Autor Tópico: Os estragos do chavismo na Venezuela  (Lida 52872 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.904
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #100 Online: 12 de Novembro de 2014, 18:10:49 »
A Venezuela está em guerra civil e ninguém noticia.

Não, estão dando os passos necessários para a conquista do novo homem socialista.

O próximo passo é arrumar briga com algum país vizinho para por a culpa em algum inimigo fictício.

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.035
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #101 Online: 12 de Novembro de 2014, 18:12:58 »
A Venezuela está em guerra civil e ninguém noticia.

Chegará ao ponto em que não dará para esconder, não demorará muito.

O grito de socorro dos venezuelanos. Só estão pedindo socorro para as pessoas erradas  :umm:



Saudações

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.904
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #102 Online: 12 de Novembro de 2014, 18:19:14 »
A Venezuela está em guerra civil e ninguém noticia.

Chegará ao ponto em que não dará para esconder, não demorará muito.

O grito de socorro dos venezuelanos. Só estão pedindo socorro para as pessoas erradas  :umm:



Saudações

Dessa turma não se poderia esperar outra coisa, nem nos tempos passados nem no atual.

O que vc pode esperar de um pessoal que adora os Castro?

Lembra que eu disse certa vez que conhecia gente que conviveu com essa turma do PT nos anos 70, antes mesmo da fundação do PT? E que já diziam na época que não valiam uma moeda furada?

Com a Cretina Kirchener e com os outros não deve ser muito diferente

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.224
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #103 Online: 13 de Novembro de 2014, 13:12:24 »
Citar
Uma produtora cultural venezuelana que veio ao Rio a trabalho na semana passada enlouqueceu com a oferta de xampus e sabonetes nas farmácias. Saiu comprando o que viu pela frente.

Como se sabe, na Venezuela, xampu é uma raridade nas prateleiras. Ela só lamentou que o limite imposto pelo governo de Nicolás Maduro para gastos no exterior é de US$ 1 mil.

http://oglobo.globo.com/rio/ancelmo/posts/2014/11/13/a-coluna-de-hoje-554641.asp

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #104 Online: 13 de Novembro de 2014, 14:13:31 »
parece brasileiro indo para Miami, o quem se supõe que venezuelanos teriam uma síncope em Miami.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #105 Online: 13 de Novembro de 2014, 14:15:15 »
eu rio ainda dos posts antigos do pessoal dizendo há dois anos atrás que nos nós conservadores estávamos pegando no pé da VE. ontem estava lendo  :lol:
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.904
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #106 Online: 13 de Novembro de 2014, 17:10:25 »
eu rio ainda dos posts antigos do pessoal dizendo há dois anos atrás que nos nós conservadores estávamos pegando no pé da VE. ontem estava lendo  :lol:

A Venezuela não é aquele país onde tudo vai muito bem, a economia está crescendo e o suposto desabastecimento é coisa da mídia golpista tentando prejudicar o Chapolim Colorado? Aquele mesmo país que nós dizíamos que estava indo para merda e que estava pendurado única e exclusivamente na venda de petróleo? :lol:

Não é o país que nós dizíamos que estava indo para merda e afirmavam o contrário?


Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.936
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #107 Online: 13 de Novembro de 2014, 18:52:06 »
eu rio ainda dos posts antigos do pessoal dizendo há dois anos atrás que nos nós conservadores estávamos pegando no pé da VE. ontem estava lendo  :lol:

A Venezuela não é aquele país onde tudo vai muito bem, a economia está crescendo e o suposto desabastecimento é coisa da mídia golpista tentando prejudicar o Chapolim Colorado? Aquele mesmo país que nós dizíamos que estava indo para merda e que estava pendurado única e exclusivamente na venda de petróleo? :lol:

Não é o país que nós dizíamos que estava indo para merda e afirmavam o contrário?



Não esquenta, o Maduro vai jogar toda a culpa no EUA (não tenho acompanhado a situação da Merdezuela a não ser aqui, mas provavelmente ele já deve estar fazendo isso).
"Deus prefere os ateus"

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.904
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #108 Online: 13 de Novembro de 2014, 22:41:26 »
eu rio ainda dos posts antigos do pessoal dizendo há dois anos atrás que nos nós conservadores estávamos pegando no pé da VE. ontem estava lendo  :lol:

A Venezuela não é aquele país onde tudo vai muito bem, a economia está crescendo e o suposto desabastecimento é coisa da mídia golpista tentando prejudicar o Chapolim Colorado? Aquele mesmo país que nós dizíamos que estava indo para merda e que estava pendurado única e exclusivamente na venda de petróleo? :lol:

Não é o país que nós dizíamos que estava indo para merda e afirmavam o contrário?



Não esquenta, o Maduro vai jogar toda a culpa no EUA (não tenho acompanhado a situação da Merdezuela a não ser aqui, mas provavelmente ele já deve estar fazendo isso).

