Autor Tópico: Invasão da Ucrânia  (Lida 5350 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.972
  • Sexo: Masculino
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #25 Online: 02 de Março de 2014, 14:10:36 »
E bater de frente com o maior arsenal nuclear do mundo? Duvido. O mundo "civilizado" vira o rosto para os pé-rapados da Coreia do norte.

O máximo que eu imagino que eles farão é botar uma pressão na Rússia de forma semelhante à que a Rússia botou nos EUA quando das ameaças ao ditador sírio e suas armas químicas.

Os EUA arregaram na Síria, vamos ver como vai se desdobrar os acontecimentos na Ucrânia.

O maior arsenal atômico do mundo ainda é o estadunidense. E é também o mais moderno por causa da capacidade de processamento. Somente de ogivas que estão na 'fila de desativação' tem mais de 5.000 e que, convenientemente, está em ritmo bem lento.


E basta uma ogiva pra empatar tudo com qualquer um.




Uma ogiva não empata nada. Supondo uma ogiva típica de um ICBM que tem cerca de 200 kilotons, esta não é suficiente sequer para causar uma destruição total de uma cidade  de 1 milhão de habitantes (ela causará grandes danos).


.

Offline Wowbagger, o Infinitamente Prolongado

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.793
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #26 Online: 02 de Março de 2014, 14:21:56 »
Ele já tá invadindo a Crimeia. É ruim para os parâmetros ocidentais, mas você não vê uma tentativa de se impor como perante os EUA?

Ele esnobou o aviso do Obama agora, impôs seu acordo para a Síria no caso do ataque químico e ainda teve o asilo ao Snowden. Não é possível não ser uma tendência.

Se impor para os EUA é algo que ele sempre fez. Mas ninguém "se impõe" só porque acha bonito, especialmente o ex agente da KGB, Putin. Tudo isso ele faz pra jogar pra população local e pros autocratas sob sua influência, não pra ganhar algo concreto de Washington. A propósito, tudo o que você citou não são ganhos reais dele, o ultimo grande ganho concreto de uma bravata dele foi a guerra da Geórgia, que ele via como uma vingança da invasão da OTAN em Kosovo em 1998.

O que você chama de "ganhos reais"?

No caso da Síria ele impediu uma invasão certa, por exemplo. Disse não e os EUA acataram. No caso do Snowden não vi nenhuma utilidade além de dar uma alfinetada no antigo adversário. O que o Snowden pode oferecer à Rússia que ele já não tenha oferecido de graça ao resto do mundo?






Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.972
  • Sexo: Masculino
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #27 Online: 02 de Março de 2014, 14:32:39 »
E bater de frente com o maior arsenal nuclear do mundo? Duvido. O mundo "civilizado" vira o rosto para os pé-rapados da Coreia do norte.

O máximo que eu imagino que eles farão é botar uma pressão na Rússia de forma semelhante à que a Rússia botou nos EUA quando das ameaças ao ditador sírio e suas armas químicas.

Os EUA arregaram na Síria, vamos ver como vai se desdobrar os acontecimentos na Ucrânia.

O maior arsenal atômico do mundo ainda é o estadunidense. E é também o mais moderno por causa da capacidade de processamento. Somente de ogivas que estão na 'fila de desativação' tem mais de 5.000 e que, convenientemente, está em ritmo bem lento.


E basta uma ogiva pra empatar tudo com qualquer um.


Aqui você pode simular o alcance de destruição de uma bomba nuclear, escolha  por exemplo uma de 300 Kt  e jogue em Brasília (ou noutra cidade da lista), por esta simulação você já perceberá que a bomba não é  tão mega power como  você dá a entender no seu post e como muitas pessoas acreditam.


http://noticias.terra.com.br/educacao/voce-sabia/armas-nucleares/?page=simulacao.htm

.

Offline Partiti

  • Conselheiros
  • Nível 29
  • *
  • Mensagens: 1.502
  • Sexo: Masculino
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #28 Online: 02 de Março de 2014, 15:18:11 »
O que você chama de "ganhos reais"?

No caso da Síria ele impediu uma invasão certa, por exemplo. Disse não e os EUA acataram. No caso do Snowden não vi nenhuma utilidade além de dar uma alfinetada no antigo adversário. O que o Snowden pode oferecer à Rússia que ele já não tenha oferecido de graça ao resto do mundo?

