Autor Tópico: Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?  (Lida 6686 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #175 Online: 02 de Fevereiro de 2017, 14:12:14 »
Mas mais significativo que isso, acho que o raciocínio tem simplesmente como assunção a própria conclusão. Já que um "vazamento" racial de riqueza em última instância não impediria a eventual nivelação de renda sozinha, apenas a atrasaria.

Impede o nivelamento se houver maior exogamia entre os negros ricos do que os pobres. Se a exogamia for igual, aí sim igualaria em algum momento.
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.425
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #176 Online: 02 de Fevereiro de 2017, 15:04:56 »
Acho que só impede se a taxa de "vazamento" de renda por branqueamento for maior ou igual do que a taxa de crescimento de renda, nivelando pela a renda branca como se fosse "fixa".

Sem contar a possibilidade do "empardecimento"/"enegrecimento" dos ricos, pela dominância desse fenótipo, ser um efeito na direção contrária mais significativo, o que deve ser mais provável. Ao menos é mais "forte" em nível individual, embora isso se enfraqueça em nível populacional, já que a maioria dos ricos é branca, então os negros que enriquecem tenderão a diluir, inicialmente, sua descendência num número maior de brancos.

Alguém pode ser "70% branco", geneticamente, mas ser "100% negro", fenotipicamente. Parte dessa miscigenação branca podendo ser correlata a àscenção econômica, o que é em outras palavras um "enegrecimento dos brancos/ricos".



"Eu vou pela cor da pele. Se eu disser que sou 67% europeu, nego vai achar que estou de gozação" - Afrodescendentinho da Beija-flor

http://www.bbc.com/portuguese/reporterbbc/story/2007/05/070424_dna_neguinho_cg.shtml


Offline Gauss

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.244
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #177 Online: 02 de Fevereiro de 2017, 15:11:23 »
http://lugardemulher.com.br/a-solidao-da-mulher-negra-e-o-racismo-cotidiano/

"Talvez eu novamente não tenha ficado satisfeita com o resultado, e, percebendo que eu seguia poucos famosos no instagram, resolvi dar um breve passeio pelas contas de algumas “celebridades”, pelo bem da observação. Dessa vez observei apenas os homens negros – cantores pop, atores, atletas. Eu gostaria que vocês chutassem o resultado dessa busca. Podia ter um, pra fechar certinho minha curva descendente, mas não. Dez, dos dez homens negros pesquisados, namoram ou estão casados com mulheres brancas."


Lembrando que o movimento negralista chama esses negros de "palmiteiros", pois eles deveriam estar se relacionando com a "sua gente", e não com branquinhas "sendo seu escravo particular" rebaixando a mulher negra para o "uso mundano". Certamente isso é uma defesa descarada de racismo e segregação, mas como é feito por "oprimidos" é algo totalmente aceitável.

http://www.almapreta.com/o-quilombo/tu-palmitas-e-nos-preteridas

http://blogueirasnegras.org/2016/08/22/o-incrivel-caso-do-homem-negro-palmiteiro/
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.425
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #178 Online: 02 de Fevereiro de 2017, 15:43:12 »
O engraçado é que essa acusação de "rejeição racial" vem dos dois lados, os homens negros também acusando negras de "palmiteiras", apenas dissociado desse discurso feministóide.

Será que as pessoas não percebem que pode ser que, se considerando aleatoriedade total, não-discriminação total, haveria maiores chances de pessoas negras se relacionarem com uma maioria de pessoas brancas? Mas precisam de qualquer forma enxergar discriminação em tudo.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #179 Online: 02 de Fevereiro de 2017, 20:05:21 »
O engraçado é que essa acusação de "rejeição racial" vem dos dois lados, os homens negros também acusando negras de "palmiteiras", apenas dissociado desse discurso feministóide.

Será que as pessoas não percebem que pode ser que, se considerando aleatoriedade total, não-discriminação total, haveria maiores chances de pessoas negras se relacionarem com uma maioria de pessoas brancas? Mas precisam de qualquer forma enxergar discriminação em tudo.

Textos e queixas de mulheres negras alegando serem preteridas pelos homens bem-sucedidos (negros inclusos) abundam na internet.

O problema é pior com as mulheres negras bem-sucedidas, que não ficam satisfeitas com homens de condição econômica inferior: os seus alvos bem-sucedidos (sejam negros ou brancos) preferem as brancas.

