFRJ diz que a reforma da rede elétrica já foi contratada, e que as redes de água e gás serão reformadas no ano que vem. “E a partir daí, liberar de forma planejada, as áreas que hoje estão fechadas. Até o final deste ano, esses equipamentos estarão disponíveis”, ressalta Araceli Ferreira.

A universidade, no entanto, considera que o maior problema é a falta de 800 médicos e enfermeiros. “Devem assumir agora 150 profissionais até o dia 4 de dezembro, mas nós ainda ficamos com um déficit de 650 profissionais para o hospital universitário”, afirma a pró-reitora.

A procuradora Marina Filgueira entrou com duas ações civis públicas contra o hospital para exigir que os problemas de infraestrutura e da falta de médicos sejam resolvidos. “A maior parte dos hospitais universitários está com déficit de pessoal, senão todos os hospitais universitários do Brasil, e todos estão com a sua estrutura física sucateada. Então historicamente tem um abandono dos hospitais universitários pelo governo”.

http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2013/10/hospital-do-fundao-tem-maquinas-de-r-2-milhoes-paradas-em-caixas.html


Na fonte da notícia há também um vídeo.





Continuação da novela:

Citar
RJ: aparelho encaixotado em hospital é usado para diagnostico de câncer
Edição do dia 29/10/2013
São apenas 84 pet-scans em todo o país, um para cada 2,380 milhões.
Ideal é que houvesse um equipamento para cada 50 mil habitantes.



Na segunda-feira (28) o Bom Dia Brasil mostrou a situação precária do Hospital Universitário da Universidade Federal do Rio. Um dos aparelhos novos encaixotados há mais de um ano chamou a atenção. O equipamento usado para escanear o corpo humano e diagnosticar doenças graves é de alta tecnologia e difícil de encontrar no Brasil. São 84 em todo o país, pelos cálculos da Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear.

As imagens mostradas com exclusividade pelo Bom Dia Brasil revelaram o estado de abandono do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, que pertence à Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Em uma das caixas encontradas no corredor que virou depósito, um tesouro da medicina moderna. Avaliado em R$ 2,2 milhões, o pet-scan permite uma avaliação precisa e rápida de doenças graves, como câncer.

“Faz muita diferença em pacientes oncológicos, no diagnóstico precoce de doenças, avaliação da resposta precoce destes pacientes na terapia. Isso faz um impacto muito grande depois para o paciente em relação à sobrevida, à cura”, afirma o médico Felipe Villela Pedras.

Existem hoje no Brasil apenas 84 equipamentos, o que dá uma média de um para cada 2,380 milhões de brasileiros. A tendência é que a partir de agora aumente ainda mais a procura por este tipo de exame. Uma resolução da Agência Nacional de Saúde suplementar aumentou de três para oito as situações em que os planos de saúde deverão cobrir as despesas para quem precisa usar o equipamento.

Antes os planos só cobriam o uso para exames de pulmão, linfomas e colo retal. Agora é possível usar para nódulo solitário de pulmão, mama com metástases, melanoma, câncer de cabeça e pescoço e câncer de esôfago.

Segundo a doutora Lea Miriam, da Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear, o ideal é que houvesse um equipamento desses para cada 50 mil habitantes. Foi ela quem encomendou a compra do equipamento importado.

“A intenção era fazer do hospital universitário um centro de referencia, e quando acaba não aconteceu isso, devido à implosão, devido à parte elétrica do hospital que está muito ruim, que precisa ser reformada e está sendo reformada. Espero que até março do ano que vem seja consertada”, afirma.

Aos 84 anos, dona Maria José Gillet enfrenta mais uma batalha na luta contra o câncer. Ainda assim, ela se considera privilegiada. Pela segunda vez, vai se submeter a um dos mais modernos exames que existem no mundo. “Seria muito mais fácil se o governo olhasse mais e tomasse mais conta destas pessoas que não podem ter um plano de saúde”, lamenta.

A direção do hospital da UFRJ disse que aguarda o fim das obras na rede elétrica para instalar os equipamentos doados pelo Ministério da Educação.

http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2013/10/rj-aparelho-encaixotado-em-hospital-e-usado-para-diagnostico-de-cancer.html

Na fonte da notícia há também um vídeo.




Alexandre Garcia sobre esse assunto:

Citar
'É preciso ter meios para formar mais médicos', diz Alexandre Garcia
Edição do dia 28/10/2013
Para comentarista, máquinas paradas no Hospital do Fundão e pacientes sem remédios que sobram em depósitos no DF são falha de gestão pública.

Há anos o governo dá sempre a mesma explicação: depois de uma reportagem denunciando, tudo vai ser resolvido no dia seguinte – o que é uma confissão de que existe um problema que pode ser resolvido em um dia.

