Autor Tópico: Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games  (Lida 17554 vezes)

0 Membros e 2 Visitantes estão vendo este tópico.

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.027
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #125 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 03:38:39 »
Você como diretor de uma grande empresa, me responde: se houvesse uma parcela de consumidores de Playstation que quisessem que o console viesse na cor rosa e com alguns jogos de fábrica no HD, como Barbie e Crash Bandicoot, e você enviasse isto para análise do setor responsável de verificação de viabilidade financeira e expectativas de vendas e lhe retornassem dizendo que os custos envolvidos para fazer seriam maiores que as expectativas de retorno financeiro, o que você faria? Mandaria fazer mesmo assim, para atender aquela parcela minoritária? Não, né.

Mas e se o setor lhe retornasse dizendo que as expectativas de lucro superam, e muito, os custos envolvidos para preparar o tal do Play Rosa? Se lhe dissessem que você faria rios de dinheiro com esta ideia, pois este nicho de mercado está fervilhando com milhões de consumidores ávidos, você não faria este novo Playstation pra ontem? Talvez isso seja um indicativo do porquê a demora no desenvolvimento de mais jogos que agradem a parcela feminista do mercado de jogos.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.027
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #126 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 03:46:52 »
O que você precisa se perguntar é se eles venderiam mais, ao ponto de justificar os custos extras de desenvolvimento. Sinceramente, eu acho que essas empresas tem setores só para fazer esses cálculos.

Custo extra???!!! Que custo extra???!! O que daria custo extra ao se fazer um jogo com um personagem feminino? A única diferença é ser criativo no roteiro e contratar uma dubladora mulher.

Falei no custo extra pensando na customização de personagem. Sobre o personagem masculino/feminino, novamente, mercado. Você realmente acha que essas empresas não pesquisam antes todas essas coisas? Personagens masculinos devem vender mais. Simples assim. Se personagens femininos passarem a vender mais, serão feitos mais frequentementes. Qual o problema nisso?

Sério, parece que você quer cotas.

Eu percebi que você ignorou a pergunta, vou refazer.

E, sério, o que mais tem são gamer reclamando de alguma coisa estúpida em games, que tal jogo deve ser refeito, que tal jogo deve ser lançado, que tal jogo poderia ser melhor, que tal coisa poderia ser inserida no jogo. O que mais existe no mundo game é mimimi, mas de repente o mimimi das mulheres gamer incomoda?

Agora me responde, no que a reclamação delas te afeta? Porque isso te incomoda?

Eu respondi ali em cima, eu não me incomodo com o sexo dos personagens dos jogos. E a reclamação não me afeta. No que isso me impede de discutir a questão? Se vamos discutir só coisas que nos afetam, fecha o fórum.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #127 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 03:48:54 »
Você como diretor de uma grande empresa, me responde: se houvesse uma parcela de consumidores de Playstation que quisessem que o console viesse na cor rosa e com alguns jogos de fábrica no HD, como Barbie e Crash Bandicoot, e você enviasse isto para análise do setor responsável de verificação de viabilidade financeira e expectativas de vendas e lhe retornassem dizendo que os custos envolvidos para fazer seriam maiores que as expectativas de retorno financeiro, o que você faria? Mandaria fazer mesmo assim, para atender aquela parcela minoritária? Não, né.

Mas e se o setor lhe retornasse dizendo que as expectativas de lucro superam, e muito, os custos envolvidos para preparar o tal do Play Rosa? Se lhe dissessem que você faria rios de dinheiro com esta ideia, pois este nicho de mercado está fervilhando com milhões de consumidores ávidos, você não faria este novo Playstation pra ontem? Talvez isso seja um indicativo do porquê a demora no desenvolvimento de mais jogos que agradem a parcela feminista do mercado de jogos.

GTA V tem 3 personagens jogáveis, Call of Duty tem vários. Garanto que colocar uma mulher não vai diminuir as vendas e nem afunilar o nicho. E Mass Effect e Tomb Rider provaram que games com dupla escolha ou personagens femininos podem ser muitíssimo rentáveis, o que precisa é esforço dos roteiristas e capacidade de adaptação das empresas.

