Autor Tópico: Analisando o "Perigo Islâmico"  (Lida 25467 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gabarito

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.709
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #50 Online: 13 de Setembro de 2015, 16:54:06 »
Duas babacas querendo aparecer.


Então, todas as mulheres muçulmanas devem baixar a cabeça e esperar a pancada do marido, caladinhas.
É isso?
Você defende que marido pode bater na esposa?
Qual a sua opinião?

Apesar do protesto desrespeitoso, elas chamam a atenção do mundo para um assunto sério, uma covardia sem limites, um tema tabu que vai chegar ao século 30 incólume se nada for feito.

Tenho pena das mulheres muçulmanas e eu faria alguma coisa ao meu alcance para mudar esse quadro.

Mais um comentário duro:

Citar
Thiago 4 horas atrás
Onde estão os grupelhos de esquerda que sempre aparecem para defender o tal multiculturalismo?? Onde estão os mesmos grupos que criticam rispidamente Israel e mostram-se tão generosos com os terroristas islâmicos?? Os grupos feminazis que sempre fazem gritaria, onde estão?? Onde foram parar todos?? Estão escondidos junto com a imprensa "PROGRESSISTA"?? Nessas horas todos os grupos alinham o discurso, ou melhor, o não discurso, e fazem todos a mesma coisa... SILÊNCIO. É interessante reparar nessas coisas, nesse SILÊNCIO desses grupelhos que dizem ser ter forte, tão influente.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.547
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #51 Online: 13 de Setembro de 2015, 17:36:55 »
Só 2, 87 coisinhas. O protesto delas é justo? O protesto delas é eficiente, ou seria melhor protestar assim sozinhas cada uma debaixo da cama em seus quartos num dia frio de chuva, com a porta trancada e a luz apagada?

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.815
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #52 Online: 13 de Setembro de 2015, 17:42:38 »
Duas babacas querendo aparecer.


Então, todas as mulheres muçulmanas devem baixar a cabeça e esperar a pancada do marido, caladinhas.
É isso?
Você defende que marido pode bater na esposa?
Qual a sua opinião?

Apesar do protesto desrespeitoso, elas chamam a atenção do mundo para um assunto sério, uma covardia sem limites, um tema tabu que vai chegar ao século 30 incólume se nada for feito.

Tenho pena das mulheres muçulmanas e eu faria alguma coisa ao meu alcance para mudar esse quadro.

Mais um comentário duro:

Citar
Thiago 4 horas atrás
Onde estão os grupelhos de esquerda que sempre aparecem para defender o tal multiculturalismo?? Onde estão os mesmos grupos que criticam rispidamente Israel e mostram-se tão generosos com os terroristas islâmicos?? Os grupos feminazis que sempre fazem gritaria, onde estão?? Onde foram parar todos?? Estão escondidos junto com a imprensa "PROGRESSISTA"?? Nessas horas todos os grupos alinham o discurso, ou melhor, o não discurso, e fazem todos a mesma coisa... SILÊNCIO. É interessante reparar nessas coisas, nesse SILÊNCIO desses grupelhos que dizem ser ter forte, tão influente.

Você acredita que todas as mulheres muçulmanas apanham e são desrespeitadas, que se submetem, que ficam trancafiadas em casa à espera do marido? Ou a maioria são?

O estereótipo em toda sua força!!!


Offline Gabarito

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.709
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #53 Online: 13 de Setembro de 2015, 17:49:14 »
Você acredita que todas as mulheres muçulmanas apanham e são desrespeitadas, que se submetem, que ficam trancafiadas em casa à espera do marido? Ou a maioria são?

O estereótipo em toda sua força!!!

Mas e a sua opinião?
Você viu que no meu comentário existe uma pergunta direcionada a você?
Vou repeti-la:

Então, todas as mulheres muçulmanas devem baixar a cabeça e esperar a pancada do marido, caladinhas.
É isso?
Você defende que marido pode bater na esposa?
Qual a sua opinião?