Já vi várias reportagens e artigos falando disso.
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.425
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #180 Online: 02 de Fevereiro de 2017, 20:18:27 »
Como é comum no mimimizismo feministóide em geral, não deve ter muita preocupação com uma exame criterioso e muito menos matemático da coisa.

"Sou solteira, e negra, logo, racismo". Podendo se substituir "negra" por qualquer coisa que julguem que a sociedade largamente considera indesejável, feminista, independente/bem-sucedida, inteligente, "fácil", etc. No discurso de "negra" acho que mais comumente misturam com "fácil" do que com "bem sucedida".

Podem ter algum nível de verdade várias dessas coisas, mas não é proporcional ao escarcéu e não vai bater sempre com as "teorias" (de qualquer lado). E vai ter em alguns casos a contribuição das próprias mulheres no fenômeno, como preferirem homens que ganhem mais do que elas, também.

https://hbr.org/2016/04/even-the-thought-of-earning-less-than-their-wives-changes-how-men-behave
http://www.slate.com/articles/business/the_dismal_science/2012/12/women_who_earn_more_than_men_men_don_t_like_it.html
http://www.livescience.com/7483-beautiful-women-marry-attractive-men.html (LESS attractive men)

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #181 Online: 02 de Fevereiro de 2017, 20:27:06 »
E vai ter em alguns casos a contribuição das próprias mulheres no fenômeno, como preferirem homens que ganhem mais do que elas, também.

As mulheres consideram a forma "correta" de relacionamento terem um homem que ganhe mais, pensam nisso quase como um direito natural* delas, algo tão óbvio e pressuposto que nem é citado. As mulheres bem-sucedidas, fiéis a esse instinto, se vêem com menos "opções", e se forem negras, se sentem indesejadas.

*Assim como todos os homens acham que é seu 'direito natural' terem uma mulher bonita, mesmo o mais ralé e esquisito deles... e sem estarem na Suécia, onde praticamente toda mulher é bonita.  :D
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.425
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #182 Online: 02 de Fevereiro de 2017, 20:46:15 »
De foruns:


Citar
Black Female Celebrities who date White men

.....

SELL outs, more sell outs, white washed, brain washed, groupies, no rings on their fingers.

sleeping with white men to try and boost up their self esteem. SAD SAD SAD black females.




Citar
Sunflower are you saying that maybe those black women were driven away by black men?

....

I certainly think so. Halle Berry was abused by black men over and over again. She said she tried black men. She tried. But still, they mistreated her. Just like so many others have said. So yes, I think black men drive black women away. Just look at some of the comments made by black men who date outside thier race. I've heard/read some of the most crueliest and harsh things said about black women from black men all to appease non black women. Its sicken. And very ignorant, rude and disrespectful. So no, I'm not gonna hate on black women who find love and acceptance from another race. And don't get mad when you see a sista strutten down the street with her non black husband/boyfriend either.



Twitter: "Se sou palmiteira a palmitagem me escolheu por motivos de sempre ter sido rejeitada por todas as pessoas negras que tentei me relacionar."

Offline Gauss

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.244
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #183 Online: 10 de Fevereiro de 2017, 19:50:50 »
Agora os patrulheiros SJWs que pregam a segregação racial estão incomodando uma moça branca com câncer por ela estar usando um turbante na cabeça, e isso seria "Apropriação Cultural".

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1929800533906839&set=a.1380696852150546.1073741829.100006307320692&type=3&theater
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.428
  • Sexo: Masculino
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #184 Online: 10 de Fevereiro de 2017, 21:01:33 »
O Cardoso escreveu dois ótimos texto sobre militância feminista e quadrinhos. Os patrulheiros exigem  quadrinhos lacradores mas não gastam um único centavo comprando eles, forçando as editoras a voltar com a fórmula padrão:

http://contraditorium.com/2017/02/08/sutileza-cueca/

http://contraditorium.com/2017/02/10/militar-e-preciso-mas-tirar-escorpiao-bolso-tambem-ajuda-floquinho/
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Gauss

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.244
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #185 Online: 10 de Fevereiro de 2017, 22:22:40 »
O Cardoso escreveu dois ótimos texto sobre militância feminista e quadrinhos. Os patrulheiros exigem  quadrinhos lacradores mas não gastam um único centavo comprando eles, forçando as editoras a voltar com a fórmula padrão:

http://contraditorium.com/2017/02/08/sutileza-cueca/

http://contraditorium.com/2017/02/10/militar-e-preciso-mas-tirar-escorpiao-bolso-tambem-ajuda-floquinho/
Praticamente tudo hoje deve agradas aos patrulheiros progressistas. É só analisar o marketing das grandes marcas, também. Lembro que nesses dias "x Pepsi pxstxu algx nesse nível" e as pessoas caíram em cima.
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Gauss

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.244
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #186 Online: 10 de Fevereiro de 2017, 22:59:54 »
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.425
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #187 Online: 10 de Fevereiro de 2017, 23:00:36 »
De novo essa revolta contra turbantes? Da outra vez tinha a ver com câncer, também?


