Autor Tópico: A difícil tarefa de se tornar ateu  (Lida 2869 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Agnoscetico

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.721
  • Sexo: Masculino
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #25 Online: 12 de Dezembro de 2014, 19:38:05 »
O sobrenatural não existe. A ciência "oficial"  é que insiste em chamar suas lacunas de sobrenatural quando se sabe muito bem que existem abordagens alternativas para que o inexplicado faça sentido. Ela diz "sacis não existem" e reduz todas as evidências sobre a existência dos sacis a meros fenômenos folclóricos ou sintomas de alucinações de quadros de doenças mentais. Então surge a parapsicologia com a dinâmica do comportamento psicobiofisiológico do saci que explica tudo a respeito e preenche a lacuna da ciência oficial e como se não bastasse, essas ciências alternativas acabam sendo atacadas e ridicularizadas para que o sobrenatural continue a fazer sentido de lacuna.

À ciência oficial também inventou as "anomalias" para admitir o que seria impossível negar. O saci está quase saindo do terreno do "sobrenatural" para se transformar numa "anomalia" que a ciência terá que engulir diante da quantidade imensa de provas que mostram que ele é real. Depois aparecem dizendo que o sací tem origem quântica ou qualquer outra besteira do gênero.

Ok então vou substituir Sobrenatural por Metafisico ou Mistico  tá melhor?



Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.944
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #26 Online: 12 de Dezembro de 2014, 19:44:14 »
Coisa interessante essa isso da partícula "meta" ser na metafísica a "física" "da física", nem por isso faz sentido essa correspondência da "física" da "física" ter a ver com misticismosidades.

Em tempo, se metafísica é uma coisa mística por ser a "física" da "física", o "metacarpo", como o "carpo" do "carpo" também seria um "carpo" místico? Um ossinho de poderes sobrenaturais?
« Última modificação: 12 de Dezembro de 2014, 20:32:16 por Sergiomgbr »

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.591
  • Love it or Hate it
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #27 Online: 12 de Dezembro de 2014, 20:21:32 »
O sobrenatural não existe. A ciência "oficial"  é que insiste em chamar suas lacunas de sobrenatural quando se sabe muito bem que existem abordagens alternativas para que o inexplicado faça sentido. Ela diz "sacis não existem" e reduz todas as evidências sobre a existência dos sacis a meros fenômenos folclóricos ou sintomas de alucinações de quadros de doenças mentais. Então surge a parapsicologia com a dinâmica do comportamento psicobiofisiológico do saci que explica tudo a respeito e preenche a lacuna da ciência oficial e como se não bastasse, essas ciências alternativas acabam sendo atacadas e ridicularizadas para que o sobrenatural continue a fazer sentido de lacuna.

À ciência oficial também inventou as "anomalias" para admitir o que seria impossível negar. O saci está quase saindo do terreno do "sobrenatural" para se transformar numa "anomalia" que a ciência terá que engulir diante da quantidade imensa de provas que mostram que ele é real. Depois aparecem dizendo que o sací tem origem quântica ou qualquer outra besteira do gênero.

Ok então vou substituir Sobrenatural por Metafisico ou Mistico  tá melhor?




Não, isso não muda nada na prática. Não diminui nem um pouco a arrogância dos cientistas.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.976
  • Sexo: Masculino
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #28 Online: 12 de Dezembro de 2014, 20:26:07 »
O sobrenatural não existe. A ciência "oficial"  é que insiste em chamar suas lacunas de sobrenatural quando se sabe muito bem que existem abordagens alternativas para que o inexplicado faça sentido. Ela diz "sacis não existem" e reduz todas as evidências sobre a existência dos sacis a meros fenômenos folclóricos ou sintomas de alucinações de quadros de doenças mentais. Então surge a parapsicologia com a dinâmica do comportamento psicobiofisiológico do saci que explica tudo a respeito e preenche a lacuna da ciência oficial e como se não bastasse, essas ciências alternativas acabam sendo atacadas e ridicularizadas para que o sobrenatural continue a fazer sentido de lacuna.

À ciência oficial também inventou as "anomalias" para admitir o que seria impossível negar. O saci está quase saindo do terreno do "sobrenatural" para se transformar numa "anomalia" que a ciência terá que engulir diante da quantidade imensa de provas que mostram que ele é real. Depois aparecem dizendo que o sací tem origem quântica ou qualquer outra besteira do gênero.