A falta de remédio é um caso típico do pitoresco “tem, mas tá faltando”. No caso, não tem como entregar. Tem, mas não tem como entregar. E mais: tem tanto que já falta lugar no depósito. 

Quer dizer, o que está faltando não é remédio, mas a capacidade de entregar o remédio a quem precisa.

Tanto o caso dos equipamentos parados no Fundão quanto o dos medicamentos não distribuídos em Brasília são problema de falta de gestão.

No Hospital do Fundão, a implosão de parte do prédio é bem simbólica porque parece que estão implodindo todos os hospitais universitários. Porque o que acontece lá acontece também no hospital da própria capital do país e outros hospitais universitários que são usados para formar médicos e enfermeiros.

Alguma coisa, portanto, está errada com o objetivo do governo de formar mais médicos. Porque se querem mais médicos, é preciso ter mais meios para formá-los.

No Fundão os equipamentos encaixotados e envelhecendo – são raros até na rede privada – são preciosos; foram comprados com o dinheiro do povo para tratar da saúde do povo. E estão lá, esperando, enquanto as doenças que iriam diagnosticar não esperam. É uma visível contradição: alega-se que faltam médicos para fazer funcionar o hospital que forma médicos.

É um círculo vicioso no vício maior, que é o da gestão pública – porque dinheiro deve ter: basta ver o tamanho dos impostos que todos pagamos.

Pode faltar transporte para o remédio, mas não falta transporte para as autoridades.

http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2013/10/e-preciso-ter-meios-para-formar-mais-medicos-diz-alexandre-garcia.html


Na fonte da notícia há também um vídeo.

Offline Gabarito

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.556
  • Sexo: Masculino
Re:Notícias sobre falta de ética nos três poderes da república
« Resposta #99 Online: 29 de Outubro de 2013, 11:36:01 »
E a saúde está em alta nesses tempos buliçosos que vivemos.
Agora é a falta de medicamentos por culpa do caminhão.
Temos novos culpados: Caminhões!
- Que diacho de caminhão. Por culpa dele, os que mais sofrem não têm medicamentos!


Citar
Pacientes não têm remédios que sobram no estoque do governo do DF
Edição do dia 28/10/2013
Secretário admite que há falha na distribuição dos medicamentos estocados.
Após reportagem, Secretaria diz que normalização ocorrerá nesta segunda.




Em Brasília, mais um caso absurdo na saúde pública: pacientes não conseguem remédios que têm de sobra no estoque do governo do Distrito Federal.

O médico prescreve o remédio de uso diário, mas Sandro, não consegue fazer o tratamento. O Bom Dia Brasil acompanhou uma das tentativas dele em um posto de saúde do Distrito Federal.

Sandro: Diamicron não tem mesmo?
Atendente: Não tem nenhum. Vai chegar o de 60.
Sandro: Esse aqui já vem faltando já tem um tempinho.

Tem sido a mesma resposta há dois meses. “Toda vez que a gente chega no posto eles falam: semana que vem tem, semana que vem vai chegar, a rede está mandando. Eu tenho que tomar quatro comprimidos por dia para controle da diabetes e eu não estou tomando nenhum”, conta o encarregado de obra Sandro Cirilo.

O remédio que o Sandro procura reduz os níveis de açúcar no sangue. O filho acompanha o drama do pai e da mãe, que também é diabética. “É uma doença crônica, precisa de tratamento. Se não controlar corre sérios riscos”, afirma o jovem.

A equipe do Bom Dia Brasil encontrou o remédio na Farmácia Central da Secretaria de Saúde do Distrito Federal em caixas, estocado. Não foi distribuído, admite o secretário.

“A falha na distribuição sempre existiu e acaba acontecendo até pelo próprio tamanho da rede e porque a saúde não tem como ficar fazendo contratação de caminhão, de estivador, enfim dessa sistemática toda de logística”, diz o secretário-adjunto de Saúde, Elias Miziara.

De acordo com a Secretaria de Saúde, o atendimento cresceu muito nos últimos dois anos, o que gerou também problemas para guardar e gerenciar o estoque dos remédios comprados.

Hoje o depósito é pequeno para a demanda e não atende as normas de armazenamento de medicamentos, segundo o próprio governo do Distrito Federal, que informou que está alugando outros dois espaços para tentar ajudar a normalizar o sistema.

A Secretaria de Saúde disse que a distribuição será normalizada nesta segunda-feira (28) e que agora vai acionar um sistema de acompanhamento de estoque de todas as unidades de saúde.

http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2013/10/pacientes-nao-tem-remedios-que-sobram-no-estoque-do-governo-do-df.html


Na fonte da notícia tem também um vídeo.

(Coitados dos que precisam desses remédios...)

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!