E não se engane, empresas grandes tem dificuldade de se adaptar a novos mercados e estão presas ao conservadorismo de quem controla. Se você tem diretores arcaicos sua empresa inova na medida em que eles são trocados, o que as vezes demora anos, mesmo que a empresa perca lucros com isso durante essa troca. Existem milhares de exemplos de empresas que tiveram prejuízo por serem controladas por pessoas teimosas, retrógradas, machistas, racistas, etc, etc, etc. Não pense que toda empresa é azeitada e esta sempre se adaptando rapidamente as mudanças.


E a pergunta vei ser respondida?
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Donatello

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.820
  • Sexo: Masculino
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #128 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 06:16:41 »
Alguem baralhos leu o texto que eu postei ontem? Eu sei..
 talvez tivesse sido mais bacana postar o artigo todp aqui... mas eh q o texto e o blog sap tao bacanas q achei sacanagem quotar sem gerar fluxo... ele trata com maestria pela otica de uma psicologa aficcionada por games (siririqueira?) alguns pontos levantados aqui... sobretudo a coisa toda em que o barata tem religiosamente insistido :) (maldito teclado opressor o deste celular)
« Última modificação: 24 de Fevereiro de 2015, 06:21:00 por Donatello van Dijck »

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.940
  • Sexo: Masculino
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #129 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 08:13:51 »
Alguem baralhos leu o texto que eu postei ontem? Eu sei..
 talvez tivesse sido mais bacana postar o artigo todp aqui... mas eh q o texto e o blog sap tao bacanas q achei sacanagem quotar sem gerar fluxo... ele trata com maestria pela otica de uma psicologa aficcionada por games (siririqueira?) alguns pontos levantados aqui... sobretudo a coisa toda em que o barata tem religiosamente insistido :) (maldito teclado opressor o deste celular)

Eu li, baralho, e recomendo, bom texto mesmo.  :ok:
"Deus prefere os ateus"

Offline FK

  • Nível 03
  • *
  • Mensagens: 33
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #130 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 09:23:26 »
Você como diretor de uma grande empresa, me responde: se houvesse uma parcela de consumidores de Playstation que quisessem que o console viesse na cor rosa e com alguns jogos de fábrica no HD, como Barbie e Crash Bandicoot, e você enviasse isto para análise do setor responsável de verificação de viabilidade financeira e expectativas de vendas e lhe retornassem dizendo que os custos envolvidos para fazer seriam maiores que as expectativas de retorno financeiro, o que você faria? Mandaria fazer mesmo assim, para atender aquela parcela minoritária? Não, né.

Mas e se o setor lhe retornasse dizendo que as expectativas de lucro superam, e muito, os custos envolvidos para preparar o tal do Play Rosa? Se lhe dissessem que você faria rios de dinheiro com esta ideia, pois este nicho de mercado está fervilhando com milhões de consumidores ávidos, você não faria este novo Playstation pra ontem? Talvez isso seja um indicativo do porquê a demora no desenvolvimento de mais jogos que agradem a parcela feminista do mercado de jogos.

Perfeito. Vejo como mesmo ponto para contratação de mulheres. Supondo que um homem produz por duas mulheres em uma determinada função, por que o empresário daria preferencia a mulheres? O concorrente dele pode contratar mais homens e ter uma vantagem competitiva.

Se o nicho de mulheres em games realmente tem todo esse potencial de consumo, com certeza alguma empresa irá inovar.

Offline Rocky Joe

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.742
  • Sexo: Masculino
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #131 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 10:44:52 »
Post dos exemplos: jogos destinados a mulheres não vendem, naturalmente. É o mercado que decide.







E personagens femininas tratadas como personagens homens, com a mesma profundidade, e não como objetos fazem jogos não venderem!



(Terra, de Fina Fantasy VI, para quem não conhece.)