Ok então vou substituir Sobrenatural por Metafisico ou Mistico  tá melhor?




Não, isso não muda nada na prática. Não diminui nem um pouco a arrogância dos cientistas.

Caso a arrogância seja zero, não há como diminuir mesmo.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Agnoscetico

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.721
  • Sexo: Masculino
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #29 Online: 12 de Dezembro de 2014, 21:38:47 »
Coisa interessante essa isso da partícula "meta" ser na metafísica a "física" "da física", nem por isso faz sentido essa correspondência da "física" da "física" ter a ver com misticismosidades.

Em tempo, se metafísica é uma coisa mística por ser a "física" da "física", o "metacarpo", como o "carpo" do "carpo" também seria um "carpo" místico? Um ossinho de poderes sobrenaturais?

No final tudo termina em sobrenada, metacrendice, etc. No fundo os supersticiosos podem afirmar que a crença deles pode ser provada pela fé no mundo natural, mas não tem bases concretas.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.944
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #30 Online: 12 de Dezembro de 2014, 21:48:40 »
Coisa interessante essa isso da partícula "meta" ser na metafísica a "física" "da física", nem por isso faz sentido essa correspondência da "física" da "física" ter a ver com misticismosidades.

Em tempo, se metafísica é uma coisa mística por ser a "física" da "física", o "metacarpo", como o "carpo" do "carpo" também seria um "carpo" místico? Um ossinho de poderes sobrenaturais?

No final tudo termina em sobrenada, metacrendice, etc. No fundo os supersticiosos podem afirmar que a crença deles pode ser provada pela fé no mundo natural, mas não tem bases concretas.
Mas agora me ocorreu que na composição de uma figa, há um posicionamento ordenado expressivo  dos metacarpos convergindo para a palma da mão fechada, culminando com o polegar esticado no entremeio do indicador e o dedo médio.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.067
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #31 Online: 24 de Dezembro de 2014, 12:36:25 »
Depois de ler esses posts, restou-me apenas uma pergunta: ONDE COLOQUEI AS AMANITAS QUE COMPREI ONTEM?  :P
GNOSE

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.591
  • Love it or Hate it
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #32 Online: 24 de Dezembro de 2014, 20:06:04 »
Tá vendo...mais uma evidência da traquinagem dos sacis que os céticos explicam como distúrbios de memória.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.067
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #33 Online: 25 de Dezembro de 2014, 14:31:43 »
Cansei de procurar em casa facas e tesouras que desaparecem e depois aparecem, esses danadinhos tem uma verdadeira fixação em zoar pessoas com memória fotográfica...
GNOSE

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.976
  • Sexo: Masculino
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #34 Online: 25 de Dezembro de 2014, 14:49:34 »
Cansei de procurar em casa facas e tesouras que desaparecem e depois aparecem, esses danadinhos tem uma verdadeira fixação em zoar pessoas com memória fotográfica...

Aqui em casa eu comecei a guardar as tesouras comigo conforme apareciam, porque nunca ficavam guardadas num mesmo lugar. Em um determinado momento, cheguei a ter 4 tesouras guardadas comigo. De onde elas vieram?
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.067
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #35 Online: 25 de Dezembro de 2014, 15:30:56 »
Após a utilização das ferramentas de ferro frio, segundo os celtas, os "povo pequeno" apesar de manter o resguardo desse material, restitui o mesmo sem nenhum dano; cabe aos mortais agradecer à Daanu a devolução e manter as ferramentas afiadas e disponíveis...
GNOSE

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #36 Online: 25 de Dezembro de 2014, 16:21:41 »
essa é ótima! Mostra a que ponto chegamos para ter uma explicação para tudo o que ocorrem em nossas vidas e quanto apreciamos que essas explicações sejam mágicas.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Agnoscetico

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.721
  • Sexo: Masculino
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #37 Online: 25 de Dezembro de 2014, 17:07:25 »
E como dieferenciar ateu forte de fraco sem dar margem pra duvidas?

Alguem me corrige se tiver errado:

Ateu forte = Quando se torna através de vários questionamentos lógicos e científicos e não apenas pelo argumento "Se eu não vi deus é porque ele não existe".

