Autor Tópico: O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual  (Lida 2433 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.360
  • Love it or Hate it
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #25 Online: 04 de Novembro de 2013, 18:12:15 »
Apenas para lembrar famado, na DE não existe esse lance de objetos sagrados, palavras mágicas ou qualquer correlação com algo "especial" que abra "dimensões(?)". Temos sim, uma crença na existência de um "TODO" consciente mas, sem mente. E por enquanto conhecemos apenas um modo de entrar em fase com esta consciência e, o que não é nada fácil! Sabe como? AMOR INCONDICIONAL. É foda camarada, eu já estou desistindo, amar é para os fortes, não para covardes, como é o meu caso. 

Só sinto amor incondicional descendo a serra, nas curvas da estrada de Santos ou uma gata morde o lóbulo da minha orelha.


Offline Correio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.059
  • Gosto de saber nada de quase tudo
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #26 Online: 04 de Novembro de 2013, 18:17:23 »
O Correio esqueceu de dizer que água fluidificada nāo tem nada de mágico mas cura até mau olhado.

Sério? Não sabia disto não! Alias, o que é mal olhado? Tem comprovação cientifica isso?  :hein:
O que aprendi sobre água "fluidificada" tem a ver com uma energização de dragão invisível nela com propósito salutar, tanto para corpo quanto para o espírito.     
Quando se tem pouco, pouco se tem a perder.

Offline Correio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.059
  • Gosto de saber nada de quase tudo
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #27 Online: 04 de Novembro de 2013, 18:27:37 »
Citar
Só sinto amor incondicional descendo a serra, nas curvas da estrada de Santos ou uma gata morde o lóbulo da minha orelha.

Não entendi o lance da serra.  :?  Também adoro gatos, eu tinha uma gatinha vira-latas que subia no meu ombro e ficava mordendo minha orelha enquanto ronronava  :) era tudo de bom!
Quando se tem pouco, pouco se tem a perder.

Offline Stentor

  • Nível 07
  • *
  • Mensagens: 75
  • Легко́ сказа́ть
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #28 Online: 05 de Novembro de 2013, 17:38:45 »
Pra quem aceita que existem vários tipos de inteligência, como uma inteligência emocional, além da pura inteligência lógico-racional, é possível imaginarmos que aceitar a razão como mecanismo para alcançar finalidades ou mesmo finalidade é em si um ato de fé também - "crer", tendo fé, que a razão nos levará a algum lugar de conhecimento ou que ela é este próprio lugar.

E se isso for aceito, que a razão é uma das maneiras de se crer, no caso, se crer na razão como meio ou fim de conhecimento, desmerecer a palavra "fé" de forma cabal e de forma generalizada, torna-se incoerente, assim como a suposta dicotomia milenar entre fé e razão se torna uma discussão vazia também.

Offline Skorpios

  • Tesoureiro
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.916
  • Sexo: Masculino
  • Homenagem a mais um amigo morto.
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #29 Online: 05 de Novembro de 2013, 17:46:57 »
Olá, Stentor. Se quiser, dê uma passada no tópico de apresentações.
Se você agir sempre com dignidade pode não melhorar o mundo, mas uma coisa é certa: haverá na Terra um canalha a menos.

Millôr Fernandes

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.390
  • Sexo: Masculino
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #30 Online: 09 de Novembro de 2013, 09:14:14 »
Colocar a fé e a razão como duas formas equivalentes de crer somente abre o caminho à irracionalidade... para quê ter o esforço, o trabalho, a tenacidade, a dúvida, que o uso da razão implica?
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #31 Online: 10 de Novembro de 2013, 13:56:56 »
Citação de: cientista maluco
...E, sim, é uma enooorrrme honra para você e para qualquer um qualquer atenção dispensada por mim. Você bem sabe, é claro...
Uah uah uah uah uah... Vc não tem jeito... Deve ser bogus de alguém aqui.
Citação de: cientista
O que se diz *está* no aspecto acústico. É a exata articulação dele.
O que estou tentando explicar, mas não sei se quer entender é que o que importaria para a ortodoxia é a autoridade, a sinceridade e não o fenômeno físico em si.
Tipo assim, uma súplica "Oh meu deus, me ajude nisso ou naquilo..." seria algo que moveria o mundo espiritual. Ou algo do tipo "espírito imundo, eu te ordeno que saia desse corpo que não te pertence..." Entende? É o sentido do que se diz e não o mantra em si ou o som da voz.
Faço muito melhor que "entender" o que está dizendo, SEI perfeitamente do que está (absolutamente supostamente) falando, ou, pior, tentando falar. Ocorre que você não entende que (você) parte de uma suposição primária absoluta que não tem lugar naquilo que entendo da realidade. Não existe "sentido do que se diz" nesse sentido que argumenta no que eu vejo da realidade, nem "o mantra em si", só o som e os processos físicos que o geram e que são desencadeados por eles. As besteiras que a "ortodoxia" determina nada significam para mim e tenho ciência do básico do que está invencionado nela(s).