Outro exemplo: HQs americanas de super herói mal vendem para as mulheres, enquanto o equivalente japones vende quase igualmente - shounens de batalha. Porque será? Será que foi o mercado que foi decidindo que HQs de super heróis não vendem mais 1/20 do que já vendeu? É o mercado decidindo que mulheres não compram HQs, ou porque não há opções para elas? Notem que o mesmo não vale para os filmes, que conseguem agradar mais as mulheres, sem contar que o diretor da série principal ('Os Vingadores') é um feminista, o Joss Whedon.

Eu repito que o problema não é personagens estarem sendo sexualizados, mas o reforço de estereótipos de gênero. Não que não seja triste que a indústria esteja voltada a adolescentes que querem assistir soft porn.
« Última modificação: 24 de Fevereiro de 2015, 10:50:05 por Rocky Joe »

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.977
  • Sexo: Masculino
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #132 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 10:52:19 »
A indústria ocidental (acredito que por consequência do mercado ocidental) parece ter dificuldade em aceitar personagens femininas em papéis de liderança. Mas no Japão isso é corriqueiro. Animes, mangás, games possuem uma quantidade muito grande de protagonistas femininas, e seus consumidores gostam disso. E não é por ser sexualizado, apesar de também existir situações assim.

Que elemento cultural define isso? É alguma ideia de competitividade, da cultura do esportista e do loser nos EUA que causa esta repulsa por protagonistas femininas?
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.892
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #133 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 11:22:03 »
P*rra, essa proporção de 52% do mercado de games ser feminino vem de uma pesquisa que considera os games rodados em smartphones, tendo os gêneros de jogos divididos conforme o gráfico abaixo mostra:



O mercado de consoles toca de outra forma e lá da pra ver a falta de presença feminina, bem como nos grandes jogos de PC.

Não sou desse papo de indústria opressora, mas nesse caso é claro, inclusive, muitos acham estranhos esses jogos tipo Trivia/Puzzle entrarem nessa divisão, justamente por acharem esses jogos inferiores ou não comparáveis. E é estranho ver que o jogos dados como inferiores, pela homaiada, são os que justamente atraem maior atração feminina ja que vem sem "bias" de gênero na maior parte dos casos.

Ah e não QUER DIZER que se tiver mais personagens femininas, os jogos de console tradicionais iriam vender em maior número para mulheres. Pelo menos até agora eu não vi demonstração séria disso.

Offline Rocky Joe

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.742
  • Sexo: Masculino
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #134 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 11:35:38 »
Eu não acho que seja caso de uma indústria opressora, mas conservadora. A demografia usual é provavelmente a que oferece menos riscos, e os orçamentos estão cada vez mais caros. A indústria não está 'saudável', também: cada vez temos menos jogos e mais do mesmo. Mesmo quem prefere jogos atuais, é difícil comparar com a quantidade de jogos que existia no PS1, PS2, SNES, NES, etc.

Edit: seria interessante procurar se, em números, a indústria está diminuindo: venda de jogos no total, de consoles, e tal. Talvez procure depois... Fim do edit.

Se colocar uma protagonista feminina pode diminuir vendas, porque fazê-lo? Mas é este tipo de raciocínio que tornou a indústria de HQs de super-heróis tão insípida e eventualmente pouco lucrativa.

Citar
Ah e não QUER DIZER que se tiver mais personagens femininas, os jogos de console tradicionais iriam vender em maior número para mulheres. Pelo menos até agora eu não vi demonstração séria disso.

O Wii e o DS venderam muito mais que os consoles tradicionais de adolescentes do sexo masculino - i.e., PS3, Xbox - por conseguirem alcançar a demografia não tradicional. A Nintendo tem diversos jogos considerados 'atraentes' para mulheres, como Call Of Duty é para 'homens'. Animal Crossing, por exemplo.