Já fazia isso muito antes da merda chegar ao nível atual.

Não acredito que ele se manterá no poder por muito mais tempo.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.224
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #109 Online: 14 de Novembro de 2014, 09:20:43 »
eu rio ainda dos posts antigos do pessoal dizendo há dois anos atrás que nos nós conservadores estávamos pegando no pé da VE. ontem estava lendo  :lol:
Antigos? Hoje mesmo tinha um apoiador do PSOL elogiando o Maduro no Facebook.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #110 Online: 14 de Novembro de 2014, 12:22:25 »
é verdade, imagino os ELAs aqui terem que explicar porque estavam errados de novo. Nem vão aparecer. Ou vão achar que quem esta ferrando a VE é os EUA.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline parcus

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.217
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #111 Online: 14 de Novembro de 2014, 13:00:07 »
Seria bom fazer apanhado de todos esses países da AL que os comunas elogiam/elogiavam tanto. Cuba: elogiaram muito antes do fim da USSR, hoje é um país bem atrasado economicamente. Argentina: elogiaram muito na década passada, hoje tá falida de novo. Venezuela, mesma coisa. Bolívia: estão elogiando ela agora que não da mais para elogiar a Venezuela.
http://tomwoods.com . Venezuela, pode ir que estamos logo atrás.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #112 Online: 14 de Novembro de 2014, 15:51:46 »
por isso que digo que a ELA é o pior fator de atraso para a região.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Sr. Bradley P. Richfield

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 612
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #113 Online: 14 de Novembro de 2014, 16:46:11 »
O que é "ELA"?
"O problema da internet é que ninguém sabe quando as citações realmente pertencem a quem se atribui." -- Abraham Lincoln

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.981
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #114 Online: 14 de Novembro de 2014, 16:47:39 »
"Esquerda Latino Americana".
Foto USGS

Offline Sr. Bradley P. Richfield

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 612
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #115 Online: 14 de Novembro de 2014, 16:51:34 »
 :ok:
"O problema da internet é que ninguém sabe quando as citações realmente pertencem a quem se atribui." -- Abraham Lincoln

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #116 Online: 14 de Novembro de 2014, 16:56:51 »

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #117 Online: 14 de Novembro de 2014, 17:02:29 »
O que é "ELA"?
A grande prostituta da Babilônia?
Porque Deus tem posto em seus corações, que cumpram o seu intento, e tenham uma mesma idéia, e que dêem à besta o seu reino, até que se cumpram as palavras de Deus.

Apocalipse 17:17

Hahahahahaha

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.224
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #118 Online: 17 de Novembro de 2014, 10:20:46 »
Citar
Em um ano, 700 médicos cubanos deixam Venezuela

Número de profissionais em missões no país que desertaram dobrou no período, diz ONG com sede nos EUA

A crise econômica e a insegurança na Venezuela fizeram com o que o número de médicos cubanos que abandonaram seu trabalho - e viajaram para os Estados Unidos - duplicasse no último ano, atingindo a marca de 700 desertores. As informações são da ONG norte-americana Solidariedade Sem Fronteiras (SSF), com sede em Miami, que faz a assessoria de médicos que tentam se regularizar no país. Do total dos 5 mil funcionários da organização, 2.637 são médicos que vieram de Cuba.

Julio César Alfonso, presidente da SSF, é um deles. Aos 46 anos, vive nos EUA desde 2009, para onde foi como refugiado político. De acordo com Alfonso, a deserção vem aumentando em todo o mundo - entre setembro de 2013 e o mesmo mês de 2014, cerca de 1.100 médicos enviados por Havana para trabalhar em diversos países deixaram o emprego -, mas em nenhum lugar se compara à Venezuela.

— Até 2013, a média anual de deserções na Venezuela, onde atuam cerca de 30 mil médicos cubanos em programas sociais do governo, era de 300. Mas a falta de estabilidade financeira, econômica e política, principalmente depois da morte do presidente Hugo Chávez, afastou os médicos cubanos do país — disse, em entrevista por telefone ao GLOBO. — Nos últimos anos, quase 70 deles morreram na Venezuela. E a deserção vem crescendo também em países como Bolívia, Nicarágua e alguns da África.

Segundo Alfonso, muitos dos desertores acreditavam que, após a morte de Chávez, o programa seria cancelado no país e eles seriam repatriados - o que não aconteceu.