 :?: :?: :?:

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.815
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #54 Online: 13 de Setembro de 2015, 17:55:52 »
Você acredita que todas as mulheres muçulmanas apanham e são desrespeitadas, que se submetem, que ficam trancafiadas em casa à espera do marido? Ou a maioria são?

O estereótipo em toda sua força!!!

Mas e a sua opinião?
Você viu que no meu comentário existe uma pergunta direcionada a você?
Vou repeti-la:

Então, todas as mulheres muçulmanas devem baixar a cabeça e esperar a pancada do marido, caladinhas.
É isso?
Você defende que marido pode bater na esposa?
Qual a sua opinião?

 :?: :?: :?:


Gabarito!!! Precisa mesmo responder??? Lógico que eu não defendo o marido bater na esposa! Não me interessa os absurdos que estão escritos nos livros "sagrados" e sim a realidade. Elas são mesmo desrespeitadas? Apanham mesmo? Já te peguntei isso!


Offline Gabarito

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.709
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #55 Online: 13 de Setembro de 2015, 18:03:00 »
Gabarito!!! Precisa mesmo responder??? Lógico que eu não defendo o marido bater na esposa! Não me interessa os absurdos que estão escritos nos livros "sagrados" e sim a realidade. Elas são mesmo desrespeitadas? Apanham mesmo? Já te peguntei isso!

Você afirma que nenhuma mulher muçulmana apanha do marido?
Que tudo isso é estereótipo e desinformação?
Que o "Salão da Mulher Muçulmana", em Pontoise, na França, onde era abordada a questão de que um homem deve ou não bater na sua mulher é mera retórica?

Eu não só acredito que inúmeras muçulmanas são açoitadas pelos maridos como também pelos clérigos muçulmanos, até em praça pública.
E você sabe disso.
Você está negando que isso exista?

E mais: se nada for feito, elas seguirão apanhando por décadas adiante. O que as "babacas" que você falou estão fazendo é tentar botar o assunto na pauta para que não se perpetue.


Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.347
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #56 Online: 13 de Setembro de 2015, 18:05:00 »
Como você, Pasteur, insiste em defender este anacronismo, chamado islamismo, vou fazer duas perguntas para evitar qualquer tipo de tergiversação:

a) Nos países sob a lei muçulmana, as mulheres tem os mesmo direitos que os homens?

b) Nos países sob a lei muçulmana, há alguma perspectiva de mudança da situação das mulheres?
Foto USGS

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.347
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #57 Online: 13 de Setembro de 2015, 18:07:39 »
Gabarito!!! Precisa mesmo responder??? Lógico que eu não defendo o marido bater na esposa! Não me interessa os absurdos que estão escritos nos livros "sagrados" e sim a realidade. Elas são mesmo desrespeitadas? Apanham mesmo? Já te peguntei isso!

Você afirma que nenhuma mulher muçulmana apanha do marido?
Que tudo isso é estereótipo e desinformação?
Que o "Salão da Mulher Muçulmana", em Pontoise, na França, onde era abordada a questão de que um homem deve ou não bater na sua mulher é mera retórica?

Eu não só acredito que inúmeras muçulmanas são açoitadas pelos maridos como também pelos clérigos muçulmanos, até em praça pública.
E você sabe disso.
Você está negando que isso exista?

E mais: se nada for feito, elas seguirão apanhando por décadas adiante. O que as "babacas" que você falou estão fazendo é tentar botar o assunto na pauta para que não se perpetue.

E parece ignorar que nos países muçulmanos mais atrasados onde a lei muçulmana é o ordenamento jurídico, as mulheres são pessoas de segunda classe.
Foto USGS

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.815
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #58 Online: 13 de Setembro de 2015, 18:12:37 »
Gabarito!!! Precisa mesmo responder??? Lógico que eu não defendo o marido bater na esposa! Não me interessa os absurdos que estão escritos nos livros "sagrados" e sim a realidade. Elas são mesmo desrespeitadas? Apanham mesmo? Já te peguntei isso!