Que algumas pessoas não consideram jogos de puzzle jogos 'de verdade' é para mim muito engraçado. Não consideram Tetris jogo de verdade? :P Qual é o próximo jogo, Super Mario? :lol:
« Última modificação: 24 de Fevereiro de 2015, 11:44:31 por Rocky Joe »

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.977
  • Sexo: Masculino
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #135 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 11:46:50 »
Que algumas pessoas não consideram jogos de puzzle jogos 'de verdade' é para mim muito engraçado. Não consideram Tetris jogo de verdade? :P Qual é o próximo jogo, Super Mario? :lol:

Pra mim é estranho considerar a campanha single player de COD como um jogo de verdade. Cheio de problemas e de vícios.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #136 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 11:51:12 »
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline FK

  • Nível 03
  • *
  • Mensagens: 33
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #137 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 11:51:19 »
Eu não acho que seja caso de uma indústria opressora, mas conservadora. A demografia usual é provavelmente a que oferece menos riscos, e os orçamentos estão cada vez mais caros. A indústria não está 'saudável', também: cada vez temos menos jogos e mais do mesmo. Mesmo quem prefere jogos atuais, é difícil comparar com a quantidade de jogos que existia no PS1, PS2, SNES, NES, etc.

Edit: seria interessante procurar se, em números, a indústria está diminuindo: venda de jogos no total, de consoles, e tal. Talvez procure depois... Fim do edit.

Se colocar uma protagonista feminina pode diminuir vendas, porque fazê-lo? Mas é este tipo de raciocínio que tornou a indústria de HQs de super-heróis tão insípida e eventualmente pouco lucrativa.

Citar
Ah e não QUER DIZER que se tiver mais personagens femininas, os jogos de console tradicionais iriam vender em maior número para mulheres. Pelo menos até agora eu não vi demonstração séria disso.

O Wii e o DS venderam muito mais que os consoles tradicionais de adolescentes do sexo masculino - i.e., PS3, Xbox - por conseguirem alcançar a demografia não tradicional. A Nintendo tem diversos jogos considerados 'atraentes' para mulheres, como Call Of Duty é para 'homens'. Animal Crossing, por exemplo.

Que algumas pessoas não consideram jogos de puzzle jogos 'de verdade' é para mim muito engraçado. Não consideram Tetris jogo de verdade? :P Qual é o próximo jogo, Super Mario? :lol:

Segundo o relatório “Videogames no século 21: O relatório 2014” a indústria de games é um sucesso absoluto, cresce 4x mais que a economia.

Offline Rocky Joe

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.742
  • Sexo: Masculino
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #138 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 12:57:54 »
FK, a indústria como um todo sim, mas o modelo ao qual se reclama sobre a pouca representatividade de mulheres e personagens estereotipados são os gêneros com narrativa, normalmente encontrados no modelo de console: uma caixa que você compra especificamente para colocar os jogos, e os jogos você compra separadamente, de uma vez só, por um preço alto (100R$+).

Este modelo parece em decadência. Cada vez temos menos jogos, e no ano passado boa parte dos jogos lançados estavam cheios de bugs. Um dos motivos pode ser a insistência em uma demografia específica, que cada vez exige mais orçamento para os jogos (gráficos excelentes, principalmente).

Diversas empresas focadas em jogos para consoles fecharam nos últimos dez anos, também.
« Última modificação: 24 de Fevereiro de 2015, 13:01:00 por Rocky Joe »

Offline FK

  • Nível 03
  • *
  • Mensagens: 33
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #139 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 13:20:56 »
Rocky, os consoles não estão evoluindo tanto por conta da arquitetura e benefícios que essa plataforma dispõe. Os jogos com gêneros de narrativa estão absolutamente presentes na plataforma PC e prova de que são sucesso é a Steam, principal companhia de distribuição de games machistas (?) dessa plataforma.

"De acordo com o que o presidente de Criação e analítica, Patrick Walker, a Steam tem presenciado um aumento agudo no número de jogos lançados, sendo 1303 jogos lançados em 2014, contra 583 lançados no mesmo período em 2013, o Acesso Prévio a lançamentos também cresceu desde que foi introduzido em Março de 2013." http://gamerfetamina.com/?p=1888

Um ponto ainda não levantado na discussão é de que existem mulheres machistas que gostam dos personagens estereotipados apresentados nos games. Qual a porcentagem destas, não sei. Mas o fato é de que existe pouca probabilidade da industria de games mudar, pois estão faturando muito bem.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #140 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 13:23:22 »
Um exemplo que se encontra de maneira recorente em blogs feministas
A imagem de cima é oficial, todos os personagens homens de frente e a única personagem feminina mostrando seu atributos posteriores
A de baixo é como seria se fosse o inverso