Duvido que os EUA invadissem a Síria de verdade, talvez algo parecido com o que foi com a Líbia, mas invasão de fato logo depois de sair do Iraque e Afeganistão seria algo muito improvável. O acordo com a Rússia na verdade foi bom pro Obama. E mesmo se invadissem a Rússia não perderia muita coisa, a Síria é infinitamente menos importante pra Rússia que a Ucrânia.
"Trully, if there's evil in this world, it lies within the hearts of mankind" - Edward D. Morrison

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.468
  • Sexo: Masculino
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #29 Online: 02 de Março de 2014, 16:58:34 »
Mas a Rússia está disposta a alienar completamente a Ucrânia para o Ocidente apenas em troca da Crimeia? É que se não ocupa o país e muda o regime arrisca-se a perder muita da influência que aí detinha, provavelmente não mais haverá governos e presidentes pró-russos por muito tempo e talvez mesmo a futura Ucrânia passe a fazer tudo por integrar a UE e mesmo OTAN como aconteceu com os estados bálticos. A Rússia não deve querer isso....
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Partiti

  • Conselheiros
  • Nível 29
  • *
  • Mensagens: 1.502
  • Sexo: Masculino
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #30 Online: 02 de Março de 2014, 17:54:44 »
Mas a Rússia está disposta a alienar completamente a Ucrânia para o Ocidente apenas em troca da Crimeia? É que se não ocupa o país e muda o regime arrisca-se a perder muita da influência que aí detinha, provavelmente não mais haverá governos e presidentes pró-russos por muito tempo e talvez mesmo a futura Ucrânia passe a fazer tudo por integrar a UE e mesmo OTAN como aconteceu com os estados bálticos. A Rússia não deve querer isso....

Ela não quer. A invasão da Crimeia é para desestabilizar e desmoralizar o governo Ucraniano. Putin aposta na relutância da UE e dos EUA de  ajudar de verdade a Ucrânia, nas divisões internas de lá e nos políticos corruptos de todos os lados, tanto os Pró-Rússia quanto os Pró-Europa para acabar com qualquer progresso democrático e econômico na Ucrânia, como foi depois da Revolução Laranja.
"Trully, if there's evil in this world, it lies within the hearts of mankind" - Edward D. Morrison

Offline Unknown

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.320
  • Sexo: Masculino
  • Sem humor para piada ruim, repetida ou previsível
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #31 Online: 02 de Março de 2014, 20:21:54 »
Citar
Ucrânia convoca reservistas e quer forças de combate prontas

A Ucrânia convocou todos os seus militares reservistas e ordenou que forças armadas fiquem prontas para o combate o mais rápido possível, disse a principal autoridade de segurança do país no domingo.

Andriy Paruby, o secretário do Conselho de Segurança, que reúne os principais chefes de Segurança e de Defesa do país, disse que um pedido também havia sido feito ao Ministério das Relações Exteriores para buscar a ajuda dos Estados Unidos e do Reino Unido para garantir a segurança da Ucrânia.

As decisões foram tomadas depois da votação da Câmara Alta do Parlamento russo, no sábado, que autorizou o presidente Vladimir Putin a enviar tropas para a Ucrânia.

Ucranianos de até 40 anos de idade são considerados aptos para o serviço militar. Na região sul da Crimeia, que tem uma maioria étnica russa e abriga uma base naval russa, grupos armados tomaram o controle de edifícios e instalações-chave.

As forças armadas, disse ele, vão reforçar a segurança em instalações de energia.

(Reportagem de Natalia Zinets)
Citar
Otan pede para Rússia levar tropas de volta às suas bases

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) alertou a Rússia neste domingo de que uma ação militar contra a Ucrânia violará a legislação internacional e expressou grave preocupação sobre a autorização do Parlamento russo para uso da força.

Depois de uma reunião de emergência dos embaixadores da Otan em Bruxelas, a aliança pediu para que a Rússia leve suas forças de volta às bases e evite novas interferências na Ucrânia.

"Nós pedimos que ambas as partes busquem imediatamente uma solução pacífica por meio do diálogo bilateral e mediação internacional (...) e por meio do envio de observadores internacionais sob amparo do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas ou da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE, na sigla em inglês).
Citar
Putin aceita proposta alemã para missão de averiguação sobre Ucrânia

O presidente russo, Vladimir Putin, aceitou proposta alemã para o estabelecimento de uma "missão de averiguação" sobre a situação na Ucrânia, possivelmente sob a liderança da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), afirmou um porta-voz do governo da Alemanha neste domingo.