Você afirma que nenhuma mulher muçulmana apanha do marido?
Que tudo isso é estereótipo e desinformação?
Que o "Salão da Mulher Muçulmana", em Pontoise, na França, onde era abordada a questão de que um homem deve ou não bater na sua mulher é mera retórica?

Eu não só acredito que inúmeras muçulmanas são açoitadas pelos maridos como também pelos clérigos muçulmanos, até em praça pública.
E você sabe disso.
Você está negando que isso exista?

E mais: se nada for feito, elas seguirão apanhando por décadas adiante. O que as "babacas" que você falou estão fazendo é tentar botar o assunto na pauta para que não se perpetue.

Não afirmei que nenhuma mulher apanha do marido, foi você que disse que tem pena das mulheres muçulmanas. Não é só porque está escrito que um homem pode bater numa mulher que eles batem. Já disse: NÃO ME INTERESSA O QUE ESTÁ ESCRITO!

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.547
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #59 Online: 13 de Setembro de 2015, 18:20:29 »
Gabarito!!! Precisa mesmo responder??? Lógico que eu não defendo o marido bater na esposa! Não me interessa os absurdos que estão escritos nos livros "sagrados" e sim a realidade. Elas são mesmo desrespeitadas? Apanham mesmo? Já te peguntei isso!

Você afirma que nenhuma mulher muçulmana apanha do marido?
Que tudo isso é estereótipo e desinformação?
Que o "Salão da Mulher Muçulmana", em Pontoise, na França, onde era abordada a questão de que um homem deve ou não bater na sua mulher é mera retórica?

Eu não só acredito que inúmeras muçulmanas são açoitadas pelos maridos como também pelos clérigos muçulmanos, até em praça pública.
E você sabe disso.
Você está negando que isso exista?

E mais: se nada for feito, elas seguirão apanhando por décadas adiante. O que as "babacas" que você falou estão fazendo é tentar botar o assunto na pauta para que não se perpetue.

Não afirmei que nenhuma mulher apanha do marido, foi você que disse que tem pena das mulheres muçulmanas. Não é só porque está escrito que um homem pode bater numa mulher que eles batem. Já disse: NÃO ME INTERESSA O QUE ESTÁ ESCRITO!
Mas e quanto aos muçulmanos, a eles interessa o "que está escrito"?

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.815
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #60 Online: 13 de Setembro de 2015, 18:22:25 »
Como você, Pasteur, insiste em defender este anacronismo, chamado islamismo, vou fazer duas perguntas para evitar qualquer tipo de tergiversação:

a) Nos países sob a lei muçulmana, as mulheres tem os mesmo direitos que os homens?

Não. Mas o que importa é: como as muçulmanas vivem: todas são submissas? Nenhuma tem liberdade? Nenhuma usa biquíni? Nenhuma é líder de algum país? Não confunda lei anacrônica com o modo de vida das muçulmanas.

b) Nos países sob a lei muçulmana, há alguma perspectiva de mudança da situação das mulheres?

Só se a lei deixar de ser a muçulmana como na Argélia por exemplo. Por mim nenhum país seria regido por alguma lei muçulmana. Mas mais uma vez: meu foco não está nas leis e sim em como elas vivem.



Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.815
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #61 Online: 13 de Setembro de 2015, 18:23:05 »
Gabarito!!! Precisa mesmo responder??? Lógico que eu não defendo o marido bater na esposa! Não me interessa os absurdos que estão escritos nos livros "sagrados" e sim a realidade. Elas são mesmo desrespeitadas? Apanham mesmo? Já te peguntei isso!

Você afirma que nenhuma mulher muçulmana apanha do marido?
Que tudo isso é estereótipo e desinformação?
Que o "Salão da Mulher Muçulmana", em Pontoise, na França, onde era abordada a questão de que um homem deve ou não bater na sua mulher é mera retórica?

Eu não só acredito que inúmeras muçulmanas são açoitadas pelos maridos como também pelos clérigos muçulmanos, até em praça pública.
E você sabe disso.
Você está negando que isso exista?

E mais: se nada for feito, elas seguirão apanhando por décadas adiante. O que as "babacas" que você falou estão fazendo é tentar botar o assunto na pauta para que não se perpetue.