Comentário em um dos textos:

Citar

Muito bom o texto.

Eu sou mulher e gorda. Não, não estou falando de "gordinha", e sim de gorda mesmo. Já sofri de baixa autoestima e bullying, então podia muito bem ficar aqui chorando as minhas pitangas, mas apreendi na dureza que sentir pena de si mesmo só te coloca para baixo (Tumblr, bora apreender essa lição). E sabia o que eu sinto quando olho um título como esse Faith?

Vergonha alheia.. e um pouco de tédio.

Os SJW falam tanto de igualdade e respeito, mas no final das contas são os que mais separam as pessoas em categorias, e esses heróis "empoderados" e "diversificado" tornam-se chatos. Afinal na cabeça dessas pessoas mulheres só podem ter problemas por serem mulheres, negros só podem ter problemas por serem negros, gordos só podem reclamar de ser gordos. E o personagem nunca pode verdadeiramente sofrer com isso. Não! De acordo com os SJW, os personagens tem que sempre terminar vencendo o opressor a cada edição com uma frase politicamente correta que parece q foi retirada diretamente do Tumblr. Tornam-se histórias insuportáveis de personagens que facilmente podem ser substituídos por um igualzinho, já que tudo que importa é uma característica física.

E como o texto bem abordou, não é que você tem que retirar políticas e questões sociais das histórias. Não! Olha o Arqueiro verde por exemplo. Quando retiraram esse lado dele nos N52 o personagem flopou. Agora no Rebirth esse lado está voltando com tudo, e as histórias estão ótimas. Pois não são só apenas isso! É isso que parece que a Marvel não está entendendo (e o resto da mídia no geral). As pessoas só querem boas histórias e bons personagens.

É simples.

Offline Freya

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 278
  • Sexo: Feminino
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #188 Online: 11 de Fevereiro de 2017, 12:44:06 »
Se tem uma coisa que eu nunca vou entender é a tal da "apropriação cultural".

Primeiro que não existe uma cultura pura, os seres humanos assimilam hábitos culturais uns dos outros, de modo que com o passar do tempo algumas tradições se fundem e tornam-se indissociáveis. O próprio sincretismo religioso, que faz surgir novas religiões da junção de outras, denota isso. Cultura não tem dono, tem vida própria.

Até hoje nenhum militante da "apropriação cultural" conseguiu me explicar, racionalmente, de que forma o fato de uma pessoa branca usar um adereço da suposta cultura negra, poderia, objetivamente, "esvaziar o significado" do símbolo de luta contra o preconceito e a pela emancipação negra. Por que seria uma opressão ou um esvaziamento de significado da luta negra usar um adereço porque é moda, porque gosta ou acha bonito, ou porque quer esconder a falta de cabelo da quimioterapia. Aliás, apesar de ser redundante dizer isso, é verdade que uma cultura só existe se for cultivada, praticada, lembrada. Logo, o fato de brancos aderirem à hábitos ou objetos que remetem à dita "cultura negra", só valoriza a mesma. Usar um símbolo de luta não é lembrar da referida luta? Se um branco (que representa o opressor de outrora) usa um símbolo de luta do negro (oprimido), não seria isso, simbolicamente falando, um reconhecimento dos erros dos antepassados que fizeram uma aculturação violenta, vilipendiando a cultura de negros e índios da época?