Entenda ainda que não estou defendendo se está certo ou errado, mas mostrando o que a doutrina diz.
Nem mesmo se trata de "se está certo ou errado", isso nem conta de forma alguma, mas se se aplica em alegações ou no que quer que seja. Você crê, eu não, queira(/possa) você, ou não, entender isso e, principalmente, suas consequências.


Não quero provar nada,
Tá, eu acredito em ti...  Até porque...  "já está provado", não é mesmo?


apenas explicar e usei o filme como gancho.
Explicar o que? O que todos já sabem? Agora não entendi mesmo...

Offline Stentor

  • Nível 07
  • *
  • Mensagens: 75
  • Легко́ сказа́ть
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #32 Online: 11 de Novembro de 2013, 11:07:28 »
Colocar a fé e a razão como duas formas equivalentes de crer somente abre o caminho à irracionalidade... para quê ter o esforço, o trabalho, a tenacidade, a dúvida, que o uso da razão implica?

Pagão,

Seria irracionalidade se fossem duas formas equivalentes. Mas são, na verdade, antes duas formas distintas que procedem de um mesmo impulso da vontade. Algo que demonstra isso são as ideias intuitivas sem traçado racional aparente mas que podem ser incrivelmente corretas. Em algumas áreas positivas isso às vezes é bem recorrente, e não apenas nas Artes.

A memória e as conexões psicológicas formadoras do conhecimento são coisas complexas. Se você aprendeu algo, construiu aos poucos e usando a cabeça o resultado que conquistou, racionalmente, mas por algum motivo não consegue exprimir, explicar, por uma barreira didática qualquer, aquilo que você sabe, pode ser que em uma situação prática você simplesmente saiba e afirme alguma coisa, sem um traçado lógico-racional que demonstre como isso funcione e que gere convencimento, mas o simples fato de saber como é, e não como exprimir, pode pura e simplesmente ser traduzido em "ter fé que é deste jeito", e estar certo inclusive.

Quando falo de "fé", nesse contexto, não estou falando de estupidez crônica e necessidade de crer em algo por deficiência emocional/fraqueza, aquilo que faz com que as pessoas deixem de usar a cabeça. Refiro-me às certezas que não podem ser exprimidas ou mesmo rastreadas, mas que podem estar indubitavelmente corretas, na prática.

Mas também não faço apologia à "certeza tácita" em detrimento do esforço do pensamento. Nesse caso, sim, estaria defendendo o culto à irracionalidade. Apenas me refiro ao "inaudito" correto, o que não se diz mas que se comprova,  algo que sabemos existir e que precisa ser investigado, não idolatrado.

Offline Bolsonaro neles

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.618
  • Sexo: Masculino
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #33 Online: 12 de Novembro de 2013, 10:05:44 »
E o que seria um "inaudito correto"? Dê um exemplo.

Offline Stentor

  • Nível 07
  • *
  • Mensagens: 75
  • Легко́ сказа́ть
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #34 Online: 12 de Novembro de 2013, 10:34:47 »
E o que seria um "inaudito correto"? Dê um exemplo.

A noção própria de linguagem? (não é possível aprendê-la em primeira mão apenas estudando sua gramática, se você ainda não conhece... você simplesmente a aprende, ainda que racionalize a posteriori a organização agregada do conhecimento).

Liderança? Funciona, e não existe absolutamente nada que comprove que possa ser ensinada de forma que se garanta que quem tenta aprendê-la vai, de fato, absorver.

Intuição?

Senso estético?

Humor?

Improviso?

Reconhecimento facial?

Andar de bicicleta?