E parece ignorar que nos países muçulmanos mais atrasados onde a lei muçulmana é o ordenamento jurídico, as mulheres são pessoas de segunda classe.

Já respondido!

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.815
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #62 Online: 13 de Setembro de 2015, 18:24:31 »
Gabarito!!! Precisa mesmo responder??? Lógico que eu não defendo o marido bater na esposa! Não me interessa os absurdos que estão escritos nos livros "sagrados" e sim a realidade. Elas são mesmo desrespeitadas? Apanham mesmo? Já te peguntei isso!

Você afirma que nenhuma mulher muçulmana apanha do marido?
Que tudo isso é estereótipo e desinformação?
Que o "Salão da Mulher Muçulmana", em Pontoise, na França, onde era abordada a questão de que um homem deve ou não bater na sua mulher é mera retórica?

Eu não só acredito que inúmeras muçulmanas são açoitadas pelos maridos como também pelos clérigos muçulmanos, até em praça pública.
E você sabe disso.
Você está negando que isso exista?

E mais: se nada for feito, elas seguirão apanhando por décadas adiante. O que as "babacas" que você falou estão fazendo é tentar botar o assunto na pauta para que não se perpetue.

Não afirmei que nenhuma mulher apanha do marido, foi você que disse que tem pena das mulheres muçulmanas. Não é só porque está escrito que um homem pode bater numa mulher que eles batem. Já disse: NÃO ME INTERESSA O QUE ESTÁ ESCRITO!
Mas e quanto aos muçulmanos, a eles interessa o "que está escrito"?

Depende do muçulmano e de qual parte do que está escrito!

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.713
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #63 Online: 13 de Setembro de 2015, 18:25:39 »
Cara, quando o tema da discussão é "se o homem deve ou não bater na sua mulher" tem alguma coisa MUITO errada com quem está discutindo e assistindo ao debate. Normalmente não tenho simpatia por esse tipo de protesto, mas nesse caso acho que foi plenamente justificável.
"Deus prefere os ateus"

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 23.816
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #64 Online: 13 de Setembro de 2015, 18:26:43 »
Como você, Pasteur, insiste em defender este anacronismo, chamado islamismo, vou fazer duas perguntas para evitar qualquer tipo de tergiversação:

a) Nos países sob a lei muçulmana, as mulheres tem os mesmo direitos que os homens?

b) Nos países sob a lei muçulmana, há alguma perspectiva de mudança da situação das mulheres?

Lembrando que as mulheres possuem mais liberdade no Irã do que no Japão...
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.547
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #65 Online: 13 de Setembro de 2015, 18:35:03 »
Gabarito!!! Precisa mesmo responder??? Lógico que eu não defendo o marido bater na esposa! Não me interessa os absurdos que estão escritos nos livros "sagrados" e sim a realidade. Elas são mesmo desrespeitadas? Apanham mesmo? Já te peguntei isso!

Você afirma que nenhuma mulher muçulmana apanha do marido?
Que tudo isso é estereótipo e desinformação?
Que o "Salão da Mulher Muçulmana", em Pontoise, na França, onde era abordada a questão de que um homem deve ou não bater na sua mulher é mera retórica?

Eu não só acredito que inúmeras muçulmanas são açoitadas pelos maridos como também pelos clérigos muçulmanos, até em praça pública.
E você sabe disso.
Você está negando que isso exista?

E mais: se nada for feito, elas seguirão apanhando por décadas adiante. O que as "babacas" que você falou estão fazendo é tentar botar o assunto na pauta para que não se perpetue.

Não afirmei que nenhuma mulher apanha do marido, foi você que disse que tem pena das mulheres muçulmanas. Não é só porque está escrito que um homem pode bater numa mulher que eles batem. Já disse: NÃO ME INTERESSA O QUE ESTÁ ESCRITO!
Mas e quanto aos muçulmanos, a eles interessa o "que está escrito"?