Ateu fraco = Só acredita no que vê. A principio parece ateu mas quando alguem jogar uma maldição nele, por exemplo, e ele sofre algo (por coincidencia; ex: um raio cai nele), a descrença dele cambaleia.
Ex: Drauzio Varella disse que teria se tornado ateu quando um padre disse a ele pra não morder hostia pois era pecado; mas ele deseobedeceu e nada aconteceu. Pronto ele virou ateu. Mas imagina se ele tivesse sofrido hemorragia na boca (por coincidencia) após isso. Quem sabe ele não seria um religioso ou crente até hoje?

________________________

Hoje eu entendo que essa discussão toda reside numa coisa bem básica e anterior a tudo: o que é deus?

O curioso é que quando você define deus, automaticamente você delimita sua crença ou descrença. Se deus for um deus tipo o deus judaico, muita gente aqui seria considerada "ateu forte"*.

É preciso notar então que qualquer tentativa de definir um ou mais deuses significa atribuir características humanas ou pensadas por humanos, logo qualquer deus será uma criação humana.

Aparentemente deduz-se que os agnosticos estão com a razao ao dizerem que nao é possivel a um ser humano inferir qualquer coisa sobre deus(es), mas quem disse a eles que pode existir algum deus?

Resumindo, toda essa discussão de ateísmo parte da ideia do que seja deus.

* pra mim, essas definições de ateu forte, fraco, etc são uma grande besteira.
** nao faço a menor ideia do que escrevi, ok? :)

   Até porque há religioes ateias e/ou agnosticas como Budismo e Jainismo. Ele seriam ateus e agnosticos, mas não irreligiosos.

Então o termo mais extato seria irreligioso, mas aí haveria outro problema: essoas que se dizem ter espiritualidade sem ter religião. Então melhor termo seria cético ou descrente.

Mas a palvra ateu pegou e agora pra mudar habito de dizer outra palavra ta dificil.

___________________

O sobrenatural não existe. A ciência "oficial"  é que insiste em chamar suas lacunas de sobrenatural quando se sabe muito bem que existem abordagens alternativas para que o inexplicado faça sentido. Ela diz "sacis não existem" e reduz todas as evidências sobre a existência dos sacis a meros fenômenos folclóricos ou sintomas de alucinações de quadros de doenças mentais. Então surge a parapsicologia com a dinâmica do comportamento psicobiofisiológico do saci que explica tudo a respeito e preenche a lacuna da ciência oficial e como se não bastasse, essas ciências alternativas acabam sendo atacadas e ridicularizadas para que o sobrenatural continue a fazer sentido de lacuna.

À ciência oficial também inventou as "anomalias" para admitir o que seria impossível negar. O saci está quase saindo do terreno do "sobrenatural" para se transformar numa "anomalia" que a ciência terá que engulir diante da quantidade imensa de provas que mostram que ele é real. Depois aparecem dizendo que o sací tem origem quântica ou qualquer outra besteira do gênero.

   Vou ter que concordar em parte pois esse conceito sobrenatural foi criado mais recentemente. Muitos povos antigos não viam separação entre natura e sobrenatural -- animistas, etc. Ex: Alguns povos viam raios, vento balançar folhas das arvores como algo sobrenatural sendo que fazi parte da natureza. Não havia distinção.

   Mas isso tembem pode ser usado como desculpa pra justificar suas crendices, já que não há separação clara ninguem poderia refutar.
Ex: Uma vez um rabino disse que o mundo natural e sobrenatural não sao separados, citou que vida é um milagre. Aí fica dificil refutar já que ele apelou. Só que eu poderia questionar: a vida é um milagre? Então uma bacteria patogenica é um milagre ja que é um ser vivo? seria um milagre ruim? Milagres são regidos por leis fisicas? Trnasformar a mulher de Ló em estatua de sal é natural? nascer de uma virgem engravidada por Espirito Santo é natural? Então mostra o funcionamento desses fenomenos usando testes cientificos rigorosos.

Fadas existem? Então como é a biologia dela? Como funciona os poderes dela?

Então se deveria chamar sobrenatural de pseudo-ciencia, só mudaria o nome mas o problema continua: falta de provas.