— Havia muita pressão para acabar com o programa e muitos dos que foram para as missões na Venezuela achavam que isso fosse acontecer - conta. — A situação é, de fato, muito difícil para eles. Trabalham até altas horas da noite e ganham muito pouco. Eles também são enviados para lugares onde não há segurança, onde nenhum médico quer ir. E não apenas na Venezuela, isto é um padrão em todas as partes do mundo.
http://oglobo.globo.com/mundo/em-um-ano-700-medicos-cubanos-deixam-venezuela-14577376#ixzz3JKNRw2CN

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.224
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #119 Online: 17 de Novembro de 2014, 10:23:38 »
Citar
Mercado negro a céu aberto na Venezuela

Produtos básicos em falta são vendidos até pelo dobro do preço em bancas improvisadas na maior favela de Caracas

CARACAS — No comércio de rua em frente à estação de metrô em Petare, a maior favela de Caracas, é possível encontrar a céu aberto todos os itens escassos nas grandes redes de supermercados venezuelanos. Conhecido como o maior mercado negro ao ar livre da cidade, pilhas de abacaxis ou mandiocas dividem espaço com material escolar e detergentes.

Antes, as autoridades fechavam os olhos para o comércio informal, mas no mês passado o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, decretou a proibição de vender nas ruas café, ovos, xampu e mais outros 50 itens regulamentados, cujos preços são controlados pelo governo. Ele ordenou que a Guarda Nacional fiscalize e ameaçou processar os infratores reincidentes.

A repressão pode ser complicada. Em Petare e em outros lugares, Maduro corre o risco de que venezuelanos pobres se voltem contra ele, já que a população está cada vez mais insatisfeita com o novo governo.

— Maduro ya se maduró — disse a vendedora Maribel Nieble, fazendo um trocadilho com o nome do presidente, algo como “Maduro apodreceu”.

Com uma penca de bananas na barraca, na verdade o que ela vende são detergentes e óleo de cozinha. As frutas são para burlar a fiscalização.

— Eu me sinto como um traficante de drogas — desabafa Maribel.

Ela vende os detergentes duas vezes mais caro que nos supermercados.

— Tenho seis filhos e dois netos — disse ela. — Estou apenas tentando sobreviver.

Maduro chama a prática de “roubo”. Segundo o presidente, a culpa da escassez de produtos e da inflação que não para de subir seria da “guerra econômica” travada com empresários, lojistas e outras pessoas que supostamente estariam tentando minar o governo socialista, manipulando os preços e passando mercadorias pela fronteira para vender na Colômbia.

— Esses grupos contrabandistas de direita ainda estão trabalhando com o seu espírito parasitário e contra a nação, cavalgando sobre as costas do povo e sugando seu sangue — disse Maduro semana passada em entrevista em rede nacional, garantindo que o governo neutralizou os perversos efeitos da guerra econômica em 2014.
 
Recentemente, os twitters de Maduro têm servido para mostrar o contrabando na fronteira com a Colômbia, onde os produtos são vendidos bem mais caros. As mercadorias apreendidas são organizadas e fotografadas no estilo das apreensões de narcóticos.

A Venezuela tem uma das maiores reservas de petróleo do mundo, mas em contrapartida atualmente enfrenta uma inflação de 63% ao ano, e as pessoas estão acostumadas a encher suas prateleiras com produtos importados. Mas uma espécie de psicose consumista se estabeleceu no país, que tenta controlar a quantidade de produtos vendidos para os consumidores.

O governo exige agora que os cidadãos deem seus números de identidade no ato da compra, e Maduro também ordenou a instalação de scanners para tirar as impressões digitais dos consumidores. Tudo isso para evitar que venezuelanos comprem acima do limite determinado.
 
http://oglobo.globo.com/mundo/mercado-negro-ceu-aberto-na-venezuela-14577507#ixzz3JKOECFCr

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.026
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #120 Online: 17 de Novembro de 2014, 12:52:41 »
O paraíso socialista. Não entendo porquê os revolucionários de apartamento preferem se exilar na Inglaterra.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #121 Online: 17 de Novembro de 2014, 13:00:21 »
Pergunta aos socialistas de plantão do fórum, se é que ainda tem algum (Kajsar, Hugo, Daniel Vermelho, etc):

(A pergunta serve também para os comunistófilos que já defenderam o regime de Chávez há alguns anos, quando a coisa não estava tão feia e o regime ainda estava "apresentável".)



- O que a Venezuela fez de errado para que algo tão bom e correto, como o socialismo, desse no que deu, tal qual ocorreu em Cuba, Coréia do Norte, URSS, China pré-1978 e etc? Onde eles falharam? Qual o "segredo" que todos os governos socialistas esquecem de praticar e levam o país à ruína econômica sempre?

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline O Grande Capanga

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.713
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #122 Online: 17 de Novembro de 2014, 22:26:55 »
- O que a Venezuela fez de errado para que algo tão bom e correto, como o socialismo, desse no que deu, tal qual ocorreu em Cuba, Coréia do Norte, URSS, China pré-1978 e etc? Onde eles falharam? Qual o "segredo" que todos os governos socialistas esquecem de praticar e levam o país à ruína econômica sempre?