A chanceler alemã, Angela Merkel, acusou Putin de violar a legislação internacional com a "inaceitável intervenção russa" na Ucrânia, disse o porta-voz.

Forças russas tomaram sem atos de violência controle da Crimeia, uma península isolada no Mar Negro que tem população falante de maioria russa e onde Moscou mantém uma base naval.

"A chanceler pediu novamente para o presidente russo respeitar a integridade territorial da Ucrânia", disse o porta-voz em comunicado emitido após uma conversa telefônica entre os dois líderes.
Citar
Putin desafia Ocidente na Ucrânia, quem pisca primeiro?

Por Elizabeth Piper

O presidente russo, Vladimir Putin, está se arriscando na Ucrânia e apostando que o seu colega norte-americano, Barack Obama, vai piscar primeiro.

Prejudicado por uma derrota pessoal política na batalha pela influência sobre a Ucrânia, Putin está contra-atacando e apresentando a crise como uma questão de simetria.

Em sua visão, o Ocidente permitiu que homens armados comandassem eventos na capital ucraniana de Kiev, agora ele está "permitindo" que homens armados ampliem controle sobre a região da Crimeia.

O ex-espião da KGB culpa o Ocidente pelo acirramento das tensões em Kiev, encorajando a oposição a quebrar acordos para restaurar a paz e permitindo que "extremistas" e "fascistas" ditem os desdobramentos políticos na Ucrânia.

Agora autorizado pelo Parlamento russo a empregar força militar na Ucrânia para proteger interesses nacionais e cidadãos russos, Putin está agindo sobre um Ocidente a que ele considera como tendo cortado Moscou de discussões sobre o futuro dos irmãos dos cristãos ortodoxos da Rússia.

Até onde Putin pode ir, porém, é uma grande dúvida.

Enquanto Moscou colocou 150 mil soldados em alerta elevado próximo da fronteira com a Ucrânia, ele ainda não mostrou sinais de despachar as tropas e nega acusações ucranianas de que mandou manifestantes hastearem bandeiras russas em algumas cidades do leste do país.

Putin não tem dito nada em público sobre a Ucrânia e não fez isso desde que o presidente Viktor Yanukovich, apoiado por Moscou, foi deposto do poder na Ucrânia mais de uma semana atrás.

No centro das atenções está a aposta de Putin de que a resposta do Ocidente será fraca. Ele calcula que Obama tem poucas opções à disposição e nenhum apetite para uma guerra por uma remota península no Mar Negro que tem valor simbólico e estratégico para a Rússia. A Crimeia abriga uma base naval russa, mas tem pouca importância econômica.

Os dois presidentes conversaram por uma hora e meia no sábado, mas a chamada telefônica parece ter terminado em um impasse.

Putin está tentando recuperar alguma coisa de uma batalha sobre a Ucrânia que parecia ter ganho quando Yanukovich desistiu de acordos comerciais e políticos com a União Europeia em novembro em favor da Rússia, mas que perdeu quando o presidente ucraniano foi derrubado após três meses de protestos.

"O Ocidente disse para Putin sair da Ucrânia", disse Sergei Markov, um analista político favorável ao presidente russo e diretor do Instituto de Estudos Políticos em Moscou, sinalizando o tamanho da ferida aberta sentida por Putin sobre a Ucrânia.

Acusando as potências ocidentais e organizações internacionais de tentar ignorar Moscou em discussões sobre assistência financeira para Kiev, Markov afirmou: "O que temos dito é que se há uma ONU, FMI, acordos do G8 sem nos consultar, então consideraremos isso como ilegítimo."

Reclamar a Crimeia, um ex-território russo entregue à Ucrânia pelo líder soviético Nikita Krushchev em 1954, daria a vitória a Putin entre importantes eleitores e especialmente entre nacionalistas.

Se o status quo estabelecido nos últimos dias se mantiver, com forças russas já no comando da Crimeia, Putin poderá dizer que reconquistou a região sem precisar dar um único tiro.

Mesmo se ele for forçado a se retirar, Putin vai se pintar como um defensor dos interesses nacionais e dos russos que vivem no exterior. Aos olhos de muitos eleitores, ele não desistiu da Ucrânia sem lutar.