Tá certo. Quaquaquaquaqua

Offline Rocky Joe

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.742
  • Sexo: Masculino
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #141 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 13:25:57 »
Se o modelo atual sobreviver apenas com o Steam, aí falamos. Como está, não podemos considerar um sucesso, quando há pressão dos acionistas da Microsoft para ela fechar sua divisão de jogos. Url.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #142 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 13:30:10 »
Sempre que eu uso ônibus, percebo que se há 10 mulheres até uns 30 (talvez mais) anos, em média 7 estão mexendo no celular o tempo todo. Se simplesmente se extrapola o interesse feminino por telas interativas de celular ao mundo dos games de um modo geral, realmente está havendo uma notória mudança de paradigama.

Offline FK

  • Nível 03
  • *
  • Mensagens: 33
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #143 Online: 24 de Fevereiro de 2015, 13:37:35 »
Entendo que não há dúvidas sobre console x PC. A justificativa de que o mercado de consoles está caindo não me parece razoável para patrocinar uma mudança nos personagens dos jogos.

Explico:

O insucesso da Microsoft no mercado de games era previsto. O fim dos consoles também era algo previsível.  O modelo de distribuição virtuais de jogos na plataforma PC já está consolidado e apresenta sólidas tendências de crescimento, basta observar os números.

O mercado de PC gaming deve movimentar mais de US$ 82 bilhões ao ano até 2015, onde o faturamento de jogos para PC deve ultrapassar a dos consoles e atingir US$ 22 bilhões nos próximos três anos. Fonte: DFC Intelligence.

Como já comentado, a plataforma PC tem ainda a receita que mais cresce no que diz respeito à venda de jogos, seja por meio das microtransações online, na venda por download ou via serviço de distribuição digital.

Offline Donatello

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.820
  • Sexo: Masculino
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #144 Online: 13 de Março de 2015, 22:42:34 »
Off-topic. Se o mundo é um ovo o mundo nerd da internet é um ovo de codorna. Descubro agora que a Gisa Castro... blogueira que citei mais atrás e que mantém um blog de 'auto-ajuda' que de fato tem me ajudado muito nas questões pessoais que recentemente decidi ou tive que decidir enfrentar tanto me fazendo me compreender e me aceitar melhor quanto me ajudando a traçar objetivos é mulher do vlogueiro Clarion... Ele é um antifeminista, anticotista, antiplc122ista do mesmo naipe que eu e costumávamos debater juntos no site da Carta Capital quando eu tive minha breve fase masoquista de visitar o sistema de comentários de lá. Gostei da pequena descoberta... Ajuda a entender porque me vejo tanto em tantos do textos dela : )
« Última modificação: 13 de Março de 2015, 22:44:37 por Donatello van Dijck »

Offline Skeptikós

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.771
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #145 Online: 18 de Março de 2015, 20:11:52 »
Não é sobre games mas é sobre um assunto parecido, HQs:

Histeria feminista leva DC Comics a cancelar capa com Batgirl

Fãs da heroína fizeram campanha nas redes contra a ilustração do brasileiro Rafael Alburqueque, que foi considerada misógina

18/03/2015 às 09:44 - Atualizado em 18/03/2015 às 12:09


Capa da revista de história em quadrinhos Batgirl(Divulgação/VEJA)

A capa alternativa de Batgirl #41, do desenhista brasileiro Rafael Albuquerque, acabou cancelada pela DC Comics após uma campanha com contornos de histeria feita por leitores nas redes sociais. A ilustração, em tons de preto e lilás e com traços marcantes, mostra a personagem feminina com lágrimas nos olhos e o Coringa, vilão do Batman, gesticulando uma arma apontada em sua direção. Apesar de retratar a tensão que de fato acontece na história com os dois personagens, a imagem foi considerada de mau gosto por grande parte dos fãs da publicação e acusada de sexismo.