Segundo a Luciana Genro, essas nações deturparam Marx.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.106
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #123 Online: 17 de Novembro de 2014, 22:48:48 »
Pergunta aos socialistas de plantão do fórum, se é que ainda tem algum (Kajsar, Hugo, Daniel Vermelho, etc):

(A pergunta serve também para os comunistófilos que já defenderam o regime de Chávez há alguns anos, quando a coisa não estava tão feia e o regime ainda estava "apresentável".)



- O que a Venezuela fez de errado para que algo tão bom e correto, como o socialismo, desse no que deu, tal qual ocorreu em Cuba, Coréia do Norte, URSS, China pré-1978 e etc? Onde eles falharam? Qual o "segredo" que todos os governos socialistas esquecem de praticar e levam o país à ruína econômica sempre?



"Quando você vai parar de roubar?!"

Pergunta carregada, pois já assume que a veio algo errado "de dentro", do socialismo, e não sabotagem e/ou enfraquecimento vindo de forças externas, uma vez que o socilismo nunca foi adotado em larga escala internacional/global (Sugiro que estude macroeconomia e Trotsky para entender). O mais próximo disso foi na época da URSS, em seu auge, mas todos sabemos que os capitalistas não podiam permitir a continuidade do avanço de um sistema que se mostrava uma alternativa não somente viável, mas visivelmente superior.

A única verdadeira razão da falha do socialismo até hoje foi permitir que o capitalismo continuasse a existir.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.224
Re:Os estragos do chavismo na Venezuela
« Resposta #124 Online: 21 de Novembro de 2014, 09:40:30 »
Citar
Venezuela se desmancha em 15 anos de chavismo

Inflação galopante, queda do preço do petróleo, desabastecimento e criminalidade soam como a hora da verdade para o chavismo, que destruiu um país rico

A Venezuela encerra o 15º ano do ciclo chavista. A cada dia, a situação do país — lucrativo mercado para empreiteiras brasileiras — se torna mais crítica política, social e economicamente. A inflação, acima dos 63% anuais, tende a avançar para o patamar dos três dígitos, aguçando o conflito social. O declínio de 25% no preço do petróleo aprofunda a crise (Chávez assumiu com o barril a US$ 30, imperou com o óleo a US$ 140 e hoje o país não consegue sequer comprar alimentos com a cotação a US$ 80.) A Venezuela, que depende do petróleo para 96% da receita de exportações, virou um pária internacional — sobretudo em direitos humanos, com a oposição encarcerada —, e o governo imerso em corrupção.

A população enfrenta a cada vez mais aguda falta de produtos alimentícios e essenciais, por conta da escassez de divisas para as importações. A disparada de quase 30% do dólar no paralelo torna os produtos importados inacessíveis para uma vasta parcela da população. Os ricos continuam comprando o que lhes apraz no exterior. A criminalidade e a violência dispararam. O caos social não está longe.

A colunista Marianella Salazar resumiu a situação, no jornal “El Nacional”, de Caracas. “Não há fraldas para os anciãos nem é possível tratar doentes terminais de câncer e outras enfermidades por falta de remédios, mas o governo destina dólares para importar pinus canadense e enfeites para árvores de Natal. É um absurdo”.

No pós-globalização, o chavismo adota o planejamento centralizado da economia, que não deu certo em lugar algum. O Estado avançou sobre as empresas, nacionalizando-as e, portanto, jogou a eficiência no fundo do poço e afugentou investidores. Tudo em nome do “socialismo do século XXI”. O governo, tanto com Chávez como com seu sucessor, Nicolás Maduro, transformou a galinha dos ovos de ouro, a estatal petroleira PDVSA, num organismo gigantesco, totalmente aparelhado por aliados, com baixa produtividade, incumbida de servir de caixa para o Tesouro e responsável por programas populistas.

O subsídio à gasolina torna seu preço ao consumidor um dos mais baixos do mundo, menos de um centavo de dólar o litro. O governo reconhece que a PDVSA perde anualmente US$ 12,6 bilhões com a diferença entre o custo da produção e o de venda. O último ajuste do preço foi em 1997. Maduro voltou a falar em cortar parte do subsídio para reduzir o déficit fiscal, mas é pouco provável que o faça: em 1989, um aumento desaguou no “Caracazo”, violentos protestos nos quais morreram centenas de pessoas.

Na última semana, Maduro aprovou uma saraivada de 28 decretos na área econômica, aproveitando os últimos dias dos poderes especiais que o Congresso e a Justiça, dominados pelo chavismo, lhe outorgaram por um ano. Não se espera que problemas tão graves como os da Venezuela sejam resolvidos por decreto.
http://oglobo.globo.com/opiniao/venezuela-se-desmancha-em-15-anos-de-chavismo-14617844#ixzz3Jh3EnSrS

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!