Em alguns textos mais ressentidos pode-se perceber a real intenção por trás do combate à "apropriação cultural", que nada mais é do que desejo de vingança: se outrora brancos nos apontaram o dedo na cara e nos proibiram certas coisas, hoje os negros, por vingança, farão o mesmo com os brancos, olho por olho. São pessoas que deveriam tratar seus traumas (sejam decorrentes de racismo, sexismo ou homofobia) com profissionais adequados, e não em militâncias sociais.

http://blogueirasnegras.org/2017/01/17/pessoas-brancas-nem-tudo-e-sobre-voces/


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.425
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #189 Online: 11 de Fevereiro de 2017, 13:12:27 »
Eu acho que mais do que o objetivo aparente nesses textos e argumentações, há o desejo de ser politicamente correto/guerreiro da justiça social. Então estão sempre em busca de criar problemas de plaboyzinhos privilegiados de primeiro mundo sobre os quais choramingar histericamente. Conseguem assim admiração social como guerreirxs, e sentem-se bem consigo mesmos, por mais pífia que seja sua "causa".

Em algum ponto na hierarquia, isso também rende dinheiro a alguém (os donos dos sites/redes de sites), ainda que a maioria dos SJWs em si deva ser voluntário ou mal pago.

(Muito disso também se aplica à versão "mundo bizarro" do fenômeno, os Politically Incorrect Warriors, Man's Rights Warriors, White Genocide Savior Warriors, etc, com a diferença principal de menor popularidade e logo um nicho mais restrito para quem lucra com a coisa no fim das contas)



Também tem similaridade e talvez até psicologia em comum com os defensores de valores e bons costumes tradicionais/conservadores "clássicos", um pouco análogos a esses do "mundo bizarro", mas sem racismo, e sem parecer que têm sérios traumas e ressentimentos por relações frustradas com mulheres.

Offline Freya

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 278
  • Sexo: Feminino
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #190 Online: 12 de Fevereiro de 2017, 10:02:57 »
Em algum ponto na hierarquia, isso também rende dinheiro a alguém (os donos dos sites/redes de sites), ainda que a maioria dos SJWs em si deva ser voluntário ou mal pago.

Certamente.
E a Avon, por exemplo, não perdeu tempo:



Só acho curioso que as "manas" enxergam a Globeleza como símbolo de objetificação da mulher negra, mas adoram essa tal de Karol Conka. Coerência zero.


Também tem similaridade e talvez até psicologia em comum com os defensores de valores e bons costumes tradicionais/conservadores "clássicos", um pouco análogos a esses do "mundo bizarro", mas sem racismo, e sem parecer que têm sérios traumas e ressentimentos por relações frustradas com mulheres.

Sim, SJWs se encostam nos conservadores fanáticos cristãos nas extremidades da ferradura. E a frase sublinhada define bem os "masculinistas da real", rs.

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.387
  • Sexo: Masculino
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #191 Online: 12 de Fevereiro de 2017, 11:50:13 »
A pergunta é: Brancos podem ter orgulho de sua "raça" ou isso é racismo?

Por que razão você coloca "raça" entre aspas e já não o faz com racismo?

Parece que agora é moda declarar que só há uma raça, a raça humana, o que, pela mesma  lógica, implica que não pode haver racismo nem discriminação racial... Arranjem outros termos...

O oportunismo político na definição de raça tem implicações que esse mesmo oportunismo procura ignorar, porque não lhe convém...
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.425
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #192 Online: 12 de Fevereiro de 2017, 12:49:53 »
Em algum ponto na hierarquia, isso também rende dinheiro a alguém (os donos dos sites/redes de sites), ainda que a maioria dos SJWs em si deva ser voluntário ou mal pago.

Certamente.
E a Avon, por exemplo, não perdeu tempo:

Não falava tanto disso, de tentar associar a imagem ao visto como positivo, mas mais o outro lado da coisa, os sites terem audiência e anunciantes e etc.

Citar
https://clairelehmann.net/2014/02/17/wp-mep3lulk-3j/

PSEUDO-FEMINIST PLATFORMS PUT WOMEN IN HARM’S WAY

....

It seems that media companies have played a trick on female writers. Inexperienced writers feel privileged just to be published – to have a “voice” – and that exercising this “voice” is a political, feminist act. It isn’t. Women have been writers forever. Receiving slave wages from a corporate employer, while suffering abuse from deranged trolls is not empowerment, it is exploitation. As Baird’s op-ed illustrates, it puts some writers’ mental health at risk.

The essay Hate Sinks, about a young woman employed to moderate comments for an unnamed newspaper’s site, describes the subtle exploitation. She says she feels “lucky” to have job in the current media climate, where journalists are now laid-off en masse

...