Neste mês, a popularidade de Putin voltou a ficar perto de 70 por cento, segundo uma pesquisa de opinião organizada pela empresa independente Levada.

Se as potênciais ocidentais decidirem tentar punir a Rússia com sanções, Putin poderá, de novo, buscar uma política "simétrica" e promover medidas semelhantes. Porém, isso poderia incomodar empresários abastados cujo apoio ajuda a cimentar o poder do presidente russo.

Enquanto isso, perto da Praça Vermelha e do Ministério da Defesa, em Moscou, algumas centenas de manifestantes agitaram cartazes com dizeres "Não à guerra." Dezenas foram presos. Mas os seus números não podem se comparar aos milhares que foram às ruas da capital russa em uma manifestação para a "defesa do povo ucraniano.

"O fascismo não vai vencer", gritavam os manifestantes. "A Crimeia é Rússia. Apoiamos a unidade russa."

"That's what you like to do
To treat a man like a pig
And when I'm dead and gone
It's an award I've won"
(Russian Roulette - Accept)

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #32 Online: 03 de Março de 2014, 12:04:04 »
Guerra da Criméia Reloaded?



<a href="http://www.youtube.com/v/MLxKpe2c6fU" target="_blank" class="new_win">http://www.youtube.com/v/MLxKpe2c6fU</a>
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline André Luiz

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.370
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #33 Online: 03 de Março de 2014, 12:53:06 »

A Ucrânia é a terra ancestral dos eslavos, ou melhor foi lá que se estabeleceu uma identidade eslava com os vikings rus e o ruteni criando o principado de Kiev.

A bronca dos ucranianos com os russos é por causa das campanhas de fome promovidas por Stalin e a bronca dos russos é porque os ucranianos receberam os nazistas de braços abertos, havia muitos ucranianos e cossacos nas Waffen-SS.


Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.909
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #34 Online: 03 de Março de 2014, 15:21:00 »
Não sei se Putin vai conseguir pagar a conta da crise econômica que pode atingir a Rússia em razão desta guerra tola pela Criméia...
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.468
  • Sexo: Masculino
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #35 Online: 05 de Março de 2014, 08:21:54 »
A Ucrânia é a terra ancestral dos eslavos, ou melhor foi lá que se estabeleceu uma identidade eslava com os vikings rus e o ruteni criando o principado de Kiev.

Isso de modo nenhum significa que todos os eslavos sejam iguais ou sequer amigos entre si. Veja-se, por exemplo, os intensos confrontos entre diversos povos bárbaros germânicos aquando da queda do Império Romano do Ocidente.
Os ucranianos não querem ser russos, não querem integrar a Rússia, e, segundo comentadores que tenho ouvido, nem sequer os ucranianos de língua russa pretendem, ma sua maioria, deixar de ser ucranianos. a Rússia avançou, mas não houve deserções maciças nas forças armadas ucranianas (dos muitos soldados de língua russa), nem a metade leste/sul do país se levantou para aplaudir Putin.  Os manifestantes que estão apoiando os russos estão muito longe de reunir massas equivalentes às que fizeram a revolução em curso que derrubou o presidente. Parece que isso até estará a surpreender Putin.
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.046
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #36 Online: 05 de Março de 2014, 10:30:08 »
E bater de frente com o maior arsenal nuclear do mundo? Duvido. O mundo "civilizado" vira o rosto para os pé-rapados da Coreia do norte.

O máximo que eu imagino que eles farão é botar uma pressão na Rússia de forma semelhante à que a Rússia botou nos EUA quando das ameaças ao ditador sírio e suas armas químicas.

Os EUA arregaram na Síria, vamos ver como vai se desdobrar os acontecimentos na Ucrânia.

O maior arsenal atômico do mundo ainda é o estadunidense. E é também o mais moderno por causa da capacidade de processamento. Somente de ogivas que estão na 'fila de desativação' tem mais de 5.000 e que, convenientemente, está em ritmo bem lento.


E basta uma ogiva pra empatar tudo com qualquer um.




Uma ogiva não empata nada. Supondo uma ogiva típica de um ICBM que tem cerca de 200 kilotons, esta não é suficiente sequer para causar uma destruição total de uma cidade  de 1 milhão de habitantes (ela causará grandes danos).


.

Basta causar morte em massa, não importa muito quantas, se um milhão ou cem mil. Ela é tão dissuasória quanto mil ogivas, basta o terror das nuvens radiotiavas, da contaminação.