Depende do muçulmano e de qual parte do que está escrito!
Ah sim, sempre é bom relembrar a do verdadeiro esco6...

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.815
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #66 Online: 13 de Setembro de 2015, 18:39:54 »
Gabarito!!! Precisa mesmo responder??? Lógico que eu não defendo o marido bater na esposa! Não me interessa os absurdos que estão escritos nos livros "sagrados" e sim a realidade. Elas são mesmo desrespeitadas? Apanham mesmo? Já te peguntei isso!

Você afirma que nenhuma mulher muçulmana apanha do marido?
Que tudo isso é estereótipo e desinformação?
Que o "Salão da Mulher Muçulmana", em Pontoise, na França, onde era abordada a questão de que um homem deve ou não bater na sua mulher é mera retórica?

Eu não só acredito que inúmeras muçulmanas são açoitadas pelos maridos como também pelos clérigos muçulmanos, até em praça pública.
E você sabe disso.
Você está negando que isso exista?

E mais: se nada for feito, elas seguirão apanhando por décadas adiante. O que as "babacas" que você falou estão fazendo é tentar botar o assunto na pauta para que não se perpetue.

Não afirmei que nenhuma mulher apanha do marido, foi você que disse que tem pena das mulheres muçulmanas. Não é só porque está escrito que um homem pode bater numa mulher que eles batem. Já disse: NÃO ME INTERESSA O QUE ESTÁ ESCRITO!
Mas e quanto aos muçulmanos, a eles interessa o "que está escrito"?

Depende do muçulmano e de qual parte do que está escrito!
Ah sim, sempre é bom relembrar a do verdadeiro esco6...
Ah sim, sempre é bom colocar todo mundo no mesmo saco!

Offline Gabarito

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.709
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #67 Online: 13 de Setembro de 2015, 19:09:50 »
Eu não estou entendendo (até estou) a sua forma de responder.

Primeiro, você diz que o que eu acredito estar acontecendo é apenas estereótipo.
Aqui:

Você acredita que todas as mulheres muçulmanas apanham e são desrespeitadas, que se submetem, que ficam trancafiadas em casa à espera do marido? Ou a maioria são?

O estereótipo em toda sua força!!!

Pelo que se pode ser nas suas palavras, você questiona se eu acredito que muçulmanas realmente apanham dos maridos.
E afirma com exclamação que eu faço um estereótipo.

Ou seja, as mulheres NÃO apanham dos maridos, pois se trata de um estereótipo.
Foram as suas palavras.

Aí eu respondo que sim, que acredito que elas apanham mesmo, afinal, os fatos evidenciam isso quase todo dia.
Mulheres apanham em casa e na praça.

Então, lá vem você dizer que não afirmou que elas não apanham.
Aqui:

Não afirmei que nenhuma mulher apanha do marido, foi você que disse que tem pena das mulheres muçulmanas. Não é só porque está escrito que um homem pode bater numa mulher que eles batem. Já disse: NÃO ME INTERESSA O QUE ESTÁ ESCRITO!

Ou seja, primeiro você diz uma coisa (estereótipo) e depois vem com o seu oposto (não afirmou que não apanham = admite que elas apanham).

O que é isso?
Labirinto lógico?
Tentativa de confundir?
Cortina de fumaça?

Eu sou claro, eu não uso de confusão para emitir o que penso e acho:
As mulheres muçulmanas são agredidas, são desclassificadas como ser humano e são desrespeitadas nos seus direitos básicos não só pela doutrina muçulmana, mas também por muitos maridos que seguem as leis de sua religião.
E sim, tenho pena das que sofrem tais abusos.

Acredito ainda que muitas são felizes e satisfeitas com suas vidas, algumas até apanhando e também acreditando que deva ser assim.

E sim, desejo que esse quadro mude. Desejo que a humanidade caminhe para exterminar, aniquilar, extinguir essa forma desumana de pisar nos direitos das mulheres muçulmanas.

Já você, pelo que entendi, gosta de rodeios. Disse uma coisa e contradisse logo a seguir.
E concorda comigo que marido não pode bater na esposa. Essa parte é boa.