In Australia and the US, media companies are mostly run by men. Jezebel is owned by Gawker media, which is owned by Nick Denton. DailyLife is a Fairfax publication whose chairman and CEO are both men. Say Media (which runs xoJane) is owned by Matt Sanchez. It is ironic, but not surprising that so-called feminist media can all be traced back to male owners, CEOs and chairmen. It is these executives and their shareholders who profit, not the writers receiving abuse.

If pseudo-feminist platforms were as “pro-woman” as they declare themselves to be, they would pay women decent salaries, not pitiful freelancer rates. And we would see writing of depth and quality with a mixture of new writers as well as old. Until that happens, they will continue to use these vulnerable women to court outrage, in their constant search for clicks and cash.












A pergunta é: Brancos podem ter orgulho de sua "raça" ou isso é racismo?

Por que razão você coloca "raça" entre aspas e já não o faz com racismo?

Parece que agora é moda declarar que só há uma raça, a raça humana, o que, pela mesma  lógica, implica que não pode haver racismo nem discriminação racial... Arranjem outros termos...

O oportunismo político na definição de raça tem implicações que esse mesmo oportunismo procura ignorar, porque não lhe convém...

Suponha, pelo argumento, que de fato se pode dizer que "não existem raças". Isso não impede automaticamente das pessoas terem posições racistas baseadas em divisões raciais inexistentes (que do que obviamente os racistas discordariam). Então falaríamos de "raça" entre aspas, e racismo sem.

Mas de fato existe o problema que, parece que em 99% do tempo, existe a assunção de que constatação de que "existem raças"  teria como conseqüência lógica "então racismo é correto".

Então racistas vão logicamente defender a existência de raças, e anti-racistas, a inexistência. Embora a princípio a última posição possa parecer uma ingenuidade gritante, é também em parte resultado de uma "evolução", polarização, de argumentos com maior nuances, "pode se dizer existirem raças, porém, elas não têm toda essa diferença que racistas atribuem a elas". Que, para todos os efeitos, aquilo que os racistas dizem ser raças, não existe.









<a href="https://www.youtube.com/v/H19AMpELMew" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/H19AMpELMew</a>

<a href="https://www.youtube.com/v/6RUEtN-QRa0" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/6RUEtN-QRa0</a>


Me lembrou desse texto:

http://liberalconspiracy.org/2009/05/13/a-different-approach-to-the-bnp/



No segundo vídeo eles mencionam alguns pontos em comum sobre o discurso trumpista e o que o KKK usa para atrair membros. É interessante que não é uma vilanização, foge compleamente da linha de "racistas ignorantes estúpidos", indo pela rota de empatia.


Em um vídeo mencionado, em entrevista com ex-neonazi, eles mencionam que enquanto termos como "globalistas", "elites", podem soar para a maioria de forma tão literal quanto possível, isso soa para outros como um eufemismo para "judeus que controlam tudo". O discurso tem a mesma linguagem, faz os mesmos pontos, apenas fazendo essa substituição. É a tática de "apito de chamar cachorro", referente a diferentes pessoas "não ouvirem" esse aspecto do discurso, da mesma forma que para as pessoas o apito de chamar cachorro é "silencioso" para muitas pessoas.


<a href="https://www.youtube.com/v/pESEJNy_gYQ" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/pESEJNy_gYQ</a>

"I have more respect for this black men than for all you white niggers" :histeria:

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.387
  • Sexo: Masculino
Re:Quando o orgulho de ser branco,vira racismo?
« Resposta #193 Online: 24 de Fevereiro de 2017, 18:30:42 »
http://expresso.sapo.pt/internacional/2017-02-23-Protesto-estudantil-contra-violencia-policial-bloqueia-varios-liceus-em-Paris

Vejam a primeira linha do 2º parágrafo... e o mesmo ouvi da boca de uma locutora no Telejornal... "jovem de RAÇA NEGRA!"... Quando convém ao seu objetivo logo os "bem pensantes" se esquecem de que não há raças... ou apenas há a raça humana!... Como gostam de alegar sob pretensa cobertura científica... Mas o oportunismo está-lhes na massa do sangue... nem lhes basta violência sobre jovem de pele escura, tem de ser jovem de raça negra... pura manipulação... Há deliberadamente a tónica na "raça". :enjoo:

Neste caso, o canal televisivo que vi e o jornal Expresso que li são do mesmo magnata da comunicação social... Coincidência? A raça é mesmo apenas uma arma para utilização política... ninguém está realmente preocupado com conclusões científicas... :idea:

« Última modificação: 24 de Fevereiro de 2017, 18:33:29 por Pagão »
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!