Offline Bolsonaro neles

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.618
  • Sexo: Masculino
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #37 Online: 05 de Março de 2014, 11:27:27 »
Não li nada do que escreveram nesse tópico. Então, vejam ai as verdades dos fatos:

Não se faz oposição à Russia. Nenhum tipo. Nem bélica e nem econômica. Trata-se de um exército numeroso e tecnológico e um país exportador estratégico para a zoropa.

O ideal para os Estados Unidos e Aliados Europeus seria que a Ucrânia se dividissem entre Ocidental e Oriental, mas Putin jamais aceitará. Se eles conseguirem convencer os russos a aceitar um plebiscito sobre a separação e os russos aceitassem o resultado, o país se dividiria. O lado Ocidental se vincularia à UE e o Oriental retornaria ao antigo PM, aliado da Russia, com Criméia e tudo mais. Resolveria a questão.

Se a Russia não aceitar a divisão, não há o que fazer. Um embargo econômico colocaria a zoropa na pior, pois precisa muito do gás e do petróleo russos. Além disso, há bilhões de dólares em investimentos russos na Alemanha e no Reino Unido.

A única solução é ignorar e fomentar a longo prazo a destituição de Putin e Medvedev através do financiamento de uma oposição pró-ocidente.

Ah, já ia me esquecendo. O braziu de merda não falará nada além de recomendar o diálogo e a tolerância. A Russia é aliada do braziu de merda através do BRICS e o PT é uma vergonha em termos de diplomacia. Sem contar que a opinião do braziu de merda não tem peso nenhum pra nenhum país.
« Última modificação: 05 de Março de 2014, 11:29:42 por Jutahy Magalhães »

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.468
  • Sexo: Masculino
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #38 Online: 05 de Março de 2014, 14:00:02 »
A China declarou-se, coerentemente, contra a intervenção nos assuntos internos doutros países. Ou seja, embora a Rússia finja o contrário, os chineses não apoiam a intervenção armada russa na Ucrânia. Esta crise pode enfraquecer a aliança contranatura China/Rússia? De qualquer forma, ambos os países não têm ilusões entre si e apenas simulam simpatia em face do poder dos EUA e por coincidência temporária dalguns interesses..., mas, um dia, um deles procurará a aliança ocidental para conter o outro..., e qual será a fazê-lo?
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 23.867
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #39 Online: 05 de Março de 2014, 14:26:26 »
Acho que a China tem uma política expansionista mais agressiva. Sinceramente não entendo muito o papel da Russia hoje no cenário mundial.

Acho mais fácil em algum momento a Russia dar o braço a torcer e se unir ao ocidente do que a China fazer o mesmo.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #40 Online: 05 de Março de 2014, 14:46:58 »
Acho que a China tem uma política expansionista mais agressiva. Sinceramente não entendo muito o papel da Russia hoje no cenário mundial.

Acho mais fácil em algum momento a Russia dar o braço a torcer e se unir ao ocidente do que a China fazer o mesmo.

O lance da Russia não é expandir, mas evitar encolher. Os russos, ou melhor, seus dirigentes, consideram uma Ucrânia alinhada com a UE como permitir a chegada de um inimigo em potencial às suas fronteiras. Daí a necessidade de um estado-tampão que lhe seja submisso. Pode até ser exagero, mas não é diferente do que a China faz com a Coréia do Norte (ou Brasil e Argentina com o Uruguai, no século XIX). O aspecto central dessa ópera toda é que Putin joga não só para o público externo, mas interno também. Autocratas vivem sob a necessidade constante de parecerem fortes, só que talvez ele não tenha calculado direito o ônus político dessa aventura. Ou seja, talvez tenha sido um erro estratégico de sua parte*.


*Por outro lado, fiquei impressionado com o aspecto tático da coisa: a ocupação da Criméia foi rápida e eficiente.
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Bolsonaro neles

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.618
  • Sexo: Masculino
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #41 Online: 05 de Março de 2014, 14:59:33 »
Sensato e coerente. Contudo continuo achando que não há nada a ser fazer contra a Rússia no curto prazo. Somente no longo e muito longo.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #42 Online: 07 de Março de 2014, 12:03:00 »
Concordo com o Famado em quase tudo, só discordo que ignorar seja a opção mais correta ou única, pois muita coisa está em jogo. Simplesmente os países do leste europeu e outros que são alinhados aos americanos/ocidente perderão a fé na capacidade destes de protegê-los, e isto muda muita coisa nas relações entre países.