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.815
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #68 Online: 13 de Setembro de 2015, 19:23:34 »
Gabarito,  você disse que tem pena das muçulmanas, que elas apanham, generalizando.

É obvio que algumas apanham. A sua pergunta sobre se eu não acredito que nenhuma mulher apanha é tentativa de jogar uma cortina de fumaça na sua observação generalizadora de que as muçulmanas são dignas de pena.


Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.347
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #69 Online: 13 de Setembro de 2015, 19:25:08 »
Gabarito,  você disse que tem pena das muçulmanas, que elas apanham, generalizando.

É obvio que algumas apanham. A sua pergunta sobre se eu não acredito que nenhuma mulher apanha é tentativa de jogar uma cortina de fumaça na sua observação generalizadora de que as muçulmanas são dignas de pena.

E elas não são, sob a perspectiva do humanismo ocidental?
Foto USGS

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.815
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #70 Online: 13 de Setembro de 2015, 19:27:21 »
Gabarito, quer que eu busque taxas de homicídios de mulheres em países muçulmanos e não muçulmanos pra você comparar? Quero ver de quem você sentirá mais pena!

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.347
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #71 Online: 13 de Setembro de 2015, 19:30:38 »
Quer que eu busque taxas de homicídios de mulheres em países muçulmanos e não muçulmanos pra você comparar? Quero ver de quem você sentirá mais pena!

Isto, busque.

Mas seja coerente ao menos uma vez neste tópico e mostre e compare as estatísticas de mulheres assassinadas que ocorreram por causa de textos religiosos e não por causas outras, como crimes passionais e latrocínio.
Foto USGS

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.815
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #72 Online: 13 de Setembro de 2015, 19:31:49 »
Gabarito,  você disse que tem pena das muçulmanas, que elas apanham, generalizando.

É obvio que algumas apanham. A sua pergunta sobre se eu não acredito que nenhuma mulher apanha é tentativa de jogar uma cortina de fumaça na sua observação generalizadora de que as muçulmanas são dignas de pena.

E elas não são, sob a perspectiva do humanismo ocidental?

Geotecton, não generalize, seja mais específico. A muçulmana da Arábia vive diferente da muçulmana do Irã que vive diferente do que da do Afeganistão que vive diferente do que das francesas e assim por diante.

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.815
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #73 Online: 13 de Setembro de 2015, 19:35:28 »
Quer que eu busque taxas de homicídios de mulheres em países muçulmanos e não muçulmanos pra você comparar? Quero ver de quem você sentirá mais pena!

Isto, busque.

Mas seja coerente ao menos uma vez neste tópico e mostre e compare as estatísticas de mulheres assassinadas que ocorreram por causa de textos religiosos e não por causas outras, como crimes passionais e latrocínio.

Desculpe Geo, você sabe que isso é impossível.  Não tem com saber a motivação de cada morte de mulheres.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.347
  • Sexo: Masculino
Re:Analisando o "Perigo Islâmico"
« Resposta #74 Online: 13 de Setembro de 2015, 19:51:16 »
Gabarito,  você disse que tem pena das muçulmanas, que elas apanham, generalizando.

É obvio que algumas apanham. A sua pergunta sobre se eu não acredito que nenhuma mulher apanha é tentativa de jogar uma cortina de fumaça na sua observação generalizadora de que as muçulmanas são dignas de pena.

E elas não são, sob a perspectiva do humanismo ocidental?

Geotecton, não generalize, seja mais específico. A muçulmana da Arábia vive diferente da muçulmana do Irã que vive diferente do que da do Afeganistão que vive diferente do que das francesas e assim por diante.

Isto é óbvio, especialmente se você comparar com as que estão na França, porque nesta o humanismo ocidental é a base da lei geral.

Mas todas as mulheres muçulmanas são oprimidas pela mesma lei religiosa, a Charia, em especial nas relações familiares. Quando o país é uma teocracia ou usa como base legal a religião, a opressão sai do ambiente familiar e se espraia por toda a sociedade.
Foto USGS

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!