_____________

 Eu deveria fazer um topico chamado "natural, Sobrenatural, pseudo-ciencia qual a diferença" pra saber o que cada um tem pra esclarecer melhor esa duvida.

« Última modificação: 25 de Dezembro de 2014, 17:31:17 por Agnoscetico »

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.944
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #38 Online: 25 de Dezembro de 2014, 17:56:24 »
E como dieferenciar ateu forte de fraco sem dar margem pra duvidas?

Alguem me corrige se tiver errado:

Ateu forte = Quando se torna através de vários questionamentos lógicos e científicos e não apenas pelo argumento "Se eu não vi deus é porque ele não existe".

Ateu fraco = Só acredita no que vê. A principio parece ateu mas quando alguem jogar uma maldição nele, por exemplo, e ele sofre algo (por coincidencia; ex: um raio cai nele), a descrença dele cambaleia.
Ex: Drauzio Varella disse que teria se tornado ateu quando um padre disse a ele pra não morder hostia pois era pecado; mas ele deseobedeceu e nada aconteceu. Pronto ele virou ateu. Mas imagina se ele tivesse sofrido hemorragia na boca (por coincidencia) após isso. Quem sabe ele não seria um religioso ou crente até hoje?

Isso tudo aí, é absolutamente especulativo, então, a partir do fato de que a palavra "ateu" corresponde a "sem deus"(e correlatos), especulemos(ou não!),

um crente indeciso é que pode ser um "crente fraco">>>>> Quando se torna através de vários questionamentos lógicos e científicos e não apenas pelo argumento "Se eu não vi deus é porque ele não existe".,

ou um crente forte>>>>>Só acredita no que vê. A principio parece ateu mas quando alguem jogar uma maldição nele, por exemplo, e ele sofre algo (por coincidencia; ex: um raio cai nele), a descrença dele cambaleia.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.944
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #39 Online: 25 de Dezembro de 2014, 18:02:41 »
E como dieferenciar ateu forte de fraco sem dar margem pra duvidas?

Alguem me corrige se tiver errado:

Ateu forte = Quando se torna através de vários questionamentos lógicos e científicos e não apenas pelo argumento "Se eu não vi deus é porque ele não existe".

Ateu fraco = Só acredita no que vê. A principio parece ateu mas quando alguem jogar uma maldição nele, por exemplo, e ele sofre algo (por coincidencia; ex: um raio cai nele), a descrença dele cambaleia.
Ex: Drauzio Varella disse que teria se tornado ateu quando um padre disse a ele pra não morder hostia pois era pecado; mas ele deseobedeceu e nada aconteceu. Pronto ele virou ateu. Mas imagina se ele tivesse sofrido hemorragia na boca (por coincidencia) após isso. Quem sabe ele não seria um religioso ou crente até hoje?

Isso tudo aí, é absolutamente especulativo, então, a partir do fato de que a palavra "ateu" corresponde a "sem deus"(e correlatos), especulemos(ou não!),

um crente indeciso é que pode ser um "crente fraco">>>>> Quando se torna através de vários questionamentos lógicos e científicos e não apenas pelo argumento "Se eu não vi deus é porque ele não existe".,

ou um crente forte>>>>>Só acredita no que vê. A principio parece ateu mas quando alguem jogar uma maldição nele, por exemplo, e ele sofre algo (por coincidencia; ex: um raio cai nele), a descrença dele cambaleia.
Tem, é claro, o crente tá frio tá crente, megablastersupertotal que é o crente crente.

Offline Eremita

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.755
  • Sexo: Masculino
  • Ecce.
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #40 Online: 05 de Janeiro de 2015, 16:36:11 »
Coisa interessante essa isso da partícula "meta" ser na metafísica a "física" "da física", nem por isso faz sentido essa correspondência da "física" da "física" ter a ver com misticismosidades.