A Rússia está agora querendo fazer um "anschluss". A última vez que uma potência militar fez algo parecido e foi ignorada pelas demais deu merda. É claro que não se comparam as duas situações, momentos históricos, países e líderes envolvidos, mas ainda assim não é boa coisa ignorar.

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Bolsonaro neles

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.618
  • Sexo: Masculino
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #43 Online: 07 de Março de 2014, 13:10:13 »
Agora os russos querem reanexar a Criméia, pois a região é estratégica na vigilância do estreito de entrada no Mar Negro. A Criméia era da Rússia e foi anexada à Ucrânia na época da URSS por questões estratégicas. Agora os caras querem de volta.

Os Estados Unidos suspenderam concessão de vistos ao russos e bloquearam bens. Mas isso não tem quase efeito nenhum. Putin tá cagando e andando.

O Putin é muito mais esperto que Obama.

Além de louco.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #44 Online: 07 de Março de 2014, 14:46:26 »
alguém viu o que o kasparov indicou para o ocidente?  Londres, Putin e seus comparsas estão enterrados financeiramente na City. Chantagem e bloqueios de bens é a única coisa que poderá para-los, não há solução militar. Mesmo com uma projeção de poder muito maior, EUA não suporta (nem quer, nem sonha) em manter uma guerra no quintal da Rússia contra a Rússia. Se armar os ucranianos, perdem também. A saída pode ser na parte mais sensível do corpo, o bolso.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.046
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #45 Online: 07 de Março de 2014, 17:28:17 »
Putin não é louco. "Perdeu" a Ucrânia pros Europeus, vai retomar a Criméia pra Rússia, a lógica é bem simples, ele cobrou a fatura.

Offline Bolsonaro neles

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.618
  • Sexo: Masculino
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #46 Online: 11 de Março de 2014, 11:39:42 »
Ele não perdeu a Ucrânia. Não ainda e acho que não perderá. Acho mesmo que isso não vai dar em nada.

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.952
  • Sexo: Masculino
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #47 Online: 17 de Março de 2014, 19:23:32 »
Citar
Paris fala em uso da força contra Rússia "caso ultrapassem certos limites"

[...] "Por um lado, aumentaríamos mais as sanções, o que pode afetar a economia, o coração da maquinaria russa. Em segundo lugar, caso sejam ultrapassados certos limites, haveria reações incluindo a força. A Ucrânia já decidiu com a mobilização popular, não podemos permitir certas coisas", afirmou Fabius.[...]

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2014/03/17/paris-fala-em-uso-da-forca-contra-russia-caso-ultrapassem-certos-limites.htm

Como assim, força?? Tá doido?

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.046
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #48 Online: 17 de Março de 2014, 20:57:14 »
Citar
Paris fala em uso da força contra Rússia "caso ultrapassem certos limites"

[...] "Por um lado, aumentaríamos mais as sanções, o que pode afetar a economia, o coração da maquinaria russa. Em segundo lugar, caso sejam ultrapassados certos limites, haveria reações incluindo a força. A Ucrânia já decidiu com a mobilização popular, não podemos permitir certas coisas", afirmou Fabius.[...]

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2014/03/17/paris-fala-em-uso-da-forca-contra-russia-caso-ultrapassem-certos-limites.htm

Como assim, força?? Tá doido?

 :medo:

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.777
  • Sexo: Masculino
Re:Invasão da Ucrânia
« Resposta #49 Online: 17 de Março de 2014, 21:31:04 »
Citar
Paris fala em uso da força contra Rússia "caso ultrapassem certos limites"

[...] "Por um lado, aumentaríamos mais as sanções, o que pode afetar a economia, o coração da maquinaria russa. Em segundo lugar, caso sejam ultrapassados certos limites, haveria reações incluindo a força. A Ucrânia já decidiu com a mobilização popular, não podemos permitir certas coisas", afirmou Fabius.[...]

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2014/03/17/paris-fala-em-uso-da-forca-contra-russia-caso-ultrapassem-certos-limites.htm

Como assim, força?? Tá doido?

Se houver uma invasão russa na Ucrânia e acontecer algum incidente com um país vizinho que seja um Estado membro da OTAN...
Foto USGS

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!