São todos exemplos de conhecimentos tácitos, que encontram limitações já bem conhecidas da capacidade de racionalizar a expressão desses conhecimentos. "É possível que podemos saber mais do que podemos expressar".
« Última modificação: 12 de Novembro de 2013, 10:38:43 por Stentor »

Offline Bolsonaro neles

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.618
  • Sexo: Masculino
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #35 Online: 14 de Novembro de 2013, 11:44:49 »
Então a coisa mais difícil de reconhecer tacitamente se chama entropia. No outro dia eu pedi pro cara descrever entropia com palavras simples e ele não conseguiu. O Cientista quase xingou minha mãe porque eu pedi isso.

Entropia é uma coisa que não tem nem conhecimento tácito e nem descrição em palavras. É algo que existe e não pode ser definido. É uma entidade.

Offline Stentor

  • Nível 07
  • *
  • Mensagens: 75
  • Легко́ сказа́ть
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #36 Online: 14 de Novembro de 2013, 11:57:29 »
Então a coisa mais difícil de reconhecer tacitamente se chama entropia. No outro dia eu pedi pro cara descrever entropia com palavras simples e ele não conseguiu. O Cientista quase xingou minha mãe porque eu pedi isso.

Entropia é uma coisa que não tem nem conhecimento tácito e nem descrição em palavras. É algo que existe e não pode ser definido. É uma entidade.

Concordo com você. E tenho uma desconfiança desconfortável de que há uma porção de coisas que a gente joga pedra porque não podemos demonstrar, mas que poderiam pesar na balança da solução dos problemas que enchem nosso saco.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #37 Online: 15 de Novembro de 2013, 20:18:21 »
Então a coisa mais difícil de reconhecer tacitamente se chama entropia. No outro dia eu pedi pro cara descrever entropia com palavras simples e ele não conseguiu. O Cientista quase xingou minha mãe porque eu pedi isso.

Entropia é uma coisa que não tem nem conhecimento tácito e nem descrição em palavras. É algo que existe e não pode ser definido. É uma entidade.
Pelamor...!  Ainda com essa caraminhola na cuca?

Teve um sujeito que me pediu certa vez para fazer um avião com três folhas de bananeira e eu, juro que tenteeeeeei muito, mas...   não consegui!  Eu disse a ele: você não permite que eu use algumas coisinhas a mais não?  Ele, "não, eu quero um avião que eu consiga entender como funciona sem me esforçar nada".


Entropia não tem conhecimento tácito porque não é cognoscente; é perfeitamente descritível em palavras; não existe objetivamente embora perfeitamente definível em relações funcionais e como um número parâmetro de sistema; e, não, não é uma entidade metafísica, como quer insistir em encontrar, assim como estabelece suas (ideias de) almas. O que não existe, definitivamente, é o fantasma da entropia que você quer postular a qualquer custo.



E...,  por tudo...    Ooonde que eu teria "quase xingado sua mãe"?   Seria aqui:

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=27626.msg751283#msg751283
http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=27626.msg752183#msg752183

onde tentei te socorrer e você, por norma, não soube aproveitar?

Offline Stentor

  • Nível 07
  • *
  • Mensagens: 75
  • Легко́ сказа́ть
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #38 Online: 16 de Novembro de 2013, 11:44:28 »
 :hihi:

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #39 Online: 17 de Novembro de 2013, 13:31:46 »
Não ria dele porque você também foge.

Offline Stentor

  • Nível 07
  • *
  • Mensagens: 75
  • Легко́ сказа́ть
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #40 Online: 18 de Novembro de 2013, 10:10:03 »
 :ok:  :biglol:

Offline Thomas_Blum

  • Nível 02
  • *
  • Mensagens: 29
  • Sexo: Masculino
Re:O Exorcismo de Emily Rose e o mundo espiritual
« Resposta #41 Online: 24 de Junho de 2016, 21:10:38 »
Vocês conhecem a versão "alternativa" desse filme?
Chama-se Requiem, é um filme alemão que conta sobre o momento anterior à fase de suposta possessão:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Requiem_(filme)

Vale a pena assistir, o filme tem um foco relativamente cético e interessante, inclusive mostrando que a moça estava sendo tratada para esquizofrenia e tudo mais.
O filme mostra claramente a relação patológica da cultura religiosa na família e o quanto isso afetava ela psicologicamente (muito intensa e interessante a cena do rosário no chão e a reação dela)

Ó o trailer
<a href="https://www.youtube.com/v/uPhen80uVVI" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/uPhen80uVVI</a>

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!