De acordo com o site do jornal britânico The Guardian, a intenção do remake da capa era prestar um tributo a história em quadrinhos Batman: A Piada Mortal, spin-off da saga, escrito em 1988 por Alan Moore. O enredo do quadrinho conta a tragédia vivida pela Batgirl, ou Bárbara Gordon, filha do Comissário James Gordon, que após ser atacada pelo Coringa, acaba em uma cadeira de rodas. Já o destaque para o vilão é por causa do "mês do Coringa", celebrado em junho, quando todas as publicações da editora são disponibilizadas com uma segunda capa alternativa, em que ele é caracterizado de uma forma irreverente.

Diversos fãs se pronunciaram no Twitter com a hashtag #changethecover (troque a capa, em português). Já aqueles que defendiam a manutenção da capa argumentavam que o desenho não era um insulto à personagem feminina, mas um retrato que dialogava com a realidade da história dela. A não publicação seria uma espécie de censura ao trabalho do desenhista por parte da DC, segundo eles.

A situação foi finalizada quando o brasileiro Albuquerque divulgou uma nota oficial na qual afirma que não era a sua intenção provocar qualquer tipo de ofensa. "Minha arte de capa foi pensada como uma homenagem a uma história que eu realmente admiro. Piada Mortal faz parte do cânone de Batgirl e eu não poderia evitar de retratar a situação traumática entre Barbara Gordon e o Coringa. Eu respeito todas as opiniões e não julgo como certas ou erradas. Minha intenção nunca foi ofender ninguém, por isso pedi a DC Comics que não publicasse a capa. Estou satisfeito que eles tenham me escutado."

(Da redação)

Fonte: Revista Veja


Depois feministas reclamam de terem as causas de sua pauta chamadas de mimimis.
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.977
  • Sexo: Masculino
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #146 Online: 18 de Março de 2015, 20:24:20 »
Aposto que muitos que criticaram a capa nem lê quadrinhos e não entendem nada sobre o tema. Enquanto isso, inúmeras capas sensuais da Mulher Gato já devem ter sido publicadas tranquilamente sem ninguém reclamar.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Skeptikós

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.771
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #147 Online: 18 de Março de 2015, 20:29:56 »
Estão alegando que é misoginia pelo fato do Coringa estar torturando a heroína, e está acusação não tem qualquer fundamento. Pois ão é isso que os vilões fazem com os mocinhos ou mocinhas quando conseguem uma oportunidade dessas? Além disso, para provar que fosse misoginia alguma evidência que apontasse para o fato que a tortura ocorreu simplesmente pelo fato dela ser mulher deveria ser apresentada, coisa que não foi. Fora o fato de ser do conhecimento de todos que conhecem a história, que o Coringa tortura a todos sem fazer qualquer distinção de gênero. É compreensível chama-lo de misantropo, mas de forma alguma de misógino. Resumindo, a acusação é completamente infundada.
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.027
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #148 Online: 18 de Março de 2015, 20:47:33 »
Tá realmente faltando pauta.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:Feminista é ameaçada após criticar papel de mulheres em games
« Resposta #149 Online: 18 de Março de 2015, 23:01:56 »
Estão alegando que é misoginia pelo fato do Coringa estar torturando a heroína, e está acusação não tem qualquer fundamento. Pois ão é isso que os vilões fazem com os mocinhos ou mocinhas quando conseguem uma oportunidade dessas? Além disso, para provar que fosse misoginia alguma evidência que apontasse para o fato que a tortura ocorreu simplesmente pelo fato dela ser mulher deveria ser apresentada, coisa que não foi. Fora o fato de ser do conhecimento de todos que conhecem a história, que o Coringa tortura a todos sem fazer qualquer distinção de gênero. É compreensível chama-lo de misantropo, mas de forma alguma de misógino. Resumindo, a acusação é completamente infundada.

Pelo que eu li, o problema não é a tortura, é que nA Piada Mortal é implícito que ela é estuprada, é obvio que um assunto como esse traria polêmica, trouxe na época em que foi lançado e agora voltou, mais vocal por causa da internet. Acho idiota alguém dar valor a isso, mas o mundo é assim, cheio de assuntos imbecis que causam polêmica.
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!