Em tempo, se metafísica é uma coisa mística por ser a "física" da "física", o "metacarpo", como o "carpo" do "carpo" também seria um "carpo" místico? Um ossinho de poderes sobrenaturais?
"Meta" significa apenas "além de". Não é necessariamente relacionado a misticismo - por exemplo, o metacarpo está realmente além do carpo, e as falanges poderiam ser chamadas de meta-metacarpo, já que estão além dos ossos metacarpianos :lol:
É uma aflição das mais estressantes ter um coração sentimental e uma mente cética. - Naguib Mahfouz

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.944
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #41 Online: 05 de Janeiro de 2015, 16:48:37 »
Coisa interessante essa isso da partícula "meta" ser na metafísica a "física" "da física", nem por isso faz sentido essa correspondência da "física" da "física" ter a ver com misticismosidades.

Em tempo, se metafísica é uma coisa mística por ser a "física" da "física", o "metacarpo", como o "carpo" do "carpo" também seria um "carpo" místico? Um ossinho de poderes sobrenaturais?
"Meta" significa apenas "além de". Não é necessariamente relacionado a misticismo - por exemplo, o metacarpo está realmente além do carpo, e as falanges poderiam ser chamadas de meta-metacarpo, já que estão além dos ossos metacarpianos :lol:
E o som desse revorvi,  :bandido: faz Poe, Poe, Poe, Poe...

Offline Enio

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.065
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #42 Online: 08 de Janeiro de 2015, 22:44:14 »
Concordo com o termo irreligioso, pois existem de fato religiões atéias, como o budismo. Nem todas as religiões acreditam em algo que está além da natureza observada. Portanto já não faz mais sentido dizer que ateu não tem religião. Só se for no mundo ocidental, pois budistas verdadeiros neste meio são raros. Já dizer que cético tem espiritualidade é meio difícil, pois geralmente o cético não acredita na espiritualidade, não vivencia isso. Seria talvez mais correto o uso do termo despirituoso, em relação ao espirituoso. Acho que uma revisão do uso de termos seria uma ótima idéia de evitar maus entendidos em debates.

Em relação ao sobrenatural, mesmo sendo espirituoso, não acredito no conceito de sobrenatural. Mesmo eu admitindo minha crença em espíritos, ainda penso que se isso existe mesmo, então ainda está dentro do mundo natural. Não significa que seja algo que faça parte deste universo, concordo, mas se existem outros universos e mundos com suas próprias naturezas e que tenham alguma interação com nosso mundo, mesmo assim, todo esse conjunto ainda estaria dentro de um mundo natural. Pra mim é assim. Se existe, faz parte do mundo natural. Se não existe... Bem, nem poderia fazer parte do sobrenatural, não é mesmo?

Em relação ao dualismo, para mim, todo dualismo é aparente. Por detrás de eventos aparentemente opostos, há algo em comum, algum fenômeno que transcende eventos opostos e que os define. Porém nem tudo é dual. Por exemplo, claro e escuro. Não existe antiluz, só há luz. Assim, a falta de luz não é por si um fenômeno oposto à luz. Eu acredito sim num conceito que transcende eventos aparentemente duais. Já o idealismo não é nada mais do que uma filosofia de expansão de consciência, que nada mais é do que vivenciar ou investigar coisas de uma maneira menos reducionista ou materialista. Mas não significa que todos os conceitos idealistas estejam corretos. Como a idéia de que o universo é criação da nossa mente. Isso pra mim é meio que forçar a barra.
« Última modificação: 08 de Janeiro de 2015, 23:01:53 por Enio »

Offline Agnoscetico

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.721
  • Sexo: Masculino
Re:A difícil tarefa de se tornar ateu
« Resposta #43 Online: 08 de Janeiro de 2015, 23:55:49 »
Concordo com o termo irreligioso, pois existem de fato religiões atéias, como o budismo. Nem todas as religiões acreditam em algo que está além da natureza observada. Portanto já não faz mais sentido dizer que ateu não tem religião. Só se for no mundo ocidental, pois budistas verdadeiros neste meio são raros. Já dizer que cético tem espiritualidade é meio difícil, pois geralmente o cético não acredita na espiritualidade, não vivencia isso. Seria talvez mais correto o uso do termo despirituoso, em relação ao espirituoso. Acho que uma revisão do uso de termos seria uma ótima idéia de evitar maus entendidos em debates.

Mas como eu disse em algum lugar, a palavra ateu pegou, e irreligioso nao sei se vai pegar. Até mesmo porque se alguem disser que é Budista ninguem vai chamar ele de ateu, mesmo não necessariamente crendo em deuses.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!